Evento: Concurso Público para Provimento de Cargo Técnico-Administrativo em Educação Edital N 144/2016 PARECER

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Evento: Concurso Público para Provimento de Cargo Técnico-Administrativo em Educação Edital N 144/2016 PARECER"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV Evento: Concurso Público para Provimento de Cargo Técnico-Administrativo em Educação Edital N 144/2016 PARECER A Comissão Examinadora da Prova de Língua Portuguesa efetuou a análise do recurso administrativo e emitiu seu parecer nos termos a seguir. Questão 01 A questão de número 01 avalia a habilidade de identificação da ideia principal do texto e tem, como gabarito, a alternativa A: a recuperação de computadores velhos. Um dos candidatos alega que a alternativa D (o mau desempenho de computadores velhos) também está correta, já que o texto também fala do mau desempenho dos computadores velhos. A Comissão argumenta que, ao solicitar a ideia principal, a questão avalia se o candidato consegue interpretar, não apenas quais são as ideias tratadas no texto, mas aquela que lhe é tematicamente mais importante e se encontra intrinsecamente relacionada ao seu propósito. Outro candidato argumenta que, sendo a recuperação recomendada apenas relativa ao sistema operacional de computadores velhos, a alternativa A não está correta, mas, sim, a alternativa D, isto é, o mau desempenho de computadores velhos. A Comissão justifica, mais uma vez, que o texto não foi feito para tratar do mau desempenho de computadores velhos, mas principalmente para tratar das possibilidades de recuperação desses computadores, tal como propõe seu título: Ressuscite um computador velho. Em face da argumentação apresentada, a Comissão indefere o recurso e ratifica o gabarito oficial. Questão 02 A questão de número 02 solicita a identificação da natureza de um texto publicado e tem, como gabarito, a alternativa E: instrucional. Um dos candidatos alega que o texto tem, também, uma natureza emotiva (alternativa A), sem justificar sua interpretação. A Comissão lembra que o texto faz sugestões de procedimentos a serem adotados para que o leitor ressuscite um computador, sendo, por esse motivo, de natureza instrucional, procedimental.

2 Questão 05 A questão 05 solicita a interpretação da relação implícita no trecho Você percebe que tem um calhambeque no colo...(linha 01). A Comissão apresenta a alternativa E, que enuncia a relação de comparação, como gabarito. Um dos candidatos alega que a relação implícita que se estabelece é a de tempo, havendo, nesse caso, uma referência ao tempo em que o computador começa a ficar lento. A Comissão argumenta, todavia, que o autor não está tratando de calhambeques, mas de computadores e, ao designar um computador velho como um calhambeque (no colo), ele estabelece uma relação comparação (computadores velhos são lentos como calhambeques). Outro candidato argumenta que a relação implícita é a de tempo, sendo explícita a comparação. A Comissão esclarece que uma comparação explícita conta com recursos linguísticos próprios (verbos ser, parecer etc; conectivos: tal como, assim como etc). A expressão referencial utilizada pelo autor tem natureza metafórica, estando, portanto, implícita a comparação. Além disso, cumpre esclarecer que a noção de tempo pode estar implicada nos dois conceitos, mas a questão solicita qual é a relação estabelecida no texto e, nesse caso, é a de comparação. Questão 09 A questão 09 solicita que o candidato identifique, entre as alternativas dadas, o sentido de matusalém na expressão seu processador matusalém. Um dos candidatos alega que, de acordo com o dicionário Soares Amora da língua portuguesa, a palavra velho e idoso possuem o mesmo significado ; e que a questão deveria ser anulada, pois haveria duas alternativas corretas: A: idoso e B: velho. Outro candidato afirma que a intertextualidade provocada por Matusalém, nos lembra (sic) ao fato de Matusalém ter sido um homem bíblico que viveu muito (muita idade) e que o ser velho não é o fator principal da lembrança semântica e intertextual. E sim, de idade. A Comissão argumenta que a questão avalia a habilidade de identificação do significado de palavras recorrendo ao contexto, conforme previsto no Programa de Língua Portuguesa. Não se trata, portanto, do significado do termo em estado de dicionário, mas do sentido que ele tem no contexto de uso. Também não se trata da evocação em si mesma acionada por um termo, isto é, do homem bíblico, que se chamava Matusalém. É na interação entre diferentes fontes de informação (linguística, epistêmica, inferencial, perceptual, social) que se dá a construção do sentido de uma palavra no contexto. O adjetivo idoso, de fato, significa velho, mas se destina a indivíduos humanos, que têm bastante idade, e não a objetos. Por essa razão, ajustando-se ao contexto, o sentido de matusalém, que atribui, no texto, uma propriedade a um referente não humano, um computador, seu processador matusalém, não é de idoso, mas simplesmente de velho, como consta na alternativa B, apontada como gabarito.

3 Questão 10 A questão 10 solicita a interpretação do sentido que a forma verbal deve produz na seguinte frase: A instalação deve começar automaticamente. (linha 16). Com esse modal dever, o autor caracteriza o início da instalação automática como algo provável, se adotados os procedimentos sugeridos. Um dos candidatos alega que a alternativa correta deveria ser a C, isto é, que a instalação automática é caracterizada como algo garantido. A Comissão argumenta que, se não houvesse a possibilidade de essa instalação não acontecer, o autor não utilizaria o modal dever com escopo nesse acontecimento. Além disso, não poderia o autor, nessa condição, oferecer garantia de que a instalação aconteceria automaticamente, já que esse evento estaria naturalmente condicionado a eventuais fatores a que ele não terá acesso (algum erro nas operações sugeridas, apagões elétricos etc). Outro candidato alega que o sentido do verbo modal dever nesse contexto é o de obrigação, sendo o início da instalação algo apresentado como obrigatório. A Comissão esclarece que, nesse contexto específico, o verbo dever está relacionado a um acontecer, e não a um fazer regrado por normas de conduta de agentes humanos. A Comissão esclarece, por fim, que o verbo DEVER é, de fato, polissêmico e pode indicar valores deônticos (obrigação) ou epistêmicos (probabilidade). A questão requer do candidato, portanto, a habilidade de interpretar, com recurso ao contexto em que esse verbo foi empregado, que sentido foi produzido. Questão 11 A questão 11 avalia a classificação de uma oração adverbial em destaque no período: Se você não quer aprender Linux, a opção é o Remix OS. (linha 17). A Comissão indica a letra D (Condicional) como gabarito. Um candidato alega que a partícula 'Se pode ter vários sentidos dentre eles o Condicional e o Causal. E argumenta que, na questão, a conjunção pode ter sentido de Causa e poderia ser trocada pelas partículas já que, visto que, etc. A Comissão lembra que, nas gramáticas tradicionais, a classificação das orações segue o critério da codificação linguística, isto é, leva em conta o uso do conectivo que é peculiar a um tipo de oração. A conjunção subordinativa condicional se caracteriza tipicamente a oração subordinada adverbial condicional. Não se pede, na questão, que o candidato infira outra relação semântica além da codificada pela conjunção subordinativa condicional no contexto. E ressalta que, ao tentar substituir essa conjunção por locuções conjuntivas adverbiais causais (já que, visto que...), há alterações de sentido, pois a noção de uma possibilidade (condicional) é substituída pela factualidade (causal): Já que você não quer aprender Linux, a opção é o Remix OS.

4 Questão 17 A questão 17 solicita que o candidato assinale a alternativa em que a frase está adequada à norma gramatical. O candidato alega que o verbo esquecer admite tanto a forma pronominal, como a forma transitiva, estando igualmente corretas as alternativas B: Não esqueça de copiar os arquivos de que você precisa e C: Não se esqueça de copiar os arquivos de que você precisa. A Comissão lembra que a norma gramatical prescreve os seguintes usos para o verbo esquecer: como transitivo direto, não pronominal (esquecer algo); ou como transitivo indireto, pronominal (esquecer-se de algo). Desse modo, a alternativa correta é a C: Não se esqueça de copiar os arquivos de que você precisa. Embora seja muito frequente na linguagem coloquial, o uso desse verbo com complemento preposicionado, mas sem o pronome (esquecer de algo) é desviante, segundo a gramática normativa. Questão 18 A questão 18 solicita que o candidato assinale a alternativa correta quanto ao uso do acento grave, indicativo de crase. Um candidato alega que o verbo resistir é transitivo indireto e, portanto, seguido de palavra feminina (tantas - substantivo feminino) exige o uso do acento indicativo de crase. O candidato solicita a alteração do gabarito, apontando a alternativa B (Os jovens usuários não resistem à tantas novidades no mundo digital.) como correta. A Comissão argumenta que o substantivo que é núcleo do complemento do verbo resistir é novidades, que se encontra no plural e, portanto, há apenas a preposição a, regida pelo verbo, mas não um artigo definido que, no caso, deveria concordar em número com esse substantivo. Além disso, esclarece que tantas é um pronome indefinido (e não um substantivo) e lembra uma regra concisa das gramáticas e manuais de redação: não se usa crase antes de pronomes indefinidos. Questão 20 A alternativa 20 solicita que o candidato assinale a alternativa em que a disposição sintática das palavras torna a frase ambígua. O gabarito oficial indica a alternativa C como correta: O jovem aluno escondeu o computador do irmão. Dois candidatos alegam que também está ambígua a frase da alternativa E: A empresa fez a atualização dos dados no computador, já que se pode entender: a) a atualização de dados que estariam no computador; e b) a atualização de alguns dados feita por meio de um computador. A Comissão esclarece que, para a segunda interpretação sugerida pelos candidatos, a preposição em (no computador) não seria adequada para a expressão da noção de meio ou instrumento. Outro candidato afirma que a ambiguidade reside na alternativa A: O programa exigia do programador uma senha, mas não apresenta que interpretações seriam possíveis.

5 Um dos candidatos alega que, na frase da alternativa B: O computador da empresa tem sérios problemas, também há ambiguidade, porque não especifica qual é o problema do computador e só informa que são vários problemas. A Comissão esclarece que a ambiguidade concerne à propriedade de uma expressão linguística, em uso, ter mais de um sentido ou interpretação possível. A frase da alternativa B não apresenta expressão ambígua, mas informação indefinida, indeterminada (vários problemas). Fortaleza, 05 de setembro de Profa. Maria de Jesus de Sá Correia Presidente da Coordenadoria de Concursos CCV

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS CARGO: Fonoaudiólogo S 43 QUESTÃO NÚMERO: 03 Embora a candidata não tenha apresentado fundamentação teórica, para dar origem ao presente recurso, esta Banca informa que a

Leia mais

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário PORTUGUÊS Gabarito do departamento de português sem resposta. a) Incorreta. As orações iniciadas pela partícula se são subordinadas substantivas objetivas diretas do verbo discutir. b) Correta. Todas as

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino Fundamental Língua Portuguesa 2) Inferir o sentido

Leia mais

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino

Leia mais

PROF. MARCO ANTONIO MACARRÃO

PROF. MARCO ANTONIO MACARRÃO PROF. MARCO ANTONIO MACARRÃO NÃO SEPARAMOS POR VÍRGULA: SEPARAMOS OU MARCAMOS POR VÍRGULA: SUJEITO DO VERBO; APOSTO; VERBO DE SEUS COMPLEMENTOS; VOCATIVO; NOME DE SEUS COMPLEMENTOS OU ADJUNTOS. ORAÇÕES

Leia mais

Questão 01 Ortografia

Questão 01 Ortografia COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DE NÍVEL SUPERIOR PARA CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DO CONCURSO DA FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E PESQUISA EM SAÚDE FEPS PROVA REALIZADA NO DIA 7 DE

Leia mais

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14 Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética... 2 Fonemas...2 Letra...2 Sílaba...2 Número de sílabas...3 Tonicidade...3 Posição da sílaba tônica...3 Dígrafos...3 Encontros consonantais...3 Encontros vocálicos...4

Leia mais

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e Letra... 3 1.2. Divisão dos Fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro Vocálico... 7 1.5. Encontro Consonantal...

Leia mais

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS CURSO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ (UFCCE) - ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - REGULAR Poderá haver substituições de professores, ficando a critério da coordenação pedagógica

Leia mais

O ESTUDO DAS PALAVRAS

O ESTUDO DAS PALAVRAS Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro vocálico... 6 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV Língua Portuguesa I Questão 15 A questão 15 aborda compreensão leitora. É correta a alternativa (A). O texto opõe o instinto da águia ao instinto da tartaruga, apresentando-os como ligados a esses animais

Leia mais

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15 Capítulo1 Capítulo2 A LÍNGUA E A LINGUAGEM............................................. 9 Linguagem: aptidão inata.............................................. 10 Funções.............................................................

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA Súmario Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 PARTE I FONÉTICA CAPÍTULO 1 ORTOGRAFIA... 21 1. Introdução... 21 2. O alfabeto...21 3. Emprego das letras

Leia mais

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS CURSO: UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ (UECE) - ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO - REGULAR Poderá haver substituições de professores, ficando a critério da coordenação pedagógica

Leia mais

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo CURSO: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS (IFCE) - ASSISTENTE EM ADM. - REGULAR Poderá haver substituições de professores, ficando a critério da coordenação pedagógica do curso quaisquer alterações. PORTUGUÊS

Leia mais

Drummond escreveu poemas e entrou para a história.

Drummond escreveu poemas e entrou para a história. Conjunção Pode-se definir a conjunção como um termo invariável, de natureza conectiva que pode criar relações de sentido (nexos) entre palavras ou orações. Usualmente, as provas costumam cobrar as relações

Leia mais

Quanto aos textos de estrutura narrativa, identificam personagem, cenário e tempo.

Quanto aos textos de estrutura narrativa, identificam personagem, cenário e tempo. Língua Portuguesa - Ensino Médio SISPAE 2013 01 Abaixo do Básico 1º e 2º ano até 200 pontos Neste Padrão de Desempenho, os estudantes se limitam a realizar operações básicas de leitura, interagindo apenas

Leia mais

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética 1.1. Fonema e letra 1.2. Divisão dos fonemas 1.3. Classificação dos fonemas 1.4. Encontro vocálico 1.5.

Leia mais

BOLSÃO 2017 / 6º ANO

BOLSÃO 2017 / 6º ANO Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro Vip para cursar o 6º ano do Ensino Fundamental está BOLSÃO 2017 / 6º ANO Fonética Fonema distinção entre FONEMA e LETRA Sílaba número de sílabas / divisão

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE GALILEIA MG EDITAL 001/2015 RESULTADO DOS RECURSOS IMPETRADOS CONTRA A PROVA OBJETIVA DE MÚLTIPLA ESCOLHA

CONCURSO PÚBLICO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE GALILEIA MG EDITAL 001/2015 RESULTADO DOS RECURSOS IMPETRADOS CONTRA A PROVA OBJETIVA DE MÚLTIPLA ESCOLHA CARGO: AUXILIAR ADMINISTRATIVO Questão: 06 Candidato: RODRIGO FERNANDES FERREIRA Justificativa: Prezado candidato, o termo sublinhado na opção D é uma oração interferente, não é um aposto. Fonte para verificação:

Leia mais

Antes de iniciar as respostas, faça uma leitura completa da avaliação. Lembre-se:

Antes de iniciar as respostas, faça uma leitura completa da avaliação. Lembre-se: 9º Rasuras serão consideradas erro! Não use corretivo! Não abrevie palavras! Utilize apenas caneta de tinta azul ou preta! Responda ao que foi solicitado de forma coerente e coesa. Boa Sorte! Dar o conceito

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GENTIL/RS CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS EDITAL Nº 01/2016

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GENTIL/RS CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS EDITAL Nº 01/2016 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GENTIL/RS CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS EDITAL Nº 01/2016 RELATÓRIO DO JULGAMENTO DOS RECURSOS CONTRA CONTEÚDO DE QUESTÕES E CLASSIFICAÇÃO PRELIMINAR A Banca Examinadora

Leia mais

Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Professores: Daniele Thièbaut e Guilherme Ornellas Série: 9º Turmas: 91, 92, 93 e 94

Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Professores: Daniele Thièbaut e Guilherme Ornellas Série: 9º Turmas: 91, 92, 93 e 94 COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Professores: Daniele Thièbaut e Guilherme

Leia mais

Sumarizando: o que é uma língua. Métodos para seu estudo...44

Sumarizando: o que é uma língua. Métodos para seu estudo...44 sumário APRESENTAÇÃO...13 1. O que se entende por língua Estudando a língua portuguesa...17 1.1 O Vocabulário: nascimento e morte das palavras. Consultando um dicionário...20 1.2 A Semântica: o sentido

Leia mais

14/09/2016 PAUTA: PRONOMES RELATIVOS

14/09/2016 PAUTA: PRONOMES RELATIVOS 14/09/2016 PAUTA: PRONOMES RELATIVOS Pronomes O que é? Definição de pronome Classe gramatical variável que acompanha um nome ou substitui um nome. Quando acompanha recebe o nome de pronome adjetivo: Ex.

Leia mais

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto Professora Melina 9º. Ano Relembrando... ORAÇÃO Enunciado organizado em torno de um verbo. Você abre a janela. PERÍODO SIMPLES frase formada por uma só oração.

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21 sumário CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO...14 1.1.TIPOS DE TEXTO... 15 1.2.GÊNERO DE TEXTO... 20 1.3.TIPOS DE DISCURSO... 21 1.3.1. DISCURSO DIRETO... 22 1.3.2. DISCURSO INDIRETO... 22 1.3.3. DISCURSO

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

Assuntos Muito Importantes Para as Provas IBFC

Assuntos Muito Importantes Para as Provas IBFC Assuntos Muito Importantes Para as Provas IBFC O texto apresenta uma estrutura cujo o processo de composição predominante é o narrativo. Todos os elementos abaixo são característicos desse tipo de texto,

Leia mais

Coordenação e subordinação. Porto Editora

Coordenação e subordinação. Porto Editora Coordenação e subordinação Frase simples complexa Frase simples Constituída apenas por um verbo ou por um complexo verbal. Ex.: A Maria brinca muito com o irmão. frase simples (constituída por um verbo)

Leia mais

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA Processo de Admissão de Novos Estudantes 2017 Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA HABILIDADES CONTEÚDOS Identificar padrões numéricos ou princípios

Leia mais

11.º ano. Maria Serafina Roque

11.º ano. Maria Serafina Roque 11.º ano Maria Serafina Roque O aspeto é uma categoria gramatical que nos dá informação acerca do início, do curso e do fim da ação expressa pelo verbo. A categoria aspeto, apesar de se relacionar com

Leia mais

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas.

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas. Olá, Professor! Assim como você, a Geekie também tem a missão de ajudar os alunos a atingir todo seu potencial e a realizar seus sonhos. Para isso, oferecemos recomendações personalizadas de estudo, para

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL II

ENSINO FUNDAMENTAL II ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDO 6 º ANO 1) Produção de texto: Narração. Foco narrativo: narrador-observador. Estrutura do texto narrativo. Elementos narrativos. Uso do diálogo. Paragrafação. 2) Texto: Leitura

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CAUSAIS Principais conjunções causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como (= porque). Exemplos: - Não pude comprar o CD porque estava em falta. - Ele

Leia mais

Comentário da prova do MPU 2010

Comentário da prova do MPU 2010 Comentário da prova do MPU 2010 Fiz a revisão da prova, verificando se há alguma incompatibilidade do gabarito preliminar do CESPE com a prova e não encontrei questões para recurso. A prova que verifiquei

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2016

PLANEJAMENTO ANUAL 2016 PLANEJAMENTO ANUAL 2016 Professor Joabe Bernardo dos Santos Língua Portuguesa 9º ano Colégio Nossa Senhora da Piedade Referências: -SAE, 9º ano: Língua Portuguesa. Livro do professor: livro 1 / IESDE BRASIL

Leia mais

Nº da aula 02. Estudo da Sintaxe

Nº da aula 02. Estudo da Sintaxe Página1 Curso/Disciplina: Português para Concurso. Aula: Estudo da Sintaxe: Sujeito. Conceito; Classificações: sujeito determinado e indeterminado - 02 Professor (a): Rafael Cunha Monitor (a): Amanda Ibiapina

Leia mais

Organizaçãoe Recuperaçãode Informação GSI521. Prof. Dr. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Organizaçãoe Recuperaçãode Informação GSI521. Prof. Dr. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Organizaçãoe Recuperaçãode Informação GSI521 Prof. Dr. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Pré-processamento de documentos Organização e Recuperação de Informação(GSI521) Introdução O pré-processamento de

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA com DUDA NOGUEIRA Comentários da prova BANCO do BRASIL Aplicada 15/03/2015

LÍNGUA PORTUGUESA com DUDA NOGUEIRA Comentários da prova BANCO do BRASIL Aplicada 15/03/2015 1 PROVA Escriturário BANCO DO BRASIL - aplicada 15/03/2015 LÍNGUA PORTUGUESA Alunos nossos, como foi comentado no curso SÓ BB (http://www.sobb.com.br/), a prova foi muito tranquila e não há possibilidade

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1 Sumário Capítulo 1 Comunicação 1 1.1 Elementos da comunicação 1 1.2 Linguagem, língua e fala 1 1.3 Significante e significado 2 1.4 Língua escrita e falada 2 1.5 Modalidades da língua 2 1.6 Funções da

Leia mais

ELEMENTAR da LÍNGUA PORTUGUESA

ELEMENTAR da LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA ELEMENTAR da LÍNGUA PORTUGUESA A. Gomes Ferreira J. Nunes de Figueiredo 2. CICLO Oo Introdução I. ONDE SE FALA A LÍNGUA PORTUGUESA II. A PALAVRA. A FRASE. SINTAXE E MORFOLOGIA MATÉRIA DAS UNIDADES

Leia mais

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas.

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas. Obs.: Se o verbo haver, com o sentido de existir, for o principal de uma locução verbal, seu auxiliar também ficará no singular. Ex.: Deve haver reclamações. (Devem existir reclamações) Obs.: Essa regra

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1 Sumário Capítulo 1 Comunicação 1 1.1 Elementos da comunicação 1 1.2 Linguagem, língua e fala 1 1.3 Significante e significado 2 1.4 Língua escrita e falada 2 1.5 Variedades linguísticas 2 1.6 Funções da

Leia mais

Conteúdo para concurso de bolsa 9º ano

Conteúdo para concurso de bolsa 9º ano Conteúdo para concurso de bolsa 9º ano Língua Portuguesa: - Interpretação de texto; - Revisão Análise morfossintática; - Revisão de período composto por subordinação (subordinadas substantivas); - Período

Leia mais

GUIA DE AULAS - PORTUGUÊS - SITE: EDUCADORES.GEEKIELAB.COM.BR

GUIA DE AULAS - PORTUGUÊS - SITE: EDUCADORES.GEEKIELAB.COM.BR GUIA DE AULAS - PORTUGUÊS - SITE: EDUCADORES.GEEKIELAB.COM.BR Olá, Professor! Assim como você, a Geekie também quer ajudar os alunos a atingir todo seu potencial e a realizar seus sonhos. Por isso, oferecemos

Leia mais

QUESTÃO SOBRE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

QUESTÃO SOBRE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO COMENTÁRIOS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA E À QUESTÃO 38 DO CONCURSO PARA ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS CERTAME REALIZADO NO DIA 21 DE JUNHO DE 2015 QUESTÃO

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1. Leitura e compreensão de diferentes gêneros textuais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTANEIRA - CE DECISÃO DOS RECURSOS CONTRA GABARITO PRELIMINAR I DOS RECURSOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTANEIRA - CE DECISÃO DOS RECURSOS CONTRA GABARITO PRELIMINAR I DOS RECURSOS PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTANEIRA - CE DECISÃO DOS RECURSOS CONTRA GABARITO PRELIMINAR I DOS RECURSOS Trata-se de recursos interpostos pelos candidatos infra relacionados, concorrentes ao cargo, ASSISTENTE

Leia mais

Escrita (expressiva e lúdica) Texto narrativo Texto poético Texto descritivo Texto instrucional

Escrita (expressiva e lúdica) Texto narrativo Texto poético Texto descritivo Texto instrucional Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Língua Portuguesa 6º ano Ano letivo 2012 2013 1º PERIODO CONTEÚDOS Expressão Oral Exposição oral Texto oral Leitura expressiva Leitura coral Dramatização de

Leia mais

Língua Portuguesa. Professoras: Fernanda e Danúzia

Língua Portuguesa. Professoras: Fernanda e Danúzia Língua Portuguesa Professoras: Fernanda e Danúzia Nesta bimestral você aprendeu sobre diversos conceitos como Morfologia, Sintaxe e Morfossintaxe, e partir desses conceitos vamos revisar os principais

Leia mais

Matriz de referência de LÍNGUA PORTUGUESA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL

Matriz de referência de LÍNGUA PORTUGUESA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL 7 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL H0 Ler frases. Períodos compostos. H03 Inferir uma informação em um H04 Identificar o tema Trabalhar o tema baseando-se na complexidade do texto, partindo de um texto de curta

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

Conteúdos para as Provas de Seleção 6º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio

Conteúdos para as Provas de Seleção 6º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio Conteúdos para as Provas de Seleção 6º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio Português Ao final do 6 ano: Leitura, interpretação e compreensão dos diversos textos que circulam na sociedade: - inferir

Leia mais

2.8. Alusão histórica 3. A afirmação da tese e a impessoalização do discurso 4. Exercícios 5. Atividade de produção textual

2.8. Alusão histórica 3. A afirmação da tese e a impessoalização do discurso 4. Exercícios 5. Atividade de produção textual SUMÁRIO CAPÍTULO I NOÇÕES GERAIS DE TIPOLOGIA TEXTUAL 1. A definição de tipo textual 1.1. Texto narrativo 1.2. Texto descritivo 1.3. Texto injuntivo 1.4. Texto dialogal 1.5. Texto dissertativo 2. Elaborando

Leia mais

Vestibular UFRGS 2016 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2016 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Vestibular UFRGS 2016 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 1. Alternativa (A) às vésperas : locução adverbial cujo núcleo é palavra feminina tem crase obrigatória (substitua por, por exemplo, ao lado

Leia mais

Língua Portuguesa 8º ano

Língua Portuguesa 8º ano Escutar para Aprender e Construir Conhecimento Tipologia textual: texto conversacional. Variação e normalização linguística. Língua padrão (traços específicos). Língua Portuguesa 8º ano Conteúdos 1º Período

Leia mais

ESTADO DE MINAS GERAIS MUNICÍPIO DE CRISTIANO OTONI-MG PREFEITURA MUNICIPAL DE CRISTIANO OTONI-MG CONCURSO PÚBLICO EDITAL 001/2016

ESTADO DE MINAS GERAIS MUNICÍPIO DE CRISTIANO OTONI-MG PREFEITURA MUNICIPAL DE CRISTIANO OTONI-MG CONCURSO PÚBLICO EDITAL 001/2016 RESULTADO DOS RECURSOS REFERENTE AOS GABARITOS E DAS QUESTÕES DA PROVA OBJETIVA CARGO: FUNDAMENTAL COMPLETO 101466 - - AUSÊNCIA DE FUNDAMENTAÇÃO EDITALÍCIA 101373 1 PORTUGUÊS O texto foi mal interpretado

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Danny Unidade: Para de minas 1- você mencionou em uma de suas aulas sobre pronome que o SE (sendo pronome apassivador) segue a regra dos demais pronomes

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV A Comissão Examinadora da Prova de Língua Portuguesa, Nível Médio, efetuou a análise do recurso administrativo e emitiu seu Língua Portuguesa Questão 12 A questão trata de leitura, precisamente, de coesão

Leia mais

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as.

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as. CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 11/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 06 CLASSES GRAMATICAIS Ementa Na aula de hoje serão abordados

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação É o período composto por duas ou mais orações independentes. Estas orações podem ser assindéticas ou sindéticas. Orações coordenadas assindéticas Não apresentam conectivos

Leia mais

PORTUGUÊS com DUDA NOGUEIRA ANATEL / julho 2014

PORTUGUÊS com DUDA NOGUEIRA ANATEL / julho 2014 1 Edital SISTEMATIZADO ANATEL - Língua Portuguesa Edital: http://www.cespe.unb.br/concursos/anatel_14/arquivos/ed_1_abertura.pdf Olá, guerreiros! Em primeiro lugar, vamos aos tópicos exigidos nas últimas

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Docente: Marcela Rodriguês dos Santos/ Rubinaldo da Silva Araújo Carga horária: 80h Disciplina: Produção Textual Serie: 6 Ano Plano de Curso I Unidade Objetivo Geral: Desenvolver

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano Período Dias de aulas previstos 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 12 12 12 14 2.º período 10 11 11 12 12 3.º período 8 8 8 8 9 (As Aulas

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS - P2 1º TRIMESTRE

CALENDÁRIO DE PROVAS - P2 1º TRIMESTRE 6º Ano Conteúdo Interpretação de texto, Livro Pitágoras até a página 65, Linguagem e língua, Linguagem verbal, não verbal e mista, Onomatopeia, Oralidade e escrita, norma padrão, tipos de frase. Livro

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CAP. 7: COLOCAÇÃO PRONOMINAL PROF.º PAULO SCARDUA

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CAP. 7: COLOCAÇÃO PRONOMINAL PROF.º PAULO SCARDUA LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA CAP. 7: COLOCAÇÃO PRONOMINAL PROF.º PAULO SCARDUA INTRODUÇÃO Pronominais Dê-me um cigarro Diz a gramática Do professor e do aluno E do mulato sabido Mas o bom negro e o bom

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO ESCOLA DE SARGENTOS DAS ARMAS ESCOLA SARGENTO MAX WOLF FILHO

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO ESCOLA DE SARGENTOS DAS ARMAS ESCOLA SARGENTO MAX WOLF FILHO MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO ESCOLA DE SARGENTOS DAS ARMAS ESCOLA SARGENTO MAX WOLF FILHO EXAME INTELECTUAL AOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS 2016-17 SOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE PORTUGUÊS Na

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO E NÍVEL SUPERIOR EDITAL N 01/2012 de 04/04/2012.

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO E NÍVEL SUPERIOR EDITAL N 01/2012 de 04/04/2012. CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO E NÍVEL SUPERIOR EDITAL N 01/2012 de 04/04/2012. SERVIÇO PUBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS Disciplina:

Leia mais

Prefácio Nota sobre o livro. Capítulo 1 Fundamentos da Comunicação 1. 1 Componentes 1

Prefácio Nota sobre o livro. Capítulo 1 Fundamentos da Comunicação 1. 1 Componentes 1 Nota sobre o livro Esta gramática passou por uma gestação de mais de trinta anos. Ainda quando eu estava na graduação, na UFRJ, no início dos anos 80, comecei a escrevê-la, antes de tudo para eu mesmo

Leia mais

A gente não quer só alimento. Queremos amor e paz [silepse de número - o verbo querer ficou no plural, e seu sujeito oculto (A gente) é singular]

A gente não quer só alimento. Queremos amor e paz [silepse de número - o verbo querer ficou no plural, e seu sujeito oculto (A gente) é singular] m) Silepse - É a concordância que se faz com a ideia, e não com a palavra expressa. É também chamada de concordância ideológica. Há três tipos de silepse: de gênero (a concordância se faz com a ideia feminina

Leia mais

Processo de seleção para alunos novos. 6º e 7º ano do Ensino Fundamental

Processo de seleção para alunos novos. 6º e 7º ano do Ensino Fundamental Processo de seleção para alunos novos 6º e 7º ano do Ensino Fundamental 2017 Unidade Barra da Tijuca I ORIENTAÇÕES GERAIS a) As famílias que desejarem conhecer nossa proposta e inscrever seus filhos para

Leia mais

RECURSO GABARITO JUSTIFICATIVA DA BANCA EXAMINADORA

RECURSO GABARITO JUSTIFICATIVA DA BANCA EXAMINADORA MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO DE SELEÇÃO E INGRESSO RECURSO GABARITO JUSTIFICATIVA DA BANCA EXAMINADORA CONCURSOS PÚBLICOS Nº 559, 560, 561, 562, 563, 564,

Leia mais

TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL

TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL CADERNO DE EXERCÍCIOS INSS TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL LÍNGUA PORTUGUESA RACIOCÍNIO LÓGICO INFORMÁTICA ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO PREVIDENCIÁRIO LEI 8.112/90

Leia mais

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA Processo de Admissão de Novos Estudantes 2016 Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA CONTEÚDOS Efetuar cálculos com números reais envolvendo as operações

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte I Conceitos

Leia mais

Extensivo Aula 4 Apostila 1. Classes de Palavras 1: Artigo e Numeral

Extensivo Aula 4 Apostila 1. Classes de Palavras 1: Artigo e Numeral Extensivo Aula 4 Apostila 1 Classes de Palavras 1: Artigo e Numeral As Dez Classes Gramaticais Esquemas 1) Substantivo aula 2 2) Verbo aula 6 Determinantes nominais aula 4 3) Artigo 4) Adjetivo 5) Pronome

Leia mais

REDAÇÃO PARA CONCURSOS

REDAÇÃO PARA CONCURSOS REDAÇÃO PARA CONCURSOS Sumário Primeira Parte Primeira Lição Poesia matemática Gramática acentuação gráfica Tipos de palavras Regras gerais Dupla prosódia Pronúncia duvidosa Orientação Ortográfica emprego

Leia mais

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais.

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais. Uso do onde e aonde O advérbio é uma classe de palavras cuja função gramatical é acompanhar e modificar um verbo, exprimindo a circunstância da ação verbal, por isso o nome ad-vérbio, ou seja, a palavra

Leia mais

PORTUGUÊS ABEL MOTA PREPARAR OS TESTES

PORTUGUÊS ABEL MOTA PREPARAR OS TESTES 7 PORTUGUÊS ABEL MOTA PREPARAR OS TESTES PARTE 1 LEITURA 1 A IMPRENSA 5 6 A imprensa e os jornais Classificação dos jornais Público-alvo Secções Géneros jornalísticos Do acontecimento ao leitor fazer Escolher

Leia mais

Sumário. Apresentação da coleção Prefácio Nota da autora Capítulo II

Sumário. Apresentação da coleção Prefácio Nota da autora Capítulo II Sumário Sumário Apresentação da coleção... 17 Prefácio... 19 Nota da autora... 21 Capítulo I Fatores importantes para produzir um texto... 23 1. A importância da leitura para produção textual... 23 2.

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO / BOLSÃO CMS 2017 ENSINO FUNDAMENTAL 3º ANO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO / BOLSÃO CMS 2017 ENSINO FUNDAMENTAL 3º ANO 3º ANO Leitura e interpretação de Texto Escrita de frase de acordo com a figura Escrita dos nomes das figuras Separação de sílabas Sinais de pontuação Ortografia c / ç / l / u / s / ss / s com som de z

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS DISCIPLINA: QUÍMICA RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2º EM DATA DA PROVA: /12/2016 CONTEÚDO:

ROTEIRO DE ESTUDOS DISCIPLINA: QUÍMICA RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2º EM DATA DA PROVA: /12/2016 CONTEÚDO: DISCIPLINA: QUÍMICA RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2º EM 1) Balanceamento pelo método das tentativas; 2) Leis de Lavoisier e Proust; 3) Cálculo estequiométrico; 4) Estudo dos gases; 5) Soluções Estudo das concentrações;

Leia mais

ANEXO II MODELO DE REQUERIMENTO DE VAGA PARA CANDIDATO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA

ANEXO II MODELO DE REQUERIMENTO DE VAGA PARA CANDIDATO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA 16 ANEXO II MODELO DE REQUERIMENTO DE VAGA PARA CANDIDATO PORTADOR DE DEFICIÊNCIA O(A) candidato(a), CPF n., candidato(a) ao Concurso para preenchimento de vagas no cargo, regido pelo Edital n. 001/2011

Leia mais

Credibilidade em Gestão Pública e de Negócios

Credibilidade em Gestão Pública e de Negócios Comissão Fiscalizadora do Concurso Público SAAE São Lourenço Belo Horizonte, 21 de junho de 2016 Ref.: Recurso Administrativo SAAE São Lourenço - Concurso Público - Apresentamos a V. Sas., parecer sobre

Leia mais

Mundos sucientes e tempo, aula 2 de Aulas Informais de Semântica Formal (Bach 1987) Luiz Arthur Pagani

Mundos sucientes e tempo, aula 2 de Aulas Informais de Semântica Formal (Bach 1987) Luiz Arthur Pagani Mundos sucientes e tempo, aula 2 de Aulas Informais de Semântica Formal (Bach 1987) Luiz Arthur Pagani 1 Que tipo de estrutura de modelos é apropriada ou adequada para as línguas naturais? (p. 15) gramática

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO RESPOSTAS AOS RECURSOS CONTRA O GABARITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO RESPOSTAS AOS RECURSOS CONTRA O GABARITO PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO RESPOSTAS AOS RECURSOS CONTRA O GABARITO Cargo: S1 PROFESSOR DA EDUCAÇÃO ESPECIAL AEE ZONA URBANA 15 pronome apassivador Em resposta ao recurso interposto, temos a dizer

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação... 40

SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação... 40 Língua Portuguesa Ortografia oficial... 19 Acentuação gráfica... 29 Flexão nominal e verbal... 32 Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação... 40 Emprego de tempos, modos e aspectos verbais...

Leia mais

Questão 01 Ortografia e semântica

Questão 01 Ortografia e semântica Questão 01 Ortografia e semântica A lacuna da linha 07 deve ser preenchida pela palavra espectadores, com s, porque se trata de agente que vivencia, assiste, presencia, acompanha. Na linha 20, deve aparecer

Leia mais

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López FUNDAMENTACIÓN: PROGRAMA DE IDIOMA PORTUGUÊS CONTENIDO TEMÁTICO Llevando en consideración las directrices del Marco Europeo Común de Referencia, el examen será encuadrado en un nivel Intermedio Superior.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE GONDOMAR PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS - 8º ANO 2014/20145

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE GONDOMAR PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS - 8º ANO 2014/20145 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE GONDOMAR PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS - 8º ANO 2014/20145 Metas Curriculares (Domínios de Referência, Objetivos e Descritores de Desempenho ORALIDADE 1. Interpretar discursos

Leia mais

CONTEÚDOS MANUAL ADOTADO: Ponto por Ponto - Volume 1 e 2 + caderno de atividades - Texto Editores, ISBN n.º

CONTEÚDOS MANUAL ADOTADO: Ponto por Ponto - Volume 1 e 2 + caderno de atividades - Texto Editores, ISBN n.º CONTEÚDOS MANUAL ADOTADO: Ponto por Ponto - Volume 1 e 2 + caderno de atividades - Texto Editores, ISBN n.º 978-972-47-5373-7 DEPARTAMENTO DE PORTUGUÊS DISCIPLINA: PORTUGUÊS 5.º ANO 1.º período (ca. 78

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. Colocação pronominal A colocação dos pronomes pessoais oblíquos átonos na

Leia mais

OBJETO DIRETO E OBJETO INDIRETO EM UM LIVRO DIDÁTICO: GRAMÁTICA NORMATIVA VS. GRAMÁTICA EXPLICATIVA/GERATIVA

OBJETO DIRETO E OBJETO INDIRETO EM UM LIVRO DIDÁTICO: GRAMÁTICA NORMATIVA VS. GRAMÁTICA EXPLICATIVA/GERATIVA OBJETO DIRETO E OBJETO INDIRETO EM UM LIVRO DIDÁTICO: GRAMÁTICA NORMATIVA VS. GRAMÁTICA EXPLICATIVA/GERATIVA Jessé Pantoja SERRÃO (G-UFPA) Antônia Fernanda de Souza NOGUEIRA (UFPA) 120 Resumo Este artigo

Leia mais

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

COMENTÁRIOS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA APLICADA AO CONCURSO DO MAGISTÉRIO ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL BANCA DA FDRH EM 19 DE MAIO DE 2013

COMENTÁRIOS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA APLICADA AO CONCURSO DO MAGISTÉRIO ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL BANCA DA FDRH EM 19 DE MAIO DE 2013 COMENTÁRIOS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA APLICADA AO CONCURSO DO MAGISTÉRIO ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL BANCA DA FDRH EM 19 DE MAIO DE 2013 1 Questão 01 Gramática emprego de preposição, crase e concordância

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 01 04 03 Questão : 01 04 03 A questão 01 do código 02 (01 do código 07-BCT) que corresponde à questão 04 do código 04 (04 do código 08-BCT) e a questão 03 do código 06 (03 do código 09-BCT) teve

Leia mais