melhor medida de segurança e garante a eficiência energética do processo. 3.- Acústica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "melhor medida de segurança e garante a eficiência energética do processo. 3.- Acústica"

Transcrição

1 2.3. Isoamento técnico Indústria 1.- Isover por uma indústria verde A Natureza, o cico de vida e as apicações dos nossos produtos convertem um bom isoamento na mehor aposta de futuro para a nossa indústria. Num processo industria, a eficiência energética e a durabiidade dos equipamentos não só representam uma poupança económica como, ao exigir menor quantidade de energia e equipamentos, estamos a reduzir as emissões de CO Segurança e eficiência energética Todos os processos industriais exigem eficiência máxima e, ao mesmo tempo, o cumprimento de critérios de segurança que protejam tanto as pessoas como os equipamentos. Um isoamento adequado, não apenas reduz ao máximo as perdas de caor, como evita equipamentos extra de manutenção, dota os equipamentos de uma maior vida úti e garante a segurança dos trabahadores ou utiizadores. A utiização de um isoamento adequado representa a mehor medida de segurança e garante a eficiência energética do processo. 3.- Acústica Todas as ãs minerais são produtos fonoabsorventes, característica que permite a sua apicação tanto em tratamentos de cimatização de saas como de isoamento acústico. Um correcto acondicionamento acústico em instaações industriais permitirá cumprir a egisação vigente, garantindo a segurança e saúde nas zonas de trabaho. Quaquer instaação ocaizada numa envovente deve respeitar as condições do seu meio ambiente, incuindo os imites de níveis de ruído. 4.- Fogo Do ponto de vista da segurança, a indústria actua exige a utiização de materiais de baixo poder caorífero, incombustíveis e, em aguns casos, materiais que actuem como barreira de propagação. As ãs minerais em si mesmas são consideradas como não combustíveis, peo que evitam que o fogo se desenvova e imitam a quantidade e opacidade dos fumos (factor chave na segurança das pessoas). : As matérias-primas que compõem as ãs minerais são matérias inorgânicas, isto é, não reagem ao fogo. Isto converte os produtos de ãs minerais em materiais incombustíveis, com uma cassificação em termos de Eurocasse de A1 ou A2. A utiização de revestimentos para mehorar aguma das suas propriedades físicas, obriga a avaiar o comportamento de cada produto reativamente ao fogo. RESISTÊNCIA AO FOGO: Em situações onde haja que garantir a não propagação do fogo entre sectores deve recorrer-se a souções construtivas que garantam, através de ensaio, resistência ao fogo. Estas souções devem assegurar tanto a integridade como a não transferência de temperatura. Este tipo de souções têm incorporado ã de rocha de ata densidade ou ã ULTIMATE, para assegurar / garantir a protecção adequada. - pág O Guia Isover - Souções de Isoamento

2 2.3. Isoamento técnico Indústria 5.- Uma soução Isover para cada apicação A Isover dispõe de uma ampa gama de produtos para adaptar a cada uma das necessidades. Com souções em ã de vidro, ã de rocha e ã ULTIMATE, a Isover oferece o produto mais adequado a cada apicação. A escoha do mesmo dependerá de vários factores: tipo de instaação e ocaização; temperatura de utiização; geometria da superfície de apicação; e outras especificações técnicas especiais. Tendo em conta que cada probema de isoamento tem uma soução, a Isover oferece as seguintes recomendações: TUBAGENS Até diâmetros de tubagem de 10 o produto mais indicado para isoamento são as coquihas eementos modados de ã minera com forma ciíndrica e um corte ao ongo de uma geratriz que faciita a sua instaação. A disposição concêntrica das fibras garante o mehor isoamento para tubagens de pequeno e médio diâmetro. Para diâmetros superiores, recomenda-se o uso de mantas armadas com uma maha de aço gavanizado que se adaptam perfeitamente à superfície curva e a maha exterior faciita a instaação e fixação dos extremos. No isoamento de tubagens está especiamente contra-indicada a utiização de produtos cortados a partir de bocos que, aém de serem muito frágeis, apresentam em aguns casos uma disposição perpendicuar das suas fibras à superfície da tubagem, conferindo ao produto uma condutividade eevada e irreguar. A escoha entre produtos de ã de vidro, ã de rocha ou ã ULTIMATE é determinada pea temperatura de utiização. Para temperaturas de utiização inferiores a 250 C, a ã de vidro tem um comportamento exceente, e aém desta temperatura aconseha-se a utiização de coquihas de ã de rocha ou ã ULTIMATE. TANQUES E DEPÓSITOS Os painéis de ã minera são indicados para este tipo de eementos. Ta como as restantes apicações, até uma temperatura de utiização de 250 C recomendamos produtos de ã de vidro, a partir dos 250 C devemos utiizar painéis de ã de rocha. Para o caso de depósitos pequenos ou com um grande raio de curvatura, os painéis de ã de vidro adaptam-se perfeitamente a estas superfícies curvas. Peo contrário, se a temperatura de utiização é eevada e nos obriga a utiizar ã de rocha, teremos de utiizar mantas armadas, uma vez que a pouca fexibiidade da ã de rocha faz com que esta não se adapte às superfícies curvas. A fexibiidade e igeireza da ã de vidro e da ã ULTIMATE trazem vantagens quanto à instaação e gestão ogística (produtos comprimidos), enquanto que os produtos de ã de rocha oferecem uma maior resistência compressão. ACÚSTICA INDUSTRIAL Todas as ãs minerais são produtos fonoabsorventes, peo que podem apicarse tanto em tratamentos de isoamento como de acondicionamento acústico. O processo de fibrado dos produtos de ã de vidro produz uma fibra mais fina e aargada, o que confere aos produtos um maior coeficiente de absorção e um mehor comportamento na hora de resistir a vibrações. É unicamente aconseháve o emprego dos produtos de ã de rocha nas apicações que exijam uma grande resistência mecânica ou em presença de atas temperaturas. Para apicações acústicas em sienciadores ou outros sistemas peos quais circue o ar, é aconseháve proteger a face exposta com véus ou tecidos de fibra de vidro têxti. O Guia Isover - Souções de Isoamento - pág

3 2.3. Isoamento técnico Indústria Tabea de Seecção de Produtos para a Indústria Produto Temperaturas imite ( C) ( * ) Tubagens 10 Tubagens 10 Chaminés industriais e moduares Chaminés decorativas Cisternas Tanques Maquinaria (motores, compressores, ) Equipamentos (cadeiras, fornos, ) Divisórias industriais e portas Coquihas. Coquias BT-LV Coquias AT-LR Painéis. Pane PI Pane PI BX Spintex BX Spintex BX Spintex Spintex HP Pane Neto Pane NV Pane NV Rocfam Mantas. Manta Spintex 322-G Manta Spintex 342-G Lã minera a grane. Banroc Banroc ( * ) Temperatura pontua máxima em regime descontínuo. Criogenia Acústica Industria Página - pág O Guia Isover - Souções de Isoamento

4 Isoamento térmico s recomendadas para equipamentos industriais Tubagens Temperatura do fuido ( C) Diâmetro nomina Poegadas mm do isoamento / / Produto recomendado Coquihas Isover Coquihas Rocaine para espessuras >80 mm combinar coquihas Manta Spintex 322-G Manta Spintex 342-G Manta Spintex 342-G-125 Tubagens Superfícies panas Temperatura do fuido ( C) do isoamento Produto recomendado PI-256 BX Spintex 613 o Manta Spintex 322-G BX Spintex 643 o Manta Spintex 342-G Spintex HP 353 o Manta Spintex 342-G-125 Condições de ambiente: Temperatura média exterior: 20 C. Os produtos indicados como recomendados foram escohidos no seu campo óptimo de trabaho. As temperaturas máximas de utiização são superiores às assinaadas nas fichas técnicas de cada produto. As espessuras mínimas aconsehadas e indicadas são fruto da nossa experiência. Caso sejam necessários cácuos mais exactos, remetemos para a norma UNE 12241:1998. As espessuras rentáveis devem cacuar-se em todo o caso em função de parâmetros económicos específicos de cada instaação (custo da instaação, da energia, períodos de amortização, etc.). O Guia Isover - Souções de Isoamento - pág

5 COQUILLAS BT-LV Aquecimento Industria. Tubagens temp. fuida interior 250 C. Eementos modados de ã de vidro com forma ciíndrica e estrutura concêntrica. Apresentam um corte ao ongo de uma geratriz para permitir a sua abertura e, deste modo, a coocação sobre a tubagem. Isoamento térmico em: Tubagens de aquecimento. Tubagens industriais até 250 C de temperatura. C - + F - DIMENSÕES Diâmetro interior da coquiha Poegadas mm 1 / / / / / e 40 30, 40 e 50 30, 40, 50 e 60 A1 L ; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). 1,2 Temperatura face fria ( C) ,08 0,07 0,06 0,05 0,04 0, Temperatura face quente ( C) TEMPERATURA LIMITE DE Desde -30 C até C. 250 pacotes/camião. Casse Logística: B. Condutividade térmica em W/(m K) Exempo: Temperatura face quente = 80 C Temperatura face fria = 20 C () W/(m K) = 0,034 Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion - pág

6 XXXXXXXXXXXXXXX COQUILLAS AT-LR Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Aquecimento Industria. Tubagens temp. fuida interior > 250 C. Eementos modados de ã de vidro com forma ciíndrica e estrutura concêntrica. Apresentam um corte ao ongo de uma geratriz que faciita a instaação sobre a tubagem. Isoamento térmico tubagens até 650 C. DIMENSÕES Diâmetro interior da coquiha da coquiha Poegadas mm 1,15 m comprimento 1,20 m comprimento 1 / , 40 3 / , 40 e , 40 e / e / , 40 e e 40 50, 60 e / e , 40, 50, 60 e , 40, 50, 60 e 80 40, 50, 60 e 80 A1 L ; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE 650 C. 250 pacotes/camião. Casse Logística: B. Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion No corrosivo. Según ASTM C-795 e C-871. C - + F - Temperatura face fria ( C) 700 0,22 0,21 0,20 0,19 0, ,17 0,16 0,15 0, ,13 0,12 0, ,10 0, ,08 0, ,06 0, ,04 0 0,03 Condutividade térmica em W/(m K) Exempo: Temperatura face quente = 600 C Temperatura face fria = 20 C () W/(m K) = 0,087 DENSIDADE APROXIMADA 100 kg/m Temperatura face quente ( C) - pág

7 XXXXXXXXXXXX MANTA SPINTEX Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Isoamento de Grandes Tubagens, Cadeiras, Fornos, Equipamentos,... Manta de ã de rocha com maha metáica de aço gavanizado na face exterior. Isoamento térmico: Equipamentos e tubagens de grande diâmetro. Fornos, cadeiras. Transporte de fuidos. Cadeiras de aquecimento. A1; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE Manta Spintex 322-G: 600 C. Manta Spintex 342-G: 650 C. Produtos Manta Spintex 322-G Manta Spintex 342-G embaagem paete camião 40 6,00 1,00 6,00 90, /60 5,00 1,00 5,00 75, ,00 1,00 3,00 45, ,00 1,00 3,00 45, ,00 1,00 6,00 90, ,00 1,00 5,00 75, ,00 1,00 4,00 60, /100 3,00 1,00 3,00 45, ,50 1,00 2,50 37, Também em arguras de 1,20 m., consutar. Spintex 322-G Frequência (Hz) Temp.* C ,043 0,047 0,052 0,057 0,064 0,071 0,088 0,109 DENSIDADE APROXIMADA 70 kg/m 3 Spintex 342-G Frequência (Hz) ,22 0,62 0,90 0,90 0,89 0, ,32 0,73 0,93 0,91 0,97 0, ,51 0,93 0,93 0,93 0,98 0,98 Temp.* C ,041 0,044 0,048 0,052 0,056 0,061 0,073 0,087 0, ,17 0,52 0,90 0,96 0,97 0, ,30 0,67 0,95 0,99 0,99 0, ,40 0,79 0,99 1,00 1,00 0, ,48 0,87 1,00 1,00 0,99 0,99 C - + F - DENSIDADE APROXIMADA 100 kg/m 3 Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion - pág

8 PANEL PI Souções de Isoamento de Equipamentos Industriais. Paine semi-rígido de ã de vidro. Isoamento térmico e absorção acústica em: aquecimento industria, câmaras frigorificas, cisternas, saas de transporte de fuidos. Isoamento resistente a vibrações *. * Resistência às vibrações O produto foi submetido a vibrações verticais de 900 cicos/minuto e com uma ampitude de 6,3 mm. Depois de duas horas obtiveram-se os seguintes resutados: Desprendimento nuo. Cedência 0 mm. A1; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE Pane PI 156: Desde -30 C até +150 C. Pane PI 256: Desde -30 C até +200 C. Painéis Pane PI 156 Pane PI embaagem paete camião 19,44 311, ,20 259, ,35 0,60 12,96 207, ,72 155, ,10 129, C - + F - Pane PI 156 Frequência (Hz) ,10 0,32 0,55 0,66 0,79 0, ,19 0,43 0,77 0,82 0,94 0,83 Temp.* C ,041 0,045 0,050 0,056 DENSIDADE APROXIMADA 20 kg/m 3 Pane PI 256 Frequência (Hz) ,13 0,42 0,74 0,85 0,95 0,89 Temp.* C ,041 0,045 0,050 0,056 DENSIDADE APROXIMADA 34 kg/m 3 Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion - pág

9 PANEL NETO Acústica em Maquinaria Industria e Equipamentos. Paine rígido de ã de vidro que incorpora numa das suas faces um tecido preto de fibra de vidro têxti que he confere grande resistência à perfuração e à abrasão. APLICAÇÃO Isoamento térmico e absorção acústica em: Quadro de motores. Compressores. Saas de máquinas. Sienciadores industriais. A2-s1, d0; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE Desde-30 C até C. Frequência (Hz) ,08 0,30 0,57 0,75 0,85 0, ,13 0,45 0,75 0,92 0,95 0, ,15 0,60 0,95 1,00 1,00 1,00 Temp.* C ,039 0,043 0,047 0,052 Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion 30 embaagem paete camião 1,35 0, ,72 155, ,95 207, ,48 103, Outras dimensões a pedido e sob consuta. C - + F - - pág

10 PANEL NV Acústica em Maquinaria Industria e Equipamentos. Paine semi-rígidos de ã de rocha com uma cobertura de véu preto numa das faces. APLICAÇÃO Isoamento térmico e absorção acústica em: Tectos metáicos perfurados e cegos. Painéis acústicos. Sienciadores industriais. Cabinas acústicas. A2-s1, d0; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE Pane NV 40: 400 C. Pane NV 70: 600 C. Painéis Pane NV 40 Pane NV 70 embaagem paete camião 40 1,20 0,60 11,52 92, ,20 0,60 8,64 69, ,20 0,60 14,40 115, ,20 0,60 8,64 69, Pane NV 40 Frequência (Hz) (*) com câmara ao penum 250 mm. 40* 0,10 0,39 0,74 0,79 0,90 0,95 50* 0,16 0,50 0,86 0,90 0,94 0,95 50(*) 0,35 0,80 0,85 0,95 1,00 1,00 Temp.* C ,043 0,047 0,052 0,057 0,064 0,071 0,088 DENSIDADE APROXIMADA 40 kg/m 3 Pane NV 70 Frequência (Hz) ,10 0,34 0,69 0,84 0,93 0, ,17 0,52 0,90 0,96 0,97 0,90 Temp.* C ,045 0,047 0,052 0,057 0,064 0,071 0,088 0,109 C - + F - DENSIDADE APROXIMADA 70 kg/m 3 Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion - pág

11 BX SPINTEX 613 Acústica, Isoamento de Depósitos e Equipamentos. Cabinas Acústicas. Paine semi-rígido de ã de rocha. Isoamento térmico e absorção acústica em: transporte e armazenamento de fuidos. Cabinas acústicas. A1; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE 450 C. 40 embaagem paete camião 9,00 72, ,20 57, ,00 0,60 6,00 48, ,80 38, ,60 28, Frequência (Hz) ,16 0,49 0,80 0,83 0,93 0, ,23 0,61 0,86 0,89 0,96 0, ,38 0,81 0,94 0,96 0,98 0,98 Temp.* C ,043 0,47 0,052 0,057 0,064 0,071 0,088 DENSIDADE APROXIMADA 40 kg/m 3 Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion C - + F - - pág

12 BX SPINTEX 623 Acústica, Isoamento de Depósitos e Equipamentos. Paine semi-rígido de ã de rocha. Isoamento térmico e absorção acústica em: Equipamentos industriais. Cadeiras. Fornos. Transporte e armazenamento de fuidos. A1; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE 600 C. 40 embaagem paete camião 9,00 72, ,20 57, ,00 0, ,00 48, ,60 28, Frequência (Hz) ,16 0,52 0,90 0,96 0,97 0, ,30 0,67 0,95 0,99 0,99 0,97 Temp.* C ,043 0,047 0,052 0,057 0,064 0,071 0,088 0,109 DENSIDADE APROXIMADA 70 kg/m 3 Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion C - + F - - pág

13 BX SPINTEX 643 Isoamento de Depósitos e Equipamentos, Protecção Contra o Fogo. Paine rígido de ã de rocha. Isoamento térmico, acústico em apicações de ata temperatura: Grandes depósitos. Fornos industriais. A1; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE 650 C. 30 embaagem paete camião 12,00 96, ,40 67, ,20 57, ,00 0, ,00 48, ,80 33, ,60 28, Também pode fabricar-se em 1200 x 600 mm, sob consuta prévia. Frequência (Hz) ,22 0,62 0,90 0,90 0,89 0, ,32 0,73 0,93 0,91 0,97 0, ,51 0,83 0,93 0,93 0,98 0,98 Temp.* C ,041 0,044 0,048 0,052 0,056 0,061 0,073 0,087 0,104 DENSIDADE APROXIMADA 100 kg/m 3 Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion C - + F - - pág

14 SPINTEX-HP 353 Isoamento de Depósitos e Equipamentos, Protecção Contra o Fogo. Paine rígido de ã de rocha. Isoamento térmico, acústico em apicações de ata temperatura: Grandes depósitos. Cadeiras de aquecimento e industriais. Fornos industriais. Teas divisórias. A1; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE 700 C. 30 embaagem paete camião 8,40 92, ,00 0,60 4,80 67, ,80 57, Frequência (Hz) ,08 0,35 0,74 0,89 0,98 0, ,16 0,57 0,89 0,89 0,94 0, ,25 0,56 0,91 0,91 0,92 0,96 Temp.* C ,041 0,044 0,048 0,052 0,056 0,061 0,073 0,087 0,104 DENSIDADE APROXIMADA 144 kg/m 3 Información referente a amacenamiento, transporte e instaación, consutar: /utiizacion C - + F - - pág

15 BANROC Souções de Isoamento para Todo o Tipo de Geometria. Banroc 151: Lã de rocha a grane, igeiramente impregnada num óeo minera para faciitar a sua manipuação. Banroc 511: Lã de rocha a grane, totamente isenta de matérias orgânicas e óeos minerais. Banroc 151: Isoamento térmico de equipamentos em gera, fornos, vávuas, termoacumuadores, sienciadores de escape, cadeiras de aquecimento. Isoante de câmaras de sopro. Banroc 511: Isoamento térmico na Indústria: criogenia (até -200 C), fornos de aboratório e transporte criogénico. A1; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). TEMPERATURA LIMITE DE Banroc 151: 700 C. Banroc 511: Desde -200 C até +700 C. DENSIDADE DE COMPACTAÇÃO Entre 100 e 150 kg/m 3. de isoamento Quantidade de sacos necessários por m 2 a isoar Densidade de compactação: 100 kg/m / / 3 Densidade de compactação: 150 kg/m 3 1 / / Sacos de poietieno kg/saco kg/paete kg/camião 20, Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion C - + F - (Densidade >100 kg/m 3 ) Temperatura face fria ( C) ,14 0,13 0,12 0,11 0,10 0,09 0,08 0,07 0,06 0,05 0,04 Condutividade térmica em W/(m K) Exempo: Temperatura face quente = 400 C Temperatura face fria = 20 C () W/(m K) = 0, Temperatura face quente ( C) - pág

16 ROCFLAM Paine rígido de ã de rocha revestido numa das faces com uma âmina de aumínio. Isoamento térmico e protecção contra o fogo em: chaminés e areiras decorativas, aparehos de aquecimento a carvão, gasóeo, etc. Revestimento interno de exaustores. A1; Incombustíve segundo Eurocasses (EN ). DILATAÇÃO E CONTRAÇÃO Materia totamente estáve. embaagem paete camião 30 1,00 0,60 7,20 86, CORROSÃO DE METAIS Não corrosivo face aos metais. Situado na zona aceitáve da curva de Karnes. Segundo a norma ASTM C-795 e C-781. INSTALAÇÃO E TIPOS DE FIXAÇÃO Na instaação as juntas entre os painéis Rocfam devem ficar perfeitamente unidas, evitando a formação de pontes térmicas. O revestimento de aumínio deve estar votado para a face quente. A fixação do paine pode fazer-se por coagem, utiizando coas refractárias resistentes a atas temperaturas ou mecanicamente, apicando quatro fixações por paine. Temp.* C ,041 0,044 0,048 0,052 0,056 0,061 0,073 0,087 0,104 DENSIDADE APROXIMADA 90 kg/m 3 Informação referente a armazenamento, transporte e instaação, consutar: /utiizacion C - + F - - pág

painel sandwich poliuretano cobertura

painel sandwich poliuretano cobertura paine sandwich poiuretano cobertura IRCOB 3- O paine IRCOB está indicado para coberturas incinadas com uma pendente mínima de 6%. Produzido em dois tipos de acabamentos na face interior nervurado e ponta

Leia mais

painel sandwich poliuretano fachada

painel sandwich poliuretano fachada paine sandwich poiuretano fachada IRFAC nervurado parafuso à vista O paine de fachada IRFAC é produzido na argura de mm, com junta fechada ou aberta e em três tipos diferentes de acabamento, quer na face

Leia mais

Protecção contra incêndios

Protecção contra incêndios 2.5. Isolamento técnico Protecção contra incêndios Dentro do sector da construção, as Directivas Europeias transpostas para a legislação Portuguesa pelos Decretos Lei 220/2008 de 12 Novembro, e 1532/2008

Leia mais

Paredes Fichas de Aplicação

Paredes Fichas de Aplicação Fichas de Aplicação e Revestimento Painel Perfurado Painel Sandwich Consulte o Dossier Técnico Viroc disponível em www.viroc.pt, na página de Downloads. Outros Suplementos de Soluções Recomendadas Viroc

Leia mais

O que é o ICF? Vantagens

O que é o ICF? Vantagens O que é o ICF? É um sistema de construção constituído por blocos isolantes em EPS, poliestireno expandido (conhecido em Portugal como esferovite), que após montagem, são preenchidos com betão armado, formando

Leia mais

PL 40/250 perfurado DESCRIÇÃO

PL 40/250 perfurado DESCRIÇÃO PL 40/250 perfurado DESCRIÇÃO Há mais de 40 anos que a Aceralia fabrica perfís largos auto-suportados de aço, para revestimento de todo tipo de edificações. Actualmente, é uma das empresas lider neste

Leia mais

K-FLEX K-FLEX K-FONIK SYSTEM 58 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO

K-FLEX K-FLEX K-FONIK SYSTEM 58 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO 58 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO K-FONIK SYSTEM Aplicações: - Canalizações e sistemas de drenagem - Tubulação industrial, maquinaria civil e industrial - Isolamento acústico para paredes

Leia mais

GAMA AMBICABOS CD26R02

GAMA AMBICABOS CD26R02 GAMA AMBICABOS ÍNDICE 1. Apresentação do Tubo... 3 2. Materiais e Plano de Inspecção e Ensaio de Recepção...3-4 3. Especificações Técnicas... 4-5 4. Acessórios... 6 5. Instalação / Utilização... 6 Data.

Leia mais

4 DEFINIÇÃO DA GEOMETRIA, MALHA E PARÂMETROS DA SIMULAÇÃO

4 DEFINIÇÃO DA GEOMETRIA, MALHA E PARÂMETROS DA SIMULAÇÃO 4 DEFINIÇÃO DA GEOETRIA, ALHA E PARÂETROS DA SIULAÇÃO 4.1 Fornaha experimenta A fornaha experimenta utiizada como caso teste por Garreton (1994), era de 400kW aimentada com gás natura. Deste trabaho, estão

Leia mais

LÃ DE VIDRO. A Lã de Vidro na Isolação Térmica. A Lã de Vidro no Tratamento Acústico. Características Comuns a todos os Produtos.

LÃ DE VIDRO. A Lã de Vidro na Isolação Térmica. A Lã de Vidro no Tratamento Acústico. Características Comuns a todos os Produtos. INDÚSTRIA LÃ DE VIDRO A Saint-Gobain Vidros Divisão Isover vem oferecer ao mercado do setor industrial a sua linha de produtos em lã de vidro para isolação termoacústica, produzidos pela avançada tecnologia

Leia mais

SISTEMAS DE PISO RADIANTE

SISTEMAS DE PISO RADIANTE SISTEMAS DE PISO RADIANTE O conforto mais eficiente para a sua casa O sistema de piso radiante e refrescante Enertres constitui a melhor solução para alcançar o conforto desejado em sua casa. Em combinação

Leia mais

Catálogo PRODUTOS PARA A INDÚSTRIA. Isolantes termoacústicos em lã de vidro

Catálogo PRODUTOS PARA A INDÚSTRIA. Isolantes termoacústicos em lã de vidro Catálogo PRODUTOS PARA A INDÚSTRIA Isolantes termoacústicos em lã de vidro A Saint-Gobain Vidros Divisão Isover oferece ao mercado do setor industrial a sua linha de produtos em lã de vidro para isolação

Leia mais

PAINÉIS ISOTÉRMICOS ISOJOINT

PAINÉIS ISOTÉRMICOS ISOJOINT GANHANDO TEMPO PARA VOCÊ 100% BRASIL PAINÉIS ISOTÉRMICOS ISOJOINT Painéis ISOJOINT WALL PUR Construção civil Os Painéis ISOJOINT WALL PUR são constituídos de núcleo de PUR (poliuretano) ou PIR (Poliisocianurato)

Leia mais

RW-4300 / RW Manta Termoisolante. Isolamento térmico industrial para altas temperaturas. Descrição. Aplicações. Vantagens

RW-4300 / RW Manta Termoisolante. Isolamento térmico industrial para altas temperaturas. Descrição. Aplicações. Vantagens RW-4300 / RW-4600 Manta Termoisolante Isolamento térmico industrial para altas temperaturas Maior desempenho térmico com produto mais leve e 0% de shot*. * Material não convertido em fibra. Descrição Manta

Leia mais

Catálogo Geral

Catálogo Geral Catálogo Geral www.cfdoors.pt Painel de Frio Painel de Cobertura Painel Fachada Painel Fachada em Lã Rocha Painel Acústico Painel Cobertura Telha 2 Simbologia Simbologia dos revestimentos CF Doors identificando

Leia mais

FICHA TÉCNICA Nº5. AGLOMERADO NEGRO ( ou AGLOMERADO PURO EXPANDIDO) AN STANDARD

FICHA TÉCNICA Nº5. AGLOMERADO NEGRO ( ou AGLOMERADO PURO EXPANDIDO) AN STANDARD FICHA TÉCNICA Nº5 AGLOMERADO NEGRO ( ou AGLOMERADO PURO EXPANDIDO) Referências: AN STANDARD Para Isolamento Térmico Regranulados Calibre 2 / 9 e 4,5 / 15 mm Nota: Por encomenda, fabricam-se ainda outros

Leia mais

Aquecimento e Refrigeração

Aquecimento e Refrigeração 2.2. Isolamento técnico Aquecimento e Refrigeração As tubagens de ligação das caldeiras ou depósitos com os emissores ou pontos de consumo de água quente sanitária devem isolar-se para se conseguir um

Leia mais

K-FLEX K-FLEX TWIN SOLAR SYSTEM 32 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO

K-FLEX K-FLEX TWIN SOLAR SYSTEM 32 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO K-FLEX 32 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO K-FLEX TWIN SOLAR SYSTEM K-FLEX SOLAR R Acoplamento rápido à compressão Sistema completo para instalações de painéis solares térmicos Fácil e rápido

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Meias canas para isolamento de tubagens, com diâmetros variáveis.

FICHA TÉCNICA. Meias canas para isolamento de tubagens, com diâmetros variáveis. FICHA TÉCNICA 1. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Aglomex Acoustic é um produto resultante da aglomeração de espuma flexível de poliuretano de diferentes densidades que evidencia uma composição homogénea e estável.

Leia mais

ACÚSTICA DA EDIFICAÇÃO

ACÚSTICA DA EDIFICAÇÃO ACÚSTICA DA EDIFICAÇÃO Profa. Dr.-Ing. Erika Borges Leão Disciplina ministrada ao IV semestre do curso de Engenharia Civil Universidade do Estado de Mato Grosso Campus Sinop/MT OBJETIVOS DA DISCIPLINA

Leia mais

Painéis absorvedores sonoros

Painéis absorvedores sonoros Painéis absorvedores sonoros Absorção Sonora de Alta Performance Desenvolvidos pela Isover, os painéis Decorsound e Sonare reduzem os efeitos da reverberação sonora, minimizando a propagação de ruídos

Leia mais

Soluções Inteligentes em Isolações Térmicas

Soluções Inteligentes em Isolações Térmicas Para a Indústria. Para a Construção Civil. Para sua Empresa. Soluções Inteligentes em Isolações Térmicas www.polycalha.com.br Soluções Inteligentes em Isolações Térmicas Soluções em isolamento térmico.

Leia mais

Os materiais de proteção térmica devem apresentar:

Os materiais de proteção térmica devem apresentar: Os materiais de proteção térmica devem apresentar: Elevado calor específico Reduzida condutividade térmica Garantia de integridade durante a evolução do incêndio Resistência mecânica adequada Custo viável

Leia mais

A argamassa seca de confiança

A argamassa seca de confiança A argamassa seca de confiança PREFASEC é a família de produtos da Morteros Tudela Veguín que engloba as argamassas utilizadas nas obras de alvenaria (muros, rebocos, estuques, rejuntes, ), bem como outros

Leia mais

8.5 Cálculo de indutância e densidade de energia magnética

8.5 Cálculo de indutância e densidade de energia magnética 8.5 Cácuo de indutância e densidade de energia magnética Para agumas geometrias de mahas pode-se cacuar a indutância aproximadamente. Cacuamos aqui a indutância de uma maha que contém um soenoide ciíndrico

Leia mais

racores universais em latão

racores universais em latão racores universais em apresentação do racor universa em Este sistema diz-se universa porque oferece aos utiizadores o máximo de possibiidades de conexão por montagem directa com um mínimo de peças e de

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Meias canas para isolamento de tubagens, com diâmetros variáveis.

FICHA TÉCNICA. Meias canas para isolamento de tubagens, com diâmetros variáveis. FICHA TÉCNICA 1. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Aglomex Acoustic é um produto resultante da aglomeração de espuma flexível de poliuretano de diferentes densidades, que evidencia uma composição homogénea e estável.

Leia mais

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS COBERTURAS Imitação Telha (1/2/4 águas) -Aço galvanizado na qualidade S250GD+Z, segundo EN 10346:2009 + EN 10169, revestida com poliéster regular modificado, e tolerâncias de espessura

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE EDIFICIOS

CONSTRUÇÃO DE EDIFICIOS CONSTRUÇÃO DE EDIFICIOS ISOLAMENTO ACÚSTICO EM PISOS PISOS FLUTUANTES PAINEL PST (roclaine) 22 1200 x 1000 9,60 115,20 2995 15,10 PAVIMENTOS FLUTUANTES 20 9,60 134,40 3494 8,10 PAINEL SOLADO (roclaine)

Leia mais

Com foco em acústica a OWA Sonex atua no mercado desde 1988 oferecendo produtos inovadores de alta performance e design diferenciado.

Com foco em acústica a OWA Sonex atua no mercado desde 1988 oferecendo produtos inovadores de alta performance e design diferenciado. Com foco em acústica a OWA Sonex atua no mercado desde 1988 oferecendo produtos inovadores de alta performance e design diferenciado. Com uma variedade de linhas de produtos, apresentamos o Nexacustic,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ÁREA DE CONSTRUÇÃO

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ÁREA DE CONSTRUÇÃO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ÁREA DE CONSTRUÇÃO 1. Para determinar a porosidade aberta de uma pedra calcária, utilizou-se um provete com as dimensões de 7.1 7.1 7.1 cm 3. Determinou-se a massa no estado

Leia mais

O círculo e o número p

O círculo e o número p A UA UL LA 45 O círcuo e o número p Para pensar O círcuo é uma figura geométrica bastante comum em nosso dia-a-dia. Observe à sua vota quantos objetos circuares estão presentes: nas moedas, nos discos,

Leia mais

O círculo e o número p

O círculo e o número p A UA UL LA O círcuo e o número p Para pensar O círcuo é uma figura geométrica bastante comum em nosso dia-a-dia. Observe à sua vota quantos objetos circuares estão presentes: nas moedas, nos discos, à

Leia mais

Placa Cimento-Madeira

Placa Cimento-Madeira Placa Cimento-Madeira INFORMAÇÃO GERAL: Painel de superfície lisa ou rugosa para diferentes aplicações. COMPOSIÇÃO: 75% Cimento 25% Madeira APRESENTADA COMO: B1 / A2 Bruto / Lixado Lisa / Bordo Maquinado

Leia mais

T-802XXX. Carga Minima (Kg) Deflexão / mm

T-802XXX. Carga Minima (Kg) Deflexão / mm 10.17 APOIOS ANTIVIBRÁTEIS T-802XXX Suportes de teto tg & tm geral: As séries TG e TM são concebidas para evitar a transmissão de vibrações de unidades de ar condicionado e de qualquer outro equipamento

Leia mais

ACUMULADORES TERMOACUMULADORES ELÉTRICOS

ACUMULADORES TERMOACUMULADORES ELÉTRICOS ACUMULADORES TERMOACUMULADORES ELÉTRICOS CERAMIC EGO 31 TERMOACUMULADORES ELÉTRICOS UMA EXCELENTE ESCOLHA A Atlantic é a marca especialista nos termoacmuladores elétricos. 0 anos como fabricante dão a

Leia mais

ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO

ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO EPS POLIESTIRENO EXPANDIDO NO ETICS A ESCOLHA PARA UM ISOLAMENTO EFICIENTE, ECONÓMICO E SUSTENTÁVEL NICOLAU TIRONE SEMINÁRIO APFAC/ ITeCons FACHADAS

Leia mais

Largura 150 L 2,5 X 160 2,5 2,6 2,6 70 L 3,5 X 200 3,5 70 L 4,5 X 200 3,5 40 L 4,5 X 290 4,8 35 L 4,5 X 360 4,5 30 L 7,5 X 180 4,5 25 L 7,5 X 300 7,8

Largura 150 L 2,5 X 160 2,5 2,6 2,6 70 L 3,5 X 200 3,5 70 L 4,5 X 200 3,5 40 L 4,5 X 290 4,8 35 L 4,5 X 360 4,5 30 L 7,5 X 180 4,5 25 L 7,5 X 300 7,8 ABRAÇADEIRAS DE SERRILHA Poliamida 6.6. Resistência UV. Resistência à propagação da chama UL 94 Classe V2. Gama de temperatura: - 40o C, - 85o C. Especificações, norma CEI EN 62275 UL_FILE E86244 Dimensões

Leia mais

Método dos Deslocamentos

Método dos Deslocamentos Método dos Desocamentos formuação matemática do método das forças e dos desocamentos é bastante semehante, devendo a escoha do método de anáise incidir num ou noutro conforme seja mais vantajoso O método

Leia mais

Materiais. Conceitos para acústica arquitetônica. Marcelo Portela LVA/UFSC

Materiais. Conceitos para acústica arquitetônica. Marcelo Portela LVA/UFSC Materiais Acústicos Conceitos para acústica arquitetônica Marcelo Portela LVA/UFSC LEMBRANDO... ISOLAMENTO ACÚSTICO Capacidade de certos materiais formarem uma barreira, impedindo que a onda sonora passe

Leia mais

PLACAS DE GESSO E MASSAS PERFIS E ACESSÓRIOS

PLACAS DE GESSO E MASSAS PERFIS E ACESSÓRIOS PLACAS DE GESSO E MASSAS PERFIS E ACESSÓRIOS PLACAS PLACAS A STANDARD PLACAS H HIDRÓFUGA PLACAS F ANTI-FOGO PLACAS D ALTA-DUREZA PLACAS PROTECT PLACAS COMPOSTAS Isolamento EPS Isolamento XPS Isolamento

Leia mais

ARMACELL ISOLAMENTOS PRÉ-REVESTIDOS

ARMACELL ISOLAMENTOS PRÉ-REVESTIDOS ARMACELL ISOLAMENTOS PRÉ-REVESTIDOS 2 ARMA-CHEK SILVER ARMA-CHEK SILVER 125 Sistema 2 em 1 pré-revestido com substrato AF/Armaflex Sistema pré-revestido para poupança de tempo na instalação. Isolamento

Leia mais

MORCEMSEAL LINHA REABILITAÇÃO MORCEMSEAL TODO 1 TUDO EM 1

MORCEMSEAL LINHA REABILITAÇÃO MORCEMSEAL TODO 1 TUDO EM 1 MORCEMSEAL TUDO EM 1 Argamassa monocomponente de alta resistência, para a passivação, reparação e proteção de estruturas DESCRIÇÃO COMPOSIÇÃO CARACTERISTICAS E APLICAÇÕES SUPORTES Argamassa tixotrópica

Leia mais

MEIOS DE LIGAÇÃO DE TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

MEIOS DE LIGAÇÃO DE TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS MEIOS DE LIGAÇÃO DE TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Instalações em Sistemas Industriais Profa. Roberta Leone Aula 04 MEIOS DE LIGAÇÃO Para que serve? Ligação tubo a tubo, ou a dispositivos, equipamentos tanques

Leia mais

Recomendações de instalação em tubagens. TECH Pipe Section MT 4.0 TECH Pipe Section MT 4.1 Climpipe Section Alu2 Mantas TECH WIRED MAT

Recomendações de instalação em tubagens. TECH Pipe Section MT 4.0 TECH Pipe Section MT 4.1 Climpipe Section Alu2 Mantas TECH WIRED MAT Recomendações de instalação em tubagens TECH Pipe Section MT 4.0 TECH Pipe Section MT 4.1 Climpipe Section Alu2 Mantas TECH WIRED MAT INTRODUÇÃO O isolamento térmico trata de reduzir as elevadas perdas

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO J-BOND (ACM)

MANUAL DE INSTALAÇÃO J-BOND (ACM) MANUAL DE INSTALAÇÃO J-BOND (ACM) J-BOND Os painéis de Alumínio (ACM), são compostos de duas chapas de alumínio unidas por uma camada de polietileno de baixa densidade. São fabricadas em processo contínuo

Leia mais

Soluções em Poliuretanos Bayer para Aplicações Automotivas. Novembro de 2014 Fernanda Porto Painel Automotivo

Soluções em Poliuretanos Bayer para Aplicações Automotivas. Novembro de 2014 Fernanda Porto Painel Automotivo Soluções em Poliuretanos Bayer para Aplicações Automotivas Novembro de 2014 Fernanda Porto Painel Automotivo Agenda O Mercado Automotivo Cenário Atual e Desafios A versatibilidade do Poliuretano e sua

Leia mais

Éttore Home Decor - São paulo/sp. Instalação: Éttore. Knauf Folheto Técnico. Knauf Flexboard Porque a mente criativa gera mais que linhas retas.

Éttore Home Decor - São paulo/sp. Instalação: Éttore. Knauf Folheto Técnico. Knauf Flexboard Porque a mente criativa gera mais que linhas retas. Éttore Home Decor - São paulo/sp Knauf Folheto Técnico 02 / 2017 Knauf Flexboard Porque a mente criativa gera mais que linhas retas. Knauf Flexboard Flexboard é a mais delgada chapa Knauf Drywall, desenvolvida

Leia mais

Tubos em polietileno de baixa densidade destinados a sistemas de rega, escoamento de águas, entre outros.

Tubos em polietileno de baixa densidade destinados a sistemas de rega, escoamento de águas, entre outros. PEBD Tubos em polietileno de baixa densidade destinados a sistemas de rega, escoamento de águas, entre outros. Especificações técnicas do produto Documento Produto Aplicação Especificação Técnica Tubos

Leia mais

Termoacumuladores de água quente para o local da sua utilização

Termoacumuladores de água quente para o local da sua utilização Termoacumuladores de água quente para o local da sua utilização Os termoacumuladores eléctricos, mais conhecidos por cilindros eléctricos, são o meio convencional para abastecimento de água quente. Eles

Leia mais

SonaSpray. A solução acústica e térmica definitiva. Celulose Projectada. Para tectos e paredes. Divisão de Isolamentos Acústicos

SonaSpray. A solução acústica e térmica definitiva. Celulose Projectada. Para tectos e paredes. Divisão de Isolamentos Acústicos SonaSpray Celulose Projectada A solução acústica e térmica definitiva Para tectos e paredes Representado e aplicado por Sociedade Técnica de Isolamentos e Energias Renováveis, Lda. Divisão de Isolamentos

Leia mais

LÃ DE ROCHA. Produtos para a Construção Civil

LÃ DE ROCHA. Produtos para a Construção Civil LÃ DE ROCHA Produtos para a Construção Civil Mantas MN 230- MK 230 - MA 230 (25/30 Kg/m3) Espessura Paletes MN 230 (Não Revestido) MK 230 (c/papel Kraft) MA 230 (c/aluminio) 8 000 x 1 200 60 6 000 x 1

Leia mais

Cozinhas. Índice Cozinhas. Exaustores domésticos. Hottes profissionais. Ventiladores de extracção. Chaminés. Filtragem. Extinção incêndios

Cozinhas. Índice Cozinhas. Exaustores domésticos. Hottes profissionais. Ventiladores de extracção. Chaminés. Filtragem. Extinção incêndios Índice Cozinhas Exaustores domésticos SYGMA Pág.12.10 C Glass Pág.12.10 TF Pág.12.10 Hottes profissionais Hotte - HD Pág.13.2 Hotte - HDC Pág.13.3 Hotte - HDIC Pág.13.4 Ventiladores de extracção Ventilador

Leia mais

Método de Gretener. Método de Cálculo Simplificado de Avaliação do Risco de Incêndio

Método de Gretener. Método de Cálculo Simplificado de Avaliação do Risco de Incêndio Método de Gretener Método de Cálculo Simplificado de Avaliação do Risco de Incêndio INTRODUÇÃO Um método com estas características, ágil, de fácil aplicação e rápida utilização, tem que aglutinar muita

Leia mais

BloCork Desenvolvimento de blocos de betão com cortiça

BloCork Desenvolvimento de blocos de betão com cortiça BloCork Desenvolvimento de blocos de betão com cortiça N. Simões, I. Castro, J. Nascimento, A. Nascimento SEMINÁRIO TECNOLOGIAS E SISTEMAS DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL - INVESTIGAÇÃO EM ACÇÃO - Viabilizar

Leia mais

REGRAS DE INSTALAÇÃO DOS DIFERENTES TIPOS DE TUBAGENS. Sistemas de Tubagem para Instalações de Água em Edifícios Hospitalares

REGRAS DE INSTALAÇÃO DOS DIFERENTES TIPOS DE TUBAGENS. Sistemas de Tubagem para Instalações de Água em Edifícios Hospitalares REGRAS DE INSTALAÇÃO DOS DIFERENTES TIPOS DE TUBAGENS Sistemas de Tubagem para Instalações de Água em Edifícios Hospitalares REGRAS GERAIS Cuidados a ter com o transporte e armazenamento de tubagens ou

Leia mais

Desempenho Térmico de edificações

Desempenho Térmico de edificações Desempenho Térmico de edificações PROFESSOR Roberto Lamberts ALEJANDRO NARANJO Unidade deportiva Atanasio Girardot - Medellín ECV 5161 UFSC FLORIANÓPOLIS estrutura introdução isolantes cálculos exemplos

Leia mais

CVB CAIXAS DE VENTILAÇÃO CVB

CVB CAIXAS DE VENTILAÇÃO CVB CVB Caixas de ventiação CAIXAS DE VENTILAÇÃO CVB Características Baixo níve sonoro Isoamento anti-vibratório integrado Paine de dupa parede com isoamento térmico e acústico Estética agradáve Dotada de

Leia mais

Composite Placas compostas em zinco para fachadas ventiladas ou paredes cortina.

Composite Placas compostas em zinco para fachadas ventiladas ou paredes cortina. FACHADA Composite Placas compostas em zinco para fachadas ventiladas ou paredes cortina. Vantagens Estética dos acabamentos em VMZINC Planimetria e robustez excepcionais Grande dimensão dos painéis e estabilidade

Leia mais

ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO

ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO EPS POLIESTIRENO EXPANDIDO NO ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR ETICS NICOLAU TIRONE SEMINÁRIO APFAC FACHADAS ENERGETICAMENTE EFICIENTES LNEC, LISBOA

Leia mais

Apresentação dos produtos

Apresentação dos produtos Apresentação dos produtos Tubo de Polietileno Reticulado com Barreira à Difusão de Oxigénio Marca: DOUBLE; Formatos: Redondo; Medidas: Comprimentos: a 600 metros; Diâmetros: 12 a 32 mm (diâmetro exterior);

Leia mais

3 Boletim 1 Técnico. Thinsulate TM Manta para Absorção Acústica pag.1 de Composição: 2. Modelos e tipos disponíveis:

3 Boletim 1 Técnico. Thinsulate TM Manta para Absorção Acústica pag.1 de Composição: 2. Modelos e tipos disponíveis: 3 Boletim 1 Técnico Thinsulate TM Manta para Absorção Acústica pag.1 de 5 1. Composição: Composto aproximadamente de 67% de fibras polipropileno e 33% de fibras de poliéster. Esta manta em não tecido pode

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS PARA AR CONDICIONADO E REFRIGERAÇÃO

NORMAS BRASILEIRAS PARA AR CONDICIONADO E REFRIGERAÇÃO NORMAS BRASILEIRAS PARA AR CONDICIONADO E REFRIGERAÇÃO ESTAS NORMAS SÃO PRODUZIDAS E REVISADAS POR (ABNT) ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, ATRAVÉS DO COMITÊ BRASILEIRO Nº55 (CB 55) COM SEDE NA

Leia mais

LSF. É mais do que um método construtivo... É um conceito de habitação totalmente novo! Convidamo-lo a conhecer todas as vantagens.

LSF. É mais do que um método construtivo... É um conceito de habitação totalmente novo! Convidamo-lo a conhecer todas as vantagens. LSF É mais do que um método construtivo... É um conceito de habitação totalmente novo! Convidamo-lo a conhecer todas as vantagens. Segurança Segurança Segurança Segurança Conforto Conforto Conforto Conforto

Leia mais

0.05 a 0.10 pequeno 0.10 a 1.20 significativo acima de 0.20 considerável

0.05 a 0.10 pequeno 0.10 a 1.20 significativo acima de 0.20 considerável Professor Rogério Mori Materiais porosos Quando a energia sonora penetra num material poroso, parte dela é convertida em calor, devido a resistência viscosa e ao atrito nos poros e ainda pela vibração

Leia mais

Un.1 - Vila das Aves Un.2 - Santo Tirso Un.3 - Vilar Formoso

Un.1 - Vila das Aves Un.2 - Santo Tirso Un.3 - Vilar Formoso Un.1 - Vila das Aves Un.2 - Santo Tirso Un.3 - Vilar Formoso A Termolan é uma empresa Portuguesa fundada em 1975 que tem por missão fabricar lã de rocha para isolamento térmico, acústico e de protecção

Leia mais

CIRCUITOS MAGNÉTICOS LINEARES E NÃO LINEARES

CIRCUITOS MAGNÉTICOS LINEARES E NÃO LINEARES 7 9 CIRCUITOS MAGÉTICOS LIEARES E ÃO LIEARES Circuitos magnéticos são usados para concentrar o efeito magnético de uma corrente em uma região particuar do espaço. Em paavras mais simpes, o circuito direciona

Leia mais

SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR

SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR Características Sistema de isolamento térmico pelo exterior é um sistema de isolamento de paredes pelo exterior de edifícios existentes e construção nova, composto

Leia mais

58 CORREIAS E MANGUEIRAS

58 CORREIAS E MANGUEIRAS 58 CORREIAS E MANGUEIRAS CORREIAS EM V INDUSTRIAL Transmissão de força/velocidade do motor para o equipamento Resistente a óleo Indicação: máquinas industriais em geral, compressores, serras circulares,

Leia mais

PULTRUSÃO. O reforço de fibras de vidro é puxado continuamente das bobinas para a zona de impregnação,

PULTRUSÃO. O reforço de fibras de vidro é puxado continuamente das bobinas para a zona de impregnação, PULTRUSÃO Pultrusão é um dos métodos de produção desenvolvido para se encontrar demanda de compostos reforçados com fibras de vidro com boas propriedades físicas e mecânicas - compostos que podem competir

Leia mais

Acústica em Reabilitação de Edifícios

Acústica em Reabilitação de Edifícios Reabilitação 009- Parte 5 - Reabilitação 009- Protecção contra o ruído de equipamentos colocados no exterior Silenciadores circulares p/ condutas de ventilação Grelhas atenuadoras (5 a 1 db) Atenuadores

Leia mais

Volume III. Curso Técnico Módulo 2 INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA ÁREA TÉCNICA DE REFRIGERAÇÃO E CONDICIONAMENTO DE AR

Volume III. Curso Técnico Módulo 2 INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA ÁREA TÉCNICA DE REFRIGERAÇÃO E CONDICIONAMENTO DE AR INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS SÃO JOSÉ ÁREA TÉCNICA DE REFRIGERAÇÃO E CONDICIONAMENTO DE AR METODOLOGIA PARA O CÁLCULO DA ESPESSURA DE ISOLANTE NECESSÁRIA A UMA APLICAÇÃO Volume III Curso

Leia mais

Módulo EasyDan 150 l / 200 l / 300 l

Módulo EasyDan 150 l / 200 l / 300 l Memória Descritiva Módulo EasyDan 150 l / 200 l / 300 l O sistema ECODAN / EASYDAN proporciona mais do que o conforto ambiente. O sistema foi projectado para assegurar o fornecimento das águas quentes

Leia mais

FACHADA VENTILADA CERÂMICA

FACHADA VENTILADA CERÂMICA FACHADA VENTILADA CERÂMICA COVER SOLADRILHO Cover é a solução completa de fachada ventilada em cerâmica extrudida com peças alveolares de 18 mm de espessura. O Cover destaca-se pela sua leveza e facilidade

Leia mais

Forros e Revestimentos Acústicos de Madeira

Forros e Revestimentos Acústicos de Madeira Forros e Revestimentos Acústicos de Madeira Acústica e Design Acústica e Design Com foco em acústica a OWA Sonex atua no mercado desde 1988 oferecendo produtos inovadores de alta performance e design diferenciado.

Leia mais

PRODUTOS SEMI-ACABADOS PE

PRODUTOS SEMI-ACABADOS PE PRODUTOS SEMI-ACABADOS PE Qualidade em qualquer dimensão Produtos semi-acabados PE Materiais (disponíveis em armazém) Descrição SIMONA PE-HWU SIMONA PE-HWU-B SIMONA PE 100 De grande estabilidade térmica,

Leia mais

Célula Fechada ou Célula Aberta Aparências semelhantes, prestações diferentes

Célula Fechada ou Célula Aberta Aparências semelhantes, prestações diferentes Poliuretano projectado Célula Fechada ou Célula Aberta Aparências semelhantes, prestações diferentes Célula aberta Célula fechada Aparências semelhantes, prestações diferentes O Poliuretano projectado

Leia mais

Manual de instalação. Divisória Sanisystem Lite. Atenção

Manual de instalação. Divisória Sanisystem Lite. Atenção Manua de instaação Divisória Sanisystem Lite Atenção 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. Leia e observe atentamente todo este manua antes de iniciar a montagem. Confira todo o materia e certifique-se de que

Leia mais

AutoCook Confeitaria Linha de sistemas de cozimento

AutoCook Confeitaria Linha de sistemas de cozimento AutoCook Confeitaria Linha de sistemas de cozimento AutoCook da Baker Perkins oferece uma gama competa de equipamentos moduares de processamento e serviços reacionados de ataeficiência para quase todo

Leia mais

CONDUÇÃO DE CALOR UNIDIMENSIONAL EXERCÍCIOS EM SALA

CONDUÇÃO DE CALOR UNIDIMENSIONAL EXERCÍCIOS EM SALA CONDUÇÃO DE CALOR UNIDIMENSIONAL EXERCÍCIOS EM SALA 1) Uma casa possui uma parede composta com camadas de madeira, isolamento à base de fibra de vidro e gesso, conforme indicado na figura. Em um dia frio

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE VENDA. Produtos para a Construção Civil

TABELA DE PREÇOS DE VENDA. Produtos para a Construção Civil TABELA DE PREÇOS DE VENDA Produtos para a Construção Civil Mantas MN 230- MK 230 - MA 230 (25/30 Kg/m3) Paletes MN 230 (Não Revestido) MK 230 (c/papel Kraft) MA 230 (c/aluminio) 8 000 x 1 200 60 18 2,65

Leia mais

Chaminé Parede dupla para caldeiras

Chaminé Parede dupla para caldeiras 3.4 Chaminé rede dupla para caldeiras Terminal saída cónica (DWECO 32C) ra todas as aplicações indicadas utiliza-se o sistema nas diferentes versões em (gás natural e gasóleo em condições secas) e 316

Leia mais

ISOLANTE NATURAL EDIFÍCIO CONSTRUÇÃO

ISOLANTE NATURAL EDIFÍCIO CONSTRUÇÃO ISOLANTE NATURAL EDIFÍCIO CONSTRUÇÃO Produtos naturais para edifícios energicamente eficientes Para a CELENIT, um ótimo isolamento é dos critérios essenciais numa construção. Devido às inúmeras vantagens

Leia mais

PAINÉIS ISOTÉRMICOS ISOJOINT 100% BRASIL

PAINÉIS ISOTÉRMICOS ISOJOINT 100% BRASIL GANHANDO TEMPO PARA VOCÊ 100% BRASIL PAINÉIS ISOTÉRMICOS ISOJOINT PA MATRIZ: ANÁPOLIS - GO MT GO UNIDADES FABRIS PR MATRÍZ: GO - 62 4015-12 FILIAIS: PA - 91 3711-2720 MT - 65 3692-4611 PR - 41 3525-5300

Leia mais

Caixa para Medidor Monofásico Eletrônico

Caixa para Medidor Monofásico Eletrônico Código 6783261 N O Data Revisões Aprov. Vanderlei Robadey Página 1 de 7 N O Data Revisões Aprov. Vanderlei Robadey Página 2 de 7 N O Data Revisões Aprov. Vanderlei Robadey Página 3 de 7 1 Material 1.1

Leia mais

TERMOACUMULADORES ELÉCTRICOS Utilização Doméstica 30l, 50l, 80l, 100l e 120l Utilização Industrial 150l, 200l, 250l, 300l, 400l e 500l

TERMOACUMULADORES ELÉCTRICOS Utilização Doméstica 30l, 50l, 80l, 100l e 120l Utilização Industrial 150l, 200l, 250l, 300l, 400l e 500l TERMOACUMULADORES ELÉCTRICOS Utilização Doméstica 30l, 50l, 80l, 100l e 120l Utilização Industrial 150l, 200l, 250l, 300l, 400l e 500l www.videira.pt PT VIDEIRA O conforto de todos os dias. A METALURGIA

Leia mais

Tectos Gab-on. Gama de Painéis Basculantes e Deslizantes. O especialista em Tectos perto de si

Tectos Gab-on. Gama de Painéis Basculantes e Deslizantes. O especialista em Tectos perto de si Tectos Gab-on Gama de Painéis Basculantes e Deslizantes Gab-on 2 L Gab-on 1 L Gab-on deslizante O especialista em Tectos perto de si Painéis de fácil manuseamento Painéis basculantes em ambos os lados

Leia mais

GESSO CARTONADO PLADUR

GESSO CARTONADO PLADUR GESSO CARTONADO PLADUR 1. PLADUR N - TERMINAÇÃO NORMAL É a placa de gesso laminado cujos componentes (gesso e celulose) são de composição standard. Apresenta-se em forma de placas, de diferentes espessuras

Leia mais

VANTAGENS. Modularidade. Máxima Flexibilidade. Inspecção. Montagem. As vantagens deste novo sistema são numerosas:

VANTAGENS. Modularidade. Máxima Flexibilidade. Inspecção. Montagem. As vantagens deste novo sistema são numerosas: O sistema Giacoklima é um sistema inovador ideal para a climatização no Verão e Inverno, que alia o bem estar ao baixo consumo energético. O elemento chave deste sistema é a utilização da água, que permite

Leia mais

Isolamento Armaflex AF e XG

Isolamento Armaflex AF e XG Janeiro 1 Isolamento Armaflex AF e XG Disponível numa ampla gama de produtos de em diâmetro e espessura. A Armacell produz térmico de alta qualidade: Evita condensações e previne a corrosão nos equipamentos;

Leia mais

Os Painéis Cimentício são compostos de Cimento Portland, partículas de madeira, água, aditivos e pigmentos. Muito

Os Painéis Cimentício são compostos de Cimento Portland, partículas de madeira, água, aditivos e pigmentos. Muito Os Painéis Cimentício são compostos de Cimento Portland, partículas de madeira, água, aditivos e pigmentos. Muito utilizados em fechamentos de edifícios comerciais e residências, estes painéis são uma

Leia mais

Telhas ArcelorMittal

Telhas ArcelorMittal Telhas ArcelorMittal Apresentação As telhas de aço ArcelorMittal são produzidas a partir de bobinas de aço revestido que passam por perfiladeiras, assumindo formato trapezoidal ou ondulado. Os tipos de

Leia mais

Construção. Pintura Intumescente a base de agua, para uso interno em estruturas de aço. Descrição do Produto. Dados do Produto. Forma.

Construção. Pintura Intumescente a base de agua, para uso interno em estruturas de aço. Descrição do Produto. Dados do Produto. Forma. Ficha do Produto Edição 25/03/2014 Identificação 02 06 04 00 003 0 000029 Sika Unitherm Steel W30 Pintura Intumescente a base de agua, para uso interno em estruturas de aço Descrição do Produto Sika Unitherm

Leia mais

SOLUÇÃO PARA CONSTRUÇÃO

SOLUÇÃO PARA CONSTRUÇÃO maior RAPIDEZ, MENOR CUSTO, mais segurança, leve, resistente e ecologicamente correto. SOLUÇÃO PARA CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL Aircrete PAinéis pré fabricados PAINEIS pré fabricados AIRCRETE o material perfeito

Leia mais

zendow Catalogo técnico do PRODUTO Estanquidade Isolamento Segurança

zendow Catalogo técnico do PRODUTO Estanquidade Isolamento Segurança Catalogo técnico do PRODUTO Estanquidade Isolamento Segurança CAIXIAVE - INDUSTRIA DE CAIXILHARIA S.A. ESTANQUIDADE AO AR E ÁGUA Com o fim de melhorar ao máximo as prestações ao ar e à água, o conceito

Leia mais

Atuais objetivos da normalização

Atuais objetivos da normalização A U L A Atuais objetivos da normaização Você agora vai estudar a útima parte deste assunto: os atuais objetivos da normaização. Pode-se dizer que a primeira fase da normaização, por vota de 1900 até os

Leia mais

Tubos em polietileno de baixa densidade e alta densidade destinados a sistemas de rega, escoamento de águas, entre outros.

Tubos em polietileno de baixa densidade e alta densidade destinados a sistemas de rega, escoamento de águas, entre outros. Mar.13 PEBD / PEAD Tubos em polietileno de baixa densidade e alta densidade destinados a sistemas de rega, escoamento de águas, entre outros. Especificações técnicas do produto Documento Produto Aplicação

Leia mais

Isolamento Sustentável. Soluções Ideais para Reabilitação

Isolamento Sustentável. Soluções Ideais para Reabilitação Isolamento Sustentável A Gyptec Ibérica de capital nacional e inserida no Grupo Preceram, dedica-se à produção de placas de gesso laminado, através de métodos não poluentes e ambientalmente sustentáveis

Leia mais

Blocos de vidro com isolamento acústico

Blocos de vidro com isolamento acústico Blocos de vidro com isolamento acústico 1919/8 Light Diffusing (ex code: 198 LIGHT DIFFUSING WHITE) 1919/8 Light Diffusing é o bloco de vidro da Linha Technology que permite difundir a luz conferindo uma

Leia mais

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE Faculdade de Engenharia. Transmissão de calor. 3º ano

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE Faculdade de Engenharia. Transmissão de calor. 3º ano UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE Facudade de Engenharia Transmissão de caor 3º ano 1 12. Transferência de Caor com Mudança de Fase Transferência de Caor na Condensação Condensação em Peícua Condensação em

Leia mais