-Cultura Geral + Jurídica: Sites Migalhas. Consultor Jurídico. AASP. STF STJ.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "-Cultura Geral + Jurídica: Sites Migalhas. Consultor Jurídico. AASP. STF STJ."

Transcrição

1 Teoria Geral do Direito Tributário Aula I 14/02/17 Professor: Luiz Fernando F. Rezende -Plano de aula -Dicas de estudo -Legislação: CRFB+CTN -Doutrina -Cultura Geral + Jurídica: Sites Migalhas. Consultor Jurídico. AASP. STF STJ. Apresentação da matéria Direito conjunto de regras que orienta a vida em sociedade, expedida pelo poder competente e obrigatório e exigível (legislativo). Direito Tributário conjunto de regras que trata da instituição (criação), arrecadação e fiscalização de tributos. Tributos obrigação do particular (de dar, fazer, não fazer) em entregar recursos financeiros ao Estado (obrigação de fazer é acessória). Razão de ser do tributo abastecer os cofres públicos de dinheiro para que o Estado possa promover as suas finalidade (bem comum) previstas no artigo 3º da Constituição. Atividade Financeira do Estado o que o Estado faz com os recursos que arrecada. *Presta serviços públicos *Promove o poder de polícia administrativo *Intervêm na atividade econômica.

2 Visão macroscópica do Direito Tributário D. Constitucional D. Administrativo Organização do Estado + princípios e garantias Bens Públicos + Servidores + Gestão D. Financeiro LDO/LOA Obtenção + administração + Desembolso + Recursos D. Tributário Cuida da receita pública derivada. Origem patrimônio particular Visão microscópica do Direito Tributário (como ele funciona). Lei tributária cria obrigações de acordo com as regras do sistema jurídico Previsão de uma situação hipotética Lei Ocorrência concreta da situação hipótetica Deflagra uma relação jurídica tributária

3 Autores Tributários Regina Helena Costa Hugo de Brito Machado Geraldo Ataliba Segundo semestre de 2017 Tributos em espécie. Direito fenômeno social Ele se transforma ao longo do tempo. Direito fenômeno social - conhecer o homem. Como funciona as relações sociais? Como eu posso observar isso? Jornal, Revista, televisão (TV Justiça). Tudo que é revelante é interessante para saber como funciona as relações sociais. Necessário para a avaliação das pessoas. *Ler jornais *Notícias *Telejornais *Migalhas Consultor jurídico. Julgamentos, legislação. AASP serviço para a área do direito. Rico em informações. Maior associação jurídica da América Latina. Admite que o estudante pode se associar. Kafka o processo. Como funciona o direito e fugir dessa situação passada do personagem na obra literária. Obras literárias sobre a vida. No livro, o personagem é acusado, mas não sabe exatamente o teor da acusação. Transparência ampla defesa contraditório. Regras quem cria as leis? Quem é o poder competente? Legislativo. Direito - conjunto de regras que orientam a sociedade. São elaboradas pelo poder competente. Poder legislativo. Regras de moda que está fora de moda, brega (reprimenda, coerção). O direito tem característica de ser elaborado por um poder competente e exigir da sociedade o seu cumprimento.

4 Bully - moda. Exemplo do professor e a gravata de crochê. Consequentemente, se ele usasse uma gravata assim nos dias de hoje, o professor sofreria Bully. Bully não é uma forma de sanção, pois o professor está fora de moda Drama atual efetivação do Direito. O ordenamento jurídico proíbe a pena de morte. Mas será que isso é efetivado? Direito Tributário Direito Público. Direito Tributário - obrigação de pagar um valor para o estado. Se eu não pagar existe mecanismos para tornar isso exigível. Se eu não pagar, tem como vir alguém e exigir? Sim, os mecanismos estão aí para isso. Direito Tributário - conjunto de regras que trata da instituição (ou seja, da criação, arrecadação e fiscalização) de tributos. O direito tributário é um ramo do direito público. Tributo Obrigação em que o particular paga (dar, fazer ou não fazer) tributos para o Estado. Dar entrega de recursos ao Estado. Fazer obrigação acessória. Não fazer - não criar obstáculos a fiscalização. *O dinheiro arrecadado dos particulares serve para alcançar o bem comum. Objetivos da república é um exemplo de bem comum. Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária II - garantir o desenvolvimento nacional; III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

5 Estado promove políticas afirmativas para reverter essa situação. Os objetivos pressupõe que existe pobreza, desigualdade social. Promover políticas públicas afirmativas para diminuir a desigualdade *O que o Estado faz com o dinheiro que arrecada? Ele presta serviços públicos. Serviços públicos são aqueles em que a lei define. O que é atividade financeira do Estado? O que o Estado faz com o dinheiro que arrecada? O Estado desempenha uma atividade financeira com os recursos que arrecada. Ele presta serviços públicos. O que é serviços públicos? Aquilo que o Estado diz que é, a CF. Serviço público saúde, educação segurança pública. A falta deste serviço incomoda a sociedade. Usar os recursos para melhorar/aperfeiçoar esses setores. Os recursos são bem empregados? Para que serve o tributo? O que o Estado faz com o Dinheiro? O dinheiro que o particular entrega ao Estado, abastecendo os cofres públicos de dinheiro, para que o estado com os recursos que arrecadou possa promover a suas finalidades (bem comum). O judiciário é um serviço público. Ele serve para dizer o direito no caso concreto. Estado poder de polícia. O poder de polícia não tem nada a ver com a polícia civil, militar. É uma forma de limitar o direito de propriedade e o direito de liberdade. Você não pode fazer o que quiser com o seu dinheiro. Adquirir propriedade. Limitação. Você precisa preencher formalidades para adquirir um terreno. Você pode abrir um restaurante, mas tem que seguir regras de higiene, postura e etc. Você quer construir uma casa, um prédio. Não é qualquer casa ou prédio (regras de ocupação do sala, características do prédio, tamanho da laje e dos andares). Montar uma fábrica - regras ambientais. Explorar uma atividade de distribuição de valores imobiliários. Pessoas que vendem títulos e por esses títulos as pessoas querem captar dinheiro. Trabalho de limitação: Banco Central, CGM. O estado presta serviços públicos, exerce poder de polícia e quando necessário, intervem na atividade econômica. O estado é um agente econômico também. Ele pode ser um agente econômico por meio das empresas públicas. Exemplo: Caixa econômica federal.

6 Atividade econômica atividades de risco.exploração de atividades de risco que particular não tem interesse. Exemplo: Construção de usina hidrelétrica. O Estado investe primeiro para promover esse tipo de atividade. Outro exemplo de intervenção econômica Banco (caixa) móvel nas populações ribeirinhas da Amazônia. Não gera lucro, mas é importante como forma de inclusão bancária. Visão macroscópica visão ampla, onde eu olho esse conjunto de regras (o direito é um só). Se eu olhar com uma visão ampla, observo a CF (ou qualquer código) e vejo o Direito Tributário. Dentro do Direito Constitucional - organização do Estado, princípios e garantias. Direito Administrativo - Bens públicos, dos servidores públicos e da gestão desses bens para alcançar os objetivos da república. Contrato administrativo lei específica. O direito administrativo está presente em várias áreas. O particular explora determinada via. Foi celebrado um contrato administrativo. Tarifação. Direito administrativo está presente em várias áreas. Quem é o maior empregado de pessoas no Brasil? O Estado. O direito administrativo exigiu a criação do Direito Financeiro orçamento, despesa do Estado. O Estado precisa saber como administrar seu dinheiro. O Estado, algumas vezes, não consegue administrar bem os seus recursos. Receita originária vem do próprio Estado Em tese, o Estado não quebra. Como o Estado adquire dinheiro? Títulos públicos? Receita Pública Derivada Vem do particular. São impostas pelas regras do Direito Financeiro e da Administração Pública. Objetivo da arrecadação: prestar serviços públicos e alcançar o bem comum

7 Na faculdade de medicina, até o faxineiro sabe que existe uma razão de ser para cada órgão. Como funciona o Direito Tributário? Situação hipotética: todo aquele que adquirir renda deve pagar imposto sobre a renda. Acontece uma situação jurídica concreta (situação concreta). O menor de idade realiza a situação hipotética? O menor de idade adquire renda? Todo aquele proprietário de Imóvel tem que pagar IPTU. O sujeito passivo da relação jurídica é aquele que tem capacidade jurídica. Capacidade jurídica é diferente de capacidade tributária. O menor de idade pode ter propriedade, mas não entra na relação jurídica tributária. Quem entra na relação? O pai, a mãe, o responsável. Direito Penal Artigo 121 É um exemplo de situação hipotética. Pode acontecer. Agravantes Demonstração dos fatos Atenuantes Todas as situações hipotéticas para arrecadação de tributos são encontradas na CF. Sujeito ativo (Estado) Arrecada Paga Sujeito passivo (particular) Tributo Sujeito Passivo capacidade jurídica. Carnê do IPTU. Se eu tacar fogo vou extinguir a obrigação? Não. Vai ter consequências? Vai. O oficial de justiça pode aparecer na sua casa com uma ação de execução fiscal. Se você não pagar você poder perder o imóvel. Como evitar a situação tributária. *Quando o Direito Tributário acaba? Quando a obrigação é extinta. O que o Estado faz com o dinheiro arrecadado não tem interesse/foge da esfera do Direito Tributário.

Direito Constitucional. TÍTULO I - Dos Princípios Fundamentais art. 1º ao 4º

Direito Constitucional. TÍTULO I - Dos Princípios Fundamentais art. 1º ao 4º Direito Constitucional TÍTULO I - Dos Princípios Fundamentais art. 1º ao 4º Constituição A constituição determina a organização e funcionamento do Estado, estabelecendo sua estrutura, a organização de

Leia mais

Tributos. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Tributos. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Tributos Objetivos O presente curso tem por objetivo apresentar a definição de Tributo e a diferença entre Imposto, Taxa e Contribuição de Melhoria, seguindo-se as conclusões. Metodologia A metodologia

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial

Planejamento Tributário Empresarial Planejamento Tributário Empresarial A Constituição Federal do Brasil Constituição Federal do Brasil de 05 de outubro de 1988: importante carta que trouxe o regime democrático e, com ele, direito e garantias

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Aula 03 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL 01. Considere as seguintes normas constitucionais: I. A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial

Planejamento Tributário Empresarial Planejamento Tributário Empresarial Aula 02 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina, oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades,

Leia mais

ATIVIDADE FINANCEIRA DO ESTADO

ATIVIDADE FINANCEIRA DO ESTADO ATIVIDADE FINANCEIRA DO ESTADO A Atividade Financeira do Estado (AFE), é a procura de meios (obter, despender, gerir e criar dinheiro suficiente) para satisfazer as necessidades públicas (que é a falta

Leia mais

DIREITO FINANCEIRO RECEITAS PÚBLICAS

DIREITO FINANCEIRO RECEITAS PÚBLICAS DIREITO FINANCEIRO RECEITAS PÚBLICAS I. ENTRADAS 1. O conceito de receitas públicas não se confunde com o conceito de entradas (cauções, fianças, depósitos, empréstimos contraídos pelo poder público, etc).

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: DIREITO TRIBUTÁRIO I Código da Disciplina: JUR 258 Curso: Direito Semestre de oferta da disciplina: 8º Faculdade responsável: DIREITO Programa em vigência a partir de:

Leia mais

AULA 03. Conteúdo da aula: Tributo; Classificação Qualitativa; Impostos; Conceito.

AULA 03. Conteúdo da aula: Tributo; Classificação Qualitativa; Impostos; Conceito. Turma e Ano: Master A (2015) Matéria / Aula: Direito Tributário / Aula 03 Professor: Vanessa Siqueira Monitora: Evellyn Nobre AULA 03 Conteúdo da aula: Tributo; Classificação Qualitativa; Impostos; Conceito.

Leia mais

Apresentação da Disciplina

Apresentação da Disciplina ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA, EMENTA E INFORMAÇÕES CORRELATAS Prof. Thiago Gomes Apresentação da Disciplina 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Estágio Supervisionado

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1 SUMÁRIO Capítulo I Teoria da Constituição...1 1. Constituição...1 1.1 Conceito...1 1.2. Classificação das Constituições...1 1.3. Interpretação das Normas Constitucionais...3 1.4. Preâmbulo Constitucional...5

Leia mais

RECEITA ORÇAMENTÁRIA

RECEITA ORÇAMENTÁRIA RECEITA ORÇAMENTÁRIA Receita Orçamentária Efetiva é aquela que, no momento do reconhecimento do crédito, aumenta a situação líquida patrimonial da entidade. Constitui fato contábil modificativo aumentativo.

Leia mais

Prof. Dr. Vander Ferreira de Andrade

Prof. Dr. Vander Ferreira de Andrade Prof. Dr. Vander Ferreira de Andrade Organização Estatal Vedação aos entes federativos: I - estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles

Leia mais

Direito Tributário. Aula 09. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Tributário. Aula 09. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Tributário Aula 09 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

QUESTÕES DE CONCURSOS FISCAL DE RENDAS ICMS/RJ

QUESTÕES DE CONCURSOS FISCAL DE RENDAS ICMS/RJ QUESTÕES DE CONCURSOS FISCAL DE RENDAS ICMS/RJ - 2009 01 Assinale a alternativa que defina corretamente o poder regulamentar do chefe do Executivo, seja no âmbito federal, seja no estadual. a) O poder

Leia mais

DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação)

DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação) DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação) III. VEDAÇÕES ORÇAMENTÁRIAS A vedação, tratada pelo art. 167, da CF, é dividida em 2 tópicos: a) Execução Orçamentária (limitações a serem aplicadas no

Leia mais

- LÍNGUA PORTUGUESA -

- LÍNGUA PORTUGUESA - 1. Linguagem: como instrumento de ação e interação presente em todas 1 as atividades humanas; 2 funções da linguagem na comunicação; 3 diversidade linguística (língua padrão, língua não padrão). 4 2. Leitura:

Leia mais

Resumo Aula-tema 03: Receita Pública

Resumo Aula-tema 03: Receita Pública Resumo Aula-tema 03: Receita Pública A fim de fazer face às próprias necessidades de manutenção e investimentos, o Estado dispõe de recursos ou rendas que lhe são entregues pela contribuição da coletividade.

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Autonomia e controle no setor público Controlar é qualquer ação tomada pela administração pública com o objetivo de atingir metas preestabelecidas. A administração

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO CESPE Características. Prof. Alberto Macedo

DIREITO TRIBUTÁRIO CESPE Características. Prof. Alberto Macedo DIREITO TRIBUTÁRIO CESPE Características Prof. Alberto Macedo Não há sucesso no que não se gerencia, não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende

Leia mais

Noções de Estado. Organização da Federação e Poderes do Estado

Noções de Estado. Organização da Federação e Poderes do Estado Noções de Estado Noções de Estado Organização da Federação e Poderes do Estado Estado É a sociedade política e juridicamente organizada, dotada de soberania, dentro de um território, sob um governo, para

Leia mais

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO 1 ART. 42 - VEDAÇÕES de 1º de maio a 31 de dezembro: Contrair obrigação de despesa, nos últimos 8 meses, que não possa ser cumprida (paga)

Leia mais

PLANO DE CURSO 2012/1

PLANO DE CURSO 2012/1 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2012/1 DISCIPLINA: DIREITO TRIBUTÁRIO PROFESSOR: JOÃO CLAUDIO GONÇALVES LEAL TURMA: 5º ANO INTEGRAL

Leia mais

GUSTAVO FILIPE BARBOSA GARCIA TERCEIRIZAÇÃO

GUSTAVO FILIPE BARBOSA GARCIA TERCEIRIZAÇÃO GUSTAVO FILIPE BARBOSA GARCIA TERCEIRIZAÇÃO Trabalho temporário Cooperativas de trabalho Conforme a Lei 13.429/2017 2ª edição 2017 CAPÍTULO 1 TERCEIRIZAÇÃO E INTERMEDIAÇÃO DE MÃO DE OBRA 1.1 CONCEITO E

Leia mais

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS REDE JURIS DIREITO CONSTITUCIONAL PROF. BRUNO PONTES PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (arts. 1º ao 4º) TÍTULO II DOS DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS (arts. 5º ao 17) Capítulo

Leia mais

Obrigatoriedade. Autonomia do Crédito Tributário. Origem:

Obrigatoriedade. Autonomia do Crédito Tributário. Origem: Direito Tributário Crédito tributário:conceito e constituição. Lançamento: conceito e modalidades de lançamento. Hipóteses de alteração do lançamento. Sergio Karkache http://sergiokarkache.blogspot.com

Leia mais

PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE SILVA JARDIM ESTADO DO RIO DE JANEIRO CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2017. RETIFICAÇÃO Nº 01 Ao Edital 01/2017

PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE SILVA JARDIM ESTADO DO RIO DE JANEIRO CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2017. RETIFICAÇÃO Nº 01 Ao Edital 01/2017 CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2017 RETIFICAÇÃO Nº 01 Ao Edital 01/2017 A Comissão Organizadora do Concurso Público e o INSTITUTO IBDO, tornam pública a RETIFICAÇÃO Nº 01 ao Edital 01/2017, que passa a ter a inclusão

Leia mais

4 - A LOA compreende, entre outros, o orçamento de investimento de todas as empresas de que a União participe.

4 - A LOA compreende, entre outros, o orçamento de investimento de todas as empresas de que a União participe. Orçamento Público CF/88 (CESPE SAD/PE Analista de Controle Interno Especialidade: Finanças Públicas/2010) - A seção II do capítulo referente às finanças públicas, estabelecido na CF, regula os denominados

Leia mais

Sumário. Serviço Público e Administração Pública

Sumário. Serviço Público e Administração Pública Sumário Capítulo 1 Contabilidade Pública 1.1 Conceito 1.2 Objeto 1.3 Objetivo 1.4 Campo de Aplicação 1.5 Exercício Financeiro 1.6 Regime Orçamentário e Regime Contábil 1.6.1 Regime de Caixa 1.6.2 Regime

Leia mais

SUMÁRIO Direito Tributário...2 O Direito Tributário e as demais ciências jurídicas...5 O Direito Tributário e os Limites ao Poder de Tributar...

SUMÁRIO Direito Tributário...2 O Direito Tributário e as demais ciências jurídicas...5 O Direito Tributário e os Limites ao Poder de Tributar... SUMÁRIO Direito Tributário...2 Conceito...2 Polos...2 Receitas públicas...2 Natureza...3 Exemplos de receitas derivadas...3 Exemplos de receitas originárias...4 O Direito Tributário e o Direito Público...4

Leia mais

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO Prof. Me. Edson Guedes 1. Introdução ao Direito 1.1 Origem do Direito: Conflitos humanos; Evitar a luta de todos contra todos; 1. Introdução ao Direito 1.2 Conceito de

Leia mais

Departamento de Direito I IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA II EMENTA

Departamento de Direito I IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA II EMENTA Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências Jurídicas Departamento de Direito I IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome Curso DIREITO TRIBUTARIO I DIREITO - NOTURNO Código DIR - 5533 Número horas-aula

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO, FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO, FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO, FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO Disciplina: DIREITO TRIBUTÁRIO I (DEF 0416) Professores: Luís Eduardo Schoueri Roberto Quiroga

Leia mais

Sistema Tributário Nacional

Sistema Tributário Nacional Sistema Tributário Nacional Considerações Iniciais Direito Direito e Contabilidade como Ciências Ciência das Normas obrigatórias que disciplinam as relações dos homens em sociedade. É o conjunto das normas

Leia mais

PLANO DE AULA DISCIPLINA: PRÁTICA PROCESSUAL E FISCAL TRIBUTÁRIA CÓD º PERÍODO

PLANO DE AULA DISCIPLINA: PRÁTICA PROCESSUAL E FISCAL TRIBUTÁRIA CÓD º PERÍODO PLANO DE AULA DISCIPLINA: PRÁTICA PROCESSUAL E FISCAL TRIBUTÁRIA CÓD. 00006408 4º PERÍODO TOTAL DE ENCONTROS: 20 SEMANAS SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS 1 UNIDADE

Leia mais

Contabilidade Aplicada ao Setor Público Receitas e Despesas Públicas. Profa.: Patrícia Siqueira Varela

Contabilidade Aplicada ao Setor Público Receitas e Despesas Públicas. Profa.: Patrícia Siqueira Varela Contabilidade Aplicada ao Setor Público Receitas e Despesas Públicas Profa.: Patrícia Siqueira Varela Receita Pública Conceito: todo e qualquer recolhimento feito aos cofres públicos. Receita Orçamentária:

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE/ Curso. Número de Créditos Teórica Prática Total Teórica Prática Total 04 h/a - 04 h/a 72 h/a - 72 h/a 04

PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE/ Curso. Número de Créditos Teórica Prática Total Teórica Prática Total 04 h/a - 04 h/a 72 h/a - 72 h/a 04 Disciplina DIREITO FINANCEIRO.2 Curso Turno/Horário DIREITO NOITE Professor Arnaldo Santos Filho Turma: 7 º DIN Carga Horária Semanal Carga Horária Semestral Número de Créditos Teórica Prática Total Teórica

Leia mais

Receitas e Despesas Públicas. Prof. Ms Paulo Dantas

Receitas e Despesas Públicas. Prof. Ms Paulo Dantas Receitas e Despesas Públicas Prof. Ms Paulo Dantas Considera-se, como receita pública, todo o recurso obtido pelo Estado para atender às despesas públicas. As receitas públicas efetiva provem dos serviços

Leia mais

Curso de Disseminadores de Educação Fiscal

Curso de Disseminadores de Educação Fiscal Curso de Disseminadores de Educação Fiscal Caderno 1 Educação Fiscal no Contexto Social 1. O BRASIL E O MUNDO UMA SÍNTESE DO CENÁRIO SOCIOPOLÍTICO E ECONÔMICO 1.1 Liberalismo econômico x Estado de Bem-Estar

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA DE COLINAS DO TOCANTINS

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA DE COLINAS DO TOCANTINS LEI MUNICIPAL Nº. 1.070, DE 21DE DEZEMBRO DE 2009. Autoriza o Poder Executivo a criar a Empresa Pública denominada FRIGORÍFICO PÚBLICO MUNICIPAL DE COLINAS DO TOCANTINS FRIGOCOL, e dá outras providências.

Leia mais

Faculdades Cathedral Curso de Direito DIREITO CIVIL - I. Professor Vilmar A Silva

Faculdades Cathedral Curso de Direito DIREITO CIVIL - I. Professor Vilmar A Silva Faculdades Cathedral Curso de Direito DIREITO CIVIL - I Professor Vilmar A Silva NORMA JURÍDICA É a condição garantida pelo poder coercitivo do Estado, tendo como objetivo teórico a garantia da vida em

Leia mais

Contabilidade e Legislação Tributária Aula 2

Contabilidade e Legislação Tributária Aula 2 Contabilidade e Legislação Tributária Aula 2 Prof. Gustavo Gonçalves Vettori Receitas Originárias e Derivadas Preços Públicos Originárias Ingressos Comerciais Receitas Compensações Financeiras (Royalties)

Leia mais

EIXO FUNDAMENTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA

EIXO FUNDAMENTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA Direito Constitucional e Teoria Geral do Estado * O Poder Constituinte * Processo Legislativo

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS E INCLUSÃO SOCIAL: AS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS COMO FINANCIAMENTO DESSAS POLÍTICAS

POLÍTICAS PÚBLICAS E INCLUSÃO SOCIAL: AS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS COMO FINANCIAMENTO DESSAS POLÍTICAS POLÍTICAS PÚBLICAS E INCLUSÃO SOCIAL: AS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS COMO FINANCIAMENTO DESSAS POLÍTICAS Hallana Maria Santiago CANEDO 1 Resumo: Em um singelo estudo das contribuições sociais buscou-se esclarecer

Leia mais

POLÍTICA. MARGINALIZAÇÃO POLÍTICA

POLÍTICA. MARGINALIZAÇÃO POLÍTICA POLÍTICA. MARGINALIZAÇÃO POLÍTICA ÉTICA PROFISSIONAL E EMPRESARIAL POLÍTICA. O QUE É POLÍTICA? POLIS = CIDADE-ESTADO atividade humana que se refere à cidade. Aristóteles Política é a realização do bem

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial

Planejamento Tributário Empresarial Planejamento Tributário Empresarial Aula 13 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina, oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades,

Leia mais

Crédito e lançamento tributário

Crédito e lançamento tributário Crédito e lançamento tributário Levar o entendimento ao aluno sobre o que é, como se processa o crédito e as formas do lançamento do crédito tributário. Vamos lá, pessoal, na aula passada vimos a integração

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO UNIDADE: ÁGUAS CLARAS

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO UNIDADE: ÁGUAS CLARAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO UNIDADE: ÁGUAS CLARAS AFO II Administração Financeira e Orçamentária - Pública 1 AFO II Administração Financeira e Orçamentária Pública 1º/2013 UNIDADE III ORÇAMENTO E PLANEJAMENTO

Leia mais

Governo Municipal de Oriximiná ORÇAMENTO PROGRAMA PARA Consolidado

Governo Municipal de Oriximiná ORÇAMENTO PROGRAMA PARA Consolidado 01 Câmara Municipal de Oriximiná Legislação.: Legislativo Municipal Atribuições: Legislar com a sanção do Prefeito municipal, sobre as matérias de competência do Município e tributos Municipais, bem como

Leia mais

Rodada #1 Direito Constitucional

Rodada #1 Direito Constitucional Rodada #1 Direito Constitucional Professor Frederico Dias Assuntos da Rodada NOÇÕES DE DIREITO PÚBLICO: Princípios fundamentais. (Art. 1º ao 4º da CRFB). Direitos e garantias fundamentais. Direitos e deveres

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO CONCURSOS LEGISLATIVOS ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTROLE DE CONTEÚDO CONCURSOS LEGISLATIVOS ÁREA ADMINISTRATIVA 1 Domínio da Ortografia Oficial. Emprego das Letras. Emprego da Acentuação Gráfica. 2 Estrutura, Formação e Representação das Palavras. 3 Emprego das Classes de Palavras. 4 Relações de coordenação e de

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA

CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA Direito Constitucional e Teoria Geral do Estado *Aspectos de Direito Eleitoral *Controle

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL 145 QUESTÕES DE PROVAS IBFC POR ASSUNTOS 06 QUESTÕES DE PROVAS FCC 24 QUESTÕES ELABORADAS PELO EMMENTAL Edição Maio 2017 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É vedada a reprodução

Leia mais

Princípios da Administração Pública

Princípios da Administração Pública Princípios da Administração Pública PRINCÍPIO DA LEGALIDADE Conceito: Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei (art. 5º, II da CF). O Princípio da legalidade

Leia mais

TRIBUTAÇÃO AMBIENTAL FISCAL E EXTRAFISCAL COMO FORMA DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE

TRIBUTAÇÃO AMBIENTAL FISCAL E EXTRAFISCAL COMO FORMA DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE TRIBUTAÇÃO AMBIENTAL FISCAL E EXTRAFISCAL COMO FORMA DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE Tatiana Soares de Azevedo 1 Vladimir Ricardo Rocha Kubik 2 RESUMO: O presente artigo buscou analisar a tributação ambiental

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 2. Apresentação. Aula 2. Orçamento Público. O orçamento nacional deve ser equilibrado

Contabilidade Pública. Aula 2. Apresentação. Aula 2. Orçamento Público. O orçamento nacional deve ser equilibrado Contabilidade Pública Aula 2 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Aula 2 Orçamento Público: conceito e finalidades. O orçamento nacional deve ser equilibrado As dívidas públicas devem ser reduzidas...

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial

Planejamento Tributário Empresarial Planejamento Tributário Empresarial Aula 09 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina, oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades,

Leia mais

Sumário. Capítulo Breves Noções Históricas A Contabilidade no Brasil O Símbolo da Contabilidade...4

Sumário. Capítulo Breves Noções Históricas A Contabilidade no Brasil O Símbolo da Contabilidade...4 Sumário Capítulo 1 Breves Noções Históricas...1 1.1. Breves Noções Históricas...1 1.2. A Contabilidade no Brasil...3 1.3. O Símbolo da Contabilidade...4 Capítulo 2 Conceitos Iniciais...5 2.1. A Definição

Leia mais

PROGRAMA ESPECÍFICO TJ/CE PONTO 1. Direito Civil e Processual Civil

PROGRAMA ESPECÍFICO TJ/CE PONTO 1. Direito Civil e Processual Civil PROGRAMA ESPECÍFICO TJ/CE PONTO 1 Direito Civil e Processual Civil DIREITO CIVIL 1. Direito das relações de consumo: Reparação dos danos; Práticas comerciais. 2. Locação de imóveis urbanos: locação residencial.

Leia mais

CONTABILIDADE. O OBJETO da Contabilidade é o patrimônio das entidades. Patrimônio administrável e em constante alteração.

CONTABILIDADE. O OBJETO da Contabilidade é o patrimônio das entidades. Patrimônio administrável e em constante alteração. 1 CONTABILIDADE 1.1 CONCEITO É a ciência que tem como objetivo observar, registrar e informar os fatos econômico-financeiros acontecidos dentro de um patrimônio pertencente a uma entidade; mediante a aplicação

Leia mais

SUMÁRIO. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988

SUMÁRIO. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988 SUMÁRIO CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988 Preâmbulo...1 TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (Arts. 1º a 4º)...3 TÍTULO

Leia mais

Siglas deste documento:

Siglas deste documento: O Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC) possui 13 itens a serem observados para a efetivação de uma transferência voluntária. Veja adiante a legislação relativa a cada

Leia mais

LEI 8.112/90 SERVIDOR PÚBLICO. É a pessoa que ocupa um cargo público possuindo vínculo estatutário com a administração. CARGO PÚBLICO (Duas espécies)

LEI 8.112/90 SERVIDOR PÚBLICO. É a pessoa que ocupa um cargo público possuindo vínculo estatutário com a administração. CARGO PÚBLICO (Duas espécies) LEI 8.112/90 SERVIDOR PÚBLICO É a pessoa que ocupa um cargo público possuindo vínculo estatutário com a administração. CARGO PÚBLICO (Duas espécies) 1 ESTATUTO OBS I = segundo o STF não há direito adquirido

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 FISCAL DE TRIBUTOS PROVA OBJETIVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 FISCAL DE TRIBUTOS PROVA OBJETIVA 1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o Código Tributário do Município de Miracema (lei nº 1.453, de 26 de setembro de 2013), responda às questões de números 1 a 6. 1) É de competência do município

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA DE ACORDO COM O EDITAL N 1, DE 24 DE NOVEMBRO DE 201, DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO, TRE-SP CONHECIMENTOS BÁSICOS

Leia mais

Comparativo _ Antigo X Projeto DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PRIVADO DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO EMPRESARIAL

Comparativo _ Antigo X Projeto DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PRIVADO DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO EMPRESARIAL DIR 01 DIR 02 DIREITO PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PRIVADO DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO EMPRESARIAL DIR 03 DIREITO PÚBLICO E DO ESTADO DIREITO INTERNACIONAL PROPEDÊUTICAS, FILOSOFIA E SOCIOLOGIA

Leia mais

Direito Tributário para o Exame de Ordem

Direito Tributário para o Exame de Ordem Direito Tributário para o Exame de Ordem 3 Conceito de Tributo. 4 Legislação Tributária. 5 Obrigação Tributária. 6 Crédito Tributário. (1a. Parte: Conceito, Constituição) Sergio Karkache http://sergiokarkache.blogspot.com

Leia mais

Prof.ª Dr.ª Karoline Marchiori de Assis

Prof.ª Dr.ª Karoline Marchiori de Assis Entrada e Receita Prof.ª Dr.ª Karoline Marchiori de Assis Receitas Atividades Financeiras do Estado Mecanismos Universais para Dinheiro para as Despesas Públicas Extorsões sobre outros povos Doações voluntárias

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO EMENTA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO EMENTA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO : Conselho Regional de Medicina do Estado de Sao Paulo CREMESP D.E. Publicado em 13/01/2012 EMENTA CONTRIBUIÇÕES DESTINADAS AOS CONSELHOS PROFISSIONAIS

Leia mais

PRÁTICAS CONTÁBEIS E LEGISLAÇÃES DO TERCEIRO SETOR. Contador Tadeu Pedro Vieira Coordenador da Comissão PVCC

PRÁTICAS CONTÁBEIS E LEGISLAÇÃES DO TERCEIRO SETOR. Contador Tadeu Pedro Vieira Coordenador da Comissão PVCC PRÁTICAS CONTÁBEIS E LEGISLAÇÃES DO TERCEIRO SETOR Contador Tadeu Pedro Vieira Coordenador da Comissão PVCC ORGANIZAÇÃO JURÍDICA Código Civil - Lei nº 10.406/2002 Art. 44. São pessoas jurídicas de direito

Leia mais

Tópico 3. Classificação econômica da Receita. Conceitos e estágios da receita.

Tópico 3. Classificação econômica da Receita. Conceitos e estágios da receita. Tópico 3. Classificação econômica da Receita. Conceitos e estágios da receita. 1. (CGU/2008/Área geral) Sobre os conceitos e classificações relacionados com Receita Pública, assinale a opção correta. a)

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR NO ACIDENTE DE TRABALHO. LANA REZENDE DOS SANTOS FACULDADE ALFREDO NASSER

RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR NO ACIDENTE DE TRABALHO. LANA REZENDE DOS SANTOS FACULDADE ALFREDO NASSER RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR NO ACIDENTE DE TRABALHO LANA REZENDE DOS SANTOS FACULDADE ALFREDO NASSER lanarezende27@gmail.com ANA CELUTA F. TAVEIRA Faculdade Alfredo Nasser Mestre em Direito e

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO 869.572 SÃO PAULO RELATORA : MIN. CÁRMEN LÚCIA RECTE.(S) :CAIXA ECONOMICA FEDERAL ADV.(A/S) : ROGÉRIO ALTOBELLI ANTUNES E OUTRO(A/S) RECDO.(A/S) :MUNICÍPIO DE CAMPINAS PROC.(A/S)(ES)

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

Sistema Tributário Nacional

Sistema Tributário Nacional A estrutura de um sistema tributário não se forma pelo lado da receita, mas do gasto público. Forma-se a partir da investigação de quais são os tributos necessários para a satisfação das necessidades coletivas.

Leia mais

SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL E GUERRA FISCAL FEBRAFITE

SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL E GUERRA FISCAL FEBRAFITE SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL E GUERRA FISCAL FEBRAFITE OSVALDO SANTOS DE CARVALHO Secretaria da Fazenda de São Paulo 20 de junho de 2011 ICMS e Federação 1 Agenda RECEITAS E A AUTONOMIA DOS ENTES FEDERATIVOS

Leia mais

Organização da Aula 2. Gestão do Orçamento Público. Aula 2. Contextualização

Organização da Aula 2. Gestão do Orçamento Público. Aula 2. Contextualização Organização da Aula 2 Gestão do Orçamento Público Aula 2 Base legal e orçamento público Princípios Constitucionais; Legislação e instrumentos legais de planejamento público orçamentário. Prof. Nivaldo

Leia mais

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula 001-005 Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Fontes Hierarquia (ordem de graduação) Autonomia (entre os diversos ramos) Aplicação (conflitos entre

Leia mais

ELISÃO TRIBUTÁRIA NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO

ELISÃO TRIBUTÁRIA NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO Ivo César Barreto de Carvalho ESPECIALISTA EM DIREITO TRIBUTÁRIO PELA PUC/SP, MESTRE EM DIREITO PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC, PROFESSOR DE DIREITO CIVIL E DIREITO TRIBUTÁRIO PARA A GRADUAÇÃO

Leia mais

Aprova a Classificação das Fontes de Recursos para o Estado de Santa Catarina.

Aprova a Classificação das Fontes de Recursos para o Estado de Santa Catarina. DECRETO N o 2.879, de 30 de dezembro de 2004 Aprova a Classificação das Fontes de Recursos para o Estado de Santa Catarina. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, no uso da atribuição que lhe confere

Leia mais

Filosofia e Direito. Filosofia e Direito

Filosofia e Direito. Filosofia e Direito 2016-2 HORÁRIO DO 1º SEMESTRE 1ª Aula Humanidades em Direito Redação e Linguagem Jurídica Filosofia e Direito Ciência Política e Teoria do Estado Introdução ao Estudo do Direito 2ª Aula Humanidades em

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial

Planejamento Tributário Empresarial Planejamento Tributário Empresarial Aula 06 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina, oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades,

Leia mais

COMO ABRIR UMA IGREJA

COMO ABRIR UMA IGREJA COMO ABRIR UMA IGREJA Este ebook tem por finalidade proporcionar um esclarecimento sobre como as igrejas são vistas pelo governo, quais tributos ela deve pagar e como deve ser constituída. As igrejas,

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE DIREITO CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Fundamental: (Direito, Política e Economia) Ciência Política 02 0 02 40 Economia e Negócios 04 0 04 80 Fundamentos do Direito Civil 04 0 04

Leia mais

Sugestão de aperfeiçoamento na distribuição de recursos federais de CT&I para a redução de desigualdades regionais e intra-regionais

Sugestão de aperfeiçoamento na distribuição de recursos federais de CT&I para a redução de desigualdades regionais e intra-regionais Sugestão de aperfeiçoamento na distribuição de recursos federais de CT&I para a redução de desigualdades regionais e intra-regionais Francisco G. Emmerich Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Universidade

Leia mais

Balanço Patrimonial. Circulante Compreende obrigações exigíveis que serão liquidadas até o final do próximo exercício social.

Balanço Patrimonial. Circulante Compreende obrigações exigíveis que serão liquidadas até o final do próximo exercício social. Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Professor: Roberto César Balanço Patrimonial ATIVO Circulante Compreende contas que estão constantemente em giro - em movimento, sua conversão em dinheiro

Leia mais

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO 1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO P á g i n a 1 QUESTÃO 1 - Quanto à sujeição passiva tributária, assinale a alternativa correta: A. O sujeito passivo é sempre aquele que pratica um fato signo-presuntivo

Leia mais

A BASE DE CÁLCULO DO IPTU EM FACE DOS PRINCÍPIOS DA ANTERIORIDADE E DA LEGALIDADE. VALÉRIA FURLAN Professora Direito Tributário Doutora pela PUC/SP

A BASE DE CÁLCULO DO IPTU EM FACE DOS PRINCÍPIOS DA ANTERIORIDADE E DA LEGALIDADE. VALÉRIA FURLAN Professora Direito Tributário Doutora pela PUC/SP A BASE DE CÁLCULO DO IPTU EM FACE DOS PRINCÍPIOS DA ANTERIORIDADE E DA LEGALIDADE VALÉRIA FURLAN Professora Direito Tributário Doutora pela PUC/SP BASE LEGAL BASE CONCRETA PODER LEGISLATIVO LEI: VALOR

Leia mais

Divisão da Aula. 1 Visão Constitucional 2 Visão da LRF. 1 Visão Constitucional. Lei de Diretrizes Orçamentárias - LDO

Divisão da Aula. 1 Visão Constitucional 2 Visão da LRF. 1 Visão Constitucional. Lei de Diretrizes Orçamentárias - LDO Divisão da Aula Professor Luiz Antonio de Carvalho Lei de Diretrizes Orçamentárias - lac.consultoria@gmail.com 1 Visão Constitucional 2 Visão da LRF 1 2 1 Visão Constitucional Art. 165. Leis de iniciativa

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Novo Sistema Tributário. Síntese da Proposta

Novo Sistema Tributário. Síntese da Proposta 1 SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS (CAE) SUBCOMISSÃO TEMPORÁRIA DA REFORMA TRIBUTÁRIA (CAERT) Relatório Preliminar - Março de 2008 PRESIDENTE: Senador Tasso Jereissati - PSDB - CE VICE-PRESIDENTE:

Leia mais

AULA 07. Conteúdo da aula: Empréstimos Compulsórios; Conceito; Requisitos; Natureza Jurídica.

AULA 07. Conteúdo da aula: Empréstimos Compulsórios; Conceito; Requisitos; Natureza Jurídica. Turma e Ano: Master A (2015) Matéria / Aula: Direito Tributário / Aula 07 Professor: Vanessa Siqueira Monitora: Evellyn Nobre AULA 07 Conteúdo da aula: Empréstimos Compulsórios; Conceito; Requisitos; Natureza

Leia mais

LIVRO: MANUAL DE CONTABILIDADE PÚBLICA UM ENFOQUE NA CONTABILIDADE MUNICIPAL. VALMOR SLOMS KI, 2ª ED. 2009, ED. ATLAS, SP.

LIVRO: MANUAL DE CONTABILIDADE PÚBLICA UM ENFOQUE NA CONTABILIDADE MUNICIPAL. VALMOR SLOMS KI, 2ª ED. 2009, ED. ATLAS, SP. Com base no Balanço Patrimonial encerrado em 31 de dezembro de 2010 e na Lei de Orçamento Anual (LOA) para o exercício financeiro de 2011, efetue os registros contábeis e apure os Balanços Orçamentário,

Leia mais

2ª Fase Prática Tributaria Prof. Roberta Boldrin

2ª Fase Prática Tributaria Prof. Roberta Boldrin 2ª Fase Prática Tributaria Prof. Roberta Boldrin Determinada instituição de educação sem fins lucrativos foi autuada pelo Estado X, em razão do descumprimento de obrigação acessória prevista na legislação

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL GRUPO E SUBGRUPOS

BALANÇO PATRIMONIAL GRUPO E SUBGRUPOS U N I V E R S I D A D E E S T A D U A L D E G O I Á S (Criada pela Lei n.º 13.456 de 16 de abril de 1999, publicada no DOE - GO de 20 de abril de 1999) UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS

Leia mais

COMPLEXIDADE TRIBUTÁRIA E REFLEXOS NOS NEGÓCIOS SETEMBRO DE 2016

COMPLEXIDADE TRIBUTÁRIA E REFLEXOS NOS NEGÓCIOS SETEMBRO DE 2016 COMPLEXIDADE TRIBUTÁRIA E REFLEXOS NOS NEGÓCIOS SETEMBRO DE 2016 A Complexidade tributária comprovada por números Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), apenas no ano de 2014,

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Direito tributário Capítulo 2 Espécies de tributo Capítulo 3 Empréstimos compulsórios e contribuições especiais

Sumário Capítulo 1 Direito tributário Capítulo 2 Espécies de tributo Capítulo 3 Empréstimos compulsórios e contribuições especiais Sumário Capítulo 1 Direito tributário... 1 1.1. Direito... 1 1.2. Direito público e direito privado... 1 1.3. Direito tributário... 2 1.4. Direito tributário e os demais ramos do Direito... 4 1.5. Estado...

Leia mais

Workshop sub-regional sobre a Recomendação 204 da OIT e a transição para a economia formal em Moçambique, São Tomé e Cabo Verde

Workshop sub-regional sobre a Recomendação 204 da OIT e a transição para a economia formal em Moçambique, São Tomé e Cabo Verde Workshop sub-regional sobre a Recomendação 204 da OIT e a transição para a economia formal em Moçambique, São Tomé e Cabo Verde 21 24 de março de 2016 Maputo, Moçambique Um quadro legislativo favorável

Leia mais