VOLVO BUS latin america. ônibus volvo. qualidade de vida no transporte.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VOLVO BUS latin america. ônibus volvo. qualidade de vida no transporte. www.volvo.com/onibus"

Transcrição

1 VOLVO BUS latin america ônibus volvo. qualidade de vida no transporte

2 EURO 5 ou PROCONVE FASE 7 é uma legislação ambiental, aplicada a caminhões e ônibus, com o objetivo de reduzir o impacto das emissões de gases poluentes. Todos os veículos produzidos no Brasil a partir de 1º de janeiro de 2012 devem atender ao EURO 5. A preocupação com o meio ambiente é um dos pilares de sustentação da Volvo. Desta forma, a Volvo apoia esta lei e esclarece suas dúvidas.

3 O que muda no ônibus? Para atender a esta legislação, a partir de 2012, os novos ônibus Volvo terão um sistema chamado SCR, que neutraliza o óxido de nitrogênio (NOx) no sistema de escapamento. Isso é realizado dentro do catalisador, que substitui o atual silencioso e precisa de um líquido especial, chamado Arla 32. Injetado no sistema de escapamento, o Arla 32 transforma o NOx gerado na combustão em uma substância inofensiva. Para o funcionamento desse sistema, os veículos Euro 5 devem ter um pequeno tanque adicional para o Arla 32. Ou seja os ônibus terão 2 tanques: um para o Diesel e o outro para o Arla 32. Onde é encontrado o Arla 32? O Arla 32 poderá ser encontrado em toda a Rede de Concessionárias Volvo e também nos principais postos de combustível. SCR Funcionamento do Sistema Reservatório do ARLA32 1 O tamanho do tanque pode variar dependendo da aplicação. 2 Bomba Arla32 Aspira o Arla32 de seu reservatório e bombeia-o para a unidade dosadora. 3 Unidade Dosadora Injeta o Arla32 nos gases de exaustão. 4 Conversor Catalítico Incorporado ao silenciador, aquece o Arla32 a temperatura acima de 200ºC e converte o NOx em vapor d água e nitrogênio.

4 como abastecer o veículo: A partir de 2012, os ônibus deverão ser abastecidos somente com o diesel de baixo enxofre S50 e, em 2013, com o diesel S10, que são menos poluentes. Outra vantagem é o melhor rendimento, principalmente nas partidas a frio. Os veículos antigos também podem ser abastecidos com o diesel S50 sem nenhum prejuízo. Atenção: na hora de abastecer, os postos poderão oferecer mais de um tipo de diesel com diferentes quantidades de enxofre.

5 Atenção: É obrigatório o uso do Arla 32? Com o SCR é permitido usar apenas o Arla 32. O uso de outros líquidos podem causar problemas sérios no veículo e até mesmo a inutilização do sistema de escapamento, além de não reduzir as emissões dos gases nocivos ao meio ambiente. Se não houver o uso correto do Arla 32, o veículo entra em modo de proteção, limitando a potência gradativamente. A partir de 2012, o Arla 32 estará disponível no Brasil e em alguns países da América do Sul. Antes de viajar, verifique a legislação de emissões do país de destino.

6 Melhor solução para o arla 32 A Volvo está trabalhando com as principais empresas químicas e de petróleo para criar soluções inteligentes para uma rede de distribuição do Arla 32. Existem muitas empresas que oferecem o Arla32 e sistemas com equipamentos de tanques completos já prontos para entrega. Atenção: O Arla 32 tem seu tanque próprio de abastecimento. Nunca deve ser misturada ao diesel. Entre em contato com a concessionária mais próxima para obter mais informações sobre como e quando o Arla 32 estará disponível em sua região.

7 Recomendações Volvo: Nunca deixe o tanque de Arla 32 vazio. Certifique-se de ter abastecido o suficiente para a viagem. Sem o Arla 32 o veículo perde potência, pode parar e poluirá mais. Não use produtos que não sejam o Arla 32, nem reutilize ou use recipientes para manuseio ou estocagem do produto, e cuidado na limpeza dos tanques. Danifica o sistema de combustível, pós-tratamento e outros e pode ocasionar parada não planejada. Utilizar somente combustível recomendado para o EURO 5 (máximo 50ppm de enxofre). Danos aos sistema de combustível, poderá ocasionar parada não planejada e perda de potência. Durante o abastecimento, caso ocorra vazamento do Arla 32: Limpe a região (o produto não é nocivo em contato com a pele apenas com os olhos). Não reaproveite o produto. Faça o descarte correto. O Arla 32 em contato com os metais e conexões elétricas causa corrosão que poderá ocasionar parada não planejada e perda de potência. O veículo poderá apresentar fumaça branca quando estiver com o motor frio e em região de baixa temperatura. Essa característica é normal, devido à água no sistema de escapamento. A fumaça branca reduzirá à medida que o motor aquece. Para mais detalhes, consulte uma Concessionária Volvo.

8 Volvo do Brasil Veículos Ltda. Av. Juscelino K. Oliveira, CIC Curitiba - Paraná - Brasil Linha Direta Volvo

Os ganhos ambientais para a sociedade

Os ganhos ambientais para a sociedade Proconve P7 Diesel e emissões A nova legislação 2012 Tudo o que você deve saber sobre o proconve P7 A nova etapa Proconve P7 estabelece limites de emissões mais rígidos para veículos pesados a diesel.

Leia mais

Perguntas mais Frequentes

Perguntas mais Frequentes Perguntas mais Frequentes 1. O que significa PROCONVE fases P7 e L6? PROCONVE é o Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, criado pelo conselho Nacional de Meio Ambiente - CONAMA.

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50 DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50 1) O que são os Diesel S-50 e S-10? Significa Diesel de Baixo Teor de Enxofre. Aqui no Brasil são dois os tipos que serão utilizados em veículos: o S-50 e o S-10.

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50. Fonte: Metalsinter

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50. Fonte: Metalsinter DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50 1) O que são os Diesel S-50 e S-10? Significa Diesel de Baixo Teor de Enxofre. Aqui no Brasil são dois os tipos que serão utilizados em veículos: o S-50 e o S-10.

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-10

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-10 DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-10 1) O que significa DBTE? Diesel de Baixo Teor de Enxofre. Aqui no Brasil são dois os tipos: o S-50 (2012) e o S-10 a partir de 2.013, onde S= enxofre, 10 ou 50 ppm=

Leia mais

Por: Marco Lassen. Diesel

Por: Marco Lassen. Diesel Por: Marco Lassen Diesel Óleo Diesel e a Evolução do Teor de Enxofre Evolução do Teor de Enxofre 3 Legislação e Teor de Enxofre 2000 ppm 350 ppm 500 ppm 10 ppm 50 ppm 10 ppm EUROPA EURO III EURO IV EURO

Leia mais

Informativo de Assistência Técnica Brasil

Informativo de Assistência Técnica Brasil Informativo de Assistência Técnica Brasil 010/12 29 Agosto 2012 AA/SBZ1-TSS Emitente: Mauricio Pimenta Destinatário Assunto Rede Bosch Diesel Center e Bosch Truck Service Lançamento do Sistema Bosch de

Leia mais

2º Workshop Alternativas Energéticas

2º Workshop Alternativas Energéticas 2º Workshop Alternativas Energéticas SETPESP em 11/08/2011 Resumo das Palestras Em complemento ao 1º Workshop realizado no SETPESP em 12/05 p.p., foram convidadas as empresas PETROBRÁS e YARA para abordar

Leia mais

Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation

Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation Substitui a edição 01 do VBI de 08.2012. As alterações estão marcadas com um traço vertical (l) na margem. Nota: Sempre verifique a versão mais atualizada

Leia mais

dicas volvo Fluído de Arrefecimento VM* você SABE PARA QUE SERVE O FLUÍDO DE ARREFECIMENTO? VAMOS CONHECÊ-LO MELHOR?!

dicas volvo Fluído de Arrefecimento VM* você SABE PARA QUE SERVE O FLUÍDO DE ARREFECIMENTO? VAMOS CONHECÊ-LO MELHOR?! 20 dicas volvo Fluído de Arrefecimento VM* você SABE PARA QUE SERVE O FLUÍDO DE ARREFECIMENTO? VAMOS CONHECÊ-LO MELHOR?! * Válido para veículos a partir do chassi 107000 É ISSO AÍ! MANTENHA A MANUTENÇÃO

Leia mais

Evolução dos Motores Diesel - FATEC

Evolução dos Motores Diesel - FATEC < 1 > BEM VINDOS Instrutor: Anderson Chiganças Marques < 2 > Vídeo Institucional < 3 > Evolução dos Motores Diesel (PROCONVE P7 EURO V) Tecnologia SCR Selective Catalytic Reduction (Redução Catalítica

Leia mais

Fleetguard Arla32 (Agente Redutor Líquido Automotivo) Perguntas & Respostas

Fleetguard Arla32 (Agente Redutor Líquido Automotivo) Perguntas & Respostas Fleetguard Arla32 (Agente Redutor Líquido Automotivo) Perguntas & Respostas BOLETI M SCR: A Tecnologia Líder que Atende às Normas de Emissões de 2012 P. O que é a Redução Catalítica Seletiva (SCR)? R.

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA ELÉTRICA

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA ELÉTRICA ANDERSON WESLLEY DA SILVA ZAMPOLI BRUNO MIGUEL ABIB FELIPE MOREIRA DAQUILA ANÁLISE DE DEMANDA DE ENERGIA

Leia mais

PROCONVE P7. Seminário sobre Emissões de Veículos a Diesel. As Tecnologias Necessárias. Ações para Atendimento aos Novos Limites do Proconve Fase 7

PROCONVE P7. Seminário sobre Emissões de Veículos a Diesel. As Tecnologias Necessárias. Ações para Atendimento aos Novos Limites do Proconve Fase 7 Seminário sobre Emissões de Veículos a Diesel Ações para Atendimento aos Novos Limites do Proconve Fase 7 As Tecnologias Necessárias Luso Martorano Ventura São Paulo, 27 de outubro de 2009 Conteúdo Evolução

Leia mais

A FASE P-7 DO PROCONVE E OS SEUS IMPACTOS NO SETOR DE TRANSPORTE

A FASE P-7 DO PROCONVE E OS SEUS IMPACTOS NO SETOR DE TRANSPORTE A FASE P-7 DO PROCONVE E OS SEUS IMPACTOS NO SETOR DE TRANSPORTE III Encontro anual da Equipe Técnica do Despoluir Vinícius Ladeira Gerente de Projetos Rio de Janeiro, novembro de 2010. Proconve Programa

Leia mais

Mercedes-Benz renova toda a linha de veículos comerciais no Brasil

Mercedes-Benz renova toda a linha de veículos comerciais no Brasil Corporativo Informação à Imprensa Mercedes-Benz renova toda a linha de veículos comerciais no Brasil Data: 23 de outubro de 2011 De forma inédita na indústria automobilística nacional, a Mercedes- Benz

Leia mais

Vinícius Ladeira Gerente de Projetos Ambientais da CNT Junho de 2010

Vinícius Ladeira Gerente de Projetos Ambientais da CNT Junho de 2010 Combustíveis Alternativos e a Redução das Emissões de Poluentes 12ª Transpo-Sul Vinícius Ladeira Gerente de Projetos Ambientais da CNT Junho de 2010 Tecnologias, Combustíveis mais limpos e Redução das

Leia mais

ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA

ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA Motor vertical 2 tempos LER O MANUAL DO PROPRIETÁRIO. TRABALHE SEMPRE COM ROTAÇÃO CONSTANTE, NO MÁXIMO 3.600 RPM EVITE ACELERAR E DESACELERAR O EQUIPAMENTO. NÃO TRABALHE

Leia mais

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis.

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. GNV Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. REUNIÃO DE ESPECIALISTAS SOBRE TRANSPORTE URBANO SUSTENTÁVEL MODERNIZAR E TORNAR ECOLÓGICA A FROTA DE TÁXIS NAS CIDADES LATINO AMERICANAS

Leia mais

COMBUSTÍVEIS. Diesel

COMBUSTÍVEIS. Diesel COMBUSTÍVEIS COMBUSTÍVEIS Diesel O Diesel é o combustível mais utilizado no Brasil. A maior parte da frota comercial brasileira é movida a óleo diesel. Assim como a gasolina, ele é um sub-produto do petróleo,

Leia mais

DICAS PARA OPERAÇÃO DE POSTOS DE COMBUSTÍVEIS.

DICAS PARA OPERAÇÃO DE POSTOS DE COMBUSTÍVEIS. DICAS PARA OPERAÇÃO DE POSTOS DE COMBUSTÍVEIS. Nosso dia a dia é feito de escolhas e o resultado delas é o que vai definir o quanto somos bem-sucedidos nas nossas ações. Como você sabe, a venda de combustíveis

Leia mais

DICAS VOLVO. Olho Vivo no Diesel. olá! nesta edição, vamos falar sobre a qualidade do combustível que você usa no seu Volvo!

DICAS VOLVO. Olho Vivo no Diesel. olá! nesta edição, vamos falar sobre a qualidade do combustível que você usa no seu Volvo! Veja outras dicas legais nos DICAS DA VOLVO: Número 2 - Manutenção das unidades injetoras E Número 12 - Direção econômica! Depois de tudo isso... Será que vale mesmo a pena economizar alguns centavos usando

Leia mais

Plano Nacional de Mudanças Climáticas

Plano Nacional de Mudanças Climáticas Plano Nacional de Mudanças Climáticas Metas de Redução de Emissões e Avaliação de Impacto no Setor de Transporte e Logística Ricardo Vieira - ABRALOG CENÁRIO ATUAL Política Nacional sobre a Mudança do

Leia mais

PROCONVE. As Fases Passadas e Futuras

PROCONVE. As Fases Passadas e Futuras PROCONVE (PROGRAMA DE CONTROLE DA POLUIÇÃO DO AR POR VEÍCULOS AUTOMOTORES) As Fases Passadas e Futuras Henry Joseph Jr Comissão de Energia e Meio Ambiente ANFAVEA Seminário sobre Emissões de Veículos Diesel

Leia mais

Resultados dos testes de Uso Experimental e Específico. Óleo diesel com teor de biodiesel superior ao disposto em lei

Resultados dos testes de Uso Experimental e Específico. Óleo diesel com teor de biodiesel superior ao disposto em lei Resultados dos testes de Uso Experimental e Específico Óleo diesel com teor de biodiesel superior ao disposto em lei Agenda Regulamentação; Resultados dos testes de uso experimental e específico; Companhia

Leia mais

C a m p a n h a I n s t I t u C I o n a l

C a m p a n h a I n s t I t u C I o n a l Viva Melhor! Campanha Institucional CAMPANHA VIVA MELHOR! Camisetas garrafa squeeze saco lixo para carro FOLHETO PROMOCIONAL CAMPANHA Viva Melhor! JUNTOS, PODEMOS CONSTRUIR UM CAMINHO MAIS SOLIDÁRIO E

Leia mais

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS Meio Ambiente Tudo que está a nossa volta: todas as formas de vida e todos os elementos da natureza. Ecologia Ciência que estuda a relação dos seres vivos

Leia mais

Filtros de Partículas Diesel

Filtros de Partículas Diesel Introdução A presente nota informativa pretende esclarecer as questões mais frequentes sobre Filtros de Partículas Diesel e as respectivas normas europeias de emissões. Durante as últimas duas décadas

Leia mais

Orientações e Procedimentos para o Manuseio e Armazenagem de Óleo Diesel B

Orientações e Procedimentos para o Manuseio e Armazenagem de Óleo Diesel B Setembro, 2010. Orientações e Procedimentos para o Manuseio e Armazenagem de Óleo Diesel B Com a criação do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel, em 2004, e a aprovação da Lei 11.097, de 13

Leia mais

Mercedes-Benz destaca na Rio+20 as vantagens ambientais do uso de diesel de cana e biodiesel em caminhões e ônibus

Mercedes-Benz destaca na Rio+20 as vantagens ambientais do uso de diesel de cana e biodiesel em caminhões e ônibus Rio+20 Mercedes-Benz destaca na Rio+20 as vantagens ambientais do uso de diesel de cana e biodiesel em caminhões e ônibus Informação à imprensa 13 de junho de 2012 10 ônibus rodoviários O 500 RS da Mercedes-Benz,

Leia mais

A FASE P7 DO PROCONVE E O IMPACTO NO SETOR DE TRANSPORTE

A FASE P7 DO PROCONVE E O IMPACTO NO SETOR DE TRANSPORTE A FASE P7 DO PROCONVE E O IMPACTO NO SETOR DE TRANSPORTE CONHEÇA AS NOVAS TECNOLOGIAS PARA MOTORES PESADOS IMPLEMENTADAS EM 2012 A FASE P7 DO PROCONVE E O IMPACTO NO SETOR DE TRANSPORTE CONHEÇA AS NOVAS

Leia mais

TECNOLOGIA SCR DA FORD GARANTE MAIOR ECONOMIA, EFICIÊNCIA E SUSTENTABILIDADE

TECNOLOGIA SCR DA FORD GARANTE MAIOR ECONOMIA, EFICIÊNCIA E SUSTENTABILIDADE TECNOLOGIA SCR DA FORD GARANTE MAIOR ECONOMIA, EFICIÊNCIA E SUSTENTABILIDADE A nova geração Ford Cargo Euro 5 que será comercializada em 2012 traz várias vantagens para o cliente, como menor custo operacional,

Leia mais

Global Training. Dirigir economicamente com

Global Training. Dirigir economicamente com Global Training. Dirigir economicamente com PREFÁCIO A maneira certa de conduzir! O caminho certo para economizar e medidas para reduzir o consumo de combustível. Caro leitor, Como participante do T r

Leia mais

www.crisagua.ind.br www.youtube.com/crisaguaindustria www.slideshare.net/crisaguaindustria www.flickr.com/crisaguaindustria

www.crisagua.ind.br www.youtube.com/crisaguaindustria www.slideshare.net/crisaguaindustria www.flickr.com/crisaguaindustria 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Cris ph - Aplicação: Nome da Empresa: Endereço: Ajustador de ph Marco Antonio Spaca Piscinas EPP Rua: João Paulino dos Santos, 150 Bairro: Atibaia

Leia mais

Mudanças Tecnológicas para o setor de transporte t Novo perfil das frotas

Mudanças Tecnológicas para o setor de transporte t Novo perfil das frotas Mudanças Tecnológicas para o setor de transporte t Novo perfil das frotas Eduardo Boukai, 10 de novembro de 2011 Petrobras Distribuidora S.A - Marketing de transportes PROCONVE: HISTÓRICO Programa de Controle

Leia mais

MANUSEIO DE ÓLEO DIESEL B ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS

MANUSEIO DE ÓLEO DIESEL B ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS MANUSEIO E ARMAZENAMENTO DE ÓLEO DIESEL B ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS Com a criação do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel, em 2004, e a aprovação da Lei 11.097, de 13 de janeiro de 2005,

Leia mais

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO DE ÓLEO DIESEL B ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO DE ÓLEO DIESEL B ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS MANUSEIO E ARMAZENAMENTO DE ÓLEO DIESEL B ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS Com a criação do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel, em 2004, e a aprovação da Lei nº 11.097, de 13 de janeiro de 2005,

Leia mais

M a n u a l d o M e c â n i c o

M a n u a l d o M e c â n i c o M a n u a l d o M e c â n i c o folder2.indd 1 20/11/2009 14 12 35 Manual do Mecânico GNV GÁS NATURAL VEICULAR Entenda o GNV e saiba quais os cuidados necessários para a manutenção de veículos que utilizam

Leia mais

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda.

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda. Manual do Usuário Ltda. R. Vereador José Eduardo da Costa, 169 Santa Rita do Sapucaí MG CEP: 37540 000 +55 35 3471 6898 www.exsto.com.br 2 1 Introdução Parabéns! Você acaba de adquirir um produto de alta

Leia mais

Informações Úteis Dúvidas Frequentes

Informações Úteis Dúvidas Frequentes Página 0 2013 Informações Úteis Dúvidas Frequentes Organização Rezende Acesse o site: www.organizacaorezende.com.br 19/04/2013 Página 1 DÚVIDAS FREQUENTES: GASOLINAS PETROBRAS 1 - Como são obtidas as gasolinas?

Leia mais

UM OLHAR SOBRE O COMPRESSOR NOS CONSULTÓRIOS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS

UM OLHAR SOBRE O COMPRESSOR NOS CONSULTÓRIOS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS UM OLHAR SOBRE O COMPRESSOR NOS CONSULTÓRIOS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS NAS INSPEÇÕES DE CONSULTÓRIOS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS ATÉ RECENTEMENTE NÃO ERA DADA A DEVIDA ATENÇÃO AO COMPRESSOR - TIPO - LOCAL

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUíMICOS (FISPQ)

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUíMICOS (FISPQ) 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Aplicação: Redutor de ph Empresa: Micheloto Ind. e Com. de Prod. Químicos Ltda EPP Endereço: Est. Vic. Dr. Eduardo Dias de Castro Km 03 B Zona Rural Fernão/SP

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA GERADOR DE HIDROGÊNIO GASOSO PARA UTILIZAÇÃO COMO COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO EM VEÍCULOS AUTOMOTORES

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA GERADOR DE HIDROGÊNIO GASOSO PARA UTILIZAÇÃO COMO COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO EM VEÍCULOS AUTOMOTORES DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA GERADOR DE HIDROGÊNIO GASOSO PARA UTILIZAÇÃO COMO COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO EM VEÍCULOS AUTOMOTORES Luis Thiago Panage Conelheiro 1, Arquimedes Luciano 2 RESUMO: Uma grande

Leia mais

4. O Ciclo das Substancias na Termoelétrica Convencional De uma maneira geral todas as substâncias envolvidas na execução do trabalho são o

4. O Ciclo das Substancias na Termoelétrica Convencional De uma maneira geral todas as substâncias envolvidas na execução do trabalho são o 1.Introdução O fenômeno da corrente elétrica é algo conhecido pelo homem desde que viu um raio no céu e não se deu conta do que era aquilo. Os efeitos de uma descarga elétrica podem ser devastadores. Há

Leia mais

Manual Do Usuário. Monogás Tester. MonoGás Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia.

Manual Do Usuário. Monogás Tester. MonoGás Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Certificado de Garantia. Modelo Controle MonoGás Nº A Planatc Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação pelo período de 6 meses, a partir

Leia mais

Tecnologia nos Ônibus Mercedes-Benz

Tecnologia nos Ônibus Mercedes-Benz Tecnologia nos Ônibus Mercedes-Benz Brandão VEM Marketing de Produto Ônibus, Junho, 2011 Fábrica Principais atividades na planta de S. Bernardo do Campo Componentes de terceiros Montagem completa Banco

Leia mais

Logística e Sustentabilidade. Valter Luís de Souza Diretor Presidente Tora Transportes Industriais Ltda

Logística e Sustentabilidade. Valter Luís de Souza Diretor Presidente Tora Transportes Industriais Ltda Logística e Sustentabilidade Valter Luís de Souza Diretor Presidente Tora Transportes Industriais Ltda Roteiro: Introdução; Situação atual; Iniciativas do Governo; As iniciativas da Tora voltadas a sustentabilidade;

Leia mais

CONTROLE DA POLUIÇÃO DO AR - PROCONVE/PROMOT RESOLUÇÃO CONAMA nº 15 de 1995

CONTROLE DA POLUIÇÃO DO AR - PROCONVE/PROMOT RESOLUÇÃO CONAMA nº 15 de 1995 RESOLUÇÃO CONAMA nº 15, de 13 de dezembro de 1995 Publicada no DOU n o 249, de 29 de dezembro de 1995, Seção 1, páginas 22876-22877 Correlações: Altera a Resolução n os 18/86 e 3/89 para os limites de

Leia mais

Revisão bibliográfica

Revisão bibliográfica 17 2 Revisão bibliográfica Miranda e Moura (2000) apresentaram o resultado de um experimento feito cujo objetivo era analisar o comportamento de um motor Diesel após ter o óleo vegetal de dendê in natura

Leia mais

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor.

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Objetivos Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Descrição Neste módulo são abordados os princípios de funcionamento do motor Ciclo Otto,

Leia mais

Manutenção e Combustível Adequados Garantia da Durabilidade de Emissões? PAP 0070

Manutenção e Combustível Adequados Garantia da Durabilidade de Emissões? PAP 0070 Manutenção e Combustível Adequados Garantia da Durabilidade de Emissões? PAP 0070 Tadeu Cavalcante Cordeiro de Melo Rogério Nascimento de Carvalho Ricardo Almeida Barbosa de Sá Mauri José Baldini Cardoso

Leia mais

Tecnologia de Tração Elétrica

Tecnologia de Tração Elétrica REV.00 01 Tecnologia de Tração Elétrica Veículos a Bateria Trólebus Híbridos Hidrogênio Fuel Cel ou Pilha a Combustível 02 Veículos a Bateria VANTAGENS 1. TOTALMENTE ELÉTRICO. POLUIÇÃO PRATICAMENTE ZERO.

Leia mais

Manual de Instruções Depósito Horizontal D.H.

Manual de Instruções Depósito Horizontal D.H. Manual de Instruções Depósito Horizontal D.H. Atenção: é recomendável que este manual seja lido por todos que participarão direta ou indiretamente da utilização deste produto. CONHEÇA O NOSSO PRODUTO ASSUNTOS

Leia mais

Volvo Buses Volvo Buses

Volvo Buses Volvo Buses O Grupo Volvo é um dos líderes mundiais na fabricação de caminhões, ônibus, equipamentos de construção, motores marítimos e industriais. Volvo na América dos Sul Volvo Colômbia Bogotá Volvo Peru Lima Mack

Leia mais

PROTEGER. Programa de Tecnologia e Gerenciamento de Emissões e Resíduos do Sistema EMTU/SP. Karin Regina de Casas Castro Marins

PROTEGER. Programa de Tecnologia e Gerenciamento de Emissões e Resíduos do Sistema EMTU/SP. Karin Regina de Casas Castro Marins PROTEGER Programa de Tecnologia e Gerenciamento de Emissões e Resíduos do Sistema EMTU/SP Karin Regina de Casas Castro Marins OBJETIVO Implantar um SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL (SGA) no transporte público

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HÍBRIDO HIDRÁULICO NOS VEÍCULOS COMERCIAIS RESUMO

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HÍBRIDO HIDRÁULICO NOS VEÍCULOS COMERCIAIS RESUMO UTILIZAÇÃO DO SISTEMA HÍBRIDO HIDRÁULICO NOS VEÍCULOS COMERCIAIS Luis Eduardo Machado¹ Renata Sampaio Gomes ² Vanessa F. Balieiro ³ RESUMO Todos sabemos que não é possível haver regressão nas tecnologias

Leia mais

Sistema de Partida a Frio Eletrônico Auto-Controlável para Veículos Flex

Sistema de Partida a Frio Eletrônico Auto-Controlável para Veículos Flex Prêmio AEA 2015 - Projetos de Meio Ambiente Sistema de Partida a Frio Eletrônico Auto-Controlável para Veículos Flex Tadeu Amaral, Fábio Moreira, Fernando Yoshino, Heitor Cavalhieri, Roberta Cruz Centro

Leia mais

Sistema de Aquecimento Therm 8000 S Com inovadora tecnologia de condensação. Mais água quente, mais eficiência.

Sistema de Aquecimento Therm 8000 S Com inovadora tecnologia de condensação. Mais água quente, mais eficiência. Sistema de Aquecimento Therm 8000 S Com inovadora tecnologia de condensação. Mais água quente, mais eficiência. 2 Sistema de Aquecimento Therm 8000 S Therm 8000 S Soluções de aquecimento de água para altas

Leia mais

A ANP e a Resolução CONAMA 315/2002 Waldyr Luiz Ribeiro Gallo Assessor de Diretor - ANP

A ANP e a Resolução CONAMA 315/2002 Waldyr Luiz Ribeiro Gallo Assessor de Diretor - ANP A ANP e a Resolução CONAMA 315/2002 Waldyr Luiz Ribeiro Gallo Assessor de Diretor - ANP Câmara dos Deputados - Comissão de Minas e Energia Audiência Pública 22 de novembro de 2007 Brasília, DF Sumário

Leia mais

Volvo HÍBRIDO. Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE

Volvo HÍBRIDO. Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE Volvo HÍBRIDO Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE O DESAFIO VERDE O cuidado com o meio ambiente está no centro das discussões da agenda social em todo o mundo. Cada vez mais,

Leia mais

CONTATO TELEFONE: (47) 3377 1323 / (47)3377 1657 E-mail: lg.controledaqualidade@hotmail.com ou lgindustriaquimica@hotmail.com M.S. 3.

CONTATO TELEFONE: (47) 3377 1323 / (47)3377 1657 E-mail: lg.controledaqualidade@hotmail.com ou lgindustriaquimica@hotmail.com M.S. 3. Pág. 1 de 9 SEÇÃO 1 - Identificação do produto e da empresa NOME DO PRODUTO SUPER ATIVADO LG NOME DO FABRICANTE LG INDÚSTRIA QUÍMICA LTDA ME ENDEREÇO RODOVIA SC 413 km 12 RIO DO PEIXE LUIS ALVES - SC CEP

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções (Party Cooler s Thermomatic) Modelo: 40 litros & 77 litros Obrigado por escolher a série dos Party Cooler s da Thermomatic. Para garantir o uso correto das operações, por favor, leia

Leia mais

dicas DA volvo Cuidados na troca de filtros Tomar certos cuidados ao trocar os filtros pode ser mais importante do que você pensa! Confira!

dicas DA volvo Cuidados na troca de filtros Tomar certos cuidados ao trocar os filtros pode ser mais importante do que você pensa! Confira! 21 dicas DA volvo Cuidados na troca de filtros Tomar certos cuidados ao trocar os filtros pode ser mais importante do que você pensa! Confira! 16 Não descarte os filtros usados em qualquer lugar Cuide

Leia mais

Parabéns pelo seu novo Bebedouro!

Parabéns pelo seu novo Bebedouro! Manual de Instruções Bebedouros Tipo Garrafão.S.T.I.L.L.E. Parabéns pelo seu novo Bebedouro! Nós da Begel ficamos muito satisfeitos por você ter depositado sua confiança em mais um de nossos produtos.

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO. Característico, irritante ph ( Puro ) 0,45 0,65 Densidade 0,980 1,040 ( 25ºC )

RELATÓRIO TÉCNICO. Característico, irritante ph ( Puro ) 0,45 0,65 Densidade 0,980 1,040 ( 25ºC ) Elaboração: 03/12 Revisão: 0-03/12 RELATÓRIO TÉCNICO I - DADOS GERAIS: Nome do Produto: LIMPA BAÚ Sinônimo: Detergente Ácido Composição: Linear Alquil Benzeno Sulfonado, Ácido Clorídrico, Ácido Cítrico,

Leia mais

Porquê o Diesel. Hoje, os veículos a diesel consomem em média menos 30% de combustível e produzem 25% menos emissões de CO 2

Porquê o Diesel. Hoje, os veículos a diesel consomem em média menos 30% de combustível e produzem 25% menos emissões de CO 2 Porquê o Diesel Porquê o Diesel O engenheiro alemão Rudolf Diesel (1858-1913) patenteou o seu projecto para um motor de combustão interna mais eficiente, em 1892. De início os motores diesel foram usados

Leia mais

Despacho DGV n.º 3/94 de 29 de Janeiro

Despacho DGV n.º 3/94 de 29 de Janeiro Despacho DGV n.º 3/94 de 29 de Janeiro A Portaria n.º 267/93, de 11-3, que estabeleceu as condições de realização das inspecções periódicas obrigatórias de veículos, determina no seu n.º 10.º que, por

Leia mais

FISPQ. Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ACELERADOR DE VULCANIZAÇÃO MBTS-80 ACELERADOR DE VULCANIZAÇÃO MBTS-80

FISPQ. Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico ACELERADOR DE VULCANIZAÇÃO MBTS-80 ACELERADOR DE VULCANIZAÇÃO MBTS-80 Folha: 1 / 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Código Interno: Principais usos recomendados: Master de acelerador de vulcanização de borracha MBTS-80. Acelerador de vulcanização;

Leia mais

MODELOS HD 660 HD 800 HD 1200 HDS 660 HDS 800 HDS 1200. Nominal (l/h) 660 800 1200 660 800 1200

MODELOS HD 660 HD 800 HD 1200 HDS 660 HDS 800 HDS 1200. Nominal (l/h) 660 800 1200 660 800 1200 9.356-039.0 Rev. 0 1. APRESENTAÇÃO 1. Características da Máquina MODELOS HD 660 HD 800 HD 1200 HDS 660 HDS 800 HDS 1200 VAZÃO Nominal (l/h) 660 800 1200 660 800 1200 Válvula de vapor (l/h) - - - - - 800

Leia mais

Dupla ação Além de limpador é um excelente renovador de brilho, em especial de ceras lustráveis.

Dupla ação Além de limpador é um excelente renovador de brilho, em especial de ceras lustráveis. Optimum Floral Detergente Limpa Pisos Eficiente e prático Possui em sua formulação detergentes e ceras que possibilitam realizar em uma só operação a limpeza e conservação de pisos / acabamentos. Versatilidade

Leia mais

O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil. Impacto da Idade Média da Frota de Veículos no Brasil

O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil. Impacto da Idade Média da Frota de Veículos no Brasil O maior portfólio de serviços logísticos do Brasil Impacto da Idade Média da Frota de Veículos no Brasil Objetivo Demonstrar as oportunidades que o Brasil vem perdendo, sejam elas econômicas, sociais e/ou

Leia mais

Congresso Nacional Comissão Especial Carro Diesel

Congresso Nacional Comissão Especial Carro Diesel Congresso Nacional Comissão Especial Carro Diesel Brasília, 28 de Outubro de 2015 O que é a APROVE DIESEL Associados: Apoio Institucional: Contexto econômico e tecnológico brasileiro atual difere muito

Leia mais

Não abasteça combustível adulterado

Não abasteça combustível adulterado Não abasteça combustível adulterado A maioria das pessoas acha que uma vez que o posto de gasolina tem bandeira (BR, Shell, Texaco, Esso, Ipiranga, etc) a qualidade do combustível está garantida. Não é

Leia mais

OS IMPACTOS DA MÁ QUALIDADE DO ÓLEO DIESEL BRASILEIRO

OS IMPACTOS DA MÁ QUALIDADE DO ÓLEO DIESEL BRASILEIRO OS IMPACTOS DA MÁ QUALIDADE DO ÓLEO DIESEL BRASILEIRO OS IMPACTOS DA MÁ QUALIDADE DO ÓLEO DIESEL BRASILEIRO Os impactos da má qualidade do óleo diesel brasileiro. Brasília : CNT, 2012. 28 p.: il. color.

Leia mais

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia.

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia. 1 REALIZE UM DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO para identificar todas as oportunidades existentes, avaliar a viabilidade, determinar as prioridades e montar um programa para sua implementação 2 MODERNIZE SUA PLANTA

Leia mais

Aplicabilidade da Matriz de Combustíveis no Desenvolvimento de Novas Tecnologias

Aplicabilidade da Matriz de Combustíveis no Desenvolvimento de Novas Tecnologias MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA MME SECRETÁRIA DE PETRÓLEO, GÁS NATURAL E COMBUSTÍVEIS RENOVÁVEIS SPG DEPARTAMENTO DE COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE PETRÓLEO - DCDP Aplicabilidade da Matriz de Combustíveis no

Leia mais

Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente. 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015

Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente. 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015 Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015 Índice 1. Grupo Dourogás 2. O Gás Natural 3. UE: mobilidade sustentável 4.

Leia mais

Dirigir ecologicamente com

Dirigir ecologicamente com Global Training. The finest automotive learning rpm x 100 Dirigir ecologicamente com PREFÁCIO Convidamos você para participar: - Treinamento de Condução Econômica, transmitindo-lhe conhecimento sobre uma

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria Química INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

Associação Brasileira da Indústria Química INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL Associação Brasileira da Indústria Química INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL Sumário da apresentação Desenvolvimento do ISA Indicadores de Sustentabilidade Ambiental Indicadores Sustentabilidade

Leia mais

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com. PRESSURIZADOR ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.br Lorenzetti S.A. Indústrias Brasileiras Eletrometalúrgicas Av. Presidente Wilson, 1230 - CEP 03107-901 Mooca - São Paulo - SP

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EMPRESAS PETROLÍFERAS

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EMPRESAS PETROLÍFERAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EMPRESAS PETROLÍFERAS Aditivação dos combustíveis Face a alguma informação menos precisa que ultimamente tem sido veiculada sobre a qualidade dos combustíveis comercializados em

Leia mais

REFERÊNCIA RÁPIDA PARA MANUTENÇÃO

REFERÊNCIA RÁPIDA PARA MANUTENÇÃO REFERÊNCIA RÁPIDA PARA MANUTENÇÃO AERONAVE EMB-202A IPANEMA Principais Cuidados com a Aeronave ASSISTÊNCIA TÉCNICA 2009 EMBRAER / NEIVA ATENÇÃO ESTE GUIA NÃO É UMA PUBLICAÇÃO TÉCNICA E, PORTANTO, NÃO CONSTITUI

Leia mais

CAPÍTULO 16 - Filtro de Particulado

CAPÍTULO 16 - Filtro de Particulado CAPÍTULO 16-16 Este dispositivo, utilizado no sistema de pós-tratamento diesel, tem por objetivo a eliminação ou redução do material particulado presente nos gases de escape. Em operação, as partículas

Leia mais

FISPQ-FICHA DE INFORMAÇÃO SOBRE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS.

FISPQ-FICHA DE INFORMAÇÃO SOBRE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS. IDENTIFICAÇÃO: Razão Social:TEXTURA SÃO CAETANO IND E COM DE TINTAS E REVESTIMENTOS LTDA Endereço: Av Rochedo de Minas nº37 Bairro:Cidade Industrial Satélite de São Paulo Guarulhos-São Paulo Cep: 07222-200

Leia mais

URBS. Urbanização de Curitiba S.A

URBS. Urbanização de Curitiba S.A URBS Urbanização de Curitiba S.A Principais Atribuições Planejamento e Gerenciamento dos Serviços de Transporte Transporte Coletivo Urbano Metropolitano Transporte Comercial Transporte Escolar Táxi Principais

Leia mais

ção Profissional na Cogeraçã EDUCOGEN

ção Profissional na Cogeraçã EDUCOGEN Conhecimento e Capacitaçã ção Profissional na Cogeraçã ção EDUCOGEN José R. Simões-Moreira SISEA Laboratório de Sistemas Energéticos Alternativos Depto. Engenharia Mecânica Escola Politécnica da Universidade

Leia mais

HD/HDS. 0800-176111 Somente em território Brasileiro

HD/HDS. 0800-176111 Somente em território Brasileiro K 300 HD/HDS KÄRCHER INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. AV. PROF. BENEDICTO MONTENEGRO, 419 - BETEL - 13.140-000 - PAULÍNIA - SP CORRESPONDÊNCIA: CAIXA POSTAL 34-13.140-000 - PAULÍNIA - SP CENTRAL DE ATENDIMENTO

Leia mais

Eletrolítica 1.400 µs/cm

Eletrolítica 1.400 µs/cm 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Material de Referência Certificado Solução de Condutividade Nome do produto: Eletrolítica 1.400 µs/cm Código de serviço: 8844 Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade

Leia mais

MÁQUINAS AGRÍCOLAS PROF. ELISEU FIGUEIREDO NETO

MÁQUINAS AGRÍCOLAS PROF. ELISEU FIGUEIREDO NETO MÁQUINAS AGRÍCOLAS PROF. ELISEU FIGUEIREDO NETO COLHEITA NA AUSTRALIA Hoje nós temos que preocupar não só em aprimorar as MÁQUINAS, mas também os OPERADORES que com elas trabalham. PARTES CONSTITUINTES

Leia mais

O bom funcionamento de um Grupo Gerador depende fundamentalmente de sua instalação.

O bom funcionamento de um Grupo Gerador depende fundamentalmente de sua instalação. INSTALAÇÃO DE GRUPO MOTOR GERADOR INTRODUÇÃO O bom funcionamento de um Grupo Gerador depende fundamentalmente de sua instalação. Se o Grupo Gerador for instalado dentro dos parâmetros recomendados e se

Leia mais

INTRODUÇÃO. Parabéns pela sua escolha.

INTRODUÇÃO. Parabéns pela sua escolha. WWW.POWERCAR.COM.BR INTRODUÇÃO Parabéns pela sua escolha. O Módulo Power Flex é um sofisticado conversor de combustível micro processado para veículos. Ele foi desenvolvido especialmente para oferecer

Leia mais

ANEXO IV PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DE MOTOCICLOS E ASSELMELHADOS DO CICLO OTTO NO PROGRAMA I/M-SP

ANEXO IV PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DE MOTOCICLOS E ASSELMELHADOS DO CICLO OTTO NO PROGRAMA I/M-SP ANEXO IV PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DE MOTOCICLOS E ASSELMELHADOS DO CICLO OTTO NO PROGRAMA I/M-SP 1. Previamente à inspeção, o veículo depois de recepcionado no Centro de Inspeção, deve ser direcionado

Leia mais

Cogeração Motores a Gás e Diesel

Cogeração Motores a Gás e Diesel Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e de Computadores 4º Ano, 2º Semestre Gestão de Energia 2002/2003 Cogeração Motores a Gás e Diesel Afonso Oliveira,

Leia mais

POR QUE UM PROBLEMA EM MEU MOTOR MUITAS VEZES AFETA O FUNCIONAMENTO DA MINHA TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA?

POR QUE UM PROBLEMA EM MEU MOTOR MUITAS VEZES AFETA O FUNCIONAMENTO DA MINHA TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA? POR QUE UM PROBLEMA EM MEU MOTOR MUITAS VEZES AFETA O FUNCIONAMENTO DA MINHA TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA? De repente, minha transmissão não está mais funcionando direito... E eu acabei de revisá-la estes dias!

Leia mais

Emissões de poluentes e gases de efeito estufa por veículos automotores e motores de combustão. Paulo Romeu Moreira Machado Panambí, RS - 2010

Emissões de poluentes e gases de efeito estufa por veículos automotores e motores de combustão. Paulo Romeu Moreira Machado Panambí, RS - 2010 3:22:03 1 Emissões de poluentes e gases de efeito estufa por veículos automotores e motores de combustão Paulo Romeu Moreira Machado Panambí, RS - 2010 Roteiro 1 Introdução 2 O motor de combustão interna

Leia mais

GERENCIE SUA FROTA DE MANEIRA EFICIENTE. Dynafleet a solução de telemática da Volvo

GERENCIE SUA FROTA DE MANEIRA EFICIENTE. Dynafleet a solução de telemática da Volvo GERENCIE SUA FROTA DE MANEIRA EFICIENTE Dynafleet a solução de telemática da Volvo O controle em suas mãos desempenho otimizado com respeito ao meio ambiente As empresas de transporte estão cada vez mais

Leia mais

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies Gianfranco Verona DESCARTE ZERO NUMA CABINE DE PINTURA SKIMMERFLOT Para o tratamento e a reutilização de águas provenientes

Leia mais

Produto: DIPPING BASE DIPPING BASE (62) 3310-2700 (85) 3366-2350 (19) 3455-8900 (62) 3310-2700 (85) 3366-2350 (19) 3455-8900. emergencia@beraca.

Produto: DIPPING BASE DIPPING BASE (62) 3310-2700 (85) 3366-2350 (19) 3455-8900 (62) 3310-2700 (85) 3366-2350 (19) 3455-8900. emergencia@beraca. FISPQ-040 Revisão: 01 Data: 28/04/2009 Página: 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Empresa Distribuidora: DIPPING BASE Telefones para Emergências: (81) 3543-0571 (62) 3310-2700

Leia mais

Manual Do Usuário BIOFLEX/ND/HD/TY/EV6. Certificado de Garantia. Mod: Controle: PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda

Manual Do Usuário BIOFLEX/ND/HD/TY/EV6. Certificado de Garantia. Mod: Controle: PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Mod: Controle: BIOFLEX Multi 1- Condições Gerais. A garantia compreende a 6 reparos gratuitos do produto na eventualidade do mesmo apresentar falha ou qualquer outro problema de

Leia mais

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Agradecimento A NADO LIVRE ARTE EM PISCINAS agradece a você a preferência e deseja momentos repetidos de alegrias. Para nós foi muito importante ajudá-lo

Leia mais