Introdução à perda auditiva

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução à perda auditiva"

Transcrição

1 Introdução à perda auditiva

2 A importância da audição Ser capaz de ouvir é uma parte importante para uma vida ativa e agradável. A audição normal nos permite conectar-se com o mundo ao nosso redor, para conversar com os amigos, desfrutar da TV e música e ouvir sinais de alerta, como alarmes de incêndio ou no trânsito. Cerca de 360 milhões de pessoas (mais de 5% da população mundial) são afetados por alguma perda auditiva. Metade de todos os casos poderiam ser evitados através da prevenção e tratamento médico. Mesmo as pessoas com perda auditiva de grau leve possuem dificuldades, como por exemplo, acompanhar uma conversa ou uma reunião de negócios, especialmente em um ambiente ruidoso e com muitas pessoas. Razões pelas quais as pessoas perdem um pouco a capacidade de ouvir: - Idade - Exposição ao ruído - Doença - Medicamentos ou drogas Quando a pessoa começa a perder a audição, outras coisas também podem ser perdidas, como conexão social e a capacidade de se comunicar. Até mesmo a saúde física pode piorar. Bainbridge KE et al. (2008) Ann Intern Med 149:1-10; Dalton DS et al. (1998) Diabetes Care 21: ; 2

3 Como ouvimos? O canal auditivo conduz o som até a membrana timpânica fazendo-a vibrar, essa vibração aciona os ossículos da orelha média. Estes ossículos se movem e pressionam a cóclea (orelha interna) e o som é enviado para o cérebro através do nervo auditivo. Pavilhão auricular Martelo Estribo Bigorna Canais semicirculares Cóclea Nervo auditivo Membrana timpânica Meato acústico externo Tuba auditiva Orelha externa Orelha média Orelha interna 3

4 Sinais de alerta típicos de perda auditiva Dificuldade em ouvir à distância Problemas para compreender a fala na presença de ruído Outras pessoas acham que a pessoa com dificuldade auditiva fala muito alto As pessoas parecem sussurrar Familiares ou vizinhos reclamam do volume alto da TV ou do rádio Dificuldade para compreender a fala mais fraca ou vozes femininas e de crianças Muitas vezes, pedem para que as pessoas repitam Incapacidade em ouvir sons comuns no ambiente doméstico, como o tic-tac do relógio, torneira pingando, etc. Após os primeiros sintomas, as pessoas esperam em média entre 5-7 anos até procurarem ajuda. Se você ou alguém próximo a você está sofrendo de perda auditiva, fale com o seu médico sobre a melhor ação a ser tomada. Um profissional de saúde auditiva pode ajudar a identificar a perda auditiva e sugerir a melhor solução. Novos tipos de aparelhos auditivos estão disponíveis, sendo eficazes, confortáveis, discretos e com preços acessíveis. 4

5 A perda auditiva no cotidiano A perda auditiva pode variar de grau leve a profundo. Este gráfico mostra quais sons podem ou não ser ouvidos dependendo do grau da perda auditiva. Por exemplo, pessoas com uma perda auditiva severa podem ouvir um avião ou uma moto próxima (muito alto, por isso está na parte inferior do gráfico). No entanto, eles não serão capazes de ouvir a fala em nível normal ou o canto dos pássaros. Frequência e intensidade de uma variedade de sons comuns. O cantar de um pássaro é um tom de frequência alta (agudo), portanto, está à direita do gráfico; tons de baixa frequência (graves) estão à esquerda. db 10 Grave Agudo Hz Forte Fraco Audição normal Perda auditiva leve (20-40 db NA) Perda auditiva moderada (40-60 db NA) Perda auditiva moderada-mente severa (60-75 db NA) Perda auditiva severa (75-95 db NA) Perda auditiva profunda (95+ db NA) 5

6 Níveis sonoros (em db NA) A tabela a seguir mostra exemplos de diferentes sons altos (fortes). Níveis altos de ruído que podem causar danos temporários ou permanentes à audição. Por isso, é importante usar protetor auditivo quando exposto a sons altos, especialmente por um longo período de exposição. Quanto alto é muito alto? db NA Tempo até possíveis danos 160 Lançamento de foguete Risco ou dano imediato Muito perigoso 130 Ambulância Risco ou dano imediato 120 Avião Risco ou dano imediato Perigoso 100 Motocicleta 1 hora 80 Despertador 8 horas Nehum risco 40 Interior da casa Nehum risco 5 Relógio de pulso Nehum risco 6

7 Os problemas causados pela perda auditiva A perda auditiva representa mais do que simplesmente não ouvir bem as pessoas com perda auditiva têm relatado uma série de problemas que por consequência tem um efeito negativo em suas vidas ou nas vidas das pessoas ao seu redor. A perda auditiva também pode causar alterações no sistema imunológico do organismo, aumentando o risco de doenças as pessoas que trabalham e possuem uma perda auditiva tendem a ter mais licenças médicas do que aquelas com audição normal. Influência Saúde Interpessoal Segurança Impacto Fadiga devido ao esforço para ouvir (por exemplo, em ambientes ruidosos) Frustração, depressão Raiva Aumento no aparecimento de doenças e visitas hospitalares Memória prejudicada e capacidade diminuída para aprender novas tarefas Aumento significativo no risco do desenvolvimento de sintomas de demência Saúde em geral e psicológica prejudicada Falta de compreensão Isolamento Diminuição do desempenho no trabalho e salário reduzido Impacto sobre viagens, atividades com os amigos e eventos sociais Incapacidade de ouvir os alertas no trânsito Incapacidade de ouvir alarmes 7

8 Por que você deveria considerar o uso de aparelhos auditivos? Como você viu, a perda auditiva pode ter um efeito potencialmente devastador sobre a vida No entanto, a maioria das pessoas espera por anos antes de procurar ajuda para corrigir a perda auditiva Realizar um teste de audição e adquirir aparelhos auditivos oferece vários benefícios - Melhor audição - Melhora da qualidade de vida (ex.: atividade social, sentindo-se conectado com as pessoas) - Melhora do estado de saúde geral - Comunicação mais satisfatória no trabalho, com amigos e familiares, e em outras circunstâncias (compras, atender o telefone, etc.) 8

9 Efeitos positivos na utilização de aparelhos auditivos Quanto impacto positivo os aparelhos auditivos têm nesses aspectos da sua vida? 81,1% Qualidade de vida geral melhorou 69,7% Relacionamento com um parceiro(a) melhorou 35,5% Amor pela vida melhorou 38,3% Saúde física melhorou Estudo Hear the World, n(hi) = 915. Percentual de diálogos top 3 (um pouco/significante/muito mesmo) 9

10 Visão geral sobre aparelhos auditivos Existem vários modelos de aparelhos auditivos. O modelo escolhido depende do grau da perda auditiva, as condições da orelha externa e da preferência pessoal. Invisível no canal (IIC) Receptor no canal (RIC) Retroauricular (BTE) Lyric de uso prolongado Perda auditiva leve a moderadamente severa Perda auditiva leve a severa Perda auditiva leve a severa Perda auditiva leve a moderada 10

11 Algumas objeções comuns Objeção* Eu tenho vergonha de usar aparelhos auditivos. Para refletir Os aparelhos auditivos modernos são muitas vezes pequenos e projetados para ser discreto até mesmo invisível. Fale com o seu profissional de saúde auditiva sobre as suas preocupações, para que ele possa lhe aconselhar sobre o modelo que se adapta às suas necessidades. Eu não acho que os aparelhos auditivos ajudam muito. A tecnologia e o design de aparelhos auditivos tem melhorado muito nos últimos anos. A tecnologia digital ajudou no desenvolvimento de melhores recursos e na qualidade sonora, tal como, um controle remoto de funções e de programação para diferentes situações. Para o máximo aproveitamento do aparelho auditivo, o mesmo deve encaixar corretamente, por isso, se você tiver problemas fale com o seu profissional de saúde auditiva para a verificação dos ajustes e adaptação. Eu quero evitar reações negativas das outras pessoas. Dispositivos discretos, pequenos ou invisíveis significa que as pessoas não precisam saber que você está usando um aparelho auditivo. Um aparelho auditivo efetivo irá ajudar você a se comunicar melhor com as pessoas, então você poderá ter melhores interações com mais frequência. * Identificada como as três objeções mais comuns em uma pesquisa com pessoas que possuem perda auditiva. Natalizia A et al (2010). An overview of hearing impairment in older adults: perspectives for rehabilitation with hearing aids. Eur Rev Med Pharmacol Sci 14:223-9; Phonak. (2011) Hear the World Study, 11

12 Life is on A Phonak tem como objetivo melhorar, substancialmente, a qualidade de vida de pessoas com perda auditiva e das que convivem com elas. Ao desafiar de maneira criativa os limites da tecnologia, desenvolvemos inovações que ajudam as pessoas a ouvir, entender e conhecer mais a riqueza dos sons da vida. Interaja livremente. Comunique-se com confiança. Viva sem limites. Life is on /V1.00/ /MF/ Phonak AG All rights reserved

Ouvir melhor é viver melhor. Descobrindo sua audição

Ouvir melhor é viver melhor. Descobrindo sua audição Ouvir melhor é viver melhor Descobrindo sua audição O mundo o está chamando A capacidade de ouvir é uma parte tão importante da nossa vida e a maioria das pessoas nem se dá conta disso. Ouvir é um dom,

Leia mais

sac.brasil@phonak.com www.phonak.com.br SAC 0800 701 8105

sac.brasil@phonak.com www.phonak.com.br SAC 0800 701 8105 Life is on A Phonak tem como objetivo melhorar, substancialmente a qualidade de vida de pessoas com deficiência auditiva e das que convivem com elas. As desafiar de maneira criativa os limites da tecnologia,

Leia mais

Melhore o desempenho dos seus aparelhos auditivos. Acessórios Wireless da Phonak

Melhore o desempenho dos seus aparelhos auditivos. Acessórios Wireless da Phonak Melhore o desempenho dos seus aparelhos auditivos Acessórios Wireless da Phonak A moderna tecnologia dos aparelhos auditivos faz com que a maioria das situações torna-se mais agradável de ouvir e entender.

Leia mais

O Sentido da Audição Capítulo10 (pág. 186)

O Sentido da Audição Capítulo10 (pág. 186) O Sentido da Audição Capítulo10 (pág. 186) - Possibilita a percepção de sons diversos (fala, canto dos pássaros, barulho das ondas do mar, chacoalhar das folhas ao vento); - Os sons são transmitidos por

Leia mais

Engenharia Biomédica - UFABC

Engenharia Biomédica - UFABC Engenharia de Reabilitação e Biofeedback Deficiência Auditiva Professor: Pai Chi Nan 1 2 1 Ouvido externo Orelha Canal auditivo externo Função Coleta de sons 3 Ouvido médio Tímpano Ossículos Martelo Bigorna

Leia mais

Table of Contents. PT Informações Importantes de Segurança 20 Utilização do Microfone Remoto 23 Conecte, Ouça e Aproveite 25

Table of Contents. PT Informações Importantes de Segurança 20 Utilização do Microfone Remoto 23 Conecte, Ouça e Aproveite 25 USER GUIDE Table of Contents PT Informações Importantes de Segurança 20 Utilização do Microfone Remoto 23 Conecte, Ouça e Aproveite 25 Informações Importantes de Segurança Ouça com Responsabilidade Para

Leia mais

Esse barulho me deixa surda!

Esse barulho me deixa surda! Esse barulho me deixa surda! A UU L AL A Você já reparou na quantidade de ruídos ao seu redor? Basta ficar dez segundos prestando atenção aos sons para notar o som da TV, um carro passando, um cachorro

Leia mais

Portfólio de comunicação wireless da Phonak Informações do produto

Portfólio de comunicação wireless da Phonak Informações do produto Portfólio de comunicação wireless da Phonak Informações do produto Durante todo este tempo recebemos informações importantes para entender perfeitamente o que importa para você. Cada nova geração de produtos

Leia mais

Treinamento de Prot. Auditiva. Treinamento aos usuários de protetores auriculares

Treinamento de Prot. Auditiva. Treinamento aos usuários de protetores auriculares Treinamento de Prot. Auditiva Treinamento aos usuários de protetores auriculares 1 Objetivo Reconhecer o agente físico ruído Conhecer os efeitos à saúde causado por exposição ao ruído Conhecer os tipos

Leia mais

Para visitas que encantam

Para visitas que encantam Para visitas que encantam A tecnologia exclusiva Roger Guide-U Roger é o novo conceito em comunicação digital As pessoas conhecem a palavra Roger no sentido de mensagem recebida e entendida é por isso

Leia mais

Resumo sobre o Sistema Auditivo Humano

Resumo sobre o Sistema Auditivo Humano Universidade Federal de Minas Gerais Pampulha Ciências da Computação Resumo sobre o Sistema Auditivo Humano Trabalho apresentado à disciplina Processamento Digital de Som e Vídeo Leonel Fonseca Ivo 2007041418

Leia mais

A surdez é uma deficiência que fisicamente não é visível, e atinge uma pequena parte da anatomia do indivíduo.

A surdez é uma deficiência que fisicamente não é visível, e atinge uma pequena parte da anatomia do indivíduo. A surdez é uma deficiência que fisicamente não é visível, e atinge uma pequena parte da anatomia do indivíduo. Porém, traz para o surdo consequências sociais, educacionais e emocionais amplas e intangíveis.

Leia mais

O Ouvido Humano e a Audição

O Ouvido Humano e a Audição 36 Capítulo 4 O Ouvido Humano e a Audição Neste capítulo faremos um estudo sobre o ouvido humano, a fisiologia da audição e a sensibilidade do nosso sistema auditivo. 1. Conceitos básicos sobre a anatomia

Leia mais

SOM. Ruído. Frequência. Ruído. Amplitude da vibração. Ruído. Isabel Lopes Nunes FCT/UNL. Som - produz vibrações (ondas) que entram no ouvido interno

SOM. Ruído. Frequência. Ruído. Amplitude da vibração. Ruído. Isabel Lopes Nunes FCT/UNL. Som - produz vibrações (ondas) que entram no ouvido interno SOM Isabel Lopes Nunes FCT/UNL toda a vibração mecânica que se propaga num meio elástico (ar, metais, líquidos ), desde que as frequências que a compõem se encontrem dentro de uma determinada faixa audível

Leia mais

A relação com o ambiente e a coordenação do corpo

A relação com o ambiente e a coordenação do corpo Daltonismo Algumas pessoas nascem com um ou mais tipos de cone em número reduzido ou ausente e, consequentemente, têm dificuldade de distinguir certas cores. Conjuntivite ANNABELLA BLUESKY / SCIENCE PHOTO

Leia mais

4.2. Guia de adaptação rápida. Conteúdo. Agosto 2015

4.2. Guia de adaptação rápida. Conteúdo. Agosto 2015 4.2 Agosto 2015 Guia de adaptação rápida Este guia fornece instruções detalhadas para adaptação de aparelhos auditivos com o Phonak Target. www.phonakpro.com/target_guide Veja também [Novidades] na tela

Leia mais

Phonak Audéo Q. Informações do produto

Phonak Audéo Q. Informações do produto Phonak Audéo Q Informações do produto Phonak Audéo Q é uma linha completa de aparelhos com receptor no canal para perdas auditivas de grau leve a severo. Phonak Audéo Q inclui três modelos, três receptores

Leia mais

O que fazemos com o que ouvimos? Danos auditivos para uma sociedade contemporânea

O que fazemos com o que ouvimos? Danos auditivos para uma sociedade contemporânea O que fazemos com o que ouvimos? Danos auditivos para uma sociedade contemporânea Ms Andréa Carla Lima Coelho Fgª Coordenadora do Núcleo de Acessibilidade e Profª nos Cursos da Escola de Saúde e Educação

Leia mais

Volume +++ Situação Auditiva desafiadora 4629 Hz. Foco nos Momentos Preciosos

Volume +++ Situação Auditiva desafiadora 4629 Hz. Foco nos Momentos Preciosos Volume +++ Situação Auditiva desafiadora 4629 Hz Foco nos Momentos Preciosos APARELHOS AUDITIVOS ACRIVA Foco no que Você Quer Ouvir As câmeras digitais são amplamente usadas ao redor do mundo. Elas nos

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana OUVIDO: SENTIDO DA AUDIÇÃO E DO EQUILÍBRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais)

Anatomia e Fisiologia Humana OUVIDO: SENTIDO DA AUDIÇÃO E DO EQUILÍBRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) Anatomia e Fisiologia Humana OUVIDO: SENTIDO DA AUDIÇÃO E DO EQUILÍBRIO DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) 1ª edição novembro/2006 OUVIDO: SENTIDO DA AUDIÇÃO E DO EQUILÍBRIO SUMÁRIO Sobre a Bio Aulas... 03

Leia mais

Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído

Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído Anatomia do Ouvido O ouvido consiste em três partes básicas o ouvido externo, o ouvido médio, e ouvido interno. Perda da audição, por lesão do ouvido interno, provocada pela exposição ao ruído ou à vibração

Leia mais

4.0. Este guia fornece instruções detalhadas para adaptação de aparelhos auditivos com o Phonak Target.

4.0. Este guia fornece instruções detalhadas para adaptação de aparelhos auditivos com o Phonak Target. 4.0 Outubro 2014 Guia de adaptação rápida Este guia fornece instruções detalhadas para adaptação de aparelhos auditivos com o Phonak Target. Veja também [Novidades] na tela inicial do Phonak Target. Conteúdo

Leia mais

Disciplina: Ciências do Ambiente Professora: Andréa Carla Lima Rodrigues

Disciplina: Ciências do Ambiente Professora: Andréa Carla Lima Rodrigues Disciplina: Ciências do Ambiente Professora: Andréa Carla Lima Rodrigues Conceito Poluição sonora é qualquer alteração nas características do som ambiente provocada por ruídos. Som e Ruído SOM É o resultado

Leia mais

Informações do produto

Informações do produto Informações do produto Phonak Sky Q é o mais completo portfólio de produtos desenvolvido para as crianças de todas as idades com perda auditiva de grau leve a profundo. Todos os quatro modelos são resistentes

Leia mais

Integrando com sucesso o Flex:trial em suas atividades. Guia de aconselhamento 2.0 do Flex:trial

Integrando com sucesso o Flex:trial em suas atividades. Guia de aconselhamento 2.0 do Flex:trial Integrando com sucesso o Flex:trial em suas atividades Guia de aconselhamento 2.0 do Flex:trial Comprar aparelhos auditivos é uma decisão importante Em média, uma pessoa leva 7 anos para tomar alguma atitude

Leia mais

GUIA DA AUDIÇÃO LÍDER MUNDIAL EM APARELHOS AUDITIVOS

GUIA DA AUDIÇÃO LÍDER MUNDIAL EM APARELHOS AUDITIVOS GUIA DA AUDIÇÃO LÍDER MUNDIAL EM APARELHOS AUDITIVOS A WIDEX É WINDMADE WindMade é o primeiro rótulo global de consumo, identificando empresas que utilizam energia eólica; A Widex é a primeira empresa

Leia mais

Tudo Sobre Audição. Innovative Hearing Solutions

Tudo Sobre Audição. Innovative Hearing Solutions Tudo Sobre Audição Innovative Hearing Solutions Conteúdo : Sobre a Bernafon Sobre a Bernafon 2 Desde 1946, a Bernafon tem aju- Os produtos da Bernafon estão Ouvindo os Sons da Vida 3 dado as pessoas a

Leia mais

Sistema Sensorial. Biofísica da Audição

Sistema Sensorial. Biofísica da Audição Sistema Sensorial Biofísica da Audição Falar pelos cotovelos... Ouvir pelos joelhos... SENTIDO DA AUDIÇÃO - FINALIDADE Detectar predadores, presas e perigo Comunicação acústica intra - específica Som propagação

Leia mais

DECLARAÇÃO DE GUERRA AO RUÍDO

DECLARAÇÃO DE GUERRA AO RUÍDO DECLARAÇÃO DE GUERRA AO RUÍDO Diz-se que a capacidade auditiva deficiente não pode ser curada nem corrigida devido ao fato de que a perda da audição produzida pelo ruído é sempre permanente. O ouvido humano

Leia mais

Seu caminho para. Ouvir bem

Seu caminho para. Ouvir bem Seu caminho para Ouvir bem Índice Entendendo a Perda Auditiva Fatos...3 Como Ocorre A Perda Auditiva...5 Como Funciona A Perda Auditiva...7 Escolha ouvir melhor Porque Procurar Um Profissional...9 O Que

Leia mais

Phonak TargetTM 3.1. Guia de adaptação rápida - Início. Preparação dos aparelhos auditivos

Phonak TargetTM 3.1. Guia de adaptação rápida - Início. Preparação dos aparelhos auditivos Phonak TargetTM 3.1 Guia de adaptação rápida - Início Este guia fornece instruções detalhadas para adaptação de aparelhos auditivos com o Phonak Target. Índice 1 Estrutura de navegação 2 Preparação dos

Leia mais

Soluções Auditivas 2012

Soluções Auditivas 2012 Soluções Auditivas 2012 Starkey Laboratories, Inc. 6700 Washington Avenue South Eden Prairie, MN 55344-3476 800.328.8602 StarkeyPro.com Soluções Auditivas 2012 X Series TM Soluções Invisíveis Ignite TM

Leia mais

Programador Lyric3. Manual do usuário para profissionais

Programador Lyric3. Manual do usuário para profissionais Programador Lyric3 Manual do usuário para profissionais Bem-vindo Apresentando o novo programador Lyric3 da Phonak. O programador Lyric3 foi desenvolvido especificamente para ser usado por você, profissional

Leia mais

Texto apresentado para consulta pública. PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE AASI EM ADULTOS (com adendo para idosos)

Texto apresentado para consulta pública. PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE AASI EM ADULTOS (com adendo para idosos) Fórum: AASI / Protocolo de Adaptação de AASI em Adultos Data: 15 de abril de 2012 EIA Bauru 10h30 as 12h00 Coordenadores: Maria Cecilia Bevilacqua, Thelma Costa, Sonia Bortoluzzi Convidados: Deborah Ferrari,

Leia mais

Todos merecem evoluir!

Todos merecem evoluir! Uma família de produtos para atender a cada uma das necessidades Descrição geral das características do CRISP PROCESSAMENTO SONORO CRISP 2 CRISP 3 WDRC Logarítmico, número de canais 7 8 Canais para ajustes

Leia mais

A NATUREZA DO SOM. Diogo Maia

A NATUREZA DO SOM. Diogo Maia A NATUREZA DO SOM Diogo Maia "SE UMA ÁRVORE CAÍSSE NA FLORESTA E NÃO HOUVESSE NINGUÉM LÁ PARA OUVIR, ELA FARIA BARULHO...? "SE UMA ÁRVORE CAÍSSE NA FLORESTA E NÃO HOUVESSE NINGUÉM LÁ PARA OUVIR, ELA FARIA

Leia mais

AVALIAÇÃO AUDIOLÓGICA

AVALIAÇÃO AUDIOLÓGICA Laboratório de Psicofísica e Percepção AVALIAÇÃO AUDIOLÓGICA Fga. Joseane dos Santos Piola Doutoranda do Programa de Pós graduação em Psicobiologia 2009 AVALIAÇÃO AUDIOLÓGICA CLÍNICA: sentimentos-k-sinto-no-coraxao.blogspot.com

Leia mais

2.1. Guia de adaptação rápida - Início. Preparação dos aparelhos auditivos

2.1. Guia de adaptação rápida - Início. Preparação dos aparelhos auditivos Guia de adaptação rápida - Início Este guia fornece instruções detalhadas para adaptação de aparelhos auditivos com o Phonak Target. Veja também [Novidades] na tela inicial do Phonak Target. Os dados do

Leia mais

Aplicativos Beltone. Manual do usuário

Aplicativos Beltone. Manual do usuário Aplicativos Beltone Manual do usuário Apresentação Parabéns por fazer o download do aplicativo Beltone. Os aplicativos Beltone foram desenvolvidos para aprimorar sua experiência auditiva e permitir que

Leia mais

1. CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA

1. CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA GRUPO 5.2 MÓDULO 6 Índice 1. Crianças com Deficiência Auditiva...3 1.1. Os Ouvidos... 3 1.2. Mecanismo da Audição... 3 2. Saúde Auditiva...4 3. Definição de Deficiência Auditiva...5 3.1. Classificação...

Leia mais

Phonak Target. Este guia fornece instruções detalhadas para adaptação de aparelhos auditivos com o Phonak Target.

Phonak Target. Este guia fornece instruções detalhadas para adaptação de aparelhos auditivos com o Phonak Target. Phonak Target 3.0 Guia de adaptação rápida Início Este guia fornece instruções detalhadas para adaptação de aparelhos auditivos com o Phonak Target. Veja também [Novidades] na tela inicial do Phonak Target.

Leia mais

O RUÍDO LABORAL E A SUA PREVENÇÃO

O RUÍDO LABORAL E A SUA PREVENÇÃO O RUÍDO LABORAL E A SUA PREVENÇÃO Humberto J. P. Guerreiro Engenheiro de Minas INTRODUÇÃO O ruído é um dos agentes físicos que gera mais incomodidade. É responsável por conflitos entre pessoas, entre pessoas

Leia mais

PROTEÇÃO AUDITIVA PONHA EM DIA SUA. e mais... aprenda a se proteger corretamente dicas para adquirir seu protetor auditivo. www.racconet.com.

PROTEÇÃO AUDITIVA PONHA EM DIA SUA. e mais... aprenda a se proteger corretamente dicas para adquirir seu protetor auditivo. www.racconet.com. www.racconet.com.br n 31 seu informativo de segurança Infoseg n 31 PONHA EM DIA SUA PROTEÇÃO AUDITIVA aprenda a se proteger corretamente dicas para adquirir seu protetor auditivo e mais... foto cedida

Leia mais

Phonak CROS. Informações do produto

Phonak CROS. Informações do produto Informações do produto é uma solução CROS/BiCROS para as pessoas com perda auditiva unilateral (quando não for possível a adaptação em um dos lados). Ele consiste de apenas duas partes - o transmissor

Leia mais

Informação do Produto

Informação do Produto Informação do Produto Aparelhos Digitais Smile Plus Retroauriculares: Faixa de adaptação de acordo com a NAL-NL1 Smile Plus // BTE 1 Smile Plus 115 BTE DM com Tecnologia de Dois Microfones Os aparelhos

Leia mais

Manual de Operações CIC ITC ITE

Manual de Operações CIC ITC ITE Manual de Operações CIC ITC ITE ÍNDICE CIC Parabéns O seu aparelho auditivo Funções e controles Identificação Baterias Inserção e remoção Liga, desliga e nível de volume Funções opcionais Utilizando o

Leia mais

1) (Osec-SP) Na espécie humana, a cor dos olhos se deve à pigmentação da(o): a) Retina; b) Córnea; c) Íris; d) Pupila; e) Cristalino.

1) (Osec-SP) Na espécie humana, a cor dos olhos se deve à pigmentação da(o): a) Retina; b) Córnea; c) Íris; d) Pupila; e) Cristalino. Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto Série: 2 Ano Disciplina: Biologia 1) (Osec-SP) Na espécie humana, a cor dos olhos se deve à pigmentação da(o): a)

Leia mais

FORMAS DE COMUNICAÇÃO

FORMAS DE COMUNICAÇÃO FORMAS DE COMUNICAÇÃO Surdocegos usam diferentes formas de comunicação. As formas utilizadas por cada pessoa vai depender do grau de perda sensorial (visão/audição) e da capacidade de utilizar a forma

Leia mais

Ruído. Acção de Formação. Associação de Municípios do Oeste. Outubro de 2008

Ruído. Acção de Formação. Associação de Municípios do Oeste. Outubro de 2008 Ruído Acção de Formação Associação de Municípios do Oeste Outubro de 2008 Objectivos Impacte do Ruído no Ser Humano; Introdução à Acústica; Quantificação do Ruído; Legislação Aplicável (D.L. n.º 9/2007

Leia mais

PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE APARELHOS DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAIS AASI- EM ADULTOS

PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE APARELHOS DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAIS AASI- EM ADULTOS PROTOCOLO DE ADAPTAÇÃO DE APARELHOS DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAIS AASI- EM ADULTOS 1 Introdução: Dentre as diversas áreas de atuação do profissional fonoaudiólogo, a audiologia compreende desde o

Leia mais

As principais causas das perdas condutivas são:

As principais causas das perdas condutivas são: Perda auditiva: Existem três partes principais da orelha envolvidas no processo de audição: a orelha externa, a orelha média e a orelha interna. O processo auditivo começa quando as ondas sonoras entram

Leia mais

ATIVIDADES FÍSICAS PARA SURDOS

ATIVIDADES FÍSICAS PARA SURDOS ATIVIDADES FÍSICAS PARA SURDOS Profª. Ms. * Introdução A deficiência auditiva traz algumas limitações para o desenvolvimento do indivíduo, uma vez que a audição é essencial para a aquisição da língua oral.

Leia mais

Explorando os benefícios para as pequenas orelhas

Explorando os benefícios para as pequenas orelhas Explorando os benefícios para as pequenas orelhas Pediátrico 0 5 anos Life is on Somos sensíveis às necessidades de todos que dependem dos nossos conhecimentos, idéias e cuidados. Ao desafiar de maneira

Leia mais

Guia de solução de problemas

Guia de solução de problemas Guia de solução de problemas Pediátrico 0-5 anos Life is on Somos sensíveis às necessidades de todos que dependem dos nossos conhecimentos, idéias e cuidados. Ao desafiar de maneira criativa os limites

Leia mais

a Performance É essencial

a Performance É essencial Lago obersee, rapperswil-jona, suíça a Performance É essencial VÉriTÉ Performance Design conectividade www.bernafon.com a performance é essencial Nós estamos rodeados por um ambiente sonoro com múltiplas

Leia mais

A Porta entre o conforto e o incómodo

A Porta entre o conforto e o incómodo A Porta entre o conforto e o incómodo O ruído é uma forma de poluição presente em toda a parte. As causas de ruído incómodo são complexas. Para cada peça, os técnicos da resistência sonora podem ter adaptações

Leia mais

Ouvido Externo. Ouvido Médio. Bigorna. Martelo. Canal. Estribo. Tímpano. Figura 1 - Ouvido Humano

Ouvido Externo. Ouvido Médio. Bigorna. Martelo. Canal. Estribo. Tímpano. Figura 1 - Ouvido Humano O Ouvido Humano Eng. Adriano Luiz Spada Attack do Brasil 1- Introdução Neste artigo abordaremos as principais características do ouvido humano, uma das principais ferramentas para quem trabalha com áudio.

Leia mais

Informação do Produto

Informação do Produto Informação do Produto Perfeição da Adaptação Aberta SwissEar combina a melhor das soluções de adaptação aberta com a tecnologia de aparelho Auditivo patenteada pela Bernafon dentro da Perfeição da Adaptação

Leia mais

ReSound Filosofia do Produto

ReSound Filosofia do Produto ReSound Verso ReSound Filosofia do Produto Deixe o usuário esquecer que tem uma perda auditiva e que estão usando aparelhos auditivos. Nosso objetivo final é dar-lhes de volta os prazeres e as possibilidades

Leia mais

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Higiene, Análise de Riscos e Condições de Trabalho MÄdulo 8 Programa de ConservaÇÉo Auditiva

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Higiene, Análise de Riscos e Condições de Trabalho MÄdulo 8 Programa de ConservaÇÉo Auditiva Curso Técnico Segurança do Trabalho Higiene, Análise de Riscos e Condições de Trabalho MÄdulo 8 Programa de ConservaÇÉo Auditiva O ouvido humano pode ser separado em três grandes partes, de acordo com

Leia mais

Página 1 de 5 Sequência Didática As ondas sonoras e suas propriedades físicas Utilizando elementos cotidianos e instrumentos musicais, explique à classe os conceitos físicos do som e os limites saudáveis

Leia mais

Tecnologias de Banda Larga

Tecnologias de Banda Larga Banda Larga Banda larga é uma comunicação de dados em alta velocidade. Possui diversas tecnologia associadas a ela. Entre essas tecnologias as mais conhecidas são a ADSL, ISDN, e o Cable Modem. Essas tecnologias

Leia mais

Proteção Auditiva. Existem coisas que você não precisa perder. A audição é uma delas. Proteja se!

Proteção Auditiva. Existem coisas que você não precisa perder. A audição é uma delas. Proteja se! Proteção Auditiva Existem coisas que você não precisa perder. A audição é uma delas. Proteja se! Conhecendo o Risco O SOM O som é uma vibração que se propaga pelo ar em forma de ondas e que é percebida

Leia mais

PATOLOGIAS DO APARELHO AUDITIVO ANDERSON CELSO LUANA MUNIQUE PRISCILA PAMELA

PATOLOGIAS DO APARELHO AUDITIVO ANDERSON CELSO LUANA MUNIQUE PRISCILA PAMELA PATOLOGIAS DO APARELHO AUDITIVO ANDERSON CELSO LUANA MUNIQUE PRISCILA PAMELA 1 INTRODUÇÃO A audição possibilita a aquisição da linguagem e a conseqüente integração do homem com o mundo sonoro e social.

Leia mais

INFORMAÇÃO DO PRODUTO OTICON INTIGA 10, 8 E 6

INFORMAÇÃO DO PRODUTO OTICON INTIGA 10, 8 E 6 INFORMAÇÃO DO PRODUTO OTICON INTIGA 10, 8 E 6 O Intiga foi desenvolvido para atender as necessidades especiais dos usuários que estão em busca de um aparelho auditivo não-tradicional: discreto, pequeno

Leia mais

Revisão - Reveja os pontos principais, o Plano de Ação ou os tópicos da discussão do encontro anterior.

Revisão - Reveja os pontos principais, o Plano de Ação ou os tópicos da discussão do encontro anterior. Preparação do Instrutor Trazer para a reunião/encontro de vendas: DVD : Módulo 9 Aparelho de DVD e TV Flip chart e canetas ( pincel atômico) Canetas/lápis apontados Manuais dos participantes (workbooks)

Leia mais

Guia do sistema de implante coclear Nucleus para educadores

Guia do sistema de implante coclear Nucleus para educadores Guia do sistema de implante coclear Nucleus para educadores GUIA PARA EDUCADORES 3 Índice Capítulo 1: Introdução aos implantes cocleares...4 Capítulo 2: Histórico dos implantes cocleares...8 Capítulo

Leia mais

Melhor audição para o desenvolvimento da criança

Melhor audição para o desenvolvimento da criança Melhor audição para o desenvolvimento da criança Pediátrico 0 5 anos Life is on Somos sensíveis às necessidades de todos que dependem dos nossos conhecimentos, idéias e cuidados. Ao desafiar de maneira

Leia mais

Poluição sonora no município de São Paulo: avaliação do ruído e o impacto da exposição na saúde da população

Poluição sonora no município de São Paulo: avaliação do ruído e o impacto da exposição na saúde da população Poluição sonora no município de São Paulo: avaliação do ruído e o impacto da exposição na saúde da população Introdução O ruído pode ser definido como um som desagradável e indesejável que pode afetar

Leia mais

MANUAL DOS PAIS UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

MANUAL DOS PAIS UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL É hora de promover a segurança e a harmonia no trânsito. E os pais podem dar o exemplo. No Brasil, o índice

Leia mais

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram Esquema de Palestra I. Por Que As Pessoas Compram A Abordagem da Caixa Preta A. Caixa preta os processos mentais internos que atravessamos ao tomar uma

Leia mais

Esta cartilha responde a questões comuns sobre a emissão das ondas eletromagnéticas e sua relação com a saúde humana. Após sua leitura, você

Esta cartilha responde a questões comuns sobre a emissão das ondas eletromagnéticas e sua relação com a saúde humana. Após sua leitura, você Esta cartilha responde a questões comuns sobre a emissão das ondas eletromagnéticas e sua relação com a saúde humana. Após sua leitura, você conhecerá mais sobre a regulamentação que trata da exposição

Leia mais

A Saúde mental é componente chave de uma vida saudável.

A Saúde mental é componente chave de uma vida saudável. Transtornos mentais: Desafiando os Preconceitos Durante séculos as pessoas com sofrimento mental foram afastadas do resto da sociedade, algumas vezes encarcerados, em condições precárias, sem direito a

Leia mais

Brasil Conectado Hábitos de Consumo de Mídia

Brasil Conectado Hábitos de Consumo de Mídia Brasil Conectado Hábitos de Consumo de Mídia Objetivos Buscar compreender a audiência online no Brasil, seu envolvimento com a Internet e os diversos tipos de tecnologia (habitos), percepções e atitudes

Leia mais

ÓRGÃOS DOS SENTIDOS (2)

ÓRGÃOS DOS SENTIDOS (2) Disciplina: Biologia Série: 6ª série - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Órgãos dos sentidos (2) ÓRGÃOS DOS SENTIDOS (2) A Audição O ouvido é o órgão coletor dos estímulos externos,

Leia mais

Deficiência Auditiva. Definição. Definição, Classificação, Características e Causas

Deficiência Auditiva. Definição. Definição, Classificação, Características e Causas Deficiência Auditiva Definição, Classificação, Características e Causas Definição Impossibilidade total ou parcial de ouvir, e possui níveis de graduação que vão do leve ao profundo. Diferença existente

Leia mais

A ERA DIGITAL E AS EMPRESA

A ERA DIGITAL E AS EMPRESA A ERA DIGITAL E AS EMPRESA Em 1997 o Brasil já possuia 1,8 MILHÕES de usuários Brasil O 5 Maior país em extensão territorial Brasil 5 Vezes campeão do Mundo Brasil O 5 Maior país em número de pessoas conectadas

Leia mais

Introdução ao Ruído. Vibrações e Ruído (10375) 2014 Pedro V. Gamboa. Departamento de Ciências Aeroespaciais

Introdução ao Ruído. Vibrações e Ruído (10375) 2014 Pedro V. Gamboa. Departamento de Ciências Aeroespaciais Introdução ao Ruído Vibrações e Ruído (10375) 2014 Tópicos Som. Pressão Sonora e Potência Sonora. Níveis Sonoros. 2 1. Som O som pode ser definido como uma manifestação positiva resultante da variação

Leia mais

Perda Auditiva Induzida pelo Ruído - PAIR

Perda Auditiva Induzida pelo Ruído - PAIR Perda Auditiva Induzida Disciplina Medicina Social e do Trabalho MLS 0412 Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Graduação 3º Ano Grupo A1 Trata-se de uma perda auditiva do tipo neuro-sensorial,

Leia mais

Proteção Auditiva Moderna e Aparelhos Auditivos Modernos Eles Podem Funcionar Bem Juntos

Proteção Auditiva Moderna e Aparelhos Auditivos Modernos Eles Podem Funcionar Bem Juntos Proteção Auditiva Moderna e Aparelhos Auditivos Modernos Eles Podem Funcionar Bem Juntos Por Robert M. Ghent, Jr., Au.D. Honeywell Safety Products. Introdução Você alguma vez se deparou com um trabalhador

Leia mais

INFORMAÇÃO DO PRODUTO

INFORMAÇÃO DO PRODUTO Carista 3 INFORMAÇÃO DO PRODUTO Carista 3 CA3 CPx CA3 CP CA3 N CA3 NR CA3 ITED CA3 ITCPD CA3 ITCD CA3 ITC CA3 CICP CA3 CIC DESCRIÇÃO Carista 3 da Bernafon é uma família completa de aparelhos auditivos,

Leia mais

0 For gamers by gamers

0 For gamers by gamers O Razer Carcharias é um headset circumaural para Xbox 360/PC, projetado para usos prolongados e para oferecer um áudio com clareza sonora e graves de alta qualidade. Prepare-se para experimentar o conforto

Leia mais

CURSOS INGLÊS RÁPIDO Liberdade de Escolha

CURSOS INGLÊS RÁPIDO Liberdade de Escolha 1 Nossos cursos são dirigidos a adolescentes, jovens e adultos que querem aprender inglês de forma rápida e eficiente. Pessoas que já tentaram estudar inglês e tiveram dificuldades vão se surpreender com

Leia mais

1.Prestar atenção para ouvir; 2. Dar atenção; 3. Ouvir, sentir; 4. Perceber.

1.Prestar atenção para ouvir; 2. Dar atenção; 3. Ouvir, sentir; 4. Perceber. O ATO DE OUVIR SE RESUME AO USO DO APARELHO AUDITIVO? 1 A música na caixa ao lado traz uma questão bastante interessante, que é a importância de escutarmos, respeitarmos o que o outro tem a nos dizer e

Leia mais

HP-1V HEADPHONES MANUAL DO USUÁRIO

HP-1V HEADPHONES MANUAL DO USUÁRIO HP-1V HEADPHONES MANUAL DO USUÁRIO VERTU FONE DE OUVIDO HP-1V MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 Português do Brasil 1 2 Português do Brasil MANUAL DO USUÁRIO DO FONE DE OUVIDO VERTU HP-1V Obrigado por ter adquirido

Leia mais

Onde a arte se encontra com a ciência.

Onde a arte se encontra com a ciência. Onde a arte se encontra com a ciência. A boa aparência é só o começo. O casamento perfeito entre tecnologia de última geração e estilo singular, o Zon - é a única solução para sua audição no mercado com

Leia mais

Conectado. Mais Vigo Mais

Conectado. Mais Vigo Mais VIGO PRO CONNECT VIGO CONNECT 91 19 11 /7.9 DecisionMaker2 TM Direcionalidade Adaptativa Multibanda Adaptativa Gerenciamento de Ruído Três Estágios / Voicefinder Modulação Cancelamento de Feedback Dinâmico

Leia mais

O som é produzido pela propagação de vibrações mecânicas em meio elástico (ar) capaz de excitar o aparelho auditivo. SOM

O som é produzido pela propagação de vibrações mecânicas em meio elástico (ar) capaz de excitar o aparelho auditivo. SOM POLUIÇÃO SONORA O som é produzido pela propagação de vibrações mecânicas em meio elástico (ar) capaz de excitar o aparelho auditivo. SOM SOM É o resultado de movimentos de flutuação de partículas de ar

Leia mais

Atenção Básica em Saúde Auditiva Material de Treinamento. LIVRO DO PROFESSOR Nível Intermediário

Atenção Básica em Saúde Auditiva Material de Treinamento. LIVRO DO PROFESSOR Nível Intermediário Atenção Básica em Saúde Auditiva Material de Treinamento LIVRO DO PROFESSOR Nível Intermediário Atenção Básica em Saúde Auditiva Material de Treinamento LIVRO DO PROFESSOR Nível Intermediário World Health

Leia mais

Justificativa e demonstração da abordagem correta para adaptação dos aparelhos audtivos em 2012

Justificativa e demonstração da abordagem correta para adaptação dos aparelhos audtivos em 2012 Justificativa e demonstração da abordagem correta para adaptação dos aparelhos audtivos em 2012 Marilisa Zavagli Diretora de Marketing e Produtos Talita Donini Gerente de Produto para Adaptação Pediátrica

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Distribuidor: Starkey do Brasil LTDA Rua Manoel Francisco Mendes, 347 Jardim do Trevo - Campinas. Fabricantes:

INSTRUÇÕES DE USO. Distribuidor: Starkey do Brasil LTDA Rua Manoel Francisco Mendes, 347 Jardim do Trevo - Campinas. Fabricantes: INSTRUÇÕES DE USO Aparelho Digital Para Surdez Retroauricular STARKEY LABORATORIES, INC STARKEY MEXICO, S.A. de C.V. STARKEY (SUZHOU)HEARING TECHNOLOGY CO. LTD Distribuidor: Starkey do Brasil LTDA Rua

Leia mais

APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL: ESTUDO DOS FATORES DE ATRASO E DE ADIAMENTO DA ADAPTAÇÃO... 272

APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL: ESTUDO DOS FATORES DE ATRASO E DE ADIAMENTO DA ADAPTAÇÃO... 272 APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL: ESTUDO DOS FATORES DE ATRASO E DE ADIAMENTO DA ADAPTAÇÃO.... 272 APARELHO DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL: ESTUDO DOS FATORES DE ATRASO E DE ADIAMENTO DA ADAPTAÇÃO.

Leia mais

29/03/2016 FUNÇÕES DO OUVIDO

29/03/2016 FUNÇÕES DO OUVIDO FUNÇÕES DO OUVIDO 1. Ouvido externo (única parte visível): Principal captar as ondas sonoras e transmiti-la para o cérebro que as analisará (som: vibração física do ar cuja frequência audível pelo ouvido

Leia mais

AUDIÇÃO SISTEMA NERVOSO SENSORIAL. O valor da comunicação verbal faz com que a audição, em alguns momentos, seja ainda mais importante que a visão.

AUDIÇÃO SISTEMA NERVOSO SENSORIAL. O valor da comunicação verbal faz com que a audição, em alguns momentos, seja ainda mais importante que a visão. SISTEMA NERVOSO SENSORIAL Sunol Alvar O valor da comunicação verbal faz com que a audição, em alguns momentos, seja ainda mais importante que a visão. 1 CONSIDERAÇÕES ANATÔMICAS CONSIDERAÇÕES ANATÔMICAS

Leia mais

Roteiro 25 Interferência sonora e batimento sonoro

Roteiro 25 Interferência sonora e batimento sonoro Roteiro 25 Interferência sonora e batimento sonoro 1 INTRODUÇÃO A interferência sonora consiste em um recebimento de duas ou mais ondas de fontes diferentes. Neste caso, teremos uma região do espaço na

Leia mais

Artigo. Desempenho acústico de divisórias para escritórios

Artigo. Desempenho acústico de divisórias para escritórios Artigo Desempenho acústico de divisórias para escritórios Raros escritórios comerciais não possuem divisórias para definir ambientes. Trata-se de um elemento arquitetônico versátil, com boas opções de

Leia mais

INTRODUÇÃO À ACÚSTICA

INTRODUÇÃO À ACÚSTICA INTRODUÇÃO À ACÚSTICA 1. Introdução As sociedades industriais com o seu desenvolvimento tecnológico têm contribuído para o aumento dos níveis de ruído, sendo um dos principais factores de risco para a

Leia mais

Quando Aparelhos Auditivos Não Bastam

Quando Aparelhos Auditivos Não Bastam Esta é a promessa da Cochlear para você. Líder global em soluções auditivas, a Cochlear se dedica a trazer o dom da audição a pessoas de todo o mundo. As soluções auditivas da Cochlear reconectaram mais

Leia mais

O SOM. 2. Um fenómeno vibratório que produz essa sensação;

O SOM. 2. Um fenómeno vibratório que produz essa sensação; O SOM Segundo a Diciopédia, o som pode ser: 1. Física: sensação auditiva produzida por vibrações mecânicas de frequência compreendida entre determinados valores (20 e 20 000 vibrações por segundo, em média);

Leia mais