UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO SISTEMA DE APOIO GERENCIAL BASEADO EM OLAP APLICADO NA MOSIMANN INFORMÁTICA LTDA. Área de Sistemas de Informação por Charles Eduardo Mafra Ovídio Felippe Pereira da Silva Junior, M.Sc. Orientador Itajaí (SC), junho de 2005

2 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO SISTEMA DE APOIO GERENCIAL BASEADO EM OLAP APLICADO NA MOSIMANN INFORMÁTICA LTDA. Área de Sistemas de Informação por Charles Eduardo Mafra Relatório apresentado à Banca Examinadora do Trabalho de Conclusão do Curso de Ciência da Computação para análise e aprovação. Orientador: Ovídio Felippe Pereira da Silva Junior, M. Sc. Itajaí (SC), junho de 2005 i

3 SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS...iv LISTA DE FIGURAS...v LISTA DE TABELAS...vi RESUMO...vii ABSTRACT...viii 1. INTRODUÇÃO OBJETIVOS Objetivo Geral Objetivos Específicos METODOLOGIA ESTRUTURA DO TRABALHO FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sistemas de Informação Gerencial Sistemas de Apoio à Decisão ESTRUTURAS DOS BANCOS DE DADOS Estrutura Multidimensional Armazéns de Dados Data Mart MODELO MULTIDIMENSIONAL Fatos e Medidas Dimensões A Visualização de um Modelo Multidimensional Agregação Operações Básicas de OLAP OLAP As Muitas Espécies de OLAP Requisitos Funcionais para OLAP MICROSOFT SQL SERVER Decisions Support Services Assistentes do DSS Componentes do DSS PHP Cookies e Sessões Gerando Gráficos e Arquivos PDF no PHP SOLUÇÕES SIMILARES CONSIDERAÇÕES DA FUNDAMENTAÇÃO... 42

4 3. DESENVOLVIMENTO VISÃO GERAL DO SAGBO MÓDULO DE MANUTENÇÃO MÓDULO DE CONSULTAS MODELAGEM MULTIDIMENSIONAL DOS DADOS DO SAGBO Identificando a Tabela Fato Identificando as Dimensões e Medidas IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA SQL SERVER: ENTERPRISE MANAGER SQL SERVER: ANALYSIS MANAGER O SISTEMA SAGBO VERIFICAÇÃO DE ADERÊNCIA DO SISTEMA CONSIDERAÇÕES FINAIS...72 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...74 APÊNDICE 1 DESCRIÇÃO DOS USE CASES...76 iii

5 LISTA DE ABREVIATURAS DOLAP DSS DTS ER HOLAP HTML MOLAP MROLAP OLAP PHP ROLAP SAD SAGBO SGBD SGBDM SGBDR SI SIE SIG SQL TCC UML UNIVALI WOLAP Database OLAP e Desktop OLAP Decisions Support Services Data Transformation Services Entidade-Relacionamento Hybrid OLAP Hypertext Markup Language Multidimensional OLAP Mobile and Remote OLAP On-Line Analytical Processing PHP: Hypertext Preprocessor Relational OLAP Sistema de Apoio à Decisão Sistema de Apoio Gerencial Baseado em OLAP Sistema Gerenciador de Banco de Dados Sistema Gerenciador de Banco de Dados Multidimensional Sistema Gerenciador de Banco de Dados Relacional Sistemas de Informações Sistemas de Informações Executivas Sistemas de Informações Gerenciais Structured Query Language Trabalho de Conclusão de Curso Unified Modeling Language Universidade do Vale do Itajaí Web OLAP

6 LISTA DE FIGURAS Figura 1. Sistema de Apoio Gerencial Baseado em OLAP...3 Figura 2. Modelo de data warehouse...15 Figura 3. Arquitetura bottom-up de data marts...17 Figura 4. Exemplo de modelo multidimensional...20 Figura 5. Estrutura hierárquica das dimensões...22 Figura 6. Visualização de um cubo...23 Figura 7. Exemplo de agregação de dados...24 Figura 8. Exemplo de operação Roll Up...25 Figura 9. Exemplo de operação Drill Down...26 Figura 10. Exemplo de operação Slice fatiamento de um cubo...26 Figura 11. Exemplo de operação Dice...27 Figura 12. Cognos PowerPlay Web Explorer...40 Figura 13. Menu de entrada do Analysis Center Library Figura 14. Visão geral do SAGBO...44 Figura 15. Use Case do módulo de Manutenção...45 Figura 16. Use Case do Módulo de Consultas...47 Figura 17. Identificação da Tabela Fato...50 Figura 18. Modelagem multidimensional do SAGBO...51 Figura 19. Tabelas criadas no Enterprise Manager...53 Figura 20. Tabelas do sistema no formato estrela...54 Figura 21. Assistente DTS do SQL Server...55 Figura 22. Visualização do DTS do SQL Server...55 Figura 23. Tabela Fato do SAGBO...56 Figura 24. Tela inicial do Analysis Manager...57 Figura 25. Configuração da base de dados...58 Figura 26. Criação de dimensão através do Dimension Wizard...58 Figura 27. Definição das hierarquias da dimensão...59 Figura 28. Implementação através do Cube Wizard...60 Figura 29. Processamento do cubo...61 Figura 30. Análise dos dados do cubo...62 Figura 31. Importando os dados para o MS-Excel...63 Figura 32. Selecionando a fonte de dados...63 Figura 33. Tabela dinâmica do MS-Excel...64 Figura 34. Tela inicial do SAGBO...65 Figura 35. Tela de seleção de módulos...66 Figura 36. Tela de consulta multidimensional...67 Figura 37. Visualização dos resultados da consulta...68 Figura 38. Opções pós-consulta...69

7 LISTA DE TABELAS Tabela 1. Tabela resumo da seção Tabela 2. Comparativo entre SIG e SAD...11 Tabela 3. Tabela resumo da seção Tabela 4. Vantagens e desvantagens da implementação bottom-up...18 Tabela 5. Tabela resumo da seção Tabela 6. Diferenças entre tabelas fatos e tabelas dimensão...22 Tabela 7. Tabela resumo da seção Tabela 8. Tabela resumo da seção Tabela 9. Tabela resumo da seção Tabela 10. Estrutura hierárquica do cubo...51 Tabela 11. Tabela de objetivos alcançados...72 Tabela 12. Tabela de descrição da Use Case do Módulo de Manutenção...76 Tabela 13. Tabela de descrição da Use Case do Módulo de Consultas...77

8 RESUMO MAFRA, Charles Eduardo. Sistema de Apoio Gerencial Baseado em OLAP Aplicado na Mosimann Informática Ltda. Itajaí, Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência da Computação) Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar, Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, O presente projeto apresenta um Sistema de Apoio Gerencial Baseado em OLAP, que tem como objetivo construir um sistema de informação gerencial, utilizando tecnologia OLAP e acesso via Web, que auxilie o gerenciamento de uma empresa desenvolvedora de software a partir de informações obtidas através dos dados gerenciais disponíveis na empresa. O sistema utiliza conceitos de sistemas de informação e tecnologia OLAP aplicada em um banco de dados multidimensional, permitindo ao usuário elaborar e executar consultas de uma maneira simples, utilizando-se apenas de um Web browser. O projeto propõe-se a auxiliar a empresa Mosimann Informática Ltda., desenvolvedora de sistemas de gestão empresarial, a criar planos estratégicos de gerenciamento, tanto na gestão interna da empresa quanto para o cliente, utilizando informações geradas através da grande quantidade de dados obtidos diariamente que, muitas vezes, são desperdiçados devido à falta de uma ferramenta adequada para transformá-los em informação. A diferenciação deste projeto em relação a outras soluções de suporte gerencial já existentes, é que ele possui consultas pré-definidas específicas para o ramo do negócio, além de ser adaptado ao porte da empresa, uma vez que a maioria das soluções de suporte gerencial são voltadas a empresas de grande porte. Todo o processo de navegação e recebimento das informações do banco multidimensional é feito via web. Para isso, utiliza-se um banco de dados SQL Server 2000, devido à sua capacidade de construir e manipular os cubos de informações referentes à tecnologia OLAP e as linguagens PHP e HTML como forma de disponibilizar os dados para o usuário em um Web browser. Palavras-chave: OLAP. Multidimensional. Data Mart. Sistema de Informação Gerencial.

9 ABSTRACT This present project introduces a Managerial Support System Based on OLAP, that has as objective to build a managerial information system, using technology OLAP and access via Web, that assists the management of a software company developer from obtained information through the managerial already available data in the company. The system uses information and technology systems concepts OLAP applied in a multidimensional database, allowing to the user elaborate and to execute consultations of a simple way, using just of a Web browser. The project assists the company Mosimann Informática Ltda., a systems managerial administration company developer, to create management strategic plans, so much in the company internal administration how much for the client, using generated information through the great quantity of data obtained daily that, many times, are wasted due to the lack of an adequate tool for transform them in information. The differentiation of this project regarding others solutions of managerial already existing support, is just thats it owns consultations pre-defined specific for the business branch, besides being adapted to the company scale, once most managerial support solutions are directed the large companies. The whole multidimensional database information navigation and receipt process is done via web. For that, it uses a database SQL Server 2000, due to its capacity of building and to manipulate the referring information cubes to the technology OLAP and the languages PHP and HTML as form of making available the data for the user in a Web browser. Keywords: OLAP. Multidimensional. Data Mart. Managerial Information System.

10 1. INTRODUÇÃO Devido ao grande e crescente número de empresas desenvolvedoras de software em todo o mundo, as estratégias para enfrentar a concorrência e a procura por novos negócios tornaram-se fatores essenciais para a sobrevivência de uma empresa neste ramo. Na busca de soluções para enfrentar este desafio, as empresas depararam-se com um recurso primordial: a informação estratégica para tomada de decisão. As empresas perceberam que através da gestão da informação tornam-se competitivas, organizadas e aptas a responder às mudanças exigidas pelo cenário mundial. Para este fim, foram criados os Sistemas de Informação Gerencial. Este TCC (Trabalho de Conclusão do Curso) utiliza conceitos de sistemas de informação no desenvolvimento de um Sistema de Apoio Gerencial Baseado em OLAP, a partir da tecnologia das ferramentas OLAP em um banco de dados multidimensional, permitindo ao usuário elaborar e executar consultas de uma maneira simples, utilizando-se apenas de um web browser. A tecnologia OLAP (On-Line Analytical Processing) permite aos usuários analisarem grandes bancos de dados, objetivando conhecer as informações que possuem. A estruturação da base de dados OLAP é desenhada para retirar dados, particularmente agregados, que sumarizam totais. Assim, utilizando-se de unidades de armazenagem multidimensionais, chamadas de cubos, permitem armazenar dados agregados hierarquicamente, possibilitando ao usuário analisar dados de maneira dimensional. As operações de Drill Down (menos detalhado para mais detalhado), Roll Up (mais detalhado para menos detalhado), Slice (fatiar o cubo) e Dice (mudança de perspectiva) permitem ao usuário navegar pelos dados do cubo conforme a sua necessidade (THOMSEN, 2002). Para uma empresa desenvolvedora de software, obter dados sobre o cliente não é algo difícil, afinal, este tipo de empresa é bombardeada todo o tempo com s, telefonemas, fax, reuniões, etc. Segundo Singh (2001), é possível coletar e processar quantidades massivas de dados em pouquíssimo tempo. Mas uma vez coletados, os dados precisam ser analisados para se determinar a sua relevância. À medida que uma maior quantidade de dados se torna disponível, o processo de extrair informações úteis se torna mais complicado. OLAP supre a capacidade de análise de dados on-line, necessária na solução do grande volume de perguntas utilizadas na tomada de decisão. Sendo assim, o objetivo final de uma

11 ferramenta OLAP é transformar dados em informações capazes de dar suporte a decisões gerenciais de forma amigável e flexível ao usuário e em tempo hábil (THOMSEN, 2002). Este projeto propõe-se a auxiliar a empresa Mosimann Informática Ltda., uma empresa desenvolvedora de sistemas de gestão empresarial, localizada na cidade de Brusque (SC), a criar planos estratégicos de gerenciamento, tanto na gestão interna da empresa quanto para o cliente. Para isso, são utilizadas as informações geradas através da grande quantidade de dados obtidos diariamente que, muitas vezes, são desperdiçados devido à falta de uma ferramenta adequada para transformá-los em informação. Para tal processo, este projeto utiliza técnicas de sistemas de informação apoiadas na tecnologia OLAP, que Singh (2001) especifica da seguinte maneira: O Processamento Analítico On-Line é o próximo passo lógico além das consultas e relatórios e é o próximo estágio evolutivo em direção a uma solução completa de suporte à decisão. As ferramentas OLAP fornecem meios tecnológicos para análise complexa do negócio, possibilitando aos usuários analisar e navegar os dados para detectar tendências, exceções e obter detalhes para entender melhor os altos e baixos das atividades de seu negócio (SINGH, 2001). A grande diferenciação deste projeto em relação a outras soluções de suporte gerencial já existentes, é que ele possui consultas pré-definidas específicas para o ramo do negócio, além de ser adaptado ao porte da empresa, uma vez que a maioria das soluções de suporte gerencial são voltadas à empresas de grande porte. Todo o processo de navegação e recebimento das informações do banco multidimensional faz-se via Web, o que permite que as consultas sejam realizadas em qualquer local que possua um front-end ligado à Internet. Para isso, utiliza-se um banco de dados SQL Server 2000, devido à sua capacidade de construir e manipular os cubos de informações referentes à tecnologia OLAP e as linguagens PHP e HTML como forma de disponibilizar os dados para o usuário em um Web browser. O ZIM é um ambiente de desenvolvimento de sistemas, utilizado na empresa Mosimann Informática Ltda., que possui um robusto banco de dados e uma eficiente linguagem de programação. Baseado na arquitetura relacional, o ZIM é completamente compatível com a linguagem SQL, o que possibilita que os dados cadastrados no seu banco de dados possam ser exportados para a utilização no SQL Server Assim, possibilita-se ter um acesso completo ao banco de dados via Web, através da linguagem PHP, tanto para consultas, como para cadastro de informações, a partir de uma aplicação Web. 2

12 O PHP é uma linguagem que roda no servidor, não causando demora no processamento das páginas e permitindo que sejam desenvolvidos sistemas Web altamente complexos, porém de acesso fácil e rápido para seus usuários, como define Soares (2000): PHP é uma combinação de linguagem de programação e servidor de aplicações. Você pode programar em PHP como em qualquer linguagem, definindo variáveis, criando funções, fazendo loops, enfim, tudo que é necessário no mundo da programação. Mas o que realmente difere PHP das outras linguagens de programação é a sua capacidade de interagir com o mundo Web, transformando páginas estáticas em verdadeiras fontes de informação (SOARES, 2000). A Figura 1, mostra a estrutura básica de funcionamento do projeto. Figura 1. Sistema de Apoio Gerencial Baseado em OLAP Como demonstrado na Figura 1, o sistema proposto utiliza-se dos dados já cadastrados no Módulo de Atendimentos do Sistema Mosimax, utilizado pela empresa Mosimann Informática Ltda., para alimentar o banco de dados multidimensional, que possui informações históricas sobre clientes, soluções, funcionários, além de outras informações que são obtidas através da análise dos dados cadastrados no sistema. Realizando consultas periódicas a este banco, o usuário (gestor) tem 3

13 acesso à gráficos e relatórios que trazem importantes informações sobre as principais necessidades de decisões de sua empresa. Assim, possibilita-se determinar quais os produtos apresentam mais problemas, os clientes que se mostram mais insatisfeitos com determinado módulo de um sistema, os funcionários mais requisitados, clientes com o maior número de ocorrências rejeitadas, quais programas envolvem maiores gastos com correções, quais clientes necessitam de um plano de atenção urgente ou necessitam de um treinamento específico. A consulta pode ser realizada de qualquer lugar através de um front end, desde que o usuário tenha disponibilidade de um browser e conexão via Internet, pois o sistema está disponível em um Servidor para Internet Apache, capaz de disponibilizar os dados ao usuário através das linguagens SQL, HTML e PHP. A execução deste projeto também se justifica em nível de Trabalho de Conclusão de Curso de Ciência da Computação, devido ao uso dos conceitos, teorias, tecnologias integradas e pesquisas relevantes a essa área e que estão relacionadas a seguir: Aplicação dos conceitos de Sistemas de Informações Gerenciais e tecnologias de Bancos de Dados; Pesquisa/desenvolvimento e aplicação da tecnologia OLAP para Web; Utilização das linguagens ZIM, SQL, PHP e HTML de maneira integrada, acessando um SGBD com suporte a OLAP e Desenvolvimento de sistema de informação de suporte a decisão que propicie aos usuários mecanismos de elaboração e execução de consultas gerenciais OBJETIVOS Objetivo Geral O objetivo geral deste projeto é construir um sistema de informação gerencial, utilizando tecnologia OLAP e acesso via Web, que auxilie o gerenciamento de uma empresa desenvolvedora de software a partir de informações obtidas através dos dados gerenciais já disponíveis na empresa Objetivos Específicos Os objetivos específicos deste projeto de pesquisa são: Pesquisar e analisar soluções similares; 4

14 Pesquisar e identificar os conceitos e tecnologias necessárias à implementação do sistema; Pesquisar e compreender a metodologia de implementação de uma solução OLAP; Apresentar um modelo funcional e de dados do sistema; Implementar o sistema e Testar e verificar a aderência do sistema METODOLOGIA A realização deste projeto de pesquisa divide-se em cinco etapas: (1) estudo, (2) modelagem, (3) desenvolvimento, (4) verificação de aderência e (5) documentação. As etapas 1 e 2 realizam-se no TCC I, enquanto as etapas 3, 4 e 5 no TCC II. Na primeira etapa para a realização deste projeto inicia-se a pesquisa e análise das soluções similares. No primeiro passo, verifica-se que tipos de soluções podem ser consideradas similares ao projeto proposto. Para isso, são consultados livros de sistemas de informação, sites e revistas eletrônicas que apresentam soluções com objetivos similares. Os sistemas considerados similares são analisados quanto à capacidade de análise, complexidade e modo de exibição dos dados. No passo seguinte identifica-se os requisitos exigidos pelo sistema. Nessa etapa, são pesquisados livros na área de sistemas de informação, com o objetivo de identificar quais as características que uma solução deve apresentar para ser considerada como suporte a OLAP. As características obtidas são adicionadas ao modelo do sistema. No terceiro passo pesquisa-se os conceitos e tecnologias necessárias para o desenvolvimento do sistema. Essa etapa envolve a consulta a muitos livros, sites e revistas eletrônicas para a obter o conhecimento de quais as ferramentas ideais para a implementação do projeto. No passo seguinte, pesquisa e compreensão da metodologia de implementação de uma solução OLAP, necessita-se mais tempo de pesquisa e estudo, sendo necessário compreender as várias arquiteturas de implementação da tecnologia OLAP, o conceito de modelagem multidimensional e o funcionamento das operações OLAP. O estudo baseia-se em livros e revistas eletrônicas. 5

15 No último passo da primeira etapa do TCC I, estuda-se e aprende-se das ferramentas computacionais necessárias à implementação do sistema. Nesta etapa, as ferramentas são estudadas e testadas quanto às suas funções no desenvolvimento do sistema. O estudo das ferramentas baseiase em livros, manuais e sites relacionados. Na segunda etapa, modelagem, utiliza-se os conceitos da notação UML (Unified Modeling Language) para a modelagem funcional do sistema. A modelagem dos dados realiza-se através do modelo multidimensional, que não envolve o conhecido modelo de diagramação ER. Na terceira etapa, desenvolvimento, inicia-se o TCC II e aplicam-se os conceitos e estudos obtidos na etapa 1 para a implementação do modelo. O processo inicia-se com a configuração de um servidor Apache com suporte a PHP na máquina em que os dados são guardados. Em seguida, realizam-se testes e criam-se pequenos programas para a verificação da compatibilidade entre Apache e PHP. No passo seguinte realiza-se a instalação do SQL Server 2000 e configura-se o MS-Office para permitir o acesso aos dados do Analysis Services do SQL Server Após verificada a compatibilidade, inicia-se a criação de tabelas no Enterprise Manager do SQL Server 2000 e os testes iniciais com a ferramenta DTS, para a importação dos dados. Com as tabelas criadas e carregadas, no terceiro passo implementa-se o modelo multidimensional dentro do Analysis Manager do SQL Server Assim como, a navegação dos dados dentro do Browse Data do Analysis Manager e a exportação dos dados do cubo para o MS- Excel. O último passo do desenvolvimento volta-se para a construção de todo o código-fonte PHP e HTML do sistema. Para isso, instalam-se e testam-se bibliotecas para permitir gerar os gráficos e relatórios do sistema. Na quarta etapa, verificação, testa-se a aderência do sistema. A mesma constituiu-se pela realização de testes aleatórios sobre todas as funções do sistema, buscando encontrar falhas de programação ou necessidades não atendidas. Todas as consultas pré-definidas e multidimensionais, obtidas através da linguagem PHP, são testadas e comparadas com os resultados obtidos no Analysis Manager do SQL Server. 6

16 Na última etapa, documentação, relata-se no documento do TCC II todos os métodos e passos seguidos para a estudo, modelagem e implementação do sistema. Também se redige um artigo-científico sobre este projeto de pesquisa ESTRUTURA DO TRABALHO O TCC divide-se em cinco capítulos: Introdução, Fundamentação Teórica, Projeto, Implementação e Considerações Finais. Na Introdução apresenta-se uma descrição do contexto, motivação e justificativa do projeto, os objetivos gerais e específicos, a metodologia e a estrutura do trabalho. Na Fundamentação Teórica descrevem-se todos os conceitos necessários para a realização do projeto. Neste capítulo, também citam-se as principais características que o projeto deve apresentar. No Desenvolvimento especifica-se a modelagem do sistema, através da análise funcional e de dados envolvidos no projeto. Apresenta-se também a metodologia para a realização do TCC II. Ainda neste capítulo, apresenta-se a Implementação do Sistema, onde descreve-se como obteve-se a conclusão do projeto, em que parte do sistema utiliza-se cada ferramenta e como apresenta-se o sistema ao usuário. No último capítulo, Considerações Finais, apresentam-se alguns tópicos relativos ao desenvolvimento do sistema, como os objetivos alcançados, a importância do projeto e sugestões de melhorias para projetos futuros. [FIM DE SEÇÃO. Não remova esta quebra de seção 7

17 2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Na fundamentação teórica deste projeto busca-se esclarecer os conceitos, requisitos e tecnologias necessárias para o desenvolvimento do SAGBO. Para isso, abordam-se como temas principais da fundamentação os assuntos: Sistemas de Informação, Estruturas dos Bancos de Dados, Modelo Multidimensional, OLAP, Microsoft SQL Server, PHP e Soluções Similares. Os temas escolhidos são fundamentais para o desenvolvimento do sistema e analisou-se com base nas suas aplicações para o SAGBO. No primeiro tema, Sistemas de Informação, apresentam-se os conceitos necessários para o entendimento do conceito de sistemas de informação. Também abordam-se, os conceitos e características dos sistemas de informação gerencial e sistemas de apoio à decisão, incluindo uma tabela comparativa das características desses dois sistemas. No segundo tema, Estruturas dos Bancos de Dados, relatam-se os conceitos de bancos relacionais e multidimensionais, enfatizando a estrutura multidimensional que utiliza-se no desenvolvimento deste projeto. Nesta seção, abordam-se também os conceitos de data warehouse e data mart e a importância desses conceitos para o projeto. No terceiro tema, Modelo Multidimensional, apresentam-se os passos necessários para a modelagem dos dados de um banco multidimensional. Na seção incluem-se os conceitos de cubos, hipercubos, fatos, medidas, dimensões, agregações e suas respectivas importâncias para o sistema. Também mostram-se as quatro operações básicas necessárias em um modelo multidimensional. No quarto tema, OLAP, conceitua-se o termo OLAP, mostrando quando uma solução pode ser considerada OLAP, quais os tipos de tecnologia OLAP existentes e os requisitos funcionais de uma solução OLAP. No quinto tema, Microsoft SQL Server, mostram-se as vantagens deste gerenciador de banco de dados na implementação de bancos multidimensionais e apresenta-se a ferramenta DSS, um assistente para a implementação de data warehouse e data marts. No sexto tema, PHP, relatam-se as vantagens da utilização desta linguagem para alcançar os objetivos do projeto, descrevendo-se os mecanismos auxiliares para a exibição dos dados ao usuário final.

18 No sétimo tema, Soluções Similares, apresenta-se um resumo das principais funções encontradas nos sistemas considerados similares os SAGBO. Ao final da fundamentação teórica, adiciona-se a seção Considerações da Fundamentação, onde descreve-se a importância de cada tema da fundamentação teórica para o entendimento e capacidade de conclusão do projeto SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Nesta seção da fundamentação teórica abordam-se os conceitos necessários para classificar o SAGBO como um sistema de informação e identificar as informações possíveis de serem obtidas com esse sistema. Na Tabela 1 mostra-se um resumo desta seção: Tabela 1. Tabela resumo da seção 2.1 Tópico Sistemas de Informação Sistemas de Informação Gerencial Sistemas de Apoio à Decisão Abordagem São apresentados os conceitos de dado, informação e conhecimento, que são necessários para o entendimento da importância de um Sistema de Informação. Aborda-se o conceito e as principais características de um Sistema de Informação Gerencial e o público alvo para este tipo de aplicação. Apresenta-se o conceito e as principais características de um Sistema de Apoio à Decisão e o público alvo para este tipo de aplicação. Ao final da seção, mostra-se uma tabela comparativa entre as características dos Sistemas de Informação Gerencial e de Apoio à Decisão. Um sistema de informação consiste em uma soma estruturada de elementos. Mosimann, Alves e Fisch (1993) conceituam sistemas de informação como uma rede de informações cujos fluxos alimentam o processo de tomada de decisões, não apenas da empresa como um todo, mas, também, de cada área de responsabilidade. Para um melhor entendimento de um sistema de informação, torna-se imprescindível a distinção entre dado, informação e conhecimento. Oliveira (1992) afirma que dado é qualquer elemento identificado em sua forma bruta que por si só não conduz a uma compreensão de determinado fato ou situação. Segundo Beuren (1998), a partir do dado transformado, o executivo pode ter consigo um elemento de ação. Para ela, a informação é o dado trabalhado que permite ao executivo tomar decisões. 9

19 Almeida (1999) cita que conhecimento é a combinação de instintos, idéias, regras e procedimento que guiam ações e decisões. Segundo ele, os dados são formatados, filtrados e manipulados para criar a informação. A conversão de dados em informação é baseada em conhecimento acumulado sobre como formatar, filtrar e manipular dados para serem úteis em uma situação. O mecanismo encontrado para realizar um gerenciamento eficiente dessas informações é o sistema de informação. O primeiro sistema que aborda-se neste projeto é o de informação gerencial Sistemas de Informação Gerencial Um sistema de informação gerencial é descrito por McLeod (1993) como um sistema baseado em computador que faz avaliações das informações para usuários com necessidades similares. Afirma ainda, o autor, que, as informações são utilizadas por administradores e nãoadministradores para tomadas de decisão e para resolver problemas. Um sistema de informação gerencial (SIG) é um agrupamento organizado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos usados para oferecer informações de rotina aos administradores e tomadores de decisões (STAIR, 1998). Furlan, Ivo e Amaral (1994), identificam como principais características do SIG: Foco na informação direcionada a gerentes de nível médio; Fluxo de informações estruturado; Integração dos sistemas por área funcional e Geração de relatórios e consultas, normalmente com uso de um banco de dados. Para Stair (1998), como o foco é a saída das informações para o gerente, a geração dos relatórios em vez de mostrar as transações ocorridas, passa a apontar, por meio de resumos e filtragens, indicadores-chaves para o monitoramento e análise das informações. Dessa forma, entende-se que o sistema de informações gerenciais proporciona ao gestor condições de controlar as diversas rotinas administrativas e é fonte orientadora para o processo decisório. Por sua vez, o SIG, conforme Furlan, Ivo e Amaral (1994), tem como público-alvo os níveis gerenciais da empresa, e oferece informações sumarizadas, contemplando o comportamento dos negócios nos períodos passados através de totalizações e consolidando as operações realizadas. Além do SIG, descreve-se também o sistema de apoio à decisão. 10

20 Sistemas de Apoio à Decisão O Sistema de Apoio à Decisão (SAD) é conceituado por Stair (1998) como um grupo organizado de pessoas, procedimentos, banco de dados, e dispositivos usados para dar apoio à tomada de decisões referentes a problemas específicos. Para Sprague (1991), o SAD caracteriza-se como um sistema computacional interativo que ajuda os responsáveis pela tomada de decisões a utilizar dados e modelos para resolver problemas não estruturados. STAIR (1998) corrobora esta idéia e acrescenta que o foco de um SAD está na eficácia da tomada de decisões em face de problemas comerciais não estruturados ou semi-estruturados. Para O Brien (2001), os sistemas de apoio à decisão são projetados para serem sistemas ad hoc de resposta rápida que são iniciados e controlados por usuários finais da administração. São capazes, portanto, de apoiar diretamente os tipos específicos de decisões e os estilos e necessidades pessoais de tomada de decisão de cada gerente. SAD. A Tabela 2 mostra um comparativo entre as informações geradas por um SIG e um por um Tabela 2. Comparativo entre SIG e SAD Apoio à decisão fornecido Forma e freqüência das informações Sistemas de Informação Gerencial Fornecem informações sobre o desempenho da organização Periódicas, de exceção, por demanda e relatórios e respostas em pilha Sistemas de Apoio à Decisão Fornecem informações e técnicas de apoio à decisão para analisar problemas ou oportunidades específicos Consultas e respostas interativas Formato das informações Formato pré-especificado, fixo Formato ad hoc, flexível e adaptável Metodologia de processamento das informações Fonte: Adaptado de O Brien (2001) Informações produzidas por extração e manipulação de dados dos negócios Informações produzidas por modelagem analítica de dados dos negócios 11

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br Data Warehousing Leonardo da Silva Leandro Agenda Conceito Elementos básicos de um DW Arquitetura do DW Top-Down Bottom-Up Distribuído Modelo de Dados Estrela Snowflake Aplicação Conceito Em português:

Leia mais

Chapter 3. Análise de Negócios e Visualização de Dados

Chapter 3. Análise de Negócios e Visualização de Dados Chapter 3 Análise de Negócios e Visualização de Dados Objetivos de Aprendizado Descrever a análise de negócios (BA) e sua importância par as organizações Listar e descrever brevemente os principais métodos

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Data Warehouse - Conceitos Hoje em dia uma organização precisa utilizar toda informação disponível para criar e manter vantagem competitiva. Sai na

Leia mais

Banco de Dados - Senado

Banco de Dados - Senado Banco de Dados - Senado Exercícios OLAP - CESPE Material preparado: Prof. Marcio Vitorino OLAP Material preparado: Prof. Marcio Vitorino Soluções MOLAP promovem maior independência de fornecedores de SGBDs

Leia mais

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE Engenharia de Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto OLPT x OLAP Roteiro OLTP Datawarehouse OLAP Operações OLAP Exemplo com Mondrian e Jpivot

Leia mais

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence É um conjunto de conceitos e metodologias que, fazem uso de acontecimentos e sistemas e apoiam a tomada de decisões. Utilização de várias fontes de informação para se definir estratégias de competividade

Leia mais

Data Warehouse Processos e Arquitetura

Data Warehouse Processos e Arquitetura Data Warehouse - definições: Coleção de dados orientada a assunto, integrada, não volátil e variável em relação ao tempo, que tem por objetivo dar apoio aos processos de tomada de decisão (Inmon, 1997)

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Introdução

DATA WAREHOUSE. Introdução DATA WAREHOUSE Introdução O grande crescimento do ambiente de negócios, médias e grandes empresas armazenam também um alto volume de informações, onde que juntamente com a tecnologia da informação, a correta

Leia mais

Data Warehouses Uma Introdução

Data Warehouses Uma Introdução Data Warehouses Uma Introdução Alex dos Santos Vieira, Renaldy Pereira Sousa, Ronaldo Ribeiro Goldschmidt 1. Motivação e Conceitos Básicos Com o advento da globalização, a competitividade entre as empresas

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Lembrando... Aula 4 1 Lembrando... Aula 4 Sistemas de apoio

Leia mais

Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas

Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas Material de Apoio de Informática - Prof(a) Ana Lucia 53. Uma rede de microcomputadores acessa os recursos da Internet e utiliza o endereço IP 138.159.0.0/16,

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago

DATA WAREHOUSE. Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago DATA WAREHOUSE Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago Roteiro Introdução Aplicações Arquitetura Características Desenvolvimento Estudo de Caso Conclusão Introdução O conceito de "data warehousing" data

Leia mais

Modelo de dados do Data Warehouse

Modelo de dados do Data Warehouse Modelo de dados do Data Warehouse Ricardo Andreatto O modelo de dados tem um papel fundamental para o desenvolvimento interativo do data warehouse. Quando os esforços de desenvolvimentos são baseados em

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento de Dados

Módulo 4: Gerenciamento de Dados Módulo 4: Gerenciamento de Dados 1 1. CONCEITOS Os dados são um recurso organizacional decisivo que precisa ser administrado como outros importantes ativos das empresas. A maioria das organizações não

Leia mais

Tecnologia Aplicada à Gestão

Tecnologia Aplicada à Gestão Tecnologia Aplicada à Gestão Parte 4 Aula 11 Fundamentos de SI Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br Introdução O que são e para que servem os Sistemas de Suporte Gerencial? Como

Leia mais

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.1 Armazenamento... 5 4.2 Modelagem... 6 4.3 Metadado... 6 4.4

Leia mais

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence Juntamente com o desenvolvimento desses aplicativos surgiram os problemas: & Data Warehouse July Any Rizzo Oswaldo Filho Década de 70: alguns produtos de BI Intensa e exaustiva programação Informação em

Leia mais

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Agenda Introdução Contexto corporativo Agenda Introdução Contexto corporativo Introdução O conceito de Data Warehouse surgiu da necessidade de integrar dados corporativos

Leia mais

Data Warehousing Visão Geral do Processo

Data Warehousing Visão Geral do Processo Data Warehousing Visão Geral do Processo Organizações continuamente coletam dados, informações e conhecimento em níveis cada vez maiores,, e os armazenam em sistemas informatizados O número de usuários

Leia mais

Tópicos Avançados Business Intelligence. Banco de Dados Prof. Otacílio José Pereira. Unidade 10 Tópicos Avançados Business Inteligence.

Tópicos Avançados Business Intelligence. Banco de Dados Prof. Otacílio José Pereira. Unidade 10 Tópicos Avançados Business Inteligence. Tópicos Avançados Business Intelligence Banco de Dados Prof. Otacílio José Pereira Unidade 10 Tópicos Avançados Business Inteligence Roteiro Introdução Níveis organizacionais na empresa Visão Geral das

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios-

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, HUMANAS E SOCIAIS BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- Curso: Administração Hab. Sistemas de Informações Disciplina: Gestão de Tecnologia

Leia mais

Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel

Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel Carlos Alberto Ferreira Bispo (AFA) cafbispo@siteplanet.com.br Daniela Gibertoni (FATECTQ) daniela@fatectq.com.br

Leia mais

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso 5 Estudo de Caso De modo a ilustrar a estruturação e representação de conteúdos educacionais segundo a proposta apresentada nesta tese, neste capítulo apresentamos um estudo de caso que apresenta, para

Leia mais

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Janeiro de 2011 p2 Usuários comerciais e organizações precisam

Leia mais

Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS

Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS Sumário Conceitos/Autores chave... 3 1. Introdução... 5 2. OLAP... 6 3. Operações em OLAP... 8 4. Arquiteturas em OLAP...

Leia mais

Identificar as mudanças que acontecem na forma e no uso de apoio à decisão em empreendimentos de e-business. Identificar o papel e alternativas de

Identificar as mudanças que acontecem na forma e no uso de apoio à decisão em empreendimentos de e-business. Identificar o papel e alternativas de 1 Identificar as mudanças que acontecem na forma e no uso de apoio à decisão em empreendimentos de e-business. Identificar o papel e alternativas de relatórios dos sistemas de informação gerencial. Descrever

Leia mais

Banco de Dados. Introdução. João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai. jef@ime.usp.br DCC-IME-USP

Banco de Dados. Introdução. João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai. jef@ime.usp.br DCC-IME-USP Banco de Dados Introdução João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai jef@ime.usp.br DCC-IME-USP Importância dos Bancos de Dados A competitividade das empresas depende de dados precisos e atualizados. Conforme

Leia mais

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI),

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), BUSINESS INTELLIGENCE (BI) O termo Business Intelligence (BI), popularizado por Howard Dresner do Gartner Group, é utilizado para definir sistemas orientados

Leia mais

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET AULA 06 ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET JAMES A. O BRIEN MÓDULO 01 Páginas 278 à 285 1 AULA 06 APOIO ÀS DECISÕES DE E BUSINESS 2 E business e Apoio

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado)

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) SISTEMA INTERNO INTEGRADO PARA CONTROLE DE TAREFAS INTERNAS DE UMA EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS. Prof. Msc. Hélio Esperidião

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS. Prof. Msc. Hélio Esperidião INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS Prof. Msc. Hélio Esperidião BANCO DE DADOS Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações relacionadas a um determinado

Leia mais

Plataforma de Business Intelligence

Plataforma de Business Intelligence Plataforma de Business Intelligence ASTEN TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A Asten é uma empresa do ramo da tecnologia da informação (TI) que tem seu foco na busca por soluções inovadoras. Nosso slogan criando

Leia mais

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados slide 1 1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Como um banco de dados

Leia mais

CAPÍTULO 5. Introdução ao Gerenciamento de Bancos de Dados.

CAPÍTULO 5. Introdução ao Gerenciamento de Bancos de Dados. CAPÍTULO 5. Introdução ao Gerenciamento de Bancos de Dados. VISÃO GERAL DO CAPÍTULO O objetivo do capítulo é enfatizar o gerenciamento dos recursos de dados de organizações que utilizam computadores. O

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Ementa Introdução a Banco de Dados (Conceito, propriedades), Arquivos de dados x Bancos de dados, Profissionais de Banco de dados,

Leia mais

Data Warehouses. Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos

Data Warehouses. Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos Data Warehouses Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos Conceitos Básicos Data Warehouse(DW) Banco de Dados voltado para

Leia mais

Uma aplicação de Data Warehouse para apoiar negócios

Uma aplicação de Data Warehouse para apoiar negócios Uma aplicação de Data Warehouse para apoiar negócios André Vinicius Gouvêa Monteiro Marcos Paulo Oliveira Pinto Rosa Maria E. Moreira da Costa Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ IME - Dept

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI Noções de sistemas de informação Turma: 01º semestre Prof. Esp. Marcos Morais

Leia mais

Business Intelligence e ferramentas de suporte

Business Intelligence e ferramentas de suporte O modelo apresentado na figura procura enfatizar dois aspectos: o primeiro é sobre os aplicativos que cobrem os sistemas que são executados baseados no conhecimento do negócio; sendo assim, o SCM faz o

Leia mais

Sistemas de Informação para Apoio à Decisão Gerencial

Sistemas de Informação para Apoio à Decisão Gerencial Sistemas de Informação para Apoio à Decisão Gerencial Sistemas de Apoio à decisão (DSS) Os sistemas de apoio à decisão (Decision Support System, ou DSS) são uma das principais categorias de sistemas de

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS 7 ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS OBJETIVOS Por que as empresas sentem dificuldades para descobrir que tipo de informação precisam ter em seus sistemas de informação ão? Como um sistema de gerenciamento

Leia mais

OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas

OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas INSTITUTO VIANNA JÚNIOR FACULDADES INTEGRADAS VIANNA JÚNIOR OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas Erika Maria Teixeira Araújo 1 Mônica de Lourdes Souza Batista 2 Teresinha Moreira de Magalhães

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais (SIG)

Sistemas de Informação Gerenciais (SIG) Faculdade de Engenharia - Campus de Guaratinguetá Sistemas de Informação Gerenciais (SIG) Prof. José Roberto Dale Luche Unesp Um SISTEMA DE INFORMAÇÃO é um conjunto de componentes inter-relacionados, desenvolvidos

Leia mais

SAD orientado a DADOS

SAD orientado a DADOS Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry SAD orientado a DADOS DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão SAD orientado a dados Utilizam grandes repositórios

Leia mais

Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse

Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse Alcione Benacchio (UFPR) E mail: alcione@inf.ufpr.br Maria Salete Marcon Gomes Vaz (UEPG, UFPR) E mail: salete@uepg.br Resumo: O ambiente de

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE IV: Fundamentos da Inteligência de Negócios: Gestão da Informação e de Banco de Dados Um banco de dados é um conjunto de arquivos relacionados

Leia mais

04/08/2012 MODELAGEM DE DADOS. PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS. Aula 1. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc.

04/08/2012 MODELAGEM DE DADOS. PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS. Aula 1. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. MODELAGEM DE DADOS PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS Aula 1 Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. @ribeirord 1 Objetivos: Apresenta a diferença entre dado e informação e a importância

Leia mais

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr.

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. 15 Aula 15 Tópicos Especiais I Sistemas de Informação Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. Site Disciplina: http://fundti.blogspot.com.br/ Conceitos básicos sobre Sistemas de Informação Conceitos sobre Sistemas

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP.

DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP. DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP. Eduardo Cristovo de Freitas Aguiar (PIBIC/CNPq), André Luís Andrade

Leia mais

Capítulo 5. 5.1 Laudon, Cap. 5

Capítulo 5. 5.1 Laudon, Cap. 5 Capítulo 5 Fundamentos da Inteligência de Negócios: Gerenciamento da Informação e de Bancos de Dados 5.1 Laudon, Cap. 5 OBJETIVOS DE ESTUDO Descrever como um banco de dados relacional organiza os dados

Leia mais

Aula 03 CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Aula 03 CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Aula 03 CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Na prática, não existe uma classificação rígida, permitindo aos autores e principalmente as empresas classificar seus sistemas de diversas maneiras. A ênfase

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo CBSI Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação BI Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Faculdade de Computação Instituto

Leia mais

Introdução. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos

Introdução. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos Conceitos Básicos Introdução Banco de Dados I Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Departamento de Computação DECOM Dados

Leia mais

Arquiteturas de DW e Abordagens de Implementação. Arquiteturas e Abordagens de Implementação

Arquiteturas de DW e Abordagens de Implementação. Arquiteturas e Abordagens de Implementação Curso de Dwing TecBD-DI PUC-Rio Prof. Rubens Melo Arquiteturas de DW e Abordagens de Implementação Arquiteturas e Abordagens de Implementação Arquitetura adequada é fundamental Infra-estrutura disponível

Leia mais

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento Inteligência Empresarial Prof. Luiz A. Nascimento BI Pode-se traduzir informalmente Business Intelligence como o uso de sistemas inteligentes em negócios. É uma forma de agregar a inteligência humana à

Leia mais

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação O Business Analytics for Microsoft Business Solutions Navision ajuda-o a ter maior controlo do seu negócio, tomar rapidamente melhores decisões e equipar os seus funcionários para que estes possam contribuir

Leia mais

Aplicação A. Aplicação B. Aplicação C. Aplicação D. Aplicação E. Aplicação F. Aplicação A REL 1 REL 2. Aplicação B REL 3.

Aplicação A. Aplicação B. Aplicação C. Aplicação D. Aplicação E. Aplicação F. Aplicação A REL 1 REL 2. Aplicação B REL 3. Sumário Data Warehouse Modelagem Multidimensional. Data Mining BI - Business Inteligence. 1 2 Introdução Aplicações do negócio: constituem as aplicações que dão suporte ao dia a dia do negócio da empresa,

Leia mais

1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE)

1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) 1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) Segundo Tonsig (2003), para conseguir desenvolver um software capaz de satisfazer as necessidades de seus usuários, com qualidade, por intermédio de uma arquitetura sólida

Leia mais

Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação

Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação Mikael de Souza Fernandes 1, Gustavo Zanini Kantorski 12 mikael@cpd.ufsm.br, gustavoz@cpd.ufsm.br 1 Curso de Sistemas de Informação, Universidade

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Dimensões de análise dos SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução n Os sistemas de informação são combinações das formas de trabalho, informações, pessoas

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PRODUTO. Mais que um software, o método mais eficaz para conciliar.

APRESENTAÇÃO DO PRODUTO. Mais que um software, o método mais eficaz para conciliar. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Mais que um software, o método mais eficaz para conciliar. Com Conciliac é possível conciliar automaticamente qualquer tipo de transação; Bancos, Cartões de Crédito e Débito, Contas

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS Capítulo 7 ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS 7.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Por que as empresas sentem dificuldades para descobrir que tipo de informação precisam ter em seus sistemas de informação?

Leia mais

Para construção dos modelos físicos, será estudado o modelo Relacional como originalmente proposto por Codd.

Para construção dos modelos físicos, será estudado o modelo Relacional como originalmente proposto por Codd. Apresentação Este curso tem como objetivo, oferecer uma noção geral sobre a construção de sistemas de banco de dados. Para isto, é necessário estudar modelos para a construção de projetos lógicos de bancos

Leia mais

Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados.

Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados. Histórico Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados. Sistemas Integrados: racionalização de processos, manutenção dos

Leia mais

Roteiro 2 Conceitos Gerais

Roteiro 2 Conceitos Gerais Roteiro 2 Conceitos Gerais Objetivos: UC Projeto de Banco de Dados Explorar conceitos gerais de bancos de dados; o Arquitetura de bancos de dados: esquemas, categorias de modelos de dados, linguagens e

Leia mais

Sistema de Bancos de Dados. Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados

Sistema de Bancos de Dados. Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados Sistema de Bancos de Dados Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados # Definições # Motivação # Arquitetura Típica # Vantagens # Desvantagens # Evolução # Classes de Usuários 1 Nível 1 Dados

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

Conceitos de Banco de Dados

Conceitos de Banco de Dados Conceitos de Banco de Dados Autor: Luiz Antonio Junior 1 INTRODUÇÃO Objetivos Introduzir conceitos básicos de Modelo de dados Introduzir conceitos básicos de Banco de dados Capacitar o aluno a construir

Leia mais

15 Conceitos de Bancos de Dados com o LibreOffice Base

15 Conceitos de Bancos de Dados com o LibreOffice Base Introdução a Informática - 1º semestre AULA 14 Prof. André Moraes Objetivos desta aula: Explorar as propriedades na criação de bancos de dados no LibreOffice Base; Criar e explorar tabelas; Criar e explorar

Leia mais

PowerPivot FÁBIO ÁVILA / THIAGO CARVALHO

PowerPivot FÁBIO ÁVILA / THIAGO CARVALHO PowerPivot FÁBIO ÁVILA / THIAGO CARVALHO Definição 2 O PowerPivot é um suplemento do Microsoft Excel que permite importar milhões de linhas de dados de várias fontes para uma única pasta de trabalho do

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE ATIVIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DATA WAREHOUSE

CONSIDERAÇÕES SOBRE ATIVIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DATA WAREHOUSE CONSIDERAÇÕES SOBRE ATIVIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DATA WAREHOUSE Fabio Favaretto Professor adjunto - Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção

Leia mais

Thiago Locatelli de OLIVEIRA, Thaynara de Assis Machado de JESUS; Fernando José BRAZ Bolsistas CNPq; Orientador IFC Campus Araquari

Thiago Locatelli de OLIVEIRA, Thaynara de Assis Machado de JESUS; Fernando José BRAZ Bolsistas CNPq; Orientador IFC Campus Araquari DESENVOLVIMENTO DE AMBIENTE PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO RELACIONADO AOS DADOS PRODUZIDOS PELO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE TRANSITO DA CIDADE DE JOINVILLE/SC PARTE I Thiago Locatelli de OLIVEIRA, Thaynara

Leia mais

O Que é Data Warehouse

O Que é Data Warehouse O Que é Data Warehouse Escrito por Carlos Alberto Sowek Buscando dar uma melhor visão sobre uma proposta de arquitetura de um Data Warehouse para a Celepar, bem como para os clientes da Celepar, sentimos

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA

IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA Bruno Nascimento de Ávila 1 Rodrigo Vitorino Moravia 2 Maria Renata Furtado 3 Viviane Rodrigues Silva 4 RESUMO A tecnologia de Business Intelligenge (BI) ou Inteligência de

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA DESTAQUES A infraestrutura do RSA Security Analytics Arquitetura modular para coleta distribuída Baseada em metadados para indexação, armazenamento

Leia mais

No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o

No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o DATABASE MARKETING No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o empresário obter sucesso em seu negócio é

Leia mais

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI)

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI) Uma estrutura conceitural para suporteà decisão que combina arquitetura, bancos de dados (ou data warehouse), ferramentas analíticas e aplicações Principais objetivos: Permitir o acesso interativo aos

Leia mais

Como melhorar a tomada de decisão. slide 1

Como melhorar a tomada de decisão. slide 1 Como melhorar a tomada de decisão slide 1 P&G vai do papel ao pixel em busca da gestão do conhecimento Problema: grande volume de documentos em papel atrasavam a pesquisa e o desenvolvimento. Solução:

Leia mais

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado DW OLAP BI Ilka Kawashita Material preparado :Prof. Marcio Vitorino Sumário OLAP Data Warehouse (DW/ETL) Modelagem Multidimensional Data Mining BI - Business

Leia mais

Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Sistema Gerenciador de Banco de Dados

Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Sistema Gerenciador de Banco de Dados Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) é constituído por um conjunto de dados associados a um conjunto de programas para acesso a esses

Leia mais

Kimball University: As 10 Regras Essenciais para a Modelagem de Dados Dimensional

Kimball University: As 10 Regras Essenciais para a Modelagem de Dados Dimensional Kimball University: As 10 Regras Essenciais para a Modelagem de Dados Dimensional Margy Ross Presidente Kimball Group Maio de 2009, Intelligent Enterprise.com Tradução livre para a língua portuguesa por

Leia mais

Integração Access-Excel para produzir um sistema de apoio a decisão que simula um Data Warehouse e OLAP

Integração Access-Excel para produzir um sistema de apoio a decisão que simula um Data Warehouse e OLAP Integração Access-Excel para produzir um sistema de apoio a decisão que simula um Data Warehouse e OLAP Wílson Luiz Vinci (Faculdades IPEP) wilson@cnptia.embrapa.br Marcelo Gonçalves Narciso (Embrapa Informática

Leia mais

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES [Observação: O template a seguir é utilizado como roteiro para projeto de sistemas orientado

Leia mais

MSc. Daniele Carvalho Oliveira

MSc. Daniele Carvalho Oliveira MSc. Daniele Carvalho Oliveira AULA 2 Administração de Banco de Dados: MSc. Daniele Oliveira 2 CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE BANCO DE DADOS Administração de Banco de Dados: MSc. Daniele Oliveira 3 Conceitos

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO Marcelo Karpinski Brambila 1, Luiz Gustavo Galves Mahlmann 2 1 Acadêmico do Curso de Sistemas de Informação da ULBRA Guaíba < mkbrambila@terra.com.br

Leia mais

Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse

Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse Prof. Dr. Oscar Dalfovo Universidade Regional de Blumenau - FURB, Blumenau, Brasil dalfovo@furb.br Prof. Dr. Juarez

Leia mais

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding Unindo a estratégia às operações com sucesso Visão Geral O Scorecarding oferece uma abordagem comprovada para comunicar a estratégia de negócios por toda a

Leia mais

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados e Cenários, Tabelas e Gráficos Dinâmicos, Macros e Programação VBA - Através de Exemplos

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING http://www.uniriotec.br/~tanaka/tin0036 tanaka@uniriotec.br Introdução a Data Warehousing e OLAP Introdução a Data Warehouse e Modelagem Dimensional Visão

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO DE UM DATA MART PARA ÁREA COMERCIAL DA HAVAN LOJAS DE DEPARTAMENTOS Área de

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV Bloco Comercial CRM e AFV Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos CRM e AFV, que fazem parte do Bloco Comercial. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

MATERIAL DIDÁTICO: APLICAÇÕES EMPRESARIAIS SISTEMA DE APOIO À DECISÃO (SAD)

MATERIAL DIDÁTICO: APLICAÇÕES EMPRESARIAIS SISTEMA DE APOIO À DECISÃO (SAD) AULA 07 MATERIAL DIDÁTICO: APLICAÇÕES EMPRESARIAIS SISTEMA DE APOIO À DECISÃO (SAD) JAMES A. O BRIEN MÓDULO 01 Páginas 286 à 294 1 AULA 07 SISTEMAS DE APOIO ÀS DECISÕES 2 Sistemas de Apoio à Decisão (SAD)

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais