Construção civil: balanço e perspectivas 2/12/2013

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Construção civil: balanço e perspectivas 2/12/2013"

Transcrição

1 Construção civil: balanço e perspectivas 2/12/2013

2 Balanço 2013

3 As expectativas eram modestas Lançamentos e vendas no mercado imobiliário voltam a crescer; Investimentos em infraestrutura crescem mais fortemente; Taxa de investimento se recupera......garantindo um crescimento setorial próximo ao do PIB. PIB: 3,5% a 4% PIB da construção: 3,5 a 4% Taxa de investimento: 18,8%

4 Mercado Imobiliário, RMSP Acumulado nos primeiros nove meses no ano Mil unidades ,0 41, ,7 34,7 Lançamentos ,0 38,2 Vendas ,3 46,4 Fonte: Embraesp e Secovi

5 jan/09 mar/09 mai/09 jul/09 set/09 nov/09 jan/10 mar/10 mai/10 jul/10 set/10 nov/10 jan/11 mar/11 mai/11 jul/11 set/11 nov/11 jan/12 mar/12 mai/12 jul/12 set/12 nov/12 jan/13 mar/13 mai/13 jul/13 set/13 R$ Bilhões Crédito habitacional 110,0 105,0 100,0 95,0 90,0 85,0 80,0 75,0 70,0 65,0 60,0 55,0 50,0 45,0 40,0 35,0 30,0 25,0 20,0 SBPE: CONTRATAÇÕES ACUMULADAS EM 12 MESES 103,41 Contratação até setembro: Unidades: (+16,5%) Valores: R$ 79,286 bilhões (+35%) Fonte: Abecip

6 jan/2011 fev/2011 mar/2011 abr/2011 mai/2011 jun/2011 jul/2011 ago/2011 set/2011 out/2011 nov/2011 dez/2011 jan/2012 fev/2012 mar/2012 abr/2012 mai/2012 jun/2012 jul/2012 ago/2012 set/2012 out/2012 nov/2012 dez/2012 jan/2013 fev/2013 mar/2013 abr/2013 mai/2013 jun/2013 jul/2013 Total Investimentos infraestrutura Desembolsos BNDES, acumulado em 12 meses (R$ milhões) Infraestrutura Fonte: BNDES Total Infraestrutura

7 Taxa de investimento, % PIB 20,00 19,50 19,00 18,50 18,54 18,00 17,50 17, Fonte: IBGE

8 dez/11 jan/12 fev/12 mar/12 abr/12 Emprego com carteira mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 nov/12 dez/12 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/ Brasil Brasil Fonte MTE. Elaboração SindusCon-SP/FGV

9 Emprego com carteira Acumulado no ano até outubro, comparado ao mesmo período do ano anterior Brasil: 0,93% São Paulo: 1,09% Brasil São Paulo Fonte MTE. Elaboração SindusCon-SP/FGV

10 Emprego com carteira, Brasil Empregados contratados no ano até outubro Fonte: MTE, FGV * Até outubro

11 dez/11 jan/12 fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 nov/12 dez/12 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 Emprego com carteira na construção Crescimento contra mesmo mês do ano anterior 12,00% 10,00% 8,00% 6,00% 4,00% 2,00% 0,00% -2,00% -4,00% Brasil São Paulo Fonte MTE

12 dez/11 jan/12 fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 nov/12 dez/12 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 Emprego com carteira na construção Crescimento contra mesmo mês do ano anterior 12,00% 10,00% 8,00% 6,00% 4,00% 2,00% 0,00% -2,00% -4,00% Imobiliário Infraestrutura Fonte MTE

13 dez/11 jan/12 fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 nov/12 dez/12 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 Emprego com carteira na construção Crescimento contra mesmo mês do ano anterior 20,00% 15,00% 10,00% 5,00% 0,00% -5,00% -10,00% Preparação de terrenos Obras de acambamento Fonte MTE

14 Mil toneladas Consumo de cimento, acumulado em 12 meses jan/2011 fev/2011 mar/2011 abr/2011 mai/2011 jun/2011 jul/2011 ago/2011 set/2011 out/2011 nov/2011 dez/2011 jan/2012 fev/2012 mar/2012 abr/2012 mai/2012 jun/2012 jul/2012 ago/2012 set/2012 out/2012 nov/2012 dez/2012 jan/2013 fev/2013 mar/2013 abr/2013 mai/2013 jun/2013 jul/2013 ago/2013 set/2013 out/ , ,0 Taxa acumulada no ano: -0,53% , , , , , , , ,0 Fonte: SNIC

15 Materiais de construção 16,45% 13,79% 10,27% 4,19% 7,70% 1,84% 7,25% 2,03% Produção da indústria e volume de vendas do comércio Acumulado até outubro Índice de volume de vendas de materiais de construção Produção física industrial por insumos típicos da construção civil Fonte Fonte: da série IBGE original: IBGE

16 INCC-M EVOLUÇÃO ACUMULADA EM ONZE MESES nov/10 nov/11 nov/12 nov/13 INCC - TODOS OS ITENS 6,95 7,21 6,93 7,82 MATERIAIS E EQUIPAMENTOS 5,01 4,00 4,64 6,61 SERVIÇOS 6,49 5,76 4,59 4,09 MÃO DE OBRA 8,73 10,20 9,21 9,47 % Fonte: FGV

17 fev/10 abr/10 jun/10 ago/10 out/10 dez/10 fev/11 abr/11 jun/11 ago/11 out/11 dez/11 fev/12 abr/12 jun/12 ago/12 out/12 dez/12 fev/13 abr/13 jun/13 ago/13 out/13 Resultados da Sondagem de fim de ano 65,00 60,00 55,00 50,00 45,00 40,00 Rentabilidade da empresa Desempenho da empresa 1 Os dados apresentados no gráfico estão dispostos numa escala que vai de 0 a 100, tendo o valor 50 como centro. Isso quer dizer que valores abaixo de 50 podem ser interpretados como um desempenho, ou perspectiva, não favorável.

18 Resultados da Sondagem de fim de ano 65,00 60,00 55,00 50,00 45,00 40,00 35,00 30, Perspectivas de desempenho da empresa Crescimento econômico 1 Os dados apresentados no gráfico estão dispostos numa escala que vai de 0 a 100, tendo o valor 50 como centro. Isso quer dizer que valores abaixo de 50 podem ser interpretados como um desempenho, ou perspectiva, não favorável.

19 Estimativas para 2013 Crescimento do PIB: 2,5% PIB da construção: 2% Emprego com carteira na construção: 1% Produção de materiais: 2,6% Taxa de investimento: 19,3%

20 Perspectivas 2014

21 Expectativas dos empresários em relação a Realização de investimento em máquinas e equipamentos Realização de investimento em novas tecnologias Facilidade no fornecimento de materiais de construção Facilidade de obtenção de mão de obra qualificada Aumento dos lançamentos para média/baixa renda Aumento do crédito imobiliário 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 nov/13 nov/12 nov/11 nov/10

22 Expectativas dos empresários em relação a 90,00 80,00 70,00 60,00 50,00 40,00 30,00 20,00 Empresas estão confiantes no crescimento de médio e longo prazo, mas veem a necessidade de novos estímulos para a economia e uma nova versão para o MCMV 10,00 0,00 Crescimento de médio e longo prazo Nova versão do Programa Minha Casa Minha Vida Necessidades de estímulos do governo

23 Perspectivas para 2014 Crescimento do PIB: 2,0% PIB da construção: 2,8% Emprego com carteira na construção: 1,5% Produção de materiais: 3,6% Taxa de investimento: 19,8%

24 Emprego com carteira na construção, Brasil Fonte: MTE, FGV

Construção civil: cenário atual e perspectivas 06/05/2015

Construção civil: cenário atual e perspectivas 06/05/2015 Construção civil: cenário atual e perspectivas 06/05/2015 Crescimento chinês da construção Taxa de crescimento entre 2007 a 2012 90% 82,61% 83,30% 80% 76,70% 70% 68,07% 60% 50% 40% 41,8% 30% 20% 10% 9,95%

Leia mais

Construção civil: desempenho em 2011 e perspectivas para /12/2011

Construção civil: desempenho em 2011 e perspectivas para /12/2011 Construção civil: desempenho em 2011 e perspectivas para 2012 6/12/2011 Desempenho e perspectivas A revisão do PIB Desempenho da cadeia em 2011 Perspectivas Revisão dos números do PIB 2009 Destaque: Os

Leia mais

Cenário macroeconômico e a construção civil 29/5/2012

Cenário macroeconômico e a construção civil 29/5/2012 Cenário macroeconômico e a construção civil 29/5/2012 O papel da construção no desenvolvimento sustentado Há cinco anos, o setor da construção iniciou um ciclo virtuoso de crescimento: Esse ciclo foi pavimentado

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 1º TRIMESTRE/2013. Versão CPE - ACCB/CCMA/JJA/MAB/RSO 1/37

BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 1º TRIMESTRE/2013. Versão CPE - ACCB/CCMA/JJA/MAB/RSO 1/37 BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 1º TRIMESTRE/2013 Versão 1005133-20100617 CPE - ACCB/CCMA/JJA/MAB/RSO 1/37 1/39 1/74 1/6 INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO ECONOMIA PIB CRESCIMENTO NO ANO 8,0% 7,5% 7,0% 6,0% 5,0%

Leia mais

REVISÃO DE EXPECTATIVAS

REVISÃO DE EXPECTATIVAS 16 CONJUNTURA CONJUNTURA DA CONSTRUÇÃO SETEMBRO 213 REVISÃO DE EXPECTATIVAS O processo de retomada da atividade na construção está sendo mais demorado do que se esperava Ana Maria Castelo e Robson Gonçalves

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

1. Mercado e Construção Civil. 2. Números do Crédito Imobiliário. 3. Informações MCMV. 4. funding. 5. Ações relevantes. 6.

1. Mercado e Construção Civil. 2. Números do Crédito Imobiliário. 3. Informações MCMV. 4. funding. 5. Ações relevantes. 6. Reunião Fev 2016 1. Mercado e Construção Civil 2. Números do Crédito Imobiliário 3. Informações MCMV 4. funding 5. Ações relevantes 6. Pauta CAIXA 2 Mercado de Trabalho Construção Civil #00 Fonte: CAGED

Leia mais

Construção civil: desempenho e perspectivas 10/02/2015

Construção civil: desempenho e perspectivas 10/02/2015 Construção civil: desempenho e perspectivas 10/02/2015 Emprego com Carteira Evolução Recente Fonte: MTE, SindusCon-SP/FGV Emprego com Carteira Segmento Dez 2014 / Dez 2013 Dez 2014 / Nov 2014 dessaz. Acumulado

Leia mais

O SETOR DE PRÉ-FABRICADOS

O SETOR DE PRÉ-FABRICADOS O SETOR DE PRÉ-FABRICADOS Sumário BALANÇO DE 2016 SONDAGEM DE EXPECTATIVAS DA INDÚSTRIA DE PRÉ-FABRICADOS DE CONCRETO PERSPECTIVAS 2 Como começamos 2016 BALANÇO 2016 Inflação de preços livres se manteve

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Análise e Perspectivas do Mercado Imobiliário

Análise e Perspectivas do Mercado Imobiliário Análise e Perspectivas do Mercado Imobiliário Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP Foreci 02/06/2017 Cenário Econômico Principais indicadores econômicos PIB do Brasil -Taxa de crescimento no ano

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P D E Z E M B R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 9,0 bilhões Saldo: R$ 516,0 bilhões Financiamentos

Leia mais

Conjuntura Econômica e o Mercado Imobiliário

Conjuntura Econômica e o Mercado Imobiliário Conjuntura Econômica e o Mercado Imobiliário Ricardo Yazbek Vice Presidente do Secovi-SP IBAPE - 16/09/2016 Economia Produto Interno Bruto do Brasil (%) 0,5% 4,4% 1,4% 3,1% 1,1% 5,8% 3,2% 4,0% 6,1% 5,1%

Leia mais

Construção CUSTOS DESACELERAM. Materiais de construção consumo e produção. Mercado imobiliário 23. Investimentos em habitação 24

Construção CUSTOS DESACELERAM. Materiais de construção consumo e produção. Mercado imobiliário 23. Investimentos em habitação 24 CONJUNTURA DA CONSTRUÇÃO OUTUBRO 214 21 INDICADORES Indicadores da Construção CUSTOS DESACELERAM O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do Estado de sem desoneração, ou seja, que considera a

Leia mais

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA Fatores válidos para recolhimento em 01/02/2017 JANEIRO 3,4634 3,3316 3,1086 2,9486 2,7852 2,6042 2,3996 2,2471 2,0710 1,9331 1,8123 1,6867 FEVEREIRO 3,4534 3,3078 3,0941 2,9384 2,7727 2,5859 2,3888 2,2349

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P F E V E R E I R O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 24 de março de 2017 Crédito imobiliário totaliza R$ 2,95 bilhões

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P O U T U B R O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 26 de outubro de 2017 Crédito imobiliário atinge R$ 3,41 bilhões

Leia mais

abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012

abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012 abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012 ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO Índice 127,6 126,9 126,5 Condições Atuais do Empresário do Comércio 102,2-1,1% -3,9% Economia

Leia mais

A INDÚSTRIA DE PRÉ-FABRICADOS DE CONCRETO. Fundação Getulio Vargas

A INDÚSTRIA DE PRÉ-FABRICADOS DE CONCRETO. Fundação Getulio Vargas A INDÚSTRIA DE PRÉ-FABRICADOS DE CONCRETO Fundação Getulio Vargas FGV Março 2015 A SONDAGEM ABCIC DESEMPENHO RECENTE DA CONSTRUÇÃO A Sondagem - Metodologia EMPRESAS A Sondagem - Metodologia Temas Pesquisados

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 2,6 bilhões Saldo: R$ 503,8 bilhões Financiamentos

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 1,7 bilhões Saldo: R$ 540,3 bilhões Financiamentos

Leia mais

Banco de Dados da CBIC

Banco de Dados da CBIC 08.12.11 Banco de Dados da CBIC www.cbicdados.com.br ALGUMAS CONSIDERAÇÕES A construção vem registrando incremento consistente em suas atividades desde 2004, deixando para trás décadas de dificuldades.

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U N H O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 173 milhões Saldo: R$ 517,6 bilhões Financiamentos

Leia mais

Desafios do crescimento. Março de 2008

Desafios do crescimento. Março de 2008 Insumos da Construção Desafios do crescimento Março de 2008 Insumos da construção: desafios do crescimento Crescimento da construção A pressão dos preços O mercado de materiais de construção O que pode

Leia mais

Esgotamento do Funding Tradicional?

Esgotamento do Funding Tradicional? Esgotamento do Funding Tradicional? Novos instrumentos vão vigorar no curto prazo? Gueitiro Matsuo Genso 12ª Conferência Internacional da LARES São Paulo 19 a 21 de setembro, 2012 Agenda Relevância no

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 25 de maio de 2017 Crédito imobiliário totaliza R$ 3,13 bilhões em abril

Leia mais

Panorama do Mercado Imobiliário

Panorama do Mercado Imobiliário Panorama do Mercado Imobiliário Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP Entendendo o Mercado Imobiliário Leis 4.380 (BNH) e 4.591 (Incorporação Imobiliária) Extinção do BNH Pré- 1964 1964 1966 1986

Leia mais

Os principais indicadores de atividade do setor

Os principais indicadores de atividade do setor junho 212 21 Sinais positivos da atividade setorial Indicadores da Construção Os principais indicadores de atividade do setor da construção continuam refletindo um cenário de crescimento, ou seja, as empresas

Leia mais

Em outubro, o Custo Unitário Básico (CUB)

Em outubro, o Custo Unitário Básico (CUB) DEZEMBRO 213 21 INDICADORES Indicadores da Construção CUSTOS SETORIAIS EM ALTA Em outubro, o Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do Estado de, que acompanha a evolução dos preços junto às construtoras,

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

INDICADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL

INDICADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL JUNHO/2014, ANO X, N.º 06 (Atualizado em 14/08/2014) Período Produção Física Industrial** Insumos Típicos da CC (série sem ajuste sazonal) base: média de 2012 = 100 2012 Jan 93,50 5.305.205 866.300 Fev

Leia mais

EM junho e julho, o setor da construção não sustentou

EM junho e julho, o setor da construção não sustentou JUNHO 212 21 EM RITMO MAIS LENTO Indicadores da Construção EM junho e julho, o setor da construção não sustentou o ritmo observado nos meses anteriores. Menos obras estão se iniciando e as construtoras

Leia mais

No último trimestre do ano, a Sondagem da Construção

No último trimestre do ano, a Sondagem da Construção DEZEMBRO 212 21 A pressão crônica dos custos da mão de obra Indicadores da Construção No último trimestre do ano, a Sondagem da Construção revelou que o empresário ficou mais otimista em relação às perspectivas

Leia mais

INDICADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL

INDICADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL MAIO/2015, ANO XI, N.º 05 (Atualizado em 17/07/2015) Período Produção Física Industrial** Insumos Típicos da CC (série sem ajuste sazonal) base: média de 2012 = 100 2012 Jan 93,50 5.305.205 866.300 Fev

Leia mais

INDICADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL

INDICADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL ABRIL/2015, ANO XI, N.º 04 (Atualizado em 16/06/2015) Período Produção Física Industrial** Insumos Típicos da CC (série sem ajuste sazonal) base: média de 2012 = 100 2012 Jan 93,50 5.305.205 866.300 Fev

Leia mais

Para Onde Caminha a Demanda?

Para Onde Caminha a Demanda? Para Onde Caminha a Demanda? Comissão da Indústria Imobiliária Data: 23/maio/2014 Demanda O que move o mercado imobiliário? Dinâmica familiar: processo de formação de novas famílias, que é influenciado

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A G O S T O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 3,5 bilhões Saldo: R$ 495,4 bilhões Financiamentos

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DO CEARÁ (CE) - JUL-AGO

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DO CEARÁ (CE) - JUL-AGO ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DO CEARÁ (CE) - JUL-AGO 2017 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico SUMÁRIO Ilustração 1

Leia mais

Indústria da construção mostra pequenos sinais de melhora

Indústria da construção mostra pequenos sinais de melhora SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 3 Número 9 setembro de 2012 www.cni.org.br Destaques ANÁLISE ECONÔMICA Desempenho menos negativo ainda não aponta

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 28 de junho de 2016 Em maio, crédito imobiliário somou R$ 3,9 bilhões Poupança

Leia mais

ÍNDICE SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 12 DEZEMBRO 2016 1 ÍNDICE SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04 1.2 SALDO

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

Subtítulo da Apresentação

Subtítulo da Apresentação Subtítulo da Apresentação MOTIVAÇÃO METODOLOGIA 15 cidades analisadas Análise do valor médio dos imóveis cadastrados no VivaReal 15 cidades + 1,8 mi Maior Base de imóveis entre os portais Análise de Intenção

Leia mais

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14 31-jan-14 a - Juros 6.691.919,50 a - Juros 1.672.979,81 b - Amortização 3.757.333,97 b - Amortização 939.333,65 a - Saldo atual dos CRI Seniors (984.936.461,48) b - Saldo atual dos CRI Junior (246.234.105,79)

Leia mais

SECOVI. Teotonio Costa Rezende. Diretor Executivo de Habitação Caixa Econômica Federal

SECOVI. Teotonio Costa Rezende. Diretor Executivo de Habitação Caixa Econômica Federal SECOVI Teotonio Costa Rezende Diretor Executivo de Habitação Caixa Econômica Federal Sumário Plano de Negócios Cenário Medidas para aumentar o crédito PMCMV Faixa 1,5 Expectativas PMCMV 2017 Histórico

Leia mais

EVOLUÇÃO DO EMPREGO E IMPACTOS DA CONSTRUÇÃO PESADA NA ECONOMIA

EVOLUÇÃO DO EMPREGO E IMPACTOS DA CONSTRUÇÃO PESADA NA ECONOMIA EVOLUÇÃO DO EMPREGO E IMPACTOS DA CONSTRUÇÃO PESADA NA ECONOMIA Base dados: Abril 2017 (RAIS/CAGED), 4º Trimestre 2016 (PNAD Contínua) Atualizados em: 17/05/2017 Sumário Executivo Emprego na construção

Leia mais

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO 2010 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico AD HOC Revisão Técnica: José Varela Donato SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS

Leia mais

Os sérios desafios da economia. Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016

Os sérios desafios da economia. Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016 Os sérios desafios da economia Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016 1 Os números da economia brasileira que o novo governo precisa enfrentar 11,089 milhões Número de desempregados no Brasil,

Leia mais

CENÁRIO ECONÔMICO 2017:

CENÁRIO ECONÔMICO 2017: CENÁRIO ECONÔMICO 2017: Lenta recuperação após um longo período de recessão Dezembro 2016 AVALIAÇÃO CORRENTE DA ATIVIDADE ECONÔMICA A RECUPERAÇÃO DA CONFIANÇA DO EMPRESARIADO E DO CONSUMIDOR MOSTRAM ACOMODAÇÃO

Leia mais

Indicadores SEBRAE-SP

Indicadores SEBRAE-SP Indicadores SEBRAE-SP Pesquisa de Conjuntura (resultados de novembro de 2012) Janeiro/13 Destaques No mês de novembro de 2012 o faturamento real das micro e pequenas empresas (MPEs) apresentou aumento

Leia mais

Seminário Setorial de Construção Civil. Carlos Antônio Vieira Fernandes Gerente Nacional GECRI 05 OUT 10

Seminário Setorial de Construção Civil. Carlos Antônio Vieira Fernandes Gerente Nacional GECRI 05 OUT 10 Seminário Setorial de Construção Civil Carlos Antônio Vieira Fernandes Gerente Nacional GECRI 05 OUT 10 O papel da CEF como fomentador e financiador do setor; Evolução dos investimentos do setor Perspectivas

Leia mais

BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO

BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 2001 2010 A DÉCADA DA RETOMADA CELSO PETRUCCI Diretor Executivo Economista-chefe do Secovi-SP Versão 1005133-20100617 CPE CPE - ACCB/CCMA/JJA/MAB/RSO - ACCB/JJA/MAB/RSO 1/37

Leia mais

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015 Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Mercado Imobiliário Brasileiro - VGL 2011-7% 2012 13% 2013 R$ 85,6 bilhões R$ 79,7 bilhões R$ 90,4 bilhões

Leia mais

e Indicadores Brasileiros Nº 1/2 Junho de 2012

e Indicadores Brasileiros Nº 1/2 Junho de 2012 Notícias do Comércio Internacional e Indicadores Brasileiros Nº 1/2 Junho de 2012 Sindmóveis - Projeto Orchestra Brasil www.sindmoveis.com.br www.orchestrabrasil.com.br Realização: inteligenciacomercial@sindmoveis.com.br

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO BALANÇA COMERCIAL 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES 50.000 44.703 46.457 45.166 40.000 30.000 24.794

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO 60,000 50,000 47,284 47,842 44,703 46,457 40,032 37,841 40,000 33,641

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO 60,000 50,000 47,284 47,842 44,703 46,457 40,032 37,841 40,000 33,641 BALANÇA COMERCIAL 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES 60,000 50,000 24,794 33,641 44,703 46,457 40,032

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Sindipetro RJ. Petroleiros do Rio de Janeiro. Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE. julho de 2012

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Sindipetro RJ. Petroleiros do Rio de Janeiro. Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE. julho de 2012 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Petroleiros do Rio de Janeiro Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE julho de 2012 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-setembro-2011 até 31-agosto-2012

Leia mais

Desempenho da Construção Civil no Brasil e em Minas Gerais em 2015 e perspectivas

Desempenho da Construção Civil no Brasil e em Minas Gerais em 2015 e perspectivas Desempenho da Construção Civil no Brasil e em Minas Gerais em 2015 e perspectivas Assessoria Econômica/Sinduscon-MG Dezembro/2015 1 Uma visão geral do cenário nacional 2 2015: O ano para ser esquecido

Leia mais

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE DOCUMENTO 2 LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE 100.105.025 644425 10 10 fev/05 fev/10 9660 10/10/2005 13/10/2005

Leia mais

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Aquário 25 Dez 1939 Vênus Em Peixes 18 Jan 1940 Vênus Em Áries 12 Fev 1940 Vênus Em Touro 8 Mar 1940 Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Câncer 6 Maio 1940 Vênus Em Gêmeos 5 Jul 1940 Vênus Em

Leia mais

Evolução recente da indústria e importância do varejo de materiais de construção

Evolução recente da indústria e importância do varejo de materiais de construção Evolução recente da indústria e importância do varejo de materiais de construção Walter Cover (Presidente Executivo - ABRAMAT) Evento Fórum Momentos e Tendências do Varejo Brasileiro Para Materiais de

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Julho Tema: Emprego

Boletim de Conjuntura Econômica Julho Tema: Emprego Boletim de Conjuntura Econômica Julho Tema: Emprego 1º. Semestre o Setor de Serviços é destaque na geração de Empregos Veja a evolução do emprego no 1º. Semestre de 21: Evol. do Emprego por setor (Jan

Leia mais

Momento Econômico e Perspectivas de um Novo Mercado. Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP VPITU. 27/10/2016 Construindo o Grande ABC

Momento Econômico e Perspectivas de um Novo Mercado. Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP VPITU. 27/10/2016 Construindo o Grande ABC Momento Econômico e Perspectivas de um Novo Mercado Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP 27/10/2016 Construindo o Grande ABC VPITU Economia 2 Atividade econômica - % de crescimento do PIB no Brasil

Leia mais

Balanço Anual 2016 e Perspectivas Coletiva de Imprensa 06/02/2017

Balanço Anual 2016 e Perspectivas Coletiva de Imprensa 06/02/2017 Balanço Anual 2016 e Perspectivas 2017 Coletiva de Imprensa 06/02/2017 O PANO DE FUNDO INTERNACIONAL: PIB TRIMESTRAL Comparativo Internacional (Variação % em volume em relação aos 4 trimestres imediatamente

Leia mais

Mercado Imobiliário. Celso Petrucci. Economista-Chefe do SecoviSP. 16ª Conferência Internacional da LARES

Mercado Imobiliário. Celso Petrucci. Economista-Chefe do SecoviSP. 16ª Conferência Internacional da LARES Mercado Imobiliário Celso Petrucci Economista-Chefe do SecoviSP 16ª Conferência Internacional da LARES Economia 2 Atividade econômica - de crescimento do PIB no Brasil Impeachment da Presidente Dilma Roussef

Leia mais

Coletiva de Imprensa

Coletiva de Imprensa Coletiva de Imprensa ABECIP 1º Semestre 2014 Octavio de Lazari Junior Presidente - Abecip São Paulo, 24 Julho de 2014 Pauta: 1) Conjuntura Econômica 2) Carteiras de Crédito 3) Financiamento Imobiliário

Leia mais

Janeiro/ BRASIL. Análise do emprego. Brasil Janeiro/2014

Janeiro/ BRASIL. Análise do emprego. Brasil Janeiro/2014 Janeiro/2014 - BRASIL Análise do emprego Brasil Janeiro/2014 2014. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente O papel do BNDES no desenvolvimento brasileiro nos próximos anos ANEFAC São Paulo, 30 de julho de 2012 Luciano Coutinho Presidente Papel dos Bancos de Desenvolvimento no mundo Apoiar e financiar o desenvolvimento

Leia mais

Retomada do Investimento e Democratização do Crédito

Retomada do Investimento e Democratização do Crédito Destaques 22 de 14 Outubro de Abril de 29 2 Nº Nº 9 11 Retomada do Investimento e Democratização do Crédito - O desempenho recente do BNDES está, em grande medida, associado a três processos: (1) continuidade

Leia mais

INDICADORES SETORIAIS E MACROECONÔMICOS

INDICADORES SETORIAIS E MACROECONÔMICOS INDICADORES SETORIAIS E MACROECONÔMICOS DEZEMBRO 2014 INCTF INCTL IGPM IPCA INPC ICV OUTROS ÍNDICE VARIAÇÃO MÊS (%) VARIAÇÃO ANO (%) VARIAÇÃO 12 MESES (%) Índice Nacional do Custos do Transporte de Carga

Leia mais

INDICADORES SETORIAIS E MACROECONÔMICOS

INDICADORES SETORIAIS E MACROECONÔMICOS INDICADORES SETORIAIS E MACROECONÔMICOS MAIO 2015 INCTF INCTL IGPM IPCA INPC ICV OUTROS ÍNDICE VARIAÇÃO MÊS (%) VARIAÇÃO ANO (%) VARIAÇÃO 12 MESES (%) Índice Nacional do Custos do Transporte de Carga Fracionada

Leia mais

Concessões de Crédito - Recursos Livres Variação acumulada em 12 meses. fev/15. nov/14. mai/14. mai/15. ago/14 TOTAL PF PJ

Concessões de Crédito - Recursos Livres Variação acumulada em 12 meses. fev/15. nov/14. mai/14. mai/15. ago/14 TOTAL PF PJ ASSESSORIA ECONÔMICA Dados divulgados entre os dias 24 de julho e 28 de julho Crédito O estoque total de crédito do sistema financeiro nacional (incluindo recursos livres e direcionados) registrou variação

Leia mais

VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%)

VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%) PIB 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%) 9.0 8.0 7.6 7.0 6.0 5.0 4.0 3.0 2.0 1.0-1.0 4.4 1.3 3.1 1.2 5.7 3.1 4.0 6.0

Leia mais

Porto Alegre FEDERAÇÃO DAS SANTAS CASAS DO RS. Cenário Econômico e Perspectivas 2017

Porto Alegre FEDERAÇÃO DAS SANTAS CASAS DO RS. Cenário Econômico e Perspectivas 2017 Porto Alegre FEDERAÇÃO DAS SANTAS CASAS DO RS Cenário Econômico e Perspectivas 2017 16 de dezembro 2016 1985 T3 1986 T4 1988 T1 1989 T2 1990 T3 1991 T4 1993 T1 1994 T2 1995 T3 1996 T4 1998 T1 1999 T2 2000

Leia mais

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES SETOR EXTERNO BALANÇA COMERCIAL out/02 jan/03 abr/03 jul/03 out/03 jan/04 abr/04 jul/04 out/04 jan/05 abr/05 jul/05 out/05 jan/06 abr/06 jul/06 out/06 jan/07 abr/07 jul/07 out/07 jan/08 abr/08 jul/08 out/08

Leia mais

Conjuntura Econômica e Mercado Imobiliário. Celso Petrucci. Economista-Chefe do Secovi-SP

Conjuntura Econômica e Mercado Imobiliário. Celso Petrucci. Economista-Chefe do Secovi-SP Conjuntura Econômica e Mercado Imobiliário Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP Entendendo o Mercado Imobiliário Leis 4.380 (BNH) e 4.591 (Incorporação Imobiliária) Pré - 1964 Mercado Desregulado

Leia mais

PIB BRASILEIRO (variação anual, %)

PIB BRASILEIRO (variação anual, %) PIB PIB BRASILEIRO (variação anual, %) 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 7.5 7.0 5.0 3.0 1.0 4.4 1.4 3.1 1.1 5.8 3.2 4.0 6.1 5.1 4.0 1.9 3.0

Leia mais

200 180 Indice (abr/2004=100) 160 140 120 100 80 dez/97 jun/98 dez/98 jun/99 dez/99 jun/00 dez/00 jun/01 dez/01 jun/02 dez/02 jun/03 dez/03 jun/04 dez/04 jun/05 dez/05 jun/06 dez/06 jun/07 dez/07 Faturamento

Leia mais

VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%)

VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%) PIB 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 VARIAÇÃO ANUAL DO PIB BRASILEIRO (%) 7.5 7.0 5.0 3.0 1.0 4.4 1.4 3.1 1.1 5.8 3.2 4.0 6.1 5.1 3.9 1.9 3.0

Leia mais

FINDES Federação das Indústrias do Espírito Santo

FINDES Federação das Indústrias do Espírito Santo FINDES Federação das Indústrias do Espírito Santo 30 de novembro de 2017 Leo de Castro Presidente do Sistema Findes Crescimento Econômico Capixaba e Brasileiro Evolução do PIB Trimestral Variação (%) acumulada

Leia mais

ÍNDICE BRASILEIROS ENFRENTAM SEGUNDO ANO DE CRISE EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE BRASILEIROS ENFRENTAM SEGUNDO ANO DE CRISE EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 11 NOVEMBRO 2016 1 ÍNDICE BRASILEIROS ENFRENTAM SEGUNDO ANO DE CRISE... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04

Leia mais

Série 108 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15

Série 108 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15 31-jan-15 a - Saldo atual dos CRI Seniors (37.502.102,11) c - Saldo devedor total da carteira, encargos e valores a processar 37.502.133,30 f - Excedente / (Falta) 1.034,16 28-fev-15 a - Saldo atual dos

Leia mais

Dados Estatísticos Portabilidades. Setembro/2013

Dados Estatísticos Portabilidades. Setembro/2013 Dados Estatísticos Portabilidades Setembro/2013 Índice Termos Técnicos Utilizados... 3 Dados Quantitativos Evolução Mensal do Número de Portabilidades Cadastradas... 13 Apresentação de Resultados Tabela

Leia mais

EVOLUÇÃO DO EMPREGO E IMPACTOS DA CONSTRUÇÃO PESADA NA ECONOMIA

EVOLUÇÃO DO EMPREGO E IMPACTOS DA CONSTRUÇÃO PESADA NA ECONOMIA EVOLUÇÃO DO EMPREGO E IMPACTOS DA CONSTRUÇÃO PESADA NA ECONOMIA Base dados: Outubro 2016 (RAIS/CAGED), 3º Trimestre 2016 (PNAD Contínua) Atualizados em: 25/11/2016 Emprego na Construção Out/14 a Out/16

Leia mais

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Número 11, Fevereiro/2015 www.ratingdeseguros.com.br 1 Objetivo: O objetivo desta é ser uma avaliação mensal desse segmento e seus setores relacionados (resseguro,

Leia mais

Superintendência de Planejamento, Orçamento e Custos

Superintendência de Planejamento, Orçamento e Custos Superintendência de Planejamento, Orçamento e Custos Atividade Econômica PIB - Crescimento anual (%) 4, 4,1 4,5 3,2 3,1 3,5 2,1 1,7 2, 4,8 3,6 2, 2 211 212 213 214 215 216 217* 218* * Projeções do FMI

Leia mais

Celso Petrucci Economista pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado FECAP Iniciou as atividades em crédito imobiliário em 1976, na Diretoria

Celso Petrucci Economista pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado FECAP Iniciou as atividades em crédito imobiliário em 1976, na Diretoria Celso Petrucci Economista pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado FECAP Iniciou as atividades em crédito imobiliário em 1976, na Diretoria de Programas Habitacionais da Nossa Caixa/Nosso Banco;

Leia mais

Macroeconomia Fernando Honorato Barbosa. Economista-Chefe Diretor DEPEC

Macroeconomia Fernando Honorato Barbosa. Economista-Chefe Diretor DEPEC 11 Informação Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia.

Leia mais

Resultados de novembro

Resultados de novembro Em novembro de sobre novembro de 2015, as micro e pequenas empresas (MPEs) paulistas apresentaram queda de 2,9% no faturamento, descontando a inflação. Por setores, no período, os resultados para o faturamento

Leia mais

ÍNDICE A ECONOMIA BRASILEIRA VOLTOU A CRESCER? EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE A ECONOMIA BRASILEIRA VOLTOU A CRESCER? EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 02 FEVEREIRO 2017 1 ÍNDICE A ECONOMIA BRASILEIRA VOLTOU A CRESCER?... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04 1.2

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Abril de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Números de Mercado 2 Mercado de Cartões 2008 Indicadores

Leia mais

A economia do Rio de Janeiro Estado e Capital

A economia do Rio de Janeiro Estado e Capital A economia do Rio de Janeiro Estado e Capital William Figueiredo Divisão de Estudo Econômicos do Rio de Janeiro (DIERJ) Gerência de Estudos Econômicos (GEE) Rio de Janeiro, 27 de junho de 2017 Estado do

Leia mais

ÍNDICE DESEMPREGO COM VIDA LONGA? EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE DESEMPREGO COM VIDA LONGA? EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 07 JULHO 2016 1 ÍNDICE DESEMPREGO COM VIDA LONGA?... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04 1.2 SALDO ANUAL DE

Leia mais

Neste balanço apresentaremos indicadores do setor da Construção Civil nos últimos anos e previsões para o fechamento de 2015.

Neste balanço apresentaremos indicadores do setor da Construção Civil nos últimos anos e previsões para o fechamento de 2015. Balanço 2015 Conteúdo Neste balanço apresentaremos indicadores do setor da Construção Civil nos últimos anos e previsões para o fechamento de 2015. Indicadores: PIB (VAB) Emprego Crédito Mercado Investimentos

Leia mais

Bancos financiam crescentemente a produção

Bancos financiam crescentemente a produção Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nota do dia 25 de julho de 2007 Fontes: Bacen, IBGE e CNI Elaboração: Febraban Bancos financiam crescentemente a produção Pessoa Jurídica O crédito destinado

Leia mais

XII Conferência Internacional LARES

XII Conferência Internacional LARES XII Conferência Internacional LARES Latin American Real Estate Society Octavio de Lazari Junior Presidente - ABECIP LARES 19 de setembro de 2012 - São Paulo XII Conferência Internacional LARES Esgotamento

Leia mais