Para a separação dos componentes de uma mistura, ou seja, para a obtenção em separado de cada uma das substâncias puras que deram origem à mistura,

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Para a separação dos componentes de uma mistura, ou seja, para a obtenção em separado de cada uma das substâncias puras que deram origem à mistura,"

Transcrição

1 Para a separação dos componentes de uma mistura, ou seja, para a obtenção em separado de cada uma das substâncias puras que deram origem à mistura, utilizamos um conjunto de processos físicos denominado análise imediata. Porem no caso das misturas heterogêneas, podemos usar processos mecânicos de separação, enquanto que para as misturas homogêneas, a escolha dos melhores métodos para a separação de misturas exige um conhecimento anterior de algumas das propriedades das substâncias presentes na mistura, tais como TF e TE, densidade, solubilidade, etc., pois estes processos de separação se baseiam em mudanças de fase principalmente.

2 SUMÁRIO ASPECTOS MACROSCÓPICOS III 3 PROCESSOS DE SEPARAÇÃO OU FRACIONAMENTO DE MISTURAS 3 O HOMOGÊNEO E O HETEROGÊNEO 3 FRACIONAMENTO OU DESDOBRAMENTO OU AINDA PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS (conjunto de processos físicos de separação) 5 FRACIONAMENTO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS 5 I. LÍQUIDO E SÓLIDO 7 II. LÍQUIDOS IMISCÍVEIS 8 FRACIONAMENTO DE MISTURAS HOMOGÊNEAS 11 EXERCÍCIOS DE COMBATE 14 GABARITO 33 2

3 ASPECTOS MACROSCÓPICOS III PROCESSOS DE SEPARAÇÃO OU FRACIONAMENTO DE MISTURAS Homogêneas (monofásico) Em geral, usam mudanças de fase para a separação dos componentes. Heterogêneas (polifásico) Usam processos mecânicos de separação como, por exemplo: filtro, peneira, ímã, etc. Torna-se então importante, nos laboratórios e também nas indústrias químicas, separar os componentes das misturas até que cada substância pura fique totalmente isolada das demais. Essa separação chama-se desdobramento (ou fracionamento, ou resolução, ou, ainda, análise imediata da mistura). Os processos de desdobramento das misturas tem uma enorme importância prática como, por exemplo: a separação do sal da água do mar; a eliminação de impurezas existentes nas águas que se destinam ao consumo da população; a separação de essências e perfumes de folhas e flores do vegetais. O HOMOGÊNEO E O HETEROGÊNEO Os materiais podem ser formados de uma substância ou de uma mistura de substâncias. Para classificá-ios de uma forma ou de outra, basta verificar se suas propriedades físicas, químicas, organolépticas e funcionais são constantes e bem determinadas (substâncias) ou se são variáveis (misturas). Outro critério para classificar material (substância e mistura) é observar o número de fases que ele possui. 3

4 Cada fase de um material é identificada pelas seguintes características: Possui aspecto visual uniforme, mesmo ao ser examinado num ultramicroscópio. Possui propriedades específicas constantes em toda a sua extensão. Assim, por exemplo, se examinarmos ao ultramicroscópio o aspecto visual de um sistema com álcool hidratado e de outro com sangue, veremos que o primeiro é totalmente uniforme, portanto constituído de uma única fase; já o segundo apresentará um aspecto desigual que não pode ser percebido a olho nu, mas é claramente visível ao ultramicroscópio, portanto é constituído de mais de uma fase. Dizemos que um material ou um sistema é homogêneo quando ele possui uma única fase, ou seja, é monofásico. Como exemplo de material ou sistema homogêneo, podemos citar: Qualquer substância que se apresenta numa única fase de agregação, como água líquida, ferro sólido; Qualquer mistura na qual as substâncias componentes estejam totalmente dissolvidas umas nas outras (uniformemente distribuídas e espalhadas), como álcool hidratado (água e álcool etílico) ou gás oxigênio e gás nitrogênio ou ouro de 18 quilates (75% de ouro, 12,5% de prata e 12,5% de cobre). As misturas homogêneas são denominadas soluções. Dizemos que um material ou sistema é heterogêneo quando ele possui mais de uma fase. Como exemplo de material ou sistema heterogêneo, podemos citar: O sangue (plasma e parte sólida) ou uma substância em dois estados físicos (água e gelo). 4

5 FRACIONAMENTO OU DESDOBRAMENTO OU AINDA PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS (conjunto de processos físicos de separação) FRACIONAMENTO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS Catação (Sólido-Sólido) Peneiração (Sólido-Sólido) Separação Magnética (Sólido-Sólido) Ventilação (Sólido- Sólido) Dissolução fracionada (Sólido-Sólido) Sedimentação fracionada (Sólido- Sólido) Flotação (Sólido- Sólido) Decantação (Sólido- Líquido ou Líquido- Líquido) Centrifugação (Sólido-Sólido) MISTURAS HETEROGÊNEAS PROCESSOS MECÂNICOS Em que se baseia Linha geral Exemplos Diferença de tamanho e de aspecto das partículas Diferença de granulação dos componentes Um dos sólidos deve ter ação magnética Sólidos de densidades diferentes Na diferença de solubilidade dos sólidos Diferença acentuada de densidade entre os componentes O componente em forma de pó é tratado de forma adequada para, mediante a formação de uma espuma, se separar do outro componente As substâncias não são solúveis uma na outra. Quando o sólido está finamente disperso no líquido Utiliza as mãos ou pinças para separar os componentes Agita-se a peneira, o componente de granulação menor atravessa a malha e é recolhido Utiliza um ímã para atrair o sólido metálico (ferro) Arraste do mais leve usando corrente de ar Uso de um líquido que dissolva apenas um dos sólidos (deve ser seguida de filtração e destilação) Adiciona-se um líquido de densidade intermediária. O sólido mais denso se deposita no fundo do recipiente. O menos denso flutua. Adiciona-se óleo à mistura. As moléculas de óleo se fixam sobre a superfície das partículas de sulfeto tornando-o impermeável à água. A mistura é então lançada na água e submetida a uma forte corrente de ar. O ar provoca a formação de uma espuma que reúne as partículas de sulfeto que então se separam da areia. Dois ou mais líquidos imiscíveis se separam espontaneamente (o menos denso em cima). Para acelerar a separação de sólidos dispersos em líquidos, utiliza-se a centrífuga. A força centrífuga empurra o sólido para o fundo do tubo, separando-o do líquido catar feijão, arroz pregos e areia cascalho e areia areia e limalha de ferro ouro de areias auríferas areia e sal areia e serragem minérios diversos como sulfetos (em forma de pó) e areia (ganga). areia e água água e óleo compo-nentes do sangue 5

6 Filtração (Sólido-Líquido) ou (Sólido-Gás) Uso de filtro e substâncias com diferenças acentuadas no tamanho de suas partículas Faz-se mistura passar por um filtro, que pode ser de papel; o líquido ou gás atravessa o filtro enquanto o sólido fica retido areia e água ar e poeira Câmara de poeira (Sólido-Gasoso) Uso do peso da poeira e da força da gravidade O sólido vai se separando ao longo da passagem pelas partes da câmera ar e poeira 6

7 OBSERVAÇÃO COMPLEMENTAR A. Levigação: processo utilizado para separar sólidos de diferentes densidades, geralmente por meio de corrente de água. B. Dissolução fracionada: método aplicado para separar os componentes de uma mistura sólida. Um dos componentes sólidos da mistura é dissolvido em um líquido. Veja o exemplo: Isso ocorre porque a areia e o sal apresentam diferentes solubilidades em água. A separação das fases (água salgada e areia) será conseguida utilizando-se outros processos: a filtração separa a areia (fase sólida) da água salgada (fase líquida), e com a evaporação da água obtemos o sal. C. Decantação: processo utilizado para separar dois tipos de misturas heterogêneas. I. LÍQUIDO E SÓLIDO A fase sólida, por ser mais densa, sedimenta-se, ou seja, deposita-se no fundo do recipiente, e a fase líquida pode ser transferida para outro frasco. A decantação é usada, por exemplo, nas estações de tratamento de água. Béquer usado para dissolução, aquecimento ou medidas pouco precisas de volume de líquidos. Baqueta usada para facilitar o escoamento de um frasco para o outro. Pode-se separar a fase líquida de outra maneira. Após a sedimentação da fase sólida, a transferência do líquido é feita por meio de um sifão, iniciando-se o fluxo por sucção. 7

8 II. LÍQUIDOS IMISCÍVEIS O líquido mais denso permanece na parte inferior do funil e é escoado controlando-se a abertura da torneira. Funil de bromo (separação) usado na separação de líquidos imiscíveis. Suporte universal dispositivo em que são acoplados, com a ajuda de garras, outros equipamentos usados na separação de misturas. D. Decantar ou sifonar, podem ser feitas sempre após uma sedimentação 8

9 E. Filtração: por esse processo, separam-se substâncias presentes em misturas heterogêneas envolvendo sólidos e líquidos. Em um laboratório, a filtração simples é feita da seguinte forma: - Dobra-se o papel de filtro, que é adaptado ao funil de vidro e umedecido. - A seguir, com o auxílio de uma baqueta de vidro, entorna-se a mistura sobre o funil. No papel de filtro ficará retido apenas o que não está dissolvido na fase líquida. Funil: usado na separação de sólidos não-dissolvidos em líquido, com o uso de papel de filtro. 9

10 Ao prepararmos café, adicionamos água quente para fazer a extração de substâncias solúveis presentes no pó do café. Ao efetuarmos a filtração, a borra fica retida no filtro, passando apenas a água com as substâncias nela dissolvidas. O filtro de água é um outro exemplo de processo de filtração. Podemos aumentar a velocidade desse processo por meio da filtração a vácuo. Coloca-se a mistura no funil de Büchner, ao qual se acopla o kitassato, que, por sua vez, se encontra conectado à trompa d água ou a uma bomba de vácuo. A água, ao passar pela trompa d água, arrasta o ar presente no interior do sistema. Assim, a pressão no interior do kitassato torna-se menor, aumentando a velocidade da filtração. Funil de Büchner, kitassato e trompa d água: são usados em conjunto na filtração a vácuo. F. Esquema da centrifugação: separação sólido líquido, quando os sólidos tem densidade pequena e precisam ser empurrados para o fundo do recipiente, com ação da força centrifuga. 10

11 FRACIONAMENTO DE MISTURAS HOMOGÊNEAS MISTURAS HOMOGÊNEAS PROCESSOS FÍSICOS Evaporação Sistema Sólido-Líquido Evaporação da fase líquida Obtenção da fase sólida Obs.: perda da fase líquida obter sal da água do mar Destilação Simples Sistema Sólido-Líquido Componentes com pontos de ebulição muito diferentes Vaporização condensação água e sal água e açúcar Destilação Fracionada Sistema Líquido-Líquido (misturas não azeotrópicos) Componentes com pontos de ebulição próximos Presença de obstáculos (bolinhas) para que só a substância de menor ponto de ebulição vá para o condensador Componentes da gasolina: octano (126 ) e hexano (69 ) Petróleo Liquefação Fracionada Sistemas Gasosos Por resfriamento de gases, faz a separação, quando passam de gasoso para líquido -alta pressão/baixa temperatura Componentes do ar atmosférico Sublimação Fracionada Substâncias Sublimáveis (iodo, naftaleno, cânfora) (de outras substâncias) A mistura é aquecida, a substância sublima e quando o vapor encontra uma superfície fria volta a cristalizar. As impurezas ficam retidas. iodo e impurezas 11

12 OBSERVAÇÕES COMPLEMENTARES A. Destilação: recurso utilizado para separar cada uma das substâncias presentes em misturas homogêneas envolvendo sólidos dissolvidos em líquidos e líquidos miscíveis entre si. I. Na destilação simples de sólidos dissolvidos em líquidos, a mistura é aquecida e os vapores produzidos no balão de destilação passam pelo condensador, no qual são resfriados pela passagem de água corrente no tubo externo, se condensam e são recolhidos no erlenmeyer. A parte sólida da mistura, por não ser volátil, não evapora e permanece no balão de destilação. II. Na destilação fracionada são separados líquidos miscíveis cujas temperaturas de ebulição (TE) não sejam muito próximas. Durante o aquecimento da mistura, é separado, inicialmente, o líquido menor TE; depois, o líquido com TE intermediária, e assim, sucessivamente, até o líquido de maior TE. À aparelhagem da destilação simples é acoplada uma coluna de fracionamento. Conhecendo-se a TE de cada líquido, pode-se saber, pela temperatura indicada no termômetro, qual deles está sendo destilado. B. Adsorção: consiste no aproveitamento da capacidade que algumas substâncias (como o carvão ativo, por exemplo) tem de reter, na sua superfície, substâncias gasosas. Uma das principais aplicações da adsorção são as máscaras contra gases venenosos. 12

13 C. Análise cromatográfica ou cromatografia: nesse processo, os componentes de uma mistura de sólidos em solução são separados e identificados pela cor. Um dos primeiros processos usados foi a cromatografia em papel. Pinga-se uma gota da mistura a ser analisada numa extremidade de uma tira de papel de filtro. Depois de seca, essa extremidade do papel é colocada em contato com um solvente apropriado. À medida que o solvente é absorvido pela tira, os diferentes componentes da mistura sobem por ela com velocidades variadas. Assim, separados em diferentes regiões da tira de papel, os componentes da mistura podem ser devidamente identificados. Esse processo, além de permitir a determinação do número de componentes presentes na mistura, possibilita também a identificação das substâncias. D. O ar é formado predominantemente por nitrogênio e oxigênio, além de pequenas quantidades de gases nobres. Esses gases são retirados do ar por destilação fracionada (processo Linde). Isso é conseguido submetendo-se o ar a sucessivas compressões e resfriamentos até que ele chegue ao estado líquido, o que ocorre a cerca de 200 C abaixo de zero. A seguir, destila-se o ar líquido. Inicialmente ferve o nitrogênio ( 195,8 C) e a seguir o oxigênio ( 183 C). Esquematicamente: E. A extração é, em geral, o processo em que se utiliza um líquido que consegue "retirar" u componente de uma mistura. Por exemplo A extração é, em geral o processo em que se utiliza um líquido que consegue "retirar" um componente d uma mistura. Por exemplo a "água de bromo", água que contém pequenas quantidades de bromo em solução. Agitando-se a "água de bromo" com clorofórmio e deixando-se o conjunto em repouso, formam-se duas camadas líquidas: a inferior contém bromo dissolvido em clorofórmio e a superior contém água praticamente sem bromo. Dizemos então que o clorofórmio "extraiu" o bromo da água. 13

14 1ª SEQUÊNCIA DE EXERCÍCIOS 1. Considere as modalidades de fracionamento de misturas baseadas nas características físicas da matéria. I - Método de separação com base na diferença da temperatura de ebulição. II - Método de separação com base na diferença de densidade. III - Método de separação com base na variação de tamanho das partículas. Estas definições se referem, respectivamente, aos métodos de a) evaporação, floculação, filtração. b) condensação, tamização, decantação. c) destilação, filtração, destilação. d) decantação, peneiração, filtração. e) destilação, decantação, peneiração. 2. (CN-2000) Abaixo está esquematizado o fluxograma relativo à separação dos componentes de uma mistura constituída por azeite, água e açúcar totalmente dissolvido. 14

15 Examinando o fluxograma, você identifica os processos 1 e 2 como sendo, respectivamente: a) destilação e filtração b) filtração e decantação c) decantação e destilação d) decantação e centrifugação e) filtração e centrifugação 3. (Fuvest-SP) Considere o vapor obtido pela ebulição das seguintes soluções: I. água e sal II. água e açúcar III. água e álcool Em que casos o vapor é constituído de água pura? 4. (UFES) Para separar os componentes de uma mistura, foi realizada a seguinte seqüência de operações: Esse procedimento é recomendado para a seguinte mistura: a) areia, açúcar e sal. b) carvão, areia e açúcar. c) ferro, enxofre e álcool. d) enxofre, gasolina e ferro. e) iodo, sal de cozinha e areia. 15

16 5. (UERJ) O nome dos processos I, II e III, representados pelo fluxogramas abaixo e referentes à separação dos componentes da mistura, é, respectivamente: a) decantação, centrifugação e filtração b) separação magnética, filtração e destilação c) filtração, separação magnética e destilação d) cristalização, decantação e centrifugação e) separação magnética, decantação e filtração 6. (UERJ) Para a remoção do óleo derramado na Baía de Guanabara, um dos processos utilizados consistiu na adição de um produto semelhante à serragem que, após a aplicação, é facilmente recolhido, podendo ser despejado em aterros sanitários. A função desse produto, em relação ao óleo derramado, é de favorecer a: a) solubilização b) evaporação c) dispersão d) absorção 7. (Enem-MEC) A falta de água doce no Planeta será, possivelmente, um dos mais graves problemas deste século. Prevê-se que, nos próximos vinte anos, a quantidade de água doce disponível para cada habitante será drasticamente reduzida. Por meio de seus diferentes usos e consumos, as atividades humanas interferem no ciclo da água, alterando: 16

17 a) a quantidade total, mas não a qualidade da água disponível no Planeta b) a qualidade da água e sua quantidade disponível para o consumo das populações c) a qualidade da água disponível, apenas no subsolo terrestre d) apenas a disponibilidade de água superficial existente nos rios e lagos e) o regime de chuvas, mas não a quantidade de água disponível no Planeta 8. (CN) O funil de decantação pode ser utilizado para separar: a) mistura homogênea de líquido com sólido. b) mistura heterogênea de sólido com sólido. c) mistura heterogênea de líquido com líquido. d) mistura homogênea de líquido com líquido. e) mistura homogênea de sólido com sólido. 9. (CEFET)O técnico de uma ourivesaria, diante de uma mistura de pequenos pedaços de ferro e ouro, deseja separar o ouro. Para realizar essa tarefa, que opção(ões) o técnico pode escolher? 1. Dissolver a mistura na água. 2. Empregar um eletroímã para remover o ferro. 3. Dissolver o ferro com uma solução de ácido sulfúrico (já que o ouro não se dissolve nesse ácido). 4. Realizar uma catação baseada na diferença de cor. 5. Fazer uma levigação. A sua escolha é: a) 1 b) 1, 2 e 4 c) 3 e 5 d) 2, 3 e 4 e) 5 17

18 10. (Colégio Naval-RJ) Quando se coloca um cobertor envolvendo as roupas de uma pessoa em chama, que componente do triângulo do fogo está sendo eliminado? a) Combustível. b) Temperatura de ignição. c) Ponto de combustão. d) Ponto de fulgor. e) Comburente. 11. Responda os itens abaixo: I. (Cesgranrio-RJ) Numa das etapas do tratamento da água que abastece uma cidade, a água é mantida durante um certo tempo em tanques para que os sólidos em suspensão se depositem no fundo. A essa operação denominamos: a) filtração b) sedimentação c) sifonação d) centrifugação e) cristalização II. O "funil de bromo, também chamado de funil de decantação, é útil para separarmos uma mistura de: a) água e glicose dissolvida b) água e álcool c) água e gasolina dois líquidos imiscíveis d) água e areia e) areia e pó de ferro III. (MACK-SP) Uma técnica usada para limpar aves cobertas por petróleo consiste em pulverizá-ias com limalha de ferro. A limalha que fica impregnada de óleo é, então, retirada das penas das aves por um processo chamado de: 18

19 a) decantação. b) peneiração c) sublimação d) centrifugação. e) separação magnética. IV. (UERJ) Para a remoção do óleo derramado na Baía de Guanabara, um dos processos utilizados consistiu na adição de um produto semelhante à serragem que, após a aplicação, é facilmente recolhido, podendo ser despejado em aterros sanitários. A função desse produto, em relação ao óleo derramado, é de favorecer a: a) solubilização. b) evaporação. c) dispersão. d) absorção. 12. (FEI-SP) O frasco de erlenmeyer é usado sempre em laboratório: a) para triturar e pulverizar sólidos b) para medidas de volumes de líquidos c) nas titulações d) na decantação de líquidos imiscíveis e) nos processos de destilação 19

20 13. (UFRN) Sistema Cor Solubilidade a 20 C (em g/100 g de 2 O) Estado físico (20 C) Densidade (g/cm 3 ) água incolor líquido 1,000 ácido sulfúrico incolor infinita líquido 1,834 benzeno incolor 0,07 líquido 0,879 cloreto de sódio branco 36,00 sólido 2,100 naftaleno branco desprezível sólido 1,025 Com base nos dados da tabela anterior e nos conhecimentos sobre as propriedades da matéria, pode-se afirmar: 1. O cloreto de sódio flutua no benzeno. 2. O benzeno é miscível com a água em qualquer proporção. 3. Naftaleno e água formam mistura heterogênea. 4. Água, cloreto de sódio e benzeno, em qualquer proporção, formam mistura bifásica. 5. Um litro de água pode dissolver 0,36 kg de cloreto de sódio, a 20 ºC. Estão corretas as afirmações: a) 3 e 5, somente b) 1, 3 e 5, somente c) 2, 3 e 5, somente d) 1 e 3, somente e) 1, 2, 3, 4 e 5 20

21 14. (Fatec-SP) Um estudante recebeu uma amostra na forma de um pó branco, constituída por mistura das substâncias sólidas A e B, que, em presença de água, comportam-se como registra a tabela que se segue: Sólido Comportamento em água Água a 25 C Água fervente A insolúvel insolúvel B insolúvel solúvel Assinale a opção que contém o procedimento experimental correto para separar os sólidos A e B. a) Utilizar um ímã, separando A e B. b) Adicionar o pó branco à água fervente e submeter a mistura à evaporação. c) Adicionar o pó branco à água a 25 ºC, filtrar a mistura e submeter o filtrado à evaporação. d) Adicionar o pó branco à água fervente, filtrar a mistura e submeter o filtrado à evaporação. e) Adicionar o pó branco à água a 25 ºC e submeter a mistura à evaporação. 15. (CN) Associe as atividades do cotidiano abaixo com as técnicas de laboratório apresentadas a seguir: Preparar cafezinho com café solúvel Preparar chá de saquinho Coar um suco de laranja 1. Filtração 2. Solubilização 3. Extração 4. Destilação A sequência correta é: a) 2, 3 e 1. b) 4, 2 e 3. c) 3, 4 e 1. d) 1, 3 e 2. e) 2, 2 e 4. 21

22 2ª SEQUÊNCIA DE EXERCÍCIOS 1. (UNIFESP) Para se isolar a cafeína (sólido, em condições ambientais) de uma bebida que a contenha (exemplos: café, chá, refrigerante etc.), pode-se usar o procedimento simplificado seguinte. "Agita-se um certo volume da bebida com dicloroetano e deixa-se em repouso algum tempo. Separa-se, então, a parte orgânica, contendo a cafeína, da aquosa. Em seguida, destila-se o solvente e submete-se o resíduo da destilação a um aquecimento, recebendo-se os seus vapores em uma superfície fria em que a cafeína deve cristalizar. Além da destilação e da decantação, quais operações são utilizadas no isolamento da cafeína? a) Flotação e ebulição. b) Flotação e sublimação. c) Extração e ebulição. d) Extração e sublimação. e) Levigação e condensação. 2. (UFPE) Considere uma mistura de parafina (hidrocarboneto de cadeia longa) finamente dividida e açúcar (sacarose C 12 H 22 O 11 ) refinado. Indique a alternativa que apresenta os processos de separação, na seqüência indicada, mais adequados para essa mistura. a) Dissolução em água, filtração, evaporação. b) Filtração, evaporação, combustão. c) Dissolução em água, floculação, decantação. d) Destilação fracionada a 50 ºC. e) Combustão, destilação. 3. (EEAr) O papel de filtro pode ser utilizado para separar os componentes do sistema: a) homogêneo, gás-gás b) heterogêneo, líquido-líquido c) homogêneo, sólido-líquido d) heterogêneo, sólido-líquido e) homogêneo, sólido-sólido 22

23 4. Durante uma pesquisa de campo, num local isolado e sem nenhum recurso mais aprimorado, um aluno de Química encontrou uma pequena esfera de um material com brilho metálico com aproximadamente 1,0 cm de diâmetro. Por curiosidade, ele resolveu descobrir de que material era composta a esfera. Com base em algumas informações que ele havia memorizado das aulas de Química, procurou descobrir de qual material se tratava. As Informações são as seguintes: 1) uma colher das de sopa completamente cheia de sacarose possui uma massa de aproximadamente 30 g desta substância; 2) um copo tipo americano possui aproximadamente 300 ml de volume; 3) 1 ml de água possui densidade de 1,0 g. cm -3 ; 4) densidades de algumas substâncias sólidas: Material Densidade (g. cm -3 ) Alumínio 2,7 Magnésio 1,7 Zinco 7,1 Ferro 7,9 Chumbo 11,4 5. (PAES-Montes Claros) Misturar é fácil. Difícil é separar depois. Para conseguir uma separação, é necessário selecionar uma técnica adequada, tendo em vista alguns princípios fundamentados nas diferentes propriedades físicas e químicas dos componentes da mistura. A técnica de separação e o princípio correspondente estão relacionados corretamente em: a) Filtração Baixa solubilidade. b) Destilação Diferença na solubilidade de dois componentes imiscíveis. c) Extração Diferença de ponto de ebulição. d) Catação Diferença de densidade. 6. O diagrama abaixo representa as diversas etapas da produção de álcool e açúcar. INFORMAÇÕES: 1. álcool 96 GL = etanol 96%, água 4% 2. álcool 100 GL = etanol 100% 3. composição do mosto fermentado: água 80%, etanol 15%, outros 5% 23

24 Os processos I, II e III do diagrama são: I II III a) Filtração Destilação simples Destilação fracionada b) Filtração Evaporação Destilação Fracionada c) Tamização Evaporação Evaporação d) Destilação simples Filtração Evaporação e) Destilação simples Centrifugação Destilação fracionada 7. (PAS-Brasília) Em um laboratório, foram obtidos os dados da tabela abaixo, relativos a propriedades específicas de amostras de alguns materiais. Materiais Massa (g) a 20 C Volume (ml) Temperatura de Fusão ( C) Temperatura de Ebulição ( C) A B C 0, D 0, E de -57 a -51 de 115 a 120 F de -50 a -43 de 85 a 90 G Analisando os dados da tabela, julgue os itens seguintes. 1. À temperatura de 25 ºC, os materiais A e B estão no estado sólido. 2. Massa e volume são propriedades específicas de cada material. 3. Os materiais C, D, E e F são substâncias. 4. Se o material F for insolúvel em G, então ele deverá flutuar quando for adicionado a um recipiente que contenha o material G. 8. (Vunesp-SP) Uma dona de casa fez a seguinte seqüência de operações: 1ª. colocou em água folhas de repolho roxo picado; 2ª. depois de algum tempo, despejou a água, que apresentava cor roxa, em dois copos; 3ª. adicionou vinagre em um copo e a cor não se modificou; 4ª. adicionou leite de magnésia no outro copo e a cor tornou-se verde. 24

25 Os nomes dos processos de separação empregados nas operações 1ª e 2ª e a propriedade da substância que dá a coloração ao repolho e à água são, respectivamente: a) filtração, catação e corante. b) evaporação, decantação e titulante. c) extração, decantação e indicador ácido-base. d) solubilização, filtração e indicador ácido-base. e) destilação, decantação e corante. 9. (CEFET) A centrifugação é um processo que acelera a separação dos componentes do sistema. a) heterogêneo, sólido + sólido. b) homogêneo, líquido + líquido. c) heterogêneo, sólido + gás. d) homogêneo, líquido + gás. e) heterogêneo, sólido + líquido. 10. (UFRGS-RS) Num acampamento, todo o sal de cozinha foi derramado na areia. As pessoas recuperaram o sal realizando, sucessivamente, as operações de: a) dissolução, filtração, evaporação. b) fusão, decantação, sublimação. c) liquefação, filtração, vaporização. d) adição de água, destilação. e) diluição, sedimentação, vaporização. 11. (ESPM-SP) A areia é constituída basicamente de óxido de silício. Ao se aquecer areia a altas temperaturas, obtém-se: a) sílica-gel. b) cimento. c) cal. d) vidro. e) argila. 25

26 12. Uma combustão é um tipo de transformação química com características próprias que ocorre em determinadas condições. Assinale a alternativa correta. a) A combustão é uma transformação química muito endotérmica desencadeada pelo fogo (emissão simultânea de calor e luz), que ocorre entre um material combustível e um material comburente. b) O gás oxigênio é o único comburente que existe. Sem oxigênio não existe combustão. c) Para que ocorra uma combustão é necessário que as quantidades de combustível e comburente se encontrem numa faixa ideal denominada zona de inflamabilidade ou explosividade. Fora dessa faixa, só ocorre combustão se o calor fornecido para iniciar a transformação for muito grande. d) A combustão é uma transformação química muito exotérmica que ocorre entre um material combustível e um comburente (não necessariamente o oxigênio), produzindo fogo. e) A pirólise é um tipo de combustão que ocorre praticamente sem chamas, mas com forte emissão de radiações. 13. (Medicina-SP) Considere a seguinte afirmação: Cloreto de sódio é bastante solúvel em água e solução Resultante é imiscível ao tetracloreto de carbono. Para separar o cloreto de sódio, a água e o tetracloreto de carbono de uma mistura dessas três substâncias que forma apenas duas fases líquidas, é recomendável primeiro: a) filtrar e depois destilar b) filtrar e depois decantar c) sifonar e depois destilar d) decantar e depois filtrar e) centrifugar e depois decantar 14. (UFRN) A filtração a vácuo é utilizada quando se deseja: a) acelerar o processo de filtração b) melhor qualidade do filtrado c) separar componentes líquidos imiscíveis de uma mistura 26

27 d) separar componentes sólidos de diferentes tamanhos e) separar componentes de uma mistura de líquidos imiscíveis 15. (Cesgranrio) Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta: I. Os compostos Cl 2, O 2, H 2 O e C 2 H 4 são todos substâncias simples. II. Os compostos Cl 2, O 2, H 2 O e C 2 H 4 são todos substâncias compostas. III. É possível separar de uma mistura líquidos com pontos de ebulição diferentes por destilação fracionada. IV. É possível separar os componentes de uma mistura gasosa por sifonação. a) I é verdadeira; II, III e IV são falsas; b) III é verdadeira; I, II e IV são falsas; c) I e III são verdadeiras; II e IV são falsas; d) I, III e IV são verdadeiras; II é falsa; e) II, III e IV são verdadeiras; I é falsa. 27

28 3ª SEQUÊNCIA DE EXERCÍCIOS 1. (FCC-BA) Uma cápsula de porcelana e um funil sobre ela, conforme a figura a seguir, formam um conjunto adequado para purificar substâncias sólidas por: a) cristalização b) destilação c) filtração d) sublimação e) centrifugação 2. (Fuvest) Para a separação dos componentes das misturas: gasolina/água e nitrogênio/oxigênio os processos mais adequados são, respectivamente: a) decantação e liquefação; b) sedimentação e destilação c) filtração e sublimação d) destilação e condensação e) flotação e decantação 3. (PUC-Campinas) As figuras representam as misturas de gasolina com água e de álcool etílico com água. Assinale a afirmação CORRETA: a) álcool etílico e água em A, correspondendo o álcool à fase 2; b) gasolina e água em B; c) álcool etílico e água em A, correspondendo o álcool à fase 1; d) gasolina e água em A, correspondendo a gasolina à fase 1. 28

29 4. (PUC) Um professor realizou várias experiências (a 20ºC e 1 atm) e organizou a seguinte tabela: Substância PF ( C) PE ( C) Densidade (g/cm 3 ) Solubilidade em água (a 20 C) A insolúvel B ,4 insolúvel C ,8 solúvel D ,6 insolúvel E ,2 insolúvel De acordo com a tabela, assinale a afirmativa incorreta: a) O estado físico da substância D, à temperatura ambiente, é gasoso. b) Se misturarmos a substância B com a substância D, à temperatura ambiente, forma-se uma mistura homogênea. c) A substância mais volátil, à temperatura ambiente é a A. d) Se misturarmos as substâncias A, C e água, forma-se um sistema difásico. e) O processo mais adequado para separarmos uma mistura da substância C com a água, à temperatura ambiente, é destilação simples. 5. (PUC) No laboratório, o equipamento conveniente para medir e transferir volumes de líquidos é: a) balão de fundo chato b) tudo de ensaio c) proveta d) funil de decantação e) condensador 6. (UNIRIO) Foram acondicionados, acidentalmente, em um único recipiente, areia, sal de cozinha, água e óleo de soja. Para separar adequadamente cada componente dessa mistura, devem ser feitas as seguintes operações: a) destilação simples seguida de decantação e centrifugação b) destilação simples seguida de centrifugação e sifonação c) filtração seguida de destilação simples e catação 29

30 d) filtração seguida de decantação e destilação simples e) decantação seguida de catação e filtração 7. (UFRRJ) Uma técnica usada para limpar aves cobertas por petróleo consiste em pulverizá-las com limalha de ferro. A limalha, que fica impregnada de óleo é, então, retirada das penas das aves por um processo chamado de: a) decantação b) peneiração c) sublimação d) centrifugação e) separação magnética 8. (UFMG) Este quadro apresenta misturas heterogêneas que foram submetidas aos processos de separação especificados. Misturas Componentes Processo de separação I água e areia Decantação II sucatas de ferro e alumínio separação magnética III grafita e iodo sublimação IV água e óleo filtração Assinale a alternativa que corresponde a uma mistura cujo processo de separação especificado é inadequado. a) I b) II c) III d) IV 9. (UFR-RJ) Com a adição de uma solução aquosa de açúcar a uma mistura contendo querosene e areia, são vistas claramente três fases. Para separar cada componente da mistura final, a melhor seqüência é: a) destilação, filtração e decantação 30

31 b) cristalização, decantação e destilação c) filtração, cristalização e destilação d) filtração, decantação e destilação e) centrifugação, filtração e decantação 10. (Enem-MEC) O sol participa do ciclo da água, pois, além de aquecer a superfície da Terra dando origem aos ventos, provoca a evaporação da água dos rios, lagos e mares. O vapor da água, ao se resfriar, condensa em minúsculas gotinhas, que se agrupam formando as nuvens, neblinas ou névoas úmidas. As nuvens podem ser levadas pelos ventos de uma região para outra. Com a condensação e, em seguida, a chuva, a água volta à superfície da Terra, caindo sobre o solo, rios, lagos e mares. Parte dessa água evapora retornando à atmosfera, outra parte escoa superficialmente ou infiltra-se no solo, indo alimentar rios e lagos. Esse processo é chamado de ciclo da água. Considere, então, as seguintes afirmativas: I. A evaporação é maior nos continentes, uma vez que o aquecimento ali é maior do que nos oceanos. II. A vegetação participa do ciclo hidrológico por meio da transpiração. III. O ciclo hidrológico condiciona processos que ocorrem na litosfera, na atmosfera e na biosfera. IV. A energia gravitacional movimenta a água dentro do seu ciclo. V. O ciclo hidrológico é passível de sofrer interferência humana, podendo apresentar desequilíbrios. a) somente a afirmativa III está correta b) somente as afirmativas III e IV estão corretas c) somente as afirmativas I, II e V estão corretas d) somente as afirmativas II, III, IV e V estão corretas e) todas as afirmativas estão corretas. 11. (CN) Quando um copo com água barrenta é deixado em repouso, forma-se um depósito no fundo, ao fim de algum tempo. A melhor identificação para essa transformação é: a) cristalização 31

32 b) decantação c) filtração d) floculação e) precipitação 12. (UFRN) Considere as seguintes densidades, em g/cm 3 : Densidades g/cm 3 d alumínio 2,7 d carvão 0,5 d pau-brasil 0,4 d diamante 3,5 d água 1,0 Ao serem adicionados à água pura, em temperatura ambiente, pedaços de cada um desses materiais, observa-se flutuação de: a) carvão e alumínio b) carvão e pau-brasil c) alumínio e diamante d) pau-brasil e diamante 32

33 1ª SEQUÊNCIA DE EXERCÍCIOS 1. I. Destilação - processo de separação de mistura homogênea baseado na diferença de ponto de ebulição das substâncias. II. Decantação - processo de separação de mistura heterogênea baseado na diferença de densidade das substâncias. III. Peneiração - processo de separação de mistura heterogênea onde a substância maior fica retida na peneira e a menor atravessa a peneira. RESPOSTA: E 2. Misturas de líquidos imiscíveis como azeite e solução aquosa de açúcar podem ser separadas por decantação. Misturas homogêneas nas quais os componentes apresentam pontos de ebulição bem diferentes (como a água e o açúcar) podem ser separadas por destilação simples. RESPOSTA: C 3. As soluções I e II são constituídas de um líquido volátil (água) e de sólidos não-voláteis (sal e açúcar). Logo, o aquecimento dessas duas soluções apresentará vapor formado apenas por água, que é o componente volátil. Na solução III, os dois componentes são voláteis (água e álcool); portanto, o vapor dessa solução será constituída de água e álcool. 4. RESPOSTA: E 5. Através da separação magnética (processo I) retira-se a limalha de ferro do restante da mistura. Após a dissolução do sal em água, a mistura heterogênea resultante é submetida a uma filtração (processo II) para a retirada de areia. A mistura homogênea de água e sal é separada por destilação (processo III). RESPOSTA: B 33

34 6. Pois a resina usada absorve o petróleo para a sua superfície. RESPOSTA: D 7. Em diversos locais do mundo a falta de água doce disponível para cada habitante (per capita) já é um problema. Primeiro, sob o ponto de vista quantitativo, devido ao rápido crescimento de algumas populações (especialmente na segunda metade do século XX). Segundo, sob o ponto de vista qualitativo, devido à poluição de lagos, represas e rios, pela ação humana. Nas próximas décadas, a escassez tende a piorar. RESPOSTA: B 8. RESPOSTA: C 9. RESPOSTA: D 10. RESPOSTA: E 11. I. RESPOSTA: B II. RESPOSTA: C III. RESPOSTA: E IV. RESPOSTA: D 12. RESPOSTA: C 13. RESPOSTA: A 14. RESPOSTA: D 15. RESPOSTA: A 34

35 2ª SEQUÊNCIA DE EXERCÍCIOS 1. RESPOSTA: D 2. RESPOSTA: A 3. RESPOSTA: D 4. RESPOSTA: E 5. RESPOSTA: A 6. RESPOSTA: B V 2. F 3. F 4. V 8. RESPOSTA: C 9. RESPOSTA: E 10. RESPOSTA: A 35

36 11. RESPOSTA: D 12. RESPOSTA: D 13. RESPOSTA: C 14. RESPOSTA: A 15. RESPOSTA: B 36

37 3ª SEQUÊNCIA DE EXERCÍCIOS 1. RESPOSTA: D 2. RESPOSTA: A 3. RESPOSTA: D 4. RESPOSTA: C 5. RESPOSTA: C 6. RESPOSTA: D 7. RESPOSTA: E. 8. RESPOSTA: D 9. RESPOSTA: D 10. RESPOSTA: D 11. RESPOSTA: B 37

38 12. RESPOSTA: B 38

QUÍMICA TAISSA LUKJANENKO

QUÍMICA TAISSA LUKJANENKO QUÍMICA TAISSA LUKJANENKO SUBSTÂNCIA PURA MISTURA ESTUDO DAS SUBSTÂNCIAS E MISTURAS SUBSTÂNCIA: material formado por moléculas quimicamente iguais. Substância simples: é constituída de uma molécula formada

Leia mais

Professores: Alinne Borges Tiago Albuquerque Sandro Sobreira Josiane. Exercícios Substâncias puras e misturas. Métodos de separação. Vídeos.

Professores: Alinne Borges Tiago Albuquerque Sandro Sobreira Josiane. Exercícios Substâncias puras e misturas. Métodos de separação. Vídeos. Professores: Alinne Borges Tiago Albuquerque Sandro Sobreira Josiane Exercícios Substâncias puras e misturas Métodos de separação Vídeos Gabaritos Pesquise Momento Sheldon Substância pura Substância pura

Leia mais

Soluções. Soluções. Exemplo

Soluções. Soluções. Exemplo Soluções Soluções Química São Misturas Homogêneas 1 Fase Soluto + Solvente = Solução Podem ser : sólidas, líquidas e gasosas. Exemplos: Ligas metálicas; água potável e ar. Prof. Renan Campos. DE ACORDO

Leia mais

Substâncias puras e misturas; análise imediata

Substâncias puras e misturas; análise imediata Segmento: Pré-vestibular Resoluções Coleção: Alfa, Beta e Gama Disciplina: Química Volume: 1 Série: 5 Substâncias puras e misturas; análise imediata 1. C Considerando as ilustrações, temos: I. Mistura

Leia mais

QUÍMICA (2ºBimestre 1ºano)

QUÍMICA (2ºBimestre 1ºano) QUÍMICA (2ºBimestre 1ºano) TABELA PERIÓDICA ATUAL Exemplo: Se o K (potássio) encontra-se no 4º período ele possui 4 camadas. Nº atômico = Z 19 K-2; L-8, M-8; N-1 Propriedades gerais dos elementos Metais:

Leia mais

SEPARAÇÃO DE MISTURAS Exercícios

SEPARAÇÃO DE MISTURAS Exercícios SEI Ensina - MILITAR Química SEPARAÇÃO DE MISTURAS Exercícios 1.A água potável é um recurso natural considerado escasso em diversas regiões do nosso planeta. Mesmo em locais onde a água é relativamente

Leia mais

Separação de misturas

Separação de misturas Separação de misturas Misturas Heterogêneas Sólido + Sólido Catação A catação é um tipo de separação manual de sistemas do tipo "sólidosólido". As substâncias são separadas manualmente e pode utilizar

Leia mais

QUÍMICA - 1 Ano Processos de separação de misturas PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS

QUÍMICA - 1 Ano Processos de separação de misturas PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS Conceitos iniciais Na natureza, raramente encontramos substâncias puras. Em função disso, é necessário usarmos métodos de separação para obtermos determinada substância.

Leia mais

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS. 1- quais os métodos mais indicados para separa os componentes das misturas abaixo:

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS. 1- quais os métodos mais indicados para separa os componentes das misturas abaixo: EXERCÍCIOS DE REVISÃO PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS 1- quais os métodos mais indicados para separa os componentes das misturas abaixo: a) areia e ferro na forma de lâmina separação magnética b) água

Leia mais

SEPARAÇÃO DE MISTURAS

SEPARAÇÃO DE MISTURAS SEPARAÇÃO DE MISTURAS Os seguintes processos permitem a separação dos vários constituintes de uma mistura. Cada um destes processos tem uma utilização bem definida, dependendo do tipo e das propriedades

Leia mais

2. Assinale a alternativa que apresenta, na seqüência, os termos corretos que preenchem as lacunas da seguinte afirmativa:

2. Assinale a alternativa que apresenta, na seqüência, os termos corretos que preenchem as lacunas da seguinte afirmativa: COLÉGIO JOÃO PAULO I QUÍMICA 8ª Série Nome: Turma: Data: Professor (a): Nota Máxima: 6,0 Nota: 1. Assinale a ÚNICA proposição CORRETA que contém o melhor método para separar os três componentes de uma

Leia mais

SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS. (Processos mecânicos de separação) Sistema sólido - sólido

SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS. (Processos mecânicos de separação) Sistema sólido - sólido SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS (Processos mecânicos de separação) Sistema sólido - sólido Separação magnética: Separa misturas do tipo sólido-sólido nas quais um dos componentes tem propriedades magnéticas

Leia mais

O interesse da Química é analisar as...

O interesse da Química é analisar as... O interesse da Química é analisar as... PROPRIEDADES CONSTITUINTES SUBSTÂNCIAS E MATERIAIS TRANSFORMAÇÕES ESTADOS FÍSICOS DOS MATERIAIS Os materiais podem se apresentar na natureza em 3 estados físicos

Leia mais

Professora Sonia Exercícios Sobre SeparaÇão de misturas (Análise imediata)

Professora Sonia Exercícios Sobre SeparaÇão de misturas (Análise imediata) Exercícios Sobre SeparaÇão de misturas (Análise imediata) 01. Preencha os quadros a seguir com a descrição da utilização de cada equipamento de laboratório: 1 02. (Cesgranrio) Numa das etapas do tratamento

Leia mais

Aula 2. # Relembrando alguns conceitos da aula anterior. - Matéria: tudo que ocupa lugar no espaço e tem massa

Aula 2. # Relembrando alguns conceitos da aula anterior. - Matéria: tudo que ocupa lugar no espaço e tem massa Aula 2 # Relembrando alguns conceitos da aula anterior - Matéria: tudo que ocupa lugar no espaço e tem massa - Estados físicos da matéria e suas transformações - Transformações (químicas e físicas; espontâneas

Leia mais

SUBSTÂNCIAS E MISTURAS

SUBSTÂNCIAS E MISTURAS SUBSTÂNCIAS E MISTURAS 1. ELEMENTO QUÍMICO É um conjunto de átomos de mesmo número atômico(z). 1 2 3 H H H 1 1 1 2. SUBSTÂNCIA Z Todo material formado por um tipo apenas de componente (molécula ou aglomerado

Leia mais

www.professormazzei.com - PROPRIEDADES COLIGATIVAS 01 Folha 01 João Roberto Mazzei

www.professormazzei.com - PROPRIEDADES COLIGATIVAS 01 Folha 01 João Roberto Mazzei 01. (UFRS 2008) O sal é utilizado para provocar o derretimento de neve e gelo nas estradas dos países frios e também para conservar a carne, como no processamento do charque. A utilização de sal nessas

Leia mais

Substâncias e Misturas

Substâncias e Misturas Química Atividade 1 - Revisão 1 os anos Décio ago/09 Nome: Nº: Turma: Substâncias e Misturas Objetivo O objetivo desta ficha é revisar alguns dos tópicos trabalhados no 1º semestre. As dúvidas devem ser

Leia mais

SEPARAÇÃO DE MISTURAS

SEPARAÇÃO DE MISTURAS SEPARAÇÃO DE MISTURAS Os materiais encontrados na natureza são, em geral, misturas de várias substâncias. Mesmo em laboratório, quando tentamos preparar uma só substância, acabamos, normalmente, chegando

Leia mais

Matéria e Estados da Matéria

Matéria e Estados da Matéria Matéria e Estados da Matéria A matéria é o material físico do universo. Matéria é tudo que tem massa e ocupa certo lugar no espaço. Na antiguidade, o homem chegou a acreditar que toda matéria existente

Leia mais

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Prof FERENC

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO. Prof FERENC PROCESSOS DE SEPARAÇÃO Prof FERENC SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS (Processos mecânicos de separação) Sistema sólido - sólido Separação magnética: Separa misturas do tipo sólido-sólido nas quais um

Leia mais

Exercícios de Revisão

Exercícios de Revisão Exercícios de Revisão a) I, II, III b) II, III, I c) II, I, III d) III, I, II e) I, III, II 01) (PUC - SP) O conceito de elemento químico está mais relacionado com a idéia de: a) átomo. b) molécula. c)

Leia mais

O aluno deverá imprimir o caderno de exercícios e resolver na mesma folha. ATENÇÃO PARA NÃO PERDER O PRAZO DE ENTREGA.

O aluno deverá imprimir o caderno de exercícios e resolver na mesma folha. ATENÇÃO PARA NÃO PERDER O PRAZO DE ENTREGA. Colégio Mallet Soares Avaliação: Recuperação paralela do 1 ano- 212 Professor(a): WELLYNGTON B MOURÃO Aluno(a): Nº: Turma: Data: NOTA Introdução O aluno deverá imprimir o caderno de exercícios e resolver

Leia mais

QUÍMICA DESCOMPLICADA

QUÍMICA DESCOMPLICADA DISCIPLINA DE QUÍMICA SISTEMAS MATERIAIS 1. (UFRGS/01) - Analise os sistemas materiais abaixo, estando ambos na temperatura ambiente. I - Mistura de 10 g de sal de cozinha, 30 g de areia fina, 20 ml de

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 02 ASPECTOS MACROSCÓPICOS - PARTE 2

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 02 ASPECTOS MACROSCÓPICOS - PARTE 2 QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 02 ASPECTOS MACROSCÓPICOS - PARTE 2 sal + areia + água água + sal areia Funil de Buchner (onde o sólido fica retido) funil com filtro mistura torneira mistura solução pura

Leia mais

Química SUBSTÂNCIAS, MISTURAS E PROCESSO DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS

Química SUBSTÂNCIAS, MISTURAS E PROCESSO DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS SUBSTÂNCIAS, MISTURAS E PROCESSO DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS Átomos ligados entre si são chamados de moléculas, e representam substâncias químicas. Cada molécula é identificada por uma

Leia mais

SISTEMAS MATERIAIS - 2012

SISTEMAS MATERIAIS - 2012 SISTEMAS MATERIAIS - 2012 1- (UFV) A obtenção de gasolina a partir do petróleo é feita por: A) destilação fracionada; B) destilação simples; C) filtração simples; D) filtração sob pressão reduzida; E)

Leia mais

SUBSTÂNCIAS E MISTURAS. Professor: Antonio Sorrentino

SUBSTÂNCIAS E MISTURAS. Professor: Antonio Sorrentino SUBSTÂNCIAS E MISTURAS Professor: Antonio Sorrentino Substância pura e tipos de misturas Substâncias puras: Apresentam propriedades físicas bem definidas. Têm pontos de fusão e de ebulição. Ponto de fusão:

Leia mais

Unidade 2 Substâncias e átomos

Unidade 2 Substâncias e átomos Unidade 2 Substâncias e átomos Substâncias Puras pág. 51 A matéria é composta por uma ou mais substâncias químicas. Porém, é difícil saber se um corpo é composto por uma única substância ou por uma mistura

Leia mais

Métodos de separação dos componentes de uma mistura. Métodos de separação de misturas heterogéneas

Métodos de separação dos componentes de uma mistura. Métodos de separação de misturas heterogéneas TEXTO DE APOIO Métodos de separação dos componentes de uma mistura Na natureza as substâncias raramente existem no estado "puro". Elas surgem quase sempre como componentes de uma mistura. Como no estado

Leia mais

Separação de Misturas II Parte

Separação de Misturas II Parte Separação de Misturas II Parte Fracionamento de misturas heterogêneas Catação ou escolha É um método rudimentar de separação de mistura baseado na diferença de tamanho e de aspecto das partículas de uma

Leia mais

Aluno (a): Nº. Disciplina: Química Goiânia, / / 2014

Aluno (a): Nº. Disciplina: Química Goiânia, / / 2014 Lista de Exercícios Aluno (a): Nº. Professora: Núbia de Andrade Série: 1º ano (Ensino médio) Turma: Disciplina: Química Goiânia, / / 2014 01) A mudança de fase denominada sublimação ocorre quando a) o

Leia mais

Dureza Rockwell. No início do século XX houve muitos progressos. Nossa aula. Em que consiste o ensaio Rockwell. no campo da determinação da dureza.

Dureza Rockwell. No início do século XX houve muitos progressos. Nossa aula. Em que consiste o ensaio Rockwell. no campo da determinação da dureza. A UU L AL A Dureza Rockwell No início do século XX houve muitos progressos no campo da determinação da dureza. Introdução Em 1922, Rockwell desenvolveu um método de ensaio de dureza que utilizava um sistema

Leia mais

Roteiro de Estudos 2 trimestre 2015 Disciplina: Química 9º ANOS

Roteiro de Estudos 2 trimestre 2015 Disciplina: Química 9º ANOS Roteiro de Estudos 2 trimestre 2015 Disciplina: Química 9º ANOS Professor: Ricardo Augusto Marques da Costa O que devo saber: UNIDADE 2 Os estados físicos da matéria. Estados físicos da matéria e suas

Leia mais

Prof: René dos Reis Borges

Prof: René dos Reis Borges OS MATERIAIS E SUAS PROPRIEDADES 01) (FATEC) Um estudante recebeu uma amostra na forma de um pó branco, constituída por mistura das substâncias sólidas A e B, que frente à água comportam-se como registra

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta Questão 1 Os componentes principais dos óleos vegetais são os triglicerídeos, que possuem a fórmula genérica ao lado: Nessa fórmula, os grupos R, R e R representam longas cadeias de carbono, com ou sem

Leia mais

QUÍMICA AULA 02 06/03/2015 RAFAEL

QUÍMICA AULA 02 06/03/2015 RAFAEL QUÍMICA AULA 02 06/03/2015 RAFAEL SUBSTÂNCIAS E MISTURAS Vimos na aula 1 que substâncias podem ser definidas como: toda porção da matéria que tem propriedades bem definidas e que lhes são características

Leia mais

M A T E R I A I S D E L A B O R A T Ó R I O. Prof. Agamenon Roberto

M A T E R I A I S D E L A B O R A T Ó R I O. Prof. Agamenon Roberto M A T E R I A I S D E L A B O R A T Ó R I O Prof. Agamenon Roberto Prof. Agamenon Roberto MATERIAS DE LABORATÓRIO 2 TUBO DE ENSAIO: Tubo de vidro fechado em uma das extremidades, empregado para fazer reações

Leia mais

Lista 1 de Exercícios Professor Pedro Maia

Lista 1 de Exercícios Professor Pedro Maia Lista 1 de Exercícios Professor Pedro Maia Questão 01 - (UEPG PR) As mudanças de estado físico, classificadas como fenômenos físicos, ocorrem com a variação de entalpia ( ). Sobre esses processos, assinale

Leia mais

Decantação sólido - líquido

Decantação sólido - líquido Processos de separação Decantação sólido - líquido Possível devido à diferença de densidades dos componentes da mistura. Permite a separação de líquidos imiscíveis (que não se misturam) ou um sólido precipitado

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q3 Fenômenos físicos e químicos

Química. Resolução das atividades complementares. Q3 Fenômenos físicos e químicos Resolução das atividades complementares 1 Química Q3 Fenômenos físicos e químicos p. 18 1 (UFG-GO) A Química está presente em nosso cotidiano sob as mais variadas maneiras. Ela está presente nos medicamentos,

Leia mais

5. Unifor-CE) Considere a tabela de pontos de fusão e pontos de ebulição das substâncias a seguir, a um atmosfera de pressão:

5. Unifor-CE) Considere a tabela de pontos de fusão e pontos de ebulição das substâncias a seguir, a um atmosfera de pressão: CURSO PREPARATÓRIO PARA BOMBEIRO - COMBATENTE GRANCURSOS DISCIPLINA QUÍMICA PROF. MARCUS VINÍCIUS DIAS DE OLIVEIRA AULA 1 1. (UNB) Os diagramas representam modelos de substâncias simples, compostas e/ou

Leia mais

b) Qual é a confusão cometida pelo estudante em sua reflexão?

b) Qual é a confusão cometida pelo estudante em sua reflexão? 1º B EM Química A Lailson Aval. Trimestral 28/03/11 1. Qual o estado físico (sólido, líquido ou gasoso) das substâncias da tabela a seguir, quando as mesmas se encontram no Deserto da Arábia, à temperatura

Leia mais

O irmão do aço. Obtendo o ferro fundido

O irmão do aço. Obtendo o ferro fundido O irmão do aço Na segunda aula deste módulo, quando nós estudamos a classificação dos materiais, você aprendeu que eles são divididos em dois grupos: os materiais ferrosos e os materiais não-ferrosos.

Leia mais

ESTUDO DA MATÉRIA. QUÍMICA: é o ramo da ciência que estuda a matéria, suas propriedades, estruturas e transformações.

ESTUDO DA MATÉRIA. QUÍMICA: é o ramo da ciência que estuda a matéria, suas propriedades, estruturas e transformações. QUÍMICA: é o ramo da ciência que estuda a matéria, suas propriedades, estruturas e transformações. MATÉRIA: é tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço. Exemplo: O ar Um balão de festas (bexiga) aumenta

Leia mais

Introdução. Gerais. Funcionais. Propriedades. da Matéria Organolépticas. Específicas. Químicas. Físicas. Química. Rômulo

Introdução. Gerais. Funcionais. Propriedades. da Matéria Organolépticas. Específicas. Químicas. Físicas. Química. Rômulo Introdução Gerais Propriedades Funcionais da Matéria Organolépticas Específicas s Físicas Propriedades Gerais São propriedades comuns a todo tipo de matéria massa extensão impenetrabilidade divisibilidade

Leia mais

Aulas: 1, 2 e 3. 4. Qual será a massa de uma amostra de 150 ml de urina, sabendo-se que sua densidade é 1,085 g.ml -1?

Aulas: 1, 2 e 3. 4. Qual será a massa de uma amostra de 150 ml de urina, sabendo-se que sua densidade é 1,085 g.ml -1? Lista de Exercícios Professor: Igor Saburo Suga Serie: Nome: Aulas: 1, 2 e 3 Ano: n⁰ 1. Transforme as massas em gramas: a) 0,20 kg; b) 200 mg; c) 1x10-3 kg; d)5,0 x 10 2 mg 2. Transforme os volumes em

Leia mais

Sumário. Apresentação 04. O que é um dessalinizador 04. Como funciona o sistema de dessalinização 05. Descrição dos componentes 06

Sumário. Apresentação 04. O que é um dessalinizador 04. Como funciona o sistema de dessalinização 05. Descrição dos componentes 06 Sumário Apresentação 04 O que é um dessalinizador 04 Como funciona o sistema de dessalinização 05 Descrição dos componentes 06 Processo de osmose reversa 07 Instrumentação 07 Verificações importantes antes

Leia mais

FÍSICO-QUÍMICA PROF. ALEXANDRE LIMA

FÍSICO-QUÍMICA PROF. ALEXANDRE LIMA FÍSICO-QUÍMICA PROF. ALEXANDRE LIMA 1. Uma solução contendo 14g de cloreto de sódio dissolvidos em 200mL de água foi deixada em um frasco aberto, a 30 C. Após algum tempo, começou a cristalizar o soluto.

Leia mais

Lista de Exercícios. Estudo da Matéria

Lista de Exercícios. Estudo da Matéria FACULDADE PITÁGORAS DE BETIM Credenciada pela portaria 792, de 27 de março de 2006. Curso: Engenharia Química Lista de Exercícios Disciplina: Química Geral Semestre: 2º / 2013 Docente: Carla Soares Souza

Leia mais

OPERAÇÕES UNITÁRIAS 1I. Sólidos SÓLIDOS PARTICULADOS 1: Particulados - PROPRIEDADES DOS SÓLIDOS PARTICULADOS - PENEIRAÇÃO

OPERAÇÕES UNITÁRIAS 1I. Sólidos SÓLIDOS PARTICULADOS 1: Particulados - PROPRIEDADES DOS SÓLIDOS PARTICULADOS - PENEIRAÇÃO OPERAÇÕES UNITÁRIAS 1I Sólidos SÓLIDOS PARTICULADOS 1: Particulados - PROPRIEDADES DOS SÓLIDOS PARTICULADOS - PENEIRAÇÃO Prof. Dr. Félix Monteiro Pereira PROF. DR. FÉLIX MONTEIRO PEREIRA 1 O que é um sólido

Leia mais

MATÉRIA E ENERGIA MATERIAL RETIRADO PARCIALMENTE OU NA INTEGRA DE LISTAS DE EXERCÍCIOS ENCONTRADAS NA INTERNET

MATÉRIA E ENERGIA MATERIAL RETIRADO PARCIALMENTE OU NA INTEGRA DE LISTAS DE EXERCÍCIOS ENCONTRADAS NA INTERNET MATÉRIA E ENERGIA MATERIAL RETIRADO PARCIALMENTE OU NA INTEGRA DE LISTAS DE EXERCÍCIOS ENCONTRADAS NA INTERNET 1. Unifor-CE Um material que pode ser considerado substância pura é: a) o petróleo; b) o querosene;

Leia mais

Lista 1 - Substância/Mistura/Separação de mistura/alotropia

Lista 1 - Substância/Mistura/Separação de mistura/alotropia Lista 1 - Substância/Mistura/Separação de mistura/alotropia 1) (UFPE) Em quais das passagens a seguir está ocorrendo transformação química? 1) O reflexo da luz nas águas onduladas pelos ventos lembrava-lhe

Leia mais

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Temperatura, calor e 1ª Lei da Termodinâmica

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Temperatura, calor e 1ª Lei da Termodinâmica Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA Temperatura, calor e 1ª Lei da Termodinâmica Termodinâmica A termodinâmica explica as principais propriedades da matéria e a correlação entre estas propriedades

Leia mais

Atividade 1: Grandezas Químicas

Atividade 1: Grandezas Químicas COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9 Ano Prof.º: Hélen Cristina Disciplina Química Aluno (a):. No. Trabalho de Recuperação Data: / / Valor: Nota: Orientações: -Responder manuscrito; -Cópias de colegas,

Leia mais

ATIVIDADES RECUPERAÇÃO PARALELA

ATIVIDADES RECUPERAÇÃO PARALELA ATIVIDADES RECUPERAÇÃO PARALELA Nome: Nº Ano: 6º Data: 14/11/2012 Bimestre: 4 Professor: Vanildo Disciplina: Química Orientações para estudo: Esta atividade deverá ser entregue no dia da avaliação de recuperação,

Leia mais

HOMOGÊNEO HETEROGÊNEO

HOMOGÊNEO HETEROGÊNEO Sistemas materiais HOMOGÊNEO SUBSTÂNCIA PURA? SIMPLES MISTURA HOMOGÊNEA? COMPOSTA SISTEMA? HETEROGÊNEO SUBSTÂNCIA PURA MISTURA HETEROGÊNEA Sistema É parte do universo físico f que contenha ou não matéria,

Leia mais

SOLUÇÕES. 3) (UNIFOR) O gráfico seguinte dá a solubilidade em água do açúcar de cana em função da temperatura.

SOLUÇÕES. 3) (UNIFOR) O gráfico seguinte dá a solubilidade em água do açúcar de cana em função da temperatura. SOLUÇÕES 1) (FEI) Tem-se 500g de uma solução aquosa de sacarose (C 12 H 22 O 11 ), saturada a 50 C. Qual a massa de cristais que se separam da solução, quando ela é resfriada até 30 C? Dados: Coeficiente

Leia mais

Após agitação, mantendo-se a temperatura a 20ºC, coexistirão solução saturada e fase sólida no(s) tubo(s)

Após agitação, mantendo-se a temperatura a 20ºC, coexistirão solução saturada e fase sólida no(s) tubo(s) 01) (Covest-2006) Uma solução composta por duas colheres de sopa de açúcar (34,2g) e uma colher de sopa de água (18,0 g) foi preparada. Sabendo que: MMsacarose = 342,0g mol -1, MMágua = 18,0 g mol -1,

Leia mais

www.professormazzei.com Propriedades da Matéria Folha 05- Prof.: João Roberto Mazzei

www.professormazzei.com Propriedades da Matéria Folha 05- Prof.: João Roberto Mazzei Questão 01 Em uma cena de um filme, um indivíduo corre carregando uma maleta tipo 007 (volume 20 dm³) cheia de barras de um certo metal. Considerando que um adulto de peso médio (70 kg) pode deslocar,

Leia mais

Lista de Termoquímica Prof. Paulo Carollo

Lista de Termoquímica Prof. Paulo Carollo 1. (UFRGS) Considerando a reação representada bromo ao alceno, representada pela equação. pela equação termoquímica N (g) + 3H (g) ë 2NHƒ (g) ÐH= -22kcal são feitas as seguintes afirmações. I - A quantidade

Leia mais

1 Seleccionar material adequado à separação dos componentes de uma mistura heterogénea.

1 Seleccionar material adequado à separação dos componentes de uma mistura heterogénea. ACTIVIDADE LABORATORIAL Ciências Físico-Químicas 7ºANO VOU SEPARAR OS COMPONENTES DE UMA MISTURA O que se pretende 1 Seleccionar material adequado à separação dos componentes de uma mistura heterogénea.

Leia mais

Produção de doce de Abóbora

Produção de doce de Abóbora Instituto Politécnico de Coimbra Escola Superior Agrária de Coimbra Licenciatura em Engenharia Alimentar Ano lectivo 2009/2010 Processamento Geral de Alimentos Produção de doce de Abóbora Trabalho realizado

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades LIVR 1 QUÍMIA 1 Resoluções das atividades Sumário Aula 1 Substâncias puras, misturas e sistemas...1 Aula Análise imediata I... Aula 3 Análise imediata II... 3 Aula 4 úmero de oxidação ox... 4 Aula 1 Substâncias

Leia mais

MF-0427.R-2 - MÉTODO DE DETERMINAÇÃO DE FÓSFORO TOTAL (DIGESTÃO COM HNO 3 + HClO 4 E REAÇÃO COM MOLIBDATO DE AMÔNIO E ÁCIDO ASCÓRBICO)

MF-0427.R-2 - MÉTODO DE DETERMINAÇÃO DE FÓSFORO TOTAL (DIGESTÃO COM HNO 3 + HClO 4 E REAÇÃO COM MOLIBDATO DE AMÔNIO E ÁCIDO ASCÓRBICO) MF-0427.R-2 - MÉTODO DE DETERMINAÇÃO DE FÓSFORO TOTAL (DIGESTÃO COM HNO 3 + HClO 4 E REAÇÃO COM MOLIBDATO DE AMÔNIO E ÁCIDO ASCÓRBICO) Notas: Aprovado pela Deliberação CECA nº 0424, de 24 de fevereiro

Leia mais

LISTA 1 NÍVEL 1. Material Extra

LISTA 1 NÍVEL 1. Material Extra LISTA 1 NÍVEL 1 01. (UEMA) Das três fases de uma substância, a que possui menor energia cinética é a fase, cuja característica é apresentar. Os termos que preenchem corretamente as lacunas são: a) Sólida

Leia mais

Exercícios Sobre MudanÇas de estados físicos e diagramas

Exercícios Sobre MudanÇas de estados físicos e diagramas Exercícios Sobre MudanÇas de estados físicos e diagramas 01. (Uepg) Quanto às características das substâncias puras e das misturas, assinale o que for correto. 01) Misturas sólidas homogêneas não podem

Leia mais

Resumos. 1) Aula L1 - O Lixo e Conceitos Químicos a. Aulas. 1) Aula L1 - Lixo e Conceitos Gerais. 2) Aula L2 - Estados Físicos da Matéria

Resumos. 1) Aula L1 - O Lixo e Conceitos Químicos a. Aulas. 1) Aula L1 - Lixo e Conceitos Gerais. 2) Aula L2 - Estados Físicos da Matéria Resumo Teórico 1 Fala Gás Nobre! Tudo bem? Já assistimos todos os vídeos sobre o Lixo. Estamos cada vez mais próximos do sucesso. Por isso quero te entregar esse material que contém o resumo das aulas

Leia mais

Considerando-se as propriedades da matéria e a partir da analise das curvas de aquecimento I e II, é correto afirmar:

Considerando-se as propriedades da matéria e a partir da analise das curvas de aquecimento I e II, é correto afirmar: 2 EXERCÍCIOS Fala Gás Nobre, está na hora de reagir! Essa é uma lista complementar, os exercícios aqui contidos irão ajudá-lo a treinar um pouco mais e aprofundar nos temas. Ao contrário a lista L1, essa

Leia mais

1 Separação de Misturas.

1 Separação de Misturas. 1 Separação de Misturas. VII. Análise Imediata: Conjunto de processos físicos de separação de substâncias puras presentes nas misturas. A figura abaixo ilustra um procedimento mais completo. Algumas considerações:

Leia mais

IT-045.R-2 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE MÉTODOS FEEMA (MF)

IT-045.R-2 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE MÉTODOS FEEMA (MF) IT-045.R-2 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE MÉTODOS FEEMA (MF) Notas: Aprovada pela Deliberação CECA/CN nº 3.962, de 16 de janeiro de 2001. Publicada no DOERJ de 23 de janeiro de 2001. 1 OBJETIVO

Leia mais

Texto: QUÍMICA NO COTIDIANO. Outras disciplinas que são citadas com frequência são a química molecular, a eletroquímica, a

Texto: QUÍMICA NO COTIDIANO. Outras disciplinas que são citadas com frequência são a química molecular, a eletroquímica, a Texto: QUÍMICA NO COTIDIANO Outras disciplinas que são citadas com frequência são a química molecular, a eletroquímica, a química nuclear, a radioquímica e a estereoquímica. É de costume incluir a química

Leia mais

Separação de Misturas

Separação de Misturas 1. Introdução Separação de Misturas As misturas são comuns em nosso dia a dia. Como exemplo temos: as bebidas, os combustíveis, e a própria terra em que pisamos. Poucos materiais são encontrados puros.

Leia mais

Propriedades da matéria e mudanças de estado físico

Propriedades da matéria e mudanças de estado físico INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Campus Valença Propriedades da matéria e mudanças de estado físico Professor: José Tiago Pereira Barbosa 1 Propriedades da Matéria A matéria é

Leia mais

Química Geral Materiais Homogêneos e Heterogêneos

Química Geral Materiais Homogêneos e Heterogêneos Química Geral Materiais Homogêneos e Heterogêneos 1. (Uepg 2013) Quanto às características das substâncias puras e das misturas, assinale o que for correto. 01) Misturas sólidas homogêneas não podem ser

Leia mais

PROPRIEDADES DOS MATERIAIS QUÍMICA GERAL

PROPRIEDADES DOS MATERIAIS QUÍMICA GERAL PROPRIEDADES DOS MATERIAIS QUÍMICA GERAL PROPRIEDADES DA MATÉRIA CONCEITOS BÁSICOS MATÉRIA: tudo o que tem massa e ocupa lugar no espaço. CORPO/OBJETO: porção limitada da matéria. MASSA: quantidade matéria,

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS QUÍMICA GERAL PROPRIEDADES DOS MATERIAIS

FACULDADE PITÁGORAS QUÍMICA GERAL PROPRIEDADES DOS MATERIAIS FACULDADE PITÁGORAS QUÍMICA GERAL PROPRIEDADES DOS MATERIAIS 1) (UFMG 2001) Seis soluções aquosas de nitrato de sódio, NaNO 3, numerados de I a VI, foram preparadas, em diferentes temperaturas, dissolvendo-se

Leia mais

Propriedades físicas e químicas das substâncias

Propriedades físicas e químicas das substâncias Propriedades físicas e químicas das substâncias Na Natureza há uma grande diversidade de materais. Muitos desses materais são substâncias mas será que são puras? Há substâncias que, mesmo misturadas com

Leia mais

Cobre, prata e ouro. Introdução. Materiais Necessários

Cobre, prata e ouro. Introdução. Materiais Necessários Intro 01 Introdução Realize o sonho dos alquimistas e transforme uma moeda de cobre em ouro. Descubra o que realmente acontece neste experimento. Cadastrada por Leandro Fantini Material - onde encontrar

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS 2015 Disciplina: Ciências Ano: 9º ano Ensino: FII Nome: Atividade Regulação do 3º Bimestre Ciências

ROTEIRO DE ESTUDOS 2015 Disciplina: Ciências Ano: 9º ano Ensino: FII Nome: Atividade Regulação do 3º Bimestre Ciências ROTEIRO DE ESTUDOS 2015 Disciplina: Ciências Ano: 9º ano Ensino: FII Nome: Refazer as avaliações; Refazer as listas de exercícios; Refazer exercícios do caderno. Entregar a atividade abaixo no dia da avaliação

Leia mais

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. Exercícios de Substâncias e Misturas. 01. Seja o esquema: QUESTÕES Entre as alternativas abaixo, indique as corretas sobre o esquema: a) Temos 5 componentes.

Leia mais

Matéria: Química Assunto: Materiais Prof. Gilberto Ramos

Matéria: Química Assunto: Materiais Prof. Gilberto Ramos Matéria: Química Assunto: Materiais Prof. Gilberto Ramos Química Materiais, suas propriedades e usos Estados Físicos Estado vem do latim status (posição,situação, condição,modo de estar). O estado físico

Leia mais

Resolução Comentada Fuvest - 1ª fase 2014

Resolução Comentada Fuvest - 1ª fase 2014 Resolução Comentada Fuvest - 1ª fase 2014 01 - Em uma competição de salto em distância, um atleta de 70kg tem, imediatamente antes do salto, uma velocidade na direção horizontal de módulo 10m/s. Ao saltar,

Leia mais

PROPRIEDADES DA MATÉRIA

PROPRIEDADES DA MATÉRIA Profª Msc.Anna Carolina A. Ribeiro PROPRIEDADES DA MATÉRIA RELEMBRANDO Matéria é tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço. Não existe vida nem manutenção da vida sem matéria. Corpo- Trata-se de uma porção

Leia mais

AULA 1: MATÉRIAS E SUAS PROPRIEDADES

AULA 1: MATÉRIAS E SUAS PROPRIEDADES AULA 1: MATÉRIAS E SUAS PROPRIEDADES Prof.Me Elayne Química-Aula 1 MATÉRIA Tudo que ocupa lugar no espaço e tem massa é matéria. Energia tudo aquilo que pode modificar a estrutura da matéria, provocar

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek. LISTA DE RECUPERAÇÃO 1º SEMESTRE (2,0 pontos)

Centro Educacional Juscelino Kubitschek. LISTA DE RECUPERAÇÃO 1º SEMESTRE (2,0 pontos) Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( x ) Fundamental ( ) Médio SÉRIE: _8 _ TURMA: TURNO: DISCIPLINA: Química PROFESSOR(A): Equipe de Química LISTA DE RECUPERAÇÃO 1º SEMESTRE

Leia mais

QUÍMICA GERAL PROF. PAULO VALIM

QUÍMICA GERAL PROF. PAULO VALIM QUÍMICA GERAL PROF. PAULO VALIM 1 INTRODUÇÃO À QUÍMICA Gás Nobre para catalisar sua reação, vamos disponibilizar alguns exercícios com gabarito ao final de cada capítulo de estudo. Eles não fazem parte

Leia mais

PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES

PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA VIII OLIMPÍADA DE QUÍMICA DA LIBERATO OQL DATA: 24/08/2013 MODALIDADE: EM-1 Nº DE INSCRIÇÃO: INFORMAÇÕES Escrever o NÚMERO DE INSCRIÇÃO na grade

Leia mais

Processos em Engenharia: Processos de Separação

Processos em Engenharia: Processos de Separação Processos em Engenharia: Processos de Separação Prof. Daniel Coutinho coutinho@das.ufsc.br Departamento de Automação e Sistemas DAS Universidade Federal de Santa Catarina UFSC DAS 5101 - Aula 10 p.1/44

Leia mais

A) a existência do oceano líquido é uma hipótese possível, pois um sal solúvel só forma uma mistura homogênea com a água, quando ela está líquida.

A) a existência do oceano líquido é uma hipótese possível, pois um sal solúvel só forma uma mistura homogênea com a água, quando ela está líquida. TEXTO PARA A QUESTÃO 1. Sonda espacial detecta sal de cozinha em lua de Saturno A análise da composição química do anel mais externo de Saturno revelou a presença de 98% de água, 1% de cloreto de sódio,

Leia mais

PROF. ROSSONI QUÍMICA

PROF. ROSSONI QUÍMICA 01 - (UECE) Às vezes, a filtração simples é muito lenta, como no caso da mistura água e farinha. Para acelerá-lo, utiliza-se o método de filtração a vácuo, conforme a figura a seguir. Assinale a opção

Leia mais

Resolução Comentada Unesp - 2013-1

Resolução Comentada Unesp - 2013-1 Resolução Comentada Unesp - 2013-1 01 - Em um dia de calmaria, um garoto sobre uma ponte deixa cair, verticalmente e a partir do repouso, uma bola no instante t0 = 0 s. A bola atinge, no instante t4, um

Leia mais

ATIVIDADE DE FÍSICA PARA AS FÉRIAS 8. o A/B PROF. A GRAZIELA

ATIVIDADE DE FÍSICA PARA AS FÉRIAS 8. o A/B PROF. A GRAZIELA ATIVIDADE DE FÍSICA PARA AS FÉRIAS 8. o A/B PROF. A GRAZIELA QUESTÃO 1) Utilize as informações do texto abaixo para responder às questões que o seguem. Uma máquina simples para bombear água: A RODA D ÁGUA

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SENSORES CAPACITIVOS PARA MEDIR UMIDADE DO SOLO.

UTILIZAÇÃO DE SENSORES CAPACITIVOS PARA MEDIR UMIDADE DO SOLO. UTILIZAÇÃO DE SENSORES CAPACITIVOS PARA MEDIR UMIDADE DO SOLO. Silveira, Priscila Silva; Valner Brusamarello. Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS Av. Osvaldo Aranha, 103 - CEP: 90035-190 Porto

Leia mais

Separação de Misturas

Separação de Misturas Separação de Misturas Misturas que possuem propriedades diferentes em sua extensão. Pode-se notar superfície de separação entre os componentes. O componente mais denso encontra-se na parte inferior numa

Leia mais

Determinação das Durezas Temporária, Permanente e Total de uma Água

Determinação das Durezas Temporária, Permanente e Total de uma Água Determinação das Durezas Temporária, Permanente e Total de uma Água Dureza: Parâmetro característico das águas de abastecimento industrial e doméstico. Em suma é a dificuldade de uma água não dissolver

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO TAREFINHA DE QUÍMICA - 1 COLEGIAL DATA DE ENTREGA: 28/03 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 1. (UGF-RJ) O aquecimento global já apresenta sinais visíveis em alguns pontos do planeta. Numa ilha do Alasca na aldeia

Leia mais

Abril Educação Fontes de energia, calor e temperatura Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Abril Educação Fontes de energia, calor e temperatura Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Abril Educação Fontes de energia, calor e temperatura Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 Como podemos relacionar o calor, a agitação térmica e o equilíbrio térmico? Questão 2 O

Leia mais

3) Erlenmeyer Devido ao gargalo estreito é usado para agitar soluções e dissolver substâncias.

3) Erlenmeyer Devido ao gargalo estreito é usado para agitar soluções e dissolver substâncias. VIDRARIAS E MATERIAIS DIVERSOS DE LABORATÓRIO Professora: Juliana Rovere 1) Béquer É usado para dissolver substâncias, efetuar reações e aquecer líquidos sobre tela de amianto, pois é feito de vidro pyrex,

Leia mais

Tratamento de efluentes

Tratamento de efluentes Tratamento de efluentes Aguas residuais não devem ser rejeitadas antes de tratamento adequado industriais / urbanas / agrícolas ETAR - estação de tratamento de águas residuais Objectivo: eliminação de

Leia mais