P E R U DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade: Data nacional: Capital: Cidades principais: Idioma: Religião:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "P E R U DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade: Data nacional: Capital: Cidades principais: Idioma: Religião:"

Transcrição

1 P E R U DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: República do Peru (República del Perú). Coordenadas geográficas: 10º 00' S, 76º 00' W. Nacionalidade: Peruana. Data nacional:- 28 de julho de 1821 (Independência da Espanha). Capital: Lima. Cidades principais: Lima ( ), Arequipa ( ), Trujillo ( ), Chiclayo ( ), Piura ( ), Iquitos ( ), Cuzco ( ), Huancayo ( ), Chimbote ( ), Pucallpa ( ), Tacna ( ), Sullana ( ), Juliaca ( ), Ica ( ), Cajamarca ( ), Chincha Alta ( ), Huánuco ( ), Tumbes ( ), Ayacucho ( ) e Puno ( ) Idioma: Espanhol (oficial) e outras línguas e dialetos locais (destaques: aimará e quíchua - cooficiais) Religião: Cristianismo 99,1% (católicos 81,3%, Evangélicos (12,3%), Protestantes 5,5%), outras religiões / não religiosos 0,9% (2011).

2 Código telefônico internacional: 51. Código de internet: pe. Site oficial do Governo Federal: GEOGRAFIA: Localização: Noroeste da América do Sul (Fronteiras com o Brasil, Chile, Bolívia, Colômbia, Equador e Oceano Pacífico). Hora local: UTC -5hr. Área: km² - 20º do mundo. Clima: Árido tropical (litoral), de montanha (altiplano e cordilheira), equatorial (trecho amazônico). Linha costeira: km.

3 Ponto mais elevado: Nevado Huascaran (6.768 metros). Ponto mais baixo: Oceano Pacífico (0 metro). Área utilizada na agricultura: 2,88% (2005). POPULAÇÃO: Total: (2010), sendo ameríndios 45%, mestiços 36%, brancos 15%, asiáticos/africanos 3% e outros não especificados 1% - 40º do mundo. Densidade: 22,95 hab./km² (2012). População urbana: 77% (2010). População rural: 23% (2010).. Crescime nto demográf ico: 1,016% ao ano ( ). Fecundid ade: 2,29 filhos por mulher (2012). Expectati va de vida M/F: 72,73 anos (2012) - 104º do mundo. Mortalida de infantil: 21,5 por mil nasciment os (2012) - 97º do mundo.

4 Analfabetismo: 10,4% (2010) - 98º do mundo. IDH (0-1): 0,723 (2010) - 63º do mundo. POLÍTICA: Forma de governo: República presidencialista com sistema multipartidário. Divisão administrativa: 25 departamentos capitais, 195 províncias (incluindo a província de Lima) e distritos (2012). Principais partidos: Partido Aprista Peruano (PAP), Unidade Nacional, Aliança para o Futuro Fujimorista, Aliança Parlamentar, República Democrática do Grupo Parlamentar Especial e União pelo Peru (UPP). Legislativo: Unicameral - Congresso, com 120 membros eleitos por voto direto para mandato de 5 anos (2012). Constituição em vigor: ECONOMIA: Moeda: Sol novo. Orçamento anual: US$ 35,8 bilhões (2011). PIB: US$ 173,5 bilhões (2011). Crescimento do PIB: 6,9% ao ano ( ). PIB per capita: US$ 5, (2011). Taxa de Inflação: 3,4% (2011). Força de trabalho: 15,9 milhões (2011). Agronegócio - principais produtos: Café, arroz, milho, aspargos, algodão, cana de açúcar, batata, frutas, plantas medicinais, carnes bovina e de porco e peixe (2012). Pecuária: Bovinos, ovinos, caprinos, aves (2012). Mineração: Cobre, ouro, chumbo, zinco, prata, petróleo (2012). Indústria: Alimentícia, extração e refino de petróleo, têxtil, vestuário, bebidas, produtos

5 minerais metálicos e não metálicos, gás natural, gás liquefeito, peixe processado, vidros, roupas, bebidas, borracha, materiais elétricos e químicos (2012). Ferrovias : km (2010). Rodovias : km, sendo km de rodovias federais (2007). Aeroport os: 191 sendo 58 asfaltados - Há ainda 04 heliportos registrado s (2012). Portos: Os principais são os de Callao, Iquitos, Matarani, Paita, Pucallpa e Yurimaguas, além dos terminais petrolíferos de Conchan e La Pampilla Marinha Mercante: 22 navios de médio e grande porte (sendo 13 petroleiros) registrados no país e 09 navios registrados em outros países Rios e lagos navegáveis: km, sendo km nos rios que compõem a Bacia Amazônica e 208 km no Lago Titicaca Produção de energia elétrica: 38,70 bilhões de kwh (2011). Consumo de energia elétrica: 34,25 bilhões de kwh (2011). Telefones fixos: 3,16 milhões (2009). Telefones celulares: 29,115 milhões (2009). Dívida externa: US$ 36,98 bilhões (2011). Exportações: US$ 46,27 bilhões (2011) - Principais parceiros: China (18,4%), Estados Unidos (15,3%), Canadá (11,5%), Japão (5,6%), Espanha (5,4%), Chile (4,8%), Coreia do Sul (4,6%) e Alemanha (4,1%). Importações: US$ 36,97 bilhões (2011) - Principais parceiros: Estados Unidos (24,7%), China (13,8%), Brasil (6,7%), Chile (6%), Equador (4,4%) e Coreia do Sul (4,1%).

6 DEFESA: Efetivo total: s/dados atualizados. Gastos: US$ 2,6 bilhões (1,5% do PIB ). RELAÇÕES EXTERIORES: Organizações: Banco Mundial, FMI, Grupo do Rio, OEA, OMC, ONU, Pacto Andino, Apec. Embaixada: SES, Avenida das Nações, Quadra 811, Lote 43, CEP , Brasília (DF) - Tel.: (61) / 9435, fax (61) , site: FONTES: Governo do Peru, IndexMundi, CIA World Factbook, Organismos internacionais, Base de dados do Portal Brasil e Wikipédia.

E S T A D O S U N I D O S D A A M É R I C A

E S T A D O S U N I D O S D A A M É R I C A E S T A D O S U N I D O S D A A M É R I C A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Estados Unidos da América (United States of America). Coordenadas geográficas: 38º 00' N, 97º 00' W Nacionalidade: Norte-americana

Leia mais

A L E M A N H A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade: Data nacional: Capital: Cidades principais

A L E M A N H A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade: Data nacional: Capital: Cidades principais A L E M A N H A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: República Federal da Alemanha (Bundesrepublik Deutschland). Coordenadas geográficas: 51º 00' N, 9º 00' E Nacionalidade: Alemã. Data nacional: 03 de outubro

Leia mais

C H I L E DADOS PRINCIPAIS: Nome Oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade Data nacional: Capital: Cidades principais Idioma Religião

C H I L E DADOS PRINCIPAIS: Nome Oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade Data nacional: Capital: Cidades principais Idioma Religião C H I L E DADOS PRINCIPAIS: Nome Oficial: República do Chile (Republica del Chile). Coordenadas geográficas: 3º 00' S, 71º 00' W Nacionalidade: chilena. Data nacional: 18 de setembro de 1810 (Independência

Leia mais

F R A N Ç A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade: Data nacional: Capital: Cidades principais:

F R A N Ç A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade: Data nacional: Capital: Cidades principais: F R A N Ç A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: República Francesa (République Française). Coordenadas geográficas: 46º 00' N, 2º 00' E Nacionalidade: Francesa. Data nacional: 14 de julho de 1789 (Queda da

Leia mais

E S P A N H A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade: Data nacional: Capital Cidades principais: Idioma: Religião:

E S P A N H A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Coordenadas geográficas Nacionalidade: Data nacional: Capital Cidades principais: Idioma: Religião: E S P A N H A DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: Reino da Espanha (Reino de España). Coordenadas geográficas: 40º 00' N, 4º 00' W Nacionalidade: Espanhola. Data nacional: 12 de outubro de 1492 (Aniversário

Leia mais

PROFESSOR CARLOS ALEX

PROFESSOR CARLOS ALEX PROFESSOR CARLOS ALEX América Andina Países: Chile, Peru, Bolívia, Equador, Venezuela e Colômbia. Localização: América do Sul Os países Andinos apresentam territórios com grandes trechos constituídos

Leia mais

AMÉRICA ANDINA E GUIANAS

AMÉRICA ANDINA E GUIANAS AMÉRICA ANDINA E GUIANAS América Andina Países Andinos Guianas Países das Guianas 1 América Andina Países:Chile, Peru, Bolívia, Equador, Venezuela e Colômbia. Localização: América do Sul Os países Andinos

Leia mais

Data: /12/2014 Bimestre: 4. Nome: 8 ANO Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo

Data: /12/2014 Bimestre: 4. Nome: 8 ANO Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Data: /12/2014 Bimestre: 4 Nome: 8 ANO Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 9 1- (0,5) Ao lado da agricultura moderna, com técnicas avançadas,

Leia mais

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE GOIÁS CENÁRIO DA INDÚSTRIA E DA ECONOMIA GOIANA 2012

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE GOIÁS CENÁRIO DA INDÚSTRIA E DA ECONOMIA GOIANA 2012 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE GOIÁS CENÁRIO DA INDÚSTRIA E DA ECONOMIA GOIANA 2012 GOIÁS UM ESTADO DE OPORTUNIDADES PARA A ATIVIDADE INDUSTRIAL Março de 2012 Goiás - Informações Físicas e Econômicas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS HISTORIA DA GUINÉ-BISSAU CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS HISTORIA DA GUINÉ-BISSAU CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS HISTORIA DA GUINÉ-BISSAU CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ALUNO: N GHETER NAPAM SAMI EMAIL:nunessami278@hotmail.com CEL:(16) 92223128 CEL:(16) 92041787 25\05\09 Aspectos

Leia mais

PERU. Comércio Exterior

PERU. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC PERU Comércio Exterior Março de 2016 Principais indicadores socioeconômicos

Leia mais

Brasil Em Números. Maio 2014

Brasil Em Números. Maio 2014 Brasil Em Números Maio 2014 Dados gerais Nome oficial - República Federativa do Brasil Capital: Brasília, localizada no Distrito Federal, Centro-Oeste do país e inaugurada oficialmente em 1960 Idioma:

Leia mais

P O R T U G A L. GEOGRAFIA: Localização: sudoeste da Europa. Hora local: +3h (UTC+0h durante o ano e UTC+1h em horário de verão).

P O R T U G A L. GEOGRAFIA: Localização: sudoeste da Europa. Hora local: +3h (UTC+0h durante o ano e UTC+1h em horário de verão). P O R T U G A L DADOS PRINCIPAIS: Nome oficial: República Portuguesa (República Portuguesa). Nacionalidade: portuguesa. Data nacional: 25 de abril (Liberdade); 10 de junho (Camões e Comunidades Portuguesas);

Leia mais

AMÉRICA ANDINA e PLATINA

AMÉRICA ANDINA e PLATINA OBJETIVO 2016 1º ANO E.M. MÓDULO 24 AMÉRICA ANDINA e PLATINA Geograficamente, o fator mais significativo dessa região em termos de quadro natural é a CORDILHEIRA DOS ANDES. AMÉRICA ANDINA Ocorrem as maiores

Leia mais

CHILE. Comércio Exterior

CHILE. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC CHILE Comércio Exterior Fevereiro de 2016 Principais indicadores

Leia mais

AMERICA DO SUL. Planícies sedimentares: Amazônica. Pampas. Planaltos Orientais: maciços. cristalinos antigos. Planalto da Patagônia

AMERICA DO SUL. Planícies sedimentares: Amazônica. Pampas. Planaltos Orientais: maciços. cristalinos antigos. Planalto da Patagônia AMERICA DO SUL Hidrografia relevo Planícies sedimentares: do mundo, sendo o amazonas o de Orenoco maior extensão e volume de água no Amazônica planeta, com 6.296km Platina Bacia Platina Chaco, É a segunda

Leia mais

COLÔMBIA. Comércio Exterior

COLÔMBIA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COLÔMBIA Comércio Exterior Janeiro de 2016 Principais indicadores

Leia mais

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Comunicação e tecnologia. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 7.2 Conteúdos A presença da economia

Leia mais

Ministério das Relações Exteriores Departamento de Promoção Comercial e Investimentos Divisão de Inteligência Comercial

Ministério das Relações Exteriores Departamento de Promoção Comercial e Investimentos Divisão de Inteligência Comercial Ministério das Relações Exteriores Departamento de Promoção Comercial e Investimentos Divisão de Inteligência Comercial Guia de Negócios Sudão do Sul Guia de Negócios Sudão do Sul Guia de Negócios SUDÃO

Leia mais

BOLÍVIA. Comércio Exterior

BOLÍVIA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BOLÍVIA Comércio Exterior Janeiro de 2016 Principais Indicadores

Leia mais

América Anglo-Saxônica CANADÁ. Prof. Bianca Correa 2 TRIM 2016

América Anglo-Saxônica CANADÁ. Prof. Bianca Correa 2 TRIM 2016 América Anglo-Saxônica CANADÁ Prof. Bianca Correa 2 TRIM 2016 Bandeira Nacional Folha do Plátano - Maple Leaf desde 1700 é o símbolo da bandeira. PROCESSO HISTÓRICO - CANADENSE Acredita-se que os primeiros

Leia mais

AMÉRICA DO SUL Características Gerais da América do Sul

AMÉRICA DO SUL Características Gerais da América do Sul AMÉRICA DO SUL Características Gerais da América do Sul Extensão: 17.850.568 km²; Situa-se a oeste do Meridiano de Greenwich e em sua maior parte no hemisfério Sul; É formada politicamente por 12 países

Leia mais

MÉXICO. Comércio Exterior

MÉXICO. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC MÉXICO Comércio Exterior Março de 2016 Principais indicadores socioeconômicos

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL Março/2014 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População

Leia mais

DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R A Q U E

DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R A Q U E Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R

Leia mais

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Comunicação e tecnologia. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 7.1 Conteúdos Aspectos gerais dos

Leia mais

América Central e do Sul

América Central e do Sul América Central e do Sul Insular Ístmica Coralígeo Vulcanismo Tropical Equatorial Tectonismo Cuba Anos 60 e 70: Investimentos soviéticos Melhora no padrão de vida Economia: agricultura Cana Dependência

Leia mais

* Aspectos polêmicos!

* Aspectos polêmicos! * Aspectos polêmicos! *Economia baseada principalmente na agricultura e na extração mineral; *População composta de mestiços de indígenas com brancos e imigrantes. *O Chile é o país que vem se destacando

Leia mais

GEOGRAFIA GERAL PROFESSOR JHONNY

GEOGRAFIA GERAL PROFESSOR JHONNY GEOGRAFIA GERAL PROFESSOR JHONNY AULA 6: EUA DADOS Área: 9.372.614 km² Capital: Washington D.C População: 320 milhões (2016) Moeda: dólar norte-americano ( USD ) Divisão Administrativa: 50 estados MAPA

Leia mais

Contas Nacionais Trimestrais

Contas Nacionais Trimestrais Contas Nacionais Trimestrais Indicadores de Volume e Valores Correntes 2º Trimestre de 2013 Coordenação de Contas Nacionais 30 de agosto de 2013 Tabela Resumo Principais resultados do PIB a preços de mercado

Leia mais

ARGENTINA. Comércio Exterior

ARGENTINA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ARGENTINA Comércio Exterior Janeiro de 2016 Principais Indicadores

Leia mais

Geografia. O Comércio Exterior do Brasil. Professor Luciano Teixeira.

Geografia. O Comércio Exterior do Brasil. Professor Luciano Teixeira. Geografia O Comércio Exterior do Brasil Professor Luciano Teixeira www.acasadoconcurseiro.com.br Geografia O BRASIL NO COMÉRCIO EXTERIOR O comércio exterior é a troca de bens e serviços realizada entre

Leia mais

Allan Nº1 GabrielNº7 Pedro F. Nº27 Pedro S. Nº28 Renan Nº31 Vitor Nº33 Vitoria Nº34

Allan Nº1 GabrielNº7 Pedro F. Nº27 Pedro S. Nº28 Renan Nº31 Vitor Nº33 Vitoria Nº34 * Explorando a América do Sul Allan Nº1 GabrielNº7 Pedro F. Nº27 Pedro S. Nº28 Renan Nº31 Vitor Nº33 Vitoria Nº34 *Caracterização geral da América do Sul * América do Sul abrange um território de 18 milhões

Leia mais

Contas Nacionais Trimestrais

Contas Nacionais Trimestrais Contas Nacionais Trimestrais Indicadores de Volume e Valores Correntes 4º Trimestre de 2010 Coordenação de Contas Nacionais 03 de março de 2010 Tabela Resumo Principais resultados do PIB a preços de mercado

Leia mais

A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul

A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul XI Congresso Acadêmico sobre Defesa Nacional AMAN, 12 de agosto de 2014 Antonio

Leia mais

ESTADOS UNIDOS. Comércio Exterior

ESTADOS UNIDOS. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ESTADOS UNIDOS Comércio Exterior Março de 2016 Principais Indicadores

Leia mais

RONDÔNIA NO MERCADO AMAZÔNICO / ANDINO

RONDÔNIA NO MERCADO AMAZÔNICO / ANDINO RONDÔNIA NO MERCADO AMAZÔNICO / ANDINO CIDADES ESTRADAS E FLORESTAS A Região Norte: Representa 45,25% do território nacional, com 3,85 milhões de Km 2 ; Se fosse um país, seria o sétimo maior do mundo

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Setembro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Setembro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Setembro 2012 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM SETEMBRO Exportações A queda de 28% na comparação mensal pode ser explicada por: 1) Dois

Leia mais

Marco Abreu dos Santos

Marco Abreu dos Santos Módulo 07 Capítulo 3 A atividade agropecuária e o comércio mundial Marco Abreu dos Santos marcoabreu@live.com www.professormarco.wordpress.com Principais produtos agropecuários O cultivo de cereais era

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2012 Unidade de Estudos Econômicos PRINCIPAIS ESTADOS EXPORTADORES NO MÊS jan/11 Part(%) jan/12 Part(%) Var (%) SAO PAULO 3.328 21,9% 3.672 22,7% 10,3% 344

Leia mais

Coreia do Sul Junho Mercado em números

Coreia do Sul Junho Mercado em números Junho 2017 Mercado em números Designação oficial: República da Coreia Capital: Seul Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: Sua única fronteira terrestre é com a Coreia do Norte Área total: 99

Leia mais

Coreia do Sul Junho Mercado em números

Coreia do Sul Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Designação oficial: República da Coreia Capital: Seul Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: Sua única fronteira terrestre é com a Coreia do Norte Área total: 99

Leia mais

ADIDO AGRÍCOLA E O MERCADO INTERNACIONAL

ADIDO AGRÍCOLA E O MERCADO INTERNACIONAL ADIDO AGRÍCOLA E O MERCADO INTERNACIONAL Jos van de Vooren Conselheiro Agrícola Embaixada do Reino dos Países Baixos - Brasília Ministério da Agricultura, Natureza e Qualidade dos Alimentos (LNV) Assuntos

Leia mais

Coreia do Sul Março Mercado em números

Coreia do Sul Março Mercado em números Março 2017 Mercado em números Designação oficial: República da Coreia Capital: Seul Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: Sua única fronteira terrestre é com a Coreia do Norte Área total: 99

Leia mais

PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES. ALUNO(a): Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES. ALUNO(a): Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES DISCIPLINA: GEOGRAFIA SÉRIE:8º ALUNO(a): Lista de atividades P1 Bimestre III Data da prova: 30/08/2016 No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista

Leia mais

Peru. Experiências em manejo de bacias hidrográficas. Disciplina: IF1103 Tópicos em Manejo de Bacias Hidrográficas. Martin de Oliveira Freire

Peru. Experiências em manejo de bacias hidrográficas. Disciplina: IF1103 Tópicos em Manejo de Bacias Hidrográficas. Martin de Oliveira Freire Disciplina: IF1103 Tópicos em Manejo de Bacias Hidrográficas Professor: Ricardo Valcarcel Experiências em manejo de bacias hidrográficas Peru Martin de Oliveira Freire O Peru é um país latino-americano

Leia mais

Coreia do Sul Dezembro Mercado em números

Coreia do Sul Dezembro Mercado em números Dezembro 2016 Mercado em números Designação oficial: República da Coreia Capital: Seul Localização: Ásia Oriental Fronteiras terrestres: Sua única fronteira terrestre é com a Coreia do Norte Área total:

Leia mais

09/02/2014. Prévia. Quem comercializa com quem? O tamanho importa: o modelo de gravidade

09/02/2014. Prévia. Quem comercializa com quem? O tamanho importa: o modelo de gravidade Capítulo 2 Comércio mundial: uma visão geral Prévia Os maiores parceiros comerciais do Brasil e dos Estados Unidos Modelo de gravidade: a influência do tamanho de uma economia no comércio a distância e

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS Maio/2014 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL DISPONIBILIZADO - BRASIL (R$ BILHÕES)

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Outubro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Outubro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Outubro 2012 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM OUTUBRO Exportações A exportação de produtos básicos registrou queda de 87,3% ante outubro

Leia mais

O COMPLEXO CENTRO-SUL

O COMPLEXO CENTRO-SUL Unidade 3 Capítulo 9 O COMPLEXO CENTRO-SUL Prof.º Luiz Fernando Wisniewski lfw.geografia@gmail.com COMPLEXO CENTRO SUL Apresenta 25% do território nacional e 68% da população absoluta do Brasil. O que

Leia mais

Módulo 19 frente 03 Livro 3 página 132. Continente Americano. Aspectos Gerais

Módulo 19 frente 03 Livro 3 página 132. Continente Americano. Aspectos Gerais Continente Americano Aspectos Gerais Módulo 19 frente 03 Livro 3 páginas 131 a 132 As diferenças culturais e linguísticas dos povos que colonizaram a América deram origem à divisão do continente americano

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Sede Nacional - SP Fundação: 1937 - origem em um sindicato têxtil; Possui 1.200 empresas associadas e representa 4,5 mil empresas; Sede nacional

Leia mais

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC Indicadores EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO - 2010-2014 ANO TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB TAXA DE JUROS SELIC TAXA DE CÂMBIO R$/US$ TAXA DE INFLAÇÃO

Leia mais

A OCEANIA. A OCEANIA é o menor de todos os continentes, circundado por águas de todos os lados, daí o nome;

A OCEANIA. A OCEANIA é o menor de todos os continentes, circundado por águas de todos os lados, daí o nome; A OCEANIA A OCEANIA é o menor de todos os continentes, circundado por águas de todos os lados, daí o nome; é um grande ARQUIPÉLAGO formado por ilhas de origem vulcânica ( Ilhas Altas ) e coralígenas (

Leia mais

Geografia do Paraná. Paraná Aspectos Econômicos

Geografia do Paraná. Paraná Aspectos Econômicos Aspectos Econômicos Ciclos econômicos Mineração século XVII povoamento do litoral e do primeiro planalto. Tropeirismo séculos XVIII e XIX povoamento do segundo planalto Erva-mate séculos XIX e XX engenhos

Leia mais

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC Indicadores EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO - 2011-2014 ANO TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB TAXA DE JUROS SELIC TAXA DE CÂMBIO R$/US$ TAXA DE INFLAÇÃO

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2016 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações O principal destaque negativo ficou por conta do impacto contracionista

Leia mais

Presença da China na América do Sul

Presença da China na América do Sul Presença da China na América do Sul 1 1 Em 2008, 3% das exportações chinesas foram destinadas à América do Sul... Principais Destinos das Exportações Chinesas (2008) Estados Unidos 17,7% Japão 8,1% Coréia

Leia mais

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO Escola Estadual Virgínio Perillo Avenida José Bernardes Maciel, 471 Marília, Lagoa da Prata-MG Fone: (37) 3261-3222 / E-mail: escolavirginioperillo@gmail.com ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO DISCIPLINA GEOGRAFIA

Leia mais

COSTA RICA Comércio Exterior

COSTA RICA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COSTA RICA Comércio Exterior ABRIL 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

BRASIL Comércio Exterior

BRASIL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BRASIL Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

PERU SETOR DO AMBIENTE E ENERGIA UMA ESTRATÉGIA COLETIVA MANUAL DE BOAS PRÁTICAS

PERU SETOR DO AMBIENTE E ENERGIA UMA ESTRATÉGIA COLETIVA MANUAL DE BOAS PRÁTICAS PERU SETOR DO AMBIENTE E ENERGIA UMA ESTRATÉGIA COLETIVA MANUAL DE BOAS PRÁTICAS FICHA TÉCNICA Título PERU Setor do Ambiente e Energia Uma Estratégia Coletiva Manual de Boas Práticas Projeto Interambinerg

Leia mais

ANGOLA Comércio Exterior

ANGOLA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ANGOLA Comércio Exterior Setembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

GEOGRAFIA REGIONAL. Aula 3: Localização e extensão do território brasileiro e sulmatogrossense. Professor Thiago Melo

GEOGRAFIA REGIONAL. Aula 3: Localização e extensão do território brasileiro e sulmatogrossense. Professor Thiago Melo GEOGRAFIA REGIONAL Aula 3: Localização e extensão do território brasileiro e sulmatogrossense Professor Thiago Melo LOCALIZAÇÃO DO BRASIL Brasil: País de dimensões continentais? Localização do Brasil

Leia mais

A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná

A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná Fórum de Competitividade da Câmara Americana de Comércio - AMCHAM Curitiba 27/setembro/2017 Curitiba/PR A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná Eng. Agr. J O S É

Leia mais

Unidade II. Aula 11.1 Conteúdo. Comunicação e tecnologia. México. FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA GEOGRAFIA

Unidade II. Aula 11.1 Conteúdo. Comunicação e tecnologia. México. FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA GEOGRAFIA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade II Comunicação e tecnologia Aula 11.1 Conteúdo México. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidade: Reconhecer

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 14/06/11 12/07/11 09/08/11 06/09/11 04/10/11 01/11/11 29/11/11 27/12/11 24/01/12 21/02/12 20/03/12 17/04/12 15/05/12 12/06/12 10/07/12 07/08/12 04/09/12

Leia mais

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio São Paulo, 22 de Setembro de 2015 Parece que estamos decolando ECONOMIA A BRASILEIR Agronegócio - Balança Comercial

Leia mais

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA OBJETIVO 2016 1º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA INTRODUÇÃO Palco da Segunda Revolução Industrial EUA; Petróleo como a principal fonte de energia; Fordismo; EUA: ocupam o segundo lugar no

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica. Panorama Econômico e Desempenho Setorial

Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica. Panorama Econômico e Desempenho Setorial Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica Panorama Econômico e Desempenho Setorial 2009 Apresentação Fundada em 1963, a Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 23/09/11 21/10/11 18/11/11 16/12/11 13/01/12 10/02/12 09/03/12 06/04/12 04/05/12 01/06/12 29/06/12 27/07/12 24/08/12 21/09/12 19/10/12 16/11/12 14/12/12

Leia mais

NOVA ZELÂNDIA. Comércio Exterior

NOVA ZELÂNDIA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC NOVA ZELÂNDIA Comércio Exterior Março de 2016 Principais indicadores

Leia mais

Semana Fiesp/Ciesp de Meio Ambiente

Semana Fiesp/Ciesp de Meio Ambiente Semana Fiesp/Ciesp de Meio Ambiente Agronegócio Brasileiro PIB Brasileiro (2007) US$ 1.314 bilhões Agronegócio 37% Empregos (2006) 25% US$ 329,9 bilhões Exportações (2007) Agronegócio US$ 58,4 bilhões

Leia mais

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin.

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin. GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD Professor Rodolfo Visentin. QUE É GEOGRAFIA AGRÁRIA A estrutura agrária reúne as condições sociais e fundiárias de um espaço, envolvendo aspectos referentes á legalidade das terras,

Leia mais

URUGUAI. Comércio Exterior

URUGUAI. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC URUGUAI Comércio Exterior Janeiro de 2016 Principais indicadores

Leia mais

GRUPO 6 1- (1,0) Explique porque o Brasil funciona como o eixo principal de relações da América do Sul? R:

GRUPO 6 1- (1,0) Explique porque o Brasil funciona como o eixo principal de relações da América do Sul? R: Data: / /2014 Bimestre: 3 Nome: 8 ANO Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 6 1- (1,0) Explique porque o Brasil funciona como o eixo principal de

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Dezembro Janeiro a Dezembro 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var.

Leia mais

SUÉCIA Comércio Exterior

SUÉCIA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC SUÉCIA Comércio Exterior Dezembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Julho Janeiro a Julho 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var. % Celulose

Leia mais

Perfil País. Moçambique

Perfil País. Moçambique Perfil País Moçambique Elaborado pela: Unidade de - ic@apexbrasil.com.br Apex-Brasil Tel: +55 613426.0202 Fax: +55 613426.0332 www.apexbrasil.com.br 1 Moçambique Indicadores Econômicos Crescimento do PIB

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM DEZEMBRO/2013 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL DISPONIBILIZADO - BRASIL (R$ BILHÕES) 157* 32,6

Leia mais

Serra Leoa. by jefegab

Serra Leoa. by jefegab Serra Leoa by jefegab Serra Leoa jefegab Text and graphics created by author Copyright 2011 jefegab. All rights reserved. Layout design, boo template and other graphic elements Copyright ato LLC. All rights

Leia mais

Vale do Aço. Fevereiro/2016

Vale do Aço. Fevereiro/2016 Fevereiro/2016 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

GUINÉ-BISSAU Comércio Exterior

GUINÉ-BISSAU Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC GUINÉ-BISSAU Comércio Exterior Dezembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Estratégia nacional Inserção internacional Mudanças sócio-demográficas Fernando Nogueira da Costa Professor do IE-UNICAMP

Estratégia nacional Inserção internacional Mudanças sócio-demográficas Fernando Nogueira da Costa Professor do IE-UNICAMP Estratégia nacional Inserção internacional Mudanças sócio-demográficas Fernando Nogueira da Costa Professor do IE-UNICAMP Inserção Internacional Islândia Inglaterra Oceano Atlântico França Espanha Itália

Leia mais

da região no mercado mundial entre países vizinhos não se faz sem uma integração física, que garanta o transporte

da região no mercado mundial entre países vizinhos não se faz sem uma integração física, que garanta o transporte #2 especial américa latina OS caminhos QUE NOS UNEM Embora a integração física entre países sul-americanos deixe a desejar, tanto o Brasil como outros países do continente estão fazendo investimentos em

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 Período Dias Úteis US$ milhões FOB EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO CORR. COMÉRCIO SALDO Média Média Média Média Valor Valor Valor Valor p/dia útil p/dia útil p/dia útil

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Dezembro/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

LÍBANO Comércio Exterior

LÍBANO Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC LÍBANO Comércio Exterior Junho de 2014 Índice. Dados Básicos. Principais

Leia mais

CHILE Comércio Exterior

CHILE Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC CHILE Comércio Exterior Abril de 2014 Índice. Dados Básicos. Principais

Leia mais

SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO WALTER ANTÔNIO ADÃO SUPERINTENDENTE DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUARIO E DA SILVICULTURA SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO CENÁRIOS - AGRONEGÓCIO 2

Leia mais

As Florestas Plantadas na Sustentabilidade do Agronegócio

As Florestas Plantadas na Sustentabilidade do Agronegócio As Florestas Plantadas na Sustentabilidade do Agronegócio Junho de GILMAN VIANA RODRIGUES SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL EVOLUÇÃO DO USO DE FONTES

Leia mais

JAPÃO Comércio Exterior

JAPÃO Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC JAPÃO Comércio Exterior Dezembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

REVISÃO DA BALANÇA COMERCIAL PARA 2012

REVISÃO DA BALANÇA COMERCIAL PARA 2012 REVISÃO DA BALANÇA COMERCIAL PARA 2012 EXPORTAÇÃO BÁSICOS 108,050 122,457-11,8 INDUSTRIALIZADOS 123,620 128,317-3,7 - Semimanufaturados 32,800 36,026-8,9 - Manufaturados 90,820 92,291-1,6 OPERAÇÕES ESPECIAIS

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Além da forte queda da indústria (-18,5%), ressalta-se o fato de que somente

Leia mais

Desenvolvimento Produtivo Além da Indústria - O Papel dos Serviços

Desenvolvimento Produtivo Além da Indústria - O Papel dos Serviços Desenvolvimento Produtivo Além da Indústria - O Papel dos Serviços Jorge Arbache UnB e BNDES FGV-SP 27/5/2014 As opiniões são do autor e não necessariamente refletem as visões do BNDES 1 Vivemos uma nova

Leia mais

ÁSIA SUDESTE E MERIDIONAL. ÁSIA SUDESTE e MERIDIONAL RELEVO HIDROGRAFIA. RELEVO e HIDROGRAFIA

ÁSIA SUDESTE E MERIDIONAL. ÁSIA SUDESTE e MERIDIONAL RELEVO HIDROGRAFIA. RELEVO e HIDROGRAFIA ÁSIA SUDESTE E MERIDIONAL -LOCALIZAÇÃO NO MAPA MUNDI - ÁSIA SUDESTE e MERIDIONAL GMT Trópico de Câncer Equador Trópico de Capricórnio 1 2 RELEVO 1) No norte encontra-se uma área com os dobramentos (montanhas)

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017 >> Exportações de produtos industriais Grupos de Produtos Industriais Junho - US$ Janeiro a Junho - US$ 2016 2017 Var. % 2016 2017 Var. % Celulose e Papel 84.431.684 90.047.004 7% 522.390.072 501.962.469-4%

Leia mais