Introdução à Óptica Geométrica

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução à Óptica Geométrica"

Transcrição

1 Introdução à Óptica Geométrica

2 ÓPTICA GEOMÉTRICA: Parte da Física que descreve fenômenos luminosos a partir da noção de raio de luz, alguns princípios fundamentais e Geometria. LUZ: Dependendo do fenômeno estudado a luz se comporta como onda ou como partícula (natureza dual). Os dois modelos são necessários e se complementam (Princípio da complementaridade de Bohr). VELOCIDADE: A velocidade de propagação da luz no vácuo é aproximadamente igual a c = km/s = 3x10 5 km/s = 3x10 8 m/s.

3 RAIO DE LUZ: Linha orientada que representa, graficamente, a direção e o sentido de propagação da luz.

4 FEIXE DE LUZ: Conjunto de raios de luz. Paralelo ou cilíndrico Exemplo: Raios do sol que atingem a superfície da Terra. Convergente ou cônico convergente Exemplo: Feixe que emerge de uma lupa. (lente convergente) Divergente ou cônico divergente Exemplo: Feixe que emerge da chama de uma vela.

5 Feixe Paralelo Feixe Convergente

6 FONTES DE LUZ Fonte Primária ou Corpo Luminoso Possui luz própria. Emite a luz que produz. Exemplo: Sol, Estrelas, Lâmpada elétrica acesa etc. Curiosidade: De vaga-lumes a bactérias, uma grande variedade de espécies desenvolveu a capacidade de reproduzir luz própria a partir de processos químicos (Bioluminescência). Os motivos para esse comportamento vão desde a defesa contra predadores até a necessidade de atrair pares para acasalamento.

7 Fonte Secundária ou Corpo Iluminado Não Possui luz própria. Reflete a luz que recebe de outros corpos. Exemplo: Lua, parede, árvores etc.

8

9 Fonte Pontual ou Puntiforme As dimensões da fonte de luz são desprezíveis em comparação com as distâncias que a separam de outros corpos. Exemplo: Uma estrela muito distante da Terra. (Cuidado: O Sol, em relação à Terra, não é uma fonte pontual)

10 Fonte Extensa As dimensões da fonte de luz NÃO são desprezíveis em comparação com as distâncias que a separam de outros corpos. Exemplo: O sol em relação à Terra.

11 LUZ MONOCROMÁTICA OU SIMPLES: De uma só cor (frequência). Exemplo: Vermelho, Verde, Azul etc.

12 LUZ POLICROMÁTICA OU COMPOSTA: Resulta da superposição de cores diferentes (várias frequências). Exemplo: Luz Solar (Luz branca) BRANCO: V A A V A A V

13 MEIOS DE PROPAGAÇÃO DA LUZ Meio Transparente: Nele a luz se propaga de maneira regular. Objetos são vistos com nitidez através desse meio. Exemplo: Vidro comum, ar, água em pequenas camadas. Transparente Translúcido Opaco Meio Translúcido: Nele a luz se propaga de maneira irregular. Exemplo: Vidro fosco, o papel de seda, papel vegetal. Meio Opaco: Não permite a propagação da luz. Exemplo: Madeira, concreto.

14 FENÔMENOS ÓPTICOS Superfície plana e polida de um metal. Superfície irregular. Exemplo: Parede. Energia luminosa é transformada em Energia Térmica. A Luz passa para um meio transparente. A Luz passa para um meio translúcido

15 Princípios da óptica geométrica 1) PRINCÍPIO DA PROPAGAÇÃO RETILÍNEA DA LUZ Nos meios homogêneos e transparentes, a luz se propaga em linha reta. Outros fatos* que comprovam o princípio da propagação retilínea da luz são a ocorrência de eclipses, a formação de imagens em câmaras escuras de orifício e o conceito de ângulo visual. *Serão estudados nas próximas aulas. A projeção da sombra de um corpo opaco (C) por uma fonte (F) sobre um anteparo (A) evidencia que a luz se propaga em linha reta.

16 2) PRINCÍPIO DA REVERSIBILIDADE DOS RAIOS DE LUZ A trajetória seguida pela luz independe do sentido de sua propagação. A trajetória do raio de luz de A até C é a mesma de C até A.

17 3) PRINCÍPIO DA INDEPENDÊNCIA DOS RAIOS DE LUZ Quando raios de luz se cruzam, cada um deles segue seu trajeto como se os outros não existissem. A: Branco B: Azul C: Verde D: Vermelho

18 Princípio da Propagação Retilínea da Luz: SOMBRA (Fonte Pontual) (Fonte Pontual) Sombra: Região não iluminada.

19 SOMBRA E PENUMBRA (Fonte Extensa) Penumbra: Região parcialmente iluminada.

20 SOMBRA E PENUMBRA

21 SOMBRA E PENUMBRA Fonte Extensa Penumbra Corpo Opaco Penumbra: Região parcialmente iluminada. Sombra

22 Exercício Um grupo de escoteiros deseja construir um acampamento em torno de uma árvore. Por segurança, eles devem colocar as barracas a uma distância tal da base da árvore que, se cair, ela não venha a atingi-los. Aproveitando o dia ensolarado, eles mediram, ao mesmo tempo, os comprimentos das sombras da árvore e de um deles, que tem 1,5 m de altura; os valores encontrados foram 6,0 m e 1,8 m, respectivamente. Qual deve ser a menor distância das barracas à base da árvore?

23 CÂMARA ESCURA DE ORIFÍCIO o i D d Imagem: Invertida Real (Projetada) i o: altura do objeto i: altura da imagem D: distância do objeto ao orifício d: distância da imagem ao orifício o D d

24 CÂMARA ESCURA DE ORIFÍCIO o i D d o: altura do objeto i d i: altura da imagem D: distância do objeto ao orifício o D d: distância da imagem ao orifício

25 CÂMARA ESCURA DE ORIFÍCIO i D o d o i i D k(cte) D d i k i d D o D i e D são inversamente proporcionais

26 Exemplo O esquema representa o corte de uma câmara escura de orifício, diante da qual existe um corpo luminoso AB de 40 cm de comprimento: Considerando a = 100 cm e b = 20 cm, calcule o comprimento da figura A B projetada na parede do fundo da câmara.

27 A COR DE UM CORPO POR REFLEXÃO A cor de um corpo por reflexão é determinada pelo tipo de luz que ele reflete difusamente. BRANCO: V A A V A A V

28 Exercício n 29 (pág.317) A bandeira do Brasil esquematizada na figura é confeccionada em tecidos puramente pigmentados: Estando estendida sobre uma mesa no interior de um recinto absolutamente escuro, a bandeira é iluminada por luz monocromática. Determine de que cores serão vistas as regiões designadas por 1, 2, 3 e 4 no caso de: a) a luz monocromática ser verde; b) a luz monocromática ser vermelha. a) 1 verde; 2 preta; 3 preta; 4 verde. b) 1 preta; 2 preta; 3 preta; 4 vermelha.

29 O azul do céu De todas as componentes da luz solar, a violeta e, em seguida, a azul são as que sofrem maior difusão ao atravessarem a atmosfera terrestre. Assim, quando a luz percorre distâncias menores na atmosfera (por exemplo, ao meio-dia), são essas as componentes que chegam em maior proporção aos nossos olhos. Como eles são mais sensíveis à luz azul, enxergamos o céu azul. Ao nascer e ao pôr do sol, a luz vermelha é a que menos se difunde e portanto a que se propaga mais facilmente pela atmosfera. Então, ao atravessar uma espessura maior nesses períodos do que ao meio-dia, a luz solar que chega aos nossos olhos está subtraída da luz azul e das luzes que lhe são próximas, que foram difundias nas primeiras camadas da atmosfera. Assim, nesses períodos, vemos o céu avermelhado.

30 Fases da Lua

31 Fases da Lua CHEIA ¼ MINGUANTE NOVA ¼ CRESCENTE CHEIA

32 Horários da Lua Fase da Lua Nascente Máximo Poente Cheia 18:00 00:00 06:00 Minguante 00:00 06:00 12:00 Nova 06:00 12:00 18:00 Crescente 12:00 18:00 00:00

33 ECLIPSES Favorável para Eclipse Favorável para Eclipse

34 ECLIPSE SOLAR Eclipse Solar Total Lua Nova Eclipse Solar Parcial

35 ECLIPSE SOLAR Eclipse Solar Anular Lua Nova Eclipse Solar Anular

36 ECLIPSE LUNAR Lua Cheia Eclipse Lunar

37 ECLIPSE LUNAR LUA CHEIA Eclipse Lunar

38

39 Se o plano orbital da Lua coincidisse com o plano da eclíptica (órbita da Terra em torno do Sol), um eclipse solar ocorreria a toda Lua nova e um eclipse lunar a toda Lua cheia (2 por mês). Entretanto, o plano está inclinado 5,2 e, portanto, a Lua precisa estar próxima da linha de nodos (cruzando o plano da eclíptica) para que um eclipse ocorra. Entre dois e sete eclipses ocorrem anualmente. Eclipse Solar 26 Fev 2017 Anular do Sol 21 Ago 2017 Total do Sol 15 Fev 2018 Parcial do Sol 13 Jul 2018 Parcial do Sol 11 Ago 2018 Parcial do Sol 6 Jan 2019 Parcial do Sol 2 Jul 2019 Total do Sol 26 Dez 2019 Anular do Sol 21 Jun 2020 Anular do Sol 14 Dez 2020 Total do Sol Eclipse Lunar 11 Fev 2017 Penumbral da Lua 07 Ago 2017 Parcial da Lua 31 Jan 2018 Total da Lua 27 Jul 2018 Total da Lua 21 Jan 2019 Total da Lua 16 Jul 2019 Parcial da Lua 10 Jan 2020 Penumbral da Lua 05 Jun 2020 Penumbral da Lua 05 Jul 2020 Penumbral da Lua 30 Nov 2020 Penumbral da Lua

Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica

Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica 1.0 Definições Raios de luz Linhas orientadas que representam, graficamente, a direção e o sentido de propagação da luz. Conjunto de raios de luz Feixe

Leia mais

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante CONCEITOS GERAIS 01. LUZ Onda eletromagnética Energia radiante c = 300.000 km/s c = velocidade da luz no vácuo (01) Um raio laser e um raio de luz possuem, no vácuo, a mesma velocidade OBSERVAÇÕES Todas

Leia mais

Aulas 1 a 3. Introdução à Ótica Geométrica

Aulas 1 a 3. Introdução à Ótica Geométrica Aulas 1 a 3 Introdução à Ótica Geométrica Ótica Geométrica Análise de um fenômeno óptico: Fonte de Luz emite Luz Que se propaga em um Meio óptico E atinge um Sistema óptico Que é responsável Formação da

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA 9º ANO E.F. Professor Gustavo H.

ÓPTICA GEOMÉTRICA 9º ANO E.F. Professor Gustavo H. ÓPTICA GEOMÉTRICA 9º ANO E.F. Professor Gustavo H. ÓPTICA GEOMÉTRICA (Conceitos básicos) FONTE DE LUZ PRIMÁRIA OU CORPO LUMINOSO Emite luz própria. Exemplos: estrelas, Sol, lâmpada acesa. FONTE

Leia mais

PRINCÍPIOS DA ÓPTICA. Professor Paulo Christakis, M.Sc. 10/10/2016 1

PRINCÍPIOS DA ÓPTICA. Professor Paulo Christakis, M.Sc. 10/10/2016 1 PRINCÍPIOS DA ÓPTICA 10/10/2016 1 O QUE É A LUZ? A luz é uma forma de energia que não necessita de um meio material para se propagar. A luz do Sol percorre a distância de 150 milhões de quilômetros com

Leia mais

Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta.

Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta. Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta. Propaga-se, no vácuo, com velocidade de 3.10 5 km/s.(ou

Leia mais

Conceitos Básicos de Óptica Geométrica

Conceitos Básicos de Óptica Geométrica Conceitos Básicos de Óptica Geométrica FRENTE 2 MÓDULOS 1, 2 E 3 Introdução Óptica é a parte da Física que estuda a luz e os fenômenos luminosos. Seu desenvolvimento se deu com a publicação da Teoria Corpuscular

Leia mais

Setor 1210 FUNDAMENTOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA - Aulas 01 Prof. Calil

Setor 1210 FUNDAMENTOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA - Aulas 01 Prof. Calil ÓPTICA GEOMÉTRICA Setor 1210 FUNDAMENTOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA - Aulas 01 Prof. Calil A Óptica estuda a energia denominada luz. 1- O estudo dos defeitos da visão e como curá-los, constitui a Óptica Fisiológica.

Leia mais

LUZ. Forma de energia radiante que se propaga por meio de ondas eletromagnéticas. A velocidade da luz no vácuo é de cerca de km/s.

LUZ. Forma de energia radiante que se propaga por meio de ondas eletromagnéticas. A velocidade da luz no vácuo é de cerca de km/s. ÓPTICA GEOMÉTRICA É a parte da Física que estuda os fenômenos relacionados com a luz e sua interação com meios materiais quando as dimensões destes meios é muito maior que o comprimento de onda da luz.

Leia mais

Princípios da Óptica Geométrica

Princípios da Óptica Geométrica Princípios da Óptica Geométrica Caderno 2 Frente 2 Módulo 2 Introdução Óptica é a parte da Física que estuda a luz e os fenômenos luminosos. Seu desenvolvimento se deu com a publicação da Teoria Corpuscular

Leia mais

NOTAS AULAS DE FÍSICA ÓPTICA 05/2015

NOTAS AULAS DE FÍSICA ÓPTICA 05/2015 NOTAS AULAS DE FÍSICA ÓPTICA 05/2015 Professor Danilo Lima Site: estudeadistancia.professordanilo.com PREFÁCIO Estas notas são divulgadas periodicamente no blog estudeadistancia.professordanilo.com A data

Leia mais

Processo Avaliativo LISTA EXTRA 1-1º Bimestre/2017 Disciplina: Física B 1ª série EM A/B Data: 10/02/2017. Nome do aluno Nº Turma

Processo Avaliativo LISTA EXTRA 1-1º Bimestre/2017 Disciplina: Física B 1ª série EM A/B Data: 10/02/2017. Nome do aluno Nº Turma Processo Avaliativo LISTA EXTRA 1-1º Bimestre/2017 Disciplina: Física B 1ª série EM A/B Data: 10/02/2017 Nome do aluno Nº Turma Atividade Avaliativa: A atividade deve ser respondida e mantida no caderno.

Leia mais

Óptica Geométrica. Luz. Prof. Vicente. Fontes de Luz

Óptica Geométrica. Luz. Prof. Vicente. Fontes de Luz Luz Óptica Geométrica Prof. icente Agente físico capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. orma de energia que se propaga através de ondas eletromagnéticas.(teoria Ondulatória da Luz) ompreende a região

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA. Prof. Henrique Dantas

ÓPTICA GEOMÉTRICA. Prof. Henrique Dantas ÓPTICA GEOMÉTRICA Prof. Henrique Dantas 2017 Conceitos Básicos Luz: A luz é uma forma de energia radiante, ou seja, se propaga na forma de onda eletromagnética; No vácuo apresenta uma velocidade c = 3.

Leia mais

PROF. DANILO PRINCÍPIOS DA ÓTICA GEOMÉTRICA TERCEIRO ANO 13/02/2016 FOLHA 03

PROF. DANILO PRINCÍPIOS DA ÓTICA GEOMÉTRICA TERCEIRO ANO 13/02/2016 FOLHA 03 FOLHA 03 Após esta aula, a lista "INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ÓTICA"pode ser feita por completo. EXERCÍCIOS 1. Suponha que você tenha em mãos quatro corpos esféricos: A, B, C e D. Os corpos A, B e C foram

Leia mais

3 - Um objeto de 1,8 m de altura foi colocado diante de uma câmara escura de orifício conforme o esquema a seguir.

3 - Um objeto de 1,8 m de altura foi colocado diante de uma câmara escura de orifício conforme o esquema a seguir. 1 - Num dia ensolarado, um aluno de 1,8 m mede a sua sombra, encontrando 1,2 m. Se, naquele mesmo instante, a sombra de outra pessoa ao lado dele é de 1,0m então podemos concluir que a altura dessa pessoa

Leia mais

Prof. Patricia Caldana FORMAÇÃO DE IMAGENS EM LENTES ESFÉRICAS

Prof. Patricia Caldana FORMAÇÃO DE IMAGENS EM LENTES ESFÉRICAS FORMAÇÃO DE IMAGENS EM LENTES ESFÉRICAS EXERCÍCIOS ÓPTICA 1. Ano-luz é a medida de distância usada em astronomia que se refere ao espaço percorrido pela luz durante um ano terrestre. Considerando c = 300.000

Leia mais

Esta figura ilustra o fenômeno óptico da

Esta figura ilustra o fenômeno óptico da 1. UFAL 93) Uma sala é iluminada por uma única fonte de luz. A sombra de um objeto projetada na parede apresenta uma região de penumbra. Esta observação permite concluir que a fonte de luz: a) não é puntual.

Leia mais

Exercícios ÓPTICA GEOMÉTRICA -1.

Exercícios ÓPTICA GEOMÉTRICA -1. Exercícios ÓPTICA GEOMÉTRICA -1. 1.Sobre os conceitos fundamentais da Óptica, é correto afirmar que a) quanto mais afastado está um objeto de uma câmara escura menor é a sua imagem dentro da mesma. b)

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. O que é a luz? Como se propaga? Objetivos. Unidade 1 Som e Luz

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. O que é a luz? Como se propaga? Objetivos. Unidade 1 Som e Luz Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Como se propaga? Objetivos Concluir que a visão dos objetos implica a propagação da luz, em diferentes meios, desde a fonte de luz

Leia mais

É a parte da Física que estuda os fenômenos relacionados com a luz e sua interação com meios materiais quando as dimensões destes meios é muito maior

É a parte da Física que estuda os fenômenos relacionados com a luz e sua interação com meios materiais quando as dimensões destes meios é muito maior É a parte da Física que estuda os fenômenos relacionados com a luz e sua interação com meios materiais quando as dimensões destes meios é muito maior que o comprimento de onda da luz. LUZ Onda eletromagnética,

Leia mais

Quando um corpo extenso (não pontual) é iluminado por outro corpo extenso definem-se duas regiões de sombra:

Quando um corpo extenso (não pontual) é iluminado por outro corpo extenso definem-se duas regiões de sombra: Eclipses Um eclipse acontece sempre que um corpo entra na sombra de outro. Assim, quando a Lua entra na sombra da Terra, acontece um eclipse lunar. Quando a Terra é atingida pela sombra da Lua, acontece

Leia mais

FÍSICA MÓDULO 13. Conceitos e Princípios Fundamentais da Óptica Geométrica. Professor Sérgio Gouveia

FÍSICA MÓDULO 13. Conceitos e Princípios Fundamentais da Óptica Geométrica. Professor Sérgio Gouveia FÍSICA Professor Sérgio Gouveia MÓDULO 13 Conceitos e Princípios Fundamentais da Óptica Geométrica 1. ÓPTICA GEOMÉTRICA A óptica geométrica estuda a luz quanto à sua propagação, sem se preocupar com a

Leia mais

3º Bimestre. Física II. Autor: Geraldo Velazquez

3º Bimestre. Física II. Autor: Geraldo Velazquez 3º Bimestre Autor: Geraldo Velazquez SUMÁRIO UNIDADE I Óptica Geométrica... 4 1 Natureza Da Luz... 4 2 Conceitos Preliminares... 5 2.1 Raios e Feixes... 5 2.2 Fontes De Luz... 6 2.3 MEIOS ÓPTICOS... 6

Leia mais

LUZ. A luz é uma forma de energia, que tem origem nos corpos luminosos e que se propaga em todas as direções.

LUZ. A luz é uma forma de energia, que tem origem nos corpos luminosos e que se propaga em todas as direções. LUZ A luz é uma forma de energia, que tem origem nos corpos luminosos e que se propaga em todas as direções. CORPOS LUMINOSOS São corpos que emitem luz. CORPOS ILUMINADOS São corpos que recebem luz e a

Leia mais

1º trimestre Exercícios - Física Data:03/16 Ensino Médio 3º ano classe: Prof.Dora Nome: nº

1º trimestre Exercícios - Física Data:03/16 Ensino Médio 3º ano classe: Prof.Dora Nome: nº . 1º trimestre Exercícios - Física Data:03/16 Ensino Médio 3º ano classe: Prof.Dora Nome: nº Valor: Nota:. 1. (FESP-PE) Um edifício projeta no solo uma sombra de 40 m. No mesmo instante, um observador

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Objetivos. O que é a luz? Como se propaga? O que é a luz?

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Objetivos. O que é a luz? Como se propaga? O que é a luz? Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Objetivos Como se propaga? Concluir que a visão dos objetos implica a propagação da luz, em diferentes meios, desde a fonte de luz

Leia mais

Feixe de luz: É um conjunto de infinitos raios de luz; um feixe luminoso pode

Feixe de luz: É um conjunto de infinitos raios de luz; um feixe luminoso pode ÓPTICA Luz - Comportamento e princípios Prof. Patricia Caldana A luz, ou luz visível como é fisicamente caracterizada, é uma forma de energia radiante. É o agente físico que, atuando nos órgãos visuais,

Leia mais

Física B Extensivo V. 1

Física B Extensivo V. 1 Física B Extensivo V. 1 Exercícios 01) 38 01. Falsa. f Luz > f Rádio 02. Verdadeira. Todas as ondas eletromagnéticas são transversais. 04. Verdadeira. Do tipo secundária. 08. Falsa. Do tipo secundária.

Leia mais

Eclipses Solares e Lunares. Roberto Ortiz EACH/USP

Eclipses Solares e Lunares. Roberto Ortiz EACH/USP Eclipses Solares e Lunares Roberto Ortiz EACH/USP Eclipses A palavra procede do grego, que significa desaparecimento. Os eclipses podem ser solares ou lunares. Eclipses solares Ocorrem quando há o alinhamento

Leia mais

Comunicações Ópticas. Profº: Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues, M. Sc.

Comunicações Ópticas. Profº: Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues, M. Sc. Comunicações Ópticas Profº: Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues, M. Sc. Corpos luminosos e Corpos iluminados O Sol, as estrelas, uma lâmpada ou uma vela, acesas, são objetos que emitem luz própria,

Leia mais

Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ)

Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ) Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ) Sérgio Ferreira de Lima http://aprendendofisica.net/rede/blog/category/aprofundamento/ cp2@sergioflima.pro.br Óptica Geométrica: Estudo dos fenômenos

Leia mais

Eclipses Solares e Lunares. Roberto Ortiz EACH/USP

Eclipses Solares e Lunares. Roberto Ortiz EACH/USP Eclipses Solares e Lunares Roberto Ortiz EACH/USP Eclipses A palavra procede do grego, que significa desaparecimento. Os eclipses podem ser solares ou lunares. Eclipses solares Ocorrem quando há o alinhamento

Leia mais

2ª SÉRIE ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / /

2ª SÉRIE ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - A - 2011 2ª SÉRIE ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / Unidade 01 - Introdução à Óptica Geométrica Unidade 02 - Reflexão da Luz REFAZER OS EXERCÍCIOS

Leia mais

Introdução ao estudo da Óptica:

Introdução ao estudo da Óptica: ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA 1 -Introdução ao estudo da Óptica -Divisão do estudo da Óptica -Definição de Luz e conhecimento de sua Velocidade -Meios de Propagação da Luz -Fontes de Luz -Raio de Luz e Feixe

Leia mais

Meios transparentes Meios translúcidos Meios opacos

Meios transparentes Meios translúcidos Meios opacos ÓPTICA O que é luz? Definimos costumeiramente luz como sendo a faixa visível do espectro eletromagnético. A Óptica irá, portanto, estudar o comportamento da luz e os fenômenos que ocorrem com ela em diferentes

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 1 o BIMESTRE 2012

PROVA DE FÍSICA 1 o BIMESTRE 2012 PROVA DE FÍSICA 1 o BIMESTRE 2012 PROF. VIRGÍLIO As questões referem-se ao estudo da Óptica Geométrica, dando ênfase aos principais fundamentos e ao estudo dos Espelhos Planos. Todas as questões devem

Leia mais

1-A figura 1 a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água.

1-A figura 1 a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água. REFRAÇÃO- LEI DE SNELL DESCARTES -A figura a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água. Os índices de refração são,00 para o ar,,50 para vidro e,33 para

Leia mais

Introdução à Óptica Geométrica

Introdução à Óptica Geométrica FÍSICA Professor: LUTIANO FREITAS 3º ano/curso DATA: 30/ 03 / 2017 Introdução à Óptica Geométrica Óptica POLICROMÁTICA: aquela que emite luzes de diversas cores (várias radiações de diferentes frequências).

Leia mais

Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz. Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA

Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz. Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA FÍSICO-QUÍMICA 8º ANO DE ESCOLARIDADE Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA Luz Luz é uma onda eletromagnética (propaga-se simultaneamente em meios

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física - Óptica geométrica. Mecanismos do Eclipse

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física - Óptica geométrica. Mecanismos do Eclipse Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física - Óptica geométrica 01 - (PUC RJ) A uma certa hora da manhã, a inclinação

Leia mais

3 - Na figura a seguir, está esquematizado um aparato experimental que é utilizado. 1 - Dois raios de luz, um vermelho (v) e outro

3 - Na figura a seguir, está esquematizado um aparato experimental que é utilizado. 1 - Dois raios de luz, um vermelho (v) e outro 1 - Dois raios de luz, um vermelho (v) e outro azul (a), incidem perpendicularmente em pontos diferentes da face AB de um prisma transparente imerso no ar. No interior do prisma, o ângulo limite de incidência

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 1 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 1 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 1 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos: Fenômenos Ópticos e Espelhos Planos 1. (Pucrj 2013) A uma certa hora da manhã, a inclinação dos

Leia mais

A NATUREZA DA LUZ. c=3x10 Fig. 1.1 Sir Isaac Newton PROF. TONHO

A NATUREZA DA LUZ. c=3x10 Fig. 1.1 Sir Isaac Newton PROF. TONHO AULA 19 NATUREZA DA LUZ APOSTILA 7 FSC-D ÓPTICA GEOM MÉTRICA TEORIA CORPUSCULAR A NATUREZA DA LUZ Em 1672, o físico inglês Isaac Newton apresentou uma teoria conhecida com modelo corpuscular da luz. Nessa

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE. ALUNO(a): Nº

COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE. ALUNO(a): Nº COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE ALUNO(a): Nº SÉRIE: 2 0 TURMAS: C-D-H-I TURNO: [M] [T] Prof.(s): Diva. 1- A luz amarela se propaga em um determinado vidro com

Leia mais

Movimento Anual do Sol, Fases da Lua e Eclipses

Movimento Anual do Sol, Fases da Lua e Eclipses Hipertexto: http://www.astro.if.ufrgs.br Fundamentos de Astronomia e Astrofísica Movimento Anual do Sol, Fases da Lua e Eclipses Rogemar A. Riffel e-mail: rogemar@ufrgs.br http://www.if.ufrgs.br/~rogemar

Leia mais

Professora Bruna CADERNO 1. Capítulo 4. Fenômenos Ópticos: Refração, Absorção e Dispersão da Luz

Professora Bruna CADERNO 1. Capítulo 4. Fenômenos Ópticos: Refração, Absorção e Dispersão da Luz CADERNO 1 Capítulo 4 Fenômenos Ópticos: Refração, Absorção e Dispersão da Luz FENÔMENOS ÓPTICOS No capítulo anterior demos início ao estudo dos fenômenos ópticos. Um fenômeno óptico ocorre quando a luz

Leia mais

Óptica Geométrica. Reflexão e refração da luz. Autor: Prof. Marcelo Caldas Chaves

Óptica Geométrica. Reflexão e refração da luz. Autor: Prof. Marcelo Caldas Chaves Óptica Geométrica Reflexão e refração da luz Autor: Prof. Marcelo Caldas Chaves Raio e Feixe de Luz: Um raio de luz indica a direção e o sentido de propagação da luz. Um conjunto de raios de luz é chamado

Leia mais

A Luz e o mundo que nos rodeia. A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta.

A Luz e o mundo que nos rodeia. A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta. LUZ A Luz e o mundo que nos rodeia A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta. A luz e os corpos Corpos luminosos corpos que produzem ou têm luz própria Corpos iluminados corpos que

Leia mais

Apostila 2. Capítulo 9. Refração. Página 321. Gnomo

Apostila 2. Capítulo 9. Refração. Página 321. Gnomo Apostila 2 Capítulo 9 Página 321 Refração Refração Refração da luz é a passagem da luz de um meio para outro, acompanhada de variação em sua velocidade de propagação. O que caracteriza a refração é a variação

Leia mais

Dependência. Disciplina Física 2ª série. Cronograma Armando Horta Dumont

Dependência. Disciplina Física 2ª série. Cronograma Armando Horta Dumont Dependência Disciplina Física 2ª série Cronograma 2016 1ª Avaliação 1 Óptica 1.1 Conceitos Fundamentais. 1.2 Reflexão da Luz. 2ª Avaliação 1 Óptica 1.3 Espelhos esféricos. 1.4 Refração da Luz. 3ª Avaliação

Leia mais

Planificação 3º Período GR Disciplina Ciências Físico-Químicas 8ºAno

Planificação 3º Período GR Disciplina Ciências Físico-Químicas 8ºAno Planificação 3º Período GR 50 - Disciplina Ciências Físico-Químicas 8ºAno Conteúdos. A como onda.. Características das ondas de.. Luz visível e não visível Competências Gerais Mobilizar saberes culturais,

Leia mais

-6-- FIGURA 1 FIGURA 2 FIGURA 3 FIGURA 4 FIGURA 5. Lente convergente prisma óptico espelho plano espelho côncavo lâmina de faces paralelas

-6-- FIGURA 1 FIGURA 2 FIGURA 3 FIGURA 4 FIGURA 5. Lente convergente prisma óptico espelho plano espelho côncavo lâmina de faces paralelas -6-- www.pascal.com.br EXECÍCIOS SUPE FÍSICA (aula 9) Prof. Edson Osni amos 183. (BP - 96) FIGUA 1 FIGUA 2 FIGUA 3 FIGUA 4 FIGUA 5 Lente convergente prisma óptico espelho plano espelho côncavo lâmina de

Leia mais

Óptica Geométrica 9º EF

Óptica Geométrica 9º EF Óptica Geométrica 9º EF Fonte de luz Estrelas Lâmpada acesa Lua Lâmpada apagada Fonte Primária Fonte Secundária Classificação de fontes de luz Quanto a emissão a) Fonte Primária (luminoso): produz a luz

Leia mais

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet 11. (Fei 97) A luz solar se propaga e atravessa um meio translúcido. Qual das alternativas a seguir representa o que acontece com a propagação dos raios de luz? 12. (Fuvest 93) A luz solar penetra numa

Leia mais

ÓPTICA. Conceito. Divisões da Óptica. Óptica Física: estuda os fenômenos ópticos que exigem uma teoria sobre a natureza das ondas eletromagnéticas.

ÓPTICA. Conceito. Divisões da Óptica. Óptica Física: estuda os fenômenos ópticos que exigem uma teoria sobre a natureza das ondas eletromagnéticas. ÓPTICA Conceito A óptica é um ramo da Física que estuda os fenomenos relacionados a luz ou, mais amplamente, a radiação eletromagnética, visível ou não. A óptica explica os fenômenos de reflexão, refração

Leia mais

a) 0,49 m b) 1,0 m c) 1,5 m d) 3,0 m e) 5,0 m

a) 0,49 m b) 1,0 m c) 1,5 m d) 3,0 m e) 5,0 m 1) (UFRJ) No dia 3 de novembro de 1994 ocorreu o último eclipse total do Sol deste milênio. No Brasil, o fenômeno foi mais bem observado na Região Sul. A figura mostra a Terra, a Lua e o Sol alinhados

Leia mais

Física 3 aulas 19 e 20 Introdução à Óptica

Física 3 aulas 19 e 20 Introdução à Óptica www.fisicanaveia.com.br Física 3 aulas 19 e 20 Introdução à Óptica www.fisicanaveia.com.br/cei 1 De acordo com o Eletromagnetismo, particularmente das equações de James Clerk Maxwell (1831-1879), ao final

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 9º ANO 3 BIM

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 9º ANO 3 BIM ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 9º ANO 3 BIM Nome: Nº 9º ano EF Data: / /2016 Professores: Gladstone / Samuel 3º Bimestre A - Introdução Leia, atentamente, este roteiro, pois ele resgata conteúdos essenciais

Leia mais

Aquele que tentou e não conseguiu é superior àquele que nada tentou. Exercícios Avaliativos em sala

Aquele que tentou e não conseguiu é superior àquele que nada tentou. Exercícios Avaliativos em sala ESCOLA ESTADUAL ALFREDO SÁ R. 0.5.C.4 ENSINO FUNDAMENTAL ENSINO MÉDIO SÉRIE: 2ºANO 3º BIMESTRE DATA : 21-10-16 VALOR : PONTOS ACESSE: Site:WWW.PROFESSORARNON.COM PROFESSOR(A): ARNON RIHS / Canal do YOUTUBE

Leia mais

ÓPTICA. A Óptica tem por objetivo o estudo das propriedades da Luz, e para efeitos didáticos, se divide em duas partes:

ÓPTICA. A Óptica tem por objetivo o estudo das propriedades da Luz, e para efeitos didáticos, se divide em duas partes: ÓPTICA A Óptica tem por objetivo o estudo das propriedades da Luz, e para efeitos didáticos, se divide em duas partes: Geométrica ÓPTICA Física Estuda os fenômenos luminosos sem considerar a natureza da

Leia mais

CRONOGRAMA DE RECUPERAÇÃO ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO

CRONOGRAMA DE RECUPERAÇÃO ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 9º ano (E.F.) CRONOGRAMA DE RECUPERAÇÃO DISCIPLINA: FÍSICA Caderno Números dos módulos Assuntos 1 1 Ondas por todos os lados 1 2 Ondas: o que são? Para que servem? 1 5 Som e ondas sonoras 2 6 Óptica:

Leia mais

Prof. Valdir Guimarães. Aula-2 ótica geométrica espelhos planos e esféricos

Prof. Valdir Guimarães. Aula-2 ótica geométrica espelhos planos e esféricos Prof. Valdir Guimarães Aula-2 ótica geométrica espelhos planos e esféricos Curso Site do curso no STOA https://edisciplinas.usp.br/course/view.php?id=52882 As aulas serão ministradas na sala 202 ala II

Leia mais

PROVA FÍSICA 1º TRIMESTRE 2013 PROF. VIRGÍLIO

PROVA FÍSICA 1º TRIMESTRE 2013 PROF. VIRGÍLIO PROVA FÍSICA 1º TRIMESTRE 2013 PROF. VIRGÍLIO NOME Nº 1º ANO A prova deve ser feita com caneta azul ou preta. É terminantemente proibido o uso de corretor. Respostas com corretor serão anuladas. As questões

Leia mais

As divisões da óptica

As divisões da óptica ÓPTICA As divisões da óptica Óptica física : Estuda a natureza da luz. Óptica fisiológica: Estuda os mecanismos responsáveis pela visão. Óptica geométrica: Estuda os fenômenos relacionados à trajetória

Leia mais

Luz e Visão. Prof. César Bastos

Luz e Visão. Prof. César Bastos Luz e Visão Prof. César Bastos Introdução ao estudo de Luz e Visão Como você explicaria o que é luz? Você seria capaz de explicar a Luz para uma pessoa que não enxerga? Durante muitos anos, desde a Grécia

Leia mais

ESPELHOS ESFÉRICOS DE GAUSS PROFESOR: JOÃO RODRIGO ESCALARI QUINTILIANO COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR - OSASCO

ESPELHOS ESFÉRICOS DE GAUSS PROFESOR: JOÃO RODRIGO ESCALARI QUINTILIANO COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR - OSASCO ESPELHOS ESÉRIOS DE GAUSS PROESOR: JOÃO RODRIGO ESALARI QUINTILIANO OLÉGIO DA POLÍIA MILITAR - OSASO Introdução à Óptica Geométrica onceitos básicos: LUZ é Energia radiante que se propaga por meio de ondas

Leia mais

Abril Educação Ondas sonoras e luminosas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Abril Educação Ondas sonoras e luminosas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Abril Educação Ondas sonoras e luminosas Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 Explique a diferença entre reflexão difusa e especular. Questão 2 O que são qualidades fisiológicas do

Leia mais

O que é necessário para haver um Eclipse?

O que é necessário para haver um Eclipse? Parte 3 Eclipses A lua de Júptier Io provoca um eclipse solar numa zona de Júpiter O que é um eclipse? Um eclipse ocorre de cada vez que um objecto astronómico projecta a sua sombra noutro. No caso dos

Leia mais

Movimentos e fases da Lua

Movimentos e fases da Lua Movimentos e fases da Fases da Nova Quarto Crescente Cheia Quarto Minguante Nova Nova Crescente Cheia Minguante Crescente Minguante Lunação ou Mês Sinódico 29,530589 dias ~ 29 d 12 h 44 m 03 s O período

Leia mais

Tópicos Especiais em Física. Vídeo-aula 3: astronomia esférica 25/06/2011

Tópicos Especiais em Física. Vídeo-aula 3: astronomia esférica 25/06/2011 Tópicos Especiais em Física Vídeo-aula 3: astronomia esférica 25/06/2011 Sistema esférico de coordenadas geográficas Sistemas de coordenadas celestes Movimento diurno dos astros Movimento anual do sol

Leia mais

1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO

1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2014 89 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO DATA: / / NOTA: NOME: N REC. PARALELA FÍSICA II 2º ANO EM TURMA 222 PROFº ROGÉRIO 1º BIMESTRE 1.

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Refração da Luz. Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Refração da Luz. Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto ISTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊCIA E TECOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel Refração da Luz Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá:

Leia mais

Professor: Gabriel Alves

Professor: Gabriel Alves Professor: Gabriel Alves Questão 01 - (FMABC SP/2016) As imagens abaixo correspondem a um acessório de segurança para quem tem que transportar um bebê na cadeirinha no banco de trás - o espelho retrovisor

Leia mais

O olho humano. No fundo do olho temos a projeção de uma imagem real e invertida

O olho humano. No fundo do olho temos a projeção de uma imagem real e invertida Câmara escura O olho humano No fundo do olho temos a projeção de uma imagem real e invertida O olho humano Sombra e Penumbra Fonte Extensa Sombra e Penumbra Eclipse Solar Sombra e Penumbra Eclipse Lunar

Leia mais

Resoluções dos testes propostos

Resoluções dos testes propostos 1 T.206 Resposta: c U ano-luz é a distância que a luz percorre no vácuo e u ano. 1 ano-luz 9,5 10 12 k T.207 Resposta: c U ilhão de anos-luz é a distância que a luz percorreu e 1 ilhão de anos. Portanto,

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C.

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C. ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 Prof. André L. C. Conceição DAFIS CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO Ondas eletromagnéticas Revisão: Campos se criam mutuamente Lei de indução de Faraday: Lei de indução

Leia mais

Módulo I. Som e Luz MARILIA CARMEN DA SILVA SOARES ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VILA FRANCA DO CAMPO ANO LETIVO 2016/2017

Módulo I. Som e Luz MARILIA CARMEN DA SILVA SOARES ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VILA FRANCA DO CAMPO ANO LETIVO 2016/2017 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VILA FRANCA DO CAMPO ANO LETIVO Módulo I Som e Luz MARILIA CARMEN DA SILVA SOARES EXERCÍCIOS 1 TESTA OS TEUS CONHECIMENTOS I 1. Completa os espaços da figura com termos relacionados

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE FÍSICA DO INSTITUTO DE FÍSICA DA UFRGS

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE FÍSICA DO INSTITUTO DE FÍSICA DA UFRGS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE FÍSICA DO INSTITUTO DE FÍSICA DA UFRGS Prova de seleção para ingresso em 2009/1 no Mestrado Profissional em Ensino de Física Esta prova é constituída de seis questões,

Leia mais

Ótica geométrica. Num sistema ótico arbitrário, um raio de luz percorre a mesma trajetória quando o seu sentido de propagação é invertido

Ótica geométrica. Num sistema ótico arbitrário, um raio de luz percorre a mesma trajetória quando o seu sentido de propagação é invertido Ótica geométrica Princípio da Reversibilidade Num sistema ótico arbitrário, um raio de luz percorre a mesma trajetória quando o seu sentido de propagação é invertido Deriva directamente do princípio do

Leia mais

Lista de exercícios online - Trabalho Bimestral - 3º Bimestre

Lista de exercícios online - Trabalho Bimestral - 3º Bimestre Lista de exercícios online - Trabalho Bimestral - 3º Bimestre DISCIPLINA: FÍSICA PROFESSOR: ANDERSON NOME: Nº.: 1) O homem primitivo surpreendia-se quando a Lua encontrava o Sol, tornando o céu escuro

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Ulbra 016) Um objeto está à frente de um espelho e tem sua imagem aumentada em quatro vezes e projetada em uma tela que está a,4 m do objeto, na sua horizontal. Que tipo de espelho foi utilizado e

Leia mais

Recuperação 4º Bimestre

Recuperação 4º Bimestre Recuperação 4º Bimestre Professor: Clinton SÉRIE: 3º ano FISICA 01. Quando um raio de luz passa de um meio mais refringente para outro menos refringente: a) afasta-se da normal; b) aproxima-se da normal;

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DISCIPLINA: FÍSICA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO

Leia mais

Movimentos e fases da Lua

Movimentos e fases da Lua Movimentos e fases da Fases da Nova Quarto Crescente Cheia Quarto Minguante Nova Nova Crescente Cheia Minguante Crescente Minguante Lunação ou Mês Sinódico 29,530589 dias ~ 29 d 12 h 44 m 03 s O período

Leia mais

d)cheia 10. Existe relação entre umbra,penumbra,eclipse e sombra?

d)cheia 10. Existe relação entre umbra,penumbra,eclipse e sombra? 1ª aula : Questões 1. Por quê não acontece eclipse em todo lugar no Brasil na mesma hora? 2. O que é umbra? 3. O que é penumbra? 4. O que é sombra? 5. O que é eclipse? 6. Qual a diferença entre eclipse

Leia mais

FÍSICA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO

FÍSICA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FÍSICA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO ENSINO MÉDIO SÉRIE: 2ª TURMAS: ABCD ETAPA: 2ª ANO: 2017 PROFESSOR(A):ANTONIO FERNANDO FONSECA ALUNO(A): Nº: I INTRODUÇÃO Este roteiro tem como objetivo orientá-lo nos estudos

Leia mais

Física. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) 04 e Método Gráfico

Física. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) 04 e Método Gráfico Lentes Método Gráfico Lentes Método Gráfico 1. As figuras representam feixes paralelos de luz monocromática incidindo, pela esquerda, nas caixas A e B, que dispõem de aberturas adequadas para a entrada

Leia mais

5 - (UFMG) As figuras representam, de forma esquemática, espelhos e lentes.

5 - (UFMG) As figuras representam, de forma esquemática, espelhos e lentes. 1 - (Unicamp) Um sistema de lentes produz a imagem real de um objeto, conforme a figura a seguir. Calcule a distância focal e localize a posição de uma lente delgada que produza o mesmo efeito. 4 - (Uerj)

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA PREGOLINI

ÓPTICA GEOMÉTRICA PREGOLINI ÓPTICA GEOMÉTRICA PREGOLINI ÓPTICA GEOMÉTRICA É a parte da Física que estuda os fenômenos relacionados com a luz e sua interação com meios materiais quando as dimensões destes meios é muito maior que o

Leia mais

Módulo VI Luz e Príncipios da Óptica Geométrica

Módulo VI Luz e Príncipios da Óptica Geométrica Módulo VI Luz e Príncipios da Óptica Geométrica Luz: O omem sempre necessitou de luz para enxergar as coisas a seu redor: luz do Sol, de toca, de vela, de lâmpada. Mas afinal, o que é luz? Luz : é uma

Leia mais

Eclipse e Fases da Lua

Eclipse e Fases da Lua Eclipse e Fases da Lua www.nsaulasparticulres.com.br Página 1 de 9 1. (G1 - ifsp 2013) Mecanismos do Eclipse A condição para que ocorra um Eclipse é que haja um alinhamento total ou parcial entre Sol,

Leia mais

Raio luminoso e feixe de raios luminosos

Raio luminoso e feixe de raios luminosos Ótica FONTES PRIMÁRIA Fontes Secundárias Raio luminoso e feixe de raios luminosos A luz é composta por um feixe de partículas, os fotões. O raio luminoso corresponde ao caminho percorrido pelos fotões.

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS: CURSO: ALUNO:

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS: CURSO: ALUNO: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS: CURSO: ALUNO: DISCIPLINA: FÍSICA PROFESSOR: EDSON JOSÉ ÓPTICA GEOMÉTRICA 1. (UFSM/2007) São feitas as seguintes afirmações

Leia mais

(A) h = 16,2m; x = 18,0m (B) h = 16,2m; x = 9,0m (C) h = 8,1m; x = 9,0m (D) h = 10,0m; x = 18,0m (E) Nenhuma das alternativas anteriores.

(A) h = 16,2m; x = 18,0m (B) h = 16,2m; x = 9,0m (C) h = 8,1m; x = 9,0m (D) h = 10,0m; x = 18,0m (E) Nenhuma das alternativas anteriores. FÍSICA Num dia ensolarado, com sol a pique, um jogador chuta uma bola, que descreve no ar uma parábola. O gráfico que melhor representa o valor da velocidade v da sombra da bola, projetada no solo, em

Leia mais

PROPAGAÇÃO DA LUZ E FENÔMENOS ÓPTICOS

PROPAGAÇÃO DA LUZ E FENÔMENOS ÓPTICOS PROPAGAÇÃO DA LUZ E FENÔMENOS ÓPTICOS Autores: Eduardo Rodrigo Garcia Cristina Satomi Enobe Jefferson Marcondes de Carvalho Maria Mercedes Martinez Okumura Contexto: Esta é a primeira aula sobre o tema

Leia mais

3. (G1 - cftmg 2015) Analise o esquema abaixo referente a um espelho plano.

3. (G1 - cftmg 2015) Analise o esquema abaixo referente a um espelho plano. 1. (G1 - ifsul 2015) Uma almofada listrada nas cores vermelha e branca é colocada em uma peça escura e iluminada com luz monocromática azul. As listras vermelhas e brancas são vistas, respectivamente,

Leia mais

COLÉGIO SHALOM. Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física

COLÉGIO SHALOM. Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física COLÉGIO SHALOM Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física Entrega na data da prova Aluno (a) :. No. 01-(Ufrrj-RJ) A figura a seguir mostra um atleta de ginástica olímpica

Leia mais

FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris.

FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris. FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris. DISPERSÃO DA LUZ BRANCA Quando um prisma é atravessado obliquamente por luz branca, ela é decomposta nas cores do arco-íris, e a este fenômeno damos o nome de dispersão.

Leia mais

Disciplina: FÍSICA Série: 1º ANO ATIVIDADES DE REVISÃO PARA O REDI III ENSINO MÉDIO

Disciplina: FÍSICA Série: 1º ANO ATIVIDADES DE REVISÃO PARA O REDI III ENSINO MÉDIO Professor (a): Estefânio Franco Maciel Aluno (a): Disciplina: FÍSICA Série: 1º ANO ATIVIDADES DE REVISÃO PARA O REDI III ENSINO MÉDIO Data: /08/2017. TEXTO: 1 - Comum à questão: 1 Para os exercícios de

Leia mais