SCOM 2014/2015. Asterisk. João Teixeira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SCOM 2014/2015. Asterisk. João Teixeira 070503247"

Transcrição

1 SCOM 2014/2015 Asterisk João Teixeira de dezembro de 2014

2 Índice Introdução... 1 Instalação... 2 Instalação do software Asterisk:... 2 Configuração... 5 Criação de extensões... 5 Registo de extensões... 7 Criação de Trunk e Outbound Routes... 9 Funcionalidades Extra Voic Chamada em Conferência Conclusão Referências... 15

3 Introdução Este trabalho tem como objetivo a implementação de uma central telefónica utilizando Asterisk e a configuração de algumas das várias funcionalidades existentes neste serviço de comunicações. Uma vez que Asterisk é um software que é largamente utilizado em todo o mundo como meio de criação e gestão de centrais de comunicações de voz, texto e vídeo através da internet, torna-se importante a aprendizagem acerca do modo de funcionamento deste serviço. Com este trabalho é pretendida então uma aquisição de conhecimentos e uma aproximação aos métodos de criação e configuração de um servidor Asterisk. 1

4 Instalação Instalação do software Asterisk: Existem várias maneiras de instalar o software Asterisk, sendo que a primeira é instalar diretamente o serviço Asterisk numa máquina com sistema operativo Linux fazendo download do software e de algumas outras dependências. A segunda maneira será utilizar uma das variadas distribuições já com o sistema todo preparado para a configuração desse serviço. A opção utilizada foi a segunda, tendo, neste caso, sido escolhido o método de criação de máquinas virtuais com a distribuição AsteriskNow software PBX que contém Linux, Asterisk e o GUI FreePBX prontos para utilizar após instalação. A versão utilizada é a disponibilizada no website oficial e contém o Asterisk 13 e FreePBX Para a implementação foram então usadas duas máquinas virtuais, bridged. Inicialmente foi criada e configurada apenas uma VM e depois, através de clonagem da primeira e alterando apenas algumas configurações, foi criada a segunda. Começámos por instalar o sistema operativo na VM. 2

5 Para a instalação não foi escolhida nenhuma configuração fora das opções default sendo que o processo de instalação decorreu sem problemas. Após finalizar a instalação e fazer login no sistema a primeira coisa a verificar foi a conectividade da VM com a internet, pois o sistema faz alguns updates aquando da primeira inicialização, após garantir a conectividade pode-se verificar que foi atribuído um IP à nossa máquina Asterisk. 3

6 Como se pode verificar, foi atribuído um endereço IP à nossa máquina, através do qual podemos aceder ao interface FreePBX a partir de qualquer browser. O acesso ao interface dá-nos mais uma garantia de que em termos de conectividade o Asterisk estará bem configurado e podemos então passar à clonagem da máquina e de seguida à configuração de algumas funcionalidades em ambas. Após a clonagem foi necessária a configuração manual do seu IP pois, talvez devido a clonagem, esta segunda máquina ou adquiria o mesmo IP da primeira ou não tinha nenhum. Sendo que após atribuir o IP e a default gateway desejados não ocorreu mais nenhum tipo de problema. As máquinas serão denominadas de Asterisk1 e Asterisk2 a partir deste ponto. Asterisk1 IP Asterisk2 IP Passamos então ao acesso ao UI FreePBX de cada uma das máquinas e procedemos então à sua configuração. 4

7 Configuração Criação de extensões Inicialmente, antes de passar a configurações um pouco mais complexas e também de maneira a testar novamente se o sistema está funcional em ambos os servidores, testou-se criar apenas duas extensões no mesmo servidor e tentar realizar uma chamada entre elas. Extensões funcionam basicamente como números de telefone convencionais que identificam utilizadores distintos. Sendo que essas extensões, quando criadas no servidor e registadas em um software/hardware compatível com chamadas VOIP, no caso desta experiência o softphone Zoiper, podem realizar chamadas para outras extensões através do servidor onde estão registadas. Acedendo então pelo browser ao UI de Asterisk1 iniciou-se a criação de duas extensões distintas. Para isto acedeu-se ao menu Aplications -> Extensions". Foi escolhido utilizar extensões PJSIP apesar de inicialmente ter sido tentado criar extensões CHAN-SIP mas após alguns problemas e insucessos sem motivo aparente no registo das extensões foi abandonada essa ideia. Após escolha do tipo de extensão passamos então à criação, propriamente dita, das extensões. 5

8 Introduz-se a extensão pretendida, o nome a dar à extensão e o SIP alias com o mesmo valor dado em User Extension. Introduzimos a password desejada no campo Secret em Device Options Em User Manager Settings podemos atribuir esta extensão a um utilizador criado previamente ou então criar um novo, neste trabalho, foi sempre criado um utilizador novo para cada extensão. Sendo então necessário escolher a opção Create New User, atribuir um nome e uma palavra-chave para esse utilizador. Aqui introduzimos os mesmos valores utilizados acima por uma questão de simplicidade. Em relação a todas as outras opções, foram todas deixadas como estavam, para já. Repetindo os passos e criando mais três extensões, uma para Asterisk1 e duas para Asterisk2 o sistema está quase pronto para o inicio do teste. Podemos verificar que as extensões foram criadas quando no canto superior direito as vemos presentes na lista de extensões. De seguida, através do menu Settings-> Asterisk SIP Settings vamos adicionar em NAT settings o nosso IP externo e a nossa rede local, clicando em Detect External IP essa deteção é feita automaticamente. No canto superior direito são acedidas mais opções, tendo sido adicionado o IP da rede local, detetado anteriormente, em Chan PJSIP. Repetem-se todos os mesmos passos para Asterisk2 e podemos então passar ao registo das extensões e à primeira chamada de teste. Foram registadas as seguintes extensões 1001-ext1, 1002-ext2, 2001 ext3, 2002-ext4. Sendo que ext1 e ext2 são extensões do Asterisk1 e ext3 e ext4 são extensões do Asterisk2. 6

9 Registo de extensões Após as configurações prévias e a criação de extensões passou-se então ao registo das mesmas em Softphones distintos como é demonstrado abaixo. Passos do registo da extensão 1001 no softphone Zoiper: 7

10 E, estando tudo bem configurado, obtém-se então a mensagem de sucesso de registo da extensão: Sendo também possível ver nos Asterisk LogFiles que o registo foi bem-sucedido: De seguida, após registar todas as extensões (1001-ext1 e 2001ext3 em um pc, 1002-ext2 e 2002-ext4 em outro) passou-se então à realização de chamadas de teste. Como verificamos neste caso, a chamada de 1001 para 1002 ocorreu sem problemas e, após atender, verificou-se que se obteve som e voz em ambos os clientes como seria desejável. 8

11 Após estes testes verificou-se que não nos era permitido estabelecer a ligação entre extensões de servidores Asterisk diferentes. De facto, sem a configuração de Trunk e de Outbound Routes não permitido a extensões de servidores diferentes comunicarem entre si. De seguida passamos então à implementação necessária para que esta comunicação passe a ser possível. Criação de Trunk e Outbound Routes De maneira a criar um canal de comunicação entre Asterisk1 e Asterisk2 começámos por criar um Trunk e Outbound Routes em ambos com atribuições semelhantes. Para a implementação do Trunk acede-se em Connectivity-> trunks e, neste caso, vai ser criado um trunk IAX2. NOTA: foi também criado um trunk chan_pjsip e verificou-se que ambos funcionaram corretamente. Para a criação do trunk foram editados os seguintes campos com os valores à frente escritos e todos os outros deixados com as opções prédefinidas: General Settings Trunk Name: trunkiax Outgoing Settings Trunk Name: trunkiax Peer Details: host= username=user secret=pass123 type=peer 9

12 Incoming Settings USER Context: user USER Details: secret=pass123 type=user context=from-trunk Após fazer Submit Changes e Apply Config passa-se para o Asterisk2 e repetem-se os passos, alterando apenas em Outgoing Settings- > Peer Details-> host= , indicando assim o IP de Asterisk1. Falta ainda configurar as Outbound Routes para que se possível a comunicação entre extensões de ambos os servidores. No UI do Asterisk1, acedendo a Connectivity-> Outbound Routes, alteram-se os seguintes campos com os valores à frente escritos mantendo todos os outros campos com as opções pre-definidas: Route Settings Route Name: route1 Route CID: route Route Type: Intra-Company Dial Patterns that will use this Route Trunk Sequence for Matched Routes (NOTA: extensões Asterisk2) (NOTA:Escolher o trunk criado anteriormente) Após inserir estas definições, submeter as alterações e aplicar as configurações, mais uma vez, tem de ser feita a configuração análoga em Asterisk2. Mais uma vez, mantendo todas as configurações iguais às anteriores excetuando em Trunk Sequence for Matched Routes onde foi colocado o valor 1XXX, referente às extensões de Asterisk1. 10

13 A partir deste momento pode então ser feito o teste de comunicar entre as extensões dos diferentes servidores. Segue o exemplo de uma chamada da extensão 1001 para a extensão 2002: Mais uma vez verificou-se que após atender havia transmissão de áudio de ambos os clientes como seria esperado. Demonstrando assim a utilidade que a criação de trunks e Outbound routes têm, uma vez que sem elas não haveria comunicação entre os diferentes servidores. Após estar esta configuração concluída com os requisitos básicos foram também implementadas algumas funcionalidades extra, neste caso, a adição de Voic e a criação de uma Conferência. 11

14 Funcionalidades Extra Voic Uma das grandes vantagens do serviço Asterisk, nomeadamente a distribuição utilizada neste trabalho, é a facilidade com que algumas funcionalidades são implementadas, um exemplo disso é por exemplo a funcionalidade de Voic que pode ser logo ativada para cada extensão aquando da sua criação ou apenas editando uma extensão já existente sem esta funcionalidade. Para o fazer basta então que na extensão na qual se quer por Voic a funcionar se altere no campo Voic o valor de Status para Enabled. Fazendo apenas esta alteração e submetendo e aplicando as alterações foi possível verificar desde logo que o voic estava a funcionar corretamente quando se efetuou uma chamada para a extensão e esta ao rejeitar, a chamada foi para o atendimento de voic . Dentro deste campo existem mais opções que se podem ter em conta, mas apenas ativando esta funcionalidade sem alterar mais nenhum valor já cria uma caixa de voic bastante funcional. Chamada em Conferência Outra funcionalidade que foi implementada foi a chamada em conferência que permite que mais que dois utilizadores estejam na mesma conversa ou chamada. Para ativar esta funcionalidade acede-se ao menu Applications-> Conferences que abre a secção de criação de uma conferência. Para criar uma conferência apenas é necessário atribuir o número da conferência, o seu nome, e o User e Admin PIN, sendo que estes últimos não são necessários para que se crie uma conferência. 12

15 Neste caso prático foi necessário testar com mais um computador adicional para conseguir um terceiro utilizador para o teste da conferência, bastando que se registasse uma das extensões criadas anteriormente e que não estivessem a ser utilizadas nessa terceira máquina. Foi feito o teste, e mais uma vez, tudo correu como esperado, sendo possível ter na mesma chamada a receber e a enviar áudio 3 utilizadores diferentes sem qualquer tipo de problema. De notar que para que as extensões do Asterisk2 consigam entrar na conferência criada em Asterisk1, uma vez que foi usado o número 3000, é necessário alterar a Outbound Route para que nas configurações de prefixos apareça 3XXX ou 3000 de maneira a encaminhar essa chamada corretamente de um servidor para o outro. Existem também bastantes mais funcionalidade que não foram implementadas por insucesso, tais como videochamada, envio de correio eletrónico quando é recebido novo voic , IVR, entre outros que não foram sequer testados. 13

16 Conclusão Este trabalho laboratorial permitiu o contacto e aprendizagem com uma ferramenta bastante interessante, que é o Asterisk, e que levou ao enriquecimento e à descoberta de conhecimentos no que toca a serviços de comunicações em geral. Com o desenvolvimento deste trabalho foram aprofundados e adquiridos novos conhecimentos e técnicas que são importantes dadas as potencialidades de mercado que existem neste campo, nomeadamente a utilização de máquinas virtuais, cujos conhecimentos foram adquiridos no trabalho anterior e a criação de uma central de chamadas com variadíssimas funcionalidades e muitíssima utilidade tanto a nível pessoal como empresarial. 14

17 Referências https://wiki.asterisk.org/ 15

Relatório Asterisk. Pedro Brito 100503279

Relatório Asterisk. Pedro Brito 100503279 Relatório Asterisk Unidade Curricular: SCOM Ano Letivo: 2014/2015 Docente: João Manuel Couto das Neves Alunos: Diogo Guimarães 100503158 Pedro Brito 100503279 Índice Introdução... 2 Instalação e Configuração

Leia mais

Implementação de Asterisk (IP PBX) Henrique Cavadas 200803845 José Figueiredo 200604114

Implementação de Asterisk (IP PBX) Henrique Cavadas 200803845 José Figueiredo 200604114 Implementação de Asterisk (IP PBX) Henrique Cavadas 200803845 José Figueiredo 200604114 20 de Dezembro de 2014 Serviços de Comunicações Conteúdo 1 Introdução 2 2 Contextualização 3 2.1 PBX...................................

Leia mais

Asterisk MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES EEC0048 SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES 2014/2015

Asterisk MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES EEC0048 SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES 2014/2015 MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES EEC0048 SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES 2014/2015 RELATÓRIO DO TRABALHO PRÁTICO FINAL Asterisk PEDRO DE SERPA CAIANO ROCHA GONÇALVES TIAGO DOS

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores. Serviços de Comunicações 2014/2015 TP5 ASTERISK

Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores. Serviços de Comunicações 2014/2015 TP5 ASTERISK Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Serviços de Comunicações TP5 ASTERISK Bruno Rafael Ribeiro Costa 201005303 Eduardo Nuno Moreira Soares de Almeida 201000641 Professor:

Leia mais

Índice. Introdução... 2. Instalação... 2. Configurações... 3. Criação de extensões... 3. Voicemail... 4. Conferências...5. Videochamadas...

Índice. Introdução... 2. Instalação... 2. Configurações... 3. Criação de extensões... 3. Voicemail... 4. Conferências...5. Videochamadas... Índice Introdução... 2 Instalação... 2 Configurações... 3 Criação de extensões... 3 Voicemail... 4 Conferências...5 Videochamadas... 6 Trunks... 6 Filas de espera... 9 Mensagens de Texto... 11 Interactive

Leia mais

Serviços de Comunicações RELATÓRIO LABORATORIAL IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO IP PBX

Serviços de Comunicações RELATÓRIO LABORATORIAL IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO IP PBX Serviços de Comunicações RELATÓRIO LABORATORIAL IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO IP PBX 19 de Dezembro de 2014 Carlos Leocádio - ee09313@fe.up.pt Tiago Ferreira - ee10085@fe.up.pt Departamento de Engenharia Electrotécnica

Leia mais

Trabalho Laborato rio 5 Asterisk

Trabalho Laborato rio 5 Asterisk Trabalho Laborato rio 5 Asterisk Serviços de Comunicações - 2014/2015 Autores: Xavier Araújo José Santos Índice 1. Introdução... 3 2. Asterisk Now... 4 3. Configuração dos Serviços de Comunicação... 5

Leia mais

SugarCRM, Integração com Produtos IPBrick iportalmais

SugarCRM, Integração com Produtos IPBrick iportalmais SugarCRM, Integração com Produtos IPBrick iportalmais iportalmais 12 de Junho de 2012 1 Introdução Este documento ilustra o procedimento de configuração das aplicações necessárias na integração do SugarCRM

Leia mais

ASTERISK. João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013

ASTERISK. João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013 ASTERISK João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013 VISÃO GERAL O que é Como funciona Principais Funcionalidades Vantagens vs PBX convencional O QUE É Software open-source, que corre sobre a plataforma Linux;

Leia mais

Tutorial AGI para Elastix 05/11/2013

Tutorial AGI para Elastix 05/11/2013 1. REQUISITOS DO SISTEMA... 2 2. HABILITAR FREEPBX... 2 3. CRIAR UM "Custom Destinations":... 2 4. CRIAR UM Misc Aplications... 3 5. EDITANDO O Extensions_custom.conf... 4 6. CRIAR ARQUIVO PARA CONSULTA...

Leia mais

Configuração dos softphones Zoiper e Linphone para uso. no projeto INOC-DBA.

Configuração dos softphones Zoiper e Linphone para uso. no projeto INOC-DBA. Configuração dos softphones Zoiper e Linphone para uso no projeto INOC-DBA. 1. ZOIPER Disponível para: Windows (Vista, 7 e 8), Mac OSX, Linux, Android (2.1 ou superior), ios (4.3 ou superior), Windows

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA3102 Linksys

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA3102 Linksys Manual de Configuração do ATA SPA3102 Linksys Indíce 1 Introdução... 3 2 Upgrade de Firmware... 3 2.1 Verificação da Versão da FW... 3 2.2 Configuração do IP Fixo sem DHCP Server... 4 2.3 Obtenção do IP

Leia mais

Trixbox Um PABX IP gratuito em apenas 20 minutos VoIP quase instantâneo

Trixbox Um PABX IP gratuito em apenas 20 minutos VoIP quase instantâneo Trixbox Um PABX IP gratuito em apenas 20 minutos VoIP quase instantâneo Construa um PABX IP poderoso e com diversos recursos em apenas 20 minutos, e sem gastar nada. por Alberto Sato CAPA O Trixbox [1]

Leia mais

Lojamundi CNPJ: 17.869.444/0001-60 Av. Paranoá Qd. 09 conj. 01 lote 01 sala 304, Paranoá DF CEP: 71.571-012 www.lojamundi.com.br

Lojamundi CNPJ: 17.869.444/0001-60 Av. Paranoá Qd. 09 conj. 01 lote 01 sala 304, Paranoá DF CEP: 71.571-012 www.lojamundi.com.br CONFIGURAÇÃO GRANDSTREAM GXW 4104 + ELASTIX A Grandstream Networks Inc é reconhecidamente mundialmente como, uma empresa inovadora e tem um dos melhores custo benefício do setor de telefonia IP, sendo

Leia mais

Manual para a instalação e utilização do VOIP

Manual para a instalação e utilização do VOIP Manual para a instalação e utilização do VOIP Aplicativo para Windows X-lite 5.0 O X-Lite é um programa para realizar ligações através de um computador, que pode ser utilizado com um headset ou com microfone

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA2102 Linksys

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA2102 Linksys Manual de Configuração do ATA SPA2102 Linksys Indíce 1 Introdução... 3 2 Upgrade de Firmware... 3 2.1 Verificação da Versão da FW... 3 2.2 Configuração do IP Fixo sem DHCP Server... 4 2.3 Obtenção do IP

Leia mais

Configurando UCM6104 com GXW4104

Configurando UCM6104 com GXW4104 Configurando UCM6104 com GXW4104 Olá pessoal, hoje iremos aprender como configurar um UCM6104 com GXW4104. Antes de começarmos, irei fala um pouco sobre cada um. UCM61xx: O UCM6100 séries aparelho IP PBX

Leia mais

Telefone sem fios Manual de configuração Office

Telefone sem fios Manual de configuração Office Telefone sem fios Manual de configuração Office Índice Configurar o Office sem fios 5 Configurar o seu telefone sem fios 5 Configurar a base do telefone 5 Associar o telefone à base 8 Configurar uma conta

Leia mais

Manual de Configuração

Manual de Configuração Manual de Configuração Linksys SPA 2102 Versão 1.4 Guia de instalação do Linksys SPA 2102 O Linksys SPA 2102 possui: 01 Entrada de alimentação DC 5V (100-240V~) 01 Porta Ethernet (LAN) conector RJ 45 01

Leia mais

Manual básico de configuração. ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo Linksys PAP2T

Manual básico de configuração. ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo Linksys PAP2T Manual básico de configuração ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo Linksys PAP2T Índice 1 Objetivo deste documento... 3 2 Entendendo o que é um ATA... 3 3 Quando utilizar o ATA... 4 4 Requisitos

Leia mais

Guia Rápido de Instalação

Guia Rápido de Instalação Guia Rápido de Instalação TD-8610/TD-8610B TD-8810/TD-8810B TD-8811/TD-8811B TD-8840/TD-8840B TD-8841/TD-8841B External ADSL2+ Modem/Router www.tp-link.com/br 1 Rev:1.0.1 7106500594 1. Configuração do

Leia mais

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice Manual B.P.S ATA 5xxx Índice 1. Conectando o Adaptador para Telefone Analógico (ATA)...02 2. Configurações básicas...05 2.1 Configuração dos parâmetros de usuário e senha para acessos de banda larga do

Leia mais

Manual de introdução de Bomgar B300v

Manual de introdução de Bomgar B300v Manual de introdução de Bomgar B300v Índice remissivo Pré-requisitos 2 Passo 1 Transfira a sua Bomgar B300v 2 Passo 2 Importe os ficheiros da Bomgar B300v para o Inventário VMware 3 Passo 3 Primeiro arranque

Leia mais

Manual de Utilizador - Configurações

Manual de Utilizador - Configurações SETEMBRO DE 2015 SEMAIT MANAGEMENT SERVICES AND IT Índice Índice... 1 CloudPanel Admin Website... 2 Adicionar contactos a lista de contactos da sua empresa.... 2 Adicionar novo domínio.... 4 Criar modelo

Leia mais

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO BÁSICA DO TRIXBOX

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO BÁSICA DO TRIXBOX TUTORIAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO BÁSICA DO TRIXBOX Material traduzido do Tribox all descubierto feito por Alfredo Certain Yance e modificado por Eric Barbosa Jales de Carvalho Coordenador: Nathan

Leia mais

Manual de Configuração D-LINK Modelo: DVG-1402S Firmware: 1.00.011

Manual de Configuração D-LINK Modelo: DVG-1402S Firmware: 1.00.011 Manual de Configuração D-LINK Modelo: DVG-1402S Firmware: 1.00.011 Para usuários de conexão banda larga do tipo PPPoE (autenticação por usuário e senha) Capítulo 1 Conectando-se à Internet Alguns provedores

Leia mais

Manual de configuração e operação GXP2100/2110/2120

Manual de configuração e operação GXP2100/2110/2120 Manual de configuração e operação GXP2100/2110/2120 1 Especificações Técnicas GXP2100 GXP2110 GXP2120 Display LCD (pixel) 180 x 90 240 x 120 320 x 160 Linhas (Contas SIP) 4 4 6 Teclas programáveis 4 (XML)

Leia mais

Implementar Mediatrix 4400 Digital Gateways com o Cisco Unified Communications UC 320W

Implementar Mediatrix 4400 Digital Gateways com o Cisco Unified Communications UC 320W Implementar Mediatrix 4400 Digital Gateways com o Cisco Unified Communications UC 320W Este documento ajuda-o a configurar o Cisco UC 320W e os Mediatrix 4400 Series Digital Gateways, de forma a suportarem

Leia mais

MANUAL VOIP VOIP. Coordenação Tecnológica. Manual de Instalação de Softphones. Voice Over Internet Protocolo

MANUAL VOIP VOIP. Coordenação Tecnológica. Manual de Instalação de Softphones. Voice Over Internet Protocolo MANUAL o Este documento definirá como é feita a instalação e utilização de clientes VoIP na plataforma PC, operando sobre Windows e Linux, e em dispositivos móveis funcionando sobre a plataforma Android

Leia mais

Manual de Introdução da Bomgar B100

Manual de Introdução da Bomgar B100 Manual de Introdução da Bomgar B100 Este guia irá ajudá-lo durante a configuração inicial da sua Bomgar Box. Se tiver alguma questão, ligue para o número +01.601.519.0123 ou envie uma mensagem para support@bomgar.com.

Leia mais

Guia IPBrick Billing

Guia IPBrick Billing Guia IPBrick Billing iportalmais 1 de Outubro de 2010 1 Introdução A crescente aceitação da facturação electrónica por parte dos consumidores e da comunidade empresarial tornou-nos conscientes da necessidade

Leia mais

Manual Técnico GoVoice

Manual Técnico GoVoice Data Páginas 3 16 Versão 0.1 Manual Técnico GoVoice Índice 1 Enquadramento... 3 2 Funcionalidades... 4 2.1 Login... 4 2.2 Menus de Administração... 4 2.3 Menu Sistema... 5 2.3.1 Dados do Utilizador...

Leia mais

ROUTER BANDA LARGA SEM FIOS 11N 300MBPS

ROUTER BANDA LARGA SEM FIOS 11N 300MBPS ROUTER BANDA LARGA SEM FIOS 11N 300MBPS Manual de Instalação Rápida DN-70591 INTRODUÇÃO DN-70591 é um dispositivo conjunto de rede com fios/sem fios destinado especificamente para as necessidades de pequenas

Leia mais

Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Julho/2012 Manual de configuração Softphone X-lite 5.0 Uso interno e de clientes Tellfree

Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Julho/2012 Manual de configuração Softphone X-lite 5.0 Uso interno e de clientes Tellfree Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Julho/2012 Manual de configuração Softphone X-lite 5.0 Uso interno e de clientes Tellfree Elaborado por: Vagner Reser vagner.reser@tellfree.com.br Validado por: Gabriel

Leia mais

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC 1- Conectar o DVR à internet via cabo de rede 2- Conectar o DVR na energia e ligar 3- Ao ligar, se o DVR não possuir HD instalado,

Leia mais

Autenticação modo Roteador. Após finalizar a configuração, seu computador obterá o IP e a página de configuração do ATA poderá ser acessada.

Autenticação modo Roteador. Após finalizar a configuração, seu computador obterá o IP e a página de configuração do ATA poderá ser acessada. 2. Conecte a porta WAN do GKM 2210 T ao seu acesso à internet (porta ethernet do modem). O LED WAN acenderá; 3. Conecte a porta LAN à placa de rede do PC. O LED LAN acenderá; 4. Conecte o(s) telefone(s)

Leia mais

Contato FreeBSD Brasil LTDA Configuração VoIP de Exemplo FreeBSD Brasil LTDA Instrucões Conf VoIP Versão 1.1 PUBLICO pg 1/22

Contato FreeBSD Brasil LTDA Configuração VoIP de Exemplo FreeBSD Brasil LTDA Instrucões Conf VoIP Versão 1.1 PUBLICO pg 1/22 Contato Instrucões Conf VoIP Versão 1.1 pg 1/22 CLASSIFICAÇÃO: X NÃO CLASSIFICADO NÃO CLASSIFICADO PRIVADO X PÚBLICO SECRETO PARTICULAR ALTAMENTE SECRETO PRIVADO Contato Instrucões Conf VoIP Versão 1.1

Leia mais

Configurando DDNS no Stand Alone

Configurando DDNS no Stand Alone Configurando DDNS no Stand Alone Abra o seu navegador de internet e acesse o endereço http://www.advr.com.tw(ou, http://59.124.143.151 ). Clique em Register para efetuar o cadastro de um novo grupo.(foto

Leia mais

Guia de consulta rápida DVR HD

Guia de consulta rápida DVR HD Guia de consulta rápida DVR HD Primeira parte: Operações Básicas... 2 1. Instalação básica... 2 2. Arranque... 2 3. Desligar... 2 4. Iniciar sessão... 2 5. Pré- visualização... 3 6. Configuração da gravação...

Leia mais

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP Trabalho Nº 4 - VoIP 1. Introdução A utilização de tecnologia VoIP como alternativa às redes telefónicas tradicionais está a ganhar cada vez mais a aceitação junto dos utilizadores, e está sobretudo em

Leia mais

Tutorial Instalação e Configuração Zoiper - Sistema Operacional Linux

Tutorial Instalação e Configuração Zoiper - Sistema Operacional Linux Zoiper Em seu navegador acesse o site oficial do zoiper através do link abaixo: http://zoiper.com Clique em Download e selecione a plataforma (ícone) Linux Clique em Community Free e aguarde o Download

Leia mais

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8 Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial INTRODUÇÃO O uso de máquinas virtuais pode ser adequado tanto

Leia mais

Gerenciador de Conteúdo Magellan 2.0

Gerenciador de Conteúdo Magellan 2.0 Gerenciador de Conteúdo Magellan 2.0 Instalando o Gerenciador de Conteúdo Magellan. 1. Baixe o Gerenciador de Conteúdo Magellan de www.magellangps.com. 2. Dê um duplo clique no arquivo CM_Setup que foi

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1 Capitulo 1 Montagem de duas pequenas redes com a mesma estrutura. Uma é comandada por um servidor Windows e outra por um servidor linux, os computadores clientes têm o Windows xp Professional instalados.

Leia mais

ATA. manual do usuário. Version 1.0 ATA 010001

ATA. manual do usuário. Version 1.0 ATA 010001 Version 1.0 ATA 010001 CONTEÚDO DO KIT FLIP ATA - Adaptador de Analógico (Terminal FLIP) Fonte de energia elétrica AC/DC Cabo de Cabo de Rede Manual do Usuário ESPECIFICAÇÃO LED RING LNK/ACT STATUS PWR

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DO ACESSO REMOTO PARA HS-DHXX93 E HS-DHXX96

CONFIGURAÇÃO DO ACESSO REMOTO PARA HS-DHXX93 E HS-DHXX96 CONFIGURAÇÃO DO ACESSO REMOTO PARA HS-DHXX93 E HS-DHXX96 1 CONFIGURAR PARÂMETROS DE REDE DO DVR Para maior fiabilidade do acesso remoto é recomendado que o DVR esteja configurado com IP fixo (também pode

Leia mais

Passo-a-passo de configuração de aplicativos para rede VoIP da UEMA

Passo-a-passo de configuração de aplicativos para rede VoIP da UEMA Passo-a-passo de configuração de aplicativos para rede VoIP da UEMA Sistemas operacionais: Windows para PC Aplicativo: X-Lite (freeware) Após instalação do aplicativo (disponível na pasta UEMA\Rede VoIP)

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 10-07-2009 Controlo do Documento Autor

Leia mais

Tutorial: Instalar uma Central telefónica baseada em Elastix

Tutorial: Instalar uma Central telefónica baseada em Elastix Tutorial: Instalar uma Central telefónica baseada em Elastix Date : 25 de Maio de 2016 As redes de dados têm evoluído significativamente nos últimos anos, abrindo portas a que novos serviços assentem nestas

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 09-06-2010 Controlo do Documento Autor

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico Índice Autenticação Pela Primeira Vez... 3 Utilização do Zimbra... 4 Como Aceder... 4 Como fazer Download

Leia mais

Manual CallCenter para a IPBrick

Manual CallCenter para a IPBrick Manual CallCenter para a IPBrick iportalmais 1 de Outubro de 2010 1 1 Introdução As empresas usam call centers como forma de interagir e de construir relações com os seus clientes. Consciente da importância

Leia mais

Relatório Preliminar de. Projecto em Contexto Empresarial I. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source

Relatório Preliminar de. Projecto em Contexto Empresarial I. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Relatório Preliminar de Projecto em Contexto Empresarial I VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Cândido Silva Av. dos Descobrimentos, 333 4400-103 Santa Marinha - Vila Nova de

Leia mais

Introdução O VoIP. O Sistema. Funcionamento. Painel Administrativo.

Introdução O VoIP. O Sistema. Funcionamento. Painel Administrativo. Manual VoIP Sumário Introdução...2 O VoIP...2 O Sistema....2 Funcionamento....2 Painel Administrativo....2 Adicionar Créditos....3 Relatório de Clientes....5 Relatório de Chamadas....6 Sistema de Revenda....7

Leia mais

Guia IPBRICK Billing 2.0

Guia IPBRICK Billing 2.0 Guia IPBRICK Billing 2.0 iportalmais 4 de Janeiro de 2013 1 Conteúdo 1 Introdução 3 2 Características 3 2.1 Novas características no Billing 2.0................... 3 3 Procedimento Básico 4 4 Instalação

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Manual do Radioserver

Manual do Radioserver Manual do Radioserver Versão 1.0.0 Alex Farias (Supervisão) Luiz Galano (Comercial) Vinícius Cosomano (Suporte) Tel: (011) 9393-4536 (011) 2729-0120 (011) 2729-0120 Email: alex@smartptt.com.br suporte@smartptt.com.br

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA WebShare Serviço de partilha de ficheiros via WebDAV versão: 2.0.3 Nelson Rodrigues Direcção de Sistemas de Informação 28-10-2010 ÍNDICE: Introdução... 3 Requisitos...

Leia mais

Configurações básicas de telefones INOC-DBA

Configurações básicas de telefones INOC-DBA Configurações básicas de telefones INOC-DBA O projeto INOC opera atualmente com dois modelos de telefone, CISCO 7940 e CISCO 7942. Confira algumas opções importantes de configuração dos dois modelos a

Leia mais

Introdução à aplicação Web

Introdução à aplicação Web Introdução à aplicação Web A aplicação Web SanDisk +Cloud é uma interface com base na Web para aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta. Com a aplicação Web poderá reproduzir música, ver filmes, ver

Leia mais

PHONE. manual do usuário Version 1.1 FPP 011001

PHONE. manual do usuário Version 1.1 FPP 011001 Version 1.1 FPP 011001 CONTEÚDO DO KIT FLIP ESPECIFICAÇÃO FUNÇÕES DO TERMINAL COMO INSTALAR O TERMINAL ANEXO I ANEXO II ANEXO III ÍNDICE 5 5 6 9 12 17 18 3 CONTEÚDO DO KIT FLIP Terminal FLIP Phone ESPECIFICAÇÃO

Leia mais

Como Conectar e configurar Câmeras FullSec em um DVR CVI de 16CH FullSec -ACESSO REMOTO VIA CELULAR

Como Conectar e configurar Câmeras FullSec em um DVR CVI de 16CH FullSec -ACESSO REMOTO VIA CELULAR Como Conectar e configurar Câmeras FullSec em um DVR CVI de 16CH FullSec -ACESSO REMOTO VIA CELULAR 1- Conectar o DVR à internet via cabo de rede 2- Conectar o DVR na energia e ligar 3- Ao ligar, se o

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DO SOFTFONE EYEBEAM INSTALAÇÃO CONFIGURANDO A LICENÇA TESTE DE REPRODUÇÃO E GRAVAÇÃO CONFIGURAÇÃO DO SIP SETTINGS

CONFIGURAÇÃO DO SOFTFONE EYEBEAM INSTALAÇÃO CONFIGURANDO A LICENÇA TESTE DE REPRODUÇÃO E GRAVAÇÃO CONFIGURAÇÃO DO SIP SETTINGS Voip do Brasil Telefone: 0800 889 9050 CONFIGURAÇÃO DO SOFTFONE EYEBEAM INSTALAÇÃO CONFIGURANDO A LICENÇA TESTE DE REPRODUÇÃO E GRAVAÇÃO CONFIGURAÇÃO DO SIP SETTINGS CONFIGURAÇÃO DE CODEC G729 AJUSTE DE

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DO ATA ZINWELL ATA ZT-1000

CONFIGURAÇÃO DO ATA ZINWELL ATA ZT-1000 CONFIGURAÇÃO DO ATA ZINWELL ATA ZT-1000 Características Protocolos Interface de Rede Características das Chamadas Codecs Instalação Física Configuração Acessando o ATA pela primeira vez Modificações a

Leia mais

Para começarmos as configurações, primeiramente vamos habilitar o DVR Veicular para o acesso. Clique em Menu e depois entre em Geral.

Para começarmos as configurações, primeiramente vamos habilitar o DVR Veicular para o acesso. Clique em Menu e depois entre em Geral. DVR Veicular Para começarmos as configurações, primeiramente vamos habilitar o DVR Veicular para o acesso. Clique em Menu e depois entre em Geral. Dentro do menu Geral, clique em rede, como mostra a figura.

Leia mais

Esta fase só se configura uma única vez.

Esta fase só se configura uma única vez. Fase 0 Esta fase só se configura uma única vez. É necessário iniciar o serviço de configuração automática com fios para tal devem ser realizados os seguintes passos: No VISTA Começar por carregar em Painel

Leia mais

Configurar modem em modo PPPoE - Avançado. Manual de configuração em modo PPPoE Roteamento do modem TG581n, avançado.

Configurar modem em modo PPPoE - Avançado. Manual de configuração em modo PPPoE Roteamento do modem TG581n, avançado. Configurar modem em modo PPPoE - Avançado Manual de configuração em modo PPPoE Roteamento do modem TG581n, avançado. 1. Com o computador ligado via cabo ao modem, pela porta LAN 1, para acessar a interface

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DO SOFTFONE EYEBEAM INSTALAÇÃO CONFIGURANDO A LICENÇA TESTE DE REPRODUÇÃO E GRAVAÇÃO CONFIGURAÇÃO DO SIP SETTINGS

CONFIGURAÇÃO DO SOFTFONE EYEBEAM INSTALAÇÃO CONFIGURANDO A LICENÇA TESTE DE REPRODUÇÃO E GRAVAÇÃO CONFIGURAÇÃO DO SIP SETTINGS CONFIGURAÇÃO DO SOFTFONE EYEBEAM INSTALAÇÃO CONFIGURANDO A LICENÇA TESTE DE REPRODUÇÃO E GRAVAÇÃO CONFIGURAÇÃO DO SIP SETTINGS CONFIGURAÇÃO DE CODEC G729 AJUSTE DE VOLUME ONDE CONSEGUIR O SOFTFONE 1 INSTALAÇÃO

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO DE IMPRESSORAS NO UEGLINUX

TUTORIAL INSTALAÇÃO DE IMPRESSORAS NO UEGLINUX UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS GERÊNCIA DE NÚCLEO DE INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS TUTORIAL INSTALAÇÃO DE IMPRESSORAS NO UEGLINUX Instalar uma impressora no Linux não é uma tarefa complicada e até chega a ser

Leia mais

Configuração de Redirecionamento de Porta. Manual de configuração de redirecionamento de porta do modem TD5130.

Configuração de Redirecionamento de Porta. Manual de configuração de redirecionamento de porta do modem TD5130. Configuração de Redirecionamento de Porta Manual de configuração de redirecionamento de porta do modem TD5130. 1. Com o computador ligado via cabo ao modem, pela porta LAN 1, para acessar a interface web

Leia mais

MoreDoc. Guia de Instalação. Edição Community Versão 3.0

MoreDoc. Guia de Instalação. Edição Community Versão 3.0 MoreDoc Guia de Instalação Edição Community Versão 3.0 Índice 1 Histórico de Alterações...3 2 Sobre o Guia...4 3 Como começar...5 Software Necessário...5 Descompactação de arquivos...5 Carregamento da

Leia mais

Extensão de linhas analógicas através de gateways IP sem uso de servidor SIP

Extensão de linhas analógicas através de gateways IP sem uso de servidor SIP Extensão de linhas analógicas através de gateways IP sem uso de servidor SIP Cenário Gateway ponto-a-ponto: Extendendo linhas analógicas sobre IP com os GATEWAYS GXW410X FXO & GXW400X FXS DESCRIÇÃO Esta

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011 Manual Avançado Ementas : Email e SMS v2011 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. INICIAR O ZSRest FrontOffice... 3 1 4. CONFIGURAÇÃO INICIAL... 4 b) Configurar E-Mail... 4 c) Configurar SMS... 5 i. Configurar

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011 Manual Avançado Instalação em Rede v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Hardware... 3 b) Servidor:... 3 c) Rede:... 3 d) Pontos de Venda... 4 4. SQL Server... 5 e) Configurar porta estática:... 5 5.

Leia mais

Cursos que leciono: 450/451 Cursos da formação (Modalidade Presencial). 442 Construindo PABX IP com asterisk na prática (Modalidade Presencial).

Cursos que leciono: 450/451 Cursos da formação (Modalidade Presencial). 442 Construindo PABX IP com asterisk na prática (Modalidade Presencial). www.4linux.com.br 2 / 25 Apresentação Anderson Julio Trabalho 7 anos com Linux e 2 anos com Asterisk. Certificações: LPI nível 1. Cursos que leciono: 450/451 Cursos da formação (Modalidade Presencial).

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

W-R1000nL Guia de instalação

W-R1000nL Guia de instalação W-R1000nL Guia de instalação 1 Sumário Configurando seu Computador...3 Configuração de Roteamento...4 Configurando repetição de sinal...8 2 Configurando seu Computador Esta configuração pode variar dependendo

Leia mais

em conjunto na Inter net, deve ter um component à Inter net.

em conjunto na Inter net, deve ter um component à Inter net. M A N U A L N I - 7 0 7 5 1 3 1 C O N T E Ú D O D A E M B A L A G E M 4 E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S 4 U T I L I Z A Ç Ã O 4 I N S TA L A Ç Ã O D E H A R D W A R E 5 C O N F I G U R A Ç

Leia mais

Redes de Computadores. Guia de Laboratório Configuração de Redes

Redes de Computadores. Guia de Laboratório Configuração de Redes Redes de Computadores LEIC-T 2012/13 Guia de Laboratório Configuração de Redes Objectivos O objectivo do trabalho consiste em configurar uma rede simples usando o sistema Netkit. O Netkit é um emulador

Leia mais

Intelbras GKM 2210T. 1. Instalação

Intelbras GKM 2210T. 1. Instalação 1 Intelbras GKM 2210T 1. Instalação 1º Conecte a fonte de alimentação na entrada PWR, o LED Power acenderá; 2º Conecte a porta WAN do GKM 2210 T ao seu acesso à internet (porta ethernet do modem). O LED

Leia mais

Sistema de impressão da Divisão de Informática

Sistema de impressão da Divisão de Informática Sistema de impressão da Índice 1Introdução... 4 2Configuração de impressoras no sistema MacOS X...5 2.1Instalação de Papercut...5 2.2Adição de impressoras...8 2.3Observações MacOS X...10 3Instalação de

Leia mais

Tutorial de Configuração do ATA Grandstream HT-503

Tutorial de Configuração do ATA Grandstream HT-503 Tutorial de Configuração do ATA Grandstream HT-503 Este é um ATA (Adaptador para Telefone Analógico) com interfaces WAN e LAN com rede de 10/100 Mbps, permitindo você conectar um aparelho telefônico tradicional,

Leia mais

MANUAL WIRELESS DOS PONTOS MUNICIPAIS DE BANDA LARGA

MANUAL WIRELESS DOS PONTOS MUNICIPAIS DE BANDA LARGA MANUAL WIRELESS DOS PONTOS MUNICIPAIS DE BANDA LARGA Introdução O Projecto Municipal dos Pontos Municipais de Banda Larga (PMBL) pretende dotar o Município de Almeida de equipamentos e infra-estruturas

Leia mais

Guia de Configuração Rápida de Conexão da Rede

Guia de Configuração Rápida de Conexão da Rede Xerox WorkCentre M118/M118i Guia de Configuração Rápida de Conexão da Rede 701P42689 Este guia contém instruções para: Navegação pelas telas do visor na página 2 Configuração da rede usando o servidor

Leia mais

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 ETI/Domo 24810180 www.bpt.it PT Português ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 Configuração do PC Antes de realizar a configuração de todo o sistema, é necessário configurar o PC para que esteja pronto

Leia mais

PHONE. manual do usuário. Version 1.0 FPP 010001

PHONE. manual do usuário. Version 1.0 FPP 010001 Version 1.0 FPP 010001 índice CONTEÚDO DO KIT FLIP ESPECIFICAÇÃO TERMINAL FUNÇÕES DO TERMINAL COMO INSTALAR O TERMINAL ANEXO I ANEXO II 5 5 5 6 9 12 17 CONTEÚDO DO KIT FLIP RC Terminal FLIP Phone Fonte

Leia mais

Manual de Instalação do Linux Educacional 1.0

Manual de Instalação do Linux Educacional 1.0 2007 Manual de Instalação do Linux Educacional 1.0 Por: Rafael Nink de Carvalho Web site: 2 Manual de Instalação do Linux Educacional 1.0 Por: Rafael Nink de Carvalho Machadinho D Oeste RO Agosto 2007

Leia mais

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress TUTORIAL Como criar um blogue/página pessoal no WordPress Índice Criar o blogue... 3 Alterar as definições gerais... 4 Alterar tema... 6 Criar Páginas... 7 Colocar Posts (citações)... 9 Upload de ficheiros...

Leia mais

Gateway TT211S/S+/O/O+/SO/SO+

Gateway TT211S/S+/O/O+/SO/SO+ Guia Rápido de Instalação TT211S/S+/O/O+/SO/SO+ v120511 Índice Introdução 2 Procedimentos para Instalação 2 Conectando o Hardware 2 Configuração Inicial 3 Configuração Network 3 Configuração do DNS (Domain

Leia mais

Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22

Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22 Manual de Utilizador MDDE Plug-in (Windows) 1 of 22 Marca do Dia Eletrónica (MDDE) A Marca De Dia Eletrónica (MDDE) é um serviço, concebido por CTT e MULTICERT, que coloca uma "estampilha eletrónica" num

Leia mais

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1 TOConline Suporte Página - 1 Documentos de Transporte Manual de Utilizador Página - 2 Índice Criação de um documento de transporte... 4 Definições de empresa- Criação de moradas adicionais... 9 Comunicação

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

Lista da embalagem: Procedimento de instalação: abaixo. Nota: Alguns modelos não possuem uma antena separada.

Lista da embalagem: Procedimento de instalação: abaixo. Nota: Alguns modelos não possuem uma antena separada. DENVER IPC-1020 DENVER IPC-1030 Lista da embalagem: Câmara IP Suporte de montagem Antena Adaptador de Alimentação CD Cabo de LAN Manual de instalação Parafusos Nota: Alguns modelos não possuem uma antena

Leia mais

Manual para configuração. Linksys RT31P2

Manual para configuração. Linksys RT31P2 Manual para configuração Linksys RT31P2 Indice Guia de Instalação ATA Linksys RT31P2... 3 Conhecendo o ATA... 4 Antes de Iniciar... 6 Analisando o seu acesso à Internet... 6 Configuração... 9 Configuração

Leia mais