Relatório Trabalho Final Reservas de Viagens de Avião

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório Trabalho Final Reservas de Viagens de Avião"

Transcrição

1 Programação de Microprocessadores 2011/12 Sem. Par Aluno: Relatório Trabalho Final Reservas de Viagens de Avião Este relatório tem por base o trabalho realizado nesta disciplina sobre Reservas de Viagens de Avião, utilizando a linguagem C. Passo a explicar o funcionamento e estrutura do meu programa, de modo a ser facilitada a sua interpretação por qualquer outra pessoa. Enumeração das funções utilizadas: - menu() - estrutura_aviao() - passageiros() - ocupacao() - num_filas_tur() - num_filas_exe() - argumento() A função menu() é responsável por imprimir no ecrã todas as opções que o utilizador tem ao seu dispor. A função estrutura_aviao() abre e lê o ficheiro de modo a que pelo número de cadeiras, indique quantas filas executivas e turísticas este apresenta (opção 1). A função passageiros() abre o ficheiro de voo e consoante a fila e a cadeira verifica se o lugar está ocupado e se estiver imprime o número da fila, a cadeira e o nome do passageiro em questão (opção 3). A função ocupacao() tem um funcionamento idêntico à função passageiros(), vai percorrer todas as filas e imprimir as cadeiras de a a d nas filas turísticas e de a a f nas filas executivas, caso o lugar esteja ocupado, imprime o caracter * (opção 2). A função num_filas_tur() é responsável por indicar o número de filas turísticas dependendo do avião, e a função num_filas_exe(), com funcionamento idêntico, indica as filas executivas. A função argumento() é responsável por exibir no écran, os modos de abertura do programa. O programa pode ser corrido com um parâmetro do tipo./final Axxx, onde xxx é o número do avião e final o nome do executável, pode também ser corrido sem qualquer parâmetro e a função menu() é chamada, ou então, com o parâmetro - h que indica ao utilizador os modos de abertura possíveis. As instruções argv e argc são utilizadas para permitir a abertura do programa com parâmetros.

2 Programação de Microprocessadores 2011/12 Sem. Par Aluno: Este trabalho contém uma estrutura e quatro funções. Reservas de Viagens de Avião A estrutura chama-se informacao e tem cinco declarações de variáveis. A primeira função apresentada no código chama-se mostrarestrutura. Esta passa dois paramêtros de entrada. Tal como o nome indica esta função mostra a estrutura dos vários tipos de avião pedidos pelo utilizador e guarda num ficheiro o nome do avião e a estrutura do mesmo. A segunda função chama-se mostrarocupacao e passa três parâmetros de entrada. Esta pede ao utilizador o nome do voo e com base neste preenche uma lista do tipo da estrutura informacao (INFO) com o numero de passageiros sugeridos de acordo com o tipo de avião, preenchendo cada parâmetro da estrutura com a sua informação respectiva e informa o utilizador quantas filas de classe executiva e turistica existem. A terceira função chama-se mostrarnomepassageiros. Esta passa três parâmetros de entrada. Pede ao utilizador o nome do voo e com base neste acede à lista do tipo informacao (INFO) e apresenta ao utilizador o nome de cada passageiro da classe turistica e da classe executiva, dizendo também a quantidade de lugares preenchidos de cada classe. A quarta função chama-se menu é do tipo inteiro, nao passa nenhum parametro de entrada, apresenta uma menu interactivo com o intuito de receber uma das opçoes e devolver a opcao pretendida.

3 Programação de Microprocessadores 2011/12 Par Aluno:32935 Aluno:34262 Reservas de viagens de avião O trabalho final da disciplina de programação de microprocessadores, consiste na elaboração de um programa, programado em linguagem C, de reservas de lugares num determinado voo. Do que foi pedido no trabalho, conseguimos criar as funções capazes de mostrar a estrutura de um determinado avião, filas executivas e turísticas, bem como os lugares ocupados de um voo e os passageiros que nele ocupam. O utilizador tem três formas de iniciar o programa: -Perguntar como deve executar o programa, através./[nome do executavel] h ; -Ir diretamente para o menu, bastando carregar o executável; -Introduzir o nome do voo e/ou do aviao, sem ter de passar pelo menu; Para o programa ser capaz de ler todos os parâmetros da linha de comando e ir para a função pretendida, usamos as instruções argc e argv. O nome do avião pode ser lido, escrevendo corretamente o nome do aviao Airbusxxx ou abreviado Axxx, o xxx é o numero do avião. Para isso criamos uma função adicional que substitui o texto abreviado pela sua íntegra. A função mostrar_estrutura_aviao é a que permite recolher o número de filas executivas e turísticas de um determinado avião. Para tal conta-se o número de vezes que existe a letra f no ficheiro, o que nos indicar as filas turísticas. As filas executivas obtêm-se contando o número de vezes que existe a letra a e subtraindo ao total das turísticas. A função mostrar_estrutura_voo coloca uma imagem no ecrã, mostrando como o avião está organizado, por filas e por lugares de a a d no caso das executivas e de a a f no caso das turísticas, com um caracter. nos lugares ocupados. Esta função lê o primeiro elemento que indica o tipo de voo e os restantes manda para a estrutura que guarda a informação contida em cada lugar do aviao, se está ocupado, o nome de quem ocupou, checked in, identificação da bagagem e do código de reserva. A função mostrar_reservas_passageiros é muito parecida à anterior só que em vez de indicar se o lugar está ocupado, indica o nome da pessoa que o ocupa. Também tivemos de definir um espaço máximo de string quando nos casos em que não iniciamos logo desde o início o apontador porque não nos convêm. O nosso programa tem uma gralha que na última fila executiva imprime o primeiro lugar ocupado, ou não, da turística, deixando um atrasado de um lugar.

4 Programação de Microprocessadores 2011/12 Sem. Par Aluno: Aluno:34306 Trabalho Final Reservas de viagens de avião O trabalho final consiste na gestão de um negócio aéreo, mais particularmente, fazer reservas de viagens de avião. Sabemos que as viagens são feitas em aviões da família Airbus e que, cada avião, tem classe executiva e classe turística e uma estrutura (disponibilizada no enunciado) associada a cada lugar. Com isto, o programa está estruturado em várias funções: conta_lugares: Recebe, como parâmetros de entrada, uma string com o nome do ficheiro (Airbus) e um apontador para a estrutura. Esta função irá contar o número de filas que há no avião, com o auxílio do strlen. Quando são encontrados 4 caracteres, sabemos que estamos presentes numa fila executiva; Com 6 caracteres, trata-se de uma fila turística. Isto sempre incrementado, a correr dentro de um ciclo while. A contagem é interrompida quando chega ao EOF e, por fim, a contagem das filas é guardada na estrutura e apresentada no ecrã. Retorna void. ler_ficheiro: Esta função tem, como parâmetros de entrada, um inteiro (o avião airbus) e um apontador para a estrutura AVIAO. Esta função verifica se o ficheiro Airbus3XX existe. Para tal, considera-se o nome do ficheiro (por exemplo A318) como inteiro que, posteriormente, é convertido num caracter, com a utilização do sprintf e concatenado à string Airbus, para que se obtenha o nome do ficheiro a verificar se existe. Na sua inexistência, o programa exibe um aviso de erro. Caso contrário, é executada a função conta_lugares. Retorna Void. ler_ficheiro_binário: Recebe como parâmetros de entrada, o nome do ficheiro de voo. É verificada a existência de um ficheiro de voo. Caso não exista, surge, no ecrã, essa informação. Caso exista, através do fread e com o nome do ficheiro de voo, vai-se descobrir qual o avião airbus associado, assim como o número de filas turísticas e executivas existentes. Posteriormente, com a utilização de um ciclo for, é associado a cada lugar à estrutura LUGAR (disponibilizada no enunciado), a informação contida no ficheiro, que é lida lugar a lugar; o ciclo for é interrompido, quando se acaba o número de lugares totais do avião. Por fim, é impresso no ecrã o boneco do avião (com o auxílio de dois ciclos for, um que varia em linha, e outro em coluna); Como já foi associado a cada lugar a estrutura, sabemos facilmente quando é que o lugar está livre ou reservado (livre quando ocupado =0 e reservado quando ocupado=1 ). Nota que: quando o lugar está ocupado, é impresso um ponto (. ) e, quando está livre, é impresso a letra correspondente à cadeira. Retorna void. mostrar_passageiros: Recebe como parâmetros de entrada, o nome do ficheiro de voo. É verificada a existência de um ficheiro de voo. Caso não exista, surge, no ecrã, essa informação. Caso exista, pelo mesmo processo utilizado na função ler_ficheiro_binario, vai-se percorrer dois ciclos for, um que percorre a classe executiva e outro que percorre a classe turística, e imprime os nomes dos passageiros separados por classe. (Note que, é apenas impresso o nome dos passageiros dos lugares ocupados). Associado a cada nome é impresso a fila e a cadeira. Esta última, informação é conseguida através de um vetor associado à estrutura, que está constantemente a ser incrementado, assim como a cadeira; quando a cadeira chega à letra e (no caso da classe executiva) e à letra g (no caso da classe turística), a fila é incrementada (porque muda-se de fila) e a cadeira volta ao início (ou seja cadeira = a ). Retorna void. converte_inteiro: Recebe como parâmetro de entrada, uma string com o nome do ficheiro Airbus (ex. A318). Descrição: Faz o atoi elemento a elemento da string. Retorna: O nome do ficheiro Airbus em Inteiro. menu: Não têm parâmetros de entrada. Esta função imprime o menu principal. Retorna Void. main: recebe como parâmetros de entrada o número de argumentos (int) e uma string correspondente ao parâmetro de entrada. É previsto as várias hipóteses, 1, 2, 3, ou mais que 3 argumentos. É na main que é impresso o menu, invocando as várias funções (descritas acima) associadas a cada opção do menu (com o uso de um ciclo while e do switch).

5 Programação de Microprocessadores 2011/12 Sem. Par Aluno: Aluno:36817 Reservas de viagens de avião Tal como o titulo indica trabalho final consiste numa sequência de procedimentos de dificuldade crescente que tratam de reservas de lugares de avião. São propostas 10 opções para realizar das quais não fizemos duas, a 7 e a 9 Para a realização do trabalho, tal como foi sugerido pelo corpo docento criamos uma funcao apenas para ler ficheiros do tipo Airbus3XX, que devolve o numero de filas executivas e economicas. O Programa A 1ª opcão, Mostrar a estrutura de um avião, recebe o nome do avião pretendido e imprime o número de filas executivas e económicas que o avião contém, através do chamamento da funcao que le os ficheiros do tipo Airbus3XX. Essa funcao abre o ficheiro através da função fopen e através de um algoritmo de ciclos for conta o numero de filas de classe executiva e ecnomica. A 2ª opcão, Mostrar a ocupação de um voo, recebe o nome do voo pretendido e imprime a estrutura do voo, consoante o avião a que foi atribuido. Essa estrutura e constituido por letras e por.. Para realizar esta funcão, realizamos um algoritmo através de ciclos for no qual imprimimos um. para o ecrã caso o lugar esteja ocupado ou uma letra caso o lugar esteja livre, este algoritmo percorre o voo lugar a lugar crescentemente. A 3ª opção, Mostrar o nome dos passageiros com reserva num voo, tal como o nome indica imprime o nome dos passageiros com reserva no voo selecionado, imprimindo a fila, o lugar, o nome e a classe de voo. Este impressão é feita por ordem de fila e depois por lugar. O algoritmo da impressão e baseado no algoritmo da opção anterior, pois vai ver se o lugar esta ocupado e se sim imprime a fila, a cadeira e o nome da pessoa. A 4ª opção, Efectuar a reserva de um voo com escolha de lugar, faz a reserva de um lugar no voo. O algoritmo desta funcão é também baseado no da opcão 2, mas a diferença é que agora vemos se o lugar esta ocupado, se estiver não pode reservar, se não, pode. Esta função imprime para o ecrã a estrutura do voo com as mesmas particularidades que a opção 2, sendo que o utilizador pode escolher qualquer lugar que contenha uma letra. Após a escolha, o utilizador terá que preencher os dados de reserva. A 5ª opcão, Alterar o lugar de uma reserva, altera uma reserva feita através da opção 4 para outra lugar que esteja livre, ou seja que contenha uma letra. Nesta função usamos matemática simples para aceder ao lugar em que a pessoa estava e para o trocar para o novo lugar. Não nos pudemos basear no algoritmo desenvolvido na função 2, pois esse algoritmo percorre o voo lugar a lugar crescentemente e nós podemos alterar a reserva para um lugar que esteja atrás. Nesta função copiase as informações que estão no lugar inicialmente reservado para o novo e após a troca desocupa o lugar antigo, para uma eventual reserva. Para se poder realizar esta opção é pedido ao utilizador o nome em que fez a reserva que quer alterar, como uma confirmação de que é o lugar pretendido. A 6ª opção, Atribuir um avião a um voo específico, esta opção cria um voo com todos os lugar livres. O voo é atribuido a um avião do tipo Airbus3XX, ou seja a estrutura do voo depende do avião atribuido. A 8ª opcção, Histograma, faz um gráfico de histogramos baseado na percentagem de pessoas na classe executiva, económica e ainda de pessoas ao meio, corredor e à janela. O histograma tem no máximo 70 *, portanto o numero de asteriscos é acertado consoante esse máximo. Para a contagem das pessoas, usamos os algoritmos das funções anteriores. Em suma, o trabalho final anda à volta quase sempre dos mesmos algoritmos. Abre ficheiros, devolve o numero de filas de cada classe, o numero de lugares e nao passa muito disso. A grande dificuldade do trabalho foi a interpretação do enunciado, mas depois de vermos o executável do professor Paulo Pinto, a sua resolução tornou-se clara.

6 Programação de Microprocessadores 2011/12 Sem. Par Aluno:37172/37177 Aluno: Hugo Antunes/Daniel Alves Trabalho final de Programação de Microprocessadores O trabalho final consistiu em criar um programa que lide principalmente com diferentes tipos de voos/aviões, bem como reservas feitas nos mesmos. O programa é constituído por 5 funções, cada uma com finalidades diferentes que iremos explicar nos parágrafos que se seguem. Função Main ( ) Na função main tentámos simplificar ao máximo o código contido nesta, de modo a que a função ficasse fácil de interpretar. A função tem como propósito apresentar as diversas escolhas ao utilizador e tem a responsabilidade de ler a opção introduzida pelo mesmo, no teclado. Esta função funciona como um menu que após o procedimento descrito na frase anterior direcciona o programa outra função, que irá realizar a operação escolhida. Função Saber_Filas ( ) A função Saber_Filas é a função mais simples e é responsável por calcular o número de filas executivas e de filas turísticas de um avião. Esta função abre o ficheiro (Exemplo: Airbus318) e depois efectua o cálculo. O nome do ficheiro que é aberto nesta função é enviado por outra. Este procedimento serve como auxilio para a execução de outras operações. Esta função foi feita separada para poder ser utilizada como recurso de qualquer outro procedimento. Função Mostrar_Estrutura ( ) A função Mostrar_Estrutura serve para dar ao utilizador a informação do número de filas executivas e turísticas calculadas na função acima citada. Esta função tem a responsabilidade de perguntar ao utilizador qual o avião que pretende saber a estrutura e após ler esta informação enviar para a função saber_filas. Depois de efectuado o cálculo e de retornados os valores esta função apresenta os valores ao utilizador. Função Ocupacao_Voo ( ) A função Ocupacao_Voo é muito importante porque mostra a estrutura de um avião e ainda, como o próprio nome diz, mostra a ocupação de um voo. Este procedimento pergunta ao utilizador qual o voo que este pretende ver a ocupação e após isto apresenta no ecrã uma representação do avião com todos os lugares, em que os ocupados estão representados por um ponto e os livres por uma letra, dependendo esta do sitio onde se encontra o lugar. Função Passageiros ( ) A função Passageiros, é parecida com a função anterior mas esta tem como objectivo apresentar no ecrã, não a estrutura do avião, mas sim os nomes dos passageiros com reserva no voo. Além dos nomes, esta função ainda diz a fila e o lugar em que cada passageiro se encontra.

7 RESERVAS DE VIAGENS DE AVIAO RELATÓRIO No presente trabalho, o objectivo foi criar um programa capaz de reservar viagens de avião, no qual foram desenvolvidas as seguintes funções: A função abrir_ficheiro trata se de uma função capaz de abrir um certo ficheiro de texto e devolve duas variáveis denominadas de executivo e turistico. A função estrutura_d_aviao é uma função que nada retorna, apenas imprime o número de filas executivas e filas turísticas. A função carregar_vector() é a função mais utilizada na estrutura do trabalho para além de abrir o ficheiro de leitura em modo binário, também tem a funcionalidade de carregar o vector de tipo estrutura denominado por: lugar lugares[][]. A função ocupacao_voo tem a particularidade de mostrar o desenho ou a estrutura do avião em causa, designadamente os seus lugares ocupados ou não. A função Mostrar_passageiros tem como objectivo correr todo o vector de estrutura chamado lugar lugares[][], caso existam lugares ocupados passa a informação para outros vectores de estrutura. A reserva_de_voo trata se de uma função capaz de preencher o vector de estrutura designado por lugar lugares[][] para posteriormente escrever a mesma informação no ficheiro binário. A funçao nuxxx tem como funcionalidade retornar o valor o de W tem parametro de entrada das seguintes variaveis: executivo, vv, w, i. As funções find_nome_fich e procura têm a funcionalidade de retornar um vector de caracteres. Relatório entregue pelo aluno nº

Programação 2009/2010 MEEC - MEAer Laboratório 5 Semana de 26 de outubro de 2009

Programação 2009/2010 MEEC - MEAer Laboratório 5 Semana de 26 de outubro de 2009 Programação 2009/2010 MEEC - MEAer Laboratório 5 Semana de 26 de outubro de 2009 Ao desenvolver os seguintes programas tenha em atenção o bom uso dos comentários, o uso da indentação e o correcto nome

Leia mais

Gestão de Actas Escolares. Manual Utilizador. (Versão 4)

Gestão de Actas Escolares. Manual Utilizador. (Versão 4) inovar TI Gestão de Actas Escolares Manual Utilizador (Versão 4) ÍNDICE: INTRODUÇÃO... 3 FUNCIONALIDADES DO UTILACTAS... 3 1.ENTRAR NO PROGRAMA... 4 2.CONVOCAR UMA REUNIÃO... 5 2.1. CRIAR... 5 2.2. EDITAR...

Leia mais

aplicação arquivo Condições Gerais de Utilização

aplicação arquivo Condições Gerais de Utilização aplicação arquivo Condições Gerais de Utilização Manual das condições gerais que regulam a utilização dos serviços disponibilizados pela aplicação Arquivo, plataforma de gestão de informação, do Municipio

Leia mais

GAM Gestão de Acessibilidade ao Medicamento. Manual de Utilizador Front-Office

GAM Gestão de Acessibilidade ao Medicamento. Manual de Utilizador Front-Office GAM Gestão de Acessibilidade ao Medicamento Manual de Utilizador Front-Office Aviso de Propriedade e Confidencialidade Este documento é propriedade do INFARMED, I.P., e toda a informação nele incluído

Leia mais

MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS

MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS Está disponível a partir da versão 2014.73 do XD Rest/Pos/Disco um novo formato no instalador em ambientes Microsoft Windows. O instalador passa a

Leia mais

UNIVERSIDADE DO TOCANTINS TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PRÁTICA EM PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS

UNIVERSIDADE DO TOCANTINS TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PRÁTICA EM PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS ESTUDO DE CASO I Uma das operações oferecidas pelos sistemas bancários para seus clientes é a emissão de extratos da conta corrente ou do cartão de crédito. Esses relatórios permitem que o cliente possa

Leia mais

ATuLCo. Manual de Instruções. Gestor de Agência de Viagens. ATuLCo Gestor de Agencia de Viagens. Horário Abreu Nr. 53792. António Felgueiras Nr.

ATuLCo. Manual de Instruções. Gestor de Agência de Viagens. ATuLCo Gestor de Agencia de Viagens. Horário Abreu Nr. 53792. António Felgueiras Nr. Manual de Instruções ATuLCo Gestor de Agência de Viagens António Felgueiras Nr. 43481 Horário Abreu Nr. 53792 Ricardo Pinto Nr. 51835 1 Índice O que é o ATuLCo? ------------------------------------- 3

Leia mais

Arquitecturas de Software Enunciado de Projecto 2007 2008

Arquitecturas de Software Enunciado de Projecto 2007 2008 UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Arquitecturas de Software Enunciado de Projecto 2007 2008 1 Introdução Na primeira metade da década de 90 começaram a ser desenvolvidas as primeiras

Leia mais

Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa

Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa 1 Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa O primeiro passo é criar um login de acesso que será com um e-mail e uma senha única para o grupo. Ao entrar no ambiente de Inscrição e selecionar

Leia mais

Gestão Documental. Gestão Documental

Gestão Documental. Gestão Documental Alcides Marques, 2007 Actualizado por Ricardo Matos em Junho de 2009 Neste capítulo pretende-se analisar a temática da, começando por apresentar um breve resumo dos conceitos subjacentes e apresentando

Leia mais

LOGO DO WEBSITE DA FUTURA APP

LOGO DO WEBSITE DA FUTURA APP LOGO DO WEBSITE DA FUTURA APP LexiZi é uma aplicação mobile e web que é simultaneamente uma ferramenta e um serviço. a) Ferramenta É uma ferramenta porque permite a criação de Notas em cada um dos artigos

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS - CENTRO 06. Funções, variáveis, parâmetros formais

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS - CENTRO 06. Funções, variáveis, parâmetros formais UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS - CENTRO 06 Disciplina: Linguagem de Programação C Profª Viviane Todt Diverio Funções, variáveis, parâmetros formais

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE III): GERENCIAMENTO DE CENÁRIOS

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE III): GERENCIAMENTO DE CENÁRIOS UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE III): GERENCIAMENTO DE CENÁRIOS! Criando cenários a partir do Solver! Planilha entregue para a resolução de exercícios! Como alterar rapidamente

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação. Ano lectivo 2009/2010. Sites dinâmicos. Com Expression Web TI2009/10 EWD_1. Filipa Pires da Silva (2009)

Cadeira de Tecnologias de Informação. Ano lectivo 2009/2010. Sites dinâmicos. Com Expression Web TI2009/10 EWD_1. Filipa Pires da Silva (2009) Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/2010 Sites dinâmicos Com Expression Web TI2009/10 EWD_1 .ASPX vs.html HTML: HTML é uma linguagem para descrever páginas web HTML significa Hyper Text

Leia mais

www.sysdevsolutions.com Driver Next Versão 1.0 de 07-03-2011 Português

www.sysdevsolutions.com Driver Next Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Driver Next Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Índice Configuração dos documentos no Backofficce... 3 O Driver ERP Next... 6 Configurações principais... 6 Configurações do vendedor... 7 Configurações do

Leia mais

e Autorizador Odontológico

e Autorizador Odontológico 1 CONTROLE DE DOCUMENTO Revisor Versão Data Publicação Diego Ortiz Costa 1.0 08/08/2010 Diego Ortiz Costa 1.1 09/06/2011 Diego Ortiz Costa 1.2 07/07/2011 2 Sumário CONTROLE DE DOCUMENTO... 2 1. Informações

Leia mais

Instruções para utilização dos Fóruns pelo Grupo dos Consensos Psiquiátricos para Clínicos Gerais 2005

Instruções para utilização dos Fóruns pelo Grupo dos Consensos Psiquiátricos para Clínicos Gerais 2005 Instruções para utilização dos Fóruns pelo Grupo dos Consensos Psiquiátricos para CONTEÚDO Pág. 1 Introdução 3 2 - Aceder ao site 2.1 Entrar em www.saude-mental.net 3 2.3 Introdução do seu login e password

Leia mais

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos)

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Manual do Usuário Versão 1.0 Fevereiro, 2014 Índice

Leia mais

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas ,QVWDODomR 5HTXLVLWRV0tQLPRV Para a instalação do software 0RQLWXV, é necessário: - Processador 333 MHz ou superior (700 MHz Recomendado); - 128 MB ou mais de Memória RAM; - 150 MB de espaço disponível

Leia mais

Formas de Pagamento Resumida... 34 Vendas Vendedor... 34 Vendas Vendedor Resumido... 35 Vendas Vendedor Caixa... 35 Vendas por Artigos...

Formas de Pagamento Resumida... 34 Vendas Vendedor... 34 Vendas Vendedor Resumido... 35 Vendas Vendedor Caixa... 35 Vendas por Artigos... Manual POS Conteúdo Configuração no Servidor... 3 Gestão de Stocks... 3 Manutenção de Artigos... 3 Gestão de Clientes... 4 Gestão de Fornecedores... 5 Sistema POS... 6 Manutenção de Series de Armazéns...

Leia mais

Manual de uso Serasa Judicial Março/2014 Controle de revisão Data da Revisão Versão Documento Versão Manager DF-e Executor Assunto Revisado 08/10/2013 1.0 Rodrigo Vieira Ambar/Gigiane Martins Criação 18/03/2104

Leia mais

Software PHC com MapPoint 2007

Software PHC com MapPoint 2007 Software PHC com MapPoint 2007 Descritivo completo A integração entre o Software PHC e o Microsoft MapPoint permite a análise de informação geográfica (mapas, rotas e análise de dispersão), baseada em

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2011 / 2012

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2011 / 2012 Departamento de Engenharia Electrotécnica PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2011 / 2012 Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores 1º ano 2º semestre Trabalho Final Reservas de viagens

Leia mais

1. Como fazer uma pesquisa

1. Como fazer uma pesquisa 1. Como fazer uma pesquisa Formulários Cada formulário possui quatro controlos: o operador lógico, o campo de pesquisa, a caixa de inserção de texto e o botão de termos de pesquisa. Para realizar uma pesquisa

Leia mais

TCI Sistemas Integrados

TCI Sistemas Integrados TCI Sistemas Integrados Manual Gera arquivo Prefeitura 1 Índice 1 - Cadastros obrigatórios para Gerar Arquivo para Prefeitura...3 2 Gerar Arquivo...8 3 Retorno Arquivo Prefeitura...19 2 1 Cadastros obrigatórios

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA INCLUSÃO DE PERIÓDICOS NO PORTAL DE PERIÓDICOS FCLAR UNESP

PROCEDIMENTOS PARA INCLUSÃO DE PERIÓDICOS NO PORTAL DE PERIÓDICOS FCLAR UNESP PROCEDIMENTOS PARA INCLUSÃO DE PERIÓDICOS NO PORTAL DE PERIÓDICOS FCLAR UNESP Os editores interessados em incluir sua revista no Portal de Periódicos FCLAr UNESP, devem apresentar um breve projeto, em

Leia mais

RECEPÇÃO DE EMAIL E FAX P - DAG - 04

RECEPÇÃO DE EMAIL E FAX P - DAG - 04 OBJECTIVO: Definir o processo de recepção de emails e faxs no contexto da Câmara Municipal de Beja RESPONSÁVEL PELO PROCESSO: Responsável do Expediente ÂMBITO: Aplica-se a todos os email e fax recebidos

Leia mais

Como Declarar online e pagar sem filas?

Como Declarar online e pagar sem filas? Como Declarar online e pagar sem filas? Declaração Online a) Acesso à sua conta no Portal do Cidadão Ao aceder ao Portal do Cidadão (www.portondinosilha.cv), faça o login para aceder à sua conta (para

Leia mais

BEMATECH LOJA PRACTICO ENTRADA MANUAL DE NOTAS FISCAIS

BEMATECH LOJA PRACTICO ENTRADA MANUAL DE NOTAS FISCAIS BEMATECH LOJA PRACTICO ENTRADA MANUAL DE NOTAS FISCAIS Realizar a entrada de notas fiscais é importante para manter o estoque da loja atualizado. Acesso o menu Movimento>Entrada de notas fiscais e selecione

Leia mais

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS (SiGPC) CONTAS ONLINE Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos Atualização: 20/12/2012 A necessidade de registrar despesas em que há retenção tributária é

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR. - Inscrições Colégios. Colégios Participantes de Temporadas anteriores:

MANUAL DO PROFESSOR. - Inscrições Colégios. Colégios Participantes de Temporadas anteriores: MANUAL DO PROFESSOR - Inscrições Colégios Colégios Participantes de Temporadas anteriores: O Professor deverá acessar o link Inscrições Colégios no menu esquerdo da página inicial do site da LE2 e com

Leia mais

Lógica de Programação. Profas. Simone Campos Camargo e Janete Ferreira Biazotto

Lógica de Programação. Profas. Simone Campos Camargo e Janete Ferreira Biazotto Lógica de Programação Profas. Simone Campos Camargo e Janete Ferreira Biazotto O curso Técnico em Informática É o profissional que desenvolve e opera sistemas, aplicações, interfaces gráficas; monta estruturas

Leia mais

Manual do Formatador Kfloppy

Manual do Formatador Kfloppy Thad McGinnis Nicolas Goutte Desenvolvimento: Bernd Johannes Wuebben Desenvolvimento (novo desenho da interface): Chris Howells Desenvolvimento (Adição do suporte para o BSD): Adriaan de Groot Desenvolvedor

Leia mais

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira.

Os passos a seguir servirão de guia para utilização da funcionalidade Acordo Financeiro do TOTVS Gestão Financeira. Acordo Financeiro Produto : RM - Totvs Gestão Financeira 12.1.1 Processo : Acordo Financeiro Subprocesso : Template de Acordo Controle de Alçada Negociação Online Data da publicação : 29 / 10 / 2012 Os

Leia mais

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS Criação de Tabelas no Access Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Criação de um Banco de Dados... 4 3. Criação de Tabelas... 6 4. Vinculação de tabelas...

Leia mais

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL COMO ACESSAR O APLICATIVO SAFE DOC CAPTURE Acesse o aplicativo SAFE-DOC CAPTURE clicando no ícone na sua área de trabalho: SAFE-DOC Capture Digite o endereço do portal que é

Leia mais

4. Análise de Tarefas

4. Análise de Tarefas Interacção com o Utilizador 4. Análise de Tarefas Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Identificar necessidades e problemas dos utilizadores Avaliar solução Conceber uma solução Prototipar

Leia mais

AJUDA PREENCHIMENTO DA FICHA DE REGISTO DE FERTILIZAÇÃO

AJUDA PREENCHIMENTO DA FICHA DE REGISTO DE FERTILIZAÇÃO ÍNDICE 1. NOTA PRÉVIA... 2 2. ABERTURA DA FICHA DE REGISTO PELA PRIMEIRA VEZ... 2 2.1. No Excel 2003... 3 2.2. No Excel 2007... 4 3. ESTRUTURA GERAL... 4 4. FOLHAS CULTURA... 5 4.1. Identificação (produtor

Leia mais

Objetivo do Portal da Gestão Escolar

Objetivo do Portal da Gestão Escolar Antes de Iniciar Ambiente de Produção: É o sistema que contem os dados reais e atuais, é nele que se trabalha no dia a dia. Neste ambiente deve-se evitar fazer testes e alterações de dados sem a certeza

Leia mais

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA SOCIEDADE PONTO VERDE

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA SOCIEDADE PONTO VERDE GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA SOCIEDADE PONTO VERDE Versão: 1.0 Data: 05-06-2009 Índice Acesso e estados dos Formulários... 3 Escolha do Formulário e submissão... 4 Bases para

Leia mais

Fundamentos de Informática. Tiago Alves de Oliveira

Fundamentos de Informática. Tiago Alves de Oliveira Fundamentos de Informática Tiago Alves de Oliveira Seleção, Cópia e Movimentação de Texto Seleção Como selecionar o texto? Copiar o texto Seleção, Cópia e Movimentação de Texto Copiar o texto Movimentar

Leia mais

Módulo de Aprendizagem I

Módulo de Aprendizagem I Módulo de Aprendizagem I Digitalizar fotografias para a base de dados do SiFEUP Notas: No decorrer deste módulo de aprendizagem, pressupõe-se que o utilizador já tem o scanner devidamente instalado no

Leia mais

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Sumário Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Capítulo 2. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo XML 12 Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições

Leia mais

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial Inteligência Artificial Aula 7 Programação Genética M.e Guylerme Velasco Programação Genética De que modo computadores podem resolver problemas, sem que tenham que ser explicitamente programados para isso?

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES COMANDOS E FORMATOS DE ENTRADA E SAÍDA 1 COMANDOS E FORMATOS DE ENTRADA E SAÍDA Os comandos de entrada e saída, na sua forma mais simplificada, possuem a seguinte estrutura:

Leia mais

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Rateio CC Contas a Pagar

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Rateio CC Contas a Pagar CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Rateio CC Contas a Pagar Objetivo do projeto Possibilitar fazer lançamentos no Contas a Pagar, rateando por várias contas e/ou vários centros de custos. Escopo Este projeto englobará

Leia mais

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS DATASUS Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Manual do Usuário Módulo Laboratório Manual de Operação_Módulo Laboratório_Controle

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Grupo de Banco de IBILCE UNESP GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Coordenação: Prof. Dr. Carlos Roberto Valêncio Controle do Documento Grupo de Banco de Título Nome do Arquivo

Leia mais

Manual do Fénix. Gestão da ficha de unidade curricular (Portal de coordenador de ECTS) DSI 28-01-2010 (Versão 1.0)

Manual do Fénix. Gestão da ficha de unidade curricular (Portal de coordenador de ECTS) DSI 28-01-2010 (Versão 1.0) Manual do Fénix Gestão da ficha de unidade curricular (Portal de coordenador de ECTS) DSI 28-01-2010 (Versão 1.0) Este manual tem como objectivo auxiliar a tarefa de gestão de versões da ficha de unidade

Leia mais

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL 1º Passo: Baixar o arquivo http://www.sinaisistemaimobiliario.com.br/instalar/instalador_aluguel.rar. 2º Passo: No SERVIDOR ao qual o sistema deverá ser instalado: a) Criar uma pasta, preferencialmente

Leia mais

Guia de Referência OPEN PROJECT Treinamento Essencial

Guia de Referência OPEN PROJECT Treinamento Essencial Guia de Referência OPEN PROJECT Treinamento Essencial Eng. Paulo José De Fazzio Junior NOME As marcas citadas são de seus respectivos proprietários. Sumário Conceitos do OpenProj... 3 Iniciando um projeto...

Leia mais

Introdução à orientação a objetos

Introdução à orientação a objetos Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica Introdução à orientação a objetos Tutor: Francisco José Gomes Aluno: João Tito Almeida Vianna 18/05/2013 1 Programação Estruturada x Orientação a objetos

Leia mais

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8 CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Manual do Usuário - Firma Inspetora SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O

Leia mais

Conhecendo o Delphi 2010

Conhecendo o Delphi 2010 2ª Aula 11 de fevereiro de 2011 Conhecendo o Delphi 2010 Inicie o Delphi clicando no ícone Delphi 2010 que se encontra no menu Iniciar / Todos os Programas / Embarcadero RAD Studio 2010 / Delphi 2010.

Leia mais

Manual de instruções U00123175100. Definições da impressora CP_Manager

Manual de instruções U00123175100. Definições da impressora CP_Manager Manual de instruções U00123175100 Definições da impressora CP_Manager U00123175100 2011 Março Seiko I Infotech Inc., 2011 Todos os direitos reservados. Os conteúdos deste manual podem ser alterados sem

Leia mais

1. Introdução... 3. 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3. 3. Entrada na Aplicação... 4. 3.1. Aplicação Não certificada...

1. Introdução... 3. 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3. 3. Entrada na Aplicação... 4. 3.1. Aplicação Não certificada... 1. Introdução... 3 2. Principais pontos de impacto da certificação... 3 3. Entrada na Aplicação... 4 3.1. Aplicação Não certificada... 4 3.2. Aplicação Certificada... 5 3.3. Devoluções a Fornecedores e

Leia mais

Gestão de Sistemas Operacionais I

Gestão de Sistemas Operacionais I Gestão de Sistemas Operacionais I Professor: Wellington Fábio de Oliveira Martins MSDOS Comandos mais utilizados Para usar o MS-DOS no Windows 98 va no menu iniciar -> executar -> digita: command No Windows

Leia mais

Controlo parental AVISO PARA OS PAIS. Vita antes de permitir que os seus filhos joguem. Defina o controlo parental no sistema PlayStation

Controlo parental AVISO PARA OS PAIS. Vita antes de permitir que os seus filhos joguem. Defina o controlo parental no sistema PlayStation Controlo parental AVISO PARA OS PAIS Defina o controlo parental no sistema Vita antes de permitir que os seus filhos joguem. 4-419-422-01(1) O sistema Vita oferece funções para ajudar os pais e tutores

Leia mais

PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I

PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I MÉDIO PRAZO 1 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E INFORMÁTICA OBJECTIVOS CONTEÚDOS DATA Conceitos Introdutórios Conhecer os conceitos básicos relacionados

Leia mais

Microsoft Excel Ficha prática n. 8

Microsoft Excel Ficha prática n. 8 1. Inicie o Microsoft Excel e abra o livro apoio_ficha8.xlsx. 2. Grave o livro com o nome Ficha8. 3. Crie uma macro, usando o gravador de macros, que formate a vermelho as notas finais negativas duma pauta

Leia mais

Carlos de Salles Soares Neto csalles@deinf.ufma.br Segundas e Quartas, 17h40 às 19h10

Carlos de Salles Soares Neto csalles@deinf.ufma.br Segundas e Quartas, 17h40 às 19h10 Algoritmos I Variáveis, Entrada e Saída de Dados Carlos de Salles Soares Neto csalles@deinf.ufma.br Segundas e Quartas, 17h40 às 19h10 Variáveis Área de memória para o armazenamento de dados Variáveis

Leia mais

epucc.com.br SAIBA COMO INCLUIR INFORMAÇÕES DE COLABORADORES, CENTROS DE CUSTO E RATEIO DE DESPESAS

epucc.com.br SAIBA COMO INCLUIR INFORMAÇÕES DE COLABORADORES, CENTROS DE CUSTO E RATEIO DE DESPESAS epucc.com.br SAIBA COMO INCLUIR INFORMAÇÕES DE COLABORADORES, CENTROS DE CUSTO E RATEIO DE DESPESAS O PUCC permite que uma tabela com o nome dos Colaboradores e seus respectivos Departamentos e/ou Centros

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/07/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv

Portal dos Convênios - Siconv MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Análise, Aprovação de Proposta/Plano

Leia mais

Conteúdo programático

Conteúdo programático Introdução à Linguagem C Conteúdo programático Introdução à Linguagem C Estrutura de Programas Variáveis, Constantes Operadores, Entrada e Saída de Dados Estruturas de Desvio Estrutura de Múltipla Escolha

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 17/01/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens.

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. 2.Viagem Nacional 2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. Iremos iniciar nosso trabalho pela funcionalidade Solicitação. Essa funcionalidade traz os

Leia mais

ACESSO HABITAÇÃO MUNICIPAL Candidatura online Manual do Utilizador

ACESSO HABITAÇÃO MUNICIPAL Candidatura online Manual do Utilizador ACESSO HABITAÇÃO MUNICIPAL Candidatura online Advertências e Indicações Antes das candidaturas serem formalizadas os candidatos deverão: Confirmar se reúnem as condições de acesso ao abrigo do Artigo 5º

Leia mais

Como aplicar permissões aos utilizadores?

Como aplicar permissões aos utilizadores? Como aplicar permissões aos utilizadores? O gestor do ego tem a possibilidade de autorizar ou restringir os acessos de cada utilizador aos vários campos da aplicação.... As permissões podem ser atribuídas

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Comunicação em Grupo Referência Sistemas operacionais modernos Andrew S. TANENBAUM Prentice-Hall, 1995 Seção 10.4 pág. 304-311 2 Comunicação em Grupo Suponha que se deseja um serviço de arquivos único

Leia mais

Para entender o conceito de objetos em programação devemos fazer uma analogia com o mundo real:

Para entender o conceito de objetos em programação devemos fazer uma analogia com o mundo real: Introdução a Orientação a Objetos com Java Autor: Professor Victor Augusto Zago Menegusso. Orientação a Objetos É um paradigma de programação que define a estrutura de um programa baseado nos conceitos

Leia mais

INFORMÁTICA PARA GESTÃO II Curso Superior de Gestão de Marketing

INFORMÁTICA PARA GESTÃO II Curso Superior de Gestão de Marketing INFORMÁTICA PARA GESTÃO II Curso Superior de Gestão de Marketing Docente (Teóricas): Eng.º Vitor M. N. Fernandes Web: http://www.vmnf.net/ipam Mail: vmnf@yahoo.com Aula 10 Sumário Relacionamentos entre

Leia mais

SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e

SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e Sistema Integrado de Gerenciamento do ISS SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e São Paulo, 9 de Janeiro de 2015. 1. Introdução Este manual tem como objetivo apresentar as especificações

Leia mais

CATÁLOGO DE CUSTOMIZAÇÕES Conferência com Coletores (WEB)

CATÁLOGO DE CUSTOMIZAÇÕES Conferência com Coletores (WEB) CATÁLOGO DE CUSTOMIZAÇÕES Conferência com Coletores (WEB) Índice ÍNDICE... 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 DADOS DO PROJETO... 4 OBJETIVO(S) DO PROJETO... 4 ESCOPO... 4 CONFERÊNCIA DE ITENS... 4 PARAMETRIZAÇÃO

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008/1 2 PERÍODO MÓDULO 3 AVALIAÇÃO MP2 DATA 2/10/2008 ESTRUTURAS DE DADOS 2008/2

TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008/1 2 PERÍODO MÓDULO 3 AVALIAÇÃO MP2 DATA 2/10/2008 ESTRUTURAS DE DADOS 2008/2 TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008/1 2 PERÍODO MÓDULO 3 AVALIAÇÃO MP2 DATA 2/10/2008 ESTRUTURAS DE DADOS 2008/2 Dados de identificação do Acadêmico: Nome: Login: CA: Cidade:

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Figura 1: Tela de Apresentação do FaçaCalc.

MANUAL DO USUÁRIO. Figura 1: Tela de Apresentação do FaçaCalc. Apresentação MANUAL DO USUÁRIO O FAÇACALC é um software que realiza cálculos hidráulicos, tais como: Motor Hidráulico, Trocador de Calor, Acumulador Hidráulico e Cilindro Hidráulico. Na sessão Funcionalidades

Leia mais

CONTRATO DE LICENÇA DO UTILIZADOR PARA PRODUTOS DE SOFTWARE DA STONERIDGE ELECTRONICS LTD

CONTRATO DE LICENÇA DO UTILIZADOR PARA PRODUTOS DE SOFTWARE DA STONERIDGE ELECTRONICS LTD CONTRATO DE LICENÇA DO UTILIZADOR PARA PRODUTOS DE SOFTWARE DA STONERIDGE ELECTRONICS LTD AO OBTER UM CÓDIGO DE ACTIVAÇÃO E AO INTRODUZIR O MESMO PARA ACTIVAR A LICENÇA DO PROGRAMA DE SOFTWARE E AO INSTALAR

Leia mais

Sistema de Recuperação da Senha nos Sistemas Informáticos da FEUP

Sistema de Recuperação da Senha nos Sistemas Informáticos da FEUP Sistema de Recuperação da Senha nos Sistemas Informáticos da FEUP Unidade de Sistemas de Informação Centro de Informática Prof. Correia de Araújo Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Índice

Leia mais

Manual do Usuário Sistema de Acuidade Visual Digital

Manual do Usuário Sistema de Acuidade Visual Digital Manual do Usuário Sistema de Acuidade Visual Digital Página 1 de 16 Índice DonD - Sistema para Teste de Acuidade Visual...3 Componentes do Produto...4 Instalação...5 Abrindo o sistema do DonD...5 Configuração...6

Leia mais

Implementação de um serviço de correio eletrônico na Intranet do Pólo de Touros utilizando o ambiente SQUIRELMAIL e POSTFIX em um Servidor Linux

Implementação de um serviço de correio eletrônico na Intranet do Pólo de Touros utilizando o ambiente SQUIRELMAIL e POSTFIX em um Servidor Linux UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ - EAJ CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA Projeto das Disciplinas de Sistemas Operacionais de Redes e Projeto de Redes Implementação de um

Leia mais

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 1 ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 Introdução O material abaixo foi elaborado para orientar de forma objetiva

Leia mais

manual: o envio de documentos passo a passo ano lectivo 2010-11

manual: o envio de documentos passo a passo ano lectivo 2010-11 ano lectivo 2010-11 1 Manual: o envio de documentos passo a passo FICHA TÉCNICA TÍTULO Manual o envio de documentos passo a passo AUTOR Serviços de Acção Social do IPP MORADA Praça do Marquês, n.º 94 4000-390

Leia mais

MANUAL DO PUBLICADOR

MANUAL DO PUBLICADOR MANUAL DO PUBLICADOR Brasília 2010/2013 1 SUMÁRIO 1 Introdução... 5 2 O Sistema... 5 2.1 Módulos do Sistema... 6 2.2 Perfis do Sistema... 6 2.2.1 Perfil Publicador... 7 3 Publicar Documentos - Publicador...

Leia mais

Sistemas Operacionais. Sincronização: Semáforos Problema dos Leitores/Escritores

Sistemas Operacionais. Sincronização: Semáforos Problema dos Leitores/Escritores Sistemas Operacionais Sincronização: Semáforos Problema dos Leitores/Escritores Autoria Autores Eduardo André Mallmann 0905/96-9 João Paulo Reginatto 1530/96-0 Local Instituto de Informática UFRGS disciplina:

Leia mais

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR)

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) O MOODLE (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) é um Ambiente Virtual de Ensino-Aprendizagem (AVEA) de código aberto, livre e gratuito que se mantém em desenvolvimento

Leia mais

EGEA ESAPL - IPVC. Resolução de Problemas de Programação Linear, com recurso ao Excel

EGEA ESAPL - IPVC. Resolução de Problemas de Programação Linear, com recurso ao Excel EGEA ESAPL - IPVC Resolução de Problemas de Programação Linear, com recurso ao Excel Os Suplementos do Excel Em primeiro lugar deverá certificar-se que tem o Excel preparado para resolver problemas de

Leia mais

tipo e tamanho e com os "mesmos" elementos do vetor A, ou seja, B[i] = A[i].

tipo e tamanho e com os mesmos elementos do vetor A, ou seja, B[i] = A[i]. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO- GRANDENSE CAMPUS SAPUCAIA DO SUL PROFESSOR: RICARDO LUIS DOS SANTOS EXERCÍCIO DE REVISÃO E FIXAÇÃO DE CONTEÚDO - ARRAYS 1. Criar um vetor A

Leia mais

Manual Mobuss Construção - Móvel

Manual Mobuss Construção - Móvel Manual Mobuss Construção - Móvel VISTORIA & ENTREGA - MÓVEL Versão 1.0 Data 22/04/2014 Mobuss Construção - Vistoria & Entrega Documento: v1.0 Blumenau SC 2 Histórico de Revisão Versão Data Descrição 1.0

Leia mais

MANUAL e-sic GUIA DO SERVIDOR. Governo do Estado do Piauí

MANUAL e-sic GUIA DO SERVIDOR. Governo do Estado do Piauí MANUAL e-sic GUIA DO SERVIDOR Governo do Estado do Piauí 1 Conteúdo Introdução... 3 Sistema Eletrônico de Informação ao Cidadão (e-sic)... 4 Primeiro Acesso... 5 Cadastro...Erro! Indicador não definido.

Leia mais

Trabalho Prático 1 P2P-SDIS

Trabalho Prático 1 P2P-SDIS Trabalho Prático 1 P2P-SDIS Sistemas Distribuídos Nuno Machado Matos - 080509140 Tiago Daniel Sá Cunha 080509142 25 de Março de 2011 Introdução O propósito deste trabalho é a implementação de um sistema

Leia mais

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização título: GPOP assunto: Manual de utilização número do documento: 1598510_05 índice: 01 pag.: 1/14 cliente: geral tabela das versões do documento índice data alteração 01 11/01/2016 versão inicial 02 03

Leia mais

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema Abaixo explicamos a utilização do sistema e qualquer dúvida ou sugestões relacionadas a operação do mesmo nos colocamos a disposição a qualquer horário através do email: informatica@fob.org.br, MSN: informatica@fob.org.br

Leia mais

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido Manual de Instalação do Gold Pedido 1 Visão Geral Programa completo para enviar pedidos e ficha cadastral de clientes pela internet sem usar fax e interurbano. Reduz a conta telefônica e tempo. Importa

Leia mais

VORTALbonus PROGRAMA '16 REGULAMENTO

VORTALbonus PROGRAMA '16 REGULAMENTO VORTALbonus PROGRAMA '16 REGULAMENTO 01. QUEM PODE PARTICIPAR? 0. O QUE É NECESSÁRIO PARA PARTICIPAR? 03. QUE TRANSAÇÕES NA PLATAORMA DÃO DIREITO A VORTALbonus? 01.1. Todos os utilizadores registados na

Leia mais

O Manual do Skanlite. Kåre Särs Anne-Marie Mahfouf Tradução: José Pires

O Manual do Skanlite. Kåre Särs Anne-Marie Mahfouf Tradução: José Pires Kåre Särs Anne-Marie Mahfouf Tradução: José Pires 2 Conteúdo 1 Introdução 5 2 Usar o Skanlite 6 2.1 Selecção do Scanner.................................... 6 3 Janela Principal do Skanlite 8 3.1 Digitalização.........................................

Leia mais

Como gerir um espaço de conversa (chat) ou uma vídeo-conferência e participar num fórum de debate (Google Hangouts)

Como gerir um espaço de conversa (chat) ou uma vídeo-conferência e participar num fórum de debate (Google Hangouts) Como gerir um espaço de conversa (chat) ou uma vídeo-conferência e participar num fórum de debate (Google Hangouts) Este módulo irá ensinar-lhe como gerir um espaço de conversa (chat) ou uma videoconferência

Leia mais

GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda

GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda Estas Condições Gerais de Venda anulam automaticamente todas as anteriores. EXCEPTO QUANDO EXPRESSAMENTE ACORDADO EM CONTRÁRIO POR ESCRITO, TODAS AS VENDAS ESTÃO SUJEITAS

Leia mais

O QUE É O PICTURETEL 550

O QUE É O PICTURETEL 550 O QUE É O PICTURETEL 550 O PictureTel 550 é um conjunto hardware/software que aproveita as potencialidades da linha RDIS e que permite, por exemplo: Estabelecer comunicações telefónicas e de videoconferência

Leia mais

Algoritmos APRENDENDO A PROGRAMAR COM C#

Algoritmos APRENDENDO A PROGRAMAR COM C# Algoritmos APRENDENDO A PROGRAMAR COM C# Alô Mundo AULA 01 Conhecendo o ambiente O objetivo principal desse programa não é mostrar a mensagem Alo Mundo. O objetivo é apresentar o ambiente de desenvolvimento

Leia mais