Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI da Agência Espacial Brasileira - AEB

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI da Agência Espacial Brasileira - AEB 2012-2013"

Transcrição

1

2

3 Agência Espacial Brasileira Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI da Agência Espacial Brasileira - AEB Agência Espacial Brasileira BRASÍLIA

4 República Federativa do Brasil Dilma Rousseff Presidente Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação - MCTI Marco Antonio Raupp Ministro Agência Espacial Brasileira - AEB José Raimundo Braga Coelho Presidente Diretoria de Planejamento Orçamento e Administração - DPOA José Iram Mota Barbosa Diretor Coordenação de Planejamento, Modernização e Informática - CPM Francisco Cleodato Porto Coelho Coordenador Divisão de Informática - DINF Romualdo Alves Pereira Junior Chefe de Divisão de Informatica Luis Gabriel de Melo Fernandes Chefe de Divisão de Sistemas Daniel Ramos Luchetta Chefe de Serviço de Rede Anderson Anterio Mendes Pinheiro Chefe de Serviço de Suporte

5 Joesley Soares Silva Chefe de Serviço de Projetos Comitê Gestor de Tecnologia da Informação Romualdo Alves Pereira Junior Presidente Luis Gabriel de Melo Fernandes Secretário Executivo Edmery de Lima Lins Gabriela Maia da Silva José Monserrat Filho Júlio Cesar Socha Maria Emília mello Gomes Ricardo Amaral Contaifer Ricardo Douglas Baia Lira Suplentes: Carlos Eduardo Quintanilha Vaz de Oliveira Marta Regina Lavalle Meireluce Fernandes da Silva Neilton Santana Santos Rose Maria do Nascimento

6 Sumário Lista de Figuras Lista de Tabelas 1 Introdução p. 8 2 Metodologia Aplicada p. 9 3 Princípios e Diretrizes p Análise do Cenário Atual de TI p A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB p Histórico de Tecnologia da Informação na AEB p A Tecnologia da Informação da AEB no Contexto do SISP... p Recursos Humanos de TI p Governança de TI p Segurança da Informação p Software p Sistemas Desenvolvidos na AEB p Sistema de Help Desk (2010) p Sistema de Gestão de Pessoal - GEPETO (2010)... p Business Intelligence - BI-AEB (2010) p Sistema Gestor de Painéis (2010) p Sistema Expertise (2010) p. 28

7 Sistema de Monitoramento de TI (2010) p Sistema de Almoxarifado (2011) p Sistemas Proprietários p Proton (2010) p Sistemas do Governo Federal Adotados na AEB p Ambiente de WEB Conferência p Software Usado em Estações de Trabalho p Software Usado em Servidores p Hardware p Levantamento de Necessidades p Projetos de TI p Desenvolvimento ou Aquisição de Sistemas Corporativos p Sistema de Patrimônio p Ampliação do Sistema de Business Intelligence p Intranet - Rede Social Corporativa p Portal SIC - AEB p Planos de Metas e de Ações p Plano de Investimentos em Serviços e Equipamentos p Aquisição de Software Básico, Utilitários e Equipamentos p Aquisição de Hardware p Proposta Orçamentária p Bibliografia p Anexos p. 52

8 Lista de Figuras 1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB p Quadro-resumo da vinculação do QRN às fontes de dados (CRUZ, 2008) p. 48

9 Lista de Tabelas 1 Princípios e Diretrizes do PDTI p Histórico de TI na AEB p Software utilizado nas estações de trabalho da AEB p Software utilizado nos Servidores da AEB p Levantamento de Necessidades p Plano de Metas p Plano de Ações p Software para estações de trabalho p Hardware a ser adquirido p Proposta Orçamentária de TI p. 49

10 8 1 Introdução Este documento tem por objetivo apresentar o Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) da Agência Espacial Brasileira (AEB) para o período A finalidade deste Plano é traçar os objetivos e metas de Tecnologia da Informação, alinhado às ações do Plano Plurianual - PPA da organização.

11 9 2 Metodologia Aplicada A elaboração deste documento observou a metodologia proposta no Modelo de Referência de Plano Diretor de Tecnologia da Informação , elaborado pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MPOG, contemplando as seguintes etapas: Contextualização dos aspectos organizacionais da AEB; Identificação de princípios e diretrizes da AEB; Diagnóstico da situação atual da TI na AEB; Levantamento de necessidades decorrentes dos princípios e diretrizes, das demandas apresentadas pelas unidades e do diagnóstico da situação atual da TI na AEB; Planejamento das metas a serem atingidas, das ações a serem tomadas, dos investimentos a serem realizados e das ações de capacitação de pessoal a serem implementadas para atendimento às necessidades.

12 10 3 Princípios e Diretrizes Além das necessidades institucionais, o contexto estratégico da Tecnologia da Informação é delimitado por aspectos legais, diretrizes de Governo, recomendações e decisões das instâncias de controle, melhores práticas do mercado e pelo estágio atual da área de TI da AEB. Os seguintes princípios e diretrizes deverão ser observados: Id Princípios e Diretrizes Origem PD1 Deve-se maximizar a terceirização de tarefas Decreto-lei n o 200/1967, executivas, para dedicar o quadro permanente à gestão e governança da TI organizacional, limitado art. 10, 7 o e8 o ;Decreto n o 2.271/1997;EGTI 2008 à maturidade do mercado, interesse pú- blico e segurança institucional/nacional. PD2 Toda contratação de serviços deve visar ao atendimento Decreto n o 2.271/1997; de objetivos de negócio, o que será ava- Acórdão TCU 786/2006- liado por meio de mensuração e avaliação de resultados. Plenário; Acórdão TCU 1603/2008-Plenário; Instrução Normativa SLTI/MPOG n o 04/2008 PD3 Opagamentodeserviçoscontratadosdeve,sempre Decreto n o 2.271/1997; que possível, ser definido em função de re- Acórdão TCU 786/2006- sultados objetivamente mensurados. Plenário; Acórdão TCU 1603/2008-Plenário; Instrução Normativa SLTI/MPOG n o 04/2008

13 3 Princípios e Diretrizes 11 PD4 PD5 PD6 PD7 PD8 PD9 Acórdão TCU 2471/2008- Plenário; Nota Técnica Sefti/TCU n o 2 Cobit v. 4.1; ITIL v. 3; Acórdão TCU 1603/2008- Plenário Diretrizes do Comitê Executivo do Governo Eletrônico Diretrizes do Comitê Executivo do Governo Eletrônico; Decreto n o 1.048/1994; EGTI 2008; Acórdão TCU 1603/2008-Plenário Instrução Normativa SLTI/MPOG n o 04/2008; Acórdão TCU 1603/2008- Plenário; Acórdão TCU 1558/2003-Plenário Portaria SLTI/MPOG n o 03/2007 A maioria dos bens e serviços de TI deve atender a padrões de desempenho e qualidade que possam ser objetivamente definidos por meio de especificações que são usuais no mercado. Todos os serviços e processos de TI críticos para aorganizaçãodevemsermonitorados(planejados, organizados, documentados, implementados, medidos, acompanhados, avaliados e melhorados). Devem-se priorizar soluções, programas e serviços baseados em software livre que promovam a otimização de recursos e investimentos em tecnologia da informação. Deve-se buscar a padronização do ambiente de Tecnologia da Informação, visando à integração de Soluções de TI no âmbito da Administração Pública Federal. As contratações de bens e serviços de Tecnologia da Informação deverão ser precedidas de planejamento, elaborado em harmonia com o Plano Diretor de Tecnologia da Informação. Oplanejamento,implantação,desenvolvimento ou atualização de portais e sítios eletrônicos, sistemas, equipamentos e programas em Tecnologia da Informação deve ser regido pelas políticas, diretrizes e especificações do Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico (e-mag), visando assegurar de forma progressiva a acessibilidade de serviços e sistemas de Governo Eletrônico.

14 3 Princípios e Diretrizes 12 PD10 PD11 PD12 PD13 PD14 PD15 Oplanejamento,implantação,desenvolvimento ou atualização de sistemas, equipamentos e programas em Tecnologia da Informação reger-se-á pelas políticas, diretrizes e especificações sistematizadas por meio dos Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico (e-ping), visando assegurar de forma progressiva a interoperabilidade de serviços e sistemas de Governo Eletrônico. Os papéis e responsabilidades na entrega de TI aos clientes e na sua aquisição devem estar bem definidos e deve ser garantida a autoridade competente para o exercício desses papéis. O desenvolvimento da estratégia de negócio deve considerar as capacidades atuais e futuras da TI e o planejamento de TI deve buscar atender às necessidades atuais e continuadas do negócio da organização. As aquisições de TI devem ser adequadamente motivadas por meio de análises apropriadas e continuadas e de decisões claras e transparentes, de modo a garantir o alcance do equilíbrio adequado entre benefícios, oportunidades, custos e riscos, tanto no curto como no médio e longo prazo. A TI deve ser estruturada para suportar adequadamente a organização e disponibilizar serviços com os níveis e com a qualidade necessários para responder aos requisitos atuais e futuros do negócio. A TI deve estar em conformidade com a legislação e regulamentos aplicáveis. As políticas e as práticas devem ser claramente definidas, implementadas e aplicadas. Portaria Normativa SLTI/MPOG n o 05/2005 NBR ISO/IEC NBR ISO/IEC NBR ISO/IEC NBR ISO/IEC NBR ISO/IEC 38500

15 3 Princípios e Diretrizes 13 PD16 As políticas, práticas e decisões relativas ao uso NBR ISO/IEC e gestão da TI devem considerar e respeitar o comportamento humano e devem incluir as necessidades atuais e a evolução das necessidades de todas as pessoas envolvidas no processo. Tabela 1: Princípios e Diretrizes do PDTI

16 14 4 Análise do Cenário Atual de TI A análise do cenário atual de TI foi estruturada em cinco pilares: A área de TI na Estrutura Organizacional da AEB; Governança de TI, que define os processos de planejamento, tomada de decisão, definição de políticas, normas e padrões técnicos; Segurança da Informação, que busca a preservação da confidencialidade, integridade edisponibilidadedainformação; Software; Hardware. 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB A área de TI é de responsabilidade da Divisão de Informática - DINF / Coordenação de Planejamento, Modernização e Informática - CPM / Diretoria de Planejamento, Orçamento e Administração - DPOA, conforme organograma apresentado na figura 1, onde também constam as unidades que compõem os escalões superiores da AEB. As competências das unidades e atribuições dos dirigentes estão definidas na Portaria n o 822 de 27 de novembro de 2003, publicada no DOU de 28 de novembro de 2003, e podem ser consultadas no sítio eletrônico da AEB (http://www.aeb.gov.br). À Diretoria de Planejamento, Orçamento e Administração compete: 1. Coordenar e controlar a execução das atividades relacionadas aos Sistemas de Pessoal Civil da Administração Federal - SIPEC, de Organização e Modernização Administrativa - SOMAD, de Administração dos Recursos de Informação e Informática

17 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB 15 DINF Figura 1: A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB - SISP, de Serviços Gerais - SISG, de Planejamento e de Orçamento Federal, de Contabilidade Federal e de Administração Financeira Federal; 2. Coordenar o processo de planejamento estratégico e de desdobramento da missão em diretrizes, objetivos, metas e planos, em conformidade com o Plano Plurianual; 3. Acompanhar física e financeiramente os planos e programas, bem como avaliá-los quanto à eficácia e efetividade, com vistas a subsidiar o processo de alocação de recursos, a política de gastos e coordenação das ações. Segundo o guia de boas práticas Control Objectives for Information and Related Technology - CobiT 4.1, paramuitasorganizaçõesainformaçãoeatecnologiaqueasuporta representam o seu bem mais valioso, mas muitas vezes é o menos compreendido. Organizações bem-sucedidas reconhecem os benefícios da tecnologia da informação e a utilizam para direcionar os valores das partes interessadas no negócio. Hoje, o termo Alinhamento Estratégico entre a TI e o Negócio é muito citado como a solução para diversas questões relacionadas à qualidade dos serviços entregues pela TI. Porém, o meio para se atingir este alinhamento não é uma questão trivial. Esta questão tem início durante o processo decisório sobre posicionamento da TI na organização, ou seja, a escolha relacionada ao papel da TI na estrutura organizacional da empresa e toda sua governança. Daí, é necessária uma análise periódica sobre o papel que a TI ocupa na organização para sempre posicioná-la da forma mais adequada. Apresentamos na tabela 2 o histórico de TI na AEB desde a criação da DINF, em

18 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB , até os dias atuais Histórico de Tecnologia da Informação na AEB Ano 1995 Realizações Criação da área de Tecnologia da Informação da Agência Espacial Brasileira. Início do projeto para aquisição de computadores e impressoras. Início do projeto para aquisição de móveis para computadores e impressoras Implantação da área de Tecnologia da Informação (TI) na AEB. Instalação dos primeiros computadores e impressoras da AEB. Capacitação dos servidores da AEB no sistema operacional Windows 95 e no pacote de aplicativos Microsoft Office. Aquisição das primeiras licenças de antivírus para os computadores da AEB Aquisição dos primeiros notebooks da AEB. Início do projeto para a implantação do núcleo da rede local da AEB. Aquisição de roteador, servidor de rede, hub, no-break e cabeamento.

19 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB Contratação da primeira linha dedicada para acesso à Internet: link com velocidade de 128 kbps. Implantação do núcleo da rede local da AEB. Contratação do IBICT/RNP para serviços de conexão e de segurança do núcleo de rede. Registro do primeiro endereço eletrônico da AEB: Implantação da primeira página da AEB na Internet. Nova turma de capacitação no sistema operacional Windows 98 e no pacote de aplicativos Microsoft Office Início da modelagem dos processos de negócio da AEB. Reestruturação da segurança da rede. Ações para prevenção de danos a serem provocados pelo Bug Implantação da rede local para todos os funcionários da AEB. Reformulação do site da AEB. Desenvolvimento do primeiro aplicativo da AEB: Agenda Eletrônica Aumento de velocidade para acesso à Internet: instalação de link de 512Kbps. Reestruturação da segurança da rede.

20 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB Instalação dos primeiros servidores de rede corporativos da AEB, fruto de negociação com o Ministério do Planejamento, que doou os equipamentos. Implantação do novo endereço eletrônico da AEB: Implantação da primeira Intranet da AEB. AEB convidada a participar do Comitê para Implantação de Software Livre no Governo Federal. Migração dos serviços de rede Firewall, , DNS e Antivírus da plataforma proprietária Microsoft para a plataforma livre (FreeBSD). Terceirização da área de suporte ao usuário com a contratação de 2 técnicos Início da implantação de Software Livre nos computadores dos usuários: capacitação e instalação do OpenOffice (substituindo o pacote Microsoft Office). Instalação de 100 novos computadores. Aumento da velocidade da rede: instalação de link de 1,0 Mbps. AEB convidada a participar do Comitê para Definição das Diretrizes de Acessibilidade de Governo Eletrônico.

21 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB Implantação do Centro de Inclusão Digital em Alcântara - Maranhão. Início do projeto de atualização/expansão dos servidores da rede local. Instalação de no-break de 40 KVA, visando a não interrupção de energia elétrica em todos os computadores da AEB. Desenvolvimento e divulgação da nova página da AEB na Internet. Elaboração e divulgação da Norma Operacional n o 002, de 1 o de julho de 2005, sobre a utilização do correio eletrônico na AEB. Conclusão da migração dos serviços da rede da plataforma proprietária Microsoft para a plataforma livre (FreeBSD). Desenvolvimento de novo layout da Intranet. AEB convidada a participar do Comitê Gestor da Rede Comunitária de Educação e Pesquisa Redecomep -DF.

22 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB Mobilização de parceiros (Radiobrás e RNP) para a transmissão de imagens da Missão Centenário (Ida do astronauta brasileiro à ISS). Implantação de Videoconferência na AEB. Implantação da nova Intranet da AEB, utilizando-se software livre. AEB convidada a participar do Comitê para Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico. Ampliação da rede local (Inclusão do Bloco Q na rede AEB). Criação e configuração da sala de capacitação da AEB (16 computadores com acesso à Internet). Implantação da Certificação Digital na AEB. Aumento da velocidade da rede: instalação de link de 2,0 Mbps Ampliação da terceirização da TI, visando a criação da área de desenvolvimento de software e o fortalecimento das áreas de gerência da rede esuporteaousuário. Instalação e configuração do software CACIC para realização de inventário dos ativos da rede. Criação do Modelo de Desenvolvimento de Aplicativos da AEB. O modelo se apóia na utilização exclusiva de software livre. Implantação do sistema SISALMOX (sistema para requisição de material do almoxarifado e de controle do material em estoque). Término do contrato com IBICT/RNP para serviços de segurança da rede.

23 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB Implantação da rede Wireless na AEB. Implantação do Sistema de Patrimônio (sistema para gestão do patrimônio da AEB). Implantação do sistema SISTEC (sistema para solicitação de suporte técnico de hardware e software). Cessão do SISALMOX ao Ministério do Meio Ambiente. Implantação da Redecomep com velocidade de comunicação a 1,0 Gbps. Implantação do sistema SIGEP (sistema para gestão de pessoas e usuários da rede). Análise e diagnóstico da rede da AEB, visando a elaboração de projeto para atualização/melhoria da segurança da rede Cancelamento do Contrato de Terceirização. Nomeação de 3 servidores DAS para compor a equipe de TI. Reorganização da área de TI em Desenvolvimento, Rede, Suporte e Arquitetura da Informação.

24 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB Reformulação da Intranet AEB. Desenvolvimento e implantação do sitema de Help Desk, em substituição ao SISTEC. Desenvolvimento e implementação do sistema GEPETO. Inicio da Cooperação DINF/AEB e CPAI/UnB para projetos de pesquisa e desenvolvimento em Tecnologia da Informação para a gestão do programa espacial brasileiro: Sala de Situação, Sistema Expertise, Processamento de Linguagem Natural - PLN para o texto do PNAE, Metodologias Ágeis de Projetos e Documentação, Grid computing utilizando solução Hadoop, Podcasting em áudio e vídeo para a intranet, Gestão de Projetos com ProjectOpen, Monitoramento de recursos de TI utilizando onagios. Inicio do Projeto de Business Intelligence com a Empresa 5 Acts Atualização do parque tecnológico da AEB Atualização dos serviços: , LDAP, Samba, Servidores de Aplicação, Sistema Gerenciador de Banco de Dados (MySQL e PostgreSQL). Projeto de Inclusão Digital (Treinamento, capacitação e estruturação de ambientes; Protótipo de Sala de Situação; Nomeação de um outro servidor DAS para compor a equipe de TI; Aquisição de no-break egeradorparaosuprimentodeenergia.

25 4.1 A Área de TI na Estrutura Organizacional da AEB Criação do novo sistema de Help Desk com suporte a SLA e filas de atendimento. Criação do novo sistema de Gestão de Pessoal. Implantação do sistema de webconferência (Adobe Connect) utilizando plataforma da RNP. Mudança do CPD da AEB para o Bloco Q. Integração dos serviços e sistemas com o LDAP. Idealização do projeto Think Tank. Atualização do Sistema Operacional dos computadores da AEB para Windows 7 Capacitação de servidores em cursos oferecidos pela RNP. Elaboração do primeiro PDTI da AEB Criação do Comitê de TI (Portaria de 17 de janeiro de 2012). Integração do Pentaho com a base LDAP. Aquisição de projetores Full HD. Elaboração do PDTI Tabela 2: Histórico de TI na AEB A Tecnologia da Informação da AEB no Contexto do SISP A gestão da Tecnologia da Informação na Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional é realizada pelo Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática (SISP), instituído pelo Decreto n o 1.048, de 21 de janeiro de O Ministério do Planejamento é o órgão central deste sistema, atuando por meio da

26 4.2 Governança de TI 24 Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) na normatização e coordenação das ações do SISP. As Coordenações de Modernização e Informática das Subsecretarias de Planejamento, Orçamento e Administração (SPOA) dos diversos Ministérios e órgãos equivalentes das demais entidades da Administração Federal atuam como órgãos setoriais do SISP na implantação direta das ações e colaborando com a coordenação e desenvolvimento das políticas, normas e diretrizes do sistema Recursos Humanos de TI Para realizar as suas atividades, a Divisão de Informática (DINF) conta com cinco funcionários, sendo apenas um com vínculo com o Governo Federal: 1. Gestão: 1 funcionário (DAS-2); 2. Serviço de Desenvolvimento: 1 funcionário (DAS-2); 3. Serviço de Rede: 2 funcionários (DAS-1); 4. Serviço de Suporte: 1 funcionário (DAS-1). 4.2 Governança de TI A norma NBR ISO/IEC conceitua a Governança de Tecnologia da Informação como o sistema pelo qual a atual e a futura utilização da TI são dirigidas e controladas. Envolve avaliar e orientar a utilização de TI para apoiar a organização e o acompanhamento desse uso para atingir metas por meio da estratégia e das políticas de utilização de TI dentro de uma organização. O objetivo da governança de TI é assegurar que as ações de TI estejam alinhadas com o negócio da organização, agregando-lhe valor. O desempenho da área de TI deve ser medido, os recursos propriamente alocados e os riscos inerentes, mitigados. A governança adequada da área de Tecnologia da Informação na Administração Pública Federal promove proteção a informações críticas e contribui para que essas organizações atinjam seus objetivos institucionais. Desse conceito, depreende-se que a TI precisa estar bem estruturada na organização para produzir valor, por meio do uso intensivo da informação em processos de negócio. Essa estrutura inclui todos os processos de TI que acontecem dentro e fora da área de

27 4.3 Segurança da Informação 25 TI, como uso de TI, classificação da informação, estabelecimento de acordos de nível de serviço, auditoria de TI etc. Esses processos de TI precisam estar organizados e os relacionamentos entre eles bem definidos por meio de papéis e responsabilidades. Recentemente, a Secretaria de Fiscalização de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União realizou levantamento junto a 255 órgãos e entidades com o objetivo de obter informações para elaboração de um mapa da situação da governança de TI na Administração Pública Federal. Desse levantamento resultou o Acórdão n o 1.603/ Plenário, que traz uma série de recomendações aos órgãos públicos. Identificamos como principais não-conformidades em relação à Governança de TI na AEB os seguintes aspectos: O órgão ainda não possuía Plano Diretor de TI da Informação; Política de Segurança da Informação não formalizada; Aáreadedesenvolvimentodesistemascarecedepadronizaçãodemetodologiade desenvolvimento de software; Os processos de TI ainda não estão mapeados; A AEB não possui quadro de pessoal, nem plano de carreira profissional. 4.3 Segurança da Informação Segurança da informação é a proteção da informação em relação a vários tipos de ameaças para garantir a continuidade do negócio, minimizar o risco e maximizar o retorno sobre os investimentos e as oportunidades de negócio. Segundo a norma ISO/IEC NBR , as ações de segurança da informação objetivam viabilizar e assegurar a disponibilidade, a integridade e a confidencialidade das informações, em que: Confidencialidade refere-se à garantia de que as informações sejam acessíveis apenas para aqueles que estão autorizados a acessá-las; Integridade refere-se à exatidão e a inteireza das informações e métodos de processamento;

28 4.4 Software 26 Disponibilidade refere-se à garantia de que os usuários autorizados tenham acesso às informações e aos ativos associados quando necessário. AInstruçãoNormativan o 01 do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, de 13 de junho de 2008, que disciplina a Gestão de Segurança da Informação e Comunicações na Administração Pública Federal, orienta os órgãos e entidades a implementarem as seguintes ações, no âmbito de sua atuação: Coordenar as ações de segurança da informação e comunicações; Aplicar as ações corretivas e disciplinares cabíveis nos casos de quebra de segurança; Propor programa orçamentário específico para as ações de segurança da informação ecomunicações; Nomear o Gestor de Segurança da Informação e Comunicações; Instituir e implementar uma equipe de tratamento e resposta a incidentes em redes computacionais; Instituir o Comitê de Segurança da Informação e Comunicações (CSI); Elaborar e implantar Política de Segurança da Informação e Comunicações (PSI) e demais normas de segurança da informação e comunicações; Remeter os resultados consolidados dos trabalhos de auditoria de Gestão de Segurança da Informação e Comunicações para o CSI. 4.4 Software Sistemas Desenvolvidos na AEB Sistema de Help Desk (2010) Help Desk é um serviço de apoio a usuários para suporte e resolução de problemas técnicos baseado em filas de atendimento e acordos de níveis de serviço (ANS). Aimplementaçãodefilasfoicriadadeformaafacilitarocontroledechamadose atendimentos. Podem ser criadas filas de acordo com a necessidade. O sistema possui um fluxo que mantém o usuário informado de todas as atividades referentes ao seu chamado

29 4.4 Software 27 e mantem informado todos os técnicos, administradores e gerentes de TI cadastrados no sistema através de mensagens de ou de consulta ao próprio sistema. Um Acordo de Nível de Serviço (ANS ou SLA, do inglês Service Level Agreement) é um acordo firmado entre a área de TI e seu cliente interno, que descreve o serviço de TI, suas metas de nível de serviço, além dos papéis e responsabilidades das partes envolvidas no acordo. Segundo a norma brasileira ABNT NBR ISO/IEC :2008, esse documento deve ser acordado entre os requisitantes ou interessados em um determinado serviço de TI e o responsável pelos serviços de TI da organização, e deve ser revisado periodicamente para certificar-se de que continua adequado ao atendimento das necessidades de negócio da organização Sistema de Gestão de Pessoal - GEPETO (2010) Para a gestão de pessoal, a AEB desenvolveu um sistema de informação intitulado Gestão de Pessoas, Treinamentos e Organização (GEPETO). Esse sistema dispõe de recursos de gerenciamento de funcionários, localização, treinamentos e de informações institucionais. Adicionalmente, viabiliza uma rede social corporativa Business Intelligence - BI-AEB (2010) Business Intelligence éumconjuntodetécnicasutilizadasparaidentificar,extrair eanalisardadosorganizacionais. Osistemagerarelatóriosdeformadinâmicavisando apoiar o processo de tomada de decisão estratégica da organização. Atualmente, está em execução o projeto Business Intelligence (BI) com dados do Programa Espacial Brasileiro, Orçamento, Administração da AEB e Serviços de TI em informações para auxiliar na tomada de decisões para ações, projetos e diversas situações em que a disponibilidade de informações de forma ágil e dinâmica é necessária. O projeto visa ampliar o contexto inicial de forma a se atender as demandas da casa e auxiliar a execução de projetos. Estão sendo transformados os dados relativos ao Programa Espacial Brasileiro, Orçamento e Administração da AEB em informações estratégicas. As informações servirão para gerar vantagem competitiva e auxiliar na tomada de decisões da casa.

30 4.4 Software 28 OprojetoutilizaaplataformaOpen Source Pentaho Community Edition, oquereduziu o custo da implementação do sistema. Os universos disponíveis são: Programa Nacional de Atividades Espaciais - PNAE; HelpDesk; Almoxarifado; Gestão de Pessoas Sistema Gestor de Painéis (2010) Éumsoftwarequegerenciaumconjuntodepainéiscomosindicadoresfornecidos pelo sistema de Business Intelligence, auxiliandoaconsultaeatomadadedecisõesem reuniões através de indicadores pré-definidos e dinâmicos de acordo com a situação. OsoftwaredegerenciamentodepainéisfoidesenvolvidoutilizandoRich Internet Application - RIA com vários indicadores em um monitor e está sendo testado para utilização em múltiplos monitores Sistema Expertise (2010) Éumsoftwaredeagrupamentopersonalizadodefontesdenotíciasdisponibilizadas na Internet de forma a criar uma base de conhecimento organizacional para que possa ser utilizada na tomada de decisões estratégicas. Esse sistema permite formar um ambiente colaborativo em que os usuários leem as notícias, comentando-as e classificando-as para referências futuras. Esses comentários são armazenados em uma base de dados e disponibilizados para consultas posteriores. Também é possível a criação de grupos especializados em determinado tema ou interesse comum Sistema de Monitoramento de TI (2010) Utilizamos o Nagios adaptando-o para a realidade da AEB.

Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI da Agência Espacial Brasileira - AEB 2012-2013

Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI da Agência Espacial Brasileira - AEB 2012-2013 Agência Espacial Brasileira Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI da Agência Espacial Brasileira - AEB 2012-2013 Agência Espacial Brasileira BRASÍLIA - 2012-2013 República Federativa do Brasil

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Governança de TI no Governo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Agenda Agenda Contexto SISP IN SLTI 04/2008 EGTI Planejamento

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Emerson de Melo Brasília Novembro/2011 Principais Modelos de Referência para Auditoria de TI Como focar no negócio da Instituição

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG Forplad Regional Sudeste 22 de Maio de 2013 Erasmo Evangelista de Oliveira erasmo@dgti.ufla.br Diretor de

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL 1 SUMÁRIO DIAGNÓSTICO GERAL...3 1. PREMISSAS...3 2. CHECKLIST...4 3. ITENS NÃO PREVISTOS NO MODELO DE REFERÊNCIA...11 4. GLOSSÁRIO...13 2 DIAGNÓSTICO GERAL Este diagnóstico é

Leia mais

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012 Plano Diretor Tecnologia da Informação 2012-2013 146 Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral Tecnologia da Informação Objetivos Objetivo 1 - Aprimorar a Gestão Pessoas TI (Cobit

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

2014 2015 Versão 1.2

2014 2015 Versão 1.2 2014 2015 Versão 1.2 República Federativa do Brasil Dilma Rousseff Presidente Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI Clelio Campolina Diniz Ministro Agência Espacial Brasileira - AEB José

Leia mais

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 André Luiz Furtado Pacheco, CISA Graduado em Processamento de

Leia mais

Software Livre no Serpro

Software Livre no Serpro Software Livre no SERPRO Apresentador:Sérgio Rosa Diretor 02/03/05 Agenda O SERPRO Fatores Críticos de Sucesso Papel do SERPRO Software Livre no SERPRO Resultados Alcançados Conclusões Empresa Pública

Leia mais

PLANO DIRETOR DE INFORMÁTICA Outubro de 2014

PLANO DIRETOR DE INFORMÁTICA Outubro de 2014 PLANO DIRETOR DE INFORMÁTICA Outubro de 2014 DIVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - DTI PLANO DIRETOR DE INFORMÁTICA - 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVOS 2. CENÁRIO ATUAL DE TI 2.1. AVALIAÇÃO E DIAGNÓSTICO DO CENÁRIO

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 19/4/212 17:17 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário?

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA 1 APRESENTAÇÃO Este conjunto de diretrizes foi elaborado para orientar a aquisição de equipamentos

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES DESENHO DE SERVIÇO Este estágio do ciclo de vida tem como foco o desenho e a criação de serviços de TI cujo propósito será realizar a estratégia concebida anteriormente. Através do uso das práticas, processos

Leia mais

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Marta Suplicy Ministra da Cultura Ana Cristina Wanzeler Secretária-Executiva Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Paulo Cesar Kluge Coordenador-Geral de Tecnologia

Leia mais

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA Coordenação-Geral de Administração e Tecnologia da Informação Coordenação

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

Coren-MG - Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão Modelos de Soluções

Coren-MG - Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão Modelos de Soluções Coren-MG - Tecnologia da Informação Sistema Integrado de Gestão Modelos de Soluções Infraestrutura Projeto Inicial de Infraestrutura Formação de equipe de TI interna; Estruturação de Datacenter; Redução

Leia mais

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A Escola A Escola Superior de Redes da RNP privilegia um ensino totalmente prático. Os laboratórios são montados de forma

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

&&&'( '$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação #$%$

&&&'( '$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação #$%$ &&&'( '$!" Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação #$%$ Governança Corporativa - conjunto de boas práticas para melhoria do desempenho organizacional; - nasce da necessidade

Leia mais

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009.

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. Institui a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação no Governo do Estado do Piauí, cria o Sistema de Governança de Tecnologia da Informação e

Leia mais

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação O que é um comitê de TI? Porque devemos ter? O comitê do MinC Atribuições Composição Agenda Ratificação

Leia mais

Número do Recibo:83500042

Número do Recibo:83500042 1 de 21 06/06/2012 18:25 Número do Recibo:83500042 Data de Preenchimento do Questionário: 06/06/2012. Comitête Gestor de Informática do Judiciário - Recibo de Preenchimento do Questionário: GOVERNANÇA

Leia mais

Diretoria de Informática

Diretoria de Informática Diretoria de Informática Estratégia Geral de Tecnologias de Informação para 2013-2015 EGTI 2013-2015 Introdução: Este documento indica quais são os objetivos estratégicos da área de TI do IBGE que subsidiam

Leia mais

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Conselho Nacional de Arquivos Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos Orientação Técnica n.º 1 Abril / 2011 Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Este documento tem por objetivo

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia

Plano Diretor de Tecnologia Governo Federal Ministério da Cultura Fundação Cultural Palmares Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação 2013 2015 Brasília DF 2013 Presidenta da República Dilma Vana Rousseff Ministério

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Modelo de Referência Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Versão 1.0 Premissas do modelo 1. Este modelo foi extraído do material didático do curso Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia

Leia mais

CTI Coordenadoria de Tecnologia da Informação

CTI Coordenadoria de Tecnologia da Informação Coordenadoria de Tecnologia da Informação Estrutura CTI Infraestrutura e Telecomunicações Suporte Técnico CTI Contratos Desenvolvimento de Sistemas 2 0 0 7 equipe técnica insuficiente. equipamentos obsoletos.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA EM SAÚDE (CTIS)

REGIMENTO INTERNO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA EM SAÚDE (CTIS) Página 1 de 12 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA EM SAÚDE REGIMENTO INTERNO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

Leia mais

PORTARIA-TCU Nº 385, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2009 (Revogada) (Portaria - TCU nº 36, de 31/01/2011, BTCU nº 03, de 31/01/2011)

PORTARIA-TCU Nº 385, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2009 (Revogada) (Portaria - TCU nº 36, de 31/01/2011, BTCU nº 03, de 31/01/2011) PORTARIA-TCU Nº 385, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2009 (Revogada) (Portaria - TCU nº 36, de 31/01/2011, BTCU nº 03, de 31/01/2011) Dispõe sobre as competências da Secretaria de Infraestrutura de Tecnologia da

Leia mais

ATO Nº 232/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 232/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 232/2013 Aprova a Norma Complementar de Procedimentos para Inventariar Ativos de Tecnologia da Informação. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA Art. 1º. A Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação SETIC é um Órgão Suplementar Superior

Leia mais

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Dispõe sobre a Política de Segurança da Informação no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª. Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel 1 Missão Prover soluções de TI, com qualidade, à comunidade da UFPel. 2 Visão Ser referência em governança de TI para a comunidade da UFPel até 2015.

Leia mais

O relacionamento direto com o cliente, respeito mútuo, responsabilidade, flexibilidade e adaptabilidade são os principais valores da Infolux.

O relacionamento direto com o cliente, respeito mútuo, responsabilidade, flexibilidade e adaptabilidade são os principais valores da Infolux. A NOSSA HISTÓRIA A Infolux Informática possui seu foco de atuação voltado para o mercado corporativo, auxiliando micro, pequenas e médias empresas na tarefa de extrair o máximo de benefícios com investimentos

Leia mais

dbnetsys IT Consulting Agregando valor ao seu negócio com soluções de TI

dbnetsys IT Consulting Agregando valor ao seu negócio com soluções de TI Página 1/16 Treinamento GLPI x ITIL 27, 28 e 29 de Novembro 2013 - Faça sua inscrição, Vagas limitadas! 2. Treinamento de GLPI (Gestionnaire libre de parc informatique) em São Paulo/SP Dias 27, 28 e 29

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO BOLETIM

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP SERVIÇOS DE CONSULTORIA EIXO TEMÁCO: GOVERNANÇA DE Implantação de Metodologia de Elaborar e implantar uma metodologia de gerenciamento de projetos no órgão solicitante, com a finalidade de inserir as melhores

Leia mais

República Federativa do Brasil. Dilma Rousseff

República Federativa do Brasil. Dilma Rousseff República Federativa do Brasil Dilma Rousseff Presidente Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI Clelio Campolina Diniz Ministro José Raimundo Braga Coelho Presidente Diretoria de Planejamento

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário

Ministério do Desenvolvimento Agrário Capítulo 1 Ministério do Desenvolvimento Agrário Instituição: Sítio: Caso: Responsável: Palavras- Chave: Ministério do Desenvolvimento Agrário www.mda.gov.br Plano de Migração para Software Livre Paulo

Leia mais

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI)

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI) 00 dd/mm/aaaa 1/15 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação ABRANGÊNCIA Este da Informação abrange todo o IFBA. SUMÁRIO 1. Escopo 2. Documentos de referência 3. Metodologia

Leia mais

dbnetsys IT Consulting Agregando valor ao seu negócio com soluções de TI

dbnetsys IT Consulting Agregando valor ao seu negócio com soluções de TI Página 1/12 Treinamento GLPI x ITIL - 26, 27 e 28 de Agosto 2013 - Faça sua inscrição, Vagas limitadas! 1. Treinamento de GLPI (Gestionnaire libre de parc informatique) em São Paulo/SP Dias 26, 27 e 28

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR NOV/2011 1 Sumário 1 Introdução... 03 2 Políticas de Governança de Auditoria Interna de TI...

Leia mais

ATO Nº 229/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 229/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 229/2013 Aprova a Norma Complementar de Criação da Equipe de Tratamento e Resposta a Incidentes na Rede de Computadores do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação Gestão da Tecnologia da Informação A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho

Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho Versão 1.0 Superintendência da Gestão Técnica da Informação SGI Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Índice INTRODUÇÃO... 3 FINALIDADE...

Leia mais

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV P D T I Plano Diretor de Tecnologia da Informação Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV EQUIPE DE ELABORAÇÃO Plano Diretor

Leia mais

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação ORIGEM e Comunicações Departamento de Segurança da Informação e

Leia mais

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment Cláudio Muniz Machado Cavalcanti claudio.cavalcanti@planejamento.gov.br

Leia mais

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior O PDTI 2014 / 2015 contém um conjunto de necessidades, que se desdobram em metas e ações. As necessidades elencadas naquele documento foram agrupadas

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PETI MPMA 2015 2016 Procuradora Geral de Justiça VERSÃO 1.0 SÃO LUIS MA, 2014 Regina Lúcia de Almeida Rocha Procuradora de Justiça Diretor Geral Luís Gonzaga Martins Coelho

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0 PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Versão 0 1.0 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Presidente Luiz Otávio Pimentel Vice-Presidente Mauro Sodré

Leia mais

Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de TI (GRG e ATHIVA)

Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de TI (GRG e ATHIVA) Projeto 1: Elaboração dos Planos Diretores de TI da Administração Pública de Pernambuco Projeto 2: Elaboração do Plano de Governo em TI Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de

Leia mais

Relatório de Gestão DGTI

Relatório de Gestão DGTI Relatório de Gestão DGTI 1.Contextualização Histórico Administrativa Com o projeto de expansão do Governo Federal que criou os Institutos Federais em todo o Brasil, o antigo Centro Federal de Educação

Leia mais

Modelo de Referência 2011-2012

Modelo de Referência 2011-2012 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI Modelo de Referência 2011-2012 Plano Diretor de Tecnologia de Informação Ministério do Planejamento,

Leia mais

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração.

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração. Cobit e ITIL GOVERNANÇA, GP - RISCO, GP PROJETOS - PMP, SEGURANÇA DAIANA BUENO OUTUBRO 20, 2010 AT 8:00 3.496 visualizações Atualmente, as empresas estão com seus processos internos cada vez mais dependentes

Leia mais

Software Livre e proprietário: Coexistência de diferentes formas de Licenciamento, interoperabilidade e eficiência na inclusão digital e social.

Software Livre e proprietário: Coexistência de diferentes formas de Licenciamento, interoperabilidade e eficiência na inclusão digital e social. Software Livre e proprietário: Coexistência de diferentes formas de Licenciamento, interoperabilidade e eficiência na inclusão digital e social. Palestrante: Paulo Cesar Alves 19/09/2005 Agenda Formulação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2342 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2342 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 15/05/2013-15:50:44 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2342 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1.

Leia mais

Gestão de Contratos: Peculiaridades da JT em Bens e Serviços

Gestão de Contratos: Peculiaridades da JT em Bens e Serviços Gestão de Contratos: Peculiaridades da JT em Bens e Serviços Justiça do Trabalho Fonte: Justiça em Números 2014 - CNJ Fabiano de Andrade Lima - JUNHO - 2015 Investimento TI A Secretaria de Receita Federal

Leia mais

12/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/2012 1/5

12/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/2012 1/5 12/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/2012 1/5 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Uso de Dispositivos Móveis nos Aspectos relativos

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União I Workshop de Governança de TI da Embrapa Estratégia utilizada para

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/01 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União Palestra UNICEUB Estratégia utilizada para implantação da Governança

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL. A importância da Alta Administração na Segurança da Informação e Comunicações

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL. A importância da Alta Administração na Segurança da Informação e Comunicações A importância da Alta Administração na Segurança da Informação e Comunicações Agenda O Problema; Legislação; Quem somos; O que fazer. O problema A informação: é crucial para APF é acessada por pessoas

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social Programa 0465 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - INTERNET II Objetivo Incrementar o grau de inserção do País na sociedade de informação e conhecimento globalizados. Público Alvo Empresas, usuários e comunidade

Leia mais

Política de Segurança da informação e Comunicação

Política de Segurança da informação e Comunicação Política de Segurança da informação e Comunicação 2015-2017 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autores 28/04/2015 1.0 Elementos textuais preliminares Jhordano e Joilson 05/05/2015 2.0 Elementos

Leia mais

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO 10/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Inventário e Mapeamento de Ativos de Informação nos

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais