CONSIDERAÇÕES SOBRE ATIVIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DATA WAREHOUSE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONSIDERAÇÕES SOBRE ATIVIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DATA WAREHOUSE"

Transcrição

1 CONSIDERAÇÕES SOBRE ATIVIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DATA WAREHOUSE Fabio Favaretto Professor adjunto - Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção e Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR R. Imaculada Conceição, 1155 Curitiba, PR - CEP Telefone: Endereço eletrônico: Carlos Alberto Rhoden Mestrando - Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção e Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR R. Imaculada Conceição, 1155 Curitiba, PR - CEP Telefone: Endereço eletrônico: Resumo A necessidade de transformar grandes volumes de dados em informações significativas tem levado as organizações a utilizarem ambientes de Data Warehouse com esta finalidade. Entre os itens da documentação da construção e implantação do DW, temos os metadados, que registram informações sobre os dados utilizados. Este artigo apresenta um estudo de caso de implantação de DW, e analisa aspectos relacionados às atividades de identificação, localização e tratamento dos dados utilizados. Como resultado apresenta uma série de informações que devem ser registradas nos metadados a respeito destas atividades. Palavras chave: Data Warehouse, Processo de Data Warehousing, Metadados

2 Introdução A expressão rico em dados e pobre em informações tem sido utilizada para descrever muitas organizações onde existe abundância de dados, porém falta de informações significativas. Este fator ocorre em parte devido à extensa utilização de sistemas de informação (SI) específicos e localizados em determinado departamento ou atividade da organização. Cada um destes SI coleta e gera dados que servem de suporte às operações rotineiras ou transações do negócio. O gerenciamento das organizações é baseado em informações significativas, que são geradas a partir dos dados (POON e WAGNER, 2001). Alguns fatores contribuem com esta falta de informações, entre eles a falta de integração de dados de diferentes SI e a não existência de um ambiente ou ferramenta próprios para o tratamento analítico dos dados (INMON et alli, 2001). O processo de Data Warehousing e seu resultado (o próprio Data Warehouse) atendem esta necessidade, promovendo a integração dos dados dos SI espalhados pela organização, e gerando um ambiente de consultas à informações significativas, que permite diversas análises sobre um assunto. A justificativa do desenvolvimento deste artigo é que poucos trabalhos científicos apresentam o trabalho necessário para disponibilizar os dados dos SI para um Data Warehouse (DW). Esta é uma etapa importante e básica para se obter todas as vantagens e benefícios do DW. O foco deste trabalho é nas atividades de identificação, localização e tratamento (ILT) dos dados para criação do DW. Estas atividades são documentadas através de metadados. O objetivo principal deste trabalho é descrever atividades ILT, através da revisão de conceitos, análise de um estudo de caso e sugestões para realização destas atividades. O artigo é iniciado com esta introdução, seguida por uma breve descrição da metodologia de pesquisa utilizada e a revisão bibliográfica. Na seqüência são apresentados um estudo de caso e sugestões para a realização de atividades ILT, assim como uma análise do papel dos metadados nestas atividades. Finalmente, são apresentadas as conclusões obtidas com a realização deste artigo. Metodologia utilizada O tema deste trabalho é a gestão de dados. Especificamente trata de uma das etapas do processo de Data Warehousing, que é a identificação, localização e tratamento (ILT) dos dados necessários para criação do DW. O problema de pesquisa colocado é expresso pelo questionamento se estes dados normalmente são conhecidos e estão

3 prontos ou disponíveis para serem utilizados no DW. Como hipótese, é assumido que normalmente não são todos os dados necessários que são conhecidos ou que estão disponíveis. Além disso, alguns dados existentes não estão conforme são necessários, por problemas com o formato, padrão, consistência ou precisão em que eles se encontram. Trata-se de um estudo descritivo quanto ao seu objetivo. O artigo fará um revisão da literatura sobre o tema proposto, com os seguintes tópicos: conceitos e resultados da aplicação de um DW e processo de Data Warehousing. Complementarmente à revisão bibliográfica, serão analisadas as atividades ILT de um estudo de caso. Finalmente, serão descritos alguns tópicos que devem ser considerados nas atividades ILT para construção de um DW. Conceito de Data Warehouse DW é o resultado de um processo de preparação de dados para exploração analítica. O termo Data Warehouse foi utilizado pela primeira vez em 1992 por Bill Inmon, e é utilizado para descrever um conjunto muito grande de dados orientados a assuntos, integrados e não voláteis, que suportam as tomadas de decisão (SRIVASTAVA e CHEN, 1999). Com o objetivo de facilitar a tomada de decisão, os dados em um DW estão organizados com relação a assuntos importantes, com a capacidade de fornecer uma perspectiva histórica, e geralmente estão sumarizados (HAN e KAMBER, 2001). O desenvolvimento e a implantação do DW envolvem a integração de dados de diversas fontes e sua transformação em informações consistentes e de qualidade, para permitir seu posterior emprego pelo usuário final no suporte à tomada de decisão (CAMPOS e BORGES, 2002). Isso permite a integração de dados de fontes heterogêneas, aumentando o escopo das decisões tomadas, com base nas informações disponibilizadas. O principal resultado esperado da utilização de um DW é um ambiente de consultas analíticas, onde medidas (indicadores) podem ser exploradas (analisadas) segundo algumas dimensões. Estas consultas são chamadas OLAP (Online Analytical Processing), e são realizadas sobre um grande volume de dados, permitindo a análise de uma medida segundo dimensões diferentes (MACHADO, 2000). Por exemplo, podemos analisar a medida receita de vendas de uma rede de supermercados, segundo as dimensões de produtos, lojas e tempo, de acordo com o exemplo apresentado em Kimball (1998).

4 Podem ser realizadas consultas pré-definidas, no caso de medidas analisadas de forma rotineira, como por exemplo no controle e monitoramento de metas impostas a um grupo de trabalho. Além disso, o usuário deve ter a possibilidade de realizar suas próprias consultas em um ambiente amigável. Isso permite explorações mais detalhadas, comparações, análises, históricos e o levantamento de causas e conseqüências de algumas situações. Processo de Data Warehousing O processo de Data Warehousing é a seqüência de atividades realizadas para a criação e utilização de um DW. Este processo pode ser visto na Figura 1, conforme proposto por Machado (2000). Data Warehouse Data Marts OLAP -Projetar - Mapear -Extrair -Limpar - Carregar - Indexar - Agregar - Replicar - Distribuir os dados - Acesso e análise - Utilização estratégica das informações Sistemas de origem (legados) Figura 1: Processo de Data Warehousing (MACHADO, 2000) As fontes dos dados que irão compor o DW são SI espalhados pela organização que normalmente atendem necessidades localizadas de um departamento. Estes SI processam transações, utilizam um sistema gerenciador de bancos de dados (SGBD) para armazenamento de dados no formato relacional e são chamados de sistemas legados. A primeira etapa do processo de Data Warehousing é o projeto do DW. Segundo a abordagem proposta por Kimball (1998), isso é feito através de um modelo dimensional, onde são representados:

5 - o fato, que é o assunto a ser analisado; - as medidas (indicadores) que permitirão a análise do fato; - as dimensões da análise e - os atributos das dimensões. Após a realização do projeto, é necessário realizar uma etapa para mapear onde estão os dados que são necessários para gerar as medidas. Neste momento aparecem as atividades de identificação e localização dos dados, relacionadas ao objetivo deste trabalho. Segundo a proposta de Machado (2000), é necessário indicar onde estão os dados necessários, e como ter acesso a eles. O estudo de caso apresentado a seguir deixará claro que esta etapa é mais complexa, e exige a realização de atividades de identificação e localização detalhadas dos dados. Além disso, conforme já exposto, os dados não estarão completamente prontos para serem utilizados, sendo ainda necessária uma atividade de tratamento dos mesmos, fechando o objetivo deste trabalho, que é a descrição das atividades ILT (identificação, localização e tratamento). Seguindo o processo de Data Warehousing, a próxima etapa é a extração dos dados a partir dos sistemas legados. Isso é feito por uma camada de extração dos dados, que pode utilizar diversas tecnologias, como a extração de arquivos texto ou a utilização de camadas de conectividade aberta de bancos de dados (ODBC Open Database Conncetivity). Esta etapa faz uma cópia dos dados que estão nos bancos de dados dos sistemas legados. Geralmente é necessária uma etapa de limpeza, visto que dados corrompidos, incompletos, redundantes ou não significativos precisam ser eliminados, para que não interfiram no resultado final. Feitas estas etapas, o DW já pode ser carregado. Isso significa que novos dados serão adicionados fisicamente a ele. Este carregamento possui uma freqüência definida, geralmente diária. Estes dados são indexados, ou seja, são guardadas informações sobre estes dados, para que sua recuperação seja facilitada quando necessária. Uma etapa importante é a agregação destes dados. Nos sistemas legados, os dados armazenados estão no maior detalhamento possível, se referindo às transações individuais. Para o DW, este nível de detalhe não é interessante, sendo que então são feitas agregações, como totalizações de um determinado período. Isso permite que o usuário do DW tenha acesso a informações significativas, pois esta agregação coloca os dados no nível de detalhe (granularidade) utilizado para a tomada de decisão gerencial.

6 Segundo as abordagens de Kimball (19998) e Machado (2000), o DW é um grande repositório, que abrange diversos assuntos da organização. No processo de Data Warehousing, a próxima etapa é a criação de Data Marts, que replicam uma parte específica do DW, geralmente relacionadas a um departamento ou processo da organização. Isso distribui os dados, porém mantém sua integridade, visto que a origem é sempre a mesma. Concluídas estas etapas, o ambiente para a realização de consultas OLAP está pronto e atualizado. Estudo de caso de implantação de Data Warehouse O estudo de caso foi realizado em empresa multinacional de grande porte, produtora de autopeças para o mercado nacional e internacional, durante o ano de O foco foi o gerenciamento do índice de refugos da produção e seus custos. Três conjuntos de dados estão envolvidos com o gerenciamento de índices de refugo na organização em questão: quantidade de refugos, quantidade de peças boas e custo dos refugos. Na Figura 2 é apresentada a situação do processo executado para a geração do índice de refugo e seus custos, antes da implantação do DW. Cada uma das atividades será apresentada a seguir. Antes da implantação em questão, a quantidade de refugos era obtida com base em um apontamento manual feito pelos operadores que os detectavam. Este apontamento era digitado no sistema ERP (Enterprise Resources Planning) ao final de cada dia, em um módulo especialmente desenvolvido para esta finalidade. Alguns relatórios, como o número de ocorrências por dia e por operação eram gerados por este módulo. Além da digitação no sistema ERP, os mesmos dados eram digitados em planilhas eletrônicas, para facilitar a construção de relatórios posteriores, principalmente em forma de gráficos, complementares aos gerados pelo sistema ERP. O inventário total das peças que entraram no almoxarifado era controlado mensalmente, com base no código do item, gerando o registro das peças consideradas boas. O apontamento de refugos está em uma base diferente (diária). Desta forma, era impossível saber o índice de refugo (peças refugadas/peças boas) ocorrido diariamente.

7 Detecção de refugos Apontamento manual Digitação diária em planilha Geração de relatórios na planilha Digitação diária no sistema ERP Geração de relatórios no sistema ERP Refugos Entrada d e peças no almoxarifado Controle mensal Geração de relatório no sistema ERP Consolidação manual Peças boas Atribuição de custos dos refugos Custos indiretos, de materiais, mão de obra e operações Geração de relatório no sistema ERP Custos Geração do índice de refugos Figura 2 Situação anterior do processo para obtenção do índice de refugos O custo do refugo é composto pela soma do custo do material (direto) do item, dos custos indiretos associados ao item, do custo das operações e da mão de obra até a operação de detecção do refugo. Todos estes custos ficam armazenados em um banco de dados específico. Uma consolidação manual era feita para gerar um relatório com uma aproximação do índice de refugos. Existia na organização em questão uma distância entre as necessidades de informações e as informações disponíveis. Isso acarretou em algumas mudanças, entre elas o sistema ERP foi modificado, para que os dados de refugo fossem apontados uma única vez, e o apontamento paralelo em planilha eletrônica foi eliminado. Outra mudança ocorreu no apontamento das peças boas na entrada do almoxarifado, que deixou de ser mensal para ser diário. A seguir serão apresentadas as atividades ILT relacionadas ao estudo de caso, sendo que cada uma destas atividades será detalhada nas tarefas que as compõem.

8 Atividade de identificação dos dados para o DW Dentro da atividade de identificação dos dados, a primeira tarefa do desenvolvimento do DW no caso estudado foi o levantamento das necessidades de informações, e o mapeamento dos processos de decisão realizados. Para isso foram feitas entrevistas com diretores, gerentes, supervisores, operadores e funcionários encarregados do apontamento dos dados. Também foram coletados exemplos dos relatórios utilizados, cópias das telas das transações do sistema ERP relacionadas e cartas de coleta dos apontamentos. Além disso, foi necessário conhecer a estrutura dos bancos de dados envolvidos (refugos, peças boas e custos). Após esta aquisição de informações, foi feito um mapeamento das atividades do processo, desde a coleta dos dados até a utilização dos relatórios e posterior gerenciamento com base nos índices de refugo. Com isso foram identificados quais indicadores seriam necessários, como estes seriam gerados e quais os dados necessários para gerar o DW. Esta identificação vai além de conhecer os dados disponíveis, através de um dicionário de dados ou da estrutura dos bancos de dados. É necessário conhecer como eles são gerados e o que significam. Isso só é conhecido com um estudo detalhado dos mesmos, da forma como são coletados e dos processos que geram os eventos relativos aos dados. Todos estes tópicos relatados precisam ser registrados através dos metadados. Atividade de localização dos dados No estudo de caso, após identificar quais os dados necessários, foi necessária uma atividade de localização dos mesmos. Além de saber exatamente em qual banco de dados, tabela e coluna cada dado se encontrava, outras tarefas foram necessárias. Entre elas, mapear a forma de extração de cada dado. Alguns dados podiam ser extraídos via ODBC, outros através da exportação de arquivos texto, e outros ainda precisavam ser extraídos através de ferramentas específicas do SGBD. Para os dados extraídos na forma de texto foi desenvolvido um aplicativo para tal finalidade, e para os dados extraídos através de ferramentas foi feita uma programação de lote (batch) no sistema operacional com esta finalidade. Outra tarefa necessária foi saber qual o período de atualização de cada dado a ser utilizado. Isso para evitar carregar no DW um dado com uma freqüência menor que a sua freqüência de atualização.

9 Ainda outra tarefa relacionada com a atividade de localização dos dados é o mapeamento do acesso aos mesmos. Isso porque algumas tabelas podem ser protegidas por senhas ou serem acessíveis somente quando acessadas de determinado ambiente. Todas estas tarefas da atividade de localização também devem ficar documentadas nos metadados. Atividades de tratamento dos dados No estudo de caso em questão foram necessárias algumas tarefas de tratamento dos dados extraídos dos sistemas legados, antes de sua carga no DW. A primeira tarefa foi a limpeza dos dados. Registros incompletos, com valores fora de limites estabelecidos ou com dados de testes foram eliminados através de um aplicativo desenvolvido especificamente para esta finalidade. Outra tarefa foi a transformação de códigos em dados significativos. Os apontamentos eram feitos com base em códigos numéricos dos defeitos que geraram os refugos. Para facilitar uma análise exploratória no DW, o usuário deve ter acesso, além do próprio código, à sua descrição. Para isso, foi necessário buscar as descrições textuais dos códigos de defeitos em uma tabela, e fazer a concatenação das seqüências de caracteres (string). Isso foi realizado por uma ferramenta de extração do aplicativo que gerencia estes dados. Uma importante tarefa de tratamento realizada foi a transformação de alguns dados. O apontamento do almoxarifado (das peças boas) era feito com base no código do produto, e o apontamento de refugos com base no código do componente (peça) do produto. Isso motivou a conversão dos apontamentos dos componentes para produtos, visto que esta seria a base da exploração no DW. Esta conversão foi feita com base na lista de componentes de um produto, através de um aplicativo desenvolvido para esta finalidade. Um último tratamento necessário foi a conversão do tipo dos dados. Os registros extraídos no formato texto continham dados de outros tipos, como datas, valores monetários (currency), números inteiros e reais. Esta conversão foi feita em um aplicativo específico. Estas tarefas da atividade de tratamento devém ser conhecidas e documentadas nos metadados.

10 Papel dos metadados nas atividades ILT De acordo com Singh (2001) os metadados servem para definir um contexto relacionado aos dados, e devem conter informações sobre a lógica dos mesmos. Os tópicos destacados nas atividades ILT do estudo de caso complementam o modelo de referência proposto pelo autor citado. O Quadro 1 a seguir mostra as tarefas das atividades ILT e os respectivos tópicos que devem ser documentados nos metadados. Atividade Tarefa Tópicos que devem ser registrados nos metadados Identificação Definir indicadores - Identificação do indicador - Dados necessários para gerar o indicador - Procedimento de cálculo do indicador Mapear a geração e/ou coleta dos dados que geram os indicadores - Procedimento de coleta e/ou geração dos dados - Significado dos dados - Evento que gera os dados - Pessoa com conhecimento para dar suporte às dúvidas sobre os dados Atividade Tarefa Tópicos que devem ser registrados nos Localização Mapear a forma de extração dos dados Mapear freqüência de atualização dos dados Mapear acesso aos dados metadados - Forma de extração dos dados - Ferramentas de extração dos dados - Procedimentos de extração dos dados - Freqüência de atualização dos dados - Procedimento de atualização dos dados - Forma de acesso aos dados - Procedimento de acesso aos dados - Senhas de acesso aos dados Tratamento Limpar dados - Procedimento para localizar e eliminar registros incompletos e de teste - Faixa de valores aceitáveis para os dados Substituir códigos - Relacionamento entre os códigos utilizados na organização e suas descrições - Procedimento de substituição dos códigos ou de concatenação com as descrições Transformar valores dos dados - Necessidades de transformação ou conversão - Procedimento de transformação ou conversão Converter tipos de dados - Necessidades de conversão dos tipos de dados extraídos Quadro 1: Tarefas das atividades ILT e os respectivos tópicos que devem ser documentados nos metadados

11 Conclusões No desenvolvimento do estudo de caso ficou clara a importância dos metadados. Eles são parte fundamental da documentação gerada na construção e implantação do DW, e também serão úteis na manutenção do mesmo. Algumas atividades e tarefas observadas na prática não foram encontradas na bibliografia consultada. As atividades ILT (identificação, localização e tratamento dos dados) se encaixam em etapas descritas nos processos de Data Warehousing, e este artigo fez um detalhamento das mesmas. Também foi observada a necessidade de se realizar a documentação da construção e implantação do DW. Sem isso, a solução obtida não pode ser replicada caso tenha êxito, e aspectos que apresentem problemas serão de difícil identificação para que sejam evitados em projetos futuros. A documentação proposta também será utilizada pelos usuários finais do DW, que poderão ter maiores informações sobre os indicadores analisados. A hipótese de que normalmente não são todos os dados necessários que são conhecidos ou que estão disponíveis foi confirmada, realçando a necessidade de realização das atividades ILT. Referências bibliográficas CAMPOS, M. L. M., BORGES, V. J. A. S. Diretrizes para a Modelagem Incremental de Data Marts. Anais do XVII Simpósio Brasileiro de Bancos de Dados, Gramado, Brasil, HAN, J., KAMBER, M. Data mining, Morgan Kaufmann Publishers, New York, USA, INMON, W. H.,TERDERMAN, R. & IMHOFF, C. Data Warehousing: como transformar informações em oportunidades de negócios. Editora Berkeley, São Paulo, KIMBALL, R. Data Warehouse tool kit: técnicas para a construção de data warehouses dimensionais. Makron Books, São Paulo, MACHADO, F. N. R. Projeto de Data Warehouse: uma visão multidimensional. Editora Érica, São Paulo, POON, P., WAGNER, C. Critical success factors revisited: success and failure cases of information systems for senior executives. Decision Support Systems. Vol. 30, 2001.

12 SINGH, H. Data Warehouse: conceitos, tecnologias, implementação e gerenciamento. Makron Books, São Paulo, SRIVASTAVA, J., CHEN, P. Y. Warehouse creation A potential roadblock to data warehousing. IEEE Transactions on Knowledge and Data Engineering, Volume 11, No. 1, January/February, 1999.

PROPOSTA DE GERENCIAMENTO LOGÍSTICO BASEADO NA INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS ATRAVÉS DE UM DATA WAREHOUSE

PROPOSTA DE GERENCIAMENTO LOGÍSTICO BASEADO NA INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS ATRAVÉS DE UM DATA WAREHOUSE PROPOSTA DE GERENCIAMENTO LOGÍSTICO BASEADO NA INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS ATRAVÉS DE UM DATA WAREHOUSE Fabio Favaretto Professor adjunto - Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção e Sistemas Pontifícia

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Data Warehouse - Conceitos Hoje em dia uma organização precisa utilizar toda informação disponível para criar e manter vantagem competitiva. Sai na

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Lembrando... Aula 4 1 Lembrando... Aula 4 Sistemas de apoio

Leia mais

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso 5 Estudo de Caso De modo a ilustrar a estruturação e representação de conteúdos educacionais segundo a proposta apresentada nesta tese, neste capítulo apresentamos um estudo de caso que apresenta, para

Leia mais

Data Warehouse Processos e Arquitetura

Data Warehouse Processos e Arquitetura Data Warehouse - definições: Coleção de dados orientada a assunto, integrada, não volátil e variável em relação ao tempo, que tem por objetivo dar apoio aos processos de tomada de decisão (Inmon, 1997)

Leia mais

Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse

Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse Alcione Benacchio (UFPR) E mail: alcione@inf.ufpr.br Maria Salete Marcon Gomes Vaz (UEPG, UFPR) E mail: salete@uepg.br Resumo: O ambiente de

Leia mais

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br Data Warehousing Leonardo da Silva Leandro Agenda Conceito Elementos básicos de um DW Arquitetura do DW Top-Down Bottom-Up Distribuído Modelo de Dados Estrela Snowflake Aplicação Conceito Em português:

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Introdução

DATA WAREHOUSE. Introdução DATA WAREHOUSE Introdução O grande crescimento do ambiente de negócios, médias e grandes empresas armazenam também um alto volume de informações, onde que juntamente com a tecnologia da informação, a correta

Leia mais

Data Warehousing Visão Geral do Processo

Data Warehousing Visão Geral do Processo Data Warehousing Visão Geral do Processo Organizações continuamente coletam dados, informações e conhecimento em níveis cada vez maiores,, e os armazenam em sistemas informatizados O número de usuários

Leia mais

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence É um conjunto de conceitos e metodologias que, fazem uso de acontecimentos e sistemas e apoiam a tomada de decisões. Utilização de várias fontes de informação para se definir estratégias de competividade

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago

DATA WAREHOUSE. Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago DATA WAREHOUSE Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago Roteiro Introdução Aplicações Arquitetura Características Desenvolvimento Estudo de Caso Conclusão Introdução O conceito de "data warehousing" data

Leia mais

Sistema de Informação Gerencial baseado em Data Warehouse aplicado a uma software house

Sistema de Informação Gerencial baseado em Data Warehouse aplicado a uma software house Universidade Regional de Blumenau Centro de Ciências Exatas e Naturais Curso de Sistemas de Informação (Bacharelado) Sistema de Informação Gerencial baseado em Data Warehouse aplicado a uma software house

Leia mais

srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo CBSI Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação BI Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Faculdade de Computação Instituto

Leia mais

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.1 Armazenamento... 5 4.2 Modelagem... 6 4.3 Metadado... 6 4.4

Leia mais

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence Juntamente com o desenvolvimento desses aplicativos surgiram os problemas: & Data Warehouse July Any Rizzo Oswaldo Filho Década de 70: alguns produtos de BI Intensa e exaustiva programação Informação em

Leia mais

SAD orientado a DADOS

SAD orientado a DADOS Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry SAD orientado a DADOS DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão SAD orientado a dados Utilizam grandes repositórios

Leia mais

Fases para um Projeto de Data Warehouse. Fases para um Projeto de Data Warehouse. Fases para um Projeto de Data Warehouse

Fases para um Projeto de Data Warehouse. Fases para um Projeto de Data Warehouse. Fases para um Projeto de Data Warehouse Definição escopo do projeto (departamental, empresarial) Grau de redundância dos dados(ods, data staging) Tipo de usuário alvo (executivos, unidades) Definição do ambiente (relatórios e consultas préestruturadas

Leia mais

Data Warehouses. Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos

Data Warehouses. Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos Data Warehouses Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos Conceitos Básicos Data Warehouse(DW) Banco de Dados voltado para

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUC MESTRADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUC MESTRADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUC MESTRADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS DISSERTAÇÃO DE MESTRADO CURITIBA JULHO/2005 PAULO ERNESTO SEABRA BUENO ORMEROD UTILIZAÇÃO DE DATA WAREHOUSE

Leia mais

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI),

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), BUSINESS INTELLIGENCE (BI) O termo Business Intelligence (BI), popularizado por Howard Dresner do Gartner Group, é utilizado para definir sistemas orientados

Leia mais

Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse

Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse Prof. Dr. Oscar Dalfovo Universidade Regional de Blumenau - FURB, Blumenau, Brasil dalfovo@furb.br Prof. Dr. Juarez

Leia mais

Disciplina: Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração. Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração AULA 3.

Disciplina: Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração. Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração AULA 3. Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração AULA 3 Ago/2013 Gerenciamento de Projetos e Práticas de Integração Áreas de conhecimentos de gerenciamento de projetos ESCOPO TEMPO CUSTO QUALIDADE RECURSOS

Leia mais

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE Engenharia de Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto OLPT x OLAP Roteiro OLTP Datawarehouse OLAP Operações OLAP Exemplo com Mondrian e Jpivot

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios-

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, HUMANAS E SOCIAIS BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- Curso: Administração Hab. Sistemas de Informações Disciplina: Gestão de Tecnologia

Leia mais

Modelo de dados do Data Warehouse

Modelo de dados do Data Warehouse Modelo de dados do Data Warehouse Ricardo Andreatto O modelo de dados tem um papel fundamental para o desenvolvimento interativo do data warehouse. Quando os esforços de desenvolvimentos são baseados em

Leia mais

Criação e uso da Inteligência e Governança do BI

Criação e uso da Inteligência e Governança do BI Criação e uso da Inteligência e Governança do BI Criação e uso da Inteligência e Governança do BI Governança do BI O processo geral de criação de inteligência começa pela identificação e priorização de

Leia mais

MSc. Daniele Carvalho Oliveira

MSc. Daniele Carvalho Oliveira MSc. Daniele Carvalho Oliveira AULA 2 Administração de Banco de Dados: MSc. Daniele Oliveira 2 CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE BANCO DE DADOS Administração de Banco de Dados: MSc. Daniele Oliveira 3 Conceitos

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP.

DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP. DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP. Eduardo Cristovo de Freitas Aguiar (PIBIC/CNPq), André Luís Andrade

Leia mais

Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel

Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel Carlos Alberto Ferreira Bispo (AFA) cafbispo@siteplanet.com.br Daniela Gibertoni (FATECTQ) daniela@fatectq.com.br

Leia mais

Aplicação de Data Warehousing no Cadastro de Ficha Limpa do TSE

Aplicação de Data Warehousing no Cadastro de Ficha Limpa do TSE Aplicação de Data Warehousing no Cadastro de Ficha Limpa do TSE Mateus Ferreira Silva, Luís Gustavo Corrêa Lira, Marcelo Fernandes Antunes, Tatiana Escovedo, Rubens N. Melo mateusferreiras@gmail.com, gustavolira@ymail.com,

Leia mais

Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas

Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas Material de Apoio de Informática - Prof(a) Ana Lucia 53. Uma rede de microcomputadores acessa os recursos da Internet e utiliza o endereço IP 138.159.0.0/16,

Leia mais

Palavras-chave: On-line Analytical Processing, Data Warehouse, Web mining.

Palavras-chave: On-line Analytical Processing, Data Warehouse, Web mining. BUSINESS INTELLIGENCE COM DADOS EXTRAÍDOS DO FACEBOOK UTILIZANDO A SUÍTE PENTAHO Francy H. Silva de Almeida 1 ; Maycon Henrique Trindade 2 ; Everton Castelão Tetila 3 UFGD/FACET Caixa Postal 364, 79.804-970

Leia mais

Qualidade de Dados em Data Warehouse

Qualidade de Dados em Data Warehouse Qualidade de Dados em Data Warehouse Prof. Dr. Jorge Rady de Almeida Jr. Escola Politécnica da USP C/1 Relevância do Tema Principal motivação p/ manter alta QD: impactos nos lucros DW: tomada de decisões

Leia mais

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Janeiro de 2011 p2 Usuários comerciais e organizações precisam

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI Noções de sistemas de informação Turma: 01º semestre Prof. Esp. Marcos Morais

Leia mais

TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS

TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS Vimos em nossas aulas anteriores: COMPUTADOR Tipos de computadores Hardware Hardware Processadores (CPU) Memória e armazenamento Dispositivos de E/S

Leia mais

Banco de Dados - Senado

Banco de Dados - Senado Banco de Dados - Senado Exercícios OLAP - CESPE Material preparado: Prof. Marcio Vitorino OLAP Material preparado: Prof. Marcio Vitorino Soluções MOLAP promovem maior independência de fornecedores de SGBDs

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA

IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA Bruno Nascimento de Ávila 1 Rodrigo Vitorino Moravia 2 Maria Renata Furtado 3 Viviane Rodrigues Silva 4 RESUMO A tecnologia de Business Intelligenge (BI) ou Inteligência de

Leia mais

AUTOR(ES): IANKSAN SILVA PEREIRA, ALINE GRAZIELE CARDOSO FEITOSA, DANIELE TAMIE HAYASAKA, GABRIELA LOPES COELHO, MARIA LETICIA VIEIRA DE SOUSA

AUTOR(ES): IANKSAN SILVA PEREIRA, ALINE GRAZIELE CARDOSO FEITOSA, DANIELE TAMIE HAYASAKA, GABRIELA LOPES COELHO, MARIA LETICIA VIEIRA DE SOUSA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: TECNOLOGIA E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS

Leia mais

Complemento I - Noções Introdutórias em Data Warehouses

Complemento I - Noções Introdutórias em Data Warehouses Complemento I - Noções Introdutórias em Data Warehouses Esse documento é parte integrante do material fornecido pela WEB para a 2ª edição do livro Data Mining: Conceitos, técnicas, algoritmos, orientações

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO APLICADO NA ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS BASEADO EM DATA WAREHOUSE

SISTEMA DE INFORMAÇÃO APLICADO NA ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS BASEADO EM DATA WAREHOUSE SISTEMA DE INFORMAÇÃO APLICADO NA ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS BASEADO EM DATA WAREHOUSE OSCAR DALFOVO, M.A. dalfovo@furb.rct-sc.br Professor da Universidade Regional de Blumenau Rua: Antônio da

Leia mais

Kimball University: As 10 Regras Essenciais para a Modelagem de Dados Dimensional

Kimball University: As 10 Regras Essenciais para a Modelagem de Dados Dimensional Kimball University: As 10 Regras Essenciais para a Modelagem de Dados Dimensional Margy Ross Presidente Kimball Group Maio de 2009, Intelligent Enterprise.com Tradução livre para a língua portuguesa por

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

Banco de Dados. Introdução. João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai. jef@ime.usp.br DCC-IME-USP

Banco de Dados. Introdução. João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai. jef@ime.usp.br DCC-IME-USP Banco de Dados Introdução João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai jef@ime.usp.br DCC-IME-USP Importância dos Bancos de Dados A competitividade das empresas depende de dados precisos e atualizados. Conforme

Leia mais

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados slide 1 1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Como um banco de dados

Leia mais

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado DW OLAP BI Ilka Kawashita Material preparado :Prof. Marcio Vitorino Sumário OLAP Data Warehouse (DW/ETL) Modelagem Multidimensional Data Mining BI - Business

Leia mais

Data Warehouses Uma Introdução

Data Warehouses Uma Introdução Data Warehouses Uma Introdução Alex dos Santos Vieira, Renaldy Pereira Sousa, Ronaldo Ribeiro Goldschmidt 1. Motivação e Conceitos Básicos Com o advento da globalização, a competitividade entre as empresas

Leia mais

Modelagem de Sistemas de Informação

Modelagem de Sistemas de Informação Modelagem de Sistemas de Informação Professora conteudista: Gislaine Stachissini Sumário Modelagem de Sistemas de Informação Unidade I 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO...1 1.1 Conceitos...2 1.2 Objetivo...3 1.3

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado)

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) SISTEMA INTERNO INTEGRADO PARA CONTROLE DE TAREFAS INTERNAS DE UMA EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE IV: Fundamentos da Inteligência de Negócios: Gestão da Informação e de Banco de Dados Um banco de dados é um conjunto de arquivos relacionados

Leia mais

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Agenda Introdução Contexto corporativo Agenda Introdução Contexto corporativo Introdução O conceito de Data Warehouse surgiu da necessidade de integrar dados corporativos

Leia mais

Data Warehouse. Compras. Caroline B. Perlin

Data Warehouse. Compras. Caroline B. Perlin Data Warehouse Compras Caroline B. Perlin Agenda O processo de compra Requisitos de compras Transações de compra Tabela de fatos Slowly Changing Dimensions (SCD) Técnicas para lidar com SCD Abordagens

Leia mais

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho 1 Componentes de uma empresa Organizando uma empresa: funções empresariais básicas Funções

Leia mais

Melhoria da qualidade da informação no controle da produção: estudo exploratório utilizando Data Warehouse

Melhoria da qualidade da informação no controle da produção: estudo exploratório utilizando Data Warehouse Melhoria da qualidade da informação no controle da produção: estudo exploratório utilizando Data Warehouse FÁBIO FAVARETTO PUCPR Resumo As necessidades de informações para tomadas de decisão ocorrem em

Leia mais

Análise de Risco na Validação de Sistemas Computadorizados

Análise de Risco na Validação de Sistemas Computadorizados Análise de Risco na Validação de Sistemas Computadorizados Meg Lima Andrade Agenda Objetivos; Conceito de Sistemas Computadorizados; Conceito de Risco; Identificação de Riscos; Avaliação de Riscos; Classificação;

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APLICADO AO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APLICADO AO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU Centro de ciências exatas e naturais Curso de ciências da computação (Bacharelado) Trabalho de Conclusão de Curso SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APLICADO AO SISTEMA DE GESTÃO

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação 4ª. Série Administração de Banco de Dados A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

Data Warehouse a experiência da ANVISA

Data Warehouse a experiência da ANVISA Data Warehouse a experiência da ANVISA Camilo Mussi, Denis Murahovschi, Giliana Bettni, Luiz Gustavo Kratz Assessoria da Presidência, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Brasil Resumo -

Leia mais

A importância da. nas Organizações de Saúde

A importância da. nas Organizações de Saúde A importância da Gestão por Informações nas Organizações de Saúde Jorge Antônio Pinheiro Machado Filho Consultor de Negócios www.bmpro.com.br jorge@bmpro.com.br 1. Situação nas Empresas 2. A Importância

Leia mais

Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura

Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Apresentação Os projetos de Data Warehouse e Business Intelligence são dos mais interessantes e complexos de desenvolver

Leia mais

Thalita Moraes PPGI Novembro 2007

Thalita Moraes PPGI Novembro 2007 Thalita Moraes PPGI Novembro 2007 A capacidade dos portais corporativos em capturar, organizar e compartilhar informação e conhecimento explícito é interessante especialmente para empresas intensivas

Leia mais

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1 Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii Parte I - Empresa e Sistemas, 1 1 SISTEMA EMPRESA, 3 1.1 Teoria geral de sistemas, 3 1.1.1 Introdução e pressupostos, 3 1.1.2 Premissas

Leia mais

Implantação de Data Warehouse para gerenciamento de propostas comerciais em uma empresa de prestação de serviços industriais

Implantação de Data Warehouse para gerenciamento de propostas comerciais em uma empresa de prestação de serviços industriais Implantação de Data Warehouse para gerenciamento de propostas comerciais em uma empresa de prestação de serviços industriais Data Warehouse implementation for commercial proposals management in an industrial

Leia mais

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DSI Departamento de Sistema de Informação DISCIPLINA: Data Warehouse

Leia mais

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Prof a.:lillian Alvares

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Prof a.:lillian Alvares Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Prof a.:lillian Alvares Fóruns óu s/ Listas de discussão Espaços para discutir, homogeneizar e compartilhar informações, idéias

Leia mais

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 Banco de Dados Introdução Por: Robson do Nascimento Fidalgo rdnf@cin.ufpe.br IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson

Leia mais

DATA WAREHOUSE NO APOIO À TOMADA DE DECISÕES

DATA WAREHOUSE NO APOIO À TOMADA DE DECISÕES DATA WAREHOUSE NO APOIO À TOMADA DE DECISÕES Janaína Schwarzrock jana_100ideia@hotmail.com Prof. Leonardo W. Sommariva RESUMO: Este artigo trata da importância da informação na hora da tomada de decisão,

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Data Mining: Conceitos e Técnicas

Data Mining: Conceitos e Técnicas Data Mining: Conceitos e Técnicas DM, DW e OLAP Data Warehousing e OLAP para Data Mining O que é data warehouse? De data warehousing para data mining Data Warehousing e OLAP para Data Mining Data Warehouse:

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional II Prof.: Fernando Hadad Zaidan

Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional II Prof.: Fernando Hadad Zaidan Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional II Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 4.1 2 1 Material usado na montagem dos Slides BARBIERI,

Leia mais

Checklist de Projeto de Data Warehouse

Checklist de Projeto de Data Warehouse Checklist de Projeto de Data Warehouse Prof. Dr. Jorge Rady de Almeida Jr. Escola Politécnica da USP F/1 Revisão de Projeto Design Review Após uma área de interesse tenha sido projetada e posta em operação

Leia mais

Banco de Dados I. Apresentação (mini-currículo) Conceitos. Disciplina Banco de Dados. Cont... Cont... Edson Thizon (edson@esucri.com.

Banco de Dados I. Apresentação (mini-currículo) Conceitos. Disciplina Banco de Dados. Cont... Cont... Edson Thizon (edson@esucri.com. Sistemas da Informação Banco de Dados I Edson Thizon (edson@esucri.com.br) 2008 Apresentação (mini-currículo) Formação Acadêmica Mestrando em Ciência da Computação (UFSC/ ) Créditos Concluídos. Bacharel

Leia mais

Projeto de Data Warehousing sobre Informações em Saúde para dar Suporte a Análise de Faturamento Hospitalar

Projeto de Data Warehousing sobre Informações em Saúde para dar Suporte a Análise de Faturamento Hospitalar Projeto de Data Warehousing sobre Informações em Saúde para dar Suporte a Análise de Faturamento Hospitalar Newton Shydeo Brandão Miyoshi Joaquim Cezar Felipe Grupo de Informática Biomédica Departamento

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

18. Qualidade de Dados em Data Warehouse - Objetivos e Sucesso

18. Qualidade de Dados em Data Warehouse - Objetivos e Sucesso 18. Qualidade de Dados em Data Warehouse - Objetivos e Sucesso Uma das características das Ciências Exatas é a precisão das informações obtidas; a segurança dos dados extraídos nos processos usados. Cálculos

Leia mais

PIM V e VI Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM V e VI Projeto Integrado Multidisciplinar UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PIM V e VI Projeto Integrado Multidisciplinar PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: O projeto descrito abaixo contempla

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento de Dados

Módulo 4: Gerenciamento de Dados Módulo 4: Gerenciamento de Dados 1 1. CONCEITOS Os dados são um recurso organizacional decisivo que precisa ser administrado como outros importantes ativos das empresas. A maioria das organizações não

Leia mais

Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação

Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação Mikael de Souza Fernandes 1, Gustavo Zanini Kantorski 12 mikael@cpd.ufsm.br, gustavoz@cpd.ufsm.br 1 Curso de Sistemas de Informação, Universidade

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

Medição de tamanho para Sistemas de Data Mart

Medição de tamanho para Sistemas de Data Mart 1 Universidade Católica de Brasília Programa de Pós-Graduação em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação Medição de tamanho para Sistemas de Data Mart Angélica Toffano Seidel Calazans Orientadores:

Leia mais

Curso Data warehouse e Business Intelligence

Curso Data warehouse e Business Intelligence Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Apresentação Os projetos de Data Warehouse e Business Intelligence são dos mais interessantes e complexos de desenvolver

Leia mais

Aplicação A. Aplicação B. Aplicação C. Aplicação D. Aplicação E. Aplicação F. Aplicação A REL 1 REL 2. Aplicação B REL 3.

Aplicação A. Aplicação B. Aplicação C. Aplicação D. Aplicação E. Aplicação F. Aplicação A REL 1 REL 2. Aplicação B REL 3. Sumário Data Warehouse Modelagem Multidimensional. Data Mining BI - Business Inteligence. 1 2 Introdução Aplicações do negócio: constituem as aplicações que dão suporte ao dia a dia do negócio da empresa,

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Tipos de Sistemas de Informação Sistemas sob a Perspectiva de Grupos Usuários Sistemas de apoio ao executivo (SAE); Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Segundo semestre de 2012

Leia mais

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE A proposta para o ambiente apresentada neste trabalho é baseada no conjunto de requisitos levantados no capítulo anterior. Este levantamento, sugere uma

Leia mais

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento Inteligência Empresarial Prof. Luiz A. Nascimento BI Pode-se traduzir informalmente Business Intelligence como o uso de sistemas inteligentes em negócios. É uma forma de agregar a inteligência humana à

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria Curso de Arquivologia. Disciplina de Banco de Dados Aplicados à Arquivística. Versao 1.

Universidade Federal de Santa Maria Curso de Arquivologia. Disciplina de Banco de Dados Aplicados à Arquivística. Versao 1. Universidade Federal de Santa Maria Curso de Arquivologia Disciplina de Banco de Dados Aplicados à Arquivística Prof. Andre Zanki Cordenonsi Versao 1.0 Março de 2008 Tópicos Abordados Conceitos sobre Banco

Leia mais

Capítulo 5. 5.1 Laudon, Cap. 5

Capítulo 5. 5.1 Laudon, Cap. 5 Capítulo 5 Fundamentos da Inteligência de Negócios: Gerenciamento da Informação e de Bancos de Dados 5.1 Laudon, Cap. 5 OBJETIVOS DE ESTUDO Descrever como um banco de dados relacional organiza os dados

Leia mais

DESMISTIFICANDO O CONCEITO DE ETL

DESMISTIFICANDO O CONCEITO DE ETL DESMISTIFICANDO O CONCEITO DE ETL Fábio Silva Gomes da Gama e Abreu- FSMA Resumo Este artigo aborda os conceitos de ETL (Extract, Transform and Load ou Extração, Transformação e Carga) com o objetivo de

Leia mais

Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS

Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS 2012 Relevância: Impacta diretamente na saúde do paciente, na qualidade do produto e na integridade dos dados que devem provar que o sistema

Leia mais

Gerenciamento de Dados e Gestão do Conhecimento

Gerenciamento de Dados e Gestão do Conhecimento ELC1075 Introdução a Sistemas de Informação Gerenciamento de Dados e Gestão do Conhecimento Raul Ceretta Nunes CSI/UFSM Introdução Gerenciando dados A abordagem de banco de dados Sistemas de gerenciamento

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE Prof. Fabio Purcino

BUSINESS INTELLIGENCE Prof. Fabio Purcino Aula Teste BUSINESS INTELLIGENCE Prof. Fabio Purcino Faça o download desta aula Use um leitor de QR Code Definição Business Intelligence é um conjunto de conceitos e técnicas que buscam extrair conhecimento

Leia mais

Declaração de Escopo

Declaração de Escopo 1/9 Elaborado por: Adriano Marra, Bruno Mota, Bruno Leite, Janaina Versão: 1.4 Lima, Joao Augusto, Paulo Takagi, Ricardo Reis. Aprovado por: Porfírio Carlos Roberto Junior 24/08/2010 Time da Equipe de

Leia mais

Interatividade aliada a Análise de Negócios

Interatividade aliada a Análise de Negócios Interatividade aliada a Análise de Negócios Na era digital, a quase totalidade das organizações necessita da análise de seus negócios de forma ágil e segura - relatórios interativos, análise de gráficos,

Leia mais

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI)

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI) Uma estrutura conceitural para suporteà decisão que combina arquitetura, bancos de dados (ou data warehouse), ferramentas analíticas e aplicações Principais objetivos: Permitir o acesso interativo aos

Leia mais

Construção de um Sistema de Informações Estratégicas, Integrando Conhecimento, Inteligência e Estratégia.

Construção de um Sistema de Informações Estratégicas, Integrando Conhecimento, Inteligência e Estratégia. Construção de um Sistema de Informações Estratégicas, Integrando Conhecimento, Inteligência e Estratégia. Introdução Sávio Marcos Garbin Considerando-se que no contexto atual a turbulência é a normalidade,

Leia mais

05/06/2012. Banco de Dados. Gerenciamento de Arquivos. Gerenciamento de Arquivos Sistema Gerenciador de Banco de Dados Modelos de Dados

05/06/2012. Banco de Dados. Gerenciamento de Arquivos. Gerenciamento de Arquivos Sistema Gerenciador de Banco de Dados Modelos de Dados Banco de Dados Gerenciamento de Arquivos Sistema Gerenciador de Banco de Dados Modelos de Dados Gerenciamento de Arquivos Gerenciamento de Arquivos 1 Gerenciamento de Arquivos Em uma indústria são executadas

Leia mais

Sistemas de Informações

Sistemas de Informações Sistemas de Informações Prof. Marco Pozam- mpozam@gmail.com A U L A 0 3 Ementa da disciplina Sistemas de Informações Gerenciais: Conceitos e Operacionalização. Suporte ao processo decisório. ERP Sistemas

Leia mais

Percio Alexandre de Oliveira Prof. Maurício Capobianco Lopes - Orientador

Percio Alexandre de Oliveira Prof. Maurício Capobianco Lopes - Orientador Percio Alexandre de Oliveira Prof. Maurício Capobianco Lopes - Orientador Índice Introdução Objetivos Data Warehouse Estrutura Interna Características Principais elementos: ETC, Metadados e Modelagem Dimensional

Leia mais