CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO O DE DEFESA DO CONSUMIDOR. 06 de maio de 2009 DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO. Denatran. Ministério Das Cidades

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO O DE DEFESA DO CONSUMIDOR. 06 de maio de 2009 DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO. Denatran. Ministério Das Cidades"

Transcrição

1 CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO O DE DEFESA DO CONSUMIDOR 06 de maio de 2009 DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO

2 LACRES PORTARIA DENATRAN Nº N 272/07

3 PORTARIA DENATRAN Nº N 272 DE 21 DE DEZEMBRO DE 2007 Estabelece normas e especificações sobre as características físicas, durabilidade e qualidade dos lacres a serem aplicados sobre as placas de identifica dos veículos, bem como definir as funcionalidades de um sistema de informações para registro e armazenamento destes lacres.

4 PORTARIA DENATRAN Nº N 272/07 Objetivos disciplinar os requisitos técnicos de resistência,durabilidade e demais especificações de qualidade de uso e emprego dos lacres de placas de identifica de veículos, bem como a necessidade de identificar a origem de fabrica, distribui, aplica, fiscaliza e descarte dos mesmos através de uma identifica numérica única a cada lacre como forma de controle; necessidade de cadastrar no Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM) os lacres aplicados nas placas de veículos automotores, agregando maior segurança e reduzindo, ainda mais, a possibilidade de fraude; necessidade de disciplinar as rotinas e os meios de armazenamento, guarda, propriedade e a disponibiliza dos dados das informações dos lacres e da lacra, como meio de certifica do RENAVAM.

5 PORTARIA DENATRAN Nº N 272/07 Características Principais dos Lacres deverão conter, além da personaliza moldada em alto relevo da sigla DETRAN seguida da UF, uma codifica numérica seqüencial composta de nove dígitos numéricos e um dígito verificador gravados a laser ou estampado, de modo indelével, garantindo, a partir destas duas informações, a unicidade do lacre e seu controle; fica permitida a utiliza de cor diversa para cada DETRAN; a informa da codifica dos lacres estará disponível no RENAVAM, segundo especificações técnicas do sistema disponibilizadas aos órgãos executivos de trânsito dos Estados e do Distrito Federal pela Coordena Geral de Informatiza e Estatística do DENATRAN

6 PORTARIA DENATRAN Nº N 272/07 Utiliza dos Lacres será obrigatória a partir de 01 de julho de 2008 nas seguintes condições: veículos novos, quando do primeiro registro e emplacamento; veículos registrados, quando da mudança de propriedade ou município; nos serviços em que seja necessária a realiza de vistoria. para os demais casos, cada DETRAN deverá estabelecer um cronograma próprio de substitui dos lacres, não excedendo à 31/12/2011; a substitui de lacres danificados ou quebrados dar-se-á no DETRAN de registro do veículo, mediante realiza de vistoria ou, em caso de dúvida ou dificuldade de identifica do veículo, deverá ser exigida perícia técnica; veículo em trânsito, em unidade da federa diferente da de seu registro, poderá ser lacrado pelo órgão executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal da unidade da federa em que se encontra, mediante perícia técnica, sendo o ato notificado ao Coordenador do RENAVAM do DETRAN de registro do veículo.

7 PORTARIA DENATRAN Nº N 272/07 Fabrica dos Lacres os lacres, para serem aplicados nas placas de identifica de veículos, deverão ser fabricados por empresas credenciada no DENATRAN; empresa fabricante deverá dispor de sistema informatizado que controle todas as etapas de fabrica, venda, distribui, aplica, registro de aplica com respectiva armazenagem dos dados de identifica dos lacres pelo período mínimo de 7 (sete) anos, para controle e rastreabilidade dos lacres e informações da lacra; o credenciamento junto ao DENATRAN terá validade de 5 anos, quando poderá ser renovada, desde que comprovadas as condições estabelecidas na Portaria nº 272/07; o DENATRAN poderá cancelar a inscri a qualquer momento, quando comprovado que a empresa inscrita deixou de cumprir com as exigências da Portaria nº 272/07.

8 PORTARIA DENATRAN Nº N 272/07 Rastreabilidade dos Lacres os órgãos executivos de trânsito dos Estados ou do Distrito Federal que detiverem tecnologia de desenvolvimento de sistema poderão adequar suas aplicações locais para garantir a rastreabilidade do lacre, respeitados os padrões definidos na Portaria nº 272/07; independente da forma de rastreamento do lacre, via sistema da empresa fornecedora homologada ou em sistema próprio do DETRAN, a identifica do lacre deverá ser cadastrada no RENAVAM conforme especificações técnicas do Manual do Usuário.

9 PORTARIA DENATRAN Nº N 272/07 Empresas Credenciadas pelo DENATRAN PORTARIA Nº N 43/2008, de 20 de maio de 2008 ELC Produtos de Segurança Industria e Comércio Ltda., com sede na Estrada Prefeito Antonio da Cruz Barros, 693 Limoeiro Paraíba do Sul RJ. PORTARIA Nº N 10/2009, de 15 de janeiro de 2009 BRASIL TRAN Indústria de Lacres Ltda EPP, com sede a Rua Joinville, nº 507 Vila Nova Blumenau SC. PORTARIA Nº N 11/2009, de 16 de janeiro de 2009 Transportation Safety & Security, Comércio, Importa e Exporta Ltda, com sede na Avenida Nove de Julho, nº 515, Poá/SP.

10 DENATRAN SIMRAV Maio 2009

11 Referências LEI COMPLEMENTAR Nº N 121, DE 9 DE FEVEREIRO DE 2006 Cria o Sistema Nacional de Preven, Fiscaliza e Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas e dá outras providências. RESOLUÇAO Nº. N. 245 DE 27 DE JULHO DE 2007 Dispõe sobre a instala de equipamento obrigatório,denominado antifurto, nos veículos novos saídos de fábrica, nacionais e estrangeiros. PORTARIA Nº N 47 /07 e PORTARIA Nº N 102 /08 Art. 1º Definir na forma do Anexo desta Portaria, as especificações, as características e as condições de funcionamento e opera do dispositivo antifurto e do sistema de rastreamento de que trata a Resolu CONTRAN nº 245/2007.

12 SIMRAV Referências - Tecnologia LEI COMPLEMENTAR Nº N 121, DE 9 DE FEVEREIRO DE 2006 Art. 2 o Fica instituído, no âmbito do Poder Executivo, o Sistema Nacional de Prevençã, Fiscalizaçã o e Repressão o ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas, com os seguintes objetivos: II - gerar e implementar mecanismos de cooperaçã o entre a União, os Estados e o Distrito Federal, para o desenvolvimento de açõa ções conjuntas de combate ao furto e roubo de veículos e cargas, com a participaçã o dos respectivos órgãos de segurança a e fazendários; VI - empreender a modernizaçã o e a adequaçã o tecnológica dos equipamentos e procedimentos empregados nas atividades de prevençã, fiscalizaçã o e repressão o ao furto e roubo de veículos e cargas; VIII - organizar, operar e manter sistema de informaçõ ções para o conjunto dos órgãos integrantes do Sistema, nos seus diferentes níveis n de atuaçã ;

13 Premissas do Projeto A ativaçã o da funçã o de rastreamento do DISPOSITIVO ANTIFURTO é opcional. Não é possível o acesso às s informaçõ ções do veículo sem a comprovada autorizaçã o do cliente através s de contrato de prestaçã o de serviços e apresentaçã o de todos os documentos do veículo e pessoais. Quando autorizado pelo cliente, o acesso as informaçõ ções do veículo será protegido por chaves de acesso e somente poderão o acessadas pelo prestador de serviço o selecionado. Todo o procedimento de ativaçã o do DISPOSITIVO ANTIFURTO será feito de forma remota (OTA), sem acesso físico f ao dispositivo, de forma segura e coordenado pelo DENATRAN. O equipamento antifurto somente poderá ser configurado para comunicaçã sem fio pelo DENATRAN através s de infraestrutura própria pria e com o uso de chaves eletrônicas de segurança. a.

14 Premissas do Projeto O equipamento antifurto não n o possui OPERADORA CELULAR pré- selecionada e associada ao mesmo. Não N o há h desta forma meio de acesso ao equipamento ou localizaçã o do veículo pois não n o existe um númeron telefônico associado. Não N o existe também m qualquer emissão o de sinal de RF que permita a localizaçã o do veículo. Esta soluçã o foi desenvolvida pelo DENATRAN, OPERADORAS CELULAR, Fabricantes de SIM Cards e pelas MONTADORAS DE VEÍCULOS e aprovada pela ANATEL Quando o cliente decidir, o dispositivo poderá ser ativado na rede de qualquer OPERADORA CELULAR participante do sistema. O Cliente poderá solicitar a troca de OPERADORA CELULAR a qualquer momento. A remoçã o do dispositivo impede o funcionamento do Veiculo Automotor.

15 Premissas do projeto Custo total de aquisiçã o de veículos Veículo + Seguro ou proteçã o do veículo Acesso ao mercado de seguros Novos modelos de negócio devido a reduçã o do risco associado (Seguro e ou financiamento) Performance dos equipamentos antifurto instalados nos veículos Estatísticas sticas de roubos e furtos de veículos e a introduçã o de tecnologias. SISTEMA NACIONAL... Comunicaçã Inteligência ncia Embarcada Inteligência ncia Embarcada Localizaçã Com Comunicaçã

16 SIMRAV - Diagrama do Sistema CENTRAL DE GERENCIAMENTO RENAJUD Ferramenta eletrônica que interliga o Poder Judiciário e o DENATRAN, possibilitando consultas e o envio, em tempo real, de ordens judiciais eletrônicas PROVEDORES DE SERVIÇOS DE MONITORAMENTO E RASTREAMENTO - TIV Sigilo da informa do cliente baseado na ISO27001 OPERADORAS DE TELEFONIA CELULAR - SMP SIM CARD Equipamento Antifurto MONTADORAS DE VEÍCULOS

17 Solicitaçã o de SIMCARD e Geraçã o de Chaves de Acesso Montadora de Veículos 1. Solicita equipamentos antifurto 7. Entrega antifurto as montadoras 6. Envia os SIM CARDS ao fabricante do antifurto Fabricante SIM 5. Informa ao DENATRAN os dados gravados no SIM CARD. Fabricante do antifurto 4. O DENATRAN solicita fabrica com SIMRAV ID e ICCID 8. DENATRAN registra SIMRAV ID e ICCID 2. Solicita a fabrica do SIM CARD DENATRAN HLR/AuC SS7 MAP OTA Server HTTP BackOffice 3. DENATRAN gera SIMRAV ID e ICCID

18 SIMRAV ID e ICCID O SIMRAV ID é um número n gerado pelo DENATRAN e conhecido por todos. É utilizado pelas montadoras de veículos no pré-cadastro dos veículos novos MII CMC GAC CMI EMI Data X X X X X X X X X C MII - Identificaçã o do Segmento da Indústria CMC - Montadoras de Veículos GAC - Aplicaçã CMI - Fabricante de SIM Card EMI - Fabricante de equipamento antifurto Data - Mês M s e ano de fabricaçã o do SIM Card X..X.X - Número N SIMRAV C - Digito Verificador SIMRAV ID RENAVAM ICCID, VIN, etc. O ICCID é o número n único de identificaçã o do SIM Card (definido pelos órgãos de telecomunicaçõ ções ). Este número n é gerado pelo DENATRAN sob licença a da ANATEL e não n é divulgado. A relaçã o entre o SIMRAV ID e o ICCID só s é conhecida pelo sistema do DENATRAN O acesso ao ICCID e a associaçã o ao veículo só s pode ser feita pelo DENATRAN

19 O SIM CARD SIM245 SIM SIM SIMRAV ID ICCID DENATRAN Operadora A Operadora B Operadora C Chaves de encriptaçã Aplicaçã DENATRAN 245 O SIM245 instalado no equipamento antifurto não n o possui número n de acesso nem está associado a uma operadora de telefonia celular (*) O SIM245 sai de fabrica configurado para a posiçã o DENATRAN que não n o transmite dados ou sinais de radio freqüê üência detectáveis por limitaçõ ções técnicas t e regras da ANATEL Sempre que o SIM245 retornar a posiçã o DENATRAN, todo o conteúdo de dados do equipamento antifurto será limpo, retornando a configuraçã o original de fábrica. f (Exemplo: Compra de veículo novo ou usado na solicitaçã de ativaçã do serviço) (*) Equivalente a um telefone celular sem o SIM Card instalado

20 SIM 245 Testes SERVIÇO POWER LIMITADO ON BUSCANDO DENATRAN REDE 2. Registro OK Operadoras Provedores de Serviço Operadora reconhece usuário como registrado no DENATRAN e desvia solicita de registro. 1. Busca Registro DENATRAN SS7 MAP HTTP HLR/AuC OTA Server BackOffice

21 SIM 245 Funcionamento Inicial DENATRAN SERVIÇO POWER LIMITADO ON BUSCANDO DENATRANREDE Operadora A Operadora B Operadora C Não é possível o acesso ao veículo com a chave na posiçã o DENATRAN 1. Busca Registro DENATRAN Operadoras 2. Registro Negado A chave na posiçã DENATRAN limpa todos os dados do equipamento antifurto. Condiçã o original de fábrica SS7 MAP HTTP HLR/AuC OTA Server BackOffice

22 O Veículo e o equipamento antifurto O SIM245 instalado nos veículos não n o permite o acesso ou detecçã o de sinais de RF pois não n o possuem identificaçã o na rede celular das operadoras O equipamento antifurto sai de fabrica sem configuraçã o de prestadores de serviços. Esta configuraçã o só s pode ser feita com a presença a de uma operadora de telefonia celular e de uma chave de acesso que tem que ser solicitada ao DENATRAN. O fabricante do equipamento não n o conhece em que veículo o seu equipamento foi instalado.

23 O Veículo e o equipamento antifurto O montadora de veículos não n o possui nenhum tipo de informaçã o sobre o ICCID e nem sobre as chaves de acesso ao equipamento. A identificaçã o do SIM245 associado ao veículo só s pode ser feita pelos sistemas do DENATRAN O DENATRAN não n o possui infraestrutura de monitoramento e ou rastreamento. A geraçã o das chaves de acesso só s tem validade quando associadas a um provedor de serviços. O DENATRAN não n o tem como enviar ou receber dados de veículos.

24 Equipamento antifurto (Sem autorizaçã de prestaçã de serviços de localizaçã ) Módulo de Recepçã Satelite (GPS) Módulo de Comunicaçã Bi-direcional SIM245 SIM245 Módulo de Gerenciament o e Bloqueio Módulo de Bateria Auxiliar O O equipamento antifurto é produzido em uma única peça a (todo os módulos m são s o controlados e gerenciados por um único processador) com funçõ ções de bloqueio e rastreamento completamente separadas e com garantia de ativaçã o somente quando expressamente autorizado. Não o existem dois dispositivos de segurança a e sim um equipamento único de segurança, com um único processador que disponibiliza através s de seu programa armazenado ( Firmware )) as facilidades de bloqueio e posicionamento de veículos, é importante ressaltar de que a venda casada não n o se configura e que não n o existem beneficiários da integraçã o desta tecnologia visto que é o usuário que opta pelo serviço o ou não. n

25 Equipamento antifurto (Sem autorizaçã de prestaçã de serviços de localizaçã ) Módulo de Recepçã Satélite (GPS) Módulo de Comunicaçã Bi-direcional Módulo de Gerenciament o e Bloqueio Módulo de Bateria Auxiliar A A exigência de todos os módulos m estarem testados e funcionais somente representa a garantia ao usuário de que quando necessário, todos poderão o operar conforme especificado. Os módulos m estarem funcionais não n o quer dizer ativos. (Ex. o Módulo M de recepçã o satélite pode estar logicamente desligado antes da ativaçã o do sistema. ) Cabe esclarecer que a exigência de todas as suas funçõ ções testadas e funcionais tem como base a resoluçã o do CONTRAN n n 14/1998 que estabelece em seu artigo 1 1 que todos os equipamentos obrigatórios rios devem sair de fábrica f funcionais Exemplo: Extintor de incêndio ndio

26 Equipamento antifurto (Sem autorizaçã de prestaçã de serviços de localizaçã ) Módulo de Recepçã Satelite (GPS) Módulo de Comunicaçã Bi-direcional SIM245 SIM245 Módulo de Gerenciament o e Bloqueio Módulo de Bateria Auxiliar As 200 posiçõ ções mencionadas na documentaçã o do DENATRAN representa o número n mínimo m de posiçõ ções que o equipamento deve armazenar quando tiver o serviço o contratado. Podem ser reprogramadas e ou eliminadas por solicitaçã o do usuário. Quando desligado, o módulo m de Recepçã o Satélite nãon armazena nenhuma informaçã.. (O mercado trabalha com até posiçõ ções) O O processo de ativaçã é extremamente seguro e a autorizaçã o segue padrões rígidos r de segurança. a. (Cadastro, exigência de documentaçã o com a presença a do solicitante, etc.

27 Equipamento antifurto - Arquitetura Caixa Do Equipamento Módulo Recepçã Satélite GPS Módulo Comunicaçã Bi-direcional Processador único com programa armazenado Equipamento único Módulo Gerenciamento e bloqueio Módulo De Bateria Auxiliar Memórias Conector Placa De Circuito Impresso

28 Equipamento antifurto - Arquitetura Equipamento dividido Funçã o Rastreamento Separada Módulo de Recepçã o Satélite (GPS) Módulo Comunicaçã Bi-direcional Módulo Módulo Gerenciamento De e bloqueio Bateria Auxiliar O O custo do equipamento se dividido seria aumentado em muitas vezes pela duplicaçã o de componentes de custos importantes para o consumidor: Conexão o ao veículo; Local de instalaçã o no veículo; Caixa do equipamento; Placa de circuito Impresso; Processador; Cristal; Conectores; Memórias entre outros.

29 Empresas TIV e Geraçã o de Chaves de Acesso Proprietário do Veículo 2.Entrega Documenta a TIV. Empresa TIV CRL V CRL V Usuário apresenta documenta do veículo e pessoal e assina autoriza de presta de serviço. 5. Envia Chave de Acesso a TIV 3.Solicita registro ao DENATRAN e informa a Operadora de telefonia Celular selecionada 7. DENATRAN associa SIMRAV ID e ICCID a TIV que selecionou registro 6.DENATRAN Registra a TIV, a chave de acesso entregue e operadora de telefonia celular selecionada DENATRAN HLR/AuC SS7 MAP OTA Server HTTP BackOffice RENAVAM 4. DENATRAN verifica informações e se OK envia chave de acesso a TIV

30 SIM Ativaçã o do serviço o a Operadora Celular DENATRAN SERVIÇO LIMITADO ATIVO OPERADORA DENATRAN Operadora A Operadora B OPERADORA Operadora C C Provedores de Serviço SS7 MAP Operadoras 1. Ativa com a chave de acesso fornecida pelo DENATRAN 6. Atualiza SIM CARD DENATRAN SS7 MAP 5. Envia Atualiza para rede identificada 2. Informações de aprovisionamento e interface com o CRM. 4. Consulta o 3. Inicia HLR/AuC OTA Server BackOffice HLR Atualiza SS7 MAP HTTP

31 Equipamento Antifurto - Ativaçã o da TIV após s habilitaçã DENATRAN SERVIÇO ATIVO OPERADORA Operadora A Operadora B OPERADORA C 3. O dispositivo anti-furto só pode enviar informações à TIV programada. Provedores de Serviço 2. Equipamento antifurto recebe SMS e compara chave de acesso com a calculada internamente. Se OK configura comunica para a TIV. Operadoras 1. A empresa TIV envia SMS para o equipamento antifurto com a chave de acesso recebida do DENATRAN e sua configura de acesso. DENATRAN SS7 MAP HTTP HLR/AuC OTA Server BackOffice

32 Equipamento Antifurto Funcionamento após s habilitaçã DENATRAN SERVIÇO ATIVO OPERADORA Operadora A Operadora B OPERADORA C 3. O dispositivo antifurto pode enviar informações a empresa TIV. Provedores de Serviço 2.As informações são enviadas pelo dispositivo antifurto. Operadoras 1. A empresa TIV mantém conexão ativa com equipamento antifurto e solicita e ou recebe informações DENATRAN SS7 MAP HTTP HLR/AuC OTA Server BackOffice

33 SIM Desativaçã o do Serviço Operadora A DENATRAN Operadora B OPERADORA Operadora CC SERVIÇO LIMITADO ATIVO OPERADORA DENATRAN A chave na posiçã DENATRAN limpa todos os dados do equipamento antifurto. Condiçã o original de fábrica Provedores de Serviço 5. Atualiza SIM (SMS) 4. Envia Atualiza para rede identificada DENATRAN SS7 MAP Operadoras SS7 MAP/SMPP 1. Desativa 2. Informações de aprovisionamento HTTP HTTP HLR/AuC OTA Server 3. Inicia Atualiza BackOffice SS7 MAP HTTP

34 SIMRAV - Processo Completo Fabricante do SIM BackOffice RENAVAM TIV s Fabricantes do Rastreador BackOffice BackOffice BackOffice DENATRAN HLR/AuC OTA Server BackOffice Infraestrutura de apoio a Resolu 245 OPERADORAS STP/MSC/VLR HLR/AuC BackOffice OPERADORAS STP/MSC/VLR HLR/AuC BackOffice Sim245 (Applet SIM245)

35 Equipamento antifurto - Conclusão O Equipamento antifurto especificado pelo DENATRAN não n o permite o acesso indevido ao mesmo. O monitoramento e ou rastreamento de um veículo só s é possível com a expressa autorizaçã o do proprietário rio do mesmo. Todos os prestadores de serviços serão o homologados e auditados pelo DENATRAN para garantir a qualidade do serviço o e proteçã o a informaçã dos usuários que optarem pelo serviço.

36 Equipamento antifurto - Conclusão A especificaçã o final do equipamento antifurto assim como todos os mecanismos de segurança a definidos, contaram com a colaboraçã o de mais de 150 profissionais das áreas de tecnologia. Este trabalho foi feito através s da formaçã o por parte do DENATRAN de quatro grupos de trabalho coordenados por profissionais das MONTADORAS VEÍCULOS e teve seu conteúdo divulgado pelos respectivos coordenadores em evento público no IPT- SP com a participaçã o de 152 profissionais técnicost envolvidos no projeto.

37 Obrigado

Resolução 245 do DENATRAN

Resolução 245 do DENATRAN Resolução 245 do Cenário Atual sobre rastreamento e monitoramento de veículos Julho 2009 Referências LEI COMPLEMENTAR Nº 121, DE 9 DE FEVEREIRO DE 2006 Cria o Sistema Nacional de Prevenção, Fiscalização

Leia mais

PORTARIA Nº 102, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008

PORTARIA Nº 102, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008 PORTARIA Nº 102, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 19, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro

Leia mais

SIMRAV Sistema integrado de monitoramento e registro automático de veículos.

SIMRAV Sistema integrado de monitoramento e registro automático de veículos. SIMRAV Sistema integrado de monitoramento e registro automático de veículos. Oportunidades de negócios. Benefícios. Conflitos de interesses. Ameaças. Status atual F. WANDERLEY SIGALI 27 JUNHO 2012 1 Tópicos

Leia mais

PORTARIA Nº 47 DE 20 DE AGOSTO DE 2007

PORTARIA Nº 47 DE 20 DE AGOSTO DE 2007 PORTARIA Nº 47 DE 20 DE AGOSTO DE 2007 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 19, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro

Leia mais

PORTARIA N 1279, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010

PORTARIA N 1279, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010 PORTARIA N 1279, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 19 da Lei nº. 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu

Leia mais

PORTARIA N 129, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008

PORTARIA N 129, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 PORTARIA N 129, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 19, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro

Leia mais

PORTARIA Nº 253, DE 22 DE JULHO DE 2009

PORTARIA Nº 253, DE 22 DE JULHO DE 2009 PORTARIA Nº 253, DE 22 DE JULHO DE 2009 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições legais, e, por força de decisão judicial proferida liminarmente nos autos da Ação

Leia mais

GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR

GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR O GT GPRS é um equipamento wireless que executa a função de recepção e transmissão de dados e voz. Está conectado à rede de telefonia celular GSM/GPRS, para bloqueio

Leia mais

RESOLUÇAO 212, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2006, DO CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO CONTRAN Dispõe sobre a implantação do Sistema de Identificação Automática

RESOLUÇAO 212, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2006, DO CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO CONTRAN Dispõe sobre a implantação do Sistema de Identificação Automática RESOLUÇAO 212, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2006, DO CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO CONTRAN Dispõe sobre a implantação do Sistema de Identificação Automática de Veículos SINIAV em todo o território nacional. O

Leia mais

PORTARIA Nº 272 DE 21 DE DEZEMBRO DE 2007

PORTARIA Nº 272 DE 21 DE DEZEMBRO DE 2007 PORTARIA Nº 272 DE 21 DE DEZEMBRO DE 2007 O Diretor do Departamento Nacional de Trânsito DENATRAN, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 19, inciso I da Lei n 9.503, de 23 de setembro

Leia mais

EQUIPAMENTO ANTIFURTO OBRIGATÓRIO & SIMRAV DENATRAN (Sistema Integrado de Monitoramento e Registro Automático de Veículos)

EQUIPAMENTO ANTIFURTO OBRIGATÓRIO & SIMRAV DENATRAN (Sistema Integrado de Monitoramento e Registro Automático de Veículos) EQUIPAMENTO ANTIFURTO OBRIGATÓRIO & SIMRAV DENATRAN (Sistema Integrado de Monitoramento e Registro Automático de Veículos) Por Evaldir Negrelli RTA Renault Technology America Electrical and Electronic

Leia mais

PORTARIA Nº 902, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011

PORTARIA Nº 902, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 PORTARIA Nº 902, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 19, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro

Leia mais

GUIA DE APOIO AO USUARIO

GUIA DE APOIO AO USUARIO GUIA DE APOIO AO USUARIO CONTEÚDO DE OLHO EM SEU PATRIMÔNIO... 3 1 - APRESENTAÇÃO... 4 2 - COMO PROCEDER DIANTE DA OCORRÊNCIA... 4 3 - INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 5 4 - FIQUE ATENTO... 6 5 - DUVIDAS FREQUENTES...

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

SECRETARIA EXECUTIVA DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO PORTARIA No- 431, DE 21 DE JULHO DE 2010 Estabelece procedimentos para a prestação de serviços

SECRETARIA EXECUTIVA DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO PORTARIA No- 431, DE 21 DE JULHO DE 2010 Estabelece procedimentos para a prestação de serviços SECRETARIA EXECUTIVA DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO PORTARIA No- 431, DE 21 DE JULHO DE 2010 Estabelece procedimentos para a prestação de serviços por Empresas Credenciadas para Vistoria - ECV, para

Leia mais

Apresentação Free Track

Apresentação Free Track Apresentação Free Track A Free Track é um resultado da união de um grupo de empresários que atua no segmento de rastreamento automotivo, sede própria com laboratório de desenvolvimento localizado na maior

Leia mais

CONSULTA AO MERCADO RFP REQUEST FOR PROPOSAL ÍNDICE

CONSULTA AO MERCADO RFP REQUEST FOR PROPOSAL ÍNDICE CONSULTA AO MERCADO RFP REQUEST FOR PROPOSAL ÍNDICE 1. Introdução 2. Objetivo 3. Termos e Condições 3.1 Publicidade 3.2 Responsabilidades 4. Cronograma e Contato 4.1 Cronograma 4.2 Contato 5. Entrega da

Leia mais

GT BLOCK LBS RASTREAMENTO VIA CÉLULA COM BLOQUEADOR

GT BLOCK LBS RASTREAMENTO VIA CÉLULA COM BLOQUEADOR GT BLOCK LBS RASTREAMENTO VIA CÉLULA COM BLOQUEADOR Esta tecnologia torna possível o sistema de anti sequestro, rastreamento, escuta e bloqueio de veículos conforme a área de cobertura, que ao ser acionado,

Leia mais

Com o objetivo de manter um alto nível de qualidade, nossos colaboradores são rigorosamente selecionados e treinados.

Com o objetivo de manter um alto nível de qualidade, nossos colaboradores são rigorosamente selecionados e treinados. A MBS SERVIÇOS possui o conhecimento necessário e indispensável para oferecer qualidade e agilidade nas realizações dos serviços prestados. Possuímos sede própria com toda infraestrutura necessária para

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Pág. 1/8 CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÃO SMS Pág. 2/8 Equipe Responsável Elaboração Assinatura Data Divisão de Padrões de Tecnologia DIPT Aprovação Assinatura Data Departamento de Arquitetura Técnica DEAT Pág.

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Grupo PETRA S.A. Departamento de Tecnologia da Informação POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Início da Vigência: 01/Maio/2010 Propriedade do Grupo PETRA S.A. 1. INTRODUÇÃO Este documento foi elaborado

Leia mais

Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000

Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000 Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000 ISO 9001:2000 Esta norma considera de forma inovadora: problemas de compatibilidade com outras normas dificuldades de pequenas organizações tendências

Leia mais

Considerando o que consta do Processo nº 80000.038562/2009-10;

Considerando o que consta do Processo nº 80000.038562/2009-10; RESOLUÇAO N o 412 DE 09 DE AGOSTO DE 2012 Dispõe sobre a implantação do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos SINIAV em todo o território nacional. O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO, no

Leia mais

GT BLOCK GSM BLOQUEADOR COM COBERTURA NACIONAL

GT BLOCK GSM BLOQUEADOR COM COBERTURA NACIONAL GT BLOCK GSM BLOQUEADOR COM COBERTURA NACIONAL Esta tecnologia torna possível o sistema de bloqueio de veículos, que ao ser acionado, permite o bloqueio de suas principais funções com a confirmação de

Leia mais

PROPOSTA DE RASTREAMENTO E MONITORAMENTO HÍBRIDO SATELITAL

PROPOSTA DE RASTREAMENTO E MONITORAMENTO HÍBRIDO SATELITAL PROPOSTA DE RASTREAMENTO E MONITORAMENTO HÍBRIDO SATELITAL Solução Tecnologia Monitoramento Instalação SOLUÇÃO A solução de rastreamento Unepxmil foi desenvolvida para atender as principais necessidades

Leia mais

7 Utilização do Mobile Social Gateway

7 Utilização do Mobile Social Gateway 7 Utilização do Mobile Social Gateway Existem três atores envolvidos na arquitetura do Mobile Social Gateway: desenvolvedor do framework MoSoGw: é o responsável pelo desenvolvimento de novas features,

Leia mais

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal de comunicação Objetivo Principal Prover uma solução de baixo custo para Identificação, localização, bloqueio e recuperação de veículos roubados ou procurados, através de micro circuitos embarcados de

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS)

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS) POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS) 1. A aceitação a esta Política de Privacidade se dará com o clique no botão Eu aceito

Leia mais

07/IN01/DSIC/GSIPR 00 06/MAI/10 2/8 1. OBJETIVO

07/IN01/DSIC/GSIPR 00 06/MAI/10 2/8 1. OBJETIVO 07/IN01/DSIC/GSIPR 00 06/MAI/10 1/8 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações DIRETRIZES PARA IMPLEMENTAÇÃO DE CONTROLES DE ACESSO

Leia mais

SpinCom Telecom & Informática

SpinCom Telecom & Informática Rastreador GPS/GSM modelo Com as fortes demandas por segurança e gestão de frota, a SpinCom, acaba de lançar o rastreador GPS/GSM modelo. O rastreador é indicado para aplicações de rastreamento de automóveis,

Leia mais

PORTARIA Nº 389/2008 DG. O DIRETOR GERAL do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná - DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e;

PORTARIA Nº 389/2008 DG. O DIRETOR GERAL do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná - DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e; PORTARIA Nº 389/2008 DG O DIRETOR GERAL do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná - DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e; CONSIDERANDO a competência estabelecida no Art. 22, inciso

Leia mais

VEÍCULAR FAMÍLIA - RASTREADOR GPS/GPRS

VEÍCULAR FAMÍLIA - RASTREADOR GPS/GPRS VEÍCULAR FAMÍLIA - RASTREADOR GPS/GPRS AUTOS MOTOS VANS - CAMINHÕES A nova linha VEÍCULAR FAMILIA são rastreadores via satélite de última geração. Além das funções inerentes aos rastreadores, apresentam

Leia mais

PORTARIA Nº 236, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 236, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 236, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta o credenciamento de empresas de tecnologia para geração de códigos de segurança cifrados (CSC) inseridos em códigos bidimensionais de resposta rápida

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS PERGUNTAS E RESPOSTAS ASSUNTO: ESPELHOS DE PONTO, COMPROVANTES E ARQUIVOS 11. O REP poderá emitir um comprovante de marcação de ponto por dia? Não. É obrigatória a emissão de um comprovante a cada batida.

Leia mais

Sumário. Manual Multi Portal

Sumário. Manual Multi Portal Sumário Apresentação...2 Home...2 Definição do Idioma...3 Cadastros gerais...3 Empresas...4 Pessoas...9 Dispositivos...15 Veículos...18 Login...22 Criação de Usuário...22 Tipos de usuário...24 Busca por

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Página: 1 de 5 1. INTRODUÇÃO A informação é um ativo que possui grande importância para PRÓ-MEMÓRIA, sendo resguardada contra ameaças e riscos. Segurança da informação, segundo a NBR ISO/IEC 27002:2005,

Leia mais

Rastreamento Veícular

Rastreamento Veícular Manual de Instrução do Usuário Rastreamento Veícular Parabéns pela aquisição do seu Sistema de Rastreamento. Esperamos que ele supere suas expectativas e proporcione muito mais controle e proteção para

Leia mais

- SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENXOVAL HOSPITALAR - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS

- SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENXOVAL HOSPITALAR - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS - SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENXOVAL HOSPITALAR - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS I - Aspectos gerais: 1. Sistema eletrônico para gestão e rastreamento do enxoval hospitalar, composto por etiquetas dotadas

Leia mais

O Banco do Brasil não exige que o toner seja original, cabe ao fornecedor oferecer a melhor proposta desde que atenda ao item 2.24.2 e 2.26.

O Banco do Brasil não exige que o toner seja original, cabe ao fornecedor oferecer a melhor proposta desde que atenda ao item 2.24.2 e 2.26. 1 Dúvida: Diretoria de Apoio aos Negócios e Operações Referente aos itens: item 1.3.3.3., item 2.24, item 2.24.2. Entendemos que todos os PROPONENTES deveriam ofertar apenas toners originais do fabricante

Leia mais

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe Departamento de s de Informação (DESIS) DESENVOLVER SISTEMAS Analisado por: Departamento de s de Informação (DESIS) Aprovado por: Diretor-Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC)

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL DA REPÚBLICA - 3ª REGIÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL DA REPÚBLICA - 3ª REGIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL DA REPÚBLICA - 3ª REGIÃO APELAÇÃO CÍVEL nº 0007033-40.2009.4.03.6100/SP APELANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL APELADO: UNIÃO FEDERAL RELATORA: Desembargadora

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO COM RESTRIÇÃO

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO COM RESTRIÇÃO ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP 96.221.049/0001-43 - R EURIDES FOGACA, 117 TRUJILO - SOROCABA - SP - CEP 18060-270 Tel.: ((15)) 3211--4311 Empresa credenciada pelo Denatran através da portaria nº 120 de 25/05/2009

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO DISTRITO FEDERAL INSTRUÇÃO Nº 961, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015.

DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO DISTRITO FEDERAL INSTRUÇÃO Nº 961, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015. DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO DISTRITO FEDERAL INSTRUÇÃO Nº 961, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015. O DIRETOR-GERAL DO DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO DISTRITO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o Artigo

Leia mais

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA RODRIGO SANTANA DOS SANTOS ANATEL

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA RODRIGO SANTANA DOS SANTOS ANATEL 1 SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA RODRIGO SANTANA DOS SANTOS ANATEL 2 Sumário Conceitos Gerais SCM em Números Proteção e Defesa de Direitos dos Assinantes Regulamentos em Estudo 3 Conceitos Gerais Lei

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RESOLUÇÃO N. 20 DE 9 DE AGOSTO DE 2012. Dispõe sobre a certificação digital no Superior Tribunal de Justiça e dá outras providências. O PRESIDENTE DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA, usando da atribuição

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA NOTA TÉCNICA 07/13 RELATÓRIO ANUAL DE GESTÃO - RAG ORIENTAÇÕES GERAIS Introdução O Planejamento é um instrumento de gestão, que busca gerar e articular mudanças e aprimorar o desempenho dos sistemas de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES Das

Leia mais

Roberto Craveiro Rodrigues

Roberto Craveiro Rodrigues Roberto Craveiro Rodrigues Analista de Tecnologia da Informação da DATAPREV (empresa de TI da Previdência Social), cedido ao Ministério das Cidades para atuar como Coordenador-Geral de Informatização e

Leia mais

ESCLARECIMENTOS AO PREGÃO Nº 653/2006

ESCLARECIMENTOS AO PREGÃO Nº 653/2006 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO GERAL ESCLARECIMENTOS AO PREGÃO Nº 653/2006 Ref. Processo nº 50600.009513/2006-99 OBJETO:

Leia mais

PORTARIA MTE nº 1510/2009 NOVAS REGRAS SOBRE O CONTROLE ELETRÔNICO DE PONTO

PORTARIA MTE nº 1510/2009 NOVAS REGRAS SOBRE O CONTROLE ELETRÔNICO DE PONTO PORTARIA MTE nº 1510/2009 NOVAS REGRAS SOBRE O CONTROLE ELETRÔNICO DE PONTO Neste fascículo de Uma entrevista com o Advogado, apresentamos o conteúdo de artigo enviado pelo Ministério do Trabalho e Emprego

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...8 2 APRESENTAÇÃO: O SS300 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Contrato de Adesão. As partes, acima qualificadas, têm entre si justas e acordadas as seguintes cláusulas e condições:

Contrato de Adesão. As partes, acima qualificadas, têm entre si justas e acordadas as seguintes cláusulas e condições: A Contratada Fundação CPqD Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações, sediada na Rodovia Campinas/Mogi-Mirim (SP-340), Km 118,5, em Campinas SP, inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 02.641.663/0001-10

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO

MANUAL DO PROPRIETÁRIO MANUAL DO PROPRIETÁRIO GUIA RÁPIDO BV: Bloquear Veículo DV: Desbloquear Veículo AR: Ativar Rastreador DR: Desativar Rastreador AC: Ativar Cerca eletrônica DC: Desativar Cerca Eletrônica BL: Bloquear e

Leia mais

Pergunta 1: Um datalogger poderá comunicar-se com mais de uma VRP?

Pergunta 1: Um datalogger poderá comunicar-se com mais de uma VRP? PREGÃO ELETRÔNICO N. 2014/262 PROTOCOLO N. 2014/72.368 OBJETO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE IMPLANTAÇÃO DE ESTRUTURAS REDUTORAS DE PRESSÃO, COM CONTROLE AUTOMÁTICO DE PRESSÃO, NO MUNICÍPIO DE CAMPINAS, COM

Leia mais

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless)

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) UNISC Setor de Informática/Redes Atualizado em 22/07/2008 1. Definição Uma rede sem fio (Wireless) significa que é possível uma transmissão de dados via

Leia mais

Processo de declaração de conformidade de software PEM

Processo de declaração de conformidade de software PEM Processo de declaração de conformidade de software PEM Dezembro, 2012 Versão 1,0 Os direitos de autor deste trabalho pertencem à SPMS e a informação nele contida é confidencial. Este trabalho não pode

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA.

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA. EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA. 1. Sistema de Monitoramento da Frota O Sistema de Monitoramento da Frota será implantado pela concessionária para

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE Caro Assinante, O presente escrito estabelece e explica a Política de Privacidade da SOCIAL COMICS ENTRETENIMENTO LTDA, adiante também mencionada por SOCIAL COMICS e/ou PLATAFORMA.

Leia mais

Guia de Mobilização - Vale

Guia de Mobilização - Vale Guia de Mobilização - Vale 2ª Edição Nov/2015 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. APLICAÇÃO... 3 3. MACRO FLUXO DO PROCESSO DE MOBILIZAÇÃO... 3 3.1. CERTIFICAÇÃO... 3 3.2. CONTRATAÇÃO... 4 3.3. MOBILIZAÇÃO...

Leia mais

SEJA BEM VINDO A IWEIC RASTRACK VIA SATÉLITE

SEJA BEM VINDO A IWEIC RASTRACK VIA SATÉLITE Manual do usuário: SEJA BEM VINDO A IWEIC RASTRACK VIA SATÉLITE Atuamos dentro dos mais altos padrões nacionais de qualidade, para cumprir nossa missão de proporcionar a nossos clientes o máximo de dedicação,

Leia mais

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M 1. Introdução a política 2. Quem está elegível para solicitar suporte? 3. Horário de atendimento 4. Que tempo de resposta

Leia mais

V O C Ê N O C O N T R O L E.

V O C Ê N O C O N T R O L E. VOCÊ NO CONTROLE. VOCÊ NO CONTROLE. O que é o Frota Fácil? A Iveco sempre coloca o desejo de seus clientes à frente quando oferece ao mercado novas soluções em transportes. Pensando nisso, foi desenvolvido

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA IMPLEMENTAR A RECOMENDAÇÃO DA GERÊNCIA DE PORTA 25

ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA IMPLEMENTAR A RECOMENDAÇÃO DA GERÊNCIA DE PORTA 25 ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA IMPLEMENTAR A RECOMENDAÇÃO DA GERÊNCIA DE PORTA 25 Pelo presente, de um lado COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL CGI.br, neste ato representado por seu Coordenador Prof. Dr. Virgílio

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DA QUALIDADE. Rua Acre, 291 - CEP 83.040-030 Bairro Boneca do Iguaçu - São José dos Pinhais - Paraná.

MANUAL DO SISTEMA DA QUALIDADE. Rua Acre, 291 - CEP 83.040-030 Bairro Boneca do Iguaçu - São José dos Pinhais - Paraná. ELABORADO POR: Carlos Eduardo Matias Enns MANUAL DO SISTEMA DA QUALIDADE APROVADO POR: Edson Luis Schoen 28/1/5 1 de 11 1. FINALIDADE A Saint Blanc Metalmecânica Ltda visa estabelecer as diretrizes básicas

Leia mais

Diário Oficial da União Seção 1 DOU 11 de dezembro de 2013 [Páginas 76-77]

Diário Oficial da União Seção 1 DOU 11 de dezembro de 2013 [Páginas 76-77] *Este texto não substitui o publicado do Diário Oficial da União* Diário Oficial da União Seção 1 DOU 11 de dezembro de 2013 [Páginas 76-77] RESOLUÇÃO - RDC Nº 54, DE10 DE DEZEMBRO DE 2013 Dispõe sobre

Leia mais

RASTREADOR AUTOBRASIL N7

RASTREADOR AUTOBRASIL N7 SUMÁRIO: Manual do Usuário 2 Funcionamento 2 Funcionalidades 2 Sistema 2 Instalação 3 Procedimentos Iniciais 3 Esquema de Instalação 4 Locais de Instalação 4 Operação 5 Funções Técnicas 5 Descrição do

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO PROCESSO DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS NO MUNICIPIO DE BELO HORIZONTE

ESPECIFICAÇÃO DO PROCESSO DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS NO MUNICIPIO DE BELO HORIZONTE ESPECIFICAÇÃO DO PROCESSO DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS NO MUNICIPIO DE BELO HORIZONTE Guilherme Bertoldo Anastácio 1 Raphael Ribeiro Gomide 2 Maria Renata Silva Furtado 3 RESUMO Na

Leia mais

Sistema de Gestão de SMS

Sistema de Gestão de SMS DESCRIÇÃO DA EMPRESA Nome SMART EXPRESS TRANSPORTES LTDA EPP CNPJ 12.103.225/0001-52 Insc.Est. 79.477.680 Atividade: transporte rodoviário de carga em geral Código: 206-2 Nº de funcionários (inclusive

Leia mais

PORTARIA DETRO/PRES. N O 889 DE 23 DE JULHO DE 2008* (*publicada em 12 de agosto de 2008)

PORTARIA DETRO/PRES. N O 889 DE 23 DE JULHO DE 2008* (*publicada em 12 de agosto de 2008) PORTARIA DETRO/PRES. N O 889 DE 23 DE JULHO DE 2008* (*publicada em 12 de agosto de 2008) DISPÕE SOBRE A IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE MONITORAMENTO POR GPS DOS VEÍCULOS UTILIZADOS NO TRANSPORTE RODOVIÁRIO

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 018/2013

NOTA TÉCNICA Nº 018/2013 NOTA TÉCNICA Nº 018/2013 Brasília, 09 de maio de 2013. ÁREA: Finanças TÍTULO: Certificado Digital e a Importância para os Municípios. REFERÊNCIA(S): Cartilha SIOPS; Comunicado CGSN/SE nº 3, de 10 de março

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES PORTARIA N o. 346/2006-DG/DPF Brasília/DF, 03 de agosto de 2006. Institui o Sistema de Gestão Eletrônica de Segurança Privada GESP e dá outras providências. O DIRETOR-GERAL DO DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL,

Leia mais

Plataforma de Gestão Agropecuária PGA

Plataforma de Gestão Agropecuária PGA Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plataforma de Gestão Agropecuária PGA Maio de 2013 Histórico 2007/novembro - DG-SANCO/UE restringe as importações de carne bovina do Brasil e determina:

Leia mais

WMS - Warehouse Management System

WMS - Warehouse Management System Sistema de Gestão Empresarial LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Itair Pereira Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. WMS... 2 3. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 2 4. POLÍTICA

Leia mais

Eagle Rastreamento Veicular

Eagle Rastreamento Veicular Softech Software Brasil Ltda. Eagle Rastreamento Veicular Softech Tecnologia em Software Versão 1.4.0.0 13 2 Introdução Objetivo do manual de instruções O presente manual foi elaborado com o objetivo de

Leia mais

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET Cyber Security Pro fornece proteção de última geração para seu

Leia mais

OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015

OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015 OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015 Aos Custodiantes de Valores Mobiliários ( custodiantes ) Assunto: Adaptação à Instrução CVM Nº 542/2013 Prezados Senhores, 1. Nos termos

Leia mais

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica.

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica. Classificação: RESOLUÇÃO Código: RP.2007.077 Data de Emissão: 01/08/2007 O DIRETOR PRESIDENTE da Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia - PRODEB, no uso de suas atribuições e considerando

Leia mais

Sumário. Manual Frota

Sumário. Manual Frota Sumário Apresentação... 2 Home... 2 Definição do Idioma... 3 Aba Frota... 4 Abastecimento... 4 Calendário... 26 Agenda Data... 38 Agenda Km... 59 Agendamento... 81 Agendas realizadas...104 Agenda...123

Leia mais

RESOLUÇÃO CONAMA n o 379, de 19 de outubro de 2006 Publicada no DOU nº 202, de 20 de outubro de 2006, Seção 1, página 175 e 176

RESOLUÇÃO CONAMA n o 379, de 19 de outubro de 2006 Publicada no DOU nº 202, de 20 de outubro de 2006, Seção 1, página 175 e 176 RESOLUÇÃO CONAMA n o 379, de 19 de outubro de 2006 Publicada no DOU nº 202, de 20 de outubro de 2006, Seção 1, página 175 e 176 Cria e regulamenta sistema de dados e informações sobre a gestão florestal

Leia mais

FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES

FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES FLUXO 360 TERMOS E CONDIÇO ES CADASTRO DE CLIENTES Recebimento de equipamentos somente com cadastro completo; O cadastro do e-mail é obrigatório; É de responsabilidade do cliente manter seus dados sempre

Leia mais

Sistema de Localização, Controle e Monitoramento Veicular. Uma parceria de sucesso!

Sistema de Localização, Controle e Monitoramento Veicular. Uma parceria de sucesso! Sistema de Localização, Controle e Monitoramento Veicular Location Based System Monitoramento 24 Horas www.portpac.com.br +55 (16) 3942 4053 Uma parceria de sucesso! SeG Sistemas de Controle Ltda ME CNPJ:

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA MODALIDADE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (BOLSA PIC/FACIT/FAPEMIG)

PROJETO DE PESQUISA MODALIDADE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (BOLSA PIC/FACIT/FAPEMIG) PROJETO DE PESQUISA MODALIDADE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (BOLSA PIC/FACIT/FAPEMIG) MONTES CLAROS FEVEREIRO/2014 1 COORDENAÇÃO DE PESQUISA PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA RASTREAMENTO DE MOTOCICLETAS ORIENTADOR:

Leia mais

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. PROJETO DE LEI Nº 5.729, DE 2005 ( Apenso o PL 6.986, de 2006)

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. PROJETO DE LEI Nº 5.729, DE 2005 ( Apenso o PL 6.986, de 2006) COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PROJETO DE LEI Nº 5.729, DE 2005 ( Apenso o PL 6.986, de 2006) Dispõe sobre critérios para venda de chips para celulares GSM. Autor: Deputado REGINALDO GERMANO Relator:

Leia mais

Capítulo I Das Disposições Gerais

Capítulo I Das Disposições Gerais PLANO GERAL DE METAS DA QUALIDADE PARA O SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º Este Plano estabelece as metas de qualidade a serem cumpridas pelas prestadoras do Serviço

Leia mais

Comunicado sobre a nova Portaria 431/10

Comunicado sobre a nova Portaria 431/10 Comunicado sobre a nova Portaria 431/10 No último dia 21 de Julho foi assinada, pelo Diretor do DENATRAN, uma nova portaria, considerando a necessidade de estabelecer instruções necessárias para o pleno

Leia mais

Capacidade de gerenciamento de até 15.000 colaboradores na Memória de Trabalho (MT);

Capacidade de gerenciamento de até 15.000 colaboradores na Memória de Trabalho (MT); Características Registrador eletrônico de ponto que atende a Portaria 1.510/09 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), e os requisitos da Portaria 595/13 do Inmetro, que determina novos padrões de segurança

Leia mais

GerSAT Manual de Usuário

GerSAT Manual de Usuário GerSAT Manual de Usuário Manual do Usuário Ver. 1.1 Junho 2015 Informações importantes Antes de utilizar o equipamento, pedimos para que leia e siga todas as instruções descritas neste manual, pois a utilização

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013. Senhor Presidente,

PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013. Senhor Presidente, A Sua Excelência o Senhor Vereador JUARES CARLOS HOY Presidente da Câmara Municipal de Canoas PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013. Senhor Presidente, O Vereador Pedro Bueno, Vice-líder da Bancada do Partido

Leia mais

Ato Executivo nº 2.950/2003 RAD-DGLOG-041 07 1 de 14

Ato Executivo nº 2.950/2003 RAD-DGLOG-041 07 1 de 14 Proposto por: Diretor da Divisão de Infraestrutura de Transportes (DITRA) Analisado por: Diretor do Departamento de Transportes (DETRA) Aprovado por: Diretor da Diretoria Geral de Logística (DGLOG) 1 OBJETIVO

Leia mais

Auto Gerenciamento utilizando a Web ou Celular

Auto Gerenciamento utilizando a Web ou Celular Auto Gerenciamento utilizando a Web ou Celular O FreeTrack é um sistema inovador de Rastreamento e Monitoramento de Frotas, carros, caminhões e motocicletas onde sua criação propõem uma solução econômica,

Leia mais

Este sistema impede o funcionamento do motor por qualquer outro meio que não seja através da chave de ignição pertencente ao veiculo.

Este sistema impede o funcionamento do motor por qualquer outro meio que não seja através da chave de ignição pertencente ao veiculo. SISTEMA DE IMOBILIZAÇÃO DE VEÍCULOS IMOBILIZADOR Este sistema impede o funcionamento do motor por qualquer outro meio que não seja através da chave de ignição pertencente ao veiculo. 0 sistema de imobilização

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II POLÍTICAS CORPORATIVAS 1 Política de segurança da informação 1.1 Introdução A informação é um ativo que possui grande valor para a COGEM, devendo ser adequadamente utilizada e protegida contra ameaças e riscos. A adoção de políticas

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO N de Homologação: 1703-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS AUTO 2 Índice Página 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 4 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP 96.221.049/0001-43 - R EURIDES FOGACA, 117 TRUJILO - SOROCABA - SP - CEP 18060-270 Tel.: ((15)) 3211--4311 Empresa credenciada pelo Denatran através da portaria nº 120 de 25/05/2009

Leia mais

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com Gerenciamento e Administração de Redes 2 Gerência de Redes ou Gerenciamento de Redes É o controle de qualquer objeto passível de ser monitorado numa estrutura de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 17 DE SETEMBRO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 555, DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 Dispõe sobre o registro e licenciamento de ciclomotores e ciclo-elétricos no Registro Nacional de Veículos Automotores RENAVAM. O Conselho Nacional de Trânsito

Leia mais

Fornecedor. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega. Coordenação Data 06/05/2013

Fornecedor. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega. Coordenação Data 06/05/2013 Pregão PE011/2013 Folha 1 1 LOCACAO DE EQUIPAMENTO, de gestao online de frota,para rastreamento com tecnologia GPS, GSM e GPRS, interno para uso embarcado em veiculo automotor. Caracteristicas: - Equipamento

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Chefe de Serviço de Cadastro e Documentação da Frota (SEFRO) Analisado por: Diretor do Departamento de Transportes (DETRA) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria-Geral de Logística (DGLOG)

Leia mais