POLIONU LISTA DE PAÍSES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "POLIONU LISTA DE PAÍSES"

Transcrição

1 AGH Bolívia 2 Brasil 2 Chile 2 China 2 Colômbia 2 Cuba 2 Equador 2 Espanha 2 Estados Unidos da América 2 França 2 Honduras 2 Israel 2 Itália 2 México 2 Nigéria 2 Panamá 2 Peru 2 Reino Unido 2 Senegal 2 Suíça 2 União Soviética 2 Venezuela 2

2 AGNU Alemanha 2 Arábia Saudita 2 Brasil 2 Canadá 2 China 2 Egito 2 Estados Unidos da América 2 Etiópia 2 França 2 Índia 2 Iraque 2 Israel 2 Japão 2 Jordânia 2 Palestina 2 Reino Unido 2 Rússia 2 Síria 2 Sudão 2 Turquia 2 Organizações, empresas e sindicatos AGNU Human Rights Watch 2 2

3 CDH Alemanha Angola Arábia Saudita Argélia Austrália Brasil Canadá Chade China Colômbia Congo Coreia do Sul Emirados Árabes Unidos Equador Estados Unidos da América França Gana Iêmen Índia Irã Iraque Itália Japão Kuwait 3

4 Continuação Países CDH Líbia Moçambique México Nigéria Noruega Países Baixos Reino Unido Rússia Sudão Sudão do Sul Suíça Venezuela Organizações, empresas e sindicatos CDH Anistia Internacional Human Rights Watch NNPC Shell 4

5 CDSI África do Sul Alemanha Argentina Austrália Bolívia Brasil Canadá Chile China Colômbia Costa Rica Cuba Egito Emirados Árabes Unidos Equador Espanha Estados Unidos da América França Índia Indonésia Itália Japão Malásia Moçambique México 5

6 Continuação Países CDSI Nigéria Noruega Países Baixos Paraguai Peru Portugal Reino Unido República Dominicana Rússia Síria Suíça Turquia Uruguai Venezuela Organizações, empresas e sindicatos CDSI Anistia Internacional Mercosul 6

7 CSNU Arábia Saudita 2 Bolívia 2 Cazaquistão 2 China 2 Coreia do Norte 2 Egito 2 Estados Unidos da América 2 Etiópia 2 França 2 Irã 2 Israel 2 Itália 2 Japão 2 Líbano 2 Reino Unido 2 Rússia 2 Senegal 2 Suécia 2 Ucrânia 2 Uruguai 2 7

8 UNODC África do Sul Alemanha Angola Arábia Saudita Bangladesh Benim Brasil Canadá China Colômbia Costa Rica Egito Estados Unidos da América Filipinas França Gana Guiné Índia Irã Iraque Israel Libéria Líbia Mali 8

9 Continuação Países UNODC Moçambique Moldávia Nepal Nigéria Paraguai Paquistão Peru Reino Unido Rússia Serra Leoa Turquia Organizações, empresas e sindicatos UNODC Cruz Vermelha Human Rights Watch Médicos Sem Fronteiras 9

10 OIT Alemanha Austrália Bangladesh Bolívia Brasil China Colômbia Coreia do Sul Cuba Espanha Estados Unidos da América Filipinas França Haiti Índia Indonésia Japão Malásia Marrocos Mauritânia México Nepal Paquistão Reino Unido 0

11 Continuação Países OIT República Democrática do Congo Rússia Tailândia Taiwan Turquia Uruguai Uzbequistão Vietnã Organizações, empresas e sindicatos OIT Apple China Labor Watch Free the Slaves Nike Sindicato Patronal Sindicato dos Trabalhadores Rurais União Geral dos Trabalhadores Zara

12 ONU Mulheres Afeganistão África do Sul Alemanha Arábia Saudita Austrália Bielorrússia Bélgica Brasil Camarões Canadá China Colômbia Egito Emirados Árabes Unidos Estados Unidos da América França Iêmen Índia Irã Iraque Israel Japão Jordânia 2

13 Continuação Países ONU Mulheres Líbia México Nigéria Países Baixos Paquistão Reino Unido República Democrática do Congo Ruanda Rússia Síria Sudão Sudão do Sul Turquia Ucrânia Vaticano Venezuela Vietnã Organizações, empresas e sindicatos ONU Mulheres Anistia Internacional Women For Women 3

14 CBD África do Sul Argentina Austrália Brasil Camboja Canadá China Colômbia Coreia do Sul Emirados Árabes Unidos Espanha Estados Unidos da América Filipinas França Índia Indonésia Japão Laos Malásia Moçambique México Peru Quênia Reino Unido 4

15 Continuação Países CBD República Democrática do Congo Rússia Singapura Suíça Tailândia Taiwan Ucrânia Vietnã Zâmbia Zimbábue Organizações, empresas e sindicatos CBD Conservation International Cruelty Free International IUCN PETA Proteção Animal Mundial Wild Life Alliance WWF 5

16 PNUD África do Sul Alemanha Angola Austrália Bielorússia Bolívia Botsuana Brasil Burkina Faso Camarões Canadá Chile China Coreia do Sul Cuba Equador Estados Unidos da América Etiópia Finlândia França Índia Irã Israel Japão 6

17 Continuação Países PNUD Moçambique Níger Nigéria Nova Zelândia Palestina Paquistão Portugal Reino Unido República Democrática do Congo Ruanda Rússia Serra Leoa Suécia Suíça Tunísia Uganda Zâmbia Zimbábue Organizações, empresas e sindicatos PNUD Human Rights Watch 7

18 UNGA Argentina 2 Australia 2 Brazil 2 China 2 Code Blue 2 Democratic Republic of the Congo East Timor 2 Egypt 2 France 2 Germany 2 Haiti 2 Human Rights Watch 2 Italy 2 Japan 2 Kosovo 2 Liechtenstein 2 Palestine 2 Russian Federations 2 South Africa 2 Turkey 2 United Kingdom 2 United States of America 2 TPI 2 TOTAL JUÍZES 44 8

19 IMPRENSA ESCRITA AGH AGNU CDH CDSI CSNU UNODC CBD OIT ONU Mulheres Al Jazeera Arab News BBC China Daily PNUD UNGA TPI Clarín Der Spiegel El Colombiano Haaretz International Judicial Monitor Judicial Watch Le Monde Mídia Ninja Nigerian Tribune Tehran Times The Blaze The Guardian The New York Times Tishreen The Washington Post Acessor de imprensa em vídeo Vagas Fotojornalistas Vagas 2 9

Membros da MIGA. Agência Multilateral de Garantia de Investimentos. Data de afiliação

Membros da MIGA. Agência Multilateral de Garantia de Investimentos. Data de afiliação Membros da MIGA Agência Multilateral de Garantia de Investimentos Membro Data de afiliação África do Sul 10 de março de 1994 Albânia 15 de outubro de 1991 Alemanha 12 de abril de 1988 Angola 19 de setembro

Leia mais

NOMES DE PAÌSES EM PORTUGUÊS. Lista da ONU

NOMES DE PAÌSES EM PORTUGUÊS. Lista da ONU NOMES DE PAÌSES EM PORTUGUÊS Lista da ONU Países-membros das Nações Unidas Segue-se a lista dos 192 países-membros das Nações Unidas, de acordo com a ordem alfabética de seus nomes em português, com as

Leia mais

Voltagens e Configurações de Tomadas

Voltagens e Configurações de Tomadas Afeganistão C, D, F 240 V África Central C, E 220 V África do Sul C, M, 230 V Albânia C, F, L 230 V Alemanha C, F 230 V American Samoa A, B, F, I 120 V Andorra C, F 230 V Angola C 220 V Anguilla A, B 110

Leia mais

Embaixadas do Brasil no Mundo - Alemanha

Embaixadas do Brasil no Mundo - Alemanha 1. edestinos.com.br 2. Dicas de viagem Última atualização: 30.09.2016 Passagens aéreas Bagagem Check-in e serviço de bordo Como reservar passagens aéreas Saúde durante a viagem FAQ Passageiras grávidas

Leia mais

Relatório Mundial de Saúde 2006

Relatório Mundial de Saúde 2006 170 Relatório Mundial de Saúde 2006 Anexo Tabela 1 Indicadores básicos para todos os Estados-Membros Números computados pela OMS para assegurar comparabilidade a ; não são necessariamente estatísticas

Leia mais

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias Bijuterias Principais Países 2010 2011 2012 2013 2014 US$ mil 2014/ 2013 Estados Unidos 5.667 3.828 2.668 3.491 5.006 43 Colômbia 407 800 748 1.112 993-11 França 1.085 931 910 998 969-3 Argentina 2.112

Leia mais

JUROS E RISCO BRASIL

JUROS E RISCO BRASIL JUROS E RISCO BRASIL META DA TAXA SELIC FONTE: BANCO CENTRAL 13.75% 12.75% 11.25% 10.25% 8.75% 9.50% 10.25% 10.75% 11.25% 12.50% 11.00% 10.50% 9.75% 9.00% 8.50% 8.00% 7.25% 8.50% 9.00% 10.00% 10.50% 11.00%

Leia mais

2015 ÍNDICE DE PROGRESSO SOCIAL

2015 ÍNDICE DE PROGRESSO SOCIAL 2015 ÍNDICE DE PROGRESSO SOCIAL O QUE É O ÍNDICE DE PROGRESSO SOCIAL? Substituir pela versão em português 2 POR QUE USAR O ÍNDICE DE PROGRESSO SOCIAL? Substituir pela versão em português 3 DEFINIÇÃO DE

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/12/2016) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/12/2016) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

JUROS E RISCO BRASIL

JUROS E RISCO BRASIL JUROS E RISCO BRASIL META DA TAXA SELIC FONTE: BANCO CENTRAL 11.75% 13.00% 13.75% 12.75% 11.25% 10.25% 8.75% 9.50% 10.25% 10.75% 11.25% 12.50% 11.00% 10.50% 9.75% 9.00% 8.50% 8.00% 7.25% 8.00% 8.50% 9.00%

Leia mais

Benfica Telecom Tarifário 2014 em vigor a partir de 1/1/2014

Benfica Telecom Tarifário 2014 em vigor a partir de 1/1/2014 Benfica Telecom Destino preço por minuto / sms / mms Voz Todas as redes nacionais 0,190 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,084 SMS Todas as redes nacionais 0,095 SMS (tarifa reduzida) Todas

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA. O CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no uso das

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA. O CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no uso das Resolução nº 1.818, de 19 de setembro de 2009. Altera o valor das diárias definidos pela Resolução nº 1.745, de 26 de janeiro de 2005, e dispõe sobre demais assuntos. O CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no

Leia mais

COMPORTAMENTO DO RISCO BRASILEIRO

COMPORTAMENTO DO RISCO BRASILEIRO COMPORTAMENTO DO RISCO BRASILEIRO 11/09/12 11/10/12 11/11/12 11/12/12 11/01/13 11/02/13 11/03/13 11/04/13 11/05/13 11/06/13 11/07/13 11/08/13 11/09/13 11/10/13 11/11/13 11/12/13 11/01/14 11/02/14 11/03/14

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 08/04/2016) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 08/04/2016) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Tarifário 2016 Em vigor a partir de 5/9/2016

Tarifário 2016 Em vigor a partir de 5/9/2016 Uzo Original Destino Preço por Minuto/SMS/MMS Voz Todas as redes nacionais 0,193 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,145 SMS Todas as redes nacionais 0,098 SMS (tarifa reduzida) Todas as redes

Leia mais

META DA TAXA SELIC 14,5% 13,75% 14,25% 13,75% 13,5% 13,25% 12,75% 13,00% 12,75% 12,50% 12,00% 12,25% 11,75% 12,5% 11,25% 11,00% 10,50% 11,25% 11,25%

META DA TAXA SELIC 14,5% 13,75% 14,25% 13,75% 13,5% 13,25% 12,75% 13,00% 12,75% 12,50% 12,00% 12,25% 11,75% 12,5% 11,25% 11,00% 10,50% 11,25% 11,25% mar-08 jul-08 nov-08 mar-09 jul-09 nov-09 mar-10 jul-10 nov-10 mar-11 jul-11 nov-11 mar-12 jul-12 nov-12 mar-13 jul-13 nov-13 mar-14 jul-14 nov-14 mar-15 jul-15 nov-15 META DA TAXA SELIC Cenário básico

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

Regras Especiais de Procedimento para o Comitê de Políticas Especiais e Descolonização (SpecPol)

Regras Especiais de Procedimento para o Comitê de Políticas Especiais e Descolonização (SpecPol) Regras Especiais de Procedimento para o Comitê de Políticas Especiais e Descolonização (SpecPol) 1. Fluxo do debate 1.1. No debate formal, o tempo limite para discurso será de 2 (dois) minutos. 1.2. Nos

Leia mais

Política de Escopo Geográfico de Certificação de Produtor para o Comércio Justo Fairtrade

Política de Escopo Geográfico de Certificação de Produtor para o Comércio Justo Fairtrade Política de Escopo Geográfico de Certificação de Produtor para o Comércio Justo Fairtrade 19.01.2015 Objetivo O objetivo do escopo geográfico da Fairtrade International é determinar em quais países as

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJC - POLÍCIA FEDERAL SERVIÇO DE INFORMAÇÃO AO CIDADÃO Brasília

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJC - POLÍCIA FEDERAL SERVIÇO DE INFORMAÇÃO AO CIDADÃO Brasília SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJC - POLÍCIA FEDERAL SERVIÇO DE INFORMAÇÃO AO CIDADÃO Brasília Mensagem eletrônica n. º 206/2016-SIC/DIREX/PF Prezada Senhora, 1. Trata-se de requerimento de informação protocolado

Leia mais

ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA

ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA 1. OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA GRÁFICO B.1: OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA POR FONTE GRÁFICO B.2: OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA POR REGIÃO (*) (*) Excluindo bunkers marítimos internacionais

Leia mais

Tabela ALUNOS REGULARES ESTRANGEIROS MATRICULADOS NO MESTRADO POR PAÍS DE ORIGEM EM 2010

Tabela ALUNOS REGULARES ESTRANGEIROS MATRICULADOS NO MESTRADO POR PAÍS DE ORIGEM EM 2010 Tabela 3.26 - ALUNOS REGULARES ESTRANGEIROS MATRICULADOS NO MESTRADO POR PAÍS DE ORIGEM EM 2010 ALUNOS REGULARES / UNIDADE ALEMANHA - - - - - 1 - - - - 1 - - - - - - - - - 2 ANGOLA - - - - - - - 1-1 -

Leia mais

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso PAIS CODIGO ACESSO DDI AFEGANISTAO 93 N AFRICA DO SUL 27 S ALASCA 1 S ALBANIA 355 S ALEMANHA 49 S ANDORRA 376 S ANGOLA 244 S ANGUILLA 1 S ANT.HOLANDESAS 599 S ANTIGUA 1 S ARABIA SAUDITA 966 S ARGELIA 213

Leia mais

Principais Descobertas e Recomendações

Principais Descobertas e Recomendações Principais Descobertas e Recomendações A Pesquisa do Orçamento Aberto 2008, uma avaliação compreensiva da transparência orçamentária em 85 países, revela que o estado da transparência orçamentária ao redor

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE AGOSTO 2012 FRANCA 01) População 02) Piso salarial do sapateiro 03) Número de funcionários na indústria de calçados 04) Admissões e demissões do setor calçadista

Leia mais

IX-5 Lista de Consulado Geral e Embaixadas em Kansai

IX-5 Lista de Consulado Geral e Embaixadas em Kansai IX-5 Lista de Consulado Geral e s em Kansai 1. Consulado Geral, e consulado em Kansai Consulado Geral Endereço Telefone Australia Ed. Twin 21 MID Tower 16º andar, 06-6941-9271 Consulado Geral da Austrália

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL Março/2014 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População

Leia mais

Relatório sobre o Desenvolvimento Humano 2002

Relatório sobre o Desenvolvimento Humano 2002 a Página da Educação www.apagina.pt Relatório sobre o Desenvolvimento Humano 2002 O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) acaba de publicar o seu Relatório sobre o Desenvolvimento Humano

Leia mais

mensário estatístico - exportação Fevereiro 2011 ALCOOL ETILICO

mensário estatístico - exportação Fevereiro 2011 ALCOOL ETILICO mensário estatístico - ALCOOL ETILICO CONDIÇÕES Este relatório foi preparado pela Linus Galena Consultoria Econômica exclusivamente para uso de seus clientes e não poderá ser circulado, reproduzido, distribuído

Leia mais

Organização Regional da qual faz parte Estados Membros

Organização Regional da qual faz parte Estados Membros Sistema AFRICANO INTERAMERICANO EUROPEU Organização Regional da qual faz parte Estados Membros Organização da Unidade Africana (OUA) (54) África do Sul, Angola, Argélia, Benim, Botswana, Burkina Faso,

Leia mais

Anexo estatístico do desenvolvimento humano

Anexo estatístico do desenvolvimento humano Anexo Estatístico Anexo estatístico do desenvolvimento humano Guia do leitor 129 Legenda dos países e classificações do IDH, 2011 132 Tabelas estatísticas 133 Notas técnicas Cálculo dos índices de desenvolvimento

Leia mais

Banda Larga - Definià à o Tecnica

Banda Larga - Definià à o Tecnica Banda Larga - Definià à o Tecnica O que e Banda Larga? (Broadband) Banda Larga refere-se à telecomunicação que fornece múltiplos canais de dados por cima de um meio de comunicações único, tipicamente usando

Leia mais

TABELA DE FRETES MÉDIO PRATICADOS PARA ANGOLA REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO Moeda: USD

TABELA DE FRETES MÉDIO PRATICADOS PARA ANGOLA REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO Moeda: USD REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES BOLSA NACIONAL DE FRETE Sede: Palácio de Vidro, 5º andar; CX Postal 2223; Telefone +(244) 222-311339/40/41; Fax 222-310555- Luanda, Angola. TABELA DE FRETES

Leia mais

AMNISTIA INTERNACIONAL. LISTA DOS PAÍSES ABOLICIONISTAS E RETENCIONISTAS (31 de Dezembro de 2008) Embargado para 24 de Março de 2009

AMNISTIA INTERNACIONAL. LISTA DOS PAÍSES ABOLICIONISTAS E RETENCIONISTAS (31 de Dezembro de 2008) Embargado para 24 de Março de 2009 Embargado para 24 de Março de 2009 Público AMNISTIA INTERNACIONAL LISTA DOS PAÍSES ABOLICIONISTAS E RETENCIONISTAS (31 de Dezembro de 2008) 24 de Março de 2009 ACT 50/002/2009 SECRETARIADO INTERNACIONAL,

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE FEVEREIRO 2015 FRANCA Página População...... 2 Piso salarial do sapateiro... 2 Número de funcionários na indústria de calçados...... 2 Admissões e demissões do

Leia mais

Níveis de Desenvolvimento Global (Extremos da Distribuição dos Países - 10/10)

Níveis de Desenvolvimento Global (Extremos da Distribuição dos Países - 10/10) Níveis de Desenvolvimento Global (Extremos da Distribuição dos Países - 10/10) IDH País Pontuação Esperança de vida (anos) Média de anos de Anos de esperados RNBpc PPC em USD 2008 Posição no RNBpc menos

Leia mais

Necessidade de visto para. Não

Necessidade de visto para. Não País Necessidade de visto para Turismo Negócios Afeganistão África do Sul Albânia, Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia. Argentina Ingresso permitido com Cédula de Identidade

Leia mais

Edital n. 07/2016 SRI Para concessão de apoio à participação de Docentes da UFRN em atividades docentes no exterior A Secretaria de Relações

Edital n. 07/2016 SRI Para concessão de apoio à participação de Docentes da UFRN em atividades docentes no exterior A Secretaria de Relações Edital n. 07/2016 SRI Para concessão de apoio à participação de Docentes da UFRN em atividades docentes no exterior A Secretaria de Relações Internacionais e Interinstitucionais da Universidade Federal

Leia mais

LISTA DE REPRESENTAÇÕES SOI 2012 AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA AIEA PAÍSES MEMBROS

LISTA DE REPRESENTAÇÕES SOI 2012 AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA AIEA PAÍSES MEMBROS 1 LISTA DE REPRESENTAÇÕES SOI 2012 AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA AIEA ÁFRICA DO SUL ARÁBIA SAUDITA BRASIL CANADÁ COREIA DO SUL EGITO EQUADOR HOLANDA ITÁLIA JORDÂNIA NÍGER SUÉCIA ALEMANHA ARGENTINA

Leia mais

Detalhamento do Plano

Detalhamento do Plano Plano Básico de Serviço Local A. Empresa: BLUE TELECOMUNICAÇÕES B. Nome do Plano: Plano Básico de Serviço Local BLUE C. Identificação para a Anatel: Plano Básico de Serviço Local BLUE 01/2015 D. Modalidade

Leia mais

Brasil FedEx International Priority. FedEx International Economy 3

Brasil FedEx International Priority. FedEx International Economy 3 SERVIÇOS E TARIFAS Soluções FedEx para o seu negócio Caso você tenha necessidade de enviar documentos urgentes, economizar em remessas regulares ou enviar cargas pesadas, a FedEx tem uma solução de transporte

Leia mais

O Jornal na Educação e a Educomunicação. Apresentado do Mega Evento de Comunicação Interáreas Secal, no dia 10 de novembro

O Jornal na Educação e a Educomunicação. Apresentado do Mega Evento de Comunicação Interáreas Secal, no dia 10 de novembro O Jornal na Educação e a Educomunicação Apresentado do Mega Evento de Comunicação Interáreas Secal, no dia 10 de novembro CONTATO Talita Moretto talitamoretto@hotmail.com vamosler@jmnews.com.br Site do

Leia mais

Estrutura Populacional e IDH

Estrutura Populacional e IDH POPULAÇÃO Estrutura Populacional e IDH (in: http://saberesnet.webnode.pt/disciplinas/geografia/a9%c2%ba%20ano) Página 1 (in: TERRA, Lygia & COELHO, Marcos. Geografia Geral O espaço natural e socioeconômico.

Leia mais

16 de maio de Gráfico 1 Total das Exportações Brasileiras /2001(f.o.b.)*

16 de maio de Gráfico 1 Total das Exportações Brasileiras /2001(f.o.b.)* 16 de maio de 22 As exportações brasileiras têm crescido substancialmente desde 1981 com diversificação observada no período de 1995 a 2. Baseado em dados anuais obtidos da aliceweb (http://aliceweb.desenvolvimento.gov.br/default.asp),

Leia mais

A sua capacidade jurídica e o estatuto internacional da organização são reconhecidos por um acordo de sede celebrado com o Conselho Federal Suíço.

A sua capacidade jurídica e o estatuto internacional da organização são reconhecidos por um acordo de sede celebrado com o Conselho Federal Suíço. UNIÃO INTERPARLAMENTAR A União Interparlamentar foi criada em 1894 mas as suas origens remontam a 1889, quando, por iniciativa do Reino Unido e da França, se celebrou a primeira Conferência Interparlamentar

Leia mais

AVANÇOS EM TECNOLOGIA: - Investimentos crescentes em P&D - Aumento da capacidade não-letal e maior precisão das armas - Custos crescentes dos equipamentos - Automação e robotização - Atuação em rede x

Leia mais

Formulário Categoria e Indicadores Preenchidos

Formulário Categoria e Indicadores Preenchidos Indicadores Automáticos População Carcerária: Número de Habitantes: População Carcerária por 1. habitantes: MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias

Leia mais

PROJECTO DE RESOLUÇÃO Nº 87/XI

PROJECTO DE RESOLUÇÃO Nº 87/XI PROJECTO DE RESOLUÇÃO Nº 87/XI Fixa a composição, distribuição e elenco dos Grupos Parlamentares de Amizade na XI Legislatura e procede à primeira alteração à Resolução da Assembleia da República n.º 6/2003,

Leia mais

PRINCIPAIS RESULTADOS

PRINCIPAIS RESULTADOS PRINCIPAIS RESULTADOS O Relatório Monitor de Minas Terrestres 2005 revela que o Tratado de Erradicação das Minas Terrestres e o movimento pelo banimento das minas continua a obter bons progressos no caminho

Leia mais

Conheça as embaixadas estrangeiras com representações no Brasil:

Conheça as embaixadas estrangeiras com representações no Brasil: Conheça as embaixadas estrangeiras com representações no Brasil: ÁFRICA DO SUL www.africadosulemb.org.br SES - Av. das Nações, quadra 801, lote 6 CEP: 70406-900 Brasília DF Telefone(s): (061) 312-9500

Leia mais

Brasil e o MDL. Situação Atual do MDL no Brasil e no Mundo. Britcham. São Paulo 30 de setembro de 2008

Brasil e o MDL. Situação Atual do MDL no Brasil e no Mundo. Britcham. São Paulo 30 de setembro de 2008 Brasil e o MDL Situação Atual do MDL no Brasil e no Mundo Britcham São Paulo 30 de setembro de 2008 Gustavo Mozzer Ministério da Ciência e Tecnologia Assessor Técnico da Secretária Executiva da Comissão

Leia mais

Emissões de CO 2 na geração de energia

Emissões de CO 2 na geração de energia Emissões de CO 2 na geração de energia São Paulo, 03 de junho de 2008 Danielle Magalhães Ministério da Ciência e Tecnologia Coordenação-Geral de Mudança Global de Clima Compromissos dos Países na Convenção-Quadro

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil País Afeganistão África do Sul Albânia Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Austrália

Leia mais

ALGODÃO TENDÊNCIAS PARA O MERCADO

ALGODÃO TENDÊNCIAS PARA O MERCADO ALGODÃO TENDÊNCIAS PARA O MERCADO Analista de Mercado Élcio A. Bento elcio@safras.com.br ALGODÃO CIF SÃO PAULO R$/@ Preço Mínimo R$ 44,6/@ ALGODÃO CIF SÃO PAULO R$/2 Jul A FORMAÇÃO DE PREÇOS NO MERCADO

Leia mais

mensário estatístico - exportação Janeiro 2011 CAFÉ EM GRÃOS

mensário estatístico - exportação Janeiro 2011 CAFÉ EM GRÃOS mensário estatístico - CAFÉ EM GRÃOS CONDIÇÕES Este relatório foi preparado pela Linus Galena Consultoria Econômica exclusivamente para uso de seus clientes e não poderá ser circulado, reproduzido, distribuído

Leia mais

MADEIRA 2016 O Brasil e as negociações internacionais de comércio. Camila Sande Especialista em Negociações CNA

MADEIRA 2016 O Brasil e as negociações internacionais de comércio. Camila Sande Especialista em Negociações CNA MADEIRA 2016 O Brasil e as negociações internacionais de comércio Camila Sande Especialista em Negociações CNA 16 de junho de 2016 Agronegócio consumo doméstico e exportação Exportação Consumo Doméstico

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

DADOS DAS EXPORTAÇÕES DE MEL

DADOS DAS EXPORTAÇÕES DE MEL DADOS DAS EXPORTAÇÕES DE MEL EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DE MEL 2009 a 2014 (NCM 04.09.00.00) ANO 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Meses US$ KG Valor Kg US$ KG Valor Kg US$ KG Valor Kg US$ KG Valor Kg US$ KG Valor

Leia mais

PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA

PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA 1. Canadá 2. Comunidade da Austrália 3. Estado da Líbia 4. Estados Unidos da América 5. Federação Russa 6. Japão 7. Reino da Arábia Saudita 8. Reino

Leia mais

COMISSÃO DE PREVENÇÃO AO CRIME E JUSTIÇA CRIMINAL ATC ANDORRA 1990 1943 AUSTRÁLIA 1985 1984 1967 ÁUSTRIA 1968 1950 1950 AZERBAIJÃO 1998 1993

COMISSÃO DE PREVENÇÃO AO CRIME E JUSTIÇA CRIMINAL ATC ANDORRA 1990 1943 AUSTRÁLIA 1985 1984 1967 ÁUSTRIA 1968 1950 1950 AZERBAIJÃO 1998 1993 COMISSÃO DE PREVENÇÃO AO CRIME E JUSTIÇA CRIMINAL ANEXOS Lista dos países de todas as categorias: abolicionistas para todos os crimes; abolicionistas para os crimes ordinários; abolicionistas de fato e

Leia mais

Preçário. REALTRANSFER Instituição de Pagamento, S.A. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 02-mar-2016

Preçário. REALTRANSFER Instituição de Pagamento, S.A. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 02-mar-2016 Preçário REALTRANSFER Instituição de Pagamento, S.A. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da REALTRANSFER, Instituição de Pagamento, S.A., contém o Folheto de Comissões

Leia mais

Recursos e oferta de energia - petróleo e gás natural. Ano base 2004 (Resources and energy supplies - oil and natural gas.

Recursos e oferta de energia - petróleo e gás natural. Ano base 2004 (Resources and energy supplies - oil and natural gas. Recursos e Ofertas de Energia Recursos e oferta de energia - petróleo e gás natural. Ano base 2004 (Resources and energy supplies - oil and natural gas. Base year 2004) Eng. Doutoranda Vanessa Meloni Massara

Leia mais

Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO N o 3.643, DE 26 DE OUTUBRO DE 2000. Dispõe sobre diárias do pessoal civil da Administração Pública Federal direta, indireta e fundacional,

Leia mais

TABELA INTERNACIONAL DE DESTINOS TABELA PADRÃO SP

TABELA INTERNACIONAL DE DESTINOS TABELA PADRÃO SP Afeganistão R$ 0,64 Bangladesh, Chittagong R$ 1,41 Catar R$ 0,97 África do Sul R$ 0,64 Bangladesh, Dhaka R$ 1,41 Cazaquistão R$ 0,64 África do Sul Celular R$ 1,30 Bangladesh, Sylhet R$ 1,41 Chad R$ 4,26

Leia mais

A pesquisa foi realizada em 65 países. Foram entrevistas, representando mais de 75% da população adulta global.

A pesquisa foi realizada em 65 países. Foram entrevistas, representando mais de 75% da população adulta global. A WIN é uma associação que reúne as maiores empresas independentes de Pesquisa de Mercado do mundo. É uma plataforma global para intercâmbio de negócios internacionais entre mais de 70 países, presentes

Leia mais

REGULAMENTO OFERTA OI ROAMING INTERNACIONAL

REGULAMENTO OFERTA OI ROAMING INTERNACIONAL REGULAMENTO OFERTA OI ROAMING INTERNACIONAL Oi Móvel S/A, com sede no Setor Comercial Norte, Quadra 03, Bloco A, Edifício Estação Telefônica, Térreo, Parte 2, em Brasília, no Distrito Federal, inscrita

Leia mais

Esta ação visa apoiar a modernização, a acessibilidade e a internacionalização do ensino superior nos Países Parceiros.

Esta ação visa apoiar a modernização, a acessibilidade e a internacionalização do ensino superior nos Países Parceiros. I n t e r n a t i o n a l C r e d i t M o b i l i t y Esta ação visa apoiar a modernização, a acessibilidade e a internacionalização do ensino superior nos Países Parceiros. Pretende também reforçar a

Leia mais

CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO. Copyright 2011 by The McGraw-Hill Companies, Inc. All Rights Reserved.

CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO. Copyright 2011 by The McGraw-Hill Companies, Inc. All Rights Reserved. CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO McGraw-Hill/Irwin Copyright 2011 by The McGraw-Hill Companies, Inc. All Rights Reserved. O QUE É A MACROECONOMIA? Macroeconomia é o estudo do comportamento da economia como um todo

Leia mais

Resultados de 2015 Perspectivas para Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio

Resultados de 2015 Perspectivas para Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Resultados de 2015 Perspectivas para 2016 Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Agronegócio na Balança Comercial 300 250 37,9% 37,1% 39,5% 41,3% 43,0% 45,9% 50% 45% 40% 200 35% 30% US$ Bilhões

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 14/06/11 12/07/11 09/08/11 06/09/11 04/10/11 01/11/11 29/11/11 27/12/11 24/01/12 21/02/12 20/03/12 17/04/12 15/05/12 12/06/12 10/07/12 07/08/12 04/09/12

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O N.º 007, DE 08 DE JUNHO DE 2009

R E S O L U Ç Ã O N.º 007, DE 08 DE JUNHO DE 2009 R E S O L U Ç Ã O N.º 007, DE 08 DE JUNHO DE 2009 Normatiza critérios e define procedimentos relativos a autorização de viagem, ao adiantamento de numerário e à prestação de contas com deslocamento à serviço

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 23/09/11 21/10/11 18/11/11 16/12/11 13/01/12 10/02/12 09/03/12 06/04/12 04/05/12 01/06/12 29/06/12 27/07/12 24/08/12 21/09/12 19/10/12 16/11/12 14/12/12

Leia mais

Preçário. REALTRANSFER Instituição de Pagamento, S.A. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 13-dez-2016

Preçário. REALTRANSFER Instituição de Pagamento, S.A. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 13-dez-2016 Preçário REALTRANSFER Instituição de Pagamento, S.A. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da REALTRANSFER, Instituição de Pagamento, S.A., contém o Folheto de Comissões

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 1.8.2015 PT L 206/69 DECISÃO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/1338 DA COMISSÃO de 30 de julho de 2015 que altera a Decisão 2011/163/UE relativa à aprovação dos planos apresentados por países terceiros, em conformidade

Leia mais

SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

SEGUNDA GUERRA MUNDIAL SEGUNDA GUERRA MUNDIAL 1939-45 11/3/2010 TIS 1 CLC_7 FERNANDO GUITA GRUPO: JOÃO ALEXANDRE, TOMÉ E THEODORE DEFINIÇÃO A segunda guerra mundial foi um acontecimento que teve impacto no mundo inteiro. 11/3/2010

Leia mais

Envelhecimento populacional, previdência, desafogo fiscal, poupança, investimento e os desafios da produtividade e do crescimento

Envelhecimento populacional, previdência, desafogo fiscal, poupança, investimento e os desafios da produtividade e do crescimento Envelhecimento populacional, previdência, desafogo fiscal, poupança, investimento e os desafios da produtividade e do crescimento Paulo Tafner I n st itut o T eot ônio Villela I T V Br a sília N ov embro

Leia mais

Madeira: Soluções Globais para Investimentos de Sucesso

Madeira: Soluções Globais para Investimentos de Sucesso Madeira: Soluções Globais para Investimentos de Sucesso Tratados de Dupla Tributação Documento disponível em: www.ibc-madeira.com Convenções Celebradas por Portugal para Evitar a Dupla Tributação Europa

Leia mais

A DEMOGRAFIA E AS LEIS FUNDAMENTAIS DA ECONOMIA NÃO RESPEITAM A CONSTITUIÇÃO NENHUMA CONSTITUIÇÃO

A DEMOGRAFIA E AS LEIS FUNDAMENTAIS DA ECONOMIA NÃO RESPEITAM A CONSTITUIÇÃO NENHUMA CONSTITUIÇÃO Envelhecimento Populacional e seus impactos sobre a Previdência e considerações sobre incentivos (regras) e seus impactos nos gastos, na poupança e na produtividade Paulo Tafner INTITUTO TEOTONIO VILLELA

Leia mais

PREÇOS SERVIÇO TELEFÓNICO 2016

PREÇOS SERVIÇO TELEFÓNICO 2016 I. COMUNICAÇÕES REALIZADAS EM TELEFONE PÚBLICO... 2 I.1. Comunicações Fixo-Fixo (de telefone público) 2 I.2. Comunicações Fixo PT-Prestador de serviço de voz através da internet [PT-VoIP] (de telefone

Leia mais

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil PAÍS Visto de Turismo Visto de Negócios Observação Afeganistão Visto exigido Visto exigido África do Sul Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias Albânia Dispensa de visto,

Leia mais

DOU 04/10/1995. Art. 1 Os arts. 2, 6 e 13 do Decreto n 343, de 19 de novembro de 1991, passam a vigorar com as seguinte redação:

DOU 04/10/1995. Art. 1 Os arts. 2, 6 e 13 do Decreto n 343, de 19 de novembro de 1991, passam a vigorar com as seguinte redação: DECRETO Nº 1.656, DE 03 DE OUTUBRO DE 1995. (Obs.: Os artigos 2º ao 5º e os anexos deste Decreto foram revogados pelo Decreto nº 3.643, de 29 de outubro de 2000.) DOU 04/10/1995 Dá nova redação aos Artigos

Leia mais

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 )

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Legend # Entrance allowed by presenting Civil Identity Card * - Maximum stay of 90 days every 180 days For more informations: Phone: +55 11 2090-0970

Leia mais

L A E R T E J. S I L V A

L A E R T E J. S I L V A MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 486, DE 30 DE SETEMBRO DE 2016

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 486, DE 30 DE SETEMBRO DE 2016 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 486, DE 30 DE SETEMBRO DE 2016 Dispõe sobre o pagamento de Diárias Nacionais e Internacionais, de Adicional de Deslocamento, de Indenização de Deslocamento e Alimentação, de

Leia mais

INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro

INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro ASSUNTO: CLASSIFICAÇÃO DE PAÍSES, BANCOS MULTILATERAIS DE DESENVOLVIMENTO E ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS Havendo necessidade de se estabelecerem critérios de classificação

Leia mais

COMUNICAÇÃO PARA PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE ENTREGA DA DECLARAÇÃO MODELO 3 DE IRS RENDIMENTOS OBTIDOS NO ESTRANGEIRO

COMUNICAÇÃO PARA PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE ENTREGA DA DECLARAÇÃO MODELO 3 DE IRS RENDIMENTOS OBTIDOS NO ESTRANGEIRO DECLARAÇÃO (Art.º 60, n.ºs 3 e 4, do CIRS) COMUNICAÇÃO PARA PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE ENTREGA DA DECLARAÇÃO MODELO 3 DE IRS RENDIMENTOS OBTIDOS NO ESTRANGEIRO IRS MODELO 49 1 ANO A QUE RESPEITAM OS RENDIMENTOS

Leia mais

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS TAXA DE JUROS DO TÍTULO DE 10 ANOS DO TESOURO AMERICANO 2006-2013. Fonte: Bloomberg ESTADOS UNIDOS: TAXAS DE JUROS DE 10 ANOS (% a.a.) 03/04/14

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 24/11/2015) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 24/11/2015) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

QUALIDADE DAS INSTITUIÇÕES E CRESCIMENTO ECONÔMICO

QUALIDADE DAS INSTITUIÇÕES E CRESCIMENTO ECONÔMICO QUALIDADE DAS INSTITUIÇÕES E CRESCIMENTO ECONÔMICO Adolfo Sachsida* 1 INTRODUÇÃO O objetivo deste artigo é mostrar a importância da qualidade das instituições sobre o desenvolvimento e o crescimento econômico.

Leia mais

Bases Sólidas: S Alfabetização para a vida. Destaques do Relatório EPT 2006

Bases Sólidas: S Alfabetização para a vida. Destaques do Relatório EPT 2006 Bases Sólidas: S Alfabetização para a vida Destaques do Relatório EPT 2006 A alfabetização é: Um direito que ainda é negado; Essencial para atingir a Educação para todos; Fenómeno social e individual;

Leia mais

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 1 PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 2 17. TABELA DE VISTOS Apresentamos a seguir uma tabela

Leia mais

INTERCAMBISTAS NO RIO GRANDE DO SUL

INTERCAMBISTAS NO RIO GRANDE DO SUL C R E M E R S INTERCAMBISTAS NO RIO GRANDE DO SUL Total de Intercambistas atualmente no RS: 1010 (mil e dez) Informações sobre a localização dos intercambistas, por Delegacias Seccionais: Delegacia Seccional

Leia mais

A FORMAÇÃO DOS BLOCOS ECONÔMICOS

A FORMAÇÃO DOS BLOCOS ECONÔMICOS A FORMAÇÃO DOS BLOCOS ECONÔMICOS PROF. DE GEOGRAFIA: BIANCA 1º TRIM - GEOGRAFIA 2016 INTRODUÇÃO Para a formação dos blocos econômicos, os países firmam acordos comerciais, estabelecendo medidas que visam

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Dezembro Janeiro a Dezembro 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var.

Leia mais

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS 21/02/14 14/03/14 04/04/14 25/04/14 16/05/14 06/06/14 27/06/14 18/07/14 08/08/14 29/08/14 19/09/14 10/10/14 31/10/14 21/11/14 12/12/14 02/01/15

Leia mais

Como não organizar todos os países do mundo?

Como não organizar todos os países do mundo? Como não organizar todos os países do mundo? A FIFA tem federações de 186 países independentes, de 19 regiões não independentes e das 4 regiões do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte (abreviado

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

A Evolução da Abertura ao Exterior da Economia Portuguesa 1

A Evolução da Abertura ao Exterior da Economia Portuguesa 1 A Evolução da Abertura ao Exterior da Economia Portuguesa 1 Elsa de Morais Sarmento 2 Joaquim Reis 3 1. Introdução A economia mundial não poderia existir sem a interdependência entre os Estados. Este facto

Leia mais

INQUÉRITO SOBRE O ORÇAMENTO ABERTO DE 2015

INQUÉRITO SOBRE O ORÇAMENTO ABERTO DE 2015 INQUÉRITO SOBRE O ORÇAMENTO ABERTO DE 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO Leiam o relatório do inquérito do orçamento aberto aqui : www.openbudgetsurvey.org Resumo Executivo As nações mundiais irão reunir-se brevemente

Leia mais

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES SECRETARIA DE PLANEJAMENTO DIPLOMÁTICO REPERTÓRIO DE POLÍTICA EXTERNA: POSIÇÕES DO BRASIL

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES SECRETARIA DE PLANEJAMENTO DIPLOMÁTICO REPERTÓRIO DE POLÍTICA EXTERNA: POSIÇÕES DO BRASIL MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES SECRETARIA DE PLANEJAMENTO DIPLOMÁTICO REPERTÓRIO DE POLÍTICA EXTERNA: POSIÇÕES DO BRASIL BRASÍLIA, 2007 Copyright Ministério das Relações Exteriores Brasil. Ministério

Leia mais