Figura 1 Mistura Fonte: Brasil escola

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Figura 1 Mistura Fonte: Brasil escola"

Transcrição

1 MISTURAS E TÉCNICAS DE SEPARAÇÃO Figura 1 Mistura Fonte: Brasil escola CONTEÚDOS Tipos de misturas (homogênea e heterogênea) Técnicas de separação dos componentes de uma mistura Substâncias puras simples e composta Densidade AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS As substâncias, em sua maioria, não são encontradas livres ou puras na natureza, elas se encontram misturadas com outras substâncias formando os materiais que conhecemos. Queremos melhorar a qualidade, as suas propriedades ou mesmo, produzir novos materiais e outras substâncias, por isso, nem sempre utilizamos os materiais na forma que eles são encontrados naturalmente.

2 As novas substâncias são produzidas, experimentalmente, no laboratório e depois são fabricadas na indústria. Todos os materiais são produzidos a partir de alguma substância extraída da natureza, seja de um mineral, de uma planta, do petróleo, da água do mar ou do ar. Para isso, utilizam-se técnicas ou combinações de técnicas para separar e/ou purificar as substâncias desejáveis, tornando-as úteis para finalidades específicas. O ser humano constantemente transforma a matéria. Essas transformações que, geralmente, ocorrem nas indústrias, geram resíduos que, jogados no meio ambiente, provocam a poluição. Os efluentes industriais antes de serem jogados no rio ou no ar, devem ser tratados. Nas etapas de tratamento, de certa forma, são empregadas técnicas de separação de misturas. Como escolher a melhor técnica de separação dos componentes de uma mistura? Existem inúmeras técnicas de separação, algumas muito simples que não necessitam de equipamentos e podem ser realizadas manualmente, outras, muito complexas, que são utilizadas somente em indústrias e laboratórios. Para saber qual a melhor técnica a ser utilizada, é preciso, primeiramente, identificar o que se deseja separar e se a mistura é homogênea ou heterogênea. Além disso, é preciso considerar as propriedades das substâncias misturadas, ou seja, a temperatura de fusão, ebulição e a densidade, por exemplo. Atenção Em Química, quando falamos em substâncias puras, estamos nos referindo a substâncias que não têm nenhuma outra misturada. Sobre os tipos de misturas, quando as substâncias estão tão bem misturadas, as quais não podemos enxergá-las separadamente, chamamos de mistura homogênea. Nas misturas homogêneas, temos somente uma única fase. Quando podemos observar duas ou mais fases essa é uma mistura heterogênea. Uma técnica bastante simples, é a catação. Essa técnica consiste em catar o que está misturado para separar do outro. Por exemplo, antes de cozinhar o feijão, é preciso escolhê-lo, certo? Pois é, isso é retirar as impurezas por catação.

3 Figura 2 Catação Fonte: Estudo prático Por esse método, é possível separar as impurezas e os grãos ruins, pois esses são visíveis, ou seja, o tamanho das impurezas é, suficientemente, grande, a ponto de poderem ser separadas manualmente. Um processo semelhante à catação é a peneiração. Nessa técnica, utiliza-se uma peneira, que separa os sólidos de tamanhos diferentes. Os sólidos com grãos maiores que as tramas da peneira ficarão retidos e, os grãos mais finos passarão pela peneira e poderão ser recolhidos. É possível separar também sólidos de líquido, nesse caso, o líquido passa e o sólido fica retido na peneira. Figura 3 Peneiração Fonte: Universo químico Uma técnica que também serve para separar o sólido misturado a um líquido é a filtração.

4 Qual é a diferença entre a catação e a peneiração? Qual é a propriedade que consideramos para a escolher um ou outro método? A escolha entre essas técnicas está relacionada com o tamanho dos grãos do sólido misturado ao líquido ou a outro sólido. Dentre essas técnicas, a filtração é mais recomendável para separar sólidos insolúveis de tamanho muito pequeno, como por exemplo, separar a areia misturada à água, ou ainda, no processo de preparação do café. Figura 4 Filtração Fonte: Infoescola Quando se diz popularmente que vai se coar o café, na verdade, o que se faz é separar o pó do líquido, o pó fica retido no filtro e o café passa. O líquido que passa pelo filtro é chamado de filtrado. Para separar misturas heterogêneas de sólidos e líquidos, aplica-se, também, a decantação. Essa técnica é utilizada para separar os componentes por diferença de densidade. Quando a mistura é deixada em repouso, o componente mais denso vai para o fundo do recipiente. Líquidos imiscíveis (que não se misturam) podem ser separados por decantação. Quando deixamos uma mistura de água e óleo em repouso, a água vai para o fundo do recipiente sendo possível separar o óleo que fica por cima.

5 Figura 5 Água e óleo não se misturam e podem ser separadas por decantação Fonte: Alunos online Desafio O que diferencia a decantação, das técnicas de peneiração ou filtração? Nesse caso, o que determina a escolha de um ou outro método é o tempo. A decantação é um processo mais lento que a peneiração ou filtração, pois é preciso deixar a mistura em repouso até que a substância de maior densidade decante para o fundo do recipiente. Então, lembre-se, para a escolha da melhor técnica de separação dos componentes de uma mistura é preciso levar em consideração as propriedades das substâncias. Dá para separar o sal dissolvido na água? Pense na seguinte situação, você tem uma mistura de água com sal dissolvido. Dá para separar o sal? Em tempos de falta d água, em várias regiões do Brasil, inclusive na região mais desenvolvida do país, a Sudeste, muitas pessoas questionam se é possível utilizar a água do mar. Bem, a areia você sabe como separar. A filtração é um bom método mas, será que dá para separar o sal dissolvido em água?

6 Nesse caso, a mistura é homogênea. Não é possível utilizar nenhuma das técnicas vistas, já que servem para separar os componentes de misturas heterogêneas. Para separar o sal dissolvido na água é preciso realizar a destilação simples. A seguir, apresentamos o aparelho de destilação. Figura 6 Aparelho de destilação Fonte: Novo Telecurso de Química Para explicar como ocorre a separação dos componentes de uma mistura por destilação, vamos usar como exemplo uma mistura de sal dissolvido em água. No balão, à esquerda da figura, coloca-se a mistura. A separação dos componentes inicia-se quando esse balão passa a ser aquecido. Com o calor que a mistura vai recebendo, começa a formar vapor e a água ferve, dizemos que o líquido entra em ebulição. A temperatura nesse ponto é a temperatura de ebulição. O vapor de água sai pelo tubo lateral do balão. Em seguida, passa pelo condensador, onde o vapor se resfria, se condensa, transformando-se em água líquida, que pinga do condensador. Essa água pura é recuperada no frasco à direita, ela é isenta de qualquer outra substância. Chamamos essa água de água destilada. Concluímos, então, que é possível separar o sal dissolvido em água por meio da destilação. Com esse processo, podemos obter qualquer outro líquido puro de uma mistura homogênea, como a acetona, o éter, o álcool, entre outros, e cada uma dessas substâncias vai destilar na sua respectiva temperatura de ebulição.

7 Vimos algumas das técnicas de separação dos componentes de uma mistura. Para a escolha pela melhor técnica a ser aplicada deve se levar em consideração, o que se deseja separar e as propriedades dos componentes dessa mistura, essa análise é fundamental para a escolha e aplicação da técnica. Agora, resolva as atividades propostas. ATIVIDADES 1. Na destilação, explique, com suas palavras, o que acontece ao se aquecer a mistura que está no balão. 2. Por que sai água líquida do condensador, se ao se ferver a água formou vapor? 3. É possível separar, por destilação, dois líquidos que têm a mesma temperatura de ebulição?

8 4. No equipamento de destilação, explique porque a entrada de água fria é por baixo e a saída de água é por cima? 5. Para cada uma das representações, complete as caixas com as informações sobre a técnica e a mistura. a) Terra misturada com água Figura 7 Fonte: Fundação Bradesco

9 b) Areia misturada com água Figura 8 Fonte: Fundação Bradesco

10 c) Sal dissolvido em água Figura 9 Fonte: Fundação Bradesco 6. (UNISINOS. Adaptado) A seguir, está esquematizado o fluxograma relativo à separação dos componentes de uma mistura constituída por azeite, água e açúcar totalmente dissolvido.

11 Examinando o fluxograma apresentado, você identifica os processos I e II como sendo, respectivamente a) destilação e filtração. b) filtração e decantação. c) decantação e destilação. d) decantação e centrifugação. e) filtração e centrifugação. 7. (VUNESP) Um sistema heterogêneo, S, é constituído por uma solução colorida e um sólido branco. O sistema foi submetido ao seguinte esquema de separação: Ao se destilar o líquido W, sob pressão constante de 1 atmosfera, verifica-se que a temperatura de ebulição variou entre 80 C e 100 C. Identifique qual das seguintes afirmações é correta. a) A operação I é uma destilação simples. b) A operação II é uma decantação. c) O líquido colorido Y é uma substância pura. d) O líquido incolor W é uma substância pura. e) O sistema heterogêneo S tem, no mínimo, 4 componentes.

12 8. (UFRJ) Com a adição de uma solução aquosa de açúcar a uma mistura contendo querosene e areia, são vistas claramente três fases. Para separar cada componente da mistura final, a melhor sequência é a) filtração, decantação e destilação. b) cristalização, decantação e destilação. c) filtração, cristalização e destilação. d) centrifugação, filtração e decantação. e) destilação, filtração e decantação. 9. Num acampamento, todo o sal de cozinha foi derramado na areia. As pessoas recuperaram o sal realizando, sucessivamente, as operações de a) dissolução, filtração, evaporação. b) fusão, decantação, sublimação. c) liquefação, filtração, vaporização. d) adição de água, destilação. e) diluição, sedimentação, vaporização. 10. (UNICAMP) Têm-se as seguintes misturas: 1. Areia e água 2. Álcool (etanol) e água 3. Sal de cozinha e água, nesse caso uma mistura homogênea. Cada uma dessas misturas foi submetida a uma filtração em funil de papel e, em seguida, o líquido resultante (filtrado) foi aquecido até a sua total evaporação. Pergunta-se: a) Qual mistura deixou um resíduo sólido no papel após a filtração? O que era esse resíduo? b) Em qual caso apareceu um resíduo sólido após a evaporação do líquido? O que era esse resíduo?

13 11. A separação dos componentes de uma mistura homogênea é possível de ser realizada por destilação simples. Nessa técnica, leva-se em consideração qual propriedade da substância? 12. Agora, resolva a cruzadinha proposta a seguir! Caso necessário, consulte outros temas, ou ainda, faça uma pesquisa em outros materiais. Horizontais 6. Encontrada em qualquer matéria e apresenta propriedades específicas. 9. Contém a máxima quantidade de soluto que pode ser dissolvida na quantidade de solvente usada para preparar a solução. 11. Açúcar dissolvido completamente em água forma uma homogênea. 13. É a substância em maior quantidade em uma solução. 14. Mistura homogênea e transparente. 15. Técnica de separação dos componentes de uma mistura heterogênea constituída por sólidos e líquidos. 16. Termo também utilizado para definir a mudança do estado gasoso para o líquido. 17. Passagem direta do estado sólido para o estado gasoso sem passar pelo líquido. 18. Processo de separação de dois ou mais líquidos que se misturam de forma homogênea e que apresentam diferentes pontos de ebulição. 19. É a substância em menor quantidade em uma solução. Verticais 1. Formadas de dois ou mais tipos de partículas, podem ser decompostas em outras substâncias. 2. Tipo de solução que contém menos soluto do que a solubilidade da substância. 3. Passagem de uma substância do estado líquido para o gasoso. 4. Água no estado gasoso. 5. Formadas por um só tipo de partícula, não podem ser decompostas em outras substâncias simples. 7. Tipo de vaporização que ocorre, lentamente, na superfície de um líquido. 8. Passagem de uma substância do estado gasoso para o líquido pela diminuição da temperatura.

14 10. Vaporização rápida com formação de bolhas, que requer elevada quantidade de energia para ocorrer. 11. Tudo que ocupa lugar no espaço e tem massa. 12. Processo de separação que consiste no aquecimento da mistura homogênea, até que seu componente líquido se evapore, permanecendo no recipiente aquecido o componente sólido. O vapor do componente líquido é, posteriormente, condensado e recolhido em outro recipiente.

15

16 LEITURA COMPLEMENTAR Substância pura simples e composta Substâncias puras simples são formadas pela combinação de átomos de um único elemento químico, como, por exemplo, o gás hidrogênio (H 2) é formado por dois átomos de hidrogênio ligados entre si; o ozônio (O 3) é constituído por três átomos de oxigênio e, o gás oxigênio (O 2), também é formado pelo átomo de oxigênio. Essas duas substâncias são constituídas pelo mesmo tipo de átomo, mas em quantidades diferentes, portanto são substâncias diferentes e apresentam propriedades distintas. Substâncias puras compostas são formadas pela combinação de átomos de dois ou mais elementos químicos diferentes, como, por exemplo, a água (H 2O) é formada por dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio; ácido clorídrico (HCl) comercialmente conhecido como ácido muriático é formado por um átomo de hidrogênio e um átomo de cloro. As substâncias compostas podem ser transformadas em substâncias menos complexas, as substâncias simples. Densidade A densidade de uma substância é uma propriedade que relaciona a massa por unidade de volume de um material. A densidade da água é 1 kg/l. O que significa isso? Figura 10 Determinação da massa de 1 litro de água Fonte Fundação Bradesco

17 Se pesarmos 1 litro de água, a massa registrada é 1 quilograma. É muito comum a unidade em g/cm 3, logo, a densidade da água é 1 g/cm 3. Isso quer dizer que um cubo de gelo, de lado de 1 cm, pesa 1 g. Figura 11 Densidade da água Fonte: Fundação Bradesco A densidade é uma propriedade que depende da temperatura. Na maioria dos casos, com o aquecimento, a substância se expande e o volume aumenta. Assim, a densidade do material será menor em temperaturas mais altas. Experiência Experimente essa!!! Ovo que flutua na água. Acesse o link: Essa é uma sugestão simples e fácil de realizar para verificar a densidade do ovo. Acesse o link e veja a lista de materiais e o procedimento. Depois, leia os comentários e a explicação para o que foi observado. Outra indicação de experimento sobre a densidade é o Sobe e desce das uvas passas. Experiente essa também. Observe atentamente o que acontece com as uvas quando adiciona-se os comprimidos efervescentes. Tente explicar por que elas sobem! Acesse o link:

18 INDICAÇÕES Substâncias e misturas: Web aula que apresenta conceitos gerais sobre substâncias e misturas. O material está disponível no Portal Acesse a Biblioteca Digital > Ciências da Natureza II/Ciências da natureza > Ensino Médio > Web aulas> Substâncias e misturas. Link de acesso: aula/dispform.aspx?id=1&source=http%3a%2f%2fwww%2eeja%2eeducacao%2eo rg%2ebr%2fbibliotecadigital%2fcienciasnatureza2%2fwebaulas%2fpaginas%2fwe baulas%5fem%2easpx Aprenda mais sobre a densidade, acessando o link: Não deixe de realizar a experiência sugerida! REFERÊNCIAS ALUNOS ONLINE. Água e óleo não se misturam e podem ser separadas por decantação. Disponível em: < Acesso em: 20 jan h30. ALUNOS ONLINE. Após repouso, água e óleo separam-se por decantação. Acesso em: < Acesso em: 20 jan h30. BRASIL ESCOLA. Mistura. Disponível em: < Acesso em: 19 jan h30min. ESTUDO PRÁTICO. Catação. Disponível em: < Acesso em: 4 maio h40. FUNDAÇÃO BRADESCO. Caderno de Atividades. São Paulo: Fundação Bradesco,

19 FUNDAÇÃO ROBERTO MARINHO. Novo Telecurso de Química. Volume 1, Rio de Janeiro: Fundação Roberto marinho, INFOESCOLA. Filtração. Disponível em: < Acesso em: 20 jan h55min. UNIVERSO QUÍMICO. Peneiração. Disponível em: < Acesso em: 4 de maio h45. USBERCO João; SALVADOR Edgar. Conecte química. Volume único, 1ª edição, São Paulo: Saraiva, GABARITO 1. A substância presente na mistura que tiver o menor ponto de ebulição começará a evaporar. Os vapores dessa substância passarão pelo condensador e sofrerão condensação. Então, os vapores se transformarão em líquido novamente, que será recolhido em outro recipiente. 2. Pois dentro do condensador passa água fria, e então, o vapor condensa, transformando-se em líquido. 3. Não, é preciso que as substâncias tenham ponto de ebulição diferentes, caso contrário, vaporizarão juntos e não haverá separação. 4. Para que possa encher o tubo, esfriando o condensador igualmente. Se a água entrasse por cima, ela escorreria pela parte de baixo, esfriando somente esse lado do condensador. 5. a) Técnica de separação: Decantação. Tipo de mistura: heterogênea. Fonte: Fundação Bradesco, 2014

20 b) Técnica de separação: Filtração. Tipo de mistura: heterogênea. c) Técnica de separação: Destilação Tipo de mistura: homogênea Fonte: Fundação Bradesco, 2014 Fonte: Fundação Bradesco, 2014

21 6. Alternativa C. A mistura inicial apresenta três componentes, sendo que o açúcar encontra-se dissolvido na água. Deixando essa mistura em repouso, o azeite, que é mais denso, vai para o fundo do recipiente sendo possível ser separado por decantação (processo I). Para separar o açúcar dissolvido em água, é preciso realizar a destilação (processo II). Essa técnica serve para a separação dos componentes de uma mistura homogênea. 7. Alternativa E. Se o sistema S apresenta uma solução colorida e um sólido branco, esse sistema apresenta, pelo menos, três componentes: o sólido branco que não se dissolveu, algo colorido (sólido ou líquido) que se misturou no solvente líquido para formar a solução colorida. A destilação de W não aconteceu à temperatura constante, a temperatura variou de 80 C a 100 C, isso indica que o líquido W ainda é uma mistura, portanto o sistema S apresenta, no mínimo, quatro componentes. 8. Alternativa A. Por filtração, separa-se a areia, a decantação separa a querosene da solução de água com açúcar e o açúcar é, então, separado por destilação. 9. Alternativa A. Recolhendo a porção do chão, por dissolução solubiliza-se o sal. Realizando a filtração, separa-se a areia e depois evapora-se a água, obtendo-se novamente o sal, isento de impurezas. 10. a) Apenas na mistura I há um sólido presente que pode ser retido pelo filtro. Esse resíduo é a areia. b) No caso III, o filtrado é a própria solução de sal em água. Dessa solução apenas a água evapora, deixando um resíduo branco de sal de cozinha. 11. É possível separar as substâncias por destilação simples, pois elas apresentam diferentes temperaturas de ebulição. A mistura é colocada no balão, que sofre aquecimento. A substância de menor ponto de ebulição evapora e condensa, sendo recuperada pura em um frasco colocado após o condensador.

22 12. Respostas da cruzadinha Horizontais 6. Substância 9. Solução saturada 11. Mistura 13. Solvente 14. Solução 15. Filtração 16. Liquefação 17. Sublimação 18. Destilação fracionada 19. Soluto Verticais 1. Substâncias compostas 2. Solução insaturada 3. Vaporização 4. Vapor de água 5. Substâncias simples 7. Evaporação 8. Condensação 10. Ebulição 11. Matéria 12. Destilação simples

Tarefa 22 Professor Gustavo

Tarefa 22 Professor Gustavo 6º ano Química Tarefa 22 Professor Gustavo 01. Uma amostra de água do mar contaminada com óleo foi coletada em alto mar. Sobre os procedimentos aplicados para a separação eficiente dos componentes dessa

Leia mais

Exercícios Métodos de Separação. Professor (a): Cassio Pacheco Disciplina: Química Data da entrega: 01/06/2017

Exercícios Métodos de Separação. Professor (a): Cassio Pacheco Disciplina: Química Data da entrega: 01/06/2017 Exercícios Métodos de Separação Nome: nº: Ano: 1º E.M. Professor (a): Cassio Pacheco Disciplina: Química Data da entrega: 01/06/2017 Questões Objetivas 1- Para a separação das misturas: gasolina-água e

Leia mais

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Prof. Ms. George Verçoza

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Prof. Ms. George Verçoza PROCESSOS DE SEPARAÇÃO Prof. Ms. George Verçoza Separação magnética: Separa misturas do tipo sólido-sólido nas quais um dos componentes tem propriedades magnéticas e é atraído por um ímã. Ex: Ferro e areia.

Leia mais

Prof. José Valter SEPARAÇÃO DE MISTURAS

Prof. José Valter SEPARAÇÃO DE MISTURAS 1 Separação de misturas heterogêneas: LEVIGAÇÃO É usada para componentes de misturas de sólidos, quando um dos componentes é facilmente arrastado pelo líquido. Separação do ouro das areias auríferas Separação

Leia mais

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Professor Cassio Pacheco

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Professor Cassio Pacheco PROCESSOS DE SEPARAÇÃO Professor Cassio Pacheco SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS (Processos mecânicos de separação) Sistema sólido - sólido Separação magnética: Separa misturas do tipo sólido-sólido

Leia mais

Sistemas, Substâncias puras e Misturas Separação de Misturas

Sistemas, Substâncias puras e Misturas Separação de Misturas INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Campus Valença Sistemas, Substâncias puras e Misturas Separação de Misturas Professor: José Tiago Pereira Barbosa 1 Sistemas Para facilitar a

Leia mais

Separação de misturas

Separação de misturas Separação de misturas Filtração: A separação se faz através de uma superfície porosa chamada filtro; o componente sólido ficará retido sobre a sua superfície, separando-se assim do líquido que atravessa.

Leia mais

Atividade extra. Questão 1 Cecierj Questão 2 Cecierj Ciências da Natureza e suas Tecnologias Química

Atividade extra. Questão 1 Cecierj Questão 2 Cecierj Ciências da Natureza e suas Tecnologias Química Atividade extra Questão 1 Cecierj - 2013 Desenhe uma esfera de ferro e outra de chumbo que tenham massas iguais. Para isso, considere as seguintes densidades: densidade do ferro = 7,9 g/cm3 densidade do

Leia mais

Processos físicos de separação de misturas

Processos físicos de separação de misturas Processos físicos de separação de misturas Misturas heterogêneas sólido-sólido Catação Peneiração Flutuação Separação Magnética Dissolução Fracionada Sublimação CATAÇÃO Baseia-se na identificação visual

Leia mais

SUBSTÂNCIAS PURAS, MISTURAS E SEPARAÇÃO DE MISTURAS.

SUBSTÂNCIAS PURAS, MISTURAS E SEPARAÇÃO DE MISTURAS. SUBSTÂNCIAS PURAS, MISTURAS E SEPARAÇÃO DE MISTURAS. CAPÍTULOS 6 E 7 Prof.ª Tatiana Lima Substâncias Puras * Conceito Toda matéria cuja fusão e ebulição ocorrem a uma temperatura constante. SIMPLES * Tipos

Leia mais

Sistemas, Substâncias puras e Misturas Separação de Misturas

Sistemas, Substâncias puras e Misturas Separação de Misturas INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Campus Valença Sistemas, Substâncias puras e Misturas Separação de Misturas Professor: José Tiago Pereira Barbosa 1 Sistemas Para facilitar a

Leia mais

LOUCOS POR QUÍMICA. PROF. Neif Nagib

LOUCOS POR QUÍMICA. PROF. Neif Nagib LOUCOS POR QUÍMICA PROF. Neif Nagib SEPARAÇÃO DE MISTURAS Prof. Neif Nagib CATAÇÃO É um método rudimentar baseado na diferença de tamanho e aspecto das partículas de uma mistura de sólidos granulados.

Leia mais

O Que é Química? Pra que serve a Química?²

O Que é Química? Pra que serve a Química?² O Que é Química? Ciência que estuda as propriedades das substâncias e as leis que regem as suas combinações e decomposições ¹ Pra que serve a Química?² 1 Dicionário Michaelis 2 Figuras retiradas da Web

Leia mais

Processos de Separação Misturas Para misturas Heterogêneas

Processos de Separação Misturas Para misturas Heterogêneas Ventilação: Sólido + Sólido O sólido menos denso é separado por uma corrente de ar. Catação: Sólido + Sólido Sólidos de aspectos diferentes são separados com as mãos ou uma pinça Levigação: Sólido + Sólido

Leia mais

Processos de Separação Misturas Para misturas Heterogêneas

Processos de Separação Misturas Para misturas Heterogêneas Ventilação: Sólido + Sólido O sólido menos denso é separado por uma corrente de ar. Catação: Sólido + Sólido Sólidos de aspectos diferentes são separados com as mãos ou uma pinça Levigação: Sólido + Sólido

Leia mais

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Jeosafá Lima

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Jeosafá Lima PROCESSOS DE SEPARAÇÃO Jeosafá Lima Misturas homogêneas e heterogêneas Uma mistura é constituída por duas ou mais substâncias, sejam elas simples ou compostas. https://www.youtube.com/watch?v=6jcxdhovkcm

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Ciências 9 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Nome: Data: 1. Qual é a importância do Sistema Internacional de Unidades (SI)? 2. O que diferencia as propriedades gerais e específicas

Leia mais

COLÉGIO NOVO ANGLO DE JABOTICABAL (QUÍMICA) PROFESSOR: JOÃO MEDEIROS

COLÉGIO NOVO ANGLO DE JABOTICABAL (QUÍMICA) PROFESSOR: JOÃO MEDEIROS COLÉGIO NOVO ANGLO DE JABOTICABAL (QUÍMICA) PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS PROFESSOR: JOÃO MEDEIROS 2012 Natureza É raro encontrarmos substâncias puras, normalmente encontramos misturas de substâncias.

Leia mais

d) Separação Magnética: Esse processo é empregado quando um dos componentes da mistura é atraído por um imã.

d) Separação Magnética: Esse processo é empregado quando um dos componentes da mistura é atraído por um imã. 8. PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS A natureza comporta uma imensa mistura de substancias. A maioria dos materiais que utilizamos no cotidiano é composta de misturas. Na maioria das vezes o que interessa,

Leia mais

Segunda aula de química

Segunda aula de química Segunda aula de química Nome: Laísa 17/04/2017 Relembrando... Questão 3: Relembrando... (UNESP 2015) Alguns historiadores da Ciência atribuem ao filósofo pré-socrático. Empédocles a Teoria dos Quatro elementos.

Leia mais

EXERCÍCIOS DE QUÍMICA

EXERCÍCIOS DE QUÍMICA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA FENÔMENOS FÍSICOS E QUÍMICOS SUBSTÂNCIAS PURAS E MISTURAS ATOMICIDADE - ALOTROPIA 1. (UFPE) Em quais das passagens a seguir está ocorrendo transformação química? (1) O reflexo

Leia mais

01) (USF-SP) Considerando-se as aparelhagens esquematizadas: Dessas afirmações, apenas:

01) (USF-SP) Considerando-se as aparelhagens esquematizadas: Dessas afirmações, apenas: 01) (USF-SP) Considerando-se as aparelhagens esquematizadas: Dessas afirmações, apenas: a) I é correta. d) I e II são corretas. b) II é correta. e) II e III são corretas. c) III é correta. 05) (UFPE-PE)

Leia mais

Tratamento de água. Adaptado de Luciana de Araújo

Tratamento de água. Adaptado de Luciana de Araújo Tratamento de água Adaptado de Luciana de Araújo A Química está presente no tratamento da água que chega nas nossas casas? Se sim, como? Estados físicos da água Mudança de estado físico No vídeo... Ouvimos

Leia mais

Exercícios de Revisão

Exercícios de Revisão Aluno: Ano: 9º Revisão: Avaliação Trimestral Disciplina: Física/Química Trimestre: 2º Nome do Professor: Marcos Benfica Exercícios de Revisão 1) Um garçom, desejoso por demonstrar suas habilidades, puxou

Leia mais

Experimentos de Química Orgânica

Experimentos de Química Orgânica Experimentos de Química Orgânica Conhecimento dos procedimentos experimentais Montagem dos equipamentos e execução da reação REAGENTES PRODUTO PRINCIPAL + PRODUTOS SECUNDÁRIOS SOLVENTES + CATALISADORES

Leia mais

Equipamentos e Técnicas laboratoriais: Amostragem e separação de misturas

Equipamentos e Técnicas laboratoriais: Amostragem e separação de misturas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CÂMPUS LAGES Equipamentos e Técnicas laboratoriais: Amostragem e separação de

Leia mais

Processos de separação de misturas

Processos de separação de misturas Disciplina: Química Prof.: Ivo Turma: IU 23/03/2017 Tema da aula: Métodos de separação de misturas Processos de separação de misturas 1) Separação de misturas heterogêneas Misturas sólido sólido Catação

Leia mais

LISTA B QUÍMICA TONI ATITUDE

LISTA B QUÍMICA TONI ATITUDE LISTA B QUÍMICA TONI ATITUDE Site: www.sosprofessor.xpg.com.br Lei da conservação (lei de Lavoisier)= em um sistema fechado a massa total não varia Lei da proporção constante (lei de Proust)= os elementos

Leia mais

Os processos físicos de separação dos componentes das misturas são escolhidos de acordo com:

Os processos físicos de separação dos componentes das misturas são escolhidos de acordo com: Separação dos componentes de misturas heterogéneas (Pp. 55 a 58) Processos de separação dos componentes de misturas heterogéneas Separação magnética Peneiração Sublimação Dissolução fracionada Decantação

Leia mais

III OLIMPÍADA DE QUÍMICA DO GRANDE ABC - 03/06/2017

III OLIMPÍADA DE QUÍMICA DO GRANDE ABC - 03/06/2017 III OLIMPÍADA DE QUÍMICA DO GRANDE ABC - 03/06/2017 ENSINO FUNDAMENTAL 9. o ano - FASE 2 INSTRUÇÕES: 1. A prova consta de 3 questões discursivas (5 pontos cada) e de 17 questões objetivas (1 ponto cada),

Leia mais

QiD 1 1ª SÉRIE PARTE 3 FÍSICA

QiD 1 1ª SÉRIE PARTE 3 FÍSICA QiD 1 1ª SÉRIE PARTE 3 FÍSICA 1. (1,0) Estime a ordem de grandeza do numero de passos que um atleta dá durante uma prova de maratona, sabendo que seu deslocamento é cerca de 42km e que um passo de um atleta

Leia mais

FÍSICA PROFº JAISON MATTEI

FÍSICA PROFº JAISON MATTEI FÍSICA PROFº JAISON MATTEI A MATÉRIA E SUAS TRANSFORMAÇÕES As mudanças de estado físico da água. Diagrama de mudanças de estado físico. 01. Um cientista recebeu uma substância desconhecida, no estado sólido,

Leia mais

LOGO. Classificação da matéria. Profa. Samara Garcia

LOGO. Classificação da matéria. Profa. Samara Garcia LOGO Classificação da matéria Profa. Samara Garcia Classificação da matéria Substância pura: matéria formada por unidades químicas iguais, sejam átomos ou moléculas, e assim apresentam propriedades químicas

Leia mais

Apostila de Química 12 A Matéria

Apostila de Química 12 A Matéria Apostila de Química 12 A Matéria 1.0 Átomo x Elemento Átomo é uma partícula fundamental que compõe toda a matéria. Elemento químico é um conjunto de átomos quimicamente iguais (com o mesmo número atômico).

Leia mais

Roteiro de estudos para recuperação trimestral

Roteiro de estudos para recuperação trimestral Roteiro de estudos para recuperação trimestral Disciplina: Professor (a): QUIMICA DAIANE LIMA Conteúdo: Referência para estudo: Propriedades da matéria, densidade, mudanças de fase da matéria, substâncias

Leia mais

QUÍMICA INORGÂNICA ESTRUTURA ATÔMICA PROF. NEIF NAGIB

QUÍMICA INORGÂNICA ESTRUTURA ATÔMICA PROF. NEIF NAGIB QUÍMICA INORGÂNICA ESTRUTURA ATÔMICA PROF. NEIF NAGIB JONH DALTON: Postulados de Dalton: 1- Toda matéria é formada por entidades extremamente pequenas, os átomos. 2- Os átomos são indivisíveis. 3- O número

Leia mais

Transformações da matéria: qualquer modificação que ocorra com a matéria é considerada uma fenômeno. Ex: H 2 O (l) H 2 O (g)

Transformações da matéria: qualquer modificação que ocorra com a matéria é considerada uma fenômeno. Ex: H 2 O (l) H 2 O (g) Aula 04 1/abr Marcelo Conteúdo EXTRA-classe: Transformações da matéria: qualquer modificação que ocorra com a matéria é considerada uma fenômeno. Ex: H 2 O (l) H 2 O (g) Fenômeno físico: não altera a natureza

Leia mais

Classificação da matéria

Classificação da matéria Classificação da matéria Prof. : Drielle Caroline Substâncias Como vimos na aula anterior, um conjunto de átomos com as mesmas propriedades químicas constitui um elemento químico, e cada substância é caracterizada

Leia mais

Composição Densidade (g/mol) Carvão 0,3 0,6 Ossos 1,7 2,0 Areia 2,0 2,4 Solo 2,6 2,8 Pedras 2,6 5,0

Composição Densidade (g/mol) Carvão 0,3 0,6 Ossos 1,7 2,0 Areia 2,0 2,4 Solo 2,6 2,8 Pedras 2,6 5,0 QUÍMICA Arqueologistas usam diferenças de densidade para separar as misturas que eles obtêm por escavação. Indique a opção correta para uma mostra que contém a seguinte composição: Composição Densidade

Leia mais

FQ A - 10ºF FÍSICO-QUÍMICA 1. PO TOS DE MUDA ÇA DE ESTADO FÍSICO DA MATÉRIA

FQ A - 10ºF FÍSICO-QUÍMICA 1. PO TOS DE MUDA ÇA DE ESTADO FÍSICO DA MATÉRIA FÍSICO-QUÍMICA 1. PO TOS DE MUDA ÇA DE ESTADO FÍSICO DA MATÉRIA O ponto de fusão designa a temperatura à qual uma substância passa do estado sólido ao estado líquido nas condições normais de pressão, coexistindo

Leia mais

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 Nome: 7.º Ano Turma Nº: Encarregado de Educação: Classificação: Professor: 1. Classifique as transformações

Leia mais

Química B Extensivo V. 2

Química B Extensivo V. 2 Química B Extensivo V. 2 Exercícios Sistema Componentes Fases Classificação Água + gelo 1 2 Heterogêneo Água + 3 cubos de gelo 1 2 Heterogêneo Açúcar + sal 2 2 Heterogêneo Areia + enxofre + sal 3 3 Heterogêneo

Leia mais

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS PARA O 9 ano

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS PARA O 9 ano EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS PARA O 9 ano 1- Um sistema formado por três cubos de gelo, solução aquosa de sal de cozinha e areia apresenta quantas fases e quantos componentes? 3 componentes (água, areia e sal)

Leia mais

DIAGRAMA DE FASES. 4) (ITA) Considere as seguintes afirmações relativas aos sistemas descritos a seguir, sob

DIAGRAMA DE FASES. 4) (ITA) Considere as seguintes afirmações relativas aos sistemas descritos a seguir, sob DIAGRAMA DE FASES 1) O gráfico abaixo apresenta a variação das pressões de vapor do sulfeto de carbono, metanol, etanol e água em função da temperatura. De acordo com o gráfico, assinale a afirmativa INCORRETA.

Leia mais

MÉTODOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS Professora Mariana Geração 2016

MÉTODOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS Professora Mariana Geração 2016 MÉTODOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS Professora Mariana Geração 2016 SEPARAÇÃO DE MISTURAS A maioria dos materiais encontrados na natureza não é substância pura, ou seja, não é constituída de um único tipo

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 01

2005 by Pearson Education. Capítulo 01 QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 1 Introdução: matéria & medida David P. White O estudo da química A perspectiva molecular da química A matéria é o material físico do universo. A matéria é

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2014 Disciplina: QUÍMICA Ano: 1º Professora: Maria Luiza ENSINO MÉDIO Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

EXPERIMENTOS DE QUIMICA ORGANICA I(QUI 127, QUI 186 E QUI 214) EXPERIMENTO 7 TÉCNICAS DE EXTRAÇÃO

EXPERIMENTOS DE QUIMICA ORGANICA I(QUI 127, QUI 186 E QUI 214) EXPERIMENTO 7 TÉCNICAS DE EXTRAÇÃO EXPERIMENTO 7 TÉCNICAS DE EXTRAÇÃO 1.1. Fundamentação teórica A extração é um processo de separação de compostos que consiste em transferir uma substância da fase na qual essa se encontra (dissolvida ou

Leia mais

Prof. Dr. José Eduardo de Oliveira Adriana Teixeira Machado Marcela Dias da Silva Matheus Gibbin Zanzini

Prof. Dr. José Eduardo de Oliveira Adriana Teixeira Machado Marcela Dias da Silva Matheus Gibbin Zanzini Prof. Dr. José Eduardo de Oliveira Adriana Teixeira Machado Marcela Dias da Silva Matheus Gibbin Zanzini Filtração Fonte de aquecimento Destilação Correção do ponto de ebulição OBJETIVO: Remover impurezas

Leia mais

EXERCÍCIOS SUBSTÂNCIAS E MISTURAS

EXERCÍCIOS SUBSTÂNCIAS E MISTURAS EXERCÍCIOS SUBSTÂNCIAS E MISTURAS 1- Considere o sistema e responda as questões: A) Quantos átomos estão representados? B) Quantos elementos químicos há no sistema? C) Quantas moléculas estão representadas

Leia mais

Conhecimento. Senso comum Religioso Filosófico Cientifico. Química. A matéria. propriedades. gerais funcionais específicas

Conhecimento. Senso comum Religioso Filosófico Cientifico. Química. A matéria. propriedades. gerais funcionais específicas Conhecimento Senso comum Religioso Filosófico Cientifico Química A matéria propriedades gerais funcionais específicas físicas químicas organolépticas Estados de agregação da matéria Estado sólido Forma

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSORA: Núbia de Andrade. DISCIPLINA:Química SÉRIE: 3º. ALUNO(a): Lista de Exercícios P1 I Bimestre

GOIÂNIA, / / PROFESSORA: Núbia de Andrade. DISCIPLINA:Química SÉRIE: 3º. ALUNO(a): Lista de Exercícios P1 I Bimestre GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSORA: Núbia de Andrade DISCIPLINA:Química SÉRIE: 3º ALUNO(a): Lista de Exercícios P1 I Bimestre No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente

Leia mais

Atividade prática Métodos de separação: destilação simples Parte 4

Atividade prática Métodos de separação: destilação simples Parte 4 Atividade prática Métodos de separação: destilação simples Parte 4 9º ano do Ensino Fundamental / 1º ano do Ensino Médio Objetivo Vivenciar os principais métodos de separação de misturas, de modo a compreender

Leia mais

DESTILAÇÃO Lei de Raoult

DESTILAÇÃO Lei de Raoult DESTILAÇÃO Operação que consiste na separação de líquidos de suas eventuais misturas, por passagem de vapor e posterior condensação com retorno ao estado líquido, com auxílio de calor e/ou por redução

Leia mais

Figura 1 Importância e disponibilidade da água Fonte: Ministério do Meio Ambiente

Figura 1 Importância e disponibilidade da água Fonte: Ministério do Meio Ambiente A ÁGUA: PROPRIEDADES E TRANSFORMAÇÕES Figura 1 Importância e disponibilidade da água Fonte: Ministério do Meio Ambiente CONTEÚDOS Estados físicos da matéria Mudanças de estado físico Energia envolvida

Leia mais

Química B Intensivo V. 1

Química B Intensivo V. 1 1 Química B Intensivo V. 1 Exercícios 01) B 02) B a) Falsa. O leite in natura é uma mistura heterogênea e não apresenta as mesmas propriedades em toda a extensão da amostra. b) Verdadeira. A gelatina é

Leia mais

QUÍMICA. Lista de Exercícios / 1º ano. Professora: Geiziane Oliveira Data: / / Aluno(a):

QUÍMICA. Lista de Exercícios / 1º ano. Professora: Geiziane Oliveira Data: / / Aluno(a): QUÍMICA Lista de Exercícios / 1º ano. Professora: Geiziane Oliveira Data: / / 2017. Um novo com a tradição de sempre! Aluno(a): 1. (UESC BA) Uma análise da curva de aquecimento dessa amostra de material

Leia mais

Curso Pré-ENEM. Química. Profª M.ª Juliana Silva Leite

Curso Pré-ENEM. Química. Profª M.ª Juliana Silva Leite Curso Pré-ENEM Química Profª M.ª Juliana Silva Leite O Que é Química? Química é uma Ciência Experimental que estuda a estrutura, composição e a transformação da matéria. O Método Científico OBSERVAÇÕES

Leia mais

Soluções. Soluções. Exemplo

Soluções. Soluções. Exemplo Soluções Soluções Química São Misturas Homogêneas 1 Fase Soluto + Solvente = Solução Podem ser : sólidas, líquidas e gasosas. Exemplos: Ligas metálicas; água potável e ar. Prof. Renan Campos. DE ACORDO

Leia mais

QUESTÕES DISSERTATIVAS - GABARITO RESOLVIDO

QUESTÕES DISSERTATIVAS - GABARITO RESOLVIDO Química Avaliação Bimestral 1 o ano Vivian março/ 2011 Nome: Turma: QUESTÕES DISSERTATIVAS - GABARITO RESOLVIDO Substância T. F. (ºC) T.E. (ºC) Densidade a 20ºC (g/cm 3 ) Solubilidade (g/100 g de água)

Leia mais

1. Estados físicos da matéria Mudanças de estado Substâncias puras Misturas 4 Exercícios Densidade 6 1.

1. Estados físicos da matéria Mudanças de estado Substâncias puras Misturas 4 Exercícios Densidade 6 1. 1. Estados físicos da matéria 3 1.1 Mudanças de estado 3 1.2 Substâncias puras 4 1.3 Misturas 4 Exercícios 5 1.4 Densidade 6 1.5 Transformação da matéria 6 1.6 Alotropia 6 1.7 Diagramas de fases 6 1.8

Leia mais

Lista de Exercicios 1 o ano Patrícia Cecilia abril/2015

Lista de Exercicios 1 o ano Patrícia Cecilia abril/2015 Química Lista de Exercicios 1 o ano Patrícia Cecilia abril/2015 1. (Ufv 1999 - adaptada) Dadas as afirmativas: I. A molécula de N 2 é diatômica. II. Substância composta é aquela formada por dois ou mais

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. A tabela

Leia mais

BIMESTRAL QUÍMICA - 1ºBIMESTRE

BIMESTRAL QUÍMICA - 1ºBIMESTRE BIMESTRAL QUÍMICA - 1ºBIMESTRE Série: 3ªEM Gabarito Questão 01) O vapor obtido pela ebulição das seguintes soluções: I. água e sal II. água e açúcar III. água e álcool é constituído de água pura apenas:

Leia mais

SISTEMAS MATERIAIS. Conceitos Fundamentais, Classificação, Purificação. Reis, Oswaldo Henrique Barolli.

SISTEMAS MATERIAIS. Conceitos Fundamentais, Classificação, Purificação. Reis, Oswaldo Henrique Barolli. SISTEMAS MATERIAIS Conceitos Fundamentais, Classificação, Purificação Reis, Oswaldo Henrique Barolli. R375s Sistemas materiais : conceitos fundamentais, classificação, purificação / Oswaldo Henrique Barolli.

Leia mais

RESOLUÇÃO SIMULADO 1ª SÉRIE A2 1º BIMESTRE Temperatura de Ebulição ( C)

RESOLUÇÃO SIMULADO 1ª SÉRIE A2 1º BIMESTRE Temperatura de Ebulição ( C) Resposta da questão 1: Análise das afirmações: RESOLUÇÃO SIMULADO 1ª SÉRIE A2 1º BIMESTRE 2016 I. Correta. À temperatura de 25 C, os materiais C e D estão no estado líquido. Materiais A B 25 C sólido 25

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA 1 o TRIMESTRE DE 2015

PROVA DE QUÍMICA 1 o TRIMESTRE DE 2015 PROVA DE QUÍMICA 1 o TRIMESTRE DE 2015 PROF. MARCOS NOME Nº 9º ANO A prova deve ser feita com caneta azul ou preta. É terminantemente proibido o uso de corretor. Respostas com corretor serão anuladas.

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSORA: Núbia de Andrade. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / PROFESSORA: Núbia de Andrade. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2017 PROFESSORA: Núbia de Andrade DISCIPLINA: SÉRIE:1º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: - É fundamental

Leia mais

QUÍMICA. Lista de Exercícios / 3º ano. Professora: Geiziane Oliveira Data: /02/2017. Aluno(a):

QUÍMICA. Lista de Exercícios / 3º ano. Professora: Geiziane Oliveira Data: /02/2017. Aluno(a): QUÍMICA Lista de Exercícios / 3º ano. Professora: Geiziane Oliveira Data: /02/2017. Um novo com a tradição de sempre! Aluno(a): 1. (UESC BA) Uma análise da curva de aquecimento dessa amostra de material

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 1º TRIMESTRE - QUÍMICA 9º ANO Nome: Turma:

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 1º TRIMESTRE - QUÍMICA 9º ANO Nome: Turma: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 1º TRIMESTRE - QUÍMICA 9º ANO Nome: Turma: ROTEIRO E INSTRUÇÕES: Estados físicos da matéria. Mudanças de estado físico. Substâncias e misturas. O trabalho deve ser respondido à

Leia mais

Substâncias e Misturas

Substâncias e Misturas ESTADO DE SANTA CATARINA EEB DR JORGE LACERDA Substâncias e Misturas Profª Luiza P. R. Martins Química 1º ano Estados físicos (de agregação) da matéria Vapor Características microscópicas 2 Ebulição, Vaporização

Leia mais

09) Considere a tabela de pontos de fusão e ebulição das substâncias a seguir, a 1 atm de pressão:

09) Considere a tabela de pontos de fusão e ebulição das substâncias a seguir, a 1 atm de pressão: 01) Indique a alternativa que completa corretamente as lacunas do seguinte período: Um elemento químico é representado pelo seu..., é identificado pelo número de... e pode apresentar diferentes números

Leia mais

Módulo inicial Materiais: Diversidade e Constituição. Química 10.º ano Ano lectivo 2007/2008

Módulo inicial Materiais: Diversidade e Constituição. Química 10.º ano Ano lectivo 2007/2008 Química 10.º ano Ano lectivo 2007/2008 Escola Secundária José Saramago Marta Paulino e Ângela Patrício O que é um Material? É algo que tem massa e ocupa espaço. Classificação Materiais: Componentes Origem

Leia mais

1) O que aconteceu com o cubo de gelo no béquer 1? Que conclusão você tira desse resultado?...

1) O que aconteceu com o cubo de gelo no béquer 1? Que conclusão você tira desse resultado?... Nº da Prática: 01 Data: / / Título da Prática: Qual o líquido é mais denso: a água líquida ou o álcool? S Comparar as densidades da água líquida, do gelo e do álcool. 2 cubos de gelo; álcool; água. Coloque

Leia mais

2 Vulcão de sal E2-1

2 Vulcão de sal E2-1 2 Vulcão de sal E2-1 o que necessitas água da torneira uma chávena de café sal fino corante alimentar (opcional) óleo vegetal uma jarra ou frasco alto de vidro transparente E2-2 o que deves fazer 1. Deita

Leia mais

3ªHumanas e Master - Química Prof os João Lins e Alexandre Estevão

3ªHumanas e Master - Química Prof os João Lins e Alexandre Estevão 3ªHumanas e Master - Química Prof os João Lins e Alexandre Estevão 1) Um sistema heterogêneo, S, é constituído por uma solução colorida e um sólido branco. O sistema foi submetido ao seguinte esquema de

Leia mais

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ Disciplina: Ciências Data: /10/2017 Professor(a): Carolina Maria 6 º ano Ensino Fundamental Nota: Etapa: 3 a Exercícios (X) A1( ) A2 ( ) A3 ( ) 2ª ch. () Turma: Aluno (a):

Leia mais

Métodos de fev separação de mistura homogêneas. 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto

Métodos de fev separação de mistura homogêneas. 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto 14 Métodos de fev separação de mistura homogêneas 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto RESUMO Vamos descrever os diversos processos de separação das misturas homogêneas.

Leia mais

PLANO DE ESTUDO TRIMESTRE: 3º

PLANO DE ESTUDO TRIMESTRE: 3º C O L É G I O K E N N E D Y / R E D E P I T Á G O R A S PLANO DE ESTUDO TRIMESTRE: º PLANO DE ESTUDO Nº 10 PROFESSORA: Rose Barbosa DATA DA AVALIAÇÃO: 17/11/016 DISCIPLINA : Química ANO/SÉRIE: º ANO EM

Leia mais

Química B Semiextensivo V. 1

Química B Semiextensivo V. 1 Química B Semiextensivo V. 1 Exercícios 01) A 02) C 03) A 04) E d = m v Densidade e massa são diretamente proporcionais, ou seja, quanto maior a massa da substância, maior será sua densidade. Já o volume

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2016 1ª PROVA PARCIAL DE QUÍMICA Aluno(a): Nº Ano: 1º Turma: Data: 23.03.2016 Nota: Professor(a): Paulo Fernando Valor da Prova: 40 pontos MATUTINO: Orientações

Leia mais

Seminário de Química Orgânica Experimental I. Silene Alessandra Santos Melo Douglas Fernando Antonio Outubro 2002

Seminário de Química Orgânica Experimental I. Silene Alessandra Santos Melo Douglas Fernando Antonio Outubro 2002 Seminário de Química Orgânica Experimental I Silene Alessandra Santos Melo Douglas Fernando Antonio Outubro 2002 Recristalização da Acetanilida Introdução Cristalização Precipitação Recristalização Cristalização

Leia mais

Gabarito Resolvido de Química (12/03/2008) A tabela abaixo apresenta dados referentes a todas as questões da prova (pressão igual a 1 atm).

Gabarito Resolvido de Química (12/03/2008) A tabela abaixo apresenta dados referentes a todas as questões da prova (pressão igual a 1 atm). Química 1 ano Teste/Prova Rodrigo mar/08 Gabarito Resolvido de Química (12/03/2008) A tabela abaixo apresenta dados referentes a todas as questões da prova (pressão igual a 1 atm). substância densidade

Leia mais

Calendarização da Componente Letiva

Calendarização da Componente Letiva AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANDRÉ SOARES (150952) Calendarização da Componente Letiva 7º Ano Físico-Química Períodos 1º 2º 3º Período Período Período Número de aulas previstas (45 minutos) 39 36 25 Apresentação

Leia mais

Ficha de Revisão - 8º ano

Ficha de Revisão - 8º ano Ficha de Revisão - 8º ano A matéria pode ser uma SUBSTÂNCIA PURA ou uma MISTURA. As substâncias puras podem ser classificadas em: Simples e Composta. SUBSTÂNCIA SIMPLES É constituída por um único tipo

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE QUÍMICA 1 o BIMESTRE DE 2016

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE QUÍMICA 1 o BIMESTRE DE 2016 ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE QUÍMICA 1 o BIMESTRE DE 2016 Nome: N o 9 o Ano Data: / / 2016 Professor(a): Andreza / Priscila Nota: ( Valor: 1,0 ) I. Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0

Leia mais

Preparação do cloreto de t-butila. Carina de Freitas Vellosa Daiane Cristina Romanini

Preparação do cloreto de t-butila. Carina de Freitas Vellosa Daiane Cristina Romanini Preparação do cloreto de t-butila Carina de Freitas Vellosa Daiane Cristina Romanini Técnicas e Materiais Utilizados Funil de separação: serve para extrair duas soluções imiscíveis. A fase orgânica pode

Leia mais

30/03/2017 Química Licenciatura Prof. Udo Eckard Sinks SOLUÇÕES E SOLUBILIDADE

30/03/2017 Química Licenciatura Prof. Udo Eckard Sinks SOLUÇÕES E SOLUBILIDADE SOLUÇÕES E SOLUBILIDADE 1. Objetivos Aprender a preparar soluções usando balão volumétrico Reconhecer soluções diluídas, saturadas e supersaturadas Observar a termodinâmica do processo de dissolução 2.

Leia mais

2-) Observe os sistemas

2-) Observe os sistemas SOLUBILIDADE Boa atividade!!! Professora Luciane 1-) Um determinado sal tem coeficiente de solubilidade igual a 34g/100g de água, a 20ºC. Tendo-se 450g de água a 20 ºC, qual a quantidade, em gramas, desse

Leia mais

Química Geral Experimental - Aula 3

Química Geral Experimental - Aula 3 Química Geral Experimental - Aula 3 Título da Prática: Misturas homogêneas e heterogêneas. Objetivos: Familiarizar o aluno com os conceitos de mistura e métodos de separação. Tópicos Explorados: - Misturas

Leia mais

Início. Substância pura simples. É formado por apenas um tipo de elemento químico. Exemplo: gás oxigênio (O 2), gás nitrogênio (N 2), ferro (Fe)

Início. Substância pura simples. É formado por apenas um tipo de elemento químico. Exemplo: gás oxigênio (O 2), gás nitrogênio (N 2), ferro (Fe) Professores: Alinne Borges Tiago Albuquerque Sandro Sobreira Exercícios Substâncias puras e misturas Material que apresenta TF e TE constantes a uma dada pressão e densidade característica em determinada

Leia mais

MONITORIA_2015 DISCIPLINA: QUÍMICA AULA: SEPARAÇÃO DE MISTURAS

MONITORIA_2015 DISCIPLINA: QUÍMICA AULA: SEPARAÇÃO DE MISTURAS MONITORIA_2015 DISCIPLINA: QUÍMICA AULA: SEPARAÇÃO DE MISTURAS LEMBRETES! Olá, galerinha!! (: Eu sou a Lygia, monitora de Química do Descomplica e tenho alguns recadinhos: Dúvidas & material: Enviar um

Leia mais

Qui. Semana. Allan Rodrigues Xandão Victor Pontes

Qui. Semana. Allan Rodrigues Xandão Victor Pontes Qui. Semana 2 Allan Rodrigues Xandão Victor Pontes Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Analise as situações

Leia mais

html Química 10º Ano - Módulo Inicial

html Química 10º Ano - Módulo Inicial http://adorofisicaequimica.blogs.sapo.pt/ 15572.html Química 10º Ano - Módulo Inicial http:// phet.colorado.edu/ pt/simulation/statesof-matter MISTURA Heterogénea Homogénea Ex: Mel; café,

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa 5

Ficha de Avaliação Sumativa 5 Ficha de Avaliação Sumativa 5 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser

Leia mais

Condições para que ocorra a queima dos combustíveis Volatilidade de líquidos Pressão de vapor

Condições para que ocorra a queima dos combustíveis Volatilidade de líquidos Pressão de vapor COMBUSTÍVEIS GASOSOS Figura 1 Líquidos inflamáveis Fonte: Poseidon CONTEÚDO Condições para que ocorra a queima dos combustíveis Volatilidade de líquidos Pressão de vapor AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS Por

Leia mais

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 Nome: 7.º Ano Turma Nº: Encarregado de Educação: Classificação: Professor: 1. Assinale como verdadeiras

Leia mais

Destilação Fracionada e Misturas Azeotrópicas

Destilação Fracionada e Misturas Azeotrópicas 1. Introdução Destilação Fracionada e Misturas Azeotrópicas O ponto de ebulição normal de uma mistura binária líquida é a temperatura na qual a pressão de vapor total da mistura é igual a 1 atm. Ou seja,

Leia mais

Química. A matéria, suas transformações e a energia Unidade 2

Química. A matéria, suas transformações e a energia Unidade 2 Química A matéria, suas transformações e a energia Unidade 2 Matéria (p.23) É tudo aquilo que tem massa, volume e, por isso, ocupa um lugar no espaço. Não é possível compartilhar o espaço com outra porção

Leia mais