Hewlett-Packard FUNÇÃO QUADRÁTICA. Aulas 01 a 07 + EXTRA. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Hewlett-Packard FUNÇÃO QUADRÁTICA. Aulas 01 a 07 + EXTRA. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz"

Transcrição

1 Hewlett-Packard FUNÇÃO QUADRÁTICA Aulas 01 a 07 + EXTRA Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ano: 2016

2 Sumário O CONCEITO DE FUNÇÃO QUADRÁTICA... 2 (Função polinomial do 2 grau)... 2 EXERCÍCIO FUNDAMENTAL... 2 RAIZ OU ZERO DE UMA FUNÇÃO QUADRÁTICA NÚMERO de RAÍZES de uma FUNÇÃO QUADRÁTICA... 2 EXERCÍCIO FUNDAMENTAL... 2 RELAÇÕES DE GIRARD... 2 Soma das raízes... 2 Produto das raízes FORMA FATORADA do trinômio ax² + bx + c REPRESENTAÇÃO GRÁFICA... 3 ELEMENTOS IMPORTANTES... 3 I. CONCAVIDADE... 3 II. INTERSECÇÃO com o eixo Ox... 3 III. INTERSECÇÃO com o eixo Oy... 4 IV. COORDENADAS do VÉRTICE: V(xV; yv)... 5 FÓRMULAS PARA O CÁLCULO DAS COORDENADAS DO VÉRTICE CONJUNTO-IMAGEM... 6 ESBOÇO/ CONSTRUÇÃO DO ARCO DE UMA PARÁBOLA ESTUDO DO SINAL... 6 PARA REFLETIR... 6 ESTUDO DO SINAL ESTUDO DO SINAL DE UMA FUNÇÃO QUADRÁTICA INEQUAÇÃO PRODUTO e QUOCIENTE CAIU NO SIGMA... Erro! Indicador não definido. CAIU NO VEST... 9

3 Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 1

4 AULA 01 O CONCEITO DE FUNÇÃO QUADRÁTICA (Função polinomial do 2 grau) Uma função f: R R é denominada função quadrática se existem constantes reais a, b e c, com a 0, tais que f(x) pode ser escrita como f(x) = ax² + bx + c, para todo x R. Obs.1: Note que b e c podem ser nulos, portanto a função cuja lei é f(x) = ax² é, também, um exemplo de função quadrática. Obs.2: Note que, segundo a definição, a condição necessária para a existência de uma função quadrática, é que o coeficiente a deve ser diferente de zero (a 0). EXERCÍCIO FUNDAMENTAL 1.1. Praticando em sala 1(a, d, f), 2(a, c,e), 3(b, c, d). RAIZ OU ZERO DE UMA FUNÇÃO QUADRÁTICA Se um número α R é raiz de uma função quadrática f, então f(α) = 0. Ou seja, aα² + bα + c = 0 Para determinarmos os valores de α, geralmente fazemos uso da fórmula α = x = b ± 2a, onde = b² 4ac. Obs.3: Observe que, em geral, quando um exercício nos fornece uma equação, suponha na incógnita x, e o valor de uma das suas raízes, podemos substituir o x da expressão dada pela raiz fornecida Determine os valores do parâmetro real k, para os quais a equação x² + 3(k 2)x 2k² + 8 = 0 admita uma raiz nula Determine, em R, as raízes da função f: R R com f(x) = (3x + 9) (1 x). TAREFA 1 LER os exercícios resolvidos 2, 3, 5 e 6 e FAZER os PSA 4(a,c,d,f), 5(a,c,d,e), 7, 8 e 11. NÚMERO de RAÍZES de uma FUNÇÃO QUADRÁTICA ESTUDO DO DISCRIMINANTE ( ) I. Para que f tenha duas raízes reais e distintas, precisa-se ter > 0. II. Para que f tenha duas raízes reais e iguais (ou uma raíz de multiplicidade 2 ou uma raiz dupla), precisa-se ter = 0. III. Para que f não tenha raízes reais, precisa-se ter < 0. EXERCÍCIO FUNDAMENTAL 1.4. Determine em função de p a quantidade de raízes reais da função f, de R em R, com f(x) = x 2 + 4x + ( 2p + 2). RELAÇÕES DE GIRARD As relações de Girard nos mostram as relações existentes entre os coeficientes reais (a, b e c) e as raízes (x 1 e x 2 ), de uma equação do 2 grau. Soma das raízes S = x 1 + x 2 = b a Produto das raízes P = x 1 x 2 = c a 1.5. Considere a equação x² 6x + 12 = 0. Se x 1 e x 2 são as raízes dessa equação, calcule o valor de cada expressão a seguir. 1 a) + 1 x 1 x 2 b) (x 1 ) 2 + (x 2 ) Obtenha uma equação do segundo grau de raízes: 2 e 5. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 2

5 TAREFA 2 Fazer os PSA. 9, 10, 13(a, b, c, d) e 20. EXTRA: PSA. 18. AULA 02 FORMA FATORADA do trinômio ax² + bx + c Considere a um número real não-nulo e uma função f: R R, tal que f(x) = ax² + bx + c. É possível mostrar que se conhecermos as raízes de f, x 1 e x 2, poderemos escrever o trinômio ax 2 + bx + c na forma fatorada: a(x x 1 )(x x 2 ). REPRESENTAÇÃO GRÁFICA A representação cartesiana de uma função quadrática f: R R, tal que f(x) = ax² + bx + c, com a 0, é uma curva denominada PARÁBOLA. A = (x 1 ; 0) B = (x 2 ; 0) C = (0; c) V = (x V ; y V ) Obs.4: A forma fatorada é uma ferramenta muito útil na obtenção da lei y = f(x), em especial, nos exercícios que fornecem as duas raízes da função quadrática e mais um de seus pares ordenados Obtenha uma equação do segundo grau de raízes: 2 e Dado que 1 e 5 são as raízes de uma função quadrática de lei y = f(x) e que f(2) = 6, determine f(0). TAREFA 3 Fazer os PSA 15(a, b, d), 23(a, b, c), 24 e 42. ELEMENTOS IMPORTANTES Para fazermos a representação gráfica de uma função quadrática, devemos buscar identificar/analisar quatro de seus elementos importantes. São eles: I. Concavidade II. Intersecção com o eixo Ox III. Intersecção com o eixo Oy IV. Coordenadas do Vértice I. CONCAVIDADE Considere a expressão f(x) = ax² + bx + c. Se a > 0, a concavidade da parábola é voltada para cima. Se a < 0, a concavidade da parábola é voltada para baixo. II. INTERSECÇÃO com o eixo Ox Considere a expressão f(x) = ax² + bx + c. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 3

6 as raízes de f, digamos x 1 e x 2, são os valores de x que fazem f(x) = 0. os pontos de intersecção da parábola com o eixo Ox, (x 1 ; 0) e (x 2 ; 0), têm as suas abscissas iguais aos zeros da função. Obs.5: Lembre-se que já estudamos as RAÍZES DE UMA FUNÇÃO QUADRÁTICA na AULA 01. III. INTERSECÇÃO com o eixo Oy Considere a expressão f(x) = ax² + bx + c. O ponto (0; c) pertence ao gráfico de f. Isto é, a parábola intersecta o eixo Oy no valor de c. Observe que se x = 0, tem-se f(0) = a b. 0 + c f(0) = c Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 4

7 AULA 03 IV. COORDENADAS do VÉRTICE: V(x V ; y V ) Primeiramente, o vértice de uma parábola é um de seus infinitos pontos. Mas, o que ele tem de especial? Se a > 0 Se a > 0, o vértice será um ponto de mínimo da parábola (ponto mais baixo ). E suas coordenadas nos dizem o valor MÍNIMO que essa função assume (y V ). Isto é, a menor de todas as imagens geradas por f. o elemento do domínio (x V ) que, quando substituído na lei f(x), gera o valor MÍNIMO de f. Se a < 0, o vértice será um ponto de máximo da parábola (ponto mais alto ). E suas coordenadas nos dizem o valor MÁXIMO que essa função assume (y V ). Isto é, a maior de todas as imagens geradas por f. o elemento do domínio (x V ) que, quando substituído na lei f(x), gera o valor MÁXIMO de f. Se a < 0 FÓRMULAS PARA O CÁLCULO DAS COORDENADAS DO VÉRTICE Obs.6: O eixo de simetria da parábola passa por x V. Assim: É possível demonstrar que: x V = x 1 + x 2 2 x V = b 2a y v = Δ 4a ou y v = f(x v ) Obs.7: Forma canônica de uma função quadrática: y = f(x) = a(x x V ) 2 + y V 3.1. Exercícios PROPOSTOS 26 e Exercício COMPLEMENTAR 12. TAREFA 4 Fazer os PSA. 25, 29, 30, 31, 32, 33 e 37. CONHECENDO AVALIAÇÕES: 4 e 19. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 5

8 AULA 04 CONJUNTO-IMAGEM Podemos dizer que os elementos do conjunto-imagem de uma função são todos os valores reais de y, obtidos a partir de f(x). Se a > 0, a função terá um valor mínimo em y V e, portanto Im(f) = {y R y y V } Como construir uma parábola em poucas etapas? 1) Calcular as coordenadas do Vértice. 2) Escolher um valor para x (próximo ao x v) e substituí-lo na função para achar o seu y correspondente. Assim, você tem um novo ponto. 3) Espelhar o ponto encontrado em relação ao eixo de simetria (que passa pelo x v). 4) Traçar o arco de parábola unindo os pontos marcados. Se a < 0, a função terá um valor máximo em y V e, portanto Im(f) = {y R y y V } Obs.: As etapas 2 e 3 podem ser repetidas até que você se sinta confiante o bastante para fazer a etapa 4. TAREFA 5 Fazer os PSA 34, 38, 39. E o CONHECENDO AVALIAÇÕES 25. ESBOÇO/ CONSTRUÇÃO DO ARCO DE UMA PARÁBOLA O que pode ser considerado como o mínimo necessário para se esboçar um arco de parábola? O mínimo necessário são 3 pontos que, quando marcados no plano cartesiano, tenham a disposição de um V de cabeça pra cima (quando a > 0) ou de cabeça pra baixo (quando a < 0) com o ponto do meio sendo, necessariamente, o vértice. No entanto, sempre que possível, buscamos destacar: I. As intersecções com o eixo Ox II. A intersecção com o eixo Oy III. As coordenadas do Vértice 4.1. Construa, em um plano cartesiano, o gráfico de cada função f: R R, tal que a) f(x) = x² + 2x b) f(x) = x² 3 TAREFA 6 Fazer os PSA 40, 41 e 42. AULA 05 ESTUDO DO SINAL PARA REFLETIR Observe a representação cartesiana de uma função polinomial f: R R, a seguir. 1) Ele toca o eixo Ox? Onde? Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 6

9 2) Todos os seus pontos estão de um mesmo lado (acima ou abaixo) do eixo Ox? 3) É possível dividir o eixo Ox em pedaços de tal forma que, em cada um deles, os pontos do trecho do gráfico associado a esses pedaços tenham uma característica comum? Que característica é essa? ESTUDO DO SINAL Fazer o estudo do sinal de uma função é buscar determinar para quais intervalos do domínio a função admite imagem (y) positiva e para quais intervalos do domínio a função admite imagem (y) negativa Isto é, responder à pergunta: Quais são todas as abscissas dos pontos que tem ordenada y, com y positivo e quais são todas as abscissas dos pontos que tem ordenada y, com y negativo? 5.1. Faça o estudo do sinal da função apresentada no tópico PARA REFLETIR Para resolver uma inequação do 2 grau, basta reduzíla à forma ax² + bx + c e, então, fazer o estudo do sinal da expressão encontrada. > < 5.2. Propostos 46 (b) e 50. TAREFA 7 Fazer os PSA. 45, 46(a,c,e), 47, 48(a,d,e) e 49.. AULA 06 INEQUAÇÃO PRODUTO e QUOCIENTE Sejam f e g funções definidas de Reais em Reais. 0 ESTUDO DO SINAL DE UMA FUNÇÃO QUADRÁTICA Para estudar o sinal de uma função quadrática, basta seguir os procedimentos à seguir (os mesmos de uma função afim). 1. Análise do sinal de a 2. Raízes de f Chamaremos de inequação produto uma inequação que pode ser escrita na forma f(x) g(x) > < 0. Chamaremos de inequação quociente uma inequação que, respeitando-se as condições de existência, pode ser escrita na forma 3. Dispositivo prático 4. Estudo do sinal No entanto, note que, o dispositivo prático acabará se encaixando em um dos 6 modelos a seguir: f(x) g(x) > < 0. INEQUAÇÃO DO 2 GRAU Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 7

10 Como resolver uma inequação produto ou quociente? 1) Nomeie cada uma das funções envolvidas como y 1, y 2, 2) Faça o estudo do sinal de cada uma das funções envolvidas, somente até o dispositivo prático. 3) Faça o quadro de sinais. 4) Marque, na última reta do quadro, o intervalo que representa os valores de x que satisfazem à inequação. 4) O figura a seguir é uma representação cartesiana da função f: R R, em que f(x) = ax² + bx + c, com a, b e c constantes reais e a 0. Obs.8: SOBRE AS BOLINHAS : Se a questão está com um dos símbolos > ou <, as bolinhas sempre ficam vazias, pois as raízes das funções não fazem parte do conjuntosolução. Se a questão está com um dos símbolos ou, as bolinhas, a princípio, ficam cheias, exceto nas raízes das funções que fazem parte do denominador de uma inequação quociente, pois esses números geram uma divisão por zero, o que não é definido. Dado que P(5;-7) é um ponto dessa parábola, determine f(x) Leia os exercícios resolvidos 28 e 29. 5) No quadrado ABCD a seguir, P, N e M são pontos tais que P DC, N CB e M. AB TAREFA 8 Fazer os PSA. 55, 56(c), 57 e 58(a,b). EXTRA Questões extras 1) Determine a soma de todos os números naturais que satisfazem a inequação quociente 2x+1 5 x 0. 2) O gráfico da função f: R R com f(x) = x² + 3x 10 intersecta o eixo das abscissas nos pontos A e B. Determine a distância entre A a B. 3) Um terreno retangular tem dimensões 6 m por 10 m. Aumentando-se cada dimensão em x metros, obtém-se um novo terreno retangular de área 117 m². Determine o valor de x. Dado que AB = 6 e que PC = CN = AM = x, determine o valor de x, para que a área da região sombreada seja máxima. 6) Construa, em um sistema de eixos perpendiculares xoy, em que O = (0; 0), um esboço do gráfico da função f: R R, tal que f(x) = x 2 4x. Em seguida, determine o conjunto-imagem dessa função. 7) Resolvendo, em R, a equação (2x 2 7x + 6) (2x + 1) = 0, tem-se que a soma de suas raízes é igual a Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 8

11 a) 7 b) 4 c) 0 d) 1 e) 3 8) As raízes da equação 2x 2 6x + 3 = 0 são x 1 e x 2. O valor de x x 2 2 é igual a a) 36 b) 30 c) 9 d) 6 e) 12 9) Em um mercado de pescados, o gerente sabe que, quando o quilograma de peixe de primeira qualidade é anunciado, no início do dia, por um preço de p reais, o mercado vende uma quantidade n = 400 5p quilogramas nesse dia. O preço do quilograma, em reias, para que o gerente tenha uma arrecadação máxima é a) 30 b) 40 c) 50 d) 60 e) 70 10) Seja a função g: R R, tal que g(x) = x 2 + (m 2)x + m 2. Dado que S é o conjunto de todos os valores reais de m para os quais g possui duas raízes reais iguais, tem-se que a soma de todos os elementos de S é igual a a) 2. b) 4. c) 6. d) 8. e) ) Uma empresa de turismo cobra, por um passeio, R$ 30,00 por uma pessoa para um grupo de 50 pessoas. Para cada pessoa acrescida nesse grupo o preço por pessoa é reduzido em R$ 0,50. Desse modo, determine o número de pessoas que devem compor um grupo para que a empresa obtenha a receita máxima em um passeio. CAIU NO VEST.1) (UnB 2014) A curva na figura acima representa o acúmulo de CO 2 na atmosfera da Biosfera II, durante alguns dias, como resultado de falha no sistema de purificação de ar. Níveis de CO 2 inferiores a 2000 ppm são considerados normais. Acima desse valor, o acúmulo de CO 2 afeta o ser humano, conforme mostrado na figura. A referida curva pode ser representada por parte do gráfico da função C(t) = (196t t ), em que C(t) é dado em 10 3 ppm, e o valor de t em dias. 1. Se os níveis de CO 2, na atmosfera fossem determinados pela função C(t) = (3tj t ), em que j é um número natural maior ou igual a 3, toda a população humana presente na Biosfera II estaria morta no 18º dia. 2. O nível mais alto de CO 2 ocorreu após 97 dia de observação. 3. Considerando-se que o gráfico de C(t) - para todo t em que C(t) 0 - represente a curva de acúmulo de CO 2 na Biosfera II, infere-se que os níveis de CO 2 voltaram à normalidade somente 8 meses após o início da falha no sistema de purificação de ar. 4. A função C(t) pode ser reescrita como C(t) = k(a t)(b t), em que k é um valor positivo e a, b (0,190). 5. O período, em dias, durante o qual o valor de CO 2 permaneceu nos níveis da faixa I foi a) inferior a 20. b) superior a 21 e inferior a 28. c) superior a 28 e inferior a 33. d) superior a 33. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 9

12 2) (UnB 2013) A umidade relativa do ar em Brasília, em agosto, normalmente atinge índices muito baixos. Considerando que, em Brasília, a variação da umidade relativa do ar durante certo dia de agosto, dia X, está descrita, em porcentagem, pela função f(t) = 0,4t 2 11t + 92, com 4 t 24, em que t é o tempo, em horas, julgue os itens a seguir: 1. Entre 9h e 17h do dia X, a umidade do ar em Brasília ficou abaixo de 22%. 2. Às seis horas do dia X, a umidade relativa do ar em Brasília foi superior a 40%. 3. No dia X, a umidade relativa do ar em Brasília atingiu valores inferiores a 15%. 3) (ENEM ) A parte interior de uma taça foi gerada pela rotação de uma parábola em torno de um eixo z, conforme mostra a figura 4) (UNICAMP º fase) Se a e b são reais. Considere as funções quadráticas da forma f(x) = x 2 + ax + b, definidas para todo x real. a) Sabendo que o gráfico de y = f(x) intercepta o eixo y no ponto (0; 1) e é tangente ao eixo x, determine os possíveis valores de a e b. b) Quando a + b = 1, os gráficos dessas funções quadráticas têm um ponto em comum. Determine as coordenadas desse ponto. GABARITO: FUNDAMENTAIS 1.1. Livro 1.2. k e 1 p 3 duas raízes reais iguais 1.4. p 3 duas raízes reais distintas p 3 não tem raízes reais 1.5. a) 1 2 b) 12 A função que expressa a parábola, no plano cartesiano da figura, é dada pela lei f(x) = 3 2 x2 6x + C, onde C é a medida da altura do líquido contido na taça, em centímetros. Sabe-se que o ponto V, na figura, representa o vértice da parábola, localizado sobre o eixo x. Nessas condições, a altura do líquido contido na taça, em centímetros, é a) 1. b) 2. c) 4. d) 5. e) x 2 3x x 2 3x 10 0 f x 2x 12x Livro 3.2. Livro 4.1. Gráficos f x 0 x 2, x 1 ou x f x 0 2 x 1 ou x 3 f x 0 x 2 ou 1 x Livro 6.1. Livro QUESTÕES EXTRAS 1 1) x x 5 2 2) 7 3) 3 2 4) f x x 4x 12 5) 3 6) Gráfico e Im f 4, 7) E Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 10

13 8) D 9) B 10) D 11) 55 CAIU NO VEST 1) C C E E C 2) C C E 3) E 4) a) b1 e a 2 1, 2 b) Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Página 11

Função do 2 o Grau. 11.Sinal da função quadrática 12.Inequação do 2 o grau

Função do 2 o Grau. 11.Sinal da função quadrática 12.Inequação do 2 o grau UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA Função do o Grau Prof.: Rogério

Leia mais

Lista de Função Quadrática e Módulo (Prof. Pinda)

Lista de Função Quadrática e Módulo (Prof. Pinda) Lista de Função Quadrática e Módulo (Prof. Pinda) 1. (Pucrj 015) Sejam as funções f(x) x 6x e g(x) x 1. O produto dos valores inteiros de x que satisfazem a desigualdade f(x) g(x) é: a) 8 b) 1 c) 60 d)

Leia mais

Conjuntos Numéricos. I) Números Naturais N = { 0, 1, 2, 3,... }

Conjuntos Numéricos. I) Números Naturais N = { 0, 1, 2, 3,... } Conjuntos Numéricos I) Números Naturais N = { 0, 1, 2, 3,... } II) Números Inteiros Z = {..., -2, -1, 0, 1, 2,... } Todo número natural é inteiro, isto é, N é um subconjunto de Z III) Números Racionais

Leia mais

Matemática I Tecnólogo em Construção de Edifícios e Tecnólogo em Refrigeração e Climatização. y = ax² + bx + c

Matemática I Tecnólogo em Construção de Edifícios e Tecnólogo em Refrigeração e Climatização. y = ax² + bx + c 47 6. Função Quadrática É todo função que pode ser escrita na forma: f: R R y = ax² + bx + c Em que a, b e c são constantes reais e a 0, caso contrário a função seria afim. Já estudamos um tipo de função

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Função do 2º grau. Lucas Araújo Engenharia de Produção Rafael Carvalho Engenharia Civil

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Função do 2º grau. Lucas Araújo Engenharia de Produção Rafael Carvalho Engenharia Civil CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2016.1 Função do 2º grau Lucas Araújo Engenharia de Produção Rafael Carvalho Engenharia Civil Roteiro Função do Segundo Grau; Gráfico da Função Quadrática;

Leia mais

As funções quadráticas são usadas em diversas aplicações: - Equacionamento do movimento de um ponto com aceleração constante.

As funções quadráticas são usadas em diversas aplicações: - Equacionamento do movimento de um ponto com aceleração constante. Módulo 4 FUNÇÕES QUADRÁTICAS 1. APRESENTAÇÃO As funções quadráticas são usadas em diversas aplicações: - Equacionamento do movimento de um ponto com aceleração constante. - Modelagem de trajetórias na

Leia mais

Hewlett-Packard FUNÇÃO AFIM. Aulas 01 a 03 + EXTRA. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos

Hewlett-Packard FUNÇÃO AFIM. Aulas 01 a 03 + EXTRA. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Hewlett-Packard FUNÇÃO AFIM Aulas 01 a 03 + EXTRA Elson Rodrigues Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Ano: 2016 Sumário O CONCEITO DE FUNÇÃO AFIM... 2 OS COEFICIENTES DE UMA FUNÇÃO AFIM... 2 O coeficiente

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Matemática Funções Quadráticas

Exercícios de Aprofundamento Matemática Funções Quadráticas 1. (Espcex (Aman) 015) Um fabricante de poltronas pode produzir cada peça ao custo de R$ 00,00. Se cada uma for vendida por x reais, este fabricante venderá por mês (600 x) unidades, em que 0 x 600. Assinale

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Função do 2º Grau. Alex Oliveira Engenharia Civil

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Função do 2º Grau. Alex Oliveira Engenharia Civil CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2014.2 Função do 2º Grau Alex Oliveira Engenharia Civil Função do Segundo Grau Chama-se função do segundo grau ou função quadrática a função f: R R que

Leia mais

BANCO DE EXERCÍCIOS - 24 HORAS

BANCO DE EXERCÍCIOS - 24 HORAS BANCO DE EXERCÍCIOS - HORAS 9º ANO ESPECIALIZADO/CURSO ESCOLAS TÉCNICAS E MILITARES FOLHA Nº GABARITO COMENTADO ) A função será y,5x +, onde y (preço a ser pago) está em função de x (número de quilômetros

Leia mais

Observe na imagem a seguir, a trajetória realizada por uma bola no momento em que um jogador a chutou em direção ao gol.

Observe na imagem a seguir, a trajetória realizada por uma bola no momento em que um jogador a chutou em direção ao gol. FUNÇÃO QUADRÁTICA CONTEÚDOS Função quadrática Raízes da função quadrática Gráfico de função Ponto de máximo e de mínimo de uma função AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS Observe na imagem a seguir, a trajetória

Leia mais

Função Quadrática SUPERSEMI. 1)(Afa 2013) O gráfico de uma função polinomial do segundo grau y = f( x ),

Função Quadrática SUPERSEMI. 1)(Afa 2013) O gráfico de uma função polinomial do segundo grau y = f( x ), Florianópolis Professor: Erivaldo Santa Catarina Função Quadrática SUPERSEMI 1)(Afa 013) O gráfico de uma função polinomial do segundo grau y = f( x ), que tem como coordenadas do vértice (5, ) e passa

Leia mais

Prof: Danilo Dacar

Prof: Danilo Dacar Parte A: 1. (Uece 014) Sejam f : R R a função definida por f(x) x x 1, P e Q pontos do gráfico de f tais que o segmento de reta PQ é horizontal e tem comprimento igual a 4 m. A medida da distância do segmento

Leia mais

Plano Cartesiano. Relação Binária

Plano Cartesiano. Relação Binária Plano Cartesiano O plano cartesiano ortogonal é constituído por dois eixos x e y perpendiculares entre si que se cruzam na origem. O eixo horizontal é o eixo das abscissas (eixo OX) e o eixo vertical é

Leia mais

Plano de Recuperação 1º Semestre EF2-2011

Plano de Recuperação 1º Semestre EF2-2011 Professor: Marcelo, Cebola e Natália Ano: 9º Objetivos: Proporcionar ao aluno a oportunidade de resgatar os conteúdos trabalhados em Matemática nos quais apresentou defasagens e os quais lhe servirão como

Leia mais

Função de 2º Grau. Parábola: formas geométricas no cotidiano

Função de 2º Grau. Parábola: formas geométricas no cotidiano 1 Função de 2º Grau Parábola: formas geométricas no cotidiano Toda função estabelecida pela lei de formação f(x) = ax² + bx + c, com a, b e c números reais e a 0, é denominada função do 2º grau. Generalizando

Leia mais

RESUMO - GRÁFICOS. O coeficiente de x, a, é chamado coeficiente angular da reta e está ligado à inclinação da reta

RESUMO - GRÁFICOS. O coeficiente de x, a, é chamado coeficiente angular da reta e está ligado à inclinação da reta RESUMO - GRÁFICOS Função do Primeiro Grau - f(x) = ax + b O gráfico de uma função do 1 o grau, y = ax + b, é uma reta. O coeficiente de x, a, é chamado coeficiente angular da reta e está ligado à inclinação

Leia mais

E-books PCNA. Vol. 1 MATEMÁTICA ELEMENTAR CAPÍTULO 3 FUNÇÕES

E-books PCNA. Vol. 1 MATEMÁTICA ELEMENTAR CAPÍTULO 3 FUNÇÕES E-books PCNA Vol. 1 MATEMÁTICA ELEMENTAR CAPÍTULO 3 FUNÇÕES 1 MATEMÁTICA ELEMENTAR CAPÍTULO 3 SUMÁRIO Apresentação -------------------------------------------------------2 Capítulo 3 ------------------------------------------------------

Leia mais

FUNÇÕES Parte 2 Disciplina: Lógica Aplicada Prof. Rafael Dias Ribeiro. Autoria: Prof. Denise Candal

FUNÇÕES Parte 2 Disciplina: Lógica Aplicada Prof. Rafael Dias Ribeiro. Autoria: Prof. Denise Candal FUNÇÕES Parte 2 Disciplina: Lógica Aplicada Prof. Rafael Dias Ribeiro Autoria: Prof. Denise Candal Função Quadrática ou do 2 o grau Definição: Toda função do tipo y = ax 2 + bx + c, com {a, b, c} R e a

Leia mais

FUNÇÕES(1) FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2º GRAU

FUNÇÕES(1) FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2º GRAU FUNÇÕES(1) FUNÇÃO POLINOMIAL DO º GRAU 1. (Uece 015) Se a função real de variável real, definida por f(1) =, f() = 5 e f(3) =, então o valor de f() é a). b) 1. c) 1. d). f(x) = ax + bx + c, é tal que.

Leia mais

Equação de Segundo Grau. Rafael Alves

Equação de Segundo Grau. Rafael Alves Equação de Segundo Grau Rafael Alves Equação do 2º Grau As equações são caracterizadas de acordo com o maior expoente de uma das incógnitas. 2x + 1 = 0 (Equação de 1º grau) 2x² + 2x + 6 = 0 (Equação de

Leia mais

Mat.Semana 7. PC Sampaio Alex Amaral Gabriel Ritter (Rodrigo Molinari)

Mat.Semana 7. PC Sampaio Alex Amaral Gabriel Ritter (Rodrigo Molinari) Semana 7 PC Sampaio Alex Amaral Gabriel Ritter (Rodrigo Molinari) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos

Leia mais

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 1. MATEMÁTICA I 1 FUNÇÃO QUADRÁTICA PARTE 2

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 1. MATEMÁTICA I 1 FUNÇÃO QUADRÁTICA PARTE 2 EIXO DE SIMETRIA... COEFICIENTES a, b E c NO GRÁFICO... SINAL DA FUNÇÃO QUADRÁTICA...4 INEQUAÇÕES DO º GRAU...9 INEQUAÇÕES PRODUTO E QUOCIENTE... 4 SISTEMA DE INEQUAÇÕES DO º GRAU... 8 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA...

Leia mais

TEORIA CONSTRUINDO E ANALISANDO GRÁFICOS 812EE 1 INTRODUÇÃO

TEORIA CONSTRUINDO E ANALISANDO GRÁFICOS 812EE 1 INTRODUÇÃO CONSTRUINDO E ANALISANDO GRÁFICOS 81EE 1 TEORIA 1 INTRODUÇÃO Os assuntos tratados a seguir são de importância fundamental não somente na Matemática, mas também na Física, Química, Geografia, Estatística

Leia mais

6. FUNÇÃO QUADRÁTICA 6.1. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

6. FUNÇÃO QUADRÁTICA 6.1. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES 47 6. FUNÇÃO QUADRÁTICA 6.1. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Na figura abaixo, seja a reta r e o ponto F de um determinado plano, tal que F não pertence a r. Consideremos as seguintes questões: Podemos obter,

Leia mais

C(h) = 3h + 84h 132 O maior número de clientes presentes no supermercado será dado pela ordenada máxima da função:

C(h) = 3h + 84h 132 O maior número de clientes presentes no supermercado será dado pela ordenada máxima da função: Resposta da questão : [D] Reescrevendo a lei de f sob a forma canônica, vem f(x) = (x x) + 0 = (x ) +. Portanto, segue que a temperatura máxima é atingida após horas, correspondendo a C. Resposta da questão

Leia mais

Hewlett-Packard FUNÇÃO EXPONENCIAL. Aulas 01 e 06. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz

Hewlett-Packard FUNÇÃO EXPONENCIAL. Aulas 01 e 06. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Hewlett-Packard FUNÇÃO EXPONENCIAL Aulas 01 e 06 Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ano: 2015 Sumário Equação Exponencial 1 Equação Exponencial 1 Exemplo 1 1 Método da redução à base comum

Leia mais

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 05 Licenciatura em Matemática Osasco -2010

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 05 Licenciatura em Matemática Osasco -2010 1. Função Afim Uma função f: R R definida por uma expressão do tipo f x = a. x + b com a e b números reais constantes é denominada função afim ou função polinomial do primeiro grau. A função afim está

Leia mais

Ou seja, D(f) = IR e Im(f) IR.

Ou seja, D(f) = IR e Im(f) IR. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICAS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA-CAMPUS ITAJAÍ Profª Roberta Nara Sodré de Souza Função Quadrática

Leia mais

Campos dos Goytacazes/RJ Maio 2015

Campos dos Goytacazes/RJ Maio 2015 Instituto Federal Fluminense Campus Campos Centro Programa Tecnologia Comunicação Educação (PTCE) Apostila organizada por: Vanderlane Andrade Florindo Silvia Cristina Freitas Batista Carmem Lúcia Vieira

Leia mais

Lista 1 de Matemática - Função Quadrática 1 a Série do Ensino Médio - 2 o Bimestre de 2011

Lista 1 de Matemática - Função Quadrática 1 a Série do Ensino Médio - 2 o Bimestre de 2011 CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE ENSINO E INSTRUÇÃO CENTRO DE ORIENTAÇÃO E SUPERVISÃO DO ENSINO ASSISTENCIAL COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II Lista 1 de Matemática - Função Quadrática

Leia mais

COLÉGIO MODELO LUIZ EDURADO MAGALHÃES CAMAÇARI BA MATEMÁTICA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - ANO : 2015 Data: / /2015 III Unidade. Aluno: 1.

COLÉGIO MODELO LUIZ EDURADO MAGALHÃES CAMAÇARI BA MATEMÁTICA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - ANO : 2015 Data: / /2015 III Unidade. Aluno: 1. COLÉGIO MODELO LUIZ EDURADO MAGALHÃES CAMAÇARI BA MATEMÁTICA - 1ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - ANO : 2015 Professor: Henrique Plínio Função Quadrática Lista 2 Data: / /2015 III Unidade Aluno: 1 Turma: 1º 1.Considere

Leia mais

EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO MATEMATICA FUNÇÕES NUMEROS COMPLEXOS

EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO MATEMATICA FUNÇÕES NUMEROS COMPLEXOS 1. (Unicamp 01) Seja r a reta de equação cartesiana x y 4. Para cada número real t tal que 0 t 4, considere o triângulo T de vértices em (0, 0), (t, 0) e no ponto P de abscissa x t pertencente à reta r,

Leia mais

Universidade Católica de Petrópolis. Matemática 1. Funções Polinomiais Aula 5: Funções Quadráticas v Baseado nas notas de aula de Matemática I

Universidade Católica de Petrópolis. Matemática 1. Funções Polinomiais Aula 5: Funções Quadráticas v Baseado nas notas de aula de Matemática I Universidade Católica de Petrópolis Matemática 1 Funções Polinomiais Aula 5: Funções Quadráticas v. 0.2 Baseado nas notas de aula de Matemática I da prof. Eliane dos Santos de Souza Coutinho Luís Rodrigo

Leia mais

Resposta - Questão 01: Equação genérica do segundo grau: f(x) = ax² + bx + c. a) f(x) = x² 7x + 10 a = 1 b = 7 c = 10 I Cálculo das raízes:

Resposta - Questão 01: Equação genérica do segundo grau: f(x) = ax² + bx + c. a) f(x) = x² 7x + 10 a = 1 b = 7 c = 10 I Cálculo das raízes: 1) Estude as raízes, determine o vértice, interseção com o eixo y, eixo de simetria, esboce o gráfico e estude o sinal das funções a seguir. a. f(x) = x 2 7x + 10 b. g(x) = x 2 + 4x + 4 c. y = -3x 2 +

Leia mais

CÁLCULO FUNÇÕES DE UMA E VÁRIAS VARIÁVEIS Pedro A. Morettin, Samuel Hazzan, Wilton de O. Bussab.

CÁLCULO FUNÇÕES DE UMA E VÁRIAS VARIÁVEIS Pedro A. Morettin, Samuel Hazzan, Wilton de O. Bussab. Introdução Função é uma forma de estabelecer uma ligação entre dois conjuntos, sujeita a algumas condições. Antes, porém, será exposta uma forma de correspondência mais geral, chamada relação. Sejam dois

Leia mais

FUNÇÕES CONSTANTE, DE PRIMEIRO E DE SEGUNDO GRAUS. DEFINIÇÕES:

FUNÇÕES CONSTANTE, DE PRIMEIRO E DE SEGUNDO GRAUS. DEFINIÇÕES: FUNÇÕES CONSTANTE, DE PRIMEIRO E DE SEGUNDO GRAUS. DEFINIÇÕES: FUNÇÃO CONSTANTE: Uma função é chamada constante se puder ser escrita na forma, onde a é um número real fixo. Como exemplos, podemos escrever,,.

Leia mais

Função Modular. 1. (Eear 2017) Seja f(x) x 3 uma função. A soma dos valores de x para os quais a função assume o valor 2 é a) 3 b) 4 c) 6 d) 7

Função Modular. 1. (Eear 2017) Seja f(x) x 3 uma função. A soma dos valores de x para os quais a função assume o valor 2 é a) 3 b) 4 c) 6 d) 7 Função Modular 1. (Eear 2017) Seja f(x) x 3 uma função. A soma dos valores de x para os quais a função assume o valor 2 é a) 3 b) 4 c) 6 d) 7 2. (Pucrj 2016) Qual dos gráficos abaixo representa a função

Leia mais

f x x x f x x x f x x x f x x x

f x x x f x x x f x x x f x x x Página 1 de 7 I. FUNÇÃO DO º GRAU (ou QUADRÁTICA) 1. Definição Chama-se função do º grau (ou função quadrática) a toda função do tipo onde a, e c são números reais e a 0. São exemplos: f ( x) ax x c =

Leia mais

ALUNO(A): Prof.: André Luiz Acesse: 02/05/2012

ALUNO(A): Prof.: André Luiz Acesse:  02/05/2012 1. FUNÇÃO 1.1. DEFINIÇÃO Uma função é um conjunto de pares ordenados de números (x,y) no qual duas duplas ordenadas distintas não podem ter o mesmo primeiro número, ou seja, garante que y seja único para

Leia mais

EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO - MATEMÁTICA - RETA

EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO - MATEMÁTICA - RETA EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO - MATEMÁTICA - RETA - 015 1. (Unicamp 015) Seja r a reta de equação cartesiana x y 4. Para cada número real t tal que 0 t 4, considere o triângulo T de vértices em (0, 0),

Leia mais

LISTA DE REVISÃO PROVA TRIMESTRAL DE ÁLGEBRA AULAS 30 a 38 FUNÇÕES DE 1ºGRAU

LISTA DE REVISÃO PROVA TRIMESTRAL DE ÁLGEBRA AULAS 30 a 38 FUNÇÕES DE 1ºGRAU LISTA DE REVISÃO PROVA TRIMESTRAL DE ÁLGEBRA AULAS 30 a 38 FUNÇÕES DE 1ºGRAU 1. (G1-014) O gráfico representa a função real definida por f(x) = a x + b. O valor de a + b é igual a A) 0,5. B) 1,0. C) 1,5.

Leia mais

Funções Reais a uma Variável Real

Funções Reais a uma Variável Real Funções Reais a uma Variável Real 1 Introdução As funções são utilizadas para descrever o mundo real em termos matemáticos, é o que se chama de modelagem matemática para as diversas situações. Podem, por

Leia mais

Matemática Aplicada em C. Contábeis/Mário FUNÇÃO QUADRÁTICA

Matemática Aplicada em C. Contábeis/Mário FUNÇÃO QUADRÁTICA FUNÇÃO QUADRÁTICA Definição A função f: R R dada por f(x) = ax² + bx + c, com a, b, c reais e a 0, denomina-se função quadrática. Exemplos: f(x) = x² - 4x 3 (a = 1, b = -4, c = -3) f(x) = x² - 9 (a = 1,

Leia mais

Matemática Básica Função polinomial do primeiro grau

Matemática Básica Função polinomial do primeiro grau Matemática Básica Função polinomial do primeiro grau 05 1. Função polinomial do primeiro grau (a) Função constante Toda função f :R R definida como f ()=c, com c R é denominada função constante. Por eemplo:

Leia mais

1 Refazer a Prova 2 2 Fazer o TC 3 Refazer as listas que a Professora Ivânia entregou em aula.

1 Refazer a Prova 2 2 Fazer o TC 3 Refazer as listas que a Professora Ivânia entregou em aula. Exercícios para a Prova 3 de Matemática 2 Trimestre 1 Refazer a Prova 2 2 Fazer o TC 3 Refazer as listas que a Professora Ivânia entregou em aula. Módulo 19 Equações de 2 Grau, Fórmula de Báskara 1. Calcule

Leia mais

FUNÇÃO DE 2 GRAU. 1, 3 e) (1,3)

FUNÇÃO DE 2 GRAU. 1, 3 e) (1,3) FUNÇÃO DE 2 GRAU 1-(ANGLO) O vértice da parábola y= 2x²- 4x + 5 é o ponto 1 11 1, 3 e) (1,3) a) (2,5) b) (, ) c) (-1,11) d) ( ) 2-(ANGLO) A função f(x) = x²- 4x + k tem o valor mínimo igual a 8. O valor

Leia mais

Universidade Católica de Petrópolis. Matemática 1. Funções Polinomiais Aula 5: Funções Quadráticas v Baseado nas notas de aula de Matemática I

Universidade Católica de Petrópolis. Matemática 1. Funções Polinomiais Aula 5: Funções Quadráticas v Baseado nas notas de aula de Matemática I Universidade Católica de Petrópolis Matemática 1 Funções Polinomiais Aula 5: Funções Quadráticas v. 0.1 Baseado nas notas de aula de Matemática I da prof. Eliane dos Santos de Souza Coutinho Luís Rodrigo

Leia mais

O ESTUDO DA CIRCUNFERÊNCIA

O ESTUDO DA CIRCUNFERÊNCIA Hewlett-Packard O ESTUDO DA CIRCUNFERÊNCIA Aulas 01 a 05 Sumário EQUAÇÃO REDUZIDA DA CIRCUNFERÊNCIA...... EQUAÇÃO GERAL DA CIRCUNFERÊNCIA......... POSIÇÃO RELATIVA ENTRE UM PONTO E UMA CIRCUNFERÊNCIA...

Leia mais

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 3. MATEMÁTICA III 1 ESTUDO DA CIRCUNFERÊNCIA

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 3. MATEMÁTICA III 1 ESTUDO DA CIRCUNFERÊNCIA DEFINIÇÃO... EQUAÇÃO REDUZIDA... EQUAÇÃO GERAL DA CIRCUNFERÊNCIA... 3 RECONHECIMENTO... 3 POSIÇÃO RELATIVA ENTRE PONTO E CIRCUNFERÊNCIA... 1 POSIÇÃO RELATIVA ENTRE RETA E CIRCUNFERÊNCIA... 17 PROBLEMAS

Leia mais

13. (Uerj) Em cada ponto (x, y) do plano cartesiano, o valor de T é definido pela seguinte equação:

13. (Uerj) Em cada ponto (x, y) do plano cartesiano, o valor de T é definido pela seguinte equação: 1. (Ufc) Considere o triângulo cujos vértices são os pontos A(2,0); B(0,4) e C(2Ë5, 4+Ë5). Determine o valor numérico da altura relativa ao lado AB, deste triângulo. 2. (Unesp) A reta r é perpendicular

Leia mais

0, a parábola tem concavidade voltada para BAIXO.

0, a parábola tem concavidade voltada para BAIXO. FUNÇÕES QUADRÁTICAS. DEFINIÇÃO É uma função da forma f x ax bx c, com a,b,c e a 0. OBSERVAÇÃO a é dito coeficiente líder da função quadrática Exemplo: fx 4x 5x 8. GRÁFICO O gráfico de uma função quadrática

Leia mais

LTDA APES PROF. RANILDO LOPES SITE:

LTDA APES PROF. RANILDO LOPES SITE: Matemática Aplicada - https://ranildolopes.wordpress.com/ - Prof. Ranildo Lopes - FACET 1 Faculdade de Ciências e Tecnologia de Teresina Associação Piauiense de Ensino Superior LTDA APES PROF. RANILDO

Leia mais

UNIDADE IV FUNÇÃO AFIM OU POLINOMIAL do 1 o. GRAU

UNIDADE IV FUNÇÃO AFIM OU POLINOMIAL do 1 o. GRAU UNIDADE IV FUNÇÃO AFIM OU POLINOMIAL do 1 o. GRAU 1. MOTIVAÇÃO/INTRODUÇÃO. FUNÇÃO AFIM DO DE PRIMEIRO GRAU 3. GRÁFICO DE UMA FUNÇÃO AFIM 4. RAIZ DA FUNÇÃO AFIM 5. INTERSECÇÃO DO GRÁFICO DE UMA FUNÇÃO AFIM

Leia mais

1. A partir da definição, determinar a equação da parábola P, cujo foco é F = (3, 4) e cuja diretriz é L : x + y 2 = 0. (x 3) 2 + (y + 4) 2 =

1. A partir da definição, determinar a equação da parábola P, cujo foco é F = (3, 4) e cuja diretriz é L : x + y 2 = 0. (x 3) 2 + (y + 4) 2 = QUESTÕES-AULA 18 1. A partir da definição, determinar a equação da parábola P, cujo foco é F = (3, 4) e cuja diretriz é L : x + y = 0. Solução Seja P = (x, y) R. Temos que P P d(p, F ) = d(p, L) (x 3)

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Lista de Exercícios - Função Quadrática - 1º ano Aluno: Série: Turma: Data:

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Lista de Exercícios - Função Quadrática - 1º ano Aluno: Série: Turma: Data: Lista de Exercícios - Função Quadrática - 1º ano Aluno: Série: Turma: Data: Questão 1 Quantas soluções inteiras a inequação x 2 + x 20 0 admite? (A) 2 (B) 3 (C) 7 (D) 10 (E) 13 Questão 2 A função quadrática

Leia mais

Resumo Matemática Ensino Médio - 1º ano/série -3º bimestre provão - frentes 1 e 2

Resumo Matemática Ensino Médio - 1º ano/série -3º bimestre provão - frentes 1 e 2 Frente 1 Algumas coisas retiradas de: http://www.brasilescola.com/matematica/funcao-segundo-grau.htm Critério 01: Função Quadrática: Introdução: Toda função estabelecida pela lei de formação f(x) = ax²

Leia mais

Colégio Nossa Senhora de Lourdes. Professor: Leonardo Maciel Matemática. Apostila 5: Função do 2º grau

Colégio Nossa Senhora de Lourdes. Professor: Leonardo Maciel Matemática. Apostila 5: Função do 2º grau Colégio Nossa Senhora de Lourdes Professor: Leonardo Maciel Matemática Apostila 5: Função do º grau 1. (Enem 016) Um túnel deve ser lacrado com uma tampa de concreto. A seção transversal do túnel e a tampa

Leia mais

FUNÇÃO DO 2º GRAU. y = f(x) = ax² + bx + c, onde a, b e c são constantes reais e. O gráfico de uma função quadrática é uma parábola

FUNÇÃO DO 2º GRAU. y = f(x) = ax² + bx + c, onde a, b e c são constantes reais e. O gráfico de uma função quadrática é uma parábola FUNÇÃO DO 2º GRAU A função do 2º grau está presente em inúmeras situações cotidianas, na Física ela possui um papel importante na análise dos movimentos uniformemente variados (MUV), pois em razão da aceleração,

Leia mais

Definição 3.1: Seja x um número real. O módulo de x, denotado por x, é definido como: { x se x 0 x se x < 0

Definição 3.1: Seja x um número real. O módulo de x, denotado por x, é definido como: { x se x 0 x se x < 0 Capítulo 3 Módulo e Função Módular A função modular é uma função que apresenta o módulo na sua lei de formação. No entanto, antes de falarmos sobre funções modulares devemos definir o conceito de módulo,

Leia mais

Funções da forma x elevado a menos n

Funções da forma x elevado a menos n Pré-Cálculo Humberto José Bortolossi Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense Funções da forma x elevado a menos n Parte 5 Parte 5 Pré-Cálculo 1 Parte 5 Pré-Cálculo 2 Funções

Leia mais

MÓDULO DE UM NÚMERO REAL

MÓDULO DE UM NÚMERO REAL Hewlett-ackard MÓDUL DE UM NÚMER REAL Aulas 01 e 02 Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho, aulo Luiz Ano: 2016 Sumário Módulo de um número real... 0 Módulo de um número real (definição formal)... 0... 0 ropriedades

Leia mais

12)(UNIFESP/2008) A tabela mostra a distância s em centímetros que uma bola percorre descendo por um plano inclinado em t segundos.

12)(UNIFESP/2008) A tabela mostra a distância s em centímetros que uma bola percorre descendo por um plano inclinado em t segundos. 01)(UNESP/008)Segundo a Teoria da Relatividade de Einstein, se um astronauta viajar em uma nave espacial muito rapidamente em relação a um referencial na Terra, o tempo passará mais devagar para o astronauta

Leia mais

ALUNO(A): Prof.: Andre Luiz 04/06/2012

ALUNO(A): Prof.: Andre Luiz  04/06/2012 1. FUNÇÃO 1.1 Definição A função dada por ( ), com a, b, c reais e a 0. Vejamos alguns exemplos: a) ( ) ( ) b) ( ) ( ) c) ( ) ( ) d) ( ) ( ) e) ( ) ( ) Vamos a outro exemplo: Ex2.: Um objeto que se desloca

Leia mais

FICHA DE TRABALHO DE MATEMÁTICA 10.º ANO - FUNÇÕES

FICHA DE TRABALHO DE MATEMÁTICA 10.º ANO - FUNÇÕES FICHA DE TRABALHO DE MATEMÁTICA 10.º ANO - FUNÇÕES 1. Em IR qual das condições seguintes é equivalente à inequação x! < 4? (A) x < 2 (B) x < 4 (C) x < 2 (D) x < 4 Teste intermédio 2008 2. Considere, em

Leia mais

Para mais exemplos veja o vídeo:

Para mais exemplos veja o vídeo: Resumo de matemática: Frente 1: Critério 01: Função: Função é uma relação do conjunto A para o conjunto B, em que os elementos do conjunto A sempre serão x e os elementos do conjunto B sempre serão y (ou

Leia mais

GEOMETRIA ANALÍTICA 2017

GEOMETRIA ANALÍTICA 2017 GEOMETRIA ANALÍTICA 2017 Tópicos a serem estudados 1) O ponto (Noções iniciais - Reta orientada ou eixo Razão de segmentos Noções Simetria Plano Cartesiano Abcissas e Ordenadas Ponto Médio Baricentro -

Leia mais

Mat.Semana 5. Alex Amaral (Rodrigo Molinari)

Mat.Semana 5. Alex Amaral (Rodrigo Molinari) Alex Amaral (Rodrigo Molinari) Semana 5 Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 09/03

Leia mais

Inequação do Segundo Grau

Inequação do Segundo Grau CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2015.1 Inequação do Segundo Grau Iva Emanuelly Pereira Lima - Engenharia Civil Na aula de hoje... Introdução e Exemplos de Inequação do Segundo Grau; Solucionando

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES TURMA PM-PE FUNÇÕES

BANCO DE QUESTÕES TURMA PM-PE FUNÇÕES 01. (ESPCEX-AMAN/016) Considere as funções reais f e g, tais que f(x) x 4 e f(g(x)) x 5, onde g(x) é não negativa para todo x real. Assinale a alternativa cujo conjunto contém todos os possíveis valores

Leia mais

IFSP - EAD _nº 5 FUNÇÃO POLINOMIAL DE PRIMEIRO GRAU, OU FUNÇÃO DE PRIMEIRO GRAU :

IFSP - EAD _nº 5 FUNÇÃO POLINOMIAL DE PRIMEIRO GRAU, OU FUNÇÃO DE PRIMEIRO GRAU : IFSP - EAD _nº 5 FUNÇÕES CONSTANTE, DE PRIMEIRO E DE SEGUNDO GRAUS. DEFINIÇÕES : FUNÇÃO CONSTANTE : Uma função f: R R é chamada constante se puder ser escrita na forma y = f() = a, onde a é um número real

Leia mais

Resolvendo inequações: expressões com desigualdades (encontrar os valores que satisfazem a expressão)

Resolvendo inequações: expressões com desigualdades (encontrar os valores que satisfazem a expressão) R é ordenado: Se a, b, c R i) a < b se e somente se b a > 0 (a diferença do maior com o menor será positiva) ii) se a > 0 e b > 0 então a + b > 0 (a soma de dois números positivos é positiva) iii) se a

Leia mais

Matemática - 3ª série Roteiro 04 Caderno do Aluno. Estudo da Reta

Matemática - 3ª série Roteiro 04 Caderno do Aluno. Estudo da Reta Matemática - 3ª série Roteiro 04 Caderno do Aluno Estudo da Reta I - Inclinação de uma reta () direção É a medida do ângulo que a reta forma com o semieixo das abscissas (positivo) no sentido anti-horário.

Leia mais

a < 0 / > 0 a < 0 / = 0 a < 0 / < 0

a < 0 / > 0 a < 0 / = 0 a < 0 / < 0 FUNÇÃO DO 2 GRAU (QUADRÁTICA) a < 0 / > 0 a) Definição Denomina-se função do 2 grau toda função f : IR IR definida por f(x) = ax 2 + bx + c, com a, b, c IR e a O. b) Raízes ou zeros As raízes da função

Leia mais

RaizDoito 1. Considere f uma função ímpar de domínio IR. Indique, das seguintes afirmações, aquela que é necessariamente verdadeira.

RaizDoito 1. Considere f uma função ímpar de domínio IR. Indique, das seguintes afirmações, aquela que é necessariamente verdadeira. 1. Considere f uma função ímpar de domínio IR. Indique, das seguintes afirmações, aquela que é necessariamente verdadeira. f é não injetiva; (B) f é descontínua em x=0; (C) f(0) = 0; (D) f é injetiva;.

Leia mais

1 FUNÇÃO - DEFINIÇÃO. Chama-se função do 1. grau toda função definida de por f(x) = ax + b com a, b e a 0.

1 FUNÇÃO - DEFINIÇÃO. Chama-se função do 1. grau toda função definida de por f(x) = ax + b com a, b e a 0. MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO FUNÇÃO - DEFINIÇÃO FUNÇÃO - DEFINIÇÃO Chama-se função do 1. grau toda função definida de por f(x) = ax + b com a, b e a 0. EXEMPLOS: f(x) = 5x 3, onde a = 5 e b = 3 (função afim)

Leia mais

Resumo: Nestas notas faremos um breve estudo sobre as principais propriedades. mínimos, gráficos e algumas aplicações simples.

Resumo: Nestas notas faremos um breve estudo sobre as principais propriedades. mínimos, gráficos e algumas aplicações simples. Universidade Estadual de Maringá - Departamento de Matemática Cálculo Diferencial e Integral: um KIT de Sobrevivência c Publicação Eletrônica do KIT http://www.dma.uem.br/kit Equação quadrática Prof. Doherty

Leia mais

Unidade II MATEMÁTICA APLICADA. Prof. Luiz Felix

Unidade II MATEMÁTICA APLICADA. Prof. Luiz Felix Unidade II MATEMÁTICA APLICADA Prof. Luiz Felix Equações do 1º grau Resolver uma equação do 1º grau significa achar valores que estejam em seus domínios e que satisfaçam à sentença do problema, ou seja,

Leia mais

FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA A

FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA A VICE-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO E CORPO DISCENTE COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA A Rio de Janeiro / 007 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO SUMÁRIO

Leia mais

Assinale as questões verdadeiras some os resultados obtidos e marque na Folha de Respostas:

Assinale as questões verdadeiras some os resultados obtidos e marque na Folha de Respostas: PROVA DE MATEMÁTICA - TURMAS DO O ANO DO ENSINO MÉDIO COLÉGIO ANCHIETA-BA - MAIO DE 0. ELABORAÇÃO: PROFESSORES OCTAMAR MARQUES E ADRIANO CARIBÉ. PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA Assinale as questões

Leia mais

PROFESSOR FLABER 2ª SÉRIE Circunferência

PROFESSOR FLABER 2ª SÉRIE Circunferência PROFESSOR FLABER ª SÉRIE Circunferência 01. (Fuvest SP) A reta s passa pelo ponto (0,3) e é perpendicular à reta AB onde A=(0,0) e B é o centro da circunferência x + y - x - 4y = 0. Então a equação de

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Matemática Geometria Analítica

Exercícios de Aprofundamento Matemática Geometria Analítica 1. (Unicamp 015) Seja r a reta de equação cartesiana x y 4. Para cada número real t tal que 0 t 4, considere o triângulo T de vértices em (0, 0), (t, 0) e no ponto P de abscissa x t pertencente à reta

Leia mais

TESTE DE DIAGNÓSTICO

TESTE DE DIAGNÓSTICO TESTE DE DIAGNÓSTICO 9.º 10.º ANO NOME: N.º: TURMA: ANO LETIVO: / DURAÇÃO DO TESTE: 90 MINUTOS DATA: / / O teste é constituído por dois grupos. No Grupo I, são indicadas quatro opções de resposta para

Leia mais

CÁLCULO I. Aula n o 02: Funções. Denir função e conhecer os seus elementos; Listar as principais funções e seus grácos.

CÁLCULO I. Aula n o 02: Funções. Denir função e conhecer os seus elementos; Listar as principais funções e seus grácos. CÁLCULO I Prof. Marcos Diniz Prof. André Almeida Prof. Edilson Neri Júnior Aula n o 02: Funções. Objetivos da Aula Denir função e conhecer os seus elementos; Reconhecer o gráco de uma função; Listar as

Leia mais

Matemática Básica Relações / Funções

Matemática Básica Relações / Funções Matemática Básica Relações / Funções 04 1. Relações (a) Produto cartesiano Dados dois conjuntos A e B, não vazios, denomina-se produto cartesiano de A por B ao conjunto A B cujos elementos são todos os

Leia mais

FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2º GRAU

FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2º GRAU FUNÇÃO POLINOMIAL DO 2º GRAU Observe os quadrados a seguir, cuja a medida do lado varia conforme está indicado Um arremesso de uma bola em um jogo de basquete Calculando a área de cada quadrado obtemos.

Leia mais

Nome: nº Professor(a): UBERLAN / CRISTIANA Série: 3ª EM Turmas: 3301 / 3302 Data: / /2013

Nome: nº Professor(a): UBERLAN / CRISTIANA Série: 3ª EM Turmas: 3301 / 3302 Data: / /2013 Nome: nº Professor(a): UBERLAN / CRISTIANA Série: 3ª EM Turmas: 3301 / 3302 Data: / /2013 Sem limite para crescer Bateria de Exercícios de Matemática II 1) A área do triângulo, cujos vértices são (1, 2),

Leia mais

MAT Poli Cônicas - Parte I

MAT Poli Cônicas - Parte I MAT2454 - Poli - 2011 Cônicas - Parte I Uma equação quadrática em duas variáveis, x e y, é uma equação da forma ax 2 +by 2 +cxy +dx+ey +f = 0, em que pelo menos um doscoeficientes a, b oucénão nulo 1.

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat Geo. Analítica

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat Geo. Analítica Exercícios de Aprofundamento 015 Mat Geo. Analítica 1. (Unicamp 015) Seja r a reta de equação cartesiana x y. Para cada número real t tal que 0 t, considere o triângulo T de vértices em (0, 0), (t, 0)

Leia mais

Notas de Aulas 3 - Cônicas Prof Carlos A S Soares

Notas de Aulas 3 - Cônicas Prof Carlos A S Soares Notas de Aulas 3 - Cônicas Prof Carlos A S Soares 1 Parábolas 11 Conceito e Elementos Definição 1 Sejam l uma reta e F um ponto não pertencente a l Chamamos parábola de diretriz l e foco F o conjunto dos

Leia mais

1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis

1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Módulo de Função Quadrática Noções Básicas: Definição, Máximos e Mínimos 1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Função Quadrática Noções Básicas: Definição, Máximos e Mínimos 1 Exercícios

Leia mais

EXERCÍCIOS 2006 APOSTILA MATEMÁTICA

EXERCÍCIOS 2006 APOSTILA MATEMÁTICA EXERCÍCIOS 2006 APOSTILA MATEMÁTICA Professor: LUIZ ANTÔNIO 1 >>>>>>>>>> PROGRESSÃO ARITMÉTICA P. A.

Leia mais

01- Assunto: Função Polinomial do 1º grau. Determine o domínio da função f(x) =

01- Assunto: Função Polinomial do 1º grau. Determine o domínio da função f(x) = EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES - MATEMÁTICA - ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - ª ETAPA ============================================================================================== 0- Assunto: Função Polinomial do

Leia mais

LISTA 01 MATEMÁTICA PROF. FABRÍCIO 9º ANO NOME: TURMA:

LISTA 01 MATEMÁTICA PROF. FABRÍCIO 9º ANO NOME: TURMA: C e n t r o E d u c a c i o n a l A d v e n t i s t a M i l t o n A f o n s o Reconhecida Portaria 46 de 26/09/77 - SEC -DF CNPJ 60833910/0053-08 SGAS Qd.611 Módulo 75 CEP 70200-710 Brasília-DF Fone: (61)

Leia mais

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 06 Licenciatura em Matemática Osasco ou x > 3

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 06 Licenciatura em Matemática Osasco ou x > 3 1. Inequações Uma inequação é uma expressão algébrica dada por uma desigualdade. Por exemplo: 3x 5 < 1 ou 2x+1 2 > 5x 7 3 ou x 1 2 + 2 > 3 Resolver a inequação significa encontrar os intervalos de números

Leia mais

Equação Geral do Segundo Grau em R 2

Equação Geral do Segundo Grau em R 2 8 Equação Geral do Segundo Grau em R Sumário 8.1 Introdução....................... 8. Autovalores e autovetores de uma matriz real 8.3 Rotação dos Eixos Coordenados........... 5 8.4 Formas Quadráticas..................

Leia mais

A função afim. Pré-Cálculo. A função afim. Proposição. Humberto José Bortolossi. Parte 5. Definição

A função afim. Pré-Cálculo. A função afim. Proposição. Humberto José Bortolossi. Parte 5. Definição Pré-Cálculo Humberto José Bortolossi Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense A função afim Parte 5 Parte 5 Pré-Cálculo 1 Parte 5 Pré-Cálculo 2 A função afim Proposição O gráfico

Leia mais

Inequação do Segundo Grau

Inequação do Segundo Grau CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2015.2 Inequação do Segundo Grau Vitor Bruno Santos Pereira - Engenharia Civil Na aula de hoje... Introdução e Exemplos de Inequação do Segundo Grau; Solucionando

Leia mais

3º ANO DO ENSINO MÉDIO. 1.- Quais são os coeficientes angulares das retas r e s? 60º 105º. 0 x x. a) Escreva uma equação geral da reta r.

3º ANO DO ENSINO MÉDIO. 1.- Quais são os coeficientes angulares das retas r e s? 60º 105º. 0 x x. a) Escreva uma equação geral da reta r. EXERCÍCIOS DE REVISÃO 3º BIMESTRE GEOMETRIA ANALÍTICA 3º ANO DO ENSINO MÉDIO 1.- Quais são os coeficientes angulares das retas r e s? s 60º 105º r 2.- Considere a figura a seguir: 0 x r 2 A C -2 0 2 5

Leia mais

As funções do 1º grau estão presentes em

As funções do 1º grau estão presentes em Postado em 01 / 04 / 13 FUNÇÃO DO 1º GRAU Aluno(: 1.1.2 TURMA: 1- FUNÇÃO DO PRIMEIRO GRAU As funções do 1º grau estão presentes em diversas situações do cotidiano. Vejamos um exemplo: Uma loja de eletrodomésticos

Leia mais