CRIANÇAS E JOVENS VÍTIMAS DE CRIME E DE VIOLÊNCIA [ ]

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRIANÇAS E JOVENS VÍTIMAS DE CRIME E DE VIOLÊNCIA [ ]"

Transcrição

1 ESTATÍSTICAS APAV CRIANÇAS E JOVENS VÍTIMAS DE CRIME E DE VIOLÊNCIA [-]

2 crianças e jovens vítimas de crime (-) vítima média de 54% do sexo feminino Entre e a APAV registou um total de 3.51 processos de apoio de crianças e jovens vítimas de crime e de violência, que se traduziram num total de 5.36 factos criminosos. De para verificou-se um aumento processual de 11,2%. 1 48% estão entre os 11 e os 17 anos Entre e foram praticados 249 crimes contra crianças e jovens em contexto escolar categorias de crimes (-) violência doméstica: (8,1%) crimes contra o património: 32 (,6%) crimes contra as pessoas: 856 (16%) crimes rodoviários: 2 (,4%) crimes contra a vida em sociedade e o Estado: 12 (,2%) outros crimes: 9 (,2%) contra-ordenações: 5 (,1%) outras formas de violência: 149 (2,8%)

3 VÍTIMA Entre e chegaram à APAV 3.51 crianças vítimas de crime, sendo assinaladas 975 em, 992 em e 184 em. De acordo com o gráfico abaixo apresentado, as vítimas do sexo feminino atingiram um total de 1649, um pouco superior às do sexo masculino que totalizaram 1381 casos. 2 Sexo da Vítima ; 54% 517; 53% 592; 55% 445; 45% 455; 47% 481; 44% 3; % 7; 1% 11; 1% feminino masculino ns/nr

4 Já no que diz respeito às idades, de acordo com o quadro abaixo, em cerca de 5% das situações (para cada um dos anos observados) as crianças situavam-se, maioritariamente, entre a faixa etária dos 11 aos 17 anos. A evolução do número de casos de vítimas menores de idade manteve-se muito próxima ao longo dos três anos em análise, atingindo valores mais elevados em. 3 Idade da vítima 522; 48% ; 12% 132; 12% 118; 12% 114; 11% 116; 12% 15; 11% 35; 28% 275; 28% 297; 3% 485; 49% 457; 47% -3 anos 4-5 anos 6-1 anos anos

5 As crianças e jovens em análise são essencialmente provenientes de famílias nucleares com filhos quer em (47%), quer em (44%), quer em (42%), seguida da família monoparental (com 24%, 17% e 16% respetivamente). 4 Tipo de família 174; 16% ñs/ñs 111; 11% 1; 1% 96; 1% 11; 1% outro 45; 5% 98; 9% 124; 13% reconstruída 64; 7% 8; 1% nuclear sem filhos 16; 2% ;% 451; 42% 438; 44% nuclear com filhos 17; 16% 454; 47% monoparental 167; 17% 236; 24% indivíduo isolado 19; 1% 55; 6% :% 64; 6% alargada 7; 7% 8; 8%

6 Assim a relação da vítima com o autor do crime, abaixo registada em tabela, consequentemente, situa-se maioritariamente na relação a vítima é filho/filha, correspondendo a 69,8% para, 66,2% para e 64,6% para. Relação da vítima c/ autor do crime % % % 5 A vítima é filho/filha , , ,6 A vítima é neto/neta 2 2,1 23 2,3 18 1,7 Irmão/irmã 14 1,4 9,9 9,8 Outro familiar 38 3,9 29 2,9 34 3,1 Colega de escola 27 2,8 45 4,5 47 4,3 Amigo/amiga 3,3 2,2 7,6 Conhecido/a 13 1,3 22 2,2 22 2, Namorado/a 7,7 11 1,1 17 1,6 Ex-namorado/a 15 1,5 16 1,6 13 1,2 Vizinho/a 5,5 1 1, 13 1,2 Nenhuma (autor ñ identificável pela vítima) 6,6 4,4 13 1,2 Nenhuma (autor identificável pela vítima) 17 1,7 16 1,6 24 2,2 Outra 52 5,3 84 8,5 14 9,6 Ñs/ñr 77 7,9 64 6,5 64 5,9 total 975 1, 992 1, 187 1,

7 Autor do Crime Entre e, registou-se um total de autores de crime, para 3.51 crianças vítimas de violência. Por oposição ao que acontece com as vítimas, os autores de crimes de violência sobre crianças são, em cerca de 85% das situações assinaladas, do sexo masculino. 6 Sexo do Autor do Crime 928; 84% ; 86% 852; 84% 156; 14% 13; 13% 144; 14% 18; 2% 18; 2% F M 13; 1% ns/nr Nota: Importa fazer a ressalva de que, em algumas situações, existe mais do que um autor do crime para uma mesma vítima.

8 Considerando a dispersão de idades apresentada pelos autores do crime, a faixa etária que mais se destacou em, e foi a faixa entre os 35 e os 4 anos de idade, com 159 registos para (15,8%), com 154 registos para (14,9%) e com 131 registos para (11,7%). Idade do autor do crime % % % anos 6,6 11 1,1 11 1, anos 28 2,8 34 3,3 41 3, anos 33 3, , anos 55 5,5 55 5,3 44 3, anos 54 5,4 58 5,6 54 4, anos , , , anos ,1 97 8, anos 94 9, ,5 99 8, anos 25 2,5 14 1,4 38 3, anos 34 3,4 25 2,4 38 3, anos 8,8 11 1,1 6, anos 1 1 5,5 8,7 75+ anos 1,1 1,1 1,1 Ñs/Ñr 41 39, ,2 Total ,

9 O principal meio de vida dos autores de crimes de violência sobre crianças, entre o período de e foi o Trabalho, com 378 registos em (37,3%), 429 registos em (4,5%) e 41 registos em (35,3%) Importa ainda realçar os que se encontravam a cargo da família com 15,7% em, 13,1% em e 11,4% em. 8 Principal meio de vida % % % A cargo da família , , ,4 Pensão/reforma 21 2,1 24 2,3 16 1,4 Propriedade/empresa 8,8 1,9 16 1,4 Do trabalho , , ,3 Subsídio por acidente/doença 4,4 2,2 3,3 Subsídio de desemprego 41 4, 43 4,1 44 3,9 Rendimento Social de Inserção 55 5,4 4 3,8 36 3,2 Apoio social 8,8 11 1, 7,6 Outra situação 4,4 22 2,1 19 1,7 Ñs/Ñr , , 464 4,8 Total 113 1, 159 1, ,

10 Relativamente a antecedentes criminais, na sua maioria, os autores do crime não tinham qualquer condenação anterior. Destes registaram-se 181 autores de crime em, 189 em e 233 em,correspondendo nos três anos à média de 19% ; 18% 31; 2,8% 83; 7,4% 14; 1,2% 181; 18% 21; 2% 33; 3% 63; 6% 64; 6% 24; 2% 32; 3% arguído n/ processo crime arquivado Antecedentes criminais arguído n/ processo crime em curso com condenação anterior sem condenação anterior 712; 7% 233; 2,8% 761; 67,8% 742; 71% ñs/ñr

11 VITIMAÇÂO O tipo de vitimação continuada atinge nos três anos analisados um valor bastante elevado. Em com 79% das situações assinaladas, em com 78% das situações e com 77,1%. Relativamente às situações de vitimação não continuada não chegam a atingir os 1% e com descida ao longo dos três anos. A duração mais acentuada das situações de violência continuada situa-se, entre os 2 e os 6 anos, com taxas de 26% para, de 23% para e de 22% para. 1 Tipo de Vitimação Duração da vitimação ; 78% 865; 77,1% 81; 79% 171; 15,2% 86;7,7% 15; 14% 81; 8% 92; 9% 116; 11% continuada não continuada ñs/ñr 1 e 6 meses 7 meses e 1 ano 2 e 6 anos 7 e 11 anos 12 e 25 anos 26 e 4 anos ñs/ñr 58; 7,2% 61; 7,6% 45; 5,2% 99; 12,4% 1; 12,4% 71; 8,2% 212; 26,5% 187; 23,2% 196; 22,7% 8; 1% 77; 9,6% 71; 8,2% 59; 7,4% 54; 6,7% 65; 7,5% 4;,5% ; % 1;,1% 289; 36,1% 327; 4,6% 416; 48,1%

12 Na tabela abaixo apresentada, os crimes registados são cometidos sobretudo na residência comum. 61,5% em, 62,8% em e 57,1% em. Local do Crime % % % 11 local de trabalho 4,4 5,4 4,3 lugar/via-pública 88 7,8 76 6,6 69 5,4 transportes públicos 1,1, 3,2 viatura automóvel 5,4 2,2 5,4 loja/centro comercial 3,3 2,2 2,2 escola 64 5,7 8 7, 15 8,3 outro local 24 2,1 25 2,2 31 2,4 outra residência 12 1,1 19 1,7 22 1,7 residência comum , , ,1 residência autor do crime 74 6,6 97 8, ,6 residência da vítima 12 9,1 77 6,7 98 7,7 instituição de acolhimento ,9 ñs/ñr 57 5,1 43 3,8 8,6 Total , , ,

13 Dos crimes registados em crianças e jovens, foram alvo de Queixa 37% das situações em, 4% em e em. 12 Queixa ; 42% 429; 4% 416; 42% 397; 4% 459; 47% 365; 37% 22; 19% 179; 18% 1 156; 16% sim não ñs/ñr

14 Em algumas das situações sinalizadas de crianças e jovens vítimas de crime, foram apresentadas denuncias a outras entidades, designadamente às CPCJ (Comissões de Protecção de Crianças e Jovens). 13 É de salientar o aumento considerável de denúncias a Outras Entidades de para Denuncia a outras entidades 443; 45% 423; 43% 417; 39% 42; 39% 33; 33% 247; 23% 348; 36% 219; 22% 24; 21% sim não ns/nr ACIDI Outras Entidades CPCJ (Comissões de Protecção de Crianças e Jovens) Outras

15 Tipos de Crime Relativamente ao total de crimes assinalados e registados no quadro abaixo referenciado, a APAV registou um total de 5.36 crimes praticados contra crianças e jovens entre e. Como também se pode observar a maior parte dos crimes são no âmbito da Violência Doméstica com um total de crimes para os 3 anos em análise. No âmbito dos crimes contra as pessoas só foram registados 856 casos, representando 16% do total de crimes. Os restantes crimes representavam somente 4%.. 14 Tipos de Crimes ; 75,4% 1389; 78,5% 145; 87,8% 379; 19% 111; 5,6% 293; 16,6% 87; 4,9% 184; 11,5% 11;,7% c/ as pessoas violência doméstica Outros crimes

16 Crimes contra crianças Crimes contra as pessoas: Vida ou integridade física Crimes contra as pessoas: Liberdade pessoal Crimes contra as pessoas: Crimes sexuais Crimes contra as pessoas: Honra Crimes contra Pessoas % % % Homicídio consumado 2,1 4,2 5,3 Homicídio tentado ,5 6,3 Maus tratos 24 1,5 28 1,6 39 2, Ofensas à integridade física (outra) 4,3 11,6 8,4 Ofensas à integridade física grave 1,6 5,3 5,3 Ofensas à integridade física simples 6,4 57 3,2 73 3,7 Outros crimes 4,3 2,1 12,6 Ameaça/coação 39 2,4 65 3,7 64 3,2 Sequestro ,3 4,2 Tráfico pessoas exploração no trabalho ,1 1,1 Outros contra a liberdade pessoa 1,1 2,1 2,1 Abuso sexual de crianças (idade < a 14 anos) 37 2,3 45 2,5 6 3, Assédio Sexual (com prática de atos sexuais) 6,4 4,2 4,2 Importunação Sexual 8,5 4,2 7,4 Outros crimes sexuais 11,7 2,1 6,3 Pornografia de menores 1, ,1 Violação 11,7 12,7 13,7 Difamação 17 1,1 24 1,4 24 1,2 Devassa da vida privada/gravações e fotos ilícitas ,1 13,7 Violação de domicílio ou perturbação vida privada ,5 6,3 Outros contra honra 3,2 2,1 26 1,3 total , , ,4 15

17 Crimes contra crianças Violência Doméstica % % % 16 Violência doméstica: sentido lato Violência Doméstica: sentido estrito Abuso sexual de crianças 14,9 21 1,2 1,5 Abuso sexual de menor dependente 8,5 9,5 3,2 Coação sexual 2,1 4,2 1,1 dano 1,6 4,2 4,2 Homicídio consumado 2, Furto/roubo ,2 1,1 Homicídio tentado , Outros crimes 13,8 4,2 7,4 Subtração de menor 4,3 6,3 3,2 Violação 5, ,1 Violação da obrigação de alimentos 14,9 6,3 3,2 Violação de correspondência 1,1 1,1 4,2 Violação de domicílio ou perturbação da vida 15,9 8,5 1,5 Ameaças 156 9, , ,2 Maus tratos físicos , , ,7 Maus tratos psíquicos , , ,7 Injúrias/difamação 56 3,5 73 4,1 85 4,3 Natureza sexual 13,8 1,6 1,5 Outros crimes 79 4,9 42 2,4 53 2,7 total , , ,8

18 Crimes contra a vida em sociedade Crimes rodoviários Crimes contra o património Contraordenações Outras formas violência Outros crimes Crimes contra crianças Outros crimes % % % Subtração menor 1,1 2,1 1,1 Violação da obrigação de alimentos ,2 2,1 outros 1, ,1 Condução sem carta , Condução sob efeito do álcool/droga , Dano 3,2 7,4 4,2 Abuso de confiança , Furto: por carteirista 1,1 Furto (outros furtos) 1,1 1,1 7,4 Roubo (outros roubos) 2,1 2,1 3,2 Assédio sexual ,1 1,1 Discriminação - racial, religiosa, sexual , Bullying ,2 75 3,8 Stalking/assédio persistente ,2 13,7 Tráficos de estupefacientes 1,1 1, Discriminação racial, religiosa ou sexual ,1 1,1 Outros crimes 2,1 1,1 2,1 total 11,8 87 5, , 17

19 Crimes praticados contra crianças e jovens em contexto escolar (//) 18 Contexto escolar N Total 249 Tendo em conta a problemática dos crimes contra crianças e jovens, a APAV registou nos últimos 3 anos (de a ) 249 casos, em que o local do crime assinalado teve incidência na escola.

20 APAV Agosto 216 SEDE Unidade de Estatística: Rua José Estêvão, 135 A, Piso 1, Lisboa Tel instituição de solidariedade social - pessoa coletiva de utilidade pública É PERMITIDA A REPRODUÇÃO, CITAÇÃO OU REFERÊNCIA COM FINS INFORMATIVOS NÃO COMERCIAIS, DESDE QUE EXPRESSAMENTE CITADA A FONTE.

Vítimas de violência doméstica ( )

Vítimas de violência doméstica ( ) Vítimas de violência doméstica (-) Vítima média de 85% do sexo feminino Entre e a APAV registou um total de 14 59 processos de apoio a vítimas de violência doméstica, que se traduziram num total de 35

Leia mais

PESSOAS IDOSAS VÍTIMAS DE CRIME E DE VIOLÊNCIA ( )

PESSOAS IDOSAS VÍTIMAS DE CRIME E DE VIOLÊNCIA ( ) ESTATÍSTICAS APAV PESSOAS IDOSAS VÍTIMAS DE CRIME E DE VIOLÊNCIA (2013-2014) WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS Pessoas idosas vítimas de crime e de violência (2013-2014) Vítima média de 80% do sexo feminino 26,8%

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV 2016 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA

ESTATÍSTICAS APAV 2016 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA ESTATÍSTICAS APAV 2016 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA TAVIRA No que diz respeito ao ano de 2016, o GAV de Tavira registou um total de 138 processos de apoio à vítima e 106 vítimas directas de 218 crimes &

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV 2015 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA FARO APAV.PT/ESTATISTICAS

ESTATÍSTICAS APAV 2015 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA FARO APAV.PT/ESTATISTICAS APAV.PT/ESTATISTICAS Índice Dados gerais... Caracterização da Vítima... Caracterização do Autor do Crime... Caracterização da Vitimação... 2 7 12 14 1 Odivelas 2015 300 Processos Apoio 697 Crimes e outras

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV 2014 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA VILA REAL.

ESTATÍSTICAS APAV 2014 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA VILA REAL. ESTATÍSTICAS APAV 2014 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA VILA REAL www.apav.pt/estatisticas ÍNDICE Introdução... 2 Tipo de apoio prestado... 5 Caracterização da vítima... 10 Caracterização do autor do crime...

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV 2015 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA SETÚBAL APAV.PT/ESTATISTICAS

ESTATÍSTICAS APAV 2015 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA SETÚBAL APAV.PT/ESTATISTICAS APAV.PT/ESTATISTICAS Índice Dados gerais... Caracterização da Vítima... Caracterização do Autor do Crime... Caracterização da Vitimação... 2 7 12 14 1 Setúbal 2015 541 Processos Apoio 1.102 Crimes e outras

Leia mais

Índice. - trabalho desenvolvido pelo GAV de Faro 2. . crimes registados 3. . cooperação do GAV de Faro com outras entidades 6

Índice. - trabalho desenvolvido pelo GAV de Faro 2. . crimes registados 3. . cooperação do GAV de Faro com outras entidades 6 ESTATÍSTICAS APAV GAV FARO 2013 Índice - trabalho desenvolvido pelo GAV de Faro 2. crimes registados 3. cooperação do GAV de Faro com outras entidades 6. contacto com o GAV de Faro 7. caraterização da

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV gav odivelas 2011

ESTATÍSTICAS APAV gav odivelas 2011 ESTATÍSTICAS APAV gav odivelas 2011 WWW.APAV.PT Índice trabalho desenvolvido pelo GAV de Odivelas 2 caracterização da vítima 6 caracterização do autor do crime 9 características da vitimação 11 apoio prestado

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV relatório anual 2011

ESTATÍSTICAS APAV relatório anual 2011 ESTATÍSTICAS APAV relatório anual 2011 WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS Índice introdução 2 trabalho desenvolvido sensibilização & prevenção da violência e do crime 3 trabalho desenvolvido apoio a vítimas de crime,

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV 2015 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA LISBOA APAV.PT/ESTATISTICAS

ESTATÍSTICAS APAV 2015 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA LISBOA APAV.PT/ESTATISTICAS ESTATÍSTICAS APAV 2015 APAV.PT/ESTATISTICAS Índice Dados gerais... Caracterização da Vítima... Caracterização do Autor do Crime... Caracterização da Vitimação... 2 8 14 16 1 Lisboa 2015 3.304 Processos

Leia mais

Destaques 1. Balanço estatístico 7.. Enquadramento e dados gerais 7. Caracterização da Vítima 12.. Caracterização do/a Autor/a do Crime 17

Destaques 1. Balanço estatístico 7.. Enquadramento e dados gerais 7. Caracterização da Vítima 12.. Caracterização do/a Autor/a do Crime 17 ESTATÍSTICAS APAV RELATÓRIO ANUAL 2016 Destaques 1 Balanço estatístico 7. Enquadramento e dados gerais 7. Caracterização da Vítima 12. Caracterização do/a Autor/a do Crime 17. Caracterização da Vitimação

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV 2014 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA PONTA DELGADA. www.apav.pt/estatisticas

ESTATÍSTICAS APAV 2014 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA PONTA DELGADA. www.apav.pt/estatisticas ESTATÍSTICAS APAV 2014 GABINETE DE APOIO À VÍTIMA PONTA DELGADA www.apav.pt/estatisticas ÍNDICE Introdução... 2 Caracterização da vítima... 10 Caracterização do autor do crime... 14 Caracterização da vitimação...

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV RELATÓRIO ANUAL 2013

ESTATÍSTICAS APAV RELATÓRIO ANUAL 2013 ESTATÍSTICAS APAV RELATÓRIO ANUAL 2013 WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS Siglas APAV APAV Associação Portuguesa de Apoio à Vítima CA Casa de Abrigo CLAII Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes GAV Gabinete

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV LINHA DE APOIO À VÍTIMA NOV_2014 DEZ_2015 APAV.PT/ESTATISTICAS

ESTATÍSTICAS APAV LINHA DE APOIO À VÍTIMA NOV_2014 DEZ_2015 APAV.PT/ESTATISTICAS ESTATÍSTICAS APAV LINHA DE APOIO À VÍTIMA NOV_2014 DEZ_2015 APAV.PT/ESTATISTICAS A Linha de Apoio à Vítima (LAV) 116 006 é um serviço de atendimento telefónico da APAV, gratuito e confidencial, adequado

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV gav VILA REAL 2011 WWW.APAV.PT

ESTATÍSTICAS APAV gav VILA REAL 2011 WWW.APAV.PT ESTATÍSTICAS APAV gav VILA REAL 2011 WWW.APAV.PT Índice trabalho desenvolvido pelo GAV de Vila Real 2 caracterização da vítima 6 caracterização do/a autor/a do crime 11 caracterização da vitimação 13 apoio

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV VIOLÊNCIA SEXUAL 2012 WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS

ESTATÍSTICAS APAV VIOLÊNCIA SEXUAL 2012 WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS ESTATÍSTICAS APAV VIOLÊNCIA SEXUAL 2012 WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS índice - introdução 2 - vítima 3 - autor(a) do crime 9 - vitimação 14 - crianças vítimas de violência sexual 20 1 introdução A violência

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV RELATÓRIO ANUAL 2015. apav.pt /estatisticas

ESTATÍSTICAS APAV RELATÓRIO ANUAL 2015. apav.pt /estatisticas ESTATÍSTICAS APAV RELATÓRIO ANUAL 2015 apav.pt /estatisticas Índice Nota de Apresentação... APAV 2015 em números... Anexos... Siglas... Metodologia... Enquadramento... Caracterização da Vítima... Caracterização

Leia mais

Siglas APAV. Outras siglas. APAV Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. GAV Gabinete de Apoio à Vítima. UO Unidade Orgânica.

Siglas APAV. Outras siglas. APAV Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. GAV Gabinete de Apoio à Vítima. UO Unidade Orgânica. ESTATÍSTICAS APAV RELATÓRIO ANUAL 2014 Siglas APAV APAV Associação Portuguesa de Apoio à Vítima GAV Gabinete de Apoio à Vítima UO Unidade Orgânica CA Casa de Abrigo CAP Centro de Acolhimento e Proteção

Leia mais

Dados descritivos da actividade da CPCJ de Silves de 2007

Dados descritivos da actividade da CPCJ de Silves de 2007 Dados descritivos da actividade da CPCJ de Silves de 2007 1. Sinalizações No ano de 2007 existiu um total de 123 sinalizações equivalentes a um total de 123 crianças, uma vez que, se adoptou efectivamente

Leia mais

DGRSP. SÍNTESE DE DADOS ESTATÍSTICOS RELATIVOS AOS CENTROS EDUCATIVOS março de 2013

DGRSP. SÍNTESE DE DADOS ESTATÍSTICOS RELATIVOS AOS CENTROS EDUCATIVOS março de 2013 DGRSP SÍNTESE DE DADOS ESTATÍSTICOS RELATIVOS AOS CENTROS EDUCATIVOS março de 2013 DSEP abril 2013 SÍNTESE DE DADOS ESTATÍSTICOS RELATIVOS AOS CENTROS EDUCATIVOS março 2013 Índice 1. Jovens internados

Leia mais

DGRSP. Síntese Estatística da Atividade Operativa relativa à Vigilância Eletrónica 2012

DGRSP. Síntese Estatística da Atividade Operativa relativa à Vigilância Eletrónica 2012 DGRSP Síntese Estatística da Atividade Operativa relativa à Vigilância Eletrónica 2012 Direção de Serviços Estudos e Planeamento março 2013 ÍNDICE Nota Introdutória... 3 1. Pedidos de informação recebidos

Leia mais

Relatório Anual de Atividades. CPCJ Matosinhos

Relatório Anual de Atividades. CPCJ Matosinhos Relatório Anual de Atividades de 2011 Relatório Anual de Atividades CPCJ Matosinhos 2011 Matosinhos, Março de 2012 Apresentação dos dados estatísticos referentes à atividade desenvolvida pela Comissão

Leia mais

Entidades sinalizadoras por distrito

Entidades sinalizadoras por distrito Entidades sinalizadoras por distrito Entidades sinalizadoras Os próprios 4 1,2 0 0,0 2 0,2 0 0,00 0 0,0 1 0,2 0 0,0 1 0,3 0 0,0 66 12,4 5 2,9 13 0,5 3 0,6 7 0,5 0 0,0 0 0,0 0 0,0 4 0,8 1 0,2 1 0,2 Os pais

Leia mais

CRIMES EM ESPECIAL TUTELA DA PESSOA E VIOLÊNCIA DE GÉNERO 2.º Semestre do Ano Lectivo de 2014/2015

CRIMES EM ESPECIAL TUTELA DA PESSOA E VIOLÊNCIA DE GÉNERO 2.º Semestre do Ano Lectivo de 2014/2015 CRIMES EM ESPECIAL TUTELA DA PESSOA E VIOLÊNCIA DE GÉNERO 2.º Semestre do Ano Lectivo de 2014/2015 1. Relevância e objectivos Pela primeira vez, no 2.º semestre do ano lectivo de 2012/2013, foi leccionada

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 62/XIII

PROJETO DE LEI N.º 62/XIII PROJETO DE LEI N.º 62/XIII 41ª ALTERAÇÃO AO CÓDIGO PENAL, APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 400/82, DE 23 DE SETEMBRO, CRIMINALIZANDO UM CONJUNTO DE CONDUTAS QUE ATENTAM CONTRA OS DIREITOS FUNDAMENTAIS DOS

Leia mais

Barómetro APAV INTERCAMPUS Vitimação de Estabelecimentos Comerciais Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) Dezembro de 2013

Barómetro APAV INTERCAMPUS Vitimação de Estabelecimentos Comerciais Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) Dezembro de 2013 1 Barómetro APAV Vitimação de Estabelecimentos Comerciais Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) Dezembro de 2013 2 Índice 2 Metodologia 3 3 Síntese 8 4 Resultados 11 3 1 Metodologia

Leia mais

Crime público desde Lei 7/2000 de Denúncia para além dos seis meses Lei aplicável: vigente no momento prática do último ato Tribunal

Crime público desde Lei 7/2000 de Denúncia para além dos seis meses Lei aplicável: vigente no momento prática do último ato Tribunal 1 Quem, de modo reiterado ou não, infligir maus tratos físicos ou psíquicos, incluindo castigos corporais, privações da liberdade e ofensas sexuais: a) Ao cônjuge ou ex-cônjuge; b) A pessoa de outro ou

Leia mais

3.4. TIPOLOGIAS DE SITUAÇÕES DE HOMICÍDIO COM UM AGRESSOR E UMA VÍTIMA

3.4. TIPOLOGIAS DE SITUAÇÕES DE HOMICÍDIO COM UM AGRESSOR E UMA VÍTIMA 3.4. TIPOLOGIAS DE SITUAÇÕES DE HOMICÍDIO COM UM AGRESSOR E UMA VÍTIMA Através do programa HOMALS, efectuou-se o estudo multivariado das diferentes variáveis seleccionadas tendo-se obtido 3 tipologias

Leia mais

(112,47) ^^encia a 413,36

(112,47) ^^encia a 413,36 (112,47) ^^encia a 413,36 Este documento pretende proceder a uma análise sintética das principais variáveis sociais, económicas e demográficas do Distrito de Évora salientando os aspetos que se afiguram

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV ESTATÍSTICAS EM FOCO: CRIMES CONTRA O PATRIMÓNIO

ESTATÍSTICAS APAV ESTATÍSTICAS EM FOCO: CRIMES CONTRA O PATRIMÓNIO ESTATÍSTICAS APAV ESTATÍSTICAS EM FOCO: CRIMES CONTRA O PATRIMÓNIO WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS Crimes contra o Património perspetiva internacional / perspetiva nacional Fontes norte americanas: De acordo

Leia mais

Número médio de crianças por mulher aumentou ligeiramente

Número médio de crianças por mulher aumentou ligeiramente Estatísticas Demográficas 2010 16 de dezembro de 2011 Número médio de crianças por mulher aumentou ligeiramente De acordo com os factos demográficos registados, em 2010 o número de nados vivos aumentou

Leia mais

Estatísticas da Justiça Alguns indicadores estatísticos sobre os processos nos tribunais judiciais de 1ª instância,

Estatísticas da Justiça Alguns indicadores estatísticos sobre os processos nos tribunais judiciais de 1ª instância, 1.535.736 1.497.778 1.594.68 1.655.168 1.687.458 1.77.242 1.533.654 Outubro de 214 Número 28 DESTAQUE ESTATÍSTICO Estatísticas da Justiça Alguns indicadores estatísticos sobre os processos nos tribunais

Leia mais

3- Qual das seguintes condutas não constitui crime impossível?

3- Qual das seguintes condutas não constitui crime impossível? 1- Maria de Souza devia R$ 500,00 (quinhentos reais) a José da Silva e vinha se recusando a fazer o pagamento havia meses. Cansado de cobrar a dívida de Maria pelos meios amistosos, José decide obter a

Leia mais

Direção Regional de Estatística da Madeira

Direção Regional de Estatística da Madeira 03 de outubro de 2014 ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2013 A presente publicação compila os diferentes indicadores divulgados ao longo do ano relativos ao comportamento demográfico

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA PROFISSIONAIS DE SAÚDE NOTIFICAÇÃO ON-LINE Departamento da Qualidade na Saúde

VIOLÊNCIA CONTRA PROFISSIONAIS DE SAÚDE NOTIFICAÇÃO ON-LINE Departamento da Qualidade na Saúde VIOLÊNCIA CONTRA PROFISSIONAIS DE SAÚDE NOTIFICAÇÃO ON-LINE 2015 Departamento da Qualidade na Saúde Introdução Em Portugal, o direito à não-violência encontra-se consagrado na Constituição da República

Leia mais

Memorando Semestral. Ação do Ministério Público no Distrito Judicial de Lisboa (Área Penal)

Memorando Semestral. Ação do Ministério Público no Distrito Judicial de Lisboa (Área Penal) Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa Memorando Semestral 1.º Semestre 2016 Ação do Ministério Público no Distrito Judicial de Lisboa (Área Penal) 1. Apresentação Pretende-se com este Memorando fazer

Leia mais

Estatísticas da Educação 2014/15 Principais resultados relativos ao Ensino Superior

Estatísticas da Educação 2014/15 Principais resultados relativos ao Ensino Superior Estatísticas da Educação 2014/15 Principais resultados relativos ao Ensino Superior Inscritos em cursos de ensino superior Em 2014/15, inscreveram-se em cursos de ensino superior um total de 349 658 alunos

Leia mais

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código da Estrada ª Edição. Atualização nº 1

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código da Estrada ª Edição. Atualização nº 1 Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código da Estrada 2015 8ª Edição Atualização nº 1 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGO DA ESTRADA Atualização nº 1 ORGANIZAÇÃO BDJUR BASE DE DADOS JURÍDICA EDITOR EDIÇÕES

Leia mais

SECÇÃO III - Prestação de trabalho a favor da comunidade e admoestação

SECÇÃO III - Prestação de trabalho a favor da comunidade e admoestação Código Penal Ficha Técnica Código Penal LIVRO I - Parte geral TÍTULO I - Da lei criminal CAPÍTULO ÚNICO - Princípios gerais TÍTULO II - Do facto CAPÍTULO I - Pressupostos da punição CAPÍTULO II - Formas

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV ESTATÍSTICAS EM FOCO: CRIMES CONTRA O PATRIMÓNIO

ESTATÍSTICAS APAV ESTATÍSTICAS EM FOCO: CRIMES CONTRA O PATRIMÓNIO ESTATÍSTICAS APAV ESTATÍSTICAS EM FOCO: CRIMES CONTRA O PATRIMÓNIO WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS Crimes contra o Património perspetiva internacional / perspetiva nacional Segundo os dados do UNICRE (United

Leia mais

CAPÍTULO VIII - Justiça e Segurança

CAPÍTULO VIII - Justiça e Segurança 207 Diagnóstico Social do Município de Fornos de Algodres CAPÍTULO VIII - Justiça e Segurança Conteúdo Segurança pública e de proteção civil e equipamentos de prevenção GNR Bombeiros voluntários de FA

Leia mais

Barómetro APAV INTERCAMPUS Criminalidade e Insegurança 2ª vaga Preparado para: Associação de Apoio à Vítima (APAV) Dezembro de 2012

Barómetro APAV INTERCAMPUS Criminalidade e Insegurança 2ª vaga Preparado para: Associação de Apoio à Vítima (APAV) Dezembro de 2012 1 Barómetro APAV INTERCAMPUS Criminalidade e Insegurança 2ª vaga Preparado para: Associação de Apoio à Vítima (APAV) Dezembro de 2012 2 Índice 2 Metodologia 3 3 Síntese 7 4 Resultados 10 3 1 Metodologia

Leia mais

ESTATÍSTICAS SOBRE CRIMES RODOVIÁRIOS ( )

ESTATÍSTICAS SOBRE CRIMES RODOVIÁRIOS ( ) 3.821 2.995 2.586 2.325 2.97 1.734 12.19 1.684 9.767 1.479 2.612 21.313 21.38 18.856 2.389 18.297 22.67 18.886 23.274 17.83 15.844 2.752 25.366 24.68 45.746 43.231 41.272 43.278 42.454 42.944 38.311 31.998

Leia mais

à condenação dos criminosos. Este problema, transversal ao fenómeno da violência doméstica, deriva da falta de testemunhas e resulta, na

à condenação dos criminosos. Este problema, transversal ao fenómeno da violência doméstica, deriva da falta de testemunhas e resulta, na Primeiro estudo forense carateriza um fenómeno crescente de abus»os cometidos de forma prolongada por parte das companheiras 12% DAS VITIMAS DE ACIRESSÕES SÃO HOMENS latono Anual de Segurança Interna de

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: DIREITO PENAL III Código da Disciplina: JUR 219 Curso: Direito Semestre de oferta da disciplina: 5º Faculdade responsável: Direito Programa em vigência a partir de: 2015

Leia mais

DECRETO N.º 376/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 376/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 376/XII Define os objetivos, prioridades e orientações de política criminal para o biénio de 2015-2017, em cumprimento da Lei n.º 17/2006, de 23 de maio, que aprova a Lei-Quadro da Política

Leia mais

Curriculum Vitae HABILITAÇÕES LITERÁRIAS E PROFISSIONAIS DADOS PESSOAIS

Curriculum Vitae HABILITAÇÕES LITERÁRIAS E PROFISSIONAIS DADOS PESSOAIS Curriculum Vitae DADOS PESSOAIS Nome: Paula Maria Sousa da Costa Coelho e Silva Estado Civil: Casada Escritório: Rua Cândido dos Reis, nº.64 R/c Dtº. - 2780-211 Oeiras Contactos: Tel./Fax: 216 031 929

Leia mais

POPULAÇÃO ESTRANGEIRA EM PORTUGAL MODERA CRESCIMENTO

POPULAÇÃO ESTRANGEIRA EM PORTUGAL MODERA CRESCIMENTO População Estrangeira Residente em Portugal Resultados provisórios 2002 2 de Julho de 2003 POPULAÇÃO ESTRANGEIRA EM PORTUGAL MODERA CRESCIMENTO Em 2002, a população estrangeira com a situação regularizada,

Leia mais

Comissão de Proteção de Crianças e Jovens Matosinhos

Comissão de Proteção de Crianças e Jovens Matosinhos Comissão de Proteção de Crianças e Jovens Matosinhos Relatório Anual de Atividades 2013 1. Caracterização Processual Tabela 1: Volume Processual Global - Ano 2013 Volume Processual Global Instaurados 580

Leia mais

2.6. Grupos em Situação de Vulnerabilidade

2.6. Grupos em Situação de Vulnerabilidade 2.6. Grupos em Situação de Vulnerabilidade O rápido e intenso crescimento urbano das últimas décadas fez emergir uma série de novos problemas sociais, que culminaram no aparecimento de grupos sociais mais

Leia mais

3,11% 3,03% 2,82% 2,76% 2,56% 1,92% 1,62% 1,52% 1,48% 0,00% 1,00% 2,00% 3,00% 4,00% 5,00% 6,00%

3,11% 3,03% 2,82% 2,76% 2,56% 1,92% 1,62% 1,52% 1,48% 0,00% 1,00% 2,00% 3,00% 4,00% 5,00% 6,00% Problemáticas Especificas e Respostas Sociais Famílias e comunidade Rendimento Social de Inserção População Beneficiária de RSI (%) Barreiro Montijo Almada Setúbal Peninsula de Setúbal Portugal Continental

Leia mais

3. Roteiro de perguntas para serem aplicadas na tomada de declarações ou oitivas dasvítimas indiretas e testemunhas

3. Roteiro de perguntas para serem aplicadas na tomada de declarações ou oitivas dasvítimas indiretas e testemunhas 3. Roteiro de perguntas para serem aplicadas na tomada de declarações ou oitivas dasvítimas indiretas e testemunhas As questões abaixo contribuem para ilustrar comportamentos prévios de violência contra

Leia mais

Balanço Anual Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres Ministério dos Direitos Humanos

Balanço Anual Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres Ministério dos Direitos Humanos Balanço Anual 2016 Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres Ministério dos Direitos Humanos BALANÇO ANUAL 2016 1 Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres Ministério dos Direitos Humanos

Leia mais

CRIMES VIRTUAIS. Conceito Exemplos

CRIMES VIRTUAIS. Conceito Exemplos CRIMES VIRTUAIS Conceito Exemplos 2 CRIMES VIRTUAIS Segundo Ferreira (2005) sugere, resumindo: Atos dirigidos contra um sistema de informática, tendo como subespécies atos contra o computador e atos contra

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Atualização e Capacitação Sobre Formulação e Gestão de Políticas Públicas Módulo III Políticas Públicas e Direitos Humanos Aula 7 Gestão em Segurança

Leia mais

Atividade Processual das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens

Atividade Processual das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens Atividade Processual das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens Primeiro Semestre de 2013 COMISSÃO NACIONAL DE PROTEÇÃO DAS CRIANÇAS E JOVENS EM RISCO Atividade Processual das Comissões de Proteção

Leia mais

Abril de Relatório de Avaliação do Workshop De Bom a Excelente para Alunos do 2º Ciclo. Ano Letivo 2012/2013. Gabinete de Apoio ao Tutorado

Abril de Relatório de Avaliação do Workshop De Bom a Excelente para Alunos do 2º Ciclo. Ano Letivo 2012/2013. Gabinete de Apoio ao Tutorado Abril de 2013 Relatório de Avaliação do Workshop De Bom a Excelente para Alunos do 2º Ciclo Ano Letivo 2012/2013 Gabinete de Apoio ao Tutorado ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Avaliação do De Bom a Excelente

Leia mais

DECRETO N.º 458/XII. Décima quarta alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio

DECRETO N.º 458/XII. Décima quarta alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio DECRETO N.º 458/XII Décima quarta alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição,

Leia mais

RENDIMENTO. capita do Distrito, com 68,8%.

RENDIMENTO. capita do Distrito, com 68,8%. O presente documento visa apresentar, de uma forma sintética, alguns indicadores estatísticos relativos ao Rendimento, Mercado de Trabalho, Educação, Habitação, Demografia, Justiça e Segurança e Saúde,

Leia mais

Contraordenações Rodoviárias Advogados

Contraordenações Rodoviárias Advogados Francisco Marques Vieira Santa Maria da Feira 18 de setembro de 2015 Contraordenações Rodoviárias Advogados Defesa do Arguido Impugnação Judicial Recurso 2 Dinâmica do Processo Fiscalização Auto de notícia

Leia mais

Viagens turísticas aumentam no 4º trimestre e no ano de 2015

Viagens turísticas aumentam no 4º trimestre e no ano de 2015 Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre de 2015 02 de maio de 2016 Viagens turísticas aumentam no 4º trimestre e no ano de 2015 No 4º trimestre de 2015 a população residente em Portugal realizou

Leia mais

DOS CRIMES CONTRA A PESSOA

DOS CRIMES CONTRA A PESSOA DOS CRIMES CONTRA A PESSOA Homicídio simples art. 205 Minoração facultativa da pena 1º. Homicídio qualificado 2º A Lei 9299/96, alterou dispositivos do CPM, operando verdadeiro deslocamento de competência

Leia mais

ARTIGO 26, III, DA LEI N /2006 E

ARTIGO 26, III, DA LEI N /2006 E TABELA DE TAXONOMIA DO CADASTRO NACIONAL DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER ARTIGO 26, III, DA LEI N. 11.340/2006 E RESOLUÇÃO N. 135/2016 CNMP (VERSÃO APROVADA NA REUNIÃO DO COMITÊ GESTOR,

Leia mais

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Dos crimes praticados contra crianças e adolescentes Arts. 225 a 244-B, ECA. Atenção para os delitos dos arts. 240 a 241 (A, B, C, D e E), bem como 244-B. Est. do Desarmamento

Leia mais

Número de nados-vivos aumentou mas saldo natural manteve-se negativo

Número de nados-vivos aumentou mas saldo natural manteve-se negativo Estatísticas Vitais 215 28 de abril de 216 Número de nados-vivos aumentou mas saldo natural manteve-se negativo Em 215, nasceram com vida (nados-vivos) 85 5 crianças, de mães residentes em Portugal. Este

Leia mais

Vigilância Social: Estudando os instrumentais a serem utilizados pelo PAIF/PAEFI

Vigilância Social: Estudando os instrumentais a serem utilizados pelo PAIF/PAEFI Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social Vigilância Social: Estudando os instrumentais a serem utilizados pelo PAIF/PAEFI FACILITADORA: INÊS DE MOURA TENÓRIO

Leia mais

Diagnóstico Social de Oeiras Anexos

Diagnóstico Social de Oeiras Anexos Diagnóstico Social de Oeiras 2013 Anexos Fevereiro de 2014 SAÚDE POPULAÇÃO Anexo 1 INDICADORES Densidade populacional (hab./km 2 ) 3766,6 População residente, segundo os grandes grupos etários e sexo (nº):

Leia mais

ANO /06.0TACS 2. 28/05.4ZCLSB /07.8JELSB /05.4JELSB

ANO /06.0TACS 2. 28/05.4ZCLSB /07.8JELSB /05.4JELSB ANO 2009 1. 651/06.0TACS Crimes de burla qualificada na forma continuada, receptação ilícita de depósitos e outros fundos reembolsáveis. Condenação de 3 arguidos em penas de prisão entre 4 anos e 6 meses

Leia mais

Lei n. o 72/

Lei n. o 72/ Lei n. o 72/2015 20-07-2015 Assunto: Define os objetivos, prioridades e orientações de política criminal para o biénio de 2015-2017, em cumprimento da Lei n.º 17/2006, de 23 de maio, que aprova a Lei-Quadro

Leia mais

MEDIDA CONTRATO-EMPREGO

MEDIDA CONTRATO-EMPREGO MEDIDA CONTRATO-EMPREGO EM QUE CONSISTE A medida Contrato-Emprego é um apoio financeiro aos empregadores que celebrem contratos de trabalho sem termo ou a termo certo, por prazo igual ou superior a 12

Leia mais

IGUALDADE DE GÉNERO E NÃO DISCRIMINAÇÃO: VIOLÊNCIA DE GÉNERO. Marta Silva Núcleo Violência Doméstica/Violência de Género Janeiro 2009

IGUALDADE DE GÉNERO E NÃO DISCRIMINAÇÃO: VIOLÊNCIA DE GÉNERO. Marta Silva Núcleo Violência Doméstica/Violência de Género Janeiro 2009 IGUALDADE DE GÉNERO E NÃO DISCRIMINAÇÃO: VIOLÊNCIA DE GÉNERO Marta Silva Núcleo Violência Doméstica/Violência de Género Janeiro 2009 A violência contra as mulheres visibilidade e colocação do problema

Leia mais

O que é uma pesquisa de vitimização?

O que é uma pesquisa de vitimização? O que é uma pesquisa de vitimização? Uma pesquisa de vitimização consiste em uma série de perguntas feitas a pessoas escolhidas para representarem a população, sobre terem ou não sido vítimas de algum

Leia mais

Alterações ao Código da Estrada

Alterações ao Código da Estrada Alterações ao Código da Estrada Decreto-Lei nº 116/2015, de 28 de Agosto, publicada no Diário da República nº 168, Iª Série A Décima quarta alteração ao Código da Estrada aprovado pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

PROVA ACADÉMICA 1ª CHAMADA PROPOSTA DE SOLUÇÃO 1 GRUPO I. 12,5 Valores

PROVA ACADÉMICA 1ª CHAMADA PROPOSTA DE SOLUÇÃO 1 GRUPO I. 12,5 Valores DIREITO PENAL E PROCESSUAL PENAL PROVA ACADÉMICA 1ª CHAMADA PROPOSTA DE SOLUÇÃO 1 GRUPO I 12,5 Valores ESTUPEFACIENTES 2 valores CARLOS - Um crime de tráfico de estupefacientes p.p. no artigo 21 n.º 1

Leia mais

VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em 2014

VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em 2014 Empresas em Portugal 2010-28 de setembro de 2015 VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em Os dados preliminares de das estatísticas das empresas reforçam os sinais positivos

Leia mais

barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA

barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA Índice 2 11 Enquadramento 3 2 Amostra 7 3 Resultados 9 3 1 Enquadramento Objetivos 4 No âmbito da parceria entre a APAV e a INTERCAMPUS,

Leia mais

A EXPLORAÇÃO SEXUAL. Vamos entender como juntos podemos proteger crianças e adolescentes dessa grave violação de direitos.

A EXPLORAÇÃO SEXUAL. Vamos entender como juntos podemos proteger crianças e adolescentes dessa grave violação de direitos. A EXPLORAÇÃO SEXUAL Vamos entender como juntos podemos proteger crianças e adolescentes dessa grave violação de direitos. Por que esta causa? É uma das mais graves violações de direitos humanos. Quando

Leia mais

SITUAÇÕES DE PERIGO Ministério da Saúde Direcção-Geral da Saúde

SITUAÇÕES DE PERIGO Ministério da Saúde Direcção-Geral da Saúde Situações de perigo SITUAÇÕES DE PERIGO Ministério da Saúde Direcção-Geral da Saúde As situações de perigo para a criança ou o jovem encontram-se tipificadas no n.º 2 do art. 3.º da Lei 147/99: a) Estar

Leia mais

ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO ( )

ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO ( ) Dezembro de 214 Número 32 BOLETIM ESTATÍSTICO TEMÁTICO ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO (27-213) O PRESENTE DOCUMENTO PRETENDE RETRATAR, DE FORMA INTEGRADA E TRANSVERSAL, OS DADOS ESTATÍSTICOS REFERENTES AO

Leia mais

Lei n.º 113/2009, de 17/9 1

Lei n.º 113/2009, de 17/9 1 (Não dispensa a consulta do Diário da República) Lei n.º 113/2009, de 17/9 1 Estabelece medidas de proteção de menores, em cumprimento do artigo 5.º da Convenção do Conselho da Europa contra a Exploração

Leia mais

InfoReggae - Edição 10 Denúncias de abuso sexial contra crianças e adolescentes no estado do Rio de Janeiro 13 de setembro de 2013

InfoReggae - Edição 10 Denúncias de abuso sexial contra crianças e adolescentes no estado do Rio de Janeiro 13 de setembro de 2013 O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2015

ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2015 11 de outubro 2016 ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2015 População residente Em 31 de dezembro de 2015, a população residente na Região Autónoma da Madeira (RAM) foi estimada em

Leia mais

Estatísticas Demográficas 30 de Setembro de

Estatísticas Demográficas 30 de Setembro de Estatísticas Demográficas 3 de Setembro de 24 23 Em 23, e face ao ano anterior, a natalidade decresceu 1,6%, enquanto que a mortalidade aumentou 2,3%. A mortalidade infantil e fetal continuaram em queda.

Leia mais

8 Justiça e Segurança. Quadro I Criminalidade nas freguesias de Estremoz Santo André e Estremoz Santa Maria

8 Justiça e Segurança. Quadro I Criminalidade nas freguesias de Estremoz Santo André e Estremoz Santa Maria Neste capítulo pretende-se apresentar os números relativos à criminalidade no Concelho de, fazendo-se menção dos indivíduos apoiados pelo Instituto de Reinserção Social de Évora. 8 Justiça e Segurança

Leia mais

Casos de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher cadastrados em Macapá

Casos de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher cadastrados em Macapá Casos de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher cadastrados em Macapá No ano de 2012, foram cadastrados pela Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher de Macapá, através do Sistema de Cadastro

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 471/XIII/2.ª ALTERA O CÓDIGO PENAL, REFORÇANDO O COMBATE À DISCRIMINAÇÃO RACIAL

PROJETO DE LEI N.º 471/XIII/2.ª ALTERA O CÓDIGO PENAL, REFORÇANDO O COMBATE À DISCRIMINAÇÃO RACIAL Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º 471/XIII/2.ª ALTERA O CÓDIGO PENAL, REFORÇANDO O COMBATE À DISCRIMINAÇÃO RACIAL Exposição de motivos O princípio da não discriminação constitui um elemento crucial

Leia mais

Perfil das Vítimas e Agressores das Ocorrências Registradas pelas Polícias Civis (Janeiro de 2004 a Dezembro de 2005)

Perfil das Vítimas e Agressores das Ocorrências Registradas pelas Polícias Civis (Janeiro de 2004 a Dezembro de 2005) Ministério da Justiça Perfil das Vítimas e Agressores das Ocorrências Registradas pelas Polícias Civis (Janeiro de 2004 a Dezembro de 2005) Agosto/2006 Secretaria Nacional de Segurança Pública Departamento

Leia mais

Imigração e Crime Violento: Verdades e Mitos

Imigração e Crime Violento: Verdades e Mitos Imigração e Crime Violento: Verdades e Mitos Maria João Guia Doutoramento Direito, Justiça e Cidadania no Séc. XXI Universidade de Coimbra Orientadores: Professor João Pedroso Professor Doutor António

Leia mais

Estatísticas trimestrais sobre ações cíveis ( )

Estatísticas trimestrais sobre ações cíveis ( ) 78,1% 115,5% 19,3% 95,7% 112,4% 127,1% 241.4 236.554 248.464 262.38 254.847 241.628 Janeiro de 216 Boletim n.º 23 DESTAQUE ESTATÍSTICO TRIMESTRAL 1º e 2º Trimestres de 215 Estatísticas trimestrais sobre

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 664/XII/4.ª ALTERA A PREVISÃO LEGAL DOS CRIMES DE VIOLAÇÃO E COAÇÃO SEXUAL NO CÓDIGO PENAL

PROJETO DE LEI N.º 664/XII/4.ª ALTERA A PREVISÃO LEGAL DOS CRIMES DE VIOLAÇÃO E COAÇÃO SEXUAL NO CÓDIGO PENAL Grupo Parlamentar. PROJETO DE LEI N.º 664/XII/4.ª ALTERA A PREVISÃO LEGAL DOS CRIMES DE VIOLAÇÃO E COAÇÃO SEXUAL NO CÓDIGO PENAL Exposição de motivos O crime de violação atinge, sobretudo, mulheres e crianças.

Leia mais

Abril de Relatório de Avaliação do Workshop De Bom a Excelente para Alunos do 2º Ciclo. Ano Letivo 2013/2014. Gabinete de Apoio ao Tutorado

Abril de Relatório de Avaliação do Workshop De Bom a Excelente para Alunos do 2º Ciclo. Ano Letivo 2013/2014. Gabinete de Apoio ao Tutorado Abril de 2014 Relatório de Avaliação do Workshop De Bom a Excelente para Alunos do 2º Ciclo Ano Letivo 2013/2014 Gabinete de Apoio ao Tutorado ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Avaliação do De Bom a Excelente

Leia mais

Regência: Professor Doutor Paulo de Sousa Mendes Colaboração: Catarina Abegão Alves, David Silva Ramalho e Tiago Geraldo. Grelha de correção

Regência: Professor Doutor Paulo de Sousa Mendes Colaboração: Catarina Abegão Alves, David Silva Ramalho e Tiago Geraldo. Grelha de correção Grelha de correção 1. Responsabilidade criminal de Alfredo (6 vls.) 1.1 Crime de coação [art. 154.º/1 CP], contra Beatriz. Crime comum, de execução vinculada, pois realiza-se por meio de violência ou de

Leia mais

Programa: Enquadramento; Dinâmicas e processos associados à violência conjugal; A lei e o combate à violência doméstica questões legais.

Programa: Enquadramento; Dinâmicas e processos associados à violência conjugal; A lei e o combate à violência doméstica questões legais. Programa: Enquadramento; Dinâmicas e processos associados à violência conjugal; A lei e o combate à violência doméstica questões legais. Vídeo: Os tabus sociais na perceção de géneros e papéis sexuais

Leia mais

Censos 2011 revelam o maior excedente de alojamentos em Portugal

Censos 2011 revelam o maior excedente de alojamentos em Portugal Parque Habitacional em Portugal: Evolução na última década 2001-2011 07 de dezembro de 2012 Censos 2011 revelam o maior excedente de alojamentos em Portugal Em 2011, o número de alojamentos em Portugal

Leia mais

Número de nados vivos volta a diminuir em 2012

Número de nados vivos volta a diminuir em 2012 Estatísticas Demográficas 29 de outubro de 2013 Número de nados vivos volta a diminuir em O número de nados vivos desceu para 89 841 (96 856 em 2011) e o número de óbitos aumentou para 107 612 (102 848

Leia mais

Obras licenciadas atenuaram decréscimo

Obras licenciadas atenuaram decréscimo Construção: Obras licenciadas e concluídas 1º Trimestre de 2014- Dados preliminares 12 de junho de 2014 Obras licenciadas atenuaram decréscimo No 1º trimestre de 2014 os edifícios licenciados diminuíram

Leia mais

DECRETO N.º 378/X. Artigo 1.º Objecto

DECRETO N.º 378/X. Artigo 1.º Objecto DECRETO N.º 378/X Estabelece medidas de protecção de menores, em cumprimento do artigo 5.º da Convenção do Conselho da Europa contra a exploração sexual e o abuso sexual de crianças e procede à segunda

Leia mais

GOVERNO PROVINCIAL DA CIDADE DE MAPUTO DIRECÇÃO DA JUSTIÇA DE MAPUTO CIDADE

GOVERNO PROVINCIAL DA CIDADE DE MAPUTO DIRECÇÃO DA JUSTIÇA DE MAPUTO CIDADE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE GOVERNO PROVINCIAL DA CIDADE DE MAPUTO DIRECÇÃO DA JUSTIÇA DE MAPUTO CIDADE O presente documento tem em vista apresentar de forma resumida as realizações da Direcção da Justiça

Leia mais