Assembleia de Freguesia de Olho Marinho Acta nº 4 Reunião Ordinária 30/06/10

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Assembleia de Freguesia de Olho Marinho Acta nº 4 Reunião Ordinária 30/06/10"

Transcrição

1 Aos trinta dias do mês de Junho do ano de dois mil e dez, reuniu no Espaço Museológico em sessão ordinária, a Assembleia da Freguesia de Olho Marinho, com a presença dos seguintes membros: os Srs. José Zacarias Marques do Carmo, Presidente da Assembleia, Maria Cristina Sogalho Coutinho Varela, Primeiro Secretário da Assembleia, José Carlos Correia Carvalho, Segundo Secretário pelo PS e ainda os Srs., José Felipe Leitão Ribeiro, Rui Alexandre Bernardo Faria, Lúcia Maria Marques Horta membros do PSD e a Sra. Marta Raquel Andrade dos Santos membro da CDU. Para além dos membros da Assembleia supracitados, estiveram também presentes, os três elementos do executivo da Junta de Freguesia, os Srs. Presidente, Hélder José Mineiro Mesquita, o Secretário, Francisco Vicente Neto Militão e a Tesoureira, Marisa Monteiro Ferreira Mesquita. Faltaram o Sr. José Joaquim Simão Pereira membro do PSD, que enviou a respectiva justificação ao Sr. Presidente da Assembleia e o Sr. Abílio Leitão de Almeida membro do PS, que não apresentou qualquer justificação. Pelas vinte e uma horas o Sr. Presidente da Assembleia, depois de verificar a existência de quórum, declarou aberta a sessão, seguindo-se a leitura da Convocatória/Edital, enviada em devido tempo aos Srs. Membros da Assembleia, que também foi afixada nos locais de estilo existentes na Freguesia, com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto nº. 1- Período Antes da Ordem do dia Ponto nº. 2 Apresentação, discussão e eventual alteração ao nome da Rua Mário Leal Ribeiro Ponto nº. 3 Informações sobre empreitada Construção da Nova Sede da Junta de Freguesia do Olho Marinho e empreitada Parque Desportivo e Lazer de Olho Marinho Construção de Balneários Ponto nº. 4 - Apresentação, do relatório de actividades, como determina a Lei 169/99, nomeadamente, tendo em atenção as alterações introduzidas pela Lei 5ª/2002 de 11 de Janeiro, Artigo 17 alínea O Ponto nº. 5 Período depois da ordem do dia Página 1 de 13

2 Ponto nº. 1- Período Antes da Ordem do dia. A Sra. D. Marta Raquel Andrade dos Santos, apresentou um requerimento, onde solicita que lhe seja fornecida uma cópia da acta que trata o assunto, a aquisição do tractor, tendo em conta a referida acta não se está disponível na internet. Entregou também uma moção, para ser posta à votação, que foi lida pelo Sr. Presidente da Assembleia e que passamos a transcrever.... Como é do conhecimento geral e de acordo com as notícias na comunicação social e os pareceres de muitos economistas, o nosso país encontra-se numa situação financeira desesperada e está à beira da bancarrota. E, ao abrigo da gravidade destas notícias, o governo tem vindo a impor aos portugueses grandes sacrifícios, nomeadamente o aumento de impostos, cortes nas prestações sociais, encerramentos de Centros de Saúde e fecho de centenas de escolas. Para demonstrar a gravidade da situação e justificar as medidas que está a impor ao povo, o actual governo (PS) acaba de decretar a redução dos vencimentos dos governantes Contrariando o quadro negro da situação em que o nosso país está mergulhado e ignorando as orientações do governo, o Sr. Presidente da Junta anunciou aos membros da Assembleia de Freguesia no dia 24 de Abril p.p., que iria passar a exercer a sua actividade a meio tempo o que na prática quer dizer que a sua remuneração subirá para mais do dobro, e sem qualquer razão que o justifique A CDU considera que ser Presidente da Junta de Freguesia não significa somente ter a responsabilidade de gerir e resolver os problemas da mesma a troco de remuneração, significa acima de tudo, ter o espírito de missão para contribuir para o bem-estar e desenvolvimento da comunidade onde está inserido Dada a falta de solidariedade demonstrada pelo Senhor Presidente pelo Povo que representa, os membros desta Assembleia de Freguesia e o BOM SENSO recomendam que o Senhor Presidente da Junta medite e reflicta seriamente na resolução que tomou, e a suspenda imediatamente, até que a situação financeira do país se normalize, ou que o aumento dos serviços a prestar pela Junta ao Povo, assim o justifique Página 2 de 13

3 Após a análise e apreciação, a moção apresentada obteve a seguinte votação: um voto a favor da Sra. Marta Raquel Andrade dos Santos e seis abstenções. Após a votação da Moção o Sr. Presidente da Junta de Freguesia informou os membros da Assembleia, que a presente votação não influência a decisão de continuar a exercer o cargo com vencimento meio tempo. Seguidamente o Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, apresentou dois requerimentos, com pedido expresso para juntar à presente acta, sendo um sobre o vencimento a meio-tempo do Sr. Presidente da Junta e outro sobre as obras públicas e os respectivos prazos de execução, que passo a transcrever conforme.... Na Assembleia de Freguesia realizada no passado dia vinte e quatro de Abril do ano de dois mil e dez, o Sr. Presidente da Junta pediu autorização para acrescentar mais um ponto à ordem de trabalhos, destinado a informar a Assembleia sobre a atribuição do seu vencimento a meio tempo, suportado na totalidade pelo orçamento da Freguesia. Como estão recordados, o grupo do PSD não se manifestou contra, mas manifestou reservas quanto à forma como a informação foi apresentada. Face ao exposto, após posterior consulta da legislação, apuramos que a apresentação da deliberação, foi mal conduzida, não respeitou a legislação em vigor, nem as normas do Regimento da Assembleia, assim como, o dever de informar de forma correcta, os Membros da Assembleia de Freguesia. Antes pelo contrário, fomos confrontados com uma enorme trapalhada e no nosso entender, com uma manifesta ilegalidade! Contudo e para que as duvidas não permaneçam, a informação, que terá fundamentado o despacho e a respectiva deliberação (cópias autenticadas), deverão, ser entregues com carácter de urgência ao Sr. Presidente da Assembleia de Freguesia, para que posteriormente possam ser distribuídas pelos Deputados eleitos para esta Assembleia, como determina a legislação em vigor e o Regimento da Assembleia. Segundo requerimento...o grupo do PSD, depois das versões apresentadas na Assembleia de Freguesia, todas elas destinadas a justificar os atrasos nas obras, verifica infelizmente que a trapalhada continua. Oito meses depois da tomada de posse do actual executivo, constatamos que as informações então prestadas, não serviram para fundamentar o não cumprimento da legislação em vigor. Recordamos mais uma vez, que estamos Página 3 de 13

4 em presença de duas obras públicas e que uma delas é co-financiada por duas entidades públicas, cujos montantes ultrapassam os noventa por cento do valor global orçamentado. Para além do exposto, pelos indicadores disponíveis, parece-nos também que a defesa dos interesses da Freguesia, não está a ser devidamente acautelada! Manda o bom senso, que se respeite a legislação em vigor! Assim, ao abrigo da legislação em vigor e do Regimento da Assembleia de Freguesia, solicitamos o envio de cópias autenticadas com a totalidade da documentação pertencente aos respectivos dossiers, designadamente, os prazos de execução e pedidos de prorrogação dos prazos, correspondentes às empreitadas publicas em curso O Sr. José Carlos Correia Carvalho, disse que o Sr. Presidente da Junta de Freguesia, tomou a decisão de passar a meio tempo, sem antes a apresentar à Assembleia. Seguidamente o Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, informou que a informação em falta, deveria ter sido devidamente fundamentada, tal como determina a legislação em vigor e o orçamento da Junta, deveria também ter as rubricas, devidamente cabimentada, situações que ainda não aconteceram, acrescentando; agora Sr. Presidente, uma vez que considera o acto consumado como há pouco referiu, é no mínimo obrigatório da sua parte, uma maior dedicação, mais obras e projectos. O Sr. Presidente da Assembleia fez o seguinte comentário, já se notam algumas melhorias e já foram executadas algumas obras. Seguidamente o Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, recordou que o anterior executivo deixou duas obras públicas em fase de execução, muito importantes para os Olhomarinhenses e hoje, de acordo com a informação disponível, as referidas obras, com os atrasos que se estão a verificar, não vão ficar concluídas dentro dos prazos de execução contratualizados. Em resposta à questão colocada, o Sr. Presidente da Junta informou que todas estas situações estão a ser devidamente acauteladas e tratadas. Seguidamente, o Sr. Presidente da Junta, solicitou autorização para incluir mais um ponto na ordem de trabalhos, o qual depois das explicações apresentadas, foi aceite por unanimidade.... Pedido de cedência da posição contratual da empresa JCE, LDA para a empresa EZQ, AS, referente ao contrato de construção da nova sede Junta de Freguesia ao abrigo do art.º 319 do código dos contratos públicos, que Página 4 de 13

5 passa a ser o Ponto n.º 5 e o Período depois da ordem do dia, o Ponto n.º 6-- Ponto nº. 2 Apresentação, discussão e eventual alteração ao nome da Rua Mário Leal Ribeiro. O Sr. Presidente da Junta, começou por informar a Assembleia dizendo que a falta da placa identificativa na supra citada rua, está a gerar alguma confusão junto dos moradores, pois, estão a usar diferentes nomes nos respectivos endereços, em vez de usarem o nome que foi atribuído há vários anos. A Sra. Lúcia Maria Marques Horta, pergunta se a rua não tinha já esse nome. Foi respondido pelo Sr. Presidente da Junta de Freguesia que a rua tem esse nome há vários anos, salientando que foi aprovado por maioria com uma abstenção, no anterior mandato. Contudo, os moradores dizem que estão a enfrentar diversos problemas, porque anteriormente, segundo eles, chegaram a existir dois nomes para a mesma rua, sendo um Urbanização dos Sousas e outro, Travessa da Arieira. O Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, anterior Presidente da Junta, informou e confirmou que o referido nome foi efectivamente aprovado por maioria com uma abstenção, há cerca de quatro anos e que o nome da pessoa em causa, era seu pai; Presidente da Junta de Freguesia, nos anos cinquenta do século XX, que infelizmente teve problemas financeiros, contudo, enquanto Presidente da Junta, foi durante o seu mandato que aconteceu a construção da primeira conduta que hoje continua a permitir o abastecimento de água à Freguesia de Olho Marinho e os fontenários existentes; a montagem e distribuição do sistema de iluminação Publica e privada; a construção da casa do Correio Velho e por último, a criação e lançamento da Feira Anual de Stº António, tudo isto, há cerca de sessenta anos. Após as explicações apresentadas, alertou para o seguinte: qualquer deliberação que vier a ser tomada é ilegal e nesse contexto, os membros do PSD não pactuam com ilegalidades, nem participam em qualquer alteração ou votação. Seguidamente salientou que o nome da Rua em apreciação, faz parte da Toponímia da Freguesia há vários anos, foi aprovado ao abrigo das regras e procedimentos legais em vigor, faz parte do Regulamento de Toponímia Municipal, está inserido nas listagens dos CTT e foi publicado no Diário da República. O Sr. Rui Alexandre Bernardo Faria, disse o seguinte: neste momento o que está a faltar é a colocação da placa, até porque as placas Página 5 de 13

6 existem e só não foram colocadas, porque a urbanização à data não estava concluída. Portanto, falta apenas colocar as placas e organizar os números das portas. O Sr. Presidente da Assembleia, Sr. José Zacarias Marques do Carmo, comentou dizendo que à data não concordou com proposta quando a mesma foi votada e aprovada, mas nessa altura, não fazia parte da Assembleia, acrescentando que a pessoa em causa, terá prejudicado economicamente algumas famílias da freguesia. O Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, explicou depois que o cidadão em apreciação infelizmente faliu, situação que hoje, devido à grave crise económica e financeira que o nosso País está a viver, poderá acontecer a qualquer um de nós, no entanto à data, os seus bens foram à praça para pagamento das dívidas. A Sra. D. Marta Raquel Andrade dos Santos, acha bonita a homenagem e o ponto em apreciação não é importante, pois, são dados adquiridos e há coisas mais importantes a tratar. O Sr. José Carlos Correia Carvalho, comentou dizendo que algumas opiniões por vezes não contam para o Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, há uns anos atrás, já tinha proposto o mesmo nome para o Campo da Feira, mas depois foi retirado, pois acha que não devem ser os familiares a fazer tal proposta. A Sra. Marta Raquel Andrade dos Santos, disse que o melhor é colocar de vez a placa com o nome da rua e arrumar o assunto Ponto nº. 3 Informações sobre empreitada Construção da Nova Sede da Junta de Freguesia do Olho Marinho e empreitada Parque Desportivo e Lazer de Olho Marinho Construção de Balneários Sobre este ponto o Sr. Presidente de Junta de Freguesia começou por abordar o assunto, construção da Nova Sede da Junta de Freguesia, dizendo que participou em várias reuniões com o empreiteiro, com os engenheiros e o arquitecto / fiscal da obra, para em conjunto analisarem o pedido apresentado pelo dono da empresa, destinado a ceder a sua posição à empresa EZQ, S.A.. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia disse que já consultou a legislação em vigor, dizendo que a dita cedência (cedência de posição), é um procedimento legal. A firma JCE vai portanto ceder a posição à empresa EZQ, S.A. Seguidamente o Sr. Presidente da Junta de Freguesia comentou o assunto, dizendo que não percebe bem o que se está a passar, mas pensa que a empresa JCE, poderá estar a atravessar dificuldades Página 6 de 13

7 financeiras e se situação se mantivesse, a obra poderia ficar parada, salientando que considera positivo aceitar o dito acordo, que vai manter as condições contratuais existentes. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia depois das explicações apresentadas, leu a carta apresentada pela empresa JCE, que formaliza o pedido em apreciação. Sobre o assunto o Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, perguntou se já foram entregues os pedidos de prorrogação dos prazos de construção, tendo o Sr. Presidente da Junta de Freguesia respondido que espera apenas que a Assembleia de Freguesia concorde com proposta para avançar. Quanto à construção dos novos Balneários, o Sr. Presidente da Junta de Freguesia informou que os trabalhos recomeçaram, depois de resolvidos alguns dos problemas técnicos que surgiram e quanto ao pedido de prorrogação do prazo, o mesmo já foi apresentado pelo construtor. Seguidamente, informou que o Arquitecto / Fiscal da obra, enviou um ofício à Junta, informando que vai deixar de exercer o cargo, que existe falta de comunicação, acrescentando que o executivo da Junta de Freguesia não aceita a sua demissão, devendo o Sr. Arquitecto, apresentar uma justificação cabal. O Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, sobre o assunto em apreciação, informou que no seu mandato, solicitou à C.M.O., a cedência de um técnico para exercer a função de fiscal das obras em curso, dado que se trata de um procedimento legal obrigatório para quaisquer obras públicas e que a C.M.O., disponibilizou de imediato o citado Técnico. O Sr. Francisco Militão, membro do executivo da Junta de Freguesia, informou que na obra, Sede da Junta, vai tentar manter os valores que foram orçamentados. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia informou que os valores do orçamento vão ser cumpridos. Foi perguntado pelo membro da Assembleia, Sr. Rui Alexandre Bernardo Faria, se a casa de banho que faltava na obra, Nova Sede da Junta já foi feita. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia, informou que as tubagens já foram colocadas e que a mesma será concluída em devido tempo, tendo em conta que a alteração em apreciação foi autorizada pelo Arq. que fiscaliza da obra. O Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, informou que estamos perante trabalhos da mesma espécie, portanto podem ser executados. A Sra. D. Marta Raquel Andrade dos Santos, considerou que é muito importante ficar Página 7 de 13

8 registado em Acta, a informação prestado pelo Executivo, dizendo que vai fazer os possíveis para não ultrapassar o orçamento Ponto nº. 4 Apresentação, do relatório de actividades, como determina a Lei 169/99, nomeadamente, tendo em atenção as alterações introduzidas pela Lei 5ª/2002 de 11 de Janeiro, Artigo 17 alínea O O Sr. Presidente da Junta, informou que vai tentar acabar as obras o mais rápido possível e no caso concreto da Nova Sede da Junta, faltam apenas concluir os interiores. Os trabalhos no exterior estão praticamente concluídos. Em relação aos balneários, surgiram alguns impasses no que refere ao Projecto de Estabilidade, motivado pela forma como o subempreiteiro colocou o ferro. O fiscal da obra e o Eng. que projectou o edifício, visitaram a obra, mas não foram avisados quando foi alterada a colocação do ferro e enchimento da placa. Quando visitaram a obra a placa já estava cheia. O Sr. José Filipe Leitão Ribeiro, recordou que no decorrer da Assembleia de Freguesia realizado no passado dia 24 de Abril de 2010, o prazo de conclusão da obra já teria acabado, tendo o Sr. Presidente da Junta de Freguesia informado que o empreiteiro já pediu a prorrogação do prazo. O Sr. Rui Alexandre Bernardo Faria, perguntou se o Arq. / Fiscal da obra, não deveria acompanhar os trabalhos? O Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, perguntou o seguinte: quem pagou as alterações ao Projecto de Estabilidade? O Foi membro da Junta de Freguesia, Sr. Francisco Vicente Neto Militão, informou que não houve alteração ao Projecto de Estabilidade, o Eng.º e o Arq./ Fiscal da obra, visitaram a obra para verificar a colocação do ferro. As alterações incidiram apenas nas peças desenhadas. Sobre a execução do projecto de Micro-produção de energia eléctrica, foi dito que o mesmo está a avançar. Sobre a situação do Posto Médico, o membro da Junta de Freguesia, Sr.ª Marisa Monteiro Ferreira Mesquita, fez o ponto da situação, dizendo que o Ministério da Saúde para além da falta de médicos e enfermeiros, agora também tem falta pessoal administrativo, situação que obrigou as Juntas de Freguesia da Amoreira e Olho Marinho a juntaram-se para ajudar a resolver a situação, dar formação às funcionárias (que não foi fácil), pois o programa informático é muito complicado e só houve uma semana de formação. O novo sistema vai Página 8 de 13

9 começar a funcionar no próximo dia doze de Julho, com novo plano de consultas, tal como foi dito na anterior Assembleia. O médico de serviço será o Dr. Luziu. O Sr. Rui Alexandre Bernardo Faria, perguntou se as funcionárias vão ser remuneradas ou se a Junta vai receber outras contrapartidas? Foi dito pelo Sr. Presidente da Junta de Freguesia que não há qualquer remuneração nem contrapartidas. A Sr.ª Marisa Monteiro Ferreira Mesquita, depois de explicar detalhadamente o futuro funcionamento do Posto Médico, disse esperar que os problemas existentes venham a melhorar, e ela, também vai colaborar nos serviços de atendimento, sem auferir quaisquer honorários. Seguidamente o Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, perguntou por quanto tempo irá manter-se a nova modalidade, tendo a Sr.ª Marisa Monteiro Ferreira Mesquita, informado que a data prevista é até Dezembro do corrente ano. Relativamente aos trabalhos executados pelos trabalhadores contratados junto do Centro de Emprego (com apoio do Centro de Emprego), o Sr. Presidente da Junta de Freguesia, informou que neste momento dos três contratados só resta um trabalhador, os restantes foram dispensados devido ao seu comportamento, pois abandonavam o serviço para beber bebidas alcoólicas durante as horas de serviço, apesar de terem sido avisados, mais que uma vez, que esta prática não é permitida, não cumpriram, para além de mostrarem pouca vontade para o trabalho. Seguidamente, o Sr. Presidente agradeceu à Sra. Lúcia Maria Marques Horta a sua participação e organização da festa de encerramento do ano lectivo, felicitando-a pela iniciativa, salientado que a festa foi apoiada pela Junta de Freguesia, tendo a Sra. Lúcia Maria Marques Horta, agradecido mais uma vez o apoio e a presença dos Membros da Junta de Freguesia. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia informou depois que convidou uma dietista do Concelho de Peniche, para falar sobre alimentação no Olho Marinho, mas infelizmente a população não aderido como seria de desejar, apesar da importância do tema, que mesmo assim contou com participação de vinte e cinco pessoas. Sobre o Concurso de Fotografia, o Sr. Presidente da Junta de Freguesia, informou que convidou um membro de cada Associação da Freguesia para membro do júri, lamentando a fraca participação, apenas dois concorrentes apresentaram um Página 9 de 13

10 total de seis fotografias. Seguidamente, o Sr. Presidente da Junta de Freguesia falou sobre o funcionamento dos transportes para os jovens que participarem no programa Férias Activas. Salientando que os pais foram informados pelos serviços da CMO que deveriam fazer as inscrições na Sede da Junta de Freguesia, mas infelizmente só três o fizeram, os restantes não fizeram as inscrições, mas no dia marcado compareceram, situação que obrigou a efectuar duas viagens. A Sra. Marisa Monteiro Ferreira Mesquita, comentou o assunto dizendo que as pessoas não estão habituadas a cumprir regras! O Sr. Presidente da Junta de Freguesia informou depois que o equipamento destroçador, cedido pela CMO, trabalhou durante duas semanas na área geográfica da Freguesia, salientando que os caminhos agrícolas estão em bom estado, graças aos trabalhos de manutenção efectuados pela Junta de Freguesias. Quanto aos espaços verdes o Sr. Presidente da Junta de Freguesia informou que os trabalhos em curso programados para o espaço junto à Estada Nacional n. 114, na Perna de Pau, estão praticamente concluídos. Quanto aos restantes, estão parados devido à falta de pessoal. O Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, perguntou por que motivo colocaram no dito espaço verde, brita e não relva? O Sr. Presidente da Junta de Freguesia informou que tem a ver com a contenção de custos, mas nos restantes espaços a criar, será semeada relva. Depois informou que na última semana, teve uma reunião com as Estradas de Portugal, sobre o antigo viveiro, localizado junto à estrada nacional 114, na Pena de Pau, dizendo que apresentou uma proposta à E. P. ( Estradas de Portugal), no sentido do referido espaço ser cedido à Freguesia de Olho Marinho, ficando esta obrigada a cuidar da sua manutenção. Pensa que posposta vai ser aceite, pois, um responsável da E. P., visitou na passada segunda - feira o local. Sobre os trabalhos efectuados com o destroçador, o Sr. José Carlos Correia Carvalho, comentou que há pouco tempo foram roçadas as canas e já estão de novo grandes. O Sr. José Carlos Correia Carvalho, chamou depois à atenção, sobre o espaço ajardinado junto à estada nacional n.º 114, na Pena de Pau, dizendo que estava muito pobre, faltam plantas para o embelezar. Depois chamou à atenção para o estado da estrada das Cesaredas, salientando que esta a precisar de reparação, pois Página 10 de 13

11 tem muitos buracos. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia perguntou ao Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, anterior Presidente da Junta, se a referida estrada ainda está abrangida pela garantia; o qual respondeu que o prazo já caducou. Quanto à manutenção dos caminhos e valetas, o Sr. Presidente da Junta informou que têm algumas verbas atribuídas pela C.M.O. para a referida manutenção. No final, informou que o funcionário Sr. José Augusto vai reformar-se, devido a problemas de saúde Ponto nº. 5 Pedido de autorização para aceitar a transferência da posição contratual da empresa JCE, LDA, para a empresa EZQ, SA, referente ao contrato de construção da nova sede Junta de Freguesia ao abrigo do art.º 319 do código dos contratos públicos Após as explicações apresentadas, o assunto em apreciação, foi aprovado com seis votos a favor e uma abstenção apresentada do Membro da CDU--- Ponto nº. 6 Período depois da Ordem do dia O Sr. Hélio, residente na Freguesia do Olho Marinho, depois de pedir autorização para intervir, questionou a falta de espaços verdes e lazer para as crianças, mais concretamente, falta um Parque Infantil. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia respondeu que já começaram a arranjar alguns dos espaços existentes e que num desses espaços, vai montar equipamentos para crianças, prometendo que será construído um espaço condigno para crianças junto ao Campo de Futebol. O Sr. Rui Alexandre Bernardo Faria, perguntou se o projecto apresentado pelo grupo de deputados do PSD, será levado em conta, tendo o Sr. Presidente da Junta de Freguesia, dito que o assunto será estudado. O Sr. Hélio, comentou dizendo que tem dificuldade em perceber o facto de a Junta estar a disponibilizar funcionários para o Ministério da Saúde, quando a obrigação é do Ministério. Em termos governativos tem de haver mexidas! Disse que as pessoas de fora merecem ver melhoramentos no Olho Marinho. Acrescentando que não é de estranhar o Posto Médico, funcionar mal, pois vai abrir em Óbidos uma Clínica privada. O Sr. Hélio, considerou muito positiva a iniciativa Educação Alimentar, assim como, o Concurso de Fotografia, lamentando depois o facto de a bandeira da freguesia não ter sido colocada a meia haste quando faleceu o escritor José Saramago, Prémio Nobel da literatura, quando o Página 11 de 13

12 Governo decretou três dias de luto nacional. O Sr. Presidente de Junta de Freguesia respondeu que foi um lapso e pediu desculpa pelo sucedido. A Sra. Marta Raquel Andrade dos Santos, informou a Assembleia e o Sr. Presidente, dizendo que foi contactada por algumas pessoas, que pediam reposição das pedras da fonte, porque nestas condições, não é possível lavar a roupa, tendo o Sr. Presidente da Junta de Freguesia informado que as ditas pedras foram retiradas pelo anterior executivo da Junta de Freguesia e não foram repostas. O Sr. José Fernando Mesquita, residente em Olho Marinho, membro do anterior executivo, pediu para que sejam polidas algumas pedras para serem colocadas na fonte. O Sr. Presidente informou que o assunto vai ser resolvido e as pedras serão colocadas na Fonte. O Sr. Hélio quis ser informado sobre a situação da pedreira, localizada junto à estrada das Cesaredas. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia respondeu que a mesma está a funcionar desde o tempo do tempo do anterior Executivo de Freguesia, com uma licença especial e provisória, que este assunto não passa pela CMO, isto é, depende do Ministério da Economia. A pedreira funciona ao abrigo do Decreto-lei nº 89/90 de 16 de Março. Informou o Sr. José Manuel Maurício, residente em Olho Marinho, dizendo que trabalhou numa empresa semelhante e que esta pagava uma renda por cada tonelada de pedra extraída, pelo que, a Junta de Freguesia deve ser ressarcida pelo prejuízo, pois, funciona num terreno baldio. O Sr. José Manuel Maurício acrescentou, dizendo que devem investigar se a Junta de Freguesia pode ou não, ser compensada. Foi dito pelo Sr. José Fernando Mesquita, membro do anterior executivo, informou que a actual licença é provisória e que dentro em breve poderá passa a definitiva. O Sr. José Carlos Correia Carvalho, membro da assembleia aconselhou para que seja averiguado se efectivamente o terreno é baldio ou de algum particular. O Sr. José Felipe Leitão Ribeiro, membro da Assembleia, informou que o terreno não é baldio, mas sim de um particular. Foi respondido pelo Sr. Presidente da Junta de Freguesia, que no Sobral da Lagoa a pedreira existente é propriedade da Junta de Freguesia e que, quem a explora paga uma renda à Freguesia. O Sr. José Luís Nunes, residente em Olho Marinho, informou que tem uma boca-de-incêndio no seu muro, dizendo que esta avariada, avisando para a Junta de Freguesia a Página 12 de 13

13 mandar reparar. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia informou que juntamente com o Sr. Francisco Vicente Neto Militão e os Bombeiros já fizeram um levantamento da situação, mas desconhecia a situação apresentada; as antigas já estão ultrapassadas e os bombeiros não as vão usar. Relativamente a este assunto informou que as Câmaras Municipais de Óbidos, Peniche e Lourinhã assinaram um Protocolo, destinado e criar e manter uma equipa de Bombeiros Sapadores, para procederem à vigilância destinada a minimizar os Fogos que todos os anos surgem no Planalto das Cesaredas. O membro da Assembleia, Sr. José Filipe Leitão Ribeiro, perguntou se a equipa de sapadores tem bons equipamentos e se vai ser motorizada. O Sr. Presidente da Junta de Freguesia, respondeu que têm veículos motorizados. O Sr. Hélio, perguntou se já há informação sobre o Reservatório das Águas do Moinho de Vento vandalizado e destruído há vários anos. Foi dito pelo Sr. Presidente da Junta de Freguesia que tudo indica que é para Setembro que a situação estará resolvida Não havendo mais assuntos a tratar, o Sr. Presidente da Assembleia pelas vinte e três horas e quarenta minutos, deu por encerrada a Assembleia Geral Ordinária do dia trinta de Junho de dois mil e dez e eu, Maria Cristina Sogalho Coutinho Varela, na qualidade de primeira Secretária da Assembleia de Freguesia, lavrei a presente acta que também vou assinar O Primeiro Secretário da Assembleia de Freguesia (Maria Cristina Sogalho Coutinho Varela) O Presidente da Assembleia de Freguesia (José Zacarias Marques do Carmo) Página 13 de 13

Aos trinta dias do mês de Abril do ano dois mil e nove, pelas vinte e uma horas, na sede da Junta de Freguesia de Olho Marinho, com a presença do Sr. Presidente da Junta, José Felipe Leitão Ribeiro, José

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 17/10/2001 (Contém 6 folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

----- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 28 DE JANEIRO DO ANO DE 2011.---------------------------------------------------------------

----- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 28 DE JANEIRO DO ANO DE 2011.--------------------------------------------------------------- ACTA Nº 2/2011 ----- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 28 DE JANEIRO DO ANO DE 2011.--------------------------------------------------------------- ----- Aos 28 dias do mês de Janeiro

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE LOUSA ACTA N.º 01/2007

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE LOUSA ACTA N.º 01/2007 1/8 ACTA N.º 01/2007 Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e sete, pelas vinte horas e trinta minutos reuniu, em Sessão Ordinária, a Assembleia de Freguesia de Lousa, no salão anexo à Junta de

Leia mais

E D I T A L N.º 16/2010

E D I T A L N.º 16/2010 Torna público que nos termos do n.º 1 do art. 91.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com a redacção actualizada pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro e com as alterações introduzidas pela Lei n.º

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27 ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27 mod. EXP 14.1 Aos vinte e sete dias do mês de Abril do ano de dois mil e nove, reuniu no Salão Nobre dos Paços do

Leia mais

ATA NÚMERO CENTO E TRINTA E DOIS

ATA NÚMERO CENTO E TRINTA E DOIS ATA NÚMERO CENTO E TRINTA E DOIS Aos vinte e dois dias de Abril de dois mil e catorze, pelas vinte e uma horas e trinta minutos, reuniram-se em sessão ordinária, os membros da Assembleia de Freguesia de

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES

CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES QUADRIÉNIO 2006/2009 ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL 2009/08/05 ÍNDICE REUNIÃO DE 2009/08/05 JUSTIFICAÇÃO DE FALTA 5 APROVAÇÃO DA ACTA DA REUNIÃO DE 29/07/2009

Leia mais

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de -------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e deliberação

Leia mais

ACTA N.º 05/2014 REUNIÃO ORDINÁRIA DA JUNTA DE FREGUESIA DE BENAVENTE

ACTA N.º 05/2014 REUNIÃO ORDINÁRIA DA JUNTA DE FREGUESIA DE BENAVENTE INÍCIO: 18,30 HORAS ENCERRAMENTO:21,00 HORAS No dia três de Março de dois mil e catorze, na Sala de Reuniões do edifício da Junta de Freguesia de Benavente, onde se encontrava pelas dezoito horas e trinta

Leia mais

Divisão de Gestão Administrativa e Financeira ATA Nº 02/2014

Divisão de Gestão Administrativa e Financeira ATA Nº 02/2014 ATA Nº 02/2014 ----- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE VINTE QUATRO DE JANEIRO DE DOIS MIL E CATORZE. -------------------------------------------------- ----- Aos vinte e quatro dias do

Leia mais

FREGUESIA DE ALVORNINHA

FREGUESIA DE ALVORNINHA 56 Aos vinte dias do mês de setembro do ano de dois mil e doze, nesta Freguesia de Alvorninha e edifício da Junta de Freguesia, compareceram os Senhores: Presidente Virgílio Leal dos Santos, Secretário

Leia mais

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO FUNDÃO Publicação II SÉRIE N.º 98 20 de Maio de 2010 Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão Preâmbulo A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Aprovado pela Câmara em 6/02/2003, alterado em Reunião de Câmara de 18/09/2003 Aprovado pela Assembleia Municipal em

Leia mais

FL 128 ACTA DE / /20

FL 128 ACTA DE / /20 FL 128 ACTA DE / /20 Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito no dia onze de Dezembro de dois mil e três Acta º28 --------Aos onze dias do mês de

Leia mais

1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/14. 2.1- Resumo do diário de Tesouraria referente ao dia 2007-03-27.

1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/14. 2.1- Resumo do diário de Tesouraria referente ao dia 2007-03-27. 93 ORDEM DE TRABALHOS 1. ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/14. 2. DIVISÃO FINANCEIRA 2.1- Resumo do diário de Tesouraria referente ao dia 2007-03-27. 2.2-

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIEIRA DO MINHO REGIMENTO INTERNO A lei nº 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo19º, nº 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga Regimento do Conselho Municipal de Educação de Braga A lei de bases do sistema educativo assume que o sistema educativo se organiza de forma a descentralizar, desconcentrar e diversificar as estruturas

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES ACTA N.º 8

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES ACTA N.º 8 ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES ACTA N.º 8 Aos vinte dias do mês de Abril do ano de dois mil e sete, reuniu a Assembleia de freguesia de Enxames não se registando nenhuma falta. Ao iniciar a sessão

Leia mais

Divisão de Gestão Administrativa e Financeira ATA N.º 27/2014

Divisão de Gestão Administrativa e Financeira ATA N.º 27/2014 ATA N.º 27/2014 ----- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 23 DE DEZEMBRO DE 2014. ----------------------------------------------------------------------- ----- Aos vinte e três dias do mês

Leia mais

EDITAL. --------- Dr. José Artur Fontes Cascarejo, Presidente da Câmara Municipal de Alijó:--------------

EDITAL. --------- Dr. José Artur Fontes Cascarejo, Presidente da Câmara Municipal de Alijó:-------------- 1 EDITAL --------- Dr. José Artur Fontes Cascarejo, Presidente da Câmara Municipal de Alijó:-------------- --------- Nos termos e para efeitos do disposto do número 1 no artigo 91º da Lei nº 5-A/2002,

Leia mais

M U N I C Í P I O D E S Á T Ã O

M U N I C Í P I O D E S Á T Ã O DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÁTÃO REALIZADA NO DIA 16-01-2015 PRESENTES ATA Nº. 2/2015 PRESIDENTE Alexandre Vaz VICE- PRESIDENTE Paulo Santos VEREADORES Zélia Silva Rosa Carvalho Fernando

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE GALVEIAS

JUNTA DE FREGUESIA DE GALVEIAS ATA NÚMERO 21/2011 -------------- ATA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA JUNTA DE FREGUESIA DE GALVEIAS, REALIZADA NO DIA VINTE E OITO DE JULHO DO ANO DE DOIS MIL E ONZE --------------------------------------------

Leia mais

------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------ -------- Aos cinco dias do mês de Maio do ano de dois mil e três, reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e deliberação

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DA VILA DE SANTA CATARINA ACTA N.º 11/2008. Reunião Ordinária de 6 de Outubro de 2008

JUNTA DE FREGUESIA DA VILA DE SANTA CATARINA ACTA N.º 11/2008. Reunião Ordinária de 6 de Outubro de 2008 ----Aos seis dias de Outubro de dois mil e oito, na sede da Junta de Freguesia da Vila de Santa Catarina, compareceram: Hélder Fernando Freire Nunes, Hilário Barros Henriques e Lídia Maria Rebelo Forte,

Leia mais

ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE TORRE DE MONCORVO REALIZADA NO DIA QUATRO DE OUTUBRO DO ANO DE DOIS MIL E TREZE

ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE TORRE DE MONCORVO REALIZADA NO DIA QUATRO DE OUTUBRO DO ANO DE DOIS MIL E TREZE ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE TORRE DE MONCORVO REALIZADA NO DIA QUATRO DE OUTUBRO DO ANO DE DOIS MIL E TREZE ------ Aos quatro dias do mês de Outubro do ano de dois mil e treze, nesta

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA 1 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ACTA Nº 10/2008 - MAIO --- DATA DA REUNIÃO: Vinte de Maio de dois mil e oito. -------------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala das

Leia mais

---ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO VINTE E UM.-- ---VINTE E UM DE MAIO DE DOIS MIL E UM. ---------

---ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO VINTE E UM.-- ---VINTE E UM DE MAIO DE DOIS MIL E UM. --------- ---ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA NÚMERO VINTE E UM.-- ---VINTE E UM DE MAIO DE DOIS MIL E UM. --------- ---No dia vinte e um de Maio de dois mil e um, nesta Vila de Estarreja, Edifício dos Paços do Concelho,

Leia mais

Conselho Municipal de Educação de Santa Marta de Penaguião Projecto de Regimento

Conselho Municipal de Educação de Santa Marta de Penaguião Projecto de Regimento Conselho Municipal de Educação de Santa Marta de Penaguião Projecto de Regimento A Lei de Bases do Sistema Educativo assume que o sistema educativo se deve organizar de forma a descentralizar, desconcentrar

Leia mais

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA ORDEM DO DIA

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA ORDEM DO DIA Câmara Municipal de Matosinhos Reunião ordinária de 01 de Fevereiro de 2011 ------------------------------------------------------------------- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA --------------------------------------------------------------------MUNICIPAL

Leia mais

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA NOTA JUSTIFICATIVA A Lei 159/99, de 14 de Setembro, estabelece no seu artigo 19.º, n.º 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os Conselhos locais de Educação. A Lei 169/99, de 18

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTARÉM. Preâmbulo

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTARÉM. Preâmbulo REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTARÉM Preâmbulo A Lei n.º 159/99, de 14 de Setembro estabelece, no seu artigo 19.º, n.º 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE GALVEIAS

JUNTA DE FREGUESIA DE GALVEIAS MINUTA DA ATA NR.27/2014 --------------- MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA JUNTA DE FREGUESIA DE GALVEIAS REALIZADA NO DIA VINTE E DOIS DE DEZEMBRO DO ANO DE DOIS MIL E CATORZE ----------------------

Leia mais

REGIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES

REGIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES REGIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES PREÂMBULO De acordo com o estabelecido na alínea a) do n 1 do artigo 64 da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, alterada pela Lei nº 5-A/2002, de 11 de Janeiro, compete

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO y Câmara Municipal de Redondo CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO O DL 7/2003, de 15 de Janeiro, que prevê a constituição do Conselho Municipal de Educação, regulou as suas competências

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALCOUTIM

MUNICÍPIO DE ALCOUTIM MUNICÍPIO DE ALCOUTIM ACTA N.º 16/2007 Da reunião pública ordinária da Câmara Municipal de Alcoutim Realizada em 26 de Setembro de 2007 --------- Aos vinte e seis dias do mês de Setembro de dois mil e

Leia mais

ATA DA REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE TRANCOSO REALIZADA EM 15 DE JULHO DE 2015. -----------------------

ATA DA REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE TRANCOSO REALIZADA EM 15 DE JULHO DE 2015. ----------------------- ATA DA REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE TRANCOSO REALIZADA EM 15 DE JULHO DE 2015. ----------------------- *A1* Aos 15 dias do mês de julho do ano de 2015, nesta cidade de Trancoso e sala das sessões dos

Leia mais

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO ACTA NÚMERO CINCO Aos quatro dias do mês de Março de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas e quarenta e cinco minutos, deu-se início à reunião ordinária do Executivo da Junta de Freguesia, sob a presidência

Leia mais

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S ***

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** A C T A N.08/98 PAG.

Leia mais

ACTA N.º 07/2010 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 06/07/2010

ACTA N.º 07/2010 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 06/07/2010 ACTA N.º 07/2010 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 06/07/2010 Nos Termos do art.º 91.º da Lei nº.169/99, de 18/09, as actas são publicitadas na íntegra, mediante edital afixado durante 5 dos 10 dias subsequentes à

Leia mais

- CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE LAGOS - PREÂMBULO

- CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE LAGOS - PREÂMBULO PREÂMBULO A Lei de Bases do Sistema Educativo (Lei nº 46/86 de 14 de Outubro) consagrou a interacção com a comunidade educativa local como um pilar fundamental da política educativa. Por essa razão o nº

Leia mais

ACTA N.º 29/2006 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 27 / 12 / 2006 FALTAS JUSTIFICADAS FALTAS INJUSTIFICADAS

ACTA N.º 29/2006 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 27 / 12 / 2006 FALTAS JUSTIFICADAS FALTAS INJUSTIFICADAS CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO ACTA N.º 29/2006 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 27 / 12 / 2006 PRESENÇAS PRESIDENTE : JOÃO LUIS BATISTA PENETRA VEREADORES : MANUEL ANTÓNIO MENDES FADISTA ANTÓNIO

Leia mais

EDITAL (Nº.31/09. Francisco José Caldeira Duarte, Presidente da Câmara Municipal de Castro Verde: REGIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO VERDE

EDITAL (Nº.31/09. Francisco José Caldeira Duarte, Presidente da Câmara Municipal de Castro Verde: REGIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO VERDE EDITAL (Nº.31/09 Francisco José Caldeira Duarte, Presidente da Câmara Municipal de Castro Verde: Torna público que, em reunião do executivo realizada no dia 11 de Novembro do ano corrente, foi aprovado

Leia mais

Ata nº2/7 de fevereiro2014 Página 1 / 7

Ata nº2/7 de fevereiro2014 Página 1 / 7 ----------------------------- ATA N.º 2/7 fevereiro 2014 ----------------------------------- ----- Aos sete dias do mês de fevereiro de dois mil e catorze, pelas vinte e uma horas e trinta minutos, no

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 15

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 15 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 15 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 18/07/2001 (Contém 6 folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: (PSD) Vereador: José Augusto Veiga Nunes de Almeida

Leia mais

- REGIMENTO - CAPITULO I (Disposições gerais) Artigo 1.º (Normas reguladoras)

- REGIMENTO - CAPITULO I (Disposições gerais) Artigo 1.º (Normas reguladoras) - REGIMENTO - Considerando que, a Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19.º, n.º 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos locais de educação; Considerando

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL, REALIZADA EM

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL, REALIZADA EM REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL, REALIZADA EM 22/05/2014 PRESIDENTE DA CÂMARA: Raul Jorge Fernandes Cunha, Dr. VEREADORES PRESENTES: Pompeu Miguel Noval da Rocha Martins, Dr. Helena Marta de Oliveira

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTA MARIA DA FEIRA

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTA MARIA DA FEIRA REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SANTA MARIA DA FEIRA O Decreto-Lei nº7/2003, de 15 de Janeiro, com as alterações introduzidas pela Lei nº 41/2003, de 22 de Agosto, retificada pela

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 03/05/2002 (Contém folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

Acta número quatro de 2010

Acta número quatro de 2010 Acta número quatro de 2010 Ao vigésimo nono dia do mês de Dezembro do ano de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas, por convocatória individual de vinte de Dezembro de dois mil e dez e edital afixado

Leia mais

Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito em nove de Janeiro de dois mil e dois

Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito em nove de Janeiro de dois mil e dois FL 1 ANO DE 2002 ACTA DE / /20 Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito em nove de Janeiro de dois mil e dois Acta º1 --------Aos nove dias do mês

Leia mais

ATA N.º 17/2015. Ata da Reunião Ordinária de 7/09/2015 Página 1 de 7

ATA N.º 17/2015. Ata da Reunião Ordinária de 7/09/2015 Página 1 de 7 ATA N.º 17/2015 ----- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE SETE DE SETEMBRO DE DOIS MIL E QUINZE. ------------------------------------------------------ ----- Aos sete dias do mês de setembro

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE SÃO JACINTO

JUNTA DE FREGUESIA DE SÃO JACINTO 1 Acta nº 10/2008 JUNTA DE FREGUESIA DE SÃO JACINTO Acta da Reunião ordinária de 30 de Julho de 2008 -------No dia trinta de Julho de dois mil e oito, nesta freguesia de São Jacinto, edifício da Junta

Leia mais

tema. -... --------- A Câmara tem os esclarecimentos prestados através da documentação remetida aos Senhores deputados...

tema. -... --------- A Câmara tem os esclarecimentos prestados através da documentação remetida aos Senhores deputados... ---------Presidente da Mesa Tem, a Câmara, a palavra para proceder à respectiva apresentação do tema. -... --------- A Câmara tem os esclarecimentos prestados através da documentação remetida aos Senhores

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALCOUTIM

MUNICÍPIO DE ALCOUTIM MUNICÍPIO DE ALCOUTIM ACTA N.º 08/2008 Da reunião pública ordinária da Câmara Municipal de Alcoutim Realizada em 23 de Abril de 2008 ---------- Aos vinte e três dias do mês de Abril de dois mil e oito,

Leia mais

DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA

DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA ESPECIAL DE RUIDO E DE PROLONGAMENTO DE HORÁRIO RATIFICAÇÃO.

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALCOUTIM

MUNICÍPIO DE ALCOUTIM MUNICÍPIO DE ALCOUTIM ACTA N.º 05/2008 Da reunião pública ordinária da Câmara Municipal de Alcoutim Realizada em 12 de Março de 2008 ---------- Aos doze dias do mês de Março de dois mil e oito, nesta Vila

Leia mais

ATA N.º 16/2011 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 01/02/2011

ATA N.º 16/2011 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 01/02/2011 ATA N.º 16/2011 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 01/02/2011 Nos Termos do art.º 91.º da Lei nº.169/99, de 18/09, as atas são publicitadas na íntegra, mediante edital afixado durante 5 dos 10 dias subsequentes à sua

Leia mais

ATA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA 2014

ATA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA 2014 ATA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA 2014 Aos vinte e dois dias do mês de março de dois mil e catorze, pelas quinze horas e dez minutos, reuniu, em segunda convocatória, a Assembleia Geral Ordinária da Confederação

Leia mais

Câmara Municipal de Resende REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO

Câmara Municipal de Resende REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Câmara Municipal de Resende REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO A Lei n.º 159/99, de 14 de setembro estabelece no seu artigo 19º, nº 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente Diário da Sessão n.º 070 de 18/03/03 Presidente: Passamos ao ponto seguinte da nossa ordem de trabalhos Proposta de Decreto Legislativo Regional que aplica à Região Autónoma dos Açores o Decreto-Lei nº

Leia mais

ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA OITO DE OUTUBRO DE DOIS MIL E

ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA OITO DE OUTUBRO DE DOIS MIL E Acta n.º 21 ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA OITO DE OUTUBRO DE DOIS MIL E CATORZE. ------------------------- ------- Aos oito dias de mês de Outubro do ano de dois mil e catorze, na Sala de

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE RESENDE, REALIZADA EM 06.09.2010

CÂMARA MUNICIPAL DE RESENDE, REALIZADA EM 06.09.2010 Acta nº. 18/2010 ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE RESENDE, REALIZADA EM 06.09.2010 LOCAL: ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

C Â M A R A M U N I C I P A L D O S A B U G A L

C Â M A R A M U N I C I P A L D O S A B U G A L C Â M A R A M U N I C I P A L D O S A B U G A L ACTA N. º 3/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 06 DE FEVEREIRO DE 2009 PRESIDENTE: Manuel Rito Alves VEREADORES: José Santo Freire Manuel Fonseca Corte Luís Manuel

Leia mais

MUNICÍPIO DA MURTOSA ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 05 DE MAIO DE 2011

MUNICÍPIO DA MURTOSA ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 05 DE MAIO DE 2011 1 Acta n.º 10/2011 MUNICÍPIO DA MURTOSA ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 05 DE MAIO DE 2011 -------No dia cinco de Maio de dois mil e onze, nesta Vila da Murtosa, edifício dos Paços do Município e sala de

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA N.º 7/2002

CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA N.º 7/2002 30 ACTA N.º 7/2002 Acta da reunião ordinária realizada aos vinte e sete dias do mês de Março de dois mil e dois. Aos vinte e sete dias do mês de Março de dois mil e dois reuniu no Salão Nobre dos Paços

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA NÚMERO VINTE E UM

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA NÚMERO VINTE E UM 135 ACTA NÚMERO VINTE E UM Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e um, pelas nove horas, reuniu-se no Salão Nobre dos Paços do Concelho em Sessão Ordinária, para o que tinha sido convocada pelo seu

Leia mais

--------------------------------------------------------Ata número nove----------------------------------------------

--------------------------------------------------------Ata número nove---------------------------------------------- --------------------------------------------------------Ata número nove---------------------------------------------- ---------Aos dezassete dias do mês de junho de dois mil e quinze, pelas vinte e uma

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Viana do Alentejo Preâmbulo

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Viana do Alentejo Preâmbulo Regimento do Conselho Municipal de Educação de Viana do Alentejo Preâmbulo A Lei nº 159/99, de 14 de setembro, visou estabelecer um quadro de transferências de atribuições e competências da Administração

Leia mais

1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/01.

1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/01. 84 ORDEM DE TRABALHOS 1. ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 1.1- Aprovação da acta da reunião ordinária do dia 2007/03/01. 1.2- Proposta do Exmo. Senhor Presidente da Câmara, sobre a obrigatoriedade do Executivo

Leia mais

Conselho Municipal de Educação

Conselho Municipal de Educação 1 Regimento do (CME) do Município de Vila Nova de Paiva A Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19, n.º2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos locais

Leia mais

Ata n.º 67 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ata n.º 67 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ Ata n.º 67 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ Aos dezoito dias do mês de dezembro de dois mil e catorze, pelas

Leia mais

Mandato Autárquico 2013-2017

Mandato Autárquico 2013-2017 CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PENICHE (Regimento) Mandato Autárquico 2013-2017 PREÂMBULO A democraticidade de um sistema ou de um modelo organizacional traduz-se pelo nível/grau de participação que

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 07 DE JANEIRO DE 2015 ORDEM DO DIA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 07 DE JANEIRO DE 2015 ORDEM DO DIA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 07 DE JANEIRO DE 2015 ORDEM DO DIA ASSUNTOS APRECIADOS AO ABRIGO DO N.º 2 DO ART. 50.º DA LEI N.º 75/2013, DE 12 DE SETEMBRO: 1. Empréstimo

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA 1 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ACTA Nº 26/2006 - DEZEMBRO --- DATA DA REUNIÃO: Sete de Dezembro de dois mil e seis. ------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO ATA N.º 22/2013 DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO DIA DOZE DE SETEMBRO DE DOIS MIL E TREZE (Contém 7 folhas) MEMBROS PRESENTES: PRESIDENTE Sofia Machado do Couto Gonçalves

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO Reunião de Câmara: Reunião da Assembleia: Entrada em vigor: CAPITULO I Disposições Gerais Artigo 1.º Lei Habilitante O presente

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALCOCHETE CÂMARA MUNICIPAL. Regimento do Conselho Municipal de Educação de Alcochete

MUNICÍPIO DE ALCOCHETE CÂMARA MUNICIPAL. Regimento do Conselho Municipal de Educação de Alcochete MUNICÍPIO DE ALCOCHETE CÂMARA MUNICIPAL Regimento do Conselho Municipal de Educação de Alcochete A construção de um futuro impõe que se considere fundamental investir na capacitação e formação das pessoas,

Leia mais

Acta da Reunião Ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia quatro de Setembro de dois mil e seis.

Acta da Reunião Ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia quatro de Setembro de dois mil e seis. Acta da Reunião Ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia quatro de Setembro de dois mil e seis. ------ Aos quatro dias do mês de Setembro do ano de dois mil

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE (MANDATO 20132017) ATA DA VIGÉSIMA REUNIÃO DE 2015 Aos vinte e quatro dias do mês de setembro do ano dois mil e quinze, pelas dez horas, em cumprimento de convocatória emanada nos termos do disposto n.º

Leia mais

ACTA N.º 30 SESSÃO ORDINÁRIA DE 30 DE JUNHO DE 2004

ACTA N.º 30 SESSÃO ORDINÁRIA DE 30 DE JUNHO DE 2004 ACTA N.º 30 SESSÃO ORDINÁRIA DE 30 DE JUNHO DE 2004 Aos trinta dias do mês de Junho do ano de dois mil e quatro reuniu no edifício da Junta de Freguesia de Santa Marinha, no seu Salão Nobre, a Assembleia

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA NOTA JUSTIFICATIVA Em conformidade com os poderes regulamentares que lhes são atribuídos pelos artigos 112º n.º 8 e 241º da Lei Constitucional, devem os Municípios aprovar os respectivos regulamentos municipais,

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE S. MARTINHO DA GÂNDARA QUADRIÉNIO 2013/2017 Ata da reunião nº 6

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE S. MARTINHO DA GÂNDARA QUADRIÉNIO 2013/2017 Ata da reunião nº 6 ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE S. MARTINHO DA GÂNDARA QUADRIÉNIO 2013/2017 Ata da reunião nº 6 --------- Aos doze dias do mês de dezembro de dois mil e catorze pelas dezanove horas reuniu, no edifício sede

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA. --- DATA DA REUNIÃO: Vinte de Dezembro de dois mil e onze. -----------------------

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA. --- DATA DA REUNIÃO: Vinte de Dezembro de dois mil e onze. ----------------------- 1 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ACTA Nº 25/2011 - DEZEMBRO --- DATA DA REUNIÃO: Vinte de Dezembro de dois mil e onze. ----------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala das

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Considerando que: 1. A experiência do Conselho Local de Educação em Palmela procurou fomentar a valorização da educação como motor de desenvolvimento do local,

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO A Lei 159/99, de 14 de Setembro, estabelece no seu artigo 19, nº2., alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os Conselhos Locais de Educação.

Leia mais

R E G I M E N T O. Preâmbulo

R E G I M E N T O. Preâmbulo R E G I M E N T O Preâmbulo A Lei de Bases do Sistema Educativo (Lei n.º 46/86, de 14 de outubro, com a redação que lhe foi dada pela Lei n.º 115/97, de 19 de setembro) e de acordo com as alterações introduzidas

Leia mais

M U N I C Í P I O D E S Á T Ã O

M U N I C Í P I O D E S Á T Ã O DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÁTÃO REALIZADA NO DIA 17-04-2015 PRESENTES ATA Nº. 8/2015 PRESIDENTE VEREADORES Alexandre Vaz Zélia Silva Rosa Carvalho Fernando Gomes Catarina Almeida Silvério

Leia mais

Regulamento do inventa rio. Junta de freguesia da Carapinheira

Regulamento do inventa rio. Junta de freguesia da Carapinheira Regulamento do inventa rio Junta de freguesia da Carapinheira 24-11-2014 Índice Página CAPÍTULO I Princípios gerais Artigo 1º - Objecto 3 Artigo 2º - Âmbito 4 CAPÍTULO II Inventário e cadastro Artigo 3º

Leia mais

ACTA N.º 27/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 25 / 11 / 2009 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 19 / 11 / 2009

ACTA N.º 27/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 25 / 11 / 2009 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 19 / 11 / 2009 CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO _ ACTA N.º 27/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 25 / 11 / 2009 PRESENÇAS PRESIDENTE : BERNARDINO ANTÓNIO BENGALINHA PINTO VEREADORES : JOÃO ANTÓNIO MERCA PEREIRA

Leia mais

Junta de Freguesia da Marinha Grande ATA NÚMERO UM

Junta de Freguesia da Marinha Grande ATA NÚMERO UM ATA NÚMERO UM Aos oito dias do mês de janeiro de dois mil e quinze, pelas dezanove horas nas instalações da Junta de Freguesia de Marinha Grande, sitas na Rua 25 de abril, reuniu em sessão ordinária o

Leia mais

ATA N.º 20/2015. Ata da Reunião Ordinária de 5/10/2015 Página 1 de 7

ATA N.º 20/2015. Ata da Reunião Ordinária de 5/10/2015 Página 1 de 7 ATA N.º 20/2015 ----- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE CINCO DE OUTUBRO DE DOIS MIL E QUINZE. ------------------------------------------------------- ----- Aos cinco dias do mês de outubro

Leia mais

ACTA DA REUNIÃO NÚMERO TRINTA E SEIS (36) ASSEMBLEIA FREGUESIA DE ANAIS (MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA) CÓDIGO POSTAL 4990-501

ACTA DA REUNIÃO NÚMERO TRINTA E SEIS (36) ASSEMBLEIA FREGUESIA DE ANAIS (MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA) CÓDIGO POSTAL 4990-501 ACTA DA REUNIÃO NÚMERO TRINTA E SEIS (36) ASSEMBLEIA FREGUESIA DE ANAIS (MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA) CÓDIGO POSTAL 4990-501 Aos vinte e sete dias do mês de Dezembro do ano de dois mil e nove, pelas nove

Leia mais

REGIMENTO PARA O CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ÁGUEDA PARTE I. Disposições Gerais. Artigo 1º. Definição e Âmbito

REGIMENTO PARA O CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ÁGUEDA PARTE I. Disposições Gerais. Artigo 1º. Definição e Âmbito REGIMENTO PARA O CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ÁGUEDA PARTE I Disposições Gerais Artigo 1º Definição e Âmbito 1. O Conselho Municipal de Educação de Águeda, adiante designado de Conselho é uma instância

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA NÚMERO DEZASSEIS

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA NÚMERO DEZASSEIS 92 ACTA NÚMERO DEZASSEIS Aos vinte e sete dias do mês de Setembro de Mil Novecentos e Noventa e Seis, pelas vinte e uma horas, verificada a existência de quorum, reuniu-se no Salão Nobre dos Paços do Concelho

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE MONTIJO (CMEM) PERÍODO 2013-2017

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE MONTIJO (CMEM) PERÍODO 2013-2017 REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE MONTIJO (CMEM) PERÍODO 2013-2017 Aprovado em reunião do CMEM realizada em 9 de abril de 2014 Artigo 1º Noção e Objetivos O Conselho Municipal de Educação,

Leia mais

Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV

Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV Teve lugar no dia vinte e nove de maio de dois mil e doze, a sessão número trinta e seis da Comissão Nacional de Eleições, na sala de reuniões sita na Av. D.

Leia mais

Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito em vinte e quatro de Maio de dois mil.

Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito em vinte e quatro de Maio de dois mil. FL 46 ACTA DE / /20 Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito em vinte e quatro de Maio de dois mil. Acta º12 --------Aos vinte e quatro dias do mês

Leia mais

DELIBERAÇÕES APROVADAS EM MINUTA E PARA EFEITOS IMEDIATOS

DELIBERAÇÕES APROVADAS EM MINUTA E PARA EFEITOS IMEDIATOS DELIBERAÇÕES APROVADAS EM MINUTA E PARA EFEITOS IMEDIATOS (Nos termos do nº3 do artº 92º do Decreto-Lei nº 169/99, de 18/09) --------- Reunião de 29 de Maio de 2007 --------- --- PEDIDOS DE ISENÇÃO DE

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DA COMUNIDADE DO ACES ALENTEJO CENTRAL 2

REGULAMENTO DO CONSELHO DA COMUNIDADE DO ACES ALENTEJO CENTRAL 2 REGULAMENTO DO CONSELHO DA COMUNIDADE DO ACES ALENTEJO CENTRAL 2 O Decreto-Lei n.º 28/2008 publicado em Diário da República, 1ª série, Nº 38, de 22 de Fevereiro de 2008, que criou os agrupamentos de Centros

Leia mais