Guia do Comprador p/ Gateways. Compare os recursos dos principais gateways IP do mercado. Equipe ShopVoIP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia do Comprador p/ Gateways. Compare os recursos dos principais gateways IP do mercado. Equipe ShopVoIP 2012-1"

Transcrição

1 Guia do Comprador p/ Gateways Compare os recursos dos principais gateways IP do mercado Equipe ShopVoIP

2 Guia do Comprador p/ Gateways VoIP A ShopVoIP tem como propósito ajudar os clientes a comprar tecnologia. A empresa foi criada em um tempo onde nenhum preço era publicado na Internet o que impedia que os clientes fizessem seus próprios projetos de TI. Escolher um gateway IP não é tarefa fácil. Seguindo na nossa missão, criamos o guia de compra de gateways IP de forma que você possa fazer uma decisão informada sobre estes produtos. A cada seis meses, pretendemos atualizar esta versão incluindo novos gateways e removendo aqueles que foram descontinuados. Os gateways IP são usados em uma série de situações. Eu dividiria em primeiro lugar os gateways em analógicos, digitais e GSM. Cada gateway destes tem uma aplicação específica. Sumário 1. Gateways Analógicos VOIP esidencial amais emotos Integração de centrais telefônicas analógicas Interface de Telefonia para Centrais IP Tabelas comparativas para gateways analógicos Gateways Digitais VoIP Corporativo Integração de Centrais digitais através de gateways VoIP Conexão de centrais IP à rede pública de telefonia Tabela de Gateways Certificados para o Microsoft Lync Tabela comparativa dos gateways digitais Gateways GSM edução de custos com chamadas fixo-celular Uso de ramais GSM com centrais IP Envio de mensagens SMS em lote Principais Características dos Gateways SIP/GSM Tabelas comparativas esumo

3 1. Gateways Analógicos Vamos começar com os gateways analógicos. Existem dois tipos de porta em gateways analógicos e. Há um tipo também muito comum de gateway chamado ATA (Adaptador de Telefonia Analógico) que muitos provedores usam para conectar telefones na casa de clientes. Então seguem abaixo as principais aplicações de gateways analógicos: 1.1 VOIP esidencial Os gateways VOIP residencial nada mais são que gateways de duas portas também chamados de ATA (Adaptadores de Telefonia Analógica). O benefício para o usuário é a redução da conta do cliente em ligações interurbanas e para celular. Nesta aplicação são populares os ATAs de duas portas. Alguns possuem roteador o que permite implantar priorização na rede de voz. etorno de investimento (OI) em VoIP residencial: As tarifas de interurbano da empresa líder no Brasil com impostos chegam a absurdos 53 centavos por minuto com impostos. Tarifas VoIP normalmente ficam na casa de 11 centavos por minuto, cerca de 5 vezes menores. Muitas operadoras subsidiam o ATA para seus clientes. Isto cria oportunidades para que usuários reduzam sua conta telefônica e também para os provedores onde VoIP pode ser uma boa oportunidade. O OI de um ATA que custa cerca de $ 200,00 é proporcional ao volume de chamadas, mas se usarmos a diferença média de 42 centavos entre as tarifas, o sistema se paga após cerca de, 476 minutos de ligação, se considerarmos, dois anos como retorno, o volume necessário de ligações é de menos de 1 minuto por dia para obter o OI. A qualidade da voz pode até ser questionada, mas a economia é líquida e certa no uso de VoIP residencial. Provedor VOIP esidencial Internet Banda Larga esidencia > 600Kl ATA 1.2 amais emotos A aplicação de ramais remotos permite que uma empresa disponibilize ramais de uma central telefônica em um local remoto conectado pela Internet ou por uma rede de dados dedicada (MPLS, Frame-elay ou SLDD). O cliente pode reduzir custos com a aquisição de uma nova central telefônica no outro local e também com as ligações entre as filiais. Os gateways de 4 e 8 combinados com gateways de 4 ou 8 são os mais recomendados. etorno de investimento em ramais remotos O retorno de investimento em ramais remotos se dá em cima das tarifas locais ou interurbanas evitadas. O custo desta solução, por porta, gira em torno de $500,00 (2012), sem considerar o canal de dados. A quantidade de ligações necessárias para pagar o investimento por telefone é de: 2

4 Considerando um taxa de juros de 2%, período de 24 meses, tarifa local de 10 centavos e tarifa interurbana de 50 centavos, são necessárias cerca de 250 chamadas por mês locais ou 52 interurbanas para compensar o investimento por porta. Se você possui tarifas com descontos na operadora estes números podem variar. Este é um investimento que tem de ser bem pensado. Filiais com pouco volume de ligações muitas vezes não se pagam. amais emotos PABX A GW - A WAN ou INTENET 32KBPS/ CANAL (G.729) GW - B LEGENDA T POSIÇÃO DE TONCO - FOEIGN EXCHANGE STATION - POSIÇÃO DE AMAL - FOEIGN EXCHANGE OFFICE 3

5 1.3 Integração de centrais telefônicas analógicas Na interligação de centrais telefônicas o cliente economiza nas ligações de longa distância passando a telefonia pela rede de dados. Os gateways que possuem 4 portas e 4 portas são os ideais neste caso. Planilha de dimensionamento Esta é uma aplicação comum em VoIP. A primeira coisa a fazer neste caso é dimensionar o número de portas necessárias à interconexão. As calculadoras Erlang são úteis nesse caso. Abaixo uma tabela considerando uma perda de 3% das ligações e 17% das ligações na hora mais ocupada. etorno de investimento Número de portas Chamadas por dia O retorno ocorre da mesma forma com os mesmos dados da solução anterior. Cerca de $500,00 por par de portas e um retorno a partir de 260 chamadas locais ou 52 interurbanas por mês para um retorno em 24 meses. Mais uma vez, filiais com baixo volume não compensam o investimento. Interligação de Centrais Telefônicas Analógicas PABX A T T T T GW - A WAN ou INTENET 32KBPS/ CANAL (G.729) GW - B T T T T PABX-B LEGENDA T POSIÇÃO DE TONCO - FOEIGN EXCHANGE STATION - POSIÇÃO DE AMAL - FOEIGN EXCHANGE OFFICE 4

6 1.4 Interface de Telefonia para Centrais IP Em alguns casos, clientes possuem uma central IP baseada em Asterisk ou outra plataforma open-source e precisam interligar ramais analógicos. Nestes pode se usar um gateway para conectar telefones comuns a central IP. É importante neste caso verificar a viabilidade econômica se comparado aos telefones IP. O custo por porta destes gateways às vezes é muito próximo ao custo de um telefone IP e este tem vantagens claras como redução de custo com mudanças e adições de pontos e valor agregado com identificador e histórico das chamadas (maiores informações sobre telefone IP consulte nosso Guia de compras do Telefone IP já disponível). etorno de investimento Não há neste caso redução da conta telefônica. No entanto quando o cliente, muitas vezes um call-center fez um investimento muito elevado em headsets ele pode querer aproveitá-los e esta é uma solução plausível. Interface para telefones analógicos PABX IP ede Local Ethernet Protocolo de Sessão SIP GW 1.5 Tabelas comparativas para gateways analógicos Os gateways analógicos possuem uma série características determinantes na hora da sua escolha. Abaixo segue uma lista ordenada com as características que são mais diferenciadoras. 1. Categoria. Vamos separar os gateways em analógicos, digitais e gsm. Assim é mais simples comparar os diversos produtos. 2. Aplicação. Separaremos os gateways no tipo de aplicação mais comum para aquele tipo de equipamento. Em alguns casos, um equipamento pode fazer mais de um papel. 3. Número de portas. (Foreign exchange Station) são ligadas a telefones ou ao tronco de centrais telefônicas. Se você liga um telefone em uma porta, você ouve o tom de discagem. 4. Número de portas. (Foreign exchange Office) são ligadas na tomada do telefone ou na porta de ramal de uma central. Você não pode ligar um telefone em uma porta, pois ela não gera tom de discagem, na verdade ela espera que o tom de discagem venha da linha que está sendo conectada. 5. TLS/STP. É um recurso importante de segurança em telefonia. 5

7 6. G.729. Para os gateways analógicos o codec G.729 é muito importante, pois é responsável pela compactação de voz que permite transmitir em boa qualidade em acessos à internet com pouca banda. 7. Suporte à T.38, FAX sobre IP. O suporte à T.38 é importante principalmente se você deseja receber FAX na sua empresa através de uma rede VoIP. 8. QOS Traffic Shaping. Isto permite em redes mais lentas que o gateway reserve um espaço da banda para VoIP e assim impeça que um download muito grande de dados possa reduzir a qualidade de voz da Internet. Com exceção dos ATAs, os gateways analógicos são difíceis de configurar. Para aplicações principalmente de interligação de centrais telefônicas sugerimos a contratação de profissionais especializados na instalação. Para gateways e ATAs a instalação é bem mais simples e menos complexa. Marcas avaliadas nesse guia Neste guia vamos analisar as marcas mais populares de telefones no Brasil. No futuro poderemos incluir novas marcas na medida em que se tornarem relevantes no nosso mercado. Grandstream AudioCodes Cisco Dlink XYWireless Lyric Todos os gateways reportados suportam as seguintes caraterísticas. Voice Activity Detection/Confort Noise Generation Cancelamento de eco padrão G.168 Codec G.729 6

8 1.5.1 AudioCodes Modelo Categoria Aplicação GSM E1 TLS/STP T.38 QOS WAN LAN WiFI Obs MP-201B/1/SIP Analógico esidencial MP-202B/2/SIP Analógico esidencial MP-204B/4/SIP Analógico esidencial MP-112 Analógico amal emoto MP-114 MP-118 MP-124D Analógico Analógico Analógico.emoto I. Centrais.emoto I.Centrais.emoto I. Telefones Sobrevivência Sobrevivência opcional Sobrevivência opcional Sobrevivência J Cisco Modelo Categoria Aplicação GSM E1 TLS/STP T.38 QOS WAN LAN WiFI Obs. PAP2T Analógico esidencial SPA112 SPA122 Analógico esidencial Analógico esidencial SPA2102 Analógico esidencial SPA3102 Analógico esidencial SPA8000 SPA8800 Analógico Analógico Interface Telefones Interligação de Centrais STP Pre- Standard STP Pre- Standard Obsoleto, substituído pelo SPA xJ11 ou J AUX WP400 Analógico esidencial x, 4x J11 ou J21 7

9 1.5.3 Grandstream Modelo Categoria Aplicação GSM E1 TLS T.38 QOS WAN LAN WiFI Obs. /STP HT502 Analógico esidencial EN3 50M na linha telefônica HT503 Analógico esidencial EN3 50M na linha telefônica HT701 Analógico esidencial EN3 50M na linha telefônica HT702 Analógico esidencial EN5- Até 1KM na linha telefônica HT704 Analógico esidencial EN5- Até 1KM na linha telefônica GXW4004 Analógico. emotos PSTN Failover GXW4008 Analógico. emotos GXW4024 GXW4104 GXW4108 Analógico Analógico Analógico I. de Telefones. emotos Int. PABX. emotos Int. PABX. emotos EN3 50M PSTN Failover EN3 50M EN 50M Dlink Modelo Categoria Aplicação GSM E1 TLS T.38 QOS WAN LAN WiFI Obs. /STP DVG6004S Analógico Interl. PABX. emoto DVG6008S Analógico Interl. PABX. emoto DVG5004S Analógico Interl. PABX. emoto DVG5008S Analógico Interl. PABX. emoto DVG7044S Analógico Interl. PABX. emoto DVG3016S Analógico Interl. PABX. emoto DVG2032S Analógico Interl. PABX. emoto DVG2016S Analógico Interl. PABX. emoto

10 2. Gateways Digitais Os gateways digitais são normalmente usados para conectar centrais telefônicas digitais a redes VoIP com grande volume de canais. No Brasil o tipo de porta de gateway mais comum é a E1 com sinalização MFC/2 e/ou ISDN. Os principais usos do gateways digitais são: 2.1 VoIP Corporativo No Voip corporativo uma provedor VoIP oferece tarifas com descontos agressivos para clientes corporativos. Para integrar estes clientes ao provedor é preciso um gateway VoIP E1. Existem ainda dois tipos de sinalização DSI(ISDN) e MFC/2. Quando puder decidir faça a integração via DSI pois é mais rápido e menos suscetível a problemas. Gateways digitais na maioria dos casos necessitam de projeto e pessoal especializado na instalação, por isso não vou publicar retorno de investimento pois varia muito de configuração para configuração. Provedor VOIP Corporativo Internet Conexão Dedicada 32KxNúmero de Canais (G.729) E1 30 Canais GW VOIP/E1 Canal Digital E1 Até 30 Linhas PABX Digital do Cliente 2.2 Integração de Centrais digitais através de gateways VoIP É possível com esta tecnologia integrar centrais em locais diferentes através de uma rede de dados reduzindo assim os custos de ligação de longa distância. Interligação de Centrais Digitais PABX A E1 Digital 30 Canais GW - A WAN ou INTENET 32KBPS/ CANAL (G.729) GW - B E1 Digital 30 Canais PABX-B 2.3 Conexão de centrais IP à rede pública de telefonia Ao contrário do Asterisk, que permite instalar placas de telefonia, muitas centrais dependem de um gateway para acesso à rede pública. Dentre estas podemos citar o 3CX, o Lync da Microsoft, OpenSIPS, Kamailio entre outras. Nesta hora um gateway digital E1 se faz necessário. 9

11 Conexão de PABX IP à ede Pública de Telefonia Microsoft Lync 3CX OpenSIPS Kamailio ede Local Ethernet Protocolo de Sessão SIP GW E1 IDSN ou MFC/ 2 E1 - ede Pública de Telefonia Para o Microsoft Lync existe uma tabela de gateways certificados. Os gateways para Lync podem ser fornecidos pela AudioCodes. Abaixo segue uma lista dos gateways certificados. Consulte um de nossos consultores para a especificação exata do gateway. Como são gateways modulares a especificação precisa destes equipamentos é essencial. Apesar de alguns gateways Cisco estarem homologados sugerimos o uso do AudioCodes por funcionar como Enhanced Gateway e não Basic Gateway com suporte à TLS e STP. 2.4 Tabela de Gateways Certificados para o Microsoft Lync AudioCodes Mediant 800 MSBG 6.00AL Enhanced Gateway AudioCodes Mediant A Enhanced Gateway AudioCodes Mediant A Enhanced Gateway AudioCodes Mediant A Enhanced Gateway +S +S +S +S 10

12 2.5 Tabela comparativa dos gateways digitais. É bem difícil fazer uma tabela comparativa dos gateways digitais, pois a maioria não possui configuração fixa. Um gateway digital, via de regra, vai necessitar de um especialista na especificação. De qualquer forma vamos especificar abaixo as principais linhas da Cisco, Khomp e AudioCodes. É possível ver que estes gateways se dividem claramente em dois mercados. O primeiro é o corporativo onde recursos como sobrevivência e compatibilidade com Lync são recursos importantes. O segundo grupo é o de gateways para service providers. O importante nestes casos é a quantidade de portas, suporte à SS7 e capacidade de processamento e bilhetagem. Principais características dos gateways digitais: Número de portas E1/T1, um gateway se caracteriza pelo número de portas E1/T1 suportadas, é sua característica principal. Suporte a sinalização ISDN QSIG e MFC/2. No Brasil é muito importante o suporte a sinalização MFC/2 visto que principalmente no interior não há disponibilidade de sinalização DSI acesso primário (PI). Todos os gateways comparados abaixo suportam ISDN e MFC/2. Suporte à SS7. Para operadoras STFC, suporte à SS7 é fundamental. Nesta área eu vejo um bom avanço na Khomp que além de fornecer o produto, fornece suporte dentro dos padrões brasileiros (ISUP-B). Sobrevivência emota. É uma característica importante onde na falha do sistema principal é possível fazer a saída por algumas portas ou mesmo fornecer todos os serviços de PABX. Suporte à Múltiplos Protocolos. Há muitas redes de gateways com protocolo H.323 e as mais modernas com SIP. Além disso, ainda há o suporte ao Lync que é o sistema de comunicações unificadas da Microsoft que vem ganhando em popularidade. Suporte à Codecs. G.711 e G.729 no mínimo. Não faz muito sentido codecs de alta definição, já que a rede de telefonia pública não suporta isso. Session Border Controller. O recurso de Session Border Controller é cada vez mais importante na medida em que as companhias telefônicas começam a substituir as linhas E1 por entroncamentos SIP. Em muitos casos o entroncamento conta com um único endereço IP roteável e o gateway neste caso, se suportar esta funcionalidade, passa a ser interessante. Cancelamento de eco, buffer de jitter, detecção de inatividade de voz, g.729 e g.711. Tirei isto da comparação porque todos possuem. Modelo Aplicação E1/T1 SS7 Sobrevivência Protocolos SBC TLS/STP MS Lync Fax over IP (T.38) Cisco 2901 Corporativo Até 8E1s Não Sim SIP/H323/MGCP CUBE Sim Sim Sim Cisco AS5350XM Provedor Até 8E1 equer BTS2010 Sim SIp/H323/MGCP Não Sim Sim Sim Khomp Kmedia 800 Provedor Até 8E1s Sim Não SIP/H.248 Não Não Não Sim Khomp Kmedia 1600 Provedor Até 16E1s Sim Não SIP/H.248 Não Não Não Sim Khomp Kmedia 6400 Provedor Até 64E1s Sim Não SIP/H.248 Não Não Não Sim AudioCodes Mediant 600 Corporativo Até 2E1s Não IP Centrex SIP Sim Sim Sim Sim AudioCodes Mediant 800 Corporativo Até 1E1 Não IP Centrex SIP Sim Sim Sim Sim 11

13 AudioCodes Mediant 1000 Corporativo Até 4E1s Não IP Centrex SIP Sim Sim Sim Sim AudioCodes Mediant 2000 Provedor Até 16E1s Sim Não SIP/H323/H248 Não Sim Sim Sim Observações: Gateways são complexos de especificar e configurar. Exija a presença de um profissional de pré-vendas qualificado para selecionar o melhor gateway para sua empresa. Estes equipamentos têm muitos tipos de módulos e licenças e é muito perigoso cotar um equipamento e deixar faltando alguma coisa. Por exemplo, nos equipamentos da Cisco, existe um módulo chamado PDVM que é responsável pelo processamento dos canais digitais. Se você simplesmente comprar as interfaces o equipamento não vai operar corretamente. 3. Gateways GSM Gateways GSM possuem normalmente 1 porta SIP(Ethernet) e múltiplas portas GSM com interfaces celulares. Existem várias aplicações para gateways GSM, abaixo seguem as principais: 3.1 edução de custos com chamadas fixo-celular. Usando uma interface GSM, é possível usar planos de operadora sem custo entre os chips e integrar a central da empresa à rede GSM. Assim o custo por ligação cai de quase $1,00/min de fixo->gsm para as vezes até mesmo custo zero. Dimensionamento O dimensionamento dos gateways GSM segue as mesmas regras dos gateways analógicas, por isso vou reproduzir aqui a mesma tabela anterior. Considerando 3% de perdas e 17% do tráfego na hora mais ocupada. Número de portas Chamadas por dia

14 etorno de investimento em Gateways GSM, veja planilha abaixo (Dados 2012). Faça o cálculo com seus próprios dados e conclua. Planilha de etorno na mudança de Fixo-Celular para Celular-Celular Ligação Celular->Celular no mesmo plano $ - 0 entre telefones da mesma operadora ou grupo Ligação Fixo Celular Local (VC1) $ 1.00 Ligação Fixo Celular Interurbano (VC2/VC3) $ 1.90 etorno de investimento 24 Meses Taxa de Juros 2% Preço médio por porta GSM $ 1, Amortização por porta GSM $ (66.09) Número de Chamadas VC1 (Break Even) 66 Número de Chamadas VC2/3 (Break Even) 35 Emu ma situação típica, mover as chamadas de fixo-celular para fixo-fixo pode ser muito atraente. Com apenas 66 chamadas mês o sistema se paga em 2 anos. Faça os seus próprios cálculos, o uso de interfaces GSM conectadas a central telefônica é uma das aplicação de retorno de investimento mais rápido do mercado. edução de custos na migração de fixo-móvel p/ móvel-móvel Asterisk Microsoft Lync 3CX OpenSIPS Kamailio ede Local Ethernet Protocolo de Sessão SIP GW GSM ede Móvel de Telefonia GSM 13

15 3.2 Uso de ramais GSM com centrais IP Para empresas que tem planos com custo zero entre chips da mesma operadora é possível implantar o conceito de ramal celular. Ao invés de um ramal IP, o usuário recebe as chamadas diretamente no celular sem custo. Isto permite grande mobilidade e a implantação da telefonia wireless de baixo custo. Esta solução permite que o usuário se liberte da mesa e ao não receber a chamada no seu telefone IP, receba a chamada no seu celular. Uma das aplicações mais úteis para gateways GSM que gera grande mobilidade e redução de custos. Implantação de amal GSM Asterisk Microsoft Lync 3CX OpenSIPS Kamailio ede Local Ethernet Protocolo de Sessão SIP GW GSM ede Móvel de Telefonia GSM 3.3 Envio de mensagens SMS em lote Para várias empresas que trabalham com marketing, é preciso enviar mensagens em lote. Os gateways GSM permitem que você possa enviar para os SIM cards mensagens SMS de forma automatizada. Envio de SMS em Lote Sistema EP/CM/ Contact Management ede Local Ethernet JAVA/ /SOAP GW GSM ede Móvel de Telefonia GSM 3.4 Principais Características dos Gateways SIP/GSM Número de portas e SIM cards por porta Mercado Alvo: Service Provider/Enterprise Empilhamento Gestão do crédito do Chip ->SMS, SMS-> API para SMS 14

16 3.5 Tabelas comparativas Nesta avaliação, verificamos três fabricantes de equipamentos. YX Lyric, Hypermedia e µtech. Modelo Aplicação Canais SIMs/Porta Empilhável Consulta Portabilidade Gestão de Crédito Chip YX Lyric 2 Canais Corporativo 2 1 Sim Sim Sim API, YX Lyric 4 Canais Corporativo 4 1 Sim Sim Sim API, YXLyric 6 Canais Provedor 6 1 Sim Sim Sim API, µtech MGC-22E Corporativo 2 2 Não Sim Não API Hypermedia HG-4000 Provedor Até 72 4 Não Não Sim Opcional SMS O mercado de gateways ainda está em sua infância. O acesso à base de portabilidade é essencial no Brasil, não há mais como rotear pelo menor custo sem acesso às bases de prefixos e de portabilidade. Há também um crescimento no uso do SMS como meio de comunicar da empresa. Os gateways SIP/GSM ainda estão em sua infância e muito desenvolvimento ainda precisa ser feito nestes equipamentos. Acredito que aqui como em outras áreas deverá haver uma consolidação no médio prazo. 4. esumo O objetivo deste guia é o de ajudar o comprador a selecionar os equipamentos que mais se adequa as suas necessidades. Fizemos todo o possível para que as informações publicadas fossem as mais precisas. De qualquer forma solicitamos que o comprador confira novamente as informações do fabricante antes de comprar. Especificações técnicas eventualmente podem mudar. Se houverem incorreções ou sugestões favor enviar um à 15

17 16

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011

Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011 Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011 Questionamento 1 : 20.1.1.2 - Sistema de telefonia IP ITEM 04 - Deve ser capaz de se integrar e gerenciar os gateways para localidade remota tipo 1, 2 e 3 e a central

Leia mais

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR fevereiro/2011 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 QUEM SOMOS?... 4 3 PRODUTOS... 5 3.1 SMS... 6 3.2 VOZ... 8 3.3 INFRAESTRUTURA... 12 3.4 CONSULTORIA... 14 4 SUPORTE... 14

Leia mais

LINKSYS SPA3102 E PAP2T

LINKSYS SPA3102 E PAP2T CONFIGURANDO TELEFONE PONTO A PONTO COM LINKSYS SPA3102 E PAP2T CONFIGURANDO SPA3102 e PAP2T Conteúdo: 1 Apresentação pag 3 2 Estudo de caso pag 4 3 Conexão dos ATAs pag 6 4 Configurando pag 8 5 SPA 3102

Leia mais

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES.

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. v8.art.br LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. www.liguetelecom.com.br 0800 888 6700 VOIP FIXO INTERNET LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO

Leia mais

LINKSYS SPA3102 E PAP2T

LINKSYS SPA3102 E PAP2T CONFIGURANDO TELEFONE PONTO A PONTO COM LINKSYS SPA3102 E PAP2T Infottecnica Telecom & infor www.infottecnica.com.br Pirapora MG Tel. 38 8404-4430 1 CONFIGURANDO SPA3102 e PAP2T Conteúdo: 1 Apresentação

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO Artigo Científico Curso de Pós-Graduação em Redes e Segurança de Sistemas Instituto

Leia mais

Entendendo o Sistema

Entendendo o Sistema Entendendo o Sistema Passos para Venda: 1. O profissional escolhido efetua o cadastro na JG, se tornando um parceiro e vendedor. 2. O Parceiro visita empresas potenciais 3. O parceiro fecha um plano com

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul 1 ANEXO VII QUADRO DE QUANTITATIVOS E ESPECIFICAÇÕES DOS ITENS Item Produto Quantidade 1 Aparelhos IP, com 2 canais Sip, visor e teclas avançadas, 2 70 portas LAN 10/100 2 Servidor com HD 500G 4 GB memória

Leia mais

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA 1. Implantação de Sistema de Call Center 1.1. O software para o Call Center deverá ser instalado em servidor com sistema operacional Windows (preferencialmente

Leia mais

Guia do usuário Placa VoIP

Guia do usuário Placa VoIP Guia do usuário Placa VoIP Versão 02/07 Caro usuário, Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa VoIP é um acessório que poderá ser utilizado em todas as

Leia mais

VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA

VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA Introdução Saiba como muitas empresas em todo mundo estão conseguindo economizar nas tarifas de ligações interurbanas e internacionais. A História do telefone Banda Larga

Leia mais

Soluções em roteamento de voz

Soluções em roteamento de voz Soluções em roteamento de voz Solução completa para roteamento de voz Estabelecida em 1994 Matrai Tecnologia e Sistemas é uma empresa especializada no desenvolvimento e integração de sistemas para telecomunicações.

Leia mais

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway LGW4000 é um Media Gateway desenvolvido pela Labcom Sistemas que permite a integração entre

Leia mais

Guia do Comprador p/ Telefones IP. Compare os recursos dos principais telefones IP do mercado

Guia do Comprador p/ Telefones IP. Compare os recursos dos principais telefones IP do mercado Guia do Comprador p/ Telefones IP Compare os recursos dos principais telefones IP do mercado Equipe ShopVoIP 2012-1 Guia do Comprador p/ Telefones IP A ShopVoIP tem como propósito ajudar os clientes a

Leia mais

Tecnologias Atuais de Redes

Tecnologias Atuais de Redes Tecnologias Atuais de Redes Aula 5 VoIP Tecnologias Atuais de Redes - VoIP 1 Conteúdo Conceitos e Terminologias Estrutura Softswitch Funcionamento Cenários Simplificados de Comunicação em VoIP Telefonia

Leia mais

Informações para implantação de equipamentos IP Intelbras

Informações para implantação de equipamentos IP Intelbras Informações para implantação de equipamentos IP Intelbras Descrição do pré-projeto - Configuração Quantos ramais analógicos contempla o projeto?. Quantos ramais digitais contempla o projeto?. Quantos ramais

Leia mais

Soluções convergentes para redes de voz, estratégias de migração e seus impactos nas empresas

Soluções convergentes para redes de voz, estratégias de migração e seus impactos nas empresas Soluções convergentes para redes de voz, estratégias de migração e seus impactos nas empresas, Carlos Alberto Malcher Bastos, Marcos Tadeu von Lutzow Vidal, Milton Martins Flores Quem somos? Laboratório

Leia mais

:: Telefonia pela Internet

:: Telefonia pela Internet :: Telefonia pela Internet http://www.projetoderedes.com.br/artigos/artigo_telefonia_pela_internet.php José Mauricio Santos Pinheiro em 13/03/2005 O uso da internet para comunicações de voz vem crescendo

Leia mais

Introdução à voz sobre IP e Asterisk

Introdução à voz sobre IP e Asterisk Introdução à voz sobre IP e Asterisk José Alexandre Ferreira jaf@saude.al.gov.br Coordenador Setorial de Gestão da Informática CSGI Secretaria do Estado da Saúde SES/AL (82) 3315.1101 / 1128 / 4122 Sumário

Leia mais

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é VOIP Se você nunca ouviu falar do VoIP, prepare-se para mudar sua maneira de pensar sobre ligações de longa distância. VoIP, ou Voz sobre Protocolo de Internet, é um método para pegar sinais de áudio analógico,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FÓRUM TÉCNICO CONSULTIVO TELEFONIA IP Carlos José Rosa Coletti AI Reitoria Lazaro Geraldo Calestini Rio Claro Tatiana Pinheiro de Brito IA São Paulo Valmir Dotta FCLAr - CSTI Walter Matheos Junior IFT

Leia mais

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia A EMPRESA A ROTA BRASIL atua no mercado de Tecnologia nos setores de TI e Telecom, buscando sempre proporcionar às melhores e mais adequadas soluções aos seus Clientes. A nossa missão é ser a melhor aliada

Leia mais

Plataforma Sentinela

Plataforma Sentinela Plataforma Sentinela A plataforma completa para segurança corporativa A plataforma Sentinela é a mais completa plataforma para monitoramento e interceptação em tempo real, gravação e bilhetagem de chamadas

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA INTELBRAS GKM 2210T o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja com

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA SIEMENS SPEEDSTREAM 3610 o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja

Leia mais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Módulo 3: VoIP INATEL Competence Center treinamento@inatel.br Tel: (35) 3471-9330 As telecomunicações vêm passando por uma grande revolução, resultante do

Leia mais

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar?

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar? 1 Conheça o sistema de Voz sobre IP (ou VOIP) O que é Voz sobre IP / Voz sobre Internet Protocolo? R. Voz sobre IP permite que você faça ligações telefônicas utilizando uma rede de computadores, como a

Leia mais

Manual de Configuração

Manual de Configuração Manual de Configuração Linksys SPA 2102 Versão 1.4 Guia de instalação do Linksys SPA 2102 O Linksys SPA 2102 possui: 01 Entrada de alimentação DC 5V (100-240V~) 01 Porta Ethernet (LAN) conector RJ 45 01

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA ROUTER D-LINK DVG 1402S o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja

Leia mais

Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações

Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações Fernando Canuto fcanuto@falevoice.com.br Diretor de Operações e Tecnologia Especialista em redes NGN www.falevoice.com Conteúdo da Palestra Evoluçao das

Leia mais

Manual do Digitronco. Sumário. A empresa do cliente consegue fazer várias ligações ao mesmo tempo.

Manual do Digitronco. Sumário. A empresa do cliente consegue fazer várias ligações ao mesmo tempo. Manual do Digitronco A empresa do cliente consegue fazer várias ligações ao mesmo tempo. Sumário 1. Introdução... 2 2. Conceito... 2 3. Tecnologia... 4 4. Topologia... 5 5. Diferencial... 6 5.1. Franquia

Leia mais

CGW-PX1 Gateway SIP GSM

CGW-PX1 Gateway SIP GSM Interface de conexão SIP entre PABX e rede Celular Interconecte seu PABX ou Switch SIP com a rede celular GSM O gateway CGW-PX1 é um dispositivo que interconecta seu PABX ou switch de voz com as redes

Leia mais

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA Pioneirismo tecnológico e FLEXIBILIDADE na migração O é uma plataforma de comunicação convergente, aderente às principais necessidades das

Leia mais

Introdução à voz sobre IP e Asterisk

Introdução à voz sobre IP e Asterisk Introdução à voz sobre IP e Asterisk José Alexandre Ferreira jaf@saude.al.gov.br Coordenador Setorial de Gestão da Informática CSGI Secretaria do Estado da Saúde SES/AL (82) 3315.1101 / 1128 / 4122 Sumário

Leia mais

Protocolos Sinalização

Protocolos Sinalização Tecnologia em Redes de Computadores Fundamentos de VoIP Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com São protocolos utilizados para estabelecer chamadas e conferências através de redes via IP; Os

Leia mais

Telefonia IP na UFSC Experiências e Perspectivas

Telefonia IP na UFSC Experiências e Perspectivas Telefonia IP na UFSC Experiências e Perspectivas BoF VoIP Experiências de Perspectivas RNP, Rio de Janeiro, 22 Agosto 2011 Edison Melo SeTIC/UFSC PoP-SC/RNP edison.melo@ufsc.br 1 Histórico Serviço VoIP4All

Leia mais

tendências Unificada Comunicação Dezembro/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 05 Introdução Como Implementar Quais as Vantagens

tendências Unificada Comunicação Dezembro/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 05 Introdução Como Implementar Quais as Vantagens tendências EDIÇÃO 05 Dezembro/2012 Comunicação Unificada Introdução Como Implementar Quais as Vantagens Componentes das Comunicações Unificadas 02 04 05 06 Introdução Nos últimos anos, as tecnologias para

Leia mais

Comparativo de soluções para comunicação unificada

Comparativo de soluções para comunicação unificada Comparativo de soluções para comunicação unificada Bruno Mathies Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 Resumo Este artigo tem com objetivo

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Você conectado ao mundo com liberdade APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL > ÍNDICE Sobre a TESA 3 Telefonia IP com a TESA 5 Portfólio de produtos/serviços 6 Outsourcing 6 Telefonia 7 Web

Leia mais

ASTERISK. João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013

ASTERISK. João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013 ASTERISK João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013 VISÃO GERAL O que é Como funciona Principais Funcionalidades Vantagens vs PBX convencional O QUE É Software open-source, que corre sobre a plataforma Linux;

Leia mais

Sistema M75S. Sistema de comunicação convergente

Sistema M75S. Sistema de comunicação convergente Sistema M75S Sistema de comunicação convergente O sistema M75S fabricado pela MONYTEL foi desenvolvido como uma solução convergente para sistemas de telecomunicações. Com ele, sua empresa tem controle

Leia mais

USO DO ASTERISK COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO PRÁTICO DE TELEFONIA

USO DO ASTERISK COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO PRÁTICO DE TELEFONIA USO DO ASTERISK COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO PRÁTICO DE TELEFONIA Caio Fernandes Gabi cfgabi@hotmail.com Intituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba IFPB Av. 1º de Maio, nº. 720,

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA AUDIO CODES MP20X Configurando o computador para acessar o ATA Acessando Configurando 1. Configurando o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador

Leia mais

Diretoria de Operações RNP

Diretoria de Operações RNP Alexandre Grojsgold Diretoria de Operações RNP I Workshop POP-RS julho/2005 O que é VoIP? Conversas telefônicas feitas sobre a Internet, sem passar pela rede de telefonia convencional em oposição a...

Leia mais

Abra o software de programação. Clique na opção VOIP, depois opção configuração conforme as imagens:

Abra o software de programação. Clique na opção VOIP, depois opção configuração conforme as imagens: Caro cliente, atendendo a sua solicitação de auxílio no processo de configuração da placa VoIP na central Impacta, segue um passo-a-passo para ajudar a visualização. Abra o software de programação. Clique

Leia mais

Guia do Usuário GKM 2210 T

Guia do Usuário GKM 2210 T Guia do Usuário GKM 2210 T ATA Intelbras GKM 2210 T Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O ATA GKM 2210 T é um adaptador para telefone analógico com funções

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES ENUM AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA MARÇO DE 2015 COLABORAR SIMPLIFICAR INOVAR

ESPECIFICAÇÕES ENUM AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA MARÇO DE 2015 COLABORAR SIMPLIFICAR INOVAR AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA ESPECIFICAÇÕES ENUM MARÇO DE 2015 1 CHAMADAS ENTRE ORGANISMOS DA AP COM RECURSO A ENUM ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS 1 - As comunicações de voz, chamadas de voz com

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Redes Convergentes II Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Constitui objeto da presente licitação o registro de preços para implantação de sistema de telefonia digital (PABX) baseado em servidor IP, com fornecimento

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA Linksys PAP2T o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja com as

Leia mais

Fundação. Sede. Chief Marketing Officer. Chief Technology Officer. Internacionalização. Santa Maria da Feira, Portugal. Sérgio Castro.

Fundação. Sede. Chief Marketing Officer. Chief Technology Officer. Internacionalização. Santa Maria da Feira, Portugal. Sérgio Castro. Apresentação da Empresa Fundação 2003 Sede Santa Maria da Feira, Portugal Chief Marketing Officer Sérgio Castro Chief Technology Officer Ruben Sousa Internacionalização Mercado actuação: Global Presença

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Rede de Telefonia Fixa Telefonia pode ser considerada a área do conhecimento que trata da transmissão de voz através de uma rede de telecomunicações.

Leia mais

ANEXO DEFINIÇÕES BÁSICAS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS

ANEXO DEFINIÇÕES BÁSICAS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS ANEXO DEFINIÇÕES BÁSICAS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS 1 DAS DEFINIÇÕES BÁSICAS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS 1.1 - Terminal Fixo Comutado de Telefonia, assim entendido como terminal convencional, linha telefônica

Leia mais

Flavio Gomes Figueira Camacho. QoS e VoIP no Mikrotik Flavio Gomes Figueira Camacho

Flavio Gomes Figueira Camacho. QoS e VoIP no Mikrotik Flavio Gomes Figueira Camacho Flávio Gomes Figueira Camacho Diretor de TI da Vipnet Baixada Telecomunicações e Informática LTDA, operadora de SCM e STFC. Engenheiro de Telecomunicações e professor do MBA da Universidade Federal Fluminense.

Leia mais

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP)

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Telefonia Tradicional PBX Telefonia Pública PBX Rede telefônica tradicional usa canais TDM (Time Division Multiplexing) para transporte da voz Uma conexão de

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA LINKSYS SPA-2102 Configurando o computador para acessar o ATA Acessando Configurando 1. Configurando o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Sumário 1. Quem somos 2. Nossa missão 3. O que fazemos 3.1. Nossos Serviços 3.2. Nossos Produtos 4. Solução de PABX IP - NetPBX 4.1. Solução de PABX IP 4.2. Solução de Billing 5.

Leia mais

Sua voz é essencial. As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz

Sua voz é essencial. As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz Sua voz é essencial As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz A voz confiável e de alta qualidade é essencial para a empresa As conversas envolvem interação em tempo real em

Leia mais

Soluções de comunicação integrada para telefonia TDM e IP

Soluções de comunicação integrada para telefonia TDM e IP SOPHO is3000 Soluções de comunicação integrada para telefonia TDM e IP Benefícios Soluções de comunicação híbrida para telefonia TDM e IP Convergência de voz e dados em uma plataforma de alto desempenho

Leia mais

Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes.

Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes. Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes. A revolução na comunicação da sua empresa. mobilidade mobilidade Voz Voz vídeo vídeo

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA ROUTER TAITELL TT422S o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja

Leia mais

Apresentação Comercial

Apresentação Comercial Apresentação Comercial quem somos? Portfolio Gateways Gravador A. Telefone IP Unified Sentinela Fidelizador MGS-1E MAT-41E Linha MGA 01 porta E1 30 canais digitais R2 ou ISDN Sinalização SIP G.711 e G.729

Leia mais

IFB INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA TECNOLOGIA VOIP. Nome: Nilson Barros Oliveira Sergio Lopes Turma: Técnico de informática 3 Módulo

IFB INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA TECNOLOGIA VOIP. Nome: Nilson Barros Oliveira Sergio Lopes Turma: Técnico de informática 3 Módulo IFB INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA TECNOLOGIA VOIP Nome: Nilson Barros Oliveira Sergio Lopes Turma: Técnico de informática 3 Módulo Brasília, 09 de Maio de 2012 Tecnologia Voip VoIP (Voice over Internet

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA ATL IP 2200 LEUCOTRON o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA OPTICOM VOIP 690 Configurando o computador para acessar o ATA Acessando Configurando 1. Configurando o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador

Leia mais

GT-VOIP. Especificação de Compra de Gateways VoIP. Fevereiro de 2003

GT-VOIP. Especificação de Compra de Gateways VoIP. Fevereiro de 2003 GT-VOIP Especificação de Compra de Gateways VoIP Fevereiro de 2003 Este relatório apresenta a especificação de cenários e do hardware necessário para a implantação do piloto VOIP na Rede Nacional de Pesquisa.

Leia mais

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens Callix PABX Virtual SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens Por Que Callix Foco no seu negócio, enquanto cuidamos da tecnologia do seu Call Center Pioneirismo no mercado de Cloud

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O Mobile Voice System ( MVS) foi projetado para unificar os recursos do telefone fixo aos smartphones e às redes

Leia mais

REDES CONVERGENTES PROFESSOR: MARCOS A. A. GONDIM

REDES CONVERGENTES PROFESSOR: MARCOS A. A. GONDIM REDES CONVERGENTES PROFESSOR: MARCOS A. A. GONDIM Roteiro Introdução a Redes Convergentes. Camadas de uma rede convergente. Desafios na implementação de redes convergentes. Introdução a Redes Convergentes.

Leia mais

NetPBX Billing System

NetPBX Billing System 2007 NetPBX Billing System Descrição O NetPBX Billing System é uma ferramenta que foi desenvolvida como solução para pequenos e médios Provedores de Telefonia VoIP (ITSP). Através dele é possível administrar

Leia mais

Um Pouco de História

Um Pouco de História Telefonia IP Um Pouco de História Uma Breve Introdução às Telecomunicações Telefonia Tradicional Conversão analógica-digital nas centrais (PCM G.711) Voz trafega em um circuito digital dedicado de 64 kbps

Leia mais

Manual básico de configuração. ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo Linksys PAP2T

Manual básico de configuração. ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo Linksys PAP2T Manual básico de configuração ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo Linksys PAP2T Índice 1 Objetivo deste documento... 3 2 Entendendo o que é um ATA... 3 3 Quando utilizar o ATA... 4 4 Requisitos

Leia mais

sentinela A plataforma completa para segurança corporativa LINHA Interceptação Monitoração Gravação Relatórios Gestão Tarifação

sentinela A plataforma completa para segurança corporativa LINHA Interceptação Monitoração Gravação Relatórios Gestão Tarifação LINHA sentinela Interceptação Monitoração Gravação Relatórios LINHA sentinela Gestão Tarifação A plataforma completa para segurança corporativa O Sentinela é uma plataforma de segurança voltada para telefonia

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA 111 DÍGITRO o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja com as configurações

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA DRAYTEK VIGOR 2100 SERIES o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja

Leia mais

Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa.

Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa. PABX Digital PABX Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa. O ACTIVE IP é PABX inovador que possibilita a utilização da telefonia IP e convencional garantindo eficiência

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA BPS 5200 o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja com as configurações

Leia mais

A CONVERGÊNCIA DE DADOS E VOZ NA PRÓXIMA GERAÇÃO DE REDES. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

A CONVERGÊNCIA DE DADOS E VOZ NA PRÓXIMA GERAÇÃO DE REDES. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com A CONVERGÊNCIA DE DADOS E VOZ NA PRÓXIMA GERAÇÃO DE REDES Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com Introdução A convergência, atualmente um dos temas mais discutidos na indústria de redes,

Leia mais

www.easyinformatica.com.br (42)3226-5606

www.easyinformatica.com.br (42)3226-5606 www.easyinformatica.com.br (42)3226-5606 SOLUÇÃO VOIP PARA PROVEDORES DE INTERNET 0800 VoIP Revenda Telefonia VoIP Central de Atendimento ao cliente REVENDA TELEFONIA VOIP Aumente seus lucros, lucro de

Leia mais

Benefícios da Adoção de. VoIP pelas empresas. Luciano Matsumoto

Benefícios da Adoção de. VoIP pelas empresas. Luciano Matsumoto Benefícios da Adoção de VoIP pelas empresas Luciano Matsumoto Apresentação Luciano Matsumoto Luciano Matsumoto lmatsumoto@tmais.com.br Engenheiro Elétrico c/ ênfase em Telecomunicações pela Escola Politécnica

Leia mais

Trabalhe com asterisk, insira uma interface celular GO IP

Trabalhe com asterisk, insira uma interface celular GO IP Trabalhe com asterisk, insira uma interface celular GO IP www.telecomsip.com.br Walber Rezende Ribeiro TELECOMSIP www.telecomsip.com.br Walber Rezende Ribeiro 13 INTERFACE CELULAR GO IP Ata GSM goip de

Leia mais

Intelbras GKM 2210T. 1. Instalação

Intelbras GKM 2210T. 1. Instalação 1 Intelbras GKM 2210T 1. Instalação 1º Conecte a fonte de alimentação na entrada PWR, o LED Power acenderá; 2º Conecte a porta WAN do GKM 2210 T ao seu acesso à internet (porta ethernet do modem). O LED

Leia mais

Instalação do InnoMedia MTA 3328-2R Esta seção descreve o passo a passo da instalação do MTA e a configuração do endereço IP de seu computador.

Instalação do InnoMedia MTA 3328-2R Esta seção descreve o passo a passo da instalação do MTA e a configuração do endereço IP de seu computador. Informações sobre sua conta: Complete com as informações de sua conta: Linha 1 Information Número Telefônico: Número da Conta: Senha: Número de acesso a caixa postal: Linha 2 Número Telefônico: Número

Leia mais

WRNP 2009. Proxies e Gateways. Núcleo de Computação Eletrônica/UFRJ

WRNP 2009. Proxies e Gateways. Núcleo de Computação Eletrônica/UFRJ WRNP 2009 Proxies e Gateways Núcleo de Computação Eletrônica/UFRJ Tópicos Proxy Troca de tráfego com outras redes Princípios do Proxy do serviço fone@rnp Configuração para operação com o Proxy Conexões

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos de um PABX IP, suas características e aplicações.

Este tutorial apresenta os conceitos básicos de um PABX IP, suas características e aplicações. PABX IP Este tutorial apresenta os conceitos básicos de um PABX IP, suas características e aplicações. Alberto Mitsuo Sato Engenheiro de Eletrônica e Telecomunicações (CEFET-PR 88), com certificado da

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA DRAYTEK VIGOR 2910 SERIES Configurando o computador para acessar o ATA Acessando Configurando 1. Configurando o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário

Leia mais

Manual do Radioserver

Manual do Radioserver Manual do Radioserver Versão 1.0.0 Alex Farias (Supervisão) Luiz Galano (Comercial) Vinícius Cosomano (Suporte) Tel: (011) 9393-4536 (011) 2729-0120 (011) 2729-0120 Email: alex@smartptt.com.br suporte@smartptt.com.br

Leia mais

A ECONET EVOLUTION S.A.S. nasce no ano de 2012 na Colômbia. Com sua filosofia de crescimento e expansão, projeta-se no mercado mundial, oferecendo

A ECONET EVOLUTION S.A.S. nasce no ano de 2012 na Colômbia. Com sua filosofia de crescimento e expansão, projeta-se no mercado mundial, oferecendo A ECONET EVOLUTION S.A.S. nasce no ano de 2012 na Colômbia. Com sua filosofia de crescimento e expansão, projeta-se no mercado mundial, oferecendo profissionalismo, velocidade, qualidade e conhecimento

Leia mais

PABX IP. Newtec Soluções Av. Deusdedith Salgado 1292, Teixeiras, Juiz de Fora, MG (32)3083-5409 (32)3025-5409 www.newtecsolucoes.com.

PABX IP. Newtec Soluções Av. Deusdedith Salgado 1292, Teixeiras, Juiz de Fora, MG (32)3083-5409 (32)3025-5409 www.newtecsolucoes.com. Informações O sistema O sistema foi desenvolvido com Asterisk, em uma plataforma OpenSource da Sangoma Company. Além das funcionalidades de um PABX convencional, o possibilita inúmeras tarefas, além de

Leia mais

Intelbras TIP 100. 1. Instalação

Intelbras TIP 100. 1. Instalação 1 Intelbras TIP 100 1. Instalação É necessário que o TIP 100 e seu computador estejam conectados à Internet através de banda larga. A conexão pode ser feita com hub ou switch ligado ao modem roteador ou

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DO ATA ZINWELL ATA ZT-1000

CONFIGURAÇÃO DO ATA ZINWELL ATA ZT-1000 CONFIGURAÇÃO DO ATA ZINWELL ATA ZT-1000 Características Protocolos Interface de Rede Características das Chamadas Codecs Instalação Física Configuração Acessando o ATA pela primeira vez Modificações a

Leia mais

ESCLARECIMENTO I EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 157/2015

ESCLARECIMENTO I EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 157/2015 ESCLARECIMENTO I EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 157/2015 O SESI/SENAI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna público o ESCLARECIMENTO referente ao edital de licitação acima relacionado, conforme

Leia mais

ESCLARECIMENTO IV EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 883/2014

ESCLARECIMENTO IV EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 883/2014 ESCLARECIMENTO IV EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 883/2014 O SESI/SENAI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna público o ESCLARECIMENTO IV referente ao edital de licitação acima relacionado,

Leia mais

Facilidades diferenciadas

Facilidades diferenciadas Facilidades do PABX P ABX Dígitro T9 Facilidade de Discagem pelo nome (7690) Identificação Vocalizada (*570) Gravação de chamadas Grupo de Ramais Captura de Chamada (Grupo:*65, Ramal: *60) Lista branca

Leia mais

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS TÓPICOS - INTRODUÇÃO - HISTÓRICO - INTERNET PONTO A PONTO - INTERNET PONTO MULTIPONTO - TECNOLOGIA WI-MESH - REDE MULTISERVIÇOS IP - CASOS PRÁTICOS

Leia mais

Serviço fone@rnp: descrição geral

Serviço fone@rnp: descrição geral Serviço fone@rnp: descrição geral Este documento descreve o serviço de Voz sobre IP da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa. RNP/REF/0347 Versão Final Sumário 1. Apresentação... 3 2. Definições... 3 3. Benefícios

Leia mais

CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO. Por Leonardo Mussi da Silva

CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO. Por Leonardo Mussi da Silva CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO Por Leonardo Mussi da Silva Evolução do sistema telefônico como tudo começou 1875 Alexander Graham Bell e Thomas Watson, em projeto dedicado a telegrafia, se depararam com

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA GRANDSTREAM HT 502 o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja com

Leia mais