Rolamentos Autocompensadores de Esferas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rolamentos Autocompensadores de Esferas"

Transcrição

1

2 Rolamentos Autocompensadores de Esferas Tolerância Página 52 Folga interna Página 64 Modelo Os Rolamentos Autocompensadores de Esferas são particularmente apropriados para aplicações onde ocorram desalinhamentos devidos a erros na montagem, ou flexões do eixo. Gaiola Os rolamentos são montados com gaiola estampada de aço ou gaiola de poliamida. O sufi xo G do código do rolamento na embalagem, indica gaiola de poliamida. Atenção (1) O ângulo de desalinhamento máximo admissível é em torno de 2,5 nas séries 12 e 22. E em torno de 3, nas séries 13 e 23, sob condições normais de uso. Deve-se tomar cuidado para proporcionar folga suficiente entre o rolamento e a estrutura adjacente, quando o rolamento estiver trabalhando na sua condição de desalinhamento máximo. (2) Rolamentos desalinhados tendem a se tornarem ruidosos à medida em que a velocidade aumenta. Devido à restrição de nível de ruído, o desalinhamento máximo na prática, deve ser consideravelmente menor que o limite máximo. (3) As tabelas dimensionais mostram a distância dos conjuntos de esferas, como dimensão B1, para Rolamentos Autocompensadores de Esferas, de maiores tamanhos, onde a largura de montagem da esfera, se estende além da largura envolvida pelo anel do rolamento. (4) É difícil medir corretamente a folga de trabalho em rolamentos com furo cônico após a montagem. A montagem desse tipo de rolamento, com furos cônicos, exige certa experiência e técnica. (5) Os rolamentos com gaiola de poliamida devem ser usados em temperatura de trabalho abaixo de 120 C. 192

3 Montagem de rolamentos com furo cônico A montagem de rolamentos com furo cônico requer experiência e técnica. Os rolamentos com furos cônicos são sempre montados com um encaixe de interferência no eixo. Para medir essa interferência com o eixo, pode ser utilizado o deslocamento axial do anel interno ou a redução da folga radial interna devido ao encaixe de interferência. Geralmente, a medição da redução da folga radial interna é um método mais confiável do que a medição do deslocamento axial do anel interno. 193

4 Tabela 1. Montagem de rolamentos de esferas autocompensadores com furo cônico s Diâmetro do Furo do Rolamento d (mm) Ângulo de Tensão α (graus) Deslocamentos axiais (mm) Folga residual média após a montagem dos rolamentos com a folga inicial. Séries de Rolamentos Normal C3 12K 13K 22K 23K (µm) (µm) ,22 0, ,22 0,23 0,22 0, ,22 0,23 0,22 0, ,30 0,30 0,30 0, ,30 0,30 0,30 0, ,31 0,34 0,31 0, ,31 0,34 0,31 0, ,40 0,41 0,39 0, ,40 0,41 0,39 0, ,40 0,41 0,39 0, ,45 0,47 0,43 0, ,45 0,47 0,43 0, ,58 0,60 0,54 0, ,58 0,60 0,54 0, ,58 0,60 0,54 0, ,58 0,60 0,54 0, ,67 0, ,67 0,70 0,66 0, ,

5 Rolamentos Autocompensadores de esferas Diâmetro de Furo: 1040mm Furo cilíndrico Furo cônico (Conicidade: 1/12) 1N=0,102kgf Dimensões principais (mm) Identifi cação do Rolamento Capacidade de Capacidade de d D B B1 carga dinâmica carga estática r Cr (N) Cor (N) (mín.) Furo cilíndrico Furo cônico , , , , , , , , K K , K , K K K , K , K K K , K , K , K , K , K , K , K , K , K , K Observações: 1. O sufi xo K indica rolamento com furo cônico (1/12) 2. A dimensão B1 é a largura de um conjunto de esferas que se estende além da dimensão da largura do anel. 195

6 Carga radial dinâmica equivalente Pr=X+Y e e X Y X Y 1 Y1 0,65 Y2 Carga radial estática equivalente Por=+Y0 Valores de e, Y1, Y2 e Y0 estão na tabela. Limite rotação (min -1 ) Coefi ciente de carga axial Constante e Dimensões internas e de raio (mm) Massa (kg) (Referência) Furo Cilíndrico Rolamento Lubrifi cação Lubrifi cação da Da ra Y1 Y2 Y0 com graxa com óleo (mín.) (máx.) (máx.) ,92 2,97 2,01 0, ,6 0, ,07 1,65 1,12 0, ,6 0, ,89 2,93 1,98 0, ,6 0, ,18 1,83 1,24 0, ,6 0, ,77 2,74 1,86 0, ,0 0, ,17 1,81 1,23 0, ,0 0, ,90 2,95 2,00 0, ,6 0, ,27 1,97 1,33 0, ,6 0, ,86 2,88 1,95 0, ,0 0, ,27 1,96 1,33 0, ,0 0, ,03 3,14 2,12 0, ,6 0, ,27 1,96 1,33 0, ,6 0, ,92 2,97 2,01 0, ,0 0, ,28 1,98 1,34 0, ,0 0, ,16 3,35 2,27 0, ,0 0, ,31 2,02 1,37 0, ,0 0, ,12 3,28 2,22 0,30 26,5 42,5 1,0 0, ,29 2,00 1,35 0,49 26,5 42,5 1,0 0, ,28 3,52 2,39 0, ,0 0, ,58 2,45 1,66 0, ,0 0, ,31 3,57 2,41 0,27 31,5 55,5 1,0 0, ,36 2,10 1,42 0,46 31,5 55,5 1,0 0, ,55 3,94 2,67 0, ,0 0, ,79 2,77 1,87 0, ,0 0, ,40 3,72 2,52 0,26 36,5 65,5 1,0 0, ,44 2,23 1,51 0,44 36,5 65,5 1,0 0, ,71 4,20 2,84 0,23 41,5 65,5 1,0 0, ,71 2,65 1,79 0,37 41,5 65,5 1,0 0, ,48 3,84 2,60 0, ,5 0, ,39 2,15 1,46 0, ,5 0, ,83 4,38 2,97 0,22 46,5 73,5 1,0 0, ,92 2,96 2,01 0,33 46,5 73,5 1,0 0, ,57 3,98 2,69 0, ,5 0, ,47 2,27 1,54 0, ,5 0,

7 Rolamentos Autocompensadores de esferas Diâmetro de Furo: 4580mm Furo cilíndrico Furo cônico (Conicidade: 1/12) 1N=0,102kgf Dimensões principais (mm) Identifi cação do Rolamento Capacidade de Capacidade de d D B B1 carga dinâmica carga estática r Cr (N) Cor (N) (mín.) Furo cilíndrico Furo cônico , K , K , K , K , K , K K K , K , K K K , K , K , K , K , K , K , K , K , , , , , K , K , K , K K K , K , K Observações: 1. O sufi xo K indica rolamento com furo cônico (1/12) 2. A dimensão B1 é a largura de um conjunto de esferas que se estende além da dimensão da largura do anel. 197

8 Carga radial dinâmica equivalente Pr=X+Y e e X Y X Y 1 Y1 0,65 Y2 Carga radial estática equivalente Por=+Y0 Valores de e, Y1, Y2 e Y0 estão na tabela. Limite rotação (min -1 ) Coefi ciente de carga axial Constante e Dimensões internas e de raio (mm) Massa (kg) (Referência) Furo Cilíndrico Rolamento Lubrifi cação Lubrifi cação da Da ra Y1 Y2 Y0 com graxa com óleo (mín.) (máx.) (máx.) ,94 4,56 3,09 0,21 51,5 78,5 1,0 0, ,09 3,23 2,19 0,30 51,5 78,5 1,0 0, ,56 3,95 2,68 0, ,5 0, ,51 2,33 1,58 0, ,5 1, ,07 4,76 3,22 0,21 56,5 83,5 1,0 0, ,33 3,61 2,45 0,27 56,5 83,5 1,0 0, ,70 4,17 2,83 0, ,0 1, ,56 2,41 1,63 0, ,0 1, ,19 4,94 3,34 0, ,5 0, ,35 3,64 2,47 0, ,5 0, ,70 4,18 2,83 0, ,0 1, ,53 2,37 1,60 0, ,0 2, ,37 5,22 3,53 0, ,5 0, ,26 3,49 2,36 0, ,5 1, ,91 4,50 3,05 0, ,0 1, ,62 2,51 1,70 0, ,0 2, ,67 5,68 3,84 0, ,5 1, ,24 3,47 2,35 0, ,5 1, ,73 4,23 2,86 0, ,0 2, ,66 2,58 1,74 0, ,0 3, ,48 5,38 3,64 0, ,5 1, ,42 3,74 2,53 0, ,5 1, ,84 4,40 2,98 0, ,0 2, ,82 2,82 1,91 0, ,0 4, ,60 5,58 3,77 0, ,5 1, ,49 3,85 2,61 0, ,5 1, ,80 4,33 2,93 0, ,0 3, ,86 2,88 1,95 0, ,0 5, ,90 6,03 4,08 0, ,0 1, ,42 3,75 2,54 0, ,0 2, ,90 4,49 3,04 0, ,0 4, ,87 2,90 1,96 0, ,0 6,

9 Rolamentos Autocompensadores de esferas Diâmetro de Furo: 85110mm Furo cilíndrico Furo cônico (Conicidade: 1/12) 1N=0,102kgf Dimensões principais (mm) Identifi cação do Rolamento Capacidade de Capacidade de d D B B1 carga dinâmica carga estática r Cr (N) Cor (N) (mín.) Furo cilíndrico Furo cônico K K K K K K K K , K , K , K K , K , K K K , , , K , K , K K Observações: 1. O sufi xo K indica rolamento com furo cônico (1/12) 2. A dimensão B1 é a largura de um conjunto de esferas que se estende além da dimensão da largura do anel. 199

10 Carga radial dinâmica equivalente Pr=X+Y e e X Y X Y 1 Y1 0,65 Y2 Carga radial estática equivalente Por=+Y0 Valores de e, Y1, Y2 e Y0 estão na tabela. Limite rotação (min -1 ) Coefi ciente de carga axial Constante e Dimensões internas e de raio (mm) Massa (kg) (Referência) Furo Cilíndrico Rolamento Lubrifi cação Lubrifi cação da Da ra Y1 Y2 Y0 com graxa com óleo (mín.) (máx.) (máx.) ,61 5,59 3,78 0, , ,49 3,85 2,61 0, , ,93 4,53 3,07 0, ,5 4, ,82 2,82 1,91 0, ,5 7, ,69 5,70 3,86 0, , ,39 3,71 2,51 0, , ,81 4,35 2,94 0, ,5 5, ,84 2,85 1,93 0, ,5 8, ,63 5,62 3,80 0, , ,43 3,76 2,55 0, , ,73 4,23 2,86 0, ,5 6, ,82 2,82 1,91 0, ,5 9, ,62 5,60 3,79 0, , ,57 3,98 2,70 0, , ,66 4,11 2,78 0, ,5 8, ,84 2,85 1,93 0, ,5 12, ,56 5,51 3,73 0, , ,43 3,76 2,55 0, , ,73 4,22 2,86 0, ,5 10, ,75 2,71 1,83 0, ,5 14, ,64 5,63 3,81 0, , ,41 3,73 2,53 0, , ,82 4,37 2,96 0, ,5 11, ,82 2,82 1,91 0, ,5 17,

ROLAMENTOS AUTOCOMPENSADORES DE ROLOS ROLAMENTOS AUTOCOMPENSADORES DE ROLOS

ROLAMENTOS AUTOCOMPENSADORES DE ROLOS ROLAMENTOS AUTOCOMPENSADORES DE ROLOS ROLAMENTOS AUTOCOMPENSADORES DE ROLOS ROLAMENTOS AUTOCOMPENSADORES DE ROLOS, Furo Cônico Diâmetro do Furo 20-150 mm... B184 Diâmetro do Furo 160-560 mm... B192 Diâmetro do Furo 600-1400 mm... B202 B 182

Leia mais

Rolamentos com duas fileiras. de esferas de contato radial 262

Rolamentos com duas fileiras. de esferas de contato radial 262 Rolamentos com duas fileiras de esferas Rolamentos com duas fileiras de esferas de contato radial 262 Definições e aptidões 262 Séries 262 Tolerâncias e jogos 262 Elementos de cálculo 263 Sufixos 263 Características

Leia mais

Fig Folga interna radial e axial da série 69 Fig Folga interna radial e axial da série 62

Fig Folga interna radial e axial da série 69 Fig Folga interna radial e axial da série 62 7. Dados técnicos 7. Folga interna radial e axial de rolamentos rígidos de esferas........8 68 68 68 68 68 68....8 6 6 6 6 6 6.6....... Fig.7.. Folga interna radial e axial da série 68.6....... Fig. 7..

Leia mais

Rolamento autocompensador de rolos vedado tipo WA

Rolamento autocompensador de rolos vedado tipo WA Rolamento autocompensador de rolos vedado tipo WA Rolamento Autocompensador de Rolos Vedado NTN Tipo WA Longos períodos de operação entre inspeções de manutenção em ambientes contaminados! INTRODUÇÃO A

Leia mais

Tecnologia de Rolamentos Uma introdução à tecnologia em rolamentos SKF

Tecnologia de Rolamentos Uma introdução à tecnologia em rolamentos SKF Tecnologia de Rolamentos Uma introdução à tecnologia em rolamentos SKF Elementos Girantes Esfera Rolo esférico (simétrico) Rolo esférico (assimétrico) Rolo cilíndrico Agulha Rolo cônico Radial Rolamentos

Leia mais

ROLAMENTOS AXIAIS DE ESFERAS DE CONTATO ANGULAR

ROLAMENTOS AXIAIS DE ESFERAS DE CONTATO ANGULAR B 234 ROLAMENTOS AXIAIS DE ESFERAS DE CONTATO ANGULAR ROLAMENTOS AXIAIS DE ESFERAS DE CONTATO ANGULAR DE ESCORA DUPLA ROLAMENTOS PARA SUPORTE DE FUSOS DE ESFERAS Diâmetro do Furo 35-280 mm... B238 Diâmetro

Leia mais

Rolamentos Axiais. 2. Rolamentos Axiais de Esferas de Contato Angular. 1. Rolamentos Axiais de Esferas de Escora Simples

Rolamentos Axiais. 2. Rolamentos Axiais de Esferas de Contato Angular. 1. Rolamentos Axiais de Esferas de Escora Simples Rolamentos axiais de esferas de escora simples Rolamentos axiais de esferas de contato angular de escora dupla bidirecional Rolamentos axiais de esferas de contato angular pareado para altas rotações Rolamentos

Leia mais

Rolamentos Axiais de Esferas

Rolamentos Axiais de Esferas Rolamentos Axiais de Esferas Tolerância Página 52 Modelo Os Rolamentos Axiais de Esferas são fabricados como rolamentos de escora simples ou de escora dupla. Os Rolamentos Axiais de Esferas de Escora Simples,

Leia mais

Rolamentos de rolos cilíndricos

Rolamentos de rolos cilíndricos Rolamentos de rolos cilíndricos Rolamentos de rolos cilíndricos 292 Definições e aptidões 292 Séries 292 Variantes 293 Tolerâncias e jogos 294 Elementos de cálculo 296 Elementos de montagem 297 Sufixos

Leia mais

Rolamentos de rolos cônicos

Rolamentos de rolos cônicos Os rolamentos de rolos cônicos são projetados de modo que a capa, o cone e os rolos tenham superfícies cônicas cujos ápices convergem para um ponto comum no eixo do rolamento. Junto com os rolamentos da

Leia mais

ROLAMENTOS DE ROLOS DE AGULHAS

ROLAMENTOS DE ROLOS DE AGULHAS B 244 ROLAMENTOS DE ROLOS DE AGULHAS CONJUNTOS DE GAIOLA E ROLOS DE AGULHAS Conjuntos de Gaiola e Rolos de Agulhas para Bielas BUCHAS DE AGULHAS Com Gaiola Tipo Completo ROLAMENTOS DE ROLOS DE AGULHAS

Leia mais

ROLAMENTOS FIXOS DE ESFERAS

ROLAMENTOS FIXOS DE ESFERAS B 4 ROLAMENTOS FIXOS DE ESFERAS ROLAMENTOS FIXOS DE UMA CARREIRA DE ESFERAS Tipo, Tipo Blindado e Tipo Vedado Tipo Diâmetro do Furo 10-240 mm... B8 Diâmetro do Furo 260-800 mm... B20 ROLAMENTOS DE ESFERAS

Leia mais

Rolamentos de Esferas de Contato Angular

Rolamentos de Esferas de Contato Angular Rolamentos Esferas Contato Angular Tolerância Página 52 Pré-Carga Página 95 Molo Os Rolamentos Esferas Contato Angular pom suportar cargas combinadas, ação simultânea das cargas radial e axial, porque

Leia mais

Dimensões 01深溝玉.indd 138 01深溝玉.indd 138 2007/08/22 16:27:39 2007/08/22 16:27:39

Dimensões 01深溝玉.indd 138 01深溝玉.indd 138 2007/08/22 16:27:39 2007/08/22 16:27:39 Dimensões Rolamento Fixo de Esferas Precisão Página 52 Folga interna Página 64 Dimensões de anel de retenção Página 45 Devido à sua versatilidade, o Rolamento Fixo de Esferas de Uma Carreira é o tipo

Leia mais

DESENHO TÉCNICO MECÂNICO II. Aula 02 Mancais, Anéis Elásticos e Retentores. Desenho Técnico Mecânico II

DESENHO TÉCNICO MECÂNICO II. Aula 02 Mancais, Anéis Elásticos e Retentores. Desenho Técnico Mecânico II DESENHO TÉCNICO MECÂNICO II Aula 02 Mancais, Anéis Elásticos e Retentores 1.0. Mancais 1.1. Definição: Mancais são elementos que servem de apoio para eixos girantes, deslizantes ou oscilantes e que suportam

Leia mais

Caixas F500. VE-001-F500. Copyright FCM 2001

Caixas F500.  VE-001-F500. Copyright FCM 2001 Catálogo Eletrônico VE-001-F500 www.fcm.ind.br Caixas F500 Copyright FCM 2001 O conteúdo deste catálogo é de propriedade da empresa FCM - Fábrica de Mancais Curitiba Ltda., sendo proibida a reprodução

Leia mais

ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado da Gestão Administrativa Secretaria Adjunta de Compras e Licitações Comissão Permanente de Licitação CPL 01

ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado da Gestão Administrativa Secretaria Adjunta de Compras e Licitações Comissão Permanente de Licitação CPL 01 1 Rolamento industrial, Nº 4202zz 3 Rolamento industrial, rígido de esferas, angular, series 4202zz diam. Int. 15mm; diam. Ext. 35mm; proteção lateral duas blindagens, 2 Rolamento industria, Nº 4203zz

Leia mais

Características do fuso de esferas

Características do fuso de esferas Torque de acionamento de um terço do parafuso deslizante Com o fuso de esferas, esferas rolam entre o eixo parafuso e a castanha para alcançar uma alta eficiência. O torque de acionamento necessário é

Leia mais

Características do fuso de esferas

Características do fuso de esferas Torque de acionamento de um terço do parafuso deslizante Com o fuso de esferas, esferas rolam entre o eixo parafuso e a castanha para alcançar uma alta eficiência. O torque de acionamento necessário é

Leia mais

Caixas SAF. VE-001-SAF. Copyright FCM 2001

Caixas SAF.  VE-001-SAF. Copyright FCM 2001 Catálogo Eletrônico VE-001-SAF www.fcm.ind.br Caixas SAF Copyright FCM 2001 O conteúdo deste catálogo é de propriedade da empresa FCM - Fábrica de Mancais Curitiba Ltda., sendo proibida a reprodução parcial

Leia mais

Rolamentos de Precisão para Máquinas-Ferramentas

Rolamentos de Precisão para Máquinas-Ferramentas Rolamentos de Precisão para Máquinas-Ferramentas Os rolamentos selecionados para uso em máquinasferramentas requerem um design que assegurem a alta velocidade rotacional e grande precisão. Rolamentos para

Leia mais

Descritivo Técnico Adaptador Sensor Hall

Descritivo Técnico Adaptador Sensor Hall Folha 1 de 7 Folha 2 de 7 Sumário 1 Descrição geral... 3 2 Funcionamento... 3 2.1 Operação... 3 2.2 Programação, configuração e comunicação... 3 2.3 Descritivo de aplicação... 3 2.4 Exemplo de aplicação...

Leia mais

Mateus de Almeida Silva. Meca 3º ano. Tipos de Rolamentos e Aplicações. Rolamento

Mateus de Almeida Silva. Meca 3º ano. Tipos de Rolamentos e Aplicações. Rolamento Mateus de Almeida Silva. Meca 3º ano Tipos de Rolamentos e Aplicações Rolamento A função do rolamento é minimizar a fricção entre as peças móveis da máquina e suportar uma carga. A maioria dos rolamentos

Leia mais

Rolamentos Rígidos de Esferas

Rolamentos Rígidos de Esferas Rolamentos Rígidos de Esferas Os rolamentos de esferas são extremamente comuns, pois eles podem lidar com ambas as cargas, radiais e axiais e são os mais amplamente utilizados devido a um conjunto de fatores:

Leia mais

LINHA DE ROLAMENTOS DE SUPER PRECISÃO

LINHA DE ROLAMENTOS DE SUPER PRECISÃO LINHA DE ROLAMENTOS DE SUPER PRECISÃO SINTA-SE SEGURO, a excelência japonesa ao seu lado www.ntn-snr.com * Contém tecnologia japonesa Você está procurando pelo melhor desempenho e pela mais alta qualidade

Leia mais

ROLAMENTOS. Prof. Alexandre Augusto Pescador Sardá

ROLAMENTOS. Prof. Alexandre Augusto Pescador Sardá ROLAMENTOS Prof. Alexandre Augusto Pescador Sardá INTRODUÇÃO Há evidências que toras de madeira (rodas ou rolos) foram utilizadas pelos nossos ancestrais para mover objetos pesados em 4000 a.c., ou seja,

Leia mais

RKB-Rolamentos autocompensadores de rolos: Nova Série ROVSX para máquinas vibratórias

RKB-Rolamentos autocompensadores de rolos: Nova Série ROVSX para máquinas vibratórias RKB-Rolamentos autocompensadores de rolos: Nova Série ROVSX para máquinas vibratórias Desenvolvidos com tecnologia de ponta RKB RKB ROVS (antigo) RKB ROVSX novo projeto Para produzir a nova série ROVSX,

Leia mais

EPS Mancais Industriais Ltda

EPS Mancais Industriais Ltda Série SNH Série SNH 200 Mancal versátil, desenvolvido para trabalho com rolamento autocompensador de esfera séries 1200 e 200 ou autocompensador de rolo séries 22200 e 23200, onde o bloqueio do mesmo é

Leia mais

Preparativos Antes da Montagem

Preparativos Antes da Montagem Preparativos Antes da Montagem Manter o local da montagem seco e livre de poeira. Observar a limpeza do eixo, alojamento e das ferramentas. Organizar a área de trabalho. Selecionar as ferramentas adequadas

Leia mais

SCR. Guia linear com gaiola de esferas cruzada modelo SCR

SCR. Guia linear com gaiola de esferas cruzada modelo SCR Guia linear com gaiola de esferas cruzada modelo Trilho Raspador Trilho Raspador lateral Bloco Esfera Gaiola de esferas Recirculador Niple de lubrificação * Para a gaiola de esferas, consulte A. Diagrama

Leia mais

Anel de fixação MMP - Principais Características

Anel de fixação MMP - Principais Características Anel de fixação MMP - Principais Características Os anéis de fixação MMP oferecem as vantagens de um sistema de ajuste forçado, com uma simplificada instalação e remoção. Estão baseados no sistema de cunha:

Leia mais

ROLAMENTOS AUTOCOMPENSADORES DE ROLOS VEDADOS. Desempenho - Econômico - Proteção ambiental

ROLAMENTOS AUTOCOMPENSADORES DE ROLOS VEDADOS.  Desempenho - Econômico - Proteção ambiental ROLAMENTOS AUTOCOMPENSADORES DE ROLOS VEDADOS Desempenho - Econômico - Proteção ambiental www.ntn-snr.com PICTO A A NTN-SNR acrescenta rolamentos vedados à sua linha ULTAGE de rolamentos de rolo esférico

Leia mais

Rolamentos de Rolos Cilíndricos

Rolamentos de Rolos Cilíndricos Rolamentos de Rolos Cilíndricos Tolerância Página 52 Folga interna Página 64 axial Página 34 Modelos e Formatos Os Rolamentos de Rolos Cilíndricos NACHI são produzidos em uma larga variedade de projetos

Leia mais

Rolamentos. Rolamentos Autocompensadores de Esferas. Rolamentos Rígidos de Esferas

Rolamentos. Rolamentos Autocompensadores de Esferas. Rolamentos Rígidos de Esferas Rolamentos Desde a invenção da roda as civilizações mais antigas tinham a necessidade de substituir o atrito e o deslizamento provocado pelos contatos que dois materiais causavam. Relatos de que os Romanos

Leia mais

Caixas SOFN. VE-001-SOFN. Copyright FCM 2001

Caixas SOFN.  VE-001-SOFN. Copyright FCM 2001 Catálogo Eletrônico VE-001-SOFN www.fcm.ind.br Caixas SOFN Copyright FCM 2001 O conteúdo deste catálogo é de propriedade da empresa FCM - Fábrica de Mancais Curitiba Ltda., sendo proibida a reprodução

Leia mais

IMETEX TERMINAL DE RÓTULA - DIN 648. Informações Técnicas

IMETEX TERMINAL DE RÓTULA - DIN 648. Informações Técnicas Informações Técnicas Tolerância do Anel Interno A tolerância dos furos dos Terminais de Rótula séries K é H7. Nós recomendamos um ajuste g6 para o eixo. Para as tolerâncias dos furos dos Terminais de Rótula

Leia mais

Chaves e soquetes. Fácil montagem e desmontagem sem danos à porca

Chaves e soquetes. Fácil montagem e desmontagem sem danos à porca Chaves e soquetes Fácil montagem e desmontagem sem danos à porca Ajuste fixo: eixos cônicos Os rolamentos montados em eixos cônicos obtêm o ajuste fixo quando atingem o local certo de fixação no eixo cônico.

Leia mais

Rolamentos de Rolos Cilíndricos com Alta Capacidade de Carga

Rolamentos de Rolos Cilíndricos com Alta Capacidade de Carga Rolamentos de Rolos Cilíndricos com Alta Capacidade de Carga Rolamentos com alta capacidade de carga, baixo nível de ruído, alta resistência, que oferecem melhor rendimento para uma ampla variedade de

Leia mais

Tamanho máx. da partícula 5 µm. Torque teórico com. Materiais:

Tamanho máx. da partícula 5 µm. Torque teórico com. Materiais: 1 Pressão operação mín/máx 2 bar / 10 bar Temperatura ambiente min./máx. -20 C / +80 C Temperatura produto mín/máx. -20 C / +80 C Fluido Ar comprimido Tamanho máx. da partícula 5 µm Teor óleo do ar comprimido

Leia mais

Preparativos Antes da Montagem

Preparativos Antes da Montagem Preparativos Antes da Montagem Manter o local da montagem seco e livre de poeira. Observar a limpeza do eixo, alojamento e das ferramentas. Organizar a área de trabalho. Selecionar as ferramentas adequadas

Leia mais

Linha de rolamentos excepcional para aplicações extremas ACESSIBILIDADE TÉCNICA - DISPONÍVEL - PRONTO PARA USO.

Linha de rolamentos excepcional para aplicações extremas ACESSIBILIDADE TÉCNICA - DISPONÍVEL - PRONTO PARA USO. Linha de rolamentos excepcional para aplicações extremas ACESSIBILIDADE TÉCNICA - DISPONÍVEL - PRONTO PARA USO www.ntn-snr.com TOPLINE é composto por rolamentos de esfera de contato radial nas séries 6000,

Leia mais

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Engenharia de Aplicação BGL Vídeo 10: MONTAGEM de BUCHA DE DESMONTAGEM HIDRÁULICA sob ROLAMENTO autocompensador

Leia mais

Anel de fixação MMP - Principais Características

Anel de fixação MMP - Principais Características Anel de fixação MMP - Principais Características Os anéis de fixação MMP oferecem as vantagens de um sistema de ajuste forçado, com uma simplificada instalação e remoção. Estão baseados no sistema de cunha:

Leia mais

OS ROLAMENTOS BIPARTIDOS IBROL DE ROLOS CILÍNDRICOS AUTOCOMPENSADORES PROPORCIONAM:

OS ROLAMENTOS BIPARTIDOS IBROL DE ROLOS CILÍNDRICOS AUTOCOMPENSADORES PROPORCIONAM: 1 OS ROLAMENTOS BIPARTIDOS IBROL AUTOCOMPENSADORES PROPORCIONAM: Economia de tempo e redução de custo para reposição em locais de acesso restrito: Os rolamentos bipartidos de rolos cilíndricos autocompensadores

Leia mais

Estudo da precisão do posicionamento

Estudo da precisão do posicionamento Causas de erro na precisão do posicionamento As causas de erros na precisão do posicionamento incluem a precisão do ângulo de avanço, a folga axial e a rigidez axial do sistema de parafusos de alimentação.

Leia mais

Tels.: Campinas-sp Itupeva-sp

Tels.: Campinas-sp Itupeva-sp Principais características: Inserção do tipo mandíbula Pode ser entregue a prova de falha ou a favor do rompimento Reduz vibrações Materiais: EN-GJL-250 (GG-25) Alta resistência ao desgaste Desenho compacto

Leia mais

SVR/SVS. Guia linear com gaiola de esferas modelo SVR/SVS do tipo carga ultrapesada para máquinas-ferramenta

SVR/SVS. Guia linear com gaiola de esferas modelo SVR/SVS do tipo carga ultrapesada para máquinas-ferramenta 5BZ Guia linear com gaiola de esferas modelo do tipo carga ultrapesada para máquinas-ferramenta Protetor 90 Trilho Gaiola de esferas Tipo radial modelo SVR Seção transversal 40 50 Esfera * Para a gaiola

Leia mais

V OMS V OMS V OMS V OMS V OMS V OMS V OMS V OMS

V OMS V OMS V OMS V OMS V OMS V OMS V OMS V OMS Motor Orbital V OMS Recomendações Para garantir uma maior vida útil do motor, preencher a carcaça com óleo antes de rodar e deixar o motor trabalhar com cargas moderadas e a baixa velocidade durante 10

Leia mais

Preparativos Antes da Montagem

Preparativos Antes da Montagem Preparativos Antes da Montagem Manter o local da montagem seco e livre de poeira. Observar a limpeza do eixo, alojamento e das ferramentas. Organizar a área de trabalho. Selecionar as ferramentas adequadas

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS ÁREA 2. Disciplina: Elementos de Máquina Semestre: 2016/01

LISTA DE EXERCÍCIOS ÁREA 2. Disciplina: Elementos de Máquina Semestre: 2016/01 LISTA DE EXERCÍCIOS ÁREA 2 Disciplina: Elementos de Máquina Semestre: 2016/01 Prof: Diego R. Alba 1. Um mancal de esferas de série 02 de contato angular, com anel interno rotante, é requerido para uma

Leia mais

Soluções em Bombeamento

Soluções em Bombeamento Linha NCI IRRIGAÇÃO APLICAÇÕES IRRIGAÇÃO E GRANDES ALAGAMENTOS CARACTERÍSTICAS As bombas centrífugas para irrigação da linha NCI possuem um único estágio, de fluxo misto, com rotores fechados projetados

Leia mais

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Engenharia de Aplicação BGL Vídeo 05: MONTAGEM de BUCHA DE FIXAÇÃO HIDRÁULICA sob ROLAMENTO Veja o passo-a-passo

Leia mais

TOLERÂNCIA GEOMÉTRICA

TOLERÂNCIA GEOMÉTRICA TOLERÂNCIA GEOMÉTRICA FORMA Um erro de forma corresponde à diferença entre a superfície real da peça e a forma geométrica teórica. POSIÇÃO A tolerância de posição estuda a relação entre dois ou mais elementos.

Leia mais

Preparativos Antes da Montagem

Preparativos Antes da Montagem Preparativos Antes da Montagem Manter o local da montagem seco e livre de poeira. Observar a limpeza do eixo, alojamento e das ferramentas. Organizar a área de trabalho. Selecionar as ferramentas adequadas

Leia mais

ROLAMENTOS AXIAIS DE ESFERAS DE ESCORA SIMPLES Com Assento Plano, Assento Esférico ou Contraplaca CONCEPÇÃO, TIPOS E CARACTERÍSTICAS

ROLAMENTOS AXIAIS DE ESFERAS DE ESCORA SIMPLES Com Assento Plano, Assento Esférico ou Contraplaca CONCEPÇÃO, TIPOS E CARACTERÍSTICAS B 206 ROLAMENTOS AXIAIS ROLAMENTOS AXIAIS DE ESFERAS DE ESCORA SIMPLES Assento Plano, Assento Esférico ou Contraplaca ROLAMENTOS AXIAIS DE ESFERAS DE ESCORA DUPLA Assento Plano, Assento Esférico ou Contraplaca

Leia mais

FEPI. Fresamento. Surgiu em , Page 1 Tecnologia Mecânica II

FEPI. Fresamento. Surgiu em , Page 1 Tecnologia Mecânica II Fresamento A Fresagem ou o Fresamento é um processo de usinagem mecânica, feito através de uma máquina chamada FRESADORA e ferramentas especiais chamadas de FRESAS. Surgiu em 1918 28.09.2009, Page 1 Fresadora

Leia mais

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Engenharia de Aplicação BGL Vídeo 09: MONTAGEM de BUCHA DE DESMONTAGEM sob ROLAMENTO Veja o passo-a-passo

Leia mais

Recursos da guia linear

Recursos da guia linear Funções necessárias para a superfície da guia linear Alta carga permitida Altamente rígido em todas as direções Alta repetibilidade de posicionamento Precisão de operação obtida facilmente Alta precisão

Leia mais

Seleção de um modelo. Cálculo da carga axial. Fa3= μ mg + f mα 19. Fa4= mg f mα 26 Fa5= mg f 27 Fa6= mg f + mα 28. Fa3= mg + f mα 25.

Seleção de um modelo. Cálculo da carga axial. Fa3= μ mg + f mα 19. Fa4= mg f mα 26 Fa5= mg f 27 Fa6= mg f + mα 28. Fa3= mg + f mα 25. Cálculo da carga axial Em montagens horizontais Com sistemas de transporte comuns, a carga axial (Fa n ) aplicada ao alternar o trabalho para a direção horizontal é obtida na equação abaixo. Fa1= μ mg

Leia mais

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Engenharia de Aplicação BGL Vídeo 03: MONTAGEM de BUCHA DE FIXAÇÃO sob ROLAMENTO Veja o passo-a-passo deste

Leia mais

PB E PBL CARACTERÍSTICAS ENGRENAGENS DE DENTES HELICOIDAIS LUBRIFICAÇÃO POR GRAXA SINTÉTICA MECANISMO DE PINÇA DE APERTO

PB E PBL CARACTERÍSTICAS ENGRENAGENS DE DENTES HELICOIDAIS LUBRIFICAÇÃO POR GRAXA SINTÉTICA MECANISMO DE PINÇA DE APERTO PB E PBL CARACTERÍSTICAS PB PBL SB SBL SE SEL SD SDL SF SFL ST ENGRENAGENS DE DENTES HELICOIDAIS Mecanismos de redução de primeira linha empregar engrenagens de dentes helicoidais, que fornecem uma taxa

Leia mais

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Engenharia de Aplicação BGL 08: MONTAGEM de BUCHA DE DESMONTAGEM sob ROLAMENTO Veja o passo-a-passo deste

Leia mais

Série BCC de 1 dobra Curso: mm

Série BCC de 1 dobra Curso: mm Cilindro sem haste do pistão Cilindro de fole 1 Modelo Cilindro de fole com anel de fixação e tampa Princípio de ação De efeito simples, retraído sem pressão Ângulo de basculamento permitido 1-2 Pressão

Leia mais

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico

Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Instruções de Montagem e Desmontagem de Buchas sob Rolamentos Autocompensadores com Furo Cônico Engenharia de Aplicação BGL Vídeo 01: MONTAGEM de BUCHA DE FIXAÇÃO sob ROLAMENTO Veja o passo-a-passo deste

Leia mais

Preparativos Antes da Montagem

Preparativos Antes da Montagem Preparativos Antes da Montagem Manter o local da montagem seco e livre de poeira. Observar a limpeza do eixo, alojamento e das ferramentas. Organizar a área de trabalho. Selecionar as ferramentas adequadas

Leia mais

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato radial de aço inoxidável. Guia / Lista de argumentos técnicos

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato radial de aço inoxidável. Guia / Lista de argumentos técnicos Guia / Lista de argumentos técnicos Índice Características gerais das aplicações Linha e tipos Dimensões Materiais Vedação Graxas Tolerâncias e folga interna Capacidade de carga Desalinhamento admissível

Leia mais

Linha. Soluções em Bombeamento

Linha. Soluções em Bombeamento Linha NCS APLICAÇÕES Abastecimento de água, esgotos sanitários, tratamento de efluentes, lodo primário, lodo secundário, recirculação de lodo, alimentos e bebidas, açúcar e álcool, papel e celulose e

Leia mais

SF E SFL CARACTERÍSTICAS

SF E SFL CARACTERÍSTICAS SF E SFL CARACTERÍSTICAS PB PBL SB SBL SE SEL SD SDL SF SFL ST ENGRENAGENS DE DENTES HELICOIDAIS Mecanismos de redução de primeira linha empregar engrenagens de dentes helicoidais, que fornecem uma taxa

Leia mais

Rolamentos com graxa sólida

Rolamentos com graxa sólida Rolamentos com graxa sólida NTN ROLAMENTOS com GRAXA SÓLIDA Rolamentos com graxa sólida uso geral Rolamentos com graxa sólida ultra-alta temperatura Rolamentos com graxa sólida grau alimentício Graxa sólida

Leia mais

Processo Flexível Máxima Precisão. BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar

Processo Flexível Máxima Precisão. BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar Processo Flexível Máxima Precisão NOVO! BearingStar Inovação no acabamento de alta precisão ainda mais rápido e preciso BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar BearingStar

Leia mais

Industry. Rolamentos autocompensadores de rolos Premier

Industry. Rolamentos autocompensadores de rolos Premier Industry Rolamentos autocompensadores de rolos Premier Tudo o que você precisa saber sobre os autocompensadores de rolos SNR Premier Sumário Premier: mais que uma linha de produtos, uma filosofia de grande

Leia mais

Fábrica de Mancais Curitiba Ltda

Fábrica de Mancais Curitiba Ltda Volume II Fábrica de Mancais Curitiba Ltda ÍNDICE Apresentação... 4 Montagem das caixas... 5 Vedações... 7 Vedações taconite... 9 SB_A, SB_A30K, SAIA e STMA... 11 SD...... 41 SAF...... 51 SOFN... 65 TVN...

Leia mais

Linha. Soluções em Bombeamento

Linha. Soluções em Bombeamento Linha NCS APLICAÇÕES Abastecimento de água, esgotos sanitários, tratamento de efluentes, lodo primário, lodo secundário, recirculação de lodo, alimentos e bebidas, açúcar e álcool, papel e celulose e

Leia mais

Rodas e rodízios para cargas pesadas com pneus de borracha maciça super elástica

Rodas e rodízios para cargas pesadas com pneus de borracha maciça super elástica Rodas e rodízios para cargas pesadas com pneus de borracha maciça super elástica 200 we innovate mobility Índice VLE L LS Série VLE Ø Roda 250-525 mm Capacidade de carga 450-1885 kg Página 202 203 L-VLE

Leia mais

Fuso de esferas compatível com o padrão DIN (DIN69051)

Fuso de esferas compatível com o padrão DIN (DIN69051) Modelos EBA, EBB, EBC, EPA, EPB e EPC Castanha Eixo parafuso Defletor Fig.1 Fuso de esferas de precisão compatível com o padrão DIN (DIN69051) Diagrama de seleção A Opcionais A Codificação A Precauções

Leia mais

Acesse:

Acesse: Segurando as pontas As operações de tornear superfícies cilíndricas ou cônicas, embora simples e bastante comuns, às vezes apresentam algumas dificuldades. É o que acontece, por exemplo, com peças longas

Leia mais

GUIA DE ROLOS CRUZADOS

GUIA DE ROLOS CRUZADOS UIA E ROLOS CRUZAOS CONSTRUÇÃO E COMPONENTES E UM JOO Cada jogo é constituído de dois pares de trilhos, duas gaiolas de rolos e 8 limitadores de curso (previnem a saída da gaiola). As guias são fabricadas

Leia mais

FAG PowerTherm HEATER HEATER.PLATE. Dispositivos para aquecimento de rolamentos e anéis. A Member of the Schaeffler Group

FAG PowerTherm HEATER HEATER.PLATE. Dispositivos para aquecimento de rolamentos e anéis. A Member of the Schaeffler Group FAG PowerTherm.PLATE Dispositivos para aquecimento de rolamentos e anéis A Member of the Schaeffler Group FAG PowerTherm Montagem correta auxilia a evitar danos prematuros Aquecimento? Muitos rolamentos

Leia mais

Mais com rolamentos rígidos de esferas SKF Explorer

Mais com rolamentos rígidos de esferas SKF Explorer Mais com rolamentos rígidos de esferas SKF Explorer Rolamentos rígidos de esferas SKF Explorer com vedantes RSL e RSH Maior precisão e funcionamento silencioso Propriedades de vedação optimizadas Baixo

Leia mais

Rolamentos Bipartidos de Rolos Cilíndricos

Rolamentos Bipartidos de Rolos Cilíndricos Rolamentos Bipartidos de Rolos Cilíndricos Soluções em desempenho Variedade de mancais Projetados para alto desempenho Suporte padrão com mancal e rolamento completos Mancal tipo flange Mancal esticador

Leia mais

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 30/08/2009

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 30/08/2009 Questão 1 Conhecimentos Específicos - Fabricação Sobre a montagem de engrenagens para abertura de roscas em um torno, é correto afirmar: Deve-se garantir que a folga entre os dentes das engrenagens seja

Leia mais

Mancais. TECNÓLOGO EM MECATRÔNICA Elementos de Máquinas. Professor: André Kühl andre.kuhl@ifsc.edu.br

Mancais. TECNÓLOGO EM MECATRÔNICA Elementos de Máquinas. Professor: André Kühl andre.kuhl@ifsc.edu.br Mancais TECNÓLOGO EM MECATRÔNICA Elementos de Máquinas Professor: André Kühl andre.kuhl@ifsc.edu.br Introdução à Mancais O mancal pode ser definido como suporte ou guia em que se apóia o eixo; No ponto

Leia mais

Rolamentos Autocompensadores de Rolos

Rolamentos Autocompensadores de Rolos Rolamentos Autocompensadores de Rolos HPS, redefinindo padrões. Diagnóstico Rápido de Falhas de Rolamentos Obtenga un desempeño máximo. red Maior vida útil Tecn de D Exclusivo através d analítica Tecnologia

Leia mais

Exemplo de cálculo da vida nominal

Exemplo de cálculo da vida nominal Condição (instalação horizontal) Número suposto do modelo : KR 5520A Unidade da guia linear (C = 8.00N, C 0 = 6.900N) Unidade do fuso de esferas (C a =.620N, C 0a = 9.290N) Unidade do mancal (lado fi xo)

Leia mais

Anel de fixação MMP - Principais Características

Anel de fixação MMP - Principais Características Anel de fixação MMP - Principais Características Os anéis de fixação MMP oferecem as vantagens de um sistema de ajuste forçado, com uma simplificada instalação e remoção. Estão baseados no sistema de cunha:

Leia mais

CALIBRADOR. Prof. Dr. Roger Nabeyama Michels

CALIBRADOR. Prof. Dr. Roger Nabeyama Michels CALIBRADOR Prof. Dr. Roger Nabeyama Michels Medição Indireta Consiste em confrontar a peça que se quer medir com a peça padrão. Um eixo pode ser medido indiretamente utilizando um calibrador de eixos.

Leia mais

IMETEX - SISTEMAS DE FIXAÇÃO - Anel de Fixação Série RFN 7012

IMETEX - SISTEMAS DE FIXAÇÃO - Anel de Fixação Série RFN 7012 Os elementos de fixação RFN 7012 unem somente por pressão, eixos com qualquer tipo de cubo. A força é transmitida por fricção e pressão entre os eixos e os cubos. O elemento de fixação pode ser aproveitado

Leia mais

ELEMENTOS ELÁSTICOS MOLAS

ELEMENTOS ELÁSTICOS MOLAS ELEMENTOS ELÁSTICOS MOLAS Uma mola é um objeto elástico flexível usado para armazenar a energia mecânica. As molas são feitas de arame geralmente tendo como matéria prima mais utilizada o aço temperado.

Leia mais

510BZ. Guia linear Recursos e dimensões de cada modelo

510BZ. Guia linear Recursos e dimensões de cada modelo 51BZ Guia linear 51BZ Bloco Trilho Recirculador Raspador Esfera Gaiola de esferas Fig.1 Desenho estrutural da guia linear com gaiola de esferas modelo SHS Recirculador (Seção de retorno) Caminho de circulação

Leia mais

Acoplamento de Fole Metálico KB 1 ØD1H7 Ø B. Furo D1 H7 Comprimento total Tipo / torque

Acoplamento de Fole Metálico KB 1 ØD1H7 Ø B. Furo D1 H7 Comprimento total Tipo / torque 1 com Parafusos L ±1 Ø B ØD1H7 ØD2H7 F (DIN 916) XMPLO D PDIDO: 1/45-40 - 10-18 - S Transm. L D1/D2 Ø B F de Rigidez Desalinhamento Furo Paraf. inércia torsional radial axial radial axial angular T KN

Leia mais

Ajuste Geral com Interferência

Ajuste Geral com Interferência Ajuste Geral com Interferência Obtenção da condição funcional para ajuste com interferência O ajuste com interferência pode ser obtido de dois modos distintos: ajuste prensado ou forçado em sentido longitudinal;

Leia mais

Informações Técnicas Certified ISO 2008

Informações Técnicas Certified ISO 2008 Informações Técnicas Certified ISO 2008 MANUSEIO Os rolamentos da ZEN são produtos fabricados com a mais alta qualidade, mesmo assim pequenos desvios durante sua operação, como aqueles causados por corrosão,

Leia mais

Unidade de sustentação

Unidade de sustentação Modelos EK, BK, FK, EF, BF e FF Tampa de contenção Vedação Alojamento Mancal Parafuso de aperto sextavado de cabeça cilíndrica Peça de aperto Castanha de travamento Colar Mancal Alojamento Anel de pressão

Leia mais

Redutores planetários Alta Precisão Alta Velocidade

Redutores planetários Alta Precisão Alta Velocidade Código de compra SÉRIE AF APEX DYNAMICS BRASIL AF07-00 - S - P / MOTOR Tamanho do redutor Opção de eixo de saída: S: Eixo de saída liso S: Eixo de saída com chaveta Dados do motor: Fabricante e modelo

Leia mais

Tolerância geométrica de forma

Tolerância geométrica de forma Tolerância geométrica de forma A UU L AL A Apesar do alto nível de desenvolvimento tecnológico, ainda é impossível obter superfícies perfeitamente exatas. Por isso, sempre se mantém um limite de tolerância

Leia mais

Instruções para Implementadores

Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation Curitiba, Brazil Instruções para Implementadores Data Grupo Edição Pág. 12.05 95 01 1(8) Instalações, Veículo Rígido Árvore de transmissão VM BRA19385 20 045192 Portuguese/Brazil

Leia mais

Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico

Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico Módulo IV Aula 02 Tolerância de forma e posição Símbolos, inscrições e interpretações sobre o desenho (norma ISO R 1101-1969) As tolerâncias de forma

Leia mais

AULA 3 TOLERÂNCIA GEOMÉTRICA. Disciplina. SEM Fabricação Mecânica por Usinagem. Professores

AULA 3 TOLERÂNCIA GEOMÉTRICA. Disciplina. SEM Fabricação Mecânica por Usinagem. Professores AULA 3 TOLERÂNCIA GEOMÉTRICA Disciplina SEM 0560 - Fabricação Mecânica por Usinagem Professores Alessandro Roger Rodrigues Renato Goulart Jasinevicius DEFINIÇÕES Tolerância Dimensional: não garante a obtenção

Leia mais

ARF/ARL VENTILADORES CENTRÍFUGOS TUBULARES

ARF/ARL VENTILADORES CENTRÍFUGOS TUBULARES ARF/ARL VENTILADORES CENTRÍFUGOS TUBULARES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS INTRODUÇÃO Bocais Os ventiladores centrífugos tubulares fabricados pela OTAM Responsáveis pela entrada suave do ar na aspiração do possuem

Leia mais