PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Material Terrestre MMT ESTRUTURA DA PROVA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Material Terrestre MMT ESTRUTURA DA PROVA"

Transcrição

1 PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Material Terrestre MMT ESTRUTURA DA PROVA Disciplina Motores Sistemas Auto Electricidade Auto Oficinas Máquinas e Ferramentas Capítulo Nº de questões a sair no Teste CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Motores 01 - Funcionamento de um motor monocilíndrico de 4 tempos a Gasolina. - Classificação dos motores - Órgãos fundamentais do motor - Terminologia usada no estudo do motor - Cilindradas e relações volumétricas - Classificação dos motores quanto à forma ou dimensões dos cilindros - A lógica de funcionamento Ciclo de 4 Tempos - Ciclo teórico de funcionamento do motor - Ciclo prático de funcionamento do motor - Estudo comparado dos ciclos de funcionamento Motores policilindricos a 4 tempos - Necessidade de associação de vários cilindros - Gráficos e diagramas de funcionamento do motor a 4 tempos policilíndricos Pág. 1 de 8

2 - Resolução de exercícios e análise dos respectivos diagramas Partes constituintes de um motor - Órgãos fixos do motor - Órgãos móveis do motor - Concepção e funções específicas dos referidos órgãos sua detecção e acção correctiva 02 - Sistema de distribuição e sistema de lubrificação. Sistema de distribuição - Necessidade da coordenação com os cilindros - Tipos de sistemas de distribuição - Funcionamento dos diversos tipos - Vantagens e inconvenientes - Tipos de comandos de distribuição - Vantagens e inconvenientes - Veio de excêntricos, concepção e função - Diversos tipos de válvulas, concepção e constituição - Folga das válvulas e afinação - Vários processos de afinação das válvulas - Disposição das válvulas no motor - Determinação da ordem de explosão do sistema de distribuição sua detecção e correcção Sistema de lubrificação - Principais partes a lubrificar - Características dos óleos - Constituição do sistema - Tipos de sistemas e funcionamento - Tipos de bombas de óleo e funcionamento - Constituição dos vários tipos de bombas - Válvula de descarga e seu funcionamento - Tipos de filtragem e funcionamento de cada um deles - Diferenças existentes - Avarias frequentes detecção e correcção 03 - Sistema de refrigeração, sistema de alimentação, carburação e sobrealimentação. Sistema de refrigeração - Diferenças fundamentais entre eles - Constituição dos vários sistemas - Vantagens e desvantagens em relação à constituição - Tipos de refrigeração por líquido - Funcionamento e diferenças - Bomba de água sua constituição e funcionamento Pág. 2 de 8

3 - Termóstato funcionamento e verificação do seu estado - Funcionamento do ventilador - Cuidados a ter com o sistema de refrigeração - Avarias frequentes detecção e correcção - Sistema de refrigeração por ar, vantagens e desvantagens Sistema de alimentação - Noções gerais sobre gasolinas - Detonação versus auto-inflamação - Distribuição da energia gerada pelo motor - Tipos de sistemas de alimentação clássicos - Constituição de cada tipo - Diferenças entre eles - Bombas de alimentação mecânicas e eléctricas - Diversos tipos de filtros, diferenças entre eles Carburação - Função de cada parte constituinte - Tipos de carburadores - Princípio de funcionamento - Mistura pobre, ideal e rica - Vantagens e desvantagens sua detecção e correcção Sobrealimentação - Sobrealimentação, sua finalidade e características principais - Tipos ou formas de sobrealimentação mais utilizadas nos motores de viaturas automóveis - Escape, constituição e funcionamento - Catalisador, composição e funcionamento - Sonda lambda, sua finalidade e função - Detecção e correcção de avarias 04 - Motor diesel. - Elementos que constituem o motor diesel - Diferenças em relação ao motor à gasolina - Tipos de motores diesel - Ciclo diesel - Estudo comparado deste tipo de motor com o motor de explosão - Diferenças fundamentais - Vantagens e desvantagens - Tipos de sistema de injecção dos motores diesel - Filtros Pág. 3 de 8

4 - Purga e sangria do sistema - Cuidados a ter - Avarias frequentes detecção e correcção - Sistema de injecção. - Alimentação por injecção: monoponto e multiponto - Composição e funcionamento, vantagens e desvantagens - Vários tipos de sistemas de injecção K, L, LH jetronic e MOTRONIC Sistemas Auto 01 - Quadro, suspensão, embraiagem e segurança automóvel. Quadro - Tipos de quadros - Qualidades - Carroçarias - Processos de apoio dos órgãos mecânicos - Noção de chassis Segurança automóvel - Segurança passiva - Segurança activa Suspensão - Principais elementos constituintes da suspensão: - Molas - Amortecedores - Elementos de ligação - Barra estabilizadora - Tipos de suspensão: - Eixo rígido - Rodas independentes Embraiagem - Constituição e funcionamento - Tipos de embraiagens: - Fricção - Automáticas - Tipos de comandos da embraiagem: - Mecânico - Hidráulico - Electromecânico - Cuidados a ter com as embraiagens Pág. 4 de 8

5 02 - Caixa de velocidades, veios, semi-eixos e juntas deformáveis, grupo cónico e diferencial. - Caixa de Velocidades - Conceito de multiplicação/desmultiplicação e de carretos mandantes e mandados - Tipos de engrenagens - Composição e funcionamento das caixas de velocidades - Tipos de caixas de velocidades: - Automáticas - Não automáticas - Vantagens/desvantagens dos dois tipos de caixas - Caixa de redutoras: Tipos, composição e funcionamento - Cuidados a ter com as caixas de velocidades Veios, Semi-Eixos e Juntas Deformáveis - Tipos, características, funcionamento e montagens de veios de transmissão e semieixos - Rolamentos de apoio dos semi-eixos - Tipos e características das juntas de articulação (discos flexíveis, universais e homocinéticas) - Tipos e características de lubrificantes para juntas homocinéticas - Procedimentos de manutenção Grupo cónico e Diferencial - Finalidade do grupo cónico e diferencial - Composição e funcionamento - Tipos de engrenagens e montagem - Tipos de diferenciais autoblocantes: - Escorregamento limitado - Procedimentos de detecção de avarias 03 - Direcção, travões, rodas e pneumáticos. Direcção - Função - Características das direcções - Composição e funcionamento - Tipos de caixas de direcção - Direcções assistidas, composição e funcionamento - Procedimentos de manutenção - Ângulos característicos da geometria da direcção - Influência dos ângulos da geometria da direcção no comportamento do veículo Travões - Princípio de funcionamento dos travões - Força e distância de travagem (coeficiente de atrito) - Função e características dos sistemas de - Travagem Pág. 5 de 8

6 - Composição - Travões de tambor - Travões de disco - Sistemas de actuação - Mecânica - Hidráulica - Pneumática - Auxiliares de travagem - Travão de montanha - Servo-freio e bomba de vácuo - Limitadores de travagem - Travão de estacionamento - Sistemas anti-bloqueio (ABS) e processos de reparação Rodas e pneumáticos - Função das jantes - Características e dimensões das jantes - Tipos de jantes - Função dos pneus - Classificação de pneus - Composição dos pneus - Características e qualidades - Interpretação de códigos e marcas existentes no pneus - Procedimentos de enchimento - Equilíbrio de rodas Electricidade Auto 01 - Circuito de produção Bateria. - Constituição - Manutenção - Carregamento - Avarias frequentes, detecção e correcção 02 - Circuito de produção Alternador. - O Alternador e fenómeno da indução - Constituição e funcionamento - Alternador/Dínamo, vantagens e inconvenientes - Rectificadores e reguladores da corrente - Díodos, função e funcionamento - Rectificação da corrente - Transístores, função e funcionamento - Regulação da corrente - Manutenção e verificação dos vários elementos do alternador ocorridas nos alternadores e sua reparação Pág. 6 de 8

7 03 - Circuito de arranque. - Constituição e função dos seus elementos - Bobine de chamada - Função, constituição e funcionamento - Motor de arranque - Relação com o dínamo - Manutenção - Avarias frequentes - detecção e correcção 04 - Circuito de ignição. - Função, constituição e Ignição clássica - Função e constituição - Bobine de ignição - Função, constituição e funcionamento - Dispositivo ruptor - Função, constituição e funcionamento - Dispositivos de avanço (mecânico / vácuo) - Dispositivo de distribuição - Velas característica - Avarias frequentes - detecção e correcção Oficinas, Máquinas e Ferramentas 01 Princípio da prática oficinal e ferramentas de corte. Princípio da Prática Oficinal - Familiarização - Ferramentas de uso geral - Conhecimento dos materiais a trabalhar - Cuidados na utilização das ferramentas Ferramentas de Corte - Corte com escopro ou buril - Corte com tesoura - Serragem 02 Ferramentas de precisão. - Definição. Tipos ferramentas de precisão - Medição com Calibradores - Medição com Craveira - Medição com Micrómetro - Medidores de profundidade - Medidores de espessuras - Comparadores Pág. 7 de 8

8 03 Mandrilagem, soldadura oxiacetilénica e soldadura por arco-voltáico. Mandrilagem - Tipos de mandris - Execução de trabalhos utilizando mandris Soldadura Oxiacetilénica - Equipamento de soldadura oxiacetilénica - O acetileno - Cilindros de acetileno e oxigénio - Cuidados a ter durante a soldadura Soldadura por Arco-voltáico - Equipamento soldadura por arco-voltáico - Princípios de funcionamento - Tipos de eléctrodos - Cuidados a ter durante a soldadura Motores de Viaturas Auto: Compêndio CCF Sistemas Auto: Compêndio CCF Electricidade Auto: Compêndio CCF Oficinas, Máquinas e Ferramentas: Compêndio CCF BIBLIOGRAFIA DE APOIO Pág. 8 de 8

GARANTIA SEGURANÇA AUTOMÓVEL

GARANTIA SEGURANÇA AUTOMÓVEL GARANTIA SEGURANÇA AUTOMÓVEL COBERTURAS E SERVIÇOS GARANTIA > MOTOR > CAIXA DE VELOCIDADES > DIFERENCIAL E TRANSMISSÕES > DIRECÇÃO > SUSPENSÃO > ALIMENTAÇÃO > SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO > SISTEMA DE TRAVÕES

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AUTOMOBILISMO E KARTING 001 / 2008. VÁLIDA A PARTIR DE 01 de Junho de 2008

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AUTOMOBILISMO E KARTING 001 / 2008. VÁLIDA A PARTIR DE 01 de Junho de 2008 Ficha Técnica Nº FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AUTOMOBILISMO E KARTING FICHA TÉCNICA PARA O FIATUNO 45 S FIRE VÁLIDA A PARTIR DE 01 de Junho de 2008 A) Viatura vista de ¾ frente B) Viatura vista de ¾ trás 1

Leia mais

CARLIFE CENTRO AUTO um conceito inovador de car centers e adaptado à realidade portuguesa.

CARLIFE CENTRO AUTO um conceito inovador de car centers e adaptado à realidade portuguesa. CARLIFE CENTRO AUTO um conceito inovador de car centers e adaptado à realidade portuguesa. A CarLife é uma empresa 100% portuguesa que opera nas áreas dos chamados car centers, isto é, são unidades com

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE MECÂNICA

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE MECÂNICA A quilometragem percorrida pelo veículo é indicada pelo: 1 velocímetro. 2 hodômetro. 3 manômetro. 4 conta-giros. O termômetro é utilizado para indicar a temperatura: 1 do motor. 2 do combustível. 3 no

Leia mais

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. 2 REFERENCIAL DE FORMAÇÃO O r g a n i z a ç ã o e m U n i d a d e s C a p i t a l i z á v e i s Área de Formação 525. Construção e Reparação de Veículos a Motor Itinerário de Formação 52501. Mecânica de

Leia mais

VEICULOS ATÉ 8 ANOS E MENOS DE 150.000 KMS À DATA DA VENDA

VEICULOS ATÉ 8 ANOS E MENOS DE 150.000 KMS À DATA DA VENDA VEICULOS ATÉ 8 ANOS E MENOS DE 150.000 KMS À DATA DA VENDA Peças Cobertas MOTOR Bloco de motor, camisas, cambota, bielas, pistões ( êmbolo ), eixos ( cavilhões ), chumaceiras, apoios de cambota, segmentos

Leia mais

Não é preciso ser novo para estar em forma

Não é preciso ser novo para estar em forma Não é preciso ser novo para estar em forma Scania Classic: Plano personalizado para camiões e autocarros com mais de 5 anos Serviços Scania Dedicação total www.scania.pt O seu Scania merece o melhor Com

Leia mais

525. Construção e Reparação de Veículos a Motor. 525083_RFA - Mecânico/a de Automóveis Ligeiros

525. Construção e Reparação de Veículos a Motor. 525083_RFA - Mecânico/a de Automóveis Ligeiros REFERENCIAL DE FORMAÇÃO ADAPTADO (RFA) Pessoas com Deficiências e Incapacidades (PCDI) EM VIGOR Área de Educação e Formação Código e Designação do Referencial de Formação 525. Construção e Reparação de

Leia mais

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO Certificação de Competências CARGO AGENTE DE MANUTENÇÃO DE VEÍCULOS Área de Concentração: Mecânica de Autos 1. Um dos primeiros motores conhecidos foi a máquina a vapor

Leia mais

PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Electricidade MELECT

PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de Electricidade MELECT PROVA DE AVALIAÇÃO TÉCNICO-MILITAR (PARTE ESPECÍFICA) Mecânicos de MELECT ESTRUTURA DA PROVA Disciplina Capítulo Nº de questões Automação 01 3 02 2 03 2 01 1 Instalações Eléctricas 03 1 04 1 05 1 06 1

Leia mais

PLANILHA DE MANUTENÇÃO

PLANILHA DE MANUTENÇÃO PLANILHA DE MANUENÇÃO LEGENDA: A - A cada 8 horas ou diariamente B - A cada 200 horas ou 5 semanas C - A cada 1200 horas ou 6 meses D - A cada 2400 horas ou 1 ano - Inspeção visual, teste e ajuste - luz

Leia mais

BR_EU_PORT_11:Layout 1 04/04/2011 10:46 Page 1 PRODUTOS 2011

BR_EU_PORT_11:Layout 1 04/04/2011 10:46 Page 1 PRODUTOS 2011 PRODUTOS 2011 Porquê Online? Autodata Online é o produto mais avançado disponível para oficinas. A versão Online garante aos técnicos o acesso a informação sempre actualizada e precisa, através do sistema

Leia mais

COBRAM 50 TRACTORES - GAMA MÉDIA

COBRAM 50 TRACTORES - GAMA MÉDIA COBRAM 50 TRACTORES - GAMA MÉDIA COBRAM 50 COBRAM 50 AR/RS: A RESPOSTA A TODAS AS SUAS EXIGÊNCIAS Os Cobram 50 são tractores com rodas isodiamétricas (rodas iguais) criados com a versão articulação central

Leia mais

Mecânica Básica MOTOR, SISTEMA ELÉTRICO, SISTEMA DE TRANSMISSÃO, SISTEMA DE DIREÇÃO, SISTEMA DE SUSPENSÃO, SISTEMA DE FREIOS E ESTRUTURA.

Mecânica Básica MOTOR, SISTEMA ELÉTRICO, SISTEMA DE TRANSMISSÃO, SISTEMA DE DIREÇÃO, SISTEMA DE SUSPENSÃO, SISTEMA DE FREIOS E ESTRUTURA. Mecânica Básica O C.T.B visa principalmente a segurança. Os itens de manutenção que afetam diretamente a segurança são: * Direção, Freios, Suspensão, Luzes, Limpador de pára-brisa e Buzina. As noções de

Leia mais

Como conhecer e cuidar melhor do seu carro!

Como conhecer e cuidar melhor do seu carro! A cada 10 mil km: Trocar o fluido do freio;* Trocar os filtros de ar, de combustível, do ar condicionado;* Trocar o óleo do motor (sintético) e filtro do óleo;* A cada 15 mil km Verificar as velas de ignição

Leia mais

O melhor de dois mundos. Porsche 911 Carrera 4 e 4S Cabriolet

O melhor de dois mundos. Porsche 911 Carrera 4 e 4S Cabriolet Porsche 911 Carrera 4 e 4S Cabriolet O melhor de dois mundos Tração nas quatro rodas e carroceria conversível: os novos Porsche combinam pura esportividade com a elegância e nostalgia dos passeios com

Leia mais

ANEXO J AO CDI TODO O TERRENO

ANEXO J AO CDI TODO O TERRENO ANEXO J AO CDI TODO O TERRENO ACTUALIZAÇÃO EM 19-04-2014 ARTIGO 286º REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA PARA VEÍCULOS TODO-O-TERRENO MELHORADOS (Grupo T 3) Veículos terrestres com um motor único, propulsão mecânica

Leia mais

Motor Posição Número de cilindros Diâmetro X Curso Cilindrada Total Taxa de compressão Potência máxima (ABNT/regime) Torque máximo (ABNT/regime)

Motor Posição Número de cilindros Diâmetro X Curso Cilindrada Total Taxa de compressão Potência máxima (ABNT/regime) Torque máximo (ABNT/regime) Motor Posição Número de cilindros Diâmetro X Curso Cilindrada Total Taxa de compressão Potência máxima (ABNT/regime) Torque máximo (ABNT/regime) Número de válvulas por cilindro Eixo de Comando de válvulas

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO. incl. Planos A + B + B1 execução. rotinas + procedimentos FROTA SIM - SISTEMA INTEGRADO DE MANUTENÇÃO

PLANO DE MANUTENÇÃO. incl. Planos A + B + B1 execução. rotinas + procedimentos FROTA SIM - SISTEMA INTEGRADO DE MANUTENÇÃO PLANO DE MANUTENÇÃO C incl. Planos A + B + B1 execução rotinas + procedimentos FROTA OPERAÇÃO URBANA 1) Principais objetivos : Avaliação anual (aproxim.) do estado mecânico do veículo Acertos mecânicos

Leia mais

Como conhecer e cuidar melhor do seu carro!

Como conhecer e cuidar melhor do seu carro! Guia Como conhecer e cuidar melhor do seu carro! Segurança e Bem-estar! Você acaba de assistir a uma palestra sobre como conhecer e cuidar melhor do seu carro. Para que não se esqueça de alguns itens importantes,

Leia mais

Controle do regulador de volume de combustível - faixa/funcionamento do circuito

Controle do regulador de volume de combustível - faixa/funcionamento do circuito Todos os códigos EOBD que começam por P seguidos de zero possuem um significado padrão independentemente da marca ou modelo de veículo. Para obter o significado dos códigos EOBD que não começam por P seguidos

Leia mais

Potência e divertimento.

Potência e divertimento. Potência e divertimento. Se já conduziu o YFM350R ou o YFM250R e quer algo mais dos seus passeios com amigos, considere o. Potente e desportivo, foi concebido para proporcionar grandes emoções. Graças

Leia mais

Nível 4 Nível Operacional. Tema 4 Condução Económica e Ecológica Tema 7 Controlo do Veículo

Nível 4 Nível Operacional. Tema 4 Condução Económica e Ecológica Tema 7 Controlo do Veículo FICHA TÉCNICA CONSTITUINTES DO AUTOMÓVEL Níveis GDE: Nível 4 Nível Operacional Temas Transversais: Tema 4 Condução Económica e Ecológica Tema 7 Controlo do Veículo Síntese informativa: Definição de veículo

Leia mais

Nota: As informações apresentadas estão corretas no momento da publicação, e estão sujeitas a alteração sem aviso prévio.

Nota: As informações apresentadas estão corretas no momento da publicação, e estão sujeitas a alteração sem aviso prévio. JEEP GRAND CHEROKEE ESPECIFICAÇÕES Todas as dimensões estão em milímetros (polegadas), salvo indicação contrária. Todas as dimensões são medidas com os pneus e rodas que equipam o veículo de série. Nota:

Leia mais

PÁS CARREGADEIRAS SL 733 SL 763 HYUNDAI SHANDONG

PÁS CARREGADEIRAS SL 733 SL 763 HYUNDAI SHANDONG PÁS CARREGADEIRAS SL 733 SL 763 HYUNDAI SHANDONG SL 733 GRANDE POTÊNCIA, ALTO DESEMPENHO A carregadeira sobre rodas Hyundai Shandong entrega máxima potência todo o tempo, representando um ganho substancial

Leia mais

經 濟 局 DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE ECONOMIA. 通 告 Aviso. 商 標 之 保 護 Protecção de Marca. 申 請 Pedido

經 濟 局 DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE ECONOMIA. 通 告 Aviso. 商 標 之 保 護 Protecção de Marca. 申 請 Pedido 13092 28 2015 7 15 澳 門 特 別 行 政 區 REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU 政 府 機 關 通 告 及 公 告 AVISOS E ANÚNCIOS OFICIAIS 經 濟 局 DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE ECONOMIA 通 告 Aviso 商 標 之 保 護 Protecção de Marca 申 請

Leia mais

DL450 - DL500. Carregadoras de rodas

DL450 - DL500. Carregadoras de rodas DL450 - DL500 Carregadoras de rodas Especificações técnicas q Motor Modelo Cummins QSM 11 Motor Common Rail com injecção directa de combustível e controlo electrónico, 4 válvulas por cilindro, injectores

Leia mais

Motores Térmicos. 8º Semestre 4º ano. Prof. Jorge Nhambiu

Motores Térmicos. 8º Semestre 4º ano. Prof. Jorge Nhambiu Motores Térmicos 8º Semestre 4º ano 10. Sistema de Distribuição de Gases Motor a Quatro Tempos; Motor a Dois Tempos; Sistema de Distribuição; Classificação dos Motores; Motores Multiválvulas; Regulação

Leia mais

Métodos Experimentais em Energia e Ambiente

Métodos Experimentais em Energia e Ambiente Métodos Experimentais em Energia e Ambiente Medições para o controle de Motores de Combustão Interna João Miguel Guerra Toscano Bravo Lisboa, 27 de Outubro de 2004 Introdução Tipos de motores Gestão Electrónica

Leia mais

SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO DOS MOTORES DE COMBUSTÃO INTERNA 1993

SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO DOS MOTORES DE COMBUSTÃO INTERNA 1993 SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO DOS MOTORES DE COMBUSTÃO INTERNA 1993 ÍNDICE 2 1- Introdução... 3 2- Sistemas de refrigeração... 3 2.1- Sistemas de refrigeração indireta por água... 3 2.2- Sistema de refrigeração

Leia mais

Agricube Standard Utilidades Ligeiras

Agricube Standard Utilidades Ligeiras Standard Agricube Standard A nova Série Agricube Standard, com motores Iveco F5C, nasce para combinar as características de Desempenho, Qualidade e Fiabilidade, à Versatilidade das suas variadas utilizações.

Leia mais

Aqui você encontrará dicas para manutenção preventiva de seu carro, para que este esteja sempre em ordem.

Aqui você encontrará dicas para manutenção preventiva de seu carro, para que este esteja sempre em ordem. Aqui você encontrará dicas para manutenção preventiva de seu carro, para que este esteja sempre em ordem. É importante ressaltar a realização da manutenção preventiva, além prevenir reparos inesperados,

Leia mais

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL ALIMENTOS SENAI RR SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS Catálogo de Cursos 1. TÍTULO ALINHAMENTO E BALANCEAMENTO DE RODAS Preparar profissionais para identificar os ângulos

Leia mais

Usados sem nada a esconder

Usados sem nada a esconder w.carnext.pt Usados sem nada a esconder Garantia w.carnext.pt Garantiade UsadoCarNext Usados sem nada A esconder Versão 07 A) Cobertura A Garantia de Usado Carnext - LeasePlan abrange veículos usados ligeiros

Leia mais

259.6.3 FT3-1999 Parede antifogo e piso 259.15.3

259.6.3 FT3-1999 Parede antifogo e piso 259.15.3 Art. 1 - INTRODUÇÃO 1.1 - Qualquer dos modelos da Categoria C 3 está fabricado com as mesmas especificações. Tanto na parte desportiva como na de segurança, os concorrentes não podem em caso algum omitir

Leia mais

Os comissários podem solicitar a qualquer momento que sejam feitas as verificações necessárias em qualquer veiculo inscrito no evento.

Os comissários podem solicitar a qualquer momento que sejam feitas as verificações necessárias em qualquer veiculo inscrito no evento. REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA ADAPTADO TURBO 1-REGULAMENTAÇÃO Todos os veículos inscritos deveram passar por vistoria prévia. Os competidores deverão provar ao comissário técnicos e desportivos do evento,

Leia mais

ENGENHARIA MECÂNICA NA

ENGENHARIA MECÂNICA NA ENGENHARIA MECÂNICA NA Gonçalo Falcão Marta Ramos Paulo Fernandes Pedro Lima Pedro Forte Pedro Seabra 1M05_03 Supervisor: Monitor: Ana Reis Mário Silva Mestrado Integrado Engenharia Mecânica Motores Energy

Leia mais

Especificações Técnicas Autologic LAND ROVER

Especificações Técnicas Autologic LAND ROVER Especificações Técnicas Autologic LAND ROVER 1. DESCRIÇÃO DO PRODUTO LANDROVER Autologic é um equipamento portátil, leve com um ecrã a cores de 12.1, programado para funcionar com ecrã táctil. O funcionamento

Leia mais

PROTOCOLO COM BENEFÍCIOS PARA OS ASSOCIADOS DO

PROTOCOLO COM BENEFÍCIOS PARA OS ASSOCIADOS DO PROTOCOLO COM BENEFÍCIOS PARA OS ASSOCIADOS DO STFPN NA COMPRA DE PNEUS OU JANTES PELA CHECK CAR AUTOCENTRO ou pela www.lojadospneus.com os beneficiários deste PROTOCOLO usufruirão: GRÁTIS: - Montagem

Leia mais

ANEXO J AO CDI - TODO O TERRENO. Art. 286 - REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA PARA VEÍCULOS TODO- O-TERRENO MELHORADOS (Grupo T 3)

ANEXO J AO CDI - TODO O TERRENO. Art. 286 - REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA PARA VEÍCULOS TODO- O-TERRENO MELHORADOS (Grupo T 3) ANEXO J AO CDI - TODO O TERRENO ACTUALIZADO EM 24-03-2015 Art. 286 - REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA PARA VEÍCULOS TODO- O-TERRENO MELHORADOS (Grupo T 3) Artigo modificado Data da aplicação Data da publicação

Leia mais

LIVRETE DE GARANTIA E MANUTENÇÃO

LIVRETE DE GARANTIA E MANUTENÇÃO LIVRETE DE GARANTIA E MANUTENÇÃO MOTORES A GASOLINA Filtro de combustível Substituir Vazamentos de água, óleo Anodo de zinco (motor 8.1) Substituir Correias e esticador Substituir Velas de ignição Inspecionar

Leia mais

TRAVÕES. Informação para condutores. Tire o melhor proveito do seu veículo

TRAVÕES. Informação para condutores. Tire o melhor proveito do seu veículo TRAVÕES i Informação para condutores Tire o melhor proveito do seu veículo PRIMÓRDIOS DOS SISTEMAS DE TRAVAGEM Os primitivos sistemas de travagem recorriam a um conjunto de alavancas e cabos para aplicar

Leia mais

GAMA TT COMPACT TT35 TT40 TT45

GAMA TT COMPACT TT35 TT40 TT45 GAMA TT COMPACT TT35 TT40 TT45 O DERRADEIRO EQUIPAMENTO DE TRABALHO VERSÁTIL. AMBIENTE DO OPERADOR CONCEBIDO COM UM PROPÓSITO FUNCIONAL A forma segue a função na nova gama TT Compact, com instrumentos

Leia mais

DINÂMICA DE MÁQUINAS

DINÂMICA DE MÁQUINAS DINÂMICA DE MÁQUINAS CAPITULO 2 Momentos de inércia de componentes de máquinas com diferentes geometrias 1. O corpo composto mostrado na figura consiste em uma barra esbelta de 3 kg e uma placa fina de

Leia mais

815-5 SK815-5 SK815-5. POTÊNCIA LÍQUIDA SAE J1349 34,7 kw M INI P Á C ARREGADORA. PESO EM OPERAÇAO 2.630 kg. CAPACIDADE DE OPERAÇÃO 700 kg

815-5 SK815-5 SK815-5. POTÊNCIA LÍQUIDA SAE J1349 34,7 kw M INI P Á C ARREGADORA. PESO EM OPERAÇAO 2.630 kg. CAPACIDADE DE OPERAÇÃO 700 kg SK 815-5 SK815-5 SK815-5 M INI P Á C ARREGADORA POTÊNCIA LÍQUIDA SAE J1349 34,7 kw PESO EM OPERAÇAO 2.630 kg CAPACIDADE DE OPERAÇÃO 700 kg SK815-5 M INI P Á C ARREGADORA PRÓXIMA GERAÇÃO Concebida não só

Leia mais

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle regulador de volume de combustível circuito baixo P0004

Leia mais

www.consulplan.net / atendimento@consulplan.com

www.consulplan.net / atendimento@consulplan.com CARGO: ASSISTENTE B MECÂNICA E ELETRICIDADE DE AUTOMÓVEIS, MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS TEXTO: Para a Safra 2007/2008, o Governo Federal vai investir ainda mais no setor agropecuário brasileiro, um dos mais

Leia mais

Fundamentos de Automação. Hidráulica 01/06/2015. Hidráulica. Hidráulica. Hidráulica. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Fundamentos de Automação. Hidráulica 01/06/2015. Hidráulica. Hidráulica. Hidráulica. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação CURSO

Leia mais

Março, 2011 - Informação à Imprensa Mecânica Online lança Coleção AutoMecânica

Março, 2011 - Informação à Imprensa Mecânica Online lança Coleção AutoMecânica Março, 2011 - Informação à Imprensa Mecânica Online lança Coleção AutoMecânica Entenda como o automóvel funciona passando por sua evolução, motor, injeção eletrônica, sistemas auxiliares, segurança, transmissão,

Leia mais

RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE FALHA DO DIAGNÓSTICO A BORDO SEGUNDA GERAÇÃO (OBD2) TRADUZIDOS PARA O PORTUGUÊS CORTESIA APTTA BRASIL AO TÉCNICO REPARADOR

RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE FALHA DO DIAGNÓSTICO A BORDO SEGUNDA GERAÇÃO (OBD2) TRADUZIDOS PARA O PORTUGUÊS CORTESIA APTTA BRASIL AO TÉCNICO REPARADOR RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE FALHA DO DIAGNÓSTICO A BORDO SEGUNDA GERAÇÃO (OBD2) TRADUZIDOS PARA O PORTUGUÊS CORTESIA APTTA BRASIL AO TÉCNICO REPARADOR ESTES CÓDIGOS SÃO REFERENCIA PARA TODOS OS SISTEMAS DO VEÍCULO

Leia mais

João Pereira 1. Laboratórios de Engenharia Automóvel

João Pereira 1. Laboratórios de Engenharia Automóvel João Pereira 1 Laboratórios de Engenharia Automóvel Engenharia Automóvel João Pereira 2 Laboratórios de Engenharia Automóvel [1] - Motores e Mecânica Automóvel Engenharia Automóvel [2] - Diagnóstico e

Leia mais

1 - REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA DASAFIO TURBO

1 - REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA DASAFIO TURBO FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO FILIADA A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO FUNDADA EM 26 DE JULHO DE 1961 Rua Comendador Azevedo, 440 Conj. 1 Fone/Fax (51)3224 4808 CEP 90220-150 Porto Alegre

Leia mais

Mecanização. Cuidados Básicos de Manutenção do Trator de Rodas

Mecanização. Cuidados Básicos de Manutenção do Trator de Rodas 1 de 6 10/16/aaaa 11:40 Mecanização Cuidados Básicos de Manutenção do Trator de Rodas Cuidados básicos de Nome Manutenção do Trator de Rodas Produto Informação Tecnológica Data Abril - 2000 Preço - Linha

Leia mais

GILLAMP MADEIRA KART CUP 2014

GILLAMP MADEIRA KART CUP 2014 GILLAMP MADEIRA KART CUP 2014 ACTUALIZAÇÃO EM 15-04-2014 A - GENERALIDADES Art. 1 - CLASSES E CATEGORIAS REGULAMENTO TÉCNICO CLASSE CATEGORIAS 125 cc Micro 125 cc Mini 125 cc 125 cc /Master Art. 2 - CHASSIS

Leia mais

Bibliografia. Edição brasileira Manual de Hidráulica, Festo. Manual de Hidráulica, Parker,

Bibliografia. Edição brasileira Manual de Hidráulica, Festo. Manual de Hidráulica, Parker, AUTOMAÇÃO (M323) CAPÍTULO III Sistemas Hidráulicos 2013/2014 Bibliografia Manual de Hidráulica, Parker, Edição brasileira Manual de Hidráulica, Bosch- Rexroth Manual de Hidráulica, Festo J. R. Caldas Pinto,

Leia mais

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor.

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Objetivos Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Descrição Neste módulo são abordados os princípios de funcionamento do motor Ciclo Otto,

Leia mais

M a n u a l d o M e c â n i c o

M a n u a l d o M e c â n i c o M a n u a l d o M e c â n i c o folder2.indd 1 20/11/2009 14 12 35 Manual do Mecânico GNV GÁS NATURAL VEICULAR Entenda o GNV e saiba quais os cuidados necessários para a manutenção de veículos que utilizam

Leia mais

XVI Férias Técnicas VALORES

XVI Férias Técnicas VALORES XVI Férias Técnicas da POLIVALOR em parceria a Ford de 31 de Agosto a 11 de Setembro de 2015, abertas a todos os estudantes do Ensino Superior e todos os que gostem de automóveis, no Centro de Treino Ford.

Leia mais

SALA DIDÁTICA DE MECÂNICA DA EPS POSSIBILIDADES, CAPACIDADES E PERSPETIVAS

SALA DIDÁTICA DE MECÂNICA DA EPS POSSIBILIDADES, CAPACIDADES E PERSPETIVAS SALA DIDÁTICA DE MECÂNICA DA EPS POSSIBILIDADES, CAPACIDADES E PERSPETIVAS Cap MAT Jorge Machado da Silva Balula A sala didática de mecânica da Escola Prática dos Serviços (EPS) destina-se a apoiar a formação

Leia mais

Em caso de não encontrar, ligue ( 0xx11 ) 2018-0501

Em caso de não encontrar, ligue ( 0xx11 ) 2018-0501 DSL0067 BUCHA BRAÇO TENSOR TOPIC DSL0058 Bucha Barra Estabilizadora topic DSL0083 Bucha Jumelo Traseiro topic DSL0001 ROLAMENTO GUIA DSL0008 Junta do Carter topic DSL0009 Fechadura Porta Deslizante topic

Leia mais

METROLOGIA APLICADA AOS CENTROS DE INSPEÇÃO E CONCESSIONÁRIOS AUTOMÓVEL

METROLOGIA APLICADA AOS CENTROS DE INSPEÇÃO E CONCESSIONÁRIOS AUTOMÓVEL SEMINÁRIO: A ENGENHARIA MECÂNICA E OS DESAFIOS DA MEDIÇÃO METROLOGIA APLICADA AOS CENTROS DE INSPEÇÃO E CONCESSIONÁRIOS AUTOMÓVEL PEDRO GOMES RESPONSÁVEL DO DEPARTAMENTO DE METROLOGIA FÍSICA TECNOLÓGICA

Leia mais

714-5 SK714-5 SK714-5. POTÊNCIA LÍQUIDA SAE J1349 34,7 kw M INI P Á C ARREGADORA. PESO EM OPERAÇAO 2.530 kg. CAPACIDADE DE OPERAÇÃO 650 kg

714-5 SK714-5 SK714-5. POTÊNCIA LÍQUIDA SAE J1349 34,7 kw M INI P Á C ARREGADORA. PESO EM OPERAÇAO 2.530 kg. CAPACIDADE DE OPERAÇÃO 650 kg SK 714-5 SK714-5 SK714-5 M INI P Á C ARREGADORA POTÊNCIA LÍQUIDA SAE J1349 34,7 kw PESO EM OPERAÇAO 2.530 kg CAPACIDADE DE OPERAÇÃO 650 kg SK714-5 M INI P Á C ARREGADORA PRÓXIMA GERAÇÃO Concebida não só

Leia mais

COMO USAR ESTE MANUAL ÍNDICE GERAL INFORMAÇÕES GERAIS...2 CB400

COMO USAR ESTE MANUAL ÍNDICE GERAL INFORMAÇÕES GERAIS...2 CB400 CB400 COMO USAR ESTE MANUAL Este suplemento contém informações complementares para a manutenção, inspeção e reparos das motocicletas HONDA CB400. Consulte o Manual de Serviços das motocicletas HONDA CB450E

Leia mais

Electrico 4 rodas 2 MODELOS PARA ESCOLHA DE 2500 KG A 3000 KG TECNOLOGIA AC ASSISTÊNCIA MANITOU ELECTRICO 4 RODAS

Electrico 4 rodas 2 MODELOS PARA ESCOLHA DE 2500 KG A 3000 KG TECNOLOGIA AC ASSISTÊNCIA MANITOU ELECTRICO 4 RODAS Electrico 4 rodas 2 MODELOS PARA ESCOLHA DE 2500 KG A 3000 KG TECNOLOGIA AC ASSISTÊNCIA MANITOU ELECTRICO 4 RODAS UMA GAMA COMPLETA DE EMPILHADORES INDUSTRIAIS 2 Modelos de 2,5 T a 3,0T MANITOU apresenta

Leia mais

07 - REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA DIANTEIRA TURBO C (TURBO C )

07 - REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA DIANTEIRA TURBO C (TURBO C ) 07 - REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA DIANTEIRA TURBO C (TURBO C ) 07.1 NORMAS TÉCNICAS: A categoria Dianteira Turbo C deverá seguir as normas técnicas constantes neste regulamento específico. 07.2 DEFINIÇÃO

Leia mais

Disciplina : Hidráulica e Pneumática Aula 1: Introdução

Disciplina : Hidráulica e Pneumática Aula 1: Introdução Curso: Técnico em Mecânica Disciplina : Hidráulica e Pneumática Aula 1: Introdução Prof. Evandro Rodrigo Dário, Dr. Eng. Estrutura da aula Introdução O circuito H&P quanto ao fluido Aplicações e exemplos

Leia mais

ELABORADO POR: IDMEC IST Instituto de Engenharia Mecânica Instituto Superior Técnico

ELABORADO POR: IDMEC IST Instituto de Engenharia Mecânica Instituto Superior Técnico ELABORADO POR: IDMEC IST Instituto de Engenharia Mecânica Instituto Superior Técnico Nota: O parágrafo Lubrificação, no módulo 1, página 21 e o capítulo Orgãos de segurança, no módulo2, páginas 37 e 38,

Leia mais

RECEBIMENTO DEFINITIVO

RECEBIMENTO DEFINITIVO RECEBIMENTO DEFINITIVO HORÁRIO DE INÍCIO: LOCAL: LOCOMOTIVA Nº: HORÁRIO DE TÉRMINO: PAÍS: DATA: OK? OBS. COM O MOTOR DIESEL DESLIGADO: ITENS DO SISTEMA MECÂNICO, TRUQUE, HIDRÁULICO E PNEUMÁTICO: 1 - Inspecionar

Leia mais

MOTOR D13K EURO 6. Potência/Binário. Potência de acordo com: ISO 1585, Dir. 89/491/EEC, ECE R85. Economia D13K460

MOTOR D13K EURO 6. Potência/Binário. Potência de acordo com: ISO 1585, Dir. 89/491/EEC, ECE R85. Economia D13K460 MOTOR D13C EURO 5 / EEV MOTOR D13K EURO 6 MOTOR D16G EURO 5 560 560 530 530 700 500 500 470 470 620 440 440 410 410 540 350 320 290 260 230 200 170 110 80 50 D13C540 D13C500 D13C460 D13C420 1200 350 320

Leia mais

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V CAPITULO 56 BOSCH MOTRONIC M2.8-16V APLICATIVOS GM VECTRA GSI CALIBRA 2.0 16V COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 2.8 DO VECTRA GSI 2.0 E CALIBRA 2.0 16V Como funciona injeção eletrónica de combustível MOTRONIC

Leia mais

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral.

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Ementas: Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Desenho Mecânico 80hrs Normalização; Projeções; Perspectivas;

Leia mais

PEÇAS MECÂNICAS Manipuladores Industriais

PEÇAS MECÂNICAS Manipuladores Industriais PEÇAS MECÂNICAS Equipamentos realizados para a pega e a movimentação em ausência de peso, de peças mecânicas diversas com auxílio de dispositivos de pega estudados e realizadas sob medida. Simples de usar

Leia mais

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5 CAPÍTULO 13 APLICATIVOS RENAULT Siemens/Fênix 5 MEGANE 1.6 K7M 702/703/720 1995 em diante COMO FUNCIONA ESTE SISTEMA Este sistema é multiponto seqüencial, com 4 válvulas injetoras que possui autodiagnose

Leia mais

ELABORADO POR: IDMEC IST Instituto de Engenharia Mecânica Instituto Superior Técnico

ELABORADO POR: IDMEC IST Instituto de Engenharia Mecânica Instituto Superior Técnico ELABORADO POR: IDMEC IST Instituto de Engenharia Mecânica Instituto Superior Técnico Nota: O parágrafo Lubrificação, no módulo 1, página 25 e o capítulo Orgãos de segurança, no módulo2, páginas 40 e 41,

Leia mais

Comércio de Máquinas, Lda. INDICE DE REFERÊNCIAS:

Comércio de Máquinas, Lda. INDICE DE REFERÊNCIAS: INDICE DE REFERÊNCIAS: REF.101 MAQUETE INJECÇÃO GASOLINA MONOPONTO (SEAT). REF.102 MAQUETE INJECÇÃO GASOLINA MONOPONTO RENIX (RENAULT). REF.103 MAQUETE INJECÇÃO GASOLINA MULTIPONTO DIGIFANT (VOLKSWAGEN)

Leia mais

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010 Questão 21 Conhecimentos Específicos - Técnico em Mecânica A respeito das bombas centrífugas é correto afirmar: A. A vazão é praticamente constante, independentemente da pressão de recalque. B. Quanto

Leia mais

Mancais. TECNÓLOGO EM MECATRÔNICA Elementos de Máquinas. Professor: André Kühl andre.kuhl@ifsc.edu.br

Mancais. TECNÓLOGO EM MECATRÔNICA Elementos de Máquinas. Professor: André Kühl andre.kuhl@ifsc.edu.br Mancais TECNÓLOGO EM MECATRÔNICA Elementos de Máquinas Professor: André Kühl andre.kuhl@ifsc.edu.br Introdução à Mancais O mancal pode ser definido como suporte ou guia em que se apóia o eixo; No ponto

Leia mais

CINEMÁTICA DE MÁQUINAS

CINEMÁTICA DE MÁQUINAS CINEMÁTICA DE MÁQUINAS CAPITULO I Rotação em torno de um eixo fixo 1. A barra dobrada ABCDE mostrada na figura 1, roda com velocidade angular constante de 9 rad/s em torno do eixo que liga as extremidades

Leia mais

DESCRIÇÃO DE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CATEGORIAS C E D E SUBCATEGORIAS C1 E D1

DESCRIÇÃO DE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CATEGORIAS C E D E SUBCATEGORIAS C1 E D1 DESCRIÇÃO DE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CATEGORIAS C E D E SUBCATEGORIAS C1 E D1 1 Automóveis pesados: Identificar os diversos tipos e suas características. 1.1 - Sua definição. 2 Constituintes do veículo,

Leia mais

Material de Apoio INJEÇÃO ELETRÔNICA DE COMBUSTÍVEL BOSCH. Programa Especial - Injeção Eletrônica LE-Jetronic

Material de Apoio INJEÇÃO ELETRÔNICA DE COMBUSTÍVEL BOSCH. Programa Especial - Injeção Eletrônica LE-Jetronic INJEÇÃO ELETRÔNICA DE COMBUSTÍVEL BOSCH A necessidade de se reduzir o consumo de combustível dos automóveis, bem como de se manter a emissão de poluentes pelos gases de escape dentro de limites, colocou

Leia mais

VIDAL & SOHN TEMPO G 1200 O MAIS ESTRANHO DOS 4X4 NO EXÉRCITO BRASILEIRO

VIDAL & SOHN TEMPO G 1200 O MAIS ESTRANHO DOS 4X4 NO EXÉRCITO BRASILEIRO VIDAL & SOHN TEMPO G 1200 O MAIS ESTRANHO DOS 4X4 NO EXÉRCITO BRASILEIRO A motorização no Exército Brasileiro remonta ao início dos anos 20, recebendo veículos dos mais variados modelos, das mais variadas

Leia mais

A alavanca ou manípulo de comando da embraiagem deve, por norma, possuir alguma folga? Não. Sim, aproximadamente 2 3 mm.

A alavanca ou manípulo de comando da embraiagem deve, por norma, possuir alguma folga? Não. Sim, aproximadamente 2 3 mm. A alavanca ou manípulo de comando da embraiagem deve, por norma, possuir alguma folga? Não. Sim, aproximadamente 2 3 mm. A carenagem, que envolve o motociclo, tem como função: Melhorar a resistência aerodinâmica.

Leia mais

METALÚRGICA MORAIS & FILHOS, S.A.

METALÚRGICA MORAIS & FILHOS, S.A. POLIBENNE PLB20 METALÚRGICA MORAIS & FILHOS, S.A. CONSTRUÇÃO O POLIBENNE Este equipamento foi desenvolvido para o manuseamento de cargas, dos mais variados tipos e que se encontram acondicionados nos mais

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Julgue os itens a seguir, relativos à suspensão veicular e seus diversos componentes. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 61 Os cubos das rodas motrizes, capazes de transmitir a tração do eixo para as rodas, necessitam

Leia mais

VERIFICAÇÃO TÉCNICA AUTOMÓVEL

VERIFICAÇÃO TÉCNICA AUTOMÓVEL VERIFICAÇÃO TÉCNICA AUTOMÓVEL MARCA Lexus MODELO IS3000SC MATRÍCULA 87-36-TL DATA 2011-06-30 17:30 DEKRA Portugal, SA Av. Dr.Francisco Sá Carneiro, 261 1º C e 2ºA/D Apartado 708 2415-376 Leiria Tel.: +351

Leia mais

00 - Dados técnicos. 1 Lista de verificação para avaliação do trem de rodagem de viaturas. Passat 2006 Chassis, eixos, direcção 04.

00 - Dados técnicos. 1 Lista de verificação para avaliação do trem de rodagem de viaturas. Passat 2006 Chassis, eixos, direcção 04. Passat 2006 00 - Dados técnicos 1 Lista de verificação para avaliação do trem de rodagem de viaturas acidentadas Nos trabalhos de reparação nos componentes de direcção e suspensão em viaturas acidentadas

Leia mais

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 CAPÍTULO 52 BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 APLICATIVO DA GM OMEGA 2.0 SUPREMA 2.0 OMEGA 3.0 SUPREMA 3.0 VECTRA 2.0 COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 1.5 Omega 2.0 e 3.0 Vectra 2.0 Como funciona injeção eletrónica

Leia mais

TM 527 - INJEÇÃO VW INJEÇÃO ELETRÔNICA. 1 Menu Principal

TM 527 - INJEÇÃO VW INJEÇÃO ELETRÔNICA. 1 Menu Principal INJEÇÃO ELETRÔNICA TM 527 - INJEÇÃO VW VW - Marelli 4LV Linha Gol 1.0 EGAS, Gol 1.0 16V EGAS VW - Motronic 5.9.2v3 Linha Golf/Bora 2.0/Beetle 2.0 VW - Motronic ME7.5.10 Golf 1.6 EGAS 1 Menu Principal Opcao:

Leia mais

Aproveitamento de potência de tratores agrícolas *

Aproveitamento de potência de tratores agrícolas * Aproveitamento de potência de tratores agrícolas * 1. Introdução Uma das principais fontes de potência, responsáveis pela alta produção agrícola com significante economia de mão-de-obra, é o trator agrícola.

Leia mais

01. ESTADO GERAL NÃO APLICÁVEL BOM MÉDIO DEFICIENTE

01. ESTADO GERAL NÃO APLICÁVEL BOM MÉDIO DEFICIENTE EQUIPAMENTO Marca: CAT Modelo:D 6 T S/N: OLAE00365 Local da Verificação: Horas: Ano: 2010 OPERADOR Data: - APLICAÇÃO Trabalho de Bulldozer/ripper/nivelamento Trabalho de transporte Trabalho de Escavação/carregamento

Leia mais

Kaptor. Manual de Operação. Tabelas de Falhas Genéricas RAD537/ 1.01

Kaptor. Manual de Operação. Tabelas de Falhas Genéricas RAD537/ 1.01 Kaptor Manual de Operação Tabelas de Falhas Genéricas RAD537/ 1.01 TABELAS DE FALHAS GENÉRICAS SUMÁRIO 1.0 - INTRODUÇÃO... 3 2.0 - TABELAS DE FALHAS... 3 Operação 1.0 - INTRODUÇÃO Falhas Genéricas Neste

Leia mais

Carregadeira LW300K. Potência Motor: 124 HP - Capacidade da caçamba: 1,9 m³ - Peso operacional: 10.600 Kg

Carregadeira LW300K. Potência Motor: 124 HP - Capacidade da caçamba: 1,9 m³ - Peso operacional: 10.600 Kg Carregadeira LW300K Potência Motor: 124 HP - Capacidade da caçamba: 1,9 m³ - Peso operacional: 10.600 Kg Qualidade, confiabilidade e força, aliada ao baixo consumo de combustível. A Pá-carregadeira LW300K

Leia mais

Linha de Empilhadeiras LEG25 e LED30

Linha de Empilhadeiras LEG25 e LED30 Linha de Empilhadeiras LEG25 e LED30 Manual de peças Empilhadeira ÍNDICE 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Montagem Da Transmissão Transmissão

Leia mais

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por:

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por: Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES Desenvolvido por: Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. FUNÇÕES BÁSICAS... 4 3. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 5 4. CONDIÇÕES DE SEGURANÇA... 7 5. COMPONENTES

Leia mais

2) REATOR / BATEDEIRA / HOMOGENIZADOR 1) TANQUE DE INOX 3) REATOR / BATEDEIRA/ HOMOGENIZADOR 4) REATOR / BATEDEIRA / HOMOGENIZADOR 6) FUSOR 5) REATOR

2) REATOR / BATEDEIRA / HOMOGENIZADOR 1) TANQUE DE INOX 3) REATOR / BATEDEIRA/ HOMOGENIZADOR 4) REATOR / BATEDEIRA / HOMOGENIZADOR 6) FUSOR 5) REATOR 1) TANQUE DE INOX Agitação lateral por hélice naval. Variação de velocidade eletrônica. Saída do produto por válvula, na parte inferior. 2) REATOR / BATEDEIRA / HOMOGENIZADOR Estrutura de aço SAE 1.020,

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO TROFÉU DE RESISTÊNCIA DO CLUBE AUTOMÓVEL DE LOUSADA

REGULAMENTO TÉCNICO TROFÉU DE RESISTÊNCIA DO CLUBE AUTOMÓVEL DE LOUSADA REGULAMENTO TÉCNICO TROFÉU DE RESISTÊNCIA DO CLUBE AUTOMÓVEL DE LOUSADA VISA Nº 17/TRF/2015/A em 11/02/2015 ALTERADO EM 15/09/2015 Art. 1 e 16 ALTERADO EM 18/09/2015 ##### 1 #####Os concorrentes, que pretendam,

Leia mais

More care. Built in. RETROESCAVADORA VOLVO. BL61, BL61 Plus

More care. Built in. RETROESCAVADORA VOLVO. BL61, BL61 Plus More care. Built in. RETROESCAVADORA VOLVO BL61, BL61 Plus UMA RETROESCAVADORA INSPIRADA PELA FORMA COMO O CLIENTE TRABALHA. A retroescavadora Volvo BL61 é o resultado de anos de pesquisa sobre o que os

Leia mais

OPEL MOVANO (X62) 112 SINAL DO TRAVÃO DE MÃO TRAVÃO DE MÃO

OPEL MOVANO (X62) 112 SINAL DO TRAVÃO DE MÃO TRAVÃO DE MÃO OPEL MOVANO (X6) SINAL DO TRAVÃO DE MÃO Antes de qualquer intervenção no veículo, deve ser consultada a ficha técnica "Ligações eléctricas". O sinal para o travão de mão está na massa com o travão de mão

Leia mais

Jeep Renegade Sport 1.8 MT5 - FWD Ficha Técnica

Jeep Renegade Sport 1.8 MT5 - FWD Ficha Técnica JEEP Renegade Sport 1.8 MT5 - Flex MY'2016 Atualizado em 27/02/15 Jeep Renegade Sport 1.8 MT5 - FWD 1.8 E.TorQ Evo Flex MT5 - SPORT FWD 1.8 E.TorQ Evo Flex MT5 características Número de cilindros 4 em

Leia mais

Medidor de Fluxo de Ar MAF

Medidor de Fluxo de Ar MAF Medidor de Fluxo de Ar MAF O medidor de massa de ar - MAF (Mass Air Flow) mede diretamente a massa do ar admitido. Está localizado na entrada da tubulação de admissão junto ao suporte do filtro de ar.

Leia mais