AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO MAIOR ANO LECTIVO 2011 / 2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO MAIOR ANO LECTIVO 2011 / 2012"

Transcrição

1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO MAIOR ANO LECTIVO 2011 / 2012 DÍSCIPLINA: Electrónica Fundamental CURSO de Técnico de Instalações Eléctricas PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO DOCENTE: Jorge Miguel Mexia Branca GRUPO: 540 PROGRAMA CALENDARIZAÇÃO PLANIFICAÇÕES CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

2 MÓDULO 1 - Higiene e Segurança no Trabalho OBJECTIVOS Organização Industrial e Profissional: Identificar os ramos das actividades da indústria Eléctrica e Electrónica. Conhecer as profissões e níveis de qualificação inseridas na indústria Eléctrica e Electrónica. Conhecer Regulamentos e Normas aplicáveis à indústria Eléctrica e Electrónica (RSIUEE, NP, etc.). Higiene, Segurança e Saúde no Trabalho (HSST): Conhecer legislação referente a HSST. Identificar tipos de riscos. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Organização Industrial e Profissional: Ramos da Industria Eléctrica e Electrónica. Actividades Profissionais na Indústria Eléctrica e Electrónica. Regulamentos e Normas. Higiene, Segurança e Saúde no Trabalho: Regras de Higiene e Segurança de acordo com a legislação. Tipos de risco. Equipamentos de protecção individual. RECURSOS EDUCATIVOS Documentação de Apoio Fichas Informativas Fichas de trabalho AVALIAÇÃO Avaliação contínua através de grelhas de avaliação, de ficha de trabalho e testes realizados pelos formandos ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS Testes de avaliação Trabalhos (grupo /projectos e individuais) Participação oral Participação escrita Atitudes Valores Respeito pelas normas de segurança CARGA HORÁRIA 18 Horas 24 Aulas Conhecer os riscos de contacto com a corrente eléctrica. Conhecer medidas práticas de protecção contra contactos directos e indirectos. Aplicar regras de prevenção. Conhecer e utilizar equipamentos de protecção individual (EPI). Identificar sinalização de segurança. Segurança no local de trabalho. Ferramentas e aparelhos de medida. Iluminação. Ruído Riscos eléctricos. Noções de socorrismo. A Qualidade: O sistema de garantia da Qualidade. 2

3 Manipular correctamente ferramentas e aparelhos de medida. Conhecer princípios gerais de socorrismo. A Qualidade: Compreender o conceito de Qualidade. O sistema ISO. Os sistemas de normalização. O Manual da Qualidade. Os procedimentos do sistema. Os planos de Qualidade. A Certificação. Atribuição de Q. Conhecer as principais características do sistema de garantia de qualidade ISO. Identificar os principais requisitos das normas de Qualidade. Indicar os itens do manual da Qualidade. Conhecer o significado da Certificação e os procedimentos necessários á sua obtenção. 3

4 MÓDULO 2 - Instalações Eléctricas OBJECTIVOS Materiais utilizados na industria Eléctrica e Electrónica: Conhecer os materiais mais usados na indústria Eléctrica e Electrónica e respectivas aplicações. Caracterizar os diversos tipos de materiais mais usados na I.E.E. pelas suas propriedades eléctricas e mecânicas. Relacionar as características dos materiais com as suas aplicações. Representação esquemática: CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Materiais utilizados na Industria Eléctrica e Electrónica: Propriedades gerais dos metais. Metais ferrosos. Materiais não ferrosos (condutores, ligas resistentes, isolantes, semicondutores). Representação Esquemática: Esquemas unifilares e multifilares. Realização de esquemas. Instalações Eléctricas: RECURSOS EDUCATIVOS Documentação de Apoio Fichas Informativas Fichas de trabalho AVALIAÇÃO Avaliação contínua através de grelhas de avaliação, de ficha de trabalho e testes realizados pelos formandos ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS Testes de avaliação Trabalhos (grupo /projectos e individuais) Participação oral Participação escrita Atitudes Valores Respeito pelas normas de segurança CARGA HORÁRIA 30 Horas 40 Aulas Identificar os diversos tipos de esquemas. Interpretar e desenhar esquemas eléctricos, respeitando as normas do desenho esquemático. Instalações Eléctricas: Escolher o tipo de canalização em função do local. Instalações de utilização eléctrica e telecomunicações (potência instalada, subdivisão das instalações, canalizações). Protecção de instalações e pessoas. Circuitos de iluminação, sinalização e alarme. Conhecer o conceito de potência instalada. Compreender a necessidade da subdivisão das instalações de 4

5 utilização. Descrever uma canalização a partir da sua designação simbólica pela consulta de tabelas. Protecção de Instalações e Pessoas: Identificar anomalias de funcionamento dos circuitos e os efeitos que produzem. Conhecer os diferentes tipos de aparelhos de protecção e suas aplicações. Circuitos de Iluminação, Sinalização e Alarme: Interpretar esquemas eléctricos de circuitos de iluminação, sinalização e alarme. Aplicar regras e normas na execução dos trabalhos, ligando correctamente a aparelhagem no circuito. 5

6 MÓDULO 3 - Instalações Eléctricas II OBJECTIVOS Identificar a diversa aparelhagem eléctrica. Ligar correctamente os vários componentes de uma instalação eléctrica. Utilizar a aparelhagem eléctrica correcta de modo a conseguir os objectivos da instalação. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Montagem e ligação de circuitos eléctricos: Técnicas, normas e regras a usar na montagem das instalações eléctricas. Instalações eléctricas simples, à vista ou embebidas, realizadas com cabo PT-N05VV-U e/ou fio RECURSOS EDUCATIVOS Documentação de Apoio Fichas Informativas Fichas de trabalho AVALIAÇÃO Avaliação contínua através de grelhas de avaliação,e de ficha de trabalho realizadas pelos formandos ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS Trabalhos (grupo /projectos e individuais) Participação oral Participação escrita Atitudes CARGA HORÁRIA 30 Horas 40 Aulas Interpretar esquemas de circuitos eléctricos. Implementar circuitos de iluminação e tomadas. H05V-U em tubo VD: Circuitos de iluminação compreendendo: Derivação simples. Comutação de lustre. Comutação de escada. Inversor Telerruptor Detector de movimento. Interruptor crepuscular. Lâmpada fluorescente. Circuito de tomadas. Circuito de automático de escada. Valores Respeito pelas normas de segurança 6

7 MÓDULO 4 - Projecto I OBJECTIVOS Conceber uma instalação eléctrica simples. Elaborar documentos de projecto (peças desenhadas e peças escritas). Dimensionamento simples. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Concepção da instalação eléctrica de uma Moradia. Elaborar esquemas de circuitos eléctricos: distribuição iluminação e tomadas e esquemas unifilares. Elaborar memória descritiva simples. RECURSOS EDUCATIVOS Documentação de Apoio Fichas Informativas Fichas de trabalho AVALIAÇÃO Avaliação contínua através de grelhas de avaliação,e de ficha de trabalho realizadas pelos formandos ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS Trabalhos (grupo /projectos e individuais) Participação oral Participação escrita CARGA HORÁRIA 30 Horas 40 Aulas Montagem de componentes da instalação. Preenchimento de documentos de licenciamento: ficha de identificação do projecto, ficha electrotécnica. Dimensionar o quadro geral de entrada e alimentação de equipamento específico (p. ex. forno; Atitudes Valores Respeito pelas normas de segurança bomba). Montagem de pelo menos uma das seguintes componentes de uma instalação: Quadro Geral de Entrada. Circuitos de iluminação e tomadas de uma divisão da moradia. Circuito com automatismos (p. ex. controlo da iluminação exterior; controlo horário de cargas). 7

8 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO-MAIOR CURSO DE TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS DISCIPLINA DE ELECTRÓNICA FUNDAMENTAL CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO: Conhecimentos 40% Aquisição de conhecimentos/ assimilação dos conteúdos programáticos; Correcta interpretação e respectiva aplicação dos conteúdos programáticos; Verificação da aquisição de conhecimentos 40% Atitudes 20% Avaliação dos comportamentos manifestados pelos alunos considerando as atitudes, autonomia, assiduidade, pontualidade e grau de empenho de acordo com os objectivos do curso. Fichas de trabalho; Trabalhos de grupo/ individuais; Outras actividades. Fichas de avaliação/ instrumentos de avaliação É pontual; Tem o caderno diário organizado; Utiliza correctamente o material; Realiza as tarefas com autonomia; Colabora nas actividades de forma activa; Colabora com os colegas. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO: Fichas de diagnóstico; Fichas de Trabalho individuais; Estudo de casos e seus debates; Apresentações orais e escritas de trabalhos individuais e de grupo; Relatórios de actividades desenvolvidas pelos alunos (pesquisa sobre determinado tema, visitas de estudo e outros); Matriz de observação do trabalho individual e de grupo; Matriz de registo de atitudes e comportamento; Testes escritos; Testes Orais; Pesquisa na Internet; Simulação do Real. NOTA: Quando não se prevê a observação de algum dos elementos de avaliação o peso atribuído a este será distribuído pelos elementos. Estes critérios poderão sofrer alguns ajustes, tendo em conta o perfil dos alunos

9 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO MAIOR ANO LECTIVO 2011 / 2012 DÍSCIPLINA: Electrónica Fundamental CURSO de Técnico de Instalações Eléctricas PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO DOCENTE: Jorge Miguel Mexia Branca GRUPO: 540 PROGRAMA CALENDARIZAÇÃO PLANIFICAÇÕES CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

10 MÓDULO 1 - Organização Laboral OBJECTIVOS Conhecer as realidades do mundo do trabalho e das empresas: A diferenciação das áreas empresariais. A organização na empresa. A empresa e a sociedade. Conhecer a legislação laboral e as relações entre empresa/trabalhador. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS A empresa e a sua realidade: O mundo do trabalho: A diferenciação das áreas empresariais e a sua relação com o mercado. O trabalho e as suas profissões. A globalização. A empresa: RECURSOS EDUCATIVOS Documentação de Apoio Fichas Informativas Fichas de trabalho AVALIAÇÃO Avaliação contínua através de grelhas de avaliação, de ficha de trabalho e testes realizados pelos formandos ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS Testes de avaliação Trabalhos (grupo /projectos e individuais) Participação oral Participação escrita Atitudes CARGA HORÁRIA 24 Horas 32 Aulas Criar no aluno a sensibilidade da organização do trabalho, através dos sistemas de planeamento. Conhecer o processo de Qualidade na empresa. Os sistemas de normalização. Os sistemas ISO. A organização empresarial. A definição da empresa face ao mercado e ao produto. Estudo de um caso prático da organização de uma empresa. A Profissão: A empregabilidade e o emprego. As novas realidades profissionais. A diferenciação profissional e a polivalência. As relações laborais. As responsabilidades, os deveres, os direitos do profissional. A legislação laboral. A organização do trabalho: A definição de funções e Valores Respeito pelas normas de segurança 2

11 responsabilidades de um técnico. Enquadramento de um técnico: Perante o trabalho; Perante a equipa. A organização da produção: A definição das tarefas. A organização dos procedimentos. A definição dos processos. A execução da obra. A Qualidade: O Sistema de Garantia da Qualidade. O Sistema ISO. Os sistemas de Normalização. O Manual da Qualidade. Os Procedimentos do Sistema. Os Planos da Qualidade. A Certificação atribuição do Q. 3

12 MÓDULO 2 - Tecnologia dos Materiais Eléctricos OBJECTIVOS Identificar e classificar materiais. Escolher materiais para aplicações eléctricas. Identificar os principais materiais condutores e isoladores. Caracterizar condutores e cabos eléctricos. Referenciar condutores e cabos eléctricos. Aplicar correctamente normas e regulamentos na utilização de condutores e cabos eléctricos. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Materiais eléctricos e sua utilização. Classificação geral dos materiais. A forma e a função dos materiais e aparelhagem. A escolha dos materiais. Propriedades e grandezas características dos materiais eléctricos. Principais materiais condutores. Principais materiais isoladores. Materiais magnéticos. RECURSOS EDUCATIVOS Documentação de Apoio Fichas Informativas Fichas de trabalho AVALIAÇÃO Avaliação contínua através de grelhas de avaliação, de ficha de trabalho e testes realizados pelos formandos ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS Testes de avaliação Trabalhos (grupo /projectos e individuais) Participação oral Participação escrita Atitudes Valores Respeito pelas normas de segurança CARGA HORÁRIA 36 Horas 48 Aulas Materiais semicondutores: Bandas de energia. Junção P-N. Especificação geral dos condutores e cabos eléctricos: Indicações para a escolha correcta da especificação. Regulamentação e normas. Constituição dos condutores e cabos. Características particulares dos condutores e cabos. Nomenclatura de condutores e cabos 4

13 eléctricos. Identificação e utilização dos condutores e cabos eléctricos. 5

14 MÓDULO 4 - Sistemas e Técnicas de Medida OBJECTIVOS Utilizar diferentes métodos de medida. Classificar e analisar erros de medida. Caracterizar as partes constituintes de diversos aparelhos de medida. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Medidas nos sistemas físicos: Noção de medida e métodos de medida: Método directo. Método indirecto. RECURSOS EDUCATIVOS Documentação de Apoio Fichas Informativas Fichas de trabalho AVALIAÇÃO Avaliação contínua através de grelhas de avaliação,e de ficha de trabalho realizadas pelos formandos ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS Trabalhos (grupo /projectos e individuais) Participação oral Participação escrita CARGA HORÁRIA 33 Horas 44 Aulas Calibrar instrumentos de medida. Utilizar correctamente diversos aparelhos de medida em função das grandezas a medir. Análise de erros: Classificação dos erros. Classe de precisão. Instrumentos de medida: Partes constituintes dos instrumentos de medida. As especificações dos instrumentos. Sobrecargas admissíveis. Simbologia. Sistema internacional de unidades (S.I.). Calibração dos instrumentos. Instrumentos de medição de bobina móvel: Princípio de funcionamento. Detalhes construtivos dos instrumentos de bobina móvel. Tipos de sistemas de bobina móvel. Atitudes Valores Respeito pelas normas de segurança 6

15 Consumo próprio. Sobrecargas. Aplicação dos instrumentos de bobina móvel. Instrumentos de medição de ferro móvel: Princípio de funcionamento. Tipos de sistemas. Detalhes construtivos. Características eléctricas. Aplicação dos instrumentos de ferro móvel. O osciloscópio: Tubo de raios catódicos. Focagem electrostática. Deflexão electrostática. Ecrã Ligações do TRC. Base de tempo. Transdutores: Transdutores de movimento. Transdutores de temperatura. 7

16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO-MAIOR CURSO DE TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS DISCIPLINA DE ELECTRÓNICA FUNDAMENTAL CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO: Conhecimentos 40% Aquisição de conhecimentos/ assimilação dos conteúdos programáticos; Correcta interpretação e respectiva aplicação dos conteúdos programáticos; Verificação da aquisição de conhecimentos 40% Atitudes 20% Avaliação dos comportamentos manifestados pelos alunos considerando as atitudes, autonomia, assiduidade, pontualidade e grau de empenho de acordo com os objectivos do curso. Fichas de trabalho; Trabalhos de grupo/ individuais; Outras actividades. Fichas de avaliação/ instrumentos de avaliação É pontual; Tem o caderno diário organizado; Utiliza correctamente o material; Realiza as tarefas com autonomia; Colabora nas actividades de forma activa; Colabora com os colegas. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO: Fichas de diagnóstico; Fichas de Trabalho individuais; Estudo de casos e seus debates; Apresentações orais e escritas de trabalhos individuais e de grupo; Relatórios de actividades desenvolvidas pelos alunos (pesquisa sobre determinado tema, visitas de estudo e outros); Matriz de observação do trabalho individual e de grupo; Matriz de registo de atitudes e comportamento; Testes escritos; Testes Orais; Pesquisa na Internet; Simulação do Real. NOTA: Quando não se prevê a observação de algum dos elementos de avaliação o peso atribuído a este será distribuído pelos elementos. Estes critérios poderão sofrer alguns ajustes, tendo em conta o perfil dos alunos

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA - SANTIAGO DO CACÉM

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA - SANTIAGO DO CACÉM p.1/ Disciplina: Tecnologias Aplicadas Módulo 1 Higiene e Segurança no Trabalho PLANIFICAÇÃO Grupo Disciplinar: 540 Duração: 15 h / 10 blocos Ano Lectivo: 008/009 Organização Industrial e Profissional

Leia mais

UFCD N.º 6028 Tecnologia dos Componentes Eletrónicos (25 horas de referência 30 AULAS) ESTRATÉGIAS/ ATIVIDADES. 1. Exposição oral.

UFCD N.º 6028 Tecnologia dos Componentes Eletrónicos (25 horas de referência 30 AULAS) ESTRATÉGIAS/ ATIVIDADES. 1. Exposição oral. Curso Profissional de Técnico de Eletrónica, Automação e Comando Nº Projeto: POCH-0-557-FSE-005 Nº Curso: Escola Secundária Dr. Bernardino Machado PLANIFICAÇÃO ANUAL DE Tecnologias Aplicadas Ano: º Turma:

Leia mais

Electrónica Fundamental 11º ano

Electrónica Fundamental 11º ano Planificação Anual 2016/2017 Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos Electrónica Fundamental 11º ano 1 MÓDULO 5: Transístores Bipolares em Regime Estático 21 aulas de 45 =

Leia mais

MÓDULO N.º 5 TRANSÍSTORES BIPOLARES EM REGIME ESTÁTICO

MÓDULO N.º 5 TRANSÍSTORES BIPOLARES EM REGIME ESTÁTICO CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS ELETRÓNICA FUNDAMENTAL 11º 12 PLANIFICAÇÃO MODULAR MÓDULO N.º 5 TRANSÍSTORES BIPOLARES EM REGIME ESTÁTICO Construção do transístor o Transístor

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Electrónica, Automação e Computadores PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Tecnologias Aplicadas Escolas Proponentes / Autores E. P.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS Ensino Secundário ANO LECTIVO 01/013 Total de Aulas Previstas (45 min) 17 1º Período 13 SET / 13 DEZ 91 º Período 03 JAN / 14 MAR 7 3º Período 0 ABR / 1 ABR 18 1. Unidade Modular N.º 0 Instalações Elétricas

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Electrónica e Telecomunicações PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Tecnologias Aplicadas Escolas Proponentes / Autores E P Mariana

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS Ensino Secundário ANO LECTIVO 0/0 Disciplina: Praticas Oficinais 0.º Ano Turma C Total de Aulas Previstas (45 min) 00 º Período SET / 7 DEZ 78 º Período 0 JAN / 4 MAR 58 º Período 04 ABR / 4 JUN 4. Unidade

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Instalações Eléctricas PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Tecnologias Aplicadas Escolas Proponentes / Autores E P de Vouzela Eng.

Leia mais

Interrupção simples com lâmpada de incandescência

Interrupção simples com lâmpada de incandescência Interrupção simples com lâmpada de incandescência É empregue sempre que se deseja comandar de um só lugar um único circuito, com uma ou mais lâmpadas. http://www.prof2000.pt/users/lpa Esquema funcional

Leia mais

Curso de Formação de. Curso de Formação de. Actualização de Instalador ITED 2 (75h)

Curso de Formação de. Curso de Formação de. Actualização de Instalador ITED 2 (75h) Curso de Formação de O curso tem como objectivos específicos, dotar os participantes de conhecimentos que lhes permitam: Obter a RENOVAÇÃO da CERTIFICAÇÃO reconhecida pela ANACOM como técnico instalador

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2012 / 2013

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2012 / 2013 CURSO/CICLO DE FORMAÇÃO: Técnico de Instalações Elétricas DISCIPLINA: Práticas Oficinais N.º TOTAL DE MÓDULOS: 5 PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2012 / 2013 N.º 1 18 Higiene e Segurança no Trabalho Organização

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO 1 / 6

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO 1 / 6 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO Publicação e actualizações Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de Qualificações.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO GRUPO540 - ELECTROTECNIA

PLANIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO GRUPO540 - ELECTROTECNIA ESCOLA BÁSICA 2,3 PEDRO SANTARÉM Delegado de Grupo: Tiago Rodrigues Ano lectivo 2010-2011 Grupo 540 PLANIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO GRUPO540 - ELECTROTECNIA CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE JOVENS - CEF

Leia mais

1. Designação do Curso: [CET em ; Licenciatura em ; Curso de Especialização em ; Curso de Especialização Pós-Graduada em ; Curso de Mestrado em ]

1. Designação do Curso: [CET em ; Licenciatura em ; Curso de Especialização em ; Curso de Especialização Pós-Graduada em ; Curso de Mestrado em ] 1. Designação do Curso: [CET em ; Licenciatura em ; Curso de Especialização em ; Curso de Especialização Pós-Graduada em ; Curso de Mestrado em ] Curso de Especialização Pós-Graduada em Instalações Eléctricas

Leia mais

Ministério da Educação Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Programa de Aplicações Tecnológicas de Electrotecnia/Electrónica

Ministério da Educação Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular. Programa de Aplicações Tecnológicas de Electrotecnia/Electrónica Ministério da Educação Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Programa de Aplicações Tecnológicas de Electrotecnia/Electrónica 11º Ano Curso Tecnológico de Electrotecnia e Electrónica

Leia mais

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL Código e Designação da Qualificação 522309 - Técnico/a de Redes Elétricas Nível de qualificação do QNQ: 4 Nível de qualificação do QEQ: 4 Unidades de Competencia (UC) Designação

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL ELETRICISTA DE AUTOMÓVEIS

PERFIL PROFISSIONAL ELETRICISTA DE AUTOMÓVEIS PERFIL PROFISSIONAL ELETRICISTA DE AUTOMÓVEIS Publicação e atualizações Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de Qualificações. PERFIL PROFISSIONAL

Leia mais

- Executar trabalhos em tensão, segundo plano de trabalhos pré-estabelecido pela equipa, sob orientação do responsável de trabalhos (Executantes);

- Executar trabalhos em tensão, segundo plano de trabalhos pré-estabelecido pela equipa, sob orientação do responsável de trabalhos (Executantes); 1 CARACTERIZAÇÃO RESUMIDA 1.1 Objectivos No final do curso os formandos deverão ser capazes de: - Conhecer as condições de execução de trabalhos, processos operatórios, fichas técnicas correspondentes

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de Qualificações. 1ª Actualização publicada no

Leia mais

torna mais fácil a análise eléctrica do circuito

torna mais fácil a análise eléctrica do circuito Esquema funcional Apenas considera as funções da aparelhagem na montagem a realizar sem ter em conta a sua posição relativa. Tem a vantagem de mostrar quer o funcionamento quer as ligações principais,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARVALHOS Planificação 2ºPeríodo GR Disciplina Física 12.ºAno

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARVALHOS Planificação 2ºPeríodo GR Disciplina Física 12.ºAno AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARVALHOS Planificação ºPeríodo GR 510 - Disciplina Física 1.ºAno GERAIS TERMOS/ Turma A e B Nº aulas / período 7 0 17 NÚMERO DE UnidadeI (continuação) 5- Gravitação computacionais

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular PlanoCurricular

Plano Curricular Plano Curricular PlanoCurricular Área de formação 522. Eletricidade e Energia Curso de formação Técnico/a de Eletrotecnia Nível de qualificação do QNQ 4 Componentes de Sociocultural Duração: 775 horas Científica Duração: 400 horas Plano

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA 5ºANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA 5ºANO PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA 5ºANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO O aluno é capaz de: 1.1: Identificar o conceito de tecnologia e diferenciá-lo da noção de técnica. 1.2: Distinguir contextos

Leia mais

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013 Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático Língua Portuguesa 2012/2013 ATITUDES Formação para a cidadania. Apresentação dos materiais necessários, cumprimento de tarefas propostas, assiduidade,

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA NOME DO COMPONENTE CURRICULAR:

PLANO DE DISCIPLINA NOME DO COMPONENTE CURRICULAR: PLANO DE DISCIPLINA NOME DO COMPONENTE CURRICULAR: Instalações Elétricas Prediais CURSO: TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO PERÍODO: 2º Ano CARGA HORÁRIA: 100 h.r DOCENTE RESPONSÁVEL: EMENTA

Leia mais

Componente de Formação Técnica. Disciplina de

Componente de Formação Técnica. Disciplina de CURSOS PROFISSIONAIS DE NÍVEL SECUNDÁRIO Técnico de Mecatrónica PROGRAMA Componente de Formação Técnica Disciplina de Desenho Técnico Escolas Proponentes / Autores E P de Gaia Eng. António Jorge G. Antão

Leia mais

TET-AT Método de Intervenção à Distância até 60kV

TET-AT Método de Intervenção à Distância até 60kV TET-AT Método de Intervenção à Distância até 60kV 1 CARACTERIZAÇÃO RESUMIDA 1.1 Objectivos No final do curso os formandos deverão ser capazes de: - Conhecer as condições de execução de trabalhos, processos

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 238 aprovado pela portaria Cetec nº 172 de 13/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e

Leia mais

Disciplina: ECONOMIA 1/7 COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER. Nº horas ESTRATÉGIAS RECURSOS AVALIAÇÃO CONTEÚDOS. Módulo 1 - A Economia e o Problema Económico

Disciplina: ECONOMIA 1/7 COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER. Nº horas ESTRATÉGIAS RECURSOS AVALIAÇÃO CONTEÚDOS. Módulo 1 - A Economia e o Problema Económico Módulo 1 - A Economia e o Problema Económico 1. A Economia no contexto das ciências sociais 2. O objecto de estudo da Economia 2.1. O problema económico e a necessidade de efectuar escolhas 2.2. O custo

Leia mais

Curso de Noções Básicas de Segurança

Curso de Noções Básicas de Segurança Curso de Noções Básicas de Segurança Programa de Formação Ed.1 11-11-2016 Equipa de trabalho A equipa de trabalho, coordenação pedagógica, gestão da formação, apoio técnico-administrativo e atendimento

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2016 / 2017

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2016 / 2017 PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LECTIVO 2016 / 2017 CURSO/CICLO DE FORMAÇÃO DISCIPLINA: Docente Técnico de Turismo Ambiental e Rural Turismo e Técnicas de Gestão António José Borralho Ramalho N.º TOTAL DE MÓDULOS

Leia mais

Família Profissional: 09 - Electricidade e Electrónica

Família Profissional: 09 - Electricidade e Electrónica REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Cursos Profissionais de Nível Secundário (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) Família Profissional: 09 - Electricidade e Electrónica 1. QUALIFICAÇÕES / SAÍDAS PROFISSIONAIS

Leia mais

ETEC TAKASHI MORITA. Plano de Trabalho Docente (PTD) Integrado em Automação Industrial

ETEC TAKASHI MORITA. Plano de Trabalho Docente (PTD) Integrado em Automação Industrial ETEC TAKASHI MORITA Plano de Trabalho Docente (PTD) Integrado em Automação Industrial Ano Letivo de 2015 1 Sumário 1º Módulo COMPONENTE CURRICULAR: ELETRICIDADE BÁSICA... 5 COMPONENTE CURRICULAR: INSTALAÇÕES

Leia mais

PERFIL DE SAÍDA DO ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃO

PERFIL DE SAÍDA DO ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃO Escola-Sede - EB 2/3 Dr. José Pereira Tavares - Código 330050 Rua Padre Bernardo Xavier Coutinho 3720-464 Pinheiro da Bemposta MATRIZ DA PROVA DE AVALIAÇÃO FINAL CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO TIPO 2 NIVEL

Leia mais

PLANIFICAÇÃO - CURSO PROFISSIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO

PLANIFICAÇÃO - CURSO PROFISSIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO DA SILVA CORREIA ANO LETIVO 2016-2017 PLANIFICAÇÃO - CURSO PROFISSIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO MECATRÓNICA AUTOMÓVEL DISCIPLINA: TECNOLOGIAS E PROCESSOS 12º ANO GESTÃO DO TEMPO:

Leia mais

Capítulo 2 - Símbolos Gráficos para Instalações Elétricas Prediais 2.1. Simbologia Padronizada

Capítulo 2 - Símbolos Gráficos para Instalações Elétricas Prediais 2.1. Simbologia Padronizada Capítulo 1 - Conceitos Básicos de Eletricidade para Aplicação em Instalações Elétricas 1.1. Tipos e Formas de Distribuição de Energia 1.1.1. Energia 1.2. Geração de Energia Elétrica 1.2.1. Barragem 1.2.2.

Leia mais

Curso Vocacional de Turismo e Restauração Higiene e Nutrição / 3º Ciclo Planificação a Longo Prazo

Curso Vocacional de Turismo e Restauração Higiene e Nutrição / 3º Ciclo Planificação a Longo Prazo Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Curso Vocacional de Turismo e Restauração Higiene e Nutrição / 3º Ciclo Planificação

Leia mais

Área Disciplinar de Educação Tecnológica. 1º Semestre 15/09/2014 a 24/01/2015 (17 semanas) Aulas Previstas (50 m) 32 a a 34.

Área Disciplinar de Educação Tecnológica. 1º Semestre 15/09/2014 a 24/01/2015 (17 semanas) Aulas Previstas (50 m) 32 a a 34. 1º Semestre 15/09/2014 a 24/01/2015 (17 semanas) 2º Semestre 2/01/2015 a 12/06/2015 (17 semanas) Aulas Previstas 32 a 34 32 a 34 Apresentação 2 2 Diagnose/Gestão de conteúdos 30 a 32 30 a 32 Plano Semestral

Leia mais

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA Fornecimento e montagem, incluíndo todos os acessórios, de acordo com o Caderno de Encargos e as Peças Desenhadas, de: 1. QUADROS ELÉCTRICOS 1.1 Quadros Eléctricos, incluindo toda a aparelhagem e equipamento

Leia mais

Concepção de Instalações Eléctricas E D. José Rui Ferreira. Setembro CIE (BT) - 5º Ano Energia

Concepção de Instalações Eléctricas E D. José Rui Ferreira. Setembro CIE (BT) - 5º Ano Energia Concepção de Instalações Eléctricas E D José Rui Ferreira Setembro 2002 ITED Infra-estruturas de Telecomunicações em EDifícios Índice -Introdução - Legislação - Inscrição de Empresas / Técnicos -Projecto

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Indústria Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico de Técnico

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2015 Plano de Trabalho Docente 0 ETEC Paulino Botelho Ensino Técnico Código: 09 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica Qualificação:

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DA QUALIDADE. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a da Qualidade Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DA QUALIDADE. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a da Qualidade Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DA QUALIDADE PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a da Qualidade Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA DE ACTIVIDADE - ENQUADRAMENTO NA ORGANIZAÇÃO/EMPRESA OBJECTIVO

Leia mais

Mecanismo de estores Comfort Referência: Manual de instruções. 1. Instruções de segurança. Mecanismo de estores Comfort

Mecanismo de estores Comfort Referência: Manual de instruções. 1. Instruções de segurança. Mecanismo de estores Comfort Mecanismo de estores Comfort Referência: 8522 11 00 Manual de instruções 1. Instruções de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos só podem ser executadas por um instalador eléctrico,

Leia mais

Critérios de avaliação de Educação Tecnológica 5º ano /2017

Critérios de avaliação de Educação Tecnológica 5º ano /2017 Utiliza as TIC em diferentes contextos Utiliza corretamente a língua portuguesa Critérios de Avaliação de Educação Tecnológica 5º ano 206/207 Conhecimentos/capacidades Aprendizagens Indicadores Peso Reconhecer

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 233aprovado pela portaria Cetec nº 172 de 13/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município:São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos

Leia mais

Curso de Educação e Formação. Matriz da Prova de Avaliação Final

Curso de Educação e Formação. Matriz da Prova de Avaliação Final Grupo I DIRANEI 70 Pontos Conteúdos Objectivos Critérios de classificação Diagnóstico e reparação de avarias na unidade central Avarias na unidade central (U C). Avarias na fonte de alimentação. Avarias

Leia mais

PD15 Geogebra Uma visita aos programas de Matemática dos 2 e 3ºciclos RELATÓRIO. Formanda: Maria Amélia de Jesus Mendes Coelho

PD15 Geogebra Uma visita aos programas de Matemática dos 2 e 3ºciclos RELATÓRIO. Formanda: Maria Amélia de Jesus Mendes Coelho PD15 Geogebra Uma visita aos programas de Matemática dos 2 e 3ºciclos RELATÓRIO Formanda: Maria Amélia de Jesus Mendes Coelho Prof: Titular do Grupo de Recrutamento 230 2º ciclo Agrupamento de Escolas

Leia mais

Curso Técnico/a Segurança e Higiene no Trabalho. Projecto Integrador Seminário Como Minimizar os Riscos no Trabalho

Curso Técnico/a Segurança e Higiene no Trabalho. Projecto Integrador Seminário Como Minimizar os Riscos no Trabalho Pág 1 Curso Técnico/a Segurança e Higiene no Trabalho Projecto Integrador Seminário Como Minimizar os Riscos no Trabalho Pág 2 Tema: Seminário: Como Minimizar os riscos no Trabalho Questões Geradoras:

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA - 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA - 6.º ANO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA - 6.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO O aluno é capaz de: Identificar diferentes tipos de materiais (papel, argila, têxteis, madeiras e metais). Distinguir propriedades

Leia mais

Aula 9 Desenho de instalações elétricas: simbologias e convenções

Aula 9 Desenho de instalações elétricas: simbologias e convenções Aula 9 Desenho de instalações elétricas: simbologias e convenções 1. INTRODUÇÃO Quando vamos executar uma instalação elétrica qualquer, necessitamos de vários dados como: localização dos elementos, percursos

Leia mais

Aparelhagem eléctrica BT Requisitos legais e normativos. Paulo Cabral Esaú Cardoso Jornadas CERTIEL 2012

Aparelhagem eléctrica BT Requisitos legais e normativos. Paulo Cabral Esaú Cardoso Jornadas CERTIEL 2012 Aparelhagem eléctrica BT Requisitos legais e normativos Paulo Cabral Esaú Cardoso Jornadas CERTIEL 2012 Objectivo Enquadrar as regras actuais em matéria de qualificação da aparelhagem eléctrica de baixa

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 233 aprovado pela portaria Cetec nº 172 de 13/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e

Leia mais

Curso Técnico Subsequente em Eletrotécnica MATRIZ CURRICULAR. Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 320h. Módulo/Semestre 2 Carga horária total: 320h

Curso Técnico Subsequente em Eletrotécnica MATRIZ CURRICULAR. Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 320h. Módulo/Semestre 2 Carga horária total: 320h Curso Técnico Subsequente em Eletrotécnica CÂMPUS CRICIÚMA MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 320h Matemática Básica 64h - Eletricidade 64h - Medidas Elétricas I 32h - Desenho Técnico

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Nível Médio

Leia mais

III ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS EM VIGOR

III ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS EM VIGOR III ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS EM VIGOR Listagem das Especificações Técnicas em Vigor RITA Especificação Caixas de Rede Colectiva de Tubagens 25.03.40.001 (Ed.2); RITA - Especificação Cabo Tipo V 25.03.40.002

Leia mais

Curso de Formação Básica de Segurança

Curso de Formação Básica de Segurança Curso de Formação Básica de Segurança Programa de Formação Ed.3 21-11-2016 Equipa de trabalho A equipa de trabalho, coordenação pedagógica, gestão da formação, apoio técnico-administrativo e atendimento

Leia mais

BLOCOS DE TOMADAS.

BLOCOS DE TOMADAS. BLOCOS DE TOMADAS ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões Descrição Invólucros de chão para instalações salientes

Leia mais

RESUMO DA PLANIFICAÇÃO. Disciplina: Física e Química ANO LETIVO 2012/2013

RESUMO DA PLANIFICAÇÃO. Disciplina: Física e Química ANO LETIVO 2012/2013 RESUMO DA PLANIFICAÇÃO Disciplina: Física e Química ANO LETIVO 2012/2013 Professores responsáveis: Ana Sofia Oliveira e Cândido Mendes Curso Profissional de Técnico de Electrónica, Automação e Computadores

Leia mais

Formação ITED/ITUR CONTEUDOS E UNIFORMIZAÇÃO DE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Duarte Alves Direcção de Fiscalização

Formação ITED/ITUR CONTEUDOS E UNIFORMIZAÇÃO DE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Duarte Alves Direcção de Fiscalização Formação ITED/ITUR CONTEUDOS E UNIFORMIZAÇÃO DE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Duarte Alves Direcção de Fiscalização Fevereiro de 2015 ÍNDICE Apresentação do conteúdo das UFCD de atualização Método de avaliação

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC MONSENHOR ANTONIO MAGLIANO Código: 011 Município: Garça Eixo Tecnológico: Controle de Processos Industriais Habilitação

Leia mais

Critérios de Avaliação de Educação Tecnológica 5ºAno

Critérios de Avaliação de Educação Tecnológica 5ºAno Técnica T5 Dominios Aptidões /Capacidades/Conhecimentos 1.1: Identificar o conceito de tecnologia e diferenciá-lo da noção de técnica Reconhecer o papel da tecnologia. Discriminar a relevância do objeto

Leia mais

Avaliação de Desempenho Docente

Avaliação de Desempenho Docente Dicas para a elaboração de um Portefólio Avaliação de Desempenho Docente O PORTEFÓLIO deve conter um registo das reflexões e das práticas e deve estar devidamente documentado. 13-04-2008 1 Deve conter:

Leia mais

Planificação Anual. Professora: Dulce Direitinho Disciplina: Educação Tecnológica Ano: 6.º Turma: B Ano letivo:

Planificação Anual. Professora: Dulce Direitinho Disciplina: Educação Tecnológica Ano: 6.º Turma: B Ano letivo: Planificação Anual Professora: Dulce Direitinho Disciplina: Educação Tecnológica Ano: 6.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015 Domínio/Objetivos Descritores de Desempenho Atividades/Estratégias Avaliação Representação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 239 aprovado pela portaria Cetec nº 728 de 10/09/2015 Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO E AMBIENTE PLANO DE ESTUDOS

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO E AMBIENTE PLANO DE ESTUDOS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO E AMBIENTE PLANO DE ESTUDOS Componentes de Formação Componente de Formação Sociocultural Português (b) Língua Estrangeira I ou II (c) Área

Leia mais

20 Horas 24 Tempos HORAS / TEMPOS OBJETIVOS CONTEÚDOS AVALIAÇÃO

20 Horas 24 Tempos HORAS / TEMPOS OBJETIVOS CONTEÚDOS AVALIAÇÃO ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO GONÇALVES ZARCO-402011 CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS COMUNICAÇÃO DE DADOS (CD) 10º 10 PLANIFICAÇÃO MODULAR MÓDULO N.º 1 - INTRODUÇÃO

Leia mais

Critérios de Avaliação da Disciplina de Geografia - 3º Ciclo

Critérios de Avaliação da Disciplina de Geografia - 3º Ciclo Critérios de Avaliação da Disciplina de Geografia - 3º Ciclo A função de avaliação corresponde à análise cuidada das aprendizagens conseguidas relativamente às planeadas, devendo traduzir-se numa descrição

Leia mais

Competência de regulação DIMMER GIRATÓRIO LED UNIVERSAL

Competência de regulação DIMMER GIRATÓRIO LED UNIVERSAL Competência de regulação Quer gire ou carregue DIMMER SENSOR LED UNIVERSAL A regulação com futuro garantido e poupança de energia pode ser tão fácil com os elegantes dimmers giratórios e sensores LED universais.

Leia mais

Eletricista Instalador Predial Plano de Aula - 16 Aulas (Aulas de 1 Hora)

Eletricista Instalador Predial Plano de Aula - 16 Aulas (Aulas de 1 Hora) 5596 - Eletricista Instalador Predial Plano de Aula - 16 Aulas (Aulas de 1 Hora) Aula 1 Capítulo 1 - Conceitos Fundamentais 1.1. Matéria......21 1.2. Circuito Elétrico...22 1.2.1. Dispositivo de Manobra...23

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 1 VIA ORIENTAL NO CONCELHO DE CASCAIS - TROÇO 1 PROJECTO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA PROJECTO DE EXECUÇÃO ÍNDICE 4-1 LEGISLAÇÃO... 2 4-2 COMPOSIÇÃO DO PROJECTO... 2 4-2.1 PEÇAS

Leia mais

DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO

DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO FORMAÇÃO CONTÍNUA PARA MOTORISTA DE TÁXI PROGRAMA Duração e calendário do curso O Curso de Formação Contínua de Motorista de Táxi ministrado pela Protaxisó é constituído pela Componente Teórica e Componente

Leia mais

01 - Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e problemas do quotidiano;

01 - Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e problemas do quotidiano; COLÉGIO TERESIANO DE BRAGA PLANIFICAÇÃO ANUAL - EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA COMPETÊNCIAS GERAIS 01 - Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar

Leia mais

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho ESCOLA BÁSICA E INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho PROFIJ Nível II, Tipo 2 2ºano Curso Operador de Informática ENQUADRAMENTO LEGAL Portaria

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 233 aprovado pela portaria Cetec nº 172 de 13/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº 2016

FICHA TÉCNICA DO CURSO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº 2016 FICHA TÉCNICA DO CURSO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº 2016 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Desempenho energético de edifícios 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER - Saber dotar um edifício de boas condições

Leia mais

Série 47 APARELHAGEM PARA CALHAS. Série 47

Série 47 APARELHAGEM PARA CALHAS. Série 47 APARELHAGEM PARA CALHAS Interruptor Unipolar BR - Branco A foi concebida para instalações eléctricas salientes e para instalações com o sistema de Calhas da Série 10. A proporciona um enquadramento harmonioso

Leia mais

Quadro eléctrico de uma habitação

Quadro eléctrico de uma habitação Quadro eléctrico de uma habitação Dispositivos de protecção É nos quadros eléctricos que se encontram os dispositivos para a protecção dos circuitos eléctricos contra sobreintensidades (curto circuitos

Leia mais

Os conteúdos programáticos serão trabalhados de acordo com os seguintes parâmetros:

Os conteúdos programáticos serão trabalhados de acordo com os seguintes parâmetros: 3º ciclo Oferta Complementar: Apoio ao estudo da disciplina de Português Domínios Ponderação Componente cognitiva (capacidades e conhecimentos) Oralidade Leitura Escrita Gramática 80% Componente socioafetiva

Leia mais

SEGURANÇA ALIMENTAR Sistema HACCP

SEGURANÇA ALIMENTAR Sistema HACCP SEGURANÇA ALIMENTAR Sistema HACCP Aplicação de um conjunto de acções para a produção de alimentos sãos. Normas gerais e específicas de higiene e medidas de controlo necessárias por forma a garantir a segurança

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 089 aprovado pela portaria Cetec nº 728 de 10/09/2015 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município:

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13 Quadro de síntese 2º Ciclo Domínios da Avaliação 0 Saber / 0 Saber Fazer 70% "0 Ser / Saber Ser" 25% Língua Portuguesa Inglês "0 Ser / 5% /Saber Ser" " O Saber /

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle de Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecânica

Leia mais

A.L.2.1 OSCILOSCÓPIO

A.L.2.1 OSCILOSCÓPIO A.L.2. OSCILOSCÓPIO FÍSICA.ºANO QUESTÃO-PROBLEMA Perante o aumento da criminalidade tem-se especulado sobre a possibilidade de formas de identificação, alternativas à impressão digital. Uma dessas formas

Leia mais

851 Tecnologia de Proteção do Ambiente

851 Tecnologia de Proteção do Ambiente 851 Tecnologia de Proteção do Ambiente Educação Ambiental de Adultos Destinatários Público em geral. Requisitos de acesso 9º ano de escolaridade. Modalidade de Formação Formação Continua. Objetivo Geral

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça - SP Eixo Tecnológico: Controle e Processo Industrial Habilitação

Leia mais

Agrupamento Escolas Alberto Sampaio. Curso Técnico de Eletrónica, Automação e Computadores Ano/Turma 2A. Ficha de Trabalho 1 NOME: N.

Agrupamento Escolas Alberto Sampaio. Curso Técnico de Eletrónica, Automação e Computadores Ano/Turma 2A. Ficha de Trabalho 1 NOME: N. Ficha de Trabalho 1 NOME: N.º: DISCIPLINA: Tecnologias Aplicadas MÓDULO Nº: 1 PROFESSOR: Paulo Serafim DATA: / / CLASSIFICAÇÃO: Tomei conhecimento: DURAÇÃO 90 min. Ramos da Indústria Eletrotécnica e Eletrónica

Leia mais

PEA 2401 LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS I

PEA 2401 LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS I PEA 2401 LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS I 1 OBJETIVO DA DISCIPLINA A disciplina tem por objetivo apresentar as bases teóricas e as aplicações dos principais dispositivos, materiais e equipamentos

Leia mais

ESCOLHA MÚLTIPLA. (Respostas às perguntas do teste) 6. c) 7. c) 8. d) 9. a) 10. b)

ESCOLHA MÚLTIPLA. (Respostas às perguntas do teste) 6. c) 7. c) 8. d) 9. a) 10. b) ESCOLHA MÚLTIPLA (Respostas às perguntas do teste) 1. c). b) 3. b) 4. a) 5. a) 6. c) 7. c) 8. d) 9. a) 10. b) 11. b) 1. d) 13. b) 14. b) 15. d) TERMO-RESISTÊNCIAS (Resposta à pergunta do teste) A termo-resistência

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Monsenhor Antônio Magliano. Código: 088 Município: Garça. Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais. Habilitação Profissional: Profissional

Leia mais

UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO. Módulo 2

UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO. Módulo 2 UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO Módulo 3 Módulo FRENTE MEDIDAS: Comprimento Total 2,0 m Comprimento módulo, m Comprimento módulo 2,00 m Comprimento módulo 3,0 m Largura 2,3 m

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Escola Básica dos º e º Ciclos Dr. António de Sousa Agostinho Curso de Educação e Formação (CEF) Tipo Nível Jardinagem e Manutenção de Espaços Verdes Ano Lectivo 009/00 Disciplina: Infra-Estruturas Básicas

Leia mais

Circuitos Elétricos 40 Módulo 1 Eletrônica Geral 80 Módulo 1. Hidráulica e Pneumática II 40 Módulo 1. Tecnologia dos Materiais 40 Módulo 1

Circuitos Elétricos 40 Módulo 1 Eletrônica Geral 80 Módulo 1. Hidráulica e Pneumática II 40 Módulo 1. Tecnologia dos Materiais 40 Módulo 1 Curso Técnico Concomitante em Mecatrônica CÂMPUS LAGES MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 320h Unidade Curricular C/H Semestral Pré-Requisito Instalações e Comandos Elétricos 60 Não

Leia mais

Habilitação Profissional de TÉCNICO EM ELETRÔNICA

Habilitação Profissional de TÉCNICO EM ELETRÔNICA Habilitação Profissional de TÉCNICO EM ELETRÔNICA PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º SEMESTRE DE 2016 1 Sumário I.1 Desenho Técnico em Eletrônica... 3 I.2 Dispositivos Semicondutores I... 11 I.3 Eletricidade

Leia mais

Planificação Anual TIC 8º Ano 2012/ PERÍODO

Planificação Anual TIC 8º Ano 2012/ PERÍODO Ano Letivo 2012/2013 TIC 8º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS 1 PERÍODO 1 TEMPO- 45 MINUTOS Domínio Duração Objectivos Gerais Objectivos Específicos Estratégias/ Actividades Subdomínio 8ºA 8ºB Informação

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais. Redes de Instalação Elétrica. Prof. Msc. Getúlio Tateoki

Instalações Elétricas Prediais. Redes de Instalação Elétrica. Prof. Msc. Getúlio Tateoki Redes de Instalação Elétrica Redes de Instalação Elétrica Produção Usinas Hidroelétricas, Termoelétricas, eólicas, etc. Transmissão Transporte de energia elétrica gerada até centros consumidores. Distribuição

Leia mais

Curso de Trabalhos na Vizinhança/Proximidade de Instalações Elétricas em Tensão

Curso de Trabalhos na Vizinhança/Proximidade de Instalações Elétricas em Tensão Curso de Trabalhos na Vizinhança/Proximidade de Instalações Elétricas em Tensão Programa de Formação Ed.4 03-03-2017 Equipa de trabalho A equipa de trabalho, coordenação pedagógica, gestão da formação,

Leia mais

PROGRAMA DA FORMAÇÃO - PRODUÇÃO E MARKETING DE EVENTOS

PROGRAMA DA FORMAÇÃO - PRODUÇÃO E MARKETING DE EVENTOS DESIGNAÇÃO Nome: Produção e Marketing de Eventos Carga horária total: 250 horas Acreditação profissional: n/a Forma de organização da formação: Presencial Público-alvo: Estudantes ou profissionais com

Leia mais

4 DEFINIÇÕES BÁSICAS APLICÁVEIS AOS GASES COMBUSTÍVEIS

4 DEFINIÇÕES BÁSICAS APLICÁVEIS AOS GASES COMBUSTÍVEIS Agradecimentos Nota a 1.ª Edição Nota a 2.ª Edição Como utilizar este manual Abreviaturas e Acrónimos Capítulo I Grandezas, Definições e Simbologia 1 INTRODUÇÃO 1.1 Breve Resumo Histórico 1.2 O Gás nas

Leia mais