Descrição da tecnologia da linha de lavagem de garrafas PET

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Descrição da tecnologia da linha de lavagem de garrafas PET"

Transcrição

1 Descrição da tecnologia da linha de lavagem de garrafas PET

2 Um parâmetro fundamental para o bom-funcionamento do equipamento e para a qualidade do material que se deseja obter na saída, é a escolha dos fornecedores de garrafas de descarte que tenham efetuado uma pré-seleção, mesmo que sumária do material, de modo que o que chega no equipamento não supere um nível de contaminação, não importa quanto, cerca de 20% em peso. Acima deste limite, necessariamente, a produtividade de todo o equipamento será inferior ao seu potencial e a qualidade do produto final poderia não respeitar mais as especificações que o mercado requer. Em outras palavras, para expressar bem a ideia, se se alimenta lixo, a única coisa que se pode esperar obter é lixo mesmo que seja lavado e enxuto. As garrafas em entrada, dissemos anteriormente, são separadas entre si, normalmente por meio de uma máquina "abre fardos" ou "bale breaker" alimentada por sua vez por uma esteira em malha, levadas sobre um transportador que alimenta um "trommel" para separar as partes pequenas resíduas que sempre se encontram nos fardos bem como parte das tampas tiradas das próprias garrafas. O descarte será recolhido, depois, por uma correia posta abaixo do próprio "trommel". Aconselha-se montar alguns exaustores aspirantes em cima do "bale breaker" e do "trommel" para evitar dispersões no ambiente: o material que sai do ventilador é transportado através de tubos em direção do ciclone que tem a tarefa de separar o material sólido do ar: visto que o material transportado contém muita poeira e etiquetas, tiradas pelo "bale breaker" e pelo "trommel", o ciclone está equipado na parte superior com um transportador de ar que leva o ar a uma série de filtros de saco para não disperdê-lo no ambiente. Além das óbvias observações relacionadas ao pessoal, a poeira inimiga de todas as aparelhagens elétricas, não é portanto somente uma consideração de tipo de higiênico, mas acima de tudo funcional. O "trommel" descarrega sobre a esteira do detector de metais que tem a função de detectar eventuais partes ferrosas e também as não ferrosas. Esta operação serve principalmente para proteger os moinhos, portanto, a sensibilidade do detector de metais não deve ser alta, caso contrário ocorreria o descarte das garrafas etiquetadas com material impresso metálico (vide Pepsi Cola). O descarte será recolhido, depois, por uma esteira posta abaixo do detector de metais. Em seguida, aconselha-se ter um detector de PVC que pode, de acordo com as condições econômicas, ter funções de detector sobre a cor, (não tomamos em consideração a cor); o descarte de PVC será, depois disso, transportado por meio de uma pequena esteira. Para uma verificação adicional final de materiais que claramente poluentes, efetua-se uma seleção do material que pode ocorrer em dois modos muito similares entre si mas muito diferentes na essência. O primeiro método é a separação "negativo", ou seja, separam-se os corpos estranhos das garrafas que passam sobre a esteira e a própria esteira levará diretamente o material aos moinhos. O segundo método é a "separação positiva", altamente aconselhada, requer que cada operador pegue fisicamente cada uma das garrafas e a desloque para uma esteira posicionado ao lado ou ao centro de modo que esta possa receber somente garrafas e levá-las aos moinhos enquanto o que fica na esteira é recolhido por um recipiente final. Este método certamente é mais caro em termos de pessoal mas oferece sem dúvida maiores garantias a nível de qualidade do produto final. Depois que a separação for realizada, e depois que o material passar através de um outro "trommel" desta vez com água, ocorre a trituração do material. Normalmente as metodologias usadas, também neste caso, são duas, a seco ou com a introdução de água diretamente na câmara do moinho< também neste caso há vantagens e desvantagens que devem ser levadas em consideração. Com a moagem ou trituração a seco, o moinho é menos complicado, que em outras palavras significa menos custoso e de manutenção mais fácil, a extração do material ocorre com um o ventilador que ajuda muito a saída do material da grade: melhorando significativamente o desempenho.

3 Triturando ou moendo com a introdução de água e com uma grade de 16mm obtém-se uma duração mais longa das lâminas rotatórias, ocorre uma lavagem devida a fricção das lâminas sobre o material e se evita absolutamente a possibilidade de sobreaquecimento do rotor e em geral da câmara de trituração. Este segundo caso é altamente aconselhado. A jusante deste tipo de moinho será instalado uma semi-centrífuga para a separação da água, e o material será extraído por um ventilador de tipo atravessado que ajuda a tirar as etiquetas de modo que o material possa passar por um ciclone e por um separador de etiquetas, que deve trabalhar com material enxuto. O separador de etiquetas é um dispositivo mecânico, sem partes em movimento que, através de uma corrente inversa de ar, separa a maior parte dos materiais que são mais leves do que o triturado de PET; por isso serão separadas muitas etiquetas, o pó ou poeira, tanto de sujeira como de material plástico ao passo que o restante do material cai por gravidade em uma banheira de decantação que funciona também como "buffer" ou amortecedor. A importância de um pulmão intermediário de acumulação de material: O moinho apresenta uma duração ou tempo bem longo em que permanece parado quando as lâminas devem ser substituídas, e a programação para a substituição das lâminas nem sempre é viável porque tal decorre em função do tipo de material e dos seus contaminadores. Portanto, poderia tornar-se necessário ter uma certa quantidade de material preparado para ser introduzido na linha de lavagem, independentemente do fato que o moinho esteja funcionando ou esteja parado para manutenção e/ou reparação, assim antes da banheira de decantação poderia se instalar um ou mais silos. O cálculo da capacidade do(s) silo(s) de acumulação é o seguinte: Produtividade horária da linha de lavagem, multiplicada pelas horas em que permanece parado para a troca das lâminas, dividido pela densidade específica (cerca de 0,3) e multiplicado por um fator de segurança (na nossa opinião) 1,5. A densidade do material poderia ser considerada baixa demais, mas é necessário ter em mente que o material ainda tem etiquetas que são muito leves, e contém sujeira que não se deve considerar em termos de peso. Em termos normais isto significa 1000 Kg x 4 horas: 0,3 x 1,5 = Litros (isto é 18 metros cúbicos ). A primeira máquina que se encontra é a banheira de decantação e de separação em água: o seu funcionamento é muito simples e pode ser explicado brevemente. O material é colocado com uma cóclea, dotada de motor sob a superfície da água e, antes de ser liberado dentro da banheira, passa através de um agitador com barras que remove a última tensão superficial que a própria água cria na superfície de cada produto plástico. Visto o Poliéster é mais pesado do que a água (peso específico cerca de 1,3) se depositará no fundo ao passo que as olefinas tenderão a boiar (peso específico das olefinas de 0,91 a 0,95). Claramente o material que nos interessa é o Poliéster, por isso a parte que bóia é extraída por meio de um separador com cóclea com fundo furado e, tratando-se da primeira banheira, encontraremos muitas etiquetas de PET que bóiam, portanto aconselha-se que a banheira possua pás (hélice) para o avançamento do flutuador. O PET, por outro lado, é extraído sempre por meio de uma cóclea posta no fundo da banheira, dotada de um motor com velocidade variável para controlar a alimentação da máquina sucessiva. A banheira possui uma bomba para a recirculação da água, visto que a quantidade da própria água deve permanecer constante para manter o nível pré-estabelecido. Em seguida, a cóclea da banheira alimenta a máquina de lavagem. Assim, é fácil intuir a possibilidade de regulação do tempo, e consequentemente da capacidade de lavagem, é muito importante visto que nem todos os materiais possuem o mesmo grau e tipo de contaminação: um outro fator determinante para obter uma elevada qualidade de produto é o fator da temperatura que ajuda muito na remoção tanto da sujeira como da cola que, em algumas situações, pode gerar problemas. A máquina que concebemos procura obter o máximo dos dois fatores com uma tecnologia bem simples e muito funcional. O princípio, que leva em consideração também a economia energética, baseia-se na regulação automática, gerenciada pelo PLC do esforço, ou melhor dizendo, da quantidade de energia que cada material requer para ser lavado e levado a uma temperatura superior aos 85 necessários.

4 Esta máquina, recorrendo a uma explicação muito breve, tem um rotor dotado de barras, que roda a alta velocidade dentro de um recipiente não cilíndrico; a trituração que provém do equipamento, não tem importância a quantidade, é recebido pela tremonha e fortemente agitado dentro da máquina com as barras rotatórias, consequentemente o motor tem um esforço medido em amperes que gera a fricção para a limpeza superficial e ao mesmo empo calor para o mesmo princípio. Quando o motor alcança o esforço pré-estabelecido, configurável pelo operador, o motor da cóclea de extração inicia a girar e extrai uma quantidade de material equivalente ao necessário para manter o esforço, em amperes, constante. Em outras palavras o material deve percorrer o comprimento da máquina, sob constante fricção e o tempo de permanência é inversamente proporcional à quantidade de material em entrada. Naturalmente, a máquina é dotada de grades laterais para a saída da sujeira que é removida pelas barras rotatórias. No que tange a manutenção, o invólucro externo, construído com material antidesgastante como por exemplo o Tritene, foi realizado com duas metades que podem ser abertas com bomba hidráulica e a substituição das barras rotatórias, que sofrem uma forte abrasão, não requer mais do que uma hora de tempo com uma execução muito fácil. Na saída, o material poderia conter ainda resíduos de contaminação superficial e arrastar consigo as etiquetas plásticas que estavam coladas na superfície do PET. O material triturado entra, portanto, em uma centrífuga horizontal própria para o enxague, sempre com a presença de uma forte fricção gerada pelas pás do rotor e desta maneira é definitivamente livrado da presença de quaisquer resíduos de contaminação. O último estágio desta máquina também tem como função enxugar, ou melhor dizendo, separar o material plástico da água que poderia conter ainda resíduos de sujeira. Então, inicia um outro ciclo de separação que é idêntico ao primeiro estágio descrito anteriormente, isto é, a banheira de flotação (neste caso sem pás de avançamento e sem agitador), lavadora e mais uma pequena banheira de decantação. Este segundo estágio é necessário para extrair as etiquetas de material plástico que foram anteriormente tiradas com a lavagem, e para realizar o enxague final em água fresca e quente, visto que o material triturado a temperatura de 80 C entrando na água, aquece-a. A última máquina da linha de lavagem é a centrífuga horizontal que enxuga o material restituindo um produto com umidade abaixo de 1%. A centrífuga possui um cesto rotante que permite uma auto-limpeza contínua, removendo pequenas partículas que ficam agarradas à grade furada. Tudo é enviado a um moinho final a seco com grade de 8/10mm para a última refinação antes de passar novamente por um separador dos finos. O material tritado, separado dos outros plásticos, limpo e enxuto é, depois disso, transportado por meio de um ventilador, tubos e ciclone final, para o silo de armazenagem onde uma cóclea inclinada de grande porte realiza a extração para a embalagem. Poderia tornar-se necessário um sistema de detecção de metais para verificar o material triturado final. O equipamento deverá ser realizado com todas as partes em contato com a água, inteiramente em aço inoxidável, incluindo os silos de armazenagem. Está excluída a máquina de lavagem fabricada em aço antidesgastante, assim como indicado acima. Alguns acessórios opcionais para completar a linha O poliéster é um material intensamente higroscópico, portanto deve ser enxugado antes da sua utilização final. Se este for o caso, foi realizada uma máquia que com um uso contido de energia, enxuga o material, diminuindo a sua umidade para menos de 0,05% e tornando-o apto ao uso. Como é fácil intuir, a lavagem não faz com que a sujeira desapareça, mas simplesmente, transfere a sujeira da superfície do material para a água usada para lavá-lo. Portanto, torna-se necessário extrair a sujeira da água antes de poder descarregá-la no circuito público, ou seja, antes de poder reutilizá-la dentro do equipamento. Com um dispositivo de "filtração", de fato é possível reutilizar a água em circuito fechado dentro do próprio equipamento com alguns benefícios também pelos efeitos de limpeza do próprio material; a água que se aqueceu para o uso das bombas, para a máquina de lavagem, as centrífugas etc, é

5 reutilizada, ainda quente e isto ajuda muito o processo de lavagem, protegendo assim o consumo de energia. O contaminador do poliéster por excelência é o PVC juntamente com outros materiais clorados. No comércio há separadores de PVC de boa qualidade, americanos, alemães, franceses, italianos que trabalham com garrafas ainda inteiras, que conseguem alcançar níveis de separação excelentes se as garrafas são apresentas na máquina bem separadas. Normalmente, os usuários conseguem aceitar contaminações de PVC de até 30/40 PPM ao passo que, ultrapassado este limite, o material perde características mecânicas e colorimétricas e não é bem aceito. MANUTENÇÃO A palavra manutenção é usada com muita frequência visto que desempenha um papel importante na gerência do sistema. Quando se fala de produtividade, de fato, faz-se referência sempre à capacidade produtiva do equipamento, ao passo que o termo indica a média produtiva na unidade de tempo; esta não é uma pequena diferença porque, dada a natureza do material, a sujeira, a poeira e a umidade do ambiente, que certamente não contribuem para o bom-funcionamento dos aparelhos, é necessário levar em conta o papel das vezes em que a máquina permanece parada. Além disso, para obter um material de qualidade elevada, as funções de lavagem, que cada máquina desempenha, ocorrem por fricção e, se isto por um lado faz com que o material fique excelentemente limpo, por outro presume um desgaste elevado das partes mecânicas que geram a própria fricção, portanto é necessário providenciar paradas regulares para a reparação/substituição de alguns componentes. A duração da substituição das lâminas do moinho é, como todos sabem, muito longa e principalmente desta máquina é necessário esperar a causa de diminuição de produtividade, portanto fazendo um cálculo econômico muito simples, levando também em consideração a hipótese mais otimista, ou seja nenhum problema mecânico ao longo de um ano inteiro, fica claro que é possível pagar um segundo moinho dentro de pouco tempo à medida que as garantias de produtividade sem dúvida aumentam.

6 Sequencial da tecnologia da linha de lavagem de garrafas PET 01 Mesa estática para a abertura dos fardos 02 Esteira transportador em malha 03 Rompedor de pacotes (pode ser vertical ou horizontal) 04 Esteira transportadora 05 Trommel (tambor furado rotante) 06 Esteira transportadora com detector de metal 07 Selecionadora de garrafas colores PVC 08 Primeira esteira transportadora de seleção "positiva". 09 Esteira transportadora central de recolhimento 10 Segunda esteira transportadora de seleção "positiva". 11 Esteira transportadora alimentação "trommel em água" 12 Trommel em água (tambor rotante em água) 13 Moinhos para a trituração 14 Sistema de extração 15 Semi-centrífuga 16 Separador de etiquetas 17 Primeira banheira de flotação (com função de armacem ) 18 Primeira máquina de lavagem 19 Centrífuga de enxague 20 Segunda banheira de flotação 21 Segunda máquina de lavagem 22 Terceira banheira de flotação 23 Centrífuga de enxugar 24 Moinho para a refinação 25 Separador de etiquetas 26 Sistema de detecção 27 Silo com dupla extração

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies Gianfranco Verona DESCARTE ZERO NUMA CABINE DE PINTURA SKIMMERFLOT Para o tratamento e a reutilização de águas provenientes

Leia mais

CONHEÇA O SISTEMA HIDRÁULICO DE UMA PISCINA

CONHEÇA O SISTEMA HIDRÁULICO DE UMA PISCINA TRATAMENTO FÍSICO Consiste na remoção de todas impurezas físicas visíveis na água ou depositadas nas superfícies internas das piscinas, como por exemplo, as folhas, os insetos, poeiras, argila, minerais

Leia mais

ASPIRADOR TURBO RED 1850

ASPIRADOR TURBO RED 1850 06/08 350-04/00 072579 REV.0 Manual de Instruções SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO ASPIRADOR TURBO RED 1850 ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800-6458300 RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL SOLUÇÃO POSSÍVEL

Leia mais

UNIDADE DE PRÉ-TRATAMENTO COMPACTA MOD. TSF

UNIDADE DE PRÉ-TRATAMENTO COMPACTA MOD. TSF COMPACTA MOD. DESCRIÇÃO A primeira fase da depuração de águas residuais, tanto urbanas como industriais, consiste em um pré-tratamento mecânico das mesmas. Este pré-tratamento inclui: o Tamisagem (a eliminação

Leia mais

Resfriadores Evaporativos BRISBOX

Resfriadores Evaporativos BRISBOX Características do Produto: Resfriadores Evaporativos BRISBOX BRISBOX Aplicações Resfriadores evaporativos Munters, possuem uma ótima performance energética e podem ser aplicados em: Bingos; Boates; Academias;

Leia mais

JATEAMENTO - INTRODUÇÃO APLICAÇÃO

JATEAMENTO - INTRODUÇÃO APLICAÇÃO www.sinto.com.br JATEAMENTO - INTRODUÇÃO APLICAÇÃO O Jateamento com abrasivo é um método de trabalho a frio que consiste no arremesso de partículas contra uma determinada superfície, a elevadas velocidades,

Leia mais

11º SBA SEMINÁRIO BRASILEIRO AGROINDUSTRIAL 27 E 28 DE OUTUBRO DE 2010 IMPUREZAS DA CANA

11º SBA SEMINÁRIO BRASILEIRO AGROINDUSTRIAL 27 E 28 DE OUTUBRO DE 2010 IMPUREZAS DA CANA 11º SBA SEMINÁRIO BRASILEIRO AGROINDUSTRIAL 27 E 28 DE OUTUBRO DE 2010 IMPUREZAS DA CANA IMPUREZAS DA CANA SEPARAÇÃO DAS IMPUREZAS EM MESA E ESTEIRA DE CANA PICADA POTÊNCIAS INSTALADAS E CONSUMIDAS EFICIÊNCIA

Leia mais

SISTEMA DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE FULIGEM

SISTEMA DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE FULIGEM SISTEMA DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE FULIGEM Para atender às regulamentações ambientais de hoje, os gases emitidos por caldeiras que utilizam bagaço de cana e outros tipos de biomassa similares devem, obrigatoriamente,

Leia mais

ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA

ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA Motor vertical 2 tempos LER O MANUAL DO PROPRIETÁRIO. TRABALHE SEMPRE COM ROTAÇÃO CONSTANTE, NO MÁXIMO 3.600 RPM EVITE ACELERAR E DESACELERAR O EQUIPAMENTO. NÃO TRABALHE

Leia mais

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS Item essencial para qualquer tipo de piscina. É nela que ficam acondicionados o Sistema Filtrante (Filtro e Bomba) registros, válvulas, fios e acionadores.

Leia mais

11/13 1094-09-05 783912 REV.1. www.philco.com.br SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções

11/13 1094-09-05 783912 REV.1. www.philco.com.br SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções 11/13 1094-09-05 783912 REV.1 www.philco.com.br 0800 645 8300 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO PCL1F Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto da linha Philco. Para garantir o

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Módulo II Aula 05 1. Introdução A mecânica dos gases é a parte da Mecânica que estuda as propriedades dos gases. Na Física existem três estados da matéria

Leia mais

BrikStar CM. Prensa hidráulica de briquetagem D GB. Sempre uma idéia a frente

BrikStar CM. Prensa hidráulica de briquetagem D GB. Sempre uma idéia a frente BrikStar CM Prensa hidráulica de briquetagem Sempre uma idéia a frente D GB BrikStar Prensa hidráulica de briquetagem BrikStar CM BrikStar CM de 4 até 11 kw As prensas de briquetagem da série BrikStar

Leia mais

Válvulas para Controle Automático de Consumo de Água

Válvulas para Controle Automático de Consumo de Água Válvulas para Controle Automático de Consumo de Água Visão geral Os produtos com a tecnologia Vigorfluss são de alta qualidade, seguros e eficazes. Produtos duráveis que não sofrem com os problemas mais

Leia mais

PÓRTICO LIMPA GRADES E CARRO LIMPAS GRADES. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DISPOSITIVO LIMPA GRADES E CARRO LIMPA GRADE.

PÓRTICO LIMPA GRADES E CARRO LIMPAS GRADES. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DISPOSITIVO LIMPA GRADES E CARRO LIMPA GRADE. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DISPOSITIVO LIMPA GRADES E CARRO LIMPA GRADE. DESCRIÇÃO. Existem inúmeros tipos e modelos de equipamentos limpa grades no mercado, para que o cliente possa escolher. Mas é verdade

Leia mais

CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO -

CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO - CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO - INTRODUÇÃO Conforme a Resolução CONAMA 273 de 2000, postos de revenda e de consumo de combustíveis devem ser dotados de sistema de drenagem

Leia mais

VARREDEIRA GREEN MACHINES 636HS A mais moderna varredeira de aspiração

VARREDEIRA GREEN MACHINES 636HS A mais moderna varredeira de aspiração VARREDEIRA GREEN MACHINES 636HS A mais moderna varredeira de aspiração Remova resíduos e sujeiras de forma mais eficiente com a versatilidade da varredeira de aspiração 636HS. Garanta lugares públicos

Leia mais

SÓ PARA USO DOMÉSTICO!

SÓ PARA USO DOMÉSTICO! - Não o utilize num espaço fechado e cheio de vapores que advenham de óleos, dissolventes, produtos anticaruncho, pó inflamável ou outros vapores explosivos ou tóxicos. - Extraia sempre a ficha do aparelho

Leia mais

O secador de mãos mais rápido e higiênico.

O secador de mãos mais rápido e higiênico. O secador de mãos mais rápido e higiênico. O problema com outros secadores de mãos O problema com toalhas de papel Eles são muito lentos. Isso é devido a seus motores. Eles não conseguem gerar fluxo de

Leia mais

LAVADORAS CATÁLOGO DIGITAL

LAVADORAS CATÁLOGO DIGITAL LAVADORAS CATÁLOGO DIGITAL Lavadora de Bebedouro Imagem Ilustrativa - mesas opcionais Lavadora desenvolvida especificamente para higienização de gaiolas e bebedouros em biotérios, já acondicionados em

Leia mais

Sistemas de Condicionamento da Amostra para Análise de Gases

Sistemas de Condicionamento da Amostra para Análise de Gases Sistemas de Condicionamento da Amostra para Análise de Gases V1 O queéum Sistemade Condicionamento? O Que é um Sistema de Condicionamento? Amostra do Processo? Analisador Sistema de Condicionamento O sistema

Leia mais

Disciplina Higiene do Trabalho. Ventilação Industrial

Disciplina Higiene do Trabalho. Ventilação Industrial Tópicos da Aula Complementar - Ventiladores; - Ventiladores Axiais; - Ventiladores Centrífugos; - Dados necessários para a seleção correta de um ventilador; - Modelos e Aspectos Gerais de Ventiladores.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 WWW.ELGIN.COM.BR MANUAL DE INSTRUÇÕES UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 Atenção: antes de usar o produto leia cuidadosamente as instruções deste manual. SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 VANTAGENS

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES ASPIRADOR DE PÓ 800 W COM CABO TELESCÓPICO Equipamento somente para uso doméstico. Obrigado por escolher um produto com a marca Tramontina. Por favor, leia o Manual de Instruções por

Leia mais

Manual de Instruções. Aquecedor de Ambiente Halógeno. Modelo: MA - 012 H. Versão 191212. www.martau.com.br SAC: 0800 51 7546. ATENÇÃO: Não Cobrir

Manual de Instruções. Aquecedor de Ambiente Halógeno. Modelo: MA - 012 H. Versão 191212. www.martau.com.br SAC: 0800 51 7546. ATENÇÃO: Não Cobrir ATENÇÃO: Não Cobrir www.martau.com.br SAC: 0800 5 7546 Versão 922 Aquecedor de Ambiente Halógeno Modelo: MA - 02 H Anotações Índice - Introdução...4 2 - Recomendações de segurança...5 2. - Símbolos e

Leia mais

Introdução ao Tratamento de Resíduos Industriais

Introdução ao Tratamento de Resíduos Industriais Introdução ao Tratamento de Resíduos Industriais Disciplina : Tratamento de Resíduos Professor : Jean Carlo Alanis Peneiras : Utilizadas para remoção de sólidos finos e/ou fibrosos; Possuem abertura de

Leia mais

COMO REDUZIR AS PERDAS INDUSTRIAIS ATUANDO SOBRE A LIMPEZA DE CANA. Carlos A. Tambellini

COMO REDUZIR AS PERDAS INDUSTRIAIS ATUANDO SOBRE A LIMPEZA DE CANA. Carlos A. Tambellini COMO REDUZIR AS PERDAS INDUSTRIAIS ATUANDO SOBRE A LIMPEZA DE CANA. Carlos A. Tambellini 1 1.0 COLHEITA / TRANSPORTE / RECEPÇÃO DE CANA - HISTÓRICO 1ª FASE (1960/ 70): Cana queimada Corte manual Carregamento

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO PARA MOEDOR DE CARNE

MANUAL DE OPERAÇÃO PARA MOEDOR DE CARNE MANUAL DE OPERAÇÃO PARA MOEDOR DE CARNE 1-8 1 INTRODUÇÃO Neste manual de operação, você encontrará todas as informações necessárias sobre o equipamento para usá-lo corretamente. Ao adquirir um dos modelos

Leia mais

Filtro fino Vortex da WISY (WFF 300) Para coletar a água de chuva em edifícios industriais e comerciais

Filtro fino Vortex da WISY (WFF 300) Para coletar a água de chuva em edifícios industriais e comerciais Filtro fino Vortex da WISY (WFF 300) Para coletar a água de chuva em edifícios industriais e comerciais Instruções para a instalação e o uso O filtro fino do Vortex da WISY (WFF), é projetado para a instalação

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO. 1 Alimentador

DESCRITIVO TÉCNICO. 1 Alimentador DESCRITIVO TÉCNICO Nome Equipamento: Máquina automática para corte de silício 45º e perna central até 400 mm largura Código: MQ-0039-NEP Código Finame: *** Classificação Fiscal: 8462.39.0101 1 Alimentador

Leia mais

Operação Unitária de Centrifugação

Operação Unitária de Centrifugação UFPR Setor de Ciências da Saúde Curso de Farmácia Disciplina de Física Industrial Operação Unitária de Centrifugação Prof. Dr. Marco André Cardoso Centrifugação Operação unitária com a principal finalidade

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO EQUIPAMENTOS DE IONIZAÇÃO DE AR. Airgenic Unidades para Dutos de Arcondicionados. Linha DX. Índice. Modo de Usar Paginas 3 4

MANUAL DO USUÁRIO EQUIPAMENTOS DE IONIZAÇÃO DE AR. Airgenic Unidades para Dutos de Arcondicionados. Linha DX. Índice. Modo de Usar Paginas 3 4 MANUAL DO USUÁRIO EQUIPAMENTOS DE IONIZAÇÃO DE AR Airgenic Unidades para Dutos de Ar-condicionados Linha DX Airgenic Unidades para Dutos de Arcondicionados centrais - Linha DX Índice Modo de Usar Paginas

Leia mais

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS VENTILADORES AXIAL UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA DE VENTILADORES AXIAL Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: EAFN 500 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação G = Gabinete

Leia mais

COMPRESSORAS. Soluções integrais em equipamento

COMPRESSORAS. Soluções integrais em equipamento COMPRESSORAS Soluções integrais em equipamento Série GZP/ZPT Compressoras de range médio, equipamentos robustos de fácil operação, confiáveis e seguros, possuem alimentação forçada. Características comuns

Leia mais

Bacharelado em Farmácia. Disciplina:Operações Unitárias em Indústria 8 Período Prof.a: Msd. Érica Muniz Filtração

Bacharelado em Farmácia. Disciplina:Operações Unitárias em Indústria 8 Período Prof.a: Msd. Érica Muniz Filtração Bacharelado em Farmácia Disciplina:Operações Unitárias em Indústria 8 Período Prof.a: Msd. Érica Muniz Filtração FILTRAÇÃO Nas indústrias de alimentos e bebidas, a filtração aparece na produção de suco

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros Instrução Técnica Nº 027/2010 EM REVISÃO Armazenamento em Silos SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação

Leia mais

Condensação. Ciclo de refrigeração

Condensação. Ciclo de refrigeração Condensação Ciclo de refrigeração Condensação Três fases: Fase 1 Dessuperaquecimento Redução da temperatura até a temp. de condensação Fase 2 Condensação Mudança de fase Fase 3 - Subresfriamento Redução

Leia mais

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET CONJUNTOS DE FACAS WINDJET CONJUNTO DE FACAS WINDJET SOPRADORES CONJUNTOS DE FACAS WINDJET SUMÁRIO Página Visão geral dos pacotes de facas de ar Windjet 4 Soprador Regenerativo 4 Facas de ar Windjet 4

Leia mais

GRSS. Resistance WELDING SOLDAGEM POR RESISTÊNCIA ELÉTRICA

GRSS. Resistance WELDING SOLDAGEM POR RESISTÊNCIA ELÉTRICA SOLDAGEM POR RESISTÊNCIA ELÉTRICA Princípios A soldagem por resistência elétrica representa mais uma modalidade da soldagem por pressão na qual as peças a serem soldadas são ligadas entre si em estado

Leia mais

DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água

DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água A água aquecida que retorna do processo ingressa no DryCooler e ao sair é recolhida em um reservatório, sendo bombeada de volta ao processo já na temperatura

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS BRITADOR IMPACTO DE EIXO VERTICAL (VSI) ZL EQUIPAMENTOS. 1. DESCRIÇÃO. Os Britadores de eixo vertical VSI, projetado pela ZL Equipamentos, são confeccionados aqui no Brasil, ou

Leia mais

UltraClave Esterilizador Automático. e M11

UltraClave Esterilizador Automático. e M11 M9 UltraClave Esterilizador Automático e M11 O que você busca em um esterilizador? n Porta de abertura automática patenteada para uma secagem rápida dos instrumentos n Utilização rápida e fácil para um

Leia mais

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um

Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um Algumas noções sobre a umidade relativa do ar Oar contém uma quantidade variável de vapor de água, que determina o grau de umidade de um ambiente. A capacidade do ar de reter vapor de água é tanto maior

Leia mais

Aspirador de pó ASP 1000

Aspirador de pó ASP 1000 ELIMINAÇÃO DE PROBLEMAS ASPIRADOR NÃO LIGA Verificar se a tomada está energizada ou o plugue (16) está encaixado corretamente FALTA OU DIMINUIÇÃO DE SUCÇÃO Acessórios (mangueira e tubos) podem estar obstruídos.

Leia mais

Grupo 09 Centrais de testes e limpeza

Grupo 09 Centrais de testes e limpeza Grupo 09 Centrais de testes e limpeza Fornecedor: Tipo Descrição Página CPR Central de teste para circuitos de refrigeração 01 Descrição 01-01 CPC Central de teste para circuitos de refrigeração 02 Descrição

Leia mais

O FAN Press Screw Separator PSS

O FAN Press Screw Separator PSS O FAN Press Screw Separator PSS Os separadores PSS podem processar resíduos grossos com (20% de sólidos), bem como resíduos finos (abaixo de 0,1% de sólidos). A umidade dos sólidos separados pode ser ajustada

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº.

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. 27/2010 Armazenamento em silos SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências

Leia mais

SISTEMAS DE PISO EPOXI

SISTEMAS DE PISO EPOXI SISTEMAS DE PISO EPOXI PRODUTO DESCRIÇÃO VEC-601 TUBOFLOOR TEE-556 AUTONIVELANTE Selador epóxi de dois componentes de baixa viscosidade. Revestimento epóxi com adição de sílica para regularização de pisos.

Leia mais

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS P O U P A R AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO Caso tenha ar condicionado nos quartos ou áreas comuns do empreendimento,

Leia mais

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK INSTALAÇÃO: Figura 1 Para instalação e montagem das conexões, siga os seguintes passos: 1) Os tubos que descem das calhas são conectados nas entradas

Leia mais

Automag. Filtro magnético completamente automatizado

Automag. Filtro magnético completamente automatizado Automag Filtro magnético completamente automatizado As vantagens da filtração magnética automatizada Não são necessários quaisquer consumíveis O Automag apenas necessita de pequenas quantidades de ar comprimido,

Leia mais

INDICE. Pag.2. Pag.3. Pag.4. Pag.5-6. Pag.7. Acessórios complementares

INDICE. Pag.2. Pag.3. Pag.4. Pag.5-6. Pag.7. Acessórios complementares INDICE Separador de Gorduras em PEAD para montagem apoiada: modelo KESSEL Euro G para aspiração directa ou aspiração à distância Separador de Gorduras em PEAD para montagem apoiada: modelo KESSEL Euro

Leia mais

2.5 Sistema de recuperação de energia. Funcionamento em alívio

2.5 Sistema de recuperação de energia. Funcionamento em alívio Funcionamento em alívio Se o consumo de ar for inferior a descarga de ar do compressor, a pressão da rede aumenta. Quando a pressão da rede atinge o limite superior da pressão de trabalho (pressão de descarga),

Leia mais

11/07 246-04/00 072413 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. www.britania.com.br sac@britania.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR MANUAL DE INSTRUÇÕES

11/07 246-04/00 072413 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. www.britania.com.br sac@britania.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR MANUAL DE INSTRUÇÕES 11/07 246-04/00 072413 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO www.britania.com.br sac@britania.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR MANUAL DE INSTRUÇÕES ELIMINAÇÃO DE PROBLEMAS ASPIRADOR NÃO LIGA Verificar se a

Leia mais

ME-25 MÉTODOS DE ENSAIO ENSAIO DE PENETRAÇÃO DE MATERIAIS BETUMINOSOS

ME-25 MÉTODOS DE ENSAIO ENSAIO DE PENETRAÇÃO DE MATERIAIS BETUMINOSOS ME-25 MÉTODOS DE ENSAIO ENSAIO DE PENETRAÇÃO DE MATERIAIS BETUMINOSOS DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. E NORMAS COMPLEMENTARES... 3 4. DEFINIÇÃO... 3

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA

INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES GERAIS PARA LUMINÁRIAS DE UTILIZAÇÃO DOMÉSTICA INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA O fabricante aconselha um uso correcto dos aparelhos de iluminação!

Leia mais

Manual do Usuário. Orangexpress. Saeco Solutions do Brasil Comercial Ltda. (11) 3813-7006 comercial@orangexpress.com.br www.orangexpress.com.

Manual do Usuário. Orangexpress. Saeco Solutions do Brasil Comercial Ltda. (11) 3813-7006 comercial@orangexpress.com.br www.orangexpress.com. Manual do Usuário Orangexpress 1 Índice Apresentação... 3 Características e Especificações Técnicas... 4 Aviso de Tomada... 5 Manutenção e Limpeza... 6 Visão Geral... 6 Desmontagem... 7 Limpeza... 14 Esquema

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO GELADEIRA DE 2 PORTAS NV-5284

MANUAL DO USUÁRIO GELADEIRA DE 2 PORTAS NV-5284 MANUAL DO USUÁRIO GELADEIRA DE 2 PORTAS NV-5284 PREZADO CLIENTE A fim de obter o melhor desempenho de seu produto, por favor, leia este manual do usuário cuidadosamente antes de começar a usá-lo, e mantê-lo

Leia mais

Máquinas de Secar Roupa

Máquinas de Secar Roupa Design. Cada centímetro que vê num aparelho Balay, representa uma enorme dedicação em termos de design, ergonomia e adaptabilidade ao seu dia a dia. Um dos nossos principais objectivos é aliar a facilidade

Leia mais

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos.

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos. Dúvidas Filtros e Bombas A Piscina dos seus Sonhos. - Filtros Água vazando para o esgoto. Nas opções filtrar e recircular, observo através do visor de retrolavagem que a água continua indo para o esgoto

Leia mais

Tensão Capacidade (mm) (mm) (g) (V) (mah) PR10-D6A PR70 1,4 75 5,8 3,6 0,3 PR13-D6A PR48 1,4 265 7,9 5,4 0,83 PR312-D6A PR41 1,4 145 7,9 3,6 0,58

Tensão Capacidade (mm) (mm) (g) (V) (mah) PR10-D6A PR70 1,4 75 5,8 3,6 0,3 PR13-D6A PR48 1,4 265 7,9 5,4 0,83 PR312-D6A PR41 1,4 145 7,9 3,6 0,58 Produto Pilha de zinco-ar Nome do modelo IEC Nominal Nominal Diâmetro Altura Peso Tensão Capacidade (mm) (mm) (g) (V) (mah) PR10-D6A PR70 1,4 75 5,8 3,6 0,3 PR13-D6A PR48 1,4 265 7,9 5,4 0,83 PR312-D6A

Leia mais

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água 2 Conteúdos 1 Boas Práticas de Utilização... 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água... 1.2 Normas de Segurança... 1.3 Recomendações de Ergonomia... 1.4 Normas de Utilização... 2 Resolução de

Leia mais

ULITEC-1000 LIMPA TANQUE

ULITEC-1000 LIMPA TANQUE MANUAL DE INSTRUÇÕES ULITEC-1000 LIMPA TANQUE MOTOR ELÉTRICO / MOTOR A GASOLINA APRESENTAÇÃO A DOCTOR DIESEL parabeniza-o(s) pela aquisição do(s) produto(s) de nossa fabricação, pois ao investir em tecnologia

Leia mais

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO CINTAS QUALITY FIX Condições gerais de segurança... 4 As cores na movimentação... 5 Fator de Segurança... 5 A etiqueta azul de rastreabilidade... 6 Dicas de movimentação... 6 Certificado

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO QUÍMICO

MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO QUÍMICO MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO QUÍMICO O Tratamento Químico e fundamental para deixar a água da piscina saudável, limpa e cristalina. Você necessita medir, inicialmente, três parâmetros: Alcalinidade Total,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO CLIMATIZADOR DE AR VENTILAR CLIMATIZE 300 CLI300

MANUAL DO USUÁRIO CLIMATIZADOR DE AR VENTILAR CLIMATIZE 300 CLI300 MANUAL DO USUÁRIO CLIMATIZADOR DE AR VENTILAR CLIMATIZE 300 CLI300 Obrigado por adquirir o Climatizador Cadence Ventilar Climatize 300, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante

Leia mais

13 TUBULAÇÕES DE REFRIGERANTE

13 TUBULAÇÕES DE REFRIGERANTE 167 13 TUBULAÇÕES DE REFRIGERANTE As tubulações de refrigerante representam uma parte essencial no sistema de refrigeração, pois requer as mesmas considerações gerais de projeto que qualquer sistema de

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO FÍSICO

MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO FÍSICO MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO FÍSICO Ao abordar o tratamento físico, discutiremos assuntos relacionados à limpeza com acessórios (aspiração, remoção de sujeiras com peneiras, limpeza das bordas, entre outros),

Leia mais

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE EcoCWave da Dürr Ecoclean: Qualidade superior, eficiência de custos e confiabilidade de processo na lavagem à base de água Filderstadt/Germany, junho 2014 com sua EcoCWave,

Leia mais

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R 22/04/2013 MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R cmo@cmo.es http://www.cmo.es pág. 1 MONTAGEM DESCRIÇÃO Directiva sobre máquinas: DIR 2006/42/CE (MÁQUINAS). Directiva sobre equipamentos sob pressão:

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014 LAVADORAS, CENTRÍFUGAS E SECADORAS. www.mueller.ind.br

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014 LAVADORAS, CENTRÍFUGAS E SECADORAS. www.mueller.ind.br CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014 LAVADORAS, CENTRÍFUGAS E SECADORAS www.mueller.ind.br Unidade Lavadoras Há 65 anos, a Mueller tem o mesmo compromisso: criar soluções inteligentes para as famílias. Tanto que

Leia mais

Fibras, Esponjas e Panos

Fibras, Esponjas e Panos 3M Soluções Comerciais Núcleo Profissional Fibras, Esponjas e Panos Food Service O mercado de Profissional é um dos que mais cresce no país e, com ele, cresce também a demanda por padrões cada vez mais

Leia mais

G-8000 - Instalação e Preparação

G-8000 - Instalação e Preparação G-8000 - Instalação e Preparação www.intecrom.com.br www.intecrom.com.br 1 Índice Título Página Instalação do Geração 8000 3 Configuração do Equipamento 4 Especificação do Geração 8000 5 Ambiente 6 Instalações

Leia mais

Peneira de Tambor Rotativo ROTAMAT Ro 2

Peneira de Tambor Rotativo ROTAMAT Ro 2 WASTE WATER Solutions Peneira de Tambor Rotativo ROTAMAT Ro 2 Peneira fina cilíndrica rotativa lavagem de resíduos integrada prensa de resíduos integrada proteção contra congelamentos (opcional) milhares

Leia mais

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Agradecimento A NADO LIVRE ARTE EM PISCINAS agradece a você a preferência e deseja momentos repetidos de alegrias. Para nós foi muito importante ajudá-lo

Leia mais

Linha LATINGALVA, Cartagena, Colômbia, setembro de 2010.

Linha LATINGALVA, Cartagena, Colômbia, setembro de 2010. Linha LATINGALVA, Cartagena, Colômbia, setembro de 2010. Sustentabilidade da galvanização aplicada à administração interna de resíduos de cinzas e escória na galvanização geral por imersão a quente e da

Leia mais

Informações Gerais Trocadores de Calor / Chiller de Placas

Informações Gerais Trocadores de Calor / Chiller de Placas Informações Gerais Trocadores de Calor / Chiller de Placas Somos especializados em trocadores de calor e importamos desde 2009. Eles são fabricados sob a supervisão de um técnico nosso e foram adaptados

Leia mais

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX 1 Sumário Treinamento específico e essencial.... 3 Manutenção, serviço e armazenamento.... 3 Inspeção... 3 Uso... 4 Tempo de vida do Produto.... 4 Garantia... 4

Leia mais

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO - FISPQ Data da Revisão: 06.03.06

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO - FISPQ Data da Revisão: 06.03.06 01. Identificação do Produto e da Empresa. Nome do Produto: Rotosafe Bro 700 001 OR 0050 nº Material: 110319 Nome da Empresa: Domingos Araújo Neto Endereço: Av. Francisco Sá, 3405 Monte Castelo Fortaleza

Leia mais

MOINHOS PENDULARES MOLOMAX

MOINHOS PENDULARES MOLOMAX MOINHOS PENDULARES MOLOMAX Web: http://www.manfredinieschianchi.com - Email: sales@ms-plants.it 1/14 Os Moinhos Pendulares MOLOMAX são empregados para a moenda de matérias-primas de vários tipos, peso

Leia mais

SENSORES INDUTIVOS E CAPACITIVOS. Instrumentação - Profs. Isaac Silva - Filipi Viana - Felipe Dalla Vecchia 2013

SENSORES INDUTIVOS E CAPACITIVOS. Instrumentação - Profs. Isaac Silva - Filipi Viana - Felipe Dalla Vecchia 2013 INSTRUMENTAÇÃO SENSORES INDUTIVOS E CAPACITIVOS Jocarli Alencastro Instrumentação - Profs. Isaac Silva - Filipi Viana - Felipe Dalla Vecchia 2013 Introdução Os sensores indutivos e capacitivos foram desenvolvidos

Leia mais

Prova Experimental Física, Química, Biologia

Prova Experimental Física, Química, Biologia Prova Experimental Física, Química, Biologia Complete os espaços: Nomes dos estudantes: Número do Grupo: País: BRAZIL Assinaturas: A proposta deste experimento é extrair DNA de trigo germinado e, posteriormente,

Leia mais

Armário Outdoor com. Free Cooling ou Ar Condicionado. www.facemate.net

Armário Outdoor com. Free Cooling ou Ar Condicionado. www.facemate.net Armário Outdoor com Free Cooling ou Ar Condicionado NOTAS Os armários outdoor estão desenhados para instalação em ambientes de exterior sujeitos a condições de chuva, vento, calor ou radiação solar. O

Leia mais

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM

WWW.RENOVAVEIS.TECNOPT.COM Como funciona um aerogerador Componentes de um aerogerador Gôndola:contém os componentes chaves do aerogerador. Pás do rotor:captura o vento e transmite sua potência até o cubo que está acoplado ao eixo

Leia mais

Produtora sul-americana de concreto pronta para maximizar eficiência com a manutenção preventiva da CDE

Produtora sul-americana de concreto pronta para maximizar eficiência com a manutenção preventiva da CDE Reciclagem de resíduos de construção e demolição Produtora sul-americana de concreto pronta para maximizar eficiência com a manutenção preventiva da CDE Localizada na ilha de Aruba, ao largo da costa da

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES ABRIDOR DE VINHOS ELÉTRICO SEM FIO BIVOLT

MANUAL DE INSTRUÇÕES ABRIDOR DE VINHOS ELÉTRICO SEM FIO BIVOLT MANUAL DE INSTRUÇÕES ABRIDOR DE VINHOS ELÉTRICO SEM FIO BIVOLT WO-50DBR INFORMAÇÕES IMPORTANTES Ao usar aparelhos elétricos, seguir sempre precauções básicas de segurança, incluindo o seguinte: AVISO 1.

Leia mais

AC 3.1/0308. Adega Climatizada Manual de Instruções

AC 3.1/0308. Adega Climatizada Manual de Instruções AC 3.1/0308 Adega Climatizada Manual de Instruções ISO9001: 2000 GARANTIA - CONDIÇÕES GERAIS A Tocave assegura ao comprador/usuário deste aparelho garantia contra defeitos de fabricação, pelo prazo de

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

Fundamentos Equipamentos Consumíveis Técnica operatória Aplicações Industriais. Definição e princípio de operação:

Fundamentos Equipamentos Consumíveis Técnica operatória Aplicações Industriais. Definição e princípio de operação: Fundamentos Equipamentos Consumíveis Técnica operatória Aplicações Industriais Fundamentos Definição e princípio de operação: A soldagem a arco com eletrodo de tungstênio e proteção gasosa (Gas Tungsten

Leia mais

INDICE DESEMBALAJE FUNCIONANDO A VITRINE USO

INDICE DESEMBALAJE FUNCIONANDO A VITRINE USO NOTAS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS PANNEL DE CONTROL LIMPEZA POSICIONAMIENTO / NIVELACÃO CONEXIÓN ELÉCTRICA CONSERVACION SERVICIO ASISTENCIA COMPOSIÇÃO DAS CUBAS SUBSTITUIÇÃO DAS LÂMPADAS INDICE NOTAS Sempre

Leia mais

Sistema CPAP RemStar Plus

Sistema CPAP RemStar Plus Sistema CPAP RemStar Plus Pressionar a tecla (on/off), onde irá ativar o aparelho. Retirar o cabo da parte posterior do aparelho. Pressionar a tecla e de redução temporária de pressão juntas; manter pressionada

Leia mais

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL MS TAC 4000 REV.02 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE TRATAMENTO PARA REUSO....

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO CLIMATIZADOR CADENCE VENTILAR CLIMATIZE 505 CLI505

MANUAL DO USUÁRIO CLIMATIZADOR CADENCE VENTILAR CLIMATIZE 505 CLI505 MANUAL DO USUÁRIO CLIMATIZADOR CADENCE VENTILAR CLIMATIZE 505 CLI505 Obrigado por adquirir o Climatizador Ventilar Climatize 505 Cadence, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante

Leia mais

6 Manutenção de Tratores Agrícolas

6 Manutenção de Tratores Agrícolas 6 Manutenção de Tratores Agrícolas 6.1 Introdução Desenvolvimento tecnológico do país Modernização da agricultura Abertura de novas fronteiras agrícolas Aumento no uso de MIA Aumento da produtividade Maiores

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7900 A L F A

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7900 A L F A ASPIRADOR TIPO CICLONE Manual do utilizador MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7900 A L F A 1 Estimados clientes: Muito obrigada por ter escolhido um dos nossos aspiradores de uso doméstico, que é um aparelho

Leia mais

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DA COIFA INFORMAÇÕES GERAIS

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DA COIFA INFORMAÇÕES GERAIS INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DA COIFA INFORMAÇÕES GERAIS DVG 8545 AXBR Part 1. Trabalho no modo fechado/exaustor com o uso de filtros de carvão (sem a conexão à ventilação) Part 2.

Leia mais

REDE E SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E AQUECIMENTO DE ÁGUAS USANDO FONTES RENOVÁVEIS E NÃO RENOVÁVEIS

REDE E SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E AQUECIMENTO DE ÁGUAS USANDO FONTES RENOVÁVEIS E NÃO RENOVÁVEIS GUIA PARA A REABILITAÇÃO REDE E SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E AQUECIMENTO DE ÁGUAS USANDO FONTES RENOVÁVEIS E NÃO RENOVÁVEIS PROJETO Cooperar para Reabilitar da InovaDomus Autoria do Relatório Consultoria

Leia mais

Calibradores de Minerais

Calibradores de Minerais uma Companhia Astec Industries Calibradores de Minerais Calibradores de Minerais/Calibradores de Rolos para Aplicações Primárias/Secundárias e Terciárias A gama Osborn de Calibradores de Rolos de Eixo

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções (Party Cooler s Thermomatic) Modelo: 40 litros & 77 litros Obrigado por escolher a série dos Party Cooler s da Thermomatic. Para garantir o uso correto das operações, por favor, leia

Leia mais