MODELO DE COMPRAS COMPARTILHADAS: A EXPERIÊNCIA DOS HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MODELO DE COMPRAS COMPARTILHADAS: A EXPERIÊNCIA DOS HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS"

Transcrição

1 SEMINÁRIO MODELO DE COMPRAS COMPARTILHADAS: A EXPERIÊNCIA DOS HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS Vinicius José da Silva Nina Diretor Geral, Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

2 Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão Hospital de Ensino Certificado pelo MEC de acordo com a Portaria Interministerial MEC/MS n de 15 de abril de 2004.

3 CARACTERIZANDO O HOSPITAL 573 LEITOS PORTE IV 03 UNIDADES UNIDADE PRESIDENTE DUTRA UNIDADE MATERNO INFANTIL UNIDADE CAMPUS DO BACANGA ANEXOS: Ambulatório de Urologia e Litotripsia Programa de Apoio ao Paciente Asmático e da Dor Centro de Prevenção de Doenças Renais Ambulatório de Dermatologia Centro de Oftalmologia Núcleo do Fígado Banco de Tumores Centro de Pesquisa Clínica RH: colaboradores MEC: 719 MS : 908 Fundação Josué Montello: 1.336

4 CARACTERIZANDO O HOSPITAL Centro de Referência em Alta Complexidade: CARDIOVASCULAR e TRAUMATO- ORTOPEDIA, NEUROCIRURGIA e NEFROLOGIA Unidade credenciada para retirada de tecidos, TRANSPLANTE DE CÓRNEA e de RIM Unidade de Assistência de alta complexidade ao paciente portador de OBESIDADE GRAVE BANCO DE OLHOS Referência Hospitalar em atendimento terciário a GESTAÇÃO DE ALTO RISCO Unidade de Assistência de alta complexidade em TERAPIA NUTRICIONAL, ENTERAL E PARENTERAL Unidade de realização de EXAMES DE HISTOCOMPATIBILDADE Unidade de Assistência em atendimento em UTI ADULTO, PEDIÁTRICA e NEONATAL

5 PRODUÇÃO ASSISTENCIAL - (2004 a 2010)

6 COMPRAS NO HUUFMA

7 Estrutura Organizacional Diretor Geral Diretoria Adjunta de Administração CPL Divisão de Material Comissão de Análise Técnica Setor de Ressuprimento Setor de Almoxarifado Setor de Patrimônio

8 Comissão Permanente de Licitação DIVISÃO DE MATERIAL

9 COMPRAS CONVENCIONAIS NO HUUFMA

10 Gestão de Compras adquirir o melhor produto, na quantidade desejada, nos prazos e locais, por menor preço HUUFMA Catálogo de Materiais e Serviços SIDEC Comunica SICAF SIREP SICON Empenho COMPRASNET Portal de Compras do Governo Federal Fonte: MPOG

11 Compras Convencionais Limitações Dificuldade nas especificações adequadas dos produtos e da pesquisa de mercado; Pouca participação de fabricantes; Descumprimento das obrigações contratuais (entrega, marca, validade e especificações); Grande número de itens fracassados; Morosidade do processo; Custos elevados.

12 Compras Convencionais Ressonância Magnética , , ,00 Preço de Compra HUUFMA Preço Compra Compartilhada 42,4% Economia HUUFMA

13 MODELO DE COMPRAS COMPARTILHADAS: EXPERIÊNCIA DO HUUFMA

14 HUUFMA - GESTÃO DE COMPRAS COMPRAS COMPARTILHAS PARTICIPAÇÃO DO HUUFMA Materiais Médico Hospitalares; Fármacos Equipamentos de Informática Equipamentos Médicos Período Compra Compartilhada Qtd. Itens Homologados Valor Total Compra Compartilhada Valor Total Compra HUUFMA , , , , (*) , , ,85 8,47% 9,80% 52,29% (*) Valor Total Compra Compartilhada Valor Total Compra HUUFMA (*) 1º Semestre

15 Fluxo de Compras Compartilhadas FNDE/MEC-HUUFMA Órgão Gerenciador Informa Órgão Coparticipante Manifesta Interesse / Adesão Órgão Gerenciador Autoriza / Licita / Homologa / Publica Órgão Coparticipante Empenha

16 RESULTADOS

17 COMPRAS COMPARTILHADAS Resultado Obtido Materiais Médico Hospitalares Conjunto Circulação Extracorpórea Adulto Conjunto Circulação Extracorpórea Neonatal 1.581, , , ,00 321,63 20% 581,63 30% Preço Referência HUUFMA Preço Compra Compartilhada Economia HUUFMA

18 COMPRAS COMPARTILHADAS Resultado Obtido Fármacos Sulfadiazina de Prata Levofloxacino 500 mg/ml 49,99 25,90 9,85 8,35 24,09 48,2% 1,50 15,2% Preço Referência HUUFMA Preço Compra Compartilhada Economia HUUFMA

19 COMPRAS COMPARTILHADAS Resultado Obtido Equipamentos de Informática Switch L2 Tipo 1 Microcomputador (Servidor) 3.308, , , ,00 981,00 29,6% 2.729,67 69,9% Preço Referência HUUFMA Preço Compra Compartilhada Economia HUUFMA

20 COMPRAS COMPARTILHADAS Resultado Obtido Equipamentos Médicos Angiógrafo Digital Tomógrafo Multislice , , , , ,00 51,9% ,00 60,6% Preço Referência HUUFMA Preço Compra Compartilhada Economia HUUFMA

21 COMPRAS COMPARTILHADAS: UM PROCESSO DE MUDANÇA NO HUUFMA

22 Adequação do Serviço de Imagem para receber os novos equipamentos oriundos das aquisições realizadas pelo REHUF/MEC Tomografia

23 Adequação do Serviço de Imagem para receber os novos equipamentos oriundos das aquisições realizadas pelo REHUF/MEC Hemodinâmica

24 NTI/Sala de Treinamento para capacitação no uso dos módulos do AGHU/MEC

25 COMPRAS COMPARTILHADAS Vantagens Racionalização e Padronização de processos de compras e de especificações de bens; Redução do tempo de análise e de tramitação de processos; Redução das despesas de custeio; Identificação das oportunidades de melhoria nos processos de compra; Diminuição de números de processos licitatórios; Redução dos índices de desabastecimento; Interação com o Mercado através das Audiências Públicas; Aquisição por menores preços - economia de escala

26 COMPRAS COMPARTILHADAS Limitações Trâmite lento na aplicação de sanções e repasse dos itens adjudicados aos fornecedores remanescentes.

27 COMPRAS COMPARTILHADAS Perspectivas Consolidação e ampliação do modelo; Equidade da gestão de compra dos HU s; Dinamismo e adequação do mercado face a oportunidade de maiores negócios e novas demandas; Possibilidade de melhor negociação em contratos de assistência técnica de bens adquiridos; Conhecimento dos padrões de consumo de cada HU;

28 Amparo das Compras em Termos Técnicos e Qualitativos Perspectivas Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular prestará assessoria técnica ao Ministério da Educação para a lista de próteses e órteses dos Hospitais Universitários Federais

29 Gestão Banas de Qualidade 2010

30 Humaniza SUS Davi Capistrano Filho Brasília 2004 Professor Fernando Figueira Brasília 2004 Hospital Amigo da Criança

31 Prêmio João Yunes 2002 Hospital Amigo da Criança

32 Qualidade Hospitalar Referência Banco de Leite Humano Consagração Pública ao Hospital Materno Infantil

33 Obrigado!

PORTARIA Nº 2.352/GM Em 26 de outubro de 2004.

PORTARIA Nº 2.352/GM Em 26 de outubro de 2004. PORTARIA Nº 2.352/GM Em 26 de outubro de 2004. Regulamenta a alocação dos recursos financeiros destinados ao processo de contratualização constante do Programa de Reestruturação dos Hospitais de Ensino

Leia mais

RETRATO DO SETOR SAÚDE

RETRATO DO SETOR SAÚDE COORDENADORIA DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO NA SAÚDE SEMINÁRIO DE PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO EM SAÚDE NO CEARÁ RETRATO DO SETOR SAÚDE Lúcia Arruda GESTÃO DE RECURSOS

Leia mais

Orientações para solicitações de qualificação do SAMU

Orientações para solicitações de qualificação do SAMU Orientações para solicitações de qualificação do SAMU As unidades do componente SAMU 192 já habilitadas que atendam requisitos conforme normativa vigente, terão direito à qualificação com incremento nos

Leia mais

CANDIDATO A PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE

CANDIDATO A PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE Belo Horizonte, 08 de setembro de 2016. AO CANDIDATO A PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE Prezado senhor, Na oportunidade de sua visita à Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, instituição

Leia mais

Prof. Márcio Batista

Prof. Márcio Batista Prof. Márcio Batista OBJETIVOS DA AULA Conhecer os principais conceitos em farmácia hospitalar. Conhecer os aspectos técnicos e legais de localização, construção e instalação e estruturação da farmácia

Leia mais

Nº / ANO DA PROPOSTA: /2014 DADOS DO CONCEDENTE OBJETO:

Nº / ANO DA PROPOSTA: /2014 DADOS DO CONCEDENTE OBJETO: MINISTERIO DA SAUDE PORTAL DOS CONVÊNIOS SICONV - SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIOS Nº / ANO DA PROPOSTA: 057870/2014 OBJETO: DADOS DO CONCEDENTE AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO E MATERIAL PERMANENTE PARA UNIDADE

Leia mais

Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS

Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS A Beneficência Portuguesa de São Paulo e a Casa de Portugal tem a mesma origem e cooperam entre si há mais de 80 anos.

Leia mais

Pro-Hosp 2013 Política Hospitalar do Estado de Minas Gerais

Pro-Hosp 2013 Política Hospitalar do Estado de Minas Gerais Pro-Hosp 2013 Política Hospitalar do Estado de Minas Gerais PRO-HOSP Conjunto de ações e políticas hospitalares do Estado que visam o fortalecimento e a melhoria das Redes de Atenção à Saúde Prioritárias

Leia mais

IMPORTÂNCIA DO CONTROLE DE RESISTENTES E INFECÇÃO EM UTI

IMPORTÂNCIA DO CONTROLE DE RESISTENTES E INFECÇÃO EM UTI Grupo Técnico Médico Hospitalar - GTMH Divisão Técnica de Serviços de Saúde - SERSA Centro de Vigilância Sanitária - CVS IMPORTÂNCIA DO CONTROLE DE MICROORGANISMOS MULTI- RESISTENTES E INFECÇÃO EM UTI

Leia mais

Certificação Joint Commission no Programa de Dor Torácica.

Certificação Joint Commission no Programa de Dor Torácica. Certificação Joint Commission no Programa de Dor Torácica. Enf. Ana Paula de Mattos Coelho Hemodinâmica - Hospital TotalCor E-mail: acoelho@totalcor.com.br Joint Commission Acreditação do atendimento hospitalar;

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul CLASSIFICADOS PARA SEGUNDA FASE POR NÚMERO DE INSCRIÇÃO 1- ACESSO DIRETO Anestesiologia 107432 107463 107594 107643 107756 107927 107935 108135 108404 108533 108550 108571 108582 Cirurgia Geral 107377

Leia mais

Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes. Alexandre Medeiros de Figueiredo Diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde

Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes. Alexandre Medeiros de Figueiredo Diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes Alexandre Medeiros de Figueiredo Diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde TELESSAÚDE É o uso de tecnologias da informação e comunicação para atividades

Leia mais

DIRETÓRIO MÉDICO APUCARANA

DIRETÓRIO MÉDICO APUCARANA DIRETÓRIO MÉDICO APUCARANA Atualizado em 14/05/2014 Rua Paes Leme, 1107 Londrina PR 86010-610 www.maximusassistencial.com.br info@maximusassistencial.com.br (43) 3379-9700 2 Guia Médico Maximus Assistencial

Leia mais

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV)

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Brasileira, solteira, 39 anos E-mail: lizaneferreira@hotmail.com LIZANE SOARES FERREIRA Formação: MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Especialista em Comércio Exterior com Ênfase

Leia mais

Kelly Braga. Farmácia Hospitalar

Kelly Braga. Farmácia Hospitalar Curso de Atualização em Boas Práticas de Farmácia Hospitalar Aula Inaugural Introdução as Boas Práticas da Farmácia Hospitalar Kelly Braga Farmácia Hospitalar Unidade clínica, administrativa a e econômica,

Leia mais

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL MATERNO INFANTIL HMI -

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL MATERNO INFANTIL HMI - R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL MATERNO INFANTIL HMI - A realizou em 03 do corrente mês, às 10 h (dez horas) Visita Técnica ao Hospital Materno Infantil HMI -, de acordo com a competência

Leia mais

Curriculum Vitae. Eliania Pereira da Silva Terapeuta Ocupacional CREFITO 12806-TO. Resumo. Formação Acadêmica. elianiasq@hotmail.

Curriculum Vitae. Eliania Pereira da Silva Terapeuta Ocupacional CREFITO 12806-TO. Resumo. Formação Acadêmica. elianiasq@hotmail. Curriculum Vitae Eliania Pereira da Silva Terapeuta Ocupacional CREFITO 12806-TO (98) 8850-2012 Resumo Formação Acadêmica Ensino superior MBA em Gestão da Saúde Fundação Getúlio Vargas, 2014 (previsão)

Leia mais

Hospital Independência

Hospital Independência Hospital Independência Reabertura em 09/2012 Regulação - SMS - 100% SUS Hospital Independência Atendimento - Clínico - Cirúrgico - Ambulatorial Especialização - Traumatologia - Ortopedia - Urologia Hospital

Leia mais

GHC Empresa Cidadã. Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância

GHC Empresa Cidadã. Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância GHC Empresa Cidadã Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância IV Seminário Internacional do Marco Legal da Primeira Infância Brasília julho 2016

Leia mais

PROJETO BÁSICO AQUISIÇÃO DE APARELHOS DE AR CONDICIONADO. TERRACAP/DIGAP/GERAT Maio/2015

PROJETO BÁSICO AQUISIÇÃO DE APARELHOS DE AR CONDICIONADO. TERRACAP/DIGAP/GERAT Maio/2015 PROJETO BÁSICO AQUISIÇÃO DE APARELHOS DE AR CONDICIONADO TERRACAP/DIGAP/GERAT Maio/2015 1 1. OBJETO 1.1. Registro de Preços para aquisição de Aparelhos de Ar Condicionado, conforme especificações deste

Leia mais

BIOCOR HOSPITAL DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES LTDA Endereço: AVENIDA ALAMEDA DA SERRA, VILA DA SERRA - Nova Lima/MG - 34.

BIOCOR HOSPITAL DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES LTDA Endereço: AVENIDA ALAMEDA DA SERRA, VILA DA SERRA - Nova Lima/MG - 34. BIOCOR HOSPITAL DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES LTDA Endereço: AVENIDA ALAMEDA DA SERRA, 217 - VILA DA SERRA - Nova Lima/MG - 34.000-000 Título: ESTAGIÁRIO DE NUTRIÇÃO Área de Atuação: SERVIÇO DE NUTRIÇÃO

Leia mais

DELIBERAÇÃO CIB-RJ Nº 3534 DE 18 DE SETEMBRO DE 2015 AGREGA PROCEDIMENTOS ESTRATÉGICOS A SEREM REGULADO EXCLUSIVAMENTE PELA REUNI/RJ.

DELIBERAÇÃO CIB-RJ Nº 3534 DE 18 DE SETEMBRO DE 2015 AGREGA PROCEDIMENTOS ESTRATÉGICOS A SEREM REGULADO EXCLUSIVAMENTE PELA REUNI/RJ. DELIBERAÇÃO CIB-RJ Nº 3534 DE 18 DE SETEMBRO DE 2015 AGREGA PROCEDIMENTOS ESTRATÉGICOS A SEREM REGULADO EXCLUSIVAMENTE PELA REUNI/RJ. O PRESIDENTE DA COMISSÃO INTERGESTORES BIPARTITE, no uso de suas atribuições,

Leia mais

Prof. Luiz Eduardo G. Martins. Coordenadoria Executiva do CETI Coordenadoria de Gestão da Informação - ProPlan

Prof. Luiz Eduardo G. Martins. Coordenadoria Executiva do CETI Coordenadoria de Gestão da Informação - ProPlan Prof. Luiz Eduardo G. Martins Coordenadoria Executiva do CETI Coordenadoria de Gestão da Informação - ProPlan São Paulo Fevereiro/2014 Histórico Junho/2013 - CETI inicia discussão sobre possível mudança

Leia mais

RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE

RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE ANO 2013 Conforme previsto no art. 36 da Lei Complementar N.º 141/2012, o Relatório Detalhado do Quadrimestral Anterior contém informações

Leia mais

MÉDICO - CANCEROLOGIA CLÍNICA C A D B E C E A D A B C D A E B C D C D A D E B B MÉDICO - CANCEROLOGIA PEDIÁTRICA E D D E A C D C C E E D B C E A C C E

MÉDICO - CANCEROLOGIA CLÍNICA C A D B E C E A D A B C D A E B C D C D A D E B B MÉDICO - CANCEROLOGIA PEDIÁTRICA E D D E A C D C C E E D B C E A C C E Gabarito Definitivo MATERNIDADE ESCOLA ASSIS CHATEAUBRIAND DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - MEAC-UFC E HOSPITAL UNIVERSITÁRIO WALTER CANTÍDIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - HUWC-UFC CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG Hospital público, geral, universitário, integrado ao Sistema Único de Saúde (SUS), Unidade Especial da UFMG; Atende a todas especialidades e subespecialidades oferecidas ao

Leia mais

Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública. Magno Subtil

Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública. Magno Subtil Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública Magno Subtil Registro de Preços Decreto Estadual 7.437/2011 Sistema de Registro de Preços é o conjunto de procedimentos para registro

Leia mais

Aplicações em tele-medicina em redes de alta velocidade

Aplicações em tele-medicina em redes de alta velocidade Aplicações em tele-medicina em redes de alta velocidade 17 de agosto de 1999 José Luiz Ribeiro Filho Sumário: RNP RNP2 Redes Metropolitanas de Alta Velocidade (ReMAVs) Iniciativas em Tele-medicina nas

Leia mais

Apoio do BNDES Indústria de Equipamentos e Materiais Médicos, Hospitalares e Odontológicos

Apoio do BNDES Indústria de Equipamentos e Materiais Médicos, Hospitalares e Odontológicos Apoio do BNDES Indústria de Equipamentos e Materiais Médicos, Hospitalares e Odontológicos Seminário Internacional sobre Diretivas RoHS e WEEE Brasília, 08 de fevereiro de 2011 Complexo Industrial da Saúde

Leia mais

Associação Médica de Assistência I ntegrada

Associação Médica de Assistência I ntegrada Circular aos Associados (Convênio BACEN) 39/10 Comunicamos aos associados que a partir de 15 de abril de 2010 as guias de atendimento, relativas às consultas e visitas hospitalares deverão ser preenchidas

Leia mais

Rotatividade de Pessoal

Rotatividade de Pessoal Rotatividade de Pessoal 4 3 2,2 2,2 2,2 % 2 1 1,28 1,47 1,79 Representa o movimento de entradas e saídas de empregados Regime de contratação CLT Taxa de Absenteísmo Geral 2,5 2 % 1,5 1,21 1,28 1,96,96,96,5

Leia mais

PREFEITURA DE VITÓRIA Se cre taria de Saúde

PREFEITURA DE VITÓRIA Se cre taria de Saúde PREFEITURA DE VITÓRIA Se cre taria de Saúde DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DIVISÃO DE APOIO DIAGNÓSTICO E TERAPÊUTICO Núcleo de Gestão Participativa da Assistência Farmacêutica (GEPAF) ESTUDO COMPARATIVO

Leia mais

Estado do Parana Programa de Trabalho Folha: 1 Prefeitura Municipal de Porecatu Exercicio de Anexo 6, da Lei 4.320/64

Estado do Parana Programa de Trabalho Folha: 1 Prefeitura Municipal de Porecatu Exercicio de Anexo 6, da Lei 4.320/64 Estado do Parana Programa de Trabalho Folha: 1 Orgao...: 02 GABINETE DO PREFEITO Unidade Orcamentaria: 02.01 GABINETE DO PREFEITO 04.000.0000.0.000.000 Administracao 476.085,05 476.085,05 04.122.0000.0.000.000

Leia mais

Gerenciamento das relações de fornecimento de serviços

Gerenciamento das relações de fornecimento de serviços Universidade Federal do Vale do São Francisco Campus de Juazeiro Colegiado de Engenharia de Produção Gerenciamento das relações de fornecimento de serviços Disciplina: Gestão de serviços Professor: Marcel

Leia mais

SUMÁRIO. Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC 2.1 RDC E OBJETOS TRANSITÓRIOS DOS OBJETOS PASSÍVEIS DE ADOÇÃO DO RDC...

SUMÁRIO. Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC 2.1 RDC E OBJETOS TRANSITÓRIOS DOS OBJETOS PASSÍVEIS DE ADOÇÃO DO RDC... SUMÁRIO Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC PREFÁCIO... 15 Nota dos autores... 17 CAPÍTULO 1 ASPECTOS GERAIS... 19 1.1 Introdução... 19 1.2 Objetivos... 22 1.3 Definições... 30 1.4 Diretrizes...

Leia mais

REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS DO COMPLEXO REGULADOR DE FLORIANÓPOLIS

REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS DO COMPLEXO REGULADOR DE FLORIANÓPOLIS TÍTULO DA PRÁTICA: REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS DO COMPLEXO REGULADOR DE FLORIANÓPOLIS CÓDIGO DA PRÁTICA: T66 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Complexo Regulador caracteriza-se

Leia mais

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II Ministério da Educação Secretaria de Ensino Superior Diretoria de Hospitais Univ ersitários e Residências em Saúde A articulação da Graduação em Saúde, dos Hospitais de Ensino e das Residências em Saúde

Leia mais

Hospital Universitário Onofre Lopes-HUOL/UFRN

Hospital Universitário Onofre Lopes-HUOL/UFRN Hospital Universitário Onofre Lopes-HUOL/UFRN DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DE ENSINO E PESQUISA Brasília, 27 de março de 2013. Página 1 de 21 SUMÁRIO 1- Apresentação:... 3 2- Estrutura Organizacional

Leia mais

Eventos RPPS. Palestra de Investimentos com foco em Bolsa de Valores realizado no auditório do Hotel Brisamar.

Eventos RPPS. Palestra de Investimentos com foco em Bolsa de Valores realizado no auditório do Hotel Brisamar. 1 º Curso de Formação de Gestores RPPS realizado na FAMEM em janeiro de 2013, pela primeira vez na história do Maranhão os gestores dos RPPS se reúnem. I Seminário de Sustentabilidade da Previdência Social

Leia mais

Gestão à Vista: Transparência e Produtividade na Comunicação Organizacional. Adriana Daum Machado Assessora da Qualidade

Gestão à Vista: Transparência e Produtividade na Comunicação Organizacional. Adriana Daum Machado Assessora da Qualidade Gestão à Vista: Transparência e Produtividade na Comunicação Adriana Daum Machado Assessora da Qualidade MERIDIONAL DADOS DADOS 2012 2012 HOSPITAL PRIVADO COM FINS LUCRATIVOS 169 LEITOS 62 LEITOS DE UTI

Leia mais

Plano Diretor do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora

Plano Diretor do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora Plano Diretor do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora Missão Formar recursos humanos, gerar conhecimentos e prestar assistência de qualidade na área da saúde à comunidade da região.

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DO NAT. Período de 01/01/12 à 31/01/12 Nº 02/2012

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DO NAT. Período de 01/01/12 à 31/01/12 Nº 02/2012 ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO NÚCLEO DE APOIO TÉCNICO/NAT RELATÓRIO DE ATIVIDADES DO NAT Período de 01/01/12 à 31/01/12 Nº 02/2012 NÁDIA ESTEVES DE CARVALHO CUIABÁ- MT/2012 APRESENTAÇÃO As informações

Leia mais

DE TRAUMATOLOGIA E ORTOPEDIA - INTO S S TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE

DE TRAUMATOLOGIA E ORTOPEDIA - INTO S S TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE ORGAO : 36000 - MINISTERIO DA SAUDE UNIDADE : 36901 - FUNDO NACIONAL DE SAUDE ANEXO I CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 E G R M I F FUNC PROGRAMATICA

Leia mais

Electrocardiografia. Liliana Andrade e Raposo. Centro Hospitalar Lisboa Norte Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa

Electrocardiografia. Liliana Andrade e Raposo. Centro Hospitalar Lisboa Norte Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa Electrocardiografia Liliana Andrade e Raposo Centro Hospitalar Lisboa Norte Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa Há 20 anos Atualmente Centro Hospitalar do Funchal Centro Hospitalar Lisboa

Leia mais

Safeflow. Registro ANVISA n

Safeflow. Registro ANVISA n Registro ANVISA n 1.00085.30420 1) Terapia Infusional 2) Conceito de Infecção hospitalar 3) Acidente de trabalho e Legislação 4) Apresentação do Safelow 5) Importância do Safelow na terapia de infusão

Leia mais

Gestão do SUS nos Municípios

Gestão do SUS nos Municípios Gestão do SUS nos Municípios Gestão do SUS Como o Município participa do SUS? - Atenção básica/primária Atenção integral à saúde - Média complexidade - Alta complexidade Atenção Básica A Atenção Básica

Leia mais

XV ASSEMBLEIA DA ASSEMAE REGIONAL DE SANTA CATARINA EXCELÊNCIA NA GESTÃO DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO

XV ASSEMBLEIA DA ASSEMAE REGIONAL DE SANTA CATARINA EXCELÊNCIA NA GESTÃO DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO XV ASSEMBLEIA DA ASSEMAE REGIONAL DE SANTA CATARINA EXCELÊNCIA NA GESTÃO DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO Experiência Exitosa: Implantação da Norma ABNT no Samae de Jaraguá do Sul - Dificuldades e desafios 1/31

Leia mais

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011 O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar A Saúde Privada no Brasil A Lei 9.656/98 Corrigiu distorções, introduziu regras e obrigações importantes

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Manual de Preenchimento de Solicitação de Compras

Universidade Federal de São Paulo Manual de Preenchimento de Solicitação de Compras Manual de Preenchimento de Solicitação de Compras Acesso à intranet: DTI Emissão de pedido de compra: Diretoria do Campus Caso esteja vinculado a mais do que um centro de custo Local de destino do

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Saúde

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Saúde Unidades & Serviços Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Saúde Atenção Especializada Atenção Especializada Centro de Especialidades Médicas: O Centro de Especialidades

Leia mais

PATROCINADORES PRINCIPAIS

PATROCINADORES PRINCIPAIS PATROCINADORES PRINCIPAIS PATROCINADORES PRINCIPAIS Apoio Institucional Patrocinadores Globais APDSI As TIC e a Saúde no Portugal de Hoje 23 março 2016 Unificação Laboratorial dos Hospitais e Centros de

Leia mais

Hospital Sofia Feldman: compromisso com a VIDA. Florianópolis, novembro de 2013

Hospital Sofia Feldman: compromisso com a VIDA. Florianópolis, novembro de 2013 Hospital Sofia Feldman: compromisso com a VIDA. Florianópolis, novembro de 2013 Criado há 31 anos, é uma instituição filantrópica de direito privado, conveniado com o Sistema Único de Saúde, prestador

Leia mais

EDITAL DE AUXÍLIO PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAL PEDAGÓGICO Nº 010/2016 1º SEMESTRE

EDITAL DE AUXÍLIO PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAL PEDAGÓGICO Nº 010/2016 1º SEMESTRE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA EDITAL DE AUXÍLIO PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAL PEDAGÓGICO Nº 010/2016 1º SEMESTRE O Pró-Reitor de Assuntos Estudantis, no uso de suas atribuições

Leia mais

Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR

Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR Área de Gestão de Saúde Estrutura Organizacional Área de Gestão de Saúde Núcleo Técnico Administrativo Unidade Saúde Corporativa

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ENCONTRO DE ENCERRAMENTO DO CURSO CICLO DE COMPRAS FUNDAP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CONTRATAÇÃO DIRETA HIPÓTESES MAIS FREQUENTES COMO E O QUE JUSTIFICAR NEGOCIAÇÃO DO CONTRATO

Leia mais

REDE CREDENCIADA PARA ATENDIMENTO MÉDICO E SERVIÇOS

REDE CREDENCIADA PARA ATENDIMENTO MÉDICO E SERVIÇOS REDE CREDENCIADA PARA ATENDIMENTO MÉDICO E SERVIÇOS Seja Bem a CLINIBEL PLUS LIFE. A CLINIBEL há 19 anos, vem trabalhando na qualidade dos seus serviços prestados na área de odontologia, médicos e farmácia

Leia mais

1. DIVULGAÇÃO DA CARTA DOS DIREITOS DOS USUÁRIOS DO SUS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PET URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO HOSPITAL GERAL CLÉRISTON ANDRADE

1. DIVULGAÇÃO DA CARTA DOS DIREITOS DOS USUÁRIOS DO SUS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PET URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO HOSPITAL GERAL CLÉRISTON ANDRADE Título 1. DIVULGAÇÃO DA CARTA DOS DIREITOS DOS USUÁRIOS DO SUS: UM RELATO DE DO PET URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO HOSPITAL GERAL CLÉRISTON ANDRADE Classificação 2.SUPERVISÃO EM ENFERMAGEM E OS MODELOS ORGANIZACIONAIS:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Página 1 de 6

TERMO DE REFERÊNCIA. Página 1 de 6 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 1.1 Aquisição de lâmpadas tubulares de LED tipo T8 na cor branca, conforme condições, quantidades e exigências estabelecidas neste instrumento 2. OBJETIVO 2.1 Este Termo de

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO Projeto de melhoria da estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes A Cidade de Osasco constitui-se em importante polo de desenvolvimento da Região Oeste Metropolitana de São Paulo

Leia mais

CONDERG CONSORCIO DE DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO DE GOVERNO DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA

CONDERG CONSORCIO DE DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO DE GOVERNO DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA CONDERG CONSORCIO DE DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO DE GOVERNO DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA XXVIII CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO ABRIL DE 2014 O CONDERG CONDERG - Consorcio

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Neonatologia Código: Fisio 223 Pré-requisito: Desenvolvimento Humano

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE TELECONSULTORIA MANUAL DO SOLICITANTE V.2013

MANUAL DO SISTEMA DE TELECONSULTORIA MANUAL DO SOLICITANTE V.2013 MANUAL DO SISTEMA DE TELECONSULTORIA MANUAL DO SOLICITANTE V.2013 CENTRO DE TELESSAÚDE DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG REDE DE TELEASSISTÊNCIA DE MINAS GERAIS MARÇO DE 2016 1. Apresentação A (RTMG) é

Leia mais

ANO IV I Le L ó e p ó o p l o i l s i, s, à à de d e Ma M i a o i o de d e Nº N º DECRETO

ANO IV I Le L ó e p ó o p l o i l s i, s, à à de d e Ma M i a o i o de d e Nº N º DECRETO ANO IV Leópolis, 11 à 17 de Maio de 2012 Nº 188 DECRETO 2 Edição n 188 11 à 17 de Maio de 2012 11 à 17 de Maio de 2012 Edição n 188 3 4 Edição n 188 11 à 17 de Maio de 2012 PORTARIAS LICITAÇÃO PORTARIA

Leia mais

SAÚDE NOS JOGOS RIO Assistência de Urgência e Emergência

SAÚDE NOS JOGOS RIO Assistência de Urgência e Emergência SAÚDE NOS JOGOS RIO 2016 Assistência de Urgência e Emergência SERVIÇOS MÉDICOS ASSISTÊNCIA GRATUITA PARA TODOS OS CLIENTES DOS JOGOS EXTENSA REDE DE HOSPITAIS DOS JOGOS SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA COM GRANDE

Leia mais

COMPLEXO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIO DA UFMA. Orientações PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES

COMPLEXO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIO DA UFMA. Orientações PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES COMPLEXO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIO DA UFMA Orientações PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES Prezado usuário Esta cartilha foi desenvolvida na perspectiva de orientá-lo sobre as rotinas das clínicas de internação

Leia mais

Nutrição e dietética:

Nutrição e dietética: O sistema permite o cadastro de vários almoxarifados, e controla os estoques separadamente de cada um, bem como o cadastro de grupos de estocagem, visando o agrupamento dos insumos estocáveis, classificados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULINIA SECRETARIA DE SAÚDE Equipe Técnica - Rede Ambulatorial

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULINIA SECRETARIA DE SAÚDE Equipe Técnica - Rede Ambulatorial PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULINIA SECRETARIA DE SAÚDE Equipe Técnica - Rede Ambulatorial O município... População pelo IBGE de 2010 projeção 2012 92668 habitantes. Crescimento demografico de 2,5% 49,51%

Leia mais

HOMOLOGAÇÃO DE DIVERSOS ITENS Diário Oficial do Estado Nº 75, Seção 1 sexta-feira, 24 de Abril de 2015.

HOMOLOGAÇÃO DE DIVERSOS ITENS Diário Oficial do Estado Nº 75, Seção 1 sexta-feira, 24 de Abril de 2015. 24º Congresso FEHOSP 12 à 15 de Maio/2015 Royal Palm Plaza Campinas/SP Circular 140/2015 São Paulo, 24 de Abril de 2015. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) HOMOLOGAÇÃO DE DIVERSOS ITENS Diário Oficial do Estado

Leia mais

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE INÍCIO DO CURSO: 01/02/2011 AUTORIZAÇÃO: N 1.562 de 24 de setembro de 2010. DURAÇÃO DO CURSO: 5 anos TURNOS: Diurno TÍTULO DE GRADUAÇÃO: Fisioterapeuta O perfil do profissional a ser formado é de um fisioterapeuta

Leia mais

Prestação de serviço de manutenção e reparo em equipamentos de rede Roteadores.

Prestação de serviço de manutenção e reparo em equipamentos de rede Roteadores. TERMO DE REFERÊNCIA DADOS CADASTRAIS 1-IDENTIFICAÇÃO SOLICITANTE 1.1 Diretoria DR 1.2 Unidade SOR-PB 1.3 Endereço completo da unidade solicitante: AV. Presidente Carlos Luz, 1275 1.5 - Cidade: 1.6 - UF:

Leia mais

DESAFIO PELA BUSCA DA EXCELÊNCIA MODELO ASSISTENCIAL Hospital Alemão Oswaldo Cruz

DESAFIO PELA BUSCA DA EXCELÊNCIA MODELO ASSISTENCIAL Hospital Alemão Oswaldo Cruz DESAFIO PELA BUSCA DA EXCELÊNCIA MODELO ASSISTENCIAL Hospital Alemão Oswaldo Cruz Perfil O Hospital Alemão Oswaldo Cruz é uma associação civil de direito privado, sem fins econômicos ou lucrativos de caráter

Leia mais

PORTARIA Nº 953, DE 12 DE SETEMBRO DE 2012

PORTARIA Nº 953, DE 12 DE SETEMBRO DE 2012 PORTARIA Nº 953, DE 12 DE SETEMBRO DE 2012 A Secretária de Atenção à Saúde - Substituta, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria nº 3.088/GM/MS, de 23 de dezembro de 2011, que institui a Rede

Leia mais

Qualificação de Fornecedores na Sabesp

Qualificação de Fornecedores na Sabesp Qualificação de Fornecedores na Sabesp Objetivo Mostrar ao mercado nacional e internacional, o interesse da Sabesp em fomentar a participação do maior número possível de fornecedores de materiais e equipamentos

Leia mais

COMO PREENCHER CNES: CONSULTÓRIOS ISOLADOS (Consultórios Médicos, Odontológicos, Psicologia, etc.)

COMO PREENCHER CNES: CONSULTÓRIOS ISOLADOS (Consultórios Médicos, Odontológicos, Psicologia, etc.) Coloque CPF, se for consultório profissional liberal (AUTÔNOMO) ou Coloque CNPJ, se for consultório PESSOA JURÍDICA (empresa) COMO PREENCHER CNES: CONSULTÓRIOS ISOLADOS (Consultórios Médicos, Odontológicos,

Leia mais

Gestão por Competências na Polícia Federal. Brasília, 17 de Junho de 2010.

Gestão por Competências na Polícia Federal. Brasília, 17 de Junho de 2010. Gestão por Competências na Polícia Federal Brasília, 17 de Junho de 2010. Planejamento Estratégico Competências Organizacionais Fatores Críticos de Sucesso Corporativo Políticas Corporativas Competências

Leia mais

PROGRAMA LEITE DAS CRIANÇAS

PROGRAMA LEITE DAS CRIANÇAS PROGRAMA LEITE DAS CRIANÇAS DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE UM LITRO DE LEITE PASTEURIZADO INTEGRAL ENRIQUECIDO COM VITAMINAS A, D E FERRO QUELATO, POR DIA PARA CRIANÇAS COM IDADE ENTRE 06 E 36 MESES, MEMBROS

Leia mais

Governança Corporativa Transparência e Sustentabilidade

Governança Corporativa Transparência e Sustentabilidade FECOMERCIO - 21/11 SÃO PAULO Governança Corporativa Transparência e Sustentabilidade LUIZ DE LUCA Coordenador Comissão GC em Saúde - IBGC Superintendente Corporativo Hospital Samaritano Governança Corporativa

Leia mais

HOSPITAL DE EMERGÊNCIA DE SOROCABA 09/10/13

HOSPITAL DE EMERGÊNCIA DE SOROCABA 09/10/13 HOSPITAL DE EMERGÊNCIA DE SOROCABA 09/10/13 PROPOSTA DE ARQUITETURA IMPLANTAÇÃO INSERÇÃO URBANA IMPLANTAÇÃO SISTEMA VIÁRIO BLOCO HOTELARIA BLOCO DE SERVIÇOS BLOCO DE ALTA COMPLEXIDADE P.A.E. - AMBULATÓRIO

Leia mais

NOTA INFORMATIVA Nº 001/2016 Sub Dir Ap Sau

NOTA INFORMATIVA Nº 001/2016 Sub Dir Ap Sau MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL DIRETORIA DE SAÚDE (Repartição do Cirurgião-Mor do Exército/1808) NOTA INFORMATIVA Nº 001/2016 Sub Dir Ap Sau NOVA SISTEMÁTICA PARA

Leia mais

A Contratualização no SUS

A Contratualização no SUS 2º Seminário sobre Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social no âmbito do SUS A Contratualização no SUS Brasília, 15 de maio de 2013 2003 Amplo debate com vistas ao desenvolvimento de

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL A Agência de Certificação Ocupacional (ACERT) é parte integrante da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) Centro de Modernização e Desenvolvimento da Administração

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015. ANEXO I (art. 25)

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015. ANEXO I (art. 25) ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015 ANEXO I (art. 25) Tabela 1 ADMINISTRAÇÃO DIRETA QUADRO PERMANENTE DE PESSOAL CARGOS DE PROVIMENTO EM COMISSÃO 1. ÓRGÃO DE DECISÃO

Leia mais

Hospital de Proximidade de Amarante

Hospital de Proximidade de Amarante Hospital de Proximidade de Amarante Novo Hospital de Amarante: Saúde de Proximidade A funcionar desde Dezembro do ano passado, e dotado das mais avançadas tecnologias, o novo Hospital de Amarante é a concretização

Leia mais

QUALIDADE, IACS E CUSTOS: UM TRINÔMIO DANADO. Estudos de custos

QUALIDADE, IACS E CUSTOS: UM TRINÔMIO DANADO. Estudos de custos QUALIDADE, IACS E CUSTOS: UM TRINÔMIO DANADO Estudos de custos Antonio Tadeu Fernandes CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS DAS IRAS Custos diretos Durante a hospitalização Gastos para cuidados e tratamento do paciente

Leia mais

EVOLUÇÃO DA ECONOMIA INDUSTRIAL MATO GROSSO - RONDONÓPOLIS JUNHO DE 2011

EVOLUÇÃO DA ECONOMIA INDUSTRIAL MATO GROSSO - RONDONÓPOLIS JUNHO DE 2011 EVOLUÇÃO DA ECONOMIA INDUSTRIAL MATO GROSSO - RONDONÓPOLIS JUNHO DE 2011 SETOR INDUSTRIAL DE MT QUEM SOMOS INDICADOR MT INDÚSTRIA % FONTE Número de empresas (Dez/2010) 70.877 9.126 13% RAIS 2010 VAB (Produção)

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA Discutir a situação da pediatria no âmbito do Sistema Único de Saúde SUS e na Saúde Suplementar. Brasília, DF, 27 de maio

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.068/2013 (Publicada no D.O.U. de 03 de janeiro de 2014, Seção I, p. 76)

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.068/2013 (Publicada no D.O.U. de 03 de janeiro de 2014, Seção I, p. 76) RESOLUÇÃO CFM Nº 2.068/2013 (Publicada no D.O.U. de 03 de janeiro de 2014, Seção I, p. 76) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 2.005/12, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação MOBILIÁRIO ESCOLAR. (Educação Básica: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio)

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação MOBILIÁRIO ESCOLAR. (Educação Básica: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio) Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação MOBILIÁRIO ESCOLAR (Educação Básica: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio) Registro de Preços Nacional - RPN Demanda 1ª proposta de especificação

Leia mais

COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ. Setembro/2004

COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ. Setembro/2004 COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ DIRETORIA ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA - DF GERÊNCIA DE CONTRATAÇÕES E COMPRAS - GCP Setembro/2004 Apresentação do tema Objetivo Exposição de planejamento

Leia mais

REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS. Programa SOS Emergências. Ministério da Saúde Brasil. Lançamento Nacional em 08/11/2011

REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS. Programa SOS Emergências. Ministério da Saúde Brasil. Lançamento Nacional em 08/11/2011 REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS Programa SOS Emergências Ministério da Saúde Brasil Ação Estratégica do Ministério da Saúde para as Portas de Entrada Hospitalares Prioritárias Lançamento Nacional

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2015 (NUTRICIONISTA)

PROCESSO SELETIVO 2015 (NUTRICIONISTA) Santa Casa de Misericórdia de Passos Hospital Regional CNPJ (MF) 23.278.898/0001-60 - Inscrição Estadual: Isento PABX - DDR: (035) 3529.1300 (Geral) Rua Santa Casa, 164 - CEP 37904-020 Passos - MG e-mail:

Leia mais

BRASÍLIA/DISTRITO FEDERAL

BRASÍLIA/DISTRITO FEDERAL BRASÍLIA/DISTRITO FEDERAL PRONTO SOCORRO PRONTO ATENDIMENTO URGÊNCIA/EMERGÊNCIA HOSPITAL MARIA AUXILIADORA ÁREA ESPECIAL LADO OESTE GAMA 61 3705 4000 HOSPITAL PRONTONORTE SHLN CONJ. G LT. 07 61 3448 9100

Leia mais

ANEXO DE METAS E PRIORIDADES PROGRAMA FINALÍSTICO

ANEXO DE METAS E PRIORIDADES PROGRAMA FINALÍSTICO Página 1 ATENÇÃO A SAÚDE DA POPULAÇÃO Promover o acesso universal da população aos serviços ambulatoriais, emergenciais e hospitalares nos postos de saúde e hospital localizados no Município. População

Leia mais

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA BRASÍLIA-DF, 27 DE MARÇO DE 2013. Página 1 de 20 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1.

Leia mais

HOSPITAL DOS SERVIDORES DO ESTADO RIO DE JANEIRO

HOSPITAL DOS SERVIDORES DO ESTADO RIO DE JANEIRO U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB) CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE) HOSPITAL DOS SERVIDORES DO ESTADO RIO DE JANEIRO Processo Seletivo Simplificado GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS

Leia mais

Cases de sucesso em Higienização das Mãos

Cases de sucesso em Higienização das Mãos Cases de sucesso em Higienização das Mãos Serviço de Controle de Infecção Hospitalar Enf. Juliana Prates O começo... 2008 Início do processo mais estruturado de Higiene de Mãos O processo... Campanhas

Leia mais

SERVIÇO DE PSICOLOGIA CLÍNICA. Hospital de Sousa Martins Unidade Local de Saúde da Guarda, E.P.E.

SERVIÇO DE PSICOLOGIA CLÍNICA. Hospital de Sousa Martins Unidade Local de Saúde da Guarda, E.P.E. Hospital de Sousa Martins Unidade Local de Saúde da Guarda, E.P.E. Actividades Avaliação psicológica / psico-pedagógica; Intervenção psicoterapêutica; Aconselhamento psicológico; Intervenção em crise;

Leia mais

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES foi implantado em 29 de dezembro de 2000, através da Portaria SAS n.º 511. O CNES abrange a todos os estabelecimentos

Leia mais

PORTARIA Nº. 012/2014

PORTARIA Nº. 012/2014 PORTARIA Nº. 012/2014 ESTABELECE VALORES PARA TAXAS DE SERVIÇOS HOSPITALARES. A Presidente do Instituto de Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia IMAS, nomeada pelo Decreto nº

Leia mais