Autor(ES): Ruggero Ruggieri, Mauricio Hiroki Chigashi e Teruo Miyamura Código: painel09

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Autor(ES): Ruggero Ruggieri, Mauricio Hiroki Chigashi e Teruo Miyamura Código: painel09"

Transcrição

1 Autor(ES): Ruggero Ruggieri, Mauricio Hiroki Chigashi e Teruo Miyamura Código: painel09 INTRODUÇÃO: O projeto de pagamentos do licenciamento eletrônico no estado de São Paulo foi implantado em 2007, oferecendo aos Bancos conveniados a entrega das informações em tempo real. Naquele momento houve uma mudança da informação, passando o ambiente local para outro ambiente mais controlado em tempo real. De qualquer maneira o projeto anterior possibilitava o pagamento em duplicidades quando realizados em Bancos distintos e as baixas das informações continuavam sendo um problema para os contribuintes. As informações de repasse financeiro no ambiente anterior eram demoradas e não havia como aferir estes depósitos, pois a Secretaria da Fazenda de São Paulo como agente arrecadador dependia das informações de pagamentos realizados pelos Bancos. Com a necessidade de implantação do Sistema IPVA e Licenciamento de veículos em tempo real no estado de São Paulo pela SEFAZ em curto espaço de tempo foi um grande desafio para a Prodesp, considerando todo o ambiente legado existente na época já em fase de preparação no ambiente mainframe para a aplicação em tempo real. Houve uma necessidade de implementação de padrões de formato de transações de pagamentos entre o Estado e com os Bancos. Com a implantação desta nova modalidade de pagamentos, houve uma inversão da informação. Em tempo real a Secretaria da Fazenda de São Paulo passou a aferir melhor os seus tributos, avaliar os pagamentos, melhorar o repasse financeiro e ajudar os contribuintes do Estado de São Paulo, realizar o seu licenciamento de veículo, pagamentos de IPVA, emitir o seu CRLV (Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos). Havia a necessidade de implementação de uma solução SOA que viabilizasse a implantação do Projeto, porém, sem perder investimentos de infra-estrutura do legado. SITUAÇÃO PROBLEMA OU OPORTUNIDADE: A necessidade de implantação do Sistema IPVA e Licenciamento de veículos em tempo real no estado de São Paulo pela SEFAZ em curto espaço de tempo foi um grande desafio para a Prodesp, considerando todo o ambiente legado existente na época na modalidade cartucho, mas já em fase adiantada de desenvolvimento para a preparação no ambiente mainframe para a aplicação em tempo real. Os aspectos relevantes abordados foram: - A necessidade de implementação de padrões de formato de mensagens ISO8583 solicitado pela FEBRABAN trouxe à tona a necessidade de busca de solução que agregasse ao projeto já desenvolvido até momento, porém, sem perder os códigos de negócios já desenvolvidos até então. A busca por soluções em parceria que propiciassem a geração de uma camada de controle de formatos padrão ISO8583. Hoje o padrão ISO8583 é utilizado para o intercâmbio entre emissões e aquisições com cartões de crédito. A Implementação da ISO8583, particularmente com respeito a transações através de limites internos das instituições é tratado como transação financeira entre 2 instituições que estão negociando pagamentos com transferência monetárias, na qual, este formato reduz custos dos bancos que são membros e na interoperabilidade além das fronteiras internas das instituições entre usuários dos padrões ISO de forma a ser atingida mais efetivamente. Serviços da industria financeira incluem a troca de mensagens eletrônicas relacionadas a transações financeiras. Acordos na aplicação da especificação são geralmente ao nível de negócio ou a nível privado. Este padrão internacional é designado como uma especificação de interface habilitando mensagens serem trocadas entre sistemas adotando uma variedade de especificações de aplicações. A aplicação da especificação pode se manter a um nivel privado. As aplicações tem a completa liberdade de projetar totalmente restrições em que mensagens devem ser convertidas para o formato de interface em ordem que intercâmbios internacionais. Este padrão internacional usa um conceito chamado "bit map", onde cada elemento de dado é designado a uma posição indicadora no campo de control, ou "bit map". Um bit ligado (1) na posição designada indica a presença do elemento de dado na especificação da mensagem. Um zero no bit (desligado) na posição designada indica a ausência do elemento de dado. Este formato de mensagens usados em sistemas individuais são temas das relações comerciais entre as partes contratantes de cada sistema. Os formatos de dados especificada neste padrão internacional são designados para assegurar que a compatibilidade entre os sistemas conforme este padrão internacional é sempre viável. <código do documento> Página 1 de 11

2 - A necessidade de implementação de protocolo padronizado de troca de mensagens com conceito de Filas que não dependesse da infra-estrutura de hardware das Instituições Financeiras. - A necessidade de implementação de conexão de rede confiável e de alta performance em um serviço utilizado por todos os Bancos filiados à FEBRABAN e que permitisse UPGRADES sem alterar a estrutura básica de rede. Evidentemente seria necessária a implementação de duas concessionárias distintas onde seus links pudessem ser inseridos em um contexto de redundância. - A necessidade de implementação de segurança VPN com criptografia nas mensagens que trafegassem pelo túnel. Solução: Descreveremos a solução de cada uma das quatro necessiadades levantadas no item anterior: 1) Prova de Conceito de Software No ano de 2005 a PRODESP juntamente com a Secretaria da Fazenda de São Paulo iniciou o processo de avaliação de software que fosse adequado aos padrões de mensageria que fosse aderente ao projeto de pagamentos do sistema. O produto deveria possibilitar a conectividade com a solução MQ para conexão externa. Para conexão com o Ambiente Externo (Bancos) foi adotado o software de mensageria MQSERIES. Havia uma referência de software utilizado neste projeto, no caso MQSeries da IBM, que deveria ser avaliado na modalidade de uso no projeto de pagamentos no caso Baixa plataforma ou Alta plataforma. Optou-se em utilizar o software na modalidade Baixa Plataforma. Em ambos casos o produto foi avaliado e customizado para o atendimento dos requisitos do projeto. A implementação MQ em servidores da Baixa Plataforma foi uma solução viável do ponto de vista financeiro e de fácil implementação considerando que os Bancos conheciam o mesmo e já utilizavam esse produto no Sistema SPB (Sistema de Pagamentos Brasileiros) desenvolvido pelo Banco Central do Brasil. 2) Treinamento Após avaliação e compra do software, a PRODESP treinou o seu corpo técnico para obtção do conhecimento e condições de implementar o produto em seu parque tecnológico. Em decorrência deste acontecimento foram treinados 20 técnicos para a demanda inicial do projeto. 3) Implementação do Padrão ISO8583: A necessidade de criação dessa camada externa de controle do formato das mensagens ISO8583 à aplicação de negócio instalado no Mainframe, levou a Prodesp a testar soluções diversas do mercado que tivessem como características que em sua essência seria uma solução SOA ( Arquitetura Orientada a Serviços): Possibilitasse o controle da entrada das mensagens vindas dos bancos se estariam conforme o padrão estabelecido. A implementação do ISO8583 na Baixa plataforma seria um fator importante para tirar a carga de processamento no Mainframe onde estaria a aplicação com as regras de negócio. Criação de uma infra-estrutura de camada que possibilitasse o desenvolvimento e padronização de métodos e a implementação de outros serviços que viessem a ser agregados ao primeiro. Manter a premissa que esta camada garantiria que as mensagens a serem enviadas para o Mainframe fossem sem erros de formatação, ou seja, mensagens limpas (data quality). Manter toda a infra-estrutura de DEBUG das mensagens dentro dessa camada controlada. O produto deveria ser customizável para atender às premissas de alta performance e de tempo de reposta assim como permitindo a escalabilidade para no caso de necessidade de expansão de servidores/produtos compatíveis com as demandas de transação. Criar um ambiente de pagamentos entre o Governo do Estado e com a iniciativa Privada. A solução que se mostrou adequada foi o WBI-Message Broker da IBM que além de atender os pré-requisitos anteriores, traria o produto MQ dentre os softwares de seu pacote de produtos nativo que faz parte das necessidades apontadas no item a seguir Solicitação do Banco para pesquisa de informação 9310 Resposta do Governo com as informações 0200 Início da transação de pagamento 0210 Informação de retorno de pagamentos com o Governo 0202 Conclusão do pagamento e encerramento da transação 0600 Sonda de questionamento do Governo sobre a cobrança do pagamento quando é <código do documento> Página 2 de 11

3 interrompido a transação Sonda de definição e conclusão do pagamento Resposta do Banco 0800 Verificar se o sistema de mensageria está aberto entre as áreas (Governo e Banco) - ECO 0810 Resposta do Banco informando que o canal de comunicação está aberto. Figura 2 Fluxo de mensagens ISO8583 Figura 3 Fluxo de mensagens ISO8583 <código do documento> Página 3 de 11

4 4) Solução ISO8583 entre Bancos e Governo Após estudos técnicos sobre a forma de mensageria, a Secretaria da Fazenda de São Paulo e PRODESP iniciaram juntamente com os Bancos a padronização das mensagerias e os conceitos de negociação transacional destes pagamentos. Ficou decidido que seriam transacionados os seguintes tipos de serviço: Transferência de Veículos; Licenciamento de veículos; 2ª via de licenciamento de veículos; 2ª via de transferência de veículos; 1º emplacamento do veículo; Débitos pendentes; IPVA; DPVAT; Multas de Trânsito. Todos os serviços acima foram padronizados no conceito de mensageria ISO ) Parcerias Após a conclusão dos trabalhos de definição das mensagerias, a PRODESP começou a desenvolver o primeiro manual estadual de mensageira de pagamentos entre o Governo e Bancos. Manual amplamente difundido entre as Unidades da Federação e Bancos. A implantação dos Bancos seguiu a seguinte cronologia: Quadro 2 Quadro cronológico de implantação dos bancos <código do documento> Página 4 de 11

5 6) Conexão de Redes Prodesp x Bancos: A solução adotada consistiu em negociar com duas operadoras de Redes Frame Relay do mercado e solicitar o fornecimento de grandes tubos de Entrada de Links denominados ENTRANTES chegando no Data Center da PRODESP, e o mais importante de tudo, sem custo para o Estado. A questão do custo foi considerada estratégica, para que o Estado não ficasse refém das necessidades da Instituições Bancárias em querer aumentar ilimitadamente seus Links remotos para acessar as bases da Prodesp conforme os seus critérios e como conseqüencia o Estado precisasse investir nessas expansões dos acessos ENTRANTES do lado Prodesp. A forma como foi acertada com as concessionárias o Estado seria apenas como hospedeiro dos acessos ENTRANTES e estaria sempre aberto às expansões de velocidades dos Links das Instituições Financeiras sem aumento de custo para si. Solução implementada: Foram firmados acordos entre a Prodesp e a EMBRATEL e a Telefonica para atender as necessidades deste projeto. Definiu-se uma topologia de redundância de Links e os Bancos passaram a contratar acessos aos ENTRANTES de ambas concessionárias para acessar o Data Center da Prodesp. Todos os Bancos a princípio contrataram os dois Links. Todos os Bancos ( 15 ) contratatram links remotos da EMBRATEL e Telefonica originados no SITE do Banco até a chegada aos acessos ENTRANTES na Prodesp. Parceiros: EMBRATEL e Telefonica <código do documento> Página 5 de 11

6 <código do documento> Página 6 de 11

7 7) Segurança VN e criptografia: Definiu-se uma topologia e um padrão VPN com criptografia para implementar uma segurança de conexão e também na troca segura de mensagens entre a Prodesp e as Instituições Bancárias. Solução implementada: A Prodesp adotou o Produto VPN da Sonicwall.Foram homologados para implementação por parte dos Bancos as VPNs Sonicwall, CICSO PIX e Checkpoint que eram os produtos de maior utilização por parte dos Bancos. INOVAÇÃO E INEDITISMO: Tratava-se de uma iniciativa inédita, considerando-se a ordem de grandeza de tudo que se refere ao Estado de São Paulo do ponto de vista transacional com respostas em tempo real. O volume de transações que envolveria o processamento de pagamento em tempo real de 15 milhões de contribuintes de IPVA de janeiro a março de 2007 no estado de São Paulo. Este foi considerado o maior desafio para a Secretaria da Fazenda de São Paulo juntamente com a Prodesp, do lado da Gestão Pública e para a FEBRABAN com seus 15 maiores Bancos associados que se propuseram a encarar esse desafio. O serviço seria estruturado sobre uma arquitetura, sem dúvida, com as dimensões de uma das maiores redes interligadas acessando uma única base de dados, no caso a Prodesp, representando a figura do estado. Na visão da Gestão Pública Estadual, o Estado passaria ter o controle em tempo real dos pagamentos de tributos ( IPVA, licenciamento, etc ) realizados pelos contribuintes nos Bancos conveniados com a SEFAZ, possibilitando refinamento dos valores de repasse a serem creditados pelas instituições bancárias na conta do estado. Em resumo tratava-se de um desafio ao estado em implementar uma solução ousada pela sua magnitude e que fosse aderente às mais avançadas soluções de TI disponíveis no mercado e em uso pelas Instituições Financeiras. Para viabilizar o pagamento em 3 meses de 15 milhões de contribuintes de IPVA do estado de <código do documento> Página 7 de 11

8 São Paulo distribuídos em 10 dias úteis mês a mês chegaria a uma concentração de pagamentos que culminou na necessidade mínima de performance de 165 transações por segundo. Vários testes pilotos foram realizados na Prodesp até o refinamento final da solução como um todo do lado da Prodesp tais como: o o o Expansão de CPU (processadores centrais) do Mainframe Adequação das quantidades de servidores/licenças de softwares onde seria inserida a camada que controlaria o ISO8583 Expansão inicial dos acessos Frame Relay Entrantes na EMBRATEL e da Telefonica para poder comportar o upgrade dos Links dos Bancos. Desta forma, o resultado das projeções do Projeto IPVA online pôde ser comprovado após a implementação em Janeiro de 2007 com os pareceres colhidos junto à opinião pública e da própria FEBRABAN que pode auferir na boca do caixa a resposta das transações de pagamento desses tributos. A aplicação com pagamento em tempo real em qualquer dos Bancos conveniados, possibilitou ao cidadão, a liberação imediata para emissão dos CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) nos Poupatempos, DETRAN-SP e CIRETRANS. Da mesma forma será possível a partir da implementação desta infra-estrutura já implementada desde 2007 inserir outros tipos de pagamentos de tributos desde que devidamente readequados para o novo contexto. Os resultados mostraram que a solução do software, hardware e segurança mostrou consistente e adequado para o atendimento ao publico. A solução mostrou ineditismo para o ambiente para o qual ele se insere e para o serviço público em geral. Trouxe para o estado uma nova forma de pagamentos entre a área púbica com a iniciativa privada. PÚBLICO-ALVO: O público beneficiados pelo projeto seriam: CONTRIBUINTES facilidade de pagamento do tributo diretamente na rede bancária; BANCOS facilidade na prestação de contas e no desenvolvimento do projeto; SEFAZ Avaliação imediata sobre os pagamentos dos tributos, redução das tarifas bancárias; DETRAN recebimentos e liberação dos certificados de registros; FENASEG Seguro obrigatório pago e repasse financeiro; MUNICÍPIOS Repasse financeiro dos tributos para os municípios paulistas; VEÍCULOS bloqueios de veículos que estiverem inadimplentes com o estado, problemas cadastrais e legais; RELEVÂNCIA PARA O INTERESSE PÚBLICO: Relevância do projeto foi à vantagem dos pagamentos serem automáticos com a liberação e emissão imediata do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) no ato do pagamento na rede bancária. Beneficiando o contribuinte retirar o seu certificado nos postos de atendimento do Estado de São Paulo (DETRAN /SP e CIRETRANS), POUPATEMPO ou o seu recebimento na sua residência através do CORREIOS na modalidade SEDEX. Melhorias no atendimento e prestação dos serviços para o contribuinte. Transparência nas informações quanto aos tributos cobrados, informando os débitos que estão pendentes com o Estado e multas que o contribuinte recebeu no período do licenciamento vigente. Possibilitando ao contribuinte elaborar contestação de multas incluídas indevidamente. Possibilidade de pagamento numa ampla rede bancária conveniadas com a Secretaria da Fazenda de São Paulo em todo território nacional. Beneficiando o contribuinte obter informações sobre o veículo quando ele estiver transferindo o seu veículo. Tudo isso, considerando que a base de dados para acesso no ato da pesquisa e pagamento é única e centralizada no Estado e não como era anteriormente com a sua replicação em bases locais nos Bancos. Beneficio na prestação de contas e transferência do repasse financeiro para a Secretaria da Fazenda de São Paulo. A Secretaria da Fazenda de São Paulo passou a controlar melhorar os seus <código do documento> Página 8 de 11

9 pagamentos, pois de agente recebedor de informações de pagamentos (agente passivo) para agente cobrador dos tributos (agente ativo). EFETIVIDADE Com a implantação do online a Secretaria da Fazenda de São Paulo pode economizar nas transações bancárias entre os Bancos afiliados no projeto. No processo anterior os Bancos cobravam por registro de pagamentos efetuados pelos contribuintes. Na nova modalidade online definida pela Secretaria da Fazenda de São Paulo, os registros puderam ser agrupados numa única placa do veículo as transações de pagamentos, com isso diminuindo os custos das tarifas bancárias. Esta diminuição estaria em torno de 30% com relação à modalidade anterior. Com esta redução de custo de tarifa, o Estado estaria revertendo para o desenvolvimento inicial do projeto e na sua melhoria de prestação de serviço para o cidadão. O sistema hoje pôde ser utilizado por todos os contribuintes paulista que precisam efetuar com comodidade os pagamentos dos tributos dos seus veículos, atualmente a frota de veículos do estado está em torno de 15 milhões, distribuída na proporção de 40% na capital paulista e o restante no interior do estado. Em 2007 as emissões de CRLV s postalizadas e enviadas pelo CORREIO chegaram a seguintes quantidades conforme distribuição bancária: digo Có Nome Total 2 42 BANCO SAFRA HSBC-BAMERINDUS BRADESCO SUDAMERIS BANCO MERCANTIL BANCO REAL BANCO PANAMERICANO BANCO ITAU BANCO SCHAHIN BANESPA CAIXA ECONOMICA FEDERAL BANCO NOSSA CAIXA <código do documento> Página 9 de 11

10 9 40 UNIBANCO BANCO DO BRASIL CITIBANK S.A Total no Período Houve um acréscimo de 30% comparando-se o ano anterior do projeto quando o sistema não estava efetivamente no processo online de pagamentos. Os contribuintes passaram a utilizar melhor a postalização e envio das informações nas residências. FACILIDADE DE REPRODUÇÃO: Considerando a arquitetura como foi desenvolvido o Projeto com a separação de camadas de negócios da camada de mensageria possibilitou um alto grau de facilidade tecnológica e financeira em implementar novos serviços para a Secretaria da Fazenda de São Paulo além dos 10 tipos já implementados. Mesmo que sejam de outra classificação de negócios dentro da área tributária, há possibilidade de implementar novas camadas de Padrão ISO8583 no WBI Message Broker segundo novos critérios de formato de mensagens (seja em tamanho de campo, tipo de caráter alfa ou numéricos) ou por tipo de consistência necessária conforme a definição das regras de negócio. A necessidade de expansão do hardware e software dependerá do resultado de um Projeto Piloto a ser testado para dimensionamento dos recursos adicionais. Cabe ressaltar que nesse dimensionamento devem-se incluir os de Rede e Segurança também. AMBIENTE DE HARDWARE E SOFTWARE Serão descritas abaixo, as arquiteturas que compõe o Projeto: Arquitetura de hardware: Alta plataforma - Mainframe IBM Baixa Plataforma Servidores ( HP, IBM e ITAUTEC ) Brokers e Cluster MQ Arquitetura de Rede: Switch CORE Layer 7 Redes Frame Relays EMBRATEL e Telefonica Arquitetura de Segurança de Rede: VPN da Sonicwall do lado Prodesp e do lados Bancos, Cisco PIX, Checkpoint e Sonicwall. Criptografia Arquitetura de Software: MQSERIES da IBM ( Mensageria de Filas ) WBI-Message Broker da IBM ( CTG CICS Transaction Gateway da IBM para acesso do Broker para o Mainframe no Ambiente CICS Segue abaixo a topologia da arquitetura utilizada no Projeto: <código do documento> Página 10 de 11

11 <código do documento> Página 11 de 11

Maio/2008. Autores: Ruggero Ruggieri, Mauricio Hiroki Chigashi e Teruo Miyamura

Maio/2008. Autores: Ruggero Ruggieri, Mauricio Hiroki Chigashi e Teruo Miyamura Painel 09 - Ambiente Online de Pagamentos de Tributos de IPVA, Licenciamento Eletrônico, Multas de Trânsito e seguro obrigatório no Estado de São Paulo. Maio/2008 Autores: Ruggero Ruggieri, Mauricio Hiroki

Leia mais

TEF Transferência Eletrônica de Fundos

TEF Transferência Eletrônica de Fundos 1. VISÃO GERAL 1.1 OBJETIVOS: O TEF é uma solução eficiente e robusta para atender as necessidades do dia a dia de empresas que buscam maior comodidade e segurança nas transações com cartões, adequação

Leia mais

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR fevereiro/2011 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 QUEM SOMOS?... 4 3 PRODUTOS... 5 3.1 SMS... 6 3.2 VOZ... 8 3.3 INFRAESTRUTURA... 12 3.4 CONSULTORIA... 14 4 SUPORTE... 14

Leia mais

COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA

COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Portaria CAT-Detran - 2, de 28-8-2008 Dispõe sobre a participação do Estado de São Paulo no sistema denominado Registro Nacional de Infrações de Trânsito - Renainf

Leia mais

O mercado de pagamentos eletrônicos e o TEF

O mercado de pagamentos eletrônicos e o TEF O mercado de pagamentos eletrônicos e o TEF Apresentação para Clientes Barueri, Julho de 2012 Esta apresentação é para uso exclusivo do cliente. Nenhuma de suas partes pode ser veiculada, transcrita ou

Leia mais

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

Manual de Transferências de Arquivos Para o DDA

Manual de Transferências de Arquivos Para o DDA Manual de Transferências de Arquivos Para o DDA - Março, 2009 - - 2 - DDA - Manual de transferência de arquivos CÂMARA INTERBANCÁRIA DE PAGAMENTOS - CIP Manual de Transferências de arquivos para o DDA

Leia mais

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC O AMBIENTE OPERACIONAL QUE AGREGA A CONFIABILIDADE E O SUPORTE DA ITAUTEC À SEGURANÇA E À PERFORMANCE DO LINUX O LIBRIX É UMA DISTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL LINUX

Leia mais

ANEXO III ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA.

ANEXO III ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA. EDITAL CONCORRÊNCIA 01/2015 ANEXO III ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA. Este Anexo apresenta as especificações requeridas para o Sistema de Bilhetagem Eletrônica SBE a ser implantado

Leia mais

ipbras MUNDIAL VOIP DESENVOLVIMENTO PROJETO / ORÇAMENTO Orçamento para desenvolvimento de sistema web based Página w w w. i p b r a s.

ipbras MUNDIAL VOIP DESENVOLVIMENTO PROJETO / ORÇAMENTO Orçamento para desenvolvimento de sistema web based Página w w w. i p b r a s. 1 Orçamento para desenvolvimento de sistema web based MUNDIAL VOIP Quem é a IPBRAS.COM 2 Desde sua criação, no início de 2003 a IPBRAS, uma empresa 100%.COM, localizada em Penápolis-SP, Brasil, tem uma

Leia mais

CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES

CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES O sistema digital de radiocomunicação será constituído pelo Sítio Central, Centro de Despacho (COPOM) e Sítios de Repetição interligados

Leia mais

GUIA PARA AFILIAÇÕES

GUIA PARA AFILIAÇÕES GUIA PARA AFILIAÇÕES ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 REDE... 4 Gerando usuário e senha (tecnologia Komerci)... 5 Liberação dos IP s maxipago!... 6 Matriz de Responsabilidades e Prazos... 7 CIELO... 8 Pedindo o

Leia mais

TUTORIAL ACESSO AO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE RESERVAS STR. Dezembro/2014

TUTORIAL ACESSO AO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE RESERVAS STR. Dezembro/2014 TUTORIAL ACESSO AO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE RESERVAS STR Dezembro/2014 1. Introdução... 2 2. Estrutura de contas no BC... 2 3. Formas de acesso ao STR... 3 Acesso via RSFN... 3 Acesso via Internet...

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA Anexo II.6 Especificações do Sistema de Bilhetagem Eletrônica PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA ÍNDICE 1 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 2 CONCEPÇÃO DO SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA... 2 2.1 Processos

Leia mais

Cobre Bem Tecnologia

Cobre Bem Tecnologia Cobre Bem Tecnologia A Empresa Fundada em 1995, a Cobre Bem Tecnologia, sempre visou produzir softwares que automatizassem cada vez mais as cobranças utilizando para isso uma tecnologia de ponta. Com a

Leia mais

Esta experiência tem sido um diferencial consistente no trabalho que temos realizado.

Esta experiência tem sido um diferencial consistente no trabalho que temos realizado. Portfolio Serviços Novas práticas empresariais geram mudanças constantes com impactos no ambiente operacional de estrutura de TI. A transição de uma economia industrial para a nova economia baseada em

Leia mais

Runs With. Características Comerciais e Técnicas do Produto

Runs With. Características Comerciais e Técnicas do Produto Runs With Características Comerciais e Técnicas do Produto Introdução Com o objetivo de automatizar os procedimentos relacionados com a Comunicação Bancária no ambiente do Business One TM, a Sistema Informática

Leia mais

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial REDES CORPORATIVAS Presente no mercado há 31 anos, a Compugraf atua em vários segmentos da comunicação corporativa, oferecendo serviços e soluções de alta tecnologia, com reconhecida competência em diversos

Leia mais

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados?

1.8. Cartões emitidos para pagamento de benefícios ou repasse de programas sociais devem ser considerados? PAGAMENTOS DE VAREJO E CANAIS DE ATENDIMENTO Perguntas freqüentes 1. Arquivo ESTATCRT.TXT Informações relativas aos cartões com função saque e e-money 1.1. Devo informar os saques efetuados sobre linhas

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES

MINISTÉRIO DAS CIDADES MINISTÉRIO DAS CIDADES Julho/2011 RENAVAM Manual de Usuário RENAVAM Versão 8.0 Julho/2011 Sumário Introdução 1 Módulo de Suporte do Projeto...1 Interface de Comunicação APLIC456...1 Gerenciador...1 Ambiente

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK)

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) 1. VPN Segundo TANENBAUM (2003), VPNs (Virtual Private Networks) são redes sobrepostas às redes públicas, mas com

Leia mais

Clique no nome do canal de atendimento e confira: Internet Fone Fácil Autoatendimento

Clique no nome do canal de atendimento e confira: Internet Fone Fácil Autoatendimento Clique no nome do canal de atendimento e confira: Internet Fone Fácil Autoatendimento 1 Internet Ir para o início Transferências Produto Horário Limite Diário Entre Contas Cadastradas 30.000,00 Entre Contas

Leia mais

TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA DE FUNDOS

TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA DE FUNDOS TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA DE FUNDOS Francislane Pereira Edson Ataliba Moreira Bastos Junior Associação Educacional Dom Bosco - AEDB Denis Rocha da Silva RESUMO Este artigo tem por objetivo apresentar a

Leia mais

Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões

Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões Página 1 de 9 Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões A partir de 1º de julho de 2010, com a quebra da exclusividade, os Estabelecimentos

Leia mais

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network)

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) 1. Objeto: 1.1. Contratação de uma Solução de rede de comunicação local (LAN) para interligar diferentes localidades físicas e os segmentos de

Leia mais

VITEC TECNOLOGIA INFORMAÇÃO

VITEC TECNOLOGIA INFORMAÇÃO VITEC TECNOLOGIA TECNOLOGIA INFORMAÇÃO DA TI Integrada aos Negócios da Caixa Negócios CAIXA Equipe Qualificada Contratação de Serviços Ativos de TI TI Integrada aos Negócios da Caixa Negócios CAIXA Equipe

Leia mais

MAPX-OP035-2012. Manual Técnico do Cheque Legal

MAPX-OP035-2012. Manual Técnico do Cheque Legal Manual Técnico do Cheque Legal OBJETIVO: O Manual Técnico do Cheque Legal tem como finalidade descrever os procedimentos que as Instituições Participantes devem seguir para configurar e permitir a conexão

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Painel MSP. Guia da solução

Painel MSP. Guia da solução Guia da solução Painel MSP Este documento aborda o painel de serviços gerenciados Cisco Meraki, que contém recursos criados especialmente para provedores de serviços gerenciados que oferecem redes gerenciadas

Leia mais

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil Apresentação Líder em Soluções Samba 4 no Brasil A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se

Leia mais

IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES IPVA

IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES IPVA IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES IPVA IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES IPVA Informações Gerais Como consultar o valor do IPVA? É possível consultar o valor do IPVA

Leia mais

Francisco Tesifom Munhoz X.25 FRAME RELAY VPN IP MPLS

Francisco Tesifom Munhoz X.25 FRAME RELAY VPN IP MPLS X.25 FRAME RELAY VPN IP MPLS Redes remotas Prof.Francisco Munhoz X.25 Linha de serviços de comunicação de dados, baseada em plataforma de rede, que atende necessidades de baixo ou médio volume de tráfego.

Leia mais

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas IW10 Rev.: 02 Especificações Técnicas Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. COMPOSIÇÃO DO IW10... 2 2.1 Placa Principal... 2 2.2 Módulos de Sensores... 5 3. APLICAÇÕES... 6 3.1 Monitoramento Local... 7 3.2 Monitoramento

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL - SISTEMA EMISSOR DE NF-e 2.0

PROPOSTA COMERCIAL - SISTEMA EMISSOR DE NF-e 2.0 PROPOSTA COMERCIAL - SISTEMA EMISSOR DE NF-e 2.0 Caro cliente, O MakerPlanet.COM é uma empresa especializada na prestação de serviços para desenvolvedores na plataforma Maker, nosso objetivo auxiliá-lo

Leia mais

Proposta Comercial. ... desenvolvendo e integrando soluções em telecomunicações. Objeto : Proposta : Cliente : Contato :

Proposta Comercial. ... desenvolvendo e integrando soluções em telecomunicações. Objeto : Proposta : Cliente : Contato : ... desenvolvendo e integrando soluções em telecomunicações Proposta Comercial Objeto : Prestação de Serviços de Co-Billing Proposta : Cliente : Contato : Apresentação CTBC Telecom A Companhia de Telecomunicações

Leia mais

CONHEÇA A VALECARD TODA ESSA ESTRUTURA EXISTE PRA VOCÊ: Reduzir custos. Ganhar tempo. Organizar processos.

CONHEÇA A VALECARD TODA ESSA ESTRUTURA EXISTE PRA VOCÊ: Reduzir custos. Ganhar tempo. Organizar processos. CONHEÇA A VALECARD Soluções completas e integradas para a gestão de benefícios, gestão financeira e de frotas. Cartões aceitos em todo território nacional, por meio da Redecard, Cielo e ValeNet, o que

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

Audiência Pública. Diretorias de Ensino da Rede Pública Estadual de Educação de São Paulo e demais órgãos vinculados

Audiência Pública. Diretorias de Ensino da Rede Pública Estadual de Educação de São Paulo e demais órgãos vinculados Audiência Pública Aquisição de firewall, switch, licença de antivírus de estação, sistema de gerenciamento centralizado e serviços de instalação, configuração, manutenção e suporte técnico, objetivando

Leia mais

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações CIDADES DIGITAIS CONSTRUINDO UM ECOSSISTEMA DE COOPERAÇÃO E INOVAÇÃO Cidades Digitais Princípios

Leia mais

Manual do Usuário. SefazNET com Bootstrap

Manual do Usuário. SefazNET com Bootstrap Manual do Usuário SefazNET com Bootstrap Versão: 01.03 Data: 05/12/2014 Responsável: Armando Wodson de Sousa Vieira E-mail: centraldeservicos@sefaz.ma.gov.br Célula de Gestão de Pessoas e Administração

Leia mais

Introdução. O que é Serviços de Terminal

Introdução. O que é Serviços de Terminal Introdução Microsoft Terminal Services e Citrix MetaFrame tornaram-se a indústria padrões para fornecer acesso de cliente thin para rede de área local (LAN), com base aplicações. Com o lançamento do MAS

Leia mais

Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação.

Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação. Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação. Desenvolvemos lojas virtuais, websites, portais, intranets, webmails, hotsites, entre outros serviços

Leia mais

Modelos de Redes em Camadas

Modelos de Redes em Camadas Modelos de Redes em Camadas Prof. Gil Pinheiro 1 1. Arquitetura de Sistemas de Automação Sistemas Centralizados Sistemas Distribuídos Sistemas Baseados em Redes Arquitetura Cliente-Servidor 2 Sistemas

Leia mais

FINANCEIROS FUNCIONALIDADES

FINANCEIROS FUNCIONALIDADES Os aplicativos financeiros da MPS - Contas a Receber, Contas a Pagar e Fluxo de Caixa - são utilizados por diversos clientes e possuem todas as funcionalidades operacionais necessárias, além de opções

Leia mais

Portal Comissões Online Perguntas Frequentes

Portal Comissões Online Perguntas Frequentes Portal Comissões Online Perguntas Frequentes 1. Esse processo foi criado para que a Receita Federal tenha acesso às comissões dos corretores de imóveis? A Receita Federal pode, a qualquer momento, solicitar

Leia mais

Roberto Adão radao@multirede.co.ao

Roberto Adão radao@multirede.co.ao Roberto Adão radao@multirede.co.ao A Empresa Multirede 16 anos de experiência em consultoria e educação em tecnologia da informação Casos de sucesso em projetos pioneiros nas maiores redes de comunicação

Leia mais

GUIA DE USO. Sobre o Moip

GUIA DE USO. Sobre o Moip GUIA DE USO Sobre o Moip Sobre o Moip 2 Qual o prazo de recebimento no Moip? Clientes Elo 7 possuem prazo de recebimento de 2 dias corridos, contados a partir da data de autorização da transação. Este

Leia mais

Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões. Cartilha.

Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões. Cartilha. Manutenção de Domicílio Bancário no Mercado de Cartões. Cartilha. Índice Introdução O Que é o Que Bandeira Credenciadoras Domicílio Bancário Estabelecimentos Manutenção de Domicílio Bancário Máquinas de

Leia mais

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa Proposta de Franquia SMS Marketing A Empresa A DeOlhoNaWeb Soluções Digitais é uma empresa de internet em forte crescimento, que foi fundada em 2012 com objetivo de oferecer soluções inovadoras por um

Leia mais

Modelo de Camadas OSI

Modelo de Camadas OSI Modelo de Camadas OSI 1 Histórico Antes da década de 80 -> Surgimento das primeiras rede de dados e problemas de incompatibilidade de comunicação. Década de 80, ISO, juntamente com representantes de diversos

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Administração de Receitas Tributá PostgreSQL 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Receitas Tributá Introdução: Com a crescente necessidade de gerar sua própria receita, os Municípios

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

Conectando seu negócio aos seus objetivos

Conectando seu negócio aos seus objetivos Conectando seu negócio aos seus objetivos CONSTRUINDO UMA HISTÓRIA DE SUCESSO 2001 2005 2008 2010 2011 2012 2013 Líder em seguro de celular no mercado de Telecom Investimento e desenvolvimento do sistema

Leia mais

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva.

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva. Não há dúvida de que o ambiente de rede está cada vez mais complexo e que sua gestão é um grande desafio. Nesse cenário, saber o que está passando por essa importante infraestrutura é um ponto crítico

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace Tactium Tactium IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais * Informações de janeiro/2002 * Sumário Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB Benefícios do Novo SPB O que é Porque mudar O que muda O que muda com o novo SPB Transferências só com

Leia mais

2.1 Perímetro com a WAN

2.1 Perímetro com a WAN ANEXO I. Projeto Básico 1 ESCOPO O escopo desse projeto é implementar soluções de switch core, switch de borda, sistema de controle de acesso à rede, access points, sistemas de gerenciamento wireless,

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Rede GlobalWhitepaper

Rede GlobalWhitepaper Rede GlobalWhitepaper Janeiro 2015 Page 1 of 8 1. Visão Geral...3 2. Conectividade Global, qualidade do serviço e confiabilidade...4 2.1 Qualidade Excepcional...4 2.2 Resiliência e Confiança...4 3. Terminais

Leia mais

Projeto Básico para Operação de Loteria Instantânea em Meio Físico

Projeto Básico para Operação de Loteria Instantânea em Meio Físico Alterações realizadas no Projeto Básico conforme Audiência Pública 001/2013. Neste documento, encontram-se as alterações realizadas no Projeto Básico para operação de Loteria Instantânea em meio físico,

Leia mais

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS Sumário 1. Finalidade... 2 2. Justificativa para contratação... 2 3. Premissas para fornecimento e operação

Leia mais

HP Router Advanced Implementation

HP Router Advanced Implementation HP Router Advanced Implementation Dados técnicos O HP Router Advanced Implementation tem como objetivo, baseado na entrevista para coleta de informações junto ao Cliente e na análise dos equipamentos existente,

Leia mais

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais PRINCÍPIOs 1. A inclusão digital deve proporcionar o exercício da cidadania, abrindo possibilidades de promoção cultural,

Leia mais

Introdução ao Modelos de Duas Camadas Cliente Servidor

Introdução ao Modelos de Duas Camadas Cliente Servidor Introdução ao Modelos de Duas Camadas Cliente Servidor Desenvolvimento de Sistemas Cliente Servidor Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Aula 1 Ciclo de Vida Clássico Aonde estamos? Page 2 Análise O que fizemos

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. O que é a nova infra-estrutura informação (TI) para empresas? Por que a conectividade é tão importante nessa infra-estrutura

Leia mais

REDES VIRTUAIS PRIVADAS

REDES VIRTUAIS PRIVADAS REDES VIRTUAIS PRIVADAS VPN Universidade Católica do Salvador Curso de Bacharelado em Informática Disciplina: Redes de Computadores Professor: Marco Antônio Câmara Aluna: Patricia Abreu Página 1 de 10

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 2 Computação em Nuvem Desafios e Oportunidades A Computação em Nuvem

Leia mais

Solução para Interface de comunicação IP padrão em ambiente Mainframe / CICS. RFI Request for Information

Solução para Interface de comunicação IP padrão em ambiente Mainframe / CICS. RFI Request for Information Solução para Interface de comunicação IP padrão em ambiente Mainframe / CICS RFI Request for Information Banco do Brasil S.A. DITEC Solução para Interface de Comunicação IP em ambiente Mainframe / CICS

Leia mais

aumentar a arrecadação?

aumentar a arrecadação? Como aumentar a arrecadação? Como economizar recursos públicos? Como modernizar a Gestão Pública? Como oferecer melhores serviços ao cidadão? Melhoria da Gestão com o uso de Tecnologia da Informação Melhore

Leia mais

O que você precisa saber antes de escolher um sistema de Nota Fiscal Eletrônica.

O que você precisa saber antes de escolher um sistema de Nota Fiscal Eletrônica. O que você precisa saber antes de escolher um sistema de Nota Fiscal Eletrônica. Soluções Fiscais Plataforma de Integração Soluções de Mobilidade Sistemas Bancários Quem somos Nossa sede Curitiba - PR

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul 1 ANEXO VII QUADRO DE QUANTITATIVOS E ESPECIFICAÇÕES DOS ITENS Item Produto Quantidade 1 Aparelhos IP, com 2 canais Sip, visor e teclas avançadas, 2 70 portas LAN 10/100 2 Servidor com HD 500G 4 GB memória

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema 1 Índice Apresentação... 3 Entrada no sistema... 4 Manual da NFe de Serviços Módulo Tomador... 5 Consultar RPS Recibo Provisório de Serviços... 6 Verificar a Autenticidade de Nota Fiscal...7 Geração de

Leia mais

DIMENSIONANDO PROJETOS DE WEB-ENABLING. Uma aplicação da Análise de Pontos de Função. Dimensionando projetos de Web- Enabling

DIMENSIONANDO PROJETOS DE WEB-ENABLING. Uma aplicação da Análise de Pontos de Função. Dimensionando projetos de Web- Enabling DIMENSIONANDO PROJETOS DE WEB-ENABLING Uma aplicação da Análise de Pontos de Função Dimensionando projetos de Web- Enabling Índice INTRODUÇÃO...3 FRONTEIRA DA APLICAÇÃO E TIPO DE CONTAGEM...3 ESCOPO DA

Leia mais

Parceiro Oficial de Soluções Proxmox no Brasil

Parceiro Oficial de Soluções Proxmox no Brasil Apresentação Parceiro Oficial de Soluções Proxmox no Brasil A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais

Leia mais

Aplicação FUNCIONALIDADES

Aplicação FUNCIONALIDADES O sistema Advice é uma solução Corpdigital baseada na web que centraliza, de forma totalmente integrada, as atividades de um conselho de fiscalização profissional. A ferramenta apresenta módulos integrados

Leia mais

Plataforma Sharp OSA VAÇÃO

Plataforma Sharp OSA VAÇÃO Plataforma Sharp OSA VAÇÃO A plataforma Sharp OSA abre sua MFP para se tornar um portal personalizado, localizado estrategicamente dentro do seu negócio. Associado a um amplo potencial de desenvolvimento

Leia mais

2 Trabalhos Relacionados

2 Trabalhos Relacionados 2 Trabalhos Relacionados Nesse capítulo, apresentamos os trabalhos relacionados ao GridFS, entrando em mais detalhes sobre os sistemas citados durante a introdução e realizando algumas considerações sobre

Leia mais

Sistemas de Produtividade

Sistemas de Produtividade Sistemas de Produtividade Os Sistemas de Produtividade que apresentaremos em seguida são soluções completas e podem funcionar interligadas ou não no. Elas recebem dados dos aplicativos de produtividade,

Leia mais

Gestão de Armazenamento

Gestão de Armazenamento Gestão de Armazenamento 1. Introdução As organizações estão se deparando com o desafio de gerenciar com eficiência uma quantidade extraordinária de dados comerciais gerados por aplicativos e transações

Leia mais

Unidade 1. Conceitos Básicos

Unidade 1. Conceitos Básicos Unidade 1 Conceitos Básicos 11 U1 - Conceitos Básicos Comunicação Protocolo Definição de rede Rede Internet 12 Comunicação de dados Comunicação de dados comunicação de informação em estado binário entre

Leia mais

Departamento de Tecnologia da Informação

Departamento de Tecnologia da Informação Departamento de Tecnologia da Informação Objetivos O DTI é o departamento responsável por toda a arquitetura tecnológica do CRF- SP, ou seja, compreende todo o conjunto de hardware/software necessário

Leia mais

Manual de Utilização DDA Débito Direto Autorizado

Manual de Utilização DDA Débito Direto Autorizado Manual de Utilização DDA Débito Direto Autorizado Índice Apresentação Conceito Funcionamento Operacionalização Perguntas e Respostas Glossário Apresentação Pelo sistema DDA desenvolvido pelo Banco Santander

Leia mais

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Gerência de Redes Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Plano de Aula Histórico Introdução Gerenciamento de Redes: O que é Gerenciamento de Redes? O que deve ser gerenciado Projeto de Gerenciamento

Leia mais

IPVA 2015. Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

IPVA 2015. Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL IPVA 2015 Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores número de contribuintes Aproximadamente, 1.150.000 veículos tributáveis destinação dos recursos O valor arrecadado deve ser preferencialmente

Leia mais

Excelência em Metodologia de Helpdesk

Excelência em Metodologia de Helpdesk Excelência em Metodologia de Helpdesk O IntraDesk foi desenvolvido com base nas melhores práticas conhecidas de Helpdesk, indicadas por organizações como o Gartner Group e o Helpdesk Institute, que, aliadas

Leia mais

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center.

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center. TACTIUM IP com Integração à plataforma Asterisk Vocalix Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. José Carlos Vaz Baseado em LAUDON, K. & LAUDON, J. Sistemas de Informação Gerenciais. Pearson, 2004 (5a. ed.).

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. José Carlos Vaz Baseado em LAUDON, K. & LAUDON, J. Sistemas de Informação Gerenciais. Pearson, 2004 (5a. ed.). SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. José Carlos Vaz Baseado em LAUDON, K. & LAUDON, J. Sistemas de Informação Gerenciais. Pearson, 2004 (5a. ed.). O que é um sistema de informação? Um conjunto de componentes

Leia mais

INTERNET HOST CONNECTOR

INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR IHC: INTEGRAÇÃO TOTAL COM PRESERVAÇÃO DE INVESTIMENTOS Ao longo das últimas décadas, as organizações investiram milhões de reais em sistemas e aplicativos

Leia mais

Sobre nós 1. Um pouco da nossa história 1. Sobre o produto 2. Sistema 100% Web 2. Controle operacional 3. Coletores de dados 4.

Sobre nós 1. Um pouco da nossa história 1. Sobre o produto 2. Sistema 100% Web 2. Controle operacional 3. Coletores de dados 4. Apresentação Sumário Sobre nós 1 Um pouco da nossa história 1 Sobre o produto 2 Sistema 100% Web 2 Controle operacional 3 Coletores de dados 4 Faturamento 5 Nota fiscal eletrônica 5 Nota fiscal de serviços

Leia mais

Instruções para Preenchimento de DUT Leasing

Instruções para Preenchimento de DUT Leasing Prezado Cliente O arrendamento mercantil do seu veículo está chegando ao fim, por esse motivo, será necessária a transferência da sua propriedade (CRV/DUT Certificado de Registro de Veículo/Documento Único

Leia mais

Sr (ª). Prefeito (a),

Sr (ª). Prefeito (a), Sr (ª). Prefeito (a), O Banco do Brasil é um dos principais parceiros dos Governos Federal, Estaduais e Municipais na implantação de políticas públicas, projetos e programas impulsionadores do desenvolvimento.

Leia mais

Como proteger sua Rede com Firewall

Como proteger sua Rede com Firewall Como proteger sua Rede com Firewall pfsense *pfsense é uma marca registrada da Electric Sheep Fencing LLC. Apresentação Líder em Soluções Pfsense no Brasil A Vantage TI conta uma estrutura completa para

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

Comparativo de soluções para comunicação unificada

Comparativo de soluções para comunicação unificada Comparativo de soluções para comunicação unificada Bruno Mathies Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 Resumo Este artigo tem com objetivo

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 2 Arquitetura de Data Center Ambientes Colaborativos A história dos sistemas

Leia mais

GERÊNCIA INFRAESTRUTURA Divisão Intragov - GIOV INTRAGOV Rede IP Multisserviços

GERÊNCIA INFRAESTRUTURA Divisão Intragov - GIOV INTRAGOV Rede IP Multisserviços GERÊNCIA INFRAESTRUTURA Divisão Intragov - GIOV INTRAGOV Rede IP Multisserviços Julho 2013 Milton T. Yuki Governo Eletrônico (e-gov) Público Alvo Cidadão/Sociedade Órgãos de Governo Serviços e-gov para

Leia mais