Critérios de Avaliação do Ensino Básico - 2º Ciclo. Língua Portuguesa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Critérios de Avaliação do Ensino Básico - 2º Ciclo. Língua Portuguesa"

Transcrição

1 Critérios de Avaliação do Ensino Básico - º Ciclo Língua Portuguesa DOMÍNIOS COMPETÊNCIAS PONDERAÇÃO NA CLASSIFICAÇÃO TIPOLOGIA DOS INSTRUMENTOS DE FINAL AVALIAÇÃO POR PERÍODO Teste(s) de compreensão oral ORALIDADE Compreensão oral Interação/Produção oral Leitura expressiva Exercício(s) de expressão oral (interação ou produção) Exercício(s) de leitura LEITURA ESCRITA EDUCAÇÃO LITERÁRIA GRAMÁTICA Compreensão escrita Gramática Produção escrita 65% Teste(s) globalizante(s) Teste(s) de gramática Exercício(s) de expressão escrita ATITUDES E COMPORTAMENTOS Cooperação e Respeito pelo outro Empenho e Responsabilidade 15% Grelhas de registo das atitudes e dos comportamentos observáveis Testes globalizantes: peso 3. Outros testes ou produções realizadas em situação de aula: peso Trabalhos de casa: peso 1 ESCALA DE CLASSIFICAÇÃO QUALITATIVA QUANTITATIVA NÍVEL Muito Insuficiente Insuficiente Suficiente Bom Muito Bom 0% a 19% a 9% 50% a 69% 70% a 89% 90% a 100% OBSERVAÇÕES:

2 1. Tipo e número de instrumentos de avaliação: Caberá ao professor gerir a realização dos instrumentos de avaliação em função das turmas, desde que se salvaguarde: a) a avaliação dos diferentes domínios em cada um dos períodos; b) a realização de pelo menos um teste globalizante por período; c) a realização de, pelo menos, um dos restantes instrumentos de avaliação de cada tipo ao longo do ano. Independentemente do número de instrumentos de avaliação de cada tipo realizados, a ponderação na classificação final de cada domínio respeitará sempre as percentagens definidas.. Ausência do aluno a instrumentos de avaliação: a) Sempre que previsível, a ausência devidamente justificada do aluno a um instrumento de avaliação agendado deverá ser previamente comunicada ao professor. b) Não sendo previsível, a ausência deverá ser comunicada, com a máxima urgência, ao professor ou ao diretor de turma, pelo aluno e/ou pelo respetivo encarregado de educação. Em ambos os casos, ponderada a situação escolar do aluno, caberá ao professor uma de duas decisões: permitir ao aluno a realização do mesmo ou de outro instrumento de avaliação numa data posterior; não considerar o instrumento em falta na avaliação do aluno, não o penalizando pela ausência. Para este efeito, só serão consideradas ausências devidamente justificadas as previstas na lei (doença, consulta médica, cumprimento de obrigações legais, entre outras). Nos restantes casos (ausência não justificada, não aceite pelo diretor de turma ou não considerada inadiável), o aluno será penalizado na sua avaliação pela ausência. Situações excecionais serão decididas pelo professor em conjunto com o diretor de turma. Inglês MODO ORAL. leitura em voz alta. fichas de compreensão oral. produção oral

3 MODO ESCRITO. testes sumativos. fichas de gramática 60%. trabalhos de casa. produção escrita ATITUDES, VALORES E RELAÇÕES INTERPESSOAIS. pontualidade/assiduidade. comportamento. apresentação e organização dos materiais necessários. Realização das tarefas na sala de aula História e Geografia de Portugal Objecto da Avaliação: Competências no Domínio Cognitivo: Adquirir e compreender os conteúdos programáticos específicos Interpretar documentos diversos (textos imagens, mapas, gráficos...). Situar no tempo e no espaço acontecimentos e processos históricos relevantes. Compreender condições e motivações dos factos históricos. Estabelecer relações entre os factos e os diversos aspectos da realidade histórica. Utilizar correctamente o vocabulário da disciplina. Elaborar sínteses com clareza e correcção linguísticas. Apresentar trabalhos de forma cuidada. Competências no Domínio Socio-Afectivo (Atitudes e Valores) Capacidades Relacionais / Participação Disciplina/ Empenho Responsabilidade Autonomia Organização/ Material Domínio Cognitivo

4 Meios de Avaliação Periodicidade Critérios de Avaliação Total % Fichas de Trabalho Oralidade Ao longo do ano Testes Sumativos por período 50% 70% Domínio Socio-Afectivo (Atitudes e Valores) 30% Matemática Na avaliação de cada aluno serão tidos em conta os seguintes critérios gerais de avaliação e respetiva ponderação: Atitudes 15 % Participação 15 % Organização 5 % Capacidades / Conhecimentos 65 % A avaliação de cada período engloba todos os instrumentos de avaliação utilizados até ao momento e será feita de acordo com a seguinte escala: Percentagem Nível 0 llllll Critérios Específicos de Avaliação dos diferentes domínios Pontualidade Atitudes Chega sistematicamente 15% atrasado à aula Nível 1 Chega muitas vezes atrasado à aula Chega algumas vezes atrasado à aula 3 Raramente chega atrasado à aula É pontual 5 Faltas injustificadas em número superior a metade das aulas sumariadas 1

5 Assiduidade Comportamento Respeito pela opinião dos outros Intervenção na aula Realização dos trabalhos na sala de aula e em casa Interesse pelas atividades propostas Participação no trabalho colaborativo realizado na aula Organização e material Organização do caderno diário Faltas injustificadas em número inferior ou igual a metade das aulas sumariadas, mas superando o limite das faltas injustificadas previstas Faltas injustificadas por lei ocasionais 3 Raramente falta É assíduo 5 Perturba as aulas da turma de forma sistemática, obrigando a constantes interrupções e não altera o seu comportamento depois 1 de Perturba ser alertado as aulas pelo da professor turma de forma sistemática, obrigando a constantes interrupções alterando algumas vezes o seu comportamento Perturba as aulas depois da turma de ser de alertado forma sistemática, pelo professor obrigando a constantes interrupções mas altera o seu comportamento depois de 3 ser Raramente alertado perturba pelo professor as aulas da turma e altera o seu comportamento depois de ser alertado pelo professor Nunca perturba as aulas da turma 5 Nunca respeita a opinião dos outros 1 Raramente respeita a opinião dos outros Respeita, algumas vezes, a opinião dos outros 3 Respeita, muitas vezes, a opinião dos outros Respeita, sempre, a opinião dos outros 5 Participação Nunca intervém de 15% forma pertinente Nível 1 Raramente intervém de forma pertinente Intervém algumas vezes de forma pertinente Intervém muitas vezes de forma pertinente 3 Intervém sempre de forma pertinente 5 Nunca realiza as tarefas propostas 1 Raramente realiza, de forma correta, as tarefas propostas Realiza algumas vezes, de forma correta, as tarefas propostas 3 Realiza frequentemente, de forma correta, as tarefas propostas Realiza sempre, de forma correta, as tarefas propostas 5 Nunca participa nem revela interesse em atividades relacionadas 1 com Participa a disciplina poucas vezes e revela pouco interesse em atividades relacionadas Participa algumas com a vezes disciplina de forma positiva e revela algum interesse em atividades relacionadas 3 com Participa a disciplina por iniciativa própria e revela interesse em atividades relacionadas Participa por com iniciativa a disciplina própria e revela muito interesse em atividades relacionadas com a 5 disciplina Não colabora nos trabalhos de grupo 1 Raramente colabora nos trabalhos de grupo Colabora algumas vezes nos trabalhos de grupo 3 Colabora muitas vezes nos trabalhos de grupo Colabora sempre nos trabalhos de grupo 5 Organização Nível Nunca se apresenta 5% na aula com o material necessário e não é 1 organizado Raramente se apresenta na aula com o material necessário e não é organizado Apresenta com alguma regularidade o material necessário mas é 3 pouco Apresenta-se organizado na aula com o material necessário mas é pouco organizado Apresenta-se na aula com o material necessário e é organizado 5 Apresenta um caderno sem qualquer organização e apresentação 1 Apresenta um caderno com pouca organização e/ou pouca apresentação Apresenta um caderno organizado mas com pouca apresentação 3 Apresenta um caderno organizado e apresentado Apresenta um caderno muito organizado e bem apresentado 5 Os Conhecimentos a avaliar são os que constam no programa de Matemática do º Ciclo. As Capacidades a avaliar são as seguintes: Compreensão e utilização de conceitos matemáticos Compreensão e utilização de técnicas de cálculo Capacidade de interpretação e de raciocínio Resolução de exercícios e de problemas

6 Aplicação dos conhecimentos adquiridos em novas situações Aplicação da Matemática a situações reais Comunicação matemática Utilização da linguagem específica da disciplina Demonstração de sentido crítico face aos resultados obtidos Capacidade de generalização e/ou dedução a partir de casos particulares e/ou conjeturas Uso adequado de recursos tecnológicos (calculadora / computador) e de outros Tipo de instrumentos Instrumentos de Avaliação N.º mínimo de instrumentos Ponderação na média final Testes globais por período 50% Testes parciais Questões de aula 3 por período 15% Trabalhos de grupo 1 por ano letivo 5% A avaliação dos testes sumativos e trabalhos escritos será feita de acordo com a seguinte escala: 0% - 19% Muito Insuficiente - 9% Insuficiente 50% - 69% Suficiente 70% - 89% Bom 90% - 100% Muito Bom Nos critérios gerais de correção dos testes e dos restantes trabalhos escritos serão considerados, entre outros, os seguintes aspetos: Utilização dos conhecimentos específicos Utilização da linguagem específica da Matemática Clareza e explicitação dos raciocínios Processos de resolução

7 Ciências da Natureza DOMÍNIOS COMPETÊNCIAS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO COEFICIENTE DE PONDERAÇÃO ATITUDES - Apresenta o material necessário na aula - Empenha-se na realização de uma tarefa - Coopera nas situações de aprendizagem - Registos de assiduidade e pontualidade - É assíduo e pontual - Manifesta interesse por uma tarefa - Respeita os cuidados de utilização e de manutenção do material didático e da sala - Realiza auto e heteroavaliação - Registos de participação e atenção na aula - Registos de observação do trabalho experimental e de grupo - Cumpre as regras de conduta na aula CONHECIMENTOS - Demonstra correção linguística adequada ao contexto - Utiliza corretamente os termos e os conceitos científicos - Pesquisa, selecciona e organiza a informação e os conhecimentos - Testes Sumativos 60% - Interpreta textos, dados, gráficos, tabelas e procedimentos experimentais - Executa trabalhos individuais e em grupo demonstrando o domínio de factos, conceitos, princípios e procedimentos - Desenvolve uma atitude crítica no debate científico - Aplica o conhecimento em novas situações - Trabalhos de casa - Relatórios de trabalho experimental e/ou Trabalhos de Pesquisa Bibliográfica PROGRESSÃO: A classificação atribuída em cada período reflete o conjunto de todos os elementos de avaliação recolhidos até esse momento.

8 Educação Física ACTIVIDADES FÍSICAS º Ciclo do E. Básico A Prestação Motora/Evolução na Aprendizagem 60% APTIDÃO FÍSICA º Ciclo do E. Básico B Aptidão Física CONHECIMENTOS º Ciclo do E. Básico C Conhecimentos teóricos em situações práticas (observação e questionário directo) ATITUDES º Ciclo do E. Básico D Assiduidade e Pontualidade, Participação e Empenho, Disciplina, Responsabilidade, Capacidade Relacional/Afectividade, Desenvolvimento da Autonomia. FÓRMULA DE CÁLCULO A x 60 + B x 10 + C x 10 + D x ESCALAS DE CLASSIFICAÇÃO % 0 / 19 0 / 9 50 / 7 75 / / 100 NÍVEIS Alunos com Relatório Médico que ateste a sua total e permanente limitação para o exercício de actividades físicas ÁREA DA PARTICIPAÇÃO NAS AULAS: O aluno colabora na preparação, arrumação e preservação do material; O aluno coopera com os companheiros nas ajudas e correcções que favoreçam a melhoria das suas prestações, garantindo condições de segurança pessoal e dos companheiros;

9 O aluno conhece os objectivos, as regras e os sinais de arbitragem dos diferentes jogos colectivos abordados no seu ano de escolaridade, e aplica esses conhecimentos, com correcção, em situação de arbitragem; O aluno elabora um Relatório pormenorizado de cada aula de Educação Física da sua turma, discriminando: o 1ª Parte Aquecimento: exercícios realizados, objectivos dos exercícios, tempo de duração; o Parte Principal: actividades desportivas realizadas; exercícios propostos (descrição, objectivo, forma de organização dos alunos, indicações de execução fornecidas pelo(a) professor(a), por cada exercício; o Parte Final: retorno à calma; indicações finais; Nota: os alunos do º Ciclo elaboram um Relatório resumido, apenas com a indicação dos exercícios realizados e dos seus objectivos. ÁREA DOS CONHECIMENTOS: O aluno realiza um Teste escrito por período lectivo, sobre os assuntos determinados pelo(a) professor(a) e constantes do Programa da disciplina (utilização do Manual Escolar de Educação Física); O aluno elabora dois trabalhos de investigação individuais: 1 no primeiro período; 1 no segundo período; Nota: os alunos do º Ciclo não elaboram nenhum trabalho de investigação. ÁREA DAS ATITUDES: O aluno é assíduo e pontual, apresentando-se correctamente equipado; O aluno, apesar de não realizar as actividades físicas, participa com empenho na aula, demonstrando autonomia, responsabilidade e boa capacidade de relação com os colegas, em todas as situações de organização de grupos, colaboração/ajuda aos colegas, manuseamento de material e arbitragem. PARTICIPAÇÃO NAS AULAS º Ciclo do E. Básico A Colaboração na preparação, arrumação e preservação do material B Cooperação e ajuda aos companheiros C Participação em situações de arbitragem (jogos colectivos) D Elaboração de Relatórios de Aula resumidos CONHECIMENTOS º Ciclo do E. Básico E Testes escritos 0% ATITUDES º Ciclo do E. Básico F Assiduidade e Pontualidade

10 G Participação e Empenho, Disciplina, Responsabilidade, Capacidade Relacional/Afectividade, Desenvolvimento da Autonomia. FÓRMULA DE CÁLCULO A x 10 + B x 10 + C x 10 + D x 10 + E x 0 + F x 10 + G x ESCALAS DE CLASSIFICAÇÃO % 0 / 19 0 / 9 50 / 7 75 / / 100 O(A) Professor(a) da disciplina NÍVEIS Educação Visual e Tecnológica CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOMÍNIO DAS APRENDIZAGENS/ /COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS E ESPECÍFICAS TEÓRICAS E PRÁTICAS DEFINIDAS NOS OBJECTIVOS PROGRAMÁTICOS ºCICLO 50% SABERES E COMPETÊNCIAS APRENDIZAGENS DE CARÁCTER TRANSVERSAL CRIATIVIDADE E SENTIDO CRÍTICO

11 VALORES E ATITUDES ASSIDUIDADE E PONTUALIDADE RESPEITO CORDIALIDADE E RESPONSABILIDADE NAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS COOPERAÇÃO EMPENHO REGULARIDADE NO TRABALHO DESENVOLVIDO CAPACIDADE DE INTEGRAÇÃO NO GRUPO Educação Musical Competências Formas de recolha de informação /Âmbito Parcial Total Sociais Comportamentai s Assiduidade/ Pontualidade 5% Organização de materiais 5% Motivação / Interesse 5% Participação Relacionamento interpessoal / Comportamento 5% 30% Interpretação e Comunicação Específicas Avaliação Contínua Perceção sonora e musical Criação e Experimentação Culturas musicais nos contextos 70% Teste 30%

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013 Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático Língua Portuguesa 2012/2013 ATITUDES Formação para a cidadania. Apresentação dos materiais necessários, cumprimento de tarefas propostas, assiduidade,

Leia mais

Critérios de Avaliação de Matemática

Critérios de Avaliação de Matemática COLÉGIO DA RAINHA SANTA ISABEL MATEMÁTICA Critérios de Avaliação de Matemática º e 3º Ciclo do Ensino Básico 01/013 A avaliação consiste no processo regulador das aprendizagens, orientador do percurso

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO A lectivo:2016/2017 O trabalho desenvolvido na disciplina de Inglês, 2ºciclo, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos cinco as dos dois Ciclos, competências de comunicação s domínios da oralidade

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO A lectivo:2016/2017 O trabalho desenvolvido na disciplina de Inglês,, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos cinco as dos dois Ciclos, competências de comunicação s domínios da oralidade

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÂO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS 2º CICLO ANO LETIVO 2015 / 2016 DOMÍNIOS DE APRENDIZAGEM DOMÍNIOS DE REFERÊNCIA PONDERAÇÃO INSTRUMENTOS DE

Leia mais

Escola Secundária com 3º Ciclo D. Manuel I de Beja

Escola Secundária com 3º Ciclo D. Manuel I de Beja Escola Secundária com 3º Ciclo D. Manuel I de Beja Psicologia B 12º ano Ano lectivo 2011/2012 Critérios de avaliação Competências: Equacionar a Psicologia no panorama geral das ciências; Capacidades de

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Domínio Cognitivo (Nível dos Conhecimentos) Compreensão oral e escrita; Conhecimento de formas e regras de funcionamento da língua materna; Conhecimento e compreensão de conceitos

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO A letivo: 2016/2017 O trabalho desenvolvido na disciplina de Francês, 3º Ciclo, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos três as do Ciclo, competências de comunicação s domínios da oralidade

Leia mais

I Competências / Domínios a avaliar

I Competências / Domínios a avaliar O trabalho desenvolvido na disciplina de Português 2º ciclo visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos dois as do ciclo, metas linguísticas s domínios do oral e do escrito, competências de leitura

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2015/2016 DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO. Assiduidade/Pontualidade (2%) Comportamento / Relação com os outros (6%)

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2015/2016 DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO. Assiduidade/Pontualidade (2%) Comportamento / Relação com os outros (6%) PORTUGUÊS DOMÍNIOS DE Leitura / Educação literária (25) Escrita (25) Gramática (15) Oralidade (15) 80 Assiduidade/Pontualidade (2) Comportamento / Relação com os outros (6) Organização do material (2)

Leia mais

DEPARTAMENTO CURRICULAR: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS

DEPARTAMENTO CURRICULAR: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS DEPARTAMENTO CURRICULAR: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador dos conhecimentos adquiridos e capacidades

Leia mais

Domínio Parâmetros Peso (%)

Domínio Parâmetros Peso (%) 2ºCiclo Matemática Testes. 75% Sócio afetivas Atitudes e valores: Responsabilidade e autonomia; Assiduidade e pontualidade; Cooperação e respeito; Postura na sala de aula; Espírito Crítico; Trabalhos de

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO PORTUGUÊS SETOR DE COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO PEDAGÓGICA ANO LETIVO DE 2016/2017

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro SETOR DE COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO PEDAGÓGICA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO ANO LETIVO DE 2017/2018 PORTUGUÊS

Leia mais

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO ATITUDES E VALORES (5%) CONHECIMENTOS E CAPACIDADES (95%) Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN 2016/2017 Português Leitura/ Educação Literária Componente escrita: Compreensão de textos escritos

Leia mais

Colégio São Francisco Xavier CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 5.º ANO - 2º C.E.B.

Colégio São Francisco Xavier CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 5.º ANO - 2º C.E.B. Colégio São Francisco Xavier CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 5.º ANO - 2º C.E.B. ANO LETIVO 2015/16 Saber Fazer (Domínio Cognitivo) 80% DISCIPLINA: PORTUGUÊS DOMÍNIOS OBJETIVOS INSTRUMENTOS E PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO

Leia mais

3º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 7º Ano

3º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 7º Ano CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO A avaliação do aluno nas diferentes disciplinas e áreas curriculares disciplinares realiza-se em três domínios: afetivo, cognitivo, e psicomotor. Ou, usando uma terminologia

Leia mais

2º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 6º Ano

2º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 6º Ano CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO A avaliação do aluno nas diferentes disciplinas e áreas curriculares disciplinares realiza-se em três domínios: afetivo, cognitivo, e psicomotor. Ou, usando uma terminologia

Leia mais

Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA 5º, 6 º ANOS. Critérios de Avaliação / Indicadores / Operacionalização dos Indicadores

Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA 5º, 6 º ANOS. Critérios de Avaliação / Indicadores / Operacionalização dos Indicadores Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades Escola Básica e Secundária de Oliveira de Frades Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA 5º, 6 º ANOS Critérios Específicos de Avaliação da Disciplina de Educação Física

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS CAPACIDADES INDICADORES INSTRUMENTOS Domínio Cognitivo (Saber) Componentes do Currículo Conceitos Identifica/Reconhece/Adquire conceitos; Domina

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento Ciências Sociais e Humanas Grupos: 200; 400; 410; 420; 430; 530 ESCOLA BÁSICA DO 2º CICLO DE PINHEL Critérios de Avaliação de Português- 2º Ciclo O R A L I D A D E Componente

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO SETOR DE COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO PEDAGÓGICA ANO LETIVO DE 2017 2018 PORTUGUÊS

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2011 / Agrupamento de Escolas de Vila Nova de S. Bento

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2011 / Agrupamento de Escolas de Vila Nova de S. Bento CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2011 / 2012 PRÉ-ESCOLAR Pontualidade / Assiduidade Autonomia / Independência Iniciativa Interacção com os adultos, com os pares e com o grupo Empenhamento em acabar as tarefas /

Leia mais

Critérios de avaliação dos alunos 1º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2015/2016

Critérios de avaliação dos alunos 1º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2015/2016 6 Critérios de avaliação dos alunos 1º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2015/2016 1. Critérios Gerais Domínio Cognitivo/ Psicomotor Conhecimentos/ Capacidades Domínios de avaliação Verificação e aferição

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CONTABILIDADE (430 C)

ÁREA DISCIPLINAR DE CONTABILIDADE (430 C) ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FRANCISCO FERNANDES LOPES OLHÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS ÁREA DISCIPLINAR DE CONTABILIDADE (430 C) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano Letivo de 2011/2012 Página 1 de 5 ESCOLA

Leia mais

L. PORTUGUESA /PORTUGUÊS. Ensino Básico e Secundário

L. PORTUGUESA /PORTUGUÊS. Ensino Básico e Secundário Ano Letivo 2012/2013 L. PORTUGUESA /PORTUGUÊS Ensino Básico e Secundário Critérios de Avaliação COMPETÊNCIAS PONDERAÇÃO ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO COGNITIVAS / OPERACIONAIS Æ 60% Testes / Fichas de Avaliação

Leia mais

Critérios de avaliação

Critérios de avaliação Agrupamento de Escolas de Amareleja 2.º ciclo Critérios de avaliação 2015-2016 Nomenclatura dos instrumentos de avaliação Classificação Nomenclatura 0% a 19% Fraco 20% a 49% Insuficiente 50% a 69 % Suficiente

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO VISUAL 2.º e 3.º CICLOS

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO VISUAL 2.º e 3.º CICLOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO VISUAL 2.º e 3.º CICLOS /Parâmetros de avaliação avaliação Técnicas (2): - Domínio - Expressão - Rigor - Clareza Testes e trabalhos equivalentes a testes 50% Conceitos (10%):

Leia mais

Agrupamento de Escolas Francisco de Holanda. Ensino Secundário Critérios Específicos de Avaliação do Departamento de Física e Química 2016/2017

Agrupamento de Escolas Francisco de Holanda. Ensino Secundário Critérios Específicos de Avaliação do Departamento de Física e Química 2016/2017 Agrupamento de Escolas Francisco de Holanda 2016/2017 Ensino Secundário Critérios Específicos de Avaliação do Departamento de Física e Química 1 - Critérios Específicos de Avaliação Como complemento dos

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO ANO LETIVO 2014 /15. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2014/15

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO ANO LETIVO 2014 /15. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2014/15 Quadro de síntese 2º Ciclo Domínios da Avaliação Ponderação 0 Saber / 0 Saber Fazer 70% Português Inglês "0 Ser / Saber Ser" 25% "0 Ser / 5% /Saber Ser" " O Saber

Leia mais

Departamento de Matemática, Ciências e Tecnologias. Critérios de Avaliação da disciplina de Ciências da Natureza 2º ciclo Ano Letivo: 2015/2016

Departamento de Matemática, Ciências e Tecnologias. Critérios de Avaliação da disciplina de Ciências da Natureza 2º ciclo Ano Letivo: 2015/2016 Departamento de Matemática, Ciências e Tecnologias Critérios de Avaliação da disciplina de Ciências da Natureza 2º ciclo Ano Letivo: 2015/2016 Parâmetros de avaliação: Domínio cognitivo 7 - Testes de avaliação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA. Critérios de avaliação do 3.º ciclo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA. Critérios de avaliação do 3.º ciclo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA Critérios de avaliação do 3.º ciclo Ano letivo 2017-18 Domínio das atitudes e valores nas disciplinas de Português, Inglês, Francês, Espanhol, Matemática, Ciências Naturais,

Leia mais

Critérios de Avaliação de Francês 2016 / ºano

Critérios de Avaliação de Francês 2016 / ºano Critérios de Avaliação de Francês 2016 / 2017 7ºano A avaliação certifica as aprendizagens e tem como objetivo a melhoria dessas aprendizagens. Os conteúdos programáticos serão trabalhados, desenvolvendo

Leia mais

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO 1.º CICLO

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO 1.º CICLO AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO 1.º CICLO (De acordo com o Despacho Normativo n. 17-A/2015 de 22 de setembro e com o Decreto-Lei n. 139/2012 de 5 de julho) Disposições Gerais A avaliação tem uma

Leia mais

Critérios Específicos de Avaliação - 1º ciclo

Critérios Específicos de Avaliação - 1º ciclo Critérios Específicos de Avaliação - 1º ciclo A avaliação, como parte integrante do processo de ensino/ aprendizagem, deverá ter em conta: Os programas e as metas curriculares em vigor para o 1º ciclo;

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS CAPACIDADES INDICADORES INSTRUMENTOS Domínio Cognitivo (Saber) Componentes do Currículo Conceitos Identifica/Reconhece/Adquire conceitos; Domina

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães Departamento Curricular do 1º Ciclo Ano Letivo 2015/2016 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO Avaliação das Atitudes/Comportamentos

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO O trabalho desenvolvido na disciplina de Português, Secundário, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo do Ensi Secundário, competências de comunicação s domínios do oral e do escrito, competências

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Forte da Casa Ano Letivo de

Agrupamento de Escolas de Forte da Casa Ano Letivo de Agrupamento de Escolas de Forte da Casa Ano Letivo de 2016-2017 Critérios de Avaliação de História A e História da Cultura e das Artes 10º, 11º e 12 Anos O Departamento de História em conformidade com

Leia mais

2º Ciclo. (5º e 6º anos) PERFIL DO ALUNO NA ÁREA CURRICULAR DE História e Geografia de Portugal AGRUPAMENTO ESCOLAS DE SANTO ANDRÉ

2º Ciclo. (5º e 6º anos) PERFIL DO ALUNO NA ÁREA CURRICULAR DE História e Geografia de Portugal AGRUPAMENTO ESCOLAS DE SANTO ANDRÉ AGRUPAMENTO ESCOLAS DE SANTO ANDRÉ ESCOLA BÁSICA 2/3 DE QUINTA DA LOMBA PERFIL DO ALUNO NA ÁREA CURRICULAR DE História e Geografia de Portugal 2º Ciclo (5º e 6º anos) Ano letivo 2016-2017 PERFIL DO ALUNO

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PORTUGUÊS 2.º e 3.º CICLOS

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PORTUGUÊS 2.º e 3.º CICLOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PORTUGUÊS 2.º e 3.º CICLOS Domínios Avaliados Instrumentos de avaliação Ponderação Leitura - Educação Literária 30% Testes de avaliação escrita Gramática 12% (5/6) 60% Escrita

Leia mais

Avaliação da Aprendizagem 1º Ciclo

Avaliação da Aprendizagem 1º Ciclo Avaliação da Aprendizagem 1º Ciclo A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador dos conhecimentos adquiridos e capacidades desenvolvidas pelo aluno.

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13 Quadro de síntese 2º Ciclo Domínios da Avaliação 0 Saber / 0 Saber Fazer 70% "0 Ser / Saber Ser" 25% Língua Portuguesa Inglês "0 Ser / 5% /Saber Ser" " O Saber /

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO O trabalho desenvolvido na disciplina de,, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos três as do Ciclo, competências linguística-comunicativas s domínios do oral e do escrito, competências de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMPAIO 1.º CICLO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMPAIO 1.º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO I- Introdução Os critérios de avaliação são definidos de acordo com o currículo, os programas das disciplinas e as metas curriculares, sendo operacionalizados pelos professores da

Leia mais

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Conhecer materiais riscadores e respetivos suportes físicos. Dominar materiais básicos de desenho técnico. Dominar a aquisição de conhecimento prático. Compreender a geometria enquanto elemento de organização

Leia mais

Educação Física Ensino Secundário

Educação Física Ensino Secundário Educação Física Ensino Secundário Critérios de Avaliação Conhecimentos 10 % Competências da Disciplina Atividade Física (40%) e Aptidão Física 60 % Competências Transversais Atitudes e valores 30 % 1.

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano Letivo 2015/2016 Educação Visual ( 9ºAno) Domínio Cognitivo Indicadores % Parcial -É criativo Criatividade/ Imaginação -É inovador 10% - Cria projetos executáveis -Propõe alterações

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º Ciclo

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º Ciclo 2017-2018 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º Ciclo Julho 2017 AVALIAÇÃO A avaliação tem por objetivo central a melhoria do ensino e da aprendizagem baseada num processo contínuo de intervenção pedagógica. in Despacho

Leia mais

Dispositivo de Avaliação - Oficina Gráfica e Design Gráfico Ano letivo 2015/16 Ensino Secundário Curso Profissional de Técnico de Design Gráfico

Dispositivo de Avaliação - Oficina Gráfica e Design Gráfico Ano letivo 2015/16 Ensino Secundário Curso Profissional de Técnico de Design Gráfico Dispositivo de Avaliação - Oficina Gráfica e Design Gráfico Ano letivo 2015/16 Ensino Secundário Curso Profissional de Técnico de Design Gráfico 1. Critérios de avaliação AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS 1.

Leia mais

Critérios específicos de avaliação

Critérios específicos de avaliação Critérios específicos de 1. Aspetos a considerar na específica A sumativa expressa-se de forma descritiva em todas as áreas curriculares, com exceção das disciplinas de Português e Matemática no 4º ano

Leia mais

Cursos Profissionais Disciplina: PORTUGUÊS Anos: 10º; 11º e 12º

Cursos Profissionais Disciplina: PORTUGUÊS Anos: 10º; 11º e 12º PARÂMETROS GERAIS DE AVALIAÇÃO Integração escolar e profissionalizante Intervenções e Atividades na sala de aula: PESOS PARÂMETROS ESPECÍFICOS INSTRUMENTOS Peso 2 Peso 5 Comportamento-assiduidade-pontualidadecumprimento

Leia mais

EXTERNATO S. JOÃO BOSCO VIANA DO CASTELO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017

EXTERNATO S. JOÃO BOSCO VIANA DO CASTELO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017 EXTERNATO S. JOÃO BOSCO VIANA DO CASTELO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017 Aprovado em Conselho de Docentes em julho de 2016 Diretora Pedagógica Rosa Cândida Gomes Princípios Orientadores

Leia mais

ESCOLAS E.B.1 C/ J.I. DA COCA MARAVILHAS E DE VENDAS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO ( )

ESCOLAS E.B.1 C/ J.I. DA COCA MARAVILHAS E DE VENDAS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO ( ) Critérios de Avaliação 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017 ESCOLAS E.B.1 C/ J.I. DA COCA MARAVILHAS E DE VENDAS A avaliação incide sobre os conhecimentos e capacidades definidas no currículo nacional e nas

Leia mais

DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO

DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS 2016/2017 Quanto ao domínio das Capacidades/Conhecimentos, nomeadamente nos testes e trabalhos escritos, estes serão

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V Ensino Básico 2º Ciclo CIÊNCIAS NATURAIS Peso na Avaliação Final Testes de avaliação e/ou outros trabalhos escritos; Aquisição de conhecimentos; Domínio da Língua Portuguesa ao nível da expressão oral

Leia mais

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo Objeto de avaliação Conhecimentos e Capacidades Específicos Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo 2016-2017 Itens/Parâmetros Compreensão histórica (Temporalidade Espacialidade

Leia mais

Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo. 1º Ciclo do Ensino Básico

Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo. 1º Ciclo do Ensino Básico Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo 1º Ciclo do Ensino Básico Ano lectivo 2009/2010 1 I. Introdução De acordo com a legislação em vigor (Portaria 72/2006 de 24 de Agosto), a avaliação deverá incidir

Leia mais

Critérios de Avaliação de Educação Física

Critérios de Avaliação de Educação Física Critérios de de Educação Física Agrupamento de Escola de Caneças Setembro de 2015 Sede: Escola Secundária de Caneças Telefone: 219 809 630 e-mail: geral@aecanecas.com Página 1 de 15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento 1º Ciclo Grupos: 110 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PINHEL CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO UTILIZADOR Critérios

Leia mais

Critérios de Avaliação 1º CICLO

Critérios de Avaliação 1º CICLO Critérios de Avaliação 1º CICLO 1. Introdução 1.1. Os critérios de avaliação definidos pelo Departamento Curricular do 1.º ciclo consideram os processos de aprendizagem, o contexto em que a mesma se desenvolve,

Leia mais

Critérios de Avaliação da Disciplina de Geografia - 3º Ciclo

Critérios de Avaliação da Disciplina de Geografia - 3º Ciclo Critérios de Avaliação da Disciplina de Geografia - 3º Ciclo A função de avaliação corresponde à análise cuidada das aprendizagens conseguidas relativamente às planeadas, devendo traduzir-se numa descrição

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Departamento 1º Ciclo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Departamento 1º Ciclo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Departamento 1º Ciclo ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO Serão tidos em consideração os elementos de avaliação a seguir enumerados, essenciais para o desenvolvimento do

Leia mais

DOCUMENTO ORIENTADOR DE AVALIAÇÃO

DOCUMENTO ORIENTADOR DE AVALIAÇÃO DOCUMENTO ORIENTADOR DE AVALIAÇÃO Legislação relativa à avaliação Orientação técnica nº 3/2016, de setembro (ANQEP) Cursos de Educação e Formação nível básico (ano letivo 2016/2017). Orientação técnica

Leia mais

TÉCNICO DE RESTAURAÇÃO RESTAURANTE/BAR TÉCNICO DE ANALISE LABORATORIAL

TÉCNICO DE RESTAURAÇÃO RESTAURANTE/BAR TÉCNICO DE ANALISE LABORATORIAL Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro Núcleo de Ofertas Formativas CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSOS PROFISSIONAIS ANO LETIVO DE 2016/2017 TÉCNICO DE RESTAURAÇÃO

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano Letivo 2015/2016 Educação Visual ( 7ºAno) Domínio Cognitivo Indicadores % Parcial -É criativo Criatividade/ Imaginação -É inovador 10% - Cria projetos executáveis -Propõe alterações

Leia mais

Agrupamento de Escolas Francisco de Holanda. Ensino Secundário CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2016/2017

Agrupamento de Escolas Francisco de Holanda. Ensino Secundário CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2016/2017 16/17 Ensino Secundário 1. DOMÍNIO SÓCIO-AFETIVO (Formação pessoal Atitudes e valores) Assiduidade Pontualidade Atitudes (espírito desportivo, participação, interesse, responsabilidade, relações inter-pessoais)..

Leia mais

Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva 11º

Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva 11º DISCIPLINA: Gestão de Instalações Desportivas Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva 11º COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS Promoção da educação para a cidadania Promover:

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE FÍSICO-QUÍMICA 3º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE FÍSICO-QUÍMICA 3º CICLO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA LOUSÃ 161391 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE FÍSICO-QUÍMICA 3º CICLO 2016-17 Objetivos da avaliação na disciplina de Físico-Química A avaliação na disciplina de Físico-Química

Leia mais

Critérios de Avaliação 2015/2016. Cursos Profissionalizantes

Critérios de Avaliação 2015/2016. Cursos Profissionalizantes Critérios de Avaliação 2015/2016 Cursos Profissionalizantes Índice Português 2 Comunicar em francês 3 Economia/Área de Integração/Gestão e Controlo/Comercializar e Vender/Comunicar no Ponto de Venda/Organizar

Leia mais

GRUPO DISCIPLINAR DE HISTÓRIA - Ano Letivo 2016/ º ciclo do Ensino Básico

GRUPO DISCIPLINAR DE HISTÓRIA - Ano Letivo 2016/ º ciclo do Ensino Básico DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS GRUPO DISCIPLINAR DE HISTÓRIA - Ano Letivo 2016/2017 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 1. A avaliação é contínua e sistemática.

Leia mais

EPHTL. Critérios Gerais de Avaliação

EPHTL. Critérios Gerais de Avaliação EPHTL Critérios Gerais de Avaliação 2016/2017 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2016/2017 Introdução A avaliação é um processo regulador do ensino, que orienta o percurso escolar, certifica os conhecimentos

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2.º / 3.º CICLOS

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2.º / 3.º CICLOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2.º / 3.º CICLOS Educação Física Domínio Cognitivo (Saber e Saber Domínio Comportam ental (Saber Estar) Conhecimento e compreensão de conceitos e fatores de aptidão física e regulamentos

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSOS PROFISSIONAIS

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSOS PROFISSIONAIS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CIDADE DO ENTRONCAMENTO 170586 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSOS PROFISSIONAIS 2016-2019 Índice 1. CURSOS PROFISSIONAIS MATRIZES CURRICULARES... 5 1.1. Matriz Curricular dos Cursos Profissionais

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO ANO LETIVO 2017-2018 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos Departamento do 1º ciclo CRITÉRIOS de AVALIAÇÃO 1º CICLO Enquadramento A avaliação interna das aprendizagens

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO DIREÇÃO-GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES DIREÇÃO DE SERVIÇOS REGIÃO ALENTEJO Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Milfontes, Odemira CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO 2016/2017 1 CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS

Leia mais

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*)

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória: Português Matemática Estudo do Meio Expressões: Artísticas e Físico-Motoras. Apoio

Leia mais

Organização e Gestão do Desporto Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva

Organização e Gestão do Desporto Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva Organização e Gestão do Desporto Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS Promoção da educação para a cidadania Promover: a iniciativa

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação do 1º Ciclo ANO LETIVO

Critérios Gerais de Avaliação do 1º Ciclo ANO LETIVO Critérios Gerais de Avaliação do 1º Ciclo ANO LETIVO 2015-2016 Avaliação (Decreto-Lei n.º 139/2012 de 5 de julho; Despacho Normativo nº 17-A/2015 de 22 de Setembro e Despacho Normativo nº 13/2014 de 15

Leia mais

Departamento Curricular de Línguas

Departamento Curricular de Línguas Escola Básica Integrada c/ji Fialho de Almeida- Cuba Departamento Curricular de Línguas Ano Lectivo de 2007/2008 Critérios de avaliação Em reunião de Departamento Curricular de Línguas e de acordo com

Leia mais

Departamento de 2.º Ciclo Disciplina de Inglês

Departamento de 2.º Ciclo Disciplina de Inglês Aprender a ser / Aprender a viver com os outros Pilar de Aprendizagem Aprender a conhecer / Aprender a fazer CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento de 2.º Ciclo ED. SETEMBRO DE 2016 DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ANADIA Critérios Gerais de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico 2011/2012. Critérios Gerais de Avaliação 1º CEB

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ANADIA Critérios Gerais de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico 2011/2012. Critérios Gerais de Avaliação 1º CEB Critérios Gerais de Avaliação 1º CEB 0 Introdução No Ensino Básico A avaliação constitui um processo regulador das aprendizagens, orientador do percurso escolar e certificador das diversas aquisições realizadas

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA, 12º ANO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA, 12º ANO QUADRO I CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DOMÍNIOS DE APRENDIZAGEM CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO DISCIPLINA CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA, 12º ANO OBJETO E OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM / COMPETÊNCIAS

Leia mais

Critérios de Avaliação Departamento de Português. 2016/2017 Agrupamento de Escolas de Miraflores

Critérios de Avaliação Departamento de Português. 2016/2017 Agrupamento de Escolas de Miraflores Critérios de Avaliação Departamento de Português 2016/2017 Agrupamento de Escolas de Miraflores Aprovado em reunião de Conselho Pedagógico a 21 de julho de 2016 Cálculo da classificação interna a atribuir

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2017/2018 Quadro de síntese 2º Ciclo Domínios da Avaliação O Saber 65% Português O Saber Fazer 25% O Ser / Saber Ser 10% O Saber 75% Inglês O Saber Fazer 10% O Ser / Saber

Leia mais

Critérios Específicos de Avaliação Ano letivo de 2012/2013

Critérios Específicos de Avaliação Ano letivo de 2012/2013 Departamento de Expressões e Representação Ano Letivo 2012/2013 Disciplina de Modelação e Animação 3D - 11º e 12º ano Critérios Específicos de Avaliação Ano letivo de 2012/2013 1. Introdução à disciplina

Leia mais

Critérios de Avaliação 2014/2015. Cursos Profissionalizantes

Critérios de Avaliação 2014/2015. Cursos Profissionalizantes Critérios de Avaliação 2014/2015 Cursos Profissionalizantes Índice Português 2 Comunicar em francês 3 Economia/Área de Integração/Gestão e Controlo/Comercializar e Vender/Comunicar no Ponto de Venda/Organizar

Leia mais

DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA Critérios de Avaliação

DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA Critérios de Avaliação DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA Critérios de Avaliação Níveis de Desempenho e Atribuição de Classificações (/ ) O processo de ensino em Educação Física visa desencadear nos alunos efeitos contínuos e progressivos,

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO. NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2016/2017

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO. NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2016/2017 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2016/2017 Sendo a avaliação um «processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA DOMÍNIOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA ANO LETIVO 2016 / 2017 COGNITIVO - 60% SOCIOAFETIVO - 40% Oralidade Leitura Escrita

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo Índice 1. CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO... 3 1.1. TERMINOLOGIA DE CLASSIFICAÇÃO... 4 1.2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO... 4 1.3. DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES/DISCIPLINAS... 5 1.3.1. DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR...

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação 1º, 2º e 3º ciclos

Critérios Gerais de Avaliação 1º, 2º e 3º ciclos Critérios Gerais de Avaliação 1º, 2º e 3º ciclos Ano letivo 2013-2014 INTRODUÇÃO - Avaliação (Decreto-Lei nº139/2012, de 5 de julho) - A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador

Leia mais

Disciplina: Educação Tecnológica

Disciplina: Educação Tecnológica Aprender a viver com os outros Pilar de Aprendizagem Aprender a fazer Aprender a conhecer Departamento do 2 o Ciclo Disciplina: Educação Tecnológica CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 5 o ano Ed. Setembro 2016 Unidades

Leia mais

Secretaria Regional da Educação e Cultura Direção Regional da Educação ESCOLA BÁSICA SECUNDÁRIA MOUZINHO DA SILVEIRA

Secretaria Regional da Educação e Cultura Direção Regional da Educação ESCOLA BÁSICA SECUNDÁRIA MOUZINHO DA SILVEIRA Secretaria Regional da Educação e Cultura Direção Regional da Educação ESCOLA BÁSICA SECUNDÁRIA MOUZINHO DA SILVEIRA Departamento de Expressões e 1.º Ciclo CRITÉRIOS AVALIAÇÃO Critérios de Avaliação Documento

Leia mais

Ano letivo

Ano letivo ESCOLA SECUNDÁRIA DE EMÍDIO NAVARRO VISEU (401626) Critérios de avaliação das disciplinas do Curso Profissional de Técnico de Apoio à Infância Ano letivo 2016-2017 DEPARTAMENTO: LÍNGUAS DISCIPLINA: PORTUGUÊS

Leia mais

ANEXO 1 ADENDA AOS CRITÉRIOS ESPECIFICOS DE AVALIAÇÃO - 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO DOMÍNIO DOS CONHECIMENTOS PORTUGUÊS

ANEXO 1 ADENDA AOS CRITÉRIOS ESPECIFICOS DE AVALIAÇÃO - 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO DOMÍNIO DOS CONHECIMENTOS PORTUGUÊS ANEXO 1 ADENDA AOS CRITÉRIOS ESPECIFICOS DE AVALIAÇÃO - 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO DOMÍNIO DOS CONHECIMENTOS PORTUGUÊS Oralidade Leitura Escrita Gramática Educação Literária 7 7 7 4 Identifica e compreende

Leia mais

EB1 com PE e Creche da Quinta Grande

EB1 com PE e Creche da Quinta Grande EB1 com PE e Creche da Quinta Grande Ano letivo 2016/17 Critérios de Avaliação para o 1.º Ciclo As fichas de avaliação das áreas curriculares disciplinares são cotadas de forma quantitativa, numa escala

Leia mais

EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA, CUBA

EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA, CUBA EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA, CUBA DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXACTAS E DA NATUREZA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ANO LECTIVO 2007/2008 INTRODUÇÃO A avaliação é um processo contínuo que implica uma recolha sistemática

Leia mais

Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso

Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso ANO LETIVO: 2016/2017 Amadeo de Souza-Cardoso Critérios Gerais de Avaliação do Agrupamento Dando cumprimento ao disposto no Decreto-Lei 139/2012, na sua redação atual, e no Despacho normativo nº 1-F/2016,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE ARCOZELO CRITÉRIOS/INDICADORES DE AVALIAÇÃO 1º CICLO. Ano Letivo 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE ARCOZELO CRITÉRIOS/INDICADORES DE AVALIAÇÃO 1º CICLO. Ano Letivo 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE ARCOZELO 152640 CRITÉRIOS/INDICADORES DE AVALIAÇÃO 1º CICLO Ano Letivo 2015/2016 Agrupamento de Arcozelo Telef: 258 909 060 - Fax: 258 909 062 www.aearcozelo.pt Vilar Arcozelo

Leia mais