PREGÃO ELETRÔNICO n. 21/2010 TRF 5ª Região RECIBO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PREGÃO ELETRÔNICO n. 21/2010 TRF 5ª Região RECIBO"

Transcrição

1 PREGÃO ELETRÔNICO n. 21/2010 TRF 5ª Região RECIBO Recebi do pregoeiro do TRF da 5ª Região o edital e os seus anexos referentes ao Pregão nº 21/2010 CPL, que tem por objeto o registro de preços contratação de serviços técnicos especializados de informática para o TRF da 5ª Região, cuja sessão de abertura será no dia 17 de JUNHO de 2010, às 11:00 horas. Recife, de de (Assinatura e carimbo da Empresa Licitante) EMPRESA INTERESSADA: ENDEREÇO: FONE/FAX: Observações: 1) Este recibo poderá ser enviado através do bem como do fax ( ), quando o edital for retirado pela internet; 2) Pedidos de esclarecimentos e informações poderão ser obtidos através do e- mail bem como nos telefones (081) /

2 PREGÃO N. 21/2010 TRF 5ª REGIÃO E D I T A L A UNIÃO, pelo presente edital e através do TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO, Órgão Gerenciador, torna público, por intermédio do(s) Pregoeiro(s) designado(s)s pela Portaria n. 350, de 01 de abril de 2009, do Exmo. Senhor Desembargador Federal Presidente, para conhecimento de quem interessar possa, que no dia 17 de junho de 2010, às 11:00 horas, horário de Brasília, no sítio: ou no 1º dia útil subseqüente, na hipótese de não haver expediente nesta data, realizará licitação na modalidade de PREGÃO PARA REGISTRO DE PREÇOS, por meio eletrônico, do tipo MENOR PREÇO GLOBAL, para contratação de serviços técnicos especializados de informática, compreendendo a realização de atividades para sustentação das soluções de sistemas judiciais eletrônicos no âmbito do TRF da 5ª Região. O procedimento licitatório obedecerá às disposições contidas na Lei n.º , de 17 de julho de 2002, no Decreto n 3.555, de 08 de agosto de 2000, alterado pelos Decretos n. os 3.693, de 20 de dezembro de 2000, e 3.784, de 06 de abril de 2001, Dec. n , de 19 de setembro de 2001, Dec. n /05 e na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006 e Dec. nº 6.204/07, bem como consoante o disposto na Lei n 8.666, de 21 de junho de 1993, aplicada subsidiariamente, e ainda nas condições e exigências estabelecidas neste edital. 2

3 1. DO OBJETO O objeto deste Pregão é o registro de preços para contratação de serviços técnicos especializados de informática, compreendendo a realização de atividades para sustentação das soluções de sistemas judiciais eletrônicos no âmbito do TRF da 5ª Região, conforme as disposições deste Edital e seus anexos; 1.2 O preço global máximo admitido pela Administração para o objeto deste certame será de R$ ,64 (quinze milhões, novecentos e setenta e nove mil, novecentos e onze reais e sessenta e quatro centavos) ; 1.3 Uma vez registrados os preços, a aquisição com os valores registrados poderá ser feita de acordo com as necessidades e conveniências do TRF da 5ª Região, mediante convocação do adjudicatário para assinatura do termo de contrato; 1.4 O registro dos preços não se constitui em obrigação de aquisição de qualquer quantidade registrada, facultando-se a realização de licitação específica para aquisição de quaisquer itens ou outro registro de preços; 1.5 Em igualdade de condições, fica assegurado ao licitante que tenha seu preço inicialmente registrado o direito de preferência se a Administração decidir realizar licitação específica para aquisição ou decidir adquirir de registro de preços posterior; 1.6 Para todos os efeitos serão válidas, dentro do prazo de vigência da ata de registro de preços as comunicações enviadas através de ofício, com ou sem AR, fax ou endereço eletrônico, bem como nota de empenho enviada ao signatário da ata pelos mesmos meios acima descritos, sendo de sua inteira responsabilidade a atualização de seus dados para comunicações. 2 DOS ANEXOS 2.1 Integram o presente edital os documentos abaixo relacionados: a) ANEXO 01 Termo de Referência; b) ANEXO 02- Declaração relativa ao inciso XXXIII do art. 7º da Constituição Federal; c) Anexo 03 Minuta da ata de Registro de Preços; d) Anexo 04 - Minuta Contratual. 3 DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA 3.1 As despesas decorrentes da aquisição do objeto deste Pregão correrão, para o exercício de 2010, à conta de recursos consignados no Termo de Cooperação celebrado no dia 29 de março de 2010 entre o Conselho Nacional de Justiça e o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (processo CNJ n ). 3

4 4 DA PUBLICIDADE 4.1 O aviso deste Pregão será publicado no Diário Oficial da União, nos termos da Lei nº /2002 e do Decreto nº 5.450/2005, e por meio eletrônico, (nos endereços comprasnet.gov.br e onde também será disponibilizada a íntegra deste instrumento convocatório. 5 DAS IMPUGNAÇÕES AO EDITAL 5.1 Até 2 (dois) dias úteis antes da data fixada para abertura da sessão pública, qualquer pessoa poderá impugnar o ato convocatório do pregão; As impugnações deverão ser feitas preferencialmente por meio eletrônico, através do endereço institucional ou para os licitantes cadastrados no COMPRASNET pelo sítio eventuais impugnações também poderão ser enviadas pelo fax ou interpostas diretamente no protocolo deste TRF; 5.2 Os pedidos de esclarecimentos referentes ao processo licitatório deverão ser enviados ao pregoeiro até 3 (três) dias úteis anteriores à data fixada para abertura da sessão pública, por qualquer meio previsto no subitem 5.1.1; 5.3 Acolhida a impugnação contra o ato convocatório, será definida e publicada nova data para realização do certame; 5.4 Qualquer modificação deste edital será divulgada pelo mesmo instrumento de publicação em que se deu o texto original, reabrindo-se o prazo inicialmente estabelecido, exceto quando, inquestionavelmente, a alteração não afetar a formulação das propostas. 6 DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO 6.1 Poderão participar deste Pregão quaisquer interessados, cujo ramo de atividade guarde pertinência e compatibilidade em características, quantidades e prazos com o objeto da presente licitação, e que estiverem previamente credenciados no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores SICAF e perante o sistema eletrônico promovido pela secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, por meio do sítio Os licitantes arcarão com todos os custos decorrentes da elaboração e apresentação da proposta; O cadastramento no SICAF poderá ser realizado pelo interessado em qualquer unidade de cadastramento dos órgãos ou entidades da Presidência da República, dos Ministérios, das Autarquias e das Fundações que participam do Sistema Integrado de Serviços Gerais SISG localizadas nas Unidades da Federação, esclarecendo-se que o Tribunal Regional Federal da 5ª Região não é unidade cadastradora; 4

5 6.1.3 Como requisito de participação neste pregão, a licitante deverá, em campo próprio do sistema eletrônico, o pleno conhecimento e atendimento dos requisitos de habilitação previstos neste edital e seus anexos e que sua proposta está em conformidade com as exigências deste instrumento convocatório; A declaração falsa relativa ao cumprimento dos requisitos de habilitação e proposta sujeitará o licitante às sanções previstas no Decreto nº 5450, de 31 de maio de 2005, e neste edital; 6.2 Não será permitida a participação de: Empresas em consórcio, qualquer que seja sua forma de constituição; Empresas que tenham sido declaradas inidôneas ou punidas com suspensão do direito de licitar ou contratar com a Administração Pública, Direta ou Indireta, Federal, Estadual ou Municipal, cujo ato tenha sido publicado em órgão de Imprensa Oficial; Empresas cuja falência tenha sido decretada em concurso de credores em dissolução ou em liquidação. 7 DA REPRESENTAÇÃO E DO CREDENCIAMENTO O credenciamento dar-se-á pela atribuição de chave de identificação e de senha, pessoal e intransferível, para acesso ao sistema eletrônico, no sítio Compete exclusivamente ao interessado em participar do pregão eletrônico providenciar o seu credenciamento junto ao provedor do sistema, até 3 (três) dias úteis antes da realização da sessão; 7.2 O credenciamento junto ao provedor do sistema implica na responsabilidade legal da licitante ou de seu representante legal e a presunção de sua capacidade técnica para realização das transações inerentes ao pregão na forma eletrônica; O uso da senha de acesso pela licitante é de sua responsabilidade exclusiva, incluindo qualquer transação efetuada diretamente ou por seu representante, não cabendo ao provedor do sistema ou ao Tribunal Regional Federal 5ª Região, promotor da licitação, responsabilidade por eventuais danos decorrentes do uso indevido da senha, ainda que por terceiros. 8 - DO ENVIO DA PROPOSTA DE PREÇOS A licitante será responsável formalmente pelas transações efetuadas em seu nome, assumindo como firmes e verdadeiras sua proposta e lances, inclusive os atos praticados diretamente ou por seu representante, não cabendo ao provedor do sistema ou órgão promotor da licitação responsabilidade por eventuais danos decorrentes de uso indevido da senha, ainda que por terceiros; 5

6 8.2 A licitante deverá acompanhar as operações no sistema eletrônico durante o processo licitatório, ficando responsável pelo ônus decorrente da perda de negócios diante da inobservância de quaisquer mensagens emitidas pelo sistema ou de sua desconexão; 8.3 A licitante interessada em participar do pregão eletrônico deverá cumprir os requisitos do art. 13, do Decreto 5.450, de ; A participação no Pregão dar-se-á por meio da digitação da senha privativa da licitante e subseqüente encaminhamento da proposta de preços, com valor unitário e total em formulário eletrônico específico, até a data e horário marcado para a abertura da sessão, exclusivamente por meio do endereço eletrônico O envio da proposta poderá ocorrer a partir da publicação deste edital, até o horário limite de início da sessão pública; Durante este período, o fornecedor poderá incluir ou excluir sua proposta; O início das etapas de lances, em sessão pública, será às 11:00 h do dia 17 de junho de 2010, horário de Brasília, no sítio: exclusivamente por meio do sistema eletrônico; 8.5 A licitante deverá, na forma expressa no sistema eletrônico, consignar os preços unitários, total e global, assim com a descrição do serviço ofertado em sua proposta; Nos preços ofertados já deverão estar consignados e inclusos os tributos, fretes e as demais despesas decorrentes da execução do objeto; As propostas deverão ter prazo de validade de 60 (sessenta) dias, contado da data de abertura da sessão pública estabelecida no preâmbulo deste edital; Decorrido o prazo de validade das propostas sem convocação para contratação, ficam as licitantes liberadas dos compromissos assumidos; Qualquer elemento que possa identificar a licitante importa em desclassificação da proposta; 8.6 A comunicação entre o pregoeiro e as licitantes ocorrerá mediante troca de mensagens em campo próprio do sistema eletrônico; 9 - DA DIVULGAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PREÇOS 9.1 A divulgação das propostas de preços ocorrerá na sessão pública do portal COMPRASNET, na etapa de lances, cujos dados para acesso são os seguintes: DATA E HORA DE INÍCIO DA SESSÃO: 17/06/2010 às 11:00, horário de Brasília, no sítio: ENDEREÇO ELETRÔNICO: UASG:

7 10 DA FORMULAÇÃO DOS LANCES Iniciada a etapa competitiva, as licitantes poderão encaminhar lances exclusivamente por meio do sistema eletrônico, sendo a licitante imediatamente informada do seu recebimento e respectivo horário de registro e valor; As licitantes poderão oferecer lances sucessivos, observados o horário fixado para abertura da sessão e as regras estabelecidas neste edital; 10.3 A licitante somente poderá oferecer lance inferior ao último por ele ofertado e registrado pelo sistema; 10.4 Não serão aceitos dois ou mais lances de mesmo valor, prevalecendo aquele que for recebido e registrado em primeiro lugar; 10.5 Durante a sessão pública, os licitantes serão informados, em tempo real, do valor do menor lance registrado, vedada a identificação do licitante; 10.6 No caso de desconexão com o pregoeiro, no decorrer da etapa de lances do pregão, se o sistema eletrônico permanecer acessível aos licitantes, os lances continuarão sendo recebidos, sem prejuízo dos atos realizados; O pregoeiro, quando possível, dará continuidade à sua atuação no certame, sem prejuízo dos atos realizados; Quando a desconexão persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a sessão do Pregão será suspensa e terá reinício somente após comunicação expressa do pregoeiro aos participantes, no endereço eletrônico utilizado para divulgação; A etapa de lances da sessão pública será encerrada mediante aviso de fechamento iminente dos lances, emitido pelo sistema eletrônico às licitantes; Será determinado pelo pregoeiro ao sistema eletrônico o momento da emissão do aviso de fechamento, a partir do qual o item entrará no horário de encerramento aleatório, que poderá ocorrer no prazo de 1 (um) a 30 (trinta) minutos; 10.8 Após o encerramento da etapa de lances, o pregoeiro poderá encaminhar contraproposta diretamente à licitante que tenha apresentado o lance mais vantajoso, para que seja obtida melhor proposta, observado o critério de julgamento e o valor estimado para a contratação, não se admitindo negociar condições diferentes das previstas neste edital; A negociação será realizada por meio do sistema, podendo ser acompanhada pelas demais licitantes; 10.9 Encerrada a etapa de lances e concluída a negociação, quando houver, o pregoeiro examinará a proposta classificada em primeiro lugar quanto à conformidade com as especificações técnicas e quanto à compatibilidade do preço em relação ao valor estimado para a contratação; 7

8 O pregoeiro poderá solicitar documentos que comprovem o enquadramento da licitante na categoria de microempresa ou empresa de pequeno porte; Não se considerará qualquer oferta de vantagem não prevista neste ato convocatório, inclusive financiamentos subsidiados ou a fundo perdido; Será rejeitada a proposta que apresentar preços global ou unitários simbólicos, irrisórios ou de valor zero, incompatíveis com os preços dos insumos e salários de mercado, acrescidos dos respectivos encargos, exceto quando se referirem a materiais e instalações de propriedade da licitante, para os quais ela renuncie a parcela ou à totalidade da remuneração; O pregoeiro poderá solicitar parecer de técnicos pertencentes ao quadro pessoal do TRF - 5ª Região ou, ainda, de pessoas físicas ou jurídicas estranhas a ele, para orientar sua decisão; Havendo aceitação da proposta classificada em primeiro lugar quanto ao preço, o pregoeiro solicitará da respectiva licitante o encaminhamento da documentação de habilitação; Se a proposta não for aceitável ou se a licitante não atender às exigências habilitatórias, o pregoeiro examinará a proposta subseqüente e assim sucessivamente, na ordem de classificação, até apuração de uma proposta que atenda o edital; Após a fase de lances, se a proposta mais bem classificada não tiver sido ofertada por microempresa ou empresa de pequeno porte e houver proposta apresentada por estas até 5% (cinco por cento) superior à melhor proposta, proceder-se-á da seguinte forma: A microempresa ou empresa de pequeno porte mais bem classificada poderá, no prazo de cinco minutos, contado do envio da mensagem pelo sistema, apresentar uma última oferta, obrigatoriamente abaixo da primeira colocada, situação em que, atendidas as exigências habilitatórias, será adjudicado em seu favor o objeto deste certame; Se não for vencedora uma microempresa ou uma empresa de pequeno porte mais bem classificada na forma da referida condição, o sistema, de modo automático, convocará os licitantes remanescentes que porventura se enquadrem na hipótese do 2º do art. 44 da Lei Complementar nº 123/06; No caso de equivalência dos valores apresentados pelas microempresas e empresas de pequeno porte que se encontrem no intervalo estabelecido no 2º do art. 44 da Lei Complementar nº 123/06, o sistema fará um sorteio eletrônico entre elas para que se identifique aquela que primeiro poderá oferecer melhor oferta; Na hipótese da não contratação nos termos previstos na Condição anterior, o objeto licitado será adjudicado em favor da proposta originariamente vencedora do certame. 8

9 11 DO ENVIO DA DOCUMENTAÇÃO DE PROPOSTA COMERCIAL 11.1 A proposta de preço do licitante vencedor deverá ser atualizada, conforme o último lance ofertado, e remetida por ou fax, inclusive quando houver necessidade de envio de anexos, no prazo de 01 (uma) hora, contado da solicitação do pregoeiro, a ser manifestada após o encerramento da etapa de lances, com posterior encaminhamento da proposta original, no prazo de 3 (três) dias úteis, contado da solicitação do pregoeiro o para o qual deverá ser enviada a proposta é e o fax é o (81) ou (81) A proposta tratada no subitem 11.1 deverá ser enviada em conformidade com o abaixo exigido e em sua parte externa com os seguintes dizeres: Ao Pregoeiro do Tribunal Regional Federal da 5ª Região PREGÃO ELETRÔNICO N º 21/2010 ENVELOPE 1 DOCUMENTAÇÃO DE PROPOSTA COMERCIAL. (razão social ou nome comercial do licitante e endereço completo) 11.2 A Proposta Comercial deverá, necessariamente, atender aos seguintes requisitos: Ser datilografada ou impressa através de editoração eletrônica de texto, em papel timbrado, escrita em português, sem emendas, rasuras ou entrelinhas, contendo razão social, CNPJ, telefone, fax, , se houver, e endereço do licitante; Estar datada e assinada na última folha e rubricada nas demais pelo representante legal da empresa; Conter as especificações claras e detalhadas do objeto licitado, inclusive com a indicação da marca ou fabricante (quando for o caso), de acordo com as normas, quantitativos e exigências previstas neste edital e seus anexos, não sendo aceitas propostas que se afastem das especificações do objeto desta licitação; Informar o prazo de validade da proposta, que será de, no mínimo, 60 (sessenta) dias corridos, a contar do seu recebimento; Declarar que estará apto para iniciar execução dos serviços no prazo máximo de 45 (quarenta e cinco) dias corridos, contado da data da assinatura do contrato; Declarar ciência e subsunção quanto ao exposto no item 10 Avaliação Prática -, da Parte I, do Termo de Referência; 9

10 Ofertar, discriminados em moeda nacional vigente, os preços unitários de cada item compositivo do objeto e o preço global dos serviços licitados, correspondentes a vinte e quatro meses de serviços, em algarismos e por extenso, devendo prevalecer no caso de dissenso o unitário sobre o global e o por extenso sobre o numérico; Os preços serão ofertados em conformidade com o Modelo para Proposta de Preços da Licitante, previsto no Parte VIII do termo de Referência (anexo I); Juntar planilha de composição de preço para os itens 1, 2 e 4, consoante modelo constante da Parte XIII (Planilha de Custos e Formação de Preços) do termo de referência Anexo I -; As planilhas de composição de preço a que se refere o subitem acima será o correspondente a doze meses de serviços; Apresentar, devidamente preenchida, a planilha exposta na Parte IX DO Termo de Referência Planilha Para Formação de Preços -; Declarar que os preços ofertados serão mantidos durante a vigência da ata de registro de preços; 11.3 Apresentar preços correntes de mercado, sem quaisquer acréscimos em virtude de expectativa inflacionária ou de custos financeiros, compreendidos todas as despesas incidentes sobre o objeto licitado, tais como: impostos, fretes, seguros, taxas, etc., e deduzidos os descontos eventualmente concedidos; Em nenhuma hipótese poderá ser alterado o conteúdo da proposta apresentada, seja com relação a preço, prazos ou qualquer outra condição que importe modificação dos seus termos originais, ressalvadas aquelas destinadas a sanar erros materiais e a redução de preços por lances verbais, alterações essas que serão analisadas pelo Pregoeiro; Serão corrigidos automaticamente pelo Pregoeiro quaisquer erros de soma ou multiplicação, bem ainda as divergências que porventura ocorram entre o preço unitário e o total, quando prevalecerá sempre o primeiro; A falta do CNPJ e/ou endereço completo poderá, ser suprida por qualquer outro documento apresentado; 11.5 Quaisquer incongruências existentes entre as previsões deste edital e as do termo de referência, prevalecerão as primeiras. 12 DO ENVIO DA DOCUMENTAÇÃO DA HABILITAÇÃO 12.1 Juntamente com a proposta de que trata o item 11 deste edital, deve ser enviada, por ou fax, até 1 (uma) hora contada da solicitação do pregoeiro, a ser manifestada após o encerramento da etapa de lances, os documentos necessários ao suprimento de habilitação parcial no SICAF referidos no subitem 12.2, na 10

11 hipótese de não apresentar habilitação parcial válida ou de vencimento de algum documento abrangido pelo SICAF, bem como a documentação complementar de habilitação referida neste edital, com posterior encaminhamento da documentação remetida em originais ou cópias autenticadas, no prazo de 3 (três) dias úteis, contado da referida solicitação do pregoeiro o para o qual deverá ser enviada a documentação de habilitação é o e o fax é o (81) e Para fins de habilitação, a licitante deverá apresentar, ainda, os documentos abaixo discriminados e da seguinte forma: Ao Pregoeiro do Tribunal Regional Federal da 5ª Região PREGÃO N º 21/2010 ENVELOPE 2 DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO (razão social ou nome comercial do licitante e endereço completo) Nesse Envelope, deverá constar, necessariamente, o original ou a cópia, previamente autenticada, Quanto à habilitação jurídica: a) Tratando-se de sociedade empresarial, ato constitutivo consolidado, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado, com todas as suas alterações, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores; b) Tratando-se de sociedades simples, inscrição do ato constitutivo, com todas as suas alterações, acompanhado de prova da diretoria em exercício; c) Prova de Registro Comercial, no caso de empresário individual; d) Tratando-se de empresa ou sociedade estrangeiras em funcionamento no País, decreto de autorização e ato de registro ou autorização para funcionamento, expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir. Obs: Os documentos necessários à habilitação jurídica que já foram apresentados no credenciamento poderão ser dispensados do envelope 02 (Documentação de Habilitação) Quanto à regularidade fiscal: a) Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ); 11

12 b) Prova de regularidade relativa à Seguridade Social, através da apresentação da Certidão Negativa de Débitos, ou positiva com efeitos de negativa, relativa às Contribuições Previdenciárias, emitida pela Receita Federal do Brasil RFB -; (FGTS); c) Prova de regularidade referente ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço d) Prova de regularidade perante a Fazenda Nacional, que se dará mediante a apresentação da Certidão Conjunta Negativa de Débitos ou Positiva com efeitos de negativa, relativa a Tributos Federais e à Divida Ativa da União, emitida pela Receita Federal do Brasil RFB- e Procuradoria Geral da Fazenda Nacional PGFN -. e) Prova de regularidade para com a Fazenda Estadual e Municipal do domicílio ou sede da licitante, ou outra equivalente, na forma da lei; e) As microempresas e as empresas de pequeno porte deverão juntar toda a documentação fiscal exigida. Havendo qualquer restrição tributária, essas empresas terão o prazo de dois dias úteis, contado do dia da declaração do vencedor do certame, para regularizar sua situação junto ao fisco, nos termos dos arts. 42 e 43 da Lei Complementar nº 123/2006 c/c art. 4º, 1º, do Dec. 6204/07; Quanto à qualificação econômico-financeira: a) Certidão negativa de falência e recuperação judicial, expedida pelo distribuidor ou distribuidores (caso exista mais de um) da sede da pessoa jurídica, há menos de 180 (cento e oitenta) dias da data de recebimento dos envelopes, mencionada no preâmbulo deste Edital; Quanto à qualificação técnica: As empresas deverão apresentar, no mínimo, os seguintes documentos: a) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove a prestação de serviços de suporte técnico a Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico com atendimento remoto e presencial em ambientes com pelo menos 500 estações de rede; b) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove já ter desenvolvido e implantado Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico em qualquer órgão do Poder Judiciário Brasileiro, fazendo uso da Arquitetura e Tecnologia indicadas no item um 1. JSP JavaServer Pages da Parte III deste Termo e exigidas na presente contratação; c) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove já ter desenvolvido e implantado Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico em algum órgão do Poder Judiciário Brasileiro, fazendo uso da Arquitetura e Tecnologia indicada no item dois 2. JSF JavaServer Faces da Parte III deste Termo e exigidas na presente contratação; 12

13 d) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove já ter desenvolvido e implantado Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico com tecnologia Web em algum órgão do Poder Judiciário Brasileiro, fazendo uso de base de dados que possua ou tenha possuído, no mínimo, 500 (quinhentos) mil processos judiciais; e) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove já ter realizado serviço de intervenção evolutiva em Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico implantado em algum órgão do Poder Judiciário Brasileiro, tendo executado, no mínimo, (dois mil e quinhentos) pontos de função. Para efeito de conversão, será considerada a produtividade de 12 horas/ponto de função caso a declaração ou atestado faça referência a horas e não a pontos de função; Os atestados/declarações serão objeto de averiguação do corpo técnico do TRF; Para que os serviços descritos no tópico (1.6) serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção possam ser iniciados, a contratada deverá apresentar ao contratante, até a data aprazada para o início dos referidos serviços, uma das certificações indicadas mais abaixo, como forma de comprovar que o processo de desenvolvimento utilizado em suas dependências atende a um desses padrões de qualidade do mercado, exigência necessária a fim de minimizar o risco da prestação de serviço de qualidade inferior, bem assim indicar que a Contratada aplica processo reconhecido pelo mercado; Fazer prova de que possui pelo menos uma (01) das seguintes certificações: certificado de qualidade para seu processo de desenvolvimento de software emitido por entidade independente, a exemplo do CMM/CMMI emitido pela SEI (Software Engineering Institute) ou seu representante no Brasil, ou ainda a ISO/IEC ou ISO/IEC ou MPS/BR (ou equivalente); Observação: Na hipótese de apresentação pela Contratada de certificado de qualidade equivalente aos acima referidos, a Subsecretaria de Informática, além da observância dos requisitos formais exigidos nos itens supra, avaliará a efetiva existência ou não de equivalência técnica, sendo ônus da Contratada apresentar toda a documentação reputada pertinente bem como realizar eventuais diligências consideradas necessárias, sob pena de não aceitação do certificado apresentado e aplicação das sanções administrativas cabíveis; Declarar que disponibilizará nas instalações da Contratante, até a data do início da efetiva prestação dos serviços, profissionais em quantidade e qualificação técnica suficientes para o pleno desempenho do objeto licitado. As habilitações dos referidos profissionais serão avaliadas quando do início da efetiva prestação dos serviços, e caso os requisitos de qualificação profissional para um dado funcionário indicado não sejam atendidos, ou sejam considerados insuficientes, a Contratada providenciar sua imediata substituição E ainda: 13

14 a) Declaração, em papel timbrado ou no modelo do anexo 2, firmada por representante legal da empresa, de que não emprega menores de 18 anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre, e de que não emprega menores de 16 anos em qualquer trabalho, salvo na condição de aprendiz, a partir de 14 anos; b) Juntar comprovante de Visita Técnica, conforme previsão contida no item 10, Parte I, do Termo de referência; b.1) A falta da referida comprovação não importa desclassificação; 12.3 O CRC (Certificado de Registro Cadastral) do TRF-5ª Região ou dos TRF s que mantenham sistemas próprios de cadastro de fornecedores, em plena validade, poderá substituir os documentos exigidos nos subitem , estando a licitante obrigada a declarar, sob as penalidades cabíveis, a superveniência de fato impeditivo da habilitação; Os documentos de que tratam os subitens anteriores poderão ser autenticados pelo Pregoeiro ou por membros da equipe de apoio até 30 (trinta) minutos antes da hora marcada para a sessão de recebimento das propostas; Quaisquer incongruências entre as previsões deste edital e as do termo de referência, prevalecerão aquelas.. 13 DOS RECURSOS 13.1 Ao final da sessão, declarado o vencedor, qualquer licitante poderá manifestar, em campo próprio do sistema eletrônico, imediata e motivadamente a intenção de recorrer, registrando-se em ata a síntese das suas razões, quando lhe será concedido o prazo de 3 (três) dias para apresentação das razões do recurso,, ficando os demais licitantes, desde logo, intimados para apresentarem contrarrazões em igual número de dias, que começarão a correr do término do prazo do recorrente, sendo-lhes assegurada vista imediata dos autos e dos elementos indispensáveis à defesa dos seus interesses; A falta da manifestação da intenção de recorrer, tratada no subitem anterior, importará a decadência do direito de recurso; 13.2 O(s) recurso(s) será(ão) dirigido(s) ao Excelentíssimo Senhor Desembargador Federal Presidente do TRF 5ª Região, por intermédio do Pregoeiro, o qual poderá reconsiderar sua decisão, em 5 (cinco) dias úteis ou, nesse mesmo interregno, encaminhálo(s), devidamente informado(s), à autoridade superior para apreciação e decisão no mesmo prazo; 13.3 O acolhimento de recurso importará invalidação apenas dos atos insuscetíveis de aproveitamento; 13.4 Decididos os recursos e constatada a regularidade dos atos procedimentais, a autoridade competente, após a adjudicação do objeto da licitação ao vencedor, homologará a presente licitação para determinar a contratação; 14

15 14 DA ACEITABILIDADE, DO CRITÉRIO DE JULGAMENTO E DA ADJUDICAÇÃO 14.1 Esta licitação submete-se ao tipo menor preço global, e será processada e julgada em estrita observância ao disposto no art. 4º da Lei n /2002; 14.2 Será desclassificada a proposta cujo objeto não corresponder às especificações contidas neste Edital e na legislação de regência; 14.3 Será considerada mais vantajosa para a Administração e, conseqüentemente, classificada em primeiro lugar, a proposta que, satisfazendo a todas as exigências e condições estabelecidas neste edital, apresente o menor preço global; 15 DAS OBRIGAÇÕES DA EMPRESA VENCEDORA Caberá à empresa contratada o cumprimento das seguintes obrigações, além daquelas específicas, previstas na Parte II - Especificações técnicas: recrutar e selecionar os empregados necessários à realização dos serviços, de acordo com a qualificação mínima prevista nas especificações técnicas, observando-se o disposto na Resolução nº 09, de 06/12/2005, do CNJ; encaminhar ao Tribunal, antes da data de início da realização dos serviços, relação nominal dos empregados que atuarão junto ao Tribunal, indicando o CPF e a atividade contratada em que atuará; manter os empregados devidamente identificados por meio de crachá, quando em trabalho nas dependências do Tribunal; cuidar para que o preposto mantenha permanente contato com a unidade responsável pela fiscalização do contrato, adotando as providências requeridas à execução dos serviços pelos empregados; e comande, coordene e controle a execução dos serviços contratados; promover treinamento e atualização dos empregados que prestam serviços para o Tribunal, de acordo com as necessidades do serviço e sempre que o fiscalizador do contrato entender conveniente à adequada execução dos serviços contratados; responsabilizar-se pelo transporte do seu pessoal até o local de trabalho, por meios próprios ou mediante vale transporte, inclusive em casos de paralisação dos transportes coletivos, bem como nas situações nas quais se faça necessária a execução dos serviços em regime extraordinário; providenciar a imediata substituição de qualquer empregado considerado inadequado à execução dos serviços contratados; cuidar para que todos os privilégios de acesso a sistemas, informações e recursos do TRF5 sejam revistos, modificados ou revogados quando da transferência, remanejamento, promoção ou demissão de profissionais sob sua responsabilidade; 15

16 remeter tempestivamente, ao Tribunal, lista atualizada dos empregados, sempre que houver substituição, indicando o CPF e a atividade contratada em que atuará; pagar os salários de seus empregados, bem como recolher, no prazo legal, os encargos sociais devidos; encaminhar à unidade fiscalizadora todas as faturas dos serviços prestados; assumir a responsabilidade pelos encargos fiscais e comerciais resultantes desta contratação; encaminhar ao Tribunal mensalmente, juntamente com o relatório gerencial, os comprovantes de quitação dos encargos fiscais, previdenciários e demais obrigações previstas na legislação social e trabalhista em vigor, relacionados aos profissionais que executam os serviços; assumir a responsabilidade por todos os encargos previdenciários e obrigações sociais previstos na legislação social e trabalhista em vigor, obrigando-se a saldálos na época própria, vez que os seus empregados não manterão nenhum vínculo empregatício com o Tribunal; assumir a responsabilidade por todas as providências e obrigações estabelecidas na legislação específica de acidentes de trabalho, quando, em ocorrência da espécie, forem vítimas os seus empregados durante a execução deste contrato, ainda que acontecido em dependência do Tribunal; assumir a responsabilidade por todos os encargos de possível demanda trabalhista, civil ou penal, relacionada à execução deste contrato, originariamente ou vinculada por prevenção, conexão ou continência; assumir todas as responsabilidades e tomar as medidas necessárias ao atendimento dos seus empregados acidentados ou acometidos de mal súbito; assegurar a seus empregados a concessão dos benefícios previstos nos acordos e convenções de trabalho vigentes para as respectivas categorias profissionais; responder por quaisquer danos causados diretamente a bens de propriedade do Tribunal ou de terceiros, quando tenham sido causados por seus empregados durante a execução dos serviços; administrar todo e qualquer assunto relativo aos seus empregados; manter e acompanhar, durante o período de vigência do contrato, compatibilidade com as obrigações trabalhistas, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação; planejar, desenvolver, implantar, executar e manter os serviços objeto do contrato dentro dos acordos de níveis de serviços estabelecidos; reparar, corrigir, remover, reconstruir ou substituir às suas expensas, no todo ou em parte, serviços efetuados em que se verificarem vícios, defeitos e incorreções; reportar ao TRF5 imediatamente quaisquer anormalidades, erros ou irregularidades que possam comprometer a execução dos serviços e o bom andamento das atividades no Tribunal; 16

17 elaborar e apresentar ao TRF5, mensalmente, relatório gerencial dos serviços executados, contendo detalhamento dos níveis de serviços executados versus acordados e demais informações necessárias ao acompanhamento e avaliação da execução dos serviços; guardar sigilo sobre dados e informações obtidos em razão da execução dos serviços contratados ou da relação contratual mantida com o Tribunal; obedecer rigorosamente todas as normas e procedimentos de segurança implementados no ambiente de TI do TRF5; alocar, no prazo máximo de cinco dias úteis, profissional treinado e qualificado para substituir profissional ausente; disponibilizar softwares e sistemas de Service Desk e de base de conhecimento, por ela mantidos e tornados disponíveis através de canal seguro ao ambiente do Tribunal, para a execução de seus serviços; realizar instalação ou atualização de versão dos sistemas de Service Desk e de base de conhecimento nas instalações da Contratante, quando solicitada pela própria Contratante, a qual precisa manter controle sobre o histórico das informações registradas por essas ferramentas; disponibilizar licenças de uso dos sistemas de service desk e de Base de conhecimento em número suficiente para o bom andamento dos serviços, permitindo a atualização de chamados pelos servidores do Tribunal envolvidos no processo de trabalho, e a consulta aos chamados, base de conhecimento e acompanhamento dos indicadores de níveis de serviço por todos os servidores e clientes do Tribunal; implantar, migrar os dados necessários à execução dos serviços (caso existam) e efetuar a customização inicial e contínua dos sistemas de gestão de service desk e de base de conhecimento; acompanhar as evoluções tecnológicas do Tribunal, mediante eventual adaptação de seus sistemas de informação de suporte a service desk e base de conhecimento de acordo com as necessidades do Tribunal; companhar as evoluções tecnológicas do Tribunal, mediante eventual migração de informações e substituição do uso de seus sistemas de informação de suporte a service desk e base de conhecimento por sistemas de informação que o Tribunal venha a adotar; fornecer ao Tribunal, em meio magnético, sempre que solicitado, todas as informações relacionadas à prestação dos serviços, armazenadas em seus sistemas de suporte a service desk e base de conhecimento; 16 DAS OBRIGAÇÕES DO CONTRATANTE permitir acesso dos empregados da contratada às suas dependências, equipamentos, softwares e sistemas de informação para a execução dos serviços; 17

18 prestar as informações e os esclarecimentos pertinentes que venham a ser solicitados pelos empregados da contratada ou por seus prepostos; efetuar o pagamento mensal devido pela execução dos serviços, desde que cumpridas todas as formalidades e exigências do contrato; exercer a fiscalização dos serviços prestados, por meio de servidores designados; comunicar oficialmente à contratada quaisquer falhas verificadas no cumprimento do contrato; fornecer crachá de acesso às suas dependências, de uso obrigatório pelos empregados da contratada; observar o cumprimento dos requisitos de qualificação profissional exigidos na Parte II - Especificações técnicas, solicitando à contratada as substituições e os treinamentos que se verificarem necessários; e Permitir que para o cumprimento dos serviços contratados, a contratada faça uso de sistema de Registro de Chamados (Service Desk) e base de conhecimento em plataforma Web, acessíveis através de canal seguro respeitando Política de Segurança da Contratante. 17 DA HOMOLOGAÇÃO DOS SERVIÇOS Os serviços prestados serão avaliados e homologados até o 8º (oitavo) dia útil do mês subseqüente ao de sua prestação na reunião de análise do relatório gerencial mensal. Nessa reunião serão discutidos os assuntos relevantes à adequada prestação dos serviços relacionadas às melhorias a serem implementadas e assinado termo de homologação documento a ser definido pelas partes com as informações necessárias à atestação dos serviços. 18 DO PAGAMENTO Após a homologação dos serviços, a CONTRATADA deverá apresentar a fatura correspondente até o dia 20 (vinte) do mês. Caso isso não seja possível, a fatura deverá ser apresentada até o dia 20 (vinte) do mês subseqüente ou dos próximos meses, sempre após a homologação. Não serão aceitas faturas após o dia 20(vinte) de cada mês As faturas devem apresentar no campo descrição o detalhamento dos serviços a que se referem Após o atesto da fatura, no prazo de até 02 (dois) dias úteis, o setor responsável deverá encaminhá-la à Subsecretaria de Orçamento, Finanças e Contabilidade (SOFC) do CONTRATANTE, que deverá mediante comprovação do recebimento definitivo e prévia verificação da regularidade fiscal da CONTRATADA, perante a Fazenda Nacional, o Sistema de Seguridade Social e o FGTS, efetuar pagamento em cinco dias Nos casos de eventuais atrasos de pagamento, desde que a licitante vencedora não tenha concorrido de alguma forma para tanto, fica convencionado que a taxa de atualização financeira devida pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, entre a data 18

19 acima referida e a correspondente ao efetivo adimplemento da obrigação, terá a aplicação da seguinte fórmula: EM = I x N x VP, onde: EM = Encargos Moratórios; N = Número de dias entre a data prevista para o pagamento e a do efetivo pagamento; VP = Valor da parcela a ser paga; I = Índice de atualização financeira = 0, , assim apurado: I = (TX/100) I = (6/100) I = 0, TX = Percentual da taxa anual = 6% 18.5 O pagamento fica subordinado à manutenção de todas as condições de habilitação por parte da contratada, bem como condicionado à verificação da situação da regularidade fiscal da contratada, podendo a Administração reter os pagamentos devidos caso a empresa vencedora não esteja regular com a seguridade social, consoante o parágrafo 3º do art. 195 da CF/88; 19 DAS PENALIDADES 19.1 Na hipótese de se verificar atraso na execução do objeto deste pregão, será aplicada multa, conforme tabela abaixo: Grau Correspondência 01 0,2% sobre o valor mensal do contrato 02 0,4% sobre o valor mensal do contrato 03 0,8% sobre o valor mensal do contrato 04 1,6% sobre o valor mensal do contrato 05 3,2% sobre o valor mensal do contrato 06 4,0% sobre o valor mensal do contrato A graduação seguirá o que prevê a tabela de infrações constante do item 13 do termo de referência; 19.2 Na hipótese de a empresa adjudicatária não iniciar os serviços no prazo contratado, ou, neste ato, não apresentar situação regular conforme exigências contidas neste Edital, considerar-se-á recusa de fornecimento. Neste caso, aplicar-se-lhe-á multa de 10% (dez por cento) sobre o valor contratado, após regular processo administrativo. 19

20 19.3 À adjudicatária poderão ser aplicadas, além da multa acima referida, as sanções previstas na Lei 8.666/93, no caso de INEXECUÇÃO do objeto dentro do prazo estabelecido, ou havendo recusa em fazê-lo sem justa causa; 19.4 Na ocorrência das hipóteses acima, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região poderá convocar os licitantes classificados, observada a ordem de classificação, para cumprir o licitado, nos prazos e condições constantes de sua proposta, inclusive no tocante aos preços atualizados, consoante o disposto no art. 4º, incisos XVI e XXIII, da Lei nº /02; 19.5 As multas descritas serão descontadas de pagamentos a serem efetuados, ou ainda, quando for o caso, cobradas administrativamente e, na impossibilidade, judicialmente; 19.6 O licitante que ensejar o retardamento da execução da licitação, não mantiver a proposta, falhar ou fraudar na execução do contrato, comportar-se de modo inidôneo, fizer declaração falsa ou cometer fraude fiscal, garantido o direito prévio da citação e da ampla defesa, ficará impedido de licitar e contratar com a Administração, pelo prazo de até cinco anos, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade, e, se for o caso, descredenciado no CRC pelos órgãos competentes, sem prejuízo das multas previstas neste edital e no contrato e das demais cominações legais A empresa contratada não incorrerá em multa durante as prorrogações compensatórias expressamente concedidas por este Tribunal, em virtude de caso fortuito, força maior ou de impedimento ocasionado pela Administração A recusa, expressa ou tácita, do licitante em assinar o termo contratual acarretará multa de 10% sobre o valor total do objeto licitado, sem prejuízo das demais penalidades previstas na Lei 8.666/ Além das penalidades citadas, a CONTRATADA ficará sujeita ainda ao cancelamento de sua inscrição no Cadastro de Fornecedores do CONTRATANTE, bem como será descredenciada do SICAF e, no que couberem, às demais penalidades referidas no Capítulo IV da lei 8.666/ As multas descritas serão descontadas de pagamentos a serem efetuados, ou ainda, quando for o caso, cobradas administrativamente e, na impossibilidade, judicialmente; A empresa a ser CONTRATADA não incorrerá em multa durante as prorrogações compensatórias expressamente concedidas pelo CONTRATANTE, em virtude de caso fortuito, força maior ou de impedimento ocasionado pela Administração; As penalidades previstas neste edital serão registradas no SICAF. 20 DA REPACTUAÇÃO 20.1 A repactuação deste Contrato é permitida, desde que observado o interregno mínimo de um ano, a contar da data limite para a apresentação da proposta, ou da data da última repactuação A repactuação deve ser precedida de cálculo e demonstração analítica do aumento ou da redução dos custos, de acordo com a vigente Planilha de composição de Custos e 20

21 formação de Preços, devendo ser observada a adequação aos novos preços de mercado Os efeitos financeiros da repactuação são devidos a contar da data da solicitação, desde que devidamente acompanhada dos documentos comprobatórios, cabendo à parte interessada a iniciativa e o encargo dos cálculos e da demonstração analítica do aumento ou da redução dos custos. 21 DA ASSINATURA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 21.1 Após a homologação do resultado deste certame e regularmente convocado para assinar a ata de registro de preços, cabe ao adjudicatário, e a todos os demais licitantes remanescentes que concordaram em assiná-la nas mesmas condições do primeiro colocado, fazê-lo no prazo máximo de 3 (três) dias úteis a contar da data da comunicação, sendo o exaurimento desse prazo considerado recusa, ensejando a decadência do direito à firmatura da ata de registro de preços; 21.2 Ao preço do primeiro colocado poderão ser registrados tantos fornecedores quantos assim manifestarem tal desejo, registrado na ata da sessão, observando-se o seguinte: a) o preço registrado e a indicação dos respectivos fornecedores serão divulgados no Diário Oficial da União e ficarão disponibilizados durante a vigência da ata de registro de preços; b) quando das contratações decorrentes deste certame, será respeitada a ordem de classificação das empresas constantes da ata de registro de preços; 22.3 O prazo para assinatura da ata poderá ser prorrogado uma vez, por igual período, quando solicitado pela vencedora durante seu transcurso, desde que ocorra motivo justificado e aceito pela Administração; 22.4 A assinatura da ata está condicionada à verificação das condições de habilitação consignadas no Edital; 22.5 Poderá ser acrescida ao futuro contrato qualquer condição apresentada pela licitante vencedora em sua proposta, desde que pertinente e compatível com os termos deste edital; 22.6 É facultado ao pregoeiro, quando a convocada não assinar a ata de registro de preços, no prazo e nas condições estabelecidos, convocar outra licitante, obedecida a ordem de classificação, para assiná-lo, após aceitabilidade da proposta e comprovação dos requisitos de habilitação; 22 DA VALIDADE DO REGISTRO DE PREÇOS 22.1 O registro de preços terá vigência de 06(seis) meses, contados da data da assinatura da respectiva ata, podendo ser prorrogado, uma vez, por igual período 21

22 22.2 O referido prazo terá início e vencimento em dia de expediente, devendo excluir-se o primeiro e incluir o último; 23 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 23.1 O Tribunal poderá revogar a presente licitação, por interesse público, e deverá anulá-la por ilegalidade, "de ofício" ou mediante provocação de terceiros, sempre em despacho fundamentado; 23.2 A participação nesta licitação implica aceitação plena e irrevogável das normas constantes do presente edital; 23.3 Fica assegurado ao Tribunal o direito de verificar a exatidão das informações prestadas pelas licitantes, antes e após a adjudicação; 23.4 É facultado ao pregoeiro ou à autoridade superior, em qualquer fase deste pregão, promover diligências destinadas a esclarecer ou a completar a instrução deste processo, vedada a inclusão posterior de informações e de documentos que deveriam constar originalmente da proposta ou da documentação; 23.5 No julgamento das propostas e na fase de habiltação, o pregoeiro poderá sanar erros ou falhas que não alterem a substância das propostas e dos documentos apresentados, mediante despacho fundamentado, registrado em ata e acessível a todos; 23.6 Os casos omissos neste Pregão serão resolvidos pelo Pregoeiro, que se baseará nas disposições contidas na Lei n.º , de 17 de julho de 2002, regulamentada pelo Decreto n 3.555, de 08 de agosto de 2000, alterado pelos Decretos n. os 3.693, de 20 de dezembro de 2000, 3.784, de 06 de abril de 2001, Decreto n /05, Decreto 6.204/07, Decreto 3.931/01 e na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006, bem como pela Lei n 8.666/93, subsidiariamente, e ainda pelas condições e exigências estabelecidas neste edital Maiores esclarecimentos serão fornecidos na Sala da Comissão Permanente de Licitação, no 8º andar do edifício Djaci Falcão, sede deste Tribunal, situado na Av. Martin Luther king, s/n, Bairro do Recife, Recife/PE, CEP nº , de 2ª a 6ª feira, no horário das 09:00 às 18:00 horas, ou pelo telefone (81) Recife (PE), 24 de maio de ARTUR JOSÉ LOPES FILHO Pregoeiro 22

23 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. Objeto Projeto Básico Parte I Registro de Preços para a contratação de serviços técnicos especializados de informática, compreendendo a realização de atividades para Sustentação das soluções de Sistemas Judiciais Eletrônicos da 5 a Região. 2. Justificativa O Pje Processo Judicial Eletrônico é a Solução Unificada de Sistema Judicial da 5 a Região para controle e trâmite do Processo Judicial em formato eletrônico, nos termos da Lei n de 19/12/2006. Sua primeira versão, contendo a base tecnológica para seu crescimento, foi implantada simultaneamente em toda a 5 a Região no último dia 29/12/2009 e contempla, de forma mais visível aos usuários da justiça, a funcionalidade de peticionamento eletrônico tanto para petições iniciais quanto incidentais, todas exclusivamente para processos que tenham iniciado eletronicamente. Embora esteja pronta toda a estrutura técnica que viabiliza a adição de novas funcionalidades, este crescimento da solução no ritmo necessário para que todo o trâmite do processo seja eletrônico, sem que venha a comprometer a manutenção das demais soluções de sistemas judiciais em uso, só será possível através de nova contratação que retrate a atual realidade e sirva de base para a concretização da estratégia de incorporação no PJe de todas as funcionalidades hoje presentes nas várias soluções de sistemas. O contrato n 44/2006 que hoje mantém o Pje é o mesmo que mantém outras soluções de sistemas judiciais eletrônicos, com destaque para o Sistema Creta. O Pje, em última análise, consiste em uma versão expandida do atual Sistema de Controle Processual do Juizado Especial Federal Creta para todo o primeiro e segundo graus. Entretanto, como já afirmado, essa expansão é gradativa e ainda não viável como substituição aquela já em uso nos JEFs, embora já seja útil no restante do primeiro e segundo graus, onde as soluções existentes, embora mais ricas em funcionalidades, não contemplam de forma satisfatória o trato do processo judicial na forma eletrônica. Dessa forma, o Pje inicia trabalhando de forma integrada às soluções legadas, assumindo gradativamente parte do papel desempenhado por aquelas ferramentas até que seja possível, no futuro, substituí-las efetivamente. Atente-se para o fato de que o Pje volta-se para o trato dos processos no formato eletrônico, enquanto que as soluções legadas, em sua maioria, foram concebidas para tratar processos físicos, o que equivale dizer, que embora tenham seu escopo de atuação restringido pelo PJe no futuro, elas ainda serão úteis enquanto houver processos físicos em tramitação na 5 a Região. O atual contrato não prevê recursos para suportar o crescimento do Pje sem que venha a prejudicar a manutenção do Creta e demais soluções 23

24 de menor porte ali previstas. Assim, através da presente contratação, tenciona-se prover meios de suportar o Pje em produção, bem assim o seu próprio crescimento, e, de forma segura e gradativa, incorporar cada uma das demais soluções de sistema judicial eletrônico existentes. Há de se destacar, também, que o Projeto de crescimento do Pje também é de interesse do Poder Judiciário Nacional, haja vista o Acordo de Cooperação Técnica n 073/2009 celebrado entre o CNJ Conselho Nacional de Justiça, o TRF5 e demais Tribunais Regionais Federais, o qual conjuga esforços para o desenvolvimento de sistema de processo judicial eletrônico tendo por base o Projeto da 5 a Região de Expansão do Sistema Creta (Pje Processo Judicial Eletrônico). Enfim, a atual contratação se faz necessária para que se continue a concretizar a Estratégia de Padronização e Unificação das Soluções de Sistemas Judiciais Eletrônicos na 5 a Região, com o apoio do CNJ, racionando a aplicação dos atuais investimentos e recursos da justiça, em favor de uma solução moderna e em sintonia com as melhores tecnologias existentes no mercado, todas utilizadas para ampliação do trato do processo totalmente eletrônico em toda a 5 a região contribuindo para sua celeridade e eficiência em benefício de todos os seus jurisdicionados. 3. Obrigações do contratante Caberá ao Tribunal Regional Federal da 5 a Região, como contratante: 17 permitir acesso dos empregados da contratada às suas dependências, equipamentos, softwares e sistemas de informação para a execução dos serviços; 18 prestar as informações e os esclarecimentos pertinentes que venham a ser solicitados pelos empregados da contratada ou por seus prepostos; 19 efetuar o pagamento mensal devido pela execução dos serviços, desde que cumpridas todas as formalidades e exigências do contrato; 20 exercer a fiscalização dos serviços prestados, por meio de servidores designados; 21 comunicar oficialmente à contratada quaisquer falhas verificadas no cumprimento do contrato; 22 fornecer crachá de acesso às suas dependências, de uso obrigatório pelos empregados da contratada; 23 observar o cumprimento dos requisitos de qualificação profissional exigidos na Parte II - Especificações técnicas, solicitando à contratada as substituições e os treinamentos que se verificarem necessários; e 24 Permitir que para o cumprimento dos serviços contratados, a contratada faça uso de sistema de Registro de Chamados (Service Desk) e base de conhecimento em plataforma Web, acessíveis através de canal seguro respeitando Política de Segurança da Contratante. 4. Obrigações da contratada Caberá à empresa contratada o cumprimento das seguintes obrigações, além daquelas específicas, previstas na Parte II - Especificações técnicas: 16 recrutar e selecionar os empregados necessários à realização dos serviços, de acordo com a qualificação mínima prevista nas especificações técnicas; 24

25 17 encaminhar ao Tribunal, antes da data de início da realização dos serviços, relação nominal dos empregados que atuarão junto ao Tribunal, indicando o CPF e a atividade contratada em que atuará; 18 manter os empregados devidamente identificados por meio de crachá, quando em trabalho nas dependências do Tribunal; 19 cuidar para que o preposto mantenha permanente contato com a unidade responsável pela fiscalização do contrato, adotando as providências requeridas à execução dos serviços pelos empregados; e comande, coordene e controle a execução dos serviços contratados; 20 promover treinamento e atualização dos empregados que prestam serviços para o Tribunal, de acordo com as necessidades do serviço e sempre que o fiscalizador do contrato entender conveniente à adequada execução dos serviços contratados; 21 responsabilizar-se pelo transporte do seu pessoal até o local de trabalho, por meios próprios ou mediante vale transporte, inclusive em casos de paralisação dos transportes coletivos, bem como nas situações nas quais se faça necessária a execução dos serviços em regime extraordinário; 22 providenciar a imediata substituição de qualquer empregado considerado inadequado à execução dos serviços contratados; 23 cuidar para que todos os privilégios de acesso a sistemas, informações e recursos do TRF5 sejam revistos, modificados ou revogados quando da transferência, remanejamento, promoção ou demissão de profissionais sob sua responsabilidade; 24 remeter tempestivamente, ao Tribunal, lista atualizada dos empregados, sempre que houver substituição, indicando o CPF e a atividade contratada em que atuará; 25 pagar os salários de seus empregados, bem como recolher, no prazo legal, os encargos sociais devidos; 26 encaminhar à unidade fiscalizadora todas as faturas dos serviços prestados; 27 assumir a responsabilidade pelos encargos fiscais e comerciais resultantes desta contratação; 28 encaminhar ao Tribunal mensalmente, juntamente com o relatório gerencial, os comprovantes de quitação dos encargos fiscais, previdenciários e demais obrigações previstas na legislação social e trabalhista em vigor, relacionados aos profissionais que executam os serviços; 29 assumir a responsabilidade por todos os encargos previdenciários e obrigações sociais previstos na legislação social e trabalhista em vigor, obrigando-se a saldálos na época própria, vez que os seus empregados não manterão nenhum vínculo empregatício com o Tribunal; 30 assumir a responsabilidade por todas as providências e obrigações estabelecidas na legislação específica de acidentes de trabalho, quando, em ocorrência da espécie, forem vítimas os seus empregados durante a execução deste contrato, ainda que acontecido em dependência do Tribunal; 31 assumir a responsabilidade por todos os encargos de possível demanda trabalhista, civil ou penal, relacionada à execução deste contrato, originariamente ou vinculada por prevenção, conexão ou continência; 25

26 32 assumir todas as responsabilidades e tomar as medidas necessárias ao atendimento dos seus empregados acidentados ou acometidos de mal súbito; 33 assegurar a seus empregados a concessão dos benefícios previstos nos acordos e convenções de trabalho vigentes para as respectivas categorias profissionais; 34 responder por quaisquer danos causados diretamente a bens de propriedade do Tribunal ou de terceiros, quando tenham sido causados por seus empregados durante a execução dos serviços; 35 administrar todo e qualquer assunto relativo aos seus empregados; 36 manter-se, durante o período de vigência do contrato, em compatibilidade com as obrigações trabalhistas, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação; 37 planejar, desenvolver, implantar, executar e manter os serviços objeto do contrato dentro dos acordos de níveis de serviços estabelecidos; 38 reparar, corrigir, remover, reconstruir ou substituir às suas expensas, no todo ou em parte, serviços efetuados em que se verificarem vícios, defeitos e incorreções; 39 reportar ao TRF5 imediatamente quaisquer anormalidades, erros ou irregularidades que possam comprometer a execução dos serviços e o bom andamento das atividades no Tribunal; 40 elaborar e apresentar ao TRF5, mensalmente, relatório gerencial dos serviços executados, contendo detalhamento dos níveis de serviços executados versus acordados e demais informações necessárias ao acompanhamento e avaliação da execução dos serviços; 41 guardar sigilo sobre dados e informações obtidos em razão da execução dos serviços contratados ou da relação contratual mantida com o Tribunal; 42 obedecer rigorosamente todas as normas e procedimentos de segurança implementados no ambiente de TI do TRF5; 43 alocar, no prazo máximo de cinco dias úteis, profissional treinado e qualificado para substituir profissional ausente; 44 disponibilizar softwares e sistemas de Service Desk e de base de conhecimento, por ela mantidos e tornados disponíveis através de canal seguro ao ambiente do Tribunal, para a execução de seus serviços; 45 Realizar instalação ou atualização de versão dos sistemas de Service Desk e de base de conhecimento nas instalações da Contratante, quando solicitada pela própria Contratante, a qual precisa manter controle sobre o histórico das informações registradas por essas ferramentas; 46 disponibilizar licenças de uso dos sistemas de service desk e de Base de conhecimento em número suficiente para o bom andamento dos serviços, permitindo a atualização de chamados pelos servidores do Tribunal envolvidos no processo de trabalho, e a consulta aos chamados, base de conhecimento e acompanhamento dos indicadores de níveis de serviço por todos os servidores e clientes do Tribunal; 47 implantar, migrar os dados necessários à execução dos serviços (caso existam) e efetuar a customização inicial e contínua dos sistemas de gestão de service desk e de base de conhecimento; 26

27 48 acompanhar as evoluções tecnológicas do Tribunal, mediante eventual adaptação de seus sistemas de informação de suporte a service desk e base de conhecimento de acordo com as necessidades do Tribunal; 49 acompanhar as evoluções tecnológicas do Tribunal, mediante eventual migração de informações e substituição do uso de seus sistemas de informação de suporte a service desk e base de conhecimento por sistemas de informação que o Tribunal venha a adotar; 50 fornecer ao Tribunal, em meio magnético, sempre que solicitado, todas as informações relacionadas à prestação dos serviços, armazenadas em seus sistemas de suporte a service desk e base de conhecimento; 5. Descrição dos serviços São os serviços requeridos para Sustentação das soluções de Sistemas Judiciais Eletrônicos da 5 a Região, conforme descrito nas especificações técnicas (Parte II), nas quantidades e condições ali previstas, os quais devem ser adjudicados globalmente à licitante vencedora. 6. Período de execução O período inicial de vigência do Contrato será de 24 (vinte e quatro) meses, contados a partir de sua vigência. A Contratada deverá iniciar execução dos serviços em, no máximo, 45 dias, contados a partir da data de vigência do respectivo contrato, podendo ser prorrogado nos termos do Art.57 da Lei /1993. Justificativa Técnica para contratação por período superior a 12 meses: Os serviços de Sustentação contratados requerem período de absorção de conhecimento por parte da Contratada acerca das Soluções de Sistemas Existentes, para que comecem a operar em toda sua efetividade. Há ainda o prazo de até 45 dias, previsto neste termo, de preparação da contratada para início efetivo dos serviços, após início da vigência do contrato. Assim, supondo-se um período de 12 meses, apenas 7 meses e meio seriam utilizados para execução dos serviços. Acrescente-se que a constatação dos benefícios mais concretos da Sustentação só são alcançados a médio prazo, quando novas soluções desenvolvidas pela presente contratação já terão sido concluídas e incorporadas aos próprios serviços de sustentação e toda a região estiver usufruindo dos serviços de suporte regional qualificado precedido das possíveis implantações dessas soluções, ambos prestados pela futura contratada. Além disso, o quantitativo de funcionalidades a serem demandadas da contratada requererá o acompanhamento e fiscalização de servidores do restrito quadro de TI do Tribunal, de forma que será preciso agregar um período para validações e homologações, entre outras atividades indelegáveis, compatível com a capacidade de resposta do próprio Tribunal, sem que haja prejuízo do interesse da Administração em dispor das funcionalidades desejadas concluídas a contento. 7. Modelo de execução e forma de pagamento Para a execução do contrato, será implementado método de trabalho baseado no conceito de delegação de responsabilidade. Esse conceito define a CONTRATANTE como responsável pela gestão do contrato e pela atestação da aderência aos padrões de qualidade exigidos dos produtos e serviços entregues, e a CONTRATADA como responsável pela execução operacional dos serviços e gestão dos recursos humanos e físicos a seu cargo. Os serviços executados no escopo da contratação podem envolver a execução de atividades pontuais, para atender a necessidades específicas, ou atividades de rotina, que 27

28 devem ser executadas de maneira contínua para apoiar os processos de trabalho do Tribunal Modelo de níveis de serviços Níveis de serviços são critérios objetivos e mensuráveis estabelecidos e acordados entre a CONTRATANTE e a CONTRATADA, com a finalidade de aferir e avaliar diversos fatores relacionados com os serviços contratados, quais sejam: qualidade, desempenho, disponibilidade, custos, abrangência/cobertura e segurança. Para mensurar esses fatores serão utilizados indicadores relacionados com a natureza e característica dos serviços contratados, para os quais são estabelecidas metas quantificáveis a serem cumpridas pela CONTRATADA. Os indicadores de avaliação e suas respectivas metas foram definidos de acordo com a natureza e características de cada serviço e expressos em determinada unidade de medida, como por exemplo: percentuais, tempo medido em horas, minutos ou segundos, números que expressam quantidades físicas, dias úteis e dias corridos. A hora a ser considerada quando da geração de quaisquer registros deve obedecer ao fuso-horário em vigor na sede da contratante Periodicidade de aferição e avaliação A freqüência de aferição e avaliação dos níveis de serviços será mensal, devendo a CONTRATADA elaborar relatório gerencial de serviços, apresentando-o ao TRF5 até o 5 o (quinto) dia útil do mês subseqüente ao da prestação do serviço. Devem constar desse relatório, entre outras informações, os indicadores/metas de níveis de serviços acordados e alcançados, recomendações técnicas, administrativas e gerenciais para o próximo período e demais informações relevantes para a gestão contratual. O conteúdo detalhado e a forma do relatório gerencial serão definidos pelas partes Acordo inicial e ajustes de indicadores e metas de níveis de serviços Os indicadores/metas estabelecidos neste documento definem os níveis de serviço inicialmente exigidos e que devem ser cumpridos pela CONTRATADA. Os primeiros 90 dias após o início da execução dos serviços serão considerados como período de estabilização e de ajustes específicos, durante o qual os níveis de serviços acordados podem ser flexibilizados entre as partes. A qualquer tempo, no decorrer da vigência do contrato, os indicadores e respectivas metas de níveis de serviços poderão ser revistos mediante acordo entre as partes Execução dos serviços A execução dos serviços será gerenciada pela CONTRATADA, que fará o acompanhamento diário da qualidade e dos níveis de serviço alcançados com vistas a efetuar eventuais ajustes e correções de rumo. Quaisquer problemas que venham a comprometer o bom andamento dos serviços ou o alcance dos níveis de serviço acordados devem ser imediatamente comunicados à CONTRATANTE, que colaborará com a CONTRATADA na busca da melhor solução para o problema Homologação dos serviços Os serviços prestados serão avaliados e homologados, até o 8º (oitavo) dia útil do mês subseqüente ao de sua prestação, na reunião de análise do relatório gerencial mensal. Nessa reunião, serão discutidos os assuntos relevantes à adequada prestação dos serviços, 28

29 relacionadas às melhorias a serem implementadas e assinado termo de homologação documento a ser definido pelas partes com as informações necessárias à atestação dos serviços Pagamento Após a homologação dos serviços, a CONTRATADA deverá apresentar a fatura correspondente até o dia 20 (vinte) do mês. Caso isso não seja possível, a fatura deverá ser apresentada até o dia 20 (vinte) do mês subseqüente ou dos próximos meses, sempre após a homologação. Não serão aceitas faturas após o dia 20(vinte) de cada mês. As faturas devem apresentar no campo descrição o detalhamento dos serviços a que se referem. 8. Qualificação técnica exigida A. A qualificação dos profissionais para desempenho nas instalações da Contratante será verificada quando do início da efetiva prestação dos serviços. Caso os requisitos de qualificação profissional para um dado funcionário indicado não sejam atendidos, ou sejam considerados insuficientes, a Contratada deverá providenciar sua imediata substituição. Para julgamento das propostas e/ou habilitação na licitação, a empresa deve apresentar: a) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove o fornecimento de serviços de suporte técnico a Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico com atendimento remoto e presencial em ambientes com pelo menos 500 estações de rede; b) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove já ter desenvolvido e implantado Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico em algum órgão do Poder Judiciário Brasileiro, fazendo uso da Arquitetura e Tecnologia indicada no item um 1. JSP JavaServer Pages da Parte III deste Termo e exigidas na presente contratação; c) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove já ter desenvolvido e implantado Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico em algum órgão do Poder Judiciário Brasileiro, fazendo uso da Arquitetura e Tecnologia indicada no item dois 2. JSF JavaServer Faces da Parte III deste Termo e exigidas na presente contratação; d) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove já ter desenvolvido e implantado Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico com tecnologia Web em algum órgão do Poder Judiciário Brasileiro, fazendo uso de base de dados que possua ou tenha possuído, no mínimo, 500 (quinhentos) mil processos judiciais; 29

30 e) um atestado/declaração de capacidade técnica, em nome da licitante, expedido por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove já ter realizado serviço de intervenção evolutiva em Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico implantado em algum órgão do Poder Judiciário Brasileiro, tendo executado, no mínimo, (dois mil e quinhentos) pontos de função. Para efeito de conversão, será considerada a produtividade de 12 horas/ponto de função caso a declaração ou atestado faça referência a horas e não a pontos de função; Justificativa: a exigência da letra a satisfaz a necessidade de comprovar experiência na prestação do serviço de suporte técnico a usuários. Já o fato do sistema ser processual, reforça a necessidade de que a contratada tenha experiência em lidar com o domínio de negócio na área judicial; nas letras b, c, d e e, as exigências demonstram a necessidade de a contratada dispor de experiência prática com a construção, implantação, administração e evolução de Sistema voltado para a área judicial, mais especificamente, no trato com processos de forma eletrônico. Exigem também que a contratada detenha conhecimento prático das tecnologias e arquiteturas aplicadas às soluções existentes na 5 a Região, de forma a ser capaz de suportá-las na presente contratação. Notas: Nota 1: Os conteúdos dos atestados/declarações poderão ser objeto de averiguação do corpo técnico do TRF, o qual através de diligências aos locais referenciados nestes documentos, emitirão parecer técnico quanto à verificação do conteúdo dos respectivos documentos. Nota 2: Para efeito de conferência dos atestados/declarações pela Contratante, a licitante deverá indicar em sua Proposta, de forma clara e objetiva, em que página encontra-se o atestado/declaração e em que trecho de linhas dessa página atende à qualificação técnica exigida. Nota3: Entenda-se como Sistema para Controle de Processo Judicial Eletrônico uma aplicação que suporte o trâmite de processos judiciais em formato digital, desde o momento em que se realiza o peticionamento inicial até o arquivamento do próprio processo, sem que seja necessária em nenhum momento, a materialização do processo ou parte dele em papel. Nota 4: Para que os serviços descritos no tópico, Parte II deste Termo, (1.6) serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção possam ser iniciados, a contratada deverá apresentar ao contratante, até a data aprazada para o início dos referidos serviços, uma das certificações indicadas mais abaixo, como forma de comprovar que o processo de desenvolvimento utilizado em suas dependências atende a um desses padrões de qualidade do mercado, exigência necessária a fim de minimizar o risco da prestação de serviço de qualidade inferior, bem assim indicar que a Contratada aplica processo reconhecido pelo mercado. 30

31 Deve apresentar comprovação de que possui pelo menos uma (01) das certificações abaixo relacionadas: certificado de qualidade para seu processo de desenvolvimento de software emitido por entidade independente, a exemplo do CMM/CMMI emitido pela SEI (Software Engineering Institute) ou seu representante no Brasil, ou ainda a ISO/IEC ou ISO/IEC ou MPS/BR (ou equivalente); Observação: Na hipótese de apresentação pela Contratada de certificado de qualidade equivalente aos acima referidos, a Subsecretaria de Informática, além da observância dos requisitos formais exigidos nos itens supra, avaliará a efetiva existência ou não de equivalência técnica, sendo ônus da Contratada apresentar toda a documentação reputada pertinente bem como realizar eventuais diligências consideradas necessárias, sob pena de não aceitação do certificado apresentado e aplicação das sanções administrativas cabíveis. 9. Avaliação Prática A licitante melhor classificada deverá passar por uma avaliação prática que demonstre objetivamente sua capacidade em agregar a experiência, habilidade e conhecimento declarados. Deverá desenvolver pequena aplicação dentro do domínio de negócio da área Judicial, porém reunindo elementos técnicos compatíveis com a arquitetura e tecnologia do Sistema PJE Processo Judicial Eletrônico -, principal Solução de Sistema Judicial na presente contratação. A aplicação desenvolvida será examinada e avaliada por comissão de servidores do TRF da 5 a Região, tendo por base o atendimento aos requisitos funcionais e não funcionais a serem entregues à licitante quando da avaliação. Esses requisitos a serem entregues constituem detalhamento daqueles constantes na Parte X - Avaliação Prática Requisitos deste Termo de Referência. A comissão deve ser constituída por servidores indicados pela Subsecretaria de Informática e Secretaria Judiciária, devendo essa formação ser submetida à aprovação da Administração do Tribunal. O desenvolvimento da aplicação deverá ocorrer nas instalações da Contratante, a qual se responsabilizará por prover o ambiente computacional básico. Caberá à licitante prover todos os demais recursos por ventura necessários ao cumprimento das exigências. A aplicação exigida deverá ser entregue a representante da comissão de avaliação no prazo de até 05(cinco) dias úteis após a disponibilização do ambiente computacional, dentro do horário de funcionamento da contratante. Entenda-se por ambiente computacional: Computador desktop com sistema operacional Linux, framework Seam versão 2.2 (seamframework.org) e PostgreSQL(postgresql.org) versão 8.3, além de uma leitora de cartão A3. A equipe da contratante se responsabilizará por entregar a máquina descrita apenas com o sistema operacional Linux instalado e com acesso web disponibilizado, lembrando que eventuais cartões smart card para a realização de testes da licitante quanto ao uso da certificação digital durante o desenvolvimento serão de responsabilidade da própria licitante. Após entrega da Aplicação, deverá ser provido pela Licitante, em prazo não superior a 01 (dia) útil: 31

32 a) Uma apresentação à Comissão de servidores da Contratante em que se demonstre o funcionamento da aplicação desenvolvida e se evidencie o atendimento a todos os requisitos funcionais e não funcionais exigidos; b) Um Documento explicativo de como foi realizado o atendimento aos requisitos, apresentando de forma clara e objetiva, para cada requisito, a explicação correspondente à implementação realizada para atendê-lo. Será desclassificada a proposta: 1) cuja aplicação desenvolvida não atenda aos requisitos não funcionais exigidos ; ou 2) cuja aplicação desenvolvida não atenda ao requisitos funcionais exigidos. 10. Visita Técnica As empresas interessadas em participar do certame licitatório poderão realizar visita técnica à sede do TRF da 5 a Região ou de alguma das Seções Judiciárias da 5 a Região, a fim de avaliar as condições e as peculiaridades do objeto a ser contratado, desde que previamente agendada e respeitada a antecedência de até 02(dois) dia antes da data marcada para o recebimento das propostas; o agendamento a que se refere o subitem anterior deverá ser realizado junto à Subsecretaria de Informática, pessoalmente ou por telefone, localizada no edifício sede do TRF da 5 a Região; a visita somente será realizada em dia em que haja expediente no Contratante, no horário das 9 às 18horas; nos dia e hora previamente agendados, o servidor designado pela Subsecretaria de Informática do Contratante acompanhará a visita das empresas interessadas, emitindo a cada uma delas um Atestado de Visita Técnica (Parte VII); a visita deverá ser feita por profissional qualificado da interessada, devidamente munido de documento de identificação e de instrumento que o habilite à representação legal da empresa; a não realização da visita técnica por parte da interessada, não poderá ser utilizada como futura alegação como óbice, dificuldade ou custo não previsto para execução do objeto ou obrigação contratual. 11. Outras condições contratuais a) o Tribunal providenciará os crachás de acesso dos funcionários da empresa contratada às dependências do TRF5. Os crachás devem ser devolvidos quando do término do contrato, devendo ainda ser o Tribunal ressarcido por eventuais extravios ou danos; b) se for necessário, e a critério do Tribunal, poderá ser solicitada a execução dos serviços em dias e horários distintos dos estabelecidos nas especificações técnicas (Parte II), desde que a necessidade seja comunicada previamente à contratada; c) é vedada a contratação, pela empresa prestadora de serviço, para atuar no âmbito do presente contrato, de servidor do quadro do Tribunal Regional Federal da 5 a 32

33 Região, ativo ou inativo há menos de cinco anos, ou ocupante de cargo em comissão, assim como de cônjuges, parentes ou afins, até o 3º grau; d) é vedada a veiculação de publicidade acerca do contrato, salvo se houver prévia autorização da Administração do Tribunal; e e) é vedada a subcontratação de outra empresa para a execução dos serviços, objeto desta contratação. 12. Sanções Pela inexecução total ou parcial dos serviços previstos no contrato, pela execução desses serviços em desacordo com o estabelecido no contrato, ou pelo descumprimento das obrigações contratuais, o Tribunal pode, garantida a prévia defesa, e observada a gravidade da ocorrência, aplicar à contratada as seguintes sanções: a) advertência; b) Multa a ser calculada sobre o valor total mensal do contrato, em conformidade com as tabelas de gradação abaixo, a qual será descontada dos pagamentos eventualmente devidos pela Administração ou, ainda, cobrada judicialmente; c) multa de 10% (dez por cento) sobre o valor total adjudicado, em caso de inexecução total da obrigação assumida; d) suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com a Administração, por prazo não superior a dois anos; e) declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a autoridade que aplicou a sanção, que será concedida sempre que a contratada ressarcir o Tribunal pelos prejuízos resultantes e após decorrido o prazo da sanção aplicada com base no item anterior. Nos casos de inexecução total do contrato, por culpa exclusiva da contratada, cabe a aplicação da penalidade de suspensão temporária do direito de contratar com a Administração Pública. Nos casos de fraude na execução do contrato cabe a declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública. As sanções de advertência, de suspensão temporária do direito de contratar e de declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública poderão ser aplicadas à contratada juntamente com a de multa. As multas serão aplicadas, sem prejuízo de glosas efetuadas para desconto de dias referentes à ausência na prestação dos serviços, após a apresentação da fatura e cálculo dos impostos devidos pela CONTRATADA. Para efeito de aplicação de multas, serão atribuídos graus de severidade, conforme as tabelas a seguir. Grau Correspondência Tabela de multas por grau de infração 01 0,2% sobre o valor mensal do contrato 02 0,4% sobre o valor mensal do contrato 03 0,8% sobre o valor mensal do contrato 04 1,6% sobre o valor mensal do contrato 33

34 05 3,2% sobre o valor mensal do contrato 06 4,0% sobre o valor mensal do contrato Tabela de infrações Item Descrição da infração Grau 01 Permitir situação que crie a possibilidade de causar dano físico, lesão corporal ou conseqüências letais, por ocorrência e por dia Fraudar, manipular ou descaracterizar indicadores/metas de níveis de serviço por quaisquer subterfúgios, por indicador/meta de nível de serviço 06 manipulado 03 Suspender ou interromper, salvo motivo de força maior ou caso fortuito, os serviços contratuais por unidade de atendimento e por dia Manter empregado sem a qualificação exigida para executar os serviços contratados, por empregado e por dia Recusar-se a executar serviço determinado pela fiscalização, por serviço e por dia 02 Para os itens seguintes, deixar de: 06 Zelar pelas máquinas, equipamentos e instalações do TRF5 utilizados, por ocorrência e por dia Cumprir determinação formal ou instrução do fiscalizador, por ocorrência e por dia Substituir empregado que se conduza de modo inconveniente ou não atenda às necessidades, por empregado e por dia Entregar os salários, vales-transportes e/ou tíquete-refeição nas datas avençadas, por ocorrência e por dia Fornecer EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), quando exigido em lei ou convenção, aos seus empregados e de impor penalidades àqueles que se 02 negarem a usá-los, por empregado e por ocorrência 11 Fornecer os uniformes, nas quantidades requeridas, por ocorrência Efetuar o pagamento de salários, seguros, encargos fiscais e sociais, bem como arcar com quaisquer despesas diretas e/ou indiretas relacionadas à 06 execução do contrato, por ocorrência e por dia 13 Iniciar a execução dos serviços dentro do prazo previsto, por dia de atraso Cumprir os acordos de níveis de serviço estabelecidos, por nível de serviço não cumprido Cumprir os acordos de níveis de serviço estabelecidos, ficando mais de 10% abaixo da meta exigida, por nível de serviço abaixo dessa faixa Cumprir os acordos de níveis de serviço estabelecidos, ficando mais de 30% abaixo da meta exigida, por nível de serviço abaixo dessa faixa Cumprir os acordos de níveis de serviço estabelecidos, ficando mais de 50% abaixo da meta exigida, por nível de serviço abaixo dessa faixa Cumprir quaisquer dos itens do edital e de seus Anexos não previstos nesta tabela de multas, por ocorrência Cumprir quaisquer dos itens do edital e seus Anexos não previstos nesta tabela, após reincidência formalmente notificada pelo órgão fiscalizador, por 03 ocorrência 20 Entregar produto resultante dos serviços dentro de prazo previsto, para cada produto e por dia de atraso 01 34

35 O rol das infrações descritas na tabela acima não é exaustivo, não excluindo, portanto, a aplicação de outras sanções previstas na Lei nº 8.666/93 e nas demais legislações específicas. Além das penalidades citadas, a licitante vencedora ficará sujeita, ainda, ao cancelamento de sua inscrição no Cadastro de Prestadores de Serviços do Tribunal Regional Federal da 5ª Região e, no que couber, às demais penalidades estabelecidas no Capítulo IV da Lei nº 8.666/93. A adjudicatária não incorrerá em multa durante as prorrogações compensatórias expressamente concedidas pelo TRF da 5ª Região, em virtude de caso fortuito, força maior ou de impedimento ocasionado pela Administração. 13. Local de execução dos serviços As ações necessárias à execução dos serviços objeto desta contratação deverão ser prestadas parte nas dependências do Tribunal Regional Federal da 5 a Região e parte nas instalações da própria Contratada, conforme especificações Técnicas (Parte II). 14. Unidade responsável pelo termo de referência: Subsecretaria de Informática. 15. Unidade fiscalizadora do contrato: Subsecretaria de Informática. Recife, de de Laureano Montarroyos Diretor da Divisão de Desenvolvimento de Sistemas De Acordo: Fernanda Marques Montenegro Diretora da Subsecretaria de Informática Projeto Básico e partes constituintes: Parte I Projeto Básico Parte II Especificações Técnicas Parte III- Arquitetura e Tecnologias Parte IV Lista de Procedimentos Periódicos ParteV - Padrão de Documentação de Sistemas de Informação Parte VI - Manual de Contagem da Contratante Parte VII - Atestado de Visita Técnica Parte VIII Modelo para Proposta de Preços da licitante Parte IX - planilha de composição de custos e formação de preços Parte X Avaliação Prática - Requisitos Parte XI Componentes JSP 35

36 Parte XII Componentes JSF Parte XIII Planilha Modelo Parte XIV Características das soluções de Sistemas Judiciais Parte XV Ambiente de Hardware e Software dos Servidores das Soluções de Sistemas Judiciais Parte XVI - Acordo de Confidencialidade de Informação 36

37 PORTARIA Nº de ABRIL de 2009 Pregão 21/2010 pa PARTE II Especificações técnicas 1. Serviços técnicos especializados de informática, compreendendo a realização de atividades para Sustentação das soluções de Sistemas Judiciais Eletrônicos da 5 a Região. Descrição geral dos serviços Os serviços de Sustentação das soluções de Sistemas Judiciais Eletrônicos envolvem: (1.3) serviços de administração das Soluções em Produção; (1.4) serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações; (1.5) serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários; (1.6) serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção; (1.7) serviços para a Gestão da Execução da Sustentação das Soluções de Sistemas Judiciais. 1.1 Escopo dos serviços Todos os serviços executados no escopo desta contratação devem obedecer às normas, técnicas e procedimentos adotados pelo Tribunal. Para os serviços prestados diretamente nas instalações da Contratante, serão providos pelo Tribunal as instalações físicas, ramais telefônicos e mobiliários necessários à sua execução, os quais deverão ser utilizados pela Contratada exclusivamente na execução dos serviços. Cabe ressaltar que a quantidades de serviço aqui apresentada é meramente estimativa e pode, a critério exclusivo do Tribunal, vir a ser alterada, para mais ou para menos, respeitados os limites legais. Se isso ocorrer, a alteração quantitativa do contrato será precedida de cálculo e demonstração analítica do aumento ou da redução dos custos, de acordo com a planilha de composição de custos e formação de preços(parte IX), devendo ser observada a adequação aos preços de mercado. No contexto do Tribunal, os usuários são classificados como internos desembargadores, autoridades, servidores, prestadores de serviço e estagiários lotados em seu prédio sede e anexos sitos em Recife ou em alguma das Seccionais que compõem a 5 a Região (Fortaleza-CE, Natal-RN, João Pessoa-PB, Recife-PE, Maceió-AL e Aracaju-SE) e externos pessoas físicas ou jurídicas não vinculadas ao TRF5 que necessitam interagir com as Soluções de Sistemas disponibilizadas pelo Tribunal Serviços Prestados presencialmente nas Seccionais Quando for necessária a presença da contratada nas Seções Judiciárias, varas ou unidades da Justiça Federal com sede que não esteja localizada nem na região metropolitana do município em que está localizada a contratante, nem na região metropolitana do município em que está localizada a contratada, todas as despesas para que essa presença seja satisfeita, tais como aquelas relativas a deslocamento, hospedagem, alimentação e traslados, deverão ser custeadas pela contratada Estima-se a realização de até quatro viagens anuais de até três técnicos, por no máximo cinco dias, para cada um dos Estados que

38 compõem a 5 a Região: Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. Dentro da mesma estimativa, deve ser contemplada, também, a possibilidade de viagens ao Distrito Federal (Brasília), onde estão localizados órgãos reguladores do Poder Judiciário e da Justiça Federal, respectivamente, o CNJ Conselho Nacional de Justiça - e CJF Conselho da Justiça Federal, os quais ditam normas e prezam pela padronização e unificação dos serviços da Justiça, que embora prestados localmente pelo Tribunal, possam ser afetados por tais determinações e requerer deslocamento de profissionais para aquela localidade a fim de melhor entender e esclarecer requisitos ou outras matérias relativas à prestação dos serviços contratados, sempre no interesse da Contratante. A licitante deverá informar, em sua Proposta, o valor a ser gasto com viagens, destacando valor previsto para deslocamentos e valor previsto para todas as outras despesas, tais como as relativas a hospedagem, alimentação e traslados. Para efeito de cálculo, deve-se considerar: estimativa de até 04(quatro) viagens por destino na 5 a Região; número de técnicos limitado a no máximo 03 (três); valor informado para outras despesas deve ter por base uma diária, e será limitado a no máximo 05(cinco) diárias; valor estimado para cada destino será resultante do número de viagens (04) multiplicado pelo valor do deslocamento (ida e volta), somado ao valor com outras despesas já multiplicado pelo número de diárias (05), e ao final multiplicado pelo número de técnicos (03). A fim de melhor explicitar o valor calculado, deve-se utilizar o modelo apresentado na planilha1 abaixo e apresentá-lo juntamente com a Proposta da licitante ( Parte VIII). Tais viagens deverão ser expressamente autorizadas pela contratante e limitadas ao valor anual contratado para essas despesas. As viagens e seus respectivos custos para a Contratante deverão constar no relatório gerencial mensal dos serviços. Os pagamentos seguirão as regras normais previstas para os demais serviços. Não serão considerados como despesas de viagem, os custos com deslocamentos e outras despesas de técnicos da Contratada que desempenhem suas funções, habitualmente, na região metropolitana do município de destino, para o qual seja requisitada a presença da contratada. Destinos da 5 a Região Valor com Deslocamento 2 (R$ V1) Valor de Outras Despesas 3 (R$ V2) Multiplicado por quatro 4 ( V1 x 4 = V3) Multiplicado por cinco 5 ( V2 x 5 = V4) Multiplicado por três 6 ( V3+V4) x 3 = V5 Estado de Alagoas TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

39 Estado do Ceará Estado da Paraíba Estado do Rio Grande do Norte Estado de Sergipe Estado de Pernambuco 1 Distrito Federal Proposta do valor anual a ser contratado para os (V 7 ) deslocamentos Planilha 1 Demonstrativo do cálculo da projeção de gastos com viagens 1) Fora da região metropolitana de Recife; 2) V1 - Valor do deslocamento (ida e volta) de 01(um) técnico, em Reais, para o destino indicado; 3) V2 - Valor de outras despesas com 01 (um) técnico por uma diária, em Reais, para o destino indicado; 4) V3 - Número estimado de viagens para cada destino; 5) V4 - Número estimado de diárias por técnico em cada viagem; 6) V5 - Número estimado de técnicos por viagem; 7) V Proposta do Valor Anual, resultante da soma da coluna V5 ; A proposta do valor anual a ser contratado para os gastos com viagens deverá constar na proposta final da licitante, conforme indicação do modelo de proposta presente na Parte VIII deste termo de referência. 1.2 Início da Prestação e Plano de Implantação Início da prestação dos serviços A Contratada deverá iniciar execução dos serviços em, no máximo, 45 dias, contados dia a dia a partir da data de assinatura do respectivo contrato. Será considerado como início da execução dos serviços o momento em que a CONTRATADA estiver operando de acordo com todos os requisitos previstos neste e TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

40 nos demais Anexos a essa contratação, com pessoal qualificado e adequadamente treinado Plano de implantação dos serviços A CONTRATADA deverá apresentar para aprovação da CONTRATANTE, no prazo máximo de dez dias após assinatura do contrato, projeto completo para implantação dos serviços, contendo cronograma detalhado de atividades a serem executadas pela CONTRATADA e pela CONTRATANTE. 1.3 Serviços de Administração das Soluções em Produção. Esse serviço presta-se a realizar a administração do funcionamento em Produção das Soluções de Sistemas Judiciais Eletrônicos da 5 a Região. Essa administração envolve o desempenho de funções de monitoramento e gestão de diferentes especialidades, com a finalidade de proporcionar o adequado funcionamento das Soluções de Sistema em Produção: Monitoramento das Máquinas Servidoras, Monitoramento das Soluções de Sistema, Administração de Banco de Dados, Administração de Dados, Gestão de Configuração, Gestão de Requisitos, Gestão da Usabilidade, Gestão da Qualidade, Gestão da Arquitetura e Tecnologia, Gestão da Medição Funcional e Gestão dos Fluxos de Processos Judiciais. Além do desempenho específico de cada uma das funções supracitadas, a Administração das Soluções em Produção requer a execução de procedimentos periódicos associados a qualquer uma dessas funções. Um procedimento periódico consiste em uma seqüência de ações padronizadas, cuja execução é requerida para que seja garantido o correto e satisfatório funcionamento das Soluções de Sistemas. A Lista de procedimentos juntamente com a indicação de em que momentos devem ser executados será entregue pela Contratante quando do início dos serviços à Contratada (Parte IV). Essa relação de procedimentos poderá ser modificada, a critério da Contratante, com vistas ao aprimoramento da garantia desejada. Cabe à Contratada prover Sistema de registro histórico para acompanhamento da efetiva execução dos procedimentos periódicos previstos, bem assim dos resultados alcançados em cada execução. A contratada poderá, também, colaborar com o aperfeiçoamento contínuo da lista de procedimentos, sugerindo a inserção de novos itens e/ou alteração de outros já existentes. A detecção de não conformidade resultante da execução de algum dos procedimentos periódicos demandados, ou do desempenho específico das funções enumeradas, deverá - quando sua restauração exigir retificação de código fonte da solução de sistema - ocasionar registro de solicitação para o serviço Serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários - descrito em seção mais adiante deste documento. Para cada procedimento descrito na relação a ser entregue à Contratada, constará indicação de importância através da atribuição de um valor de gradação entre um (1) e três (3). TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

41 As atividades a serem executadas que necessitarem de acesso a sistemas ou equipamentos deverão ser previamente autorizadas pelo setor responsável pela administração de tais sistemas/equipamentos, devendo sempre tais acessos serem regidos pelo princípio de privilégio mínimo. Seguem, abaixo, maiores detalhes acerca da abrangência das funções de monitoramento e gestão exigidas para a Administração das Soluções em Produção. a) Monitoramento das Máquinas Servidoras serviço responsável por monitorar funcionamento das máquinas Servidoras envolvidas, especialmente no que se refere ao uso de recursos de processamento, memória e armazenamento em disco, não esquecendo de também prezar pela conectividade necessária (rede local e Internet) e pela preservação da Segurança da Solução. Atividade requerida para o acompanhamento do funcionamento da infra-estrutura demandada para as soluções. Pelo monitoramento, privilegia-se a ação preventiva, já que pela detecção prévia de padrão de funcionamento fora da normalidade evita-se a propagação de eventual falha, cria-se a possibilidade de se atuar na inibição de sua ocorrência, e em último caso, é possível focar esforços na reparação de forma mais rápida (informações sobre servidores na Parte XV Ambiente de Hardware e Software dos Servidores das Soluções de Sistemas Judiciais ). Entre as ferramentas de trabalho, destaca-se o uso do software Nagios para o desempenho desta função. b) Monitoramento das Soluções de Sistema - serviço responsável por monitorar funcionamento dos sistemas e softwares envolvidos na solução, especialmente no que se refere ao correto processamento, devendo avaliar registro dos logs de execução existentes nos sistemas e servidores que os hospedam., não esquecendo de avaliar e registrar o uso de recursos de processamento, memória, armazenamento em disco, número de usuários/acessos por unidade de tempo, número de usuários concorrentes, tráfego de dados, todas as informações sob a perspectiva de cada Sistema. Como dito, o serviço abrange todos os softwares envolvidos na solução, inclusive frameworks e componentes constituintes da arquitetura das soluções, além do próprio Servidor de Aplicações, o qual deve ser apropriadamente configurado, ajustado e administrado para suportar as necessidades requeridas pelas Soluções de Sistemas ( informações sobre os sistemas e servidores respectivamente nas partes XIV Características das Soluções de Sistemas Judiciais e XV Ambiente de Hardware e Software dos Servidores das Soluções de Sistemas Judiciais ).. TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

42 c) Administração de Banco de Dados: serviço responsável por manter e gerenciar os Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados e os próprios Bancos de Dados utilizados pelas Soluções de Sistemas Judiciais. Abrange a instalação, configuração, monitoramento e resolução de possíveis ocorrências de problemas ou ajustes que se façam necessários para o funcionamento adequado do Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Deve também garantir a integridade, segurança, disponibilidade e performance dos Bancos de Dados, bem assim a realização de cópias de segurança ( backup ) para possíveis restaurações em caso de necessidade. Deve atuar tanto no Projeto Lógico quanto Físico das Bases de Dados utilizadas. (informações sobre servidores de Banco de Dados na Parte XV Ambiente de Hardware e Software dos Servidores das Soluções de Sistemas Judiciais ). Nota: Na sede do TRF5, a equipe do próprio Tribunal se encarregará de desempenhar as atribuições relacionadas à administração do Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) do tipo Oracle, cabendo à contratada interagir com esta equipe do TRF5, a fim de realizar a Administração dos Bancos de Dados pertencentes às Soluções de Sistemas Judiciais que utilizem o armazenamento do Oracle. d) Administração de Dados: serviço responsável por manter Modelo de Dados das Soluções de Sistemas Judiciais compatível e integrado ao Modelo de Dados Corporativo da Contratante. Atua na gestão dos recursos de informação buscando maximizar o seu compartilhamento entre as aplicações, minimizar redundâncias de dados e eliminar inconsistências e anomalias nos modelos e bases de dados. Realiza e mantém definição e organização dos dados de acordo com Padronização da Corporação. e) Gestão de Configuração: serviço responsável por manter o controle de mudanças, a auditoria das configurações, além do registro e controle de todos os elementos que compõem cada versão do sistema, a exemplo do hardware utilizado, sistema operacional, arquivos fontes, componentes, ferramentas de software, etc. Dessa forma, a partir das informações resultantes de sua gestão, deve ser possível identificar tanto a ocorrência de mudanças quanto o momento em que elas aconteceram, ou seja, o que mudou e quando mudou. Deve estar registrado também o que motivou cada mudança, isto é, a justificativa. Por fim, deve ser viável a recuperação da informação acerca de quem a realizou, bem assim quanto à recuperação da situação anterior a cada mudança, não esquecendo, é claro, de registrar qual a mudança, propriamente dita, aplicada. O registro da mudança deve, ao menos, conter: identificação; data e hora; justificativa; mudança; usuário responsável; e informação anterior à mudança para que seja possível reproduzi-la em caso de necessidade. TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

43 f) Gestão de Requisitos: serviço responsável por manter a consistência e o controle de todos os requisitos das Soluções de Sistemas e seus componentes, abrangendo os requisitos do processo de desenvolver e manter o Sistema, bem assim os requisitos do próprio Sistema, tanto os funcionais funcionalidades contempladas pelo Sistema quanto os não funcionais restrições impostas ao Sistema ou requisitos de qualidade a serem satisfeitos pelo Sistema. Para a gestão, deve ser registrado e mantido atualizado para cada requisito: identificador único; classificação apropriada (derivado ou não de requisito de mais alto nível, prioridade, escopo, volatilidade, etc.); critério objetivo de verificação e aceitação; descrição resumida; fonte de captação; proprietário; histórico de mudança. Deve também ser mantida matriz de rastreabilidade de requisitos, ou seja, tabela que liga cada um dos requisitos às suas origens e os rastreia durante todo o ciclo de vida do Sistema. Este serviço deve ser capaz de atender às solicitações de análise de impacto decorrentes de mudança de requisitos, informando com precisão e no nível de detalhe adequado, os elementos do Sistema a serem afetados pela mudança em questão. Para os sistemas judiciais (Parte XV Ambiente de Hardware e Software dos Servidores das Soluções de Sistemas Judiciais) que não disponham de documentação suficiente para a gestão de requisitos exigida, será concedido o prazo de até 90 dias ( previsto na seção Acordo inicial e ajustes de indicadores e metas de níveis de serviços ) para que a contratada providencie os artefatos necessários, de forma a alcançar a precisão, controle e produtividade esperados no desempenho desta função. g) Gestão da Usabilidade: serviço responsável por avaliar junto a categorias de usuários específicos, com que efetividade, eficiência e satisfação as Soluções de Sistemas são utilizadas para a consecução de seus objetivos. Deve constar na avaliação as recomendações da Contratada para uma melhor usabilidade. Esta gestão abrange também o serviço de Web Design, isto é, a atividade de planejamento, proposição e elaboração de Padrões de Interface Web dos Sistemas, além da própria construção dos modelos de páginas em linguagem XHTML compatível com os principais navegadores Web ( com o uso de folhas de estilo CSS ) de acordo com Padrões da Contratante. h) Gestão da Qualidade: serviço responsável por planejar, garantir e controlar a qualidade do serviço de Sustentação prestado pela Contratada. O planejamento a ser aprovado pela Contratante deve explicitar o processo de trabalho e os Padrões estabelecidos pela Contratada para a prestação de todo o Serviço de Sustentação aos Sistemas Judiciais. O processo de garantia da qualidade deve assegurar que o processo de trabalho definido e os padrões aprovados estão TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

44 sendo devidamente seguidos na prestação de serviço. Já o processo de controle da qualidade trata da avaliação dos produtos e resultados entregues, de forma a mantê-los em conformidade com os requisitos exigidos pela Contratante. i) Gestão da Arquitetura e Tecnologia: serviço responsável por definir e manter estrutura de subsistemas inclusive quanto a camadas e componentes - que compõem cada Solução de Sistema (Parte XIV Características das soluções de Sistemas Judiciais) e de que forma ocorre a interação entre esses subsistemas, bem assim com outros Sistemas, se necessário. Cuida também de como essas partes serão dispostas fisicamente quando da implantação ( máquinas, servidores, pontos de rede local, camada física, protocolo de comunicação, Plataformas) da Solução. Enfim, a Gestão da arquitetura abrange a definição, preservação e atualização da Arquitetura Lógica e Física das Soluções. Já a Gestão da Tecnologia de Desenvolvimento utilizada para implementar a Arquitetura abrange o registro e a documentação dessas tecnologias, o que inclui registro do uso de bibliotecas, componentes e frameworks de implementação de funcionalidades disponíveis no mercado, os quais devem estar de acordo com os padrões adotados pela Contratante. A Gestão da Tecnologia envolve também a elaboração, sob demanda da Contratante, de Pareceres Técnicos que esclareçam de que se trata uma determinada Tecnologia de Desenvolvimento e se seria viável tecnicamente o seu aproveitamento nas soluções existentes, elaborando, conforme o caso, exemplos demonstrativos, para efeito de comprovação prática. Essa Gestão se faz necessária para que a arquitetura e estrutura tecnológica das soluções de sistemas existentes possam progredir com atualizações evolutivas, preservando, tanto quanto possível e por mais tempo, os investimentos realizados pela Contratante na sua construção e adoção. j) Gestão da Medição Funcional- serviço responsável por realizar a contagem das funcionalidades presentes nas Soluções de Sistemas, abrangendo contagens para Projeto de Desenvolvimento funcionalidades fornecidas ao usuário na primeira instalação da aplicação-, Projeto de Melhoria mede modificações que incluem, excluem ou alteram funcionalidades em aplicações existentes- e de Aplicação mede a aplicação instalada. Presta-se também a realizar contagens estimadas para funcionalidades solicitadas e ainda não especificadas, bem assim realizar a validação de contagens já realizadas por outrem (auditoria). A técnica de medição do tamanho de um sistema a partir da contagem de suas funcionalidades permite dimensioná-lo através do que o usuário solicita e recebe, medindo seu desenvolvimento e melhoria de forma independente da tecnologia utilizada para sua implementação. As contagens devem ser realizadas de acordo com o Manual de Contagem da Contratante (Parte VI), que consiste em uma TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

45 adaptação, considerando a realidade da Contratante, da métrica de Pontos por Função, descrita no Manual de Práticas de Contagens por Pontos de Função (Function Point Counting Practices Manual), publicado pelo IFPUG (International Function Point Users Group) e disponibilizado no Brasil pelo BFPUG (Brazilian Function Point Users Group).As contagens ou auditorias solicitadas devem ser entregues no prazo de 4 (quatro) horas, desde que as funcionalidades contadas não passem de 100 (cem) pontos de função. Proporcionalmente, será concedido prazo adicional múltiplo de 2 (duas horas) a cada outros 100 pontos de função dimensionados para a solicitação de contagem realizada. Assim, por exemplo, para contagem de 200 pontos de função, o prazo para entrega será de até 6 horas e para 300 pontos de função, será de 8 horas, ambas contadas do momento da solicitação. k) Gestão dos Fluxos de Processos Judiciais: serviço responsável por manter atualizados os fluxos das classes de processos judiciais tratadas por Soluções de Sistema com suporte a técnica de BPM (Business Process Management). Abrange: 1) o mapeamento, isto é, o entendimento do fluxo do processo e sua representação através de desenho gráfico em notação padrão BPMN, Business Process Management Notation, que deve ser realizado na ferramenta de mercado BizAgi, ou em outra que venha a ser adotada como padrão pela Contratante no futuro; 2) o cadastro, isto é, a incorporação na solução de Sistema com suporte a BPM do fluxo mapeado em BPMN, de forma que o fluxo passe a ser, efetivamente, reconhecido pelo Sistema em seu funcionamento; 3) a administração, isto é, prezar para que os fluxos incorporados ao Sistema atendam a todas as especificidades requeridas pela Solução de Sistema, mantendo-o atualizado de acordo com mudanças autorizadas, bem assim garantindo que as mesmas atualizações serão também realizadas no documento de mapeamento original do fluxo Unidade de medida A unidade de medida utilizada é horas/mês Local de execução deste serviço Em regra, nas Instalações da Contratada, a partir de canal seguro ligado ao ambiente da Contratante, devidamente autorizado e configurado. Ressalve-se, porém, que para cumprir com o desempenho das funções de Monitoramento das Máquinas Servidoras, Monitoramento das Soluções de Sistema, Administração de Banco de Dados, Gestão de Requisitos, Gestão dos Fluxos de Processos Judiciais e Execução de Procedimentos Periódicos, a Contratada deverá manter profissionais devidamente qualificados para essa prestação também na sede da Contratante. Essa exigência decorre da natureza das atividades envolvidas, cuja interação direta com os profissionais da Contratante, notadamente com os servidores gestores das áreas TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

46 técnicas responsáveis pelos serviços de tecnologia da informação prestados regionalmente, corrobora para uma melhor comunicação, transferência de conhecimento, controle e agilidade na realização de ajustes e resolução de eventuais problemas, fatores críticos para a administração da produção e esperada sustentação das soluções Disponibilidade do serviço 24 horas por dia e 7 dias por semana (24x7). Ressalve-se que para a prestação presencial nas instalações da contratante, deve-se cumprir com disponibilidade diária do serviço das 7 às 19 horas, tanto em dias úteis quanto nos pontos facultativos, como também nos feriados que não tenham abrangência sobre toda a 5 a Região, exceção feita ao desempenho das funções de Gestão de Requisitos e de Gestão dos Fluxos de Processos Judiciais, as quais poderão cumprir 08 (oito) horas diárias em dias úteis nas instalações da contratante, cumprindo, neste caso, com as horas remanescentes nas instalações da própria contratada. A prestação presencial nos finais de semana só deverá ocorrer mediante solicitação da Contratante, notadamente para atividades que não sejam passíveis de serem realizadas em dias normais. Já nos demais dias e no horário compreendido entre as 19 horas de um dia e as 7 horas do dia seguinte, o desempenho das funções exigidas presencialmente deve continuar sendo prestado pela contratada, ainda que remotamente, a partir de canal seguro, devidamente autorizado e configurado, de suas próprias instalações Canais de acesso ao serviço Sistema de registro da prestação dos serviços, na plataforma web e de acesso restrito, a ser provido pela contratada para gestão da execução dos procedimentos periódicos e documentação do desempenho de todas as funções específicas contratadas. Todas as solicitações da Contratante demandadas diretamente por contato pessoal, telefone ou para a Contratada, devem também ser documentadas, apropriadamente, no Sistema de Registro, com a finalidade de proporcionar o acompanhamento dos níveis de serviço exigidos. Todo o registro de solicitação deve gerar um número único, o qual deve ser compartilhado com o usuário solicitante para efeito de acompanhamento do pedido através da ferramenta de registro e acompanhamento do progresso do atendimento Indicadores de níveis de serviço O desempenho de todas as funções exigidas para o serviço será medido com base em indicadores e metas de níveis de serviço, vinculados a fórmulas de cálculo, e deverão ser executadas pela contratada de modo a alcançar as respectivas metas exigidas, conforme tabela adiante. Quando uma dada função dispuser de mais de um indicador, TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

47 o indicador resultante da função será obtido a partir do cálculo ponderado sobre seus indicadores parciais, conforme exemplo a seguir. Exemplo: Abaixo, o indicador A correspondente a Execução de Procedimentos Periódicos é calculado a partir do produto de seus indicadores parciais 01 e 02 por três e sete, respectivamente, os quais são em seguida somados antes de serem submetidos à divisão final por dez. Assim, para indicadores parciais de valor 100%, terá sido alcançada meta também de 100%: [(100 x 3) + (100 x 7) ] / 10 = 100. (a) Execução de Procedimentos Periódicos A Execução de [(I01 x 3) + (I02 x 7) ] / 10 % 100 Procedimentos Periódicos O cálculo do indicador geral do nível de serviço (1.3) serviços de administração das Soluções em Produção é obtido pela fórmula a seguir, considerando as metas aferidas para as funções que o compõem, devendo alcançar o valor exigido de 100% (cem por cento) como meta: (1.3) serviços de administração das Soluções em Produção = [(A x 0,5) + (B x 1) + (C x 2) + (D x 2) + (E x 0,5) + (F x 1) + (G x 1,5) + (H x 0,25) + (I x 1) + (J x 1) + (K x 0,25) + (L x 1) ] / 12 Dado que: A= Execução de Procedimentos Periódicos; B= Monitoramento das Máquinas Servidoras; C= Monitoramento das Soluções de Sistema; D= Administração de Banco de Dados; E= Administração de Dados; F= Gestão de Configuração; G= Gestão de Requisitos; H= Gestão de Usabilidade; I= Gestão da Qualidade; J= Gestão da Arquitetura e Tecnologia; K= Gestão da Medição Funcional; L= Gestão dos Fluxos de Processos Judiciais. Item Indicadores de níveis de serviço A Execução de Procedimentos Periódicos Fórmula de Cálculo ou Critério Unidade de medida (b) Execução de Procedimentos Periódicos Valor exigido (Meta) [(I01 x 3) + (I02 x 7) ] / 10 % =100 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

48 Item Indicadores de níveis de serviço 01 Índice de acompanhamento 02 Índice de acompanhamento dentro do Horário programado Fórmula de Cálculo ou Critério {[(No de procedimentos de Grau 1 executados x 1) + (No de procedimentos de Grau 2 executados x 2) + (No de procedimentos de Grau 3 executados x 3)] / [(No de procedimentos de Grau 1 x 1) + (No de procedimentos de Grau 2 x 2) + (No de procedimentos de Grau 3 x 3)]} x 100 {[(No de procedimentos de Grau 1 executados no horário x 1) + (No de procedimentos de Grau 2 executados no horário x 2) + (No de procedimentos de Grau 3 executados no horário x 3)] / [(No de procedimentos de Grau 1 x 1) + (No de procedimentos de Grau 2 x 2) + (No de procedimentos de Grau 3 x 3)]} x 100 Unidade de medida Valor exigido (Meta) % =100 % =100 (c) Monitoramento das Máquinas Servidoras [(I03 x 6) + (I04 x 4) ] / 10 % =100 B Monitoramento das Máquinas Servidoras 03 Servidores Percentual de Disponibilidade dos Servidores utilizados pelos Sistemas Judiciais no período. 04 Resolução de Ocorrências (No de Resoluções de Ocorrências de Problemas ou necessidades de Ajustes / No de Ocorrências) x 100. % =100 % =100 (d) Monitoramento das Soluções de Sistema [(I05 x 6) + (I06 x 4) ] / 10 % =100 C Monitoramento das Soluções de Sistema 05 Sistemas Percentual de Disponibilidade das Soluções de Sistemas no período. 06 Resolução de Ocorrências (No de Resoluções de Ocorrências de Problemas ou necessidades de Ajustes / No de Ocorrências) x 100. % =100 % =100 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

49 Item Indicadores de níveis de serviço Fórmula de Cálculo ou Critério Unidade de medida Valor exigido (Meta) (e) Administração de Banco de Dados [(I07 x 6) + (I08 x 4) ] / 10 % =100 D Administração de Banco de Dados 07 Banco de Dados Percentual de Disponibilidade dos Bancos de Dados utilizados pelos Sistemas Judiciais no período. 08 Resolução de Ocorrências (No de Resoluções de Ocorrências de Problemas ou necessidades de Ajustes / No de Ocorrências) x 100. % =100 % =100 (f) Administração de Dados E Administração de Dados [(I09 x 6) + (I10 x 4) ] / 10 % = Modelo de Dados (No de Modelos de Dados Atualizados e Otimizados / No de Modelos de Dados Existentes) x 100 % = Gestão dos Recursos de Informação (No de falhas ou otimizações, acerca da gestão dos recursos de informação, identificadas por iniciativa da Contratada/ Total de falhas ou otimizações identificadas) x 100, desde que tenham sido identificadas falhas no período de referência. % =100 (g) Gestão de Configuração F Gestão de Configuração [(I11 x 6) + (I12 x 4) ] / 10 % = Controle de Mudanças (No de mudanças registradas / No de % =100 mudanças Efetuadas) x Controle de Versões (No de elementos da versão registrados / No de elementos da versão) x 100 % =100 (h) Gestão de Requisitos G Gestão de Requisitos [(I13 x 2) + (I14 x 3) + (I15 x 5) ] / Controle de Requisitos (No de requisitos registrados / No de requisitos dos Sistemas) x Matriz de Rastreabilidade (No de Matrizes de Rastreabilidade completas e atualizadas / Número de Sistemas) x100 % =100 % =100 % =100 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

50 Item Indicadores de níveis de serviço Fórmula de Cálculo ou Critério 15 Análise de Impacto (No de Solicitações de Análise de Impacto Atendidas em até 1 hora / No de Solicitações de Análise de Impacto) x 100 (i) Gestão de Usabilidade H Gestão de Usabilidade [(I16 x 2) + (I17 x 4) + (I18 x 4) ] / Avaliação (No de Avaliações Concluídas / No de Avaliações Solicitadas) x Padrão de Interface (No de marcos definidos em cronograma para a atividade executados no prazo / No de marcos definidos em cronograma para a atividade ) 18 Construção de Modelos (No de marcos definidos em cronograma para a atividade executados no prazo / No de marcos definidos em cronograma para a atividade ) (j) Gestão da Qualidade I Gestão da Qualidade [(I19 x 2) + (I20 x 3) + (I21 x 5) ] / Planejamento Planejamento da Qualidade concluído e aprovado pela Contratante 20 Garantia Comprovação da realização do Processo apresentada pela Contratada e aceito pela Contratante 21 Controle Comprovação da realização do Processo apresentada pela Contratada e aceito pela Contratante J Gestão da Arquitetura e Tecnologia 22 Documentação da Arquitetura Unidade de medida Valor exigido (Meta) % =100 % =100 % =100 % =100 % =100 % =100 % =100 % =100 % =100 (k) Gestão da Arquitetura e Tecnologia [(I22 x 5) + (I23 x 5) / 10 % =100 (No de documentações da Arquitetura Lógica e Física Atualizadas/ No de Soluções de Sistemas ) % =100 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

51 Item Indicadores de níveis de serviço 23 Elaboração de Pareceres Técnicos K Gestão da Medição Funcional 24 Solicitações de Contagem ou Auditoria concluídas no Prazo 25 Solicitações de Contagem ou Auditoria Concluídas Fórmula de Cálculo ou Critério (No de marcos definidos em cronograma para a atividade executados no prazo / No de marcos definidos em cronograma para a atividade ) (l) Gestão da Medição Funcional Unidade de medida Valor exigido (Meta) % =100 [(I24 x 7) + (I25 x 3) / 10 % =100 (No de solicitações de Contagem ou Auditoria concluídas no prazo /No de solicitações de Contagem ou Auditoria realizadas ) (No de solicitações de Contagem ou Auditoria concluídas /No de solicitações de Contagem ou Auditoria realizadas ) % =100 % =100 (m) Gestão dos Fluxos de Processos Judiciais [(I26 x 4) + (I27 x 2) + (I28 x 4) ] / % = % =100 L Gestão dos Fluxos de Processos Judiciais 26 Mapeamento (No de marcos definidos em cronograma para a atividade executados no prazo / No de marcos definidos em cronograma para a atividade ) 27 Cadastro (No de solicitações de Cadastro de Fluxos Atendidas no Prazo /(No de solicitações de Cadastro Realizadas ) *100 nota: o Prazo para Cadastrar um Fluxo é dado em função do número de nós e documentos mapeados, de forma que cada cinco unidades de nós ou documentos devem ser cadastradas dentro de 01h (uma hora ). % = Administração (No de Resoluções de Ocorrências de Problemas ou necessidades de Atualização / No de Ocorrências) x 100. % =100 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

52 Notas: as metas devem ser medidas do primeiro ao último dia de cada mês; a meta exigida representa o parâmetro de valor - exato (=), limite máximo (<=) ou limite mínimo (>=) - que deve ser alcançado pela contratada para cada um dos indicadores; Requisitos de qualificação de profissional para execução do serviço Exigidos Requisitos a serem exigidos dos profissionais que desempenharão as funções nas instalações da Contratante e que devem ser comprovados por meio de diplomas, certificados dentro da validade, registro em carteira de trabalho ou contratos de trabalho assinados. (n) Requisitos Exigidos (o) Execução de Procedimentos Periódicos A) Possuir curso superior completo na área de Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou correlatas como Gerenciamento de Redes, Sistemas de Informação, etc; B) Certificado Itil Foundation; C) Mínimo de 01 (um) ano de experiência em gerenciamento de sistemas operacionais e serviços correlatos Linux; Justificativ a Profissional deverá atuar na execução de procedimentos periódicos associados a qualquer uma das funções de monitoramento e gestão que constituem a Administração das Soluções em Produção. Desta forma, seu perfil é multidisciplinar abrangendo base de formação em computação, conhecimento do padrão de suporte a serviços ITIL e conhecimento do ambiente operacional das soluções. (p) Requisitos Exigidos (q) Monitoramento das Máquinas Servidoras A) Possuir curso superior completo na área de Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou correlatas como Gerenciamento de Redes, Sistemas de Informação, etc; B) Certificado Itil Foundation; C) Certificado de conclusão de curso em sistema operacional linux, com carga horária mínima de 60 (sessenta) horas; TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

53 D) O curso em sistema operacional Linux pode ser dispensável caso o profissional possua o certificado LPI nível 1 ou ainda o certificado RHCT (Red Hat Certified Technitian); E) Mínimo de 2 (dois) anos de experiência em gerenciamento de sistemas operacionais e serviços correlatos Linux; Justificativ a Profissional deverá atuar como responsável por monitorar funcionamento das máquinas servidoras envolvidas, especialmente no que se refere ao uso de recursos de processamento, memória e armazenamento em disco, conectividade necessária (rede local e internet) e pela preservação da segurança da solução. Desta forma, seu perfil é multidisciplinar abrangendo base de formação em computação, conhecimento do padrão de suporte a serviços ITIL e experiência com o ambiente operacional das soluções. (r) Requisitos Exigidos (s) Monitoramento das Soluções de Sistema A) Possuir curso superior completo na área de Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou correlatas como Gerenciamento de Redes, Sistemas de Informação, etc; B) Certificado Itil Foundation; C) Certificado de conclusão de curso em sistema operacional linux, com carga horária mínima de 60 (sessenta) horas; D) O curso em sistema operacional Linux pode ser dispensável caso o profissional possua o certificado LPI nível 1 ou ainda o certificado RHCT (Red Hat Certified Technitian); E) Experiência de pelo menos 01(um) ano na administração, configuração, ajustes e suporte ao Java web container Apache Tomcat (implementação das tecnologias Java Servlet and JavaServer Pages); F) Experiência de pelo menos 01(um) ano na administração, configuração, ajustes e suporte ao Servidor de Aplicações J2EE JBoss Application Server. Justificativ a Profissional deverá atuar para garantir o funcionamento dos sistemas e softwares envolvidos na solução, avaliando e registrando o uso de recursos de processamento, memória, armazenamento em disco, número de usuários/acessos por unidade de tempo, número de usuários concorrentes, tráfego de dados, todas as informações sob a perspectiva de cada Sistema. Desta forma, seu perfil é multidisciplinar abrangendo base de formação em computação, conhecimento do padrão de suporte a serviços ITIL e experiência com os softwares que constituem o ambiente das Aplicações Java. TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

54 (t) Requisitos Exigidos (u) Administração de Banco de Dados A) possuir curso de graduação em nível superior concluído em Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou equivalente, com dois anos de experiência na atividade; B) Experiência de pelo menos 01 (um) ano em administração de banco dados Oracle 9i, ou superior, incluindo criação, execução, verificação e validação de scripts de banco de dados, criação de stored procedures e triggers C) Experiência de pelo menos 01 (um) ano em administração de banco dados PostgreSQL 7.x, ou superior, incluindo criação, execução, verificação e validação de scripts de banco de dados, criação de stored procedures e triggers D) Certificação Oracle Certified Master OCP. Justificativ a Profissional deverá atuar para manter e gerenciar os Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados e os próprios Bancos de Dados utilizados pelas Soluções de Sistemas Judiciais devendo garantir a integridade, segurança, disponibilidade e performance dos Bancos de Dados. Desta forma, seu perfil é multidisciplinar abrangendo base de formação em computação e conhecimento especializado nos Bancos de Dados Oracle e PostgreSQL. (v) (w) Requisitos Exigidos (x) Gestão de Requisitos A) possuir curso de graduação em nível superior concluído em Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou equivalente, com dois anos de experiência na atividade; B) Experiência em elicitação, análise e especificação de requisitos de sistemas; C) Conhecimento de modelagem de sistemas utilizando UML Unified Modeling Language; D) Experiência em ferramenta informatizada para gerenciamento de requisitos; E) Experiência em modelagem de processos de negócio com notação BPMN Business Process Modeling Notation. Justificativ a Profissional deverá atuar para garantir que os requisitos do sistema sejam rastreáveis e acompanhados continuamente atendendo às expectativas de qualidade necessária ao bom funcionamento das soluções. Desta forma, seu perfil é multidisciplinar abrangendo base de formação em computação e conhecimento prático da função de gestão de requisitos, inclusive quanto a modelagem de processos de negócio.. TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

55 (y) Requisitos Exigidos (z) Gestão dos Fluxos de Processos Judiciais A) possuir curso de graduação em nível superior concluído em Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou equivalente, com dois anos de experiência na atividade; B) Experiência em modelagem de processos de negócio com notação BPMN Business Process Modeling Notation; C) Experiência em elicitação, análise e especificação de requisitos de sistemas; D) Conhecimento de como utilizar a ferramenta BizAgi Process Modeler para modelar processos de negócio. Justificativ a Profissional deverá atuar nas definições de requisitos e regras de negócio das soluções de Sistemas, com foco em fluxos de processos representados na notação BPMN, além de desempenhar a Administração e Manutenção dessas informações. Desta forma, seu perfil é multidisciplinar abrangendo base de formação em computação e conhecimento especializado em modelagem de processos de negócio Desejáveis a. possuir capacidade de expressar-se com clareza e objetividade, tanto na linguagem escrita quanto na falada; b. ter facilidade para se adaptar às normas e regulamentos estabelecidos; e c. ser comprometido as diretrizes de execução dos serviços. 1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações. Esse serviço presta-se a receber, registrar, analisar, diagnosticar e resolver solicitações de suporte técnico, orientação e esclarecimento dúvidas, todas relativas ao uso e funcionamento das soluções de sistemas Judiciais. Compreende, portanto, a solução completa de suporte técnico a clientes e usuários destes Sistemas, cabendo à contratada o planejamento, organização e gestão da equipe tendo como base as recomendações e melhores práticas de Gerenciamento de Serviços do padrão ITIL - Informativon Technology Infrastructure Library - especialmente na aplicação das disciplinas do Service Support. TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

56 Este serviço abrange também o atendimento de solicitações de suporte específico para: a) Aquisição de conhecimento quando a contratada deve absorver o conhecimento acerca de nova solução de sistema desenvolvida por outrem e que deve ser sustentado pela presente contratação naquilo que for compatível; b) Treinamento quando a contratada deverá planejar, organizar e realizar ações de treinamento para usuários dos sistemas judiciais, a partir de estrutura física e equipamentos disponibilizados pela Contratante; c) Implantação quando a contratada deverá planejar e organizar atividade de implantação de solução de sistema judicial em unidade da Contratante coberta pela presente Contratação. O atendimento dessas solicitações deve obedecer a prazos e cronogramas elaborados e apresentados pela contratada em até 05(cinco) dias úteis do registro da solicitação, os quais devem ser aprovados pela contratante. É preciso ressaltar a possibilidade de algumas solicitações de suporte técnico resultarem, na realidade, na necessidade de se realizar algum tipo de evolução ou manutenção em uma das soluções de sistemas judiciais. Para os casos de manutenção, ainda no âmbito do serviço de suporte, o registro de tais solicitações deve passar por processo de classificação e categorização realizado pela Contratada e sujeito a fiscalização da Contratante, através do qual, considerando a natureza da Manutenção necessária e o nível de gravidade detectado, será atribuído valor de importância para cada solicitação de Manutenção: atribuir-se-á o grau de categoria 02 (dois) às modificações necessárias para corrigir problemas que comprometam a finalidade principal do sistema e grau de categoria 01 (um) para as demais modificações. Ao registrar-se as solicitações de Manutenção, além de categorizar adequadamente, devese apontar o tipo de manutenção detectado: manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva ou preventiva, conforme explicitado no serviço 1.5 Serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários. A relação de Sistemas Judiciais com breve descrição de sua finalidade encontra-se também presente na Parte XIV, a qual versa sobre Parte XIV Características das soluções de Sistemas Judiciais Características das Soluções de Sistemas Judiciais. Destaque-se, porém, o direito da Contratante vir a modificar essa relação a qualquer tempo, com vistas a garantir a efetividade do serviço de sustentação contratado. Dessa forma, as solicitações para o serviço 1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações devem ser classificadas de acordo com a natureza do pedido em : Suporte Técnico (suporte em geral); Registro de Manutenções e Evoluções (Necessidade de realizar manutenção ou evolução nos sistemas); Retrabalho (solicitação de manutenção corretiva reincidente ou manutenção corretiva sobre evolutivo já entregue); ou Solicitações de Suporte Específico (aquisição de conhecimento, treinamento e implantação). TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

57 Saliente-se que todos os chamados de suporte técnico recebidos pela Contratada devem ser resolvidos imediatamente, com base nas informações disponíveis nas diversas fontes (ex.: Sistema de registros de chamados e base de conhecimento providos pela Contratada, normas, manuais, Internet e demais documentos acerca das soluções e sistemas, corpo técnico da Contratante) e contatos com os clientes e usuários. Quando for necessário o envolvimento de outras equipes para que o atendimento seja satisfeito, caberá à contratada a responsabilidade pelo acompanhamento do chamado, incentivo do comprometimento de todos os envolvidos para que o nível de serviço exigido seja cumprido, documentação de todos os passos para a solução e atualização dos registros correspondentes com todas as informações pertinentes no sistema de registro de chamados. Todo atendimento realizado pela equipe de suporte, que gerar alguma alteração nos componentes que foram objeto de suporte, deve ser tratado e documentado para fins de atualização da base de conhecimento e gestão da configuração das soluções. Quando necessário, a equipe técnica do Tribunal poderá ser acionada para auxiliar nas atividades de atualização da base de conhecimento. São considerados parte da solução e devem ser providos pela contratada os seguintes itens: profissionais especializados, instrumentos de comunicação com os técnicos (celular, por exemplo), Sistema de Registros de chamados e base de conhecimento, enfim, todos os serviços e aparatos necessários ao atendimento das condições técnicas e operacionais para a execução desse tipo de serviço. As instalações físicas, computadores, ramais telefônicos e os mobiliários necessários à execução do serviço nas dependências do Tribunal são de responsabilidade da contratante. Todo o registro de solicitação deve gerar um número único, o qual deve ser compartilhado com o usuário solicitante para efeito de acompanhamento do pedido através da ferramenta de registro e acompanhamento do progresso do atendimento Unidade de medida A unidade de medida utilizada é homem/mês Local de execução deste serviço Tribunal Regional Federal da 5 a Região em Recife-PE Disponibilidade do serviço Dias úteis, de segunda a sexta-feira (5 dias por semana), das 8h às 20 horas (12x5), ou seja, 12 horas por dia. Estima-se que três (03) profissionais para cada turno de 6 horas (1 o turno de 8 às 14 horas, enquanto que um 2 o turno das 14 às 20 horas) seja suficiente Canais de acesso ao serviço telefone, a ser provido pela contratante; TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

58 correio eletrônico; sistema de registros de chamados, na plataforma web, a ser provido pela contratada para gestão de chamados e acesso à base de conhecimento Indicadores de níveis de serviço Os serviços serão medidos com base em indicadores e metas de níveis de serviço, vinculados a fórmulas de cálculo específicas, e deverão ser executados pela contratada de modo a alcançar as respectivas metas exigidas, conforme tabela adiante. Caso uma dada Classe de Solicitação disponha de mais de um indicador, o indicador resultante da Classe será obtido a partir do cálculo ponderado sobre seus indicadores parciais, conforme exemplo a seguir. Exemplo: Abaixo, o indicador A correspondente a Suporte Técnico é calculado a partir do produto de seus indicadores parciais 01, 02 e 03 por sete, dois e um, respectivamente, os quais são em seguida somados antes de serem submetidos à divisão final por dez. Assim, para indicadores parciais de valores 90, 95 e 100%, terá sido alcançada a meta de 92%: [(90 x 7) + (95 x 2) +(100 x 1) ] / 10 = 92. (aa) Suporte Técnico A Suporte Técnico [(I01 x 7) + (I02 x 2) + (I03 x 1) ] / % O cálculo do indicador geral do nível de serviço 1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações é obtido pela fórmula a seguir, considerando as metas aferidas para as funções que o compõem, devendo alcançar o valor exigido de 96,9%(noventa e seis vírgula nove por cento) como meta: 1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações = [(A x 1,5) + (B x 0,20) + (C x 0,80) + (D x 1,5) / 4 Dado que: A= Suporte Ténico; B= Registro de Manutenções e Evoluções; C= Solicitações de Retrabalho; D= Solicitações de suporte específicas: aquisição de conhecimento, treinamento e implantação. Item Indicadores de níveis de serviço Fórmula de Cálculo (bb) Suporte Técnico A Suporte Técnico [(I01 x 7) + (I02 x 2) + (I03 x 1) ] / 10 Unidade de medida Valor mínimo exigido (Meta) % >=92 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

59 Item Indicadores de níveis de serviço 01 Índice de solicitações resolvidas em até 1 hora a partir do seu recebimento 02 Índice de solicitações resolvidas em até 2 horas a partir do seu recebimento 03 Índice de solicitações resolvidas em até 4 horas a partir do seu recebimento B Registro de Manutenções e Evoluções 04 Índice de solicitações de Manutenção registradas em até 5 minutos do seu recebimento 05 Índice de solicitações de Intervenção Evolutiva registradas em até 5 minutos do seu recebimento Fórmula de Cálculo (Total de solicitações resolvidas em até 1 hora do seu recebimento / Total de solicitações recebidas) x 100 Unidade de medida Valor mínimo exigido (Meta) % >=90 (Total de solicitações resolvidas em até 2 horas do seu recebimento / Total de solicitações recebidas) x 100 % >=95 (Total de solicitações resolvidas em até % = horas do seu recebimento / Total de solicitações recebidas) x 100 (cc) Registro de Manutenções e Evoluções [(I04 x 5) + (I05 x 5) ] / 10 % =100 (Total de solicitações de Manutenção registradas em até 5 minutos do seu recebimento / Total de solicitações de Manutenção recebidas) x 100 (Total de solicitações de Intervenção Evolutiva registradas em até 5 minutos do seu recebimento / Total de solicitações de Intervenção Evolutiva recebidas) x 100 (dd) Solicitações de Retrabalho C Solicitações de Retrabalho [( (100-I06) x 5) + ( (100-I07) x 5)] / Índice de Solicitações de Manutenção Corretiva Reincidente 07 Índice de solicitação de Manutenção Corretiva sobre evolução das Soluções (Total de Solicitações de Manutenção Corretiva Reincidente / Total de Solicitações de Manutenção Corretiva recebidas) x 100 (Total de Solicitações de Manutenção corretiva sobre evolução das Soluções / Total de solicitações de Manutenção Corretiva recebidas) x 100 % =100 % =100 % >=99,5 % =0 % <=1 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

60 Item Indicadores de níveis de serviço D Solicitações de suporte específico: aquisição de conhecimento, treinamento e implantação. Fórmula de Cálculo Unidade de medida Valor mínimo exigido (Meta) (ee) Solicitações de suporte específicas: aquisição de conhecimento, treinamento e implantação. (No de marcos definidos em cronograma para a atividade executados no prazo / No de marcos definidos em cronograma para a atividade ) % =100 Notas: Nota 1: As metas devem ser medidas do primeiro ao último dia de cada mês; a meta exigida representa o parâmetro de valor - exato (=), limite máximo (<=) ou limite mínimo (>=) - que deve ser alcançado pela contratada para cada um dos indicadores; Nota 2: Uma solicitação é considerada resolvida quando houver sido recebida, registrada, analisada, diagnosticada e resolvida efetivamente a partir de confirmação do solicitante. Nota 3: Solicitação de Manutenção Corretiva Reincidente é uma solicitação cujo teor da correção foi objeto de abertura de Solicitação de Manutenção Corretiva anterior (1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações) dada por concluída e resolvida (1.5 - Serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários). Nota 4: Manutenção Corretiva sobre evolução das Soluções diz respeito ao recebimento de Solicitação de Manutenção Corretiva cujo teor da correção fez parte do escopo de Intervenção Evolutiva já implementada e distribuída ( 1.6 Serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção ). Também inclui Solicitação de Manutenção Corretiva, cujo teor da correção decorra das manutenções não corretivas caracterizadas como evolutivas (evoluções de menor porte, conforme descrito no serviço 1.5 Serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários ) Principais atividades a serem executadas TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

61 a) Prestar esclarecimentos e tirar dúvidas sobre a operação dos sistemas judiciais providos pelo Tribunal; b) Prestar esclarecimentos e tirar dúvidas sobre os requisitos técnicos e características de configurações utilizadas pelos sistemas judiciais providos pelo Tribunal; c) prestar orientações e dicas quanto ao uso de funcionalidades e facilidades disponíveis nos sistemas judiciais; d) Monitorar o recebimento de chamados pelos canais previstos não deixando de registrá-los em sistema de registro de chamados provido pela Contratada; e) Realizar o atendimento imediato das solicitações registradas visando sempre a melhor resolução, não deixando de registrar desfecho da solicitação no sistema de registro de chamados, e se necessário também na base de conhecimento; f) Realizar, quando necessário, contatos com os usuários para obtenção de detalhes adicionais a respeito das solicitações; g) Deslocar-se dentro das instalações da contratante a fim de atender solicitação cuja resolução requeira interação direta com usuário; h) Sugerir melhorias tanto ao processo de atendimento e resolução das solicitações quanto aos próprios sistemas judiciais; i) Sempre que necessário, prover informações sobre a operação e configuração dos sistemas judiciais em base de conhecimento apropriada provida pela Contratada. j) Caso solicitação requeira para sua resolução a participação de pessoas ou unidades do Tribunal, encaminhá-la ao destino apropriado e acompanhar resolução a fim de documentá-la através da atualização dos dados correspondentes no sistema de registro de chamados e base de conhecimento. k) Cumprir com atividades previstas na descrição deste serviço 1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações ; l) Cumprir níveis de serviço estabelecidos na contratação; m) Realização de outras atividades correlatas Requisitos de qualificação de profissional para execução do serviço Exigidos Requisitos a serem comprovados por meio de diplomas, certificados, registro em carteira de trabalha ou contratos de trabalho assinados. a) possuir curso de graduação em nível superior concluído ou em andamento (a partir do 5 o semestre) em Ciência da Computação ou equivalente, com ao menos um ano de experiência na atividade; b) possuir experiência mínima de um ano de atuação em atividades relacionadas ao atendimento de suporte técnico; c) possuir experiência mínima de um ano em configuração e instalação de Sistemas de Informação em plataforma Web; e TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

62 d) Possuir certificado de participação, com carga horária mínima de 40 horas, em curso de linguagem de programação Java; e) A exigência do item anterior(letra d ) poderá ser substituída pela comprovação de experiência de pelo menos um (01) ano em atividade de desenvolvimento de sistemas em linguagem Java. Justificativa: Conforme descrição do serviço 1.4 e principais atividades enumeradas na seção 1.4.6, este profissional deverá atuar no atendimento de Suporte ao usuário das soluções de Sistemas Judiciais, devendo para tal apresentar uma base de conhecimentos de informática razoável e experiência na atividade de suporte técnico e configuração de Sistemas aliada ao conhecimento das tecnologias relacionadas Desejáveis a) Ter capacidade de expressar-se com clareza e objetividade, tanto na linguagem escrita quanto na falada; b) Ter capacidade de agir com calma, tolerância e profissionalismo frente a situações que fujam dos procedimentos e rotinas normais de trabalho; c) Ter facilidade para se adaptar às normas e regulamentos estabelecidos; d) Ser comprometido com a missão e diretrizes de atendimento. 1.5 Serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários. Esse serviço presta-se, principalmente, a restabelecer o funcionamento normal desejado para dada solução de Sistema Judicial, já distribuída e presente em ambiente de produção, em razão da ocorrência de erros, falhas, defeitos ou problemas, ou seja, a realizar Manutenções Corretivas. Entretanto, presta-se também a realizar Manutenções Adaptativas, Preventivas e Perfectivas: entenda-se por Manutenção Adaptativa, aquela necessária para que a solução continue utilizável, em razão de modificações realizadas ou em progresso no ambiente que a suporta, podendo ser tanto de ordem tecnológica (hardware ou software) quanto de ordem negocial, isto é, relativas às regras de negócio que a regulam; já Manutenção Perfectiva diz respeito a modificações com a finalidade de melhorar a performance do sistema ou a sua manutenibilidade; por fim, Manutenção Preventiva diz respeito à detecção e correção de falhas latentes no sistema antes que elas venham a se tornar falhas efetivas. Essas Manutenções caracterizam-se pela necessidade de realizar-se codificação na linguagem de programação apropriada para a solução e em intervalos curtos de tempo, dada a natureza emergente das modificações. TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

63 É através do serviço descrito no tópico 1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações, desempenhado nas instalações da contratante, que são realizados os registros de solicitações de Manutenção nos Sistemas. Já a prestação do serviço 1.5 Serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários deve ser realizada nas instalações da Contratada e abrange a efetiva manutenção e correspondente distribuição de versão do Sistema modificado. Para manter acesso ao repositório de códigos fontes dos Sistemas cobertos por essa contratação, a Contratada deverá realizar conexão segura com o Tribunal, consoante normas da Política de Segurança da Contratante. Todas as manutenções efetivadas pela Contratada devem ser atualizadas nos repositórios de códigos fontes localizados no Tribunal. A distribuição consiste em disponibilizar versão de instalação da aplicação juntamente com a documentação e orientação apropriadas e acionar o serviço descrito no tópico 1.3 Serviços de Administração das Soluções em Produção devendo indicar que se trata de solicitação para execução de procedimento periódico destinado a atualização de versão de Sistema. A contratada deverá prover em suas instalações todos os recursos necessários ao cumprimento dos serviços supracitados dentro dos prazos acordados e com a efetividade necessária ao bom funcionamento das soluções que lhe são confiadas. Notas: Nota 1: O procedimento periódico destinado a atualização de versão de Sistema é descrito na Lista de Procedimentos Periódicos (Parte IV) entregue pela Contratante à Contratada quando do início da prestação dos Serviços. Nota 2: As solicitações de Manutenção para os Sistemas Judiciais deverão ocorrer em conformidade com a arquitetura e tecnologias ( Parte III) suportadas pelas soluções ( Parte XIV Características das soluções de Sistemas Judiciais). Nota 3: A contratada deverá prezar pela homologação das soluções de Sistemas Judiciais sustentados, dentro do menor prazo possível, nas últimas versões estáveis de suas respectivas plataformas (ex: sistema operacional, servidor de aplicação, interpretador java), minimizando assim, o risco de ataques dedicados a explorar vulnerabilidades dessas plataformas. Nota 4: Estima-se que a prestação de 640 horas de trabalho ao mês, considerando uma produtividade de 12 horas por ponto de função, seja suficiente para atender às solicitações de manutenção não corretiva. Nota 5: As manutenções não corretivas que possam ser caracterizadas como evolutivas e, como tais, passíveis de serem mensuradas em ponto de função, devem ser tratadas através do serviço 1.6 Serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

64 Manutenção, com exceção daquelas cujo dimensionamento estimado para o escopo da evolução seja igual ou inferior a 40 (quarenta) pontos de função. Assim, evoluções de menor porte ( menor ou igual a 40 pontos de função) devem ser tratadas pelo próprio serviço 1.5 Serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários. As solicitações de evolução de menor porte não deverão ultrapassar o montante de 40 pontos de função dentro de um mesmo mês Unidade de medida A unidade de medida utilizada é horas/mês Local de execução deste serviço Instalações da Contratada Disponibilidade do serviço Dias úteis, de segunda a sexta-feira (5 dias por semana), das 8h às 20 horas (12x5), ou seja, 12 horas por dia Canais de acesso ao serviço Através de solicitação de Manutenção pelo serviço 1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações Indicadores de níveis de serviço Os serviços serão medidos com base em indicadores e metas de níveis de serviço, vinculados a fórmulas de cálculo específicas, e deverão ser executados pela contratada de modo a alcançar as respectivas metas exigidas, conforme tabela adiante. Caso um dado tipo de solicitação disponha de mais de um indicador, o indicador resultante será obtido a partir do cálculo ponderado sobre seus indicadores parciais, conforme exemplo a seguir. Exemplo: Abaixo, o indicador A correspondente a Manutenções Corretivas é calculado a partir do produto de seus indicadores parciais 01 e 02 por sete e três, respectivamente, os quais são em seguida somados antes de serem submetidos à divisão final por dez. Assim, para indicadores parciais de valores 100%, terá sido alcançada a meta de 100%: [(100 x 7) + (100 x 3)] / 10 = 100. (ff) Manutenções Corretivas A Manutenções Corretivas [(I01 x 7) + (I02 x 3) ] / 10 % =100 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

65 O cálculo do indicador geral do nível de serviço 1.5 Serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários é obtido pela fórmula a seguir, considerando as metas aferidas para as funções que o compõem, devendo alcançar o valor exigido de 100%( cem por cento) como meta: 1.5 Serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários = [(A x 6) + (B x 4)]/ 10 Dado que: A= Manutenções Corretivas; e B= Manutenções Adaptativas, Perfectivas e Preventivas. Item Indicadores de níveis de serviço Fórmula de Cálculo Unidade de medida Valor mínimo exigido (Meta) (gg) Manutenções Corretivas A Manutenções Corretivas [(I01 x 7) + (I02 x 3) ] / 10 % = Índice de Manutenções Corretivas de grau 2 corrigidas e distribuídas em até 1 hora do seu recebimento (Total de Manutenções Corretivas de grau 2 corrigidas e distribuídas em até 1 hora do seu recebimento / Total de Manutenções Corretivas de grau 2 recebidas) x 100 % = Índice de Manutenções Corretivas de grau 1 corrigidas e distribuídas em até 8 horas do seu recebimento B Manutenções Adaptativas, Perfectivas e Preventivas 03 Índice de Manutenções Adaptativas, Perfectivas e Preventivas concluídas e distribuídas em até 24 horas do seu recebimento. (Total de Manutenções Corretivas de grau 1 corrigidas e distribuídas em até 8 horas do seu recebimento / Total de Manutenções Corretivas de grau 1 recebidas) x 100 % =100 (hh) Manutenções Adaptativas, Perfectivas e Preventivas [(I03 x 5) + (I04 x 5) ] / 10 % =100 (Total Manutenções Adaptativas, Perfectivas e Preventivas concluídas e distribuídas em até 24 horas do seu recebimento./ Total de Manutenções Adaptativas, Perfectivas e Preventivas recebidas) x 100 % =100 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

66 Item Indicadores de níveis de serviço 04 Índice de Manutenções Adaptativas, Perfectivas e Preventivas caracterizadas como evolutivas de menor porte concluídas. Fórmula de Cálculo (No de marcos definidos em cronograma para a atividade executados no prazo / No de marcos definidos em cronograma para a atividade ) Unidade de medida Valor mínimo exigido (Meta) % =100 Notas: Nota1: As metas devem ser medidas do primeiro ao último dia de cada mês; a meta exigida representa o parâmetro de valor - exato (=), limite máximo (<=) ou limite mínimo (>=) - que deve ser alcançado pela contratada para cada um dos indicadores; 1.6 Serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção. Esse serviço presta-se a compatibilizar o funcionamento de uma dada solução de Sistema Judicial com necessárias modificações em suas regras de negócio ou aprimoramento das tecnologias envolvidas em sua concepção, ou ainda, o desenvolvimento por completo de nova solução de Sistema. Essas intervenções evolutivas caracterizam-se pela necessidade de serem submetidas a um processo de desenvolvimento de software baseado no UP (Unified Process) que deve abranger durante as fases de Concepção, Elaboração, Construção e Transição, entre outras atividades, as de Elicitação, Análise e Especificação de Requisitos, Análise e Projeto de Sistemas, Implementação em linguagem de programação de acordo com a Arquitetura e Tecnologias apropriadas, realização dos Testes necessários ao Controle da Qualidade e atividades de Implantação e Documentação, todas realizadas com a finalidade de prover a construção da Evolução desejada com os artefatos necessários à sua sustentação (Parte V). É através do serviço descrito no tópico 1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações, desempenhado nas instalações da contratante, que se deve receber, registrar e manter atualizada, para cada solução de Sistema Judicial, relação de demandas para evolução provenientes dos usuários. Já a prestação deste serviço 1.6 Serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção deve ser realizada nas instalações da TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

67 Contratada e abrange a efetiva evolução e correspondente distribuição de versão do Sistema evoluído. Ressalte-se que as novas soluções de sistema desenvolvidos no âmbito desta contratação já permanecerão, naturalmente, dentro do escopo das soluções de sistema contempladas pela presente Sustentação contratada. Antes, porém, de iniciar alguma evolução efetivamente, faz-se necessário que a demanda evolutiva seja analisada e aprovada pela Contratante. O processo compreende 02 (duas) etapas: a) durante a 1 a etapa, caberá à contratante emitir ordem de serviço em favor da Contratada para que seja realizada uma avaliação técnica da evolução pretendida (ordem de serviço de avaliação técnica - OS/AT), em modelo a ser acordado entre as partes. Essa avaliação consiste em definir proposição de solução para a evolução pretendida com correspondente indicação de prazo para conclusão e do esforço de implementação a ser dispendido, o qual deve ser calculado de acordo com o Manual de Contagem da Contratante (Parte VI), o qual consiste em uma adaptação, considerando a realidade da Contratante, da métrica de Pontos por Função, descrita no Manual de Práticas de Contagens por Pontos de Função (Function Point Counting Practices Manual), publicado pelo IFPUG (International Function Point Users Group) e disponibilizado no Brasil pelo BFPUG (Brazilian Function Point Users Group). A Contratante deverá analisar a avaliação efetuada, podendo para revisar o cálculo do dimensionamento do esforço, fazer-se assessorar por terceiro devidamente capacitado e certificado para tal atividade. Do resultado da análise da Contratante poderá resultar o arquivamento do pedido de evolução ou a emissão de uma ordem de serviço autorizando o seu desenvolvimento (ordem de serviço de desenvolvimento - OS/DES). Para efeito de dimensionamento do esforço, será considerado como tal o número de pontos por função revisado pela Contratante durante aprovação da OS/AT; b) Já a 2 a Etapa deste serviço tem início com a emissão da OS/DES, a qual autoriza a Contratada a implementar solução aprovada pela Contratante. Para manter acesso ao repositório de códigos fontes dos Sistemas cobertos por essa contratação, a Contratada deverá realizar conexão segura com o Tribunal, consoante normas da Política de Segurança da Contratante. Todas as evoluções realizadas pela Contratada devem ser armazenadas nos repositórios de códigos fontes localizados no Tribunal. A distribuição consiste em disponibilizar versão de instalação da aplicação juntamente com a documentação e orientação apropriadas e acionar o serviço descrito no tópico 1.3 Serviços de Administração das Soluções em Produção devendo indicar que se trata de solicitação para execução de procedimento periódico destinado a atualização Evolutiva de versão de Sistema. A contratada deverá prover em suas instalações todos os recursos necessários ao cumprimento dos serviços supracitados dentro dos prazos TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

68 acordados e com a efetividade necessária ao bom funcionamento das soluções que lhe são confiadas. Notas: Nota 1: O procedimento de atualização Evolutiva de versão de Sistema será detalhado na Lista de Procedimentos Periódicos a ser entregue pela Contratante à Contratada quando do início da prestação dos Serviços. Nota 2: A documentação entregue pela Contratada à Contratante deve atender ao Padrão de Documentação de Solução de Sistemas da Contratante (Parte V), o qual será entregue à Contratada quando do início da prestação dos Serviços. Nota 3: O tempo para avaliação de uma OS/AT variará com o porte da evolução solicitada. Por sua vez, o porte será dimensionado através da métrica de pontos por função. Assim, de acordo com os quantitativos da tabela abaixo, as evoluções serão classificadas em grande, médio e pequeno porte. Os prazos para conclusão de avaliações de OS/AT, a partir da data de sua emissão, são os constantes na coluna Prazo para OS/AT da mesma tabela. Item Porte da Evolução Solicitada Número de unidades de pontos por função (PF) 01 Pequeno Porte PF < = 300 (até trezentos pontos por função) 02 Médio Porte 300 < PF < 1000 (maior que trezentos e menor que mil pontos por função) 03 Grande Porte PF >=1000 (mil ou mais pontos por função) Prazo para OS/AT Até 7 dias Até 15 dias Até 30 dias Nota 4: As Intervenções Evolutivas devem ser implementadas de acordo com a Arquitetura e Tecnologias (Parte III) apropriadas para cada solução de Sistema Judicial (Parte XIV), devendo, para efeito de prazos, ser observado pela contratada uma produtividade de 12 horas por ponto de função a ser concluído. Nota 5: As implementações realizadas devem garantir que as soluções de sistemas não estarão vulneráveis aos The Ten Most Critical Web Appliaction Security Risks do OWASP (The Open Web Application Security Project) localizado em A contratada deverá sempre buscar, como referência, a última versão do referido projeto (The Ten Most Critical Web Appliaction Security Risks). Deve também garantir que a aplicação em produção estará livre dos The Top 25 Programming Errors do Sans Institute (http://www.sans.org/top25-programming-errors/). A contratada deverá sempre buscar a última versão do referido documento/projeto (The Top 25 Programming Errors). Nota 6: Os serviços de Intervenção Evolutiva deverão ser implementados pela Contratada a partir de metodologia de desenvolvimento baseada no processo TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

69 unificado (Unified Process). A metodologia deve prever a confecção dos artefatos exigidos para documentação (Parte V), devendo ser aprovada pela Contratante antes do início dos trabalhos. O valor correspondente ao total de pontos de função mensurado para a evolução será, para efeito de remuneração pelos produtos entregues pela contratada após emissão da OS/DES, distribuído pelo esforço a ser dispendido em cada fase do processo: Distribuição do esforço por fase Fase Concepção Elaboração Construção Transição Total Esforço 5% 5% 20% 70% 100% Nota 7: Estima-se a utilização de até (cinco mil) pontos de função ao ano para os serviços 1.6 Serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção Unidade de Medida A unidade de medida utilizada é pontos por função Local de execução deste serviço Instalações da Contratada Disponibilidade do serviço Dias úteis, de segunda a sexta-feira (5 dias por semana), das 8h às 18 horas (10 x 5), ou seja, dez horas por dia Canais de acesso ao serviço Através de solicitação de Intervenção Evolutiva ao serviço 1.4 Serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações, ou ainda, diretamente, através da emissão pela Contratante de Ordem de Serviço de Avaliação Técnica (OS/AT) em favor da Contratada, conforme descrito neste serviço Indicadores de níveis de serviço Os serviços serão medidos com base em indicadores e metas de níveis de serviço, vinculados a fórmulas de cálculo específicas, e deverão ser executados pela contratada de modo a alcançar as respectivas metas exigidas, conforme tabela adiante. O cálculo do indicador geral do nível de serviço 1.6 Serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção é obtido pela TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

70 fórmula a seguir, considerando as metas aferidas para os Indicadores que o compõem, devendo alcançar o valor exigido de 100%( cem por cento) como meta: 1.6 Serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção = [(A x 1) + (B x 9)]/ 10 Dado que: I01= Indicador 01 - Índice de OS/AT abertas e avaliadas dentro do prazo; A= Índice de cumprimento da OS/DES no prazo. Item Indicadores de níveis de serviço A B i Índice de OS/AT abertas e avaliadas dentro do prazo Índice de cumprimento da OS/DES no prazo Índice de cumprimento da OS/DES número i no prazo... Índice de cumprimento da OS/DES número... no prazo n Índice de cumprimento da OS/DES número n no prazo Fórmula de Cálculo (Total de OS/AT abertas e avaliadas dentro do prazo / Total de OS/AT abertas) x 100 Unidade de medida Valor mínimo exigido (Meta) % =100 (ii) Índice de cumprimento da OS/DES no prazo [ I(i) + I(i+1) ] / n, com i variando % =100 de 1 a n-1 (No de marcos definidos em % =100 cronograma para a atividade executados no prazo / No de marcos definidos em cronograma para a atividade ) (No de marcos definidos em cronograma para a atividade executados no prazo / No de marcos definidos em cronograma para a atividade ) (No de marcos definidos em cronograma para a atividade executados no prazo / No de marcos definidos em cronograma para a atividade ) % =100 % =100 Notas: Nota 1: As metas devem ser medidas do primeiro ao último dia de cada mês; a meta exigida representa o parâmetro de valor - exato (=), limite máximo (<=) ou limite mínimo (>=) - que deve ser alcançado pela contratada para cada um dos indicadores; TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

71 Nota 2: Para calcular o Índice de cumprimento da OS/DES no prazo constante na tabela acima, deve-se avaliar o andamento de cada Intervenção Evolutiva não concluída. Assim, cada valor do índice i constante na descrição do indicador corresponde a uma intervenção evolutiva diferente e ainda não concluída, de tal forma que n é o número total de intervenções evolutivas solicitadas e não concluídas e o índice i deve referenciar desde a intervenção 1 até aquela de ordem n, de forma que uma dada evolução, cuja meta não tenha sido alcançada, denota um nível de serviço não cumprido. Nota 3: Para efeito de cálculo de OS/AT abertas e avaliadas dentro do prazo (Item 01 da tabela de Indicadores), só serão consideradas as OS/AT cujo prazo para conclusão tenha sido alcançado no mês de referência para o cálculo do Indicador, bem como as OS/AT que tenham sido entregues antes do final do prazo neste mesmo mês. 1.7 Serviços de Gestão da Execução da Sustentação das Soluções de Sistemas Judiciais. Os serviços de Sustentação das soluções de Sistemas Judiciais Eletrônicos envolvem (1.3) serviços de administração das Soluções em Produção; (1.4) serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações; (1.5) serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários; (1.6) serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção. Por fim, contempla também o serviço (1.7) serviços para a Gestão da Execução da Sustentação das Soluções de Sistemas Judiciais, o qual presta-se a realizar a gestão de todos os demais serviços com a finalidade de garantir não apenas o êxito isolado de cada serviço demandado, mas também a coordenação e interação necessária destes serviços para que a Sustentação das soluções de sistemas judiciais seja bem sucedida no âmbito da 5 a Região. A atividade de gestão de Projetos deve seguir a Metodologia de Gerenciamento de Projetos Padrão do TRF5, a qual é baseada no Guia de Melhores Práticas (Manual do PMBOK Project Management Body of Knowledge) do PMI (Project Management Institute) Unidade de medida A unidade de medida utilizada é homem/mês Local de execução deste serviço Tribunal Regional Federal da 5 a Região em Recife-PE Disponibilidade do serviço Dias úteis, de segunda a sexta-feira (5 dias por semana), das 9h às 12 horas pela manhã e 13 às 18 horas pela tarde (8x5), ou seja, 8 horas por dia com intervalo de 1 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

72 hora para almoço. Estima-se que 01 (um) profissional Gerente de Execução dos Serviços e 02 (dois) profissionais Supervisores Analistas de Negócio sejam suficientes Canais de acesso ao serviço telefone, a ser provido pela contratante; correio eletrônico; sistema de registros de chamados, na plataforma web, a ser provido pela contratada para gestão de chamados e acesso à base de conhecimento. Contato direto com gestores e fiscais da Contratação Indicadores de níveis de serviço O serviço 1.7 serviços para a Gestão da Execução da Sustentação das Soluções de Sistemas Judiciais será medido com base em indicadores e metas de níveis de serviço, vinculados a fórmulas de cálculo específicas, e deverão ser executados pela contratada de modo a alcançar as respectivas metas exigidas. O cálculo do indicador deste serviço é obtido pela fórmula abaixo, calculado com base nas metas alcançadas pelos demais serviços providos pela Sustentação, devendo alcançar o valor exigido de 99,22%(noventa e nove vírgula vinte e dois por cento) como meta: 1.7 serviços para a Gestão da Execução da Sustentação das Soluções de Sistemas Judiciais = [(A x 3) + (B x 2) + (C x 4) + (D x 1) / 10 Dado que: A= (1.3) serviços de administração das Soluções em Produção; B= (1.4) serviços de Suporte, orientação e esclarecimento de dúvidas, contemplando o recebimento, registro, análise, diagnóstico e atendimento dessas solicitações; C= (1.5) serviços de Manutenção corretiva, adaptativa, perfectiva e preventiva, a fim de garantir que a Solução mantenha conformidade com requisitos, satisfazendo adequadamente aos seus usuários; D= (1.6) serviços de Intervenção Evolutiva, de forma a compatibilizar soluções com as mudanças necessárias nas regras de negócio ou em suas tecnologias, não contempladas pelo serviço de Manutenção Gerência da Execução dos Serviços A) Principais atividades a serem executadas a) atuar como preposto e gerenciar os empregados envolvidos na execução dos serviços; b) acompanhar a execução contratual e o cumprimento dos níveis de serviço estabelecidos; c) gerenciar a execução dos serviços descritos nos tópicos 1.3, 1.4, 1.5, 1.6 e 1.7 deste documento; TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

73 d) elaborar e propor plano de execução dos serviços e organizar a alocação de turnos e de profissionais; e) definir plano de treinamento inicial e contínuo dos profissionais contratados para execução dos serviços; f) realizar pesquisas periódicas de satisfação de clientes sobre os serviços prestados; g) executar as atividades de supervisão de turno para os serviços descritos nos tópicos 1.3 e 1.4 deste documento, na ausência dos profissionais que executariam essas atividades; h) comunicar aos fiscalizadores de contrato o não cumprimento de prazos referentes a prestação dos serviços descritos nos tópicos 1.3, 1.4, 1.5, 1.6 e 1.7 deste documento; i) propor melhorias para o cumprimento dos serviços descritos nos tópicos 1.3, 1.4, 1.5, 1.6 e 1.7 deste documento; j) executar outras atividades correlatas à prestação dos serviços descritos nos tópicos 1.3, 1.4, 1.5, 1.6 e 1.7 deste documento; B) Requisitos de qualificação de profissional para execução do serviço B.1.1) Exigidos Requisitos a serem comprovados por meio de diplomas, atestados, certificados, registros em carteira de trabalho ou contratos de trabalho assinados. a. possuir curso de graduação em nível superior concluído em Ciência da Computação ou equivalente. Satisfaz também ao requisito se possuir nível superior concluído em Administração com especialização na área de Tecnologia da Informação; b. possuir experiência mínima de três anos de atuação em atividades relacionadas à gerência de equipes de desenvolvimento de Sistemas da Informação; c. possuir certificação PMP (Project Management Professional)reconhecida pelo PMI (Project Management Institute); B.1.2) Justificativa para as Exigências O Gerente de Execução dos Serviços deverá atuar como responsável por todos os serviços contemplados por esta contratação, devendo para tanto dispor de: 1) experiência e conhecimento especializado de informática, a fim de compreender a natureza dos serviços solicitados (satisfeito pelos itens a e b da Seção B.1.1); 2) conhecimento das melhores práticas em gestão de projetos, bem assim demonstrar ter TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

74 tido experiência com gestão de pessoas, a fim de bem desempenhar esse papel de Gerente (satisfeito pelos itens b e c da Seção B.1.1); B.2) Desejáveis d. possuir capacidade de expressar-se com clareza e objetividade, tanto na linguagem escrita quanto na falada; e. ter facilidade para se adaptar às normas e regulamentos estabelecidos; f. possuir capacidade de organização e liderança de equipe; e g. ser comprometido com as diretrizes de execução dos serviços Supervisão e Análise de Negócios A Gestão da sustentação necessita do apoio da tarefa de supervisão para ser bem sucedida. Esse serviço auxiliar também desempenhará o serviço de análise de negócios, funcionando como fonte de referência e informação para os esclarecimentos necessários acerca das regras de negócio tratadas pelos Sistemas Judiciais. A) Principais atividades a serem executadas a) atuar como auxiliar da gerência dos serviços e supervisionar os empregados envolvidos na execução dos serviços; b) absorver as informações necessárias ao entendimento das regras de negócio tratadas pelos Sistemas Judiciais da 5 a Região; c) orientar, esclarecer e supervisionar diretamente os profissionais envolvidos com a prestação do serviço descrito no tópico 1.4 deste documento; d) acompanhar a execução contratual e o cumprimento dos níveis de serviço estabelecidos; e) supervisionar a execução dos serviços descritos nos tópicos 1.3, 1.4, 1.5, 1.6 e 1.7 deste documento; f) propor melhorias para o cumprimento dos serviços descritos nos tópicos 1.3, 1.4, 1.5, 1.6 e 1.7 deste documento; g) executar outras atividades correlatas à prestação dos serviços descritos nos tópicos 1.3, 1.4, 1.5, 1.6 e 1.7 deste documento; h) desempenhar todas as atividades do gerente de execução dos serviços durante sua eventual ausência. TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

75 B) Requisitos de qualificação de profissional para execução do serviço B.1.1) Exigidos Requisitos a serem comprovados por meio de diplomas, atestados, certificados, registros em carteira de trabalho ou contratos de trabalho assinados. a. possuir curso de graduação em nível superior concluído em Ciência da Computação ou equivalente, ou ainda em Direito, com dois anos de experiência na atividade; b. possuir experiência mínima de três anos na coordenação de Sistemas voltados para áreas judiciais; c. conhecimento em especificação de requisitos, levantamento de dados e metodologia de implantação de Sistemas; d. possuir experiência mínima de um ano de atuação em atividades relacionadas à gerência de equipes de suporte a Sistemas de Informação; B.1.2) Justificativa para as Exigências O Supervisor e Analista de Negócios deverá dispor de perfil com conhecimento especializado de informática voltado tanto para a gestão de equipe e serviços de suporte (satisfeito pelos itens a, c e d da Seção B.1.1) quanto para o domínio das áreas de negócio automatizadas pelas soluções de sistemas, a fim de que exerça sua função como referência de orientação para os demais profissionais de suporte (satisfeito pelos itens b e d da Seção B.1.1). B.2) Desejáveis a) possuir capacidade de expressar-se com clareza e objetividade, tanto na linguagem escrita quanto na falada; b) ter facilidade para se adaptar às normas e regulamentos estabelecidos; c) possuir capacidade de organização e liderança de equipe; e d) ser comprometido com as diretrizes de execução dos serviços. 1.8 Requisitos do sistema de Registro de Chamados ( service desk ) a) Ser desenvolvido em arquitetura web, permitindo o acesso remoto sem a necessidade de instalação de componentes locais; b) Permitir a autenticação de usuários, por meio de login e senha; TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

76 c) Permitir a definição de perfis de acesso para os diversos tipos de usuários com diferentes níveis de privilégio para execução de operações no sistema; d) Permitir o registro de chamados segmentados por tipo de Solicitação (ex.: dúvida, configuração, sugestão, solicitação de manutenção corretiva, outras modalidades de manutenção, intervenção evolutiva, etc. ); grau de importância se aplicável (ex. categorização do grau de manutenção); Sistema/Solução a que se refere (ex. Pje, Creta, Pleno,etc); área usuária atendida (ex.: Gabinete do Desembargador X, Secretaria Judiciária, Secretaria Administrativa, Advogado, Seção de Pernambuco,etc. )entre outros agrupamentos; e) Permitir o agrupamento de chamados de mesma natureza com a possibilidade de fechamento dos chamados agrupados de uma só vez; f) Permitir a inserção de todas as informações pertinentes ao dia-a-dia do atendimento para orientação das equipes e gerenciamento do serviço; g) Permitir a definição de fluxos de atendimentos (workflow) por classe de usuário, tipo de chamado e/ou produto a que se refere, entre outras possibilidades; h) Permitir a notificação da situação dos chamados para os interessados por meio de mensagens de correio eletrônico; i) Permitir a geração de informações Estatísticas por tipo de solicitação, grau de importância, Sistema ou Solução, e Área usuária, ou qualquer combinação desses critérios, de acordo com as necessidades do Tribunal; j) Permitir anexar arquivos capturados de tela ou documentos aos chamados, de modo a facilitar a identificação de erros; k) Permitir priorização de chamado por atribuição de grau de importância à solicitação obedecendo aos critérios repassados pela contratante; l) Permitir a anexação de arquivos relacionados ao chamados, tais como: imagens de erros, arquivos de texto; m) Permitir a geração de Estatísticas de chamados pelas variações de seu estado (aberto, em andamento, fechado) e segmentação existentes de um dado período; n) Permitir o acompanhamento de todos os acordos de níveis de serviço exigidos para a contratação (indicadores e metas em dado período de referência). Deve permitir a visualização por níveis hierárquicos. Ex. Visualizar indicador para a Gestão dos Serviços está em um nível mais alto que os Indicadores para o Serviço de Administração da Produção, visto que o último compõe o cálculo do primeiro, e assim deve ser aplicada a visualização sucessivamente para cada um dos demais níveis de serviço(e correspondentes indicadores) até o nível de serviço mais básico, ou seja, aquele que não pode ser decomposto em outros; o) Contemplar as funcionalidades de Sistema necessárias à prestação dos Serviços exigidos nesta contratação; 1.9 Requisitos do sistema de base de conhecimento TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

77 a) Ser desenvolvido em arquitetura web, permitindo o acesso remoto sem a necessidade de instalação de componentes locais; b) Permitir a autenticação de usuários, por meio de login e senha; c) Permitir a definição de perfis de acesso para os diversos tipos de usuários com diferentes níveis de privilégio para execução de operações no sistema; d) Possibilitar a criação dinâmica de menus e submenus para organização e recuperação das informações e procedimentos de atendimento por assunto; e) Permitir a inclusão de procedimentos de atendimento e informações contendo tabelas e imagens; f) Permitir o controle de publicação de scripts de atendimento por meio de fluxo previamente definido de aprovações (workflow); g) Permitir a mensuração da freqüência de uso dos scripts para fins de depuração da base de conhecimento com a supressão de scripts não utilizados; h) Permitir o registro do histórico das inclusões, alterações e exclusões na base de conhecimento; i) Ser integrado ao sistema de registros de chamados (service desk) utilizado, permitindo que os atendentes possam indicar os procedimentos de atendimento utilizados, a necessidade de geração de procedimentos e os procedimentos inválidos ou com necessidade de melhoria; j) Permitir a geração de estatísticas e relatórios gerenciais sobre a base de conhecimento; k) Permitir a indexação e a recuperação textual dos procedimentos cadastrados; l) Contemplar as funcionalidades de Sistema de base de conhecimento necessárias à prestação dos Serviços exigidos nesta contratação Sigilo das Informações a) Todas as informações obtidas e/ou produzidas decorrentes da contratação e execução das atividades são de propriedade do Tribunal; b) A contratada e todos os funcionários envolvidos no processo de contratação e execução das atividades deverão manter sigilo absoluto sobre quaisquer informações do Tribunal; c) A contratada, através de seu representante, deverá assinar o Acordo de Confidencialidade de Informação presente na Parte XVI (Acordo de Confidencialidade de Informação) deste termo e dar ciência do mesmo a toda sua equipe de profissionais que participarão da execução do contrato; d) A contratada deverá solicitar autorização formal do Tribunal para a divulgação de quaisquer informações decorrentes da contratação ou da execução das atividades do contrato; TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

78 e) A contratada e todos os funcionários envolvidos no processo de contratação e execução das atividades deverão tomar ciência e cumprir todas as determinações da Política de Segurança da Informação do Tribunal e quaisquer documentos correlatos; 1.11 Propriedade dos produtos para os serviços prestados B. Os produtos cedidos à Contratada para a realização das atividades previstas, bem como os resultantes dos serviços prestados são de propriedade exclusiva do Tribunal, vedada à Contratada a comercialização ou distribuição não autorizada. A contratada deverá entregar ao tribunal, ao término de cada ordem de serviço de desenvolvimento (consoante tópico 1.6 ): O código fonte, em meio magnético, inclusive de componentes encapsulados. A utilização de componentes de terceiros deve ser previamente autorizada pelo Tribunal, não devendo implicar em qualquer ônus de licenciamento; Versão atualizada de todos os documentos e artefatos previstos pela Padronização de Documentação de Sistemas de Informação da 5 a Região. A contratada se obriga a tratar como segredos comercias e confidenciais quaisquer informações, dados, processos, fórmulas, códigos, etc., utilizando-os apenas para as finalidades previstas no contrato, não podendo revelá-los ou facilitar sua revelação a terceiros. O descumprimento implicará em sanções administrativas e judiciais previstas na legislação vigente. C. A contratada deverá proporcionar, sem ônus adicional para a contratante, a transferência de tecnologia dos produtos contratados, durante o desenvolvimento da solução, ou ao final dela, de acordo com a conveniência da Contratante. Quando solicitada, a transferência de conhecimento, direcionada aos técnicos indicados pelo Contratante, deverá ser focada nas soluções adotadas, de forma que haja transferência do conhecimento da tecnologia utilizada no desenvolvimento dos sistemas. Ao final da transferência, técnicos do Contratante deverão estar capacitados para realizarem a instalação, a manutenção e a evolução das funcionalidades dos softwares. Ocorrendo nova licitação, com mudança de fornecedor dos serviços, a Contratada signatária do contrato em fase de expiração, assim considerado o período dos últimos 03 (três) meses de vigência, deverá repassar para a vencedora do novo certame, por intermédio de evento formal, os documentos e informações necessários à continuidade da prestação dos serviços, bem como esclarecer dúvidas a respeito de procedimentos no relacionamento entre o Contratante e a Contratada. TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

79 1.12 Regime de contratação e benefícios básicos Caberá à CONTRATADA a definição dos níveis salariais a serem efetivamente praticados, levando em consideração o atendimento aos requisitos de formação e a importância do nível de qualificação dos profissionais para o fiel cumprimento dos níveis de serviços estabelecidos neste documento. Os profissionais deverão ser contratados obrigatoriamente pelo regime da CLT, assegurando-se os benefícios trabalhistas decorrentes. A CONTRATADA deverá assegurar a seus empregados a concessão dos benefícios previstos nos acordos e convenções de trabalho vigentes para as respectivas categorias profissionais. III- Parte III Arquitetura e Tecnologias II- Padrão tecnológico das Soluções de Sistemas Judiciais Eletrônicos A tecnologia utilizada para a construção e modernização das aplicações designadas para sustentação foi a tecnologia Java, que é reconhecida no mercado pelas características abaixo: 1. Portabilidade: por usar o conceito de Máquina Virtual (JVM - Java Virtual Machine), o código Java garante maior longevidade, por permitir a portabilidade não apenas entre sistemas operacionais distintos (Unix, MacOS, Windows), como também através das diferentes arquiteturas desses sistemas. 2. Código aberto: além de ser gratuito, o código Java é aberto, o que permite independência de fornecedor, já que exitem diversas máquinas virtuais produzidas por diferentes organizações. 3. Plataforma ampla e robusta: além das funcionalidades nativas do Java que permitem desde cálculos complexos até a comunicação entre servidores, existe um grande número de frameworks escritos em Java que facilitam a implementação de sistemas complexos, de forma padronizada e de conhecimento público. Em função da evolução da tecnologia Java temos dois ambientes distintos, vamos separá-los por: I. JSP - JavaServer Pages II. JSF - JavaServer Faces 1. JSP - JavaServer Pages TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

80 1.1. Plataforma de software JSP - JavaServer Pages Arquitetura A arquitetura da aplicação foi integralmente baseada no Webintegrator (código aberto e gratuito - ) que por sua vez é dividido em dois grandes componentes: WI_Builder e WI_Engine O WI_Builder contém servlets que criam uma interface amigável para o desenvolvedor poder criar todos os elementos utilizados pelo WebIntegrator, de acordo com a aplicação que está sendo desenvolvida, e geram os respectivos arquivos XML que contêm as definições dos componentes do projeto, e também as páginas JSP para a execução do projeto. Um wizard vem estender o conjunto de facilidades oferecidas, dessa vez em direção ao auxílio na criação e manutenção do código das páginas HTML utilizadas em um projeto O WI_Engine contém um único servlet controlador ("Execute") e uma série de classes, cada uma responsável pelo processamento de um tipo de componente (combo, security, login, grid etc), efetuando a validação de segurança da aplicação e processamento dos componentes inseridos nas páginas JSP Diagrama 1.3. Servidor de aplicação As aplicações utilizam o web container Apache Tomcat. TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

81 1.4. Persistência Baseada em conexão JDBC, contando com a utilização de pools de conexão próprios, propiciando acesso otimizado a bancos de dados devido ao compartilhamento de conexões Faz uso de drivers para os principais SGBDs do mercado como PostgreSQL, Oracle, SQLServer e outros Propicia que elementos de uma mesma página possam acessar diferentes bancos de dados simultaneamente Plataforma de software para suporte ao desenvolvimento As aplicações foram desenvolvidas integralmente no Framework Webintegrator Todos os futuros desenvolvimentos e correções deverão ser executados integralmente no Framework Webintegrator Componentização e Reuso A definição dos elementos combos e grids é feita somente uma vez, sendo utilizados em diversas páginas do projeto As aplicações fazem uso de uma série de componentes de interface, compostos por código HTML e JavaScript Os componentes de interface são padronizados, documentados e reutilizados No anexo I estão relacionados todos os componentes de interface utilizados nas aplicações Segurança de acesso As aplicações fazem uso de sistema de controle de acesso, construída com o mesmo ambiente das aplicações (tecnologia, componentes e Framework Webintegrator) Implementa de login seguro via HTTPS com criptografia no padrão MD Log Toda transação com SGBDs é devidamente interceptadas na conexão JDBC e logada. 2. JSF - JavaServer Faces 2.1. Plataforma de software JSF - JavaServer Faces especificação JSRs 127 e 252, versão 1.2 TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

82 EJB3 (JPA) Hibernate versão Framework Facelets, versão Framework Richfaces, versão Framework Seam, versão Framework jbpm, versão Arquitetura A arquitetura da aplicação foi baseada no framework Seam, que integra todos os componentes da plataforma de software citados no item 2.1. Além dos entitybeans, a aplicação possui classes para cuidar da persistência e das regras de negócio, componentes para montagem de grids, formulários, relatórios em PDF e menu. Esses componentes são parametrizados e definidos em arquivos XML, sendo somente referenciados pelas páginas da aplicação. Cada um desses componentes por sua vez é composto de componentes menores, que são as colunas de grid, campos de formulário, etc. É possível também utilizar esses componentes menores diretamente nas páginas, utilizando as tags customizadas para referenciá-los. Seguindo o padrão JSF, a aplicação possui também conversores e validadores para os campos de formulário, por exemplo: CNPJ, CPF, CEP, OAB, etc Diagrama 2.3. Servidor de aplicação A aplicação utiliza o servidor de aplicação jboss Persistência Baseada em JPA (Java Persistence API) utilizando o Hibernate como implementação dessa especificação Plataforma de software para suporte ao desenvolvimento TRF DA 5ª REGIÃO PREGÃO N.º 21/2010 p.a

PREGÃO ELETRÔNICO n. 48/2011 CPL RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 48/2011 CPL RECIBO PREGÃO ELETRÔNICO n. 48/2011 CPL RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e os anexos referentes ao Pregão nº 48/2011 CPL, que tem por objeto a aquisição do pacote completo de 02 (duas)

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado, DECRETO N 42.434, DE 09 DE SETEMBRO DE 2003, DOERS. Regulamenta, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, a modalidade de licitação denominada pregão, por meio eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 17/2011 CPL RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 17/2011 CPL RECIBO PORTARIA Nº 350 01 de ABRIL de 2009 PREGÃO ELETRÔNICO n. 17/2011 CPL RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e os anexos referentes ao Pregão nº 17/2011 CPL, que tem por objeto a aquisição

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 73/2010 RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 73/2010 RECIBO PORTARIA Nº 350 01 de ABRIL de 2009 PREGÃO ELETRÔNICO n. 73/2010 RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e seus anexos referentes ao Pregão nº 73/2010, que tem por objeto a contratação

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 03/2010 RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 03/2010 RECIBO PORTARIA Nº 350 01 de ABRIL de 2009 PREGÃO ELETRÔNICO n. 03/2010 RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e seus anexos referentes ao Pregão nº 03/2010, que tem por objeto a aquisição

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 33/2011 CPL RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 33/2011 CPL RECIBO PREGÃO ELETRÔNICO n. 33/2011 CPL RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e os anexos referentes ao Pregão nº 33/2011 CPL, que tem por objeto a aquisição de 05 (cinco) containeres em

Leia mais

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br EDITAL Nº 62/2012 PREGÃO ELETRÔNICO 34/2012 PROCESSO DE DESPESA: 2318/2012 (SEC. DE EDUCAÇÃO) PROCESSO DE LICITAÇÃO 2318/2012 PROCESSO DE COMPRA 45-12 ABERTURA: 29/03/2012 HORÁRIO: 15 horas O Prefeito

Leia mais

Pregão Eletrônico nº. 35/2013 TRF 5ª Região RECIBO

Pregão Eletrônico nº. 35/2013 TRF 5ª Região RECIBO Pregão Eletrônico nº. 35/2013 TRF 5ª Região RECIBO Recebi do pregoeiro do TRF da 5ª Região o edital e os seus anexos referentes ao Pregão Eletrônico nº 35/2013 CPL, que tem por objeto a contratação de

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.179, DE 10 DE JUNHO DE 2009. (publicada no DOE nº 109, de 12 de junho de 2009) Dispõe sobre a Cotação Eletrônica

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 13/2005

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 13/2005 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 13/2005 O, com sede na Av. Martin Luther King, s/n.º, Cais do Apolo, Recife, PE, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 24.130.072/0001-11, neste ato representado pelo Diretor da Secretaria

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ PREENCHER O RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL, CONSTANTE DO ANEXO I E DEVOLVER COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013

Leia mais

AcroPDF - A Quality PDF Writer and PDF Converter to create PDF files. To remove the line, buy a license.

AcroPDF - A Quality PDF Writer and PDF Converter to create PDF files. To remove the line, buy a license. DECRETO Nº 5.450, DE 31 DE MAIO DE 2005 Regulamenta o pregão, na forma eletrônica, para aquisição de bens e serviços comuns, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 03/2011 CPL RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 03/2011 CPL RECIBO PORTARIA Nº 350 01 de ABRIL de 2009 PREGÃO ELETRÔNICO n. 03/2011 CPL RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e os anexos referentes ao Pregão nº 03/2011 CPL, que tem por objeto a contratação

Leia mais

RECIBO. Recife, de de 2013. (Assinatura e carimbo da Empresa Licitante) EMPRESA INTERESSADA: ENDEREÇO: FONE/FAX: E-MAIL:

RECIBO. Recife, de de 2013. (Assinatura e carimbo da Empresa Licitante) EMPRESA INTERESSADA: ENDEREÇO: FONE/FAX: E-MAIL: PORTARIAS Nº 123 de 06/02/2014 e Nº 392 de 08/04/2013 Pregão Eletrônico nº. 09/2014 TRF 5ª Região RECIBO Recebi do pregoeiro do TRF da 5ª Região o edital e os seus anexos referentes ao Pregão Eletrônico

Leia mais

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e Página 1 de 5 PORTARIA Nº 306, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2001 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO GABINETE DO MINISTRO O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 38/2011 CPL RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 38/2011 CPL RECIBO PREGÃO ELETRÔNICO n. 38/2011 CPL RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e os anexos referentes ao Pregão nº 38/2011 CPL, que tem por objeto a aquisição e renovação de licenças do Symantec

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

EDITAL PROCESSO 4674/2009

EDITAL PROCESSO 4674/2009 EDITAL PROCESSO 4674/2009 A Justiça Federal de Primeiro Grau em Minas Gerais, por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria 10/58-DIREF de 24/06/2009 realizará o pregão presencial em epígrafe, regido

Leia mais

TERMO DE PARTICIPAÇÃO DA COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº0195/2014 PREÂMBULO

TERMO DE PARTICIPAÇÃO DA COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº0195/2014 PREÂMBULO TERMO DE PARTICIPAÇÃO DA COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº0195/2014 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto

Leia mais

TERMO DE PARTICIPAÇÃO Nº 20150007

TERMO DE PARTICIPAÇÃO Nº 20150007 TERMO DE PARTICIPAÇÃO Nº 20150007 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto Estadual nº 28.397,

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 09/2010 CPL RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 09/2010 CPL RECIBO PORTARIA Nº 350 01 de ABRIL de 2009 PREGÃO ELETRÔNICO n. 09/2010 CPL RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e os anexos referentes ao Pregão nº 09/2010 CPL, que tem por objeto a aquisição

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009 A Superintendência de Seguros Privados - SUSEP realizará, às 15 horas do dia 16 de julho de 2009, licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO, tipo MENOR PREÇO, conforme autorização da Senhora Chefe do DEAFI,

Leia mais

COMPANHIA DE GAS DO CEARA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 20150378 DECRETO Nº 28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006

COMPANHIA DE GAS DO CEARA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 20150378 DECRETO Nº 28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 COMPANHIA DE GAS DO CEARA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 20150378 DECRETO Nº 28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

BOBINA DE PAPEL TERMICO PREÂMBULO

BOBINA DE PAPEL TERMICO PREÂMBULO BOBINA DE PAPEL TERMICO PREÂMBULO Termo de Participação via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto Estadual nº 28.397 / 21 de

Leia mais

Tomada de Preços n.º 015/2010

Tomada de Preços n.º 015/2010 Tomada de Preços n.º 015/2010 Procedimento Administrativo n.º 0848/2010 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: global Regime de execução: empreitada por preço unitário Objeto: Contratação

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008 PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008 DATA DE ABERTURA: 04 de dezembro de 2008 HORÁRIO: 13:00 horas LOCAL DA SESSÃO PÚBLICA: Auditório da CPL/PGR, localizada no

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 008/2009 EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 02/2009 1.1 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL 1.1.1.1 TIPO DE LICITAÇÃO: MAIOR DESCONTO OFERTADO

Leia mais

PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013

PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013 A UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba,

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO N 12/2007 Sistema de Registro de Preços

PREGÃO ELETRÔNICO N 12/2007 Sistema de Registro de Preços PREGÃO ELETRÔNICO N 12/2007 Sistema de Registro de Preços EDITAL A Justiça Federal de Primeiro Grau em Minas Gerais, por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria 10-124-DIREF de 29/06/2006, realizará

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia - FATEC, por meio de sua pregoeira, Claudia Pippi Lorenzoni torna público

Leia mais

INSPEÇÃO VEICULAR PARA KIT GNV PREÂMBULO

INSPEÇÃO VEICULAR PARA KIT GNV PREÂMBULO INSPEÇÃO VEICULAR PARA KIT GNV PREÂMBULO Termo de Participação via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto Estadual nº 28.397

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº002/2011/CISMEPA REGISTRO DE PREÇOS

PREGÃO ELETRÔNICO Nº002/2011/CISMEPA REGISTRO DE PREÇOS 1 PREGÃO ELETRÔNICO Nº002/2011/CISMEPA REGISTRO DE PREÇOS O CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAUDE DO MEDIO PARAIBA, mediante o Pregoeiro Flávio Macharet Barbosa, designado pela Portaria nº 004/2011, de junho

Leia mais

TERMO DE PARTICIPAÇÃO DO EDITAL 20114150

TERMO DE PARTICIPAÇÃO DO EDITAL 20114150 TERMO DE PARTICIPAÇÃO DO EDITAL 20114150 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto Estadual

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no exercício da competência que lhe confere o art. 54, inciso IV, da Constituição Estadual, e

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no exercício da competência que lhe confere o art. 54, inciso IV, da Constituição Estadual, e DECRETO No. 24.818 de 27 JANEIRO DE 2.005 Regulamenta a realização de pregão por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação, denominado pregão eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE PNEUS DESTINADOS AOS VEÍCULOS DA SECRETARIA MUNICIPAL SAÚDE PARA O EXERCÍCIO DE DE 2014 2014 O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE/MUNICIPIO DE DOMINGOS MARTINS, com sede na Rua Bernardino

Leia mais

TERMO DE PARTICIPAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 005/2014 DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO

TERMO DE PARTICIPAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 005/2014 DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO TERMO DE PARTICIPAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 005/2014 DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO nº. 05/2012 TRF 5ª Região RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO nº. 05/2012 TRF 5ª Região RECIBO PORTARIAS Nºs 348 e 347 31 DE MARÇO DE 2011 PREGÃO ELETRÔNICO nº. 05/2012 TRF 5ª Região RECIBO Recebi do pregoeiro do TRF da 5ª Região o edital e os seus anexos referentes ao Pregão Eletrônico nº 05/2012

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 91/2010 RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 91/2010 RECIBO PORTARIA Nº 350 01 de ABRIL de 2009 PREGÃO ELETRÔNICO n. 91/2010 RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e seus anexos referentes ao Pregão nº 91/2010, que tem por objeto a contratação

Leia mais

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado.

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado. ESCLARECIMENTOS Em curso nesta Autarquia a licitação nº 0453/13, Processo nº 0363/13, que almeja a contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços de medicina e segurança do trabalho. Foi recebido

Leia mais

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009.

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009. EDITAL A SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SPTrans, inscrita no CNPJ-MF sob o n.º 60.498.417/0001-58, comunica que se encontra aberta a licitação, EXCLUSIVAMENTE para participação de microempresas e empresas de

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO nº. 19/2012 TRF 5ª Região RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO nº. 19/2012 TRF 5ª Região RECIBO PORTARIA Nº 348 de 31/03/2011 e PORTARIAS Nº 116 e 117 de 02/02/2012 PREGÃO ELETRÔNICO nº. 19/2012 TRF 5ª Região RECIBO Recebi do pregoeiro do TRF da 5ª Região o edital e os seus anexos referentes ao Pregão

Leia mais

ANEXO ÚNICO DO DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO

ANEXO ÚNICO DO DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO ANEXO ÚNICO DO DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 TERMO DE PARTICIPAÇÃO Nº 2014-003 PREÂMBULO 1.Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

RECIBO. Recife, de de 2013. (Assinatura e carimbo da Empresa Licitante) EMPRESA INTERESSADA: ENDEREÇO: FONE/FAX: E-MAIL:

RECIBO. Recife, de de 2013. (Assinatura e carimbo da Empresa Licitante) EMPRESA INTERESSADA: ENDEREÇO: FONE/FAX: E-MAIL: Pregão Eletrônico nº. 02/2013 TRF 5ª Região RECIBO Recebi do pregoeiro do TRF da 5ª Região o edital e os seus anexos referentes ao Pregão Eletrônico nº 02/2013 CPL, que tem por objeto a contratação de

Leia mais

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 DATA DA ABERTURA: 13/11/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

MANUTENÇÃO DO PÁRA RAIOS PREÂMBULO

MANUTENÇÃO DO PÁRA RAIOS PREÂMBULO MANUTENÇÃO DO PÁRA RAIOS PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto Estadual nº 28.397 / 21

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 2926- CNPJ: 13.959.466/1-6 Tel: 2732683178 Fax: 273268376 Site: Pregão Presencial Nº 6/214 LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS PARA ATENDER A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE POR UM PERÍODO DE DE (6)

Leia mais

REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTERIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL Nº 398/2006

REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTERIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL Nº 398/2006 REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTERIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL Nº 398/2006 PROCESSO : 50600.000884/2006-13 Tipo de Licitação:

Leia mais

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte nas contratações públicas de

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20...

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20... ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20... Ao...do dia do mês de... do ano de 20..., na PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA PGR,

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 20/2010 TRF 5ª Região RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 20/2010 TRF 5ª Região RECIBO PORTARIA Nº 350 01 de ABRIL de 2009 PREGÃO ELETRÔNICO n. 20/2010 TRF 5ª Região RECIBO Recebi do pregoeiro do TRF da 5ª Região o edital e os seus anexos referentes ao Pregão nº 20/2010 CPL, que tem por

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 22/2011 CPL RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 22/2011 CPL RECIBO PREGÃO ELETRÔNICO n. 22/2011 CPL RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e os anexos referentes ao Pregão nº 22/2011 CPL, que tem por objeto a aquisição de capas de processo para suprimento

Leia mais

2.01.1 Atenderem as condições e exigências estabelecidas neste CONVITE;

2.01.1 Atenderem as condições e exigências estabelecidas neste CONVITE; CONVITE Nº 009/2007 LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE 63 (SESSENTA E TRÊS) LICENÇAS DO SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS XP PROFESSIONAL-FULL VERSÃO EM PORTUGUÊS PARA ESTAÇÕES DE TRABALHO E 01(UMA) LICENÇA DE WINDOWS

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 7ª REGIÃO CREF7/DF, Autarquia Federal, criada pela Lei nº 9.696/98, torna público

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 SERVIÇO DE GESTÃO DE DOCUMENTOS

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 SERVIÇO DE GESTÃO DE DOCUMENTOS INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 SERVIÇO DE GESTÃO DE DOCUMENTOS O INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR - ISGH, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos de interesse público,

Leia mais

REGULAMENTO DA LICITAÇÃO NA MODALIDADE PREGÃO

REGULAMENTO DA LICITAÇÃO NA MODALIDADE PREGÃO Consolidação ao Regulamento da Licitação na Modalidade Pregão da Centrais Elétricas de Carazinho S/A ELETROCAR, aprovado pela Diretoria Executiva conforme Ordem de Serviço nº 03/12 de 09/03/2012, cuja

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 42/2011 RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 42/2011 RECIBO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 42/2011 RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e seus anexos referentes ao Pregão nº 42/2011, que tem por objeto a contratação de empresa especializada para fornecimento

Leia mais

PREGÃO Processo nº 000217-04.91/15-0

PREGÃO Processo nº 000217-04.91/15-0 PREGÃO PE - 31/2015 - SULGÁS A Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul - SULGÁS torna público, através de seu Pregoeiro designado, que realizará licitação por meio da utilização de recursos de

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CARTA CONVITE N.º 006/2006

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CARTA CONVITE N.º 006/2006 2 EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CARTA CONVITE N.º 006/2006 TIPO: DATA DE ABERTURA HORÁRIO LOCAL MENOR PREÇO 04/12/2006 10 HORAS SALA DE REUNIÃO 1 - DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 A COMISSÃO PERMANNTE DE LICITAÇÃO

Leia mais

ESTADO DO ACRE DECRETO Nº 5.966 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010

ESTADO DO ACRE DECRETO Nº 5.966 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas, empresas de pequeno porte e equiparadas nas contratações de bens, prestação de serviços e execução de obras, no âmbito

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 02/2012 TRF 5ª REGIÃO RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 02/2012 TRF 5ª REGIÃO RECIBO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 02/2012 TRF 5ª REGIÃO RECIBO Recebi do pregoeiro do TRF da 5ª Região o edital e os seus anexos referentes ao Pregão nº 02/2012 CPL, que tem por objeto o Registro de Preços para aquisição

Leia mais

www.fundacaoaraucaria.org.br 2

www.fundacaoaraucaria.org.br 2 EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE 02/2013 Serviços de Auditoria 1. DO PREÂMBULO 1.1. A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, estabelecida em Curitiba, Av. Comendador Franco,

Leia mais

LICENÇA DE SOFTWARE ANTIVIRUS PREÂMBULO

LICENÇA DE SOFTWARE ANTIVIRUS PREÂMBULO LICENÇA DE SOFTWARE ANTIVIRUS PREÂMBULO TERMO DE PARTICIPAÇÃO 20150031 Termo de Participação via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO NÚCLEO DE CONTRATAÇÕES SEÇÃO DE LICITAÇÕES

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO NÚCLEO DE CONTRATAÇÕES SEÇÃO DE LICITAÇÕES PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO NÚCLEO DE CONTRATAÇÕES SEÇÃO DE LICITAÇÕES EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/2011 Processo 7.497/08/2011-EOF A JUSTIÇA

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2016 TOMADA DE PREÇO Nº 003/2016 Aldoir Godois Vezaro, Prefeito Municipal de São Pedro das Missões RS, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666,

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL O INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR - ISGH, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos

Leia mais

ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2010/010

ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2010/010 1 O, por intermédio do TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS, doravante denominado TCM/PA, CNPJ nº 04.789.665/0001-87, com sede na Travessa Magno de Araújo nº 474, bairro do Telégrafo na cidade de Belém, Estado

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 46/2011 RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 46/2011 RECIBO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO PORTARIAS NºS 348 E 347 DE 31 DE MARÇO DE 2011 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 46/2011 RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e seus anexos referentes ao Pregão

Leia mais

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL PREÂMBULO

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL PREÂMBULO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL PREÂMBULO Termo de Participação via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto Estadual

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007 DECRETO 8.538/2015 COMPARATIVO COM DECRETO 6.204/2007 Outubro/2015 Importante: Pontos acrescidos estão destacados em verde. Pontos suprimidos estão destacados em vermelho. Decreto nº 8.538, de 6 de outubro

Leia mais

DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº. 0003/2011 OFERTA DE COMPRA Nº. 23027

DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº. 0003/2011 OFERTA DE COMPRA Nº. 23027 Processo nº. 201110267000031 Data da Realização: 09/05/2011 Horário: 08:30 às 10:30 horas Local: www.comprasnet.go.gov.br ESTADO DE GOIÁS DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº. 0003/2011 OFERTA DE COMPRA Nº. 23027

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO n. 27/2011 RECIBO

PREGÃO ELETRÔNICO n. 27/2011 RECIBO PORTARIAS NºS 347 E 348 DE 31 DE MARÇO DE 2011 PREGÃO ELETRÔNICO n. 27/2011 RECIBO Recebi da Comissão Permanente de Licitação o edital e seus anexos referentes ao Pregão nº 27/2011, que tem por objeto

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 007/2008

CARTA CONVITE Nº 007/2008 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO E COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 - JD. PAULISTA -

Leia mais

EEEP FRANCISCA MAURA MARTINS

EEEP FRANCISCA MAURA MARTINS EXECUÇÃO DE SERVIÇO DE FORNECIMENTO DE SINAL DE INTERNET COM VELOCIDADE MÍNIMA DE 05 MB DESTINADO ÀS ATIVIDADES DA EEEP FRANCISCA MAURA MARTINS POR UM PERÍODO DE 12 (DOZE) MESES CONVITE Nº 20150001 OBJETO:

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Rua Esteves Júnior, n. 68, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-130 Fone: (48) 3251-3700 www.tre-sc.jus.br PREGÃO N. 095/2014 (Protocolo n. 38.206/2014) O TRIBUNAL

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO N.º 004/2015 - ALTERADO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO N.º 004/2015 - ALTERADO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO N.º 004/2015 - ALTERADO LOTES RESERVADOS À PARTICIPAÇÃO EXCLUSIVA DE MICROEMPRESS (ME) E EMPRESAS DE PEQUENO

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA NÚCLEO DE LOGÍSTICA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA NÚCLEO DE LOGÍSTICA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA NÚCLEO DE LOGÍSTICA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº 09/2007 PROCESSO Nº 0.01.000.000879/2007-37 VALIDADE: 1 (um)

Leia mais

Tomada de Preços n.º 006/2009

Tomada de Preços n.º 006/2009 Tomada de Preços n.º 006/2009 Procedimento Administrativo n.º 0802/2008 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: por item Regime de execução: empreitada por preço global Objeto: Aquisição

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO CONVITE N.º 21/2012 PROCESSO DE COMPRA N.º 146/2012 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA REMANEJAMENTO DO SISTEMA DE TELEFONIA (PABX) DE PROPRIEDADE DA FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

* O ÔNIBUS DEVERÁ TER SUSPENSÃO AR CONDICIONADO, BANHEIRO, GELADEIRA ELÉTRICA, POLTRONA SUPER PULLMAN, TV, SOM, VÍDEO, DVD.

* O ÔNIBUS DEVERÁ TER SUSPENSÃO AR CONDICIONADO, BANHEIRO, GELADEIRA ELÉTRICA, POLTRONA SUPER PULLMAN, TV, SOM, VÍDEO, DVD. ANEXO ÚNICO DO DECRETO Nº 28.088 DE 10 DE JANEIRO DE 2006 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL PROCESSO Nº 01550.000345/2009-46. PREGÃO Nº 26/2009. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 1/2010. A FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA, pessoa jurídica de direito público vinculada a Ministério da Cultura, com sede

Leia mais

Contrato de Apoio Técnico - Operacional

Contrato de Apoio Técnico - Operacional Este Contrato estabelece os termos e condições para disponibilização do sistema informatizado PREGÃO.NET, pela Oriens Tecnologia Ltda., com sede na Av. do Contorno nº 3505, sala 802, na cidade de Belo

Leia mais

LICITAÇÃO COM RESERVA DE COTA DE ATÉ 25% PARA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 34/2015

LICITAÇÃO COM RESERVA DE COTA DE ATÉ 25% PARA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 34/2015 LICITAÇÃO COM RESERVA DE COTA DE ATÉ 25% PARA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 34/2015 A FUNDAÇÃO DE ATENDIMENTO SÓCIOEDUCATIVO DO PARÁ - FASEPA, inscrita no CNPJ sob o nº 84.154.186/0001-23,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 7 07/10/2015 10:08 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.538, DE 6 DE OUTUBRO DE 2015 Vigência Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO TERMO DE RETIRADA DO PREGÃO ELETRÔNICO N. º 08/2005.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO TERMO DE RETIRADA DO PREGÃO ELETRÔNICO N. º 08/2005. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO TERMO DE RETIRADA DO PREGÃO ELETRÔNICO N. º 08/2005. PESSOA JURÍDICA: ENDEREÇO: CNPJ DA PESSOA JURÍDICA:

Leia mais