A critério da Coordenação.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A critério da Coordenação."

Transcrição

1 CAPES COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR PROAP PROGRAMA DE APOIO À PÓS-GRADUAÇÃO CURSOS STRICTO SENSU MESTRADO E DOUTORADO ÁREAS : MECÂNCIA E FÍSICA PORTARIA Nº 64 DE 24 DE MARÇO DE 2010 Publicada no DOU DE 25/03/2010 ART. 7º ÍTENS FINANCIÁVEIS - MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS Inciso I DESPESAS VALOR MÁXIMO OBSERVAÇÕES COMPROVANTES - Aquisição de materiais de reposição; - Contratação de serviço de pessoa jurídica (com ou sem fornecimento de peças). - A critério da Coordenação. -AQUISIÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS EM INFORMÁTICA Inciso XI - Aquisição de novas tecnologias, aplicativos, suprimentos e periféricos, considerados como itens de custeio; - Serviços de pessoa jurídica para treinamentos de alunos, professores e técnicos; A critério da Coordenação. - REALIZAÇÃO DE EVENTOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS PROMOVIDOS PELO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO Inciso XII - Material de consumo; - Aluguel de espaço físico e de equipamentos; - Serviços de pessoa jurídica para tradução - Outros serviços referentes a evento; rodoviária e ou aérea, - Diárias para Docentes convidados pertencentes ao quadro da UNESP. - Ajuda de Custo a Colaboradores Eventuais para docentes convidados não pertencentes ao Materiais e serviços, a critério da coordenação; Diárias, valores ba- seados na tabela vigente dos Servidores Públicos Federais e passagens O valor da ajuda de custo aos colaboradores eventuais equivale a despesas de alimentação e hospedagem, baseados no valor da diária dos Federais - Apresentar cartazes, folders ou programa do evento ou palestras ministradas.

2 quadro da UNESP. PROFESSORES CONVIDADOS EM BANCAS EXAMINADORAS DE DISSERTAÇÕES, TESES E EXAMES DE QUALIFICAÇÃO Inciso XIII rodoviária ou aérea. - Diárias para Docentes do quadro da UNESP. - Ajuda de Custo a Colaboradores Eventuais para docentes não pertencentes ao quadro da UNESP. Diárias valores baseados na tabela vigente dos Servidores Públicos Federais e passagens O valor da ajuda de custo aos colaboradores eventuais equivale a despesas de alimentação e hospedagem, baseados no valor da diária dos Federais - Apresentar a Ata da banca. COORDENADORES DE PROGRAMAS DE PÓS- GRADUAÇÃO EM EVENTOS NO PAÍS Inciso XIV PROFESSORES EM EVENTOS NO PAÍS Art. 8º rodoviária e ou aérea para os Coordenadores do Programa e ou representante, participe do evento CAPES, quando convocados e daqueles relacionados a fóruns nacionais e às associações nacionais de Pós-Graduação. -Período máximo de 5 dias consecutivos. - Despesas com taxa de inscrição( Auxílio financeiro a Pesquisadores) - Diárias valores baseados na tabela vigente dos servidores públicos federais) e passagens - Período máximo de 5 dias consecutivos - Inscrição no valor máximo de até R$ 500,00. - Período máximo 05 dias consecutivos - Diárias valores baseados na tabela vigente dos Federais e passagens - As despesas com diárias e passagens para docentes não poderão ultrapassar o período de 05 dias consecutivos. - A cobertura destas despesas destina-se - nome da Unesp- pagamento de diárias;

3 rodoviárias ou aéreas. aos professores que fizerem apresentação de trabalhoe a participação de coordenadores do Programa de Pós Graduação em fóruns nacionais. - Bilhete de passagem tanto da rodoviária como da aérea. participação do evento. PROFESSORES EM EVENTOS NO EXTERIOR Art.9º - Despesas com taxa de inscrição(auxílio Financeiro a Pesquisadores) - Despesas com diárias. - Valor máximo de US$ 500,00 (dólares americanos), p/inscrição e diárias por no máximo 07 dias, utilizando. A cobertura destas despesas poderá ser efetuada se atendidas pelo menos uma das situações: Passagem aérea internacional deferida ou parecer favorável quanto ao mérito pelo programa de Auxílio Viagem ao Exterior-AREX da CAPES ou programa da mesma natureza (CNPq e FAPs). Fica dispensado da análise de mérito se o evento for realizado em países da América Latina, com apresentação de afastamento oficial da instituição publicado no DOE. - Utilização da tabela de diárias p/o exterior em vigor dos Servidores Públicos Federais - Obrigatoriamente, a passagem deverá ser paga pela CAPES, ou CNPQ, ou FAPs. (Fundunesp não é aceita); - Quando não houver liberação da passagem, há necessidade de anexar à prestação de contas um documento que mencione o mérito do trabalho; - O docente deverá cumprir o interstício de dois anos para recebimento do auxílio, exceto nos eventos realizados nos países da nome da Unesp - pagamento de diárias. Participação no evento.

4 - América Latina com apresentação de afastamento oficial publicado no DOE. ALUNOS EM EVENTOS NO PAÍS Art.10º Incisos I,II, III e Parágrafo Único - Despesas com taxa de inscrição (pessoa jurídica); - Despesas com passagens; - Despesas com hospedagem; - Despesas com alimentação; - Despesas com locomoção urbana (AUXILIO FINANCEIRO A ESTUDANTE ) - Inscrição no valor máximo de até R$ 500,00. - Período máximo de 5 dias consecutivos utilizar o valor correspondente a tabela de diária dos Federais. - Participação em Congressos e Seminários só para alunos que fizerem apresentação de trabalhos, e por um período máximo de 5 dias consecutivos (o valor liberado não poderá ultrapassar a quantia equivalente a diária paga para um professor que participe do mesmo evento); - Havendo vantagem econômica, as passagens dos alunos que apresentarem trabalho poderão ser substituídas por locação de veículo coletivo (pessoa jurídica). nome da Unesp - - Bilhete da passagem participação do evento.

5 ALUNOS DE MESTRADO EM EVENTOS NA AMÉRICA LATINA Art. 12 incisos I,II e III PROFESSORES VISITANTES NOS PROGRAMAS (Nacionais ou estrangeiros) Art.13 e Parágrafo Único - Despesas com taxa de inscrição (pessoa jurídica); - Despesas com passagem aérea; - Despesas com alimentação; - Despesas com hospedagem; - Despesas com locomoção urbana. (AUXILIO FINANCEIRO A ESTUDANTE ) - Despesas com diárias e para docentes do quadro da Unesp. - Despesas equivalentes as despesas e hospedagem e alimentação para docentes não pertencentes ao quadro da UNESP - valores baseados na tabela vigente dos - Inscrição no valor máximo de US$ 500,00 (dólares americanos); - Demais valores baseados na tabela vigente dos Federais. - Período máximo de 07 dias consecutivos utilizar o valor correspondente ao valor da tabela de diárias p/exterior da - dos Servidores Federais. Públicos - Valor máximo de 177,00 por dia.(valores baseados da tabela vigente dos Federais Período máximo 30 dias (consecutivos ou não), para cada período de - O aluno deverá ser regularmente matriculado. - Para demais despesas, fora taxa de inscrição, usar valor diária baseado na tabela p/exterior por no máximo 7 dias consecutivos, - Há necessidade de 3 orçamentos para a compra de passagem aérea, sendo todos com tarifas promocionais; - O mestrando deverá ser o autor principal do artigo; - O mestrando deverá apresentar trabalho em sessão oral ou de pôsteres; O mestrando deverá apresentar à Pós- Graduação documento comprobatório de aceitação para participar em congresso/conferência. - Atividades acadêmicas com duração de 30 dias (consecutivos ou não), para cada ano. nome da Unesp- - Bilhete de passagem aérea. participação no evento. pagamento de diárias; - Bilhete da passagem - Recibo quando se tratar de remunerações de serviços pessoais.

6 PROFESSORES E ALUNOS EM TRABALHO DE CAMPO E COLETA DE DADOS NO PAÍS Art.14 incisos I,II Federais. - Passagens - Despesas de custeio essenciais a permanência do Professor visitante no programa: - período igual ou superior a 16 dias corridos receberá o valor igual a uma bolsa de Pós Doutorado no pais - período de11 a 15 dias corridos receberá o valor de meia bolsa de Pós Doutorado; - período de até 10 dias corridos receberá diárias tabela vigente dos Servidores Públicos Federais. - Locação de veículos (pessoa jurídica); - Serviços de terceiros (pessoa jurídica); - Material de consumo; - Diárias e passagens para docentes (visitantes ou não); - Passagens, hospedagem, alimentação e locomoção urbana para alunos; - Combustível somente para veículos da própria Instituição ou alugados/cedidos por pessoa jurídica. um ano. - Recibo - Recibo quando se tratar de pagamento equivalente ao valor da bolsa de Pós doutorado. nome da Unesp- pagamento de diárias (docentes da Unesp); - Bilhete de passagem rodoviária e ou aérea ; - Recibo para docentes visitantes (Remuneração de Serviços Pessoais). OBSERVAÇOES : - A classificação de despesas outras despesas com transporte e locomoção é utilizada para atender despesas com transporte rodoviário, que só poderá ser efetuado através de processo de adiantamento. Nâo se aplica despesas com locomoção urbana (taxi).

7 - A classificação de despesas passagens aéreas é utilizada para atender as despesas com passagens aéreas através de processo de adiantamento inclusive com a apresentação de três orçamentos no ato da prestação de contas. - - Não é permitido o pagamento ou reembolso de despesas de combustível, nem o pagamento de quilometragem rodado pela tabela DETIN; - Quando houver pagamento de diárias e ou ajuda de custo a colaboradores eventuais para professores pertencentes ou não ao quadro da UNESP, não será permitido outras despesas como hospedagem e alimentação. - ITENS NÃO FINANCIÁVEIS Art. 16 Não serão permitidos em nenhuma hipótese, os pagamentos de pró-labore, consultoria, gratificação, assistência técnica ou qualquer outro tipo de remuneração para professores visitantes, ou não visitantes, ministrarem cursos, seminários ou aulas, apresentarem trabalhos, participarem de bancas examinadoras ou de trabalhos de campo com recursos deste programa, assim como pagamentos de serviços de terceiros pessoa física para cobrir despesas que caracterizem contratos de longa duração, vínculo empregatício, contrapartida da Instituição, contratações que não sejam utilizadas nas atividades fim da pós-graduação ou contratações em desacordo com a Lei nº 8666/93 e a Lei nº 9.648/98 e IN/STN001 de 15/01/97. Guaratinguetá, 12 de agosto de 2010 Rogéria Paula Antunes de Oliveira Silva Supervisor Técnico de Seção

Portaria nº 64, de 24 de março de 2010

Portaria nº 64, de 24 de março de 2010 Portaria nº 64, de 24 de março de 2010 O PRESIDENTE DA COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR CAPES, no uso das atribuições conferidas pelo art. 26, inciso IX, do Decreto nº 6.316,

Leia mais

REGULAMENTO PARA A APLICAÇÃO DOS RECURSOS PROAP (Versão Preliminar 1 )

REGULAMENTO PARA A APLICAÇÃO DOS RECURSOS PROAP (Versão Preliminar 1 ) UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIENCIAIS SOCIAIS APLICADAS INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR INSTITUTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL E POLITICAS

Leia mais

Instruções para Habilitação aos Auxílios e Apoios do PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA-UFU PROEX-PPG-EM-UFU

Instruções para Habilitação aos Auxílios e Apoios do PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA-UFU PROEX-PPG-EM-UFU Instruções para Habilitação aos Auxílios e Apoios do PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA-UFU PROEX-PPG-EM-UFU Documento Básico de Orientações do Programa de Excelência Acadêmica PROEX PROGRAMA

Leia mais

REGRAS PARA A UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS PROAP/CAPES

REGRAS PARA A UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS PROAP/CAPES REGRAS PARA A UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS PROAP/CAPES Baseado no que determina a Portaria 64 da CAPES I) Informações gerais: Para entendimento e melhor uso dos recursos provenientes do Programa de Apoio a

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO RECURSO CAPES/PROEX 2015 Versão 1.5 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOPATOLOGIA

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO RECURSO CAPES/PROEX 2015 Versão 1.5 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOPATOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO RECURSO CAPES/PROEX 2015 Versão 1.5 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOPATOLOGIA Instruções para utilização do recurso do Convênio CAPES/PROEX pelos orientadores do PPG/Fitopatologia

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 007/2009 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO PROPLAN Disciplina no âmbito da UDESC os procedimentos

Leia mais

AUXILIO FINANCEIRO PARA PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES E DISCENTES EM EVENTOS CONVÊNIO PROAP/SICONV Nº 806138/2014 EDITAL Nº 08/2014 - PROPG

AUXILIO FINANCEIRO PARA PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES E DISCENTES EM EVENTOS CONVÊNIO PROAP/SICONV Nº 806138/2014 EDITAL Nº 08/2014 - PROPG AUXILIO FINANCEIRO PARA PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES E DISCENTES EM EVENTOS CONVÊNIO PROAP/SICONV Nº 806138/2014 EDITAL Nº 08/2014 - PROPG A Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PROPG), no âmbito de sua atuação

Leia mais

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR PORTARIA Nº 156, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2014

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR PORTARIA Nº 156, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2014 COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR PORTARIA Nº 156, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2014 Aprova o regulamento do Programa de Apoio à Pós-graduação PROAP, que se destina a proporcionar melhores

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DO PROEX (2015)

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DO PROEX (2015) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Instituto de Medicina Social Rua São Francisco Xavier, 524 / 7º andar / Bloco D - Maracanã CEP: 20550-013 - Rio de Janeiro - BRASIL TEL: 55-021- 2334-0235 FAX:

Leia mais

Programa de Excelência Acadêmica PROEX

Programa de Excelência Acadêmica PROEX Programa de Excelência Acadêmica PROEX Documento Básico de Orientações do Programa de Excelência Acadêmica PROEX Objetivos do PROEX e critérios para a aplicação dos recursos O Programa de Excelência Acadêmica-PROEX

Leia mais

Portaria n.º 64, 18 de novembro 2002.

Portaria n.º 64, 18 de novembro 2002. Portaria n.º 64, 18 de novembro 2002. O PRESIDENTE DA COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR CAPES, no uso das atribuições conferidas pelo art. 19, incisos II e V do Decreto n.º 524

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS 1 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, USO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DO FUNDECITRUS Todas as normas devem ser lidas atentamente antes da submissão da proposta de pesquisa, bem como antes da realização

Leia mais

Campus Catalão Prefeitura do CAC

Campus Catalão Prefeitura do CAC Campus Catalão Prefeitura do CAC ORIENTAÇÕES PARA SOLICITAÇÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS Critérios para liberação de diárias e/ou passagens: Para liberação de diária ou passagem, deve-se dar entrada na Prefeitura

Leia mais

Capítulo II REQUISITOS PARA O INGRESSO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO NO PROEX

Capítulo II REQUISITOS PARA O INGRESSO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO NO PROEX FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR PORTARIA Nº 34, DE 30 DE MAIO DE 2006. O PRESIDENTE DA COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES, no uso das

Leia mais

Manual de Procedimentos da Gerência de Pós-Graduação

Manual de Procedimentos da Gerência de Pós-Graduação U UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO GERÊNCIA DE PÓS-GRADUAÇÃO Manual de Procedimentos da Gerência de Pós-Graduação VITÓRIA DA CONQUISTA 2014 Manual de

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2009 Dispõe sobre os procedimentos para realização de despesas com concessão de passagens e diárias

Leia mais

Orientações para solicitação de financiamento de projetos Dinter aprovados no Edital Capes nº 13/2012

Orientações para solicitação de financiamento de projetos Dinter aprovados no Edital Capes nº 13/2012 1. Introdução Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes Diretoria de Programas e Bolsas no País - DPB Coordenação-Geral de Desenvolvimento Setorial e Institucional - CGSI Coordenação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3.736, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 3.736, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO RESOLUÇÃO Nº 3.736, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o afastamento do país e concessão de passagens para servidores da UNIRIO. O Conselho de

Leia mais

Requisitos para o ingresso dos programas de pós-graduação stricto sensu das Instituições de Ensino Superior no PROEX

Requisitos para o ingresso dos programas de pós-graduação stricto sensu das Instituições de Ensino Superior no PROEX Programa de Excelência Acadêmica PROEX Documento Básico de Orientações do Programa de Excelência Acadêmica PROEX Objetivos do PROEX e critérios para a aplicação dos recursos O Programa de Excelência Acadêmica

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS PESQUISA DE CAMPO(REEMBOLSO DE DESPESAS, PASSAGENS AÉREAS E TX. DE INSCRIÇÃO) Introdução: O recurso PROAP/CAPES permite o

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL REGULAMENTO GERAL PARA AFASTAMENTO DE SERVIDOR DO INSTITUTO FEDERAL GOIANO PARA

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO - ANEXOS - ANEXO I - PROCEDIMENTOS PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO REQUERIMENTO Art. 1º - A capacitação interna poderá ser proposta pela Reitoria, Pró-Reitorias ou Diretorias

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE M I N UT A EDITAL FOPIN 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE M I N UT A EDITAL FOPIN 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE M I N UT A INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PROPPI N o 06 de 09 de Julho de 2015 EDITAL FOPIN 2015 PROGRAMA DE FOMENTO À PESQUISA DAS

Leia mais

Pró-Reitoria Administrativa - Proad Pró-Reitoria Acadêmica Proac Pró-Reitoria Adjunta de Pós-Graduação e Pesquisa Papgp

Pró-Reitoria Administrativa - Proad Pró-Reitoria Acadêmica Proac Pró-Reitoria Adjunta de Pós-Graduação e Pesquisa Papgp Pró-Reitoria Administrativa - Proad Pró-Reitoria Acadêmica Proac Pró-Reitoria Adjunta de Pós-Graduação e Pesquisa Papgp Programa de Capacitação e Qualificação Docente Edital. 01/2010 1. Objetivo Subsidiar

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESPÍRITO SANTO CCAF RESOLUÇÃO Nº 83, DE 29 DE JANEIRO DE 2013.

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESPÍRITO SANTO CCAF RESOLUÇÃO Nº 83, DE 29 DE JANEIRO DE 2013. CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESPÍRITO SANTO CCAF RESOLUÇÃO Nº 83, DE 29 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta a relação dos itens financiáveis e não financiáveis O CONSELHO

Leia mais

1º O PIPG compreende as seguintes ações:

1º O PIPG compreende as seguintes ações: RESOLUÇÃO N o 005, de 25 de fevereiro de 2013. Regulamenta o Programa de Incentivo à Pós-Graduação Stricto Sensu (PIPG) da UFSJ. A PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

Leia mais

RESOLUÇÃO N 47, DE 9 DE MAIO DE 2013

RESOLUÇÃO N 47, DE 9 DE MAIO DE 2013 RESOLUÇÃO N 47, DE 9 DE MAIO DE 2013 Dispõe sobre os deslocamentos a serviço no âmbito do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e dos Conselhos de Arquitetura e Urbanismo dos Estados e

Leia mais

Orientações Básicas Uso PROAP

Orientações Básicas Uso PROAP Página: 1 de 7 REGISTRO DE ALTERAÇÕES REV. DATA ALTERAÇÃO EFETUADA 00 06/02/2013 Emissão do Documento 01 20/03/2013 Correções no texto 02 16/06/2013 Retirado renovação de licença de software 03 22/08/2013

Leia mais

AFASTAMENTO PARA ESTUDO OU MISSÃO NO EXTERIOR

AFASTAMENTO PARA ESTUDO OU MISSÃO NO EXTERIOR AFASTAMENTO PARA ESTUDO OU MISSÃO NO EXTERIOR DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Afastamento do servidor de suas atividades

Leia mais

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 16, DE 24/03/2015.

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 16, DE 24/03/2015. DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 16, DE 24/03/2015. Dispõe sobre diárias e deslocamentos a serviço, no âmbito do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO) e dá outras providências. O Conselho

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE RESOLUÇÃO Nº 058/2012 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE O Conselho Municipal de Saúde,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 40/2012, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012

RESOLUÇÃO Nº 40/2012, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO RESOLUÇÃO Nº 40/2012, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012 Dispõe sobre a regulamentação do programa institucional

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA nº 001/PPGQ/2013

RESOLUÇÃO NORMATIVA nº 001/PPGQ/2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Centro de Ciências Físicas e Matemáticas PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Campus Universitário-Trindade - 88040-900 - Florianópolis - SC - Brasil Fone: (048)

Leia mais

EDITAL CAPES N 004/2012/ CAPES. Seleção pública de propostas de projetos de eventos voltados ao Programa de Apoio a Eventos no País - PAEP

EDITAL CAPES N 004/2012/ CAPES. Seleção pública de propostas de projetos de eventos voltados ao Programa de Apoio a Eventos no País - PAEP PAEP Programa de Apoio a Eventos no País EDITAL CAPES N 004/2012/ CAPES Seleção pública de propostas de projetos de eventos voltados ao Programa de Apoio a Eventos no País - PAEP A Fundação Coordenação

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS FINANCEIROS COM OS GASTOS DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS FINANCEIROS COM OS GASTOS DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES UNIOESTE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DIVISÃO DE ACOMPANHAMENTO DE CONVÊNIOS INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS FINANCEIROS COM OS GASTOS DOS RECURSOS DO PROAP/CAPES

Leia mais

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 Dispõe sobre concessão de diária aos Vereadores e servidores que menciona e dá outras providências. A Câmara Municipal de Piranguinho aprovou e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I.

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I. LEI Nº 2927/2014 Estabelece o Regime de Diárias e Adiantamentos do Poder Legislativo, normas para o pagamento de despesas e revoga a Lei nº. 2.887/2014. A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou

Leia mais

PORTARIA Nº, DE FEVEREIRO DE 2013

PORTARIA Nº, DE FEVEREIRO DE 2013 PORTARIA Nº, DE FEVEREIRO DE 2013 Define as diretrizes gerais para o processo de avaliação de desempenho para fins de progressão e de promoção das Carreiras do Magistério Superior e do Ensino Básico, Técnico

Leia mais

(Anexo à Portaria CAPES nº 10 de 27/ 03/ 2002) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE À PÓS GRADUAÇÃO PROAP

(Anexo à Portaria CAPES nº 10 de 27/ 03/ 2002) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE À PÓS GRADUAÇÃO PROAP (Anexo à Portaria CAPES nº 10 de 27/ 03/ 2002) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE À PÓS GRADUAÇÃO PROAP Capítulo I OBJETIVO DO PROGRAMA E CRITÉRIOS PARA A APLICAÇÃO DOS RECURSOS Art. 1º. O Programa de Apoio à

Leia mais

Diretoria de Pesquisa e Extensão - DPE Coordenação de Pesquisa

Diretoria de Pesquisa e Extensão - DPE Coordenação de Pesquisa Diretoria de Pesquisa e Extensão - DPE Coordenação de Pesquisa 1. Objetivo Capacitação e Qualificação do Docente Edital. 01/2015 Subsidiar a capacitação dos docentes da UNIT, visando ao aperfeiçoamento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 439, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 439, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico em 24/9/2010. RESOLUÇÃO Nº 439, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO

Leia mais

Resolução 146/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de novembro de 2014

Resolução 146/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de novembro de 2014 Resolução 146/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de novembro de 2014 Aprova o Edital Univates/Prodesi Eventos no Exterior 01/2014: destinado aos docentes permanentes dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 152/2011

RESOLUÇÃO Nº 152/2011 RESOLUÇÃO Nº 152/2011 Dispõe sobre a concessão de diárias a Magistrados e servidores no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Acre e dá outras providências. legais e, O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO

Leia mais

PROCEDIMENTO DE VIAGEM

PROCEDIMENTO DE VIAGEM PG.GAF.001 003 01/11/2015 1 de 16 CENTRO INTERNACIONAL DE ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOGÁS Novembro 2015 PG.GAF.001 003 01/11/2015 2 de 16 Sumário 1. OBJETIVO...3 2. DEFINIÇÕES E SIGLAS...3 3. FLUXO DO PROCESSO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, nº 17, em 27/1/2015. RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE

Leia mais

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696 Aluno deverá: Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP 2014 Convênio 806696 1) Atender as condições previstas na Portaria 64 da CAPES e preencher o formulário de requisição de auxílio. 2) Informar

Leia mais

Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007

Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007 Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007 1 Do programa e objetivo 1.1 O Programa CAFP/BA (Centros Associados para o Fortalecimento

Leia mais

2º. Seção 2 - Das Inscrições Artigo 2º. Artigo 3º. Artigo 4º. Seção 3 Da Constituição da Comissão de Bolsas/Capes Artigo 5º. Artigo 6º.

2º. Seção 2 - Das Inscrições Artigo 2º. Artigo 3º. Artigo 4º. Seção 3 Da Constituição da Comissão de Bolsas/Capes Artigo 5º. Artigo 6º. EDITAL Nº. 47/2014 Processo Seletivo Discente Concessão de Benefícios do Prosup, Bolsas e Taxas Curso de Mestrado do No período de 6 a 20 de maio de 2014, estarão abertas as inscrições para o processo

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU 2014/2015

PROGRAMA DE APOIO À PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU 2014/2015 PROGRAMA DE APOIO À PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU Finalidade 2014/2015 Este documento estabelece o portfólio de fomento, disponibilizado pela UPE e julgados pela Câmara de Pó-Graduação, em adição aos existentes

Leia mais

Programa de Apoio a Projetos de Cooperação Internacional da UFMG Propostas de Consolidação e de Contrapartida Fundo para Internacionalização da UFMG

Programa de Apoio a Projetos de Cooperação Internacional da UFMG Propostas de Consolidação e de Contrapartida Fundo para Internacionalização da UFMG Programa de Apoio a Projetos de Cooperação Internacional da UFMG Propostas de Consolidação e de Contrapartida Fundo para Internacionalização da UFMG Edital de Seleção 006-2013 O Diretor de Relações Internacionais

Leia mais

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada;

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada; 1 PORTARIA MEC 403/2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 403, DE 23 DE ABRIL DE 2009 Dispõe sobre a solicitação, autorização, concessão e prestação de contas de diárias, passagens

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSUN Nº 005/2014. Ementa::Regulamenta a gestão financeira dos Programas e Projetos de Extensão da UPE.

RESOLUÇÃO CONSUN Nº 005/2014. Ementa::Regulamenta a gestão financeira dos Programas e Projetos de Extensão da UPE. RESOLUÇÃO CONSUN Nº 005/2014 Ementa::Regulamenta a gestão financeira dos Programas e Projetos de Extensão da UPE. O Presidente do Conselho Universitário - CONSUN, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E METAS Art. 1º. O Programa de Capacitação Institucional PCI tem por objetivo promover a melhoria da qualidade das funções

Leia mais

Programa de Apoio a Eventos no País PAEP

Programa de Apoio a Eventos no País PAEP Programa de Apoio a Eventos no País PAEP C A P E S EDITAL CAPES 004/2010/DPB/CAPES Seleção pública de propostas de projetos de eventos voltados ao Programa de Apoio a Eventos no País - PAEP A Fundação

Leia mais

MANUAL DO ALUNO. 3. Linhas de Pesquisa O Programa é composto por 2 (duas) linhas de pesquisas, com seus respectivos coordenadores:

MANUAL DO ALUNO. 3. Linhas de Pesquisa O Programa é composto por 2 (duas) linhas de pesquisas, com seus respectivos coordenadores: ESCOLA DE COMUNICAÇÃO Programa de Pós-Graduação em Comunicação out. 2014 MANUAL DO ALUNO Caro(a) aluno(a), este manual visa esclarecer os principais pontos referentes à Pós- Graduação. Esperamos que facilite

Leia mais

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 Belo Horizonte, agosto de 2011 Agenda Diretrizes da Alteração Organização da Norma Alterações Principais Outras Alterações O

Leia mais

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 1 FAPERGS Edital 16/2013 Orientações Básicas Execução Financeira dos Recursos de Subvenção Econômica FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 2 1. Regras Básicas Vedado alteração do objeto do Termo de Subvenção

Leia mais

NORMA OPERACIONAL PADRÃO Código: Versão V.1

NORMA OPERACIONAL PADRÃO Código: Versão V.1 27/07/2015 1 SUMÁRIO 1. Objetivo 1.1 Abrangência 2. Definições, terminologia e siglas 3. Norma Operacional Padrão Viagens 3.1 Adiantamento 3.2 Passagens Aéreas 3.3 Hospedagem 3.4 Veículos 3.5 Recibos 3.6

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação da Faculdade Barretos Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade definir normas e critérios para a seleção

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2552 Dispõe sobre o ressarcimento de diárias e transporte aos Senhores Funcionários, quando em viagem a serviço, reuniões, eventos e treinamentos dentro e fora do Estado, formalmente convocados

Leia mais

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Objetivo: A presente norma tem por objetivo formalizar e agilizar os pedidos de diária e passagem a serviço da entidade bem como

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS 1 APRESENTAÇÃO A Coordenação de Controle e Expedição de Diárias da Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba,

Leia mais

PORTARIA SMS Nº 001/2013. A Secretária de Saúde do município de Salgueiro, no uso de suas atribuições legais:

PORTARIA SMS Nº 001/2013. A Secretária de Saúde do município de Salgueiro, no uso de suas atribuições legais: PORTARIA SMS Nº 001/2013 EMENTA: Dispõe sobre o Programa de Qualificação Profissional, no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde de Salgueiro, para todos os cargos previstos no ANEXO II da Lei Municipal

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá

Universidade Estadual de Maringá R E S O L U Ç Ã O N 111/2012-CAD CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia 27/4/2012. Isac Ferreira Lopes, Secretário. Fixa sistemática para pagamento

Leia mais

Original assinado Vicente Pereira de Almeida Presidente do CS

Original assinado Vicente Pereira de Almeida Presidente do CS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 037/2013 DE 27

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE 1. Esta Instrução tem por objetivo estabelecer orientações e procedimentos

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO Nº./2014/CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINUTA DE RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO Nº./2014/CONSELHO UNIVERSITÁRIO MINUTA DE RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO Nº./2014/CONSELHO UNIVERSITÁRIO Estabelece as diretrizes da Política de Mobilidade Acadêmica da Universidade Federal da Integração Latino-Americana UNILA. O CONSELHO SUPERIOR

Leia mais

CONSIDERANDO que deve haver compatibilidade entre o motivo do deslocamento e o interesse público;

CONSIDERANDO que deve haver compatibilidade entre o motivo do deslocamento e o interesse público; ATO DA MESA Nº 500, de 15 de julho de 2015 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens e a respectiva prestação de contas no âmbito da Assembleia Legislativa, e adota outras providências. A MESA DA

Leia mais

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.

PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual. PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NORMAS E PROCEDIMENTOS GERAIS UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS http://www.fapemig.br/files/manual.pdf INFORMAÇÕES GERAIS Duração do projeto O prazo de vigência do projeto

Leia mais

REGULAMENTO DE VIAGENS, CONCESSÃO DE DIÁRIAS E DESPESAS

REGULAMENTO DE VIAGENS, CONCESSÃO DE DIÁRIAS E DESPESAS REGULAMENTO DE VIAGENS, CONCESSÃO DE DIÁRIAS E DESPESAS Dispõe sobre a concessão de diárias e despesas pagas aos funcionários, colaboradores, consultores, prestadores de serviços e Diretores da Associação

Leia mais

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014.

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. Regulamenta a Lei nº 2.054 de 12 de junho de 2014 para dispor sobre o custeio de transporte, hospedagem e alimentação do colaborador eventual e do profissional técnico

Leia mais

Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013

Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013 Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013 O Programa Institucional de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação

Leia mais

O Presidente da Câmara Superior de Pós-Graduação da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

O Presidente da Câmara Superior de Pós-Graduação da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE PÓS-GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 13/2008 Revoga a Resolução Nº 13/2007 desta Câmara, e dá nova redação

Leia mais

Edital 01/2015 SELEÇÃO PARA BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD 2013/CAPES)

Edital 01/2015 SELEÇÃO PARA BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD 2013/CAPES) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE ARTES VISUAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTE E CULTURA VISUAL Edital 01/2015

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DA UFV CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS CAPÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DA UFV CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS CAPÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DA UFV CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1 0 O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil oferecido pelo Departamento de Engenharia Civil

Leia mais

Programa Binacional Centros Associados de Pós-graduação Brasil/Argentina - (CAPG/BA) Edital CGCI n. /2008

Programa Binacional Centros Associados de Pós-graduação Brasil/Argentina - (CAPG/BA) Edital CGCI n. /2008 Programa Binacional Centros Associados de Pós-graduação Brasil/Argentina - (CAPG/BA) Edital CGCI n. /2008 1 Do programa e objetivo 1.1 O Programa CAPG/BA (Programa de Centros Associados de Pós-Graduação),

Leia mais

SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB -

SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB - Página 1 de 5 SOLICITAÇÕES DE DIÁRIAS/PASSAGENS - SERVIDORES DA UFPB - Atualizado em: 18/05/2015 Abaixo segue o passo a passo (dividido em 3 tópicos) para este tipo de solicitação. A partir da página 03

Leia mais

DECISÃO Nº 193/2011 D E C I D E

DECISÃO Nº 193/2011 D E C I D E CONSUN Conselho Universitário DECISÃO Nº 193/2011 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 08/04/2011, tendo em vista o constante no processo nº 23078.032500/10-21, de acordo com o Parecer nº 022/2011 da

Leia mais

Informações sobre afastamento para qualificação e licença para capacitação

Informações sobre afastamento para qualificação e licença para capacitação Informações sobre afastamento para qualificação e licença para capacitação O que é capacitação? A Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoal assim define capacitação: Processo permanente e deliberado

Leia mais

EDITAL PI IPCIT - Nº001/2012 - PRPPGI/IFAM PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PI-IPCIT

EDITAL PI IPCIT - Nº001/2012 - PRPPGI/IFAM PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PI-IPCIT EDITAL PI IPCIT - Nº001/2012 - PRPPGI/IFAM PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PI-IPCIT PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFAM Maio

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM SERVIÇO SOCIAL/PPGSS MESTRADO REGULAMENTO PARA INSCRIÇÃO E CONCESSÃO DE BOLSA(S)

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM SERVIÇO SOCIAL/PPGSS MESTRADO REGULAMENTO PARA INSCRIÇÃO E CONCESSÃO DE BOLSA(S) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM SERVIÇO SOCIAL/PPGSS MESTRADO REGULAMENTO PARA INSCRIÇÃO E CONCESSÃO DE BOLSA(S) A Coordenação do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Serviço Social (PPGSS),

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 Disciplina o afastamento de servidores docentes e técnico-administrativos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS RESOLUÇÃO INTERNA Nº 03/2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS RESOLUÇÃO INTERNA Nº 03/2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS RESOLUÇÃO INTERNA Nº 03/2014 Aprova a Resolução Interna que regulamenta normas complementares para o trabalho da Comissão de Bolsas e Acompanhamento

Leia mais

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE AUXÍLIO

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE AUXÍLIO COORDENADORIA DIDÁTICO-CIENTÍFICA MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE AUXÍLIO Responsável: Prof. Dr. José Luz Silveira Julho/2009 1 Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS...3 1.1 Valor do Auxílio Solicitado...3 1.2 Auxílios

Leia mais

Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior ESCOLA DE MÚSICA E BELAS ARTES DO PARANÁ - EMBAP -

Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior ESCOLA DE MÚSICA E BELAS ARTES DO PARANÁ - EMBAP - Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior ESCOLA DE MÚSICA E BELAS ARTES DO PARANÁ - EMBAP - PROGRAMA DE BOLSAS DIEUWERTJE MEIJER - EMBAP REGULAMENTO Curitiba

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens PO I ESIS TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço de Agenciamento de Viagens POIESIS ÍNDICE DO TERMO DE REFERÊNCIA TÉCNICA 1. OBJETIVO GERAL 2. JUSTIFICATIVA 3. DOS SERVIÇOS 4. DOS CRITÉRIOS DE JULGAMENTO 5. OBRIGAÇÕES

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 ESTABELECE AS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE CONCESSÃO DE ADIANTAMENTO, PARA COMPENSAR FUTURAS DESPESAS COM HOSPEDAGEM, LOCOMOÇÃO URBANA E ALIMENTAÇÃO, DE ALUNOS, TÉCNICOS,

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DE PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO DA UFC

MANUAL PRÁTICO DE PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO DA UFC MANUAL PRÁTICO DE PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO DA UFC Senhores Coordenadores de Pós-Graduação da UFC Com o objetivo de dar mais celeridade no atendimento das diversas solicitações

Leia mais

APOIO A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL Nº001/2015 - APEC

APOIO A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL Nº001/2015 - APEC APOIO A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL Nº001/2015 - APEC O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTEC), por meio da Fundação de Amparo

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PPGE / UCB REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA.

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PPGE / UCB REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA. UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PPGE / UCB REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA Brasília-DF CAPÍTULO I Das Disposições Iniciais Art. 1º. O presente

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO. Bolsas de Pesquisa e Extensão - Art.171 FUMDES Edital nº 051/2012

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO. Bolsas de Pesquisa e Extensão - Art.171 FUMDES Edital nº 051/2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Bolsas de Pesquisa e Extensão - Art.171 FUMDES Edital nº 051/2012 I - IDENTIFICAÇÃO Nome: Título do projeto: Orientador: Modalidade do projeto: ( ) Pesquisa ( ) Extensão O projeto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CONSUN Nº 029 DE 1º DE OUTUBRO DE 2014 Aprova as Diretrizes da Política de Mobilidade Acadêmica da Universidade Federal da Integra ção Latino-Americana UNILA. O Conselho Universitário da Universidade

Leia mais

EDITAL 05/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À COOPERAÇÃO INTERINSTITUCIONAL PACI SUBPROGRAMA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

EDITAL 05/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À COOPERAÇÃO INTERINSTITUCIONAL PACI SUBPROGRAMA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EDITAL 05/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À COOPERAÇÃO INTERINSTITUCIONAL PACI SUBPROGRAMA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL A Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós- Graduação (PROPESP) e a Fundação de Amparo e

Leia mais

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 O Reitor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, no uso das atribuições que lhe confere o Decreto do Ministério da Educação de 30 de julho de 2008,

Leia mais

FUNDO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DAS FEDERADAS E NÚCLEOS ASSOCIATIVOS DA ABP FADEF/ABP

FUNDO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DAS FEDERADAS E NÚCLEOS ASSOCIATIVOS DA ABP FADEF/ABP EDITAL 004/2015/FADEF FUNDO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DAS FEDERADAS E NÚCLEOS ASSOCIATIVOS DA ABP FADEF/ABP A Associação Brasileira de Psiquiatria ABP torna público e convoca os interessados a apresentarem

Leia mais

NORMAS PARA DEFESA DE PROJETOS DE DISSERTAÇÃO OU TESE

NORMAS PARA DEFESA DE PROJETOS DE DISSERTAÇÃO OU TESE NORMAS PARA DEFESA DE PROJETOS DE DISSERTAÇÃO OU TESE Estabelece os procedimentos relativos à defesa de projeto de pesquisa, a serem desenvolvidos pelos acadêmicos do curso de Pós-Graduação em Ciências

Leia mais

Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Prestação de Contas de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 OBJETIVO: Esta política tem por objetivo estabelecer as diretrizes para as Prestações de Contas referentes às despesas ocorridas

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.118/2015

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.118/2015 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.118/2015 (Publicada no D.O.U. de 3 de março 2015, Seção I, p. 135) Normatiza os procedimentos para pagamento de diária nacional e internacional, auxílio de representação e verba indenizatória

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE NORMAS ESPECÍFICAS DA FEA SÃO PAULO I Taxas 1. Não serão cobradas taxas nos processos seletivos dos programas de pós-graduação desta Faculdade. 2. Não será cobrada dos alunos especiais taxa de matrícula

Leia mais