Analysis Report O estado da arte da guerrilha digital durante a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Analysis Report O estado da arte da guerrilha digital durante a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014"

Transcrição

1 Analysis Report O estado da arte da guerrilha digital durante a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014

2 A influência da situação social e dos protestos físicos nas operações de guerrilhas digitais Em ocasião da organização da Copa do Mundo da Fifa de 2014 no Brasil, o monumental compromisso financeiro que o Brasil assumiu junto as políticas sociais atuadas com o objetivo de reforçar a imagem e o prestígio do País na vitrine internacional, têm despertado uma forte insatisfação entre as classes mais baixas da população. O caminho da competição até hoje foi marcado, de fato, por uma longa série de protestos e manifestações físicas mais ou menos violentas especialmente durante a Copa das Confederações no mês de junho do ano passado. Animadas em todo o país por dezenas de milhares de opositores, essas iniciativas foram imediatamente apoiadas digitalmente pelo povo da rede, e originaram a união de legiões de hacktivistas, todos unidos por uma forte aversão às políticas sociais do Governo Rousseff. Outro ativo estratégico é a rede de transportes, que pode não ser suficiente para absorver o enorme afluxo de visitantes devido a greves, manifestações, congestionamento e, consequentemente, a viabilidade. De um ponto de vista digital as 12 cidades-sede são considerados entre os principais objetivos dos hacktivistas. Já existem muitas evidências de ciber-ataques e violações contra infraestruturas digitais institucionais que causaram a interrupção de serviçõs de utilidade pública de orgaões federais, estaduais e municipais. Estes acontecimentos revelam mais uma vez a convergência das atividades de protestos físicos e digitais organizadas simultaneamente e favorecidas pelo uso massivo da redes sociais. Para garantir a segurança física da Copa, serão utlizados cerca de homens, incluindo militares e policiais, alinhados em defesa das 12 cidades-sede; uma mobilização de forças excepcional exigida pelo governo para a prevenção e repressão de possíveis ameaçãs e incidentes violentos durante o evento mundial. De acordo com algumas estimativas, o evento vai gerar um fluxo total de 600 mil turistas estrangeiros e 3 milhões de brasileiros que podem ser alvo de crime organizado. Drones, robô anti-bomba e até tanques antiaéreos foram disponibilizados para evitar qualquer tipo de ameaça. 2

3 Ataques contra organizadores da Copa do Mundo e contra o Ministério das Relações Exteriores-Itamaraty O alto número de ataques digitais contra o Comitê Organizador Local da Copa Do Mundo e contra o sistema de comunicação ( ) do Itamaraty representam as atividades mais relevantes da guerrilha digital que está acontecendo nesta época no Brasil. Estes ataques mostram como a vulnerabilidade de infraestruturas críticas podem representar um tremendo impacto sobre a segurança das informações e confidencialidade das comunicações. Ataques contra organizadores da Copa do Mundo Já no início de Fevereiro de 2014, a unidade de pesquisa da Tiger Security identificou um malware inédito diretamente relacionado ao prestigioso evento da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Através de uma análise inicial foi possível identificar claramente a origem brasileira do malware; quando executado no sistema da vítima, o malware consegue explorar uma falha do navegador Microsoft Internet Explorer e consegue roubar senhas e dados sensíveis. Apesar de ter sido detectado pela nossa equipe depois de apenas algumas horas da primeira divulgação na Internet no dia 11 de fevereiro de 2014, o Centro de Comando e Controle já tinha sob controle mais de 400 clientes vítimas localizados nas cidades-sede da Copa. O código malicioso, identificado como uma nova versão do malware ja conhecido com o nome Banload, aparece como uma versão desktop do popular serviço de mensagens WhatsApp. Uma vez que a infecção ocorre, o malware contata o centro de comando dos atacantes fornecendo,os detalhes da máquina comprometida da vítima junto a versão do Microsoft Windows e do Internet Explorer. A ligação com o evento da Copa do Mundo da FIFA é representada também pelo nome de domínio onde era escondido o centro de comando e controle, promobrasilcopa2014.com.br, hospedado pelo provedor brasileiro VMLink e, curiosamente, apesar de aparecer totalmente funcional, o domínio resultava ter expirado no mesmo dia da criação. Outra observação interessante é que o sistema de comando e controle não fazia uso de algum banco de dados, mas as informações roubadas eram gravadas diretamente no file system. 3

4 Ministério das Relações Exteriores: ataque massivo de hackers à rede de comunicação interna Poucos dias antes do início do evento da Copa do Mundo, foram comprometidas 55 contas de da diplomacia brasileira no mundo. Através de um atividade criminosa de spear-phishing, hacktivistas enviaram mais de 600 s para caixas de correio eletrônico do Ministério das Relações Exteriores do mundo inteiro, convidando os diplomatas a acessar um site de phishing onde deveriam inserir as senhas do . Logo depois, as mesmas credenciais foram usadas para acessar as contas de webmail verdadeiras para subtrair todos os s de cada usuário violado. O ataque, reivindicado por hacktivistas, foi analisado em detalhe e trata-se de um tipo de ataque direcionado especificamente para poder ter acesso as caixas institucionais de funcionários de alto escalão diplomático: Embaixadores, Cônsules, etc. O material subtraido foi imediatamente publicado em várias etapas, de acordo com as técnicas bem conhecidas da estratégia de tensão utilizadas pelos hackers. O Ministério bloqueou temporariamente o serviço de e- mail aos seus funcionários no mundo inteiro pedindo a usuários que alterassem suas próprias senhas. O problema foi resolvido, não vazou nada importante. funcionário do Ministério das Relações Exteriores A declaração do Ministério foi imediatamente desmentida pelos atacantes, que alegaram de ter ainda pleno acesso à infra-estrutura de do Ministério. Este ataque segue totalmente os métodos e técnicas operacionais que ja tinham sido utilizadas nos prévios ataques contra as caixas de correio eletrônico da Polícia Federal e a Polícia Militar de São Paulo do ano passado, poucos dias antes do início da Copa das Confederações Para minimizar o episódio, oficialmente foi comunicado a imprensa que O sistema Intradocs, que reúne todas as comunicações diplomáticas, inclusive as sigilosas, não foi invadido. O problema foi resolvido, não vazou nada importante." A evidência mostra o acesso a uma conta de institucional violada 4

5 Hacktivismo, cyber-crime e risco de exploração eleitoral Nestes dias têm aumentado exponencialmente o número dos ataques digitais: ataques DDoS, defacement e verdadeiras invasões de sites com subsequentes publicações de dados sensíveis do mesmo tipo do vazamento dos s do Ministério das Relações Extrangeiras. Os atores dessas iniciativas são relacionados, pelo menos na aparência, com as diferentes franjas do coletivo internacional de anonymous", sempre prontos para explorar o destaque na mídia oferecido por Grandes Eventos, para ressaltar as lutas sociais. Para o evento da Copa do Mundo, foram lançados em várias redes sociais diferentes hashtag, vídeos e declarações, quase todos atribuíveis a um coletivo que atende pelo nome de opworldcup, ophackingcup e opmundial2014. Em paralelo ao mundo dos grupos hacktivistas, existem muitos grupos de ciber-criminosos que estão já aproveitando o evento da Copa do Mundo para atingir o maior número de alvos através de fraudes bancárias, venda de bilhetes falsos, etc. As técnicas utilizadas para este fim incluem armadilhas de phishing que distribuem código malicioso através de aplicativos inúteis para dispositivos móveis Android. É por isso que neste cénario deve ser dada uma atenção especial as armadilhas colocadas pelos criminosos para obter senhas de cartões nas caixas eletrônicos que serão usados massivamente na Copa pelos fãs e turistas para saques de dinheiro. Outro aspecto relacionado as manifestações durante a Copa è o risco de exploração eleitoral dos protestos que pode gerar uma guerra digital com negação de serviços e captura de informações confidenciais e sensíveis, entre os protagonistas do cenário político e institucional brasileiro. As próximas eleições presidenciais de Outubro representam o novo desafio da luta digital onde as redes sociais serão usadas como campo de batalha entre os rivais políticos. Já agora estão aparecendo continuamente nas redes sociais muitas campanhas de descrédito de políticos e principalmente contra o Governo Rousseff. Principais Ataques Digitais 5

6 A partir das análises técnicas e linguísticas, podemos afirmar que os ataques digitais, ao contrário do que pode parecer, não são de matriz exclusivamente brasileira. Muitos ataques são de origem européia, mexicana, índiana, tunisina e turca. As operações de matriz hacktivistas, cujo objetivo é causar a não-acessibilidade de sites específicos da Internet, estão sendo cada vez mais perpetradas de forma colaborativa através de ferramentas chamadas de Web Hive onde qualquer usuário visitando uma página específica através do seu navegador, disponibiliza a largura de banda da sua conexão ADSL em favor do ataque de uma forma totalmente automática. Hacktivismo: servidor web que foi invadido para hospedar um web hive A tendência dos ataques conduzidos com a finalidade de comprometer as infra-estruturas digitais de fronteira de orgaões Governamentais teve um aumento significativo a partir do final do mês de Abril de 2014, com mais de target por dia. Tendências dos atques contra infra-estruturas digitais governamentais Até as aplicações expostas na web que pertecem a domínios de internet relacionados a organizações militares não foram poupados das incursões digitais, mas muitas vezes foram usados para carregar o malware a ser distribuído de forma orientada, por s-spear phishing ou mensagens em redes sociais. Ataques contra alvos importantes, como por exemplo os sites do Ministério da Defesa oferecem mais garantias aos atacantes em relação ao percentual de vítimas potenciais, especialmente se os alvos são parte da própria organização militar. Conclusões Os dificuldades da temporada que está passando o Brasil são evidentes, devido às manifestações físicas e ao aumento das atividades dos hacktivistas. No período imediatamente anterior à Copa do Mundo de 2014, foi possível observar e analisar os mecanismos de influência mútua entre manifestantes e hacktivistas em focar a atenção sobre os mesmos alvos. Os ataques digitais continuam a crescer e atualmente são um número maior dos protestos físicos no País. A grande variedade de atores que trabalham para os mais diversos fins é, definitivamente, um dos aspectos fundamentais para uma leitura correta da seqüência de eventos. As causas dos protestos físicos e digitais são um conjunto de dissidência política, econômica e desconforto social. O Mês de Outubro de 2014, será um mês fundamental para o País sendo que as eleições presidências assim como a Copa do Mundo representam uma oportunidade única para quem deseja influenciar o equilíbrio político, explorando grupos de hacktivistas, talvez com o objetivo de não entregar o país novamente ao partido da Presidenta Dilma Rousseff. 6

7 Tiger Security Srl Piazza Monterosa Orvieto (TR) ITALY web: 7

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Segurança da Informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor

Leia mais

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso:

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso: MALWARE Spyware É o termo utilizado para se referir a uma grande categoria de software que tem o objetivo de monitorar atividades de um sistema e enviar as informações coletadas para terceiros. Seguem

Leia mais

Segurança de Dados. Relatório de Segurança de Dados, Inteligência de Mercado

Segurança de Dados. Relatório de Segurança de Dados, Inteligência de Mercado Segurança de Dados Segurança de dados e sigilo de informações ainda é um tema longe de ser solucionado no Brasil e no Mundo. A cada novo dispositivo lançado, cada nova transação bancária ou a cada novo

Leia mais

Sistemas para Internet 06 Ataques na Internet

Sistemas para Internet 06 Ataques na Internet Sistemas para Internet 06 Ataques na Internet Uma visão geral dos ataques listados na Cartilha de Segurança para Internet do CGI Comitê Gestor da Internet Componente Curricular: Bases da Internet Professor:

Leia mais

Sobre o Symantec Internet Security Threat Report

Sobre o Symantec Internet Security Threat Report Sobre o Symantec Internet Security Threat Report O Symantec Internet Security Threat Report apresenta uma atualização semestral das atividades das ameaças na Internet. Nele se incluem as análises dos ataques

Leia mais

INTERNET BANKING: DICAS DE SEGURANÇA. Palavras-chave: Segurança da Informação; Internet Banking; Fraudes; Riscos.

INTERNET BANKING: DICAS DE SEGURANÇA. Palavras-chave: Segurança da Informação; Internet Banking; Fraudes; Riscos. 1 INTERNET BANKING: DICAS DE SEGURANÇA Alexandre Kaspary 1 Alexandre Ramos 2 Leo Andre Blatt 3 William Rohr 4 Fábio Matias Kerber 5 Palavras-chave: Segurança da Informação; Internet Banking; Fraudes; Riscos.

Leia mais

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são:

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são: Malwares Códigos Maliciosos - Malware Códigos maliciosos (malware) são programas especificamente desenvolvidos para executar ações danosas e atividades maliciosas em um computador. Algumas das diversas

Leia mais

Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel

Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel Tipos de pragas virtuais 1 Vírus A mais simples e conhecida das ameaças. Esse programa malicioso pode ligar-se

Leia mais

Privacidade.

Privacidade. <Nome> <Instituição> <e-mail> Privacidade Agenda Privacidade Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Privacidade (1/3) Sua privacidade pode ser exposta na Internet: independentemente da sua

Leia mais

Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br

Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Preservação da: confidencialidade: Garantia de que o acesso à informação seja obtido somente por pessoas autorizadas. integridade: Salvaguarda da exatidão

Leia mais

Segurança em Internet Banking.

Segurança em Internet Banking. <Nome> <Instituição> <e-mail> Segurança em Internet Banking Agenda Internet Banking Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Internet Banking (1/4) Permite: realizar ações disponíveis nas agências

Leia mais

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral Prof. Paulo A. Neukamp Mallware (Parte 01) Objetivo: Descrever de maneira introdutória o funcionamento de códigos maliciosos e os seus respectivos impactos. Agenda

Leia mais

Planejando uma política de segurança da informação

Planejando uma política de segurança da informação Planejando uma política de segurança da informação Para que se possa planejar uma política de segurança da informação em uma empresa é necessário levantar os Riscos, as Ameaças e as Vulnerabilidades de

Leia mais

2015 Check Point Software Technologies Ltd. 1

2015 Check Point Software Technologies Ltd. 1 2015 Check Point Software Technologies Ltd. 1 Fontes de informação do 2015 Security Report: Mais de 16.000 Organizações 1.300 Relatórios Security Checkup 3.000 Gateways de segurança monitorados 1 Milhão

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação 1 Agenda Plano de Ensino Contato Introdução Análise e Avaliação de Riscos 2 1 PLANO DE ENSINO 3 Ementa Fundamentos da Segurança da Informação Análise e Avaliação de Riscos Ameaças

Leia mais

Computadores e Sociedade II. Atos ilegais Hackers Invasões. Bruno Tenório 5613740 Guilherme Marcel 6876158 Wu Yuexiang 6792502

Computadores e Sociedade II. Atos ilegais Hackers Invasões. Bruno Tenório 5613740 Guilherme Marcel 6876158 Wu Yuexiang 6792502 Computadores e Sociedade II Atos ilegais Hackers Invasões Bruno Tenório 5613740 Guilherme Marcel 6876158 Wu Yuexiang 6792502 Sumário Atos Ilegais Crimes Computacionais Malwares Hackers Fraudes Conclusões

Leia mais

Segurança e privacidade na era da mobilidade: riscos e desafios. Aldo Albuquerque aldo@tempest.com.br

Segurança e privacidade na era da mobilidade: riscos e desafios. Aldo Albuquerque aldo@tempest.com.br Segurança e privacidade na era da mobilidade: riscos e desafios Aldo Albuquerque aldo@tempest.com.br Aldo Albuquerque 20 anos de experiência na área de TI, 15 deles relacionados à segurança da informação

Leia mais

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SEGURANÇA DIGITAL Wagner de Oliveira OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA Hoje em dia a informação é um item dos mais valiosos das grandes Empresas. Banco do Brasil Conscientizar da necessidade

Leia mais

Hackers contra o sistema operacional humano

Hackers contra o sistema operacional humano Hackers contra o sistema operacional humano Raj Samani, CTO (EMEA) Charles McFarland, engenheiro sênior de pesquisa do MTIS Muitos ciberataques envolvem um componente de engenharia social que tenta persuadir

Leia mais

Evolução Tecnológica e a Segurança na Rede

Evolução Tecnológica e a Segurança na Rede Evolução Tecnológica e a Segurança na Rede Miriam von Zuben miriam@cert.br! Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasill Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto br

Leia mais

EMBRATEL WHITE PAPER

EMBRATEL WHITE PAPER EMBRATEL WHITE PAPER Como evitar que estratégias inovadoras de Negócio sejam prejudicadas pela indisponibilidade de Sistemas na Internet 1. A Origem do Problema Ataques de negação de serviço, comumente

Leia mais

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA SEGURANÇA CIBERNÉTICA Fevereiro/2015 SOBRE A PESQUISA Esta pesquisa tem como objetivo entender o nível de maturidade em que as indústrias paulistas se encontram em relação

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Via Internet Banking você pode realizar as mesmas ações disponíveis nas agências bancárias, sem enfrentar filas ou ficar restrito aos horários de atendimento Realizar transações

Leia mais

II Semana de Informática - CEUNSP. Segurança da Informação Novembro/2005

II Semana de Informática - CEUNSP. Segurança da Informação Novembro/2005 II Semana de Informática - CEUNSP Segurança da Informação Novembro/2005 1 Objetivo Apresentar os principais conceitos sobre Segurança da Informação Foco não é técnico Indicar onde conseguir informações

Leia mais

Informação: o principal ativo de um negócio

Informação: o principal ativo de um negócio WHITE PAPER Informação: o principal ativo de um negócio Gestão de dados se tornou ponto crucial para sobrevivência das instituições, mas poucas ainda mantêm programa de treinamento em segurança. Fiscalização

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Quanto mais informações você disponibiliza na Internet, mais difícil se torna preservar a sua privacidade Nada impede que você abra mão de sua privacidade e, de livre e espontânea

Leia mais

Segurança da Informação. Disciplina: Segurança da Informação Professor: Jiyan Yari

Segurança da Informação. Disciplina: Segurança da Informação Professor: Jiyan Yari Segurança da Informação Disciplina: Segurança da Informação Professor: Jiyan Yari O que é Segurança da Informação? Segurança da informação é a proteção da informação de vários tipos de ameaças para garantir

Leia mais

Introdução a Segurança da Informação

Introdução a Segurança da Informação Introdução a Segurança da Informação Caio S. Borges 1, Eduardo C. Siqueira 1 1 Faculdade de Informática Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) CEP 90.619-900 Porto Alegre RS Brasil

Leia mais

Códigos Maliciosos.

Códigos Maliciosos. <Nome> <Instituição> <e-mail> Códigos Maliciosos Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente desenvolvidos para executar

Leia mais

Cartilha de Segurança para Internet

Cartilha de Segurança para Internet Comitê Gestor da Internet no Brasil Cartilha de Segurança para Internet Parte VII: Incidentes de Segurança e Uso Abusivo da Rede Versão 3.1 2006 CERT.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes

Leia mais

Prefeitura do Campus USP de Pirassununga Seção Técnica de Informática

Prefeitura do Campus USP de Pirassununga Seção Técnica de Informática CARTILHA DE INFORMÁTICA SEÇÃO TÉCNICA DE INFORMÁTICA PUSP-P Nº 002 - SETEMBRO/2014 TEMA: GOLPES POR EMAIL "NA DÚVIDA NÃO CLIQUE" RELEMBRANDO: Na cartilha nº 001 lançada em Julho de 2014 escrevemos dicas

Leia mais

Segurança em Comércio Eletrônico.

Segurança em Comércio Eletrônico. <Nome> <Instituição> <e-mail> Segurança em Comércio Eletrônico Agenda Comércio Eletrônico Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Comércio eletrônico (1/2) Permite: comprar grande quantidade

Leia mais

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA 2011 Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA SUMÁRIO Introdução... 4 Metodologia... 6 Resultado 1: Cibersegurança é importante para os negócios... 8 Resultado

Leia mais

Prof. Demétrios Coutinho

Prof. Demétrios Coutinho Prof. Demétrios Coutinho Hoje em dia a informação é o bem mais valioso de uma empresa/cliente. A segurança da informação é um conjunto de medidas que se constituem basicamente de controles e política de

Leia mais

Por que os hackers amam o seu banco de dados? Renato Bognar Principal System Engineer

Por que os hackers amam o seu banco de dados? Renato Bognar Principal System Engineer Por que os hackers amam o seu banco de dados? Renato Bognar Principal System Engineer O que iremos ver Por que seus bancos de dados são tão atrativos? Quais os pontos de atenção? Quem são os hackers afinal?

Leia mais

e Uso Abusivo da Rede

e Uso Abusivo da Rede SEGURANÇA FRAUDE TECNOLOGIA SPAM INT MALWARE PREVENÇÃO VÍRUS BANDA LARGA TROJAN PRIVACIDADE PHISHING WIRELESS SPYWARE ANTIVÍRUS WORM BLUETOOTH SC CRIPTOGRAFIA BOT SENHA ATAQUE FIREWAL BACKDOOR COOKIES

Leia mais

12 PREVISÕES DE SEGURANÇA PARA 2012

12 PREVISÕES DE SEGURANÇA PARA 2012 12 PREVISÕES DE SEGURANÇA PARA 2012 Todos os anos, eu me sento com meu time de pesquisadores e conversamos sobre o que o próximo ano trará em termos de ameaças para nossos clientes. É uma discussão importante.

Leia mais

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Agenda Segurança o que é? Informação o que é? E Segurança da Informação? Segurança da Informação na UFBA

Leia mais

Guia de Segurança em Redes Sociais

Guia de Segurança em Redes Sociais Guia de Segurança em Redes Sociais INTRODUÇÃO As redes sociais são parte do cotidiano de navegação dos usuários. A maioria dos internautas utiliza ao menos uma rede social e muitos deles participam ativamente

Leia mais

SOLO NETWORK. Guia de Segurança em Redes Sociais

SOLO NETWORK. Guia de Segurança em Redes Sociais (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971 (41) 4062-6971 (48) 4062-6971 (51) 4062-6971 (61) 4062-6971 (71) 4062-7479 Guia de Segurança em Redes Sociais (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971 (41)

Leia mais

Exposição do Cibercrime

Exposição do Cibercrime White Paper Exposição do Cibercrime Cibercrime como Serviço By Raj Samani, Vice President and CTO, EMEA, McAfee François Paget, Senior Threat Research Engineer, McAfee Labs Índice Sumário Executivo 3 Pesquisa

Leia mais

Qual a importância da Segurança da Informação para nós? Quais são as características básicas de uma informação segura?

Qual a importância da Segurança da Informação para nós? Quais são as características básicas de uma informação segura? Qual a importância da Segurança da Informação para nós? No nosso dia-a-dia todos nós estamos vulneráveis a novas ameaças. Em contrapartida, procuramos sempre usar alguns recursos para diminuir essa vulnerabilidade,

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS TENDÊNCIAS DO ATAQUE DISTRIBUÍDO DE NEGAÇÃO DE SERVIÇO DA VERISIGN 1A EDIÇÃO - 1O TRIMESTRE DE 2014

RELATÓRIO SOBRE AS TENDÊNCIAS DO ATAQUE DISTRIBUÍDO DE NEGAÇÃO DE SERVIÇO DA VERISIGN 1A EDIÇÃO - 1O TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO SOBRE AS TENDÊNCIAS DO ATAQUE DISTRIBUÍDO DE NEGAÇÃO DE SERVIÇO DA VERISIGN 1A EDIÇÃO - 1O TRIMESTRE DE 214 RESUMO EXECUTIVO Este relatório contém as observações e conhecimentos derivados de

Leia mais

Qualidade. Introdução à Administração de Empresas. Prof. Luiz Antonio 01/03/2007

Qualidade. Introdução à Administração de Empresas. Prof. Luiz Antonio 01/03/2007 Introdução à Administração de Empresas Prof. Luiz Antonio 01/03/2007 Histórico Era Artesanal (séc. XIX) Etapas da produção controladas pelo artesão. Compra dos materiais e insumos Acabamento Entrega do

Leia mais

Mais de 40% do spam tem como objectivo roubar informação pessoal, incluindo dados financeiros

Mais de 40% do spam tem como objectivo roubar informação pessoal, incluindo dados financeiros Mais de 40% do spam tem como objectivo roubar informação pessoal, incluindo dados financeiros Lisboa, 21 de Agosto de 2013 As notificações de falha de entrega de e-mails são novo isco de spam O volume

Leia mais

Roubo de dados e de dinheiro ou o bloqueio da infra-estrutura TI: os principais alvos dos ciberataques empresariais em 2013

Roubo de dados e de dinheiro ou o bloqueio da infra-estrutura TI: os principais alvos dos ciberataques empresariais em 2013 Roubo de dados e de dinheiro ou o bloqueio da infra-estrutura TI: os principais alvos dos ciberataques empresariais em 2013 RELATÓRIO CIBERAMEAÇAS B2B 2O13 Lisboa, 18 de Dezembro de 2013 O uso alargado

Leia mais

Sobre Nós. NossaVisão

Sobre Nós. NossaVisão 2015 Sobre Nós 1 ArtsSec foi fundada por um grupo de profissionais dedicados à segurança da informação a fim de proporcionar soluções criativas e de alto valor aos seus clientes. A empresa surgiu em 2012,

Leia mais

Relatório da McAfee sobre Ameaças: Quarto trimestre de 2012

Relatório da McAfee sobre Ameaças: Quarto trimestre de 2012 Resumo executivo Relatório da McAfee sobre Ameaças: Quarto trimestre de Por McAfee Labs Ao término de, o cenário de ameaças continuava a evoluir em muitas frentes, de maneiras que ameaçavam tanto consumidores

Leia mais

Evolução dos Problemas de Segurança e Formas de Proteção

Evolução dos Problemas de Segurança e Formas de Proteção Evolução dos Problemas de Segurança e Formas de Proteção Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto.br Nic.br http://www.nic.br/ Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no

Leia mais

Gestão da Segurança da Informação

Gestão da Segurança da Informação Gestão da Segurança da Informação Mercado Symantec investe no mercado de proteção de dispositivos da Internet das Coisas A Symantec anunciou que está protegendo mais de um bilhão de dispositivos da Internet

Leia mais

FACULDADE DOS GUARARAPES. A Internet... Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

FACULDADE DOS GUARARAPES. A Internet... Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br FACULDADE DOS GUARARAPES A Internet... Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br O que é a Internet Rede de Computadores: Consiste de dois ou mais computadores ligados entre si

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS PROMOVE DE BRASÍLIA PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

FACULDADES INTEGRADAS PROMOVE DE BRASÍLIA PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADES INTEGRADAS PROMOVE DE BRASÍLIA PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA SOLUÇÃO SISTÊMICA BASEADA EM CÓDIGO ABERTO PARA DEFESA E MITIGAÇÃO DE ATAQUES À APLICAÇÕES WEB. DANIEL ALMEIDA DE PAULA BRASÍLIA

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Certificado Digital e-cpf Parabéns! Ao ter em mãos esse manual, significa que você adquiriu um certificado digital AC Link. Manual do Usuário 1 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?...

Leia mais

Introdução a Segurança de Redes Segurança da Informação. Filipe Raulino filipe.raulino@ifrn.edu.br

Introdução a Segurança de Redes Segurança da Informação. Filipe Raulino filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução a Segurança de Redes Segurança da Informação Filipe Raulino filipe.raulino@ifrn.edu.br Objetivos Entender a necessidade de segurança da informação no contexto atual de redes de computadores;

Leia mais

Códigos Maliciosos. Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

Códigos Maliciosos. Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Códigos Maliciosos Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente

Leia mais

Conceitos de segurança da informação. Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com

Conceitos de segurança da informação. Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Conceitos de segurança da informação Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Introdução A infraestrutura de rede, os serviços e dados contidos nos computadores ligados a ela são bens pessoais,

Leia mais

Introdução. Pense em toda a informação pessoal que você tem armazenada no. seu computador, informação irrecuperável como fotos, documentos,

Introdução. Pense em toda a informação pessoal que você tem armazenada no. seu computador, informação irrecuperável como fotos, documentos, Guia de Backup Introdução Pense em toda a informação pessoal que você tem armazenada no seu computador, informação irrecuperável como fotos, documentos, apresentações, entre outras. Imagine que quando

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. A FACILIDADE DE DERRUBAR UM SITE UTILIZANDO A NEGAÇÃO DE SERVIÇO (DoS Denial of Service)

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. A FACILIDADE DE DERRUBAR UM SITE UTILIZANDO A NEGAÇÃO DE SERVIÇO (DoS Denial of Service) POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO A FACILIDADE DE DERRUBAR UM SITE UTILIZANDO A NEGAÇÃO DE SERVIÇO (DoS Denial of Service) Segurança em Redes de Computadores FACULDADE LOURENÇO FILHO Setembro/2014 Prof.:

Leia mais

Nessus Vulnerability Scanner

Nessus Vulnerability Scanner Faculdade de Tecnologia SENAC-RS Disciplina de Segurança em Redes Ferramentas de Segurança Nessus Vulnerability Scanner Nome: Rafael Victória Chevarria Novembro de 2013. 1. Introdução Nessus é um scanner

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Códigos maliciosos são usados como intermediários e possibilitam a prática de golpes, a realização de ataques e o envio de spam Códigos maliciosos, também conhecidos como pragas

Leia mais

Kaspersky Anti-Virus 2013 Kaspersky Internet Security 2013 Lista de novos recursos

Kaspersky Anti-Virus 2013 Kaspersky Internet Security 2013 Lista de novos recursos Kaspersky Anti-Virus 2013 Kaspersky Internet Security 2013 Lista de novos recursos Sumário Visão geral de novos recursos 2 Instalação, ativação, licenciamento 2 Internet Security 3 Proteção Avançada 4

Leia mais

Privacidade na Web. Cristine Hoepers cristine@cert.br!

Privacidade na Web. Cristine Hoepers cristine@cert.br! Privacidade na Web Cristine Hoepers cristine@cert.br! Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR Comitê Gestor da Internet

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

COMO FUNCIONA UM ANTIVÍRUS E QUAIS SUAS PRINCIPAIS FALHAS

COMO FUNCIONA UM ANTIVÍRUS E QUAIS SUAS PRINCIPAIS FALHAS COMO FUNCIONA UM ANTIVÍRUS E QUAIS SUAS PRINCIPAIS FALHAS Luiz Guilherme de Barros Almeida ¹, Júlio Cesar Pereira ¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil luizguilhermescmc@gmail.com Resumo.

Leia mais

Protegendo o seu negócio com servidores DNS que se protegem

Protegendo o seu negócio com servidores DNS que se protegem Resumo do produto: A Solução de DNS seguro da Infoblox reduz os ataques aos servidores DNS através do reconhecimento inteligente de vários tipos de ataque e atuando no tráfego de ataque enquanto continua

Leia mais

TECNOLOGIA WEB. Segurança na Internet Aula 4. Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB. Segurança na Internet Aula 4. Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Segurança na Internet Aula 4 Profa. Rosemary Melo Segurança na Internet A evolução da internet veio acompanhada de problemas de relacionados a segurança. Exemplo de alguns casos de falta

Leia mais

O link entre software pirateado e violações da segurança cibernética

O link entre software pirateado e violações da segurança cibernética O link entre software pirateado e violações da segurança cibernética Para ver mais informações, acesse http://www.microsoft.com/en-us/news/presskits/dcu/. Para ver todos os resultados desse estudo, acesse

Leia mais

Segurança em Dispositivos Móveis

Segurança em Dispositivos Móveis Segurança em Dispositivos Móveis Lucas Ayres e Lucas Borges Ponto de Presença da RNP na Bahia {lucasayres,lucasborges}@pop ba.rnp.br 1 Agenda Dispositivos móveis Principais riscos e como se proteger Cuidados

Leia mais

WEBMAIL Política de Uso Aceitável

WEBMAIL Política de Uso Aceitável WEBMAIL Política de Uso Aceitável Bem-vindo ao Correio Eletrônico da UFJF. O Correio Eletrônico da UFJF (Correio-UFJF) foi criado para ajudá-lo em suas comunicações internas e/ou externas à Universidade.

Leia mais

Prevenção das burlas telefónicas que usam programas trojan

Prevenção das burlas telefónicas que usam programas trojan Prevenção das burlas telefónicas que usam Ultimamente, a Directoria Municipal de Segurança Pública de Zhuhai desmantelou uma rede criminosa que fazia burlas através do seguinte método: 1. Envio de SMS

Leia mais

Defesa contra os ataques de phishing direcionados atuais

Defesa contra os ataques de phishing direcionados atuais Defesa contra os ataques de phishing direcionados atuais Introdução O email é phishing ou é legítimo? Essa é a pergunta que os funcionários e especialmente os executivos estão fazendo com frequência cada

Leia mais

Guia De Criptografia

Guia De Criptografia Guia De Criptografia Perguntas e repostas sobre a criptografia da informação pessoal Guia para aprender a criptografar sua informação. 2 O que estamos protegendo? Através da criptografia protegemos fotos,

Leia mais

12/31/00. Segurança da Informação e Crimes Digitais. Disclosure

12/31/00. Segurança da Informação e Crimes Digitais. Disclosure l Richard 12/31/00 Segurança da Informação e Crimes Digitais Marcelo Caiado, M.Sc., CISSP, GCFA, EnCE, GCIH Chefe da Divisão de Segurança da Informação Procuradoria Geral da República marcelobc@mpf.mp.br

Leia mais

Conscientização sobre a Segurança da Informação. Suas informações pessoais não tem preço, elas estão seguras?

Conscientização sobre a Segurança da Informação. Suas informações pessoais não tem preço, elas estão seguras? Conscientização sobre a Segurança da Informação Suas informações pessoais não tem preço, elas estão seguras? PROFISSIONAIS DE O que é Segurança da Informação? A Segurança da Informação está relacionada

Leia mais

compras online com Segurança

compras online com Segurança 12 Dicas para realizar compras online com Segurança As compras online chegaram no mercado há muito tempo e, pelo visto, para ficar. Com elas também despertaram os desejos dos cibercriminosos de se apropriarem

Leia mais

Segurança da Informação. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Segurança da Informação. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Segurança da Informação Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Cenário Atual Era da Informação e da Globalização: Avanços da Tecnologia da Informação; Avanços

Leia mais

LW1. Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO

LW1. Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO LW1 Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO O que é a Internet? Rede de Computadores: Consiste de dois ou mais computadores ligados entre si e compartilhando dados, impressoras, trocando mensagens

Leia mais

3. Cópias de segurança de dados armazenados em um computador são importantes para se prevenir de eventuais falhas, como também das consequências de

3. Cópias de segurança de dados armazenados em um computador são importantes para se prevenir de eventuais falhas, como também das consequências de 3. Cópias de segurança de dados armazenados em um computador são importantes para se prevenir de eventuais falhas, como também das consequências de uma possível infecção por vírus. Acerca disso, analise

Leia mais

Cinco requisitos. ao considerar a segurança do e-mail

Cinco requisitos. ao considerar a segurança do e-mail Cinco requisitos ao considerar a segurança do e-mail 2015 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. (1110R) 1 Resumo Em um panorama de

Leia mais

Verificação em duas etapas.

Verificação em duas etapas. <Nome> <Instituição> <e-mail> Verificação em duas etapas Agenda Senhas Verificação em duas etapas Principais tipos e cuidados a serem tomados Outros cuidados Créditos Senhas (1/4) Servem para autenticar

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Página1 Certificado Digital e-cpf Manual do Usuário Página2 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?... 03 Instalando o Certificado... 04 Conteúdo do Certificado... 07 Utilização, guarda

Leia mais

Kaspersky Fraud Prevention for Endpoints

Kaspersky Fraud Prevention for Endpoints Kaspersky Fraud Prevention for Endpoints www.kaspersky.pt KASPERSKY FRAUD PREVENTION 1. Formas de atacar serviços bancários online O principal motivo por trás do cibercrime é fazer dinheiro e os conhecimentos

Leia mais

Roteiro. TOCI-08: Segurança de Redes. Apresentação da Disciplina. Parte I. Prof. Rafael Obelheiro rro@joinville.udesc.br. Aula 1: Introdução a SEG

Roteiro. TOCI-08: Segurança de Redes. Apresentação da Disciplina. Parte I. Prof. Rafael Obelheiro rro@joinville.udesc.br. Aula 1: Introdução a SEG Roteiro TOCI-08: Segurança de Redes Prof. Rafael Obelheiro rro@joinville.udesc.br I. Apresentação da disciplina II. Uma breve introdução à segurança Aula 1: Introdução a SEG c 2009 Rafael Obelheiro (DCC/UDESC)

Leia mais

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança.

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda Managed Office Protection É fato, tanto pequenas e médias e grandes empresas enfrentam os mesmos riscos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG Página 1 de 26 Sumário Introdução...3 Layout do Webmail...4 Zimbra: Nível Intermediário...5 Fazer

Leia mais

Novas Ameaças na Internet e Iniciativas do CERT.br e CGI.br para Combatê-las

Novas Ameaças na Internet e Iniciativas do CERT.br e CGI.br para Combatê-las Novas Ameaças na Internet e Iniciativas do CERT.br e CGI.br para Combatê-las Klaus Steding-Jessen jessen@cert.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil CERT.br http://www.cert.br/

Leia mais

Impeça ataques de ameaças avançadas, identifique usuários de alto risco e controle ameaças internas

Impeça ataques de ameaças avançadas, identifique usuários de alto risco e controle ameaças internas TRITON AP-EMAIL Impeça ataques de ameaças avançadas, identifique usuários de alto risco e controle ameaças internas Desde iscas de engenharia social até phishing direcionado, a maioria dos ataques digitais

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação Política de Segurança da Informação 29 de janeiro 2014 Define, em nível estratégico, diretivas do Programa de Gestão de Segurança da Informação. ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 PÚBLICO ALVO... 3 3 RESPONSABILIDADES

Leia mais

Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica.

Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica. Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica. Além de tornar-se fundamental para a difusão do conhecimento e geração das relações interpessoais, a Internet

Leia mais

Fraud Prevention for Endpoints. www.kaspersky.com

Fraud Prevention for Endpoints. www.kaspersky.com Fraud Prevention for Endpoints www.kaspersky.com 2 Fraud Prevention for Endpoints KASPERSKY FRAUD PREVENTION 1. Formas de atacar o Banco O principal motivo por trás do crime virtual é fazer dinheiro, e

Leia mais

Integração entre o PROSEG e o PSGIS Uma abordagem no. tratamento de incidentes de segurança da informação. Parte 2. Elaboradores:

Integração entre o PROSEG e o PSGIS Uma abordagem no. tratamento de incidentes de segurança da informação. Parte 2. Elaboradores: Integração entre o PROSEG e o PSGIS Uma abordagem no tratamento de incidentes de segurança da informação Parte 2 Elaboradores: - Cristiane Gomes e Thiago Moraes/SUPGS - João Emílio e Maria do Carmo/COGSI

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA COMUNICADO DE IMPRENSA Kaspersky Internet Security e Kaspersky Anti-Virus 2013 Máxima protecção contra todas as ameaças Ambos os produtos foram actualizados para oferecer protecção avançada contra o malware

Leia mais

Segurança em Dispositivos Móveis.

Segurança em Dispositivos Móveis. <Nome> <Instituição> <e-mail> Segurança em Dispositivos Móveis Agenda Dispositivos móveis Riscos principais Cuidados a serem tomados Créditos Dispositivos móveis (1/2) Tablets, smartphones, celulares,

Leia mais

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação.

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. 1. Com relação a segurança da informação, assinale a opção correta. a) O princípio da privacidade diz respeito à garantia de que um agente não consiga negar falsamente um ato ou documento de sua autoria.

Leia mais

Lavanderia digital. Resumo executivo. Uma análise das moedas on-line e seu uso no crime cibernético

Lavanderia digital. Resumo executivo. Uma análise das moedas on-line e seu uso no crime cibernético Resumo executivo Lavanderia digital Uma análise das moedas on-line e seu uso no crime cibernético Por Raj Samani, EMEA (Europa, Oriente Médio e África), McAfee François Paget e Matthew Hart, McAfee Labs

Leia mais

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente.

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente. Noções básicas sobre segurança e computação segura Se você se conecta à Internet, permite que outras pessoas usem seu computador ou compartilha arquivos com outros, deve tomar algumas medidas para proteger

Leia mais

Segurança de Redes & Internet

Segurança de Redes & Internet Boas Práticas Segurança de Redes & Internet 0800-644-0692 Video Institucional Boas Práticas Segurança de Redes & Internet 0800-644-0692 Agenda Cenário atual e demandas Boas práticas: Monitoramento Firewall

Leia mais

Consulte a área Bancos Aderentes para saber em detalhe todas as informações relativas aos bancos aderentes.

Consulte a área Bancos Aderentes para saber em detalhe todas as informações relativas aos bancos aderentes. SERVIÇO MB Way O que é o MB Way? O MB Way é a primeira solução interbancária que permite fazer compras e transferências imediatas através de smartphone ou tablet. Basta aderir ao serviço num MULTIBANCO,

Leia mais