ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA"

Transcrição

1 Fornecimento e montagem, incluíndo todos os acessórios, de acordo com o Caderno de Encargos e as Peças Desenhadas, de: 1. QUADROS ELÉCTRICOS 1.1 Quadros Eléctricos, incluindo toda a aparelhagem e equipamento indicados nos esquemas unifilares, armário, estrutura, electrificação, etc, dos seguintes tipos: - Q. ENTRADA CLUB HOUSE Un 1 - Q. CLUB HOUSE Un 1 - Q. ENTRADA DRIVING RANGE Un 1 2. ALIMENTAÇÃO DE QUADROS 2.1 Tubagem Embebida ou enterrada - PVC 50 mm m Cabos Em braçadeiras - XG (zh) 5G6 mm² m 10 - XG (FRS) 4x2,5 mm² m 20 - XG (FRS) 2x2,5 mm² m Enfiados em tubagem - XAV 3x120+2G70 mm² m XAV 5G35 mm² m 55 - XAV 5G10 mm² m 40 - XG (zh) 1G120 mm² m 34 1/11

2 2.3 Diversos Painel de corte geral e sinalização do Q.Entrada conforme pormenor na peça desenhada Un Electrodo de Terra Un Caixa de medição de terra Un Unidade de comando de iluminação, composta por um automato programável com 24 entradas e 14 saídas a relés, um modulo de expansão de 16 saídas a relés, relés interface RS por saída e todos os orgãos necessários ao seu bom funcionamento Vg 1 3. ILUMINAÇÃO NORMAL 3.1 Aparelhos de iluminação - L1 Un 49 - L2 Un 21 - L3 Un 8 - L5 Un 11 - L6 Un 3 - L7 Un 5 - L8 Un 4 - L9 Un 10 - L10 Un 12 - L11 Un 9 - Kit de emergencia Un 1 - E1 Un 7 - E2 Un 24 - E3.1 Un 4 - E3.2 Un 5 - E3.3 Un 2 - E3.4 Un 3 2/11

3 3.2 Colunas de iluminação Coluna metálica completa com base, portinhola e suporte para projectores, conforme desenho pormenor com as seguintes alturas: - HU 4,5mts + braço duplo Un 12 - HU 7mts Un 1 - HU 10mts Un 1 - HU 25mts Un Quadro eléctrico das colunas de iluminação Quadro eléctrico conforme esquema unifilar para colunas de HU=7/10mts Un Quadro eléctrico conforme esquema unifilar para colunas de HU=25mts Un Aparelhagem de comando De montagem embebida - Interruptor Un De montagem saliente - Interruptor Un 6 - Comutador de lustre Un Tubagem Embebida - VRM 32 mm m VRM 25 mm m VD 25 mm m 15 - PVC 50 mm m Em braçadeiras 3/11

4 - VD(zh) 25 mm m 80 - VD(zh) 20 mm m Caixas De derivação(zh) para montagem saliente, incluíndo placas de bornes cerâmicas com bornes para a secção de 2,5 mm² Un De derivação para montagem embebida, incluíndo placas de bornes cerâmicas com bornes para a secção de 2,5 mm² Un De aparelhagem simples Un Cabos Enfiados Em vala - XG (zh) 4G1,5 mm² m 30 - XG (zh) 3G1,5 mm² m XG (zh) 3x1,5 mm² m 5 - XG (zh) 2x1,5 mm² m 51 - XAV 5G35 mm² m XAV 5G16 mm² m XAV 12G2,5 mm² m 65 - XAV 3x70+2G35 mm² m XAV 5G35 mm² m XAV 12G2,5 mm² m H1VZ4V 3G6 mm² m H1VZ4V 3G4 mm² m Em colunas - XV 3G4 mm² m Construção civil Maciços para colunas de iluminação de HU=4,5m Un 12 4/11

5 3.8.2 Maciços para colunas de iluminação de HU=7m Un Maciços para colunas de iluminação de HU=10m Un Maciços para colunas de iluminação de HU=25m Un Maciços para quadros eléctricos Un Abertura e tapamento de valas m ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA E LETREIROS DE SAÍDA 4.1 Aparelhos de iluminação - S1 Un 2 - S2 Un 4 - S3 Un Tubagem Em braçadeiras Embebida - VD(zh) 20 mm m 50 - VD 20 mm m 60 - VRM 25 mm m Caixas De derivação(zh) para montagem saliente, incluíndo placas de bornes cerâmicas com bornes para a secção de 2,5 mm² Un De derivação(zh) para montagem embebida, incluíndo placas de bornes cerâmicas com bornes para a secção de 2,5 mm² Un 20 5/11

6 4.4 Cabos Enfiados - XG (zh) 3G1,5 mm² m 57 - Cabo de"bus" LIYCY 2x1,5 mm² m TOMADAS E ALIMENTAÇÕES A EQUIPAMENTOS 5.1 Aparelhagem de ligação De montagem embebida - Tomada monofásica com terra tipo "schucko" Un 4 - Tomada monofásica com terra tipo "schucko" com polos protegidos Un 13 - Tomada monofásica com terra tipo "schucko" com polos protegidos e tampa Un De montagem saliente estanque - Tomada monofásica com terra tipo "schucko" Un De montagem em caixas de pavimento - Tomada monofásica com terra tipo "schucko" de cor branca Un 6 - Tomada monofásica com terra tipo "schucko" de cor vermelha Un Tubagem Embebida - VRM 32 mm m 45 - VRM 25 mm m 230 6/11

7 - PVC 50 mm m Em braçadeiras - VD(zh) 32 mm m 30 - VD(zh) 25 mm m Caixas De derivação(zh) para montagem saliente, incluíndo placas de bornes cerâmicas com bornes para a secção de 4 mm² Un Caixas terminais(zh) para montagem saliente, incluíndo placas de bornes cerâmicas com bornes para a secção de 4 mm² Un Caixas terminais(zh) para montagem embebida, incluíndo placas de bornes cerâmicas com bornes para a secção de 4 mm² Un De aparelhagem simples Un De aparelhagem duplo fundo Un Cabos Enfiados em tubagem Em vala - XG (zh) 5G2.5 mm² m 11 - XG (zh) 3G2.5 mm² m H1VZ4V 3G2.5 mm² m Diversos Caixas de pavimento equipadas com tampa e demais acessorios para alojar tomadas Un 3 7/11

8 5.5.2 Abertura e tapamento de valas m PARA-RAIOS 6.1 Equipamentos Pára-raios incluindo mastro e fixações no topo das colunas de iluminação Un Caixa com ligador amovivel Un Eléctrodo tipo pata de galo Un Condutores e Cabos Em vala - Fita 30x3,5 mm² m Em abracadeiras proprias do sistema Enfiado - Fita 30x3,5 mm² m H07V-RG25 mm² m Tubagem Embebida - PVC 32 mm m Valas Abertura e tapamento de valas m 45 8/11

9 7. INFRA-ESTRUTURAS EXTERIORES 7.1 Tubagem Em vala - PVC 110 mm m PVC 90 mm m 15 - PVC 75 mm m PVC 63 mm m PVC 50 mm m 50 - PVC 32 mm m Caixas De visita - 0,80x0,80x1,20 m Un Valas Abertura e tapamento de valas m LIGAÇÕES EQUIPOTENCIAIS Ligação de todas as massas (estruturas metálicas, tectos falsos metálicos ou a sua estrutura, escadas metálicas ou malhas metálicas, etc..) através do recurso a ligações equipotenciais a executar com condutor do tipo H07V-1G 2,5 mm2, com as cores regulamentares quando protegido mecanicamente através de tubo VD ou do tipo H07V-1G 4 mm2, quando sem protecção mecânica. Vg 1 9/11

10 9. DIVERSOS 9.1 Acessoria Técnica Vg Aberturas nas paredes ou tectos para atravessamento de tubagem, condutas ou cabos Vg Ensaios de recepção provisório/definitivo Vg Execução de Telas Finais da Instalação Vg Execução de medidas cautelares de acordo com o definido nas cláusulas gerais Vg 1 TOTAL FINAL : NOTA 1: Este Mapa de Quantidades de Trabalho agora apresentado, deverá ser confirmado pelos concorrentes, através de leitura atenta das Peças Escritas e Desenhadas que fazem parte integrante do processo de concurso. NOTA 2: Nas instalações embebidas está incluído o apoio de construção civil, nomeadamente na abertura e fecho de roços, de modo a proporcionar um perfeito acabamento. 10/11

11 NOTA 3: A medição das selagens corta-fogo não foi determinada, tendo sido apresentado valores unitários para quantificação, devendo o Adjudicatário durante o decorrer da obra, certificar o custo final destes trabalhos, através do fornecimento de peças desenhadas e estimativa orçamental com a selagem efectivamente necessária realizar. Antes de proceder a qualquer encomenda, deverá solicitar à Fiscalização a respectiva aprovação, sendo da sua inteira responsabilidade os trabalhos que daí resultem. 11/11

PORTA DO MEZIO ILUMINAÇÃO EXTERIOR CADERNO DE ENCARGOS

PORTA DO MEZIO ILUMINAÇÃO EXTERIOR CADERNO DE ENCARGOS INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS ILUMINAÇÃO EXTERIOR Página: 1 / 9 PORTA DO MEZIO ILUMINAÇÃO EXTERIOR CADERNO DE ENCARGOS 1 / 9 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS ILUMINAÇÃO EXTERIOR Página: 2 / 9 1. CONDIÇÕES TÉCNICAS GERAIS

Leia mais

INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS E PLUVIAIS PROJECTO DE EXECUÇÃO AGOSTO / 2009 MAPA DE TRABALHOS

INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS E PLUVIAIS PROJECTO DE EXECUÇÃO AGOSTO / 2009 MAPA DE TRABALHOS I CLUB HOUSE I.1 REDE EXTERIOR DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS 1 Tubagem e Acessórios 1.1 Fornecimento de tubagem em PVC-U 6kN/m 2 a instalar em vala, incluindo movimento de terras, do tipo "Sanecor"

Leia mais

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA projectos de engenharia de edifícios lda Azinhaga do Torre do Fato 5C Esc.1-1600-299 Lisboa www.promee.pt geral@promee.pt ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA EDIFÍCIOS DO DRIVING RANGE E CLUB HOUSE LISBOA

Leia mais

INSTALAÇÃO COLECTIVA DE ENERGIA ELÉCTRICA

INSTALAÇÃO COLECTIVA DE ENERGIA ELÉCTRICA INSTALAÇÃO COLECTIVA DE ENERGIA ELÉCTRICA A instalação colectiva de edifícios deve obedecer ao Regulamento de Segurança de Instalações Colectivas de Edifícios e Entradas, sendo constituída por: Quadro

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAFETYMAX

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAFETYMAX DOCUMENTAÇÃO (LEGAL) REGULAMENTAR E NORMATIVA APLICÁVEL REGRAS TÉCNICAS DAS INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE BAIXA TENSÃO - Portaria 949-A/2006 de 11 de Setembro. DIRECTIVA DE BAIXA TENSÃO 2006/95/CE - Decreto

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 1 VIA ORIENTAL NO CONCELHO DE CASCAIS - TROÇO 1 PROJECTO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA PROJECTO DE EXECUÇÃO ÍNDICE 4-1 LEGISLAÇÃO... 2 4-2 COMPOSIÇÃO DO PROJECTO... 2 4-2.1 PEÇAS

Leia mais

Interrupção simples com lâmpada de incandescência

Interrupção simples com lâmpada de incandescência Interrupção simples com lâmpada de incandescência É empregue sempre que se deseja comandar de um só lugar um único circuito, com uma ou mais lâmpadas. http://www.prof2000.pt/users/lpa Esquema funcional

Leia mais

Esquemas de instalações elétricas.

Esquemas de instalações elétricas. Esquemas de instalações elétricas 1 Interrupção simples É empregue sempre que se deseja comandar de um só lugar um único circuito, com uma ou mais lâmpadas. Esquema funcional Apenas considera as funções

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE BT V, 50HZ PROJECTO ELÉCTRICO PARA IPEME-QUELIMANE

MEMÓRIA DESCRITIVA E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE BT V, 50HZ PROJECTO ELÉCTRICO PARA IPEME-QUELIMANE MEMÓRIA DESCRITIVA E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE BT 400-230V, 50HZ PROJECTO ELÉCTRICO PARA IPEME-QUELIMANE Has Eléctrica Maputo, Junho de 2014 Índice 1. Geral... 3 2. Entrada de Energia...

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA. OBRA: CENTRO DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS ARQUITECTURA: EPUR - assessorias de urbanismo e arquitectura, Lda 1 - INTRODUÇÄO

MEMÓRIA DESCRITIVA. OBRA: CENTRO DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS ARQUITECTURA: EPUR - assessorias de urbanismo e arquitectura, Lda 1 - INTRODUÇÄO MEMÓRIA DESCRITIVA 1 - INTRODUÇÄO O presente estudo refere-se ao conjunto das infra-estruturas eléctricas, constituídas por rede de distribuição em Baixa Tensão e rede de Iluminação Publica, a levar a

Leia mais

Apartamento T4D Apartamento Tarouca

Apartamento T4D Apartamento Tarouca Apartamento Tarouca Comando ON/OFF de Ar Condicionado: Controlo ON/OFF de aparelho de ar condicionado Controlo de Estores Eléctricos - Centralizado: Comando de um estore eléctrico a partir do quadro da

Leia mais

Instalações e Equipamentos Hidráulicos Mapa de Trabalhos e Quantidades

Instalações e Equipamentos Hidráulicos Mapa de Trabalhos e Quantidades Instalações e Equipamentos Hidráulicos Mapa de Trabalhos e Quantidades CÓDIGO Artigo DESIGNAÇÃO UN. QUANT. PREÇO (EUROS) UNIT. TOTAL 1 REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA 1.1 Rede Exterior 1 1.1.1 Fornecimento

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOCUMENTAÇÃO (LEGAL) REGULAMENTAR E NORMATIVA APLICÁVEL REGRAS DAS INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE BAIXA TENSÃO - Portaria 949-A/2006 de 11 de Setembro DIRECTIVA DE BAIXA TENSÃO 2006/95/CE - Decreto-lei 6/2008,

Leia mais

REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO DA CÂMARA MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO F ELECTRICIDADE PROJECTO DE EXECUÇÃO

REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO DA CÂMARA MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO F ELECTRICIDADE PROJECTO DE EXECUÇÃO REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO DA CÂMARA MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO F ELECTRICIDADE PROJECTO DE EXECUÇÃO REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO DA CÂMARA MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO 1 PEÇAS ESCRITAS REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO

Leia mais

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA projectos de engenharia de edifícios lda Azinhaga do Torre do Fato 5C Esc.1-1600-299 Lisboa www.promee.pt geral@promee.pt ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA EDIFÍCIOS DO DRIVING RANGE E CLUB HOUSE LISBOA

Leia mais

JOSÉ PEDRO DE ARAÚJO LOPES INSPIRE ERICEIRA HOTEL RIBAMAR ERICEIRA PROJECTO DE EXECUÇÃO PROJECTO DO SISTEMA DE SOM

JOSÉ PEDRO DE ARAÚJO LOPES INSPIRE ERICEIRA HOTEL RIBAMAR ERICEIRA PROJECTO DE EXECUÇÃO PROJECTO DO SISTEMA DE SOM JOSÉ PEDRO DE ARAÚJO LOPES INSPIRE ERICEIRA HOTEL RIBAMAR ERICEIRA PROJECTO DE EXECUÇÃO PROJECTO DO SISTEMA DE SOM MARÇO 2017 JOSÉ PEDRO DE ARAÚJO LOPES - INSPIRE ERICEIRA HOTEL RIBAMAR - ERICEIRA SISTEMA

Leia mais

Suno. a qualidade na ponta dos dedos SUNO / A NOVA GAMA DE APARELHAGEM.

Suno. a qualidade na ponta dos dedos SUNO / A NOVA GAMA DE APARELHAGEM. Suno a qualidade na ponta dos dedos SUNO / A NOVA GAMA DE APARELHAGEM www.legrand.pt Suno a arte de moldar o quotidiano PENSADA PARA A HARMONIA Sóbria e funcional, a gama Suno com as suas formas suaves

Leia mais

MUNICÍPIO DA NAZARÉ - CÂMARA MUNICIPAL Divisão de Planeamento e Urbanismo ORÇAMENTO. Código Descrição Un. Quantidade Unitário Total. vg 1,00.

MUNICÍPIO DA NAZARÉ - CÂMARA MUNICIPAL Divisão de Planeamento e Urbanismo ORÇAMENTO. Código Descrição Un. Quantidade Unitário Total. vg 1,00. ORÇAMENTO OBRA: Código Descrição Un. Quantidade Unitário Total Custo 1 ESTALEIRO 1.1 Desenvolvimento do Plano de Segurança e Saúde (PSS) para a execução da obra, de acordo com o estipulado no artigo 11º

Leia mais

!!" #$% & ''"'"!!! ()% & ''"'"!! % *+$), -.% /%00111-$), -

!! #$% & '''!!! ()% & '''!! % *+$), -.% /%00111-$), - !!" #$% & ''"'"!!! ()% & ''"'"!! % *+$), -.% /%00111-$), - 2 *3 4 2 50 2,,6 7, 8#9:9#9:9;#9, -2 6, - 2;:;8?*,$,6 9@A= 2,B 2 0B 5, * 8> / 2 * /C* 2 $* * 92 ;@9!D 2 $78?A

Leia mais

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA projectos de engenharia de edifícios lda Azinhaga do Torre do Fato 5C Esc.1-1600-299 Lisboa www.promee.pt geral@promee.pt ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA EDIFÍCIOS DO DRIVING RANGE E CLUB HOUSE LISBOA

Leia mais

Código Designação Descrição Unidade Qtd

Código Designação Descrição Unidade Qtd Código Designação Descrição Unidade Qtd 1 ESTALEIRO 1.1 Desenvolvimento do Plano de Segurança e Saúde (PSS) para a execução da obra, de acordo com o estipulado no artigo 11º do Decreto Lei n.º 273/2003

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO GRUPO540 - ELECTROTECNIA

PLANIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO GRUPO540 - ELECTROTECNIA ESCOLA BÁSICA 2,3 PEDRO SANTARÉM Delegado de Grupo: Tiago Rodrigues Ano lectivo 2010-2011 Grupo 540 PLANIFICAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO GRUPO540 - ELECTROTECNIA CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE JOVENS - CEF

Leia mais

CAMAS* MUNKÍPAl. DE FENA=IEL DEPARTAMENTO DE OBSAS E SERVIÇOS UUMC1PAIS ASSUNTO "CONSTRUÇÃO DO CENTRO ESCOLAR DE IRJVO" INFORMAÇÃO

CAMAS* MUNKÍPAl. DE FENA=IEL DEPARTAMENTO DE OBSAS E SERVIÇOS UUMC1PAIS ASSUNTO CONSTRUÇÃO DO CENTRO ESCOLAR DE IRJVO INFORMAÇÃO (anexo XXII) T *e-f, i i- ^^J p«camas* MUNKÍPAl. DE FENA=IEL DEPARTAMENTO DE OBSAS E SERVIÇOS UUMCPAIS UNIDADE DE OBRAS MUNICIPAIS PARECER: DESPACHO: Proposta r-o*. termos legais i^usião do Executivo Õ

Leia mais

Suno Creme. Mais opções Melhores decisões

Suno Creme. Mais opções Melhores decisões Suno Creme Mais opções Melhores decisões SUNO / a suavidade do novo creme pensada para a harmonia Sóbria, moderna e funcional, a gama Suno com as as suas formas suaves e com um o novo acabamento acabamento

Leia mais

KITS DE VIDEOPORTEIRO P/ B - 5 Fios

KITS DE VIDEOPORTEIRO P/ B - 5 Fios KITS DE VIDEOPORTEIRO P/ B - 5 Fios Monofamiliar Bifamiliar Manual de Instalação / Utilização Rexel / Citadel. JAG I - OUT 2008 1 /10 DESCRIÇÃO O sistema de videoporteiro, URMET DOMUS, Mod. 956, permite

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SERPA

CÂMARA MUNICIPAL DE SERPA CÂMARA MUNICIPAL DE SERPA EDIFÍCIO DE ATL Projecto das Instalações Eléctricas e de Telecomunicações EXECUÇÃO Maio de 2007 INDICE 1. Introdução 2. Dados do Projecto 2.1. Regulamentos e bases do projecto

Leia mais

MAPA DE QUANTIDADES OBRA: Requalificação Urbanistica da Entrada Poente de Grândola e Reconstrução/Ampliação do Cine Teatro

MAPA DE QUANTIDADES OBRA: Requalificação Urbanistica da Entrada Poente de Grândola e Reconstrução/Ampliação do Cine Teatro LISTA DE QUANTIDADES A ADICIONAR AO MAPA DE QUANTIDADES INICIAL LISTA DE ERROS 3 RECONSTRUÇÃO/AMPLIAÇÃO DO CT/SMFOG 3.12 GUARNECIMENTO DE VÃOS 3.12.9 porta em painéis/ de lamelado, folheado a mogno, com

Leia mais

Projecto de Sistema Automática de Detecção de Intrusão e Roubo

Projecto de Sistema Automática de Detecção de Intrusão e Roubo Projecto de Sistema Automática de Detecção de Intrusão e Roubo PÁG.:1/11 Í N D I C E D O C U M E N T O S P E Ç A S E S C R I T A S I - M E M Ó R I A D E S C R I T I V A E J U S T I F I C A T I V A 1 S

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO MAIOR ANO LECTIVO 2011 / 2012

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO MAIOR ANO LECTIVO 2011 / 2012 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CAMPO MAIOR ANO LECTIVO 2011 / 2012 DÍSCIPLINA: Electrónica Fundamental CURSO de Técnico de Instalações Eléctricas PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO DOCENTE: Jorge Miguel Mexia Branca

Leia mais

Código Designação Unidade Quantidade Preço Base Preço de Referência 1 TRABALHOS PREPARATÓRIOS 1.1 Fornecimento, montagem e desmontagem de estaleiro

Código Designação Unidade Quantidade Preço Base Preço de Referência 1 TRABALHOS PREPARATÓRIOS 1.1 Fornecimento, montagem e desmontagem de estaleiro Criação de Código Designação Unidade Quantidade Preço Base Preço de Referência 1 TRABALHOS PREPARATÓRIOS 1.1 Fornecimento, montagem e desmontagem de estaleiro para execução da empreitada, incluindo montagem

Leia mais

Série 47 APARELHAGEM PARA CALHAS. Série 47

Série 47 APARELHAGEM PARA CALHAS. Série 47 APARELHAGEM PARA CALHAS Interruptor Unipolar BR - Branco A foi concebida para instalações eléctricas salientes e para instalações com o sistema de Calhas da Série 10. A proporciona um enquadramento harmonioso

Leia mais

ARTIGO 1 - TUBAGEM DE PLÁSTICO EM P.V.C. RÍGIDO EM VENTILAÇÕES

ARTIGO 1 - TUBAGEM DE PLÁSTICO EM P.V.C. RÍGIDO EM VENTILAÇÕES ARTIGO 1 - TUBAGEM DE PLÁSTICO EM P.V.C. RÍGIDO EM VENTILAÇÕES Medição por metro linear de tubagem aplicada, de acordo com os diâmetros indicados nas alíneas do mapa de medições. necessários à sua boa

Leia mais

NOVIDADES 2013

NOVIDADES 2013 www.quiterios.pt NOVIDADES 2013 NOVIDADES 2013 CAIXA PORTINHOLA P100 S/ EQUIPAMENTO +32450 CX PORTINHOLA P100 VZ N/Q INT 250x375x200 Portinhola P100 vazia e não qualificada. CAIXA PORTINHOLA 2xP100 +32522

Leia mais

CONTROLVENT. ARMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO CONTROLVENT Conforme : NFS n

CONTROLVENT. ARMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO CONTROLVENT Conforme : NFS n CONTROLVENT 115 ARMÁRIO DE DISTRIBUIÇÃO CONTROLVENT Conforme : NFS n 61-97 DESCRIÇÃO : Caixa IP 56 em policarbonato RAL 70. A parte frontal é composta por dois botões para os comandos integrados de nível

Leia mais

BLOCOS DE TOMADAS.

BLOCOS DE TOMADAS. BLOCOS DE TOMADAS ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões Descrição Invólucros de chão para instalações salientes

Leia mais

Quadro eléctrico de uma habitação

Quadro eléctrico de uma habitação Quadro eléctrico de uma habitação Dispositivos de protecção É nos quadros eléctricos que se encontram os dispositivos para a protecção dos circuitos eléctricos contra sobreintensidades (curto circuitos

Leia mais

MOZ171 TERMO DE REFERÊNCIAS. Relativos ao concurso de obras

MOZ171 TERMO DE REFERÊNCIAS. Relativos ao concurso de obras MOZ171 TERMO DE REFERÊNCIAS Relativos ao concurso de obras PARA A CONSTRUÇÃO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA ALDEIA DE CHINHACANINE, DISTRITO DE GUIJÁ, PROVÍNCIA DE GAZA PARTE C MAPA DE QUANTIDADES

Leia mais

TEMPO LIVRE - CENTRO COMUNITÁRIO DE DESPORTO E TEMPOS LIVRES, CIPRL

TEMPO LIVRE - CENTRO COMUNITÁRIO DE DESPORTO E TEMPOS LIVRES, CIPRL CAPITULO I -Estaleiro 1.1 Montagem e desmontagem de estaleiro. vg 1,00 2.666,67 2.666,67 1.2 Manutenção do estaleiro durante o prazo de execução da obra. vg 1,00 2.666,67 2.666,67 TOTAL CAP. I 5.333,33

Leia mais

Proposta da Empresa EMBEIRAL - ENGENHARIA E CONSTRUà ÃO, S.A.

Proposta da Empresa EMBEIRAL - ENGENHARIA E CONSTRUà ÃO, S.A. Proposta da Empresa EMBEIRAL - ENGENHARIA E CONSTRUà ÃO, S.A. EMBEIRAL - ENGENHARIA E CONSTRUà ÃO, S.A. Recta Da Ribeira - Travanca De Bodiosa 3510-000 VISEU geral@embeiral.pt Exmo.(s) Sr.(s) Município

Leia mais

ARTIGO 1 TUBAGEM DE PEAD, POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE NA REDE DE ÁGUAS.

ARTIGO 1 TUBAGEM DE PEAD, POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE NA REDE DE ÁGUAS. ARTIGO 1 TUBAGEM DE PEAD, POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE NA REDE DE ÁGUAS. Medição por metro linear de tubagem aplicada, incluindo todos os acessórios e ligações. 1 - A abertura e o tapamento de roços e

Leia mais

REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO

REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO ÍNDICE 1 CADERNO DE ENCARGOS 2 PROJECTO DE EXECUÇÃO A ARQUITECTURA 1.1.2 Solução Proposta 1.1.2.1 - Introdução 1.1.2.2 Caracterização do Espaço 1.1.2.2.1

Leia mais

FORIXTm. moderna e versátil O essencial para a instalação saliente

FORIXTm. moderna e versátil O essencial para a instalação saliente FORIXTm moderna e versátil O essencial para a instalação saliente ESPECIALISTA MUNDIAL EM INFRAESTRUTURAS ELÉTRICAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO PARA EDIFÍCIOS Forix Moderna o essencial para Adapta-se a

Leia mais

Suno Creme Mais opções Melhores decisões

Suno Creme Mais opções Melhores decisões Suno Creme Mais opções Melhores decisões SUNO / A SUAVIDADE DO NOVO CREME PENSADA PARA A HARMONIA Sóbria, moderna e funcional, a gama Suno com as as suas formas suaves e com um o novo acabamento acabamento

Leia mais

Invólucros Metálicos. Caixas de Encastrar

Invólucros Metálicos. Caixas de Encastrar Invólucros Metálicos. Caixas de Encastrar ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões Descrição Invólucros metálicos

Leia mais

Aplique parede Oval S.Crono Branco. Plafon Jardim 4 Olho de Boi série luna Vert *36W 136 2*18W 116 1*18W 095 2*36W

Aplique parede Oval S.Crono Branco. Plafon Jardim 4 Olho de Boi série luna Vert *36W 136 2*18W 116 1*18W 095 2*36W 1828 Branco 1827 Branco 1825 Branco Aplique parede Oval S.270 Aplique parede Oval S.Crono Aplique parede s/grelha 1442 1890 Branco 150 280*160*130mm Plafon Jardim 4 Olho de Boi série luna Vert. Olho de

Leia mais

"EMPREITADA DE VALORIZAÇÃO DO CAIS COMERCIAL DO PORTO DA FIGUEIRA DA FOZ" LISTA DE ERROS

EMPREITADA DE VALORIZAÇÃO DO CAIS COMERCIAL DO PORTO DA FIGUEIRA DA FOZ LISTA DE ERROS 2 - ESTRUTURA DO CAIS COMERCIAL 2.1 - Remoção de betão em profundidade 2.1.1 - Remoção do betão de recobrimento com recurso a martelos pneumáticos leves, na profundidade de recobrimento de cada elemento,

Leia mais

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO DA-C13-523/N EV 2007 INSTALAÇÕES AT E T. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO Armários de reagrupamento de cabos Características Elaboração: GTRPT Homologação: conforme despacho do CA de 2007-02-13 Edição: 1ª Emissão:

Leia mais

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO Tecnologias de electrificação Regras de execução Elaboração: GTRPT Homologação: conforme despacho do CA de 2007-02-13 Edição: 1ª Emissão: EDP Distribuição

Leia mais

Farmácia Page

Farmácia Page PLANO DE MEDIÇÕES CONSTRUÇÃO CIVIL Artº Descritivo Un. Qtd. P. Unitário 1 ALVENARIAS 1.1 Paredes Alvenaria Normal 1.1.1 Fornecimento e montagem de paredes de alvenaria de tijolo de 11cm M2 29 1.2 Paredes

Leia mais

CLÁUSULAS TÉCNICAS DO SISTEMA ETICS PARA A INTERVENÇÃO NO BAIRRO DA BOAVISTA

CLÁUSULAS TÉCNICAS DO SISTEMA ETICS PARA A INTERVENÇÃO NO BAIRRO DA BOAVISTA CLÁUSULAS TÉCNICAS DO SISTEMA ETICS PARA A INTERVENÇÃO NO BAIRRO DA BOAVISTA 1. CANTARIAS Refere a todos os trabalhos e fornecimentos necessários à boa execução e aplicação de pedra natural cuja natureza,

Leia mais

PLANO DE PORMENOR DA FONTE DA TELHA

PLANO DE PORMENOR DA FONTE DA TELHA CÂMARA MUNICIPAL DE ALMADA Arquitetura Paisagista Plano de Pormenor - Lisboa, Março 2015 - PLANO DE PORMENOR DA FONTE DA TELHA Fonte da Telha > Estimativa Orçamental DEMOLIÇÕES 1. Edifícios e estruturas

Leia mais

UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO. Módulo 2

UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO. Módulo 2 UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO Módulo 3 Módulo FRENTE MEDIDAS: Comprimento Total 2,0 m Comprimento módulo, m Comprimento módulo 2,00 m Comprimento módulo 3,0 m Largura 2,3 m

Leia mais

Tel.: Fax: ; Site:

Tel.: Fax: ; Site: Sede Praceta Fernando Pessoa, 157-157/A Buzano 2775-024 Parede Tel.: 21 452 5193 Fax: 21 453 1113 Email: zalux@mail.telepac.pt ; zalux@zalux.com.pt Site: www.zalux.com.pt FICHA TRIPLA SCHUK FICHA DUPLA

Leia mais

Armários de Rede Estruturada Rack 19

Armários de Rede Estruturada Rack 19 Armários de Rede Estruturada Rack 19 Componentes: Montados Desmontados Flat Pack Armários Parede Armários Pavimento Rack aberta Ventilação Prateleiras Réguas energia Acessórios www.teleflex.pt Página 83

Leia mais

DESIGNAÇÃO. Quadro 8 Mod Ext. (1x8) DESIGNAÇÃO. 264x400x Quadro 16 Mod Int. (2x8)* 1 226x362x Quadro 16 Mod Ext.

DESIGNAÇÃO. Quadro 8 Mod Ext. (1x8) DESIGNAÇÃO. 264x400x Quadro 16 Mod Int. (2x8)* 1 226x362x Quadro 16 Mod Ext. Quadros Modulares 13002 Quadro 8 Mod Ext. (1x8) 234x236x125 13011 Quadro 16 Mod Ext. (2x8) 264x400x130 13012 Quadro 16 Mod Int. (2x8)* 1 226x362x130 13021 Quadro 24 Mod Ext. (2x12) 336x400x130 13022 Quadro

Leia mais

Índice. Página 1 de 10

Índice. Página 1 de 10 Índice 1 - Objectivos...2 2 - Legislação aplicável...2 3 - Características da instalação...2 4 - Classificação da instalação...2 4.1 - Classificação em termos de utilização...2 4.2 - Lotação da instalação...2

Leia mais

PROJECTO DE INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFICIO ITED CENTRO ESCOLAR DA VILA DE MONÇÃO MONÇÃO CÂMARA MUNICIPAL DE MONÇÃO

PROJECTO DE INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFICIO ITED CENTRO ESCOLAR DA VILA DE MONÇÃO MONÇÃO CÂMARA MUNICIPAL DE MONÇÃO PROJECTO DE INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFICIO ITED CENTRO ESCOLAR DA VILA DE MONÇÃO MONÇÃO CÂMARA MUNICIPAL DE MONÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 1 - CONSTITUIÇÃO DO IMÓVEL O edifício

Leia mais

COLUNAS. Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões

COLUNAS.  Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões COLUNAS ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões Descrição Colunas para instalações elétricas onde a cablagem se

Leia mais

ACESSÓRIOS PARA POSTOS DE TRABALHO

ACESSÓRIOS PARA POSTOS DE TRABALHO ACESSÓRIOS PARA 00. Posto de trabalho, inclui: 0..L tapete para bancada 0 x 0 x mm 0. tapete anti-estático para pavimento 00 x 00 x mm 00.B Caixa com ligações à terra 00. tomada para ligar à terra, com

Leia mais

Tomada Tripla Schuko com Obturador L60. BR - Branco. A Série QUADRO 45 é a opção simples e prática para a instalação de aparelhagem em Calhas.

Tomada Tripla Schuko com Obturador L60. BR - Branco. A Série QUADRO 45 é a opção simples e prática para a instalação de aparelhagem em Calhas. série APARELHAGEM PARA CALHAS Tomada Tripla Schuko com Obturador L60 BR - Branco A Série é a opção simples e prática para a instalação de aparelhagem em Calhas. É composta por aparelhos no formato quadrado

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOCUMENTAÇÃO LEGAL, REGULAMENTAR E NORMATIVA APLICÁVEL Manual ITED (1ª, 2ª e 3ª Edição) Prescrições e Especificações Técnicas das Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. DL 123/2009, de 21 Maio,

Leia mais

Invólucros Metálicos. Blocos de tomadas 1 e 2 faces

Invólucros Metálicos. Blocos de tomadas 1 e 2 faces Invólucros Metálicos. Blocos de tomadas 1 e 2 faces ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões Descrição Invólucros

Leia mais

VBS TBS KTS BSS LFS UFS

VBS TBS KTS BSS LFS UFS VBS TBS KTS BSS LFS UFS TBS. Protecção contra sobretensões e descargas atmosféricas Solicitar informações e dados técnicos Ligação equipotencial Barras de equipotencial Abraçadeiras tubo / terra Borne

Leia mais

SISTEMA 50 - Alumínio

SISTEMA 50 - Alumínio 9.5 SISTEMA 50 - Alumínio s Material Resumo 1-5021 210 mm Tubo em alumínio anodizado Recomendado para fontes de concentração de poluição pequenas 1-5031 310 mm Tubo em alumínio anodizado Recomendado para

Leia mais

Condições de montagem

Condições de montagem Condições de montagem para o SUNNY CENTRAL 350 Conteúdo Este documento descreve as dimensões e as distâncias mínimas a respeitar, os volumes de entrada e de evacuação de ar necessários para um funcionamento

Leia mais

GUIA TÉCNICO DE TERRAS

GUIA TÉCNICO DE TERRAS Guia Técnico Terras GUIA TÉCNICO DE TERRAS a) Ligações à terra homologada em 2005-07-26 e revista em MAI 2007 e Regras para a ligação à terra das instalações de distribuição de energia em MT e BT (redes

Leia mais

MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ Câmara Municipal

MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ Câmara Municipal CLÁUSULAS TÉCNICAS Anexo A Cláusula 1.ª Caracterização do fornecimento 1. O presente concurso refere-se ao fornecimento e instalação de candeeiros de iluminação pública, para aplicação na área urbana de

Leia mais

ANEXO 1 AO COMUNICADO: ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO GRANDE DO SUL

ANEXO 1 AO COMUNICADO: ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO GRANDE DO SUL ANEXO 1 AO COMUNICADO: ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO GRANDE DO SUL Abrangência: operações interestaduais originadas do estado de São Paulo e destinadas ao estado do Rio Grande do Sul.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS Ensino Secundário ANO LECTIVO 01/013 Total de Aulas Previstas (45 min) 17 1º Período 13 SET / 13 DEZ 91 º Período 03 JAN / 14 MAR 7 3º Período 0 ABR / 1 ABR 18 1. Unidade Modular N.º 0 Instalações Elétricas

Leia mais

Fonte Bivolt 24 Vdc / 5 A

Fonte Bivolt 24 Vdc / 5 A Descrição do Produto A fonte de alimentação é uma solução para aplicações de uso geral no que se refere a alimentação de controladores programáveis, sensores e comando de quadro elétricos. Tem uma saída

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem 6302 2460 03/2001 PT Para os técnicos especializados Instruções de montagem Dispositivo de controlo do retorno DN 25 Solar-Temperaturdifferenzregler Relais Netz Tmax Leia cuidadosamente antes da montagem

Leia mais

Lista de preços unitários - Mapa de quantidade de trabalho

Lista de preços unitários - Mapa de quantidade de trabalho 1 TRABALHOS PREPARATÓRIOS E DEMOLIÇÕES 12.200,00 2 PAVIMENTAÇÕES 78.147,60 3 REDE DE REGA 2.907,51 4 REDE DE ÁGUAS PLUVIAIS 9.402,50 5 REDE DE ELETRICIDADE 3.732,50 6 SERRALHARIAS 10.609,90 TOTAL GERAL

Leia mais

ITED exemplo genérico. CIE (BT) - 5º Ano Energia

ITED exemplo genérico. CIE (BT) - 5º Ano Energia ITED exemplo genérico Infra-estrutura Telefónica - Rede de Distribuição Pública (RD) - Rede Intermédia (RInt) - Instalação da Rede de Cliente (IRC) Rede de Distribuição Pública (RD) DEFINIÇÃO: Conjunto

Leia mais

Suportes/ Armações. PREVITOP - Comércio e Serviços Unipessoal, Lda Empresa registada na ANPC com nº 500

Suportes/ Armações. PREVITOP - Comércio e Serviços Unipessoal, Lda  Empresa registada na ANPC com nº 500 PREVITOP - Comércio e Serviços Unipessoal, Lda www.previtop.pt Empresa registada na ANPC com nº 500 Suporte Pirâmide para Extintor Montagem no Pavimento Chapa Zincor 830 mm 240 mm 260 mm 18.1 830 x 260

Leia mais

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL Código e Designação da Qualificação 522309 - Técnico/a de Redes Elétricas Nível de qualificação do QNQ: 4 Nível de qualificação do QEQ: 4 Unidades de Competencia (UC) Designação

Leia mais

ZEMBE, SA - Material Eléctrico

ZEMBE, SA - Material Eléctrico Código Descrição d. % IVA Preço Venda 1 Código : 01 Descrição :BUCHAS 65 BUCHAS 5 MM 1,271 66 BUCHAS 6 MM 1,470 67 BUCHAS 7 MM 1,943 68 BUCHAS 8 MM 3,045 69 BUCHAS 10 MM 4,778 70 BUCHAS 12 5,093 Código

Leia mais

BASTIDORES MURAIS 19

BASTIDORES MURAIS 19 ARMÁRIOS 19 BASTIDORES MURAIS 19 Esta gama de armários murais é de um modo geral aplicada em instalações de pequena dimensão, onde é necessário um armário robusto e de fácil aplicação; Esta série de armários

Leia mais

MATERIAL ELÉCTRICO CAPÍTULO - 8

MATERIAL ELÉCTRICO CAPÍTULO - 8 CAPÍTULO - 8 TOMADA COM T REDONDA. 601000N Tomada com miolo em porcelana. Embalagem: 24 un. Cor: Creme 1 2 TOMADA DE TELEFONE. 601128 Embalagem: 24 un. 3947101128 3947101000 COMUTADOR ESCADA QUADRADO.

Leia mais

AULA 17 REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA. SANEAMENTO Aula 17 - Sumário. Acessórios Mapas de Nós Instalações Complementares Mapas de trabalhos Vala tipo

AULA 17 REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA. SANEAMENTO Aula 17 - Sumário. Acessórios Mapas de Nós Instalações Complementares Mapas de trabalhos Vala tipo SANEAMENTO Aula 17 - Sumário REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA Acessórios Mapas de Nós Instalações Complementares Mapas de trabalhos Vala tipo Aula 17 [1] Mapa de nós Aula 17 [2] Redes de Distribuição / Mapas

Leia mais

CONHEÇA AQUI O PADRÃO PARA NOVA LIGAÇÃO

CONHEÇA AQUI O PADRÃO PARA NOVA LIGAÇÃO CONHEÇA AQUI O PADRÃO PARA NOVA LIGAÇÃO Para que a Celpa ligue a sua luz pela primeira vez, você precisa estar com o padrão de entrada de energia instalado corretamente. Chamamos de Padrão de Entrada Celpa

Leia mais

ENGº CARLOS GARRIDO ORÇAMENTO

ENGº CARLOS GARRIDO ORÇAMENTO 1 3 OBRAS DE ARTE INTEGRADAS Trabalhos a realizar de acordo com o projecto e satisfazendo o especificado no C.E. 3-01 - OBRA DE ARTE 1 (O.A.1) 3-01.01 - Escavação de terreno de qualquer natureza para abertura

Leia mais

PROTECÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMODFÉRICAS E SOBRETENSÕES PROJECTO DE LICENCIAMENTO

PROTECÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMODFÉRICAS E SOBRETENSÕES PROJECTO DE LICENCIAMENTO PROTECÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMODFÉRICAS E SOBRETENSÕES PROJECTO DE LICENCIAMENTO O presente caderno de encargos destina-se ao Projecto de Licenciamento de um Pára-Raios e Descarregadores de Sobretensões

Leia mais

Fonte Full Range Vac/Vdc 24 Vdc/ 3A

Fonte Full Range Vac/Vdc 24 Vdc/ 3A Descrição do Produto A fonte de alimentação é uma solução para aplicações de uso geral no que se refere a alimentação de controladores programáveis, sensores e comando de quadro elétricos. Tem duas saídas

Leia mais

REQUERENTE: Município de Pombal OBRA:Reabilitação da Escola Secundária da Guia LOCAL:Guia - Pombal

REQUERENTE: Município de Pombal OBRA:Reabilitação da Escola Secundária da Guia LOCAL:Guia - Pombal C GINASIO I ARQUITECTURA 1 DEMOLIÇÕES Nota: Para a demolição ocorrer é necessário a aprovação do D.O. quanto ao destino dos materiais, podendo estes ser reutilizados, vendidos ou removidos de acordo com

Leia mais

Memória Descritiva e Justificativa

Memória Descritiva e Justificativa Memória Descritiva e Justificativa Remodelação WC s ÁREA PATRIMÓNIO, MANUTENÇÃO E SEGURANÇA (APS) Controlo do Documento Título Memória Descritiva e Justificativa Remodelação WC s Referência n.d. Data de

Leia mais

Quadros Eléctricos de Entrada

Quadros Eléctricos de Entrada Quadros Eléctricos de Entrada Quadros Eléctricos de Entrada Entrada de uma instalação Eléctrica Quadro de Entrada Definição, implantação e localização Condições de escolha do Equipamento Em função do aparelho

Leia mais

CENTRALIZAÇÃO DE CONTAGENS EM EDIFÍCIOS

CENTRALIZAÇÃO DE CONTAGENS EM EDIFÍCIOS CENTRALIZAÇÃO DE CONTAGENS EM EDIFÍCIOS Regras para a concepção dos quadros ou painéis de contagem Elaboração: DPR Homologação: Edição: 2ª Emissão: Av. Urbano Duarte, 100 3030-215 Coimbra Tel.: 239002000

Leia mais

Uma família para todas as circunstâncias A série T da OBO

Uma família para todas as circunstâncias A série T da OBO Uma família para todas as circunstâncias A série T da OBO Caixas de derivação com múltiplas opções: sete tamanhos, seis variantes, uma família. VBS Sistemas de ligação e fixação Nesta família, cada um

Leia mais

Calha DLP de climatização

Calha DLP de climatização Calha DLP de climatização AR CONDICIONADO AQUECIMENTO CANALIZAÇÕES A GAMA ADAPTADA A QUALQUER TIPO DE APLICAÇÃO [ DLP CLIMATIZAÇÃO ] Produtos e sistemas Calha DLP de climatização Um sistema especialmente

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MOTOR INTERIOR CE 100 Q MOTOR EXTERIOR CE 100 P

MANUAL DE INSTRUÇÕES MOTOR INTERIOR CE 100 Q MOTOR EXTERIOR CE 100 P MANUAL DE INSTRUÇÕES MOTOR INTERIOR CE 100 Q MOTOR EXTERIOR CE 100 P BEST 2 AVISOS O ar aspirado não deve ser canalizado por uma conduta já utilizada para evacuar fumos produzidos por aparelhos alimentados

Leia mais

Soluções para escritórios tehalit.office

Soluções para escritórios tehalit.office Soluções para escritórios tehalit.office A oferta tehalit.office foi concebida para dar resposta à maioria dos problemas de distribuição, de correntes fortes e fracas, na alimentação aos postos de trabalho.

Leia mais

CONCEPÇÃO E EXECUÇÃO DA EMPREITADA DE REABILITAÇÃO DA PISTA DE ATLETISMO N.º 2 DO CENTRO DESPORTIVO NACIONAL DO JAMOR CRUZ QUEBRADA - OEIRAS

CONCEPÇÃO E EXECUÇÃO DA EMPREITADA DE REABILITAÇÃO DA PISTA DE ATLETISMO N.º 2 DO CENTRO DESPORTIVO NACIONAL DO JAMOR CRUZ QUEBRADA - OEIRAS CONCEPÇÃO E EXECUÇÃO DA EMPREITADA DE REABILITAÇÃO DA PISTA DE ATLETISMO N.º 2 DO CENTRO DESPORTIVO NACIONAL DO JAMOR CRUZ QUEBRADA - OEIRAS PROGRAMA DE TRABALHOS 1 - OBJECTIVOS DA OBRA O presente programa

Leia mais

CABOS ELECTRICOS TABELA DE PREÇOS MARÇO 2008 COMÉRCIO E INDÚSTRIAS ELECTRICAS, SA

CABOS ELECTRICOS TABELA DE PREÇOS MARÇO 2008 COMÉRCIO E INDÚSTRIAS ELECTRICAS, SA KTE08003AA. As características técnicas podem ser alteradas sem aviso prévio. Todos os preços estão sujeitos ao IVA em vigor. 01/03/2008 CABOS ELECTRICOS TABELA DE PREÇOS MARÇO 2008 Cruz da Pedra, Lt 12/13

Leia mais

CANTEIRO DE OBRA 1. ESPECIFICAÇOES TECNICAS DOS SERVIÇOS

CANTEIRO DE OBRA 1. ESPECIFICAÇOES TECNICAS DOS SERVIÇOS CANTEIRO DE OBRA 1. ESPECIFICAÇOES TECNICAS DOS SERVIÇOS 1.1- FUNDAÇÕES Blocos em concreto simples 0.45mx0,40mx0,24m 1.4- COBERTURA Em telhas recicladas de tetra pack e alumínio. Uma cobertura ecologicamente

Leia mais

Gama kit 2 fios a cores. Posto externo Quadra e novos monitores Mini Handsfree e Maxi. Passion.Technology.Design.

Gama kit 2 fios a cores. Posto externo Quadra e novos monitores Mini Handsfree e Maxi. Passion.Technology.Design. Gama kit 2 fios a cores. Posto externo Quadra e novos monitores Mini Handsfree e Maxi. Passion.Technology.Design. Kit Quadra: o design e o fascínio do essencial. Every true artist has been inspired more

Leia mais

PÁGINA Município da Marinha Grande DATA IMPRESSÃO 1 MAPA DE QUANTIDADES DO PROJECTO 2015/07/06

PÁGINA Município da Marinha Grande DATA IMPRESSÃO 1 MAPA DE QUANTIDADES DO PROJECTO 2015/07/06 1 MAPA DE QUANTIDADES DO PROJECTO 2015/07/06 1 1.1 DESMATAÇÃO E DECAPAGEM Corte e remoção de árvore, extração de troco e raízes com posterior enchimento e 1.000 U compactação da abertura com terra da própria

Leia mais

Aparelhagem Electrica

Aparelhagem Electrica LEG+030922 ANG. EXT. VAR. "DLP" 100x50 mm BR 490,00 563,50 LEG+030312 ANG. EXT. VAR. "DLP" 75x50 mm BR 420,00 483,00 LEG+030919 ANG. INT. VAR. "DLP" 100x50 mm BR 330,00 379,50 LEG+030311 ANG. INT. VAR.

Leia mais

TOMADAS ELÉTRICAS. Descrição. Aplicações Referências Instalação Informação ténica Dimensões ÍNDICE. Descrição

TOMADAS ELÉTRICAS.  Descrição. Aplicações Referências Instalação Informação ténica Dimensões ÍNDICE. Descrição TOMADAS ELÉTRICAS ÍNDICE Aplicações Referências Instalação Informação ténica Dimensões As tomadas elétricas da gama 500 CIMA foram especialmente desenhadas para a montagem em invólucros 500 CIMA de Simon.

Leia mais

RELÉ DE NÍVEL RLM-450

RELÉ DE NÍVEL RLM-450 RLM-450 Manual do usuário Série: J MAN-DE-RLM-450 Rev.: 2.00-08 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso RLM-450. Para garantir o uso correto e eficiente do RLM-450, leia este manual completo e atentamente

Leia mais

série QUADRO 45 série QUADRO 45 desenho Siza Vieira Branco Alumina série QUADRO 45 Alumina Branco

série QUADRO 45 série QUADRO 45 desenho Siza Vieira Branco Alumina série QUADRO 45 Alumina Branco série QUADRO série QUADRO desenho Siza Vieira Branco Alumina série QUADRO Branco Alumina 78 série QUADRO desenho Siza Vieira A Série QUADRO - desenho Siza Vieira tem a assinatura do prestigiado arquiteto

Leia mais