Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1 CAMPO ELÉTRICO I) RESUMO DO ESTUDO DE CAMPO ELÉTRICO Cargas elétricas em repouso criam nas suas proximidades campos eletrostáticos. Cada carga cria em particular um campo elétrico em determinado ponto. Se quisermos o campo elétrico resultantes de todas as cargas em alguma posição, devemos somar vetorialmente os campos criados por cada carga ) Campo criado por uma carga puntiformes: Módulo Direção - reta que passa pelo pela carga e pelo ponto onde estamos calculando o campo.se ntido 1 / 20

2 : depende do sinal da carga de prova. Se q > 0, então F e E têm o mesmo sentido Se q < 0, então F e E têm sentidos opostos ) Campo elétrico criado por várias cargas puntiforme 2.1) Campo elétrico criado por 2 cargas (E r = E 1 + E 2 ) Use os procedimentos dos ítens a e b para calcular. a) Cálculo do módulo do campo criado por cada carga b) Cál culo do campo elétrico resultante:... Módulo : escolhe-se uma carga de prova, de preferência q > o everifica o sentidoda força que atua nela. Se q >0, o campo terá o mesmo sentido da força.. 2 / 20

3 E 1 e E 2 no m E 1 e E 2 em s E 1 e E 2 perp E 1 e E 2 em..direção: dá para obter usando a regra do paralelogramo em E 1 e E 2. Sentido: use a regra do paralelogramo em E 1 e E 2 para vê o sentido pelo desenho ) Campo elétrico criado por 3 ou mais cargas (E r = E 1 + E 2 + E E n ). Use os procedimentos dos ítens a e b para calcular. a) Cálculo do módulo do campo criado por cada carga 3 / 20

4 .... b) Cálculo do campo elétrico resultante: Módulo Descrição Componentes X Componentes Y Resultante Vetor E 1 E 1 x = E Vetor E2 E 2 x = E 2 Vetor E3 E 3 x = E 3 4 / 20

5 Vetor En E n x = E n Soma E x = E 1. Direção θ = arctg(r y/r x).sentidorepresentasr antes R x e R y em um sistema de coordenadas cartesianase somá-los vetorialmente usando a regra do paralelogramo ) Esfera condutora de raio R 4) campo elétrico uniforme E = U/d E = σ/ε e σ = ΔQ/A (entre placas de um capacitor plano) 5 / 20

6 ε = ε r ε o ε = permitividade do meio ε r = permitividade realativa (constante dielétrica) ε o = permitividade do vácuo (ε o = 8, C 2 /N.m 2 ) σ = densidade superficial de carga A = área da superfície que contém a distribuição de cargas 5) Campo elétrico de uma distribuição de cargas de = K o.( dq/r 2 ) - de = módulo de campo elétrico infinitesimal - dq = elemento de carga elétrica de uma distribuição 6 / 20

7 - r = distância do elemento de carga ao ponto onde estamos calculando o campo II) EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO E COMPLEMENTO 2.1) EXERCÍCIO BÁSICOS 1) O gráfico abaixo mostra como varia o campo elétrico, criado por uma carga elétrica puntiforme, com a distância nas proximidades da carga. O ambiente é o vácuo. O ponto de coordenada P(1,9000) pertence ao gráfico da função. 7 / 20

8 Calcule: a) o módulo do campo elétrico a uma distância de 3 mm da carga; b) a distância da carga onde o campo elétrico tem módulo de N/C 1.1) Dada uma carga puntiforme Q = 36μC, isolada da ação de outras cargas e no vácuo, calcule a intensidade do vetor campo elétrico num ponto P situado a uma distância d da carga Q em cada caso abaixo: a) d = 3m b) d = 6cm c) d = 9cm 2) Quando uma carga de prova de -2μC e colocada dentro do campo elétrico criado por uma carga fonte puntiforme em um ponto P situado a 3m de Q, ela fica sob a ação de uma força de origem elétrica de intensidade 150N. Determine: a) a intensidade do campo elétrico em P; b) o valor da carga Q que cria este campo; c) a intensidade do campo elétrico criado por Q, em um ponto A à 3cm de Q 8 / 20

9 3) Duas cargas puntiformes Q A = 36μC e 9μC são colocadas no vácuo distantes 40cm uma da outra. Determine a distância da carga Q A, na reta que passa por elas, o ponto onde o campo eletrico é nulo. 3.1) As cargas elétricas q A = 2q, q B = 2q, q C = q e q D = q com q > 1, encontram-se fixas nos vértices A(1,5), B(5,5), C(5,1) e D(1,1) do quadrado abaixo. O campo elétrico resultante no centro do referido quadrado acima é melhor representado por: a) 9 / 20

10 b) c) d) e) n.d.r 4) Duas cargas puntiformes Q A = 9μC e Q B = 4μC são colocadas no vácuo distantes 8cm uma da outra. Determine: Q A P Q B < x >< x > (Fig -1) a) a distância x da carga Q A, na reta que passa por elas, onde o campo eletrico é nulo (Fig-1). b) o campoa eletrico resultante no ponto médio do segmento de reta que une as cargas Q A e Q B 5) Três cargas puntiformes Q A = 5μC, Q B = 3μC e Q C = 2μC são colocadas nos vértices A(0,0), B(1,5;2,6) e C(3,0) de um triâgulo equilátero de lado 3,0cm no plano (xy) conforme a figura. O ambiente é o vácuo e elas estão livres da ação de outras cargas. 10 / 20

11 Deternine: a) a intensidade do campo elétrico resultante em C quando a carga desse vértice é removida; a) a intensidade do campo elétrico resultante em A quando a carga desse vértice é removida; a) a intensidade do campo elétrico resultante em B quando a carga desse vértice é removida; 7.1) Dentro de um campo elétrtico uniforme vertivcal para baixo de 40V/m, uma carga de módulo q de massa kg permanece em equilíbrio quando também na presença de um campo de gravidade cuja aceleração g = 10m/s². Determine: 11 / 20

12 a) o sinal de q; b) o valor de q; c) o módulo da força elétrica sobre q d) a direção e sintido de F 7.2) Sobre um bloco A de massa 10 kg é ligado a uma esfera B por um fio ideal e inextensível que passa por uma polia sem atrito, como mostra a figura. O sistema é mantido em equíbrio em duas situações: I) há um coeficiente de atrito de 0,4 entre o bloco A é a superfície e a esfera está neutra; II) a superfície é polida de tal forma o coeficiente de atrito fica 0,1 e a esfera é carregada com carga elétrica de -0,5C. 12 / 20

13 Calcule: a) a massa da esfera B; b) a intensidade do campo elétrico 8) Uma carga +5mC e massa 0,04kg é colocada em repouso no ponto A de um campo elétrico uniforme de intensidade 30V/m e passa por B, distante 4m de A. Os pontos B e C pertencem a mesma superfície equipotencial. Determine: A > B > > C > a) a velocidade da partícula ao passar por B; b) a distância percorrida em 10 segundos 13 / 20

14 c) a ddp entre dois pontos A e C 9) Uma esfera condutora de raio 18 cm apresenta uma carga de 40µC e o ambiente onde ela está é o vácuo. Calcular: a) a intensidade do campo elétrico a uma distância de 10 cm do centro; b) a intensidade do campo elétrico a uma distância de 18 cm do centro; c) a intensidade do camp elétrico à 12 cm da superfície 10) Duas cargas puntiformes Q A = 36μC e -25μC são colocadas no vácuo distantes 7cm uma da outra. Determine: a) a distância da carga Q A, na reta que passa por elas, onde o campo eletrico é nulo. b) o campo eletrico resultante num ponto situado à 3 cm da carga Q A, no segmento de reta que passa por elas. 11.1) As placas de um capacitor plano apresenta 35,4 mc por 2 cm 2 de sua superfície. A constante dielétrica do material entre as placas do capacitor é 4 unidades e a permitividade do vácuo é ε o = 8, C 2 /N.m 14 / 20

15 2. Calcule a densidade superficial de carga e a intensidade desse campo elétrico quando há apenas vácuo entre as armaduras e quando há o dielétrico. 11.2) Uma carga elétrica puntiforme A de 4μC está fixa no teto de uma sala por uma pequena haste isolante. Outra carga elétrica puntiforme B de 9μC está fixa no fundo de um recipiente que contém água até a altura de 8 m (completamente cheio) e cuja base é um espelho plano. O índice de refração da água é 4/3 e do ar 1. A distância da carga A a superfície da água é 14m. Na posiçao da carga A está um beija-flor vendo a carga B. Depois o referido pássaro sai da posição original e vai para a posição (vista por ele) do segmento de reta que une as duas cargas onde o campo elétrico é nulo e aí permanece em repouso no ar (batendo as asas). O meio é o vácuo. A distância entre a superfície da água e a imagem do beija-flor vista por ele e conjugada pelo espelho é: a) 6m b) 12m c) 18m d) 24m e)30m 11.3) No problema anterior a distância entre as duas cargas A e B vistas pelo beija-flor quando está na posição da carga A é: 15 / 20

16 a) 15m b) 20m c) 22m d) 25m e) 30m 12.1) Entre as armaduras de um capacitor plano de densidade de carga 80C/m 2, há um campo elétrico uniforme. A permitividade relativa do meio entre as armaduras apresenta valor 8. Calcule a intensidade deste campo elétrico. 12.2) Uma carga elétrica no vácuo apresenta nas suas proximidades um campo elétrico cuja intensidade varia com a distância para ela como mostra o gráfico abaixo. A constante elétrica é N.m/C / 20

17 Calcule: a) b) c) OBS: o a potencial valor intensidade 9E+10 aproximado = elétrico 9. 10campo a da. uma carga elétrico distância elétrica; a uma de 9 distância m da carga. de 3 m da carga; 13) A As cargas elétricas puntiformes O Q A = 9μC e Q B = - 40μC estão fixas nos pons A e B e distantes 50 cm e 40 cm respectivamente de um ponto O como mostra a configuração abaixo. O ângulo OÂB = 90º Calcule B Q14) o A campo equação elétrico E = k resultante (módulo, direção e sentido) em O e também a força elétrica resultante sobre uma carga puntiforme de 2nC colocada em O. também sólido paralepípedo da cm. base com condutor d pode uma e altura condutor massa ser com utilizada h. o de formato de 1 dimensões kg o para preso de calcular é cubo usada na dsua de a para intensidade aresta extremidade calcular d;b) um do o inferior, módulo campo corpo oco mantém-se elétrico do condutor campo nas em elétrico proximidade no um formato campo nas proximidades de um elétrico cilindro tipo particular uniforme de de raio d²uma R de a corpo 60V/m uma corpo distância extenso. e faz carregado pequenas d Este centro;c) com corpo oscilações dimensão extenso uma esfera entre para física 1, d as o condutora desprezível e qual placas d esta equação chamada raio R poderia a uma carga distância ser aplicada puntiforme. d do seria:a) centro; No entanto, um d) um corpo ela 3 ;e) um paralelas corpo conforme sólido com.15) mostra o Um formato pêndulo a figura: de eletrostático um cone de raio de 4 Sendo 0,3 16) 5/3 17) e Hetz);b) Refaça Seis 3,3 a carga e) cargas a 8 o questão e fio da 1/8 substituído elétricas massa anterior presa puntiformes por mantendo ao uma pêndulo barra de todas valores neutra de 0,1C, as qcom outras g = 10m/s 1 = 2μC, massa condições q 2 2 = kg e 2μC, π de e = os 3, mesmo q o demais seu comprimento período dados,. e mas frequência e considerando corpo serão 1 kg aproximadamente, o com seguinte:a) carga 0,1C.c) o corpo para o fio de o com 1 fio kg massa com massa carga disprezível de disprezível, valor e - o 0,1C corpo em e Hz de o e fio 1 segundos:a) kg com neutro. massa 4 disprezível e 0,25 B) 2 (resposta: e 0,5 c) 0,2 0,6 e s 5 ed) abaixo. O meio é o vácuo. 3 = - 2μC, q 4 = 2μC, q 5 = 2μC e q 6 = 2μC estão fixas nos vértices 1, 2, 3, 4, 5 e 6 do hexágono regular de lado 30 cm como mostra a figura 17 / 20

18 Calcule:a) cargas 18) verticalmente 19) Uma se esfera elas o módulo para estivessem de condura cima. raio do 6 campo de Calcule dm fixas raio e elétrico densidade nos 3m a intensidade está vértices resultante carregada 2,5g/cm³, do deste 2º no hexágono com está centro campo. carga eletrizado interno, Considere hexágono;b) elétrica com contados Q Π carga e =3. a o intensidade potencial de do 500C centro elétrico e do para encontra-se campo fora. das 6 elétrico cargas em equilíbrio varia no centro com dentro a do distância hexágono;c) de água ao cuja centro o módulo densidade conforme do é campo o 1 gráfico g/cm³. elétrico Na abaixo. região resultante há um no campo centro elétrico do hexágono uniforme criado orientado pelas 6 Calcule: a) b) c) 2.2) a valor intensidade aproximado campo da carga elétrico elétrica; 20) o Duas potencial EXERCÍCIOS lâminas elétrico não MAIS a condutoras uma AVANÇADOS distância muito a uma de longas 36 distância m estão a e de a 81 carregadas 36 m do do centro positivamente da da esfera. esfera; Sendo e apresentam a mesma densidade superficial de cargas de 0,00176 C/m considerando a permitividade pontos distantes do vácuo das 8,8 extremidades. 10 e próximos as superfícies das lâminas, 2. Elas estão posicionadas como mostra a figura -12 C 2 /N.m abaixo. 2 e 18 / 20

19 determine: a) b) c) 21) o Uma campo carga elétrico Q encontra-se a entre direita esquerda A e de B; uniformemente B. de A; distribuída em uma barra condutora de comprimento m. O meio é o vácuo onde a constante eletrostática é K. Calcule : a) as componentes de x e y do campo elétrico no ponto P, em função de K, Q, m e h; b) o módulo do campo elétrico no ponto P criado pela distribuição de cargas. 22) A barra condutora de comprimento L tem uma distribuição uniforme de uma carga total Q como mostra a figura abaixo. A barra está perpendicularmente ao eixo x sobre o qual situa-se o ponto P. Calcule: a) as componentes x e y do campo elétrico criado pela distribuião de carga em P, em função de K, Q, L e a; b) o módulo do campo elétrico criado pela distribuição de carga em P. 23) A carga total Q encontra-se uniformemente distribuída em uma barra de comprimento L. Na figura é mostrado um ponto P distante d do ponto médio da barra. 19 / 20

20 Calcule o módulo do campo elétrico criado pela distribuição de carga em P, em função de K, Q, L e d. 24) Em uma circunferência de raio R encontra-se distribuída uniformente uma carga Q. O eixo está perpendicularmente ao plano da circunferência. Cacule o módulo do campo elétrico criado pela distribuição de carga em P, em função de K, Q, L e r. 25) Um disco não condutor de eletricidade de raio R = 30 cm contém uma distribuição uniforme de carga elétrica Q = 200 mc. O eixo x é perpendicular a face do disco e passa pelo centro deste. Calcule o módulo do campo elétrico no ponto P da figura acima. Dado K NOTA proíbido! o = N.m NilsonDO Para AUTOR: denunciar O material qualquer desde desvio site é desta proíbido finalidade para toda comunique atividade para direta ou indiretamente 2 /C. comercial bem como para ou qualquer (83) uso por ou parte ainda de (83) profissionais. Para o aluno(a) estudar não está 20 / 20

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano?

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano? 2ª Série do Ensino Médio 01. No sistema a seguir, A e B têm massa m = 10 kg e a = 45 0. A aceleração da gravidade é de 10 m/s 2 e o peso da corda, o atrito no eixo da roldana e a massa da roldana são desprezíveis:

Leia mais

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes Lei de Coulomb Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes A intensidade F da força de interação eletrostática entre duas cargas elétricas puntiformes q 1 e q 2, é diretamente proporcional ao produto

Leia mais

Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários.

Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários. Lista de exercício 3 - Fluxo elétrico e Lei de Gauss Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários. 1. A superfície quadrada da Figura tem 3,2 mm de lado e está imersa

Leia mais

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r 1) No sistema mostrado abaixo, as roldanas e os fios são ideais e o atrito é considerado desprezível. As roldanas A, B, e C são fixas e as demais são móveis sendo que o raio da roldana F é o dobro do raio

Leia mais

FORÇA ELÉTRICA I) RESUMO SOBRE FORÇA ELÉTRICA 1) Introdução: Duas cargas elétricas isoladas e próximas uma da outra elas atrem-se quando têm sinais idiferentes e repelem-se quando apresentam sinais iguais

Leia mais

Resumo e exercícios sobre capacitores Sex, 06 de Agosto de :26 - Última atualização Seg, 15 de Junho de :04

Resumo e exercícios sobre capacitores Sex, 06 de Agosto de :26 - Última atualização Seg, 15 de Junho de :04 CAPACITORES I) RESUMO DO ESTUDO DE CAPACITORES OU CONDENSADORES São dispositivos que tem a função de armazenar cargas elétricas. Nos circuitos os capacitores quando estão carregados não passam correntes.

Leia mais

Nome do Aluno: Nº Ensino Médio 2º ano.

Nome do Aluno: Nº Ensino Médio 2º ano. Valor do trabalho: 10 pontos NOTA: Nome do Aluno: Nº Ensino Médio 2º ano. Trabalho de recuperação paralela de Física Setor A Prof. Douglas Rizzi Data: / / INSTRUÇÕES GERAIS: Responda os testes com atenção

Leia mais

TRABALHO DA FORÇA ELÉTRICA E ENERGIA POTENCIAL

TRABALHO DA FORÇA ELÉTRICA E ENERGIA POTENCIAL TRLHO D FORÇ ELÉTRIC E ENERGI POTENCIL 1. (OF 006) Um corpo esférico, condutor, oco, de espessura irrelevante e com carga total nula tem um raio R = 50,0 cm e envolve um corpo esférico, a ele concêntrico,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS-DCET CURSO DE FÍSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS-DCET CURSO DE FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD DEPARTAMENTO DE CIENCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS-DCET CURSO DE FÍSICA Disciplina: Física Básica III Prof. Dr. Robert R.

Leia mais

Exercício 3) A formação de cargas elétrica em objetos quotidianos é mais comum em dias secos ou úmidos? Justifique a sua resposta.

Exercício 3) A formação de cargas elétrica em objetos quotidianos é mais comum em dias secos ou úmidos? Justifique a sua resposta. Exercícios Parte teórica Exercício 1) Uma esfera carregada, chamada A, com uma carga 1q, toca sequencialmente em outras 4 esferas (B, C, D e E) carregadas conforme a figura abaixo. Qual será a carga final

Leia mais

Lei de Coulomb. Página 1 de 9

Lei de Coulomb. Página 1 de 9 1. (Unesp 2015) Em um experimento de eletrostática, um estudante dispunha de três esferas metálicas idênticas, A, B e C, eletrizadas, no ar, com cargas elétricas 5Q, 3Q e 2Q, respectivamente. Utilizando

Leia mais

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 1 1 Sendo a carga elementar e = 1,6.10-19 C, a quantidade de elétrons que passa condutor nos 10 s vale 3,75.10 17. 2 2 A corrente

Leia mais

QUESTÃO 16 QUESTÃO 17 PROVA DE FÍSICA II

QUESTÃO 16 QUESTÃO 17 PROVA DE FÍSICA II 7 PROVA DE FÍSICA II QUESTÃO 16 Uma barra homogênea de massa 4,0 kg e comprimento 1,0 m está apoiada em suas extremidades sobre dois suportes A e B conforme desenho abaixo. Coloca-se a seguir, apoiada

Leia mais

Professora Florence. 1,0 C e q3

Professora Florence. 1,0 C e q3 TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 3 Densidade do mercúrio: 13,6 g/cm Pressão atmosférica: 5 1,0 10 N/m Constante eletrostática: k 1 4,0 10 N m C 0 0 1. (Ufpe 01) Três

Leia mais

Física - 1. Dados numéricos

Física - 1. Dados numéricos Física - 1 Dados numéricos celeração da gravidade: 1 m/s Densidade da água: 1, g/cm 3 Velocidade da luz no vácuo: 3, x 1 8 m/s 1 atm = 1, x 1 5 N/m = 1 4 π o = 9, x 1 9 N.m C 1. O gráfico da velocidade

Leia mais

c) da aplicação correta destas equações nos diversos níveis de problemas de Física abrangendo aquilo que estudamos.

c) da aplicação correta destas equações nos diversos níveis de problemas de Física abrangendo aquilo que estudamos. ELETRÓSTATICA E ELETRODINÂMICA I) RESUMO DAS PPRICIPAIS EQUAÇÕES Como Ciências naturais que se apoia nas ciências exatas para estudar as leis que regem os fenômenos da natureza em nível macroscópico e

Leia mais

Interação entre cargas elétricas

Interação entre cargas elétricas Interação entre cargas elétricas Cargas elétricas de mesmo sinal repelem-se. Cargas elétricas de sinais contrários atraem-se. A força de interação tem a direção da reta que une as cargas, depende do meio

Leia mais

Exercícios de Velocidade média Dom, 01 de Agosto de :38 - Última atualização Ter, 23 de Dezembro de :45

Exercícios de Velocidade média Dom, 01 de Agosto de :38 - Última atualização Ter, 23 de Dezembro de :45 VELOCIDADE MÉDIA (ESCALAR E VETOTIAL) www.nilsong.com.br I) RESUMO DAS PRINCIPAIS FÓRMULAS: o que diferencia velocidade escalar média do módulo do vetor velocidade média é o fato de ΔS ser considerado

Leia mais

Aluno(a): nº: Turma: Data: / /2016. Matéria: Física

Aluno(a): nº: Turma: Data: / /2016. Matéria: Física Aluno(a): nº: Turma: Nota Ano: 2º Ano EM Data: / /2016 Trabalho Recuperação Professor(a): Clayton Matéria: Física VALOR: 15,0 1-Sabe-se que a densidade da água é 1g/cm 3. A tabela abaixo fornece as massas

Leia mais

Desprezando todo tipo de atrito, se as esferas forem soltas em um mesmo instante, é CORRETO afirmar que:

Desprezando todo tipo de atrito, se as esferas forem soltas em um mesmo instante, é CORRETO afirmar que: 6 GAB. 1 1 o DIA PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO 005-007 FÍSICA QUESTÕES DE 11 A 0 11. Três esferas pequenas de massas e raios iguais encontram-se em repouso a uma altura (h) nas extremidades de três trilhos (I,

Leia mais

Tópico 8. Aula Prática: Pêndulo Simples

Tópico 8. Aula Prática: Pêndulo Simples Tópico 8. Aula Prática: Pêndulo Simples 1. INTRODUÇÃO Um pêndulo é um sistema composto por uma massa acoplada a um pivô que permite sua movimentação livremente. A massa fica sujeita à força restauradora

Leia mais

Capítulo 23: Lei de Gauss

Capítulo 23: Lei de Gauss Capítulo 23: Lei de Gauss O Fluxo de um Campo Elétrico A Lei de Gauss A Lei de Gauss e a Lei de Coulomb Um Condutor Carregado A Lei de Gauss: Simetria Cilíndrica A Lei de Gauss: Simetria Plana A Lei de

Leia mais

Lista 5: Trabalho e Energia

Lista 5: Trabalho e Energia Lista 5: Trabalho e Energia NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii. Responder a

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES T T Como pode cair no enem? (CEFET) Nos sistemas seguintes, em equilíbrio, as roldanas, os fios e as hastes têm massas desprezíveis. Os dinamômetros

Leia mais

Considerando a variação temporal do momento angular de um corpo rígido que gira ao redor de um eixo fixo, temos:

Considerando a variação temporal do momento angular de um corpo rígido que gira ao redor de um eixo fixo, temos: Segunda Lei de Newton para Rotações Considerando a variação temporal do momento angular de um corpo rígido que gira ao redor de um eixo fixo, temos: L t = I ω t e como L/ t = τ EXT e ω/ t = α, em que α

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE 3º ANO

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE 3º ANO Maceió - Alagoas FÍSICA TIO BUBA LISTA DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE 3º ANO Professor(a): JOÃO CARLO ( BUBA) 01) O campo elétrico gerado em P, por uma carga puntiforme positiva de valor +Q a uma

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo Eletromagnetismo Eletromagnetismo 1. Um imã preso a um carrinho desloca-se com velocidade constante ao longo de um trilho horizontal. Envolvendo o trilho há uma espira metálica, como mostra a figura. Pode-se

Leia mais

Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V.

Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V. COLÉGIO SHALOM Trabalho de recuperação Ensino Médio 3º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física Entrega na data da prova Aluno (a) :. No. 01-(Ufrrj-RJ) A figura a seguir mostra um atleta de ginástica olímpica

Leia mais

Lista de exercícios 8 Campos magnéticos produzidos por corrente

Lista de exercícios 8 Campos magnéticos produzidos por corrente Lista de exercícios 8 Campos magnéticos produzidos por corrente 1. Em um certo local das Filipinas o campo magnético da Terra tem um modulo de 39 µt, é horizontal e aponta exatamente para o norte. Suponha

Leia mais

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA.

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA. Trabalho e Energia UFPB/98 1. Considere a oscilação de um pêndulo simples no ar e suponha desprezível a resistência do ar. É INCORRETO afirmar que, no ponto m ais baixo da trajetória, a) a energia potencial

Leia mais

Notas de Aula de Física

Notas de Aula de Física Versão preliminar 9 de setembro de 00 Notas de Aula de ísica. EQUIÍBRIO... CONDIÇÕES ARA O EQUIÍBRIO... SOUÇÃO DE AGUNS ROBEMAS... 0... 5... 9... 4 5... 5 7... 6 4... 7 5... 8 9... 8 rof. Romero Tavares

Leia mais

LANÇAMENTOS NO VÁCUO. I) RESUMO DE LANÇAMENTOS NO VÁCUO (VERTICAL, QUEDA LIVRE, OBLIQUO E HORIZONTAL )

LANÇAMENTOS NO VÁCUO.  I) RESUMO DE LANÇAMENTOS NO VÁCUO (VERTICAL, QUEDA LIVRE, OBLIQUO E HORIZONTAL ) LANÇAMENTOS NO VÁCUO www.nilsong.com.br I) RESUMO DE LANÇAMENTOS NO VÁCUO (VERTICAL, QUEDA LIVRE, OBLIQUO E HORIZONTAL ) São os movimentos onde só cosndera-se atuando no móvel apenas a força de gravidade

Leia mais

Atividade de revisão do 1º semestre de 2009 e autoavaliação de recuperação

Atividade de revisão do 1º semestre de 2009 e autoavaliação de recuperação Física Atividade 3 os anos Glorinha ago/09 Nome: Nº: Turma: Atividade de revisão do 1º semestre de 2009 e autoavaliação de recuperação Essa atividade tem o objetivo de revisar alguns conceitos estudados

Leia mais

Apostila de Física 24 Condutores em Equilíbrio Eletrostático

Apostila de Física 24 Condutores em Equilíbrio Eletrostático Apostila de Física 24 Condutores em Equilíbrio Eletrostático 1.0 Condutor em Equilíbrio Eletrostático Não ocorre movimento ordenado de cargas elétricas em relação a um referencial fixo no condutor. O campo

Leia mais

Definição A figura geométrica formada pela reunião de todos os segmentos de reta paralelos à reta r, com uma extremidade num ponto do círculo R e a

Definição A figura geométrica formada pela reunião de todos os segmentos de reta paralelos à reta r, com uma extremidade num ponto do círculo R e a CILINDRO Definição A figura geométrica formada pela reunião de todos os segmentos de reta paralelos à reta r, com uma extremidade num ponto do círculo R e a outra no plano, denomina-se cilindro circular.

Leia mais

CAMPO ELETRICO UNIFORME LISTA 1

CAMPO ELETRICO UNIFORME LISTA 1 1. (Fuvest 2015) Em uma aula de laboratório de Física, para estudar propriedades de cargas elétricas, foi realizado um experimento em que pequenas esferas eletrizadas são injetadas na parte superior de

Leia mais

GERADORES E RECEPTORES:

GERADORES E RECEPTORES: COLÉGIO ESTADUAL JOSUÉ BRANDÃO 3º Ano de Formação Geral Física IV Unidade_2009. Professor Alfredo Coelho Resumo Teórico/Exercícios GERADORES E RECEPTORES: Anteriormente estudamos os circuitos sem considerar

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO ENSINO MÉDIO 4º. BIMESTRE

EXERCÍCIOS DE REVISÃO ENSINO MÉDIO 4º. BIMESTRE EXERCÍCIOS DE REVISÃO ENSINO MÉDIO 4º. BIMESTRE 1ª. SÉRIE Exercícios de PA e PG 1. Determinar o 61º termo da PA ( 9,13,17,21,...) Resp. 249 2. Determinar a razão da PA ( a 1,a 2, a 3,...) em que o primeiro

Leia mais

01- (UPF-RS) Um corpo que tenha sido eletrizado com uma carga de 10μC deverá ter recebido, aproximadamente, em elétrons:

01- (UPF-RS) Um corpo que tenha sido eletrizado com uma carga de 10μC deverá ter recebido, aproximadamente, em elétrons: Arrastão 2 o EM sem resolução 01- (UPF-RS) Um corpo que tenha sido eletrizado com uma carga de 10μC deverá ter recebido, aproximadamente, em elétrons: 02-(UEPG-PR) Considere quatro esferas metálicas idênticas

Leia mais

PASES ª Etapa - 4º dia:30/05/2005 3ª FASE e FASE ÚNICA GRUPO 1 01 PROGRAMA DE ACESSO SERIADO AO ENSINO SUPERIOR

PASES ª Etapa - 4º dia:30/05/2005 3ª FASE e FASE ÚNICA GRUPO 1 01 PROGRAMA DE ACESSO SERIADO AO ENSINO SUPERIOR 2ª Etapa - 4º dia:30/05/2005 3ª FASE e FASE ÚNICA GRUPO 1 01 FÍSICA 01 Uma esfera de peso 500 N é colocada em equilíbrio entre dois planos inclinados A e B, sem atrito, conforme figura. Calcule o módulo

Leia mais

Geometria Espacial - AFA

Geometria Espacial - AFA Geometria Espacial - AFA 1. (AFA) O produto da maior diagonal pela menor diagonal de um prisma hexagonal regular de área lateral igual a 1 cm e volume igual a 1 cm é: 10 7. 0 7. 10 1. (D) 0 1.. (AFA) Qual

Leia mais

g 10 m / s Montagem 1: A roldana está fixada numa árvore; e o cabo de aço, no tronco petrificado.

g 10 m / s Montagem 1: A roldana está fixada numa árvore; e o cabo de aço, no tronco petrificado. 1. (Espcex (Aman) 015) Uma pessoa de massa igual a 80 kg está dentro de um elevador sobre uma balança calibrada que indica o peso em newtons, conforme desenho abaixo. Quando o elevador está acelerado para

Leia mais

1ª QUESTÃO Valor 1,0 = 1. Dados: índice de refração do ar: n 2. massa específica da cortiça: 200 kg/m 3. 1 of :36

1ª QUESTÃO Valor 1,0 = 1. Dados: índice de refração do ar: n 2. massa específica da cortiça: 200 kg/m 3. 1 of :36 1ª QUESTÃO Valor 1,0 Uma lâmpada é colocada no fundo de um recipiente com líquido, diretamente abaixo do centro de um cubo de cortiça de 10 cm de lado que flutua no líquido. Sabendo que o índice de refração

Leia mais

Segunda aula de Fundamentos de Eletromagnetismo

Segunda aula de Fundamentos de Eletromagnetismo Segunda aula de Fundamentos de Eletromagnetismo Prof. Vicente Barros 1- Revisão de vetores. 2- Revisão sobre carga elétrica. 3- Revisão condutores e isolantes 4- Revisão sobre Lei de Coulomb. Revisão de

Leia mais

Campo Elétrico 2 Objetivos:

Campo Elétrico 2 Objetivos: Campo Elétrico 2 Objetivos: Apresentar a discretização do espaço para a resolução de problemas em coordenadas: Cartesianas; Polar; Aplicar a discretização do espaço para resolução de problemas de campo

Leia mais

Física. Resultante Centrípeta. Questão 01 - (UNIFOR CE/2015)

Física. Resultante Centrípeta. Questão 01 - (UNIFOR CE/2015) ! Questão 01 - (UNIFOR CE/2015) O lançamento do martelo é esporte olímpico praticado por ambos os sexos. O recorde mundial deste esporte foi batido pela alemã Betty Heidler em 2011 em Stuttgart. O esporte

Leia mais

3º ANO DO ENSINO MÉDIO. 1.- Quais são os coeficientes angulares das retas r e s? 60º 105º. 0 x x. a) Escreva uma equação geral da reta r.

3º ANO DO ENSINO MÉDIO. 1.- Quais são os coeficientes angulares das retas r e s? 60º 105º. 0 x x. a) Escreva uma equação geral da reta r. EXERCÍCIOS DE REVISÃO 3º BIMESTRE GEOMETRIA ANALÍTICA 3º ANO DO ENSINO MÉDIO 1.- Quais são os coeficientes angulares das retas r e s? s 60º 105º r 2.- Considere a figura a seguir: 0 x r 2 A C -2 0 2 5

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Física Superfícies Equipotenciais e Linhas de Força

Exercícios com Gabarito de Física Superfícies Equipotenciais e Linhas de Força Exercícios com Gabarito de Física Superfícies Equipotenciais e Linhas de Força 1) (Faap-1996) A figura mostra, em corte longitudinal, um objeto metálico oco, eletricamente carregado. Em qual das regiões

Leia mais

Apostila de Matemática II 3º bimestre/2016. Professora : Cristiane Fernandes

Apostila de Matemática II 3º bimestre/2016. Professora : Cristiane Fernandes Apostila de Matemática II 3º bimestre/2016 Professora : Cristiane Fernandes Pirâmide A pirâmide é uma figura geométrica espacial, um poliedro composto por uma base (triangular, pentagonal, quadrada, retangular,

Leia mais

Aula 3 VETORES. Introdução

Aula 3 VETORES. Introdução Aula 3 VETORES Introdução Na Física usamos dois grupos de grandezas: as grandezas escalares e as grandezas vetoriais. São escalares as grandezas que ficam caracterizadas com os seus valores numéricos e

Leia mais

Física Unidade VI Série 2

Física Unidade VI Série 2 01 A força magnética F é perpendicular, simultaneamente, ao campo indução B e a velocidade v. No entanto v e B não são, necessariamente, perpendiculares entre si. Resposta: B 1 02 Como a velocidade é paralelo

Leia mais

Vetores. É tudo aquilo que pode ser medido em um fenômeno físico. Serve para entendermos como funciona e porque ocorre qualquer fenômeno físico.

Vetores. É tudo aquilo que pode ser medido em um fenômeno físico. Serve para entendermos como funciona e porque ocorre qualquer fenômeno físico. Grandezas Vetores É tudo aquilo que pode ser medido em um fenômeno físico. Serve para entendermos como funciona e porque ocorre qualquer fenômeno físico. GRANDEZA ESCALAR São aquelas medidas que precisam

Leia mais

1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação

1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação Lista de exercícios 9 - Indução e Indutância 1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação φ B = 6,0t2 + 7,0t, onde φb está em miliwebers e t em segundos. (a) Qual

Leia mais

OS PRISMAS. 1) Definição e Elementos :

OS PRISMAS. 1) Definição e Elementos : 1 OS PRISMAS 1) Definição e Elementos : Dados dois planos paralelos α e β, um polígono contido em um desses planos e um reta r, que intercepta esses planos, chamamos de PRISMA o conjunto de todos os segmentos

Leia mais

Figura disponível em: .

Figura disponível em: <http://soumaisenem.com.br/fisica/conhecimentos-basicos-e-fundamentais/grandezas-escalares-egrandezas-vetoriais>. n. 7 VETORES vetor é um segmento orientado; são representações de forças, as quais incluem direção, sentido, intensidade e ponto de aplicação; o módulo, a direção e o sentido caracterizam um vetor: módulo

Leia mais

ENG1200 Mecânica Geral Semestre Lista de Exercícios 6 Corpos Submersos

ENG1200 Mecânica Geral Semestre Lista de Exercícios 6 Corpos Submersos ENG1200 Mecânica Geral Semestre 2013.2 Lista de Exercícios 6 Corpos Submersos 1 Prova P3 2013.1 - O corpo submerso da figura abaixo tem 1m de comprimento perpendicularmente ao plano do papel e é formado

Leia mais

1 f =10 15.) q 1. σ 1. q i. ρ = q 1. 4πa 3 = 4πr 3 q i = q 1 ( r a )3 V 1 = V 2. 4πr 2 E = q 1. q = 1 3, q 2. q = 2 3 E = = q 1/4πR 2

1 f =10 15.) q 1. σ 1. q i. ρ = q 1. 4πa 3 = 4πr 3 q i = q 1 ( r a )3 V 1 = V 2. 4πr 2 E = q 1. q = 1 3, q 2. q = 2 3 E = = q 1/4πR 2 1 possui uma carga uniforme q 1 =+5, 00 fc e a casca Instituto de Física - UFF Física Geral e Experimental I/XVIII Prof. Hisataki Shigueoka http://profs.if.uff.br/ hisa possui uma carga q = q 1. Determine

Leia mais

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48)

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48) Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC cel: (48)9668 3767 R1 Quando duas cargas estão em movimento, além da força eletrostática manifesta-se uma outra força, chamada força magnética. Todos os

Leia mais

Concurso de seleção 2003 NÚMERO DE INSCRIÇÃO! - FÍSICA. força massa t (s)

Concurso de seleção 2003 NÚMERO DE INSCRIÇÃO! - FÍSICA. força massa t (s) FÍSICA QUESTÃO 11 A partir da 2ª Lei de Newton mostre que força massa tem a mesma unidade da grandeza aceleração. QUESTÃO 12 Examine o gráfico abaixo. v (m/s) 10 2 4 6 t (s) Dado o gráfico da velocidade

Leia mais

FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) LEI DE GAUSS

FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) LEI DE GAUSS FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) LEI DE GAUSS Carl Friedrich Gauss (1777 1855) foi um matemático, astrônomo e físico alemão que contribuiu significativamente em vários campos da ciência, incluindo a teoria dos

Leia mais

MOVIMENTO OSCILATÓRIO

MOVIMENTO OSCILATÓRIO MOVIMENTO OSCILATÓRIO 1.0 Noções da Teoria da Elasticidade A tensão é o quociente da força sobre a área aplicada (N/m²): As tensões normais são tensões cuja força é perpendicular à área. São as tensões

Leia mais

Do que somos feitos? >>Vídeo: Física- Química- Os Primeiros Modelos Atômicos (Dalton, Thomson, Rutherford, Bohr)<<

Do que somos feitos? >>Vídeo: Física- Química- Os Primeiros Modelos Atômicos (Dalton, Thomson, Rutherford, Bohr)<< Prof. Gabriel Aká Do que somos feitos? >>Vídeo: Física Química Os Primeiros Modelos Atômicos (Dalton, Thomson, Rutherford, Bohr)>Átomo

Leia mais

Fisica 1 A B. k = 1/4πε 0 = 9, N.m 2 /C Um automóvel faz o percurso Recife-Gravatá a uma velocidade média de 50 km/h.

Fisica 1 A B. k = 1/4πε 0 = 9, N.m 2 /C Um automóvel faz o percurso Recife-Gravatá a uma velocidade média de 50 km/h. Fisica 1 Valores de algumas constantes físicas celeração da gravidade: 10 m/s 2 Densidade da água: 1,0 g/cm 3 Calor específico da água: 1,0 cal/g C Carga do elétron: 1,6 x 10-19 C Velocidade da luz no

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 2º E 3º CICLOS ANSELMO DE ANDRADE 9º ANO ANO LECTIVO

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 2º E 3º CICLOS ANSELMO DE ANDRADE 9º ANO ANO LECTIVO ESCOLA SECUNDÁRIA COM 2º E 3º CICLOS ANSELMO DE ANDRADE 9º ANO ANO LECTIVO 2011-2012 Sólidos Geométricos NOME: Nº TURMA: Polígonos Um polígono é uma figura geométrica plana limitada por uma linha fechada.

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual.

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. Física 2ª Lei de Newton I 2 os anos Hugo maio/12 Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. 1. Aplica-se uma força F de intensidade 20

Leia mais

GEOMETRIA MÉTRICA ESPACIAL

GEOMETRIA MÉTRICA ESPACIAL GEOMETRIA MÉTRICA ESPACIAL .. PARALELEPÍPEDOS RETÂNGULOS Um paralelepípedo retângulo é um prisma reto cujas bases são retângulos. AB CD A' B' C' D' a BC AD B' C' A' D' b COMPRIMENTO LARGURA AA' BB' CC'

Leia mais

3. (Unirio RJ) Assinale a opção que apresenta a afirmativa correta, a respeito de fenômenos eletromagnéticos:

3. (Unirio RJ) Assinale a opção que apresenta a afirmativa correta, a respeito de fenômenos eletromagnéticos: Lista 10 - Eletromagnetismo 1. (PUC MG) A figura mostra o nascer do Sol. Dos pontos A, B, C e D, qual deles indica o Sul geográfico? a) A. b) B. c) C. d) D. 2. (UFMG) A figura mostra uma pequena chapa

Leia mais

Profº Carlos Alberto

Profº Carlos Alberto Rotação Disciplina: Mecânica Básica Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá: Como descrever a rotação de um corpo rígido em termos da coordenada angular,

Leia mais

1º trimestre Exercícios - Física Data:03/16 Ensino Médio 3º ano classe: Prof.Dora Nome: nº

1º trimestre Exercícios - Física Data:03/16 Ensino Médio 3º ano classe: Prof.Dora Nome: nº . 1º trimestre Exercícios - Física Data:03/16 Ensino Médio 3º ano classe: Prof.Dora Nome: nº Valor: Nota:. 1. (FESP-PE) Um edifício projeta no solo uma sombra de 40 m. No mesmo instante, um observador

Leia mais

Princípios de Eletricidade Magnetismo

Princípios de Eletricidade Magnetismo Princípios de Eletricidade Magnetismo Corrente Elétrica e Circuitos de Corrente Contínua Professor: Cristiano Faria Corrente e Movimento de Cargas Elétricas Embora uma corrente seja um movimento de partícula

Leia mais

Prova de Questões Analítico-Discursivas FÍSICA

Prova de Questões Analítico-Discursivas FÍSICA 1 Um garoto lança horizontalmente uma bola, da altura de 80,0 cm, com a intenção de atingir um buraco situado a 0,0080 km do ponto de lançamento, conforme figura abaixo. Com qual velocidade inicial, em

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS Curso : Engenharia civil Disciplina: Fenômeno dos transportes Professor(a): Nome do(s) Aluno(a)(s): LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS Período Letivo: 2014.2 Unidade: I Nota: Semestre:

Leia mais

Estática. Vista da estrutura da ponte Golden Gate, São Francisco, Califórnia (EUA).

Estática. Vista da estrutura da ponte Golden Gate, São Francisco, Califórnia (EUA). Estática Todo o nosso estudo até agora foi dedicado quase que exclusivamente ao movimento. Passamos da Cinemática - descrição matemática dos movimentos - à Dinâmica, em que essa descrição se aprofunda

Leia mais

FÍSICA. c = 10 feijões. Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 3. Densidade da água: 1 g/cm3 = 103 kg/m Calor específico da água: 1 cal/g.

FÍSICA. c = 10 feijões. Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 3. Densidade da água: 1 g/cm3 = 103 kg/m Calor específico da água: 1 cal/g. FÍSICA Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 3 Densidade da água: 1 g/cm3 = 103 kg/m Calor específico da água: 1 cal/g. C -19 Carga do elétron = 1,6 x 10 C -31 Massa do elétron = 9 x 10 kg 8 Velocidade

Leia mais

FÍSICA 2ª Fase. Substituindo-se estes valores na equação (1), temos: 1 =.15 onde concluímos que

FÍSICA 2ª Fase. Substituindo-se estes valores na equação (1), temos: 1 =.15 onde concluímos que FÍSIC 2ª Fase Questão 16 No movimento circular uniforme a relação entre a velocidade escalar V e a velocidade angular é dada pela relação:. (1) Onde R é o raio da circunferência. São dados nesta questão:

Leia mais

PROVA PARA ALUNOS DO 1 E 2 ANO

PROVA PARA ALUNOS DO 1 E 2 ANO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: a 3 FASE o o PROVA PARA ALUNOS DO 1 E 2 ANO 1 Essa prova destina-se exclusivamente aos alunos do 1 o e 2 o ano e contém vinte (20) questões. 2 Os alunos do 1 o ano

Leia mais

VETORES. DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade

VETORES. DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade 1 DEFINIÇÃO DE GRANDEZA É tudo aquilo que pode ser medido Exemplos: Comprimento Aceleração Força Velocidade GRANDEZAS ESCALARES São grandezas que se caracterizam apenas por um valor acompanhado uma unidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL Nº 04/2016-PROGRAD PROVA ESCRITA ÁREA: FÍSICA GERAL Questão 1. (Valor 2,0) Um foguete modelo de 4,00 kg é lançado verticalmente para cima com

Leia mais

Física I Prova 3 29/11/2014

Física I Prova 3 29/11/2014 Nota Física I Prova 3 9/11/014 NOME MATRÍCULA TURMA PROF. Lembrete: A prova consta de 6 questões discursivas (que deverão ter respostas justificadas, desenvolvidas e demonstradas matematicamente) e 8 questões

Leia mais

Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões. Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica. Escolha a alternativa correta

Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões. Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica. Escolha a alternativa correta Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica Escolha a alternativa correta 1. (MACKENZIE) Um condutor retilíneo de comprimento 0,5 m

Leia mais

XXVII CPRA LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA (DINÂMICA)

XXVII CPRA LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA (DINÂMICA) XXVII CPRA LISTA DE EXERCÍCIOS FÍSICA (DINÂMICA) 1) Uma caixa de 50 kg repousa sobre uma superfície para a qual o coeficiente de atrito cinético é. Se a caixa está sujeita a uma força de tração de 400

Leia mais

3 Movimentos com vínculos

3 Movimentos com vínculos 3.1-1 3 Movimentos com vínculos Se obrigarmos um corpo de mover-se ao longo de uma trajetória (curva) fixa (por exemplo, ao longo de uma montanha-russa, ou preso à extremidade de uma haste fina que obriga

Leia mais

Tecnologia em Automação Industrial Mecânica Aplicada 1 Lista 06 página 1/6

Tecnologia em Automação Industrial Mecânica Aplicada 1 Lista 06 página 1/6 urso de Tecnologia em utomação Industrial Disciplina de Mecânica plicada 1 prof. Lin Lista de exercícios nº 6 (Equilíbrio de um corpo rígido) 0,5 m 1,0 m orma 1. figura ao lado ilustra uma prensa para

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 31 MAGNETISMO: FORÇA MAGNÉTICA

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 31 MAGNETISMO: FORÇA MAGNÉTICA FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 31 MAGNETISMO: FORÇA MAGNÉTICA B F V MÃO DIREITA fonte de ions trajetória de ions E B E = 1 x 10 3 N/c B = 5 x 10-2 T v =? Como é MRU R = 0 F mag = F EL v B = E E 10 3 10 5 v =

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 49. Questão 48. alternativa B. alternativa B. alternativa A. alternativa D. A distância média da Terra à Lua é

Questão 46. Questão 47. Questão 49. Questão 48. alternativa B. alternativa B. alternativa A. alternativa D. A distância média da Terra à Lua é Questão 46 A distância média da Terra à Lua é 3,9 10 m. Sendo a velocidade da luz no vácuo igual a 30, 10 5 km/s, o tempo médio gasto por ela para percorrer essa distância é de: a) 0,77 s d) 77 s b) 1,3

Leia mais

Medição. Os conceitos fundamentais da física são as grandezas que usamos para expressar as suas leis. Ex.: massa, comprimento, força, velocidade...

Medição. Os conceitos fundamentais da física são as grandezas que usamos para expressar as suas leis. Ex.: massa, comprimento, força, velocidade... Universidade Federal Rural do Semi Árido UFERSA Pro Reitoria de Graduação PROGRAD Disciplina: Mecânica Clássica Professora: Subênia Medeiros Medição Os conceitos fundamentais da física são as grandezas

Leia mais

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO:

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 1 Essa prova destina-se exclusivamente a alunos da 1ª e 2ª Séries e contém dezesseis (16) questões. 2 Os alunos da 1ª Série devem escolher livremente oito (8) questões

Leia mais

CAMPO MAGNÉTICO E DINÂMICA DE UMA PARTÍCULA NO C.M.U.

CAMPO MAGNÉTICO E DINÂMICA DE UMA PARTÍCULA NO C.M.U. AULA 25 CAMPO MAGNÉTICO E DINÂMICA DE UMA PARTÍCULA NO C.M.U. 1- ÍMÃ Os ímãs são corpos que se diferenciam por apresentar algumas propriedades que comentaremos a seguir. Um ímã atrai pedaços de ferro e

Leia mais

Cargas Elétricas: ELETROSTÁTICA

Cargas Elétricas: ELETROSTÁTICA Cargas Elétricas: ELETROSTÁTICA Capítulo 10 4º bimestre Colégio Contato Unidade Farol Professora Thaís Freitas 9º ano - 2015 A eletrostática, basicamente, é a parte da eletricidade que estuda as cargas

Leia mais

Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta

Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta 1 Sumário Capacitor Indutor 2 Capacitor Componente passivo de circuito. Consiste de duas superfícies condutoras separadas por um material não condutor

Leia mais

Módulo Geometria Espacial 3 - Volumes e Áreas de Cilindro, Cone e Esfera. Esfera. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda

Módulo Geometria Espacial 3 - Volumes e Áreas de Cilindro, Cone e Esfera. Esfera. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Módulo Geometria Espacial - Volumes e Áreas de Cilindro, Cone e Esfera Esfera. a série E.M. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Geometria Espacial - Volumes e Áreas de Cilindro, Cone e Esfera. Esfera.

Leia mais

Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza. Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho

Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza. Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho de Carvalho - Eletrostática Densidade de Fluxo Elétrico e Lei de Gauss (Páginas 48 a 55 no livro texto) Experimento com esferas concêntricas Densidade de Fluxo elétrico (D) Relação entre D e E no vácuo

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges A lei de Gauss Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-2015/ Fluxo de um campo

Leia mais

a média de gols da primeira rodada, M G a média de gols das duas primeiras rodadas e x o número de gols da segunda rodada, tem-se 15 + x 15 M G

a média de gols da primeira rodada, M G a média de gols das duas primeiras rodadas e x o número de gols da segunda rodada, tem-se 15 + x 15 M G MATEMÁTICA O número de gols marcados nos 6 jogos da primeira rodada de um campeonato de futebol foi 5,,,, 0 e. Na segunda rodada, serão realizados mais 5 jogos. Qual deve ser o número total de gols marcados

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER)

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) 1) Uma máquina consome 4000 J de energia em 100 segundos. Sabendo-se que o rendimento dessa máquina é de 80%, calcule

Leia mais

2. (Uerj) Um quadrado ABCD de centro O está situado sobre um plano.ב Esse plano contém o segmento OV, perpendicular a BC, conforme ilustra a imagem:

2. (Uerj) Um quadrado ABCD de centro O está situado sobre um plano.ב Esse plano contém o segmento OV, perpendicular a BC, conforme ilustra a imagem: 1. (Insper) Uma empresa fabrica porta-joias com a forma de prisma hexagonal regular, com uma tampa no formato de pirâmide regular, como mostrado na figura. As faces laterais do porta-joias são quadrados

Leia mais

FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2014 1 a QUESTÃO Valor: 1,0 O cérebro humano determina a direção de onde provém um som por meio da diferença de fase entre

Leia mais

1. (Ufrgs 2011) No hexágono regular representado na figura abaixo, os pontos A e B possuem, respectivamente, coordenadas (0, 0) e (3,0).

1. (Ufrgs 2011) No hexágono regular representado na figura abaixo, os pontos A e B possuem, respectivamente, coordenadas (0, 0) e (3,0). Nome: nº Professor(a): Série: 2º EM. Turma: Data: / /2013 Nota: Sem limite para crescer Bateria de Exercícios Matemática II 3º Trimestre 1º Trimestre 1. (Ufrgs 2011) No hexágono regular representado na

Leia mais

Lista de Eletrostática - Mackenzie

Lista de Eletrostática - Mackenzie Lista de Eletrostática - Mackenzie 1. (Mackenzie 1996) Uma esfera eletrizada com carga de + mc e massa 100 g é lançada horizontalmente com velocidade 4 m/s num campo elétrico vertical, orientado para cima

Leia mais

IME º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2003 1º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Seja z um número complexo de módulo unitário que satisfaz a condição z 2n 1, em que n é um número inteiro positivo.

Leia mais