CENÁRIO MACROECONÔMICO. Julho de 2017

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENÁRIO MACROECONÔMICO. Julho de 2017"

Transcrição

1 CENÁRIO MACROECONÔMICO Julho de

2 AMBIENTE INTERNACIONAL Riscos reduzidos de crise, com o crescimento global se sustentando em ritmo positivo, de forma generalizada. Aumento gradual de juros nos EUA. Esperamos nova alta de juros em dezembro. Desaceleração bastante moderada da China. Crescimento no curto prazo segue sustentado, a despeito da calibragem da política monetária e dos ajustes voltados ao setor imobiliário. Riscos políticos na Área do Euro se reduziram e crescimento vem se consolidando em ritmo forte. 2

3 * 2018* PIB MUNDIAL (variação anual, %) PIB Mundial Média Mundial Fonte: FMI, Bradesco 3

4 PIB DA CHINA (variação anual, %) 15,0 14,2 12,7 12,0 11,4 9,0 6,0 9,2 7,8 7,7 8,5 8,3 9,1 10,1 9,7 9,4 10,6 9,5 7,9 7,8 7,3 6,9 6,7 6,6 6,3 3,0 Fonte: FMI, Bradesco 4

5 * 2018* PIB DA ÁREA DO EURO (variação anual, %) PIB ZONA DO EURO Fonte: FMI, Bradesco 5

6 * 2018* EUA: Crescimento anual do PIB (em %) Fonte: FMI, Bradesco PIB DOS EUA (variação anual, %) Fonte: FMI, Bradesco 6

7 02/10/14 Gráfico 3: Índice DXY (Dollar Index Spot - Dólar em relação a uma cesta de moedas). Fonte: Bloomberg. DÓLAR EM RELAÇÃO À CESTA DE MOEDAS (índice dxy) 30/10/14 27/11/14 25/12/14 22/01/15 19/02/15 19/03/15 16/04/15 14/05/15 11/06/15 09/07/15 06/08/15 03/09/15 01/10/15 29/10/15 26/11/15 24/12/15 21/01/16 18/02/16 17/03/16 14/04/16 12/05/16 09/06/16 07/07/16 04/08/16 01/09/16 29/09/16 27/10/16 24/11/16 22/12/16 19/01/17 16/02/17 16/03/17 13/04/17 11/05/17 08/06/17 06/07/ Fonte: Bloomberg, Bradesco

8 PAUTA EXPORTADORA BRASILEIRA (principais produtos, %) SOJA ; 13,18% MATERIAL DE TRANSPORTE E COMPONENTES ; 9,99% OUTROS PRODUTOS; 16,25% PETROLEO E DERIVADOS DE PETROLEO ; 8,52% CARNE ; 7,66% FUMO E CIGARROS ; 1,12% MATERIAIS ELETRICOS E ELETRONICOS ; 1,81% MINERIOS DE FERRO ; 7,39% CALCADOS E COURO ; 1,88% MAQUINAS,APARELHOS E INSTRUMENTOS MECANICOS ; 3,96% PAPEL E CELULOSE ; 4,16% ACUCAR ; 4,55% PRODUTOS METALURGICOS ; 7,12% PRODUTOS QUIMICOS ; 7,25% Fonte: MDIC, Bradesco 8 8

9 (p) 2018 (p) FONTE: FMI PREÇO ELABORAÇÃO MÉDIO E (P) PROJEÇÃO: ANUAL DO PETRÓLEO BRENT BRADESCO (US$/barril) NÍVEL MÉDIO ANUAL DO PETRÓLEO BRENT (NOMINAL, FOB REINO UNIDO) - US$/BARRIL Fonte: FMI, Bradesco

10 (p) 2018 (p) PREÇO MÉDIO ANUAL DO MINÉRIO DE FERRO FONTE: FMI ELABORAÇÃO E (P) PROJEÇÃO: BRADESCO (US$/tonelada) NÍVEL MÉDIO ANUAL DO MINÉRIO DE FERRO (PREÇO SPOT NO PORTO DE TIANJIN/CHINA, MINÉRIO COM 62% DE TEOR DE FERRO) - US$/TONELADA Fonte: FMI, Bradesco

11 (p) PREÇO MÉDIO ANUAL DA SOJA (US$/bushel) Fonte: FMI, Bradesco

12 CENÁRIO DOMÉSTICO Fase atual de ajustes faz parte do ciclo de reequilíbrio da economia necessário para o País retornar ao crescimento. A política fiscal permanece sendo o principal desafio. Reformas são fundamentais para equilibrar as contas públicas e contribuirão positivamente para o crescimento econômico. Recessão de e tem resultado em significativa queda da inflação. Com isso, ciclo de queda da taxa de juros seguirá nos meses à frente. Retomada da atividade econômica deverá ser gradual. 12

13 jun/03 dez/03 jun/04 dez/04 jun/05 dez/05 jun/06 dez/06 jun/07 dez/07 jun/08 dez/08 jun/09 dez/09 jun/10 dez/10 jun/11 dez/11 jun/12 dez/12 jun/13 dez/13 jun/14 dez/14 jun/15 dez/15 jun/16 dez/16 jun/17 ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO INDUSTRIAL (ICEI) - DADOS DESSAZONALIZADOS CONFIANÇA DA INDÚSTRIA (série dessazonalizada, dados mensais a partir de ) Média (2003+) ICEI , Fonte: CNI, Bradesco

14 dez/06 jun/07 dez/07 jun/08 dez/08 jun/09 dez/09 jun/10 dez/10 jun/11 dez/11 jun/12 dez/12 jun/13 dez/13 jun/14 dez/14 jun/15 dez/15 jun/16 dez/16 jun/17 Fonte: FGV CONFIANÇA Elaboração: Bradesco DO CONSUMIDOR (dados dessazonalizados) ÍNDICE DE CONFIANÇA DO CONSUMIDOR (ICC) E SEUS COMPONENTES (DADOS DESSAZONALIZADOS) Setembro/2005= Confiança do Consumidor Situação Atual Neutro Expectativas Fonte: FGV, Bradesco

15 TAXA DE JUROS (nominal, Selic, % a.a.) 28,0% 25,00% 21,0% 14,0% 7,0% 19,00% 15,75% 19,00% 17,75% 18,00% 16,50% 13,25% 11,25% 13,75% 8,75% 10,75% 11,00% 7,25% 10,00% 11,75% 14,25% 13,75% 8,00% 8,00% 0,0% 15 Fonte: BCB, Bradesco

16 * 2018* 2019* RESULTADO PRIMÁRIO (proporção do PIB, %) 4,0% 3,0% 2,0% 1,0% 2,4% 2,0% 2,1% 2,8% 1,2% 2,8% 2,1% 1,6% 1,4% 0,0% -1,0% -0,3% -0,6% -2,0% -1,9% -1,8% -3,0% -2,5% -2,6% 16 Fonte: BCB, Bradesco

17 NESSA FASE DE AJUSTES, PIB DEVERÁ SE RECUPERAR GRADUALMENTE. APÓS RETRAÇÃO DE 3,6% EM, PROJETAMOS ESTABILIZAÇÃO EM

18 PIB (variação anual, %) ,5 7,0 5,0 3,0 1,0 4,4 1,4 3,1 1,1 5,8 3,2 4,0 6,1 5,1 4,0 1,9 3,0 0,5 0,0 2,0 3,0 3,0-1,0-0,1-3,0-5,0-3,8-3,6 18 Fonte: IBGE, Bradesco

19 PIB INVESTIMENTOS (variação anual, %) PIB: FBKF Fonte: IBGE, Bradesco

20 jun/07 out/07 fev/08 jun/08 out/08 fev/09 jun/09 out/09 fev/10 jun/10 out/10 fev/11 jun/11 out/11 fev/12 jun/12 out/12 fev/13 jun/13 out/13 fev/14 jun/14 out/14 fev/15 jun/15 out/15 fev/16 jun/16 out/16 fev/17 jun/17 ANÚNCIO DE INVESTIMENTOS (número de investimentos, acumulado em doze meses) FONTE: Imprensa FONTE: Imprensa Dados até dia Número de empresas que divulgaram investimentos - a (1) Os investimentos em moeda estrangeira referentes a estão convertidos pelo câmbio de 31/12/06, aqueles referentes a foram convertidos pelo câmbio de 31/12/07 e os refentes a foram convertidos pelo câmbio de 30/06/08. 31/01 1,900 1,700 1,642 1,604 1,500 1,425 1,493 1,300 1,329 1,100 1,102 1,151 1, Fonte: IBGE, Bradesco

21 PIB CONSUMO DO GOVERNO (variação anual, %) PIB: CONSUMO DO GOVERNO Fonte: IBGE, Bradesco

22 PIB CONSUMO DAS FAMÍLIAS (variação anual, %) PIB: CONSUMO Fonte: IBGE, Bradesco

23 VENDAS DO VAREJO AMPLIADO VENDAS NO VAREJO AMPLIADO (inclui veículos e material de construção, variação anual, %) Fonte: IBGE, Bradesco

24 VENDAS DO VAREJO 2017 (segmentos, variação anual, %) Veículos e Motos 3,5% Comércio Varejista Ampliado 1,5% Combustíveis Hipermercados e Supermercados Material de Construção 0,7% 0,5% 0,9% Informática e Comunicações Comércio Varejista Restrito 0,0% 0,0% Farmácia, perfumaria e cosméticos Tecidos, Vestuário e Calçados Outros artigos pessoais e domésticos Móveis e Eletrodomésticos -0,6% -1,0% -1,0% -1,2% Livros, jornais, revistas e papelaria -3,0% -4,0% -3,0% -2,0% -1,0% 0,0% 1,0% 2,0% 3,0% 4,0% 24 Fonte: IBGE, Bradesco

25 RENDIMENTO REAL (variação anual, %) ,0 4,0 3,0 4,1 3,4 3,3 3,4 3,3 2,9 4,5 3,4 2,0 1,0 1,1 1,1 2,0 1,2 0,0 0,1-1,0-2,0-3,0-1,7-2,3 25 Fonte: IBGE, Bradesco

26 TAXA DE DESEMPREGO (média anual, série retropolada de 1998 a, %) Desemprego - PNAD contínua ,0 14,0 13,0 13,4 13,5 12,0 11,0 11,3 10,0 9,0 8,0 7,0 9,6 9,7 8,8 9,3 9,9 10,2 9,8 9,4 9,9 8,9 8,1 8,6 8,3 7,7 7,3 7,2 6,8 8,3 6,0 26 Fonte: IBGE, Bradesco

27 GERAÇÃO DE EMPREGOS (Caged, variação anual, em milhares) CAGED - GERAÇÃO DE VAGAS, EM MILHARES Fonte: MTE, Bradesco 27

28 PIB AGROPECUÁRIO (variação anual, %) PIB: AGRO ,00 10,00 8,00 6,00 4,00 2,00 2,0 1,1 4,6 3,2 5,8 6,7 5,6 8,4 2,8 3,6 10,0 4,0,00-2,00-4,00-6,00-3,7-3,1-8,00-6,6 28 Fonte: IBGE, Bradesco

29 90/91 91/92 92/93 93/94 94/95 95/96 96/97 97/98 98/99 99/00 00/01 01/02 02/03 03/04 04/05 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15 15/16 16/17* PRODUÇÃO NACIONAL DE GRÃOS em milhões de toneladas (milhões de toneladas) Produção Nacional de Grãos Fonte e projeção: Conab Elaboração: Bradesco Fonte: Conab, Bradesco

30 PIB SERVIÇOS (variação anual, %) PIB: SERVIÇOS ,00 5,00 3,00 1,00 5,0 3,7 4,3 5,8 4,8 2,1 5,8 3,5 2,9 2,8 1,0 1,5-1,00-1,0-3,00-2,7-2,7-5,00 30 Fonte: IBGE, Bradesco

31 PIB INDÚSTRIA (variação anual, %) PIB: INDUSTRIA 12,00 10,00 8,00 6,00 4,00 2,00 8,2 2,0 2,0 6,2 4,1 10,2 4,1 2,2 3,0,00-2,00-0,7-1,5-1,0-4,00-6,00-8,00-4,7-6,3-3,8 31 Fonte: IBGE, Bradesco

32 PRODUÇÃO INDUSTRIAL (nível dessazonalizado) Produção industrial - nível Fonte: IBGE, Bradesco

33 * 2018* 2019* PIB CONSTRUÇÃO CIVIL (variação anual, %) VARIAÇÃO ANUAL DO PIB DA CONSTRUÇÃO CIVIL Fonte: IBGE Elaboração e Projeção: Bradesco 15.0% 13.1% 10.7% 10.0% 5.0% 9.2% 4.9% 7.0% 8.2% 3.2% 4.5% 4.0% 6.0% 0.0% 0.3% -2.1% -2.1% -5.0% -6.5% -5.2% -4.0% -10.0% 33 Fonte: IBGE, Bradesco

34 APÓS ALTA DE 6,3% EM, ESPERAMOS IMPORTANTE DESACELERAÇÃO NESTE ANO, PARA UMA ELEVAÇÃO DE 3,4% NESTE ANO

35 * 2018* IPCA (variação anual, %) 14,0% 12,5% 12,0% 10,7% 10,0% 9,3% 8,0% 7,7% 7,6% 6,0% 5,7% 5,9% 5,9% 6,5% 5,8% 5,9% 6,4% 6,3% 4,0% 3,1% 4,5% 4,3% 3,4% 4,0% 2,0% 0,0% 35 Fonte: IBGE, Bradesco

36 PREÇOS ADMINISTRADOS (variação anual, %) ADMINISTRADOS ANUAL 2017* 17,5% 18,06% 15,32% 14,0% 13,20% 10,5% 10,76% 10,19% 8,96% 7,0% 3,5% 4,27% 3,27% 4,73% 3,13% 8,01% 3,67% 5,31% 5,50% 5,46% 1,65% 1,52% 0,0% 36 Fonte: IBGE, BCB, Bradesco

37 PREÇOS DE BENS DURÁVEIS (variação anual, %) * 10,0% 8,0% 7,9% 8,9% 6,0% 4,0% 4,5% 3,9% 3,1% 3,6% 3,0% 3,3% 2,0% 0,9% 1,3% 0,0% -2,0% -1,8% 0,0% 0,0% -1,9% -1,6% -0,5% -4,0% -3,5% -6,0% 37 Fonte: IBGE, Bradesco

38 PREÇOS DE SERVIÇOS (variação anual, %) SERVIÇOS ANUAL 12,0% 10,0% 9,8% 8,7% 8,7% 8,0% 7,3% 6,7% 6,8% 8,1% 6,7% 8,0% 8,3% 8,1% 6,5% 6,0% 5,5% 5,7% 5,8% 4,9% 4,5% 4,0% 2,0% 0,0% * 38 Fonte: IBGE, Bradesco

39 PREÇOS DE ALIMENTAÇÃO (variação anual, %) ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS ANUAL 14,0% 12,0% 10,0% 10,77% 11,12% 10,39% 9,86% 12,01% 8,0% 7,19% 8,48% 8,03% 8,61% 6,0% 4,0% 3,17% 2,0% 1,23% 1,90% 0,0% 2017* 39 Fonte: IBGE, Bradesco

40 EXPECTATIVA DO MERCADO PARA O IPCA 2017 (média, variação anual, %) 08/11/15 08/12/15 07/01/16 06/02/16 07/03/16 06/04/16 06/05/16 05/06/16 05/07/16 04/08/16 03/09/16 03/10/16 02/11/16 02/12/16 01/01/17 31/01/17 02/03/17 01/04/17 01/05/17 31/05/17 30/06/ Fonte: BCB, Bradesco

41 EXPECTATIVA DO MERCADO PARA O IPCA 2018 (média, variação anual, %) 11/12/15 01/01/16 22/01/16 12/02/16 04/03/16 25/03/16 15/04/16 06/05/16 27/05/16 17/06/16 08/07/16 29/07/16 19/08/16 09/09/16 30/09/16 21/10/16 11/11/16 02/12/16 23/12/16 13/01/17 03/02/17 24/02/17 17/03/17 07/04/17 28/04/17 19/05/17 09/06/17 30/06/ Fonte: BCB, Bradesco

42 26/09/14 24/10/14 21/11/14 19/12/14 16/01/15 13/02/15 13/03/15 10/04/15 08/05/15 05/06/15 03/07/15 31/07/15 28/08/15 25/09/15 23/10/15 20/11/15 18/12/15 15/01/16 12/02/16 11/03/16 08/04/16 06/05/16 03/06/16 01/07/16 29/07/16 26/08/16 23/09/16 21/10/16 18/11/16 16/12/16 13/01/17 10/02/17 10/03/17 07/04/17 05/05/17 02/06/17 30/06/17 TAXA DE CÂMBIO (R$/US$) TAXA DE CÂMBIO R$/US$ -. fonte: Bloomberg DEZEMBRO R$ 1,74/ US$ DEZEMBRO R$ 1,66 / US$ DEZEMBRO R$ 1,87 / US$ DEZEMBRO R$ 2,04 / US$ DEZEMBRO R$ 2,34 / US$ DEZEMBRO R$ 2,65 / US$ DEZEMBRO R$ 3,90 / US$ DEZEMBRO R$ 3,26 / US$ DEZEMBRO 2017 R$ 3,20 / US$ Fonte: Bloomberg, Bradesco

43 TAXA DE CÂMBIO (R$/US$, final de ano) 4,4 3,90 3,8 3,53 3,2 3,26 3,20 3,30 2,89 2,6 2 1,96 2,32 2,65 2,34 2,14 1,77 2,34 1,74 1,67 1,88 2,04 2,34 2,66 1,4 0,8 43 Fonte: Bloomberg, Bradesco

44 Egito Turquia Argentina Japão Malásia Filipinas Colômbia Brasil Reino Unido Cingapura China Indonésia Canadá Chile Paquistão Emirados DXY Coreia do Sul México Peru Suíça Nova Zelândia Euro Austrália Tailândia Índia Hungria Taiwan Polônia República Tcheca Rússia África do Sul MOEDAS SELECIONADAS (variação nos últimos doze meses) 40% 30% 22.2% 20% 10% 10.6% 7.7% 0% 3.1% 1.2% 0.0% -0.8% -1.4% -3.0% -10% -5.7% -6.2% -11.4% -20% 44 Fonte: Bloomberg, Bradesco

45 11/09/14 02/10/14 23/10/14 13/11/14 04/12/14 25/12/14 15/01/15 05/02/15 26/02/15 19/03/15 09/04/15 30/04/15 21/05/15 11/06/15 02/07/15 23/07/15 13/08/15 03/09/15 24/09/15 15/10/15 05/11/15 26/11/15 17/12/15 07/01/16 28/01/16 18/02/16 10/03/16 31/03/16 21/04/16 12/05/16 02/06/16 23/06/16 14/07/16 04/08/16 25/08/16 15/09/16 06/10/16 27/10/16 17/11/16 08/12/16 29/12/16 19/01/17 09/02/17 02/03/17 23/03/17 13/04/17 04/05/17 25/05/17 15/06/17 06/07/17 Bloomberg JUROS DE 10 ANOS NOS ESTADOS UNIDOS E NA ALEMANHA (%) TAXA DE JUROS DO TÍTULO DE 10 ANOS DO TESOURO AMERICANO -. Fonte: 3.30 Treasury 10 anos Juros 10 anos - Alemanha Fonte: Bloomberg, Bradesco

46 COTAÇÕES DO PETRÓLEO (US$/barril, Brent e WTI) 20/10/14 19/11/14 19/12/14 18/01/15 17/02/15 19/03/15 18/04/15 18/05/15 17/06/15 17/07/15 16/08/15 15/09/15 15/10/15 14/11/15 14/12/15 13/01/16 12/02/16 13/03/16 12/04/16 12/05/16 11/06/16 11/07/16 10/08/16 09/09/16 09/10/16 08/11/16 08/12/16 07/01/17 06/02/17 08/03/17 07/04/17 07/05/17 06/06/17 06/07/ WTI BRENT Fonte: Bloomberg, Bradesco

47 mai/00 mai/01 mai/02 mai/03 mai/04 mai/05 mai/06 mai/07 mai/08 mai/09 mai/10 mai/11 mai/12 mai/13 mai/14 mai/15 mai/16 mai/17 Índice de termos de troca (1996 = 100). Preço das exportações / preço das importações. Fonte: Funcex ÍNDICE DE TERMOS DE TROCA (1996= 100, razão entre preço de exportação e preço de importação) Termos de Troca Média Móvel 12 Meses Fonte: Funcex, Bradesco

48 CONTA CORRENTE (em milhões e % do PIB) ,3% PIB ,8% PIB ,1% PIB ,3% PIB ,2% PIB Fonte: BCB, Bradesco

49 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações e projeções. Todos os dados ou opiniões dos informativos aqui presentes são rigorosamente apurados e elaborados por profissionais plenamente qualificados, mas não devem ser tomados, em nenhuma hipótese, como base, balizamento, guia ou norma para qualquer documento, avaliações, julgamentos ou tomadas de decisões, sejam de natureza formal ou informal. Desse modo, ressaltamos que todas as consequências ou responsabilidades pelo uso de quaisquer dados ou análises desta publicação são assumidas exclusivamente pelo usuário, eximindo o BRADESCO de todas as ações decorrentes do uso deste material. Lembramos ainda que o acesso a essas informações implica a total aceitação deste termo de responsabilidade e uso. A reprodução total ou parcial desta publicação é expressamente proibida, exceto com a autorização do Banco BRADESCO ou a citação por completo da fonte (nomes dos autores, da publicação e do Banco BRADESCO). 49 APRESENTAÇÃO PREPARADA COM INFORMAÇÕES DISPONÍVEIS ATÉ DIA 03 DE JULHO DE 2017

CENÁRIO MACROECONÔMICO. Junho de 2017

CENÁRIO MACROECONÔMICO. Junho de 2017 CENÁRIO MACROECONÔMICO Junho de 2017 1 AMBIENTE INTERNACIONAL Riscos reduzidos de crise, com o crescimento global se sustentando em ritmo positivo, de forma generalizada. Aumento gradual de juros nos EUA.

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO PARA O BRASIL E MUNDO. Janeiro de 2017

CENÁRIO MACROECONÔMICO PARA O BRASIL E MUNDO. Janeiro de 2017 CENÁRIO MACROECONÔMICO PARA O BRASIL E MUNDO Janeiro de 2017 1 1 AMBIENTE INTERNACIONAL Fim do longo ciclo de commodities, com estabilização dos preços nos últimos meses. Desaceleração moderada da China.

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO PARA O BRASIL E MUNDO. Novembro de 2016

CENÁRIO MACROECONÔMICO PARA O BRASIL E MUNDO. Novembro de 2016 CENÁRIO MACROECONÔMICO PARA O BRASIL E MUNDO Novembro de 2016 1 1 AMBIENTE INTERNACIONAL Fim do longo ciclo de commodities. Desaceleração moderada da China. Aumento de juros nos EUA, mas de forma gradual.

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO. Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

CENÁRIO MACROECONÔMICO. Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CENÁRIO MACROECONÔMICO Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AMBIENTE INTERNACIONAL o Riscos reduzidos de crise. O crescimento global continua a ganhar tração, com maior

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

CENÁRIO MACROECONÔMICO. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CENÁRIO MACROECONÔMICO Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AMBIENTE INTERNACIONAL o Riscos reduzidos de crise. O crescimento global continua a ganhar tração, com maior

Leia mais

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, aos clientes do Bradesco.

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, aos clientes do Bradesco. INTERNA Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, aos clientes do Bradesco. CENÁRIO MACROECONÔMICO JANEIRO DE 2016 FABIANA D ATRI Departamento

Leia mais

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar.

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar. INTERNA Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar. 1 DESAFIOS E INCERTEZAS DO CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO E GLOBAL 2 2 Fabiana

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO

CENÁRIO MACROECONÔMICO CENÁRIO MACROECONÔMICO SEGUE PAUTADO PELAS MUDANÇAS NO CENÁRIO GLOBAL, AFETANDO DIRETAMENTE O CÂMBIO, E PELO CRESCIMENTO MAIS MODERADO DA ECONOMIA DOMÉSTICA Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO

CENÁRIO MACROECONÔMICO ENCONTRO BRADESCO-APIMEC CENÁRIO MACROECONÔMICO 20 DE AGOSTO DE 2015 FABIANA D ATRI Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos - DEPEC 2 Ambiente Internacional AMBIENTE INTERNACIONAL Fim do longo ciclo

Leia mais

PIB DO BRASIL (VARIAÇÃO ANUAL) FONTE: IBGE ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: BRADESCO

PIB DO BRASIL (VARIAÇÃO ANUAL) FONTE: IBGE ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: BRADESCO 1 PIB DO BRASIL (VARIAÇÃO ANUAL) 1984-2014 2 2 FONTE: IBGE ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: BRADESCO DESAFIOS DA ECONOMIA BRASILEIRA: DEMOGRAFIA, MERCADO DE TRABALHO E AMBIENTE EXTERNO 3 3 O BAIXO DESEMPREGO NO

Leia mais

Cenário macroeconômico

Cenário macroeconômico Cenário macroeconômico 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016* 2017* TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB DO MUNDO (SOMA DOS PIBs OBTIDA PELA PARIDADE DO PODER DE COMPRA) 1980 - Título 2011 FONTE: FMI. ELABORAÇÃO E

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO

CENÁRIO MACROECONÔMICO ENCONTRO BRADESCO-APIMEC CENÁRIO MACROECONÔMICO 26 DE NOVEMBRO DE 2015 FABIANA D ATRI Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos - DEPEC 1 Ambiente Internacional AMBIENTE INTERNACIONAL Fimdolongociclodecommodities.

Leia mais

AGOSTO DE Fabiana D Atri Economista Sênior do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos - DEPEC

AGOSTO DE Fabiana D Atri Economista Sênior do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos - DEPEC AGOSTO DE 2011 Fabiana D Atri Economista Sênior do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos - DEPEC TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB DO MUNDO (SOMA DOS PIBs OBTIDA PELA PARIDADE DO PODER DE COMPRA) 1980-2012

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO : DESAFIOS E OPORTUNIDADES

CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO : DESAFIOS E OPORTUNIDADES CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO 2014-2015: DESAFIOS E OPORTUNIDADES ABRIL, 2014 Fabiana D Atri Economista Sênior do Departamento de Pesquisas 1 e Estudos Econômicos - DEPEC 17/04/11 17/05/11 17/06/11

Leia mais

Minas Gerais. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Minas Gerais. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Minas Gerais Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO MINAS GERAIS 21,12 milhões* População 49,2% 50,8% Gênero 35,1 Minas Gerais 2017 2030 Idade média anos

Leia mais

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS TAXA DE JUROS DO TÍTULO DE 10 ANOS DO TESOURO AMERICANO 2006-2013. Fonte: Bloomberg ESTADOS UNIDOS: TAXAS DE JUROS DE 10 ANOS (% a.a.) 03/04/14

Leia mais

PIB DO BRASIL (VARIAÇÃO ANUAL) FONTE: IBGE ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: BRADESCO

PIB DO BRASIL (VARIAÇÃO ANUAL) FONTE: IBGE ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: BRADESCO 1 PIB DO BRASIL (VARIAÇÃO ANUAL) 1984-2014 2 2 FONTE: IBGE ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: BRADESCO DESAFIOS DA ECONOMIA BRASILEIRA: DEMOGRAFIA, MERCADO DE TRABALHO E AMBIENTE EXTERNO 3 3 O BAIXO DESEMPREGO NO

Leia mais

Distrito Federal. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Distrito Federal. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Distrito Federal Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO DISTRITO FEDERAL Distrito Federal 3,04 1,03 milhões* milhão* População Domicílios Classe B 7% Classes

Leia mais

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DISTRITO FEDERAL JULHO DE 2017

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DISTRITO FEDERAL JULHO DE 2017 DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DISTRITO FEDERAL JULHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 14/06/11 12/07/11 09/08/11 06/09/11 04/10/11 01/11/11 29/11/11 27/12/11 24/01/12 21/02/12 20/03/12 17/04/12 15/05/12 12/06/12 10/07/12 07/08/12 04/09/12

Leia mais

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS 21/02/14 14/03/14 04/04/14 25/04/14 16/05/14 06/06/14 27/06/14 18/07/14 08/08/14 29/08/14 19/09/14 10/10/14 31/10/14 21/11/14 12/12/14 02/01/15

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 23/09/11 21/10/11 18/11/11 16/12/11 13/01/12 10/02/12 09/03/12 06/04/12 04/05/12 01/06/12 29/06/12 27/07/12 24/08/12 21/09/12 19/10/12 16/11/12 14/12/12

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MINÉRIO DE FERRO JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MINÉRIO DE FERRO JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MINÉRIO DE FERRO JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

CRESCIMENTO DO PIB MUNDIAL (%)

CRESCIMENTO DO PIB MUNDIAL (%) 1 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 CRESCIMENTO DO PIB

Leia mais

CARNE AVÍCOLA JUNHO DE 2017

CARNE AVÍCOLA JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE AVÍCOLA JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

Pernambuco. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Pernambuco. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Pernambuco Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO PERNAMBUCO Pernambuco 9,47 3,02 milhões* milhões* População Domicílios Classe B 2% Classe C 38% Classe

Leia mais

MCM Consultores Associados

MCM Consultores Associados MCM Consultores Associados Junho - 2008 Economia Mundial Menos crescimento e mais inflação Inflação e Política Monetária em países que adotam regime de metas - I Países Índice Meta Banda CPI Mês Juros

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MINÉRIO DE FERRO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MINÉRIO DE FERRO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MINÉRIO DE FERRO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense. Florianópolis, 27 de fevereiro de 2015

Desempenho da Indústria Catarinense. Florianópolis, 27 de fevereiro de 2015 Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 27 de fevereiro de 2015 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2014 INDICADOR SANTA CATARINA % acumulado 2013/2012 % acumulado 2014/2013 BR %

Leia mais

PECUÁRIA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

PECUÁRIA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PECUÁRIA Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA PECUÁRIA o o Carne bovina O consumo doméstico de carne bovina registrou recuo nos dois últimos anos e ainda

Leia mais

Crescimento das vendas do varejo em junho indica estabilização do PIB à frente

Crescimento das vendas do varejo em junho indica estabilização do PIB à frente Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos 15 de agosto de 2017 Crescimento das vendas do varejo em junho indica estabilização do PIB à frente As vendas do varejo cresceram na passagem de maio para

Leia mais

Alagoas. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Alagoas. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Alagoas Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO ALAGOAS ALAGOAS 3,38 1,06 milhões* milhão* População Domicílios 47,8% 52,2% Gênero 30,7 35,7 2017 2030 Idade

Leia mais

Vendas no varejo continuaram em queda em abril

Vendas no varejo continuaram em queda em abril Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos 16 de junho de 2015 Vendas no varejo continuaram em queda em abril As vendas do restrito recuaram na passagem de março para abril, refletindo o desempenho

Leia mais

INDÚSTRIA. Dezembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

INDÚSTRIA. Dezembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA Dezembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA INDÚSTRIA A indústria está com os níveis de estoques mais ajustados e vem apontando melhora do nível de confiança

Leia mais

Bens de capital. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Bens de capital. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Bens de capital Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO BENS DE CAPITAL o o o Desempenho atual: elevação da produção industrial neste ano reflete, em grande medida,

Leia mais

COMÉRCIO VAREJISTA JUNHO DE 2017

COMÉRCIO VAREJISTA JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PNEUS E BORRACHA JUNHO DE 2017

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PNEUS E BORRACHA JUNHO DE 2017 DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PNEUS E BORRACHA JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

Brasil, conjuntura e perspectiva

Brasil, conjuntura e perspectiva Brasil, conjuntura e perspectiva Julho 2015 Rodolfo Margato Estrutura da Apresentação: 1) Conjuntura Macroeconômica; 2) Principais Oportunidades e Desafios para a Economia Brasileira. Cenário Internacional

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Secretaria de Comércio Exterior

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Secretaria de Comércio Exterior Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior O comércio exterior brasileiro e o desempenho do setor industrial Welber Barral Secretário SÃO PAULO (SP), 27

Leia mais

Retração do comércio varejista sugere que contração da atividade seguirá em curso na passagem do terceiro para quarto trimestre

Retração do comércio varejista sugere que contração da atividade seguirá em curso na passagem do terceiro para quarto trimestre Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos 10 de novembro de 2016 Retração do sugere que contração da atividade seguirá em curso na passagem do terceiro para quarto trimestre As vendas do restrito¹

Leia mais

Rentabilidade com Preservação de Capital. José Márcio Camargo. Opus Gestão de Recursos Admirável Mundo Novo. Abril 2011.

Rentabilidade com Preservação de Capital. José Márcio Camargo. Opus Gestão de Recursos Admirável Mundo Novo. Abril 2011. Rentabilidade com Preservação de Capital José Márcio Camargo Opus Gestão de Recursos Admirável Mundo Novo Abril 2011 Abril 2011 1 Admirável Mundo Novo 1. Taxas de juros reais negativas em todos os países

Leia mais

VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%)

VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%) PIB 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%) 7.5 7.0 5.0 3.0 1.0 4.4 1.4 3.1 1.1 5.8 3.2 4.0 6.1 5.1 3.9 1.9 3.0

Leia mais

Julho/2009 VOLATILIDADE CAMBIAL VOLATILIDADE CAMBIAL. Depecon / Derex

Julho/2009 VOLATILIDADE CAMBIAL VOLATILIDADE CAMBIAL. Depecon / Derex Julho/2009 VOLATILIDADE CAMBIAL VOLATILIDADE CAMBIAL Depecon / Derex 1 A importância da taxa de câmbio para a economia brasileira A taxa de câmbio é um dos principais preços da economia, pois: Determina

Leia mais

COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2016

COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

PIB BRASILEIRO (variação anual, %)

PIB BRASILEIRO (variação anual, %) PIB PIB BRASILEIRO (variação anual, %) 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 7.5 7.0 5.0 3.0 1.0 4.4 1.4 3.1 1.1 5.8 3.2 4.0 6.1 5.1 4.0 1.9 3.0

Leia mais

Henrique de Campos Meirelles Novembro de 2009

Henrique de Campos Meirelles Novembro de 2009 Perspectivas para a Economia Brasileira e o Setor da Construção Civil Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Como o Brasil Enfrentou a Crise 2 Diagnóstico Correto da Crise colapso do sistema internacional

Leia mais

Paraíba. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Paraíba. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Paraíba Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO PARAÍBA 4,03 milhões* População Paraíba 1,27 milhão* Domicílios Classe B 1% Classe C 44% Classe A 4% Classe

Leia mais

Agosto/2009 VOLATILIDADE CAMBIAL VOLATILIDADE CAMBIAL DEPECON / DEREX

Agosto/2009 VOLATILIDADE CAMBIAL VOLATILIDADE CAMBIAL DEPECON / DEREX Agosto/2009 VOLATILIDADE CAMBIAL VOLATILIDADE CAMBIAL DEPECON / DEREX 1 A importância da taxa de câmbio para a economia brasileira A taxa de câmbio é um dos principais preços da economia, pois: Determina

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense

Desempenho da Indústria Catarinense FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 20 de março de 2015 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2015 INDICADOR SANTA CATARINA

Leia mais

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Diretoria Adjunta de Análise e Disseminação de Informações Gerência de Indicadores Econômicos Em fevereiro de 2016, no acumulado de 12 meses,

Leia mais

EFEITOS DA TAXA DE CÂMBIO SOBRE A INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO

EFEITOS DA TAXA DE CÂMBIO SOBRE A INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO EFEITOS DA TAXA DE CÂMBIO SOBRE A INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO São Paulo, 06/Dez/2007 1 1 Entidades da Indústria vêem alertando sobre a gravidade da situação cambial Estudos Depecon-FIESP (www.fiesp.com.br)

Leia mais

Rondônia. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Rondônia. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Rondônia Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO RONDÔNIA Rondônia 1,81 milhão* 601,9 mil* População Domicílios Classe B 4% Classe A 3% Classe E 26% RO R$

Leia mais

Audiência Pública. Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal. Alexandre Tombini Presidente do Banco Central do Brasil.

Audiência Pública. Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal. Alexandre Tombini Presidente do Banco Central do Brasil. Audiência Pública Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal Alexandre Tombini Presidente do Banco Central do Brasil Abril de 2013 Sumário executivo A perspectiva para o cenário externo continua

Leia mais

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PNEUS E BORRACHA NOVEMBRO DE 2016

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PNEUS E BORRACHA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PNEUS E BORRACHA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

EM % Média : 3,8% Média : 2,7% FONTE: IBGE ELABORAÇÃO: BRADESCO

EM % Média : 3,8% Média : 2,7% FONTE: IBGE ELABORAÇÃO: BRADESCO PIB 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015* Fonte: IBGE e IPEA CRESCIMENTO Elaboração

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense

Desempenho da Indústria Catarinense FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 21 de Agosto de 2015 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2015 INDICADOR SANTA CATARINA

Leia mais

VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%)

VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%) PIB 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%) 9.0 8.0 7.6 7.0 6.0 5.0 4.0 3.0 2.0 1.0-1.0 4.4 1.3 3.1 1.2 5.7 3.1 4.0 6.0

Leia mais

GRUPO DE CONJUNTURA CAIO PRATES 29 MAI 2012

GRUPO DE CONJUNTURA CAIO PRATES 29 MAI 2012 GRUPO DE CONJUNTURA CAIO PRATES 29 MAI 2012 Tabela 1 - Projeções para 2011 e 2012 Mercado 2012 2013 PIB (%) 2,99 4,50 Indústria Geral (%) 1,58 4,20 IPCA (%) 5,17 5,60 Taxa Selic fim de ano 8,00 9,50 Taxa

Leia mais

Painel: O desempenho econômico brasileiro no cenário mundial

Painel: O desempenho econômico brasileiro no cenário mundial XIX Congresso Brasileiro de Economia Painel: O desempenho econômico brasileiro no cenário mundial Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda aclacerda@pucsp.br Bonito, 09 de Setembro de 2011. Page 1 Economia

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos BENS DE CAPITAL NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos BENS DE CAPITAL NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos BENS DE CAPITAL NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

CRESCIMENTO DO PIB BRASILEIRO

CRESCIMENTO DO PIB BRASILEIRO PIB 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015* Fonte: IBGE e IPEA CRESCIMENTO DO PIB

Leia mais

VAREJO. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

VAREJO. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos VAREJO Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DO VAREJO O comércio varejista já está apresentando retomada neste ano. Acomodação do mercado de trabalho aliada à

Leia mais

Piauí. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Piauí. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Piauí Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO PIAUÍ 3,22 milhão* População Piauí 961,43 mil* Domicílios Classe B 4% Classe C 41% Classe A 2% Classe D 21%

Leia mais

Calendário de Eventos Econômicos

Calendário de Eventos Econômicos Calendário de Eventos Econômicos Horário Eventos Previsão Comentários SegundaFeira 26/06 08:00 FGV: Sondagem do Consumidor (jun) 08:25 Bacen: Boletim Focus (semanal) 15:00 MDIC: Balança comercial (semanal)

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

MACROECONOMIA Fernando Honorato Barbosa

MACROECONOMIA Fernando Honorato Barbosa 1 MACROECONOMIA Fernando Honorato Barbosa 2 BRADESCO OPEN DAY CENÁRIO GLOBAL E DOMÉSTICO 2011-2012 UM MUNDO EM TRANSFORMAÇÃO E EM DESEQUILÍBRIO: OS EMERGENTES SÃO OS NOVOS ATORES BRASIL: AJUSTE MODERADO

Leia mais

Recuo das vendas do varejo em maio reforça nossa expectativa de contração do PIB no segundo trimestre

Recuo das vendas do varejo em maio reforça nossa expectativa de contração do PIB no segundo trimestre Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos 12 de julho de 2017 Recuo das vendas do varejo em maio reforça nossa expectativa de contração do PIB no segundo trimestre As vendas do varejo recuaram na

Leia mais

Ranking Mundial de Juros Reais Ago/13

Ranking Mundial de Juros Reais Ago/13 Ranking Mundial de Juros Reais Ago/13 O Ranking Mundial de Juros Reais é um comparativo entre as taxas praticadas em 40 países do mundo e os classifica conforme as taxas de juros nominais determinadas

Leia mais

Calendário de Eventos Econômicos

Calendário de Eventos Econômicos Calendário de Eventos Econômicos Horário Eventos Previsão Comentários SegundaFeira 11/01 FGV: IGPM (1ª prévia) (jan) 8:30 Bacen: Boletim Focus (semanal) 15:00 MDIC: Balança comercial (semanal) 21:50 Japão:

Leia mais

PECUÁRIA. Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

PECUÁRIA. Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PECUÁRIA Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA PECUÁRIA o o Carne bovina O consumo doméstico de carne bovina registrou recuo nos dois últimos anos e continuou

Leia mais

Sergipe. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Sergipe. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Sergipe Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO SERGIPE Sergipe 2,29 milhões* 715,2 mil* População Domicílios 48,2% 51,8% Gênero 31,4 36,0 2017 2030 Idade

Leia mais

Calendário de Eventos Econômicos

Calendário de Eventos Econômicos Calendário de Eventos Econômicos Horário Eventos Previsão Comentários Segunda-Feira - 08/12 08:00 FGV: IPC-S (semanal) 08:30 Bacen: Boletim Focus (semanal) 15:00 MDIC: Balança comercial (semanal) 05:00

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA FOCUS RELATÓRIO DE MERCADO

ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA FOCUS RELATÓRIO DE MERCADO Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA FOCUS RELATÓRIO DE MERCADO 2 de setembro de 2016 Equipe Técnica Octavio de Barros - Diretor de Pesquisas e Estudos Econômicos Fernando

Leia mais

Movimento Secular versus Bolha Pedro Bastos, CEO HSBC Global Asset Management - Brasil

Movimento Secular versus Bolha Pedro Bastos, CEO HSBC Global Asset Management - Brasil Setembro de 2008 Movimento Secular versus Bolha Pedro Bastos, CEO HSBC Global Asset Management - Brasil Global Asset Management 1 Conteúdo Integração entre Brasil e Ásia Redução do Home Bias e seus efeitos

Leia mais

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS A INDÚSTRIA EM NÚMEROS Dezembro/2017 1. Desempenho conjuntural da indústria Principais indicadores da indústria Variável Out17/Set17 (%) dessaz. Out17/Out16 (%) Taxa acumulada nos últimos 12 meses; até

Leia mais

Varejo restrito acumulou queda de 6,2% em 2016

Varejo restrito acumulou queda de 6,2% em 2016 Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos 14 de fevereiro de 2017 Varejo restrito acumulou queda de 6,2% em 2016 As vendas reais do restrito¹ recuaram 2,1% entre novembro e dezembro, descontados os

Leia mais

Calendário de Eventos Econômicos

Calendário de Eventos Econômicos Calendário de Eventos Econômicos Horário Eventos Previsão Comentários Segunda-Feira - 21/08 15:00 MDIC: Balança comercial (semanal) EUA: Índice de atividade CFNAI Terça-Feira - 22/08 08:00 FGV: Sondagem

Leia mais

MB ASSOCIADOS. A agenda econômica internacional do Brasil. CINDES Rio de Janeiro 10 de junho de 2011

MB ASSOCIADOS. A agenda econômica internacional do Brasil. CINDES Rio de Janeiro 10 de junho de 2011 MB ASSOCIADOS A agenda econômica internacional do Brasil CINDES Rio de Janeiro 10 de junho de 2011 1 Cenário base 2011 2014 Crescimento mundial deverá ser da ordem de 4,0% a.a. Os países do G7 devem crescer

Leia mais

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS A INDÚSTRIA EM NÚMEROS Junho/2017 1. Desempenho conjuntural da indústria Principais indicadores da indústria Variável Abr17/Mar17 (%) dessaz. Abr17/Abr16 (%) Taxa acumulada nos últimos 12 meses; até abril

Leia mais

Calendário de Eventos Econômicos

Calendário de Eventos Econômicos Calendário de Eventos Econômicos Horário Eventos Previsão Comentários SegundaFeira 15/08 08:25 Bacen: Boletim Focus (semanal) 15:00 MDIC: Balança comercial (semanal) 01:30 Japão: Produção industrial (jun)

Leia mais

Calendário de Eventos Econômicos

Calendário de Eventos Econômicos Calendário de Eventos Econômicos Horário Eventos Previsão Comentários SegundaFeira 25/04 08:00 FGV: IPCS (semanal) 08:00 FGV: Sondagem da Indústria (abr) preliminar 08:25 Bacen: Boletim Focus (semanal)

Leia mais

Índices de Preços. Em 12

Índices de Preços. Em 12 Indicadores econômicos Índices de Preços IPC/FIPE IPCA Período Em 12 Em 12 Mensal No ano Mensal No ano meses meses Jan. 0,52 0,52 4,27 0,54 0,54 4,56 Fev. 0,19 0,71 4,12 0,49 1,03 4,61 Mar. 0,31 1,02 4,33

Leia mais

Calendário de Eventos Econômicos

Calendário de Eventos Econômicos Calendário de Eventos Econômicos Horário Eventos Previsão Comentários SegundaFeira 10/07 08:00 FGV: IPCS (semanal) 08:25 Bacen: Boletim Focus (semanal) 15:00 MDIC: Balança comercial (semanal) 03:00 Alemanha:

Leia mais

Perspectivas econômicas

Perspectivas econômicas Perspectivas econômicas 5º seminário Abecip Ilan Goldfajn Economista-chefe e Sócio Itaú Unibanco Maio, 2015 2 Roteiro Recuperação em curso nas economias desenvolvidas. O Fed vem adiando o início do ciclo

Leia mais

Índices de Preços. Em 12

Índices de Preços. Em 12 Indicadores econômicos Índices de Preços IPC/FIPE IPCA Período Em 12 Em 12 Mensal No ano Mensal No ano meses meses Jan. 0,46 0,46 6,27 0,48 0,48 5,84 Fev. 0,27 0,73 5,52 0,55 1,03 5,90 Mar. 0,40 1,14 6,28

Leia mais

Brasil, conjuntura e perspectiva

Brasil, conjuntura e perspectiva Brasil, conjuntura e perspectiva Fevereiro de 2016 Rodolfo Margato rodolfo.silva@santander.com.br Área de Pesquisa Macroeconômica Santander Brasil Estrutura da Apresentação: 1) Conjuntura Macroeconômica

Leia mais

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS A INDÚSTRIA EM NÚMEROS Fevereiro/2017 1. Desempenho conjuntural da indústria Principais indicadores da indústria Variável Dez16/Nov16 (%) dessaz. Dez16/Dez15 (%) Taxa acumulada nos últimos 12 meses; até

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DADOS GERAIS DO ESTADO DO MATO GROSSO Total Part % Brasil Part % Região Área Total - km² 903.386 10,63% 56,24% População

Leia mais

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS A INDÚSTRIA EM NÚMEROS Dezembro/2016 1. Desempenho conjuntural da indústria Principais indicadores da indústria Variável Out16/Set16 (%) dessaz. Out16/Out15 (%) Taxa acumulada nos últimos 12 meses; até

Leia mais

Calendário de Eventos Econômicos

Calendário de Eventos Econômicos Calendário de Eventos Econômicos Horário Eventos Previsão Comentários SegundaFeira 13/02 08:25 Bacen: Boletim Focus (semanal) 15:00 MDIC: Balança comercial (semanal) 23:30 China: Índice de preços ao consumidor

Leia mais

meses Maio 1,23 2,82 5,41 0,79 2,88 5,58 Jun. 0,96 3,81 5,84 0,74 3,64 6,06 Jul. 0,45 4,27 6,03 0,53 4,19 6,

meses Maio 1,23 2,82 5,41 0,79 2,88 5,58 Jun. 0,96 3,81 5,84 0,74 3,64 6,06 Jul. 0,45 4,27 6,03 0,53 4,19 6, Indicadores econômicos Índices de Preços IPC/FIPE IPCA Período Em 12 Em 12 Mensal No ano Mensal No ano meses meses Maio 1,23 2,82 5,41 0,79 2,88 5,58 Jun. 0,96 3,81 5,84 0,74 3,64 6,06 Jul. 0,45 4,27 6,03

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense

Desempenho da Indústria Catarinense FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 28 de março de 2016 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2016 INDICADOR SANTA CATARINA

Leia mais

Calendário de Eventos Econômicos

Calendário de Eventos Econômicos Calendário de Eventos Econômicos Horário Eventos Previsão Comentários SegundaFeira 29/08 08:00 FGV: Sondagem da Indústria final 08:00 FGV: Sondagem de Serviços 08:25 Bacen: Boletim Focus (semanal) 15:00

Leia mais

Balanço Anual 2016 e Perspectivas Coletiva de Imprensa 06/02/2017

Balanço Anual 2016 e Perspectivas Coletiva de Imprensa 06/02/2017 Balanço Anual 2016 e Perspectivas 2017 Coletiva de Imprensa 06/02/2017 O PANO DE FUNDO INTERNACIONAL: PIB TRIMESTRAL Comparativo Internacional (Variação % em volume em relação aos 4 trimestres imediatamente

Leia mais

Depois do pesadelo. Luís Paulo Rosenberg

Depois do pesadelo. Luís Paulo Rosenberg Depois do pesadelo Luís Paulo Rosenberg 25.11.2008 O Velho Mundo Valor de mercado dos bancos minguando 300 250 200 150 100 50 0 255 36,5 216 115 165 140 116 116 100 43 61 44 Citigroup Bank of America JP

Leia mais