PARAMETRIZAÇÃO HISTÓRICO E CONTABILIZAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PARAMETRIZAÇÃO HISTÓRICO E CONTABILIZAÇÃO"

Transcrição

1 PARAMETRIZAÇÃO HISTÓRICO E IZAÇÃO BVBG.020 Classificação das Informações 6/6/2016 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público

2 ÍNDICE 1 Introdução Interface Visual... Erro! Indicador não definido. 3 LOGIN / Acesso... Erro! Indicador não definido. 4 Conceitos Serviço SINACOR Tesouraria Relacionamento históricos x CLEARING /6/2016 [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [x] Uso Público 2

3 1 Introdução Este documento descreve um conjunto de definições de mensagens desenvolvidas pela BM&FBOVESPA a serem utilizadas no processo de RELACIONAMENTO DE LANÇAMENTOS contra HISTORICOS DE CONTA CORRENTE no SINACOR. 2 Conceitos Representa todos os parâmetros necessários para o relacionamento de históricos de contas corrente x lançamentos CLEARING e parâmetros de contabilização. A BM&FBOVESPA envia os arquivos (BVBG.020) diariamente a todos os participantes. O fluxo de envio será através do SECURE CLIENT. 3 Serviço SINACOR Tesouraria No servidor de aplicação do SINACOR o serviço Monitor de Processos Tesouraria deve estar ativado. O serviço do Windows deve estar ativo. 4 Relacionamento históricos x CLEARING O relacionamento do lançamento da CLEARING x histórico de conta corrente deve ser utilizado para se efetuar o co-relacionamento entre os códigos de lançamento da CLEARING com os históricos do sistema de Contas Correntes do SINACOR para que após ocorrer a importação dos arquivos (BVBG.021) o sistema possa gerar automaticamente os lançamentos de clientes que por sua vez realiza a incorporação de movimento financeiro e liquidação do dia. Como proceder: Em tabelas -> parametrização de lançamentos financeiros (BVBG.020). 6/6/2016 [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [x] Uso Público 3

4 Regras: 1. A consulta pode ser pode código de lançamento CLEARING 2. Ou por código de histórico. 3. Ou consultar todos. Conceitos: Flag Ativo: Indica se caso o histórico esteja relacionado e o mesmo venha no arquivo, o lançamento financeiro será gerado. Núm. Lançamento: O Código do lançamento único definido pela CLEARING, na qual determina a característica do lançamento. (Campo não editável). Descrição do Lançamento: Descrição do lançamento definido pela BMFBOVESPA, na qual determina a característica do lançamento. (Campo não editável) Tipo: Indica se o Lançamento é de Crédito e Débito. (Campo não editável). Estorno: Indica se o Lançamento é de estorno a outro lançamento. (Campo não editável e de caráter apenas informativo) Tipo Movimento SPB: Tabela com o Domínio dos tipos de movimento do SPB do domínio, indicando o código do modo de apuração, finalidade, forma e janela por meio do qual os valores serão liquidados. (Campo não editável). Grupo Tipo de Lançamento Financeiro: Grupo do tipo do Lançamento financeiro. (Campo não editável) 6/6/2016 [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [x] Uso Público 4

5 Desc. Grupo Tipo Lanç. Financ:(Descrição do Tipo do Lançamento Financeiro). (Campo não editável), referencia a mesma tabela do Código do Grupo do lançamento financeiro. (Item anterior). Histórico SINACOR: Campo que contém o histórico do sistema de Contas Correntes que será gerado o lançamento associado, se o mesmo estiver no arquivo BVBG.021, será efetuado o lançamento financeiro no Histórico definido. Ele só poderá ser do mesmo tipo do lançamento ou debito ou crédito. Acionando a tecla [F9] carrega na tela todos os históricos de conta corrente com a mesma característica do lançamento da Clearing. Exemplo: Se o campo TIPO for crédito o histórico de contas corrente também será crédito e se o TIPO for Débito histórico de contas corrente também será débito. Histórico IRRF: Campo que o histórico do sistema de Contas Correntes que será gerado de imposto associado, quando da existência de proventos que possuem imposto de Renda. Quando essa informação é preenchida o lançamento de imposto é segregado Exemplo: Se o campo TIPO for crédito o histórico também de IRRF será de Débito e se for de Crédito, o seu histórico de IRRF será de débito. Histórico de Compensação SINACOR: Campo que o histórico do sistema de Contas Correntes que será gerado a compensação do lançamento, quando da existência de um único código de compensação apontado para diversos lançamentos. Na qual será gerado um lançamento agrupando diversos tipos de lançamentos. Dias de Projetados: O Número de dias que será calculado a liquidação do lançamento gerado, seu número Default é 0, quer dizer lançamentos que serão liquidados no mesmo dia. Texto SISAF: Indicador de utilização do texto do próprio lançamento parametrizado no SINACOR, quando o mesmo é marcado, o sistema não utiliza o texto parametrizado do histórico do sistema de Contas Correntes do SINACOR. Exemplo: O Lançamento financeiro Cobrança de Fundo de Liquidação Risco Residual (Débito) no valor R$ 1,50, o mesmo está relacionado com o Histórico 150 com texto definido Risco Residual - Fundo de Liquidação. Se o campo for S o texto do Lançamento Financeiro gerado será: Cobrança de Fundo de Liquidação Risco Residual. Se o campo for N o texto do Lançamento Financeiro gerado será: Risco Residual - Fundo de Liquidação. Agrupamento: Indicador de agrupamento de lançamentos, quando o mesmo lançamento aparecer diversas vezes com o mesmo código de lançamento e código do cliente. Se essa Flag estiver marcada, os lançamentos serão gerados em um único lançamento no sistema de Contas Correntes. 6/6/2016 [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [x] Uso Público 5

6 Complemento: Indicador que completa o texto do lançamento, com novas informações. Para utilização desse campo a coluna Texto SISAF deverá ser marcada como S. Exemplo: Utilizando o mesmo lançamento financeiro Cobrança de Fundo de Liquidação Risco Residual (Débito) no valor R$ 1,50, já temos o texto Cobrança de Fundo de Liquidação Risco Residual. Se o campo for S o texto do Lançamento Financeiro gerado será: Cobrança de Fundo de Liquidação Risco Residual ref. 14/10/2015.Se o campo for N o texto do Lançamento Financeiro gerado será: Cobrança de Fundo de Liquidação Risco Residual. Depto: Os lançamentos no SINACOR possuem o controle por Departamento, onde cada grupo pode manipular exclusivamente os lançamentos. Caso essa coluna não esteja preenchida o lançamento será atribuído ao departamento do Liberador. Caso esteja, será atribuída ao definido no lançamento. Parametrizado em Tesouraria -> Solicitações -> Tabelas -> Departamento/Liberador) Grupo Financeiro SINACOR: São grupos que podem ser definidos pela própria corretora, atuando anteriormente a implantação do IPN V2, utilizado na conciliação do Relatório CBLC x SINACOR, que foi mantida na utilização do Relatório de Lançamentos Financeiros a Liquidar (BVBG.021) para agrupamento de informações. Descrição:(Descrição do Grupo Financeiro do SINACOR). (Campo não editável), referencia a mesma tabela do Grupo Financeiro SINACOR. (Item anterior). Parâmetros Contábeis Permite a definição com as regras contábeis a quem utiliza a contabilização BVBG.021. A contabilização do arquivo financeiro da CBLC (BVBG.021) tem como finalidade facilitar e contabilizar a liquidação diária contra a CLEARING, porém somente os lançamentos com liquidação para o dia estarão disponíveis para contabilização. O objetivo é disponibilizar a contabilização para uma conta contábil intermediária realizada para liquidação tendo como contrapartida uma conta contábil que representa os eventos ocorridos na CLEARING. O objetivo da conta intermediaria é ficar sempre com saldo zero o que identifica que todos os arquivos foram importados e todos os eventos gerados para liquidação no dia. Esta contabilização é posicional e fica a critério de cada participante a sua utilização. Se optar por este serviço e para que o sistema possa contabilizar os respectivos lançamentos, será necessário antes marcar o campo Contabiliza Movimento SISAF na opção Tabelas > Parâmetros > Principal. 6/6/2016 [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [x] Uso Público 6

7 Considerações: Todos os registros são inseridos na tabela de lançamentos, que é responsável pelo armazenamento das informações segregadas por: Conta de Crédito (1) Conta de Débito (2) Conta de Crédito Carteira Própria (3) Conta de Débito Carteira Própria (4) Os campos código resumido, digito do código resumido e contas formatadas são validadas, caso a opção Utiliza Contabilidade do SINACOR (Tesouraria -> Tabelas -> Parâmetros -> Principal), caso contrário, não há validações ou restrições nos campos. Se utilizar a contabilidade só SINACOR a conta será consistida no plano de contas e se a mesma é analítica. O tamanho do campo código resumido é de 04 números inteiros, o campo digito possui o tamanho de 01 número inteiro e o campo código formatado possui o tamanho de 20 caracteres livres. 6/6/2016 [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [x] Uso Público 7

8 Núm. Lanç: (Número do Lançamento): O Código do lançamento único definido pela BMFBOVESPA, na qual determina a característica do lançamento. (Campo não editável) Descrição do Lançamento: Descrição do lançamento definido pela BMFBOVESPA, na qual determina a característica do lançamento. (Campo não editável) Con. Resumida Cred: (Conta Resumida de Crédito). Conta contábil resumida de Crédito. Díg: (Digito da Conta Resumida de Crédito). Digito da conta resumida de Crédito. Con. Formatada Cred: (Conta contábil formatada de Crédito). Conta contábil Formatada de Crédito. Con. Resumida Deb (Conta Resumida de Débito). Conta Resumida de Débito. Díg. (Digito da Conta Resumida de Débito). Digito da conta resumida de Débito. Con. Formatada Deb. (Conta Formatada de Débito). Conta formatada contábil de débito. Con. Resumida Cred. Cart. Própria (Conta Resumida de Crédito da Carteira Própria). Conta contábil resumida de Crédito da Carteira Própria. Díg. (Digito da Conta Resumida de Crédito da Carteira Própria). Digito da conta resumida de Crédito da Carteira Própria. Con. Formatada Cred. Cart. Própria (Conta Formatada de Crédito da Carteira Própria). Conta contábil formatada de Crédito da Carteira Própria. 6/6/2016 [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [x] Uso Público 8

9 Con. Resumida Deb Cart. Própria (Conta Resumida de Débito da Carteira Própria). Conta Resumida de Débito da Carteira Própria. Díg. (Digito da Conta Resumida de Débito da Carteira Própria). Digito da conta resumida de Débito. Con. Formatada Deb. Cart. Própria (Conta Formatada de Débito da Carteira Própria). Conta Formatada de Débito. 6/6/2016 [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [x] Uso Público 9

SINACOR PROCEDIMENTOS INICIAIS BVBG.018 BVBG.019 BVBG.020 BVBG.021. Classificação das Informações. Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público

SINACOR PROCEDIMENTOS INICIAIS BVBG.018 BVBG.019 BVBG.020 BVBG.021. Classificação das Informações. Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público SINACOR PROCEDIMENTOS INICIAIS BVBG.018 BVBG.019 BVBG.020 BVBG.021 Classificação das Informações 6/6/2016 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 Introdução... 3 2 Interface Visual... 4

Leia mais

SINACOR TESOURARIA PROCESSOS CLIENTES. Classificação das Informações. Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público 6/6/2016

SINACOR TESOURARIA PROCESSOS CLIENTES. Classificação das Informações. Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público 6/6/2016 SINACOR TESOURARIA PROCESSOS CLIENTES Classificação das Informações 6/6/2016 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 Conceitos... Erro! Indicador não definido. 2 Regras de utilização...

Leia mais

SINACOR TESOURARIA LIQUIDANTE. Classificação das Informações. Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público 6/6/2016

SINACOR TESOURARIA LIQUIDANTE. Classificação das Informações. Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público 6/6/2016 SINACOR TESOURARIA LIQUIDANTE Classificação das Informações 6/6/2016 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 Interface Visual... 3 2 LOGIN / Acesso... 4 3 Conceitos - Liquidante... 6 4

Leia mais

SINACOR Workshop SINACOR Tesouraria (Material de Apoio) 2º Fase do Projeto de Integração das Clearings Renda Variável e Renda Fixa Privada

SINACOR Workshop SINACOR Tesouraria (Material de Apoio) 2º Fase do Projeto de Integração das Clearings Renda Variável e Renda Fixa Privada SINACOR Workshop SINACOR Tesouraria (Material de Apoio) 2º Fase do Projeto de Integração das Clearings Renda Variável e Renda Fixa Privada A implantação da Fase 2 do Projeto de Integração das Clearings

Leia mais

SINACOR. Workshop SINACOR 2º Fase do Projeto de Integração das Clearings Renda Variável e Renda Fixa Privada. Outubro 2016

SINACOR. Workshop SINACOR 2º Fase do Projeto de Integração das Clearings Renda Variável e Renda Fixa Privada. Outubro 2016 SINACOR Workshop SINACOR 2º Fase do Projeto de Integração das Clearings Renda Variável e Renda Fixa Privada Outubro 2016 A implantação da Fase 2 do Projeto de Integração das Clearings depende da aprovação

Leia mais

SINACOR. Treinamento IPN Transição Externa. Aula 9. Abril 2016 TREINAMENTO IPN TRANSIÇÃO EXTERNA 1. Aula 9

SINACOR. Treinamento IPN Transição Externa. Aula 9. Abril 2016 TREINAMENTO IPN TRANSIÇÃO EXTERNA 1. Aula 9 SINACOR Treinamento IPN Transição Externa Abril 2016 TREINAMENTO IPN TRANSIÇÃO EXTERNA 1 Agenda Cadastro de Clientes Novo módulo de Ordens e Faturamento Bovespa Ordem e Faturamento BM&F Alocação Unificada

Leia mais

SINACOR GUIA UTILIZAÇÃO IPN-V2

SINACOR GUIA UTILIZAÇÃO IPN-V2 SINACOR GUIA UTILIZAÇÃO IPN-V2 Classificação das Informações 6/6/2016 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 Introdução... 3 2 Configurador do SINACOR... 4 3 Financeiro... 5 4 Custódia...

Leia mais

SINACOR GUIA CONCILIADOR

SINACOR GUIA CONCILIADOR SINACOR GUIA CONCILIADOR Classificação das Informações 6/6/2016 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 Introdução... 3 2 Interface Visual... 4 3 LOGIN / Acesso... 5 4 Modulo de ordens

Leia mais

Manual do Visual Practice

Manual do Visual Practice Manual do Visual Practice Integração de Valores com Visual Sucessor Para integrar os valores calculados na folha com a contabilidade é necessário fazer a configuração completa como segue e escolher um

Leia mais

SPED CONTABILIDADE ANTIGA

SPED CONTABILIDADE ANTIGA SPED CONTABILIDADE ANTIGA RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio

Leia mais

GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION

GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION Carine Lena 21/08/2015 008.016.028 1/14 GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION Sumário 1. Plano de Contas referencial... 2 2. Geração do SPED ECF no ERP Solution... 6 3. Importação do arquivo no validador... 10

Leia mais

SINACOR GUIA UTILIZAÇÃO CADASTRO DE CLIENTES - PCIN

SINACOR GUIA UTILIZAÇÃO CADASTRO DE CLIENTES - PCIN SINACOR GUIA UTILIZAÇÃO CADASTRO DE CLIENTES - PCIN Classificação das Informações 6/6/2016 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 Introdução... 3 2 Interface Visual... 4 3 LOGIN / Acesso...

Leia mais

SPED CONTÁBIL PREENCHIMENTO

SPED CONTÁBIL PREENCHIMENTO SPED CONTÁBIL PREENCHIMENTO Registro 0000 - Abertura do Arquivo Digital e Identificação do Empresário ou da Sociedade Empresária O registro 0000 é o registro de abertura do arquivo digital onde levará

Leia mais

MANUAL CONTABILIZAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO - COMPLETO

MANUAL CONTABILIZAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO - COMPLETO PARAMETRIZAÇÃO PARA CONTABILIZAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO A rotina de parametrização pode ser acessada através dos módulos: MÓDULO FOLHA MÓDULO CONTÁBIL Primeiramente é preciso definir como será feito a

Leia mais

Título: Integração de Impostos pagos pelo Escritório Folha x Honorários

Título: Integração de Impostos pagos pelo Escritório Folha x Honorários Título: Integração de Impostos pagos pelo Escritório Folha x Honorários Pode ocorrer alguma situação onde o escritório de contabilidade paga alguns impostos para seus clientes, como por exemplo: INSS,

Leia mais

TUTORIAL ADIANTAMENTOS AO FORNECEDOR

TUTORIAL ADIANTAMENTOS AO FORNECEDOR Apresentação Este tutorial contém informações que orientam como proceder nos processos de: inclusão de adiantamentos que foram feitos para o fornecedor, baixa de adiantamento ao fornecedor com vários títulos,

Leia mais

Sisfinance Evoluir Matriz RJ: Rua do Carmo, 06 Salas 806 a 812 Centro Rio de Janeiro RJ CEP: Tel: (21) Filial SP: Alameda Santos,

Sisfinance Evoluir Matriz RJ: Rua do Carmo, 06 Salas 806 a 812 Centro Rio de Janeiro RJ CEP: Tel: (21) Filial SP: Alameda Santos, Manual do Sistema de Conta Margem 2 Índice 1 Apresentação...3 2 Login...3 3 Cadastro...4 3.1 Clientes...4 3.2 Clientes Vinculados...5 3.3 Feriados...6 4 Consultas...7 4.1 Clientes Vinculados...9 4.2 Custódia

Leia mais

Risco IPN V2. Roteiro de Certificação Fase 4. Classificação das Informações. [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [ x ] Uso Público

Risco IPN V2. Roteiro de Certificação Fase 4. Classificação das Informações. [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [ x ] Uso Público Classificação das Informações [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [ x ] Uso Público A implantação da Fase 2 do Projeto de Integração das Clearings depende da aprovação dos órgãos reguladores. Contatos CTC

Leia mais

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF Guia de Instruções 1 Conteúdo Apresentação... 3 Instruções para... 4 1. Importação da e Recuperação da ECD... 4 2. Recuperação da ECD sem mapeamento para o Plano Referencial... 4 3. Recuperação da ECD

Leia mais

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal Introdução A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ),

Leia mais

SPED ECF - Como gerar as informações do registro M350 referente à Parte A - Demonstração da Base de Cálculo?

SPED ECF - Como gerar as informações do registro M350 referente à Parte A - Demonstração da Base de Cálculo? SPED ECF - Como gerar as informações do registro M350 referente à Parte A - Demonstração da Base de Cálculo? Esta opção estará disponível somente para empresas com forma de tributação de lucro: Lucro Real

Leia mais

PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS CLEARINGS FASE 2

PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS CLEARINGS FASE 2 PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS CLEARINGS FASE 2 Estratégia de Transição Clearing de Renda Variável e Renda Fixa Privada A implantação da Fase 2 do Projeto de Integração das Clearings depende da aprovação dos

Leia mais

Controle de Financiamentos. Sumário

Controle de Financiamentos. Sumário Fernanda Klein Both 02/04/2013 008.011.0035 B13 1/8 Controle de Financiamentos Sumário 1. Objetivo... 2 2. Cadastros... 2 2.1. Instituições Financeiras... 2 2.2. Conta Corrente... 2 2.3. Linhas de Crédito...

Leia mais

Para os demais formatos, o relatório será gerado mas virá com configurações incorretas.

Para os demais formatos, o relatório será gerado mas virá com configurações incorretas. Balancete Produto : TOTVS Gestão Patrimonial - 12.1.1 Processo : Relatórios Subprocesso : Balancete Data publicação da : 29/04/2015 O Balancete é um relatório contábil oficial exigido pela Legislação.

Leia mais

OBS: Lucros Acumulados Prejuízos Acumulados Lucro do Período Prejuízo do Período OBS:

OBS: Lucros Acumulados Prejuízos Acumulados Lucro do Período Prejuízo do Período OBS: Erro SPED Contábil - Registro J210 - "A soma dos fatos contábeis (somatório do campo 03 dos registros J215 filhos) deve ser igual ao saldo final do código de aglutinação (campo 04 do registro J210) mais

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I SUMÁRIO COMO CADASTRAR UM PLANO DE CONTAS... 3 COMO CADASTRAR CENTROS DE CUSTO... 7 CADASTRO DE HISTÓRICOS PADRÕES... 9 COMO CADASTRAR LANÇAMENTOS PADRÕES... 12

Leia mais

Manual de Instruções do Movimento de Caixa

Manual de Instruções do Movimento de Caixa Manual de Instruções do Movimento de Caixa 1 Sumário MANUAL DO MOVIMENTO DE CAIXA 3 Cadastrando o Plano de Contas 3 Cadastrando as Contas Bancárias/Caixa 4 Cadastrando um Tipo Contábil pelo Athenas3000

Leia mais

1 Menu Controle Fiscal Contábil de Transição (Fcont)

1 Menu Controle Fiscal Contábil de Transição (Fcont) 1 O Controle Fiscal de Transição FCONT, surgiu para atender as necessidades do Regime Tributário de Transição RTT, sendo aprovado pela Medida Provisória 449/09. Para o Fcont, a empresa deverá apresentar

Leia mais

Como realizar configuração para integração na Folha?

Como realizar configuração para integração na Folha? Como realizar configuração para integração na Folha? Os dados a seguir foram elaborados para explicar as configurações a serem realizadas para integração entre os módulos Folha e Contabilidade. 1 CONFIGURAR

Leia mais

Livros: indicar qual o Livro que será extraído as informações:

Livros: indicar qual o Livro que será extraído as informações: LF0302 - EXTRATOR SPED CONTÁBIL Executar o programa de Extrator SPED Contábil (LF0302). Esse programa tem objetivo de buscar as informações necessárias para gerar o arquivo do SPED Contábil. O arquivo

Leia mais

Como Realizar a Conferência dos Itens Estatísticos com os Relatórios Contábeis?

Como Realizar a Conferência dos Itens Estatísticos com os Relatórios Contábeis? Como Realizar a Conferência dos Itens Estatísticos com os Relatórios Contábeis? Número do Artigo: 1398 Classificação: Não classificado Última Atualização: Tue, Jul 11, 2017 6:18 PM A validação da contabilização

Leia mais

AJUDA DE NAVEGAÇÃO OFFICE2 CRM - CLIENTE

AJUDA DE NAVEGAÇÃO OFFICE2 CRM - CLIENTE AJUDA DE NAVEGAÇÃO OFFICE2 CRM - CLIENTE ATENÇÃO: Solicitamos que em caso de ao acessar o Office 2 CRM, encontrar qualquer informação divergente de sua empresa, nos comunique imediatamente, por favor,

Leia mais

TAXAS E TARIFAS BOVESPA

TAXAS E TARIFAS BOVESPA SINACOR TAXAS E TARIFAS BOVESPA Importação BVBG.072 (TMRV) IPN V2 Sumário 1. Objetivo... 3 2. Configurador do SINACOR... 3 3. Serviço e ativador SINACOR... 4 4. Enterprise Service - Importação... 4 5.

Leia mais

Workshop Certificação Fase 9 Cálculo e Funcionalidades de Administração de Risco e Transferência de Posição

Workshop Certificação Fase 9 Cálculo e Funcionalidades de Administração de Risco e Transferência de Posição Workshop Certificação Fase 9 Cálculo e Funcionalidades de Administração de Risco e Transferência de Posição Outubro de 2013 A implantação da integração das clearings da BM&FBOVESPA e do novo sistema de

Leia mais

Boletim Técnico. Fonte:

Boletim Técnico. Fonte: Agrupamento de Lançamentos Contábeis Produto : - Versão 11.50 Processo Subprocesso : Manutenção de Lotes : Agrupamento de Lançamentos Contábeis Data da publicação : 04/10/2012 O processo de Agrupamento

Leia mais

Gestão Financeira (Tesouraria)

Gestão Financeira (Tesouraria) Soluções Gestão Financeira (Tesouraria) Contas a Receber - Cobrança Registro de contrato de prestação de serviços com condições de cobrança; Controle de reajuste contratuais com periodicidade, índices

Leia mais

Projeto IPN Integração do Pós- Negociação 27º Reunião do GT-Testes 26 de Junho de 2014

Projeto IPN Integração do Pós- Negociação 27º Reunião do GT-Testes 26 de Junho de 2014 Projeto IPN Integração do Pós- Negociação 27º Reunião do GT-Testes 26 de Junho de 2014 * A implantação da integração das clearings da BM&FBOVESPA e do novo sistema de risco CORE (Closeout Risk Evaluation)

Leia mais

MPE-Manual ADF_Conciliação Bancária de Cartão de Crédito

MPE-Manual ADF_Conciliação Bancária de Cartão de Crédito ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA CONCILIAÇÃO BANCÁRIA DE CARTÃO DE CRÉDITO Página 1 de 8 1.0 CONCILIAÇÃO BANCÁRIA DE OPERAÇÕES DE CARTÃO DE CRÉDITO Esse processo será utilizado para conciliar os lançamentos, referentes

Leia mais

Marketing Comercial. campanhas promocionais. marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu

Marketing Comercial. campanhas promocionais.  marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu Soluções Marketing Comercial Registro e classificação dos contatos com clientes e prospects. Possibilidade de geração de compromissos encadeados, além de acompanhamento das ações promovidas pelas equipes

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.122a

Cordilheira Escrita Fiscal 2.122a LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

ROTEIRO RESUMIDO DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER / COBRANZA

ROTEIRO RESUMIDO DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER / COBRANZA ROTEIRO RESUMIDO DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER / COBRANZA O objetivo deste material é apresentar a contabilização das principais operações existentes nos sistemas Controller e Cobranza, de forma resumida. A

Leia mais

Cordilheira Sistema Contábil 2.85a Conciliação Contábil

Cordilheira Sistema Contábil 2.85a Conciliação Contábil LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

CAPITULO SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI

CAPITULO SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI SECAO 021200 - FACILIDADE PARA UTILIZAÇÃO DO SIAFI (DICAS) ASSUNTO 021216 - PROCEDIMENTO PARA INCLUSÃO DE FOLHA

Leia mais

PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA A CONFERÊNCIA DO BALANCETE CONTÁBIL

PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA A CONFERÊNCIA DO BALANCETE CONTÁBIL PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA A CONFERÊNCIA DO BALANCETE CONTÁBIL A cada fechamento mensal, para a conferência dos saldos contábeis das contas (principalmente as da execução orçamentária e financeira), podem

Leia mais

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul.

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul. Título: MS - Como realizar o cálculo do ICMS sobre o estoque das mercadorias incluídas do regime de Substituição Tributária conforme Art. 2º do Decreto nº 14.359/2015? Esta solução é exclusiva para empresas

Leia mais

Marketing Comercial. campanhas promocionais. marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu

Marketing Comercial. campanhas promocionais.  marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu Soluções Marketing Comercial Registro e classificação dos contatos com clientes e prospects. Possibilidade de geração de compromissos encadeados, além de acompanhamento das ações promovidas pelas equipes

Leia mais

PROCESSOS Contabilidade, Financeiro e Fiscal

PROCESSOS Contabilidade, Financeiro e Fiscal PROCESSOS Contabilidade, Financeiro e Fiscal ÍNDICE LANÇAMENTOS DO FINANCEIRO A VISTA LANÇAMENTOS DO FINANCEIRO A PRAZO ENTRADAS ADIANTAMENTO CLIENTES E FORNECEDORES TIPO CONTÁBIL RATEIO DE CUSTOS. INFORMAÇÕES

Leia mais

FCONT. Geração do Arquivo

FCONT. Geração do Arquivo 1 FCONT Geração do Arquivo 2 Sumário 1. Geração do arquivo FCONT:... 3 1.1. Blocos do arquivo de importação do FCONT:... 3 1.2. Descrição das informações referentes aos registros:... 3 1.3. Exemplo de

Leia mais

Título: Como configurar o sistema para utilizar o crédito de PIS e COFINS após o término do prazo decadencial?

Título: Como configurar o sistema para utilizar o crédito de PIS e COFINS após o término do prazo decadencial? Título: Como configurar o sistema para utilizar o crédito de PIS e COFINS após o término do prazo decadencial? 1 PARÂMETROS; 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Na guia GERAL, clique

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA ANUAL E DIMOB. Sami ERP Imobiliário

IMPOSTO DE RENDA ANUAL E DIMOB. Sami ERP Imobiliário IMPOSTO DE RENDA ANUAL E DIMOB Sami ERP Imobiliário Atualize o módulo do Aluguel (ALUGUEL.EXE) para efetuar os processos necessários para acúmulo dos valores do IRRF e posteriormente a geração do arquivo

Leia mais

Como configurar integração sem separador e rateio Conforme cálculo da folha?

Como configurar integração sem separador e rateio Conforme cálculo da folha? Como configurar integração sem separador e rateio Conforme cálculo da folha? Os dados a seguir foram elaborados para explicar as configurações a serem realizadas na integração entre os módulos Folha e

Leia mais

Importação de Extrato Eletrônico EEFI Operadora de Cartão de Crédito REDECARD

Importação de Extrato Eletrônico EEFI Operadora de Cartão de Crédito REDECARD Importação de Extrato Eletrônico EEFI Operadora de Cartão de Crédito REDECARD Introdução Quando o pagamento é efetuado via cartão de crédito ou débito, é gerado um título financeiro em nome da operadora

Leia mais

Liberação de Atualização

Liberação de Atualização Liberação de Atualização Cordilheira Recursos Humanos 2.149h Criado tratamento para controle de pagamento das guias de desconto sindical: sindical patronal e sindicais diversos (contribuição assistencial,

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Tesouraria Menu Rápido

Guia de Implantação Bluesoft ERP Tesouraria Menu Rápido Guia de Implantação Bluesoft ERP Tesouraria Menu Rápido O objetivo deste guia é fornecer um roteiro para a implantação módulo Menu Rápido do sistema Bluesoft ERP. O que é Tesouraria Menu Rápido? Tesouraria

Leia mais

Marketing Comercial. campanhas promocionais. marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu

Marketing Comercial. campanhas promocionais.  marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu Soluções Marketing Comercial Registro e classificação dos contatos com clientes e prospects. Possibilidade de geração de compromissos encadeados, além de acompanhamento das ações promovidas pelas equipes

Leia mais

IPNv2 - Integração da Pós Negociação

IPNv2 - Integração da Pós Negociação IPNv2 - Integração da Pós Negociação Painel de Erros Produção Paralela Janeiro / 2017 Versão 23.0 Índice 1 Sobre este documento... 3 2 Histórico de alterações... 3 3 Erros... 6 2 1 Sobre este documento

Leia mais

Título: Como configurar o gerenciador Busca NF-e no Escritório?

Título: Como configurar o gerenciador Busca NF-e no Escritório? Título: Como configurar o gerenciador Busca NF-e no Escritório? Esta configuração deve ser realizada no ambiente do Escritório de Contabilidade, utilizando o Certificado Digital do Cliente do Escritório.

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica ( Integração RM Nucleus ) Passos para geração do movimento. ( RM Nucleus ) Criação do Tipo de movimento

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica ( Integração RM Nucleus ) Passos para geração do movimento. ( RM Nucleus ) Criação do Tipo de movimento Emissão de Nota Fiscal Eletrônica ( Integração RM Nucleus ) Passos para geração do movimento ( RM Nucleus ) Criação do Tipo de movimento Só serão listados tipos de movimentos que obedecem às seguintes

Leia mais

Movimento Contábil. Procedimentos para realizar movimentações contábeis.

Movimento Contábil. Procedimentos para realizar movimentações contábeis. Procedimentos para realizar movimentações contábeis. Copyright 2010 flexlife todos diretos reservados www. flexlife.com.br Versão 1.0-19/08/15 1. Para Consultar um Movimento Contábil Selecione o menu Contabilidade

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA GERENCIADOR DE SISTEMAS - 2.48A 1 - Alterada a rotina de Backup do Sistema, em Utilitários, para que seja possível

Leia mais

Sistema LNR. Manual do Usuário. Versão: Última modificação: 3/10/2013

Sistema LNR. Manual do Usuário. Versão: Última modificação: 3/10/2013 7/4/2010 E Sistema LNR Manual do Usuário Versão: 1.0.0 Última modificação: 3/10/2013 Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor Agosto de 2013 1.0.0 Versão inicial DI-CSLB A implantação da integração

Leia mais

Sped Contábil G - Diário Geral; R - Diário com Escrituração Resumida (vinculado a livro auxiliar); A - Diário Auxiliar; Z - Razão Auxiliar;

Sped Contábil G - Diário Geral; R - Diário com Escrituração Resumida (vinculado a livro auxiliar); A - Diário Auxiliar; Z - Razão Auxiliar; Sped Contábil Informações: Podem ser incluídos todos os livros da escrituração contábil, em suas diversas formas. O diário e o razão são, para o Sped Contábil, um livro digital único (consulte a Resolução

Leia mais

Controle de Caixa. Financeiro - Tesouraria

Controle de Caixa. Financeiro - Tesouraria Financeiro - Tesouraria Sumário Sumário... 2 1 Conceitos Básicos... 3 1.1 Objetivos Instrucionais... 3 1.2 Fluxo de Processo do Controle de Caixinha... 3 1.3 Controle de Caixinha... 3 1.4 Controle de Caixinha

Leia mais

Departamento de Tecnologia da Informação PROJETO INTEGRAÇÃO INTRANET/FINANCIERO E CONTABILIDADE

Departamento de Tecnologia da Informação PROJETO INTEGRAÇÃO INTRANET/FINANCIERO E CONTABILIDADE Departamento de Tecnologia da Informação PROJETO INTEGRAÇÃO INTRANET/FINANCIERO E CONTABILIDADE Este documento tem como objetivo detalhar tecnicamente a integração de dados da atual intranet para o sistema

Leia mais

FORTES FISCAL INVENTÁRIO

FORTES FISCAL INVENTÁRIO FORTES FISCAL INVENTÁRIO Esse manual tem por objetivo demonstrar as formas de inclusão do inventário no Fortes Fiscal, bem como a geração do mesmo no arquivo SPED Fiscal. Atualmente existem existem três

Leia mais

TUTORIAL Lucro Real BLOCO K

TUTORIAL Lucro Real BLOCO K TUTORIAL Lucro Real BLOCO K ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) Para gerar o Bloco K e seus registros automaticamente, primeiro é necessário verificar a qualificação da pessoa jurídica que está selecionada

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal - ECF

Escrituração Contábil Fiscal - ECF EMPRESAS LUCRO REAL As empresas que são tributadas pelo Lucro Real, pagam o IRPJ e a CSLL com base no lucro obtido em sua contabilidade, ajustado de receitas e despesas que não devem ser consideradas,

Leia mais

PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS CLEARINGS FASE 2

PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS CLEARINGS FASE 2 PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS CLEARINGS FASE 2 12ª Reunião do Grupo de Trabalho com Participantes (GT-TE) Clearing de Renda Variável e Renda Fixa Privada A implantação da Fase 2 do Projeto de Integração das

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Geração do SPED Contábil

Geração do SPED Contábil Geração do SPED Contábil Geração do SPED Contábil Para facilitar o entendimento da rotina de geração do SPED Contábil no Sistema Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou

Leia mais

SPED ECF - Como importar as informações do registro U182 referente ao cálculo da CSLL para empresa Imune/ Isenta?

SPED ECF - Como importar as informações do registro U182 referente ao cálculo da CSLL para empresa Imune/ Isenta? SPED ECF - Como importar as informações do registro U182 referente ao cálculo da CSLL para empresa Imune/ Isenta? Esta opção estará disponível somente para empresas com forma de tributação de lucro: Imune/Isenta.

Leia mais

Título: Como configurar o rateio de centro de custos por filiais?

Título: Como configurar o rateio de centro de custos por filiais? Título: Como configurar o rateio de centro de custos por filiais? 1- PARÂMETROS 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Na guia GERAL, clique em DEFINIÇÕES; 1.3 No quadro GERAL, no campo

Leia mais

Manual de Usuário. Módulo Acerto Viagens

Manual de Usuário. Módulo Acerto Viagens Manual de Usuário Módulo Acerto Viagens MÓDULO DOS ACERTOS DE VIAGENS DOS MOTORISTAS. Este módulo permite registrar, acompanhar e calcular os valores envolvidos nas viagens dos motoristas ou agregados

Leia mais

SPED ECF - Como configurar uma empresa do Lucro Presumido (Escrituração Contábil Comercial) e gerar a declaração?

SPED ECF - Como configurar uma empresa do Lucro Presumido (Escrituração Contábil Comercial) e gerar a declaração? SPED ECF - Como configurar uma empresa do Lucro Presumido (Escrituração Contábil Comercial) e gerar a declaração? 1 PARÂMETROS DA EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Clique na

Leia mais

Retenções de Impostos Federais Regime de Caixa/Regime de Competência

Retenções de Impostos Federais Regime de Caixa/Regime de Competência Retenções de Impostos Federais Regime de Caixa/Regime de Competência Introdução Quando a operação determina retenção de impostos federais na emissão de notas fiscais, é possível efetuar o cálculo das retenções

Leia mais

SINDICAL A G E S TÃ O C O M P L E TA PA R A O S E U S I N D I C AT O. Missão Asplan

SINDICAL A G E S TÃ O C O M P L E TA PA R A O S E U S I N D I C AT O. Missão Asplan Missão Asplan Compromisso com o negócio dos nossos clientes provendo soluções inteligentes na gestão de informações. Asplan Sistemas Durante toda a sua história a Asplan sempre teve uma preocupação: desenvolver

Leia mais

Este manual tem como principal finalidade, ajudar os usuários nas movimentações do Bancos. ERP -> Lançamento Bancário.

Este manual tem como principal finalidade, ajudar os usuários nas movimentações do Bancos. ERP -> Lançamento Bancário. Manual Financeiro Bancos Página 1 de 19 Descrição Este manual tem como principal finalidade, ajudar os usuários nas movimentações do Bancos. Relação dos Tópicos a serem vistos neste manual - Bancos o o

Leia mais

Emissão Doc Extra de Condomínio Sami ERP ++

Emissão Doc Extra de Condomínio Sami ERP ++ Emissão Doc Extra de Condomínio Sami ERP ++ 1. Baixa de Parcelas Acesse o Módulo CONDOMÍNIO CÁLCULOS DA EMISSÃO BAIXA DE PARCELAS. Este programa efetua a baixa das parcelas dos eventos lançados nas unidades,

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 2 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais

SPED ECF - Como configurar uma empresa do Lucro Real e gerar a declaração?

SPED ECF - Como configurar uma empresa do Lucro Real e gerar a declaração? SPED ECF - Como configurar uma empresa do Lucro Real e gerar a declaração? 1 PARÂMETROS DA EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Na guia GERAL, opção INFORMATIVOS, clique em GERA

Leia mais

SIMPLES INFORMÁTICA E CONSULTORIA LTDA

SIMPLES INFORMÁTICA E CONSULTORIA LTDA INCONSISTÊNCIAS MAIS COMUNS PARA SAGRES 2014 #1.1. FONTES DE RECURSOS: PLANO DE CONTAS Informa-se a fonte de recurso para contas bancárias ou para contas onde existe saldo de abertura. No plano de contas,

Leia mais

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 003/2012

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 003/2012 Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 003/2012 Brasília-DF Janeiro/2012 INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 003/2012 Processo CFC n.º 2012/000008

Leia mais

Conectividade IPN. Roteiro de testes de Conectividade IPN Fase 3. Versão: 1.0 Última modificação: 28/05/2013

Conectividade IPN. Roteiro de testes de Conectividade IPN Fase 3. Versão: 1.0 Última modificação: 28/05/2013 7/4/2010 Conectividade IPN Roteiro de testes de Conectividade IPN Fase 3 Versão: 1.0 Última modificação: 28/05/2013 Roteiro de testes de Conectividade IPN Fase 3 Versão 1.0 Contato CTC Centro de Testes

Leia mais

Liberação de Atualização

Liberação de Atualização Cordilheira Escrita Fiscal 2.174A Liberação de Atualização Criadas rotinas para possibilitar a parametrização da apuração automática do diferencial de alíquota, antecipação parcial do ICMS, e antecipação

Leia mais

Demonstrativo Contábil

Demonstrativo Contábil Demonstrativo Contábil Para efetivar consultas através do programa Demonstrativo Contábil (módulo Contabilidade Gerencial / Consultas), opção de visualização Demonstrativo Contábil, criar previamente as

Leia mais

Layout do Arquivo do imercado. Data: 31/07/2015

Layout do Arquivo do imercado. Data: 31/07/2015 Layout do Arquivo do imercado 1 Histórico de alterações Data de atualização Versão Informações 31/07/2015 1.0 Divulgação dos atributos do Arquivo do imercado que substituirá os arquivos CINF e CINFD; além

Leia mais

Imposto de Renda Anual e DIMOB Sami ERP++

Imposto de Renda Anual e DIMOB Sami ERP++ Imposto de Renda Anual e DIMOB Sami ERP++ Atualize o módulo do Aluguel (ALUGUEL.EXE) para efetuar os processos necessários para acúmulo dos valores do IRRF e posteriormente a geração do arquivo para importação

Leia mais

GUIA CONFIGURAÇÃO MMK. Classificação das Informações. Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público

GUIA CONFIGURAÇÃO MMK. Classificação das Informações. Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público GUIA CONFIGURAÇÃO MMK Classificação das Informações Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público 15/12/2015 ÍNDICE 1 Introdução... 3 2 Dependencias... 4 3 Serviço... 4 4 Configurador do SINACOR Outros

Leia mais

Apresentação Procedimentos iniciais Acertar Carregamento Acertar Caixa Checkout... 6

Apresentação Procedimentos iniciais Acertar Carregamento Acertar Caixa Checkout... 6 Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 1 2. Acertar Carregamento... 4 3. Acertar Caixa Checkout... 6 4. Acerto de Carregamento Zero (Venda balcão)... 8 Apresentação Esta rotina tem como

Leia mais

1. Desoneração da Folha de Folha de Pagamento

1. Desoneração da Folha de Folha de Pagamento 1. Desoneração da Folha de Folha de Pagamento A desoneração da folha de pagamento é constituída de duas medidas complementares. Em primeiro lugar, o governo está eliminando a atual contribuição previdenciária

Leia mais

SPED ECF - Como recuperar os arquivos ECD e ECF Ano anterior?

SPED ECF - Como recuperar os arquivos ECD e ECF Ano anterior? SPED ECF - Como recuperar os arquivos ECD e ECF Ano anterior? Conforme Manual do SPED ECF, Atualização Maio/2017, página 12, "Uma das inovações da ECF corresponde, para as empresas obrigadas a entrega

Leia mais

1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815).

1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815). 1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815). Disponibilizada nova versão revisada da geração do arquivo magnético da EFD Pis/Cofins, compatibilizada com as regras publicadas até a última versão

Leia mais

TOTVS - Microsiga Protheus Financeiro

TOTVS - Microsiga Protheus Financeiro 16/08/2011 Sumário Sumário... 2 1 Conceitos Básicos... 4 1.1 Novas Funcionalidades... 4 2 Produto Padrão... 5 2.1 Fluxo de Caixa por Natureza Financeira... 5 2.2 Base Diferenciada para Impostos... 6 2.3

Leia mais

Importação de condomínios do Gecond para o Gecond 3

Importação de condomínios do Gecond para o Gecond 3 Importação de condomínios do Gecond para o Gecond 3 Este documento visa explicar o processo de importação de condomínios e documentos do Gecond (versão Windows) para a nova plataforma Gecond 3 Índice 1.

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E109A9 Jéssica Pinheiro 01/04/2016 2/11 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Parâmetro para controle do saldo na geração de pedido de compra de venda

Leia mais

SPED CONTÁBIL ECD (Geração e transmissão)

SPED CONTÁBIL ECD (Geração e transmissão) SPED CONTÁBIL ECD (Geração e transmissão) Conteúdo: 1. Dados do responsável e contabilista 2. Emissão de balancete para conferência 3. Gerando arquivo ECD no sistema JOTEC 4. Utilizando o programa validador

Leia mais

Serão listadas as disciplinas de sua responsabilidade no período selecionado

Serão listadas as disciplinas de sua responsabilidade no período selecionado Lançamento de Frequências e Notas 1. Para acessar o SISTEMA ACADÊMICO, abra o navegador Mozilla Firefox ou Google Chrome. 2. Digite na barra de endereços: acadêmico.unemat.br Após aperte a tecla

Leia mais

Versão 8.3A-01. Versão Final da Apostila de Novidades

Versão 8.3A-01. Versão Final da Apostila de Novidades Versão 8.3A-01 Versão Final da Apostila de Novidades Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas

Leia mais

SPED PIS/Cofins. Escrita Fiscal Tutorial

SPED PIS/Cofins. Escrita Fiscal Tutorial 1 SPED PIS/Cofins Conforme Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010 (D.O.U. 7.7.2010), que institui a Escrituração Fiscal Digital do PIS/Pasep e da Cofins - EFD-PIS/Cofins (Alterada pela

Leia mais

EGIS FUNCIONALIDADES BÁSICAS

EGIS FUNCIONALIDADES BÁSICAS EGIS FUNCIONALIDADES BÁSICAS 1. ACESSO AO SISTEMA 2. PORTAL 3. CADEIA DE VALORES 4. MÓDULOS HABILITADOS 5. CONSULTAS 6. GRID E SUAS FUNCIONALIDADES 7. NAVIGATOR / BARRA DE NAVEGAÇÃO 8. SELEÇÃO DO PERÍODO

Leia mais