FUNDAMENTOS DA ECOLOGIA. A Geografia Levada a Sério

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FUNDAMENTOS DA ECOLOGIA. A Geografia Levada a Sério"

Transcrição

1 FUNDAMENTOS DA ECOLOGIA 1

2 Amazônia Roberto Carlos e Erasmo Carlos

3 Semear ideias ecológicas e plantar sustentabilidade é ter a garantia de colhermos um futuro fértil e consciente Sivaldo Filho 3

4 A Ecologia É o ramo da ciência que estuda as relações dos seres vivos com o meio ambiente; Oikos = eco logos = estudo; lugar onde se vive; O meio está sempre mudando e evoluindo. 4

5 Habitat e Nicho ecológico Habitat é o local onde vive um organismo e que fornece condições favoráveis para suas necessidades; Reprodução sem oposição não se mantém por muito tempo; O próprio ambiente cria essas resistências; O habitat é a região onde a resistência ambiental é mínima; Nicho ecológico é o papel que o organismo desempenha no seu meio; O princípio de Gause; a sobreposição de nichos ecológicos; Há duas estratégias diferentes de exploração do ambiente por uma espécie: Generalista, nicho mais amplo, maior flexibilidade; Especialista, nicho mais restrito e menor competição. 5

6 Níveis de organização biológica É um arranjo hierárquico que agrupa os seres vivos partindo de sistemas biológicos mais simples para os mais complexos; A ecologia estuda fundamentalmente esses quatro últimos níveis desse sequência; População; Comunidade; Ecossistema; Biosfera ou ecosfera; 6

7 População Conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocupa uma determinada área; Elas podem interagir entre si em um determinado habitat; Apresenta uma diversidade de propriedades do grupo e não de indivíduos do grupo; 7

8 Comunidade É o conjunto de populações diferentes que ocupam uma determinada área no mesmo intervalo de tempo; Há uma interdependência entre os seres vivos; A existência de espécies-chave, são fortes reguladoras do funcionamento e evolução das comunidades; Alteração neste ambiente provocará um desequilíbrio ecológico. 8

9 Ecossistema É o conjunto de uma comunidade de diferentes espécies interagindo umas com as outras com os fatores abióticos; É formado por fatores biótico e abióticos; Podendo variar de tamanho; Em todos eles ocorre um intercâmbio de matéria e energia; O exemplo de uma lagoa onde todos os organismos dependem uns dos outros. 9

10 A Biosfera ou ecosfera É o conjunto de todos os ecossistemas terrestre; A esfera da vida não ultrapassa 13km de espessura; Oferece elementos fundamentais a existência dos seres vivos; Em seu sentido funcional é dividido em três categorias: Hidrosfera, representa ¾ da biosfera; Litosfera, representa ¼ da biosfera; Atmosfera, envolve os dois ambientes acima; A história da Terra remota há 4,6 bilhões de anos: A bactéria, o primeiro ser vivo 3,5 bilhões de anos; Os primeiros seres do reino vegetal data de 1,5 bilhão de anos; Os insetos 420 milhões de anos; Os mamíferos 170 milhões de anos; O ancestral do homem - 46 milhões de anos. 10

11 A Sucessão ecológica É o processo gradativo de colonização de um habitat; Os ecólogos reconhecem dois tipos de sucessão ecológica: Sucessão Primária, dá-se início em uma área antes desabitada; As comunidades que vão se sucedendo e modificando cada vez\mais o ambiente; É um processo lento Sucessão secundária, apresentam condições mais favoráveis ao estabelecimento de seres vivos. 11

12 Fases da sucessão ecológica De acordo com o período da sucessão, as comunidades apresentam características específicas: Comunidade pioneira, são as primeiras a habitar o ambiente inóspito; Comunidade intermediária, se estabelece quando o ambiente torna-se lentamente favorável à outras espécies menos resistentes às adversidades do ambiente inicial; Comunidade clímax, estágio final de uma sucessão. 12

13 Níveis tróficos Posição do organismo na cadeia alimentar, cada um dos elos constitui um nível trófico Os produtores, formam o primeiro nível trófico; Os consumidores primários, constituem o segundo nível trófico; Os consumidores secundários, constituem o terceiro nível trófico; Os decompositores atuam em qualquer um dos níveis tróficos. 13

14 Teia alimentar É composto de diversas cadeias alimentares interligadas por meio de linhas, que unem os diversos componentes da comunidade entre si, evidenciando suas relações. 14

15 Os consumidores A energia entra no mundo animal pela atividade dos herbívoros; Os consumidores utilizam a energia captada pelos produtores; A quantidade de energia de um nível trófico para outro diminui à medida que está sendo transferida de um nível para outro; Em uma cadeia alimentar, cinco elos são, geralmente o limite absoluto; 15

16 Introdução à Ecologia Pirâmides ecológicas ou de energia São diagramas usados para expressar o número de indivíduos, a quantidade biomassa e de energia de um nível trófico a outro; A pirâmide de números mostra o número de indivíduos presentes em cada nível trófico. Representação de uma pirâmide de números Quanto maior o nível trófico, mais elevada será a perda cumulativa de energia; 16

17 Pirâmides ecológicas ou de energia A pirâmide de biomassa apresenta o peso seco total dos organismos em cada nível trófico ou o número de calorias em cada nível. Representação de uma pirâmide de biomassa 17

18 Pirâmides ecológicas ou de energia A pirâmide de energia apresenta a quantidade de energia presente em cada nível trófico; Ela nunca inverte Representação de uma pirâmide de energia 18

19 Curvas de crescimento populacional Qualquer população tem potencial para crescer indefinidamente; Duas forças regulam o tamanho da população: O potencial biótico, que tende a fazer com que ela cresça; A resistência ambiental, que tende a impedir esse crescimento; Para toda população, existe um número máximo de indivíduos que o ambiente suporta; Em condições naturais, haverá sempre uma curva em forma de S. 19

20 Curvas de crescimento populacional artificial Quando não há resistência ambiental sobre uma determinada população, teremos uma curva em forma de J: A aposentada Mara Rúbia dos Santos Silva, 57, de Penápolis-SP, pediu para a Vigilância Epidemiológica do município recolher cerca de 300 ratos de laboratório que ela criava em casa há cerca de um ano. Depois de ganhar da neta um rato fêmea, ela comprou um macho. Os animais procriaram logo. Folha de São Paulo, São Paulo, 2 mar

21 Fatores e recursos limitantes Diversos são os fatores que limitam o crescimento populacional de uma espécie: Densidade demográfica alta; Predação; Competição; Fatores climáticos; Doenças; Uma população em equilíbrio pode sofrer os efeitos do aumento da intensidade de um ou mais fatores limitantes de crescimento, com seu abrandamento, volta a crescer; A disponibilidade de recursos faz com que uns sobressaiam sobre outros. 21

22 Relações Ecológicas 22

23 As relações ecológicas São as relações estabelecidas entre os seres vivos Seres vivos associam-se com outros de mesma espécie ou de espécie diferente para obter alimento, proteção, transporte e reproduzir, surgindo assim as relações: Intra-específica: entre indivíduos de mesma espécie; Interespecífica: entre indivíduos de espécies diferentes; Harmônica: beneficia ambos ou um sem prejuízo para o outro; Desarmônica: quando há prejuízo para um dos indivíduos. 23

24 As relações intra-específicas harmônicas Sociedade: grupos de organismos de mesma espécie onde pode-se observar nítida divisão de trabalho; Em uma sociedade de abelhas há uma divisão de castas sociais: Apresentam relativa independência e mobilidade; 24

25 As relações intra-específicas harmônicas Colônias: são indivíduos de mesma espécie ligados anatomicamente uns aos outros e com interdependência fisiológica; Nestas pode ou não ocorrer divisão de trabalho: Elas podem ser: Isomorfas, sem ocorrência de divisão do trabalho; Heteromorfas, com divisão de trabalho. 25

26 As relações intra-específica desarmônica Canibalismo: quando um indivíduo de uma espécie mata e se alimenta de um indivíduo da mesma espécie; Essa situação ocorre devido a alguns fatores: Escassez de alimentos; Comportamento sexual de algumas espécies; Competição intra-específica: quando os indivíduos concorrem pelos mesmos recursos do meio, em especial quando há quantidades limitadas; Esse tipo de relação existe em praticamente em todas as espécies. 26

27 As relações interespecíficas harmônicas Simbiose: descreve a biologia de pares de organismos que vivem juntos e não se maltratam; Incluindo o mutualismo; comensalismo, inquilinismo e protocooperação: Mutualismo: Relação de benefícios para as espécies envolvidas; porém, existe uma dependência mútua, pois uma não consegue viver sem a outra; Ex. Liquens (algas e fungo) 27

28 As relações interespecíficas harmônicas Comensalismo: Apenas um dos indivíduos se beneficia e o outro nem se prejudica, nem se beneficia; Ex.:Tubarão e rêmora Inquilinismo: Relação em que uma espécie vive sobre ou no interior de uma espécie hospedeira sem prejudicá-la; Ex.: epífitas 28

29 As relações interespecíficas harmônicas Protocooperação: Nesse tipo de relação, embora as duas espécies envolvidas sejam beneficiadas, elas podem viver de modo independente, sem que isso as prejudique; É uma relação não obrigatória, mas que ocorre benefícios mútuo Ex.: Crocodilo e o pássaro palito 29

30 As relações interespecíficas desarmônicas Predação: Quando um indivíduo de uma espécie mata e se alimenta de um individuo de outra espécie; Esta afeta não somente a população mas toda a comunidade; A população de predadores pode determinar a densidade das presas. 30

31 As relações interespecíficas desarmônicas Parasitismo: Ocorre quando uma das espécies, conhecida por parasita, causa prejuízo à outra espécie, conhecida por hospedeira, da qual retira alimento; Ex. : O carrapato. 31

32 As relações interespecíficas desarmônicas Competição: é a luta por fatores que não existem em quantidade suficiente para todos; Competição intra-específica, disputa entre indivíduos de mesma espécie; Competição interespecífica, disputa entre indivíduos de espécies diferentes; Os dois tipos regulam o tamanho da população, fazendo parte da resistência ambiental. 32

O homem não teceu a teia da vida:ele é simplesmente um fio nessa teia. O que quer que faça à teia, ele faz a si mesmo...

O homem não teceu a teia da vida:ele é simplesmente um fio nessa teia. O que quer que faça à teia, ele faz a si mesmo... INTRODUÇÃO À ECOLOGIA 1 O homem não teceu a teia da vida:ele é simplesmente um fio nessa teia. O que quer que faça à teia, ele faz a si mesmo... Chefe Seattle 2 A Ecologia É uma ciência nova, surge no

Leia mais

ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA

ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA RACIONALIZAÇÃO DOS DESMATAMENTOS E DA EXPLORAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS CONTROLE DA POLUIÇÃO

Leia mais

RESUMO DE ECOLOGIA. Professora Ana Clara

RESUMO DE ECOLOGIA. Professora Ana Clara Série: 6º Ano RESUMO DE ECOLOGIA ASA SUL Professora Ana Clara Os organismos da Terra não vivem isolados. Interagem uns com os outros e com o meio ambiente. A palavra ecologia deriva do grego oikos, e significa

Leia mais

Recuperação Contínua. 7º anos- 1º PERÍODO 2012 Professores: Cláudio Corrêa Janine C. Bandeira Maria Aparecida Donangelo

Recuperação Contínua. 7º anos- 1º PERÍODO 2012 Professores: Cláudio Corrêa Janine C. Bandeira Maria Aparecida Donangelo Recuperação Contínua 7º anos- 1º PERÍODO 2012 Professores: Cláudio Corrêa Janine C. Bandeira Maria Aparecida Donangelo O que a ecologia estuda? A ecologia estuda a interação dos organismos uns com os outros

Leia mais

Relações Entre Seres Vivos

Relações Entre Seres Vivos Relações Entre Seres Vivos Harmônicas e Desarmônicas Conceitos Fundamentais No ecossistema, os fatores bióticos são constituídos pelas interações que se manifestam entre os seres vivos que habitam um determinado

Leia mais

Aula 8 Ecologia das comunidades: os seres vivos relacionando entre si

Aula 8 Ecologia das comunidades: os seres vivos relacionando entre si Aula 8 Ecologia das comunidades: os seres vivos relacionando entre si Dentro da comunidade biótica os organismos se relacionam entre si = RELAÇÕES ECOLÓGICAS Harmônicas Intraespecífica Interespecífica

Leia mais

RELAÇÕES ECOLÓGICAS. l INTRA-ESPECÍFICAS - entre indivíduos da mesma espécie. l INTERESPECÍFICAS entre indivíduos de espécies diferentes.

RELAÇÕES ECOLÓGICAS. l INTRA-ESPECÍFICAS - entre indivíduos da mesma espécie. l INTERESPECÍFICAS entre indivíduos de espécies diferentes. Relações Ecológicas RELAÇÕES ECOLÓGICAS l INTRA-ESPECÍFICAS - entre indivíduos da mesma espécie. l INTERESPECÍFICAS entre indivíduos de espécies diferentes. DESARMÔNICAS (negativas) representam prejuízo

Leia mais

FATORES ECOLÓGICOS. Atuam sobre o desenvolvimento de uma comunidade de seres do meio ambiente.

FATORES ECOLÓGICOS. Atuam sobre o desenvolvimento de uma comunidade de seres do meio ambiente. Relações Ecológicas FATORES ECOLÓGICOS FATORES ECOLÓGICOS Atuam sobre o desenvolvimento de uma comunidade de seres do meio ambiente. FATORES ECOLÓGICOS Fatores Biológicos ( Bióticos) Fatores Biológicos

Leia mais

Prof. Juliana -

Prof. Juliana - ECOLOGIA CONCEITOS BÁSICOS Ecologia Estudo das relações dos seres vivos entre si e destes com o meio ambiente População Conjunto de indivíduos de uma mesma espécie, que vive em uma determinada área em

Leia mais

Tio Ton Ciências 09/08/2013. Relações interespecíficas: Ocorre entre indivíduos de espécies diferentes.

Tio Ton Ciências 09/08/2013. Relações interespecíficas: Ocorre entre indivíduos de espécies diferentes. cap.03 Tio Ton Ciências É a interação dos diversos organismos dentro do meio ambiente Pode ser classificada como Relações intraespecíficas: Ocorre entre indivíduos de uma mesma espécie. Relações interespecíficas:

Leia mais

Professora: Klícia Regateiro

Professora: Klícia Regateiro Professora: Klícia Regateiro Ecologia é o estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente onde vivem. O termo "ecologia" (do grego oikos, casa, e logos, ciência) foi originalmente empregado em 1866,

Leia mais

Ecossistemas Interações seres vivos - ambiente FATORES DO AMBIENTE FATORES BIÓTICOS FATORES ABIÓTICOS Relações que os seres vivos estabelecem entre si. Fatores do ambiente que influenciam os seres vivos.

Leia mais

Moisés Myra de Araújo. Por Bioloja.com

Moisés Myra de Araújo. Por Bioloja.com Moisés Myra de Araújo Por Bioloja.com A maioria dos seres vivos depende de outras espécies para sobreviver. Uma espécie geralmente explora a outra, mas duas espécies podem, algumas vezes, juntar forças

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ECOLOGIA

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ECOLOGIA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ECOLOGIA DEFINIÇÃO DE ECOLOGIA É O RAMO DA BIOLOGIA QUE ESTUDA OS SERES VIVOS E SUAS RELAÇÕES SER VIVO SER VIVO SER VIVO MEIO AMBIENTE NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO CÉLULA CITOLOGIA TECIDO

Leia mais

Ecossistemas. Samuel Brito - Ciências Naturais 8º ano

Ecossistemas. Samuel Brito - Ciências Naturais 8º ano Ecossistemas Ecologia Em 1869, Ernest Haeckel (1834-1919), biólogo alemão, usou a palavra Ecologia para designar a ciência que estuda as relações que os organismos estabelecem entre si e com o meio Ecossistema

Leia mais

Relações entre os seres vivos de uma comunidade

Relações entre os seres vivos de uma comunidade Relações entre os seres vivos de uma comunidade ANEXO CAPÍTULO 2 Aula 1/1 Relações ecológicas Relações intra-específicas Relações interespecíficas Relações ecológicas Relações ecológicas são relações que

Leia mais

Relações Ecológicas comunidade Objetivo: Elevar a capacidade de sobrevivência e gerar relações ecológicas. descendentes

Relações Ecológicas comunidade Objetivo: Elevar a capacidade de sobrevivência e gerar relações ecológicas. descendentes Os indivíduos de uma espécie interagem entre si e com os membros de outras espécies da comunidade ecológica a que pertencem, além de interagirem com o meio Ao conjunto das interações ecológicas estabelecidas

Leia mais

AS COMUNIDADES BIOLÓGICAS. As interações entre as populações

AS COMUNIDADES BIOLÓGICAS. As interações entre as populações AS COMUNIDADES BIOLÓGICAS As interações entre as populações RELAÇÕES ECOLÓGICAS Relações Harmônicas ou interações positivas : são aquelas em que não há prejuízo para nenhum dos indivíduos envolvidos. Intra-específicas:

Leia mais

Ecologia. introdução, fluxo de energia e ciclo da matéria. Aula 1/2

Ecologia. introdução, fluxo de energia e ciclo da matéria. Aula 1/2 Ecologia introdução, fluxo de energia e ciclo da matéria ANEXO CAPÍTULO 1 Importância da Ecologia Níveis de organização Componentes de um ecossistema Cadeia e teia alimentar Aula 1/2 Hábitat e nicho ecológico

Leia mais

Dinâmica das população e relações ecológicas

Dinâmica das população e relações ecológicas Dinâmica das população e relações ecológicas Indicadores Demográficos A taxa de Natalidade corresponde ao número de indivíduo que nascem em determinado tempo. A taxa de mortalidade corresponde ao número

Leia mais

Ecossistemas e Saúde Ambiental :: Prof.ª MSC. Dulce Amélia Santos

Ecossistemas e Saúde Ambiental :: Prof.ª MSC. Dulce Amélia Santos 11/8/2011 ECOLOGIA Disciplina Ecossistemas E Saúde Ambiental Ecologia é uma área da Biologia que estuda os organismos e suas relações com o meio ambiente em que vivem. Aula 1A: Revendo Conceitos Básicos

Leia mais

São relações que ocorrem entre indivíduos de uma comunidade. Podem ser: Intraespecíficas: ocorrem entre indivíduos da mesma espécie.

São relações que ocorrem entre indivíduos de uma comunidade. Podem ser: Intraespecíficas: ocorrem entre indivíduos da mesma espécie. São relações que ocorrem entre indivíduos de uma comunidade. Podem ser: Intraespecíficas: ocorrem entre indivíduos da mesma espécie. Interespecíficas: ocorrem entre indivíduos de espécies diferentes. Harmônica

Leia mais

Atividade extra. Fascículo 7 Biologia Unidade 16. Exercício 1 Cecierj Exercício 2 Cecierj

Atividade extra. Fascículo 7 Biologia Unidade 16. Exercício 1 Cecierj Exercício 2 Cecierj Atividade extra Fascículo 7 Biologia Unidade 16 Exercício 1 Cecierj - 2013 É um sistema natural onde interagem entre si os seres vivos (fatores chamados de bióticos) e o ambiente (fatores abióticos, como

Leia mais

ECOLOGIA DE COMUNIDADES PROF. C. FREDERICO

ECOLOGIA DE COMUNIDADES PROF. C. FREDERICO ECOLOGIA DE COMUNIDADES PROF. C. FREDERICO RELAÇÕES BIÓTICAS NAS COMUNIDADES (BIOCENOSES) Uma relação (biocenose) pode ser: 1. HARMÔNICA (POSITIVA: + + ou + 0): Quando há benefícios para pelo menos uma

Leia mais

DINÂMICA DAS POPULAÇÕES

DINÂMICA DAS POPULAÇÕES DINÂMICA DAS POPULAÇÕES Dinâmica Populacional 1) Tamanho populacional 2) Densidade 3) Taxa de crescimento 4) Taxa de mortalidade 5) Taxa de natalidade 6) Distribuição etária (pirâmide de idade) 7) Fecundidade

Leia mais

Nutrição. ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas

Nutrição. ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas Prof. Leonardo F. Stahnke Nutrição A principal relação entre as populações de um ecossistema envolve a nutrição. As espécies autotróficas servem

Leia mais

Nutrição. ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas

Nutrição. ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas Prof. Leonardo F. Stahnke Nutrição A principal relação entre as populações de um ecossistema envolve a nutrição. As espécies autotróficas servem

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ECOLOGIA

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ECOLOGIA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ECOLOGIA DEFINIÇÃO DE ECOLOGIA É O RAMO DA BIOLOGIA QUE ESTUDA OS SERES VIVOS E SUAS RELAÇÕES SER VIVO SER VIVO SER VIVO MEIO AMBIENTE NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO CÉLULA CITOLOGIA TECIDO

Leia mais

Ecologia I -Conceitos

Ecologia I -Conceitos Ecologia I -Conceitos -Pirâmides ecológicas -Fluxo de energia Professora: Luciana Ramalho 2017 Introdução Ecologia é uma ciência que estuda os seres vivos e suas interações com o meio ambiente onde vivem.

Leia mais

BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2

BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2 BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2 Conceitos Básicos ECOLOGIA Oikos =casa; logos= ciência É a ciência que estuda as relações entre os seres vivos entre si e com o ambiente onde eles vivem Estuda as formas

Leia mais

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Ecologia

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Ecologia Ecologia Ecologia 1. Observe a cadeia alimentar representada no esquema abaixo. Nomeie o nível trófico no qual é encontrada a maior concentração de energia, indique a letra que o representa no esquema

Leia mais

Introdução à Ecologia. Prof. Fernando Belan

Introdução à Ecologia. Prof. Fernando Belan Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Ecologia (oikos = casa; logos = ciência) Estuda as relações entre os seres vivos, e o ambiente em que vivem; Ecologia em destaque! Conhecer para preservar! Ciência

Leia mais

FATORES ECOLÓGICOS. Mestrando: Marcondes Loureiro

FATORES ECOLÓGICOS. Mestrando: Marcondes Loureiro FATORES ECOLÓGICOS Mestrando: Marcondes Loureiro FATORES ECOLÓGICOS Atuam sobre o desenvolvimento de uma comunidade de seres do meio ambiente. Fatores Biológicos ( Bióticos) Relacionados aos Seres Vivos

Leia mais

Exercícios de Alelobiose - Relações Ecológicas

Exercícios de Alelobiose - Relações Ecológicas Exercícios de Alelobiose - Relações Ecológicas 1. (PUCCAMP-SP) Considere as afirmações abaixo relativas a fatores de crescimento populacional. I. A competição intraespecífica interfere na densidade da

Leia mais

RELAÇÕES ECOLÓGICAS. São as interações dos diversos organismos que constituem uma comunidade biológica.

RELAÇÕES ECOLÓGICAS. São as interações dos diversos organismos que constituem uma comunidade biológica. Relações ecológicas RELAÇÕES ECOLÓGICAS São as interações dos diversos organismos que constituem uma comunidade biológica. Imagens: (A) Florence Devouard / GNU Free Documentation License. (B) Alistair

Leia mais

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros

Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros Biologia Professor Leandro Gurgel de Medeiros ECOLOGIA 1. Definição Ecologia Do grego "oikos", que significa casa, e "logos", estudo. Estudo da distribuição e abundância das diferentes formas de vida

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DISCIPLINA: ECOLOGIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DISCIPLINA: ECOLOGIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DISCIPLINA: ECOLOGIA PROFESSOR: ORIEL HERRERA BONILLA MONITORES: CASSIANO MARTINS E MARÍLIA ALVES BIOSFERA MOLÉCULA

Leia mais

O número de componentes de uma determinada população natural normalmente mantêm-se mais ou menos constante ao longo do tempo.

O número de componentes de uma determinada população natural normalmente mantêm-se mais ou menos constante ao longo do tempo. ECOLOGIA DA POPULAÇÃO O número de componentes de uma determinada população natural normalmente mantêm-se mais ou menos constante ao longo do tempo. FATORES QUE CARACTERIZAM UMA POPULAÇÃO - Densidade: D

Leia mais

Relações Ecológicas. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 01, 02, 03, 04 e 06/03/2015. Material de Apoio para Monitoria

Relações Ecológicas. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 01, 02, 03, 04 e 06/03/2015. Material de Apoio para Monitoria Relações Ecológicas 1. Se duas espécies diferentes ocuparem num mesmo ecossistema o mesmo nicho ecológico, é provável que: a) se estabeleça entre elas uma relação harmônica. b) se estabeleça uma competição

Leia mais

Biologia. Cadeias e Teias Alimentares / Pirâmides Ecológicas. Professor Enrico Blota.

Biologia. Cadeias e Teias Alimentares / Pirâmides Ecológicas. Professor Enrico Blota. Biologia Cadeias e Teias Alimentares / Pirâmides Ecológicas Professor Enrico Blota www.acasadoconcurseiro.com.br Biologia ECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS- TEIAS ALIMENTARES, FLUXO DE ENERGIA E PIRÂMIDES

Leia mais

BIOLOGIA Ecologia II Estudo de Populações

BIOLOGIA Ecologia II Estudo de Populações BIOLOGIA Ecologia II Estudo de Populações Professora: Brenda Braga Estudo de Populações Densidade Populacional Número de indivíduos de uma população que ocupa uma determinada área. Crescimento Populacional

Leia mais

BIOLOGIA 1ª SÉRIE A PROFESSORA MARIANA BORGES

BIOLOGIA 1ª SÉRIE A PROFESSORA MARIANA BORGES BIOLOGIA 1ª SÉRIE A PROFESSORA MARIANA BORGES ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA RACIONALIZAÇÃO DOS DESMATAMENTOS E DA EXPLORAÇÃO

Leia mais

Ciências do Ambiente

Ciências do Ambiente Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil Ciências do Ambiente Aula 04 Ecossistema, populações e comunidades Profª Heloise G. Knapik 1 Objetivos da Aula: Revisão de conceitos Dinâmica Populacional

Leia mais

Noções de ecologia básica

Noções de ecologia básica PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Disciplina: Ciências do Ambiente ENG 4201 Cadeia alimentar A transfência de energia alimentar, a partir dos vegetais, por uma série de organismos, é chamada de

Leia mais

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares ECOLOGIA Conceitos fundamentais e relações alimentares A ECOLOGIA estuda as relações dos seres vivos entre si e deles com o ambiente onde vivem. Assunto da atualidade: crescimento exagerado da população

Leia mais

1. Considere a teia alimentar abaixo.

1. Considere a teia alimentar abaixo. 1. Considere a teia alimentar abaixo. Sabe-se que, quando a espécie f é retirada experimentalmente, a população da espécie d apresenta um declínio acentuado. Isso indica que a relação interespecífica que

Leia mais

O mundo vivo se organiza a partir dos seres mais simples até os mais complexos, em ordem crescente de complexidade. Neste contexto, a Biologia se

O mundo vivo se organiza a partir dos seres mais simples até os mais complexos, em ordem crescente de complexidade. Neste contexto, a Biologia se O mundo vivo se organiza a partir dos seres mais simples até os mais complexos, em ordem crescente de complexidade. Neste contexto, a Biologia se organiza de Moléculas à Biosfera, constituindo 11 níveis

Leia mais

ONGEP PRÉ-PROVA BIOLOGIA 2013

ONGEP PRÉ-PROVA BIOLOGIA 2013 ONGEP PRÉ-PROVA BIOLOGIA 2013 ZOOLOGIA DE INVERTEBRADOS PORÍFEROS Provável ancestral: protista flagelado Diploblásticos Sem celoma Sem diferenciação de tecidos Coanócitos Ambiente aquático CELENTERADOS

Leia mais

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: Nº Professora: Marcella Braga COMPONENTE CURRICULAR: BIOLOGIA

Leia mais

AVALIAÇÃO OBJETIVA DE BIOLOGIA E FILOSOFIA

AVALIAÇÃO OBJETIVA DE BIOLOGIA E FILOSOFIA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN AVALIAÇÃO OBJETIVA DE BIOLOGIA E FILOSOFIA Segunda Avaliação 1ª série EM Primeiro Período - 2017 Aluno(a): Série e Turma: Nº: Professor(a): Data: / /2017 OBSERVAÇÕES [

Leia mais

Ecossitemas e saúde Ambiental:: Prof MSc. Dulce Amélia Santos

Ecossitemas e saúde Ambiental:: Prof MSc. Dulce Amélia Santos SUCESSÃO ECOLÓGICA É a substituição sequencial de espécies em uma comunidade. Compreende todas as etapas desde a colonização das espécies pioneiras até o clímax. Engenharia Civil Disciplina Ecossistemas

Leia mais

ECOLOGIA RELAÇÕES TRÓFICAS ENTRE OS SERES VIVOS BIOMAS

ECOLOGIA RELAÇÕES TRÓFICAS ENTRE OS SERES VIVOS BIOMAS ECOLOGIA RELAÇÕES TRÓFICAS ENTRE OS SERES VIVOS BIOMAS RELAÇÕES TRÓFICAS ENTRE OS SERES VIVOS ECOLOGIA CONCEITOS BÁSICOS EM ECOLOGIA ECOLOGIA ECOLOGIA OIKOS = CASA LOGOS = CIÊNCIA 1866 ERNST HAECKEL (ZOÓLOGO

Leia mais

Ciências do Ambiente

Ciências do Ambiente Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil Ciências do Ambiente Aula 03 Ecossistema, populações e comunidades Profª Heloise G. Knapik 1 Objetivos da Aula: Revisão de conceitos Dinâmica Populacional

Leia mais

Populações em Ecossistemas. Sucessão Ecológica. Profª Msc. Brenda Fürstenau Colégio Estadual Julio de Castilhos

Populações em Ecossistemas. Sucessão Ecológica. Profª Msc. Brenda Fürstenau Colégio Estadual Julio de Castilhos Sucessão Ecológica Profª Msc. Brenda Fürstenau Colégio Estadual Julio de Castilhos Hábitos alimentares dos animais Se comem plantas herbívoros. Exemplos: bovinos, ovelha, girafa. Se comem predominantemente

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Ciências 2º Bimestre - Ensino Fundamental II ROTEIRO DE ESTUDOS Nome: Nº.: Série: 6º Professora Cristiane Carvalho / /16 INSTRUÇÕES: Leia os enunciados com atenção

Leia mais

Colégio Meta. Lista de Recuperação - Ecologia. Professor(a): Maria Augusta Guimarães Carvalho. 3 Ano Ensino Médio. Aluno ( a ) / / 2014

Colégio Meta. Lista de Recuperação - Ecologia. Professor(a): Maria Augusta Guimarães Carvalho. 3 Ano Ensino Médio. Aluno ( a ) / / 2014 Lista de Recuperação - Ecologia Colégio Meta 4 º Bimestre Professor(a): Maria Augusta Guimarães Carvalho 3 Ano Ensino Médio Aluno ( a ) / / 2014 1. Imagine que você está pesquisando o pássaropalito: ele

Leia mais

Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia

Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia Matheus Borges 1.0 Introdução Criada pelo zoólogo alemão Ernst Haeckel, em 1866. Estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente em que vivem. Terra:

Leia mais

Exercitando Ciências Tema Relações Ecológicas

Exercitando Ciências Tema Relações Ecológicas Exercitando Ciências Tema Relações Ecológicas Esta lista de exercícios abordam as seguintes relações ecológicas: Sociedade, Predação, Competição, Parasitismo e Cooperação. 1. A avoante, também conhecida

Leia mais

ECOSSISTEMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA

ECOSSISTEMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA ECOSSISTEMA Prof.: Dr. ORIEL HERRERA Monitores: John David & Giuliane Sampaio Fortaleza/CE Versão 2010 ECOSSISTEMA

Leia mais

Simulado Plus 1. PAULINO, W. R. Biologia Atual. São Paulo: Ática, (SOARES, J.L. Biologia - Volume 3. São Paulo. Ed. Scipione, 2003.

Simulado Plus 1. PAULINO, W. R. Biologia Atual. São Paulo: Ática, (SOARES, J.L. Biologia - Volume 3. São Paulo. Ed. Scipione, 2003. 1. (G1 - cftsc 2008) O conhecimento das cadeias e teias alimentares é fundamental para entendermos o delicado equilíbrio que existe na natureza. Esse conhecimento nos permite propor medidas racionais de

Leia mais

Prof. Oriel Herrera Bonilla Monitores: Giuliane Sampaio John David

Prof. Oriel Herrera Bonilla Monitores: Giuliane Sampaio John David UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA Prof. Oriel Herrera Bonilla Monitores: Giuliane Sampaio John David Fortaleza - CE Versão 2010 Ecossistemas Duas fontes

Leia mais

UNIDADE: DATA: 05 / 05 / 2015 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 6.º ANO/EF

UNIDADE: DATA: 05 / 05 / 2015 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 6.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 05 / 05 / 205 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 6.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Bio. Semana 3. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri)

Bio. Semana 3. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Semana 3 Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Importância do estudo da Ecologia. Componentes Estruturais. Físicos: Radiação solar, temperatura, luz, umidade, ventos

Importância do estudo da Ecologia. Componentes Estruturais. Físicos: Radiação solar, temperatura, luz, umidade, ventos Link para acessar o conteúdo, calendário, notas, etc. www.e-conhecimento.com.br Ensino Médio Primeiros Anos Ecologia oikos casa ; logos - estudo Importância do estudo da Ecologia Estudo das Relações dos

Leia mais

ECOSSISTEMA. inseparavelmente ligados. Organismos vivos + Ambiente (abiótico) interagem entre si

ECOSSISTEMA. inseparavelmente ligados. Organismos vivos + Ambiente (abiótico) interagem entre si ECOSSISTEMA inseparavelmente ligados Organismos vivos + Ambiente (abiótico) interagem entre si Ciclos de Diversidade Estrutura Materiais Biótica Trófica Troca de materiais vivos e não vivos Componente

Leia mais

População conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocorrem juntos em uma mesma área geográfica no mesmo intervalo de tempo (concomitantemente)

População conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocorrem juntos em uma mesma área geográfica no mesmo intervalo de tempo (concomitantemente) Conceitos Básicos de Ecologia Professora: Patrícia Hamada Colégio HY Três Lagoas, MS População conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocorrem juntos em uma mesma área geográfica no mesmo intervalo

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 21 RELAÇÕES TRÓFICAS

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 21 RELAÇÕES TRÓFICAS BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 21 RELAÇÕES TRÓFICAS Planta (produtores) Gafanhoto (consumidor primário) Pássaro (consumidor secundário) produtores consumidores decompositores 1 3 10 2 x 10 7 Exemplo de pirâmide

Leia mais

RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc.

RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc. Ecologia RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc. SER VIVO SER VIVO SER VIVO MEIO AMBIENTE RELAÇÕES Dentre essas

Leia mais

Sucessão Ecológica. 17 fev. 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto

Sucessão Ecológica. 17 fev. 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto Sucessão Ecológica 17 fev 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto RESUMO A sucessão ecológica é um processo de instalação e desenvolvimento de uma comunidade ao longo

Leia mais

Dinâmica das população e relações ecológicas

Dinâmica das população e relações ecológicas Dinâmica das população e relações ecológicas Indicadores Demográficos A taxa de Natalidade corresponde ao número de indivíduo que nascem em determinado tempo. A taxa de mortalidade corresponde ao número

Leia mais

DIVERSIDADE NA BIOSFERA

DIVERSIDADE NA BIOSFERA DIVERSIDADE NA BIOSFERA A BIOSFERA - Diversidade Organização biológica Extinção e conservação A CÉLULA - Unidade estrutural e funcional dos seres vivos Constituintes básicos Biologia e Geologia 10º ano

Leia mais

ECOSSISTEMAS CARACTERÍSTICAS

ECOSSISTEMAS CARACTERÍSTICAS ECOSSISTEMAS COMPONENTES, ESTRUTURA E CARACTERÍSTICAS ECOSSISTEMA Conjunto resultante da interação entre a comunidade e o ambiente inerte (Cap 1) 1. Unidade funcional básica, composta de uma BIOCENOSE

Leia mais

BIE-212: Ecologia Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental. Condições e recursos

BIE-212: Ecologia Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental. Condições e recursos BIE-212: Ecologia Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental Condições e recursos Programa Introdução Módulo I: Organismos Forrageamento Mecanismos de defesa Seleção sexual e cuidado parental Condições

Leia mais

Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução. Hélder Giroto Paiva - EPL

Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução. Hélder Giroto Paiva - EPL Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução EPL Hélder Giroto Paiva - EPL 2 Os ecossistemas estão em constante alteração, mesmo que à primeira vista pareçam estáticos e imutáveis. 3 As condições abióticas,

Leia mais

Noções de ecologia básica

Noções de ecologia básica PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Disciplina: Ciências do Ambiente ENG 4201 Noções de ecologia básica lcasalet@yahoo.com No século XIX, o biólogo e naturalista alemão Ernest Haeckel (1866) partindo

Leia mais

UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ - UVA UNIVERSIDADE ABERTA VIDA - UNAVIDA CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: ENSINO DE CIÊNCIAS FUNDAMENTOS DA ECOLOGIA

UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ - UVA UNIVERSIDADE ABERTA VIDA - UNAVIDA CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: ENSINO DE CIÊNCIAS FUNDAMENTOS DA ECOLOGIA UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ - UVA UNIVERSIDADE ABERTA VIDA - UNAVIDA CURSO: PEDAGOGIA DISCIPLINA: ENSINO DE CIÊNCIAS FUNDAMENTOS DA ECOLOGIA FUNDAMENTOS DA ECOLOGIA Em qualquer momento no tempo, um ser

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ Leitura do texto: Mudanças

Leia mais

Componentes Estruturais. A Ecologia e sua Importância. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem

Componentes Estruturais. A Ecologia e sua Importância. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Ecologia oikos casa ; logos - estudo A Ecologia e sua Importância Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Interferência Humana provoca desequilíbrios ecológicos Ecossistema

Leia mais

ECOLOGIA DE POPULAÇÕES

ECOLOGIA DE POPULAÇÕES 2º EM Biologia Professor João ECOLOGIA DE POPULAÇÕES INTRODUÇÃO População: qualquer grupo de organismos de mesma espécie que ocupa um determinado espaço em determinado período de tempo; Ecologia de populações:

Leia mais

Factores Bióticos (São relações que se estabelecem entre seres vivos)

Factores Bióticos (São relações que se estabelecem entre seres vivos) Factores Bióticos (São relações que se estabelecem entre seres vivos) Relações intra-específicas (São relações que se estabelecem entre seres vivos da mesma espécie) Relações interespecíficas (São relações

Leia mais

Pergunta-se: a) Por que a produção primária é maior nas florestas secundárias em relação às florestas primárias?

Pergunta-se: a) Por que a produção primária é maior nas florestas secundárias em relação às florestas primárias? QUESTÃO 1 Um estudo publicado em maio de 2016 na revista Science Advances mostra que as florestas tropicais secundárias podem contribuir para mitigar as mudanças climáticas globais. Um grupo de pesquisadores

Leia mais

Nas comunidades bióticas dentro de um ecossistema encontram-se várias formas de interações entre os seres vivos que as formam, denominadas relações

Nas comunidades bióticas dentro de um ecossistema encontram-se várias formas de interações entre os seres vivos que as formam, denominadas relações Nas comunidades bióticas dentro de um ecossistema encontram-se várias formas de interações entre os seres vivos que as formam, denominadas relações ecológicas ou interações biológicas Essas relações se

Leia mais

Ecossistema. Ecossistema. Componentes Abióticos. A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais

Ecossistema. Ecossistema. Componentes Abióticos. A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais Ecologia oikos casa ; logos - estudo A Ecologia e sua Importância Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Interferência Humana provoca desequilíbrios ecológicos Ecossistema

Leia mais

CONCEITOS DE ECOLOGIA. É a história natural científica que se relaciona à sociologia e economia dos animais (Elton,1937)

CONCEITOS DE ECOLOGIA. É a história natural científica que se relaciona à sociologia e economia dos animais (Elton,1937) CONCEITOS DE ECOLOGIA É a ciência das biocenoses (Clemens, 1916) É a história natural científica que se relaciona à sociologia e economia dos animais (Elton,1937) É a ciência que estuda as leis que regem

Leia mais

ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE

ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE DIEGO DANTAS AMORIM Contado: diego.dantas@ifmg.edu.br Engenheiro Agrônomo Universidade Vale do Rio Doce UNIVALE Msc. em Agricultura Tropical Universidade Federal do Espírito Santo

Leia mais

Quando os colonizadores portugueses iniciaram as primeiras plantações no território brasileiro, usaram conhecimentos dos índios para obter sucesso

Quando os colonizadores portugueses iniciaram as primeiras plantações no território brasileiro, usaram conhecimentos dos índios para obter sucesso SUCESSÃO ECOLÓGICA Quando os colonizadores portugueses iniciaram as primeiras plantações no território brasileiro, usaram conhecimentos dos índios para obter sucesso nas colheitas. A maioria das tribos

Leia mais

ECOLOGIA. Prof ANA BEATRIZ MASELLI

ECOLOGIA. Prof ANA BEATRIZ MASELLI ECOLOGIA Prof ANA BEATRIZ MASELLI O termo ECOLOGIA foi empregado pela 1ª vez por E. Haeckel, em 1866. gr. OIKOS ESTUDO CASA, AMBIENTE Ecologia é o estudo das interações dos seres vivos entre si e com o

Leia mais

Dinâmica de Populações. Capítulo - 48

Dinâmica de Populações. Capítulo - 48 Dinâmica de Populações Capítulo - 48 Dinâmica de populações ou demoecologia Descreve a abundância das diversas espécies e procura a causa de suas variações. População? O que mostra o sucesso de uma população?

Leia mais

8ª série - Biologia. Cadeias Alimentares

8ª série - Biologia. Cadeias Alimentares 8ª série - Biologia Cadeias Alimentares As espécies que vivem em um mesmo ambiente estão ligadas entre si, como elos de uma grande corrente. O motivo que as une é o alimento: uns servem de alimento aos

Leia mais

SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA

SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA Prof. Bruno Barboza de Oliveira OBJETIVO Analisar as relações entre seres vivos e energia Seres Vivos Energia??? 1 ENERGIA Energia Do grego: trabalho Conceito reducionista!!!

Leia mais

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável E C O L O G I A Deriva do grego oikos, com sentido de casa e logos com sentido de estudo Portanto, trata-se do estudo do ambiente da casa Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que

Leia mais

6. Menciona os processos através dos quais o CO2 é devolvido ao meio abiótico.

6. Menciona os processos através dos quais o CO2 é devolvido ao meio abiótico. ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO 2º Teste de Avaliação (45 minutos) Versão 1 Disciplina de CIÊNCIAS NATURAIS 8ºA 30 de Novembro de 2010 Nome: Nº Classificação: A professora: (Isabel Lopes) O Encarregado

Leia mais

ECOLOGIA NICHOS ECOLÓGICOS

ECOLOGIA NICHOS ECOLÓGICOS 1. (UNESP 2012) A Verdadeira Solidão. [...] A grande novidade é que há pouco tempo foi descoberto um ser vivo que vive absolutamente sozinho em seu ecossistema. Nenhum outro ser vivo é capaz de sobreviver

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 8.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 8.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No domínio da Terra - um planeta com vida, o aluno deve ser capaz de: Compreender as condições próprias da Terra que a tornam o único

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 8º ANO -Sustentabilidade na Terra-

PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 8º ANO -Sustentabilidade na Terra- PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 8º ANO -Sustentabilidade na Terra- Tema / Capítulos Competências/Objectivos Estratégias / Actividades Recursos/ Materiais Avaliação Aulas previstas (45 min) Tema I Ecossistemas

Leia mais

RELAÇÕES ECOLÓGICAS. Nem sempre objetivam a alimentação Simbioses ou cenoses

RELAÇÕES ECOLÓGICAS. Nem sempre objetivam a alimentação Simbioses ou cenoses RELAÇÕES ECOLÓGICAS RELAÇÕES ECOLÓGICAS Nem sempre objetivam a alimentação Simbioses ou cenoses RELAÇÕES ECOLÓGICAS Seres vivos Relacionam-se com o ambiente físico e também entre si Formam as relações

Leia mais

Bio. Semana 2. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri)

Bio. Semana 2. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Semana 2 Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

BI63B - ECOSSISTEMAS. Profa. Patrícia C. Lobo Faria

BI63B - ECOSSISTEMAS. Profa. Patrícia C. Lobo Faria BI63B - ECOSSISTEMAS Profa. Patrícia C. Lobo Faria pclfaria@uol.com.br http://paginapessoal.utfpr.edu.br/patricialobo Fonte: http://www.portalescolar.net http://exame.abril.com.br/mundo/noticias /fotografa-retrata-urso-polar-no-articoem-pele-e-osso

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre. Processo de Seleção de Mestrado 2015 Questões Gerais de Ecologia

Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre. Processo de Seleção de Mestrado 2015 Questões Gerais de Ecologia Questões Gerais de Ecologia a. Leia atentamente as questões e responda apenas 3 (três) delas. identidade (RG) e o número da questão. 1. Como a teoria de nicho pode ser aplicada à Biologia da Conservação?

Leia mais

ATIVIDADES REVISÃO. Prova trimestral -2º trimestre 2011

ATIVIDADES REVISÃO. Prova trimestral -2º trimestre 2011 ATIVIDADES REVISÃO Prova trimestral -2º trimestre 2011 1. Uma diferença entre sucessão ecológica primária e sucessão ecológica secundária é a) o tipo de ambiente existente no início da sucessão. b) o tipo

Leia mais