R E Q U A L I F I C A Ç Ã O D O L A R G O D A B R U X A G AFANHA DA E N C A R N A Ç Ã O - Í L H A V O

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "R E Q U A L I F I C A Ç Ã O D O L A R G O D A B R U X A G AFANHA DA E N C A R N A Ç Ã O - Í L H A V O"

Transcrição

1 MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 1. Objeto 2. Promotor 3. Descrição da situação existente e Identificação de pontos críticos 4. Descrição da ação, sua necessidade e condições de instalação 5. Zonas de trabalho 6. Principais materiais utilizados 1

2 1. Objeto O presente projeto tem por objetivo a intervenção de requalificação do Largo da Bruxa e zonas envolventes, numa zona que constitui um ponto relevante na definição geral da frente ribeirinha e segundo uma área de intervenção identificada nas peças desenhadas anexas; a qual corresponde à extensão de espaço que compreende desde a frente da marina da ANGE, ao pequeno largo defronte ao antigo cais da Bruxa (já demolido) até à zona a norte dos armazéns de aprestos. 2. Promotor O promotor será a Câmara Municipal de Ílhavo. Fig.1 - Localização da zona de intervenção 3. Descrição da situação existente e Identificação de pontos críticos Verifica-se uma dispersão dos equipamentos (que são essencialmente restaurantes/cais de amarração/armazéns de aprestos, etc.) e sem qualquer preocupação de aproveitamento do potencial de uma articulação funcional entre ambos, naquilo que poderia derivar para o espaço público se estivesse organizado segundo um preceito de continuidade e de melhoria das condições de mobilidade em termos gerais e, essencialmente, pedonal, a par da introdução de medidas de restrição ao acesso e tipo de tráfego motorizado; Constata-se que o único espaço público de confluência que como tal poderá ser reconhecido mais não é que um exíguo canteiro relvado, sem espaços de sombra ou quaisquer elementos de mobiliário urbano minimanente qualificados; 2

3 Nesse sentido, a caracterização do espaço público, os seus compentes, materiais, sinalética e elementos de mobiliário urbano é muito deficitária, carecendo de uma análise objectiva e segundo uma preocupação de valorização significativa do «sítio», reconquistando-lhe a importância muito particular que este ponto de atravessamento teve na história da ocupação humana da faixa dunar marítima (evolução do assentamento da Costa Nova do Prado) e nas atividades económicas das suas gentes (nomeadamente no transporte do pescado e posterior distribuição até ás zonas mais interiores do distrito); Importando muito para isso que se lhe confira uma outra amplitude de utilização e da escala do espaço público, bem como de postura e abrangêngia do próprio «olhar»; Não podendo deixar de se considerar por demais evidente que não há nenhum aproveitamento de tão valioso elemento que é estarmos numa frente ribeirinha, neste ponto particular bem protegida pelos dois esporões, sendo ainda este o ponto de confluência de dois tramos do «Caminho do Praião». 4. Descrição da ação, sua necessidade e condições de instalação Pretende-se que sejam considerados com esta operação: A introdução de critérios de uniformização dos componentes de caraterização do espaço público, assim como de um melhor posicionamento dos elementos de mobiliário urbano, segundo a perspectiva do peão e do utente e, especialmente, de mobilidade condicionada; A introdução de medidas de acalmia de tráfego motorizado e a ponderação sobre a forma como poderão ser redimensionados os respectivos canais de circulação em benefício da melhoria das condições de segurança passiva e da mobilidade do peão e de uma mais eficaz drenagem do tráfego motorizado; Constituindo o elemento fulcral da proposta, o desenho de um verdadeiro espaço de «parque urbano ribeirinho», em relação íntima e direta com a zona de água, associado à presença do elemento miradouro, que se pretende seja referencial no recorte da paisagem. A introdução generalizada de pavimentos drenantes, nomeadamente em passeios e zonas de circulação automóvel. Para o desenvolvimento da proposta, são considerados as seguintes componentes ou «zonas de trabalho» como, sucintamente, passamos a descrever e as peças desenhadas apensas melhor permitirão esclarecer. 5. Zonas de trabalho 5.1.) Zona A: reperfilamento do arruamento e reposicionamento da vala hidráulica Reperfilamento da zona de via defronte do clube náutico, a sul, já hoje executada em betuminoso, para o que será ligeiramente deslocada a vala hidráulica existente, igualmente melhorada em termos de perfil e materiais estabilizantes, e passando a integrar uma faixa de 3

4 passeio e ciclovia, ao lado nascente da via. Em termos de materiais de revestimento será removido todo o betuminoso e substituído por uma pavimentação em betão permeável. No que respeita ao arruamento na zona de entroncamento com a Rua de Ílhavo,ele será alteado de forma a marcar e melhor identificar o seu términus e introduzida informação em sinalética adequada relativamente aos condicionamentos de tráfego e identificação de zona de inversão de marcha. Todas as pavimentações recorrerão ao mesmo material de betão permeável e segundo um sistema de coloração adequado, sendo ainda balizadas as zonas restritas pedonais por elementos diversos de mobiliário urbano. 5.2) Zona B: área de parque urbano Ligeiramente sobrelevada e combinando espaços relvados e zonas de descanso e contemplação, será obtida por meio de aterro de terra preta que será estratificada em função de elementos de contenção definidos por bancos corridos de betão moldado in situ e acabamento colorido, de configuraçãoe desenvolvimento variável, que ora adiantam para a margem ora recuam, formando uma espécie de pequeno anfiteatro orgânico com um igualmente quadrado de palco para a realização de eventos. Integra a execução de um passadiço marginal constituído essencialmente por um elemento periférico contínuo à borda de água e executado com elementos de estrutura metálica formando uma balaustrada tipo amurada de embarcação, delimitando e protegendo um percurso de deambulação revestido em pavimento tipo deck, de material reciclado. 5.3) Zona C: parque de estacionamento Tratando-se de uma área de apoio aos armazéns de aprestos e cais norte, que se encontra já hoje pavimentada com paver de cimento, apenas se prevê a demarcação de lugares de estacionamento por pintura no pavimento, e a introdução de caldeiras de árvores para emsombramento e reforço do coberto vegetal. Prevê-se ainda a criação de uma melhor demarcação e proteção sobre a margem, pela disposição de alinhamentos de bancos de betão colorido que depois vão articular com o arranque do passadiço marginal. 5.4) Zona D: reposicionamento de barreiras de betão pré-fabricado Respeita apenas ao desmonte das barreiras de protecção actualmente existentes na área de intervenção do novo percurso marginal e sua recolocação no esporão norte. 4

5 C D B A Fig.2 - Delimitação da zona de intervenção e definição das zonas de trabalho 5

6 6. Principais materiais utilizados Apresentam-se seguidamente, a título meramente indicativo, alguns dos referenciais de materiais previstos na empreitada de requalificação da zona em apreço. 6,1) Pavimentação de passeios e arruamentos, em geral blocos drenantes em betão 20x20x8 e 20x10x8cm lancil guia em betão, de 8cm lancil passeio em betão, de 15cm 6

7 em betão moldado in-situ, acabamento pintado a poliuretano, cor verde bancos e pisos candeeiros em aço, com luminárias Led plastico reciclado passeio ribeirinho em deck de 7

8 Amurada em guardas de elementos modulares de aço patinável ( CorTen ) e madeiras, incl. mesas de interpretação em Stratimage tipo slurry ciclovia em pintura espessa terra vegetal relvado em tapete sobre 8

9 remates entre revestimentos em aço patinável arborização do jardim (baixa manutenção, resistente a ambientes marítimos, floridas): metrosíderos/malaleucas/miosporos sebe em alecrim (florida, aromática) 9

10 ao longo do arruamento: palmeiras de leque Outubro, (Mário Silva, arq) 10

Câmara Municipal de Águeda Pavimentação e Arranjos Urbanísticos do Estacionamento do Bairro do Redolho, na Borralha.

Câmara Municipal de Águeda Pavimentação e Arranjos Urbanísticos do Estacionamento do Bairro do Redolho, na Borralha. MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA Memória Descritiva e Justificativa 1 1 - GENERALIDADES 1.1 - Denominação e Localização Refere-se a presente memória descritiva e justificativa ao projecto de execução

Leia mais

PROJECTO DE EXECUÇÃO EN ARQUITECTURA

PROJECTO DE EXECUÇÃO EN ARQUITECTURA 1. Introdução O presente projecto de execução diz respeito à acção de requalificação, ao nível da arquitectura, do troço final da EN 202, na entrada da Vila de Arcos de Valdevez, compreendido entre a nova

Leia mais

PROPOSTA PARA O PARQUE DO ALMONDA

PROPOSTA PARA O PARQUE DO ALMONDA CÂMARA MUNICIPAL DE TORRES NOVAS PROPOSTA PARA O PARQUE DO ALMONDA JAN. 17 ÍNDICE GERAL Arquitectura Paisagista Peças Escritas 01 Memória Descritiva 1.1. Contexto 1.2. Critérios gerais de Dimensionamentos

Leia mais

UI3. Requalificação da Praça Velha Rua Jornal do Fundão Rua 25 de Abril. Acção 2. Rua Jornal do Fundão Rua 25 de Abril

UI3. Requalificação da Praça Velha Rua Jornal do Fundão Rua 25 de Abril. Acção 2. Rua Jornal do Fundão Rua 25 de Abril UI3 Requalificação da Praça Velha Rua Jornal do Fundão Rua 25 de Abril Acção 2. Rua Jornal do Fundão Rua 25 de Abril requerente Câmara Municipal do Fundão projecto de arquitectura Março 2010 ÍNDICE GERAL

Leia mais

Empreitada de Reabilitação da Cobertura e Fachada do centro de saúde de sete Rios

Empreitada de Reabilitação da Cobertura e Fachada do centro de saúde de sete Rios Empreitada de Reabilitação da Cobertura e Fachada do centro de saúde de sete Rios Projeto de Execução Memória Descritiva e Justificativa ARSLVT Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo,

Leia mais

UI6. Requalificação do Largo de Santo António Rua de Santo António. requerente Câmara Municipal do Fundão

UI6. Requalificação do Largo de Santo António Rua de Santo António. requerente Câmara Municipal do Fundão UI6 Requalificação do Largo de Santo António Rua de Santo António requerente Câmara Municipal do Fundão projecto de arquitectura Janeiro 2011 ÍNDICE GERAL I PEÇAS ESCRITAS pág. Termo de Responsabilidade

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE RESENDE REQUALIFICAÇÃO DA RUA GENERAL HUMBERTO DELGADO E TRAVESSA DA ALEGRIA RESENDE PROJECTO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE RESENDE REQUALIFICAÇÃO DA RUA GENERAL HUMBERTO DELGADO E TRAVESSA DA ALEGRIA RESENDE PROJECTO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA REQUALIFICAÇÃO DA RUA GENERAL HUMBERTO DELGADO E TRAVESSA DA ALEGRIA RESENDE MEMÓRIA DESCRITIVA 3 /144 CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA A área de intervenção circunscreve-se a duas ruas, a Rua General Humberto Delgado

Leia mais

CONCEPÇÃO E EXECUÇÃO DA EMPREITADA DE REABILITAÇÃO DA PISTA DE ATLETISMO N.º 2 DO CENTRO DESPORTIVO NACIONAL DO JAMOR CRUZ QUEBRADA - OEIRAS

CONCEPÇÃO E EXECUÇÃO DA EMPREITADA DE REABILITAÇÃO DA PISTA DE ATLETISMO N.º 2 DO CENTRO DESPORTIVO NACIONAL DO JAMOR CRUZ QUEBRADA - OEIRAS CONCEPÇÃO E EXECUÇÃO DA EMPREITADA DE REABILITAÇÃO DA PISTA DE ATLETISMO N.º 2 DO CENTRO DESPORTIVO NACIONAL DO JAMOR CRUZ QUEBRADA - OEIRAS PROGRAMA DE TRABALHOS 1 - OBJECTIVOS DA OBRA O presente programa

Leia mais

DOSSIER DE APRESENTAÇÃO

DOSSIER DE APRESENTAÇÃO DOSSIER DE APRESENTAÇÃO 19 JANEIRO 2017 ENQUADRAMENTO Reconhecendo a importância social e patrimonial dos bairros residenciais da coroa urbana de Viseu e elegendo como prioridade a qualidade de vida das

Leia mais

PAVIMENTOS EXTERIORES

PAVIMENTOS EXTERIORES PAVIMENTOS EXTERIORES PARQ 7 TMCT III A construção de um espaço exterior engloba trabalhos: - em ZONAS PAVIMENTADAS (caminhos, alamedas, muros, rampas, praças, parques infantis, campos de jogos, estacionamentos,

Leia mais

2.ENQUADRAMENTO NOS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DO TERRITÓRIO. 1. Enquadramento Face ao Plano Director Municipal / Plano de Urbanização da Cidade

2.ENQUADRAMENTO NOS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DO TERRITÓRIO. 1. Enquadramento Face ao Plano Director Municipal / Plano de Urbanização da Cidade PROPOSTA DE ARRUAMENTO, PARA O LUGAR DA SERRA ALTA DARQUE VIANA DO CASTELO MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 1.APRESENTAÇÃO DO ESTUDO A área objecto de estudo, situa-se na freguesia de Darque, no lugar

Leia mais

Estudo Prévio - ARRUAMENTO URBANO. Cardielos Rua da Azenha

Estudo Prévio - ARRUAMENTO URBANO. Cardielos Rua da Azenha índice das peças escritas memória descritiva arquitectura levantamento fotográfico Proposto Existente índice das peças desenhadas F00 Índice peças desenhadas F01 Enquadramento F02 Levantamento Topográfico

Leia mais

Proposta: CORREDORES VERDES EM FERREIRA DO ALENTEJO - Espaço adjacente à EN 2

Proposta: CORREDORES VERDES EM FERREIRA DO ALENTEJO - Espaço adjacente à EN 2 1 ESTALEIRO 1.1. Execução de montagem e desmontagem de estaleiro, adequado à natureza dos trabalhos a executar e à dimensão da obra, incluindo reposição de pavimentos e solo, fornecimento, montagem e desmontagem

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OBRAS E INFRA-ESTRUTURAS FICHA TÉCNICA

DEPARTAMENTO DE OBRAS E INFRA-ESTRUTURAS FICHA TÉCNICA FICHA TÉCNICA 1. IDENTIFICAÇÃO Reconstrução de Muros de Suporte / 2010. 2. LOCALIZAÇÃO A obra desenvolveu-se em vários locais do Concelho de Coimbra, distribuídos pelas freguesias de Ceira, Eiras e Santa

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA PARTAMENTO OBRAS E GESTÃO FICHA TÉCNICA 1. INTIFICAÇÃO Requalificação da Rede Viária do Concelho (Fase 1-2005) 2. LOCALIZAÇÃO cidade de Coimbra e freguesias do Município, nomeadamente, Almalaguês, Ameal,

Leia mais

Projecto Mobilidade Sustentável Município de Santarém Objectivos e Propostas

Projecto Mobilidade Sustentável Município de Santarém Objectivos e Propostas Objectivos e Propostas Objectivos e Propostas Relatório de Diagnóstico Diagnóstico de problemas, intenções e projectos Relatório de Objectivos e Conceito de Intervenção Definição de objectivos e escalas

Leia mais

Espaço Actual. Proposta

Espaço Actual. Proposta Esta proposta tem como principal objectivo valorizar o Parque Desportivo da Soalheira permitindo instalar nesta zona um novo espaço de desporto, passeio e lazer. O Parque Desportivo, em que esta proposta

Leia mais

ÍNDICE. Memória Descritiva PLANO DE PORMENOR DO ESPAÇO DE REESTRUTURAÇÃO URBANÍSTICA DA QUINTA DO BARÃO

ÍNDICE. Memória Descritiva PLANO DE PORMENOR DO ESPAÇO DE REESTRUTURAÇÃO URBANÍSTICA DA QUINTA DO BARÃO PLANO DE PORMENOR DO ESPAÇO DE REESTRUTURAÇÃO URBANÍSTICA DA QUINTA DO BARÃO ÍNDICE LEVANTAMENTO DO JARDIM E ESPAÇO ANEXO EXISTENTE PEÇAS DESENHADAS 01.1 e 01.2 - Levantamento de Elementos Construídos

Leia mais

CENTRO ESCOLAR DE ALCANENA

CENTRO ESCOLAR DE ALCANENA CENTRO ESCOLAR DE ALCANENA Localização do Projeto: Alcanena Requerente: Câmara Municipal de Alcanena Fase: Projeto de Execução Revisão 1 Data: Dezembro de 2016 CENTRO ESCOLAR DE ALCANENA ARRANJOS EXTERIORES

Leia mais

Requalificação do Espaço Público Praça Marechal Humberto Delgado Sete Rios

Requalificação do Espaço Público Praça Marechal Humberto Delgado Sete Rios Requalificação do Espaço Público Praça Marechal Humberto Delgado Sete Rios Reunião de Câmara 23.12.2015 Câmara Municipal de Lisboa Departamento de Espaço Público DMU OBJETIVOS DO PROGRAMA Melhorar a qualidade

Leia mais

REQUALIFICAÇÃO DA ESTRADA DO ESTEIRO DA MEDELA - COUTADA MEMÓRIA DESCRITIVA

REQUALIFICAÇÃO DA ESTRADA DO ESTEIRO DA MEDELA - COUTADA MEMÓRIA DESCRITIVA MEMÓRIA DESCRITIVA 1 1 GENERALIDADES Refere-se a presente memória descritiva ao projecto de execução da Requalificação da Estrada do Esteiro da Medela a construir na povoação da Coutada, no troço compreendido

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA FICHA TÉCNICA 1. INTIFICAÇÃO Construção da Sede da Junta de Freguesia do Ameal 2. LOCALIZAÇÃO Lugar e Freguesia do Ameal 3. SCRIÇÃO GERAL ADMINISTRATIVA Terreno situado no gaveto entre a Rua da Fonte e

Leia mais

REVISÃO DO PDM DO CONCELHO DO FUNCHAL FREGUESIA DO MONTE. Proposta da Junta de Freguesia do Monte

REVISÃO DO PDM DO CONCELHO DO FUNCHAL FREGUESIA DO MONTE. Proposta da Junta de Freguesia do Monte REVISÃO DO PDM DO CONCELHO DO FUNCHAL FREGUESIA DO MONTE 1. Mobilidade Urbana 1.1. Estacionamento na Zona. Proposta da Junta de Freguesia do Monte 1. Criar zonas de estacionamento público de forma a retirar

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA MORADIAS-TIPO DA AUGI 24 DA RIBEIRA DO MARCHANTE MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA MORADIAS-TIPO DA AUGI 24 DA RIBEIRA DO MARCHANTE MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA MORADIAS-TIPO DA AUGI 24 DA RIBEIRA DO MARCHANTE MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA INTRODUÇÃO A presente memória descritiva e justificativa diz respeito aos projetos-tipo

Leia mais

Capitulo 1. Vg 1. Vg 1. Capitulo 2. m 2 650,60 5, ,00. m 2 78,59 8,00 628,72. m ,

Capitulo 1. Vg 1. Vg 1. Capitulo 2. m 2 650,60 5, ,00. m 2 78,59 8,00 628,72. m , Art. Designação da obra Un Quantidade Preço Unitário Importâncias Capitulo 1 1.1 Estaleiro e segurança 1.1.1 Montagem, desmontagem e manutenção de estaleiro e equipamentos para apoio à obra e ao seu perfeito

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA PARTAMENTO OBRAS E GESTÃO FICHA TÉCNICA 1. INTIFICAÇÃO Casa de Chá no Jardim da Sereia Parque de Santa Cruz 2. LOCALIZAÇÃO Freguesia de Santa Cruz 3. PROJECTO Projecto de Arquitectura: Gabinete para o

Leia mais

LOTEAMENTO FONTE NOVA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

LOTEAMENTO FONTE NOVA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA LOTEAMENTO FONTE NOVA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA ÍNDICE I. INTRODUÇÃO 3 II. LOCALIZAÇÃO 3 III. ENQUADRAMENTO PDM 3 VII. CEDÊNCIAS E INFRAESTRUTURAS 3 V. PROPOSTA 3 VI. ÍNDICES URBANÍSTICOS 4 VII.

Leia mais

Zona urbana consolidada. Arruamento Santiago - Freguesia de Neiva

Zona urbana consolidada. Arruamento Santiago - Freguesia de Neiva Zona urbana consolidada Arruamento Santiago - Freguesia de Neiva ZONA URBANA CONSOLIDADA Município de Viana do Castelo Pedro Cardona, arq. Arruamento Santiago - Freguesia de Neiva ÍNDICE DAS PEÇAS ESCRITAS

Leia mais

1.1 Enquadramento da pretensão nos planos municipais e especiais de ordenamento do território vigente

1.1 Enquadramento da pretensão nos planos municipais e especiais de ordenamento do território vigente 1. Existente - Descrição e justificação 1.1 Enquadramento da pretensão nos planos municipais e especiais de ordenamento do território vigente O arruamento é caraterizado na rede viária do Plano Diretor

Leia mais

ANEXO II. Normas para aplicação de pavimentos táteis em espaços públicos

ANEXO II. Normas para aplicação de pavimentos táteis em espaços públicos I Normas Gerais ANEXO II Normas para aplicação de pavimentos táteis em espaços públicos 1 Para efeito das presentes normas entende -se por pavimento tátil os pavimentos que utilizam cumulativamente cor

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE PORMENOR SOBRE A OCUPAÇÃO DE PARCELAS NO SÍTIO DENOMINADO ESTACAL, EM BREJOS DE AZEITÃO, CASAS DE AZEITÃO.

REGULAMENTO DO PLANO DE PORMENOR SOBRE A OCUPAÇÃO DE PARCELAS NO SÍTIO DENOMINADO ESTACAL, EM BREJOS DE AZEITÃO, CASAS DE AZEITÃO. REGULAMENTO DO PLANO DE PORMENOR SOBRE A OCUPAÇÃO DE PARCELAS NO SÍTIO DENOMINADO ESTACAL, EM BREJOS DE AZEITÃO, CASAS DE AZEITÃO. Artigo 1º Aplicação 1. O presente Plano de Pormenor, adiante designado

Leia mais

Plano Estratégico da Rede de Ciclovias do Concelho de Peniche. Estudo Prévio

Plano Estratégico da Rede de Ciclovias do Concelho de Peniche. Estudo Prévio Plano Estratégico da Rede de Ciclovias do Concelho de Peniche Estudo Prévio Plano Estratégico da Rede de Ciclovias do Concelho de Peniche Apresentação do Estudo Prévio 1. Enquadramento 2. Conceitos -Diferentes

Leia mais

FICHA TÉCNICA DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS

FICHA TÉCNICA DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS PARTAMENTO OBRAS E GESTÃO FICHA TÉCNICA 1. INTIFICAÇÃO Loteamento industrial de Eiras- Ligação ao Bairro de S. Miguel 2. LOCALIZAÇÃO Loteamento industrial de Eiras Freguesia de Eiras 3. SCRIÇÃO GERAL ADMINISTRATIVA

Leia mais

ÍNDICE. Programa Preliminar Parte Escrita 2

ÍNDICE. Programa Preliminar Parte Escrita 2 CONCURSO PÚBLICO, NO ÂMBITO DA UNIÃO EUROPEIA, PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE EQUIPAMENTOS E ARRANJOS EXTERIORES DA PLATAFORMA À SUPERFÍCIE, NA SEQUÊNCIA DO REBAIXAMENTO DA VIA-FÉRREA, NO ATRAVESSAMENTO

Leia mais

PROJETO DE INFRAESTRUTURA VIÁRIA

PROJETO DE INFRAESTRUTURA VIÁRIA Projeto de Loteamento Urbano e dos Projetos das Obras de Urbanização da Zona de Localização Empresarial do Sabugal PROJETO DE INFRAESTRUTURA VIÁRIA MEMÓRIA DESCRITIVA REQUERENTE: CÂMARA MUNICIPAL DO SABUGAL

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OBRAS E INFRAESTRUTURAS FICHA TÉCNICA. Aspeto do local antes da intervenção

DEPARTAMENTO DE OBRAS E INFRAESTRUTURAS FICHA TÉCNICA. Aspeto do local antes da intervenção 1. IDENTIFICAÇÃO FICHA TÉCNICA Ligação Praça 25 de Abril / Av. Fernando Namora 1ª fase. Aspeto do local antes da intervenção A obra desenvolve-se no espaço existente entre a Rua Monsenhor Nunes Pereira

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA PORTFÓLIO

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA PORTFÓLIO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA PORTFÓLIO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA I. BREVE HISTÓRICO A empresa CONSTRUÇÕES ANDRAL, LDA. fundada em 1963, resultou da necessidade sentida pelos seus sócios em aproveitar as condições

Leia mais

PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE OLVEIRA DE AZEMÉIS. Preâmbulo

PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE OLVEIRA DE AZEMÉIS. Preâmbulo PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE OLVEIRA DE AZEMÉIS Preâmbulo A presente proposta de alteração da Postura Municipal de Trânsito, aprovada em Assembleia de Câmara de 15 de Junho

Leia mais

[ APS Apoio de Praia Simples AC

[ APS Apoio de Praia Simples AC EQUIPAMENTOS E APOIOS APC Apoio de Praia Completo APPD Apoio de Praia Prática Desportiva [ APS Apoio de Praia Simples AC Apoio Complementar EC Equipamento Complementar EAP Equipamento com Funções de Apoio

Leia mais

PLANO DE PRAIAS do PPT

PLANO DE PRAIAS do PPT COSTAPOLIS, Sociedade para o Desenvolvimento do Programa Polis na Costa de Caparica, S.A. PLANO DE PORMENOR DAS PRAIAS DE TRANSIÇÃO PLANO DE PRAIAS do PPT ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 1.1. Enquadramento 1.2. Objectivos

Leia mais

DECivil GESTEC CAP.VI. Licenciatura em Engenharia Civil. Processos de Construção FASES DE UM PROJECTO ASPECTOS GERAIS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 1/86

DECivil GESTEC CAP.VI. Licenciatura em Engenharia Civil. Processos de Construção FASES DE UM PROJECTO ASPECTOS GERAIS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 1/86 CAP.VI FASES DE UM PROJECTO 1/86 1. FASES DO PROJECTO 2/86 FASES CONCURSO ADJUDICAÇÃO CONCEPÇÃO / PROJECTO CONSTRUÇÃO CONCURSO ADJUDICAÇÃO EXPLORAÇÃO E MANUTENÇÃO VIDA ÚTIL 3/86 CONCEPÇÃO INICIAL DEFINIÇÃO

Leia mais

2. Termos de referência 2.1 Área de Intervenção 2.2 Enquadramento no PDM

2. Termos de referência 2.1 Área de Intervenção 2.2 Enquadramento no PDM Janeiro 2010 Fundamentação para a Elaboração do Plano de Pormenor do Conjunto das Azenhas do Boco Termos de Referência Índice 1. Introdução 2. Termos de referência 2.1 Área de Intervenção 2.2 Enquadramento

Leia mais

Marco António B. S. Fachada

Marco António B. S. Fachada Requalliifiicação Urbana de Nantes Marco António B. S. Fachada Maio 2016 1. Introdução A presente proposta no âmbito do Orçamento Participativo 2016 da Câmara Municipal de Chaves, prevê a intervenção física

Leia mais

PLANO DE PORMENOR DA ÁREA DE EQUIPAMENTOS DA FRENTE MARÍTIMA DA COSTA NOVA - ÍLHAVO

PLANO DE PORMENOR DA ÁREA DE EQUIPAMENTOS DA FRENTE MARÍTIMA DA COSTA NOVA - ÍLHAVO PLANO DE PORMENOR DA ÁREA DE EQUIPAMENTOS DA FRENTE MARÍTIMA DA COSTA NOVA - ÍLHAVO PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO janeiro de 2012 ÍNDICE 1 PROGRAMA DE EXECUÇÃO... 3 1.1 IMPLEMENTAÇÃO DO

Leia mais

CÃMARA MUNICIPAL DE ÍLHAVO

CÃMARA MUNICIPAL DE ÍLHAVO MARCAÇÕES RODOVIÁRIAS NA GAFANHA DA NAZARÉ - 2016 MEMORIA DESCRITIVA DOIA Divisão de Obras, Investimentos e Ambiente ÍNDICE Memória Descritiva Introdução Projeto Caraterização DOIA Divisão de Obras, Investimentos

Leia mais

ESTRUTURA ECOLÓGICA DA ÁREA URBANA DE BEJA

ESTRUTURA ECOLÓGICA DA ÁREA URBANA DE BEJA BEJA 1/6 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PROPOSTA DA ESTRUTURA ECOLÓGICA DA CIDADE... 4 2/6 1. INTRODUÇÃO Com a Estrutura Ecológica Urbana pretende-se criar um «continuum naturale» integrado no espaço urbano,

Leia mais

Sessão Pública de Apresentação das propostas vencedoras. 9 de outubro de 2017 Auditório do Pavilhão Multiusos de Odivelas

Sessão Pública de Apresentação das propostas vencedoras. 9 de outubro de 2017 Auditório do Pavilhão Multiusos de Odivelas Sessão Pública de Apresentação das propostas vencedoras 9 de outubro de 2017 Auditório do Pavilhão Multiusos de Odivelas Ciclo do Orçamento Participativo 2017 2018-2019 Execução dos Projetos MARÇO Preparação

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 1 DEPARTAMENTO DE PLANEAMENTO E GESTÃO URBANÍSTICA Divisão de Estudos, Projectos, Planeamento e Controlo ASSUNTO: LOCAL: Loteamento No Casal da Cruz UNIDADE DE EXECUÇÃO DE ATOUGUIA DA BALEIA Atouguia da

Leia mais

PIN Talk in Portugal Improving Urban Road Safety

PIN Talk in Portugal Improving Urban Road Safety PIN Talk in Portugal Improving Urban Road Safety Portuguese Road Safety Strategy Urban Areas Jorge Jacob Lisboa, 14 de março de 2017 Agenda: 1 Portugal na União Europeia 2 Evolução da Sinistralidade Rodoviária

Leia mais

PLANO DE PORMENOR DA ÁREA DE EQUIPAMENTOS DA FRENTE MARÍTIMA DA COSTA NOVA - ÍLHAVO

PLANO DE PORMENOR DA ÁREA DE EQUIPAMENTOS DA FRENTE MARÍTIMA DA COSTA NOVA - ÍLHAVO PLANO DE PORMENOR DA ÁREA DE EQUIPAMENTOS DA FRENTE MARÍTIMA DA COSTA NOVA - ÍLHAVO REGULAMENTO janeiro de 2012 ÍNDICE CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º - Âmbito e regime Artigo 2.º - Área de

Leia mais

Especificidades do projeto de construção civil de parques eólicos Clara Silva e Nuno França

Especificidades do projeto de construção civil de parques eólicos Clara Silva e Nuno França Especificidades do projeto de construção civil de parques eólicos Clara Silva e Nuno França Clara Silva Engenheira Civil, Projetista Licenciatura com Mestrado integrado em Engenharia Civil (ramo Geotecnia),

Leia mais

PROMOVER O INVESTIMENTO E O CRESCIMENTO

PROMOVER O INVESTIMENTO E O CRESCIMENTO PROMOVER O INVESTIMENTO E O CRESCIMENTO António Laranjo Presidente do Conselho de Administração Famalicão 24 de julho de 2017 ÍNDICE 01 PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DAS ÁREAS EMPRESARIAIS 02 REQUALIFICAÇÃO

Leia mais

NEIVATEX NEIVA VIANA DO CASTELO. RA de 18 APROVADO DATA PÁGINA

NEIVATEX NEIVA VIANA DO CASTELO. RA de 18 APROVADO DATA PÁGINA No seguimento do Estudo Urbanístico da Envolvente da Parcela da Antiga Fábrica da Neivatex, situada em Zona Industrial e de Actividade Económica nos termos da planta de ordenamento do PDM, submetem-se

Leia mais

Mais Bicicletas, Melhores Cidades A Promoção do Uso da Bicicleta no âmbito do PAMUS A Mobilidade Urbana Sustentável no NORTE 2020

Mais Bicicletas, Melhores Cidades A Promoção do Uso da Bicicleta no âmbito do PAMUS A Mobilidade Urbana Sustentável no NORTE 2020 Mais Bicicletas, Melhores Cidades A Mobilidade Urbana Sustentável no NORTE 2020 O Município da Maia Divisão de Planeamento Territorial e Projetos Câmara Municipal da Maia Mais Bicicletas, Melhores Cidades

Leia mais

Meia Maratona de Lisboa (Alteração ao Percurso Medido em 12/03/2016)

Meia Maratona de Lisboa (Alteração ao Percurso Medido em 12/03/2016) Ponte 25 Abril Medição efectuada por João Cândido e João Antunes em: 08 / 03 / 2017 PRESSUPOSTOS A remedição da Meia Maratona de Lisboa ficou a dever-se às obras no Cais do Sodré e à transformação dos

Leia mais

relatório da avaliação das condições de acessibilidade

relatório da avaliação das condições de acessibilidade relatório da avaliação das condições de acessibilidade identificação do cliente nome e descrição da atividade principal (a certificar) outras atividades relevantes /complementares Praia Centro de Santa

Leia mais

Resultados dos inquéritos à população das cidades de Bragança, Chaves e Viana do Castelo:

Resultados dos inquéritos à população das cidades de Bragança, Chaves e Viana do Castelo: Resultados dos inquéritos à população das cidades de Bragança, Chaves e Viana do Castelo: Classificação dos inquiridos por sexo e nível de escolaridade - Bragança 12 1 8 6 4 F M 2 Ensino Básico Ensino

Leia mais

mobilidade sustentável

mobilidade sustentável GALARDÃO eco XXI Cantanhede, 19 de Setembro de 2014 mobilidade sustentável requalificação urbana/mobilidade/ambiente/trânsito/sustentabilidade Micael Sousa PRINCÍPIOS E OBJECTIVOS PRINCÍPIOS GERAIS Redução

Leia mais

PROJECTO ENCOSTAS DO DOURO

PROJECTO ENCOSTAS DO DOURO PROJECTO ENCOSTAS DO DOURO Porto 4.150 ha Gondomar 13.500 ha Vila Nova de Gaia 17.000 ha Projecto Encostas do Douro 1.960 ha DA PONTE D. MARIA PIA ATÉ LEVER Missão Definir os mecanismos de planeamento,

Leia mais

PLANO DE PORMENOR DA FONTE DA TELHA

PLANO DE PORMENOR DA FONTE DA TELHA CÂMARA MUNICIPAL DE ALMADA Arquitetura Paisagista Plano de Pormenor - Lisboa, Março 2015 - PLANO DE PORMENOR DA FONTE DA TELHA Fonte da Telha > Estimativa Orçamental DEMOLIÇÕES 1. Edifícios e estruturas

Leia mais

MEIOS FIOS, SARJETAS E SARJETÕES

MEIOS FIOS, SARJETAS E SARJETÕES MEIOS FIOS, SARJETAS E SARJETÕES Especificação Particular C D T - CENTRO DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Dezembro de 2015 DESIGNAÇÃO - ARTERIS ES 012 Rev.00 12/2015 ES 012 Rev0 pg. 1 - Centro de Desenvolvimento

Leia mais

Info MOSCAVIDE. Revitalização Urbana VILA DE facebook.com/municipiodeloures

Info MOSCAVIDE. Revitalização Urbana VILA DE facebook.com/municipiodeloures Info 01 Janeiro 2017 Revitalização Urbana VILA DE MOSCAVIDE revitalizacao_urbana@cm-loures.pt 800 100 107 Chamada gratuita 9:00 18:00 www.cm-loures.pt facebook.com/municipiodeloures Revitalização Urbana

Leia mais

ANEXO 2 Exemplos de boas práticas de acessibilidade

ANEXO 2 Exemplos de boas práticas de acessibilidade ANEXO 2 Exemplos de boas práticas de acessibilidade Lista de verificação Algumas soluções implementadas em praias acessíveis, que poderão inspirar soluções a implementar nas zonas balneares Ponto 1 Chegada

Leia mais

Manuel António Jorge Almeida, Construções S.A.

Manuel António Jorge Almeida, Construções S.A. Manuel António Jorge Almeida, Construções S.A. MAJA Construções, S.A. Fundada em 1972 por Manuel Almeida e Jorge Almeida, a MAJA Construções S.A. foca-se no setor de Obras Públicas e Particulares, especialmente

Leia mais

Código Designação Descrição Unidade Qtd

Código Designação Descrição Unidade Qtd Código Designação Descrição Unidade Qtd 1 ESTALEIRO 1.1 Desenvolvimento do Plano de Segurança e Saúde (PSS) para a execução da obra, de acordo com o estipulado no artigo 11º do Decreto Lei n.º 273/2003

Leia mais

REFORMA DA CASA FAMILIAR RURAL DE ANAPÚ MEMORIAL DESCRITIVO

REFORMA DA CASA FAMILIAR RURAL DE ANAPÚ MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CASA FAMILIAR RURAL DE ANAPÚ MEMORIAL DESCRITIVO 1 de 6 I CONSIDERAÇÕES GERAIS 1.1 Características A Casa Familiar Rural de Anapú é constituída de um Bloco Administrativo, Salas de aula, Auditório,

Leia mais

DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS

DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS 1 MEMÓRIA DESCRITIVA 1 GENERALIDADES Refere-se a presente memória descritiva ao estudo da infra-estrutura de drenagem de águas residuais associado à operação urbanística do Plano de Pormenor de Parte da

Leia mais

MUNICÍPIO DA NAZARÉ - CÂMARA MUNICIPAL Divisão de Planeamento e Urbanismo ORÇAMENTO. Código Descrição Un. Quantidade Unitário Total. vg 1,00.

MUNICÍPIO DA NAZARÉ - CÂMARA MUNICIPAL Divisão de Planeamento e Urbanismo ORÇAMENTO. Código Descrição Un. Quantidade Unitário Total. vg 1,00. ORÇAMENTO OBRA: Código Descrição Un. Quantidade Unitário Total Custo 1 ESTALEIRO 1.1 Desenvolvimento do Plano de Segurança e Saúde (PSS) para a execução da obra, de acordo com o estipulado no artigo 11º

Leia mais

Sb Pisos e Pavimento - Mão de Obra Especializada em Terraplenagem, Assentamento de Pisos e Guias

Sb Pisos e Pavimento - Mão de Obra Especializada em Terraplenagem, Assentamento de Pisos e Guias SB PISOS E PAVIMENTOS A SB Pisos e Pavimentos é uma empresa conceituada no mercado desde 2001, atendendo São Paulo, Grande São Paulo, Guarulhos e Interior. Temos Equipe especializada do início ao final

Leia mais

Localização Estratégica

Localização Estratégica Porto Maravilha Localização Estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Aeroporto Santos Dumont Oceano Atlântico 2 km Maracanã 5 km Pão de Açúcar Corcovado 7 km 6 km Copacabana 8 km Perímetro Porto

Leia mais

* *** PROGRAMA DA ORLA COSTEIRA ALCOBAÇA - CABO ESPICHEL. Saúde I

* *** PROGRAMA DA ORLA COSTEIRA ALCOBAÇA - CABO ESPICHEL. Saúde I Nova Praia EAP5 EQUIPAMENTOS E APOIOS APC Apoio de Praia Completo APS Apoio de Praia Simples AC Apoio Complementar EAP Equipamento com Funções de Apoio de Praia EC Equipamento Complementar E Equipamento

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA. Concurso Público: Empreitada de CAMPO DE FUTEBOL DO NEGE RELVADO SINTÉTICO

MEMÓRIA DESCRITIVA. Concurso Público: Empreitada de CAMPO DE FUTEBOL DO NEGE RELVADO SINTÉTICO MEMÓRIA DESCRITIVA Concurso Público: Empreitada de CAMPO DE FUTEBOL DO NEGE RELVADO SINTÉTICO CAMPO DE FUTEBOL MUNICIPAL DO NEGE RELVADO SINTÉTICO 1 - INTRODUÇÃO O objectivo do presente projecto é a requalificação

Leia mais

VIA ORIENTAL NO CONCELHO DE CASCAIS - TROÇO 1 PROJECTO DE EXECUÇÃO

VIA ORIENTAL NO CONCELHO DE CASCAIS - TROÇO 1 PROJECTO DE EXECUÇÃO PROJECTO DE VALORIZAÇÃO E REABILITAÇÃO DA RIBEIRA DE SASSOEIROS PROJECTO DE EXECUÇÃO MEDIÇÕES PARCIAIS E MAPA RESUMO DE QUANTIDADES ÍNDICE MEDIÇÕES PARCIAIS.....1 SUB-TROÇO AUTO-ESTRADA A5 / ALDEAMENTO

Leia mais

TABELA DE PREÇOS. EUROTUBO: Sociedade de Materiais para Construção Civil, Lda. Tampas Galvanizadas

TABELA DE PREÇOS. EUROTUBO: Sociedade de Materiais para Construção Civil, Lda. Tampas Galvanizadas EUROTUBO: Sociedade de Materiais para Construção Civil, Lda. Sede Delegação Armazém nº 1 e 2 Armazém nº 3 Rua das Terras dos Vales, 2 D 2700 815 Amadora Tel.214967400 Fax: 214958126 geral@eurotubo.pt www.eurotubo.pt

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 01. OBJECTIVO O presente estudo, solicitado pelo Município de Alfândega da Fé, tem por objectivo a definição do projecto de execução da BENEFICIAÇÃO DO CAMINHO MUNICIPAL

Leia mais

Termos de Referência. 4. Enquadramento nos Instrumentos de Gestão Territorial. Página 1 de 5

Termos de Referência. 4. Enquadramento nos Instrumentos de Gestão Territorial. Página 1 de 5 Termos de Referência 1. Oportunidade da elaboração do Plano de Pormenor do Parque Empresarial para Novas Estratégias de Localização do Investimento O Plano Director Municipal de Penela, em processo de

Leia mais

Manutenção e Limpeza do Espaço Público

Manutenção e Limpeza do Espaço Público Guia da Reforma Administrativa de Lisboa Manutenção e Limpeza do Espaço Público O que é o espaço público? O espaço público é toda a área urbana, edificada ou não edificada, de acesso público. Este inclui:

Leia mais

CRITÉRIOS DE ISENÇÃO mobiliário urbano. esplanada aberta

CRITÉRIOS DE ISENÇÃO mobiliário urbano. esplanada aberta CRITÉRIOS DE ISENÇÃO mobiliário urbano. esplanada aberta 02 Critérios específicos 03 Condições Gerais 05 Zonas de Proteção Específica 1 Deve ser implantada na área contígua à fachada do estabelecimento

Leia mais

Plano de Mobilidade de Praia da Vitória Propostas de Intervenção

Plano de Mobilidade de Praia da Vitória Propostas de Intervenção Plano de Mobilidade Plano de Mobilidade de Praia da de Praia da Vitória Vitória Propostas de Intervenção Propostas de Intervenção 16 11-09 Apresentação Resumo Diagnóstico Propostas de Intervenção Solução

Leia mais

Fabio Villas Bôas. Jardim das Perdizes, São Paulo

Fabio Villas Bôas. Jardim das Perdizes, São Paulo Fabio Villas Bôas Jardim das Perdizes, São Paulo O que é um bairro sustentável? Sustentabilidade a partir dos bairros Conceito: escala ideal para acelerar a implantação Portland: algumas iniciativas Anos

Leia mais

PLANO DE PORMENOR DA FONTE DA TELHA

PLANO DE PORMENOR DA FONTE DA TELHA CÂMARA MUNICIPAL DE ALMADA Arquitetura Paisagista Plano de Pormenor - Lisboa, Março 205 - PLANO DE PORMENOR DA FONTE DA TELHA Fonte da Telha > Programa de Ação e Plano de Financiamento Março de 205 INTRODUÇÃO

Leia mais

Loteamento da Quinta de S. Martinho

Loteamento da Quinta de S. Martinho Loteamento da Quinta de S. Martinho Memória descritiva e Justificativa 3ª alteração O loteamento da Quinta de S. Martinho foi aprovado em reunião de Câmara de 16/02/2000. Em reunião de Câmara de 02/05/2001

Leia mais

*Nome/Denominação social *Identificação fiscal nº, *residência/sede em, *Província ; *Município, *Comuna ; *Telefone ; *Telemóvel ; *Fax ; * ;

*Nome/Denominação social *Identificação fiscal nº, *residência/sede em, *Província ; *Município, *Comuna ; *Telefone ; *Telemóvel ; *Fax ; * ; Constituição de Direitos fundiários (artigo 71.º do RUGRH) Os dados assinalados com * devem ser obrigatoriamente apresentados com o pedido de título de utilização dos recursos hídricos. Os restantes dados

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA INDICE

MEMÓRIA DESCRITIVA INDICE MEMÓRIA DESCRITIVA INDICE INTRODUÇÃO 2 1 CRITÉRIOS DE INTERVENÇÃO... 2 Largo do Prado 2 1.1. Espaço Publico... 4 1.1.1. Faixa de Rodagem... 4 1.1.2. Passeio 4 1.1.3. Passadeiras / Rampas... 4 1.1.4. Estacionamento...

Leia mais

ÍNDICE GERAL DETALHADO

ÍNDICE GERAL DETALHADO E PÁGINA: 1/13 ÍNDICE GERAL DETALHADO SECÇÃO 1 RESUMO NÃO TÉCNICO SECÇÃO 2 RELATÓRIO BASE DO RECAPE SECÇÃO 3 RELATÓRIO TÉCNICO DO RECAPE SECÇÃO 4 ANEXOS DO RECAPE VOLUME I DECLARAÇÃO DE IMPACTE AMBIENTAL

Leia mais

MAPA DE QUANTIDADES OBRA: Requalificação Urbanistica da Entrada Poente de Grândola e Reconstrução/Ampliação do Cine Teatro

MAPA DE QUANTIDADES OBRA: Requalificação Urbanistica da Entrada Poente de Grândola e Reconstrução/Ampliação do Cine Teatro LISTA DE QUANTIDADES A ADICIONAR AO MAPA DE QUANTIDADES INICIAL LISTA DE ERROS 3 RECONSTRUÇÃO/AMPLIAÇÃO DO CT/SMFOG 3.12 GUARNECIMENTO DE VÃOS 3.12.9 porta em painéis/ de lamelado, folheado a mogno, com

Leia mais

Pode acontecer que, num futuro, essas hortas que hoje servem para ajudar a matar a fome possam ser, como nas cidades europeias, para recreio.

Pode acontecer que, num futuro, essas hortas que hoje servem para ajudar a matar a fome possam ser, como nas cidades europeias, para recreio. Pode acontecer que, num futuro, essas hortas que hoje servem para ajudar a matar a fome possam ser, como nas cidades europeias, para recreio. Gonçalo Ribeiro Telles, 1996 Valorização do sentido de comunidade

Leia mais

REQUALIFICAÇÃO DO NOGUEIRAL

REQUALIFICAÇÃO DO NOGUEIRAL CÂMARA MUNICIPAL DE TORRES NOVAS REQUALIFICAÇÃO DO NOGUEIRAL ESTUDO PRÉVIO JAN. 17 1 E JUSTIFICATIVA ARQUITECTURA PAISAGISTA REQUALIFICAÇÃO DO NOGUEIRAL ESTUDO PRÉVIO ENQUADRAMENTO O Projecto de Arquitectura

Leia mais

Requalificação da Zona Ribeirinha de Porto de Mós

Requalificação da Zona Ribeirinha de Porto de Mós Requalificação da Zona Ribeirinha de Porto de Mós PROJECTO DE EXECUÇÃO Projecto de Requalificação Urbana outubro 2011 MEMÓRIA DESCRITIVA e JUSTIFICATIVA A presente Memória Descritiva e Justificativa refere-se

Leia mais

PLANO DE ESTRUTURA PARA A FRENTE MARÍTIMA DO PORTO. Volume 3 Planos de Praia

PLANO DE ESTRUTURA PARA A FRENTE MARÍTIMA DO PORTO. Volume 3 Planos de Praia PLANO DE ESTRUTURA PARA A FRENTE MARÍTIMA DO PORTO Volume 3 Planos de Praia Dezembro de 2014 Fase 3 Planos de Praia Dezembro de 2014 PLANO DE ESTRUTURA PARA A FRENTE MARÍTIMA DO PORTO VOLUME 3 - PLANOS

Leia mais

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO MESTRADO INTEGRADO EM ARQUITECTURA TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO 2º Semestre 2014/2015 A CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS Construção de Obras Públicas - Obras de Arte, Viadutos, Túneis, Ferrovias,

Leia mais

Recuperação da Paisagem Mestrado 1º ano 2º semestre. Thomas Panagopoulos Prof. Auxiliar

Recuperação da Paisagem Mestrado 1º ano 2º semestre. Thomas Panagopoulos Prof. Auxiliar Recuperação da Paisagem Mestrado 1º ano 2º semestre Thomas Panagopoulos Prof. Auxiliar Encerramento e recuperação de lixeiras aterros sanitários Um dos passos importantes para a recuperação do passivo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DAS BARREIRAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DAS BARREIRAS PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DAS BARREIRAS PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE FEIRA COBERTA LOCAL: VILA CASA DE TÁBUA MEMORIAL DESCRITIVO SANTA MARIA DAS BARREIRAS 2015 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1- APRESENTAÇÃO

Leia mais

SEMINÁRIO INDUSTRIA EXTRATIVA: ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E LICENCIAMENTO E PEDREIRAS

SEMINÁRIO INDUSTRIA EXTRATIVA: ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E LICENCIAMENTO E PEDREIRAS SEMINÁRIO INDUSTRIA EXTRATIVA: ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E LICENCIAMENTO E PEDREIRAS 1 CONTEXTO 326 ha 55 parcelas 26% brita 91% calçada 98% rustico 5 unid. lavra 4 unid. compl. Parque Tecnológico e Ambiental

Leia mais

EDITAL N.º 262 /2009

EDITAL N.º 262 /2009 DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO EDITAL N.º 262 /2009 INTERRUPÇÕES DE TRÂNSITO AUTOMÓVEL DEVIDO À REALIZAÇÃO DO RALLY VINHO MADEIRA 2009 Faz-se público que, devido à realização do Rally Vinho Madeira 2009, torna-se

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO BASICO Mogi Mirim

MEMORIAL DESCRITIVO BASICO Mogi Mirim MEMORIAL DESCRITIVO BASICO Mogi Mirim 1- ESTRUTURA E ALVENARIA Adotado sistema de alvenaria estrutural em blocos cerâmicos. 2- COBERTURA E PROTEÇÕES 2.1 COBERTURA Laje e Telha com capitação de água e descida

Leia mais

Termo de Responsabilidade do Projecto de Arquitectura

Termo de Responsabilidade do Projecto de Arquitectura Termo de Responsabilidade do Projecto de Arquitectura Termo de Responsabilidade da Autora do Projecto de Arquitectura Susana Maria Pinto Martins, funcionária da câmara municipal de Vinhais, com sede na

Leia mais

DRENAGEM DE EDÍFICIOS

DRENAGEM DE EDÍFICIOS ECOguss Chegou o ECOguss : O melhor de dois mundos num só ralo: A robustez metálica do ferro fundido com a resistência química e anticorrosiva do PP Vantagens ECOguss Propriedades metálicas contudo anticorrosivas

Leia mais

PDM Lisboa Revisão do PDM HIERARQUIA DA REDE VIÁRIA: Rede. vias arteriais. Rede estruturante (1º nível) Primária ou Fundamental.

PDM Lisboa Revisão do PDM HIERARQUIA DA REDE VIÁRIA: Rede. vias arteriais. Rede estruturante (1º nível) Primária ou Fundamental. HIERARQUIA DA REDE VIÁRIA: PDM Lisboa 1994 Revisão do PDM Rede Primária ou Fundamental vias arteriais vias principais Rede estruturante (1º nível) Rede de Distribuição Principal (2º nível) Rede Secundária

Leia mais

MUNICÍPIO DE VILA VIÇOSA CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE VILA VIÇOSA CÂMARA MUNICIPAL --------------------MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA--------------------- TERCEIRA OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO DA ZONA INDUSTRIAL DE VILA VIÇOSA 1. Introdução A presente operação de loteamento visa implementar

Leia mais