Gliomas de Alto Grau. Jacques Bines. Oncologista Clínico

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gliomas de Alto Grau. Jacques Bines. Oncologista Clínico"

Transcrição

1 Gliomas de Alto Grau Jacques Bines Oncologista Clínico

2 Objetivos Definição Caracterização Tratamento Papel da quimioterapia

3 Definição Neoplasias do Sistema Nervoso Central (SNC) Apresentam características semelhantes a células da glia Histologicamente heterogêneas

4 Classificação Astrocitoma Pilocítico G1 Astrocitoma difuso G2 Astrocitoma Anaplásico G3 Glioblastoma Multiforme G4

5 Distribuição por Histologia CBTRUS 2011

6 Tumores rapidamente progressivos

7

8 Primário Secundário (de novo) Idade 56 anos 40 anos História préoperatória Razão homemmulher 1.7 meses 50 meses GBG 23 meses AA Mutações Amplificação EGFR, LOH 10q, deleção PTEN, deleção p16 Mutação p53, Superexpressão PDGFR, IDH-1

9 Grau e Curso Clínico Grau II: 5 anos (3-10) Grau III: 3 anos Grau IV: 1 ano

10 Apresentação Clínica Baixo Alto Grau Cefaléia % Deficit Motor % Alteração Cognitiva % Convulsão %

11 Tratamento - Histórico Cirurgia 3 a 4 meses Radioterapia Quimioterapia adjuvante Radio+ Quimio

12 Ressecção Sobrevida

13 Histórico Cirurgia 3-4 meses Radioterapia 7 a 12 meses Quimioterapia adjuvante Carmustina isolada PCV: procarbazina, lomustina,vincristina Radio+ Quimio

14 Cirurgia Radioterapia 3-4 meses 7-12 meses Quimioterapia adjuvante +2 meses; 46% em 1 ano Carmustina isolada PCV: procarbazina, lomustina,vincristina Radio+ Quimio

15 Temozolamida Agente alquilante oral --- apoptose Rápida absorção oral, sem metabolismo hepático Atinge alta concentração em Sistema Nervoso Central (SNC) Resistência: enzima MGMT (metilguanina-dna metil-transferase

16 Temozolamida Principal toxicidade: mielossupressão Neutropenia e linfopenia trombocitopenia Edema periférico Náuseas e vômitos, constipação Adinamia Cuidados durante o tratamento

17 NEJM 352: ; 2005

18

19

20

21 Cirurgia Radioterapia Quimioterapia adjuvante Carmustina isolada 3-4 meses 7-12 meses +2 meses; 46% 1 ano PCV: procarbazina, lomustina,vincristina Radio+ Quimio 14 meses; 26% em 2 anos versus 10%

22 MGMT metilada (= Inativa) Sobrevida Mediana 22 meses Sobrevida em 2 anos: 46%

23 Pseudoprogressão Piora radiológica aumento do volume da lesão e da área de captação de contraste, após o final do tratamento combinado Associada a Estabilidade ou mesmo deterioração clínica Em 20 a 40% dos pacientes

24 Pseudoprogressão Difícil avaliação clínica, mesmo com RM ou PET scan É fator prognóstico favorável

25

26

27 Radio e Quimio: 10% em 5 anos

28 O que fazer no paciente Idoso?

29 Idoso Várias séries mostram menor sobrevida Sub-tratamento

30 Tratamento no idoso Radioterapia Aumenta Sobrevida A quimioterapia concomitante se possível tem resultado semelhante ao encontrado em população mais jovem

31 Idoso Uso de Temozolamida isolada? Doença vascular cerebral Demência Necessidade de campo de radioterapia extenso Resposta de até 30% Menor dose de radioterapia, tempo abreviado

32 Atenção as comorbidades e a Reserva Funcional!

33 Convulsões Fadiga Disfunção cognitiva Trombose Venosa Profunda Em 30 a 40% dos pacientes

34 Doença em Progressão Sobrevida mediana 6 meses Reoperação e radioterapia em casos selecionados Quimioterapia Resposta de 5 a 30% Limitada por KPS e outros fatores

35 Doença em Progressão Irinotecano 125 mg/m2 (não EIAED anticonvulsivantes não indutores de P450 ) ou 340 mg/m2 ( EIAED ) Associado a Bevacizumab

36 Bevacizumab Anticorpo Monoclonal humanizado Alvo: Vacular Endothelial Growth Factor (VEGF) Ação anti-angiogênica

37 Bevacizumab Resposta de 50 a 60%, em geral rápida! Baixa toxicidade

38

39 O futuro

40

41 Mecanismos Superexpressão de fatores de crescimento Perda de controle do ciclo celular Desregulação de apoptose Instabilidade genômica Migração e invasão Angiogênese

42

43 Cilengitide Sorafenib Temsirolimus Erlotinib Imatinib Bortezomib Enzastaurina Talidomida...

44 Conclusões Progresso lento, mas constante e palpável Necessidade de tratamento multidisciplinar

45 Conclusões Quimioterapia é, definitivamente, uma modalidade ativa A seleção de pacientes pode se tornar importante (estratégia em novos estudos) Maior conhecimento novos mecanismos e novos alvos

46 Obrigado!

Quimioterapia no tratamento dos gliomas de alto grau: Há algo além do temodal?

Quimioterapia no tratamento dos gliomas de alto grau: Há algo além do temodal? Quimioterapia no tratamento dos gliomas de alto grau: Há algo além do temodal? Dr. Markus Gifoni Oncologista Clínico Instituto do Câncer do Ceará Fortaleza 31/05/2013 Informações importantes Dr. Markus

Leia mais

Jessé Marcos de Oliveira - Acadêmico 5º Período UFSJ

Jessé Marcos de Oliveira - Acadêmico 5º Período UFSJ Jessé Marcos de Oliveira - Acadêmico 5º Período UFSJ Tumores primários SNC 2% das neoplasias; 1ª -infância e 2ª -adultos jovens masculino; Os gliomassão os tumores primários mais frequentes; Nos EUA diagnosticados

Leia mais

Radioterapia de SNC no Câncer de Pulmão: Update Robson Ferrigno

Radioterapia de SNC no Câncer de Pulmão: Update Robson Ferrigno Situações especiais Radioterapia de SNC no Câncer de Pulmão: Update 2014 Robson Ferrigno Esta apresentação não tem qualquer Esta apresentação não tem qualquer conflito de interesse Metástases Cerebrais

Leia mais

Apresentação. Instituto Oncoclínicas

Apresentação. Instituto Oncoclínicas PÓS Destaques ASCO 2017 Apresentação A Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) foi fundada em 1964 e, desde então, tornou-se a principal organização voltada para profissionais que lidam diariamente

Leia mais

Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células

Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células Tratamento Sistêmico de Resgate no Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células Dr. Marcelo Rocha S. Cruz Oncologia Clínica Hospital São José São Paulo Índice Terapia de Manutenção: Quimioterapia Terapia de

Leia mais

TABELA DE PROCEDIMENTOS SUS

TABELA DE PROCEDIMENTOS SUS TABELA DE PROCEDIMENTOS SUS QUIMIOTERAPIA PALIATIVA: 03.04.02.015-0 - Quimioterapia Paliativa do Carcinoma de Nasofaringe avançado (estádio IV C ou doença recidivada) C11.0, C11.1, C11.2, C11.3, C11.8,

Leia mais

QuímioRadioterapia nos tumores de cabeça e pescoço. Guy Pedro Vieira

QuímioRadioterapia nos tumores de cabeça e pescoço. Guy Pedro Vieira diagnóstico: lesões na maioria das vezes, são facilmente: observáveis. avaliadas. palpáveis. biópsiadas. história natural da doença: quase sempre seguem um padrão escalonado bem definido de crescimento:

Leia mais

Módulo: Câncer de Rim Metastático

Módulo: Câncer de Rim Metastático Módulo: Câncer de Rim Metastático Caso 1 RKG, 54 anos, masculino Assintomático Hipertensão arterial e Diabetes controlados Lesão observada em USG de rotina Nov/2009: RM de abdômen a seguir... RKG, 54 anos,

Leia mais

Qual a melhor combinação de quimioterapia quando associada à radioterapia para tumores localmente avançados (pulmão)?

Qual a melhor combinação de quimioterapia quando associada à radioterapia para tumores localmente avançados (pulmão)? Qual a melhor combinação de quimioterapia quando associada à radioterapia para tumores localmente avançados (pulmão)? Dr. Ormando Campos Jr. Oncologista Clínico Conflito de Interesses Quimioterapia + Radioterapia.

Leia mais

10. Congresso Unimed de AUDITORIA EM SAÚDE. Curso Pré-Congresso Oncologia e MBE Bevacizumab no câncer de pulmão NPC

10. Congresso Unimed de AUDITORIA EM SAÚDE. Curso Pré-Congresso Oncologia e MBE Bevacizumab no câncer de pulmão NPC 10. Congresso Unimed de AUDITORIA EM SAÚDE Curso Pré-Congresso Oncologia e MBE Bevacizumab no câncer de pulmão NPC Declaração de Conflitos de interesse Oncologista Clínico sócio de Serviço de Oncologia

Leia mais

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES COM NEOPLASIA DE MAMA EM TRATAMENTO COM TRANSTUZUMABE EM HOSPITAL NO INTERIOR DE ALAGOAS

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES COM NEOPLASIA DE MAMA EM TRATAMENTO COM TRANSTUZUMABE EM HOSPITAL NO INTERIOR DE ALAGOAS PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES COM NEOPLASIA DE MAMA EM TRATAMENTO COM TRANSTUZUMABE EM HOSPITAL NO INTERIOR DE ALAGOAS Andreia Herculano da Silva Casa de Saúde e Maternidade Afra Barbosa Andreiah.silva@hotmail.com

Leia mais

Módulo: Câncer de Colo de Útero

Módulo: Câncer de Colo de Útero Módulo: Câncer de Colo de Útero Caso 1 TR, 32 anos, médica, sem comorbidades Paciente casada sem filhos Abril/13 Citologia Útero- Negativo para células neoplásicas Abril/14 - Citologia uterina- Lesão alto

Leia mais

Palavras-chave: Gliomas; IDH; Mutação; Diagnóstico; Tratamento; Prognóstico.

Palavras-chave: Gliomas; IDH; Mutação; Diagnóstico; Tratamento; Prognóstico. REVIEW ARTICLE GLIOMAS IDH-MUTADOS: REVISÃO SOBRE DIAGNÓSTICO, PROGNÓSTICO E TRATAMENTO Camila Gomes¹, Danielle Umbelina Borges de Carvalho¹, Felipe Carvalho Miranda de Lima¹, Virgílio Ribeiro Guedes².

Leia mais

Rodrigo de Morais Hanriot Radioterapeuta Sênior Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Rodrigo de Morais Hanriot Radioterapeuta Sênior Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital Alemão Oswaldo Cruz Os Trabalhos/Abstracts mais Relevantes em Câncer Ginecológico Rodrigo de Morais Hanriot Radioterapeuta Sênior Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital Alemão Oswaldo Cruz Índice Neoplasia endometrial

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Jônatas Catunda de Freitas

Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Jônatas Catunda de Freitas Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço Jônatas Catunda de Freitas Fortaleza 2010 Lesões raras, acometendo principalmente mandíbula e maxila Quadro clínico

Leia mais

Indicações de tratamento paliativo em pacientes oncológicos

Indicações de tratamento paliativo em pacientes oncológicos Indicações de tratamento paliativo em pacientes oncológicos Dra Ana Paula de O Ramos Setor de Cuidados Paliativos Disciplina de Clínica Médica UNIFESP/EPM 2009 O que é câncer??? Definição - câncer É uma

Leia mais

glioblastoma controvérsias Suzana M F Malheiros

glioblastoma controvérsias Suzana M F Malheiros glioblastoma controvérsias Suzana M F Malheiros Milestones in Neuro-Oncology Radiotherapy Lomustine Carmustine Approvals BCNU wafer TMZ for relapsed AA accelerated approval TMZ upfront for GBM Bevacizumab

Leia mais

Valéria Mika Massunaga Enfermeira do setor da Radioterapia do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Israelita Albert Einstein

Valéria Mika Massunaga Enfermeira do setor da Radioterapia do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Israelita Albert Einstein Câncer de pulmão Valéria Mika Massunaga Enfermeira do setor da Radioterapia do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Israelita Albert Einstein QUIMIOTERAPIA Introdução O câncer de pulmão é um dos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO QUIMIOTERAPIA EM CABEÇA E PESCOÇO UBIRANEI OLIVEIRA SILVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO QUIMIOTERAPIA EM CABEÇA E PESCOÇO UBIRANEI OLIVEIRA SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO QUIMIOTERAPIA EM CABEÇA E PESCOÇO UBIRANEI OLIVEIRA SILVA HISTÓRICO Dezembro 1945 (Bari/Itália) Gás mostarda Pós 2ª Guerra Mundial Cornelius Rhoads

Leia mais

Radioterapia e SBRT para doença oligometastática. Rodrigo Hanriot Radio-oncologista Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Radioterapia e SBRT para doença oligometastática. Rodrigo Hanriot Radio-oncologista Hospital Alemão Oswaldo Cruz Radioterapia e SBRT para doença oligometastática Rodrigo Hanriot Radio-oncologista Hospital Alemão Oswaldo Cruz Ca Cancer J Clin 2016;66(1)7 30 Incidência de câncer por sexo Ca Cancer J Clin 2016;66(1)7

Leia mais

Doença Localizada. Radioterapia exclusiva em estádios iniciais: quando indicar? Robson Ferrigno

Doença Localizada. Radioterapia exclusiva em estádios iniciais: quando indicar? Robson Ferrigno Doença Localizada Radioterapia exclusiva em estádios iniciais: quando indicar? Robson Ferrigno Esta apresentação não tem qualquer conflito Esta apresentação não tem qualquer conflito de interesse Câncer

Leia mais

Marcos Barbosa Serviço de Neurocirurgia CHUC Unidade Curricular Neurocirurgia FMUC

Marcos Barbosa Serviço de Neurocirurgia CHUC Unidade Curricular Neurocirurgia FMUC Marcos Barbosa Serviço de Neurocirurgia CHUC Unidade Curricular Neurocirurgia FMUC Epidemiologia 1,4% de todos os tumores (ACS) 2,4% das mortes por tumores (ACS) primitivos 14/100.000/ano (CBTRUS) 1/2

Leia mais

Protocolo de Preservação de Orgão em Câncer de Cabeça e Pescoço

Protocolo de Preservação de Orgão em Câncer de Cabeça e Pescoço Protocolo de Preservação de Orgão em Câncer de Cabeça e Pescoço Residência de Cirurgia de Cabeça e Pescoço Dr. Wendell Leite Tratamento utilizando radioterapia em fracionamentos não convencionais ou a

Leia mais

EMENTA: Utilização - Indicação - Fornecimento do Medicamento Temozolamida CONSULTA

EMENTA: Utilização - Indicação - Fornecimento do Medicamento Temozolamida CONSULTA PARECER Nº 2392/2012 CRM-PR PROCESSO CONSULTA N.º 41/2012 PROTOCOLO N. º 21582/2012 ASSUNTO: FORNECIMENTO DO MEDICAMENTO TEMOZOLAMIDA PARECERISTA: CONS. JOSÉ CLEMENTE LINHARES EMENTA: Utilização - Indicação

Leia mais

APRESENTAÇÃO E-PÔSTER DATA: 18/10/16 LOCAL: SALAS PRÉDIO IV

APRESENTAÇÃO E-PÔSTER DATA: 18/10/16 LOCAL: SALAS PRÉDIO IV APRESENTAÇÃO E-PÔSTER DATA: 18/10/16 LOCAL: SALAS PRÉDIO IV TÍTULO E-PÔSTER SALA PRÉDIO IV HORÁRIO GESTAÇÃO ECTÓPICA TUBÁRIA AVANÇADA UM RELATO DE CASO 200 12:00 HIPOVITAMINOSE D E SUAS CONSEQUÊNCIAS CARDIOVASCULARES

Leia mais

BIOLOGIA MOLECULAR EM ENDOCRINOLOGIA. Denise Pires de Carvalho Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho / UFRJ

BIOLOGIA MOLECULAR EM ENDOCRINOLOGIA. Denise Pires de Carvalho Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho / UFRJ BIOLOGIA MOLECULAR EM ENDOCRINOLOGIA Denise Pires de Carvalho Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho / UFRJ DNA Sequência de Nucleotídeos RNA Sequência de Nucleotídeos PROTEÍNA Sequência de Aminoácidos

Leia mais

CÂNCER DE PRÓSTATA CASTRAÇÃO RESISTENTE: OPÇÕES DISPONÍVEIS E MELHOR SEQUENCIAMENTO DANIEL DE CASTRO MONTEIRO ONCOLOGISTA CLÍNICO

CÂNCER DE PRÓSTATA CASTRAÇÃO RESISTENTE: OPÇÕES DISPONÍVEIS E MELHOR SEQUENCIAMENTO DANIEL DE CASTRO MONTEIRO ONCOLOGISTA CLÍNICO CÂNCER DE PRÓSTATA CASTRAÇÃO RESISTENTE: OPÇÕES DISPONÍVEIS E MELHOR SEQUENCIAMENTO DANIEL DE CASTRO MONTEIRO ONCOLOGISTA CLÍNICO Declaração sobre conflito de interesses De acordo com a Resolução 1595/2000

Leia mais

BIOLOGIA MOLECULAR EM ENDOCRINOLOGIA

BIOLOGIA MOLECULAR EM ENDOCRINOLOGIA BIOLOGIA MOLECULAR EM ENDOCRINOLOGIA Curso de Atualização em Endocrinologia 2017 Denise Pires de Carvalho Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho / UFRJ DNA Sequência de Nucleotídeos RNA Sequência de

Leia mais

Princípios gerais da ação de quimioterápicos citotóxicos

Princípios gerais da ação de quimioterápicos citotóxicos ANTINEOPLÁSICOS Princípios gerais da ação de quimioterápicos citotóxicos Os agentes citotóxicos atuam nas células em divisão O tumor não é homogêneo O tumor sólido divide-se em compartimentos Apenas a

Leia mais

Microambiente tumoral. Cristiane C. Bandeira A. Nimir

Microambiente tumoral. Cristiane C. Bandeira A. Nimir Microambiente tumoral Cristiane C. Bandeira A. Nimir cristiane@nimir.com.br PROGRESSÃO E AGRESSÃO TUMORAL CÉLULA NEOPLÁSICA: - Acúmulo de mutações CONTROLE DO CICLO CELULAR!! PROGRESSÃO E AGRESSÃO TUMORAL

Leia mais

Médico Neurocirurgia Geral

Médico Neurocirurgia Geral Médico Neurocirurgia Geral Caderno de Questões Prova Discursiva 2015 01 Homem de 40 anos de idade procura a emergência de um hospital com dor irradiada incapacitante para o membro inferior direito após

Leia mais

câncer de esôfago e estômago Quais os melhores esquemas?

câncer de esôfago e estômago Quais os melhores esquemas? Tratamento combinado em câncer de esôfago e estômago Quais os melhores esquemas? Dr. André Sasse Oncologista Clínico sasse@cevon.com.br Centro de Evidências em Oncologia HC UNICAMP Centro de Evidências

Leia mais

Avastin (bevacizumabe) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Solução injetável 25 mg/ml 4 ml e 16 ml

Avastin (bevacizumabe) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Solução injetável 25 mg/ml 4 ml e 16 ml Avastin (bevacizumabe) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Solução injetável 25 mg/ml 4 ml e 16 ml Avastin bevacizumabe Roche Antineoplásico APRESENTAÇÕES Solução para diluição para infusão. Caixa

Leia mais

Câncer de Pulmão Pequenas Células. Clarissa Mathias Núcleo de Oncologia da Bahia Hospital Português

Câncer de Pulmão Pequenas Células. Clarissa Mathias Núcleo de Oncologia da Bahia Hospital Português Câncer de Pulmão Pequenas Células Clarissa Mathias Núcleo de Oncologia da Bahia Hospital Português Categorias de Potencial Conflito de Interesse Patrocínio de transporte e/ou hospedagem em Congressos Indústria(s)

Leia mais

Infecções por Gram Positivos multirresistentes em Pediatria

Infecções por Gram Positivos multirresistentes em Pediatria Infecções por Gram Positivos multirresistentes em Pediatria FABIANE SCALABRINI PINTO JUNHO DE 2017 Principais tópicos Importância dos Gram positivos nas infecções pediátricas Fatores relacionados à resistência

Leia mais

CÂNCER COLORRETAL METASTÁTICO: tratamento com medicamentos biológicos (anticorpos monoclonais) - Bevacizumabe

CÂNCER COLORRETAL METASTÁTICO: tratamento com medicamentos biológicos (anticorpos monoclonais) - Bevacizumabe CÂNCER COLORRETAL METASTÁTICO: tratamento com medicamentos biológicos (anticorpos monoclonais) - Bevacizumabe Silvinato Almeida [Digite o nome da empresa] [Escolha a data] 2 CÂNCER COLORRETAL METASTÁTICO:

Leia mais

Imagem da Semana: Ressonância magnética (RM) Imagem 01. Ressonância Nuclear Magnética (RM) de crânio, corte axial, ponderada em T1, sem contraste.

Imagem da Semana: Ressonância magnética (RM) Imagem 01. Ressonância Nuclear Magnética (RM) de crânio, corte axial, ponderada em T1, sem contraste. Imagem da Semana: Ressonância magnética (RM) Imagem 01. Ressonância Nuclear Magnética (RM) de crânio, corte axial, ponderada em T1, sem contraste. Imagem 02: Detalhe de Ressonância Nuclear Magnética (RM)

Leia mais

Atividade dos Inibidores de Checkpoints Imunológicos nas Metástases Cerebrais

Atividade dos Inibidores de Checkpoints Imunológicos nas Metástases Cerebrais II Simpósio Internacional de Imuno-Oncologia Atividade dos Inibidores de Checkpoints Imunológicos nas Metástases Cerebrais Carolina Kawamura Haddad Oncologista Clínica Declaração de conflitos de interesse

Leia mais

NEOPLASIA. Bruno Almeida Costa S4 Membro da Liga do Câncer - UFC

NEOPLASIA. Bruno Almeida Costa S4 Membro da Liga do Câncer - UFC NEOPLASIA Bruno Almeida Costa S4 Membro da Liga do Câncer - UFC Princípios básicos Neoplasia = crescimento novo Desregulação Irreversibilidade Monoclonalidade: Ex: G6PD, receptor de androgênio, cadeia

Leia mais

Diferenças no Tratamento do Câncer entre o SUS e a Saúde Suplementar. Dra Karina Costa Maia Vianna Oncologista Clínica- Hospital de Clínicas- UFPR

Diferenças no Tratamento do Câncer entre o SUS e a Saúde Suplementar. Dra Karina Costa Maia Vianna Oncologista Clínica- Hospital de Clínicas- UFPR Diferenças no Tratamento do Câncer entre o SUS e a Saúde Suplementar Dra Karina Costa Maia Vianna Oncologista Clínica- Hospital de Clínicas- UFPR Conjunto de mais de 100 tipos diferentes de doenças Crescimento

Leia mais

Lesão neurológica pós-bloqueio periférico: qual a conduta?

Lesão neurológica pós-bloqueio periférico: qual a conduta? Lesão neurológica pós-bloqueio periférico: qual a conduta? Profa Dra Eliana Marisa Ganem CET/SBA do Depto. de Anestesiologia Faculdade de Medicina de Botucatu UNESP BNP - 50.233 lesão neurológica - 12

Leia mais

Estamos Tratando Adequadamente as Urgências em Radioterapia?

Estamos Tratando Adequadamente as Urgências em Radioterapia? Estamos Tratando Adequadamente as Urgências em Radioterapia? Autores Alice de Campos Ana Carolina Rezende Icaro T. Carvalho Heloisa A. Carvalho Alice de Campos Residente HCFMUSP INTRODUÇÃO Urgências em

Leia mais

Indicações e passo-a-passo para realização de SBRT

Indicações e passo-a-passo para realização de SBRT Indicações e passo-a-passo para realização de SBRT Heloisa de Andrade Carvalho heloisa.carvalho@hc.fm.usp.br heloisa.carvalho@hsl.org.br SBRT O que é? Porquê? Para quê? Passo-a-passo SBRT O que é? Stereotactic

Leia mais

Radioterapia baseada em evidência no tratamento adjuvante do Câncer de Endométrio: RT externa e/ou braquiterapia de fundo vaginal

Radioterapia baseada em evidência no tratamento adjuvante do Câncer de Endométrio: RT externa e/ou braquiterapia de fundo vaginal Radioterapia baseada em evidência no tratamento adjuvante do Câncer de Endométrio: RT externa e/ou braquiterapia de fundo vaginal Paulo Eduardo Novaes, MD, PhD Departamento de Radioterapia Hospital AC

Leia mais

TUMOR DO TESTÍCULO E INFERTILIDADE. Rui Amorim Serviço Urologia - CHVN Gaia/Espinho

TUMOR DO TESTÍCULO E INFERTILIDADE. Rui Amorim Serviço Urologia - CHVN Gaia/Espinho Rui Amorim Serviço Urologia - CHVN Gaia/Espinho TUMOR DO TESTÍCULO 10 / 100 000 homens entre os 20 e os 54 anos aumento da incidência nas últimas décadas Neoplasia sólida mais comum nos homens entre os

Leia mais

Tratamento adjuvante sistêmico (como decidir)

Tratamento adjuvante sistêmico (como decidir) Tópicos atuais em câncer de mama Tratamento adjuvante sistêmico (como decidir) Dr. André Sasse Oncologista Clínico sasse@cevon.com.br Centro de Evidências em Oncologia HC UNICAMP Centro de Evidências em

Leia mais

HOSPITAL INFANTIL ALBERT SABIN - CE

HOSPITAL INFANTIL ALBERT SABIN - CE PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Título da Pesquisa: Ensaio Clínico de Ácido Valpróico com Quimioterapia e Radioterapia para Pacientes com Glioma Intrínseco Difuso de Ponte na

Leia mais

CÂNCER DE PULMÃO NÃO PEQUENAS CÉLULAS

CÂNCER DE PULMÃO NÃO PEQUENAS CÉLULAS II CURSO DE DE BIOLOGIA MOLECULAR 27 DE AGOSTO DE 2011 CÂNCER DE PULMÃO NÃO PEQUENAS CÉLULAS Clarissa Baldotto xxx O MARCO MOLECULAR xxx O QUE O CLÍNICO PRECISA SABER? IDENTIFICAR UM ALVO DE ONCOGÊNESE

Leia mais

TEMA: Temozolomida para tratamento de glioblastoma multiforme

TEMA: Temozolomida para tratamento de glioblastoma multiforme NOTA TÉCNICA 256/2013 Solicitante Dr. Carlos Renato de Oliveira Corrêa Juiz de Direito São Domingos do Prata Data: 19/12/2013 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Processo número: 0610.13.002372-0

Leia mais

Paris, 22 de outubro de 2007

Paris, 22 de outubro de 2007 Paris, 22 de outubro de 2007 Taxotere recebe parecer positivo do Comitê de Produtos Médicos para Uso Humano (CHMP), que recomenda aprovação na União Européia para o tratamento de indução de câncer de cabeça

Leia mais

EFEITOS BIOLÓGICOS DAS RADIAÇÕES IONIZANTES

EFEITOS BIOLÓGICOS DAS RADIAÇÕES IONIZANTES A radiação perde energia para o meio provocando ionizações Os átomos ionizados podem gerar: Alterações moleculares Danos em órgãos ou tecidos Manifestação de efeitos biológicos 1 MECANISMOS DE AÇÃO Possibilidades

Leia mais

Epilepsia.! Causas prováveis:! infarto cerebral! tumor! infecção! trauma! doença degenerativa

Epilepsia.! Causas prováveis:! infarto cerebral! tumor! infecção! trauma! doença degenerativa Anticonvulsivantes Epilepsia! Transtorno neurológico crônico que atinge 0,5 1% da população.! Caracterizada por crises súbitas e espontâneas associadas à descarga anormal, excessiva e transitória de células

Leia mais

SERGIO VRANJAC. Astrocitoma pilocítico: analise clínica dos pacientes. pediátricos acompanhados na Santa Casa de Misericórdia de. São Paulo.

SERGIO VRANJAC. Astrocitoma pilocítico: analise clínica dos pacientes. pediátricos acompanhados na Santa Casa de Misericórdia de. São Paulo. SERGIO VRANJAC Astrocitoma pilocítico: analise clínica dos pacientes pediátricos acompanhados na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. DIssertação apresentada ao Curso de Pós-Graduação da Faculdade

Leia mais

EXCLUSIVAMENTE PARA ADMINISTRAÇÃO INTRAVENOSA

EXCLUSIVAMENTE PARA ADMINISTRAÇÃO INTRAVENOSA CDS22MAR13 ALIMTA pemetrexede dissódico D.C.B. 06898 APRESENTAÇÕES ALIMTA é apresentado na forma de pó estéril liofilizado para uso intravenoso, em frascos de vidro incolor tipo I, contendo pemetrexede

Leia mais

TEMA: Temozolomida para tratamento de glioblastoma multiforme

TEMA: Temozolomida para tratamento de glioblastoma multiforme NOTA TÉCNICA 2014 Solicitante Dr. Renato Martins Prates Juiz Federal da 8ª Vara Data: 19/02/2014 Medicamento X Material Procedimento Cobertura TEMA: Temozolomida para tratamento de glioblastoma multiforme

Leia mais

CIMaher. (nimotuzumabe)

CIMaher. (nimotuzumabe) CIMaher (nimotuzumabe) Bula para paciente Solução injetável 50 mg CIMAher nimotuzumabe Solução injetável FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Embalagens com 1, 4 ou 24 frascos-ampola de 10 ml contendo

Leia mais

Sarcomas de partes moles do adulto Estudo Populacional/Institucional Regiões do Alentejo e Algarve

Sarcomas de partes moles do adulto Estudo Populacional/Institucional Regiões do Alentejo e Algarve Sarcomas de partes moles do adulto Estudo Populacional/Institucional Regiões do Alentejo e Algarve Jornadas do ROR Sul Teresa Alexandre Oncologia Médica IPO Lisboa 17 Fevereiro 2016 Introdução Sarcomas

Leia mais

Câncer de Endométrio Hereditário

Câncer de Endométrio Hereditário Disciplina de Cirurgia Geral e do Aparelho Digestivo Coordenador do Serviço de Cirurgia Oncológica I Disciplina Eletiva de Fundamentos da Cirurgia Oncológica Professor Afiliado Abner Jorge Jácome Barrozo

Leia mais

Os cinco trabalhos mais relevantes dos anos de na área de câncer de pulmão:radioterapia

Os cinco trabalhos mais relevantes dos anos de na área de câncer de pulmão:radioterapia Os cinco trabalhos mais relevantes dos anos de 2009-2011 na área de câncer de pulmão:radioterapia Rodrigo de Morais Hanriot Radioterapeuta HIAE e HAOC Índice Carcinoma de pulmão não pequenas células Carcinoma

Leia mais

Franciele Kipper e Andrew Silva III Curso de Sinalização Celular no Câncer

Franciele Kipper e Andrew Silva III Curso de Sinalização Celular no Câncer Franciele Kipper e Andrew Silva III Curso de Sinalização Celular no Câncer É possível que um deles correlacione com a resposta clínica? Qual deles mimetiza melhor os efeitos encontrados na clínica? Quanto

Leia mais

Classificação. Acidente Vascular Cerebral Isquêmico(AVCI) * Ataque Isquêmico Transitório(AIT)

Classificação. Acidente Vascular Cerebral Isquêmico(AVCI) * Ataque Isquêmico Transitório(AIT) Franciglecia Lopes Definição É um déficit neurológico, geralmente focal, de instalação súbita ou com rápida evolução, sem outra causa aparente que não vascular, com duração maior que 24 horas, ou menor,

Leia mais

PAULO MARCELO GEHM HOFF EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO CLÍNICO DO CÂNCER DE CÓLON E RETO

PAULO MARCELO GEHM HOFF EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO CLÍNICO DO CÂNCER DE CÓLON E RETO PAULO MARCELO GEHM HOFF EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO CLÍNICO DO CÂNCER DE CÓLON E RETO TESE APRESENTADA À ACADEMIA NACIONAL DE MEDICINA PARA CONCORRER À CADEIRA NÚMERO 58, SECÇÃO DE MEDICINA, PATRONÍMICA DE

Leia mais

Transplante de Fígado em Tumores

Transplante de Fígado em Tumores Departamento de Cirurgia Santa Casa de Misericórdia de São Paulo Transplante de Fígado em Tumores TRANSPLANTES - SANTA CASA TUMORES MALIGNOS DO FÍGADO Curativo TRATAMENTO - transplante - ressecção Paliativo

Leia mais

Antineoplásicos de uso oral

Antineoplásicos de uso oral Antineoplásicos de uso oral ABIRATERONA, ACETATO DE Metastático resistente à castraçăo em homens que receberam quimioterapia prévia ANASTROZOL Principais indicações por medicamento Adjuvante na pós-menopausa

Leia mais

Curso Online Pré-internato Casos Clínicos

Curso Online Pré-internato Casos Clínicos Curso Online Pré-internato Casos Clínicos 2 Redução articular dos espaços do carpo com erosões e deformidades ósseas de forma bilateral e simétrica Discussão do caso: A artrite reumatóide (AR) é uma doença

Leia mais

SEÇÃO 1 IMPORTÂNCIA DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E DE SUA PREVENÇÃO

SEÇÃO 1 IMPORTÂNCIA DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E DE SUA PREVENÇÃO SEÇÃO 1 Capítulo 1 IMPORTÂNCIA DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E DE SUA PREVENÇÃO 1 Epidemiologia da prevenção do acidente vascular cerebral e urgência do tratamento 2 Introdução / 2 Incidência e prevalência

Leia mais

doença Sem especificação de fase da doença Sem especificação de fase da doença Estágios avançados Linfomas Mama Micose Fungóide

doença Sem especificação de fase da doença Sem especificação de fase da doença Estágios avançados Linfomas Mama Micose Fungóide SUBSTÂNCIA LOCALIZAÇÃO INDICAÇÃO Acetato de Abiraterona Anastrozol Bicalutamida Bussulfano Metastático resistente à castração em homens que receberam quimioterapia prévia com docetaxel Adjuvante na pós-menopausa

Leia mais

XVIII Reunião Clínico - Radiológica Dr. RosalinoDalazen.

XVIII Reunião Clínico - Radiológica Dr. RosalinoDalazen. XVIII Reunião Clínico - Radiológica Dr. RosalinoDalazen www.digimaxdiagnostico.com.br Caso Clínico Identificação: J.S.O. Paciente do sexo feminino. 24 anos. Caso Clínico Quadro Clínico: -HDA: - Cervicodorsalgia

Leia mais

Tratamento de glioma de alto grau: temozolomida ou nitrosuréias

Tratamento de glioma de alto grau: temozolomida ou nitrosuréias Tratamento de glioma de alto grau: temozolomida ou nitrosuréias Julho / 2011 Elaboração: Silvana Márcia Bruschi Kelles (NATS HC/UFMG) Revisão Técnica: Carlos Faria Santos Amaral (NATS HC/UFMG) Declaração

Leia mais

Braquiterapia Ginecológica

Braquiterapia Ginecológica Braquiterapia Ginecológica Indicações e recomendações clínicas American Brachytherapy Society (ABS) European Society for Radiotherapy & Oncology (GEC-ESTRO) Rejane Carolina Franco Hospital Erasto Gaertner-

Leia mais

O estado da arte da radioterapia em pacientes idosas com tumores de mama iniciais

O estado da arte da radioterapia em pacientes idosas com tumores de mama iniciais XVII CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE RADIOTERAPIA Encontro de Residentes em Radioterapia da SBRT O estado da arte da radioterapia em pacientes idosas com tumores de mama iniciais Arthur Bom Queiroz

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) O Código de Ética Médica estabelece princípios vedados aos médicos relacionados à auditoria e perícia médica. Em relação a esses princípios, informe se é verdadeiro (V)

Leia mais

TratamentoAtual do Seminoma de Testículo

TratamentoAtual do Seminoma de Testículo TratamentoAtual do Seminoma de Testículo Fábio A. B. Schütz Centro Oncológico Antônio Ermírio de Moraes São Paulo, SP Declaração sobre Conflito de Interesses De acordo com a Resolução 1595 / 2000 do Conselho

Leia mais

Radioterapia estereotática extracraniana (SBRT) nos tumores iniciais de pulmão: INDICAÇÕES E RESULTADOS

Radioterapia estereotática extracraniana (SBRT) nos tumores iniciais de pulmão: INDICAÇÕES E RESULTADOS Radioterapia estereotática extracraniana (SBRT) nos tumores iniciais de pulmão: INDICAÇÕES E RESULTADOS Gabriela S. Moreira de Siqueira gsmsmed@hotmail.com Curitiba, 2012 Mais de 27 mil novos casos em

Leia mais

Modelo de Bula ao Paciente RDC 47/09

Modelo de Bula ao Paciente RDC 47/09 ATRED pemetrexede dissódico Pó liófilo solução injetável 100 mg ou 500 mg APRESENTAÇÕES Pó liofilizado para solução injetável contendo pemetrexede dissódico 2,5 hidratado equivalente a 100 mg de pemetrexede

Leia mais

Aluna: Bianca Doimo Sousa Orientador: Prof. Dr. Jaques Waisberg. Hospital do Servidor Público Estadual

Aluna: Bianca Doimo Sousa Orientador: Prof. Dr. Jaques Waisberg. Hospital do Servidor Público Estadual Hospital do Servidor Público Estadual Programa de Iniciação Científica em Gastroenterologia Cirúrgica EXPRESSÃO IMUNO-HISTOQUÍMICA DO RECEPTOR DE FATOR DE CRESCIMENTO EPIDÉRMICO (EGFR) NO CARCINOMA COLORRETAL:

Leia mais

4ª Reunião do GT de Oncologia. Projeto OncoRede

4ª Reunião do GT de Oncologia. Projeto OncoRede 4ª Reunião do GT de Oncologia Projeto OncoRede Clique para editar o nome do autor Clique para editar o cargo do autor Rio de Janeiro, 02 de Setembro de 2016 Clique para editar local e data Pauta da 4ª

Leia mais

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PACIENTES PARA REIRRADIAÇÃO DE TUMORES DE CABEÇA E PESCOÇO

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PACIENTES PARA REIRRADIAÇÃO DE TUMORES DE CABEÇA E PESCOÇO CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PACIENTES PARA REIRRADIAÇÃO DE TUMORES DE CABEÇA E PESCOÇO Pollyanna d Ávila Leite Thiago Jardim Arruda Maria Carolina Silva Thaís Nogueira Souza Felipe Erlich Célia Pais Viegas

Leia mais

Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Angiogénese na Saúde e na Doença

Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Angiogénese na Saúde e na Doença Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Biopatologia (7ª aula desgravada) Angiogénese na Saúde e na Doença Aula leccionada por: Prof. Fernando Schimtt 23/10/2006 Nesta aula vamos estudar um dos

Leia mais

Unidade I Neurociência básica. Divisão do sistema nervoso: Citologia e histologia.

Unidade I Neurociência básica. Divisão do sistema nervoso: Citologia e histologia. Unidade I Neurociência básica. Divisão do sistema nervoso: Citologia e histologia. Prof a : Norma M. S. Franco Organizador: André Mendonça I - Divisão anatômica do Sistema Nervoso. Cérebro Telencéfalo

Leia mais

BEVACIZUMABE PARA GLIOBLASTOMA MULTIFORME SOLICITANTE : Des. Estevão Lucchesi. NÚMERO DO PROCESSO: 1.0145.15.003244-2/001

BEVACIZUMABE PARA GLIOBLASTOMA MULTIFORME SOLICITANTE : Des. Estevão Lucchesi. NÚMERO DO PROCESSO: 1.0145.15.003244-2/001 13/03/2015 NT 06/2015 BEVACIZUMABE PARA GLIOBLASTOMA MULTIFORME SOLICITANTE : Des. Estevão Lucchesi. NÚMERO DO PROCESSO: 1.0145.15.003244-2/001 SOLICITAÇÃO/ CASO CLÍNICO De: Gabinete Desembargador Estêvão

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO Temozolomida Sandoz 5 mg cápsulas 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada cápsula contém 5 mg de temozolomida. Excipiente

Leia mais

Tipos de tumores cerebrais

Tipos de tumores cerebrais Tumores Cerebrais: entenda mais sobre os sintomas e tratamentos Os doutores Calil Darzé Neto e Rodrigo Adry explicam sobre os tipos de tumores cerebrais. CONTEÚDO HOMOLOGADO "Os tumores cerebrais, originados

Leia mais

RAFAEL HENRIQUE DOS SANTOS. Fortaleza, 02 de maio de 2016.

RAFAEL HENRIQUE DOS SANTOS. Fortaleza, 02 de maio de 2016. RAFAEL HENRIQUE DOS SANTOS Fortaleza, 02 de maio de 2016. HEPATÓCITOS EPITÉLIO DOS DUCTOS DILIARES TECIDO MESENQUIMAL HIPOTRANSPARENTE HIPERTRANSPARENTE HIPODENSA ISODENSA HIPERDENSA HIPOECOICA ISOECOICA

Leia mais

Qual é o papel da ressecção ou da radiocirurgia em pacientes com múltiplas metástases? Janio Nogueira

Qual é o papel da ressecção ou da radiocirurgia em pacientes com múltiplas metástases? Janio Nogueira Qual é o papel da ressecção ou da radiocirurgia em pacientes com múltiplas metástases? Janio Nogueira METÁSTASES CEREBRAIS INTRODUÇÃO O SIMPLES DIAGNÓSTICO DE METÁSTASE CEREBRAL JÁ PREDIZ UM POBRE PROGNÓSTICO.

Leia mais

MENINGIOMA VS LESÃO SECUNDÁRIA

MENINGIOMA VS LESÃO SECUNDÁRIA MENINGIOMA VS LESÃO SECUNDÁRIA Joana Martins Fialho 28-9-13 Sessão Científica Espectroscopia por RM Espectroscopia Método analítico utilizado na Química que permite a identificação e quantificação de metabolitos,

Leia mais

17-06-2016 1/2 Info Saude

17-06-2016 1/2 Info Saude 17-06-2016 1/2 Info Saude Cancro do fígado O cancro do fígado, também denominado carcinoma hepatocelular, é um dos tumores mais frequentes no mundo, com aproximadamente 1 milhão de novos casos registados

Leia mais

NÓDULO PULMONAR SOLITÁRIO

NÓDULO PULMONAR SOLITÁRIO Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Medicina Hospital São Lucas SERVIÇO DE CIRURGIA TORÁCICA José Antônio de Figueiredo Pinto DEFINIÇÃO Lesão arredondada, menor que 3.0 cm

Leia mais

Imagem da Semana: Ressonância magnética (RM)

Imagem da Semana: Ressonância magnética (RM) Imagem da Semana: Ressonância magnética (RM) Imagem 01. Tomografia computadorizada (TC) de crânio sem contraste, corte transversal. Imagem 02: TC de crânio, corte transversal, realizada cinco dias após

Leia mais

MÉTODOS AVANÇADOS DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DE CRÂNIO NA DIFERENCIAÇÃO ENTRE RADIONECROSE E RECIDIVA TUMORAL

MÉTODOS AVANÇADOS DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DE CRÂNIO NA DIFERENCIAÇÃO ENTRE RADIONECROSE E RECIDIVA TUMORAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA: CIÊNCIAS MÉDICAS MÉTODOS AVANÇADOS DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DE CRÂNIO NA DIFERENCIAÇÃO ENTRE RADIONECROSE

Leia mais

CARCINOMA DE CÉLULAS RENAIS DESAFIO TERAPÊUTICO

CARCINOMA DE CÉLULAS RENAIS DESAFIO TERAPÊUTICO CARCINOMA DE CÉLULAS RENAIS DESAFIO TERAPÊUTICO Curso de RIM 20 de Setembro de 2014 Gabriela Sousa Identificação Doente Data nascimento: 1949(58 anos à data do diagnóstico) Casada,aviverapenascomomarido

Leia mais

Turma(s): A11, A12, A13, A14, A21, A22, A23, A24, B11, B12, B13, B14, B21, B22, B23, B24

Turma(s): A11, A12, A13, A14, A21, A22, A23, A24, B11, B12, B13, B14, B21, B22, B23, B24 AULA n.º: 1 Dia 27-09-2016 das 14:00 às 17:00 Ana Leonor Alves Ribeiro Apresentação: disciplina, docente, avaliação, programa, bibliografia. I - FARMACOLOGIA GERAL: 1. PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA FARMACOLOGIA

Leia mais

Caracterização de lesões Nódulos Hepá8cos. Aula Prá8ca Abdome 2

Caracterização de lesões Nódulos Hepá8cos. Aula Prá8ca Abdome 2 Caracterização de lesões Nódulos Hepá8cos Aula Prá8ca Abdome 2 Obje8vos Qual a importância da caracterização de lesões através de exames de imagem? Como podemos caracterizar nódulos hepá8cos? Revisar os

Leia mais

parte 1 estratégia básica e introdução à patologia... 27

parte 1 estratégia básica e introdução à patologia... 27 Sumário parte 1 estratégia básica e introdução à patologia... 27 1 Terapêutica: estratégia geral... 29 terminologia de doenças... 29 História do caso... 34 Disposição do fármaco... 39 Seleção do fármaco...

Leia mais

Imagem da Semana: Ressonância magnética (RM)

Imagem da Semana: Ressonância magnética (RM) Imagem da Semana: Ressonância magnética (RM) Imagem 01. Ressonância Magnética de abdome ponderada em T1 após injeção do contraste, em fase arterial. Imagem 02. Ressonância Magnética de abdome ponderada

Leia mais

REVISITANDO A SÍNDROME DE NELSON. Sthefanie Giovanna Pallone Orientador: Dr. Cesar Luiz Boguszewski

REVISITANDO A SÍNDROME DE NELSON. Sthefanie Giovanna Pallone Orientador: Dr. Cesar Luiz Boguszewski REVISITANDO A SÍNDROME DE NELSON Sthefanie Giovanna Pallone Orientador: Dr. Cesar Luiz Boguszewski Junho 2015 Introdução Tratamento da Doença de Cushing Cirurgia Transesfenoidal (remissão 70%-90%) Radioterapia

Leia mais

TEMA: SORAFENIBE NO TRATAMENTO DO CÂNCER HEPATOCELULAR EM PACIENTE VIRGEM DE TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO

TEMA: SORAFENIBE NO TRATAMENTO DO CÂNCER HEPATOCELULAR EM PACIENTE VIRGEM DE TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO NT 13/2013 Solicitante: Ilmo Dr Alyrio Ramos Desembargador da 8ª Câm. Cível - TJMG Numeração: 1.0000.13.008425-4/000 Data: 09/02/2013 Medicamento X Material Procedimento Cobertura TEMA: SORAFENIBE NO TRATAMENTO

Leia mais

O estado da arte da braquiterapia de mama. Camila Zerbini Residente 3º ano

O estado da arte da braquiterapia de mama. Camila Zerbini Residente 3º ano O estado da arte da braquiterapia de mama Camila Zerbini Residente 3º ano Histórico Tumores iniciais de mama Cirurgia conservadora Irradiação de toda a mama (ITM) Early Breast Cancer Trialists Collaborative

Leia mais

CÂNCER DE COLON. Prof. Dr. Erasmo Benicio Santos de Moraes Trindade

CÂNCER DE COLON. Prof. Dr. Erasmo Benicio Santos de Moraes Trindade CÂNCER DE COLON Prof. Dr. Erasmo Benicio Santos de Moraes Trindade 1. Definição É um conjunto de doenças caracterizado pelo progressivo acúmulo de mutações no genoma de uma célula. Estas mutações conduzem

Leia mais