Programa da Unidade Curricular

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa da Unidade Curricular"

Transcrição

1 Programa da Unidade Curricular Designação da Unidade curricular Curso IMPÉRIOS, COLONIALISMO E PÓS-COLONIALISMO I PROGRAMA INTER-UNIVERSITÁRIO DE DOUTORAMENTO EM HISTÓRIA Ano lectivo /semestre 2014/2015 1º semestre Créditos ECTS 6 Coordenadores Ângela Barreto Xavier (ICS-ULisboa) Nuno Gonçalo Monteiro (ICS-ULisboa) Objectivos Metodologia e critérios de avaliação Neste seminário propõe-se uma reflexão em torno a um conjunto de dinâmicas imperiais ocorridas na época moderna, no espaço asiático e atlântico, com especial incidência nas experiências ibéricas. Partindo de uma discussão inicial em torno a conceitos e historiografia (que será retomada na sessão final), o seminário desdobra-se em duas partes: uma primeira parte privilegia as experiências imperiais ocorridas no mundo asiático, aí se destacando temas como o das redes imperiais em contexto global, as culturas políticas concorrentes ou convergentes de diferentes impérios, a complexidade do governo das populações, as articulações entre espaço africano e o mundo do oceano índico, bem como questões relativas às articulações entre produção de saber e práticas imperiais; uma segunda parte ocupa-se da história e da historiografia dos impérios europeus do Atlântico, focando-se especialmente em alguns tópicos seleccionados. Desde logo, a própria génese e evolução dos conceitos de história atlântica. Depois, as modalidades específicas de colonização e ocupação territorial das Américas pelos diversos impérios europeus, bem como os seus fundamentos jurídicos e ideológicos. Em seguida, as conexões peculiares que neles se estabeleceram entre as populações indígenas, a emigração de europeus e o tráfico de escravos, pressupondo vínculos consolidados com África. Depois, ponderam-se as modalidades de constituição das identidades (sociais e territoriais) e de maturação dos conflitos. Por fim, discutem-se os processos de independência das colónias europeias das Américas, na sua diversidade e interdependência. A avaliação é contínua, requer um mínimo de 75% de presenças (9 sessões), e assenta em três componentes principais, com ponderações diferenciadas na nota final: Participação nas aulas: em cada sessão, cada aluno tem de apresentar duas questões relacionadas com as leituras obrigatórias (25% da nota final). Uma exposição crítica de um texto de leitura obrigatória numa das sessões que constituem o seminário. Cada exposição terá a duração máxima de 20 minutos (25% da nota final). Um ensaio (entre 2500 e 4000 palavras) que cruze aspectos do programa com temáticas associadas ao projecto de doutoramento (50% da nota final). Page 1 of 7

2 Distribuição das horas de trabalho Page 2 of 7

3 Bibliografia de trabalho Sessão 1-23 de Setembro: Discussão em torno ao estudo dos impérios na época moderna: conceitos, problemas, perspectivas ARMITAGE, David, ed., Theories of Empire, , Ashgate, 1998 DORÉ, A., L. F. Silvério Lima, L. Geraldo Silva, orgs., Facetas do Império na História: Conceitos e Métodos, Aderaldo & Rothschild, São Paulo, capítulo 1. GUERRA, François-Xavier, L etat et les communautés: comment inventer un empire?, Nuevo Mundo, Mundos Nuevos, (2005). MARQUESE, Rafael e PIMENTA, João Paulo, Tradições de História Global na América Latina e no Caribe, História da Historiografia, n.16, dez POMPER, Philip, The history and theory of empires, in History and Theory, 44.4 (2005): SCHAUB, Jean-Frédéric, La catégorie études coloniales est-elle indispensable?, Annales, -3 (2008) : SUBRAHMANYAM, Sanjay, Imperial and Colonial Encounters: Some Reflections, Nuevo Mundo Mundos Nuevos [En línea], Debates, 2004, Puesto en línea el 08 février URL : Dinâmicas imperiais no mundo asiático (4 sessões) Sessão 2-30 de Setembro: Impérios globais: redes, trocas, mercados (Jorge Santos Alves) Leitura obrigatória: PTAK, Roderich, China and Portugal at Sea: The Early Ming Trading System and the Estado da Índia Compared, China and the Asian Seas. Trade, Travel and the Visions of the Other ( ) (Aldershot/Brookfield/Singapura/Sidnei: Ashgate, 1998 (1ª ed. 1991). WILLS, John E. Jr., Maritime Europe and the Ming, China and Maritime Europe, Trade, Settlement, Diplomacy, and Missions, John E, Wills Jr. (ed.) (Nova Iorque: Cambridge University Press, 2011): ALVES, Jorge Santos, La voix de la prophétie: Informations portugaises de la 1e moitié du XVIe s. sur les voyages de Zheng He», Zheng He. Images & Perceptions/Bilder & Wahrnehmungen, Claudine Salmon e Roderich Ptak (eds.) (Wiesbaden: Harrassowitz Verlag, 2005): CHAN, Albert, The Glory and Fall of the Ming Dynasty (Norman: Oklahoma University Press, 1982). HUCKER, Charles O., Traditional Chinese State in Ming Times ( ) (Tucson: The University of Arizona Press, 1978) (1ª edição, 1961). LOMBARD, Denys, Les Lusiades comparées à deux autres «visions» de la fin du XVIe siècle : le Xi Yang Ji et le roman malais d Alexandre», As Relações entre a Índia Portuguesa, a Ásia do Sueste e o Extremo-Oriente. Actas do VI Seminário Internacional de História Indo-Portuguesa, Artur Teodoro de Matos e Luís Filipe Thomaz (eds.) (Macau/Lisboa, 1993): TAN TA SEN, Cheng Ho and Islam in Southeast Asia (Singapura: ISEAS, 2009). Sessão 3-7 de Outubro: Impérios asiáticos em perspectiva comparada: culturas políticas e instituições (Jorge Santos Alves) FOK KAI CHEONG, The «Macao Formula» at Work An 18 th Century Qing Expert s View on Macau, Estudos de História do Relacionamento Luso-Chinês, séculos XVI-XIX, in António Vasconcelos de Saldanha e Jorge Santos Alves (eds.) (Macau: Instituto Português do Oriente, 1996): Page 3 of 7

4 SALDANHA, António Vasconcelos de, O Significado e a Importância das Práticas Convencionais nas Relações Luso-Chinesas, Estudos sobre as Relações Luso-Chinesas (Lisboa: ISCSP/ICM, 1996): ALVES, Jorge Santos, Choque ou Entendimento entre Impérios? O pensamento estratégico de Hilário de Santa Rosa, Bispo de Macau ( ), Oriente.Ocidente/East, West 31/II (2014): GUY, R. Kent, Qing Governors and Their Provinces. The evolution of territorial administration in China (Washington, Washington University Press, 2010). LIU, Lydia H., The Clash of Empires. The Invention of China in Modern World Making (Washington: Harvard University Press, 2004). Rowe, William T., China s Last Empire. The Great Qing (Cambridge Mss./Londres: Harvard University Press, 2009). VALE, António Martins do, Macau e a China no pensamento de Martinho de Melo e Castro, Anais de História de Além-Mar I (2000): WAKEMAN, Frederic Jr., The Great Enterprise: The Manchu Reconstruction of Imperial Order in Seventeenth-Century China, 2 vols. (Berkeley: University of California Press, 1985). Sessão 4-14 de Outubro: Índia: governo político e governo da diferença no império português (Ângela Barreto Xavier) BETHENCOURT, Francisco, Introduction, in Francisco Bethencourt, ed., Race and Ethnic Relations in the Portuguese empire, Oxford, Oxford University Press, 2012, pp BURBANK, Jane, An Imperial rights regime. Law and citizenship in the Russian empire, Kritika: Explorations in Russian and Eurasian History, Volume 7, Number 3, Summer 2006 (New Series), pp BOXER, Charles H., Portuguese society in the Tropics: the municipal councils of Goa, Macao, Bahia, and Luanda, ( Madison: University of Wisconsin Press, 1965). EATON, Richard M., Tarabai ( ): The rise of Brahmins in Politics, in Cambridge Histories Online Cambridge University Press, 2008, pp GUHA, Sumit, Lower Strata, Older Races, and Aboriginal People: Racial Anthropology and Mythical History Past and Present, The Journal of Asian Studies, 57-2, May 1998, pp XAVIER, Ângela Barreto, Dissolver a Diferença - Conversão e Mestiçagem no Império Português. In Villaverde, Manuel, Wall, Karin, Aboim, Sofia e Silva, Filipe Carreira da (Eds.), Itinerários: A Investigação nos 25 Anos do ICS (pp ). Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2008 Sessão 5-21 de Outubro: África na história do Índico (Eugénia Rodrigues) PEARSON, Michael N., Port Cities and Intruders: The Swahili Coast, India, and Portugal in the Early Modern Era (Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1998), cap. 5 The Portuguese on the Coast, p NEWITT, Malyn, A history of Mozambique (London: Hurst & Company, 1995), cap. 10 The Prazos, p ALLEN, Richard B., Slaves, Freedmen, and Indentured Laborers in Colonial Mauritius (Cambridge: Cambridge University Press, 1999). Page 4 of 7

5 ALPERS, Edward A., Ivory & Slaves in East Central Africa. Changing Patterns of International Trade to the Later Nineteenth Century (Londres: Heinemann, 1975) CAPELA, José, Donas, Senhores e Escravos (Porto: Afrontamento, 1995). MUDENGE, S.I.G., A political History of Munhumutapa c (Harare: Zimbabwe Publishing House, 1988). ZIMBA, Benigna, Alpers, Edward e Isaacman, Allen (ed.), Slave Routes and Oral Tradition in Southeastern Africa (Maputo: Filsom Entertainment, 2005). Sessão 6-28 de Outubro: Império e produção de saberes (Ângela Barreto Xavier) Leitura obrigatória: GUHA, Sumit, Ruling, Identifying, and Counting: Knowledge and Power in Eighteenth- Century India, in Sumit Guha, Beyond Caste, Identity and Power in South Asia, Past and Present, Leiden-Boston, Brill, 2013, pp COHN, Bernard S., Introduction, in COHN, Bernard S., Colonialism and its forms of knowledge, The British in India, Princeton, NJ, Princeton University Press, 1996, pp BAYLY, Christopher, Empire and Information. Intelligence gathering and social communication in India, , Cambridge, CUP, 1999 (1996) BLEICHMAR, Daniela, Paula De Vos, Kristine Huffine, and Kevin Sheehan, eds.m Science in the Spanish and Portuguese Empires, Palo Alto: Stanford University Press COHN, Bernard S., Colonialism and its forms of knowledge, The British in India, Princeton, NJ, Princeton University Press, 1996 POLLOCK, Sheldon, ed., Forms of Knowledge in Early-Modern Asia, Explorations in the Intellectual History of India and Tibet, , Durham and London, Duke University Press, 2011 RAJ, Kapil, Relocating Modern Science: Circulation and the Construction of Knowledge in. South Asia and Europe, Houndmills and New York, 2007 Dinâmicas imperiais no mundo atlântico (4 sessões) Sessão 7-4 de Novembro: Formas de administração das Américas coloniais (Nuno Gonçalo Monteiro) Leituras recomendadas: FRAGOSO, João, GOUVÊA, M. Fátima, BICALHO, M. Fernanda Uma leitura do Brasil Colonial bases da materialidade e da governabilidade no Império IN, Penélope, n.23, 2000, pp GREENE, Jack. Transatlantic colonization and the redefinition of empire in the Early Modern Era. The British-American experience e Peripheries, Centers, and the construction of the Early Modern American Empires, in C. Daniels & M. Kennedy (ed), Negociated Empires. Centers and Peripheries in the Americas, , New York, MONTEIRO, N. G. (2009). A Circulação das Elites no Império dos Bragança ( ): Algumas Notas., Tempo, 27, SOUSA, Laura de Mello e. Política e administração colonial, in O Sol e a sombra, São Paulo, 2006, pp Sessão 8-11 de Novembro: Brasil: dinâmicas populacionais (Nuno Gonçalo Monteiro) Leituras recomendadas: LIVI BACCI, Máximo, 500 anos de demografia brasileira: uma resenha, Revista Brasileira de Estudos de População, v. 19, n. 1, jan./jun. 2002; ELTIS, David. Africa, Slavery, and the Slave Trade, Mid-Seventeenth to Mid-Eighteenth Centuries, Oxford Hanbook on Atlantic History. Oxford, Page 5 of 7

6 Sessão 9-18 de Novembro: África na história do Atlântico: escravatura e transformações culturais (José Silva Horta). Leitura obrigatória MILLER, Joseph C., Slavery and History as Problems in Africa, The Problem of Slavery as History: A Global Approach, New Haven/London, Yale University Press, 2012, cap. 3, pp , , notas finais. Idem, Problematizing Slavery in the Americas as History, ibidem, cap. 4, pp , , notas finais. Bibliografia de apoio GREEN, Toby, The rise of the Trans-Atlantic slave trade in Western Africa, , Cambridge, Cambridge University Press, 2011 [em particular a Introdução em que formula uma perspectiva cultural do tráfico trans-atlântico de escravos]. HEYWOOD, Linda M. (org.), Diáspora Negra no Brasil, S. Paulo, Editora Contexto, 2008 [em particular os caps. contrastantes de Miller, A África Central durante a era dos do comércio de escravizado, de 1490 a 1850 e de Heywood, De Português a Africano: a origem centro-africana das culturas atlânticas crioulas no séc. XVIII ). [A obra é a tradução parcial de L. Heywood (ed.), Central Africans and Cultural Transformations in the American Diaspora, Cambridge, Cambridge University Press, 2002]. HEYWOOD, Linda e THORNTON, John K., Central Africans, Atlantic Creoles, and the Foundation of the Americas, , New York, Cambridge University Press, 2007 [contra esta visão ver Miller e, noutro registo, James SWEET, Recreating Africa. Culture, Kinship, and Religion in the African-Portuguese World, , Chapel Hill and London, The University of North Carolina Press, 2003, trad. port. Recriar África, 2007]. LOVEJOY, Paul E., A escravidão na África: Uma história de suas transformações, Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2002 [Trad. de Transformations in Slavery in Africa: a History of Slavery in Africa, 2ª ed. revista, Cambridge University Press, 2000 esta obra ver em particular o cap. 1, A África e a escravidão representa a visão corrente que Miller pretende rever]. Sessão de Novembro: Modelos de colonização das Américas em perspectiva comparada: doutrinas, instituições, repertórios (José Vicente Serrão) ROPER, Louis H.; Van Ruymbeke, Bertrand. Introduction, Constructing Early Modern empires: proprietary ventures in the Atlantic world, Leiden/Boston: Brill, 2007, pp MACMILLAN, Ken. Sovereignty and Possession in the English New World: The Legal Foundations of Empire, New York: Cambridge University Press, BENTON, Lauren; Straumann, Benjamin. Acquiring Empire by Law: From Roman Doctrine to Early Modern European Practice. Law and History Review, 28 (2010): PAGDEN, Anthony, Law, colonization, legitimation and the European background, in M. Grossberg and C. L. Tomlins (eds), The Cambridge history of law in America, vol. 1, Cambridge: Cambridge University Press, 2008, pp LANGE, M.; Mahoney, J.; vom Hau, M. Colonialism and development: A comparative analysis of Spanish and British colonies. American Journal of Sociology (2006): Sessão 11-2 de Dezembro: A era das independências americanas (José Damião Rodrigues). Leitura obrigatória: MORELLI, Federica, La redefinición de las relaciones imperiales: en torno a la relación reformas dieciochescas/independencia en América, Nuevo Mundo Mundos Nuevos [on line], Debates, 2008, colocado on line a 17 de Maio de 2008, disponível em <URL: Page 6 of 7

7 Bibliografia de apoio ADELMAN, Jeremy, Sovereignty and Revolution in the Iberian World, Princeton and Oxford, Princeton University Press, 2006 BREÑA, Roberto, El imperio de las circunstancias: las independencias hispanoamericanas y la revolución liberal española, Madrid, Marcial Pons Ediciones de Historia, 2012 KLOOSTER, Wim, Revolutions in the Atlantic World. A Comparative History, New York and London, New York University Press, 2009 PAQUETTE, Gabriel, Historiographical Reviews. The Dissolution of the Spanish Atlantic Monarchy, The Historical Journal, Cambridge, vol. 52, n.º 1, 2009, pp Sessão 12-9 de Dezembro: Sessão de discussão em torno às dinâmicas imperiais da época moderna Page 7 of 7

TÓPICO ESPECIAL: IMPÉRIOS IBÉRICOS NO ANTIGO REGIME

TÓPICO ESPECIAL: IMPÉRIOS IBÉRICOS NO ANTIGO REGIME TÓPICO ESPECIAL: IMPÉRIOS IBÉRICOS NO ANTIGO REGIME Optativa / Carga Horária: 60hs Ementa: O curso visa analisar a formação dos Impérios Ibéricos entre os séculos XV e XVIII, considerando-se a perspectiva

Leia mais

PORTUGUESES EM TERRAS

PORTUGUESES EM TERRAS CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA PORTUGUESES EM TERRAS E MARES DA CHINA MING-QING 24 HORAS (8 SESSÕES DE 3 HORAS) 8 DE JUNHO A 27 DE JULHO DE 2013 (SÁBADOS DAS 10H00 ÀS 13H00) COORDENAÇÃO: CRISTINA COSTA GOMES

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA MISSIONÁRIOS JESUÍTAS NA CHINA MING/QING ISABEL MURTA PINA

CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA MISSIONÁRIOS JESUÍTAS NA CHINA MING/QING ISABEL MURTA PINA CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA MISSIONÁRIOS JESUÍTAS NA CHINA MING/QING ISABEL MURTA PINA Centro Científico e Cultural de Macau, I.P. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA > OBJECTIVOS Partindo de uma panorâmica

Leia mais

(com Volodymyr Dubovyk) (eds.), Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, Amesterdão, IOS Press, 2011, 120 pp. (ISBN: 978-1-60750-669-0).

(com Volodymyr Dubovyk) (eds.), Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, Amesterdão, IOS Press, 2011, 120 pp. (ISBN: 978-1-60750-669-0). Luís Nuno Rodrigues é Doutorado em História Americana pela Universidade do Wisconsin e em História Moderna e Contemporânea (especialidade História das Relações Internacionais na Época Contemporânea) pelo

Leia mais

A Igreja em Reforma e Expansão: o caso do Atlântico Português

A Igreja em Reforma e Expansão: o caso do Atlântico Português 1 BAHIA 16-19 American, European and African forging of a colonial capital city Minicurso no âmbito do projeto IRSES Bahia 16-19 A Igreja em Reforma e Expansão: o caso do Atlântico Português Docente: Hugo

Leia mais

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA 1) Sociologia II A Escola de Ciências Sociais / CPDOC da FGV-RJ informa a abertura de processo seletivo para a contratação de um professor horista para a disciplina

Leia mais

(título provisório) AUTOR. Doutoranda no Instituto Universitário Europeu, Florença

(título provisório) AUTOR. Doutoranda no Instituto Universitário Europeu, Florença XXXI ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE HISTÓRIA ECONÓMICA E SOCIAL PROPOSTA DE COMUNICAÇÃO A UNIÃO IBÉRICA E O CONSELHO DA ÍNDIA (1604-1614): DINÂMICAS LUSO-CASTELHANAS NA ADMINISTRAÇÃO DO IMPÉRIO ULTRAMARINO

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DE MACAU, MACAU, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DE MACAU

ADMINISTRAÇÃO. REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DE MACAU, MACAU, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DE MACAU ADMINISTRAÇÃO. REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DE MACAU, MACAU, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DE MACAU 1988 N.º 3-4 RANGEL, Jorge, Macau no diálogo cultural com o Oriente, pp. 7-18 1989 N.º 5 CHONG, Ieong Wan,

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Curso de Formação de Professores, Universidade Aberta, 1990, com a classificação de 16,5 valores

CURRICULUM VITAE. Curso de Formação de Professores, Universidade Aberta, 1990, com a classificação de 16,5 valores CURRICULUM VITAE 1. NOME Eugénia Rodrigues 2. PAÍS DE NACIONALIDADE Portugal 3. MORADA INSTITUCIONAL Instituto de Investigação Científica e Tropical Departamento de Ciências Humanas R. da Junqueira, 30,

Leia mais

Risco, Ciência e Sociedade: Zonas de interrogação, Interfaces disciplinares

Risco, Ciência e Sociedade: Zonas de interrogação, Interfaces disciplinares Cristiana Bastos Risco, Ciência e Sociedade: Corpos de saber, Zonas de interrogação, Interfaces disciplinares Ciência 2008 - Encontro com a Ciência em Portugal Promovido pelos Laboratórios Associados Lisboa,

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Sociais e Humanas 1ª Aula 22-2-2006 Apresentação: objectivos, programa e método de avaliação. 2ª Aula 24-2-2006 Introdução. Do que falamos quando falamos de quotidiano? Certeau, Michel de (1990 [1980, 1ª ed.]), L invention

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Propriedade Industrial

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Propriedade Industrial INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico / / Aprovação do Conselho Técnico-Científico / / Ficha de Unidade Curricular

Leia mais

CURRICULUM VITAE. 1. Dados Pessoais. Contactos. 2. Formação Académica. Nome. Nacionalidade Portuguesa Data de nascimento 23/02/1987

CURRICULUM VITAE. 1. Dados Pessoais. Contactos. 2. Formação Académica. Nome. Nacionalidade Portuguesa Data de nascimento 23/02/1987 CURRICULUM VITAE 1. Dados Pessoais Nome Manuel Campos Robalo Leite de Magalhães Nacionalidade Portuguesa Data de nascimento 23/02/1987 Contactos Telemóvel 916 945 941 Telefone 214 423 856 Correio electrónico

Leia mais

DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5,0

DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5,0 DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: Gestão de Eventos Área Científica: Ciências da Comunicação CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5,0 CURSO: Comunicação e Relações Públicas Ano: 1º 2º 3º 4º Semestre:

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA. Disciplina

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA. Disciplina CURSO Ano / Semestre 2015/2 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA Disciplina CAD310026 - Internacionalização da Educação Superior e Gestão da Cooperação Internacional

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ÁFRICA (QUESTÕES POLÍTICAS, ECONÓMICAS E SOCIAIS) Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ÁFRICA (QUESTÕES POLÍTICAS, ECONÓMICAS E SOCIAIS) Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular ÁFRICA (QUESTÕES POLÍTICAS, ECONÓMICAS E SOCIAIS) Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Relações Internacionais 3. Ciclo

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS (Programa e bibliografia geral seleccionada) Revista em 05/11/2014 5.º Ano Ano Lectivo 2014/2015 Regente Rui Pedro de Carvalho

Leia mais

FICHA DE DISCIPLINAS: ANO LECTIVO DE 2008/09 SERVIÇO SOCIAL. Questões Avançadas em Serviço Social

FICHA DE DISCIPLINAS: ANO LECTIVO DE 2008/09 SERVIÇO SOCIAL. Questões Avançadas em Serviço Social FICHA DE DISCIPLINAS: ANO LECTIVO DE 2008/09 SERVIÇO SOCIAL Nome da disciplina Questões Avançadas em Serviço Social Ciclo de estudos 2º Equipa docente com breve resenha curricular dos docentes (1) Nº de

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA. Departamento de Gestão de Empresas SUMÁRIO: I - OBJECTIVOS DA DISCIPLINA II - PROGRAMA III - AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS

GESTÃO FINANCEIRA. Departamento de Gestão de Empresas SUMÁRIO: I - OBJECTIVOS DA DISCIPLINA II - PROGRAMA III - AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS Departamento de Gestão de Empresas GESTÃO FINANCEIRA SUMÁRIO: I - OBJECTIVOS DA DISCIPLINA II - PROGRAMA III - AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS IV - LOCAL E HORÁRIO DE APOIO AOS ALUNOS V - BIBLIOGRAFIA O Docente

Leia mais

CURRICULUM VITAE. 1 - Dados pessoais

CURRICULUM VITAE. 1 - Dados pessoais CURRICULUM VITAE 1 - Dados pessoais Nome: Luís Frederico Dias Antunes Data de Nascimento: 11 de Outubro de 1954 Naturalidade: Goa, Índia. Nacionalidade: Portuguesa. E-mail: luisfredantunes@netcabo.pt 2

Leia mais

Primeiro Semestre de 2008 Aulas: às segundas-feiras, das 16 às 20 horas EMENTA, PROGRAMA E BIBLIOGRAFIA. Ementa

Primeiro Semestre de 2008 Aulas: às segundas-feiras, das 16 às 20 horas EMENTA, PROGRAMA E BIBLIOGRAFIA. Ementa UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UnB DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais Cursos de Mestrado e Doutorado em Relações Internacionais Disciplinas: Historiografia

Leia mais

6 Referências Bibliográficas

6 Referências Bibliográficas 6 Referências Bibliográficas Fontes não publicadas Arquivos Nacionais/Torre do Tombo (ANTT), Lisboa, Fundos dos Serviços de Centralização e Coordenação de Informações de Moçambique (SCCIM): Caixas: 413,

Leia mais

Título do Programa: Introdução a aspectos da história da África.

Título do Programa: Introdução a aspectos da história da África. 1 Disciplina: História da África Código: FLH-0649 Período: Noturno Créditos: 5 aulas, 1 trabalho Professora: Marina de Mello e Souza 2º semestre de 2014 Título do Programa: Introdução a aspectos da história

Leia mais

Carga Horária Total: 105 hs (Práticas como Componentes Curriculares= 20 hs)

Carga Horária Total: 105 hs (Práticas como Componentes Curriculares= 20 hs) Plano de ensino História contemporânea I Disciplina: FLH0331 - História Contempôranea I Créditos Aula: 5 Créditos Trabalho: 1 Carga Horária Total: 105 hs (Práticas como Componentes Curriculares= 20 hs)

Leia mais

- As fontes para o estudo da História do Brasil. UNIDADE 1 : Portugal e a transição para a modernidade

- As fontes para o estudo da História do Brasil. UNIDADE 1 : Portugal e a transição para a modernidade Disciplina: História do Brasil Colonial Código HIS 124 Créditos 04 Carga Horária 60 Departamento História Ementa Essa disciplina tem como objetivo o estudo da América Lusa, perpassando sobre as discussões

Leia mais

DISCIPLINA OPTATIVA: FUNDAMENTOS DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE DEFESA. 45h/3 créditos

DISCIPLINA OPTATIVA: FUNDAMENTOS DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE DEFESA. 45h/3 créditos DISCIPLINA OPTATIVA: FUNDAMENTOS DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE DEFESA 45h/3 créditos Ementa: A disciplina envolve as seguintes aproximações: a tecnologia e as inovações tecnológicas como instrumentos de defesa

Leia mais

Periódicos de Relações Internacionais disponíveis em Brasília

Periódicos de Relações Internacionais disponíveis em Brasília Universidade de Brasília Instituto de Relações Internacionais Programa de Educação Tutorial - PET-REL Periódicos de Relações Internacionais disponíveis em Brasília Periódico Local* Anos disponíveis Breve

Leia mais

História e Sistemas da Psicologia

História e Sistemas da Psicologia 1 História e Sistemas da Psicologia 1. Resumo descritivo 1.1. Elementos básicos Curso Unidade Curricular Área Científica Ano / Semestre ECTS Horas de Contacto Professores responsáveis Docentes 1.2. Síntese

Leia mais

FORMULÁRIO DE CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO DE CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1 FORMULÁRIO DE CRIAÇÃO DE DISCIPLINA CD-01 1 NOME DO PROGRAMA: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS 2 Proposta de Criação de disciplina Exclusão de disciplina da grade curricular Mudança de denominação

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE - Sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história, - As linguagens das fontes históricas; - Os documentos escritos,

Leia mais

MESTRADO RELAÇÕES INTERNACIONAIS EDITAL SELEÇÃO 2013

MESTRADO RELAÇÕES INTERNACIONAIS EDITAL SELEÇÃO 2013 MESTRADO RELAÇÕES INTERNACIONAIS EDITAL SELEÇÃO 2013 O da PUC-Rio torna pública a abertura das inscrições para o exame de seleção ao seu Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais para 2013,

Leia mais

As origens do liberalismo: liberdade, autoridade e propriedade no pensamento político do século XVII

As origens do liberalismo: liberdade, autoridade e propriedade no pensamento político do século XVII As origens do liberalismo: liberdade, autoridade e propriedade no pensamento político do século XVII Javier Amadeo 1 I O pensamento político inglês do século XVII se constitui como um elemento fundamental

Leia mais

Mestrado em Sociologia área de especialização em Desenvolvimento e Políticas Sociais Cidadania e Transformação Social Módulo de Sociologia Docente:

Mestrado em Sociologia área de especialização em Desenvolvimento e Políticas Sociais Cidadania e Transformação Social Módulo de Sociologia Docente: Ano Lectivo: 2007/2008 Curso: Mestrado em Sociologia área de especialização em Desenvolvimento e Políticas Sociais Unidade Curricular: Cidadania e Transformação Social Área Científica: Antropologia/Sociologia

Leia mais

os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço

os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço Joaquim Filipe Peres de Castro Resumo: Palavras-chave Códigos JEL Abstract: Keywords JEL Codes 67 estudos regionais

Leia mais

PLANO DE CURSO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO

PLANO DE CURSO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento Programa de Pós-Graduação PLANO DE CURSO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO DISCIPLINA: Estudos Avançados em Direito

Leia mais

Relatório Final. Discente: Dâmaris Regina Dias Guimarães da Rocha 12/0050251

Relatório Final. Discente: Dâmaris Regina Dias Guimarães da Rocha 12/0050251 Relatório Final Análise do arcabouço institucional jurídico de Costa Rica, Panamá e Honduras por meio do LICS model para fins de comparação de suas conformações institucionais Discente: Dâmaris Regina

Leia mais

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A Licenciatura em Ecoturismo Ref.ª : 1822006 Ano lectivo: 2012-13 DESCRITOR DA UNIDADE CURRICULAR HISTÓRIA E PATRIMÓNIO CULTURAL HISTORY AND CULTURAL HERITAGE 1. Unidade Curricular: 1.1 Área científica:

Leia mais

RELAÇÕES INTERNACIONAIS NA FILOSOFIA POLÍTICA MODERNA (SÉCULOS XVI-XVIII)

RELAÇÕES INTERNACIONAIS NA FILOSOFIA POLÍTICA MODERNA (SÉCULOS XVI-XVIII) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA POLÍTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA Rafael Salatini de Almeida RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Leia mais

Mestrados ENSINO PÚBLICO. 1-ISCTE Instituto Universitário de Lisboa

Mestrados ENSINO PÚBLICO. 1-ISCTE Instituto Universitário de Lisboa Mestrados ENSINO PÚBLICO 1-ISCTE Instituto Universitário de Lisboa *Mestrado em Ciência Política O mestrado em Ciência Política tem a duração de dois anos, correspondentes à obtenção 120 créditos ECTS,

Leia mais

PAULO FREIRE E A DESCOLONIZAÇÃO DO SABER

PAULO FREIRE E A DESCOLONIZAÇÃO DO SABER PAULO FREIRE E A DESCOLONIZAÇÃO DO SABER COORDENAÇÃO Prof. Dr. José Eustáquio Romão FINANCIAMENTO: União Europeia ANO DE INÍCIO: 2010 APRESENTAÇÃO Este projeto faz parte de uma Rede Iberoamericana de Investigação

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Licenciatura em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1998-2002) com média final de 16 valores.

CURRICULUM VITAE. Licenciatura em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1998-2002) com média final de 16 valores. CURRICULUM VITAE Miguel José Rodrigues Lourenço Rua Eduardo Vidal, n.º 5, R/C Esq. 1700-153 Lisboa B. I. : 11645843 Estado Civil : Solteiro Telm. : 00351 919187168 E-mail: mjlour@gmail.com Habilitações

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO. (Programa e bibliografia geral seleccionada) 5º Ano

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO. (Programa e bibliografia geral seleccionada) 5º Ano FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO (Programa e bibliografia geral seleccionada) 5º Ano Ano Lectivo 2002/2003 Coordenador Prof. Doutor Eduardo Paz Ferreira Regente

Leia mais

ÚLTIMAS AQUISIÇÕES OUTUBRO 2013. Marques, Maj Aires Manuel Tavares, 2013,Forças Armadas Portuguesas Lisboa EMGFA, ISNB 978-972-99516-7-1

ÚLTIMAS AQUISIÇÕES OUTUBRO 2013. Marques, Maj Aires Manuel Tavares, 2013,Forças Armadas Portuguesas Lisboa EMGFA, ISNB 978-972-99516-7-1 Biblioteca ÚLTIMAS AQUISIÇÕES OUTUBRO 2013 Marques, Maj Aires Manuel Tavares, 2013,Forças Armadas Portuguesas Lisboa EMGFA, ISNB 978-972-99516-7-1 Global History and International Studies IV, 2012, New

Leia mais

Departamento de Sociologia, Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, Gualtar, 4710-057 Braga Portugal, Telef. 253604212, Fax 253678850

Departamento de Sociologia, Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, Gualtar, 4710-057 Braga Portugal, Telef. 253604212, Fax 253678850 Instituto de Ciências Sociais Departamento de Sociologia Licenciatura: Sociologia Unidade Curricular: Desenvolvimento, Sociedade e Estado Regime: 2º semestre Ano lectivo: 2007/2008 Docente: Maria Eugénia

Leia mais

Mestrados ENSINO PÚBLICO. 1. ISCTE Instituto Universitário de Lisboa

Mestrados ENSINO PÚBLICO. 1. ISCTE Instituto Universitário de Lisboa Mestrados ENSINO PÚBLICO 1. ISCTE Instituto Universitário de Lisboa Mestrado em Ciência Política O mestrado em Ciência Política tem a duração de dois anos, correspondentes à obtenção 120 créditos ECTS,

Leia mais

Licenciaturas ENSINO PÚBLICO. 1-ISCTE Instituto Universitário de Lisboa

Licenciaturas ENSINO PÚBLICO. 1-ISCTE Instituto Universitário de Lisboa 1 Licenciaturas ENSINO PÚBLICO 1-ISCTE Instituto Universitário de Lisboa A licenciatura em Ciência Política, com ramos em Ciência Política e em Políticas Públicas, tem a duração de três anos, correspondentes

Leia mais

Curso de Mestrado em Arquivos, Bibliotecas e Ciências da Informação Ano Lectivo de 2006/2007- Ramo Bibliotecas

Curso de Mestrado em Arquivos, Bibliotecas e Ciências da Informação Ano Lectivo de 2006/2007- Ramo Bibliotecas 1 UNIVERSIDADE DE ÉVORA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA Curso de Mestrado em Arquivos, Bibliotecas e Ciências da Informação Ano Lectivo de 2006/2007- Ramo Bibliotecas Seminário de Bibliotecas Prof. Dr. Francisco

Leia mais

CONTEÚDOS OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO

CONTEÚDOS OBJETIVOS METODOLOGIA AVALIAÇÃO PLANEJAMENTO SEMESTRAL Professor: Soely Aparecida Annes Disciplina: História Série: 3º ano 1º semestre Ano: 2013 CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: RELAÇÕES DE PODER, RELAÇÕES DE TRABALHO E RELAÇÕES CULTURAIS CONTEÚDOS

Leia mais

2ª. Sessão: STOCKING Jr., G.W. 1982 Race, Culture and Evolution. Chicago, The University of Chicago Press. Cap. 2.

2ª. Sessão: STOCKING Jr., G.W. 1982 Race, Culture and Evolution. Chicago, The University of Chicago Press. Cap. 2. 1 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO QUINTA DA BOA VISTA S/N. SÃO CRISTÓVÃO. CEP 20940-040 RIO DE JANEIRO - RJ - BRASIL Tel.: 55 (21) 2568-9642 - fax

Leia mais

SEMINÁRIO Exportar para o México

SEMINÁRIO Exportar para o México SEMINÁRIO Exportar para o México Gonçalo Gaspar Diretor Direção Internacional de Negócio da CGD Porto, 26 de Setembro de 2012 1 Índice México: relacionamento comercial com Portugal Grupo CGD: Presença

Leia mais

Professor cooperante em S. Tomé e Príncipe entre 1981 e 1987. Professor do ensino secundário em Portugal entre 1987 e 1990

Professor cooperante em S. Tomé e Príncipe entre 1981 e 1987. Professor do ensino secundário em Portugal entre 1987 e 1990 CURRICULUM VITAE Nome: Augusto Manuel Saraiva do Nascimento Diniz Local e data de nascimento: Lisboa, 28 de Março de1959 Nacionalidade: Portuguesa ACTIVIDADE PROFISSIONAL Professor cooperante em S. Tomé

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ALGARVE Escola Superior de Educação e Comunicação

UNIVERSIDADE DO ALGARVE Escola Superior de Educação e Comunicação UNIVERSIDADE DO ALGARVE Escola Superior de Educação e Comunicação Ano Letivo 2014-2015 Designação do Curso Mestrado em Educação Social Unidade Curricular «Racismo e Etnicidade» Área Científica Sociologia

Leia mais

FORMAÇÃO DA SOCIEDADE PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA

FORMAÇÃO DA SOCIEDADE PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA FORMAÇÃO DA SOCIEDADE PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA David Justino Professor Associado Jorge Pedreira Professor Auxiliar CURSO DO 1º CICLO EM SOCIOLOGIA Ano Lectivo de 2014-2015 OBJECTIVOS E REQUISITOS DA DISCIPLINA

Leia mais

Bolsa de Mérito Especial para o ano lectivo de 2015/2016 Lista das instituições de ensino superior melhor classificadas no ranking mundial

Bolsa de Mérito Especial para o ano lectivo de 2015/2016 Lista das instituições de ensino superior melhor classificadas no ranking mundial Bolsa de Mérito Especial para o ano lectivo de 2015/2016 Lista das instituições de ensino superior melhor classificadas no ranking mundial Nota: 1. As universidades marcadas com (#) estão classificadas

Leia mais

Material de divulgação da Editora Moderna

Material de divulgação da Editora Moderna Material de divulgação da Editora Moderna Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

História do Brasil Colônia

História do Brasil Colônia História do Brasil Colônia Aula VII Objetivo: a expansão e a consolidação da colonização portuguesa na América. A) A economia política da colônia portuguesa. Em O tempo Saquarema, o historiador Ilmar R.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais Disciplina: PRI 5017 Política Externa Brasileira FLS 5903 Temas

Leia mais

http://www1.folha.uol.com.br/saber/886508-brasil-e-o-unico-entre-os-emergentes-semuniversidades-top.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/saber/886508-brasil-e-o-unico-entre-os-emergentes-semuniversidades-top.shtml FOLHA.COM http://www1.folha.uol.com.br/saber/886508-brasil-e-o-unico-entre-os-emergentes-semuniversidades-top.shtml 10/03/2011-03h00 Brasil é o único entre os emergentes sem universidades 'top' VAGUINALDO

Leia mais

Centro de Competência de Ciências Sociais. Departamento de Ciências da Educação. 1.º Ciclo em Educação Básica. Programa. Unidade Curricular

Centro de Competência de Ciências Sociais. Departamento de Ciências da Educação. 1.º Ciclo em Educação Básica. Programa. Unidade Curricular Centro de Competência de Ciências Sociais Departamento de Ciências da Educação 1.º Ciclo em Educação Básica Programa Unidade Curricular Teoria e Desenvolvimento Curricular Área Científica Educação Regente

Leia mais

TEMA E EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉCULOS XV E XVI

TEMA E EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉCULOS XV E XVI TEMA E EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉCULOS XV E XVI 1. Expansionismo Europeu 1.1. Rumos da expansão 1.1.1. Os avanços da expansão e as rivalidades luso-castelhanas 1.1.2. A chegada à Índia e ao Brasil 1.2.

Leia mais

Jihad, Era das Revoluções e história atlântica: desafiando a interpretação de Reis da história brasileira

Jihad, Era das Revoluções e história atlântica: desafiando a interpretação de Reis da história brasileira desafiando a interpretação de Reis da história brasileira * Agradeço a oportunidade de responder aos comentários do professor João José Reis, que criticou duramente meu artigo na Topoi n o 29, de junho

Leia mais

SILVA, Maria Beatriz Nizza da (Org.). História de São Paulo colonial. São Paulo: Ed. UNESP, 2009. 346p.

SILVA, Maria Beatriz Nizza da (Org.). História de São Paulo colonial. São Paulo: Ed. UNESP, 2009. 346p. Histórias da capitania de São Paulo SILVA, Maria Beatriz Nizza da (Org.). História de São Paulo colonial. São Paulo: Ed. UNESP, 2009. 346p. Denise A Soares de Moura * São Paulo de 1532 a 1822. 290 anos

Leia mais

Seminário: Estado e Sociedade na China Contemporânea :Transformações e Desafios

Seminário: Estado e Sociedade na China Contemporânea :Transformações e Desafios Seminário: Estado e Sociedade na China Contemporânea :Transformações e Desafios Anna Jaguaribe O Seminário :Estado e Sociedade na China Contemporânea; Transformações e Desafios discutirá as principais

Leia mais

Análise estrutural, análise institucional e análise contextual: uma discussão empírica da política brasileira durante o Estado Novo.

Análise estrutural, análise institucional e análise contextual: uma discussão empírica da política brasileira durante o Estado Novo. Análise estrutural, análise institucional e análise contextual: uma discussão empírica da política brasileira durante o Estado Novo. ADRIANO CODATO 1 Introdução Na pesquisa de doutorado que realizei, tendo

Leia mais

DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO

DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Regente: Pedro Infante Mota Ano Letivo 2014/2015 3.º Ano, Turma da Noite DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO 1. APRESENTAÇÃO Apesar de a propensão para trocar

Leia mais

1. Ementa completa e atualizada: Unidade de Aprendizagem 2 Saúde Global e Política Externa Brasileira: Uma Perspectiva Histórica.

1. Ementa completa e atualizada: Unidade de Aprendizagem 2 Saúde Global e Política Externa Brasileira: Uma Perspectiva Histórica. Relatório Final da Coordenação da Unidade de Aprendizagem 2 Curso de Especialização em Saúde Global e Diplomacia da Saúde Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca Fiocruz 1. Ementa completa e atualizada:

Leia mais

O CURSO COMEÇARÁ DIA 06/AGO. Economia Política da Comunicação

O CURSO COMEÇARÁ DIA 06/AGO. Economia Política da Comunicação O CURSO COMEÇARÁ DIA 06/AGO Economia Política da Comunicação Ementa: Elementos conceituais e contextuais das práticas comunicacionais na sociedade contemporânea. Novas tendências na produção, distribuição

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESCOLAR FCL/UNESP

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESCOLAR FCL/UNESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESCOLAR FCL/UNESP Disciplina: Escola, Currículo e Cultura Professoras responsáveis: Rosa Fátima de Souza; Maria Cristina de Senzi Zancul; Rosilene Batista Fiscarelli

Leia mais

NEWSLETTER N.º 1/2013. Eventos do CIDEHUS: Outros Eventos:

NEWSLETTER N.º 1/2013. Eventos do CIDEHUS: Outros Eventos: NEWSLETTER N.º 1/2013 Eventos do CIDEHUS: Colóquio Internacional O Património Industrial: dos objectos ao território 21 a 23 de Março de 2013 Link: http://coloquio-patrimonio-industrial-2013.blogspot.be/p/o-coloquio.html

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular HISTÓRIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Relações Internacionais 3. Ciclo de Estudos

Leia mais

Boletim. Mostra bibliográfica

Boletim. Mostra bibliográfica Boletim Mostra bibliográfica Porto, Dezembro 2011 1 Ficha Técnica: Teixeira, Rosa Maria Boletim informativo: mostra bibliográfica: Dia Internacional dos Direitos Humanos / Rosa Maria Teixeira. - Porto:

Leia mais

Disciplina: Direito Internacional Econômico (DIE) Curso: Direito Carga Horária: 32 Departamento: Direito Público Área: Direito Público

Disciplina: Direito Internacional Econômico (DIE) Curso: Direito Carga Horária: 32 Departamento: Direito Público Área: Direito Público Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Direito Internacional Econômico (DIE) Curso: Direito Carga Horária: 32 Departamento: Direito Público Área: Direito Público PLANO DE ENSINO EMENTA Transnacionalização

Leia mais

I Curso Pós-Graduado de Atualização sobre. Direito e Interioridade PROGRAMA

I Curso Pós-Graduado de Atualização sobre. Direito e Interioridade PROGRAMA I Curso Pós-Graduado de Atualização sobre Direito e Interioridade da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em colaboração com a Câmara Municipal de Bragança 2011-2012 PROGRAMA Abertura (4 Novembro

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO C U R S O D E D I R E I T O Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: HISTÓRIA DO DIREITO Código: DIR 162 CH Total: 30 h Pré-Requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

ISCTE - BIBLIOTECA. de 09/02/05 a 28/02/05

ISCTE - BIBLIOTECA. de 09/02/05 a 28/02/05 EXPOSIÇÃO BIBLIOGRÁFICA NAS ROTAS DA ESCRAVATURA Biblioteca - ISCTE Avenida das Forças Armadas 1649-026 Lisboa Tel: 217903024 Fax: 217903025 URL: http://biblioteca.iscte.pt E-mail: biblioteca@iscte.pt

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO 2º SEMESTRE/2013

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO 2º SEMESTRE/2013 CP019-A ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS PROF. CRISTIANO MORINI 2º SEMESTRE/2013 EMENTA: Classificação das organizações internacionais por natureza, abrangência e funções. Processo decisório. Organizações de

Leia mais

CURRICULUM VITAE ANA FERNANDES PINTO 2012

CURRICULUM VITAE ANA FERNANDES PINTO 2012 CURRICULUM VITAE ANA FERNANDES PINTO 2012 DADOS PESSOAIS Nome Completo - Ana Cantante Mota Fernandes Pinto Data e Local de Nascimento - 12 de Fevereiro de 1971, Lisboa Residência - Rua de S. Bento, 422,

Leia mais

História das relações laborais no Mundo Lusófono (XIX-XXI) *

História das relações laborais no Mundo Lusófono (XIX-XXI) * DOI 10.4025/dialogos.v17i3.793 História das relações laborais no Mundo Lusófono (XIX-XXI) * Raquel Varela ** Filipa Ribeiro da Silva *** Resumo. O objetivo deste artigo é apresentar a Mesa Redonda: História

Leia mais

CENTRO CULTURAL DE BELÉM. PALESTRAS SOBRE HISTÓRIA DE PORTUGAL Janeiro Março de 2015. Segunda Parte Época Moderna

CENTRO CULTURAL DE BELÉM. PALESTRAS SOBRE HISTÓRIA DE PORTUGAL Janeiro Março de 2015. Segunda Parte Época Moderna CENTRO CULTURAL DE BELÉM PALESTRAS SOBRE HISTÓRIA DE PORTUGAL Janeiro Março de 2015 Segunda Parte Época Moderna Nuno Gonçalo Monteiro Instituto de Ciências Sociais Universidade de Lisboa Quarta Sessão

Leia mais

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: Curso: INVESTIGAÇÃO Licenciatura em Enfermagem Ano Lectivo 2014-2015 Ano Curricular 1.º Semestre 2.º Nº de Ects 6 Equipa Pedagógica: Regente/Coordenador Docentes Maria Alice dos Santos

Leia mais

Programa de Mestrado e Doutorado em Administração - PMDA

Programa de Mestrado e Doutorado em Administração - PMDA Programa de Mestrado e Doutorado em Administração - PMDA Mestrado em Administração Disciplina: Internacionalização e Globalização Carga horária: 45 horas-aula Créditos: 3 I. OBJETIVOS DA DISCIPLINA A presente

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular GESTÃO DO CONHECIMENTO Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular GESTÃO DO CONHECIMENTO Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular GESTÃO DO CONHECIMENTO Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Gestão de Recursos Humanos e Análise Organizacional

Leia mais

Ângela Daniela Ferreira Azevedo

Ângela Daniela Ferreira Azevedo Ângela Daniela Ferreira Azevedo Participou na Terça Técnica Soluções em alumínio para a Cláudia Patrícia Pires Machado Participou na Terça Técnica Soluções em alumínio para a David António Rosa Parreira

Leia mais

Desenvolvimento. e Mudança Social Portugal nos últimos dois séculos. Homenagem a Míriam Halpem Pereira

Desenvolvimento. e Mudança Social Portugal nos últimos dois séculos. Homenagem a Míriam Halpem Pereira Desenvolvimento e Mudança Social Portugal nos últimos dois séculos Homenagem a Míriam Halpem Pereira José Vicente Serrão Magda de Avelar Pinheiro Maria de Fátima Sá e Melo Ferreira (organizadores) Imprensa

Leia mais

Limites Regulatórios do Acesso Fixo sem Fio: possibilidades convergentes para a interatividade de novas mídias

Limites Regulatórios do Acesso Fixo sem Fio: possibilidades convergentes para a interatividade de novas mídias Limites Regulatórios do Acesso Fixo sem Fio: possibilidades convergentes para a interatividade de novas mídias Márcio Iorio Aranha Seminário Direito, Globalização e Sociedade em Rede. Discurso jurídico

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA Disciplina: ESPE 119 - Capitalismo Concorrencial, Estado e Regulação Professor: Ricardo Dathein

Leia mais

AS ORDENS RELIGIOSAS E A ESCRAVIDÃO NEGRA NO BRASIL

AS ORDENS RELIGIOSAS E A ESCRAVIDÃO NEGRA NO BRASIL AS ORDENS RELIGIOSAS E A ESCRAVIDÃO NEGRA NO BRASIL Robson Pedrosa Costa Doutorando em História UFPE robsonpc@gmail.com Pretendemos, neste trabalho, discutir acerca da exploração do trabalho escravo negro

Leia mais

Resenha. Fontes, Historiografia e Epistemologia Flávia Preto de Godoy Oliveira 1

Resenha. Fontes, Historiografia e Epistemologia Flávia Preto de Godoy Oliveira 1 Resenha Fontes, Historiografia e Epistemologia Flávia Preto de Godoy Oliveira 1 CAÑIZARES ESGUERRA, Jorge. Cómo escribir la historia del Nuevo Mundo: Historiografías, epistemologías e identidades en el

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Título: Teoria e História do direito internacional em transição. Pesquisador: Prof. George Rodrigo Bandeira Galindo

PROJETO DE PESQUISA. Título: Teoria e História do direito internacional em transição. Pesquisador: Prof. George Rodrigo Bandeira Galindo Universidade de Brasília Faculdade de Direito PROJETO DE PESQUISA Título: Teoria e História do direito internacional em transição Pesquisador: Prof. George Rodrigo Bandeira Galindo Brasília, agosto de

Leia mais

Convênio de Intercâmbio de Pesquisa e Mobilidade entre a Universidade Estadual de Santa Catarina e Université de Perpignan Via Domitia

Convênio de Intercâmbio de Pesquisa e Mobilidade entre a Universidade Estadual de Santa Catarina e Université de Perpignan Via Domitia Convênio de Intercâmbio de Pesquisa e Mobilidade entre a Universidade Estadual de Santa Catarina e Université de Perpignan Via Domitia Grupos firmantes del convenio: NEAB/UDESC 1 y el GRENAL 2 PLANO DE

Leia mais

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL ACADÉMICA

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL ACADÉMICA TITO RENDAS FUNÇÃO Assistente Convidado CONTACTOS Tel. +351 217 214 170 Fax +351 217 214 177 Palma de Cima, 1649-023 Lisboa Portugal trendas@fd.lisboa.ucp.pt www.fd.lisboa.ucp.pt ÁREAS DE INTERESSE Propriedade

Leia mais

Vera F. Rezende Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo- UFF. Todas as cidades são comuns, complexas e diversas. Esse é o argumento que

Vera F. Rezende Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo- UFF. Todas as cidades são comuns, complexas e diversas. Esse é o argumento que Ordinary Cities: Between Modernity and Development Jennifer Robinson New York: Routledge, 2006, 204 p. Vera F. Rezende Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo- UFF Todas as cidades são comuns,

Leia mais

CURRICULUM VITAE. - Aprovado, por unanimidade do júri, em provas de agregação realizadas no dia 31 de Maio e 1 de Junho de 2001.

CURRICULUM VITAE. - Aprovado, por unanimidade do júri, em provas de agregação realizadas no dia 31 de Maio e 1 de Junho de 2001. CURRICULUM VITAE 1. Dados Pessoais Nome - António Abílio Garrido da Cunha Brandão Naturalidade - Várzea - Arouca Data de Nascimento - 30 de Abril de 1951 Estado Civil - casado (com dois filhos) 2. Categoria

Leia mais

DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5

DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5 DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: Turismo, Hotelaria e Restauração Área Científica: Hotelaria CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5 CURSO: Licenciatura em Restauração e Catering Ano: 1º Semestre:

Leia mais

PROGRAMA OBJETIVOS DA DISCIPLINA

PROGRAMA OBJETIVOS DA DISCIPLINA DEPARTAMENTO Gestão Pública (GEP) CURSO Mestrado Profissional Em Gestão e Políticas Públicas - MPGPP DISCIPLINA Ferramentas aplicadas ao desenho de políticas públicas PROFESSOR Alexis Vargas PERÍODO SEMESTRE/ANO

Leia mais

Desigualdade de renda no mundo Programa

Desigualdade de renda no mundo Programa Desigualdade de renda no mundo Programa Necessidades especiais Importante: se você tem alguma necessidade especial, por favor, contate-me. Terei prazer em fazer todos os ajustes que estiverem a meu alcance.

Leia mais

ESTUDO DE TÓPICO: LITERATURA E CINEMA

ESTUDO DE TÓPICO: LITERATURA E CINEMA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE LETRAS DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS MODERNAS SETOR DE INGLÊS ESTUDO DE TÓPICO: LITERATURA E CINEMA SÚMULA COMGRAD 1.Característica da Disciplina Nome:

Leia mais

I Curso de Doutoramento em Direito. Ramo de Direito Público. Direito Internacional Público. Tema geral: Direito Internacional Penal

I Curso de Doutoramento em Direito. Ramo de Direito Público. Direito Internacional Público. Tema geral: Direito Internacional Penal I Curso de Doutoramento em Direito Ramo de Direito Público Direito Internacional Público Tema geral: Direito Internacional Penal Prof. Doutor Jorge Bacelar Gouveia Prof. Doutor André Víctor Luanda, 20

Leia mais