Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos - IFSC. Carga elétrica. Prof. Dr. José Pedro Donoso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos - IFSC. Carga elétrica. Prof. Dr. José Pedro Donoso"

Transcrição

1 Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos - IFSC Carga elétrica Prof. Dr. José Pedro Donoso

2 Agradescimentos O docente da disciplina, Jose Pedro Donoso, gostaria de expressar o seu agradecimento as editoras LTC (Livros Técnicos e Científicos), Pearson Education e AMGH. Parte das figuras utilizadas nos slides foram obtidas dos livros textos Fisica de Tipler & Mosca, Fundamentos de Física de Halliday, Resnick e Walker e Física III de Young & Freedman, Física para Universitários de Bauer, Westfal e Dias, através do acesso ao material de apoio para os professores facilitados por essas editoras.

3 Acúmulo de cargas elétricas No tempo seco, os pedacinhos de papel são atraídos pelo pente Halliday, Resnick & Walker, Fundamentos de Física (8ª edição, LTC, 2009)

4 Pedacinhos de papel atraídos pelo pente Young e Freedman, Sears & Zemansky Física III (12ª edição, Pearson, 2014)

5 A menina está parada em cima de uma plataforma que a isola elétricamente do solo e, assim ela acumula carga devido ao contato com a cúpula de um gerador de Van de Graaff. Seu cabelo levanta porque as cargas nos fios de cabelo têm o mesmo sinal e cargas iguais se repelem mutuamente. Tipler & Mosca, Física (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

6 Tipler & Mosca, Física para cientistas e engenheiros (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

7 Carga eletrica Filtro de ar eletrostático Uma filtragem prévia retém as partículas maiores da sujeira no ar. As menores passam por uma grade eletrificada aquirindo uma carga positiva. As partículas são repelidas para um segundo precipitador, fixando-se na sua malha. Cutnell & Johnson Physics (3rd edition. Wiley 1995)

8 Filtro eletrostático Os gases passam entre duas eletrodos verticais carregados. As partículas se carregam com os elétrons do eletrodo negativo e são atraídas ao eletrodo positivo. As partículas se acumulam e fluem para o fundo do coletor. Esta técnica remove aerosols (partículas menores que 10-3 mm) e partículas maiores C.H. Snyder, The Extraordinary Chemistry of Ordinary Things (Wiley 1995)

9 Pára-raios Ele está aterrado de forma que possa conduzir elétrons do solo para as nuvens carregadas positivamente, neutralizando-as. Tipler & Mosca, Física para cientistas e engenheiros (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

10 Lei de Coulomb A força que uma carga exerce sobre outra Cutnell & Johnson, Physics (3rd edition. Wiley 1995) S. Parker, Eletricidade, Coleção Aventura na Ciência (Editora Globo, 1994)

11 Tomada de parede Os conetores arredondados estão conectados a um bastão metálico que está enterrado no solo. Tipler & Mosca, Física para cientistas e engenheiros (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

12 Sears & Zemansky, Física H.D. Young, R.A. Freedman (10 ª ed, Pearson 2004) Gotículas de tinta com carga negativa são borrificadas. O metal a ser pintado é aterrado. Quando as gotículas se aproximam aparecem cargas induzidas de sinal oposto na superfície do objeto a ser pintado, e atraim as gotículas a superfície. Este processo minimiza as perdas e a dispersão das gotículas de tinta.

13 Carregando uma esfera metálica por indução Gotículas de tinta com carga negativa são borrificadas. O metal a ser pintado é aterrado. Quando as gotículas se aproximam aparecem cargas induzidas de sinal oposto na superfície do objeto a ser pintado, e atraim as gotículas a superfície. Este processo minimiza as perdas e a dispersão das gotículas de tinta. Sears & Zemansky, Física. H.D. Young, R.A. Freedman (10 ª ed, Pearson 2004)

14 Aplicação: cathodic protection Imagens: Wikipedia Cathodic Protection Quando o Fe está exposto a água, ocorre um processo de oxidação Fe(s) Fe e - Os íons Fe 2+ reagem com os íons hidroxila, Fe (OH) Fe(OH) 2 o qual oxida facilmente por O 2, dando Fe(OH) 3. A desidratação deste leva a formação de ferrugem 2Fe(OH) 3 Fe 2 O 3 + 3H 2 O Uma forma de prevenir a corrosão é usar uma proteção catódica, colocando o Fe em contato com um metal que oxide mais facilmente (como o Zn) Brady + Holum, Chemistry (Wiley 1993, Ebbing, General Chemistry (1993))

15 O uso das cargas: xerografia do Grego: xeros e graphos, que significa escrita em seco Coleção Aventura na Ciência Eletricidade (Editora Globo, 1994)

16 Máquina fotocopiadora O cilindro de alumínio possui uma camada de selênio, metal fotocondutor (fica condutor quando exposto a luz). 1 - o eletrodo carrega a superfície de Se 2 - As lentes enfocam a imagem no tambor. As áreas iluminadas reproduzem a figura 3 - O toner (de carga -) espalhado no tambor adere a região da imagem (carga +) 4 - Transferência do toner para o papel 5 - A imagem é fixada por aquecimento. Cutnell & Johnson Physics

17 Impressora laser Seu funcionamento é semelhante ao de uma máquina fotocopiadora. Os dados transferidos do computador são copiados no cilindro de alumínio por um laser. Este varre a superfície do cilindro gravando a imagem de carga positiva. A operação é governada por um modulador, que deixa ou não passar a luz que incide no cilindro. Cutnell & Johnson, Physics (3rd edition. Wiley 1995)

18 Impressora a laser Young e Freedman, Sears & Zemansky Física III (12ª edição, Pearson, 2014)

19 Eletroscópio: Duas folhas de ouro pressas a uma coluna condutora. Tipler & Mosca, Física para cientistas e engenheiros (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

20 Carga por indução: Condutores neutros em contato tornam-se carregados com cargas opostas quando um bastão atrai elétrons para a esfera esquerda. Tipler & Mosca, Física para cientistas e engenheiros (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

21 Indução através de aterramento Quando o condutor é aterrado, os elétrons da Terra neutralizam a carga positiva da face da esfera que está distante do bastão. O condutor fica carregado negativamente. Tipler & Mosca, Física para cientistas e engenheiros (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

22 Charles Coulomb ( ) Tipler & Mosca, Física para cientistas e engenheiros (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

23 Força elétrica no átomo de hidrogênio O eletron está separado do próton por uma distância r = 53 pm. Calcule a força eletrostática de atração Tipler & Mosca, Física para cientistas e engenheiros (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

24 (a) Dois bastões carregados com cargas do mesmo sinal se repelem (b) Dois bastões carregados com cargas de sinais opostos se atraem Os sinais + e - indicam um excesso de cargas positivas ou negativas, respectivamente Halliday, Resnick & Walker Fundamentos de Física (8ª edição, LTC, 2009)

25 Uma barra de cobre isolada da Terra. Qualquer das extremidades da barra é atraída por um bastão de plástico eletricamente carregado. A carga + da barra é atraída pela carga do bastão, e faz girar a barra de cobre Halliday, Resnick & Walker, Fundamentos de Física (8ª edição, LTC, 2009)

26 Experiência do balde de gelo de Faraday (a) bola condutora suspendida por um fio isolante sobre um recipiente condutor. (b) a bola carregada induz cargas no interior e no exterior do recipiente (c) Quando a bola toca o recipiente, ela passa a fazer parte da superfície interna: toda a sua carga é transferida para o recipiente Young & Freedman, Sears & Zemansky Física III (Pearson, 2009)

27 A carga é conservada Trilhas de pequenas bolhas deixadas por um eletron (e ) e sua antipartícula, o pósitron (e ), numa câmara de bolhas. O par de partículas foi produzido por um raio γ que entrou na câmara (parte inferior da fotografia). Como o raio γ é eletricamente neutro, não produz trilha. O raio gama se transformou em um elétron e um pósitron ao interagir com uma partícula na câmara. As trilhas são curvas porque existe um campo magnético no interior da câmara. Halliday, Resnick & Walker Fundamentos de Física (8ª edição, LTC, 2009)

28 Cobre: material condutor Tipler & Mosca, Física para cientistas e engenheiros (LTC, 2009) 2008 by W.H. Freeman and Company

29 Referências bibliográficas Tipler & Mosca. Física para cientistas e engenheiros. Volume 2 (Editora LTC) 4 a edição (2000), 5 a edição (2006) ou 6 a edição (2009) Halliday, Resnick & Walker. Fundamentos da Física (LTC, 8 a ed. 2009, 9 a ed. 2012) Halliday, Resnick & Krane. Física 3 (LTC, 5a ed. 2004)) Young & Freedman, Sears Zemansky Física III (Pearson, 10 a ed 2003, 12 a ed 2008) Serway e Jewett. Princípios de Física, vol. 3: Eletromagnetismo (Cengage, 2004) Bauer, Westfall. Dias, Física para universitários: Eletricidade e Magnetismo (AMGH, 2012)

Roteiro para aula experimental

Roteiro para aula experimental 1. Introdução à eletrostática Resumo Roteiro para aula experimental Nesta aula prática vamos estudar os princípios básicos da eletrostática: carga elétrica, eletrização, o poder das pontas e a gaiola de

Leia mais

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000

Disciplina Física 3. Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP. Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Disciplina Física 3 Prof. Rudson R. Alves Bacharel em Física pela UFES Mestrado IFGW UNICAMP Prof. da UVV desde 1998 Engenharias desde 2000 Sobre a Apresentação Todas as gravuras, senão a maioria, são

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA ELETRICIDADE E MAGNESTISMO - ET72F Profª Elisabete N Moraes

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA ELETRICIDADE E MAGNESTISMO - ET72F Profª Elisabete N Moraes UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA ELETRICIDADE E MAGNESTISMO - ET72F Profª Elisabete N Moraes ELETRIZAÇÃO Eletrostática Estuda os fenômenos elétricos em

Leia mais

Unidade 8. Eletricidade e Magnetismo

Unidade 8. Eletricidade e Magnetismo Unidade 8 Eletricidade e Magnetismo Eletrostática e Eletrodinâmica Os fenômenos elétricos estão associados aos elétrons. Cargas Elétricas As cargas elétricas podem ser positivas ou negativas Cargas opostas

Leia mais

Cap. 1 Princípios da Eletrostática

Cap. 1 Princípios da Eletrostática Cap. 1 Princípios da Eletrostática Instituto Federal Sul-rio-grandense Curso Técnico em Eletromecânica Disciplina de Eletricidade Básica Prof. Rodrigo Souza Sumário 1 - Princípios da Eletrostática 1.1

Leia mais

Capítulo 23: Lei de Gauss

Capítulo 23: Lei de Gauss Capítulo 23: Lei de Gauss O Fluxo de um Campo Elétrico A Lei de Gauss A Lei de Gauss e a Lei de Coulomb Um Condutor Carregado A Lei de Gauss: Simetria Cilíndrica A Lei de Gauss: Simetria Plana A Lei de

Leia mais

FÍSICA III FÍSICA III BIBLIOGRAFIA BÁSICA

FÍSICA III FÍSICA III BIBLIOGRAFIA BÁSICA 04/02/2015 FÍSICA III FÍSICA III Estuda a natureza e seus fenômenos em seus aspectos mais gerais. Analisa suas relações e propriedades, além de descrever e explicar a maior parte de suas consequências.

Leia mais

PAZ E BEM. C) Isolante, passa a ser um condutor, e o corpo se descarrega.

PAZ E BEM. C) Isolante, passa a ser um condutor, e o corpo se descarrega. Exercícios de Física 3 ano ensino médio Março 2016 Professor Arnon Rihs PAZ E BEM QUESTÃO 1. Em dias em que a umidade do ar é baixa, é comum observarmos faíscas elétricas saltarem do nosso corpo para o

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE LINHAS DE TRANSMISSÃO

CONSTRUÇÃO DE LINHAS DE TRANSMISSÃO CONSTRUÇÃO DE LINHAS DE TRANSMISSÃO NOÇÕES DE PROJETO E CONSTRUÇÃO DACQ.C Revisão: Mai/2007 Direitos autorais reservados a Furnas Centrais Elétricas S.A. DACQ.C Divisão de Apoio e Controle de Qualidade

Leia mais

PROCESSOS DE ELETRIZAÇÃO

PROCESSOS DE ELETRIZAÇÃO 7aula Processos de Eletrização 35 7aula PROCESSOS DE ELETRIZAÇÃO Objetivo Estudar os processos de eletrização por atrito, indução e contato. 7.1 Introdução A primeira observação da eletrização 1 de objetos

Leia mais

01- (UPF-RS) Um corpo que tenha sido eletrizado com uma carga de 10μC deverá ter recebido, aproximadamente, em elétrons:

01- (UPF-RS) Um corpo que tenha sido eletrizado com uma carga de 10μC deverá ter recebido, aproximadamente, em elétrons: Arrastão 2 o EM sem resolução 01- (UPF-RS) Um corpo que tenha sido eletrizado com uma carga de 10μC deverá ter recebido, aproximadamente, em elétrons: 02-(UEPG-PR) Considere quatro esferas metálicas idênticas

Leia mais

Cargas Elétricas: ELETROSTÁTICA

Cargas Elétricas: ELETROSTÁTICA Cargas Elétricas: ELETROSTÁTICA Capítulo 10 4º bimestre Colégio Contato Unidade Farol Professora Thaís Freitas 9º ano - 2015 A eletrostática, basicamente, é a parte da eletricidade que estuda as cargas

Leia mais

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem.

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. MÓD. 1 ELETRIZAÇÃO 1. (G1 - cftmg 2014) Um corpo A fica eletrizado positivamente quando atritado em um corpo B e, em seguida, são colocados em suportes isolantes. Quando as barras metálicas C e D tocam,

Leia mais

Projeto Apoio Eter 2012

Projeto Apoio Eter 2012 Projeto Apoio Eter 2012 Disciplina: Física Ano: Ano: 3º 1º Ano Ano Comum Assunto: Processos de Eletrização 1) Dispomos de três esferas metálicas idênticas e isoladas uma das outras. A e B estão inicialmente

Leia mais

Bacharelado em Engenharia Civil

Bacharelado em Engenharia Civil Bacharelado em Engenharia Civil Disciplina: Física III Prof a.: D rd. Mariana de F. Gardingo Diniz mariana_gardingo@yahoo.com.br EMENTA Carga elétrica. Campo elétrico. Lei de Gauss. Potencial elétrico.

Leia mais

Carga elétrica e campo elétrico

Carga elétrica e campo elétrico Carga elétrica e campo elétrico Introduçaõ ao eletromagnetismo. Carga elétrica. Quantização e conservação da carga. Força elétrica lei de Coulomb. Campo elétrico. Dipolos elétricos. Eletromagnetismo Eletrostática:

Leia mais

ELETRICIDADE. Professor Paulo Christakis, M.Sc. 20/10/2016 1

ELETRICIDADE. Professor Paulo Christakis, M.Sc. 20/10/2016 1 ELETRICIDADE 20/10/2016 1 Eletricidade é dividida em: Eletrostática: parte da Eletricidade que estuda as cargas elétricas em repouso. Eletrodinâmica: parte da Eletricidade que estuda as cargas elétricas

Leia mais

ELETRICIDADE. Introdução 1: A palavra eletricidade provem do grego, da palavra eléktron, que significa âmbar.

ELETRICIDADE. Introdução 1: A palavra eletricidade provem do grego, da palavra eléktron, que significa âmbar. ELETRICIDADE Introdução 1: A palavra eletricidade provem do grego, da palavra eléktron, que significa âmbar. O âmbar é um tipo de resina fóssil, de origem vegetal, utilizado na fabricação de utensílios.

Leia mais

Eletrostática. Princípio da Interação entre Cargas Elétricas. Cargas de mesmo sinal se repelem; cargas de sinais contrários se atraem.

Eletrostática. Princípio da Interação entre Cargas Elétricas. Cargas de mesmo sinal se repelem; cargas de sinais contrários se atraem. Conceitos Iniciais Eletrostática Carga elétrica é uma propriedade inerente às partículas constituintes da matéria. Convencionalmente, temos: próton carga elétrica positiva elétron carga elétrica negativa

Leia mais

CARGAS EL E ÉT É R T I R CA C S A

CARGAS EL E ÉT É R T I R CA C S A CARGAS ELÉTRICAS Tales de Mileto VI a.c Atritou âmbar com peles de animais Percebe atração de pequenas partículas por tais materiais. Percebe que 2 pedaços de âmbar se repeliam mutuamente. Âmbar = elektron,

Leia mais

Lei de Gauss. Fluxo do campo elétrico. Enunciado da Lei de Gauss. Aplicações. Cálculo de campos elétricos. Condutores. Blindagem eletrostática.

Lei de Gauss. Fluxo do campo elétrico. Enunciado da Lei de Gauss. Aplicações. Cálculo de campos elétricos. Condutores. Blindagem eletrostática. Lei de Gauss Fluxo do campo elétrico. Enunciado da Lei de Gauss. Aplicações. Cálculo de campos elétricos. Condutores. Blindagem eletrostática. Campos em condutores elétricos Fluxo do campo elétrico Fluxo

Leia mais

Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem; cargas elétricas de sinais opostos se atraem

Cargas elétricas de mesmo sinal se repelem; cargas elétricas de sinais opostos se atraem Os dois tipos de eletricidade Eletrização Estudos realizados por William Gilbert no início do século XVII evidenciou a existência de dois tipos de eletricidade: a atrativa e a repulsiva, possibilitando

Leia mais

ELETRICIDADE 1 ELETROSTÁTICA. Estrutura atômica, Carga Elétrica e Eletrização

ELETRICIDADE 1 ELETROSTÁTICA. Estrutura atômica, Carga Elétrica e Eletrização ELETRICIDADE 1 ELETROSTÁTICA Estrutura atômica, Carga Elétrica e Eletrização Professor: Danilo Carvalho de Gouveia Slides elaborados a partir da aula do prof. Amaury Menezes e referências complementares

Leia mais

Do que somos feitos? >>Vídeo: Física- Química- Os Primeiros Modelos Atômicos (Dalton, Thomson, Rutherford, Bohr)<<

Do que somos feitos? >>Vídeo: Física- Química- Os Primeiros Modelos Atômicos (Dalton, Thomson, Rutherford, Bohr)<< Prof. Gabriel Aká Do que somos feitos? >>Vídeo: Física Química Os Primeiros Modelos Atômicos (Dalton, Thomson, Rutherford, Bohr)>Átomo

Leia mais

RESPOSTAS DAS TAREFAS 2ª SÉRIE9. Física Setor A Aulas 1 e 2 ENSINO MÉDIO. 1. Forças Velocidade. F res. MRU P V. Resultante. Aceleração. a c.

RESPOSTAS DAS TAREFAS 2ª SÉRIE9. Física Setor A Aulas 1 e 2 ENSINO MÉDIO. 1. Forças Velocidade. F res. MRU P V. Resultante. Aceleração. a c. ESIO MÉDIO ESOSTAS DAS TAEFAS ª SÉIE9 Física Setor A Aulas 1 e 1. elocidade 3. elocidade F res. MU MU a c a t 0 a c a t 0 0. elocidade 0 4. elocidade MA MU a c a t SISTEMA AGLO DE ESIO 1 Ensino Médio zeta

Leia mais

Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários.

Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários. Lista de exercício 3 - Fluxo elétrico e Lei de Gauss Letras em Negrito representam vetores e as letras i, j, k são vetores unitários. 1. A superfície quadrada da Figura tem 3,2 mm de lado e está imersa

Leia mais

FEIRA DE CIÊNCIA DETECTOR DE CARGAS PÊNDULO ELETROSTÁTICO

FEIRA DE CIÊNCIA DETECTOR DE CARGAS PÊNDULO ELETROSTÁTICO 1 de 13 03/12/2013 10:18 FEIRA DE CIÊNCIA DETECTOR DE CARGAS PÊNDULO ELETROSTÁTICO Acesse também: Seção Aprenda Física: Página do Curso de Física da UEMS Eletrização por Atrito Eletroscópio de Folhas Eletrização

Leia mais

Carga elétrica. Carga elétrica é a propriedade física dos corpos caracterizada pelas atrações e repulsões.

Carga elétrica. Carga elétrica é a propriedade física dos corpos caracterizada pelas atrações e repulsões. Sumário Unidade II Eletricidade e Magnetismo 1- - Carga elétrica e sua conservação. - Condutores e isoladores. - Processos de eletrização. - Polarização de um isolador. APSA 19 Processos de eletrização

Leia mais

Lei de Coulomb. Página 1 de 9

Lei de Coulomb. Página 1 de 9 1. (Unesp 2015) Em um experimento de eletrostática, um estudante dispunha de três esferas metálicas idênticas, A, B e C, eletrizadas, no ar, com cargas elétricas 5Q, 3Q e 2Q, respectivamente. Utilizando

Leia mais

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA 1 PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Curso: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÔES Nome da disciplina: ELETRICIDADE E MAGNETISMO Código: 54155 Carga horária: 83 horas Semestre

Leia mais

Campo Magnético Neste capítulo será estudado:

Campo Magnético Neste capítulo será estudado: Campo Magnético Neste capítulo será estudado: Propriedades de magnetos e como estes interagem entre si; A natureza da força magnética em cargas em movimento; Como linhas de campo magnético se diferencia

Leia mais

Exercício 3) A formação de cargas elétrica em objetos quotidianos é mais comum em dias secos ou úmidos? Justifique a sua resposta.

Exercício 3) A formação de cargas elétrica em objetos quotidianos é mais comum em dias secos ou úmidos? Justifique a sua resposta. Exercícios Parte teórica Exercício 1) Uma esfera carregada, chamada A, com uma carga 1q, toca sequencialmente em outras 4 esferas (B, C, D e E) carregadas conforme a figura abaixo. Qual será a carga final

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 1 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 1 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 1 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos: Processos de Eletrização 1. (G1 - ifsp 2013) Raios são descargas elétricas de grande intensidade

Leia mais

Princípios de Eletricidade Magnetismo

Princípios de Eletricidade Magnetismo Princípios de Eletricidade Magnetismo Corrente Elétrica e Circuitos de Corrente Contínua Professor: Cristiano Faria Corrente e Movimento de Cargas Elétricas Embora uma corrente seja um movimento de partícula

Leia mais

FÍSICA 9ºano 3º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

FÍSICA 9ºano 3º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA 9ºano 3º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES TRABALHO E ENERGIA 1. Uma empilhadeira elétrica transporta do chão até uma prateleira, a uma altura de 6 m do chão, um pacote de 60

Leia mais

Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta

Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta Capacitores e Indutores (Aula 7) Prof. Daniel Dotta 1 Sumário Capacitor Indutor 2 Capacitor Componente passivo de circuito. Consiste de duas superfícies condutoras separadas por um material não condutor

Leia mais

Me. Leandro B. Holanda,

Me. Leandro B. Holanda, 27-1 O que é física? Estamos cercados de circuitos elétricos. Todos os esses aparelhos e também a rede de distribuição de energia elétrica que os faz funcionar, dependem da engenharia elétrica moderna.

Leia mais

PROCESSOS DE ELETRIZAÇÃO

PROCESSOS DE ELETRIZAÇÃO PROCESSOS DE ELETRIZAÇÃO 1. Uma partícula está eletrizada positivamente com uma carga elétrica de 8,0x10-15 C. Como o módulo da carga do elétron é 1,6 x 10-19 C, essa partícula: a) ganhou 5,0 x 10 4 elétrons.

Leia mais

Processos de eletrização. Ligação à Terra

Processos de eletrização. Ligação à Terra Processos de eletrização. Ligação à Terra 1 3.1. Para carregar negativamente um corpo, inicialmente neutro, podemos: I. Colocá-lo em contato com outro corpo carregado negativamente. II. Colocá-lo em contato

Leia mais

Campo magnético e força magnética

Campo magnético e força magnética Campo magnético e força magnética Magnetismo. Campo magnético. Força magnética. Efeito Hall. Fluxo magnético e lei de Gauss do magnetismo. Movimento de partículas carregadas. Forças e torques sobre circuitos.

Leia mais

NOME: Nº: 9º ano ENSINO FUNDAMENTAL II DATA: 04/09/2012

NOME: Nº: 9º ano ENSINO FUNDAMENTAL II DATA: 04/09/2012 NOME: Nº: 9º ano ENSINO FUNDAMENTAL II DATA: 04/09/2012 Observações: Nome completo. Evite rasuras. Permitido apenas caneta azul ou preta. VALOR: 10 pontos NOTA: Profª Ana Bell ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO

Leia mais

Impressoras a laser 05/11/ IFRN - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Impressoras a laser 05/11/ IFRN - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Impressoras a laser 05/11/2015 1 Impressoras a laser As impressoras a laser também fazem parte da categoria de não impacto e são muito utilizadas no ambiente corporativo, já que oferecem impressões de

Leia mais

A Natureza Elétrica dos Materiais

A Natureza Elétrica dos Materiais A Natureza Elétrica dos Materiais As primeiras ideias sobre a constituição da matéria Demócrito Gregos ÁTOMOS - A matéria possuia espaço vazio; - Indestrutíveis; - Dotadas de movimento; - Diversos formatos.

Leia mais

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano?

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano? 2ª Série do Ensino Médio 01. No sistema a seguir, A e B têm massa m = 10 kg e a = 45 0. A aceleração da gravidade é de 10 m/s 2 e o peso da corda, o atrito no eixo da roldana e a massa da roldana são desprezíveis:

Leia mais

Apostila de Física 24 Condutores em Equilíbrio Eletrostático

Apostila de Física 24 Condutores em Equilíbrio Eletrostático Apostila de Física 24 Condutores em Equilíbrio Eletrostático 1.0 Condutor em Equilíbrio Eletrostático Não ocorre movimento ordenado de cargas elétricas em relação a um referencial fixo no condutor. O campo

Leia mais

RESOLUÇÃO DO TC DO CLICK PROFESSOR

RESOLUÇÃO DO TC DO CLICK PROFESSOR Resposta da questão 1: Podemos garantir apenas que o feixe de radiação gama (sem carga) não é desviado pelo campo magnético, atingindo o ponto 3. Usando as regras práticas do eletromagnetismo para determinação

Leia mais

DISCIPLINA: FISICA II - Eletricidade e Magnetismo. INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

DISCIPLINA: FISICA II - Eletricidade e Magnetismo.  INFORMAÇÕES IMPORTANTES: DISCIPLINA: FISICA II - Eletricidade e Magnetismo http://cursos.if.uff.br/fisica2 INFORMAÇÕES IMPORTANTES: 1. Plano do curso: o que será visto em cada aula 2. As datas de todos exames 3. Os critérios de

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) 20 e Magnetismo

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) 20 e Magnetismo Magnetismo Magnetismo 1. Para ser atraído por um ímã, um parafuso precisa ser: a) mais pesado que o ímã b) mais leve que o ímã c) de latão e cobre d) imantado pela aproximação do ímã e) formando por uma

Leia mais

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV E HABILIDADES REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV 2 Vídeo - Primeira Lei de Newton - Lei da Inércia 3 As três leis de Newton do movimento Sir Isaac Newton desenvolveu as três

Leia mais

Princípios de Circuitos Elétricos. Prof. Me. Luciane Agnoletti dos Santos Pedotti

Princípios de Circuitos Elétricos. Prof. Me. Luciane Agnoletti dos Santos Pedotti Princípios de Circuitos Elétricos Prof. Me. Luciane Agnoletti dos Santos Pedotti Resistência, Indutância e Capacitância Resistor: permite variações bruscas de corrente e tensão Dissipa energia Capacitor:

Leia mais

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes Lei de Coulomb Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes A intensidade F da força de interação eletrostática entre duas cargas elétricas puntiformes q 1 e q 2, é diretamente proporcional ao produto

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS: CURRAIS NOVOS ALUNO: TURMA: TURNO:

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS: CURRAIS NOVOS ALUNO: TURMA: TURNO: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS: CURRAIS NOVOS ALUNO: TURMA: TURNO: DISCIPLINA: FÍSICA PROFESSOR: EDSON JOSÉ LISTA ELETROSTÁTICA 1 (Unifor-CE) Dois corpos x e y são eletrizados

Leia mais

Aula 5: Propriedades e Ligação Química

Aula 5: Propriedades e Ligação Química Aula 5: Propriedades e Ligação Química Relacionar o tipo de ligação química com as propriedades dos materiais Um entendimento de muitas propriedades físicas dos materiais é previsto através do conhecimento

Leia mais

Atividades Para fixar a formação de imagens nas lentes convergentes e divergentes, clique no link abaixo e movimente o objeto que está posicionado dainte da lente. Observe o que acontece com a imagem à

Leia mais

passagem da partícula pela região de campo uniforme, sua aceleração é:

passagem da partícula pela região de campo uniforme, sua aceleração é: LISTA 11 - Eletromagnetismo 1.(Mackenzie SP) Os radioisótopos são hoje largamente utilizados em diversas pesquisas científicas e aplicados inclusive em medicina terapêutica. Seu decaimento radioativo pode

Leia mais

Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb

Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb Introdução à Eletricidade Eletricidade é uma palavra derivada do grego élektron, que significa âmbar. Resina vegetal fossilizada Ao ser atritado com um pedaço

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2012 Disciplina:FÍSICA Ano: 2012 Professor (a):marcos VINICIUS Turma: 3º ano Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Avaliação sobre Corrente Elétrica

Avaliação sobre Corrente Elétrica Avaliação sobre Corrente Elétrica Maria Christina O conceito de corrente elétrica em meios diferentes foi construído pelos alunos? O que falta? Objetivo da avaliação: Avaliar o progresso dos alunos na

Leia mais

NÍVEL DE ENSINO: Graduação CARGA HORÁRIA: 80h PROFESSORA-AUTORA: Marina Valentim APRESENTAÇÃO

NÍVEL DE ENSINO: Graduação CARGA HORÁRIA: 80h PROFESSORA-AUTORA: Marina Valentim APRESENTAÇÃO NÍVEL DE ENSINO: Graduação CARGA HORÁRIA: 80h PROFESSORA-AUTORA: Marina Valentim ONDAS E ÓTICA FÍSICA TERMODINÂMICA, APRESENTAÇÃO A disciplina aborda conteúdos como hidrostática, termodinâmica, ondas e

Leia mais

Química Geral I Aula 2

Química Geral I Aula 2 Química Geral I Aula 2 Curso de Química Licenciatura 2016-1 Prof. Udo Eckard Sinks HO HO H HO O O OH Moodle https://moodle.unipampa.edu.br/course/view.php?id=4858 Química Geral I Prof. Udo Sinks 2 1 Átomos

Leia mais

Lista de exercícios. Eletrostática Prof. Willian Rederde

Lista de exercícios. Eletrostática Prof. Willian Rederde Lista de exercícios Eletrostática Prof. Willian Rederde 01 - (FUVEST SP/2011) A lei de conservação da carga elétrica pode ser enunciada como segue: A soma algébrica dos valores das cargas positivas e negativas

Leia mais

CAMPO ELETRICO UNIFORME LISTA 1

CAMPO ELETRICO UNIFORME LISTA 1 1. (Fuvest 2015) Em uma aula de laboratório de Física, para estudar propriedades de cargas elétricas, foi realizado um experimento em que pequenas esferas eletrizadas são injetadas na parte superior de

Leia mais

ELETROSTÁTICA. Introdução. Carga Elétrica

ELETROSTÁTICA. Introdução. Carga Elétrica ELETROSTÁTICA Introdução A eletricidade é a parte da Física que analisa os fenômenos que envolvem a carga elétrica e é dividida, didaticamente, em três segmentos: Eletrostática, Eletrodinâmica e Eletromagnetismo.

Leia mais

CAMPO ELÉTRICO. Uma carga elétrica Q produz ao seu redor uma região afetada por sua presença denominada campo elétrico. Criado por cargas elétricas.

CAMPO ELÉTRICO. Uma carga elétrica Q produz ao seu redor uma região afetada por sua presença denominada campo elétrico. Criado por cargas elétricas. CAMPO ELÉTRICO Uma carga elétrica Q produz ao seu redor uma região afetada por sua presença denominada campo elétrico. Campo Elétrico Criado por cargas elétricas. Representado por linhas de campo. Grandeza

Leia mais

FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) CORRENTE ELÉTRICA E RESISTÊNCIA

FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) CORRENTE ELÉTRICA E RESISTÊNCIA FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) CORRENTE ELÉTRICA E RESISTÊNCIA FÍSICA (Eletromagnetismo) Nos capítulos anteriores estudamos as propriedades de cargas em repouso, assunto da eletrostática. A partir deste capítulo

Leia mais

Nome do Aluno: Nº Ensino Médio 2º ano.

Nome do Aluno: Nº Ensino Médio 2º ano. Valor do trabalho: 10 pontos NOTA: Nome do Aluno: Nº Ensino Médio 2º ano. Trabalho de recuperação paralela de Física Setor A Prof. Douglas Rizzi Data: / / INSTRUÇÕES GERAIS: Responda os testes com atenção

Leia mais

3ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Jean Jaspion DIA: MÊS: 02 POTENCIAL ELÉTRICO. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( )

3ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Jean Jaspion DIA: MÊS: 02 POTENCIAL ELÉTRICO. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( ) LISTA: 03 3ª série Ensino Médio Professor(a): Jean Jaspion Turma: A ( ) / B ( ) Aluno(a): Segmento temático: QUESTÃO 01 (FAMERP SP/2015) A figura mostra esquematicamente um tubo de raios catódicos, no

Leia mais

POR COMPETÊNCIAS E HABILIDADES. PROF.: Célio Normando

POR COMPETÊNCIAS E HABILIDADES. PROF.: Célio Normando POR COMPETÊNCIAS E HABILIDADES CADERNO 1 PROF.: Célio Normando CA 5 - Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. H17 Relacionar informações apresentadas

Leia mais

ELETROSTÁTICA. Ramo da Física que estuda as cargas elétricas em repouso. www.ideiasnacaixa.com

ELETROSTÁTICA. Ramo da Física que estuda as cargas elétricas em repouso. www.ideiasnacaixa.com ELETROSTÁTICA Ramo da Física que estuda as cargas elétricas em repouso. www.ideiasnacaixa.com Quantidade de carga elétrica Q = n. e Q = quantidade de carga elétrica n = nº de elétrons ou de prótons e =

Leia mais

Diodos. Fundamentos e Aplicações.

Diodos. Fundamentos e Aplicações. Instituto Federal do Paraná Licenciatura em Física Paranaguá PR Diodos. Fundamentos e Aplicações. Renan Augusto Miranda Martins renanamm2@gmail.com Paranaguá 2015 Conteúdo O diodo Princípios de funcionamento

Leia mais

Instalações Elétricas

Instalações Elétricas Instalações Elétricas Condutores Elétricos (Parte 2) Prof. Gilmário Lima SELEÇÃO E DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES Chama-se de dimensionamento técnico de um circuito à aplicação dos diversos itens da NBR

Leia mais

Capítulo 28: Campos Magnéticos

Capítulo 28: Campos Magnéticos Capítulo 8: Campos Magnéticos Índice O que Produz um Campo Magnético? Definição de Campo Magnético Campos Cruzados: O Efeito Hall Uma Partícula Carregada em um Movimento Circular Força Magnética em um

Leia mais

Introdução à Nanotecnologia

Introdução à Nanotecnologia Introdução à Nanotecnologia Ele 1060 Aula 4 2010-01 Fundamentos Aula Anterior Classificação dos Materiais; Átomos; Elétrons nos Átomos. Ligação Atômica no Sólidos Para compreender as propriedades físicas

Leia mais

Campo Elétrico 2 Objetivos:

Campo Elétrico 2 Objetivos: Campo Elétrico 2 Objetivos: Apresentar a discretização do espaço para a resolução de problemas em coordenadas: Cartesianas; Polar; Aplicar a discretização do espaço para resolução de problemas de campo

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/2008 DOU de 26/11/2008

CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/2008 DOU de 26/11/2008 CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Autorizado pela Portaria nº 960 de 25/11/2008 DOU de 26/11/2008 Componente Curricular: Eletromagnetismo Código: ENG - 382 CH Total: 72 Aulas / 60 Horas Pré-Requisito: ----

Leia mais

Volume 6 eletricidade

Volume 6 eletricidade Volume 6 eletricidade Vídeo 37.1 Vídeo 37.2 Vídeo 37.3 Capítulo 37 Cristais e Baixas Temperaturas Supercondutores a baixas temperaturas permitem a levitação de materiais magnéticos. Confira! Modelos de

Leia mais

Apostila de Física 25 Corrente Elétrica

Apostila de Física 25 Corrente Elétrica Apostila de Física 25 Corrente Elétrica 1.0 Definições Gerador elétrico: Mantém entre seus terminais (pólos) uma diferença de potencial elétrico. Pólo positivo Maior potencial. Pólo negativo Menor potencial.

Leia mais

Campo Magnética. Prof. Fábio de Oliveira Borges

Campo Magnética. Prof. Fábio de Oliveira Borges Campo Magnética Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-2015/ Campo magnético

Leia mais

C 04. Qual o módulo do campo elétrico resultante no ponto A, da figura a seguir, sendo que as partículas se encontram no vácuo.

C 04. Qual o módulo do campo elétrico resultante no ponto A, da figura a seguir, sendo que as partículas se encontram no vácuo. ª série EM - Lista de Questões para a EXAME FINAL - FÍSICA 01. Em uma carga elétrica região? (Lembre-se E q mc atua uma força elétrica de 4N. Qual o Valor do capo elétrico gerado nesta F e q ) 0. Qual

Leia mais

Professora Florence. 1,0 C e q3

Professora Florence. 1,0 C e q3 TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 3 Densidade do mercúrio: 13,6 g/cm Pressão atmosférica: 5 1,0 10 N/m Constante eletrostática: k 1 4,0 10 N m C 0 0 1. (Ufpe 01) Três

Leia mais

ELETROQUÍMICA. 1. Introdução

ELETROQUÍMICA. 1. Introdução ELETROQUÍMICA 1. Introdução Em geral, uma célula eletroquímica é um dispositivo em que uma corrente elétrica o fluxo de elétrons através de um circuito é produzida por uma reação química espontânea ou

Leia mais

Capítulo 25: Capacitância

Capítulo 25: Capacitância apítulo 5: apacitância ap. 5: apacitância Índice apacitor apacitância alculo da capacitância apacitores em paralelo e em série Energia armazenada em um campo elétrico apacitor com dielétrico Dielétricos:

Leia mais

Físico-Química. Eletroquímica Prof. Jackson Alves

Físico-Química. Eletroquímica Prof. Jackson Alves Físico-Química Eletroquímica Prof. Jackson Alves 1. Pilhas Processo espontâneo de conversão de energia química em energia elétrica. Observe o esquema a seguir: Lâmina de zinco Semicela Zn / Zn 2+ ponte

Leia mais

Capacitância e dielétricos

Capacitância e dielétricos Capacitância e dielétricos Capacitância e capacitores. Armazenamento de energia. Dielétricos. Modelo molecular. Capacitância e capacitores Capacitância: Unidade: Capacitância e capacitores Capacitor com

Leia mais

Conservação da Energia

Conservação da Energia Universidade de São Paulo Instituto de Física de São Carlos - IFSC FCM 0410 Física para Engenharia Ambiental Conservação da Energia Prof. Dr. José Pedro Donoso Agradescimentos O docente da disciplina,

Leia mais

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r 1) No sistema mostrado abaixo, as roldanas e os fios são ideais e o atrito é considerado desprezível. As roldanas A, B, e C são fixas e as demais são móveis sendo que o raio da roldana F é o dobro do raio

Leia mais

Física Unidade VI Série 2

Física Unidade VI Série 2 01 A força magnética F é perpendicular, simultaneamente, ao campo indução B e a velocidade v. No entanto v e B não são, necessariamente, perpendiculares entre si. Resposta: B 1 02 Como a velocidade é paralelo

Leia mais

Lista de Eletrostática - Ufpel Ufrgs Ufrs Ufsm

Lista de Eletrostática - Ufpel Ufrgs Ufrs Ufsm Lista de Eletrostática - Ufpel Ufrgs Ufrs Ufsm 1. (Ufrs 1997) Uma partícula, com carga elétrica q, encontra-se a uma distância d de outra partícula, com carga -3q. Chamando de F1 o módulo da força elétrica

Leia mais

Química Geral -Aula 2 Átomo e estrutura atômica. *Mas afinal, de que são feitas as coisas?

Química Geral -Aula 2 Átomo e estrutura atômica. *Mas afinal, de que são feitas as coisas? Química Geral -Aula 2 Átomo e estrutura atômica *Mas afinal, de que são feitas as coisas? Átomo na Grécia antiga 2 teorias (Demócrito, Leucipo e Aristóteles) Demócrito, Leucipo e Aristóteles Átomo como

Leia mais

AULA 05 Magnetismo Transformadores

AULA 05 Magnetismo Transformadores AULA 05 Magnetismo Transformadores MAGNETISMO As primeiras observações de fenômenos magnéticos são muito antigas. Acredita-se que estas observações foram realizadas pelos gregos, em uma cidade denominada

Leia mais

ELETRICIDADE. Eletrodinâmica. Eletrostática. Eletromagnetismo

ELETRICIDADE. Eletrodinâmica. Eletrostática. Eletromagnetismo ELETRICIDADE Eletrodinâmica Eletrostática Eletromagnetismo Átomo Núcleo Prótons carga positiva (+e). Nêutrons carga neutra. Eletrosfera Eletrons carga negativa (-e). Carga Elétrica Elementar e = 1,6 x

Leia mais

Aula 17 Ligações covalentes e metálicas

Aula 17 Ligações covalentes e metálicas Aula 17 Ligações covalentes e metálicas Em nossa aula passada falamos de ligações iônicas, aquelas que ocorrem entre átomos com grandes diferenças de eletronegatividade. Entretanto, essa não é a única

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO Sequência de aulas - Física Autor: Natel Ferreira - Curitiba/PR 1. Nível de ensino:

Leia mais

CAMPO MAGNÉTICO EM CONDUTORES

CAMPO MAGNÉTICO EM CONDUTORES CAMPO MAGNÉTICO EM CONDUTORES Introdução A existência do magnetismo foi observada há cerca de 2500 anos quando certo tipo de pedra (magnetita) atraía fragmentos de ferro, que são conhecidos como ímãs permanentes.

Leia mais

Unimonte, Engenharia Física Aplicada, Prof. Marco Simões Transferência de calor, exercícios selecionados do Sears & Zemansky, cap.

Unimonte, Engenharia Física Aplicada, Prof. Marco Simões Transferência de calor, exercícios selecionados do Sears & Zemansky, cap. Unimonte, Engenharia Física Aplicada, Prof. Marco Simões Transferência de calor, exercícios selecionados do Sears & Zemansky, cap. 17 17.65) Suponha que a barra da figura seja feita de cobre, tenha 45,0

Leia mais

RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO FÍSICA

RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO FÍSICA RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO Professor: XERXES DATA: 22 / 11 / 2015 RECUPERAÇÃO FINAL FORÇA ELÉTRICA (LEI DE COULOMB) FÍSICA Para todas as questões, considere a constante eletrostática no vácuo igual a 9.10

Leia mais

Elementos ópticos. 1 - Conceitos relacionados. Reflexão e refração da luz, imagem real, imagem virtual, distância focal.

Elementos ópticos. 1 - Conceitos relacionados. Reflexão e refração da luz, imagem real, imagem virtual, distância focal. 1 - Conceitos relacionados Reflexão e refração da luz, imagem real, imagem virtual, distância focal. 2 - Objetivos Determinar a distância focal, o centro de curvatura e verificar a formação de imagens

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3º Trimestre. 9º ano. DISCIPLINA: Física

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3º Trimestre. 9º ano. DISCIPLINA: Física ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3º Trimestre Observações: 9º ano DISCIPLINA: Física 1- Antes de responder às atividades, releia o material entregue sobre Sugestão de Como Estudar. 2 - Os exercícios

Leia mais

ELETRIZAÇÃO E FORÇA ELÉTRICA

ELETRIZAÇÃO E FORÇA ELÉTRICA CIENCIAS DA NATUREZA LISTA: FÍSICA 07 3ª série Ensino Médio Professor: SANDRO SANTANA Turma: A ( ) / B ( ) Aluno(a): Segmento temático: 01 - (UFTM/01) Em uma festa infantil, o mágico resolve fazer uma

Leia mais

ELETROSTÁTICA 214EE. Figura 1

ELETROSTÁTICA 214EE. Figura 1 1 T E O R I A 1. CARGA ELÉTRICA A carga elétrica é uma propriedade física inerente aos prótons e elétrons (os nêutrons não possuem esta propriedade) que confere a eles a capacidade de interação mútua.

Leia mais