Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Novembro

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Novembro"

Transcrição

1 Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Novembro Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: Fax: Page:

2 Índice Tabela 01 Receita, Carteira de Investimentos e Provisões Técnicas...5 Dados de Arrecadação Acumulados de Janeiro a Novembro de 2013 Dados de Arrecadação em Novembro de 2013 Distribuição da Receita por Produto... 7 Distribuição da Receita por Modalidade de Contratação... 8 Ranking das Empresas segundo Receita... 9 Ranking das Empresas segundo Receita distribuída por Produto Ranking das Empresas segundo Receita distribuída por Modalidade de Contratação Ranking das Empresas segundo produto PGBL Ranking das Empresas segundo produto Plano Tradicional Sobrevivência...13 Ranking das Empresas segundo produto VGBL Ranking das Empresas segundo produto Planos de Risco Morte e Invalidez Ranking das Empresas segundo Plano Empresarial Ranking das Empresas segundo Plano para Menores de Idade...17 Ranking das Empresas segundo Plano Individual Evolução da Receita Mensal Acumulada Distribuição da Receita Acumulada por Produto Distribuição da Receita Acumulada por Modalidade de Contratação Ranking das Empresas segundo Receita Acumulada Ranking das Empresas segundo Receita Acumulada distribuída por produto Ranking das Empresas segundo Receita Acumulada distribuída por Modalidade de Contratação Ranking das Empresas segundo produto PGBL Ranking das Empresas segundo produto Plano Tradicional Sobrevivência Ranking das Empresas segundo produto VGBL Ranking das Empresas segundo produto Planos de Risco Morte e Invalidez Ranking das Empresas segundo Plano Empresarial Ranking das Empresas segundo Plano Menores de Idade Ranking das Empresas segundo Plano Individual

3 Índice Mercado Dados Consolidados Tabela 02 Receita, Carteira de Investimentos e Reservas Técnicas Evolução da Receita Evolução da Receita por Produto Evolução da Carteira de Investimentos Evolução da Carteira de Investimentos por Produto Ranking das Empresas segundo a Carteira de Investimentos Evolução das Provisões Técnicas...40 Evolução das Provisões Técnicas por Produto Ranking das Empresas segundo as Provisões Técnicas Anexo Ranking das empresas segundo Receita Acumulada, Carteira de Investimentos e Receita Mensal Termos Técnicos

4 Apresentação de Resultados 4

5 Novembro de 2013 Tabela 01 - Receita, Carteira de Investimentos e Provisões Técnicas MENSAL ACUMULADO JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO Jan_Nov/12 Jan_Nov/13 Receita de Planos Variação -22,13% -15,76% 16,84% -3,09% 27,18% -35,71% -26,68% 14,52% 2,73% 50,70% 3,18% 33,06% 5,37% Captação Líquida de Planos Variação -41,55% -13,25% 17,05% -13,32% 57,36% -78,38% -136,63% 300,61% 17,59% 287,03% 6,69% 44,85% -21,13% Carteira de Investimentos Variação 1,37% 0,62% 0,89% 1,51% 1,07% -0,92% 0,13% 0,12% 1,05% 1,72% 0,80% 25,06% 10,97% Provisões Variação 1,19% 1,19% 1,03% 1,32% 1,48% -0,56% 0,37% 0,22% 1,02% 1,55% 0,71% 24,06% 12,83% * Dados em R$ Milhões Obs¹. As informações prestadas são obtidas a partir dos dados enviados pelas empresas associadas à Fenaprevi. Obs². A variação apontada para o mês de janeiro, na coluna Mensal, corresponde ao crescimento em relação a dezembro do ano anterior. Obs³. A variação apontada para a primeira coluna referente aos dados acumulados corresponde ao comparativo com igual período do ano anterior. 5

6 Arrecadação - Novembro de

7 Arrecadação Novembro de 2013 Distribuição da Receita por Produto PGBL. 9,00% Trad - Sobrevivência. 1,68% Riscos. 3,75% Demais Produtos. 0,02% VGBL. 86,34% Total da Receita: R$ ,00 Demais Produtos: PRGP+VRGP+FAPI 7

8 Arrecadação Novembro de 2013 Distribuição da Receita por Modalidade de Contratação Empresarial. 8,64% Menores de Idade. 1,98% Individual. 89,38% Total da Receita: R$ ,00 8

9 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo Receita BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 32,05% 31,85% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 17,86% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 6,37% 5,91% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. ICATU SEGUROS S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. DEMAIS ENTIDADES 2,19% 0,78% 0,66% 0,40% 0,37% 1,56% Total da Receita: R$ ,00 9

10 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo Receita distribuída por Produto BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 9,3% 1,2% 88,8% 0,8% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 6,4% 0,4% 86,8% 6,4% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 9,1% 0,8% 88,8% 1,3% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 8,5% 0,3% 89,5% 1,7% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 8,9% 0,8% 88,7% 1,6% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 20,9% 0,3% 77,0% 1,8% ICATU SEGUROS S.A. 30,3% 1,5% 67,8% SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. 25,2% 5,4% 67,0% 2,3% PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 40,7% 6,8% 48,3% 4,2% SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 9,8% 90,2% DEMAIS ENTIDADES 15,7% 7,0% 16,3% 60,5% PGBL Trad. - Sobrevivência VGBL RISCOS Demais Produtos (PRGP+VRGP+FAPI) < 0,5% 10

11 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo Receita distribuída por Modalidade de Contratação BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 6,3% 90,7% 3,0% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 12,5% 86,4% 1,1% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 8,7% 88,7% 2,7% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 0,5% 98,1% 1,4% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 2,0% 97,3% 0,6% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 12,2% 84,7% 3,1% ICATU SEGUROS S.A. 15,5% 84,5% SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. 11,2% 88,7% PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 3,1% 96,9% SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 100,0% DEMAIS ENTIDADES 30,1% 69,3% 0,5% Empresarial Individual Menores de Idade 11

12 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo PGBL BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 32,96% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 22,63% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 18,07% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 6,00% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 5,87% 5,09% ICATU SEGUROS S.A. 2,61% SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 1,85% 1,80% MAPFRE VERA CRUZ PREVIDÊNCIA S.A. 1,33% DEMAIS ENTIDADES 1,80% Total PGBL: R$ ,00 12

13 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo Plano Tradicional - Sobrevivência BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 43,08% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 12,69% 16,00% MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. APLUB - PREVIDÊNCIA PRIVADA PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ICATU SEGUROS S.A. DEMAIS ENTIDADES 7,14% 4,98% 3,96% 3,75% 3,00% 2,06% 1,27% 2,07% Total Plano Tradicional - Sobrevivência: R$ ,00 13

14 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo VGBL BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 32,96% 32,02% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 18,37% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 6,60% 6,06% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. ICATU SEGUROS S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. DEMAIS ENTIDADES 1,96% 0,61% 0,51% 0,39% 0,22% 0,29% Total VGBL: R$ ,00 14

15 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo Planos de Risco Morte e Invalidez BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 54,76% CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. GBOEX - GREMIO BENEFICENTE MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. APLUB - PREVIDÊNCIA PRIVADA HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. DEMAIS ENTIDADES 7,48% 7,25% 7,18% 6,57% 6,07% 2,97% 2,55% 1,51% 1,06% 2,61% Total Planos de Risco Morte e Invalidez: R$ ,00 15

16 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo Plano Empresarial BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 46,17% BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 23,25% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 17,93% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 3,09% MAPFRE VERA CRUZ PREVIDÊNCIA S.A. MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 2,52% 1,50% ICATU SEGUROS S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. METROPOLITAN LIFE SEGUROS E PREVIDÊNCIA PRIVADA S.A. DEMAIS ENTIDADES 1,39% 1,38% 0,85% 0,47% 1,44% Total Plano Empresarial: R$ ,00 16

17 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo Plano Individual BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 32,54% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 30,79% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 17,72% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 7,00% 6,43% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. ICATU SEGUROS S.A. 0,73% 2,08% SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. 0,66% PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. DEMAIS ENTIDADES 0,43% 0,42% 1,21% Total Plano Individual: R$ ,00 17

18 Arrecadação Novembro de 2013 Ranking das Empresas segundo Plano Menores de Idade BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 48,39% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 24,05% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 17,32% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 4,39% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 3,49% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 1,92% UNIMED SEGURADORA S.A. 0,39% Total Plano Menores de Idade: R$ ,00 18

19 Arrecadação Acumulada - Janeiro a Novembro de

20 Arrecadação 2011 x 2013 R$ Bilhões Evolução da Receita 9,000 8,124 8,600 7,500 6,000 4,500 3,000 6,789 7,387 6,697 6,592 6,388 7,005 7,073 6,093 5,642 6,848 5,618 6,283 5,694 4,953 5,223 4,552 5,221 4,385 4,782 4,505 5,018 4,430 4,708 4,594 3,829 4,290 4,253 3,996 4,094 4,149 3,870 3,701 3,821 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez

21 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Distribuição da Receita Acumulada por Produto PGBL. 9,64% Trad. - Sobrevivência. 1,22% Riscos. 3,87% Demais Produtos. 0,02% VGBL. 85,25% Total da Receita: R$ ,00 Demais Produtos: PRGP+VRGP+FAPI 21

22 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Distribuição da Receita Acumulada por Modalidade de Contratação Empresarial. 9,24% Menores de Idade. 2,36% Individual. 88,40% Total da Receita: R$ ,00 22

23 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo Receita Acumulada BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 29,81% 31,21% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 21,74% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 6,01% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. ICATU SEGUROS S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. DEMAIS ENTIDADES 3,74% 2,69% 1,23% 0,61% 0,52% 0,47% 1,97% Total da Receita: R$ ,00 23

24 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo Receita Acumulada distribuída por Produto BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 9,0% 1,4% 88,6% 0,9% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 8,2% 0,7% 84,4% 6,6% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 8,5% 1,1% 89,4% 1,0% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 8,5% 0,4% 89,0% 2,1% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 11,0% 1,4% 84,4% 3,1% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 19,3% 0,4% 78,4% 1,8% ICATU SEGUROS S.A. 23,0% 1,2% 75,6% SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. 39,6% 8,2% 49,1% 3,2% SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 4,8% 95,2% PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 38,8% 6,9% 47,3% 6,9% DEMAIS ENTIDADES 17,8% 6,7% 22,4% 52,6% PGBL Trad. - Sobrevivência VGBL RISCOS Demais Produtos (PRGP+VRGP+FAPI) < 0,5% 24

25 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo Receita Acumulada distribuída por Modalidade de Contratação BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 5,9% 90,5% 3,6% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 13,5% 85,2% 1,3% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 8,6% 88,7% 2,7% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 0,5% 97,7% 1,7% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 3,8% 94,9% 1,2% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 14,7% 82,0% 3,4% ICATU SEGUROS S.A. 13,0% 87,0% SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. 21,5% 78,4% SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 100,0% PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 3,6% 96,4% DEMAIS ENTIDADES 31,3% 67,1% 1,6% Empresarial Individual Menores de Idade 25

26 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo PGBL BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 29,28% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 25,38% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 19,13% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 5,39% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 5,31% 4,27% ICATU SEGUROS S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. MAPFRE VERA CRUZ PREVIDÊNCIA S.A. DEMAIS ENTIDADES 2,93% 2,52% 1,90% 1,48% 2,40% Total PGBL: R$ ,00 26

27 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo Plano Tradicional - Sobrevivência BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 36,25% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 19,52% 18,22% MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. APLUB - PREVIDÊNCIA PRIVADA PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ICATU SEGUROS S.A. DEMAIS ENTIDADES 5,92% 4,39% 4,10% 3,42% 2,66% 1,93% 1,19% 2,40% Total Plano Tradicional - Sobrevivência: R$ ,00 27

28 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo VGBL BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 29,51% 32,45% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 22,80% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. ICATU SEGUROS S.A. SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. DEMAIS ENTIDADES 6,27% 3,70% 2,47% 1,09% 0,58% 0,35% 0,26% 0,52% Total VGBL: R$ ,00 28

29 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo Planos de Risco Morte e Invalidez BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 51,13% CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. GBOEX - GREMIO BENEFICENTE ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. APLUB - PREVIDÊNCIA PRIVADA HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. DEMAIS ENTIDADES 8,58% 7,85% 7,46% 6,43% 5,76% 3,29% 2,99% 1,77% 1,26% 3,48% Total Planos de Risco Morte e Invalidez: R$ ,00 29

30 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo Plano Empresarial BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 43,60% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 20,15% 20,08% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 4,27% MAPFRE VERA CRUZ PREVIDÊNCIA S.A. ICATU SEGUROS S.A. 2,83% 1,73% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. GBOEX - GREMIO BENEFICENTE DEMAIS ENTIDADES 1,55% 1,50% 1,43% 0,65% 2,21% Total Plano Empresarial: R$ ,00 30

31 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo Plano Individual BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 31,95% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 28,73% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 21,82% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. ICATU SEGUROS S.A. SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. DEMAIS ENTIDADES 6,64% 4,01% 2,49% 1,21% 0,58% 0,54% 0,52% 1,49% Total Plano Individual: R$ ,00 31

32 Arrecadação Acumulada Jan. a Nov. de 2013 Ranking das Empresas segundo Plano Menores de Idade BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 47,09% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 25,17% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 16,16% CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 4,41% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. 3,83% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. MAPFRE NOSSA CAIXA (BRASILPREV NOSSO FUTURO SEGUROS E PREVIDÊNCIA) 1,91% 0,93% UNIMED SEGURADORA S.A. 0,45% Total Plano Menores de Idade: R$ ,00 32

33 Mercado Dados Consolidados 33

34 Tabela 02 - Receita, Carteira de Investimentos e Provisões Técnicas Anos Receita de Planos Variação 28,49% 3,58% 17,69% 22,73% 13,36% 21,78% 18,79% 16,26% 31,54% 5,37% Carteira de Investimentos Variação 36,13% 23,45% 25,32% 24,84% 14,85% 25,04% 21,97% 20,54% 25,81% 10,09% Provisões Variação 38,90% 25,79% 25,20% 25,37% 17,16% 24,45% 22,38% 21,41% 24,10% 16,36% Dados em R$ Milhões Obs¹. Os valores financeiros apresentados na coluna correspondente ao ano de 2013 referem-se ao total acumulado até o mês de apuração. Obs². Os percentuais (variações) apresentados na coluna correspondente ao ano de 2013 referem-se ao comparativo com o total acumulado em igual período do ano anterior. 34

35 Dados Consolidados Arrecadação Evolução da Receita R$ Bilhões 70,461 65,180 53,565 46,074 38,787 18,779 19,512 22,892 28,096 31, * * Até Nov/

36 Dados Consolidados Arrecadação Evolução da Receita por Produto 100% 80% 60% 55,73% 59,77% 67,41% 71,68% 73,98% 77,92% 79,76% 80,97% 84,54% 85,25% 40% 20% 18,64% 16,47% 25,35% 23,45% 12,57% 19,90% 12,03% 10,24% 8,56% 6,98% 6,09% 4,88% 5,09% 16,22% 15,71% 13,47% 13,22% 12,91% 10,56% 9,64% 0% * PGBL Trad. (Sobrevivência) + Risco VGBL * Até Nov/2013 Demais Produtos (PRGP+VRGP+FAPI) < 0,5% 36

37 Dados Consolidados Carteira de Investimentos Evolução da Carteira de Investimentos R$ Bilhões 367, , , , ,040 65,989 81, , , , * * Até Nov/

38 Dados Consolidados Carteira de Investimentos Evolução da Carteira de Investimentos por Produto 100% 80% 27,83% 34,99% 40,70% 45,16% 48,38% 52,60% 55,83% 59,20% 61,86% 64,13% 60% 40% 46,37% 37,94% 31,76% 28,03% 24,23% 20,51% 18,66% 16,23% 15,79% 14,16% 20% 25,12% 26,49% 27,09% 26,53% 27,05% 26,61% 25,29% 24,38% 22,20% 21,56% 0% * PGBL Trad. (Sobrevivência) + Risco VGBL * Até Nov/2013 Demais Produtos (PRGP+VRGP+FAPI) < 0,5% 38

39 Dados Consolidados Carteira de Investimentos Ranking das Empresas segundo Carteira de Investimentos Novembro de 2013 BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 32,14% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 22,36% 23,86% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 5,83% 5,82% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. ICATU SEGUROS S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. DEMAIS ENTIDADES 3,07% 2,04% 1,23% 0,92% 0,66% 2,07% Total da Carteira de Investimentos: R$ ,00 39

40 Dados Consolidados Provisões Técnicas Evolução das Provisões Técnicas R$ Bilhões 358, , , , , , ,978 61,373 77,204 96, * * Até Nov/

41 Dados Consolidados Carteira de Investimentos Evolução das Provisões Técnicas por Produto 100% 80% 30,08% 37,12% 43,07% 47,74% 50,02% 54,65% 57,82% 60,87% 64,27% 65,81% 60% 40% 42,32% 34,59% 27,93% 24,01% 21,85% 17,63% 15,99% 14,13% 12,50% 11,92% 20% 26,86% 27,68% 28,52% 27,83% 27,78% 27,43% 25,96% 24,80% 23,06% 22,12% 0% * PGBL Trad. (Sobrevivência) + Risco VGBL * Até Nov/2013 Demais Produtos (PRGP+VRGP+FAPI) < 0,5% 41

42 Dados Consolidados Provisões Técnicas Ranking das Empresas segundo Provisões Técnicas Novembro de 2013 BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 31,48% ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. 22,33% 24,50% ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 5,99% 5,95% HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A. ICATU SEGUROS S.A. SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. DEMAIS ENTIDADES 3,17% 1,88% 1,11% 0,92% 0,66% 1,99% Total das Provisões Técnicas: R$ ,00 42

43 Anexo 43

44 Arrecadação Mensal, Acumulada e Carteira de Investimentos ENTIDADE Arrecadação Mensal Arrecadação Acumulada Carteira de Investimentos ALFA PREVIDÊNCIA E VIDA S.A APLUB - PREVIDÊNCIA PRIVADA ASPECIR PREVIDÊNCIA BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A MAPFRE NOSSA CAIXA (BRASILPREV NOSSO FUTURO SEGUROS E PREVIDÊNCIA) BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A CAIXA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S.A FAMILIA BANDEIRANTE PREVIDÊNCIA PRIVADA FUTURO PREVIDÊNCIA PRIVADA GBOEX - GREMIO BENEFICENTE HSBC VIDA E PREVIDÊNCIA (BRASIL) S.A ICATU SEGUROS S.A ITAÚ VIDA E PREVIDÊNCIA S.A LUTERPREV - ENTIDADE LUTERANA DE PREVIDENCIA MAPFRE VERA CRUZ PREVIDÊNCIA S.A MBM PREVIDÊNCIA PRIVADA METROPOLITAN LIFE SEGUROS E PREVIDÊNCIA PRIVADA S.A MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A PREVIMIL PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR S.A SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A SOCIEDADE CAXIENSE DE MÚTUO SOCORRO SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A UNIÃO PREVIDENCIÁRIA COMETA DO BRASIL - COMPREV UNIMED SEGURADORA S.A ZURICH SANTANDER BRASIL SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A ZURICH VIDA E PREVIDÊNCIA S.A TOTAL do MERCADO:

45 Arrecadação Termos Técnicos Aportes, periódicos ou esporádicos, feitos pelo participante (Pessoa Física ou Jurídica) em seu plano. Carteira de Investimento É o valor total das diversas modalidades de ativos adquiridos com a finalidade de, vinculados ao órgão fiscalizador, garantir o pagamento das obrigações (provisões) assumidas perante os titulares desses planos. FAPI Fundo de Aposentadoria Programada Individual Planos de estrutura puramente financeira, sem previsibilidade de concessão de rendas, que podem ser comercializados por sociedades seguradoras ou por instituições financeiras. PAGP - Plano com Atualização Garantida e Performance Quando garantir aos participantes, durante o período de diferimento, por meio da contratação de índice de preços, apenas a atualização de valores e a reversão, parcial ou total, de resultados financeiros. PGBL - Plano Gerador de Benefício Livre Quando, durante o período de diferimento, a remuneração da provisão matemática de benefícios a conceder for baseada na rentabilidade da(s) carteira(s) de investimentos de FIE(s), no(s) qual(is) esteja(m) aplicada(s) a totalidade dos respectivos recursos, sem garantia de remuneração mínima e de atualização de valores e sempre estruturados na modalidade de contribuição variável. 45

46 Planos de Caráter Previdenciário Termos Técnicos Para efeitos do presente trabalho, incluem-se nos Planos de Caráter Previdenciário, além das coberturas por sobrevivência dos Seguros de Pessoas e da Previdência Complementar Aberta, as coberturas de risco do segmento previdenciário aberto. Planos Empresariais Também chamados de planos coletivos, são aqueles contratados por pessoas jurídicas, que podem contribuir, total ou parcialmente, para o seu custeio, em nome de pessoas físicas que a elas se vinculem de alguma forma. Planos Individuais São aqueles contratados por pessoa física, e custeados exclusivamente com recursos próprios. Planos Menores de Idade São aqueles contratados por um responsável financeiro em nome da criança ou jovem dependente econômico, menor de 21 anos. Plano Tradicional - Sobrevivência São aqueles planos previdenciários privados contratados com garantia de rentabilidade, baseada em taxa de juros e tábua biométrica predeterminadas. 46

47 Termos Técnicos Previdência Complementar Aberta Segmento de mercado onde são operados planos que oferecem variada gama de coberturas visando a proteção contra os riscos de morte e/ou invalidez do titular do plano, durante período de cobertura previamente contratado, e/ou a obtenção de renda complementar, no futuro, caso ele sobreviva à idade predeterminada. São abertos à participação de empresas que intencionem oferecer as referidas garantias a seus funcionários, ou de pessoas físicas que, individualmente, possuam interesse em contratá-las, sendo oferecidos por sociedades seguradoras e por entidades abertas de previdência complementar. PRGP - Plano com Remuneração Garantida e Performance Quando garantir aos participantes, durante o período de diferimento, remuneração por meio da contratação de índice de atualização de valores e de taxa de juros e a reversão, parcial ou total, de resultados financeiros. Provisão Técnica Trata-se de valor, registrado contabilmente pelas sociedades seguradoras e entidades abertas de previdência complementar, que reflete o total de suas obrigações com os titulares dos planos contratados. De acordo com a legislação que rege os segmentos de Previdência Complementar Aberta e de Seguros de Pessoas, as provisões técnicas devem estar permanentemente cobertas por ativos financeiros, vinculados a ordem do Órgão Supervisor, adquiridos em conformidade com instruções do Conselho Monetário Nacional - CMN. 47

48 Termos Técnicos Riscos (Planos de Risco) São aqueles planos previdenciários privados contratados para garantia de benefício, em forma de renda ou pagamento único, aos beneficiários indicados ou ao próprio participante, na hipótese de ocorrência da sua morte ou invalidez, durante o período de cobertura contratado. Seguro de Pessoas Segmento de mercado onde são operados planos de seguro que oferecem variada gama de coberturas visando a proteção contra os mais variados tipos de risco (morte, invalidez, acidentes pessoais, desemprego, acometimento de determinadas doenças, etc.), durante período de cobertura previamente contratado. Os referidos planos podem possibilitar ainda a obtenção de renda complementar, no futuro, caso o respectivo titular sobreviva à idade predeterminada. São abertos à participação de empresas que intencionem oferecer as referidas garantias a seus funcionários, ou de pessoas físicas que, individualmente, possuam interesse em contratá-las, sendo oferecidos exclusivamente por sociedades seguradoras autorizadas. VAGP Vida com Atualização Garantida e Performance Quando garantir aos segurados, durante o período de diferimento, por meio da contratação de índice de preços, apenas a atualização de valores e a reversão, parcial ou total, de resultados financeiros. VGBL Vida Gerador de Benefício Livre Quando, durante o período de diferimento, a remuneração da provisão matemática de benefícios a conceder for baseada na rentabilidade da(s) carteira(s) de investimentos de FIE(s), no(s) qual(is) esteja(m) aplicada(s) a totalidade dos respectivos recursos, sem garantia de remuneração mínima e de atualização de valores e sempre estruturados na modalidade de contribuição variável. 48

49 Termos Técnicos VRGP Vida com Remuneração Garantida e Performance Quando garantir aos segurados, durante o período de diferimento, remuneração por meio da contratação de índice de atualização de valores e de taxa de juros e a reversão, parcial ou total, de resultados financeiros. 49

Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Agosto

Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Agosto Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Agosto - 2014 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail: fenaprevi@fenaprevi.org.br

Leia mais

Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Maio

Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Maio Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Maio - 2014 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail: fenaprevi@fenaprevi.org.br

Leia mais

Mercado de Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Julho - 2011

Mercado de Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Julho - 2011 Mercado de Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Julho - 2011 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail:

Leia mais

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Maio 2013

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Maio 2013 Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Maio 2013 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail: fenaprevi@fenaprevi.org.br

Leia mais

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Maio 2014

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Maio 2014 Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Maio 2014 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail: fenaprevi@fenaprevi.org.br

Leia mais

Dados Estatísticos Portabilidades. Setembro/2013

Dados Estatísticos Portabilidades. Setembro/2013 Dados Estatísticos Portabilidades Setembro/2013 Índice Termos Técnicos Utilizados... 3 Dados Quantitativos Evolução Mensal do Número de Portabilidades Cadastradas... 13 Apresentação de Resultados Tabela

Leia mais

De uma forma resumida temos os seguintes indicadores operacionais: MERCADO PREVIDÊNCIA PRIVADA TRADICIONAL RESUMOS %15/14 2014 2015 %15/14

De uma forma resumida temos os seguintes indicadores operacionais: MERCADO PREVIDÊNCIA PRIVADA TRADICIONAL RESUMOS %15/14 2014 2015 %15/14 1- INTRODUÇÃO: Os números aqui analisados foram extraídos do sistema SES da SUSEP referente aos períodos de jan a maio de e 2014. Aqui temos os principais indicadores operacionais do segmento de previdência

Leia mais

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Outubro 2013

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Outubro 2013 Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Outubro 2013 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail: fenaprevi@fenaprevi.org.br

Leia mais

Planos de previdência complementar arrecadam R$ 7 bilhões em novembro

Planos de previdência complementar arrecadam R$ 7 bilhões em novembro Planos de previdência complementar arrecadam R$ 7 bilhões em novembro Captação líquida do sistema registrou saldo positivo de R$ 3,9 bilhões no período, 6,69% acima dos R$ 3,6 bilhões em outubro A arrecadação

Leia mais

Captação líquida dos planos de previdência privada avança 287,03% em outubro frente ao mês anterior

Captação líquida dos planos de previdência privada avança 287,03% em outubro frente ao mês anterior Captação líquida dos planos de previdência privada avança 287,03% em outubro frente ao mês anterior Ingresso de recursos no sistema tem alta de 8,05% e chega a R$ 6,8 bilhões no mês Prosseguindo tendência

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE PREVIDÊNCIA PRIVADA - EAPP

MERCADO BRASILEIRO DE PREVIDÊNCIA PRIVADA - EAPP MERCADO BRASILEIRO DE PREVIDÊNCIA PRIVADA - EAPP I TRIMESTRE -2013 1 INTRODUÇÃO: Esse estudo está baseado nos números divulgados pela SUSEP através do sistema SES referente ao mês de janeiro de 2013. Esses

Leia mais

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar?

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar? FEA-USP-EAC Curso de Graduação em Ciências Contábeis Disciplina: EAC0551 -Contabilidade e Análise de Balanços de Instituições Previdenciárias TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DAS EAPP JAN A ABRIL DE 2014 SUSEP SES

MERCADO BRASILEIRO DAS EAPP JAN A ABRIL DE 2014 SUSEP SES MERCADO BRASILEIRO DAS EAPP DE 2014 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- RESULTADOS: O Mercado Brasileiro de EPPA encerrou o período com um Prejuízo Líquido de R$ 5,3 milhões

Leia mais

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF]

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] [ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] ESTUDO DE MERCADO REFERENTE AO TOTAL ARRECADADO ENTRE PRÊMIOS E CONTRIBUIÇÕES NO MERCADO Realizado Acumulado - 2009 / 2010 -

Leia mais

BRAZIL LIFE INSURANCE-2011

BRAZIL LIFE INSURANCE-2011 BRAZIL LIFE INSURANCE-2011 MARKET SIZE AND SEGMENTATION Seguro de Pessoas Preservação da Riqueza Os seguros de Vida em Grupo, de Vida individual, Prestamista e de Viagem foram responsáveis por 89,69% do

Leia mais

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014 Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail: fenaprevi@fenaprevi.org.br

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P D E Z E M B R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 9,0 bilhões Saldo: R$ 516,0 bilhões Financiamentos

Leia mais

Práticas Atuariais em Seguros e Pensões. 10. Previdência Thaís Paiva

Práticas Atuariais em Seguros e Pensões. 10. Previdência Thaís Paiva Práticas Atuariais em Seguros e Pensões 10. Previdência Thaís Paiva thaispaiva@est.ufmg.br Seguridade Social Fonte: slides de Paulo Josef Gouvêa da Gama/Rodarte Nogueira Práticas Atuariais 10. Previdência

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DAS EAPP JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES 30/07/2015

MERCADO BRASILEIRO DAS EAPP JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES 30/07/2015 MERCADO BRASILEIRO DAS EAPP JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES 30/07/2015 lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- RESULTADOS: O Mercado Brasileiro de EPPA encerrou o período com um Lucro Líquido

Leia mais

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar?

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar? FEA-USP-EAC Curso de Graduação em Ciências Contábeis Disciplina: EAC0551 -Contabilidade e Análise de Balanços de Instituições Previdenciárias TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade

Leia mais

Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência

Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência Carlos Heitor Campani, Ph.D. Thiago Roberto Dias Costa, M.Sc. Mercado de Previdência Complementar Aberta Aumento da popularidade do segmento de previdência

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 2,6 bilhões Saldo: R$ 503,8 bilhões Financiamentos

Leia mais

Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência

Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência Carlos Heitor Campani, Ph.D. Thiago Roberto Dias Costa, M.Sc. Mercado de Previdência Complementar Aberta Aumento da popularidade do segmento de previdência

Leia mais

Superintendência de Seguros Privados Ministério da Fazenda DECON/GEEST

Superintendência de Seguros Privados Ministério da Fazenda DECON/GEEST BOLETIM ESTATÍSTICO DOS MERCADOS SUPERVISIONADOS Julho de 2007 Mercado Brasileiro de Seguros Mercado Brasileiro de Previdência Privada Aberta Mercado Brasileiro de Capitalização Mercado Brasileiro de Seguros

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A G O S T O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 3,5 bilhões Saldo: R$ 495,4 bilhões Financiamentos

Leia mais

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento 6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento Alternativas para a Aposentadoria do Brasil Osvaldo do Nascimento Maio 2011 1 Maio 2011 Mobilidade Social Avanço do País Pirâmide Social Brasileira 200,0 180,0

Leia mais

SEGUROS DE PESSOAS. Em relação à cobertura de Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente (IPA), é correto afirmar que:

SEGUROS DE PESSOAS. Em relação à cobertura de Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente (IPA), é correto afirmar que: Data: 13/07/2017 Prova: VIDA E PREVIDÊNCIA - TIPO B Tipo: B SEGUROS DE PESSOAS 1) MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA O resultado numérico calculado mediante a utilização de taxa de juros e tábua de mortalidade,

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Data: 13/07/2017 Prova: VIDA E PREVIDÊNCIA - TIPO A Tipo: A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR 1) MARQUE A ALTERNATIVA CORRETA O princípio básico da seguridade social brasileira definido no texto constitucional

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS ACIDENTES PESSOAIS RESULTADOS E INDICADORES JAN A MAIO 2010 09-07-2010 1 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS ACIDENTES PESSOAIS Esse conjunto encerrou o período com um volume de

Leia mais

Planos individuais recebem maior volume de recursos: R$16,7 bilhões

Planos individuais recebem maior volume de recursos: R$16,7 bilhões Contribuições para planos abertos de caráter previdenciário chegam a R$ 19 bi no 3º trimestre, 49,98% maior que o registrado no mesmo período ano anterior Planos individuais recebem maior volume de recursos:

Leia mais

Previdência complementar aberta arrecada R$ 73,7 bilhões em 2013

Previdência complementar aberta arrecada R$ 73,7 bilhões em 2013 Previdência complementar aberta arrecada R$ 73,7 bilhões em 2013 Captação líquida do sistema registrou saldo positivo de R$ 33,5 bilhões no período. Segmento fechou o ano com 13,4 milhões de participantes,

Leia mais

Oportunidades no Mercado de Seguros. Palestrante: Maurício Viot

Oportunidades no Mercado de Seguros. Palestrante: Maurício Viot Oportunidades no Mercado de Seguros Palestrante: Maurício Viot OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS Confirmando as expectativas de especialistas do setor O mercado de seguros continua a seguir na contramão

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de Unisys-Previ - Entidade de Previdência Complementar 21 de fevereiro de 2014 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil

Leia mais

II ENCONTRO DE OUVIDORIA DO MERCADO SEGURADOR

II ENCONTRO DE OUVIDORIA DO MERCADO SEGURADOR II ENCONTRO DE OUVIDORIA DO MERCADO SEGURADOR Transparência na Relação com os Clientes Rio de Janeiro, 30 de novembro de 2009 II ENCONTRO DE OUVIDORIA DO MERCADO SEGURADOR Relatório das Ouvidorias do Mercado

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P F E V E R E I R O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 24 de março de 2017 Crédito imobiliário totaliza R$ 2,95 bilhões

Leia mais

4ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros. As Ouvidorias do Mercado Segurador - Transparência na Relação com os Consumidores

4ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros. As Ouvidorias do Mercado Segurador - Transparência na Relação com os Consumidores 4ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros As Ouvidorias do Mercado Segurador - Transparência na Relação com os Consumidores Silas Rivelle Presidente da Comissão de Ouvidoria (CNseg) 07 de maio

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL 2008 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Março/2009 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO: I) Critérios II)

Leia mais

II Celebração do Dia do Ouvidor e Dia Internacional do Consumidor Dados das Ouvidorias 2015 Silas Rivelle Junior Ouvidor da Unimed Seguradora e

II Celebração do Dia do Ouvidor e Dia Internacional do Consumidor Dados das Ouvidorias 2015 Silas Rivelle Junior Ouvidor da Unimed Seguradora e II Celebração do Dia do Ouvidor e Dia Internacional do Consumidor Dados das Ouvidorias 2015 Silas Rivelle Junior Ouvidor da Unimed Seguradora e Presidente da Comissão de Ouvidoria da CNseg Pauta da apresentação

Leia mais

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar Plano CV Prevdata Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar A entidade Nossos números Patrimônio de R$ 1,1 bilhão (dez/2016) 2 planos de benefícios e plano de gestão administrativa 36

Leia mais

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY Estamos vivendo a AGEING SOCIETY HC monitora crianças em busca de longevidade - O Estado de São Paulo, 16/09/07. Expectativa de vida de 150 anos (Instituto Barshop - Universidade do Texas EUA) Isto É,

Leia mais

Oficina do Corretor na Web

Oficina do Corretor na Web Oficina do Corretor na Web 2017 Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2017. 1 Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por meio

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2005

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2005 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL Ano de 2005 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Março/2006 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO: I) Critérios

Leia mais

Somos únicos. A previdência é um investimento

Somos únicos. A previdência é um investimento Somos únicos Ninguém é igual a ninguém. Por mais que existam algumas semelhanças entre um grupo de pessoas, sempre seremos diferentes uns dos outros, seja pelos anseios, sonhos, habilidades e objetivos

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL - CONSOLIDADO

BALANÇO PATRIMONIAL - CONSOLIDADO A T I V O Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada CNPJ. nº. 7.136.451/1-8 BALANÇO PATRIMONIAL - CONSOLIDADO Exercício Atual Exercício Anterior P A S S I V O Exercício Atual Dezembro/25 Em R$ mil Exercício

Leia mais

Carteira de investimentos bate a marca de R$ 401 bilhões, alta de 12,14% frente a junho de 2013

Carteira de investimentos bate a marca de R$ 401 bilhões, alta de 12,14% frente a junho de 2013 Previdência complementar aberta arrecada R$ 7,4 bilhões em junho e cresce 42,1% frente ao mesmo mês do ano anterior. No acumulado do semestre, captação tem ritmo menor que em 2013. Carteira de investimentos

Leia mais

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO Seguros de Pessoas SEGUROS DE PESSOAS Brasil por UF SP e RJ detém 60% do mercado; MG se mantém em 3º no Brasil, com 7,6% de participação;

Leia mais

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL.

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL. Previdência Privada Modalidades de Previdência Privada Aberta 1) FAPI Fundo de Aposentadoria Programada Individual Inspirado no IRA Individual Retirement Account, dos Estados Unidos, onde o contribuinte

Leia mais

Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma

Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2016. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por meio nenhum, sem prévia permissão e por

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS 04/02/2016 1 Esse estudo vem apresentar o ranking brasileiro de seguradoras do Execício de 2015 com e sem o produto financeiro

Leia mais

Informativo Mensal Investimentos

Informativo Mensal Investimentos Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

Glossário de Termos Técnicos da Previdência Complementar

Glossário de Termos Técnicos da Previdência Complementar Glossário de Termos Técnicos da Previdência Complementar GLOSSÁRIO Este glossário tem como objetivo apresentar as expressões e termos utilizados no contexto da Previdência Complementar, em especial dos

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [61.155.248/0001-16] FUNDACAO ITAU UNIBANCO - PREVIDENCIA COMPLEMENTAR PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1980.0015-29] PLANO BÁSICO ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário

Leia mais

Sumário Estatístico dos Exames ANBIMA. Certificação Dados obtidos até: Relatório Gerado em:

Sumário Estatístico dos Exames ANBIMA. Certificação Dados obtidos até: Relatório Gerado em: Sumário Estatístico dos Exames ANBIMA Certificação Dados obtidos até: 30.06.2017 Relatório Gerado em: 13.07.2017 Números consolidados dos Exames de Certificação ANBIMA CPA-10 CPA-20 CGA* CEA Total Inscrições

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES SEGURO JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários em caso de morte acidental, em caso de invalidez permanente

Leia mais

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2017 ESSE MANUAL FOI DESENVOLVIDO PELO PORTO SEGURO PREVIDÊNCIA PARA AJUDAR NO PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2017,

Leia mais

(MLRV) SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: No seguro de vida podem ser contratadas garantias de morte ou invalidez, ambas por acidente

Leia mais

PREVI Futuro. Conheça o desempenho de Janeiro a Julho/2017. Resultado - =

PREVI Futuro. Conheça o desempenho de Janeiro a Julho/2017. Resultado - = Resultado PREVI Futuro Conheça o desempenho de Janeiro a Julho/ - = Balanço Patrimonial Ativo Onde estão aplicados todos os recursos do PREVI Futuro Passivo Renda Variável Investimentos em ações 29,39%

Leia mais

Ranking das. Seguradoras

Ranking das. Seguradoras Ranking das Seguradoras 2015 Mensagem do Presidente Setor sente reflexos da economia e deve retomar crescimento O Ranking das Seguradoras é um tradicional estudo do Sincor-SP bastante aguardado pelo mercado.

Leia mais

Regime de trabalho FAPI

Regime de trabalho FAPI Regime de trabalho Pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) Pelos Estatutos dos Servidores Públicos Civis INSS Previdência Complementar de natureza privada Institutos de Previdência (RPPS) Entidade

Leia mais

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

Fundo de Pensão Multipatrocinado da OAB-PR e da CAA-PR Balancete de Verificação / Período: 01/03/16 a 31/03/16

Fundo de Pensão Multipatrocinado da OAB-PR e da CAA-PR Balancete de Verificação / Período: 01/03/16 a 31/03/16 Folha: 433 17 1 ATIVO 200.256.075,27 11.292.270,45 8.179.363,73 203.368.981,99 23 1.1 DISPONÍVEL 1.009.831,42 4.132.429,08 4.583.939,25 558.321,25 30 1.1.1 IMEDIATO 509.831,42 4.132.429,08 4.083.939,25

Leia mais

Ranking das. Seguradoras

Ranking das. Seguradoras Ranking das Seguradoras 2016 Mensagem do Presidente Mesmo no ano difícil de 2016, setor apresenta crescimento em alguns ramos O Ranking das Seguradoras é um tradicional estudo do Sincor-SP, bastante aguardado

Leia mais

Fundo de Pensão Multipatroc. da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Rio de Janeiro Balancete de Verificação

Fundo de Pensão Multipatroc. da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Rio de Janeiro Balancete de Verificação Folha: 1 17 1 ATIVO 143.343.945,38 7.564.249,57 7.021.278,73 143.886.916,22 23 1.1 DISPONÍVEL 345.554,59 4.311.530,78 4.464.568,21 192.517,16 30 1.1.1 IMEDIATO 327.333,19 2.971.530,78 3.119.276,04 179.587,93

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

CASTIGLIONE SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: No seguro de vida podem ser contratadas garantias de morte ou invalidez, ambas por acidente

Leia mais

Fundo de Pensão Multipatrocinado da OAB-PR e da CAA-PR Balancete de Verificação / Período: 01/02/16 a 29/02/16

Fundo de Pensão Multipatrocinado da OAB-PR e da CAA-PR Balancete de Verificação / Período: 01/02/16 a 29/02/16 Folha: 372 17 1 ATIVO 196.642.987,11 10.186.304,87 6.573.216,71 200.256.075,27 23 1.1 DISPONÍVEL 167.727,84 4.057.816,43 3.215.712,85 1.009.831,42 30 1.1.1 IMEDIATO 167.727,84 3.557.816,43 3.215.712,85

Leia mais

CESER Central de Serviços e Proteção ao Seguro Pesquisa sobre o SIBLOQ

CESER Central de Serviços e Proteção ao Seguro Pesquisa sobre o SIBLOQ CESER Central de s e Proteção ao Seguro Pesquisa sobre o SIBLOQ Abril /2013 SIBLOQ Banco de Dados de Bloqueio de Ligações de Telemarketing 2 Receberam a pesquisa 91 empresas Responderam à pesquisa 13 empresas

Leia mais

F A E - US U P S -EA E C A

F A E - US U P S -EA E C A FEA- USP-EAC Curso de Graduação em Ciências Contábeis Disciplina: EAC0551 - Contabilidade e Análise de Balanços de Instituições Previdenciárias TEMA 02.02. Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL DE INVESTIMENTOS MAIO/2017 POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

INFORMATIVO MENSAL DE INVESTIMENTOS MAIO/2017 POLÍTICA DE INVESTIMENTOS OBJETIVO Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

Já considerando o VGBL temos um crescimento nominal de 11,44% ou real de 0,86% (praticamente acompanhou a inflação).

Já considerando o VGBL temos um crescimento nominal de 11,44% ou real de 0,86% (praticamente acompanhou a inflação). INTRODUÇÃO: Nesse estudo apresento o desempenho do Mercado de Seguros em termos de volume de prêmios emitidos e resultados por grupo / seguradora nas versões com e sem o produto financeiro VGBL e a estrutura

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras 0 Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras - 0 Mensagem do Presidente A importância dos rankings O Sincor-SP está disponibilizando mais uma vez, a todo o mercado de seguros,

Leia mais

Sumário Estatístico dos Exames ANBIMA. Certificação Dados obtidos até: Relatório Gerado em:

Sumário Estatístico dos Exames ANBIMA. Certificação Dados obtidos até: Relatório Gerado em: Sumário Estatístico dos Exames ANBIMA Certificação Dados obtidos até: 31.12.2016 Relatório Gerado em: 13.01.2017 Números consolidados dos Exames de Certificação ANBIMA CPA-10 CPA-20 CGA** CEA Total Inscrições

Leia mais

Relatório. Anual. Resumo 2015

Relatório. Anual. Resumo 2015 Relatório Anual Resumo 2015 2 Mensagem da Diretoria O ano de 2015 foi marcado por um cenário volátil e conturbado com inflação alta, PIB negativo, escândalos políticos, rebaixamento de grau de investimento

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 339, de 31 de janeiro de 2007.

CIRCULAR SUSEP N o 339, de 31 de janeiro de 2007. MINISTÉRIO DA FAZENDA Superintendência de Seguros Privados CIRCULAR SUSEP N o 339, de 31 de janeiro de 2007. Altera e consolida regras e critérios complementares de funcionamento e de operação da cobertura

Leia mais

1. INTRODUÇÃO ÁREA RESPONSÁVEL BASE LEGAL ABRANGÊNCIA DEFINIÇÃO DE FIE TIPOS DE FIE...

1. INTRODUÇÃO ÁREA RESPONSÁVEL BASE LEGAL ABRANGÊNCIA DEFINIÇÃO DE FIE TIPOS DE FIE... REQUISITOS RELATIVOS AOS REGULAMENTOS DOS FUNDOS ESPECIALMENTENTE CONSTITUÍDOS - FIEs Orientações da SUSEP ao Mercado Outubro/2016 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 1.1. ÁREA RESPONSÁVEL... 1 1.2. BASE LEGAL...

Leia mais

BRASIL PLURAL PREV FIC FIM

BRASIL PLURAL PREV FIC FIM BRASIL PLURAL PREV FIC FIM Agosto / 2013 Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2013. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários em caso de morte acidental, em caso de

Leia mais

No Brasil. No Mundo. BB DTVM: Líder do Mercado. O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. Fonte: ANBIMA- Agosto/10 e ICI - Mar/10 EUA 48,69%

No Brasil. No Mundo. BB DTVM: Líder do Mercado. O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. Fonte: ANBIMA- Agosto/10 e ICI - Mar/10 EUA 48,69% Ranking Mundial de Fundos No Mundo O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. No Brasil BB DTVM: Líder do Mercado EUA 48,69% BB DTVM 21,43% Luxemburgo 10,09% ITAÚ-UNIBANCO 17,11% França 7,51% BRADESCO

Leia mais

Relatório de Acompanhamento e Enquadramento de Investimento. Fevereiro 2017

Relatório de Acompanhamento e Enquadramento de Investimento. Fevereiro 2017 Relatório de Acompanhamento e Enquadramento de Investimento Fevereiro 2017 1 Plano II CDI no mês: 0,86% Meta Atuarial no mês: 0,65% Rentabilidade da Cota no mês: 1,51% CDI no ano: 1,96% Meta Atuarial no

Leia mais

Equilíbrio Atuarial dos Planos de Benefício Definido BD. Cícero Rafael Barros Dias

Equilíbrio Atuarial dos Planos de Benefício Definido BD. Cícero Rafael Barros Dias Equilíbrio Atuarial dos Planos de Benefício Definido BD Cícero Rafael Barros Dias Out/2014 1 AGENDA 1. Introdução 2. Base Normativa Geral 3. Principais Riscos Atuariais das EFPC s 4. Controles de Risco

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras º Semestre 20 Mensagem do Presidente O desafio de cada um Crescer com qualidade. Desenvolver com competência, integrar para construir uma história de significativas realizações.

Leia mais

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO SEGURO PRESTAMISTA 12 MESES ENCERRADOS EM ABRIL DE 2009 e 2008.

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO SEGURO PRESTAMISTA 12 MESES ENCERRADOS EM ABRIL DE 2009 e 2008. MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO SEGURO PRESTAMISTA 12 MESES ENCERRADOS EM ABRIL DE 2009 e 2008. O Seguro de Vida Prestamista é um seguro que garante o recebimento da dívida de seus clientes. Destinado às

Leia mais

Índices de Preços. Em 12

Índices de Preços. Em 12 Indicadores econômicos Índices de Preços IPC/FIPE IPCA Período Em 12 Em 12 Mensal No ano Mensal No ano meses meses Jan. 0,46 0,46 6,27 0,48 0,48 5,84 Fev. 0,27 0,73 5,52 0,55 1,03 5,90 Mar. 0,40 1,14 6,28

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA 1/5 Plano de Benefícios CD-02 Cuidar do seu futuro é o nosso negócio! 2/5 1 Por que foi criado o Plano CD-02? O Plano CD-02 foi desenhado no modelo de Contribuição Definida, um plano totalmente individual,

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2006

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2006 RANKING DAS SEGURADORAS Ano de 2006 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Março/2006 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO: I) Critérios II)

Leia mais

1-Previdencia Corporativa

1-Previdencia Corporativa 1-Previdencia Corporativa Entidades Abertas Previdência Complementar EAPC - Planos Individuais - Planos Corporativos Entidades Fechadas de Previdência Complementar EFPC - Fundações são os Fundos de Pensão

Leia mais

INDICADORES ECONÔMICOS

INDICADORES ECONÔMICOS INDICADORES ECONÔMICOS Índice de Preços IGP-M IGP-DI Mensal No ano Em 12 meses Mensal No ano Em 12 meses Jan. 0,39 0,39 11,87 0,33 0,33 11,61 Fev. 0,30 0,69 11,43 0,40 0,74 10,86 Mar. 0,85 1,55 11,12 0,99

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

Cenário Atual e Perspectivas para o Mercado Segurador Brasileiro Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Novembro/2000

Cenário Atual e Perspectivas para o Mercado Segurador Brasileiro Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Novembro/2000 Cenário Atual e Perspectivas para o Mercado Segurador Brasileiro Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Novembro/2000 A partir dos dados atuais do mercado segurador brasileiro, algumas conclusões podem

Leia mais

Circular Susep nº. 339 de DOU:

Circular Susep nº. 339 de DOU: Circular Susep nº. 339 de 31.01.2007 DOU: 02.02.2007 Altera e consolida regras e critérios complementares de funcionamento e de operação da cobertura por sobrevivência oferecida em planos de seguro de

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [18.868.955/0001-20] FUNDACAO GEAPPREVIDENCIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2005.0006-47] GEAPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário Responsável ADILSON MORAES DA

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE CAPITALIZAÇÃO OS NÚMEROS AINDA SÃO FAVORÁVEIS DADOS DE SUSEP -SES

MERCADO BRASILEIRO DE CAPITALIZAÇÃO OS NÚMEROS AINDA SÃO FAVORÁVEIS DADOS DE SUSEP -SES MERCADO BRASILEIRO DE CAPITALIZAÇÃO OS NÚMEROS AINDA SÃO FAVORÁVEIS DADOS DE 2007 2015 SUSEP -SES 1 INTRODUÇÃO: Como estamos acompanhando desde 2014 a situação econômica do País vem se deteriorando ao

Leia mais

Principais Destaques Aumento do Patrimônio Redução das Despesas Administrativas

Principais Destaques Aumento do Patrimônio Redução das Despesas Administrativas Principais Destaques Aumento do Patrimônio Redução das Despesas Administrativas 1. Apresentação A Fundação CAGECE de Previdência Complementar CAGEPREV, criada através da Lei Estadual nº 13.313, de 30 de

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO PRESTAMISTA JAN A SET DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO PRESTAMISTA JAN A SET DE 2015 SUSEP SES SEGURO PRESTAMISTA JAN A SET DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: As características do seguro prestamista fazem com que o período de vigência seja de acordo com a cobertura individual. O início é às 24

Leia mais

Informe-se, esclareça as suas dúvidas e reflita!

Informe-se, esclareça as suas dúvidas e reflita! Previdência Saúde Vou aderir ao PDVA. E agora? Informe-se, esclareça as suas dúvidas e reflita! O seu futuro e o da sua família dependem da sua decisão. Previdência Proteção a pessoa, geralmente, no desemprego,

Leia mais

Previdência no Serviço Público. ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS

Previdência no Serviço Público. ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS Previdência no Serviço Público ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS Outubro/2016 1. Regimes Previdenciários do Brasil; 2. RPPS RS; 3. Cenários; 4. Regime de Previdência Complementar; 5. Riscos 1.

Leia mais