CONTRATO DE MANDATO CONCEITO:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTRATO DE MANDATO CONCEITO:"

Transcrição

1 CONCEITO: CONTRATO DE MANDATO Art. 653 Opera-se o mandato quando alguém recebe de outrem poderes para, em seu nome, praticar atos ou administrar interesses. A procuração é o instrumento do mandato. Assim, nos termos do art. 653, o mandato é o contrato pelo qual alguém (mandatário ou procurador) recebe de outrem (mandante) poderes para, em seu nome (no nome do mandante), praticar atos ou administrar interesses. Destarte, o mandato é o contrato pelo qual uma pessoa confere à outra poderes para representála. Conforme explica Roberto de Ruggiero, citado por Gonçalves, o que tecnicamente se chamar conferir ou dar mandato é encarregar outrem de praticar um ou mais atos por nossa conta e nosso nome, de modo que todos os efeitos dos atos praticados se liguem diretamente à nossa pessoa como se nós próprios os tivéssemos praticado.

2 A procuração é o instrumento do mandato, ou seja, é o instrumento pelo qual a pessoa física ou jurídica outorga poderes a outras, sendo um documento formal, assinado pelo outorgante com o objetivo o outorgado a representar. Etimologia: A palavra mandato deriva de manu datum, porque as partes se davam as mãos, simbolizando a aceitação do encargo e promessa de fidelidade no cumprimento da incumbência. Partes: As partes do contrato de mandato são: Mandante ou outorgante: aquele que outorga poderes; Mandatário ou outorgado:aquele que recebe os poderes. Representação: O mandato é espécie de representação, que ocorre quando uma pessoa é incumbida de realizar declaração de vontade de outra em seu lugar. Há três espécies de representação:

3 a) representação legal (decorrente de lei, que ocorre em relação aos pais, tutor e curador, que representam seus filhos incapazes, seu pupilo e curatelado por força de lei); b) representação judicial (decorrente de nomeação por juiz, como, por exemplo, o inventariante e o síndico da falência); c) representação contratual (decorrente do contrato de mandato, em que a pessoa que confere os poderes o mandante é a representada, e a pessoa que os aceita o mandatário é o representante daquela). Atos que podem ser praticados por mandato: A maioria dos atos pode ser praticada por meio de procurador (representante convencional), não se limitando o objeto do mandato aos atos patrimoniais. Como exemplo, até mesmo a adoção, o reconhecimento de filho natural e o casamento (um dos atos mais solenes do Código Civil e de grande importância para a vida das pessoas) podem ser praticados mediante procuração.

4 Exceções a representação por mandado: São exceções à possibilidade de serem praticados por meio do mandato alguns atos personalíssimos, como o testamento, a prestação de concurso público, o serviço militar, o mandato eletivo, o exercício do poder familiar. Diferenças e comparações: Mandato e Mandado: Não se deve confundir mandato com mandado, que é ordem judicial para que se faça ou não alguma coisa. Venosa também distingue o contrato de mandato da representação e da preposição. Preposição: o preposto age em decorrência de vínculo empregatício ou de uma prestação de serviços em favor do preponente. Já pelo mandato o mandatário pratica atos em nome e no interesse do mandante. Diferença da prestação de serviços e do mandato: É por causa da figura da representação que o contrato de mandato não se confunde com um contrato de prestação de serviço, pois o mandatário está sempre representando o

5 mandante em algum ato, diferentemente da prestação de serviço, em que o contratado obra em seu próprio nome. CARACTERÍSTICAS: a) Contrato personalíssimo ou intuitu personae: É baseado na confiança, na presunção de lealdade e probidade do mandatário, que a aceita. Aceitacao: a aceitação pode ser expressa ou tácita. Esta se configura pelo começo de execução dos atos de representação (CC, art. 659). b) Consensual: Consenso das partes para se aperfeiçoar; c) Não solene: Podendo inclusive ser admitido o mandato tácito e o verbal (CC, art. 656), malgrado a afirmação constante do art. 653, segunda parte, de que a procuração é o instrumento do mandado. Solene: Art. 657, CC. A outorga do mandato está sujeita à forma exigida por lei para o ato a ser praticado.

6 d) Gratuito ou oneroso: Em regra, contrato gratuito, vez que o art. 658 diz presumir-se a gratuidade, no entanto quando corresponder o objeto ao daqueles que o mandatário por ofício trata como profissão é presumível oneroso. Exemplos: O mandato confiado ao advogado, corretor ou despachante, presume-se oneroso. Parágrafo único do art. 658, CC. Inexistência de acordo sobre a remuneração. e) Unilateral ou bilateral: O 1º porque gera obrigações somente para o mandatário; o 2º quando se convenciona remuneração. Particularidade: É contrato que só pode ter por objeto atos jurídicos e não simples atos materiais, fatos ou serviços, pois ninguém confere mandato para cozinhar, fazer um vestuário ou calça. (Cunha Gonçalves). É contrato preparatório, pois habilita o mandatário, pois habilita o mandatário para a prática de atos que poderão ser característicos de outro contrato típico (a procuração outorgada para a compra e venda de um imóvel).

O CONTRATO DE MANDATO

O CONTRATO DE MANDATO O CONTRATO DE MANDATO Sheila Luft Martins Tabeliã de Notas. Mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina UFSC. Professora do curso de Direito na Universidade Regional do Noroeste do Estado

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DISCIPLINA: DIREITO CIVIL III

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DISCIPLINA: DIREITO CIVIL III CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DISCIPLINA: DIREITO CIVIL III (Contratos) PROFESSOR: ALEXANDRE LEAL PONTO: DO MANDATO CONCEITO O art. 653 do CC define

Leia mais

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Questões Comentadas Segue às questões da Vunesp do concurso de procurador municipal, devidamente comentada. Cargo de confiança 1) A determinação do empregador para que

Leia mais

Teoria Geral do Negócio Jurídico: REPRESENTAÇÃO

Teoria Geral do Negócio Jurídico: REPRESENTAÇÃO ESCOLA SUPERIOR DE ADVOCACIA OAB-ESA/São Paulo ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO CIVIL E PROCESSO CIVIL Teoria Geral do Negócio Jurídico: REPRESENTAÇÃO 08.06.2016 Profª Miriam Canegusuco 1) Representação localização

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS Conceito de CONTRATO É o acordo de duas ou mais vontades, na conformidade da ordem jurídica, destinado a estabelecer uma regulamentação de interesses entre

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS 1. PROCURAÇÃO; 2. CONTRATO; 3. DECLARAÇÃO DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA; 4. CÓPIA DA IDENTIDADE; 5. COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA; 6. CONTRACHEQUE DOS ÚLTIMOS 5 ANOS; 7. DECLARAÇAÕ

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Divisão de Compras e Licitações

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Divisão de Compras e Licitações ANEXO IX-A MODELO DE PROCURAÇÃO Pelo presente instrumento particular de mandato, [LICITANTE], sociedade localizada na [ ], Município de [ ], Estado de [ ], inscrita no CNPJ/MF sob o nº [ ], neste ato representada

Leia mais

Nos negócios da vida civil é comum alguma das partes ser representada por procurador. Isso reclama alguns cuidados na prática dos atos registrais.

Nos negócios da vida civil é comum alguma das partes ser representada por procurador. Isso reclama alguns cuidados na prática dos atos registrais. 4.1.9 Quitação das multas ambientais Considerando a revogação da Lei n. 4.771/65 (antigo Código Florestal) pela Lei n. 12.651/12 (novo Código Florestal), não há mais que se falar em apresentações das certidões

Leia mais

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO Contrato individual de trabalho é o acordo, tácito ou expresso, correspondente à relação de emprego. Relação de emprego entre EMPREGADOR e EMPREGADO. DEFINIÇÃO LEGAL: O

Leia mais

ALMEIDA GUILHERME Advogados Associados

ALMEIDA GUILHERME Advogados Associados DIFERENÇA ENTRE CONTRATO DE AGÊNCIA E DE DISTRIBUIÇÃO por Jacqueline Gottschalk Advogada de Almeida Guilherme Advogados Associados Podemos dizer que em função do fenômeno da globalização, cada vez mais

Leia mais

PARTES E PROCURADORES DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Aula 5 Partes e procuradores. Professora: Maria Inês Gerardo. Site: mariainesgerardo.com.

PARTES E PROCURADORES DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Aula 5 Partes e procuradores. Professora: Maria Inês Gerardo. Site: mariainesgerardo.com. DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO Aula 5 Partes e procuradores. Professora: Maria Inês Gerardo Site: mariainesgerardo.com.br Facebook: Maria Inês Gerardo Conteúdo Programático desta aula Partes e Procuradores

Leia mais

Estado de Santa Catarina Secretaria de Estado da Fazenda Junta Comercial do Estado de Santa Catarina Procuradoria Geral Parecer n.

Estado de Santa Catarina Secretaria de Estado da Fazenda Junta Comercial do Estado de Santa Catarina Procuradoria Geral Parecer n. Parecer n.º 94/07 Processo nº 07/186378-8. Empresário individual. Falecimento. Partilha formalizada em escritura pública, na forma da Lei 11.441/07. Nomeação de inventariante. Pretendido arquivamento do

Leia mais

Direito das Obrigações

Direito das Obrigações Direito das Obrigações Kauísa Carneiro ZANFOLIN RESUMO: Trata-se de obrigações das quais acarretam consequências jurídicas, são tratadas pela parte especial do Código Civil. Corresponde a uma relação de

Leia mais

A COBRANÇA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS PERANTE A JUSTIÇA DO TRABALHO

A COBRANÇA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS PERANTE A JUSTIÇA DO TRABALHO A COBRANÇA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS PERANTE A JUSTIÇA DO TRABALHO Eneida Cornel * A Emenda Constitucional nº 45/2004 trouxe mudanças profundas de competência dos órgãos do Poder Judiciário, especificamente

Leia mais

Direito Civil. Mandato. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Mandato. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Mandato Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Civil LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que

Leia mais

Elementos constitutivos dos negócios jurídicos. a) Gerais: capacidade, objeto lícito e possível e consentimento.

Elementos constitutivos dos negócios jurídicos. a) Gerais: capacidade, objeto lícito e possível e consentimento. 2 o. MÓDULO DE DIREITO CIVIL I I. Elementos essenciais: Elementos constitutivos dos negócios jurídicos a) Gerais: capacidade, objeto lícito e possível e consentimento. Capacidade do agente: para que um

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CURSO DE DIREITO 2º BIMESTRE 1º SEMESTRE - 1º A/B LINGUAGEM JURÍDICA I - PROF.

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CURSO DE DIREITO 2º BIMESTRE 1º SEMESTRE - 1º A/B LINGUAGEM JURÍDICA I - PROF. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CURSO DE DIREITO 2º BIMESTRE 1º SEMESTRE - 1º A/B LINGUAGEM JURÍDICA I - PROF. OSVALDO ESTUDO DE PEÇAS JURÍDICAS PROCURAÇÃO AD JUDICIA JUÍZO. PROCURAÇÃO

Leia mais

Giovanna F. Silveira Teles Mestranda em Direito Empresarial (FDMC), Especialista em Direito Civil (FDMC), advogada. gsteles25@gmail.

Giovanna F. Silveira Teles Mestranda em Direito Empresarial (FDMC), Especialista em Direito Civil (FDMC), advogada. gsteles25@gmail. O MANDATO JUDICIAL OUTORGADO PELO FALIDO Giovanna F. Silveira Teles Mestranda em Direito Empresarial (FDMC), Especialista em Direito Civil (FDMC), advogada. gsteles25@gmail.com RESUMO O presente artigo

Leia mais

Art. 27 - rol de legitimados. Partilha Provisória dos bens do ausente. Com procurador - 3 anos contados do desaparecimento

Art. 27 - rol de legitimados. Partilha Provisória dos bens do ausente. Com procurador - 3 anos contados do desaparecimento Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Direito Civil (Parte Geral) / Aula 05 Professor: Rafael da Motta Mendonça Conteúdo: II) Ausência: Sucessão Definitiva. III)Capacidade: Espécies de Capacidade

Leia mais

Aula 09 TEORIA GERAL DOS CONTRATOS

Aula 09 TEORIA GERAL DOS CONTRATOS Turma e Ano: CAM MASTER B 2015 Matéria / Aula: Direito Civil Obrigações e Contratos Aula 9 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitor: Mário Alexandre de Oliveira Ferreira Aula 09 TEORIA GERAL DOS CONTRATOS

Leia mais

PROCURAÇÃO AD JUDICIA - RECONHECIMENTO DE FIRMA: desnecessidade - redação dada ao art. 38 do cpc pela lei 8.952/94

PROCURAÇÃO AD JUDICIA - RECONHECIMENTO DE FIRMA: desnecessidade - redação dada ao art. 38 do cpc pela lei 8.952/94 PROCURAÇÃO AD JUDICIA - RECONHECIMENTO DE FIRMA: desnecessidade - redação dada ao art. 38 do cpc pela lei 8.952/94 FÁTIMA NANCY ANDRIGHI* Desembargadora do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios

Leia mais

DIREITO INDIVIDUAL DO TRABALHO

DIREITO INDIVIDUAL DO TRABALHO 6.1 Definições Locação de serviço - Código Civil de 1916 Termo contrato de trabalho Lei 62/1935 o Contrato de trabalho X relação de emprego (contrato de emprego) o Impropriedade dos termos empregado autônomo

Leia mais

DIREITO DE FAMÍLIA ROTEIRO DE AULA Profa. Dra. Maitê Damé Teixeira Lemos

DIREITO DE FAMÍLIA ROTEIRO DE AULA Profa. Dra. Maitê Damé Teixeira Lemos DIREITO DE FAMÍLIA ROTEIRO DE AULA Profa. Dra. Maitê Damé Teixeira Lemos Direito Matrimonial o Conceito: o Natureza jurídica do casamento: o Finalidades do casamento: o Princípios do casamento: o Esponsais

Leia mais

AÇÃO DECORRENTE DA GREVE.

AÇÃO DECORRENTE DA GREVE. AÇÃO DECORRENTE DA GREVE. DECORRENTES DA GREVE DE 2004 REQUISITOS/DOCUMENTOS NECESSÁRIOS XEROX DOS HOLERITES QUE FORAM EFETUADOS DESCONTOS OU DECLARAÇÃO DO S.R.H CONSTANDO O DESCONTO E CÓPIA DO ULTIMO

Leia mais

CÓPIA. Coordenação Geral de Tributação. Relatório. Solução de Consulta Interna nº 8 Cosit Data 2 de abril de 2014 Origem

CÓPIA. Coordenação Geral de Tributação. Relatório. Solução de Consulta Interna nº 8 Cosit Data 2 de abril de 2014 Origem Fl. 13 Fls. 1 Coordenação Geral de Tributação Solução de Consulta Interna nº 8 Data 2 de abril de 2014 Origem COORDENAÇÃO GERAL DE ATENDIMENTO E EDUCAÇÃO FISCAL (COAEF) ASSUNTO: NORMAS DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

NOTA PROMISSÓRIA 11.1 NOÇÃO

NOTA PROMISSÓRIA 11.1 NOÇÃO 11 NOTA 11.1 NOÇÃO Enquanto a letra de câmbio é uma ordem de pagamento, porque através dela o signatário (sacador) do título requisita a uma pessoa (sacado) o pagamento de uma soma, a nota promissória

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL PEÇA PROFISSIONAL Espera-se que o(a) examinando(a) elabore recurso de apelação, dirigido ao próprio juízo que prolatou a decisão (art. 475-M, 3.º, do CPC, art. 496, inciso I, c/c os arts. 513-521 do CPC),

Leia mais

Atividades Não Empresariais. Por definição legal algumas atividades não são consideradas empresariais.

Atividades Não Empresariais. Por definição legal algumas atividades não são consideradas empresariais. Atividades Não Empresariais Por definição legal algumas atividades não são consideradas empresariais. Atividades Não Empresariais Profissionais liberais que prestam os serviços de forma direta e profissionais

Leia mais

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: DIREITO CONTRATUAL (CÓD. ENEX 60119) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos, filmes

Leia mais

Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público. Diana Pinto e Pinheiro da Silva

Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público. Diana Pinto e Pinheiro da Silva Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público Diana Pinto e Pinheiro da Silva 1. Execução de Serviço Público Execução de serviço público Dificuldade de definição [...] o conceito de serviço público

Leia mais

COMPRA E VENDA Cláusulas especiais

COMPRA E VENDA Cláusulas especiais COMPRA E VENDA Cláusulas especiais 1) retrovenda; 2) venda a contento; 3) preempção; 4) reserva de domínio; e 5) venda sobre documentos. COMPRA E VENDA Cláusulas especiais Retrovenda é o direito que tem

Leia mais

Contrato de Empreitada. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Contrato de Empreitada. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Contrato de Empreitada Contrato de Empreitada Empreiteiro é a designação dada a um indivíduo ou empresa que contrata com outro indivíduo ou organização (o dono da obra) a realização de obras de construção,

Leia mais

5 Celebração e Prova do Casamento, Ritos matrimoniais, Cerimônia do casamento, Suspensão da cerimônia, 85

5 Celebração e Prova do Casamento, Ritos matrimoniais, Cerimônia do casamento, Suspensão da cerimônia, 85 Sumário Nota do Autor à lfi edição, xiii 1 Introdução ao Direito de Família, 1 1.1 Compreensão, 1 1.2 Lineamentos históricos, 2 1.3 Família moderna. Novos fenômenos sociais, 5 1.4 Natureza jurídica da

Leia mais

INSTITUIÇÕES DE DIREITO PUBLICO E PRIVADO MÓDULO 11 INADIMPLEMENTO DAS OBRIGAÇÕES

INSTITUIÇÕES DE DIREITO PUBLICO E PRIVADO MÓDULO 11 INADIMPLEMENTO DAS OBRIGAÇÕES INSTITUIÇÕES DE DIREITO PUBLICO E PRIVADO MÓDULO 11 INADIMPLEMENTO DAS OBRIGAÇÕES Índice 1. Inadimplemento das Obrigações...4 1.1. Mora... 4 1.2. Das Perdas e Danos... 4 1.3. Juros moratórios ou juros

Leia mais

DIREITO CIVIL IV TEORIA GERAL DAS OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS. Foed Saliba Smaka Jr. Aulas 27/28 10 e 11/11/2015.

DIREITO CIVIL IV TEORIA GERAL DAS OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS. Foed Saliba Smaka Jr. Aulas 27/28 10 e 11/11/2015. DIREITO CIVIL IV TEORIA GERAL DAS OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS. Foed Saliba Smaka Jr. Aulas 27/28 10 e 11/11/2015. Introdução: Tão antigo quanto a troca, anterior a compra e venda. Transferência de Patrimônio

Leia mais

Resolução de nº 001/2016, do Presidente da ABCCC Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos.

Resolução de nº 001/2016, do Presidente da ABCCC Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos. Resolução de nº 001/2016, do Presidente da ABCCC Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos. A presente resolução dispõe sobre o regramento da eleição da Diretoria da ABCCC, que se realizará

Leia mais

Sumário PARTE GERAL 3. PESSOA JURÍDICA

Sumário PARTE GERAL 3. PESSOA JURÍDICA Sumário PARTE GERAL 1. LINDB, DAS PESSOAS, DOS BENS E DO NEGÓCIO JURÍDICO 1. Introdução (DL 4.657/1942 da LINDB) 2. Direito objetivo e subjetivo 3. Fontes do Direito 4. Lacuna da lei (art. 4.º da LINDB)

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Do mandato público que constitui procurador para administrar sociedade empresária Jose Fernando dos Santos Campos * 1. Introdução Não nos cansamos de dizer que os cartórios extrajudiciais,

Leia mais

PARTES, REPRESENTAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL

PARTES, REPRESENTAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL PARTES, REPRESENTAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL Art. 791 - Os empregados e os empregadores poderão reclamar pessoalmente perante a Justiça do Trabalho e acompanhar as suas reclamações até o final. 1º -

Leia mais

CONVIVENTE: A PERSPECTIVA DE UM NOVO ESTADO CIVIL E SEUS REFLEXOS PARA O RCPN

CONVIVENTE: A PERSPECTIVA DE UM NOVO ESTADO CIVIL E SEUS REFLEXOS PARA O RCPN CONVIVENTE: A PERSPECTIVA DE UM NOVO ESTADO CIVIL E SEUS REFLEXOS PARA O RCPN RODRIGO TOSCANO DE BRITO Doutor e Mestre em Direito Civil pela PUC-SP. Professor de Direito Civil da UFPB e da Escola da Magistratura.

Leia mais

TABELA "F" - EXTRAJUDICIAL DOS TABELIÃES

TABELA F - EXTRAJUDICIAL DOS TABELIÃES ANEXO DA RESOLUÇÃO Nº 19/2015 SECRETARIA DE CONTAS JUDICIAIS E DE APOIO AOS JUIZADOS ESPECIAIS SUBSECRETARIA DE CONTROLE GERAL DE CUSTAS E DE DEPÓSITOS JUDICIAIS REGIMENTO DE CUSTAS / DECRETO-LEI Nº 115/67

Leia mais

DIREITO CIVIL CONTRATOS TIPOS Danilo D. Oyan

DIREITO CIVIL CONTRATOS TIPOS Danilo D. Oyan DIREITO CIVIL CONTRATOS TIPOS Danilo D. Oyan COMPRA E VENDA 481 a 532 Transferência de domínio, preço. TROCA OU PERMUTA 533 Contrato CONSENSUAL, BILATERAL, ONEROSO e COMUTATIVO. Não dinheiro e de valores

Leia mais

Ação Ordinária. - Taxa de Procuração: 2% do valor do salário mínimo (ano de 2017 = R$ 18,74)

Ação Ordinária. - Taxa de Procuração: 2% do valor do salário mínimo (ano de 2017 = R$ 18,74) Ação Ordinária CUSTAS DO PROCESSO: - Taxa Judiciária: Ações Individuais: 1% do valor da causa ou, no mínimo, 5 UFESP s (ano de 2017 = R$ 125,35) Ações Grupo: Além do valor da Ação Individual, 10 UFESP

Leia mais

Condições da Ação Penal -Possibilidade jurídica do pedido A pretensão do autor deve referir-se a providência admitida pelo direito objetivo. Para que

Condições da Ação Penal -Possibilidade jurídica do pedido A pretensão do autor deve referir-se a providência admitida pelo direito objetivo. Para que AÇÃO PENAL Ação é o direito subjetivo de se invocar do Estado- Juiz a aplicação do direito objetivo a um caso concreto. Tal direito é público, subjetivo, autônomo, específico, determinado e abstrato (TOURINHO

Leia mais

PONTO 1: Contratos em Espécie 1. CONTRATO DE MÚTUO 1.1 CONCEITO:... a. Real é necessário não apenas o consenso, mas a tradição da coisa.

PONTO 1: Contratos em Espécie 1. CONTRATO DE MÚTUO 1.1 CONCEITO:... a. Real é necessário não apenas o consenso, mas a tradição da coisa. 1 DIREITO CIVIL DIREITO CIVIL PONTO 1: Contratos em Espécie 1. CONTRATO DE MÚTUO 1.1 CONCEITO:... 1.2 NATUREZA JURÍDICA: a. Real é necessário não apenas o consenso, mas a tradição da coisa. b. Gratuito

Leia mais

OS DIREITOS E OBRIGAÇÕES DOS SÓCIOS

OS DIREITOS E OBRIGAÇÕES DOS SÓCIOS OS DIREITOS E OBRIGAÇÕES DOS SÓCIOS O contrato social é o regulador das relações obrigacionais entre os sócios, alicerçada na Constituição Federal, nas leis e nos princípios gerais do Direito, sendo os

Leia mais

EMPRÉSTIMO: COMODATO

EMPRÉSTIMO: COMODATO Empréstimo: Comodato 19 EMPRÉSTIMO: COMODATO Sumário: 19.1 Introdução. 19.2- Conceito de comodato. 19.3 Classificação. 19.4 Quem pode dar em comodato. 19.5 Obrigações e direitos do comodatário. 19.6 Extinção

Leia mais

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2016 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2016

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2016 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2016 RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2016 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2016 1- ATOS DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS VALORES EM R$ ATO VALORES TOTAL BUSCA (POR PERÍODO

Leia mais

Noções Introdutórias Abertura da Sucessão. Transmissão da Herança. Aceitação e Renúncia da Herança. Cessão da Herança

Noções Introdutórias Abertura da Sucessão. Transmissão da Herança. Aceitação e Renúncia da Herança. Cessão da Herança Sumário 1. Noções Introdutórias 1.1 Sucessão. Compreensão do Vocábulo. O Direito das Sucessões 1.2 Direito das Sucessões no Direito Romano 1.3 Ideia Central do Direito das Sucessões 1.4 Noção de Herança

Leia mais

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VII-1 DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE FATOS IMPEDITIVOS Comissão Especial de Licitação do Município de Navegantes Prezado Senhores,, [inserir qualificação completa],

Leia mais

"AD JUDICIA" Modelo 01 prazo de validade Esta procuração é válida até o dia / /20.

AD JUDICIA Modelo 01 prazo de validade Esta procuração é válida até o dia / /20. "AD JUDICIA" Modelo 01 Ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no Esta procuração normalmente é passada para um advogado no Brasil. Por isso, antes de solicitar este tipo de

Leia mais

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado;

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Documentos do vendedor Pessoa Física Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Nota: caso o proponente for casado(a), enviar também os documentos/certidões

Leia mais

REPRESENTAÇÃO PROCESSUAL DO EMPREGADOR DOMÉSTICO EM AUDIENCIA TRABALHISTA

REPRESENTAÇÃO PROCESSUAL DO EMPREGADOR DOMÉSTICO EM AUDIENCIA TRABALHISTA REPRESENTAÇÃO PROCESSUAL DO EMPREGADOR DOMÉSTICO EM AUDIENCIA TRABALHISTA Este trabalho tem por finalidade estudar os aspectos da representação processual trabalhista em foco da representação do empregador

Leia mais

ACÓRDÃO 7ª TURMA EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. Acolhidos, para corrigir os vícios verificados.

ACÓRDÃO 7ª TURMA EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. Acolhidos, para corrigir os vícios verificados. ACÓRDÃO 7ª TURMA EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. Acolhidos, para corrigir os vícios verificados. Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Recurso Ordinário nº TRT-RO-0090200-06.2008.5.01.0039, nos

Leia mais

Prescrição e decadência

Prescrição e decadência DIREITO CIVIL Professor Dicler A prescrição representa a perda da ação e da exceção (defesa) em razão do decurso de tempo. Tem como fundamento a paz social e a segurança jurídica que ficariam comprometidos

Leia mais

Sumário. Parte I DOS CONTRATOS EM GERAL PALAVRAS PRÉVIAS 4ª EDIÇÃO... 21 PREFÁCIO... 27

Sumário. Parte I DOS CONTRATOS EM GERAL PALAVRAS PRÉVIAS 4ª EDIÇÃO... 21 PREFÁCIO... 27 PALAVRAS PRÉVIAS 4ª EDIÇÃO... 21 PREFÁCIO... 27 Parte I DOS CONTRATOS EM GERAL Capítulo I INTRODUÇÃO A TEORIA GERAL DOS CONTRATOS... 31 1. O Direito Civil Constitucional... 31 1.1. O Direito Civil na Feição

Leia mais

TEORIA GERAL DO DIREITO. Professor: Hugo Rios Bretas

TEORIA GERAL DO DIREITO. Professor: Hugo Rios Bretas TEORIA GERAL DO DIREITO Professor: Hugo Rios Bretas Vigência e Duração Norma de origem e derivada Publicidade, lapso temporal de vigência: Regra Proibição Direta Princípio basilar- força Continuidade normativa:

Leia mais

Chave de Respostas Tabelionato de Notas Professor: Leandro Corrêa. 1) Qual norma regula a atividade do Tabelião de Notas em Minas Gerais?

Chave de Respostas Tabelionato de Notas Professor: Leandro Corrêa. 1) Qual norma regula a atividade do Tabelião de Notas em Minas Gerais? Chave de Respostas Tabelionato de Notas Professor: Leandro Corrêa 1) Qual norma regula a atividade do Tabelião de Notas em Minas Gerais? Provimento 54/78 Normas Gerais Encontra apoio na Lei 8.935/94 e

Leia mais

ARTIGO: O MANDATO À LUZ DA INTERPRETAÇÃO JURISPRUDENCIAL DO TST

ARTIGO: O MANDATO À LUZ DA INTERPRETAÇÃO JURISPRUDENCIAL DO TST ARTIGO: O MANDATO À LUZ DA INTERPRETAÇÃO JURISPRUDENCIAL DO TST Carlos Roberto Pegoretti Júnior 1 RESUMO: Mandato. Artigos 653 e seguintes do Código Civil. Jus Postulandi que permite ao jurisdicionado

Leia mais

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho SUMÁRIO Direito do Trabalho... 05 Direito Processual Civil... 139 Direito Processual do Trabalho... 195 DIREITO DO TRABALHO ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Fontes e Princípios de Direito do Trabalho... 7 Surgimento

Leia mais

PREPOSTOS E GERENTES PREPOSTOS E GERENTES PREPOSTOS E GERENTES PREPOSTOS E GERENTES PREPOSTOS E GERENTES 13/03/2011. Dos Prepostos

PREPOSTOS E GERENTES PREPOSTOS E GERENTES PREPOSTOS E GERENTES PREPOSTOS E GERENTES PREPOSTOS E GERENTES 13/03/2011. Dos Prepostos Lei 10.406/2002 Código Civil Dos Prepostos Art. 1.169. O preposto não pode, sem autorização escrita, fazer-se substituir no desempenho da preposição, sob pena de responder pessoalmente pelos atos do substituto

Leia mais

Folha Revisão Data da Elaboração. Fiscalização: Posturas e Atividades em Vias urbanas, Obras e Limpeza Urbana

Folha Revisão Data da Elaboração. Fiscalização: Posturas e Atividades em Vias urbanas, Obras e Limpeza Urbana 1/6 1. FINALIDADE Estabelecer procedimentos para a entrada de recursos relacionados aos atos administrativos executados em decorrência de ações da fiscalização da PBH, no que tange aos serviços a seguir:

Leia mais

Profª Helisia Góes Disciplina: DIREITO CIVIL VI SUCESSÕES Turmas: 8ºDIV, 8DIN-1 e 8DIN-2 Data: 08/08/2012 AULA 04

Profª Helisia Góes Disciplina: DIREITO CIVIL VI SUCESSÕES Turmas: 8ºDIV, 8DIN-1 e 8DIN-2 Data: 08/08/2012 AULA 04 01 Profª Helisia Góes Disciplina: DIREITO CIVIL VI SUCESSÕES Turmas: 8ºDIV, 8DIN-1 e 8DIN-2 Data: 08/08/2012 AULA 04 II - SUCESSÃO EM GERAL (Cont...) 7. Aceitação e Renúncia da Herança (arts. 1.804 a 1.813,

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Atualizado em 04/11/2015 IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA A exigência de uma atuação moral se relaciona com o dever de probidade, ética e honestidade da Administração

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 161, DE 30 DE ABRIL DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 161, DE 30 DE ABRIL DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 161, DE 30 DE ABRIL DE 2007 O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 26 inciso

Leia mais

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO DIREITO CONTRATUAL 1. Angélica Santana NPI FAC SÃO ROQUE

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO DIREITO CONTRATUAL 1. Angélica Santana NPI FAC SÃO ROQUE PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO DIREITO CONTRATUAL 1 Angélica Santana NPI FAC SÃO ROQUE INTRODUÇÃO Para o Direito existem alguns princípios pelo qual, podemos destacar como base fundamental para estabelecer

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL I. Foed Saliba Smaka Jr. 06/03/2015.

DIREITO EMPRESARIAL I. Foed Saliba Smaka Jr. 06/03/2015. DIREITO EMPRESARIAL I Foed Saliba Smaka Jr. 06/03/2015. Empresário Empresário é a pessoa que toma a iniciativa de organizar uma atividade econômica de produção ou circulação de bens ou serviços. Pode Ser

Leia mais

AULA 08 TEORIA GERAL DOS CONTRATOS

AULA 08 TEORIA GERAL DOS CONTRATOS Profª Helisia Góes Direito Civil III Contratos Turmas 5ºDIV, 5º DIN-1 e 5º DIN-2 DATA: 24/09/09 (5º DIV) e 29/09/09 (5º DIN-1 e 5º DIN-2) CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ AULA 08 TEORIA GERAL DOS CONTRATOS

Leia mais

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS TÍTULO: DOLO BILATERAL E SUAS CONSEQÊNCIAS JURÍDICAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: DIREITO INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS AUTOR(ES):

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I NOÇÕES GERAIS

SUMÁRIO. Parte I NOÇÕES GERAIS SUMÁRIO Parte I NOÇÕES GERAIS I Noção de contrato 25 2 Origens e evolução histórica do direito dos contratos 31 2 I Historicidade do contrato 32 22 O direito romano 33 23 O direito inglês medieval 34 3

Leia mais

, Nome do adquirente., Endereço / Sede. Características do imóvel: playground salão de festas piscina sauna apart-hotel

, Nome do adquirente., Endereço / Sede. Características do imóvel: playground salão de festas piscina sauna apart-hotel EXMO. SR. PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Nome do adquirente Endereço / Sede,, vem pedir a V. Exª, nos termos do Decreto nº 14602/96, Identidade CPF/CNPJ REVISÃO / IMPUGNAÇÂO DO VALOR VENAL, para

Leia mais

DEPARTAMENTO JURÍDICO

DEPARTAMENTO JURÍDICO DEPARTAMENTO JURÍDICO Sempre visando a melhor prestação de serviços aos seus sindicalizados, o Departamento Jurídico do SINTELPOL está intensificando sua área de atuação, oferecendo, além da assistência

Leia mais

NOÇÕES SOBRE O NEGÓCIO JURÍDICO PROCESSUAL NO CPC/15:

NOÇÕES SOBRE O NEGÓCIO JURÍDICO PROCESSUAL NO CPC/15: NOÇÕES SOBRE O NEGÓCIO JURÍDICO PROCESSUAL NO CPC/15: Rodrigo Mazzei Pós-doutor (UFES), Doutor (FADISP) e mestre (PUC-SP) Professor da UFES (graduação e mestrado) Advogado e Ex-juiz do Tribunal Regional

Leia mais

Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Transportes

Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Transportes ANEXO V.1 MODELO DE DECLARAÇÃO DE OBSERVÂNCIA ÀS RESTRIÇÕES AO TRABALHO DE MENORES, domiciliado na, DECLARA, sob as penas da lei, para fins do disposto no inciso V do art. 27 da Lei no 8.666, de 21 de

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL PUBLICADO EM SESSÃO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL ACÓRDÃO RECURSO ESPECIAL ELEITORAL N 2765-24.2014.6.26.0000 - CLASSE 32 SÃO PAULO - SÃO PAULO Relator: Ministro João Otávio de Noronha Recorrente: Ministério

Leia mais

Código Civil Lei , 10 de Janeiro de 2002

Código Civil Lei , 10 de Janeiro de 2002 Código Civil Lei 10.406, 10 de Janeiro de 2002 DA PERSONALIDADE E DA CAPACIDADE Art. 1o Toda pessoa é capaz de direitos e deveres na ordem civil. Art. 2o A personalidade civil da pessoa começa do nascimento

Leia mais

CONFLITO DE INTERESSES

CONFLITO DE INTERESSES CONFLITO DE INTERESSES Sócia da Ometto Advogados Associados, desde 1993. Consultoria em Direito Médico e Hospitalar. Defesa de clínicas médicas. Defesa de interesses de médicos (éticas e civis). Assessora

Leia mais

DUPLICATA MERCANTIL. Partes: Com efeito, se alguém efetua a venda a prazo, pode emitir uma duplicata O vendedor será o adquirente. Natureza Jurídica:

DUPLICATA MERCANTIL. Partes: Com efeito, se alguém efetua a venda a prazo, pode emitir uma duplicata O vendedor será o adquirente. Natureza Jurídica: DUPLICATA MERCANTIL A DUPLICATA MERCANTIL É TITULO DE CRÉDITO CRIADO PELO DIREITO BRASILEIRO. A emissão da duplicata foi disciplina pela Lei 5474/68 O termo duplicata não pode ser interpretado ao Pé da

Leia mais

Cód. barras: STJ00095765 (2012)

Cód. barras: STJ00095765 (2012) Cód. barras: STJ00095765 (2012) CAPÍTULO 1 - LEI DE INTRODUÇÃO ÀS NORMAS DO DIREITO BRASILEIRO... 1 1.1. Lei de introdução às normas do direito brasileiro... 1 1.1.1. Considerações gerais... 1 1.1.2. Vigência

Leia mais

DEPÓSITO. 1. Referência legal do assunto. Arts. 627 a 652 do CC. 2. Conceito de depósito

DEPÓSITO. 1. Referência legal do assunto. Arts. 627 a 652 do CC. 2. Conceito de depósito 1. Referência legal do assunto Arts. 627 a 652 do CC. 2. Conceito de depósito DEPÓSITO O contrato de depósito importa na guarda temporária de um bem móvel pelo depositário até o momento em que o depositante

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 06 Prof. Ms Luane Lemos RESPONSABILIDADE POR FATO DA COISA E POR FATO DE OUTREM I. RESPONSABILIDADE POR FATO DE OUTREM

RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 06 Prof. Ms Luane Lemos RESPONSABILIDADE POR FATO DA COISA E POR FATO DE OUTREM I. RESPONSABILIDADE POR FATO DE OUTREM RESPONSABILIDADE CIVIL AULA 06 Prof. Ms Luane Lemos RESPONSABILIDADE POR FATO DA COISA E POR FATO DE OUTREM 1. ASPECTOS GERAIS I. RESPONSABILIDADE POR FATO DE OUTREM (CC) ART. 932. SÃO TAMBÉM RESPONSÁVEIS

Leia mais

E-mail do professor: rafaeldamota@gmail.com

E-mail do professor: rafaeldamota@gmail.com Turma e Ano: Delegado Civil (2013) Matéria / Aula: Direito Civil / Aula 1 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitor: Marcelo Coimbra E-mail do professor: rafaeldamota@gmail.com Parte Geral do Direito

Leia mais

I (revogado); II (revogado); III (revogado)...

I (revogado); II (revogado); III (revogado)... REDAÇÃO ATUAL Art. 3º São absolutamente incapazes de exercer pessoalmente os atos da vida civil: I - os menores de dezesseis anos; II - os que, por enfermidade ou deficiência mental, não tiverem o necessário

Leia mais

DOENÇA DE ALZHEIMER ASPECTOS JURÍDICOS

DOENÇA DE ALZHEIMER ASPECTOS JURÍDICOS DOENÇA DE ALZHEIMER ASPECTOS JURÍDICOS Princípios Respeito absoluto pelo direito à autodeterminação da pessoa com demência Abordagem centrada na Pessoa 1 Objectivo Melhorar a qualidade de vida das Pessoas

Leia mais

PENHORA ONLINE SOBRE O FATURAMENTO DE EMPRESAS RESUMO

PENHORA ONLINE SOBRE O FATURAMENTO DE EMPRESAS RESUMO PENHORA ONLINE SOBRE O FATURAMENTO DE EMPRESAS RESUMO Pretende-se com este artigo fazer uma analise simplificada, do que se trata a penhora online e o seu relacionamento com as empresas. O risco existente

Leia mais

Lição 20. Outros tipos de contratos

Lição 20. Outros tipos de contratos Lição 20. Outros tipos de contratos MANDATO Mandato é o contrato pelo qual o mandatário se obriga a praticar atos jurídicos ou a administrar interesses por outra pessoa. A procuração é o instrumento do

Leia mais

PONTO 1: Contrato Individual de Trabalho: 1. Conceito. 2. Sujeitos. 3. Características. 4. Requisitos.

PONTO 1: Contrato Individual de Trabalho: 1. Conceito. 2. Sujeitos. 3. Características. 4. Requisitos. 1 DIREITO DO TRABALHO PONTO 1: Contrato Individual de Trabalho: 1. Conceito. 2. Sujeitos. 3. Características. 4. Requisitos. 1. Contrato Individual de Trabalho arts. 442 a 456 da CLT: 1. Conceito: É o

Leia mais

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS SEPARAÇÃO E DIVÓRCIO CONSENSUAL DPC III - Prof. ANA PAULA L. SAKAUIE 1 SEPARAÇÃO/DIVÓRCIO CONSENSUAL CONSIDERAÇÕES INICIAIS REFERÊNCIA LEGISLATIVA: ARTS. 731/734, NCPC HAVENDO LITÍGIO

Leia mais

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS 1 Jurisdição 1.1 Introdução 1.2 Conceito e características 1.3 Divisão da jurisdição 1.4 Organização judiciária 2 Direito Processual Civil 2.1 Conceito e delimitação

Leia mais

23/09/2012 PROCESSO PENAL I. Processo penal I

23/09/2012 PROCESSO PENAL I. Processo penal I I 10ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 Processo penal I 2 1 CLASSIFICAÇÃO - Quanto ao titular; A ação penal pública é condicionada sempre que houver exigência de alguma observância formal à sua

Leia mais

a) Liberatória (art. 299 CC) o devedor originário está exonerado do vínculo obrigacional.

a) Liberatória (art. 299 CC) o devedor originário está exonerado do vínculo obrigacional. Turma e Ano: Flex B (2013) Matéria / Aula: Direito Civil / Aula 12 Professor: Rafael da Mota Mendonça Conteúdo: Obrigações: V - Transmissão das Obrigações: 2. Assunção de Dívida. Contratos: Teoria Geral

Leia mais

(5) Quanto ao reconhecimento de ofício pelo magistrado:

(5) Quanto ao reconhecimento de ofício pelo magistrado: Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Civil Aula 14 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitora: Fernanda Manso de Carvalho Silva PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA (continuação) (5) Quanto

Leia mais

CETIP S.A. MERCADOS ORGANIZADOS CNPJ/MF Nº / NIRE Companhia Aberta COMUNICADO AO MERCADO PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO

CETIP S.A. MERCADOS ORGANIZADOS CNPJ/MF Nº / NIRE Companhia Aberta COMUNICADO AO MERCADO PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO CETIP S.A. MERCADOS ORGANIZADOS CNPJ/MF Nº. 09.358.105/0001-91 NIRE 33.300.285.601 Companhia Aberta COMUNICADO AO MERCADO PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de maio de 2013 - A Cetip S.A.

Leia mais

Imposto do selo especial sobre a transmissão de bens imóveis destinados a habitação

Imposto do selo especial sobre a transmissão de bens imóveis destinados a habitação Imposto do selo especial sobre a transmissão de bens imóveis destinados a habitação Grupo de Trabalho para a Promoção do Desenvolvimento Sustentável do Mercado Imobiliário Objectivo da criação do imposto

Leia mais

DECRETO Nº 4.248, DE 09 DE OUTUBRO DE 2014.

DECRETO Nº 4.248, DE 09 DE OUTUBRO DE 2014. DECRETO Nº 4.248, DE 09 DE OUTUBRO DE 2014. Estabelece procedimentos e prazos para a entrega da declaração dos bens e rendas que compõem o patrimônio privado dos agentes públicos municipais, de que trata

Leia mais

AULA 06 DA ADOÇÃO (ART. 1618 A 1629 CC)

AULA 06 DA ADOÇÃO (ART. 1618 A 1629 CC) AULA 06 DA ADOÇÃO (ART. 1618 A 1629 CC) DO CONCEITO A ADOÇÃO É UM ATO JURÍDICO EM SENTIDO ESTRITO, CUJA EFICACIA É DEPENDENTE DA AUTORIZAÇÃO JUDICIAL. NESSE CASO, CRIA UM VÍNCULO FICTÍCIO DE PATERNIDADE-

Leia mais

A extinção da personalidade ocorre com a morte, que pode ser natural, acidental ou presumida.

A extinção da personalidade ocorre com a morte, que pode ser natural, acidental ou presumida. Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Civil Aula 04 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitora: Fernanda Manso de Carvalho Silva Personalidade (continuação) 3. Extinção da personalidade:

Leia mais

Flávio Tartuce elabora o seguinte resumo quanto à entrega de coisas a terceiros por meio de contratos

Flávio Tartuce elabora o seguinte resumo quanto à entrega de coisas a terceiros por meio de contratos Empréstimo Conceito negócio jurídico pelo qual uma pessoa entrega uma coisa a outra, de forma gratuita, obrigando-se a última a devolver a coisa emprestada ou outra da mesma espécie e quantidade. Abrange

Leia mais

1. O que é procuração?

1. O que é procuração? Procuração Pública Plano de aula: 1. O que é procuração? 2. Forma Pública 3. Identidade e Capacidade 4. Pessoas Jurídicas 5. Poderes Gerais x Especiais 6. Ad judicia x Ad negotia 7. Substabelecimento 8.

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais