UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS APUCARANA. Ciência para o Desenvolvimento Sustentável.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS APUCARANA. Ciência para o Desenvolvimento Sustentável."

Transcrição

1 UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS APUCARANA Ciência para o Desenvolvimento Sustentável

2 UTFPR - CAMPUS APUCARANA Conheça a UTFPR e participe da construção contínua da história dessa Instituição! Primeira Universidade Tecnológica do Brasil A UTFPR é uma instituição federal de ensino, que tem evoluído constantemente. Nasceu em 1909 como Escola de Aprendizes Artífices e, depois de algumas transformações, passou a chamar-se Escola Técnica Federal do Paraná, em Desta, passou a Centro Federal de Educação Tecnológica, em 1978, e, finalmente, transformou-se em Universidade Tecnológica Federal do Paraná, em A tradição no ensino, pesquisa e extensão, conquistada devido ao trabalho desenvolvido na Instituição, confere à Universidade status de referência no padrão de qualidade perante o mercado e o meio acadêmico. No Campus Apucarana encontram-se cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrado, Cursos Superiores de Tecnologia e Curso de Engenharia, todos devidamente autorizados pelo Ministério da Educação MEC; além dos cursos de qualificação profissional, extensão e de formação pedagógica. Mensagem do Diretor-Geral do Campus Apucarana Estimado (a) Leitor (a), Seja muito bem-vindo (a) ao universo das atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas pela nossa admirável comunidade acadêmica. Um dos objetivos desta publicação é mostrar, de forma concisa e agradável, a natureza e as principais características que tornam nossos cursos de graduação, técnico e de pós-graduação, bastante procurados pelos jovens e reconhecidos pela sociedade paranaense e brasileira. Nossa instituição já completou 100 anos e, durante este tempo memorável, centenas de milhares de jovens passaram por ela e receberam formação técnica e cidadã da melhor qualidade, que sempre fez a diferença em suas vidas. Venha, você também, fazer parte desta história de sucesso. Traga sua energia e vontade de vencer e tornarse parceiro da primeira Universidade Tecnológica do Brasil, a nossa querida Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Estamos de braços abertos para recebê-lo (a)! Um cordial abraço, Aloysio Gomes de Souza Filho Diretor-Geral do Campus Apucarana O Campus Apucarana funciona nas instalações do antigo Centro Moda. Ocupando uma área de 71 mil m2, aproximadamente, foi instalado oficialmente em fevereiro de Hoje, conta com 87 servidores e 450 estudantes. 2

3 Os Cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio são aqueles destinados aos alunos que concluíram o Ensino Fundamental. São chamados de Técnicos Integrados de Nível Médio, uma vez que o aluno recebe, num único curso, tanto a formação do Ensino Médio quanto a formação técnica profissional. É um curso com duração de quatro anos e confere ao formado o diploma de Técnico de Nível Médio, garantindo-lhe o direito de prosseguir seus estudos no nível superior, bem como o de exercer uma atividade profissional técnica. Os Cursos Superiores de Tecnologia propõem formar profissionais focados na inovação tecnológica em áreas que exigem elevado grau de especialização. A organização curricular desses cursos traz, entre seus diferenciais, a estruturação baseada na junção de Ciência, Tecnologia e Gestão, propiciando ao estudante o domínio da Ciência pela aplicação em processos tecnológicos e o desenvolvimento de habilidades gerenciais. Ao término do curso é conferido o grau de Tecnólogo e seu diploma, reconhecido nacionalmente, permite a continuidade de estudos em cursos de pós-graduação. Por sua vez, as Engenharias têm sua base em uma formação generalista com essência científica, sólida formação em técnicas de engenharia e desenvolvimento da capacidade de interpretação, bem como análise crítica e reflexiva de fatos e situações. Têm como diferencial 50% da carga horária em atividades de laboratório. Ao formado, que tem capacidade para buscar e gerar novos conhecimentos, preparo para enfrentar situações novas com iniciativa e criatividade e, ainda, consciência para desenvolver uma conduta ética, humanista, social e ambientalmente responsável, conferese o grau de Engenheiro. A Formação Pedagógica é um programa que objetiva habilitar profissionais portadores de diploma de nível superior para o exercício do magistério, em disciplinas que integram as quatro últimas séries do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Os cursos de Extensão são de curta duração, e objetivam a atualização e o aprimoramento profissional, dando direito a um certificado. Na UTFPR, na área de ensino, são desenvolvidas duas grandes modalidades de cursos: os regulares e os de educação continuada. Os cursos regulares têm como principais características: As vagas ofertadas são publicadas em Edital Público. Os alunos são selecionados por meio do exame de seleção para os cursos de nível médio e pelo Exame Nacional do Ensino Médio (novo Enem) para os cursos de ensino superior. Permitem ao aluno a mudança no seu nível formativo. Promovem a sua profissionalização. Possibilitam a continuidade de estudos no próximo nível de ensino. Conferem uma determinada titulação e um diploma, reconhecido nacionalmente. Por sua vez, os de educação continuada têm oferta periódica e têm as seguintes características: Conferem aos seus participantes uma complementação e/ou atualização em uma determinada área de conhecimento. São, em geral, de curta duração. Os alunos concluintes recebem um certificado. 3 3 UTFPR - CAMPUS APUCARANA

4 Cursos ofertados no Campus Apucarana UTFPR - CAMPUS APUCARANA A Universidade Tecnológica oferta também Cursos de Pós-Graduação destinados aos portadores de diploma de graduação. São cursos lato especialização ou stricto sensu mestrado e doutorado. Sob a orientação de professores altamente capacitados, contando com laboratórios equipados, infra-estrutura de biblioteca, convênios, parcerias e bolsas de estudos, os alunos de pós-graduação podem realizar pesquisas de ponta, apresentar trabalhos acadêmicos em congressos, workshops, aprimorar seus conhecimentos e dar continuidade solidamente à sua formação. Os cursos de Especialização objetivam a atualização tecnológica em áreas específicas. Os concluintes recebem um certificado. Cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio-Técnico Integrado em: 1. Vestuário Graduação: 1. Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda 2. Curso Superior de Tecnologia em Processos Químicos 3. Engenharia Têxtil Especialização em : Há previsão de abertura dos cursos de: Estudos Linguísticos e Literários (2011) Gestão e Auditoria Ambiental (2010) 1ª turma Moda, Tecnologia e Design (2011) Tecnologia Industrial no Setor Sucroenergético (2011) Desenvolvimento Java (2011) Obs.: Os cursos de Especialização são cursos não-regulares e somente são abertos se, no mínimo, noventa por cento das vagas ofertadas aos interessados da comunidade forem preenchidas. 4

5 Além do estudo de qualidade, os alunos do Campus Apucarana encontram oportunidades para crescimento e aprimoramento profissional. O Campus mantém, constantemente, contato com empresas da cidade e região, visando à formação de parcerias, realizando visitas técnicas e participando de encontros com o Arranjo Produtivo Local APL Bonés, ocasiões em que divulga a Universidade e oferta às empresas o agenciamento do estágio de alunos do Campus. Também oferta cursos de extensão destinados às comunidades acadêmica e externa, que contribuem para a atualização profissional, bem como para o estabelecimento de novas áreas de competência. Tudo isso na busca de promover e fortalecer a interação entre a Instituição, as empresas e a comunidade. Preocupada com a formação integral do cidadão e com a possibilidade do exercício pleno da cidadania, a UTFPR Campus Apucarana desenvolve também programas como o Comunidade Integrada na Multiplicação do Conhecimento Grupo CIMCO, programa de conscientização e prevenção contra dependência química e toxicológica e doenças sexualmente transmissíveis DSTs. Neste ano estão sendo desenvolvidos os projetos Aprendendo a Estudar e o projeto de Orientação e Informação Profissional, iniciativas do Núcleo de Acompanhamento Psicopedagógico Nuape. O primeiro tem a finalidade de ajudar os discentes a compreenderem melhor suas próprias estratégias de estudo e discutir maneiras variadas que colaboram no processo de aprendizagem. O segundo visa colaborar na construção de um projeto de vida profissional, levando o estudante a tomar uma decisão consciente sobre o seu futuro. Além desses projetos o Nuape também realizou, no primeiro semestre de 2010, o curso de Qualificação para o Primeiro Emprego, elaborado pelas assistentes sociais do campus, destinado a estudantes da comunidade externa, com o objetivo de colaborar na inserção no mercado de trabalho. Outra edição será ofertada neste semestre. Ciente de seu papel enquanto promotora e incentivadora do conhecimento, a Universidade Tecnológica busca interagir com a comunidade externa, mostrando as possibilidades existentes na Instituição. Nesse sentido, é promovida a ExpoUT, evento em que são apresentados os cursos técnicos, de graduação e de pós-graduação, atividades de extensão ofertadas e, ainda, as produções dos estudantes e pesquisadores do Campus Apucarana. Assim, a comunidade pode conhecer melhor a Universidade e interagir com ela. UTFPR - CAMPUS APUCARANA Seja Bem-Vindo! Diretoria do Campus Apucarana da UTFPR 5

6 6 Vestuário Mercado aquecido O setor têxtil e de confecção nacional compreende mais de 30 mil empresas e gera 1,65 milhão de empregos em toda a sua extensa cadeia, que inclui fios, fibras, tecelagens e confecções. O Brasil está na lista dos 10 principais mercados mundiais da indústria têxtil, bem como entre os maiores parques fabris do planeta, é o segundo principal fornecedor de índigo e o terceiro de malha, está entre os cinco principais países produtores de confecção e é, hoje, um dos oito grandes mercados de fios, filamentos e tecidos. O segundo semestre de 2010 marca o início das atividades letivas do Curso de Graduação em Engenharia Têxtil do Campus Apucarana da UTFPR. No dia 10/08, alunos, servidores, autoridades e demais convidados reuniram-se no auditório do Campus para a Aula Inaugural. Na ocasião, o Diretor Superintendente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção - ABIT, Fernando Valente Pimentel, ministrou a palestra Mercado Têxtil - Tecnologia e Oportunidades, apresentando um panorama do mercado têxtil mundial, com índices sobre a produção e o consumo têxtil e dados sobre a evolução do setor têxtil e do vestuário no Brasil. O curso já dispõe de laboratórios e equipamentos e um laboratório piloto, com equipamentos de lavanderia, tingimento e ensaios de lavagem foi montado para que os alunos possam desenvolver de maneira satisfatória as aulas práticas. Vestindo mais que a camisa O Curso Técnico Integrado em Vestuário é destinado a você que concluiu o ensino fundamental e deseja fazer o ensino médio e, ao mesmo tempo, um curso profissionalizante que o prepara para atuar na criação, desenvolvimento, planejamento, controle, supervisão e execução de atividades relacionadas aos processos das indústrias de confecção e vestuário. O curso oferece formação nas áreas de modelagem, plotagem, armazenagem, bordado computadorizado, risco e corte, costura, testes de tingimento e encolhimentos, serigrafia, acabamento, e mecânica de máquinas. Ao concluir o curso, como Técnico em Vestuário, você poderá atuar em todos os segmentos da área do vestuário. Além de oferecer condições para você enfrentar o mundo do trabalho, o curso o prepara para a cidadania, a responsabilidade social e os desafios da vida. Para isso, sua formação é baseada em conhecimentos sólidos e desenvolvimento de competências para a formulação e solução de problemas, a interpretação crítica das informações e a aquisição de autonomia intelectual. Essa formação é garantida com aulas que associam a teoria à prática através de fundamentos científico-tecnológicos.

7 Não se engane. A moda está em todo lugar! Criatividade e versatilidade são os caminhos para o sucesso Automóveis, aparelhos para telefonia celular, eletrodomésticos, roupas, acessórios, móveis ou materiais gráficos: todos eles com formatos e cores planejados por um designer. A profissão surgiu no final do século XIX, em virtude do início do processo de industrialização da Europa e dos Estados Unidos. No Brasil, após a fase pioneira de institucionalização do ensino e da pesquisa, na década de 60, a área está cada vez mais consolidada. Possuindo uma ampla área de atuação, este profissional costuma se especializar. E, para isso, existem várias opções, entre elas Design de Móveis, Design Gráfico e, também, Design de Moda. Na área de Moda, o designer deve compreender o conceito de desenho industrial, seus padrões de aparência, sua transposição para a indústria do vestuário e as relações manifestadas estilisticamente, através do fenômeno da moda e de seus códigos de elegância. A indústria da moda, desde o século XIX, tem um importante peso na história econômica e social e contribui para projetar e construir o indivíduo contemporâneo. Não é à toa que muitas pessoas levam bastante a sério a máxima você é o que você veste. Design de Moda O Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda tem duração de seis semestres letivos, mais o tempo destinado à realização de estágio supervisionado e elaboração do trabalho de conclusão de curso. Durante o curso, você assistirá às aulas e participará de atividades em laboratórios de acabamentos, bordado computadorizado, costura, desenho, modelagem e desenvolvimento, coleção, risco e corte, serigrafia, lavanderia industrial e de informática. Na conclusão do curso será conferido o diploma de Tecnólogo em Design de Moda, e, como tal, você estará apto a propor soluções criativas e inovadoras de projetos, utilizando conteúdos teóricos aplicados às técnicas e aos processos de criação de produtos de moda para atender a indústria de confecção do vestuário. Além disso, esta formação lhe proporcionará competências e habilidades para atuar em pesquisa de tendências de comportamento, cores, formas, texturas e acabamentos; proposta de estilos em moda; desenvolvimento de produtos de moda aplicando visão histórica, sociológica e prospectiva; elaboração de portfólios e dossiês; representação gráfica de criações; produção de protótipos e modelos; análise e gerenciamento da viabilidade técnica de projetos; e análise dos impactos ambientais gerados no desenvolvimento dos produtos de moda. As aulas são realizadas no período noturno. 7

8 8 Processos Químicos Interação entre economia e ecologia A cidade de Apucarana é conhecida pelo crescimento gradativo do seu polo industrial nos mais diferentes ramos. À medida que o processo de industrialização investe em tecnologia para a produção de bens e produtos, surge a necessidade de profissionais qualificados, não somente para responder a esta demanda, como também para buscar alternativas de controle e minimização dos impactos sociais e econômicos associados e para atender à crescente necessidade de preservação do meio ambiente, levando os profissionais dessa área a serem cada vez mais requisitados atualmente. Transformando a Indústria O Curso Superior de Tecnologia em Processos Químicos do Campus Apucarana da UTFPR oferece vagas no período noturno, tendo como objetivo formar profissionais capazes de atuar em indústrias de transformação que utilizem processos químicos. Ao longo do curso, você adquire conhecimentos das áreas de Química, Física, Matemática, Analise Instrumental, Microbiologia e Tecnologias. Como Tecnólogo em Processos Químicos você será capaz de desenvolver, planejar, implementar, administrar, gerenciar, promover e aprimorar, com técnica e tecnologia, os processos em indústrias químicas e correlatas. Tudo isso associado aos métodos e teorias orientadas a investigações, avaliações e aperfeiçoamentos tecnológicos. Poderá atuar em indústrias Petroquímicas, Eletroquímicas, Farmacêuticas e de Produção de Insumos. Considerando as características regionais e a estrutura curricular do curso oferecido, poderá também atuar nas indústrias químicas de base, indústrias alimentícias, indústrias de bebidas, indústria têxtil, agroindústria e tratamento de efluentes. Você poderá concluir seu curso em três anos, desde que faça, de forma concomitante às aulas teóricas e práticas, as atividades do estágio supervisionado e o trabalho de conclusão de curso.

9 Entre os cursos da educação superior encontram-se os de pós-graduação programas de mestrado e doutorado, cursos de especialização, aperfeiçoamento e outros, abertos a candidatos diplomados em cursos de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino. No mundo moderno, o sistema de cursos de pós-graduação se impõe como consequência natural do extraordinário progresso do saber em todos os setores, em face do acúmulo de conhecimentos em cada ramo das ciências e da crescente especialização das técnicas, tornando impossível proporcionar formação completa e adequada para muitas carreiras nos limites dos cursos de graduação. Na verdade, o estudante somente poderá obter, no nível da graduação, os conhecimentos básicos de sua ciência e de sua profissão. Desse modo, a fim de atender a demanda da sociedade por profissionais criadores, capazes de desenvolver novos bens, processos e serviços e por docentes qualificados nas universidades para formá-los, um programa eficiente de estudo de pós-graduação é condição básica para se conferir à universidade caráter verdadeiramente universitário, para que deixe de ser instituição apenas formadora de profissionais e se transforme em centro criador de ciência e de cultura. Cursos de Pós-graduação Lato Sensu (Especialização): Nesse sentido, os objetivos da pós-graduação seriam: 1- proporcionar ao estudante aprofundamento do saber que lhe Estudos Linguísticos e Literários (2011) permita alcançar elevado padrão de competência científica ou técnico-profissional, impossível de adquirir no âmbito da graduação; Gestão e Auditoria Ambiental (2º sem de 2010) 1ª turma 2- oferecer, dentro da universidade, o ambiente e os recursos Moda, Tecnologia e Design (2011) adequados para que se realize a livre investigação científica. A pós-graduação pode ser stricto sensu e lato sensu. A pós-graduação lato sensu compreende cursos eventuais, de caráter eminentemente prático-profissional, que têm como meta a formação profissional especializada em um domínio científico e técnico limitado à área do saber ou da profissão, designando todo e qualquer curso que se segue à graduação. Oferecem apenas certificado de eficiência ou aproveitamento que habilita ao exercício de uma especialidade profissional. Tecnologia Industrial no Setor Sucroenergético (2011) Desenvolvimento Java (2011) Obs.: Os cursos de Especialização são cursos não-regulares e somente são abertos se, no mínimo, noventa por cento das vagas ofertadas aos interessados da comunidade forem preenchidas. Pós-Graduação 9

10 O que faz o diferencial da UTFPR - Campus Apucarana: Tecnologia e Humanismo Todos sabemos que uma sólida formação acadêmica é primordial para o futuro profissional, mas no Campus Apucarana da UTFPR esse conceito vai adiante. Acredita-se que o diferencial de um profissional completo, eficaz e eficiente se dá pela ampliação de seus horizontes, por sua capacitação tecnológica ao mesmo tempo de seu desenvolvimento humanista. Este acréscimo de valores é obtido em atividades das mais variadas, que vão das artes cênicas à formação do espírito empreendedor, da conscientização do correto uso dos recursos naturais à necessidade de atualização curricular. Esta diversidade é necessária a todos que desejam obter sucesso não apenas em suas carreiras, mas, sobretudo, em suas vidas. Veja, entre muitas outras oportunidades, o que o Campus Apucarana lhe possibilita a fim de torná-lo um cidadão completo. Programa de Empreendedorismo e Inovação PROEM Programa da Diretoria de Relações Empresariais e Comunitárias é uma das formas de incentivo, por meio da qual a Instituição possibilita a alunos e egressos, bem como a servidores, parceiros e comunidade externa em geral, o acesso a temas e projetos ligados ao empreendedorismo. O PROEM oferece à comunidade o Hotel Tecnológico e a Incubadora de Inovações Tecnológicas, mecanismos de formação da cultura empresarial que, muitas vezes, frutificam em futuras empresas montadas pelos próprios alunos. *Encontra-se em fase de implantação. Projetos Programa CIMCO Comunidade Integrada na Multiplicação do Conhecimento O CIMCO do Campus Apucarana realiza atividades com o objetivo de disseminar conhecimentos sobre prevenção e promoção da qualidade de vida por meio de atividades tais como: palestras educativas e preventivas na área de saúde, trânsito; gincanas e concursos educativos, treinamentos e atividades desportivas. Ações que são desenvolvidas por multiplicadores voluntários, entre professores, técnicos-administrativos e alunos. 10

11 Projeto Ecostura Voltado ao Ecodesign, disciplina do Curso de Design de Moda, e às questões ambientais e de geração de renda, esse projeto é parceria entre a UTFPR e a Secretaria da Mulher da cidade de Apucarana, e seu objetivo central é a capacitação profissional de mulheres para a confecção de produtos cuja matéria-prima são banners. O trabalho visa à proteção ao meio ambiente e à criação de produtos com design exclusivo a partir de materiais reaproveitados. E ainda tem relevância quanto à responsabilidade social, buscando a melhor qualidade de vida para as famílias envolvidas no projeto. Projetos O Campus Apucarana da UTFPR, além do objetivo educativo-profissional, procura oferecer oportunidades de integração de seus alunos com a comunidade, com vistas a um objetivo maior: a formação integral do educando. Nessa linha estão as atividades físicas, artísticas, culturais e de lazer oferecidas aos alunos, professores, técnicos-administrativos e comunidade externa, como a Ginástica Laboral, promovida pelo CIMCO; o Grupo de Teatro Filhos do Tuta, cujas apresentações abordam trechos de peças teatrais, esquetes e dramatização de outros tipos de texto, como músicas; e também os treinamentos das equipes de Handebol (times masculino e feminino) e de xadrez. Essas atividades, além do desenvolvimento cultural e esportivo, podem representar uma forma de valorização e manifestação da personalidade. O Campus proporciona, ainda, atividades físicas e artístico-culturais, das quais podem participar alunos e servidores. Proposta de disposição adequada dos resíduos das empresas de confecção de bonés Em Apucarana, as indústrias de boné têm grande representatividade no setor produtivo local, representando, aproximadamente, 60% das empresas do setor têxtil, justificando, assim, a importância de um diagnóstico ambiental para um futuro estudo de gerenciamento de resíduos sólidos. Estas e outras ações implementadas no Campus Apucarana da Universidade Tecnológica Federal do Paraná objetivam que todo o avanço possa ser utilizado de maneira a gerar uma condição de progresso e desenvolvimento do núcleo familiar, do município, estado, país e do mundo sóciocultural e eticamente sustentável. Demonstram a existência do elemento tecnológico como item essencial na melhoria de vida de todos, mas evidenciam, sobretudo, a obrigação da correta valoração do elemento humano. Tecnologia e Humanismo, mais que um lema, uma vivência incontestável. 11

12 CAMPUS APUCARANA Rua Marcílio Dias, 635 CEP: Apucarana - PR Fone: (43) CAMPUS CORNÉLIO PROCÓPIO Av. Alberto Carazzai,1640 CEP: Cornélio Procópio - PR Fone: (43) CAMPUS DOIS VIZINHOS Estrada para Boa Esperança, km 04 CEP: Dois Vizinhos - PR Fone: (46) CAMPUS CAMPO MOURÃO Rod. BR km 0,5 CEP: Campo Mourão - PR Fone:(44) CAMPUS CURITIBA Av. Sete de Setembro, 3165 CEP: Curitiba - PR Fone: (41) CAMPUS FRANCISCO BELTRÃO Linha Santa Bárbara s/n - Caixa Postal 135 CEP: Francisco Beltrão - PR Fone: (46) Expediente: Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Apucarana Diretor-Geral: Prof. Aloysio Gomes de Souza Filho Diretor de Graduação e Educação Profissional: Prof. Ivan José Coser Diretora de Pesquisa e Pós-Graduação: Profª. Lisandra Ferreira de Lima Diretor de Planejamento e Administração: Delber Mariano de Paulo Diretora de Relações Empresariais e Comunitárias: Profª. Glaucia Therezinha Bardi de Moraes Assessora de Comunicação: Patrícia Mara Gomes Jornalistas responsáveis: Francielly Capristo (MT-4954) e Tássia Arouche (MT-6619) Projeto gráfico e capa: Divonete Camargo Dalpiaz - Seção de Design Gráfico do Campus Curitiba Supervisão Editorial: Vanessa Constance Ambrosio Diagramação: Daniela Arce Gomez e Douglas Rodrigo da Luz Impressão: Gráfica e Editora Fátima Santos Ltda. - Tiragem: 500 exemplares CAMPUS LONDRINA Estrada dos Pioneiros, 3131 CEP: Londrina - PR Fone: (43) CAMPUS MEDIANEIRA Av. Brasil, 4232 CEP: Medianeira - PR Fone: (45) CAMPUS PATO BRANCO Via do Conhecimento, km 1 CEP: Pato Branco - PR Fone: (46) CAMPUS PONTA GROSSA Av. Monteiro Lobato, km 04 CEP: Ponta Grossa - PR Fone: (42) CAMPUS TOLEDO Rua Cristo Rei, 19 CEP: Toledo - PR Fone: (45)

CAMPUS LONDRINA CAMPUS LONDRINA. Ciência para o Desenvolvimento Sustentável. UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

CAMPUS LONDRINA CAMPUS LONDRINA. Ciência para o Desenvolvimento Sustentável.  UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS LONDRINA CAMPUS LONDRINA www.ld.utfpr.edu.br Ciência para o Desenvolvimento Sustentável www.utfpr.edu.br/londrina UTFPR - CAMPUS LONDRINA Conheça a UTFPR

Leia mais

UTFPR. em números. Construir conhecimento é nosso ofício há mais de um século

UTFPR. em números. Construir conhecimento é nosso ofício há mais de um século Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria UTFPR em números 2013 Construir conhecimento é nosso ofício há mais de um século UTFPR Apresentação A Universidade Tecnológica

Leia mais

UTFPR EM NÚMEROS. Construir conhecimento é nosso ofício há mais de um século

UTFPR EM NÚMEROS. Construir conhecimento é nosso ofício há mais de um século Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria UTFPR EM NÚMEROS 2015 Construir conhecimento é nosso ofício há mais de um século UTFPR Apresentação A Universidade Tecnológica

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria. Mais UTFPR

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria. Mais UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria Mais UTFPR 2017/2018 Apresentação A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), oriunda da Escola de Aprendizes Artífices,

Leia mais

DE PÓS-GRADUAÇÃO

DE PÓS-GRADUAÇÃO 6.2.2. DE PÓS-GRADUAÇÃO As áreas de abrangência da UFOB têm experimentado importante crescimento econômico e populacional nos últimos 30 anos, fato que tem ampliado significativamente a demanda por profissionais

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria CÁTALOGO DE CURSOS

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria CÁTALOGO DE CURSOS Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria CÁTALOGO DE CURSOS UTFPR 2010/2011 A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), que comemorou seu centenário em 2009,

Leia mais

ANEXO IV FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO POR CRITÉRIO. Fator de pontuação

ANEXO IV FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO POR CRITÉRIO. Fator de pontuação RECONHECIMENTO DE SABERES E COMPETÊNCIAS RSC I ANEXO IV FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO POR CRITÉRIO Fator de pontuação Unidade Quantidade Máximas de unidades Quantidade de unidades comprovadas obtida I - Experiência

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda Campus: Petrópolis Missão O CST em Design de Moda tem como missão formar profissionais para a indústria da moda, levando em consideração

Leia mais

CURSO TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ATO AUTORIZATIVO DO CURSO TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

CURSO TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ATO AUTORIZATIVO DO CURSO TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CURSO TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ATO AUTORIZATIVO DO CURSO TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Redes de Computadores, reconhecido pela Portaria MEC n 303, de 27 de dezembro de 2012, publicada

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso Design de Moda - Bacharelado Campus: Tom Jobim Missão Formar profissionais reflexivos e com sensibilidade artística para a construção do pensamento e cultura de moda, aptos

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: ENGENHARIA QUÍMICA Campus: MACAÉ SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Química da Universidade Estácio de Sá, campus Macaé, tem por missão formar profissionais com sólidos conhecimentos

Leia mais

Dimensão 1 DIDÁTICO-PEDAGÓGICA. 1.1 Gestão Acadêmica 1.2 Projeto do Curso 1.3 Atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação

Dimensão 1 DIDÁTICO-PEDAGÓGICA. 1.1 Gestão Acadêmica 1.2 Projeto do Curso 1.3 Atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação Dimensão 1 DIDÁTICO-PEDAGÓGICA CATEGORIAS DE ANÁLISE 1.1 Gestão Acadêmica 1.2 Projeto do Curso 1.3 Atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação 1.1 GESTÃO ACADÊMICA 1.1.1 Responsabilidade Social

Leia mais

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET. - Curso de Engenharia Mecânica

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET. - Curso de Engenharia Mecânica Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET - Curso de Engenharia Mecânica Currículo 2013/01 Descrição do Curso: O Curso de graduação em Engenharia

Leia mais

Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação

Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação Curso de Atualização Pedagógica Julho de 2010 Mediador: Adelardo Adelino Dantas de Medeiros (DCA/UFRN) Diretrizes Curriculares

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: ENGENHARIA DE PETRÓLEO Campus: NITERÓI Missão O Curso de Engenharia de Petróleo da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnica

Leia mais

HISTÓRICO VISÃO, MISSÃO E VALORES. Transformar em negócios sustentáveis, momentos de desenvolvimento humano. PERFIL DO CURSO

HISTÓRICO VISÃO, MISSÃO E VALORES. Transformar em negócios sustentáveis, momentos de desenvolvimento humano. PERFIL DO CURSO HISTÓRICO 1 A Faculdade Europeia de Administração e Marketing, mantida pelo ENSIGEST Brasil Ltda é uma instituição que tem compromisso com o saber, com a cidadania, com o Estado de Pernambuco. Teve seu

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Engenharia Elétrica Campus: Campos dos Goytacazes SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar engenheiros capazes de atender

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda

Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda CÂMPUS ARARANGUÁ MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 0h PROCESSOS CRIATIVOS DESENHO DA FIGURA HUMANA MODELAGEM TRIDIMENSIONAL SISTEMA

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Engenharia de Petróleo Missão O Curso de Engenharia de Petróleo da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnica nas áreas

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CAMPUS: NITERÓI Missão A missão do curso de Engenharia de Produção da UNESA é formar Engenheiros de Produção de alto nível técnico e metodológico

Leia mais

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM FACULDADE DO NORTE GOIANO OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Objetivos do curso O Curso de Graduação em Enfermagem tem por objetivo formar bacharel em enfermagem (enfermeiro) capaz de influenciar na construção

Leia mais

EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE DOCUMENTO REFERÊNCIA

EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE DOCUMENTO REFERÊNCIA EIXO III EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE DOCUMENTO REFERÊNCIA SUGESTÃO Desde os anos 1980, observam-se transformações significativas

Leia mais

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa.

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa. CTC - CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS MISSÃO DA UNIDADE: O Centro de Tecnologia e Ciências tem seu objetivo maior consubstanciado nos objetivos gerais de Ensino, Pesquisa e Extensão. No que tange ao objetivo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N DE 22 DE JUNHO DE 2009

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N DE 22 DE JUNHO DE 2009 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.866 DE 22 DE JUNHO DE 2009 Aprova o Projeto Político Pedagógico do Curso de Engenharia

Leia mais

Anexo II. Tabela de Pontuação do RSC do IF Baiano

Anexo II. Tabela de Pontuação do RSC do IF Baiano MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Anexo II Tabela de do RSC do IF Baiano RSC I - de 100 pontos Diretriz

Leia mais

Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial PPITI

Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial PPITI Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial PPITI Anápolis 2011 Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial - PPITI 1. Justificativa A inovação tecnológica é a introdução no mercado de

Leia mais

ÁREAS TEMÁTICAS COMUNICAÇÃO CULTURA DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA EDUCAÇÃO MEIO AMBIENTE SAÚDE TECNOLOGIA E PRODUÇÃO TRABALHO

ÁREAS TEMÁTICAS COMUNICAÇÃO CULTURA DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA EDUCAÇÃO MEIO AMBIENTE SAÚDE TECNOLOGIA E PRODUÇÃO TRABALHO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CAMPUS UNIVERSITÁRIO REITOR JOÃO DAVID FERREIRA LIMA - TRINDADE CEP: 88040-900 - FLORIANÓPOLIS - SC TELEFONE (048)

Leia mais

PORTARIA Nº 300 DE 30 DE JANEIRO DE 2006 (D. O nº 22 Seção I 31/01/2006 Pág. 5 a 7)

PORTARIA Nº 300 DE 30 DE JANEIRO DE 2006 (D. O nº 22 Seção I 31/01/2006 Pág. 5 a 7) PORTARIA Nº 300 DE 30 DE JANEIRO DE 2006 (D. O nº 22 Seção I 31/01/2006 Pág. 5 a 7) Aprova, em extrato, o Instrumento de Avaliação Externa de Instituições de Educação Superior do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1.1 Denominação Curso de Bacharelado em Direito 1.2 Portarias: Reconhecimento: Portaria nº 522, de 15/10/2013 1.3 Total de Vagas Anuais 160 vagas anuais 1.4 Regime Acadêmico

Leia mais

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET Descrição do Curso: Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET - Curso de Engenharia Industrial - - Habilitação em Química e Habilitação

Leia mais

Plano de Ação Coordenadoria de Desenvolvimento Ins9tucional

Plano de Ação Coordenadoria de Desenvolvimento Ins9tucional Plano de Ação 2013 Coordenadoria de Desenvolvimento Ins9tucional Áreas estratégicas Ensino Pesquisa Desenvolvimento Ins.tucional Administração Extensão Coordenadoria de Desenvolvimento Ins9tucional DIRETRIZES

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda Campus: Tom Jobim Missão Formar profissionais reflexivos e com sensibilidade artística para a construção do pensamento e cultura

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 108

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 108 PROGRAMA Nº- 108 AMPLIAÇÃO DO PROJETO VOLTA REDONDA CIDADE DA MÚSICA SUB-FUNÇÃO: 361 ENSINO FUNDAMENTAL Proporcionar aos alunos da Rede Pública Municipal de Volta Redonda atividades musicais diversas nos

Leia mais

Ementário do Curso de Design de Moda - Matriz

Ementário do Curso de Design de Moda - Matriz Ementário do Curso de Design de Moda - Matriz 2011.1 Disciplina: INTRODUÇÃO AO DESIGN DE MODA (60h) Terminologias e conceitos da área. Descrição dos conceitos da área. Contextualização e processo de moda.

Leia mais

VERSÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO

VERSÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO VERSÃO 2014-2 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO ARACRUZ 2014 1. INTRODUÇÃO 1.1. Missão No intuito de fortalecer e promover uma educação de qualidade em que o discente é o principal protagonista, a

Leia mais

Objetivo do curso: Público Alvo: Critérios de admissão para o curso:

Objetivo do curso: Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: A Faculdade AIEC, mantida pela Associação Internacional de Educação Continuada AIEC, iniciou, em 2002, o curso de Bacharelado em Administração, na metodologia semipresencial. Foi pioneira e até hoje é

Leia mais

Programa FIC+Feliz. Maio/2016 Belo Horizonte - MG. Maria Lúcia Rezende Milhorato

Programa FIC+Feliz. Maio/2016 Belo Horizonte - MG. Maria Lúcia Rezende Milhorato Programa FIC+Feliz Maio/2016 Belo Horizonte - MG Maria Lúcia Rezende Milhorato CONTEXTO A Credicom foi piloto no projeto do Índice de Felicidade Interna do Cooperativismo FIC, promovido pelo SESCOOP Nacional

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional data Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - 2016-2020 Prof. Esper Cavalheiro Pró-Reitor de Planejamento - PROPLAN Profa. Cíntia Möller Araujo Coordenadora de Desenvolvimento Institucional e Estudos

Leia mais

HISTORIA DO DESIGN III

HISTORIA DO DESIGN III Blucher Design Proceedings Agosto de 2014, Número 3, Volume 1 HISTORIA DO DESIGN III Nelson Rodrigues da Silva - nelson.rodrigues@belasartes.br Centro Universitário Belas Artes de São Paulo - Bacharelado

Leia mais

Reparação de Veículos

Reparação de Veículos data 2017-02-01 Gestores das Indústrias de Panificação Realizar capacitação empresarial nas panificadoras de Maringá e Região, a fim de fortalecer o segmento e adequá-lo às exigências do mercado em atendimento,

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Administração Campus: Teresópolis Missão O curso de Graduação em Administração tem como missão formar profissionais, éticos, criativos e empreendedores, com competências

Leia mais

O TRABALHO POR LINHAS PROGRAMÁTICAS

O TRABALHO POR LINHAS PROGRAMÁTICAS O TRABALHO POR LINHAS PROGRAMÁTICAS O ano de 1999 foi um piloto para a classificação das ações de extensão segundo as linhas programáticas que já foram divulgadas e estão disponíveis para consulta no Sistema

Leia mais

PORTARIA Nº 136, DE 24 DE JUNHO DE 2009

PORTARIA Nº 136, DE 24 DE JUNHO DE 2009 Página 1 de 6 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 136, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Farmácia Campus: Campos dos Goytacazes Missão O curso tem como missão formar profissionais farmacêuticos com visão generalista e humanista capazes de exercer atividades

Leia mais

Avaliação Institucional Docentes

Avaliação Institucional Docentes Avaliação Institucional Docentes A avaliação é um processo fundamental para a qualidade do trabalho desenvolvido nas Instituições de Ensino Superior. Nesse sentido, a Comissão Própria de Avaliação (CPA)

Leia mais

Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta. FIC em Manutenção de Máquinas de Costura Industrial. Parte 1 (solicitante)

Formulário de Aprovação de Curso e Autorização da Oferta. FIC em Manutenção de Máquinas de Costura Industrial. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS GASPAR Formulário de Aprovação de Curso e Autorização

Leia mais

Prof. Luciano Silva IFSP. Instruções para uso da tabela com proposta de critérios e de pontuação sobre RSC

Prof. Luciano Silva IFSP. Instruções para uso da tabela com proposta de critérios e de pontuação sobre RSC Prof. Luciano Silva IFSP Instruções para uso da tabela com proposta de critérios e de pontuação sobre RSC Novembro/2013. SUMÁRIO 1 DIRETRIZES PARA DEFINIÇÃO DOS CRITÉRIOS E PONTUAÇÃO SOBRE RSC... 3 2 PONTUAÇÃO

Leia mais

EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Criação do SENAI 1942 O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) foi criado pelo Decreto-Lei 4.048, em 22 de janeiro. Em agosto, o

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA

CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA 1 Perfil do Curso O curso de Licenciatura em Química do IF SERTÃO-PE Campus Floresta destina-se a formação de professores para a educação básica, o ensino médio e

Leia mais

Edital 11/ PROGRAD

Edital 11/ PROGRAD MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Edital 11/2010 - PROGRAD A Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional (PROGRAD)

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Engenharia Civil Cabo Frio SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Civil da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólidos conhecimentos tecnológicos

Leia mais

4 Perfil do Quadro de Servidores

4 Perfil do Quadro de Servidores 4 Perfil do Quadro de Servidores 4.1 Servidores Docentes O quadro de servidores docentes do IFRO é composto por Professores do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico regidos pela Lei nº 8.112/90 e Lei nº

Leia mais

Projeto Facipe Carreiras POLÍTICAS ACADÊMICAS

Projeto Facipe Carreiras POLÍTICAS ACADÊMICAS Projeto Facipe Carreiras POLÍTICAS ACADÊMICAS 2 Sumário Introdução... 3 Objetivos do Programa... 3 Objetivo Geral... 4 Objetivos Específicos... 4 Sistematização do Programa... 4 3 Introdução A Faculdade

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta

Aprovação do curso e Autorização da oferta MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

CURSO: ARQUITETURA E URBANISMO

CURSO: ARQUITETURA E URBANISMO CURSO: ARQUITETURA E URBANISMO OBJETIVOS DO CURSO Objetivos Gerais O objetivo geral do Curso de Arquitetura e Urbanismo é propiciar ao aluno o desenvolvimento de habilidades e competências com sólida base

Leia mais

Apresentação. Geek Educacional

Apresentação. Geek Educacional Apresentação Geek Educacional Geek Educacional 02 Geek Educacional 03 Geek Educacional A Geek Educacional é uma empresa especializada em pesquisas e desenvolvimento de soluções, que viabilizam um melhor

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes ENADE

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes ENADE INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes ENADE SINAES AVALIAÇÃO DE IES AVALIAÇÃO DE

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda Campus: Niterói Missão O Curso Superior de Tecnologia em Design de Interiores busca a formação de profissionais generalistas, críticos,

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI -

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Diretrizes para Elaboração Eixos Temáticos Essenciais do PDI Perfil Institucional Avaliação e Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional Gestão Institucional

Leia mais

BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO ATO AUTORIZATIVO DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO ATO AUTORIZATIVO DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO ATO AUTORIZATIVO DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Arquitetura e Urbanismo autorizado pela Portaria MEC n 295 de 09 de julho de 2013, publicada no D.O.U. em 10/07/2013;

Leia mais

Professores do PED criam Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores. Marli Eliza Dalmazo Afonso de André

Professores do PED criam Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores. Marli Eliza Dalmazo Afonso de André Compartilhando... Professores do PED criam Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores Marli Eliza Dalmazo Afonso de André Com muitos anos de experiência na formação de mestrandos e doutorandos

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes ENADE LEGISLAÇÃO Constituição da República

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

Proposta de Gestão do Prof. Joei Saade Candidato a Diretor Geral do IFSP - Câmpus Guarulhos

Proposta de Gestão do Prof. Joei Saade Candidato a Diretor Geral do IFSP - Câmpus Guarulhos JoelSaade Proposta de Gestão do Prof. Joei Saade Candidato a Diretor Geral do IFSP - Câmpus Guarulhos Guarulhos Agosto/2016 1. introdução Este documento reflete a Proposta de Gestão, conforme exigência

Leia mais

do país. Esse resultado nos faz acreditar que estamos no caminho certo: promovendo o aperfeiçoamento dos programas acadêmicos, investindo na

do país. Esse resultado nos faz acreditar que estamos no caminho certo: promovendo o aperfeiçoamento dos programas acadêmicos, investindo na Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade: estratégias no processo de ensino e aprendizagem em aulas de educação física Programa de preparação para a aposentadoria com ênfase na autonomia pessoal

Leia mais

De acordo ao PDI do IFSP, no que se refere às Políticas de Pesquisa, os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia são verdadeiros

De acordo ao PDI do IFSP, no que se refere às Políticas de Pesquisa, os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia são verdadeiros De acordo ao PDI do IFSP, no que se refere às Políticas de Pesquisa, os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia são verdadeiros fomentadores do diálogo dentro de seu território, cabe provocar

Leia mais

EDITAL Nº 001/2016 CIPEAD/PROGRAD/UFPR

EDITAL Nº 001/2016 CIPEAD/PROGRAD/UFPR EDITAL Nº 001/2016 CIPEAD/PROGRAD/UFPR CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA ATUAR NO PROGRAMA PNAP NAS DIVERSAS OFERTAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UFPR NA MODALIDADE

Leia mais

UFV/COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA) III CICLO DA AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL AGOSTO-2011 QUESTIONÁRIO AUTO-AVALIAÇÃO PROFESSORES

UFV/COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA) III CICLO DA AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL AGOSTO-2011 QUESTIONÁRIO AUTO-AVALIAÇÃO PROFESSORES UFV/COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA) III CICLO DA AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL - 2009-2010 AGOSTO-2011 QUESTIONÁRIO AUTO-AVALIAÇÃO PROFESSORES A CPA agradece sua participação no processo de Autoavaliação

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRPDI Orientação Geral O Plano de Desenvolvimento Institucional -PDI, elaborado para um período de 5

Leia mais

UM CURSO ÚNICO DESENHADO POR E PARA VOCÊ.

UM CURSO ÚNICO DESENHADO POR E PARA VOCÊ. CURSO DE DESIGN UM CURSO ÚNICO DESENHADO POR E PARA VOCÊ. Um profissional de Design é alguém que busca criar trabalhos com identidade própria. E é muito lógico que essa identidade também deva fazer parte

Leia mais

Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas

Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE CURSO Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas 1. Perfil do

Leia mais

Projeto de Capacitação da Comunidade USP Campus Ribeirão Preto

Projeto de Capacitação da Comunidade USP Campus Ribeirão Preto Projeto de Capacitação da Comunidade USP Campus Ribeirão Preto Agosto de 2017 Objetivo Apresentar à comunidade acadêmica, por meio de uma série de atividades de capacitação (gratuitas), a importância da

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2008/1 DC 9481 03/10/07 Rev. 00 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 278 do Conselho

Leia mais

Cursos de Graduação do IFRJ

Cursos de Graduação do IFRJ Cursos de Graduação do IFRJ O IFRJ oferece atualmente 17 cursos de graduação nas modalidades de Bacharelado, Licenciatura e Cursos Superiores de Tecnologia, distribuídos em 7 diferentes campi (Rio de Janeiro,

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA - INTA PRO-DIRETORIA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO STRICTO SENSU - PROPESP

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA - INTA PRO-DIRETORIA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO STRICTO SENSU - PROPESP INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA - INTA PRO-DIRETORIA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO STRICTO SENSU - PROPESP REGULAMENTO DE PESQUISA SOBRAL-CEARÁ 2015 I- POLÍTICA DE PESQUISA Art.1º O Instituto Superior

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA Página 1 de 9 INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 249, DE 2 DE JUNHO DE 2014 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Leia mais

Características gerais

Características gerais ENGENHARIA QUÍMICA Características gerais O Curso de Engenharia Química propõe-se a formar profissionais qualificados para atuarem na área da engenharia e da química, com capacidade para atender às atribuições

Leia mais

Faculdade SENAI de Tecnologia Gráfica. Cursos de Pós Graduação. Planejamento e Produção de Mídia Impressa

Faculdade SENAI de Tecnologia Gráfica. Cursos de Pós Graduação. Planejamento e Produção de Mídia Impressa Faculdade SENAI de Tecnologia Gráfica Cursos de Pós Graduação Planejamento e Produção de Mídia Impressa Programa de pós-graduação lato-sensu, especialmente planejado para profissionais das áreas de produção

Leia mais

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing Curso do Superior de Tecnologia em Objetivos do curso 1.5.1 Objetivo Geral O Curso Superior de Tecnologia em na modalidade EaD da universidade Unigranrio, tem por objetivos gerais capacitar o profissional

Leia mais

... cont. Dec. 78/ DECIDE. estabelecer as seguintes NORMAS PARA GESTÃO DE RECURSOS FINANCEIROS VINCULADOS À PÓS-GRADUAÇÃO:

... cont. Dec. 78/ DECIDE. estabelecer as seguintes NORMAS PARA GESTÃO DE RECURSOS FINANCEIROS VINCULADOS À PÓS-GRADUAÇÃO: DECISÃO Nº 78/2003 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 16.05.2003, de acordo com o constante no processo nº 23078.009650/02-11 e na proposta da Comissão Especial Decisão nº 119/2001 e tendo em vista

Leia mais

Curso Técnico Concomitante em Têxtil

Curso Técnico Concomitante em Têxtil Curso Técnico Concomitante em Têxtil CÂMPUS Araranguá MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 367 h CTE Comunicação Técnica TOC Treinamento Operacional de Máquinas de Costura PTE Preparação

Leia mais

EDITAL 01/ CHAMADA PÚBLICA PARA O HOTEL TECNOLÓGICO

EDITAL 01/ CHAMADA PÚBLICA PARA O HOTEL TECNOLÓGICO PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Toledo Diretoria de Relações Empresariais e Comunitárias Programa de Empreendedorismo

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE CURSOS E VAGAS. Universidade da Região de Joinville

ANEXO I QUADRO DE CURSOS E VAGAS. Universidade da Região de Joinville ANEXO I QUADRO DE CURSOS E VAGAS UNIVILLE Campus Joinville Universidade da Região de Joinville ADMINISTRAÇÃO Empresas (146) Noturno 74 Decreto Federal nº 76.148/75 ARQUITETURA E URBANISMO (147) Noturno

Leia mais

COLEGIADO DE CURSOS FACULDADE UNA DE BETIM. Resolução nº 16 de 21 de novembro de 2016

COLEGIADO DE CURSOS FACULDADE UNA DE BETIM. Resolução nº 16 de 21 de novembro de 2016 COLEGIADO DE CURSOS Resolução nº 16 de 21 de novembro de 2016 Institui a Política de Extensão no âmbito da Faculdade Una de Betim e dá outras providências. A Presidente do Colegiado de Cursos da Faculdade

Leia mais

Edital UAB-UFABC 001/2017

Edital UAB-UFABC 001/2017 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Núcleo de Tecnologias Educacionais Av. dos Estados, 5001 Bairro Santa Terezinha Santo André - SP CEP 09210-580 Fone: (11) 3356.7283 3356.7651

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA RELATÓRIO 2012

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA RELATÓRIO 2012 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA RELATÓRIO 2012 PESQUISA DE EGRESSO A Faculdade SENAI CETIQT, atenta ao seu compromisso com a excelência de ensino, com o aperfeiçoamento da qualidade de suas atividades

Leia mais

SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO A PESQUISA E EXTENSÃO

SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO A PESQUISA E EXTENSÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO A PESQUISA E EXTENSÃO Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@ifrn.edu.br

Leia mais

PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012

PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012 PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2º Semestre de 2012 COORDENAÇÃO GERAL Diretor Geral Prof. Adalberto Miranda Distassi Coordenadoria Geral de Estágios Prof. Ricardo Constante Martins Coordenador

Leia mais

Como você avalia a atuação do seu orientador em relação ao acompanhamento e orientação do seu projeto de pós-graduação?

Como você avalia a atuação do seu orientador em relação ao acompanhamento e orientação do seu projeto de pós-graduação? Na Unidade Des. sei/ se Pós- Co você avalia a atuação do seu orientador em relação ao acompanhamento e orientação do seu projeto de pós-graduação? 90,06% 6,63% 2,76% 0,55% Possuir currículos interdisciplinares,

Leia mais

Pré-requisitos Para integrar o Programa MACAL de Estágio Supervisionado, o candidato precisa atender os seguintes requisitos:

Pré-requisitos Para integrar o Programa MACAL de Estágio Supervisionado, o candidato precisa atender os seguintes requisitos: Prezados Senhores: A MACAL - Soluções em Nutrição, desde 2003 desenvolve o programa de Estágio Supervisionado que consiste em um intensivo programa para a preparação de novos profissionais, tendo como

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Estratégias de Marketing de Varejo. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Estratégias de Marketing de Varejo. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPE/IFSC Nº 82, DE 14 DE JUNHO DE 2017.

RESOLUÇÃO CEPE/IFSC Nº 82, DE 14 DE JUNHO DE 2017. RESOLUÇÃO CEPE/IFSC Nº 82, DE 14 DE JUNHO DE 2017. Aprova a criação e oferta de vagas de Curso de Formação Continuada no IFSC. O PRESIDENTE do COLEGIADO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

LABORATÓRIO DE INOVAÇÕES EM EDUCAÇÃO NA SAÚDE COM ÊNFASE EM EDUCAÇÃO PERMANENTE /EDITAL DA 1ª EDIÇÃO

LABORATÓRIO DE INOVAÇÕES EM EDUCAÇÃO NA SAÚDE COM ÊNFASE EM EDUCAÇÃO PERMANENTE /EDITAL DA 1ª EDIÇÃO LABORATÓRIO DE INOVAÇÕES EM EDUCAÇÃO NA SAÚDE COM ÊNFASE EM EDUCAÇÃO PERMANENTE /EDITAL DA 1ª EDIÇÃO Porque o Laboratório Os processos de educação em saúde constituem como um dos fundamentos das práticas

Leia mais

Informativo. Espaço de notícias e reportagens da Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Ponta Grossa. Edição Janeiro/Fevereiro 2015

Informativo. Espaço de notícias e reportagens da Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Ponta Grossa. Edição Janeiro/Fevereiro 2015 Informativo Edição Janeiro/Fevereiro 2015 Espaço de notícias e reportagens da Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Ponta Grossa PONTA GROSSA Informativo Edição Janeiro/Fevereiro 2015 Gabinete

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empresarial. Prof. Me. Vitor Paulo Boldrin Organizador. ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS Regulamento

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empresarial. Prof. Me. Vitor Paulo Boldrin Organizador. ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS Regulamento Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empresarial Prof. Me. Vitor Paulo Boldrin Organizador ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS Regulamento Jales 2016 APRESENTAÇÃO E EMENTA O presente texto visa

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão Curso Administração Campus: Angra dos Reis SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão Formar profissionais, éticos, criativos e empreendedores, com competências e habilidades técnicas, humanas e conceituais, visão

Leia mais

BACHARELADO EM DESING DE PRODUTO

BACHARELADO EM DESING DE PRODUTO BACHARELADO EM DESING DE PRODUTO ATO AUTORIZATIVO DO CURSO DE GRADUAÇÃO BACHARELADO DESING DE PRODUTO Design de Produto, reconhecido conforme Portaria MEC N 384, de 19 de março de 2009, publicada no D.O.U.

Leia mais

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS - PAE

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS - PAE PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS - PAE A Faculdade de Presidente Venceslau - FAPREV, preocupada com o presente e o futuro de seus alunos, propõem a criação do Programa de Acompanhamento de seus

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO CAPITULO I Das considerações preliminares Art. 1 - Este regulamento disciplina os processos de planejamento, elaboração, execução e avaliação das atividades extensionistas

Leia mais