UFRGS 2012 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UFRGS 2012 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA"

Transcrição

1 RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello

2 Instrução: As questões 01 a 03 estão relacionadas ao texto abaixo. O tempo de reação tr de um condutor de um automóvel é definido como o intervalo de tempo decorrido entre o instante em que o condutor se depara com uma situação de perigo e o instante em que ele aciona os freios. (Considere dr e tf, respectivamente, as distâncias percorridas pelo veículo durante o tempo de reação e de frenagem; e dt, a distância total percorrida. dt = dr + df). Um automóvel trafega com velocidade constante de módulo v = 54,0 km/h em uma pista horizontal. Em dado instante, o condutor visualiza uma situação de perigo, e seu tempo de reação a essa situação é de 4/5 s, como ilustrado na sequência de figuras abaixo. RESOLUÇÃO DAS QUESTÃO 1. Para determinar a distância dr temos que lembrar que a velocidade se mantém constante e com isso podemos calcular ela assim: dr = v.t Temos que passar os 54km/h para m/s. 54/3,6 = 15m/s Já o tempo de reação foi dado no enunciado. Com isso podemos calcular a distância percorrida no intervalo de tempo de reação. Resposta B. dr = 15.4/5 = 1m 1. Considerando que a velocidade do automóvel permaneceu inalterada durante o tempo de reação tr, é correto afirmar que a distância dr é de (A) 3,0 m. (B) 1,0 m. (C) 43, m. (D) 60,0 m. (E) 67,5 m.

3 . Ao reagir à situação de perigo iminente, o motorista aciona os freios, e a velocidade do automóvel passa a diminuir gradativamente, com aceleração constante de módulo 7,5 m/s. Nessas condições, é correto afirmar que a distância df é de (A),0 m. (B) 6,0 m. (C) 15,0 m. (D) 4,0 m. (E) 30,0 m. 3. Em comparação com as distâncias dr e df, já calculadas, e lembrando que dt = dr + df, considere as seguintes afirmações sobre as distâncias percorridas pelo automóvel, agora com o dobro da velocidade inicial, isto é, 108 km/h. I A distância percorrida pelo automóvel durante o tempo de reação do condutor é de dr. II A distância percorrida pelo automóvel durante a frenagem é de df. III A distância total percorrida pelo automóvel é de dt. Quais estão corretas? (A) Apenas a I. (B) Apenas a II. (C) Apenas I e II. (D) Apenas I e III. (E) I, II e III. 4. A figura abaixo apresenta, em dois instantes, as velocidades v1 e v de um automóvel que, em um plano horizontal, se desloca numa pista circular. Com base nos dados da figura, e sabendo-se que os módulos dessas velocidades são tais que v1 > v é correto afirmar que (A) a componente centrípeta da aceleração é diferente de zero. (B) a componente tangencial da aceleração apresenta a mesma direção e o mesmo sentido da velocidade. (C) o movimento do automóvel é circular uniforme. (D) o movimento do automóvel é uniformemente variado. (E) os vetores velocidade e aceleração são perpendiculares entre si. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO. Para determinar a distância de frenagem tomamos o movimento do automóvel como sendo M.R.U.V.. Para determinar essa distância basta usar a relação: df = vm.δt Mas antes temos que determinar a velocidade média e o intervalo de tempo que ele leva para parar (vf = 0). v m = v o + v f = = 7,5m / s a = Δv ,5 = Δt = 15 Δt Δt 7,5 = s Obs.: a acelereção foi tomada negativa para indicar a redução na velocidade. Então a distância de frenagem será: df = vm.δt = 7,5. = 15m Resposta letra C. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 3. Analisando as afirmações temos: I - Correta, pois se o movimento do automóvel é um M.R.U., se a velocidade dobrar a distância também dobra, pois esta é proporcional à velocidade. (d = v.t) II - Errada, pois sendo um M.R.U.V. a distânica percorrida não é diretamente proporcional a velocidade. df = vm.δt v m = v + v o f = = 15m / s No interval II não há variação de velocidade e consequentemente, não tem aceleração. a = 0 E no intervalo III a aceleração será: a = Δv ,5 = Δt = 30 Δt Δt 7,5 = 4s df = vm.δt = 15.4 = 60m Uma distância quatro vezes maior!! III - Errada, pois a distância total anteriormente foi de dt = = 7m e com o dobro da velocidade foi de dt = = 84m e com isso não foi o dobro! Resposta letra A. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 4. O movimento descrito no enunciado e mostrado na figura não representa um M.C.U., pois o módulo da velocidade está diminuindo e com isso podemos afirmar que neste caso sendo um movimento curvilíneo existe uma aceleração centrípeta. Resposta letra A. Comentários das outras alternativas: Já a letra B está errada, pois se a velocidade se reduz a componente tangencial da aceleração deve estar em sentido contrário ao da velocidade. A letra já foi explicada anteriormente porque está errada. A letra D está errada pois a aceleração não é constante. A letra E está errada, pois a aceleração (resultante) do automóvel é dada pela soma vetorial dos dois vetores aceleração centrípeta e tangencial, e com isso a resultante não é tangencial ao vetor velocidade. 3

4 Instrução: As questões 05 e 06 referem-se ao enunciado abaixo. Dois blocos, de massas m1 = 3,0 kg e m = 1,0 kg, ligados por um fio inextensível, podem deslizar sem atrito sobre um plano horizontal. Esses blocos são puxados por uma força horizontal F de módulo F = 6 N, conforme a figura abaixo. (Desconsidere a massa do fio.) 5. A tensão no fio que liga os dois blocos é (A) zero. (B),0 N. (C) 3,0 N. (D) 4,5 N (E) 6,0 N. 6. As forças resultantes sobre m1 e m são, respectivamente, (A) 3,0 N e 1,5 N. (B) 4,5 N e 1,5 N. (C) 4,5 N e 3,0 N. (D) 6,0 N e 3,0 N. (E) 6,0 N e 4,5 N. 7. Um objeto, com massa de 1,0 kg, é lançado a partir do solo, com energia mecânica de 0 J. Quando o objeto atinge a altura máxima, sua energia potencial gravitacional relativa ao solo é de 7,5 J. Desprezando-se a resistência do ar, e considerando-se a aceleração da gravidade com módulo de 10 m/s, a velocidade desse objeto no ponto mais alto de sua trajetória é (A) zero. (C) 5,0 m/s. (E) 5,0 m/s. (B),5 m/s. (D) 1,5 m/s. 8. Um bloco, deslizando com velocidade v sobre uma superfície plana sem atrito, colide com outro bloco idêntico, que está em repouso. As faces dos blocos que se tocam na colisão são aderentes, e eles passam a se mover como um único objeto. Sobre esta situação, são feitas as seguintes afirmações. I Antes da colisão, a energia cinética total do blocos é o dobro da energia cinética total após a colisão. II Ao colidir, os blocos sofreram uma colisão elástica. III Após a colisão, a velocidade dos blocos é v/. (A) Apenas I. (C) Apenas III. (E) I, II e III. (B) Apenas II. (D) Apenas I e III. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 5. A tensão no fio é a própria força resultante sobre o bloco 1, então para calcular ela temos primeiro que encontrar a aceleração do sistema. FR = m.a -> 6 = (3 + 1).a -> a = 6/4 = 1,5m/s Como a única força que provoca o movimento no bloco 1 é a tensora então ela é a resultante sobre este bloco e pode ser determinada assim: FR = m1.a -> T = m1.a = 3.1,5 = 4,5N Note que neste caso como é apenas sobre o bloco 1 usamos apenas a massa dele. Resposta letra D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 6. A força resultante sobre o bloco 1 já foi calculada na questão anterior e vale 4,5 N, portanto necessitamos apenas determinar a força resultante sobre o bloco. Note que no bloco na horizontal atual forças e em sentidos opostos, a F e a T (tensora), portanto a força resultante será: FR = F - T = 6-4,5 = 1,5N Letra B. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 7. Como o sistema é conservativo podemos resolver usando a Lei de Conservação de energia. Tomando o solo como ponto 1 e a altura máxima como ponto temos: EM1 = EM -> 0 = EC + EPg 0 = m.v 1.v + 7,5 0 7,5 = 5 = v v = 5 = 5m / s Resposta letra C. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 8. Nessa questão temos um sistema conservativo e uma colisão entre dois blocos. Com isso podemos analisar as afirmações. I - Correta. Antes da colisão: E Cantes = m.v Depois da colisão temos que calcular a velocidade dos blocos que se deslocam juntos. Usando a Lei de Conservação da Quantidade de Movimento, sabemos que a quantidade de movimento antes da colisão é igual a depois da colisão. QA = QD -> m.v =.m.v -> v = v/ A energia cinética dos blocos depois da colisão será: ( ) E Cdepois = m.v = m. v = m.v 4 = 1 m.v = 1 E C antes II - Errada, pois como os blocos após a colisão saíram juntos, esta colisão é chamada de inelástica. III - Correta, como mostrado acima a velocidade dos blocos após a colisão é v/. Portanto letra D. 4

5 9. Considerando que o módulo da aceleração da gravidade na Terra é igual a 10 m/s, é correto afirmar que, se existisse um planeta cuja massa e cujo raio fossem quatro vezes superiores aos da Terra, a aceleração da gravidade seria de (A),5 m/s. (B) 5 m/s. (C) 10 m/s. (D) 0 m/s. (E) 40 m/s. 10. Uma pedra encontra-se completamente submersa e em repouso no fundo de um recipiente cheio de água; P e E são, respectivamente, os módulos do peso da pedra e do empuxo sobre ela. Com base nesses dados, é correto afirmar que o módulo da força aplicada pelo fundo do recipiente sobre a pedra é igual a (A) E (B) P. (C) P - E. (D) P + E. (E) zero. 11. Em um calorímetro são colocados,0 kg de água, no estado líquido, a uma temperatura de 0 o C. A seguir, são adicionados,0 kg de gelo, a uma temperatura não especificada. Após algum tempo, tendo sido atingido o equilíbrio térmico, verifica-se que a temperatura da mistura é de 0 o C e que a massa de gelo aumentou em 100g. Considere que o calor específico do gelo (c =,1 kj/kg. o C) é a metade do calor específico da água e que o calor latente de fusão do gelo é de 330 kj/kg; e desconsidere a capacidade térmica do calorímetro e a troca de calor com o exterior. Nessas condições, a temperatura do gelo que foi inicialmente adicionado à água era, aproximadamente, (A) 0 o C. (B) -,6 o C. (C) -3,9 o C. (D) -6,1 o C. (E) -7,9 o C. 1. A figura apresenta um diagrama p x V que ilustra um ciclo termodinâmico de um gás ideal. Este ciclo, com a realização de trabalho de 750 J, ocorre em três processos sucessivos. No processo AB, o sistema sofre um aumento de pressão mantendo o volume constante; no processo BC, o sistema se expande mantendo a temperatura constante e diminuindo a pressão; e, finalmente, no processo CA, o sistema retorna ao estado inicial sem variar a pressão. O trabalho realizado no processo BC e a relação entre as temeperaturas TA e TB são, respectivamente, RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 9. Para analisar a aceleração da gravidade deste planeta temos que usar a relação: g = G M d Se g fosse a aceleração da gravidade da Terra, M fosse a massa e d o seu raio, para este planeta teríamos: g' = G 4M 4d 16d = 1 4 G M d = 1 4 g = 1.10 =,5m / s 4 Resposta A. ( ) = G 4M RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 10. Na situação descrita no enunciado, temos um corpo em equilíbrio (FR = 0), ou seja a soma vetorial das forças é nula. Além disso devemos lembrar de quantas forças atuam sobre a pedra. A força PESO, para baixo, a força de EM- PUXO, para cima e a NORMAL, para cima! Equacionando os módulos das forças e isolando a força feita pela superfície (normal) temos: P = N + E -> N = P - E Resposta C. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 11. Na situação descrita no enunciado, as trocas de calor se dão apenas entre a água e o gelo, sendo que a água cede calor para o gelo. Com isso temos: Qgelo = -Qágua Qsensível = -Qlatente mgelo.cgelo.δtgelo = -mágua.l.,1x10 3.(0 - Ti) = -0,1.(-330x10 3 ) Obs.: Note que o calor latente de solidificação da água deve ser usado com sinal negativo para indicar que houve perda de calor da água para o gelo. -4,x10 3 Ti = 0,1.330x10 3 Ti = -7,9 o C Resposta letra E. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 1. Para determinar o trabalho da transformação isotérmica, basta conhecer a área abaixo da transformação. No caso referido na questão a única área que desconhecemos é a da transformação isobárica no processo AC, que podemos determinar sua área. WAC = 7.80 = 560 J Portanto o trabalho da transformação BC será a soma das duas áreas. WBC = WCiclo + WAC = = 1310J Para determinar a relação entre as temperaturas indicadas basta usar a Lei Geral dos Gases. p 1.V 1 = p.v 80.1 = T T 1 T T A T A = 80 B 640 T T = T B B A 8 Resposta letra A. (A) 1310 J e TA = TB/8. (C) 560 J e TA = TB/8. (E) 190 J e TA = 8TB. (B) 1310 J e TA = 8TB. (D) 190 J e TA = TB/8. 5

6 13. O gráfico abaixo representa o calor absorvido por unidade de massa, Q/m, em função das variações de temperatura ΔT para as substâncias ar, água e álcool, que recebe calor em processos em que a pressão é mantida constante. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 13. Para responder a questão temos que recordar que a inclinação da reta indica o valor do calor específico da substância. Portanto se a inclinação é maior da reta, maior o calor específico. Com isso podemos verificar que o menor calor específico é da substância X que corresponde ao ar. Já o maior calor específico pertence a substância Z e este é da água. Portanto a ordem solicitada na questão é AR, Álcool e ÁGUA. Resposta letra A. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 14. para resolver a questão temos que lembrar que uma carga positiva produz um campo elétrico em um ponto qualquer sempre direcionado para longe da carga geradora e se for negativa aponta para a mesma. Na figura abaixo está a determinação do compo elétrico resultante entre as duas cargas elétricas +Q e -Q. (Considere que os valores de calor específico do ar, do álcool e da água são, respectivamente, 1,0 kj/kg. o C,,5 kj/kg. o C e 4, kj/kg. o C.) Com base nesses dados, é correto afirmar que as linhas do gráfico identificadas pelas letras X, Y e Z, representam, respectivamente, (A) o ar, o álcool e a água. (B) o ar, a água e o álcool. (C) a água, o ar e o álcool. (D) a água, o álcool e o ar. (E) o álcool, a água e o ar. 14. As cargas elétricas +Q, -Q e +Q estão dispostas num círculo de raio R, conforme representado na figura abaixo. Agora fazemos a resultante entre este vetor resultante determinado na figura acima com o vetor campo elétrico produzido pela carga +Q. Esta resultante nos fornece a resposta da questão. Note que o vetor produzido pela carga +Q deve ter o dobro do tamanho dos vetores campo elétrico produzido pelas outras cargas pois esta tem o dobro da carga em relação as outras. Resposta B. Com base nos dados da figura, é correto afirmar que, o campo elétrico resultante no ponto situado no centro do círculo está representado pelo vetor (A) E1. (B) E. (C) E3. (D) E4. (E) E5. 6

7 15. Considere que U é a energia potencial elétrica de duas partículas com cargas +Q e -Q, fixas a uma distância R uma da outra. Uma nova partícula de carga +Q é agregada a este sistema entre as duas partículas iniciais, conforme representado na figura abaixo. A energia potencial elétrica desta nova configuração do sistema é (A) zero. (B) U/4. (C) U/. (D) U. (E) 3U. 16. Considere o circuito abaixo. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 15. Para saber a nova energia potencial do sistema temos que determinar antes o potencial no ponto onde a terceira carga foi colocada, pois a energia potencial neste ponto depende do potencial elétrico (EP = q.u). O potencial no ponto onde foi colocado a terceira carga é a soma dos potenciais produzido pelas duas cargas iniciais. Chamaremos o potencial neste ponto de UP. Como as duas cargas geradoras laterais tem mesma carga e estão a mesma distância do ponto onde é colocada a terceira carga, estas duas cargas geram o mesmo potencial, porém com sinais diferentes, pois o potencial depende do sinal da carga. Com isso podemos assumir um potencial elétrico de valor U para a carga positiva e -U para a carga geradora negativa. UP = U1 + U = U - U = 0 Então a energia potencial no referido ponto será: EP = q.u = +Q.0 = 0 J Isto implica que o adicionamento desta terceira carga não afeta o valor da energia potencial do sistema, mantendo este como o mesmo valor inicial U. Resposta letra D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 16. Primeiramente vamos determinar o valor da resistência equivalente do circuito, usando a Lei de Ohm. R eq = U i = 0 4 = 5Ω No circuito, por onde passa uma corrente elétrica de 4 A, três resistores estão conectados a uma fonte ideal de força eletromotriz de 0 V. Os valores da resistência total deste circuito e da resistência RX são, respectivamente, (A) 0,8 Ω e,6 Ω. (B) 0,8 Ω e 4,0 Ω. (C) 5,0 Ω e 5,0 Ω. (D) 5,0 Ω e 10,0 Ω. (E) 10,0 Ω e 4,0 Ω. 17. A figura abaixo representa três posições, P1, P e P3, de um anel condutor que se desloca com velocidade v constante numa região em que há um campo magnético B, perpendicular ao plano da página. Com base nestes dados, é correto afirmar que a corrente elétrica induzida no anel surge (A) apenas em P1. (B) apenas em P. (C) apenas em P1 e P3. (D) apenas em P e P3. (E) em P1, P e P3. Agora vamos determinar o valor da RX resolvendo o circuito misto. Note que os dois resistores de 6 Ω e 4 Ω estão em série e podem ser substituídos por um de 10 Ω. A partir daí teremos dois resistores em paralelo de 10 Ω e RX que dão ao circuito uma resistência equivalente de 5 Ω. Então temos: R eq = R.R 1 5 = 10.R X 5. ( 10 + R R 1 + R 10 + R X ) = 10.R X X R X = 10.R X 5R X = 50 R X = 10Ω Resposta letra D. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 17. De acordo com a Lei de Faraday-Neumann-Lenz, só a corrente induzida no anel condutor se o fluxo magnético variar. Com base nessa informação, podemos verificar pela figura que na posição P1 onde o anel está entrando na região de campo magnético o fluxo magnético está aumentando e com isso teremos o surgimento de uma corrente induzida. Na posição P o anel encontra-se totalmente dentro da região se deslocando com velocidade constante, e portanto não tem variação do fluxo magnético e com isso não tem corrente induzida no anel. E na posição P3 o anel sai da região onde existe o campo magnético, reduzindo o fluxo magnético, e portanto surge uma corrente induzida devido a esta variação do fluxo magnético. Resposta letra C. 7

8 18. Circuitos elétricos especiais provocam oscilações de elétrons em antenas emissoras de estações de rádio. Esses elétrons acelerados emitem ondas de rádio que, através de modulação controlada da amplitude ou da frequência, transportam informações. Qual é, aproximadamente, o comprimento de onda das ondas emitidas pela estação de rádio da UFRGS, que opera na frequência de 1080 khz? (Considere a velocidade de propagação das ondas eletromagnéticas na atmosfera igual a 3x10 8 m/s.) (A) 3,6x10-6 m. (B) 3,6x10-3 m. (C),8x10 m. (D),8x10 5 m. (E),8x10 8 m 19. Considere as seguintes afirmações sobre ondas eletromagnéticas. I Frequências de ondas de rádio são menores que frequências da luz visível. II Comprimentos de onda de microondas são maiores que comprimentos de onda da luz visível. III Energias de ondas de rádio são menores que energias de microondas. Quais estão corretas? (A) Apenas I. (B) Apenas II. (C) Apenas III. (D) Apenas II e III. (E) I, II e III. 0. Um determinado pêndulo simples oscila com pequena amplitude em um dado local da superfície terrestre, e seu período de oscilação é de 8 s. Reduzindo-se o comprimento desse pêndulo para 1/4 do comprimento original, sem alterar sua localização, é correto afirmar que sua frequência, em Hz, será de (A). (B) 1/. (C) 1/4. (D) 1/8. (E) 1/ Um estudante, para determinar a velocidade da luz num bloco de acrílico, fez incidir um feixe de luz sobre o bloco. Os ângulos de incidência e refração medidos foram, respectivamente, 45 o e 30 o. Dado : sen 30 o = 1 ; sen 45o = Sendo c a velocidade de propagação da luz no ar, o valor obtido para a velocidade de propagação da luz no bloco é (A) c. (B). (C) c. (D) c. (E) c. c RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 18. No enunciado temos a velocidade das ondas (v = 3x10 8 m/s) e a frequência da mesma (f = 1080 khz) Com isso podemos calcular o comprimento de onda usando a relação: v = λ.f Substituindo temos: 3x10 8 = l.1080x10 3 l =,8x10 m Resposta letra C. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 19. Analisando as afirmações temos: I - Correta! Na dúvida verifique o espectro eletromagnético. II - Correta,Microondas estão numa faixa de frequência menor que a luz visível (espectro eletromagnético), e como o comprimento de onda e a frequência são inversamente proporcionais (f = v/l), se a faixa de microondas tem frequência menor, então esta terá maior comprimento de onda que a faixa da luz visível. III - Correta, mas quando consideramos o caráter corpuscular, pois os fótons tem sua energia proporcional à frequência (E = h.f), pois para a onda eletromagnética sua energia é proporcional a amplitude do campo. Resposta letra E. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 0. Para determinar sua nova frequência temos que usar a seguinte relação do M.H.S. para os pêndulos simples: T = π Observando a equação acima, vemos que o período é proporcional à raiz quadrada do complimento. Então o novo período será: T' = π 4 g = 1 π g g = 1 T = 1.8 = 4s Como o período está relacionado com a frequência através da relação f = 1/T, então a frequência nova será: f = 1/4 Hz Resposta letra C. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 1. Para determinar a velocidade de propagação da luz no bloco de acrílico temos que usar a Lei de Snell-Descartes. n 1.sen θ 1 = n.sen θ 1.sen 45 o = n.sen 30 o = n.sen 1 n = n é o índice de refração do bloco de acrílico que usaremos na seguinte relação para determinar a velocidade da luz no referido bloco. n = c v onde v é a velocidade da luz no meio referido e n o índice de refração também neste mesmo meio que no caso para a questão é o acrílico. n = c v = c v acrílico v acrílico = c 8 Resposta letra B.

9 . Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. Para que os seguranças possam controlar o movimento dos clientes, muitos estabelecimentos comerciais instalam espelhos convexos em pontos estratégicos das lojas. A adoção desse procedimento deve-se ao fato de que esses espelhos aumentam o campo de visão do observador. Isto acontece porque a imagem de um objeto formada por esses espelhos é...,... e objeto. (A) virtual direta menor que o (B) virtual invertida maior que o (C) virtual invertida igual ao (D) real invertida menor que o (E) real direta igual ao 3. Em 1905, Einstein propôs uma teoria simples e revolucionária para explicar o efeito fotoelétrico, a qual considera que a luz é constituida por partículas sem massa, chamada de fótons. Cada fóton carrega uma energia dada por hf, onde h = 4,1x10-15 ev.s é a constante de planck, e f é a frequência da luz. Einstein relacionou a energia cinética, E, com que o elétron emerge da superfície do material, à frequência da luz incidente sobre ele e à função trabalho, W, através da equação E = hf - W. A função trabalho W corresponde à energia necessária para um elétron ser ejetado do material. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO. O espelho que a questão está se referindo é o CONVEXO. O formato desse espelho aumenta o campo de visão e a imagem conjugada por este espelho tem as seguintes características: VIRTUAL, DIRETA E MENOR QUE O OBJETO. Resposta A. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 3. Para determinar a frequência usaremos o valor da maior função trabalho, pois esta ocorrerá em todos os elementos citados no enunciado. Usando a equação de Einstein dada no enunciado podemos determinar a frequência, mas temos que entender que para a frequência mínima em que os elétrons são arrancados da superfície do metal, estes não possuem energia cinética (E = 0). E = h.f - W 0 = 4,1x10-15.f - 6,3 6,3 = 4,1x10-15.f f = 6,3/4,1x10-15 = 1,55x10 15 Hz = 1,6x10 15 Hz Resposta E. Em uma experiência realizada com os elementos Potássio (K), Chumbo (Pb) e Platina (Pt), deseja-se obter o efeito fotoelétrico fazendo incidir radiação eletromagnética de mesma frequência sobre cada um desses elementos. Dado que os valores da função trabalho para esses elementos são WK =,1 ev, WPb = 4,1 ev e WPt = 6,3 ev, é correto afirmar que o efeito fotoelétrico será observado, nos três elementos, na frequência (A) 1,x10 14 Hz. (C) 5,4x10 14 Hz. (E) 1,6x10 15 Hz. (B) 3,1x10 14 Hz. (D) 1,0x10 15 Hz. 9

10 4. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. Uma característica importante das radiações diz respeito ao seu poder de penetração na matéria. Chama-se alcance a distância que uma partícula percorre até parar. Para partículas a é... da partícula b. Raios X e raios g são radiações de mesma natureza, mas enquanto os raios X se originam..., os raios g têm origem... do átomo. (A) maior que o na eletrosfera no núcleo (B) maior que o no núcleo na eletrosfera (C) igual ao no núcleo na eletrosfera (D) menor que o no núcleo na eletrosfera (E) menor que o na eletrosfera no núcleo 5. Assinale a alternativa que preenche corretamente as laculas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. As reações nucleares RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 4. Preenchendo as lacunas da questão temos: As partículas ALFA possuem um poder de penetração menor do que as partículas BETA, devido possuírem uma massa maior e maior carga. Quanto maior for esses fatores maior a interação da partícula com o meio e menor seu alcance. Os raios X podem ser são originados nas transições eletrônicas dos elétrons na eletrosfera, já os raios g vem de transições que provocam desintegrações no núcleo do átomo. Resposta letra E. RESOLUÇÃO DA QUESTÃO 5. Na primeira reação nuclear a partir de dois deuterons temos a formação de um isótopo do hélio, processo esse conhecido como FUSÃO NUCLEAR. Na segunda reação nuclear temos um neutrons atingindo um núcleo de urânio no início do processo e na sequência da reação temos a formação de núcleos de menor massa atômica e liberação de neutrons, este processo é chamado de FISSÃO NUCLEAR. Portanto resposta letra B. H 1 + H 1 3 H + n e n + 35 U 9 91 Kr Ba n liberam energia e são, respectivamente, exemplos de reações nucleares chamadas... e.... (A) fissão nuclear fusão nuclear (B) fusão nuclear fissão nuclear (C) reação em cadeia fusão nuclear (D) reação em cadeia fissão nuclear (E) reação em cadeia reação em cadeia 10

:: Física :: é percorrida antes do acionamento dos freios, a velocidade do automóvel (54 km/h ou 15 m/s) permanece constante.

:: Física :: é percorrida antes do acionamento dos freios, a velocidade do automóvel (54 km/h ou 15 m/s) permanece constante. Questão 01 - Alternativa B :: Física :: Coo a distância d R é percorrida antes do acionaento dos freios, a velocidade do autoóvel (54 k/h ou 15 /s) peranece constante. Então: v = 15 /s t = 4/5 s v = x

Leia mais

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B.

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B. 04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A e m B, sendo m A < m B, afirma-se que 01. Um patrulheiro, viajando em um carro dotado de radar a uma

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27 1 FÍSICA Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 01. Considere que cerca de 70% da massa do corpo humano é constituída de água. Seja 10 N, a ordem de grandeza do número de moléculas de água no corpo de um

Leia mais

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de?

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de? Física 01. Um fio metálico e cilíndrico é percorrido por uma corrente elétrica constante de. Considere o módulo da carga do elétron igual a. Expressando a ordem de grandeza do número de elétrons de condução

Leia mais

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A 1. (UFRGS-2) Ao resolver um problema de Física, um estudante encontra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg.m 2 /s 3. Estas unidades representam (A) força. (B) energia. (C) potência. (D) pressão.

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física Vestibular URGS 2015 Resolução da Prova de ísica 1. Alternativa (C) O módulo da velocidade relativa de móveis em movimentos retilíneos de sentidos opostos pode ser obtido pela expressão matemática: v r

Leia mais

FÍSICA. Questões de 01 a 04

FÍSICA. Questões de 01 a 04 GRUPO 1 TIPO A FÍS. 1 FÍSICA Questões de 01 a 04 01. Considere uma partícula presa a uma mola ideal de constante elástica k = 420 N / m e mergulhada em um reservatório térmico, isolado termicamente, com

Leia mais

Física. Resolução. Q uestão 01 - A

Física. Resolução. Q uestão 01 - A Q uestão 01 - A Uma forma de observarmos a velocidade de um móvel em um gráfico d t é analisarmos a inclinação da curva como no exemplo abaixo: A inclinação do gráfico do móvel A é maior do que a inclinação

Leia mais

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2 OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

18 a QUESTÃO Valor: 0,25

18 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a A 0 a QUESTÃO FÍSICA 8 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a QUESTÃO Valor: 0,25 Entre as grandezas abaixo, a única conservada nas colisões elásticas, mas não nas inelásticas é o(a): 2Ω 2 V 8Ω 8Ω 2 Ω S R 0 V energia

Leia mais

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d)

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d) Questão 46 b) Sobre um trilho reto, uma pequena esfera descreve um movimento uniformemente variado. Um estudante resolveu analisar esse movimento e construiu o gráfico do espaço percorrido (S) em função

Leia mais

Aula de Véspera - Inv-2009 Professor Leonardo

Aula de Véspera - Inv-2009 Professor Leonardo 01. Dois astronautas, A e B, encontram-se livres na parte externa de uma estação espacial, sendo desprezíveis as forças de atração gravitacional sobre eles. Os astronautas com seus trajes espaciais têm

Leia mais

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças 1) (UNIGRANRIO) Um veículo de massa 1200kg se desloca sobre uma superfície plana e horizontal. Em um determinado instante passa a ser acelerado uniformemente, sofrendo uma variação de velocidade representada

Leia mais

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A.

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A. FISIC 01. Raios solares incidem verticalmente sobre um canavial com 600 hectares de área plantada. Considerando que a energia solar incide a uma taxa de 1340 W/m 2, podemos estimar a ordem de grandeza

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Considerando a interdependência das várias áreas de conhecimento dentro da Física, julgue os itens a seguir. 61 A temperatura de um cubo de gelo a 0 ºC, ao ser colocado em um

Leia mais

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2 Dados: FÍSICA Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 1 4πε 0 = 9,0 10 9 Nm /C Calor específico da água: 1,0 cal/g o C Calor latente de evaporação da água: 540 cal/g

Leia mais

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de dmissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Questão Concurso 009 Uma partícula O descreve um movimento retilíneo uniforme e está

Leia mais

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR TC 3 UECE - 03 FASE MEICINA e EGULA SEMANA 0 a 5 de dezembro POF.: Célio Normando. A figura a seguir mostra um escorregador na forma de um semicírculo de raio = 5,0 m. Um garoto escorrega do topo (ponto

Leia mais

UFRGS 2000 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

UFRGS 2000 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE 1. Ao resolver um problema de Física, um estudante encontra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg.m 2 /s 3. Estas unidades representam RESOLUÇÃO DAS QUESTÃO 1. Para resolver

Leia mais

UFRGS 2007 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2007 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Instrução: As questões 26 e 27 referem-se ao enunciado abaixo. Na figura que segue, estão representadas as trajetórias de dois projéteis, A e B, no

Leia mais

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra.

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. FÍSIC 1 nalise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. Esse circuito é composto por condutores ideais (sem

Leia mais

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA REVISÃO ª FASE BAHIANA 1 Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo

Leia mais

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s ; para a massa específica

Leia mais

UFRGS 2009 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2009 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello 1. A seqüência de pontos na figura abaixo marca as posições, em intervalos de 1 segundo, de um corredor de 100 metros rasos, desde a largada até após

Leia mais

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Durante uma brincadeira, Rafael utiliza o dispositivo mostrado nesta figura para lançar uma bolinha horizontalmente. Nesse

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 A L 0 H mola apoio sem atrito B A figura acima mostra um sistema composto por uma parede vertical

Leia mais

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Um pequeno refrigerador para estocar vacinas está inicialmente desconectado da rede elétrica e o ar em seu interior encontra-se

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C Questão 46 O movimento de uma partícula é caracterizado por ter vetor velocidade e vetor aceleração não nulo de mesma direção. Nessas condições, podemos afirmar que esse movimento é a) uniforme. b) uniformemente

Leia mais

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 01 - A figura mostra um sistema massa-mola que pode oscilar livremente, sem atrito, sobre a superfície horizontal e com resistência do ar desprezível. Nesse

Leia mais

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

FÍSICA PARA PRF PROFESSOR: GUILHERME NEVES

FÍSICA PARA PRF PROFESSOR: GUILHERME NEVES Olá, pessoal! Tudo bem? Vou neste artigo resolver a prova de Fïsica para a Polícia Rodoviária Federal, organizada pelo CESPE-UnB. Antes de resolver cada questão, comentarei sobre alguns trechos das minhas

Leia mais

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem:

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem: 46 c FÍSICA Um corpo de 250 g de massa encontra-se em equilíbrio, preso a uma mola helicoidal de massa desprezível e constante elástica k igual a 100 N/m, como mostra a figura abaixo. O atrito entre as

Leia mais

= R. Sendo m = 3,3. 10 27 kg, V = 3,0. 10 7 m/s e R = 0,45m, calcula-se a intensidade da força magnética. 3,3. 10 27. (3,0. 10 7 ) 2 = (N) 0,45

= R. Sendo m = 3,3. 10 27 kg, V = 3,0. 10 7 m/s e R = 0,45m, calcula-se a intensidade da força magnética. 3,3. 10 27. (3,0. 10 7 ) 2 = (N) 0,45 37 a FÍSICA Em um cíclotron tipo de acelerador de partículas um deutério alcança velocidade final de 3,0 x 10 7 m/s, enquanto se move em um caminho circular de raio 0,45m, mantido nesse caminho por uma

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12

LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12 LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12 Questão 01) Quando uma pessoa se aproxima de um espelho plano ao longo da direção perpendicular a este e com uma velocidade de módulo 1 m/s, é correto afirmar que

Leia mais

E irr = P irr T. F = m p a, F = ee, = 2 10 19 14 10 19 2 10 27 C N. C kg = 14 1027 m/s 2.

E irr = P irr T. F = m p a, F = ee, = 2 10 19 14 10 19 2 10 27 C N. C kg = 14 1027 m/s 2. FÍSICA 1 É conhecido e experimentalmente comprovado que cargas elétricas aceleradas emitem radiação eletromagnética. Este efeito é utilizado na geração de ondas de rádio, telefonia celular, nas transmissões

Leia mais

UFRGS 2014 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2014 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello UFRGS 2014 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA Prof. Giovane Irribarem de Mello INSTRUÇÃO: Sempre que for necessário utilizar valores dos módulos da aceleração da gravidade na superfície da Terra ou da velocidade

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012 GABARITO DA PROVA DE FÍSICA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012 GABARITO DA PROVA DE FÍSICA UFJF CONCURSO VESTIBULAR GABARITO DA PROVA DE FÍSICA Na solução da prova, use quando necessário: Aceleração da gravidade g = m / s ; Densidade da água ρ =, g / cm = kg/m 8 Velocidade da luz no vácuo c

Leia mais

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida Questão 46 Nesta questão, o candidato precisa saber que um filtro de luz realiza a refração seletiva, deixando passar as cores que o compõe e absorvendo substancialmente as outras cores. Assim, para absorver

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B Questão 46 Um ferreiro golpeia, com a marreta, uma lâmina de ferro, em ritmo uniforme, a cada 0,9 s. Um observador afastado desse ferreiro vê, com um binóculo, a marreta atingir o ferro e ouve o som das

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER)

RESOLUÇÃO DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER) DA PROVA DA UFPR (2015) FÍSICA A (PROF. HAUSER) 01)Um veículo está se movendo ao longo de uma estrada plana e retilínea. Sua velocidade em função do tempo, para um trecho do percurso, foi registrada e

Leia mais

Física Interação e Tecnologia

Física Interação e Tecnologia Apontamentos das obras LeYa em relação as Orientações Teórico-Metodológicas para o Ensino Médio do estado de PERNAMBUCO Física Interação e Tecnologia 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser

Leia mais

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa D. alternativa D

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa D. alternativa D Questão 37 Os movimentos de dois veículos, e, estão registrados nos gráficos da figura. s(m) 37 3 22 1 7 t(s) 1 1 2 Sendo os movimentos retilíneos, a velocidade do veículo no instante em que alcança é

Leia mais

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará.

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará. TC 3 UECE 01 FASE POF.: Célio Normando Conteúdo: Lâmpadas Incandescentes 1. A lâmpada incandescente é um dispositivo elétrico que transforma energia elétrica em energia luminosa e energia térmica. Uma

Leia mais

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s SIMULADO DE FÍSICA ENSINO MÉDIO 1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s 2) Um avião voa com velocidade constante

Leia mais

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE 1. Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo anel e o sentido está

Leia mais

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA 1. Procedimento de segurança, em auto-estradas, recomenda que o motorista mantenha uma distância de 2 segundos do carro que está à sua frente, para que, se necessário, tenha

Leia mais

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO A prova de física exigiu um bom conhecimento dos alunos. Há questões relacionadas principalmente com a investigação e compreensão dos

Leia mais

P R O V A DE FÍSICA II

P R O V A DE FÍSICA II 1 P R O V A DE FÍSICA II QUESTÃO 16 A figura mostra uma barra rígida articulada no ponto O. A barra é homogênea e seu peso P está em seu ponto médio. Sobre cada uma de suas extremidades são aplicadas forças

Leia mais

Prova 3 Física QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3

Prova 3 Física QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3 Prova 3 QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. UEM Comissão Central do Vestibular Unificado FÍSICA 01 O diagrama abaixo mostra um brinquedo

Leia mais

Aula de Véspera - Inv-2008

Aula de Véspera - Inv-2008 01. Um projétil foi lançado no vácuo formando um ângulo θ com a horizontal, conforme figura abaixo. Com base nesta figura, analise as afirmações abaixo: (001) Para ângulos complementares teremos o mesmo

Leia mais

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representada por g. Quando necessário adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g.

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g. Questão 01 008 Um astronauta, de pé sobre a superfície da Lua, arremessa uma pedra, horizontalmente, a partir de uma altura de 1,5 m, e verifica que ela atinge o solo a uma distância de 15 m. Considere

Leia mais

=30m/s, de modo que a = 30 10 =3m/s2. = g sen(30 o ), e substituindo os valores, tem-se. = v B

=30m/s, de modo que a = 30 10 =3m/s2. = g sen(30 o ), e substituindo os valores, tem-se. = v B FÍSIC 1 Considere a figura a seguir. Despreze qualquer tipo de atrito. a) O móvel de massa M = 100 kg é uniformemente acelerado (com aceleração a) a partir do repouso em t =0 segundos, atingindo B, emt

Leia mais

Capítulo 4 Trabalho e Energia

Capítulo 4 Trabalho e Energia Capítulo 4 Trabalho e Energia Este tema é, sem dúvidas, um dos mais importantes na Física. Na realidade, nos estudos mais avançados da Física, todo ou quase todos os problemas podem ser resolvidos através

Leia mais

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE Lista de Eletrostática da UFPE e UPE 1. (Ufpe 1996) Duas pequenas esferas carregadas repelem-se mutuamente com uma força de 1 N quando separadas por 40 cm. Qual o valor em Newtons da força elétrica repulsiva

Leia mais

Física: Eletromagnetismo

Física: Eletromagnetismo Física: Eletromagnetismo Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof. Alex Regis Questão 01 Está(ão) correta(s): Considere as afirmações a seguir a respeito de ímãs. I. Convencionou-se

Leia mais

Professor Felipe Técnico de Operações P-25 Petrobras

Professor Felipe Técnico de Operações P-25 Petrobras Professor Felipe Técnico de Operações P-25 Petrobras Contatos : Felipe da Silva Cardoso professorpetrobras@gmail.com www.professorfelipecardoso.blogspot.com skype para aula particular online: felipedasilvacardoso

Leia mais

Propriedades Corpusculares da. First Prev Next Last Go Back Full Screen Close Quit

Propriedades Corpusculares da. First Prev Next Last Go Back Full Screen Close Quit Propriedades Corpusculares da Radiação First Prev Next Last Go Back Full Screen Close Quit Vamos examinar dois processos importantes nos quais a radiação interage com a matéria: Efeito fotoelétrico Efeito

Leia mais

Questão 57. Questão 58. Questão 59. alternativa C. alternativa C

Questão 57. Questão 58. Questão 59. alternativa C. alternativa C Questão 57 Um automóvel e um ônibus trafegam em uma estrada plana, mantendo velocidades constantes em torno de 100 km/h e 75 km/h, respectivamente. Os dois veículos passam lado a lado em um posto de pedágio.

Leia mais

Questão 37. Questão 38. alternativa B. alternativa E

Questão 37. Questão 38. alternativa B. alternativa E Questão 37 O motorista de um veículo A é obrigado a frear bruscamente quando avista um veículo B à sua frente, locomovendo-se no mesmo sentido, com uma velocidade constante menor que a do veículo A. Ao

Leia mais

UFRGS 2002 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello Curso: Uniforte Pré-Vestibular

UFRGS 2002 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello Curso: Uniforte Pré-Vestibular UFRGS 00 RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Curso: 01. Em uma manhã de março de 001, a plataforma petrolífera P-36, da Petrobrás, foi a pique. Em apenas três minutos, ela percorreu

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2011 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 Um varal de roupas foi construído utilizando uma haste rígida DB de massa desprezível, com

Leia mais

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática Questões COVEST Física Elétrica Prof. Rogério Porto Assunto: Eletrostática 1. Duas esferas condutoras A e B possuem a mesma carga Q. Uma terceira esfera C, inicialmente descarregada e idêntica às esferas

Leia mais

1 a QUESTÃO Valor 1,0

1 a QUESTÃO Valor 1,0 1 a QUESTÃO Valor 1,0 Um esquimó aguarda a passagem de um peixe sob um platô de gelo, como mostra a figura abaixo. Ao avistá-lo, ele dispara sua lança, que viaja com uma velocidade constante de 50 m/s,

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa B. alternativa B. alternativa D

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa B. alternativa B. alternativa D Questão 46 Uma das grandezas que representa o fluxo de elétrons que atravessa um condutor é a intensidade da corrente elétrica, representada pela letra i. Trata-se de uma grandeza a) vetorial, porque a

Leia mais

FÍSICA. Professores: Cezar, Luciano, Maragato

FÍSICA. Professores: Cezar, Luciano, Maragato FÍSICA Professores: Cezar, Luciano, Maragato Comentário Geral O aluno preocupado com macetes com certeza encontrou problemas na realização da prova, uma vez que ela apresentou elevado grau de dificuldade

Leia mais

+ t 2 )/2, então substituindo. Observe: ( ) ( ) ( ) 2

+ t 2 )/2, então substituindo. Observe: ( ) ( ) ( ) 2 01. Na temporada automobilística de Fórmula 1 do ano passado, os motores dos carros de corrida atingiram uma velocidade angular de 18.000 rotações por minuto. Em rad/s, qual é o valor dessa velocidade?

Leia mais

No conjunto de gráficos a seguir, está representada a velocidade em função do tempo para seis situações distintas.

No conjunto de gráficos a seguir, está representada a velocidade em função do tempo para seis situações distintas. FÍSICA Instrução: Sempre que for necessário utilizar valores dos módulos da aceleração da gravidade na superfície da Terra ou da velocidade da luz no vácuo, considere esses valores como 9,80 m/s 2 e 3,00

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 1998 Segunda Etapa

PROVA DE FÍSICA 1998 Segunda Etapa PROVA DE FÍSICA 1998 Segunda Etapa QUESTÃO 01 Um cano de irrigação, enterrado no solo, ejeta água a uma taxa de 15 litros por minuto com uma velocidade de 10 m/s. A saída do cano é apontada para cima fazendo

Leia mais

UFRGS 2006 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2006 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello UFRGS 006 RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello 01. Em uma aula de laboratório, os alunos realizam um experimento para demonstrar a relação linear existente entre a massa e o volume de

Leia mais

GABARITO DO SIMULADO DISCURSIVO

GABARITO DO SIMULADO DISCURSIVO GABARITO DO SIMULADO DISCURSIVO 1. (Unifesp 013) O atleta húngaro Krisztian Pars conquistou medalha de ouro na olimpíada de Londres no lançamento de martelo. Após girar sobre si próprio, o atleta lança

Leia mais

FÍSICA. Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Duração desta prova: TRÊS HORAS. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FAÇA LETRA LEGÍVEL

FÍSICA. Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Duração desta prova: TRÊS HORAS. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FAÇA LETRA LEGÍVEL FÍSICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este caderno contém oito questões, constituídas de itens e subitens, abrangendo um total de doze páginas,

Leia mais

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS A correção de cada questão será restrita somente ao que estiver registrado no espaço

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA Professor: Renato Medeiros EXERCÍCIOS NOTA DE AULA IV Goiânia - 2014 EXERCÍCIOS 1. Uma partícula eletrizada positivamente é

Leia mais

Revisão de Física Vestibular ITA 2011

Revisão de Física Vestibular ITA 2011 Vestibular ITA 011 Questão 1 Um cilindro oco, feito de material isolante, é fechado em uma das extremidades por uma placa metálica fixa e na outra por um pistão metálico bem ajustado livre para se mover.

Leia mais

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE -2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE DISCURSIVA OBJETIVA QUÍMICA FÍSICA QUÍMICA FÍSICA Matéria e energia Propriedades da matéria Mudanças de estado físico

Leia mais

Questão 1 Questão 2. Resposta. Resposta

Questão 1 Questão 2. Resposta. Resposta ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço a ela reservado. Não basta escrever apenas o resultado final: é necessário mostrar os cálculos ou o raciocínio utilizado. Utilize g 10 m/s

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Física 12.º ano homologado em 21/10/2004 ENSINO SECUNDÁRIO FÍSICA 12.º ANO TEMAS/DOMÍNIOS

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa E. alternativa B. Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa E. alternativa B. Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente Questão 46 Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente variado, deseja determinar a posição de um móvel no instante em que ele muda o sentido de seu movimento. Sendo a função horária da posição

Leia mais

Universidade Federal do Ceará 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. Data: 14.12.2009 Duração: 04 horas CORRETOR 1

Universidade Federal do Ceará 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. Data: 14.12.2009 Duração: 04 horas CORRETOR 1 1ª AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO FINAL CORRETOR 1 01 02 03 04 05 06 07 08 Reservado à CCV Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV Comissão do Vestibular Reservado à CCV 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA

Leia mais

c) A corrente induzida na bobina imediatamente após a chave S ser fechada terá o mesmo sentido da corrente no circuito? Justifique sua resposta.

c) A corrente induzida na bobina imediatamente após a chave S ser fechada terá o mesmo sentido da corrente no circuito? Justifique sua resposta. Questão 1 Um estudante de física, com o intuito de testar algumas teorias sobre circuitos e indução eletromagnética, montou o circuito elétrico indicado na figura ao lado. O circuito é composto de quatro

Leia mais

Cinemática UFRGS de 1998-2012

Cinemática UFRGS de 1998-2012 Cinemática UFRGS de 1998-2012 (UFRGS 1998) A tabela registra dados do deslocamento x em função do tempo t, referentes ao movimento retilíneo uniforme de um móvel. Qual é a velocidade desse móvel? t(s)

Leia mais

QUESTÃO 01. a) Qual a temperatura do forno? b) Qual a variação de energia interna do bloco do latão. QUESTÃO 02

QUESTÃO 01. a) Qual a temperatura do forno? b) Qual a variação de energia interna do bloco do latão. QUESTÃO 02 Quando necessário considere: g = 10 m/s 2, densidade da água = 1 g/cm 3, 1 atm = 10 5 N/m 2, c água = 1 cal/g. 0 C, R = 8,31 J/mol.K, velocidade do som no ar = 340 m/s e na água = 1500 m/s, calor específico

Leia mais

Física - UFRGS 2010. 02. Alternativa D Afirmativa I Um ano corresponde à distância percorrida pela luz durante um ano.

Física - UFRGS 2010. 02. Alternativa D Afirmativa I Um ano corresponde à distância percorrida pela luz durante um ano. Física - UFRGS 2010 01. Alternativa E De acordo com as leis de Kepler, a órbita de cada planeta é uma elipse com o Sol em um dos focos. A reta que une um planeta e o Sol, varre áreas iguais em tempos iguais

Leia mais

Prova 3 Física. N ọ DE INSCRIÇÃO:

Prova 3 Física. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova 3 QUESTÕES OBJETIIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO ANDIDATO: N ọ DE INSRIÇÃO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA. onfira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSRIÇÃO e NOME, conforme o que consta na etiqueta

Leia mais

UFRGS 2008 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello

UFRGS 2008 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA. Prof. Giovane Irribarem de Mello UFGS 008 ESOLUÇÃO DA POVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Instrução: As questões 01 e 0 referem-se ao enunciado abaixo. O gráfico que segue representa os movimentos unidimensionais de duas partículas,

Leia mais

- PRIMEIRA PROVA COMUM - COMENTADA

- PRIMEIRA PROVA COMUM - COMENTADA FÍICA 1 QUETÃO 11 Leia atentamente o seguinte texto e responda a questão proposta. Quando o físico francês Antoine Henri Becquerel (185-1908) descoriu, em 1896, que o urânio emitia espontaneamente uma

Leia mais

( ) ( ) ( ( ) ( )) ( )

( ) ( ) ( ( ) ( )) ( ) Física 0 Duas partículas A e, de massa m, executam movimentos circulares uniormes sobre o plano x (x e representam eixos perpendiculares) com equações horárias dadas por xa ( t ) = a+acos ( ωt ), ( t )

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. x v média. t t. x x

TIPO-A FÍSICA. x v média. t t. x x 12 FÍSICA Aceleração da gravidade, g = 10 m/s 2 Constante gravitacional, G = 7 x 10-11 N.m 2 /kg 2 Massa da Terra, M = 6 x 10 24 kg Velocidade da luz no vácuo, c = 300.000 km/s 01. Em 2013, os experimentos

Leia mais

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DO TESTE INTERMÉDIO - 2014 (VERSÃO 1) GRUPO I 1. H vap (H 2O) = 420 4 H vap (H 2O) = 1,69 10 3 H vap (H 2O) = 1,7 10 3 kj kg 1 Tendo em consideração a informação dada no texto o calor

Leia mais

Lista 1 Cinemática em 1D, 2D e 3D

Lista 1 Cinemática em 1D, 2D e 3D UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ESTUDOS BÁSICOS E INSTRUMENTAIS CAMPUS DE ITAPETINGA PROFESSOR: ROBERTO CLAUDINO FERREIRA DISCIPLINA: FÍSICA I Aluno (a): Data: / / NOTA: Lista

Leia mais

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARALELA 4º BIMESTRE

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARALELA 4º BIMESTRE EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARALELA 4º BIMESTRE NOME Nº SÉRIE : 1º EM DATA : / / BIMESTRE 3º PROFESSOR: Renato DISCIPLINA: Física 1 VISTO COORDENAÇÃO ORIENTAÇÕES: 1. O trabalho deverá ser feito em papel

Leia mais

p A = p B = = ρgh = h = Por outro lado, dado que a massa total de fluido despejada foi m, temos M 1 m = ρ(v 1 + V 2 ) = ρ 4 H + πd2 4 h = H = 4

p A = p B = = ρgh = h = Por outro lado, dado que a massa total de fluido despejada foi m, temos M 1 m = ρ(v 1 + V 2 ) = ρ 4 H + πd2 4 h = H = 4 Q1 (,5) Um pistão é constituído por um disco ao qual se ajusta um tubo oco cilíndrico de diâmetro d. O pistão está adaptado a um recipiente cilíndrico de diâmetro D. massa do pistão com o tubo é M e ele

Leia mais

PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA)

PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA) PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA) 33 - Sete bilhões de habitantes, aproximadamente, é a população da Terra hoje. Assim considere a Terra uma esfera carregada positivamente, em que cada habitante seja

Leia mais

CINEMÁTICA SUPER-REVISÃO REVISÃO

CINEMÁTICA SUPER-REVISÃO REVISÃO Física Aula 10/10 Prof. Oromar Baglioli UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta Questão 1 A energia que um atleta gasta pode ser determinada pelo volume de oxigênio por ele consumido na respiração. Abaixo está apresentado o gráfico do volume V de oxigênio, em litros por minuto, consumido

Leia mais

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 FÍSICA Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 28 d Leia com atenção a tira da Turma da Mônica mostrada abaixo e analise as afirmativas que se seguem, considerando os princípios da Mecânica Clássica.

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Instituto de Ciência e Tecnologia Bacharelado em Ciência e Tecnologia

Universidade Federal de São Paulo Instituto de Ciência e Tecnologia Bacharelado em Ciência e Tecnologia Universidade Federal de São Paulo Instituto de Ciência e Tecnologia Bacharelado em Ciência e Tecnologia Oscilações 1. Movimento Oscilatório. Cinemática do Movimento Harmônico Simples (MHS) 3. MHS e Movimento

Leia mais

Leis de Conservação. Exemplo: Cubo de gelo de lado 2cm, volume V g. =8cm3, densidade ρ g. = 0,917 g/cm3. Massa do. ρ g = m g. m=ρ.

Leis de Conservação. Exemplo: Cubo de gelo de lado 2cm, volume V g. =8cm3, densidade ρ g. = 0,917 g/cm3. Massa do. ρ g = m g. m=ρ. Leis de Conservação Em um sistema isolado, se uma grandeza ou propriedade se mantém constante em um intervalo de tempo no qual ocorre um dado processo físico, diz-se que há conservação d a propriedade

Leia mais

CURSO Eletroeletrônica - DATA / / Eletromagnetismo. Indução eletromagnética

CURSO Eletroeletrônica - DATA / / Eletromagnetismo. Indução eletromagnética 1 de 9 CURSO Eletroeletrônica - DATA / / COMPONENTE ALUNO DOCENTE Eletromagnetismo Prof. Romeu Corradi Júnior [www.corradi.junior.nom.br] RA: Assunto: Resumo com comentários Eletromagnetismo Indução eletromagnética

Leia mais