Oficina Plano de Marketing. Manual do Participante

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oficina Plano de Marketing. Manual do Participante"

Transcrição

1 Oficina Plano de Marketing Manual do Participante

2 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE Unidade de Capacitação Empresarial MANUAL DO PARTICIPANTE OFICINA PLANO DE MARKETING Brasília DF 2012

3 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n o 9.610) INFORMAÇÕES E CONTATO Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Unidade de Capacitação Empresarial UCE SGAS 604/605, Módulos 30 e 31. Asa Sul. CEP.: Brasília, DF. Telefone: (61) Fax: (61) Presidente do Conselho Deliberativo Roberto Simões Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho Diretor-Técnico do Sebrae Carlos Alberto dos Santos Diretor Financeiro do Sebrae José Claudio dos Santos Gerente da Unidade de Capacitação Empresarial Mirela Malvestiti Coordenação Nacional Alessandra Cunha Souza Daniela Cristina Mendes Batista José Ancelmo de Góis Consultor Conteudista Ricardo Felipe Lemos Consultor Educacional Adilson Cesar de Araújo Projeto Gráfico Grupo Informe Comunicação Integrada L556e Lemos, Ricardo Felipe. Oficina de plano de marketing: guia do educador / Ricardo Felipe Lemos -- Brasília: SEBRAE, p. : il. color. 1. Plano de Marketing. 2. Tendência de Mercado. 3. Composto de Marketing. I. Título CDU 658.8

4 Sumário APRESENTAÇÃO...6 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS...10 ROTEIRO DE ATIVIDADES...12 ATIVIDADE 1: PLANEJAMENTO PARA O MERCADO...13 ATIVIDADE 2: MARKETING, VENDA, PROPAGANDA E PÚBLICO-ALVO...14 ATIVIDADE 3: ANÁLISE DO AMBIENTE INTERNO...18 ATIVIDADE 4: ANÁLISE DO AMBIENTE EXTERNO...24 ATIVIDADE 5: IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADES...33 RESUMO DO ENCONTRO ENCONTRO 2 CONSTRUINDO UM PLANO INICIAL DE MARKETING...38 ROTEIRO DE ATIVIDADES...40 ATIVIDADE 1: OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E PERFIL DE CLIENTES...41 ATIVIDADE 2: DIFERENCIAIS...49 ATIVIDADE 3: ESTRATÉGIAS DE MARKETING...51 ATIVIDADE 4 AÇÕES E MONITORAMENTO...68 RESUMO DO ENCONTRO ESTRUTURA COMPLETA DO PLANO DE MARKETING...76 GLOSSÁRIO...78 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...86 SITES INTERESSANTES E ÚTEIS...88

5 APRESENTAÇÃO

6 Caro(a) Participante, O planejamento sempre fez parte de nosso cotidiano sem percebermos. Quando acordamos, tendemos a planejar o que iremos fazer durante todo o dia: escovar os dentes, tomar café, ir para o trabalho, almoçar, ir para a escola, namorar etc. Assim, planejar é uma tarefa necessária e importante para dar sentido ao nosso dia a dia. Normalmente, costumamos planejar festas de aniversário, casamentos, encontros de família, viagens, férias, entre outros. E às vezes, mesmo com muito planejamento, ainda esquecemos alguma coisa ou algo sai errado. Se em nossas vidas particulares já é praticamente impossível vivermos sem planejar, o que diríamos do ambiente empresarial, que conta com mercados cada vez mais competitivos e clientes mais exigentes? Na área empresarial, não é diferente. Planejar é necessário, pois são muitas as atividades e responsabilidades diárias das empresas. Mas não é possível conduzir uma empresa sem um olhar para o futuro. Administrar é prever cenários. Sendo assim, percebe-se que não há mais espaço para a condução de empresas sem a utilização de planejamentos. Por isso, o Sebrae oferece essa oficina, para que você domine o Plano de Marketing, ferramenta fundamental e indispensável para a condução da sua empresa, sempre com o foco no mercado. Os principais assuntos desta oficina serão: análise interna da empresa, análise de ambiente, oportunidades e viabilidade de negócio, objetivos estratégicos, perfil de clientes, diferenciais, Mix de Marketing, plano de ações e monitoramento. O propósito dessa oficina é criar condições para que você desenvolva competências para: Compreender os principais elementos para a elaboração de um Plano de Marketing; Perceber a importância da elaboração de um Plano de Marketing para o sucesso do negócio; Refletir sobre a atuação da empresa na dinâmica do mercado; Elaborar um Plano Inicial de Marketing. OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 7

7 Para o desenvolvimento dessas competências, a Oficina é constituída de dois encontros, que podem ser aplicados em dois turnos sequenciais ou em dois turnos de dias subsequentes. Encontro 1 Marketing e análises mercadológicas. Carga horária: 4 horas Encontro 2 Construindo um Plano Inicial de Marketing. Carga horária: 4 horas Desejamos muito sucesso no desenvolvimento do seu Plano de Marketing! OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 8

8 APRESENTAÇÃO OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 9

9 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS

10 Neste encontro, serão criadas as condições necessárias para que você desenvolva competências para: Compreender a importância do planejamento para o sucesso do negócio; Compreender a diferença entre marketing, propaganda e vendas; Analisar as variáveis internas e externas do ambiente mercadológico; Perceber a relevância do planejamento no âmbito pessoal e profissional; Rever seus padrões de atuação no mercado; Refletir sobre o público-alvo da empresa e sua concorrência; Registrar as variáveis internas e externas do ambiente de mercado; Identificar oportunidades e verificar as respectivas viabilidades para seu negócio. CARGA HORÁRIA 4 horas OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 11

11 ROTEIRO DE ATIVIDADES ATIVIDADE 1 PLANEJAMENTO PARA O MERCADO Atividade para percepção das reais necessidades de desenvolver um Plano de Marketing e exercício individual. ATIVIDADE 2 MARKETING, VENDA, PROPAGANDA E PÚBLICO-ALVO Atividades em grupo e individuais, leitura de texto, debate e exposição dialogada para ampliar os entendimentos sobre marketing, venda, propaganda e público-alvo. ATIVIDADE 3 ANÁLISE DO AMBIENTE INTERNO Exposição dialogada para compreensão da análise do ambiente interno. Exercícios individuais para a identificação dos pontos fortes e pontos fracos das respectivas empresas. ATIVIDADE 4 ANÁLISE DO AMBIENTE EXTERNO Atividades em grupo e individuais, exposição dialogada com debate sobre ameaças, oportunidades e tendências. Exercício de análise de ambiente e avaliação da concorrência. OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 12 ATIVIDADE 5 IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADES Atividade em grupo com debate, exercício individual e exposição dialogada sobre oportunidades e viabilidades de negócios.

12 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS ATIVIDADE 1 PLANEJAMENTO PARA O MERCADO Você participará de uma atividade em conjunto com os demais participantes. Siga as orientações do Educador. OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 13

13 ATIVIDADE 2 MARKETING, VENDA, PROPAGANDA E PÚBLI- CO-ALVO Você participará de um exercício em grupo e acompanhará as explicações do Educador referentes ao conceito de marketing e suas diferenças em relação a vendas e à propaganda. Também será feita a leitura de um texto, seguido de debate apresentando o conceito de público-alvo. Reflita sobre venda, propaganda e marketing. Para isso, responda às questões abaixo seguindo as orientações do Educador. 1. Quais as formas de aumentar as vendas sem alterar os atuais produtos/serviços? OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante Quais as formas de divulgar os produtos e serviços da empresa?

14 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS 3. Quais ações que a empresa pode desenvolver para aumentar a satisfação de seus clientes? Há um grande desvio da verdadeira definição do marketing. Ele não consiste apenas em vendas e também não é só propaganda. Estas são somente algumas das ferramentas que o marketing usa para determinado objetivo, sendo que esse objetivo não necessariamente representa um aumento no número de vendas. A venda é a consequência natural do marketing bem desenvolvido, que poderá ser estimulado pela propaganda. Por exemplo: a empresa pode usar a ferramenta do marketing para aumentar a satisfação do cliente, para se posicionar de outra forma no mercado, para divulgar sua nova gerência, para motivar seus funcionários, para o bem-estar da sociedade, para a preservação do meio ambiente etc. Marketing é a chave para atingir os objetivos da empresa. Consiste em determinar as necessidades e os desejos dos mercados-alvos e satisfazê-los mais efetiva e eficientemente do que os concorrentes. Philip Kotler Marketing é tão básico que não pode ser considerado uma função separada. É o negócio total visto do ponto de vista de seu resultado final, isto é, do ponto de vista do consumidor. O sucesso empresarial não é determinado pelo fabricante, mas pelo consumidor. Peter Drucker OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 15

15 Marketing é o processo de planejar e executar a concepção, estabelecimento de preços, promoção e distribuição de ideias, produtos e serviços a fim de criar trocas que satisfaçam metas individuais e organizacionais. No marketing, encontramos o produto/serviço, sua adequação ao mercado, preço, distribuição ou ponto de venda e a comunicação/promoção. O marketing busca também entender as necessidades e desejos reais dos compradores e, consequentemente, satisfazê-los. A propaganda é uma forma de vincular mensagens sobre produtos ou serviços às diversas fatias de mercado. É uma das ferramentas do composto mercadológico, também chamado de Mix de Marketing. A propaganda é uma parte do marketing, a mais visível, pois além das mídias tradicionais, atualmente pode-se observar propaganda em locais menos tradicionais como banheiros públicos, elevadores, táxis, poltronas de aviões, pisos de shoppings, entre outros. Público-Alvo Grupo de consumidores ou possíveis clientes (prospects) aos quais são dirigidas, prioritariamente, produtos/serviços e ações de comunicação e marketing. (Kotler, 2000) OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 16 Exemplo: Mulheres, maioria entre 20 a 40 anos e de classe média; jovens com alto poder aquisitivo e praticantes de esportes radicais. Empresas da área médica, com porte pequeno ou médio, localizadas em um raio de 100 km em torno de nossa empresa e que consumam materiais de limpeza industrial. Agora escreva aqui as cinco principais características dos seus clientes:

16 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS Atualmente, é quase impossível uma empresa vender tudo para todo mundo. Definir o público-alvo é traçar o perfil (principais características e comportamentos) dos tipos de clientes aos quais a empresa pretende oferecer seus produtos/serviços. É possível que em algumas empresas com produtos e serviços distintos poderão ser traçados públicos-alvo diferentes. Por exemplo, uma fábrica de confecções poderá fabricar roupas masculinas e femininas. Neste caso, os públicos consumidores são diferentes e é muito provável que os tipos de lojas que irão comprar da fábrica também serão diferentes. OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 17

17 ATIVIDADE 3 ANÁLISE DO AMBIENTE INTERNO Você assistirá a uma exposição dialogada pelo Educador para compreender a análise dos pontos fortes e pontos fracos. Fará um exercício individual e posteriormente começará a elaborar seu Plano Inicial de Marketing. Estrutura do Plano de Marketing Existem diversos modelos de Planos de Marketing com estruturas e conteúdos com pequenas variações. Não existe o melhor modelo. São diversos os modelos, mas todos têm o mesmo objetivo: orientar a empresa a se planejar por meio de uma forma padronizada e organizada visando ao sucesso de sua atuação. Para o desenvolvimento do seu Plano de Marketing, é importante conhecer os principais assuntos abordados e a estrutura sugerida. Isso irá te situar durante o desenvolvimento do Plano de Marketing. Estrutura simplificada do Plano de Marketing 1. Objetivo/Motivação; 2. Análise Interna; 3. Análise do Ambiente; OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante Identificação de oportunidade; 5. Objetivos Estratégicos; 6. Perfil dos Clientes; 7. Diferencial; 8. Mix de Marketing; 9. Ações e monitoramento. Observação: Veja anexa neste manual a estrutura detalhada do modelo de Plano de Marketing.

18 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS Reflita e discuta com a sua dupla sobre a questão abaixo: Ao iniciar seu Plano de Marketing, torna-se importante refletir sobre a motivação em desenvolver este plano. Ou seja, por que elaborar este plano? S3E1 OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 19

19 Agora comece o desenvolvimento de seu Plano de Marketing inicial respondendo à questão abaixo: 1. Por que você quer elaborar um Plano de Marketing? ( ) Quero rever/mudar um negócio existente ( ) Quero expandir um negócio existente ( ) Outros motivos OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 20

20 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS ANÁLISE DO AMBIENTE INTERNO A análise dos pontos fortes e fracos, ameaças e oportunidades, também é chamada de análise FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças) e possui o objetivo de identificar os pontos fortes e fracos internos da empresa, assim como as oportunidades e ameaças externas do mercado e da concorrência. Conhecer bem seus pontos fortes e fracos é essencial para saber em que atividades terá mais facilidades para se destacar e quais deverá evitar, e então estabelecer suas estratégias de marketing, enfatizando esses pontos fortes e trabalhando os pontos fracos percebidos, buscar parceiros ou apoio profissional necessários. Esta parte do planejamento é essencial para o sucesso do seu Plano de Marketing. OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 21

21 Cuidado, pois muitas pessoas confundem pontos fortes e fracos (ambiente interno) com ameaças e oportunidades. Os pontos fortes e fracos são todas as situações em que a empresa possui total ou relativo poder de gerência, ou seja, pode controlar e atuar sobre eles. As ameaças e oportunidades são forças as quais a empresa não possui gerência alguma sobre elas. Esta análise deverá incluir diversas áreas de seu empreendimento: Competências do empreendedor e recursos humanos; Produtos ou serviços; Capacidade de produção e de desenvolvimento de novos produtos; Capacidade de gestão administrativo-financeira; Recursos disponíveis ou a capacidade de levantar recursos; Consolidação de marca no mercado; Organização e atuação da área comercial. Escreva no quadro a seguir os principais pontos fortes e fracos da sua empresa. 2. Pontos Fortes Pontos Fracos OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 22

22 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS Exemplos de pontos fortes e fracos: Pontos Fortes O empreendedor é formado em Administração de Empresas; Tradição no mercado; Boa localização e sede própria; Situação financeira estável; Logística de entrega adequada; Rapidez no atendimento; Qualificação da equipe técnica; Adequado nível de informatização; Cadastro de clientes atualizado; Sistema de pós-venda atuante. Pontos Fracos A marca é associada a um produto popular de qualidade mediana; Vendedores sem perfil para a função; Equipe de atendimento desqualificada; Elevado tempo de entrega; Não há recursos próprios para maiores investimentos em equipamentos e em uma campanha publicitária; A linha de produtos é a mesma há 10 anos; A área comercial atua como tiradora de pedidos; Ninguém na empresa possui formação ou experiência na área de marketing. OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 23

23 ATIVIDADE 4 ANÁLISE DO AMBIENTE EXTERNO Você participará de uma atividade em grupo e de uma exposição dialogada com o Educador para compreender o que é uma análise de ambiente (ameaças, oportunidades, tendências e concorrentes). Posteriormente, continuará a construção do seu Plano de Marketing, e a partir daí refletirá sobre seu negócio e responderá a algumas perguntas. Leia em grupo as manchetes abaixo e siga as orientações do Educador. OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 24 É preciso conhecer o ambiente no qual sua empresa atua para não ser pego de surpresa. É como preparar uma viagem de carro: você precisa levantar informações sobre a estrada, as condições de trânsito e do tempo, abastecer o veículo, verificar os itens de segurança, entre outros.

24 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS Perceba que nem sempre o que é oportunidade para um negócio será oportunidade para outros negócios. Por exemplo, um período de muita chuva para uma sorveteria poderá ser uma ameaça, mas para um comerciante de capas de chuvas, botas, sombrinhas e outros poderá ser uma ótima oportunidade se estiver preparado. Entenda melhor as variáveis ambientais: Variáveis Sociais são todos os fatores ligados à demografia, composição socioeconômica e etária da população, entre outros. Aspectos como o crescimento ou diminuição da população, migração de classes sociais, níveis de escolaridade devem ser observados e considerados. O acompanhamento adequado dessas tendências sociais permite ao empresário se antecipar nos mercados que possam vir a existir ou se modificar. Exemplo: padrões de comportamento; maior número de residências com animais de estimação. OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 25

25 Variáveis Culturais são os principais valores, artefatos e símbolos que auxiliam as pessoas do meio a se comunicarem como membros de uma sociedade. É constituído por análises de uma sociedade e seus valores, crenças e comportamentos. Podemos considerar aqui também as culturas individuais de cada empresa-alvo. Exemplo: hábito de leitura; valores e crenças de uma comunidade. Variáveis Demográficas são diretamente relacionadas com as características da população como: idade, etnia, renda, escolaridade, nacionalidade, estado civil, entre outros. Exemplo: 70% da população de uma cidade vive na zona rural e a média de idade é de 58 anos. Variáveis Tecnológicas são as invenções e inovações da ciência aplicada ou das áreas de pesquisa e desenvolvimento que impactam fortemente o comportamento de consumo das pessoas e empresas. O desenvolvimento da internet, e-commerce e o uso do celular devem ser cuidadosamente observados e considerados. Exemplo: acesso à internet; desenvolvimento de novas matérias-primas com objetivos específicos. Variáveis Econômicas aspecto relacionado com a disponibilidade de capital externo à empresa. Renda familiar e per capita, custo de vida, padrões de consumo, inflação, taxa de juros e desemprego, distribuição da renda, entre outros. Exemplo: a renda per capita do público-alvo. Nível de desemprego em uma região. O site do Banco Central do Brasil disponibiliza diversas informações relevantes. OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 26 Variáveis Políticas e Legais são variáveis formadas por leis, órgãos governamentais e grupos de interesses comuns, que definem, formal ou informalmente, a maneira como as empresas devem operar em seus mercados de atuação. Exemplo: Aprovação da lei que proíbe o consumo de bebidas após as 23h. Reajuste de uma taxa ou imposto. Variáveis Físicas/Naturais aspectos ambientais como clima, relevo, disposição de recursos naturais como pedras preciosas, petróleo etc.

26 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS TENDÊNCIAS DE IMPACTO NO NEGÓCIO Agora, faça uma reflexão em relação às variáveis ambientais e identifique as principais ameaças e oportunidades em relação ao seu negócio. 3. Oportunidades Ameaças OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 27

27 Exemplos de oportunidades e ameaças: Oportunidades A mulher brasileira é naturalmente vaidosa e nunca deixa de investir em sua beleza ou higiene pessoal; A população de baixa renda é a mais beneficiada com o recente crescimento econômico; Grandes investimentos em projetos federais trazem recursos para a principal região de atuação de nossa empresa. Ameaças A instabilidade do câmbio das moedas estrangeiras pode ter um impacto no preço de algumas matérias-primas; As exigências e as fiscalizações da ANVISA aumentam constantemente; Novas legislações de proteção ao consumidor podem exigir mudanças em nossas embalagens, gerando investimentos não previstos; A crise mundial pode ter impacto no comportamento de consumo da população de baixa renda, cortando o supérfluo. TENDÊNCIAS DE MERCADO Conhecer as tendências de mercado é fundamental para o sucesso da sua empresa. Tanto para evitar um investimento em um mercado que está em queda como para identificar os segmentos que estão realmente em crescimento. É fundamental obter informações seguras sobre o mercado. Não confie somente em seu sentimento e sua percepção pesquise! OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 28 Agora responda às questões do quadro abaixo: 3.2 Quais as tendências no mercado específico em que você atua ou pretende atuar? Selecione uma das opções e justifique. Como está seu mercado-alvo? ( ) Em Crescimento acelerado ( ) Em Crescimento lento ( ) Estável com oportunidades para quem sabe se diferenciar ( ) Estagnado

28 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS ( ) Retraindo-se ligeiramente ( ) Em Declínio acelerado ( ) Outros Classifique sua escolha de acordo com as opções abaixo: ( ) Oportunidade ( ) Ameaça Justifique sua escolha e sua classificação: CONCORRENTES Há muito tempo ouvíamos empresários dizendo: Não quero nem ouvir falar nos meus concorrentes. Hoje, temos que manter um olho no cliente e o outro no concorrente. É obviamente indispensável obter profundo conhecimento das ações da concorrência para qualquer empresa, sendo útil para prever alguns aspectos do seu comportamento futuro. OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 29

29 Você participará de uma atividade em grupo sobre análise da concorrência. Siga as orientações do Educador. OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 30 Agora descreva a atuação de seus principais concorrentes nos quadros abaixo levando em consideração os elementos do Mix de Marketing, ou seja, as estratégias relativas ao produto ou serviço, preço e condições de pagamento, distribuição ou local, comercialização, comunicação, propaganda e promoções. Quem são e como atuam seus principais concorrentes?

30 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS 3.3 Concorrente 1 Nome: Produtos/serviços: Preço: Distribuição/Ponto: Comercialização: Comunicação, propaganda e promoção: Exemplo de análise da concorrência: Estratégias analisadas Produto/Serviço Concorrente X Não adapta sua linha ao mercado nacional, mas planeja trazer fórmulas de outros países com perfis similares ao público popular. Investe muito em design de embalagens. Preço De 20% a 25% mais caro que nossos produtos. Realiza muitas promoções competitivas. Distribuição/Ponto de venda Comercialização Promoção/ Comunicação/ Propaganda Apresenta uma ótima distribuição. Atende as grandes redes de varejo diretamente e trabalha com distribuidores regionais para alcançar o varejo médio e pequeno local. Investe muito em comunicação. Faz ações no ponto de venda e anuncia em revistas de circulação nacional. OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 31

31 Quais as oportunidades e ameaças de seus principais concorrentes? Oportunidades Ameaças Concorrente Concorrente Exemplo de oportunidades e ameaças dos concorrentes: OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 32 Oportunidades Multinacionais praticamente não adaptam suas linhas ao mercado nacional. Grandes indústrias nacionais não conseguem atender todas as regiões. Concorrentes regionais apresentam produtos limitados. Ameaças Possibilidade de penetração de produtos importados. Alíquota do IPI poderá ser reajustada para maior. Escassez de mão de obra na região da fábrica.

32 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS ATIVIDADE 5 IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADES Você participará de uma atividade coletiva e debate para aprofundar seus conhecimentos sobre oportunidades e viabilidades de negócios. Posteriormente, continuará a construção do seu Plano de Marketing refletindo sobre seu negócio e respondendo a algumas perguntas. OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS Qualquer produto ou serviço, para ter sucesso, precisa atender uma necessidade ou um desejo dos consumidores. A possibilidade de oferecer um produto ou um serviço para atender esta demanda constitui a base ou a oportunidade de seu negócio e é fundamental compreendê-la corretamente para saber direcionar sua estratégia de marketing. O que o consumidor precisa? Para oferecer algo ao mercado, a empresa deve perceber que necessidade/desejo o produto/serviço atende ou atenderá. É preciso observar o que as pessoas usam, perguntar sobre o que elas gostam, do que não gostam, por que compraram determinada coisa. É bom lembrar que nem sempre o cliente sabe o que quer. É claro que ele sabe que tem uma necessidade, mas às vezes desconhece as possibilidades existentes para satisfazê-la. Por exemplo, um atleta de corrida. Se há um tempo um empresário do ramo de equipamentos para esporte perguntasse ao corredor como ele gostaria de marcar o tempo, ele provavelmente diria que precisaria de um cronômetro e alguém para marcar. Ele não diria que o ideal seria um relógio com cronômetro e controlador de batimentos cardíacos e de calorias consumidas. Sendo assim, cabe à empresa sempre pensar além do óbvio. Cabe a quem vende entender e explorar exatamente o que o cliente quer comprar. Se você puder contratar uma empresa confiável para realizar uma pesquisa, será muito útil. Caso contrário, não confie apenas na sua intuição. Observar comportamentos e conversar são opções incertas, mas na falta de recursos podem colaborar. OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 33

33 Após compreender a importância de os produtos/serviços oferecidos atenderem alguma necessidade ou desejo, responda à questão abaixo: 4.1 Qual é o problema que seu público-alvo tem e o que você se propõe a resolver? Ou qual é a necessidade ou desejo deles que você se propõe a atender? Exemplos de Oportunidades de Negócios: OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 34 A oportunidade de meu negócio é a demanda não satisfeita principalmente do público popular por produtos de beleza e higiene pessoal direcionada para as necessidades específicas deste público. Ex.: pele clara e sensível e cabelos lisos; Meu negócio é viável porque o público-alvo do nosso negócio é a faixa de população que mais cresce em quantidade e em poder aquisitivo no Brasil inteiro de acordo com análises feitas em dados do IBGE; Nossa prestação de serviço atenderá a demanda dos nossos atuais clientes que compram equipamentos para segurança patrimonial e não possuem técnicos treinados para instalação dos mesmos.

34 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS Agora leia o caso abaixo e responda à pergunta no final do texto. O CASO DA LOJA MM A Loja MM Móveis Planejados está situada em uma cidade de habitantes. A cinco quilômetros dali, encontra-se uma cidade com habitantes e com outras cinco lojas de móveis, mais conhecidas que a Loja MM. Uma cozinha simples nesta loja não sai por menos de R$ 8.000,00. Um quarto de casal tem preço médio de R$ ,00. De acordo com o IBGE, 3% da população da cidade da loja MM é de classe A. O empresário oferece excelente atendimento e acabamento dos móveis. Atualmente, está com grandes dificuldades, pois sua venda é muito baixa. No último mês, fechou apenas dois projetos. A pergunta é: Com atuação local, na cidade de habitantes, você imagina que esta loja é viável? OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 35

35 VIABILIDADE DE NEGÓCIO Mesmo que seja identificada uma oportunidade que nenhuma outra empresa atende (bem), o tamanho dessa demanda pode não ser suficiente para sustentar seu negócio. É imprescindível ter uma boa noção disso para que não haja grandes esforços com pouco ou nenhum retorno. Agora reflita sobre as oportunidades já identificadas para sua empresa e suas respectivas viabilidades respondendo à pergunta abaixo. 4.2 A quantidade de clientes que podem se interessar pelo seu produto/serviço (clientes potenciais) na região visada e a frequência com que compram são suficientes para viabilizar seu negócio? OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 36 Exemplos para Viabilidade de Negócio: A oportunidade de meu negócio é a demanda não satisfeita principalmente do público popular por produtos de beleza e higiene pessoal direcionada para as necessidades específicas deste público. Ex.: pele morena e cabelos mais crespos; Meu negócio é viável porque o público-alvo do nosso negócio é a faixa de população que mais cresce em quantidade e em poder aquisitivo no Brasil inteiro de acordo com análises feitas em dados do IBGE.

36 ENCONTRO 1 MARKETING E ANÁLISES MERCADOLÓGICAS RESUMO DO ENCONTRO 1 Marketing e análises mercadológicas Diferença entre marketing e vendas Marketing apresenta foco no mercado-alvo. Busca identificar e atender necessidades e desejos de consumidores. Vendas apresentam foco nos produtos e serviços disponíveis. Marketing X Propaganda A propaganda consiste nas diversas formas de comunicar algo e ela é a ferramenta mais visível do marketing. Propaganda e marketing não são sinônimos. Análise do Ambiente interno É a autorreflexão, o olhar interno da empresa buscando identificar seus principais pontos fracos e fortes. Análise do Ambiente externo É todo olhar externo do empresário à procura de oportunidades e ameaças que possam facilitar ou dificultar seu negócio. Análise da concorrência Possibilita o olhar da empresa para seus concorrentes a fim de perceber em que eles são melhores ou piores que ela. Oportunidades É quando a empresa percebe que pode satisfazer mais rapidamente seus clientes e assim obter maior sucesso. Viabilidade É necessário estar atento às oportunidades e verificar sua viabilidade, pois nem sempre uma boa oportunidade será viável para uma determinada empresa. OFICINA PLANO DE MARKETIGN Manual do Participante 37

37 ENCONTRO 2 CONSTRUINDO UM PLANO INICIAL DE MARKETING

38 Neste encontro, serão criadas as condições necessárias para que você desenvolva competências para: Compreender a importância da adoção do Mix de Marketing; Avaliar a importância de estabelecer e monitorar objetivos estratégicos e metas; Tomar consciência sobre a importância do Mix de Marketing; Predispor-se a adotar o Plano de Marketing; Desenvolver o Plano Inicial de Marketing. CARGA HORÁRIA 4 horas. OFICINA PLANO DE MARKETING Manual do Participante 39

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Vender Manual do Participante

Vender Manual do Participante Vender Manual do Participante MP_oficina_sei_vender.indd 1 17/03/15 12:21 MP_oficina_sei_vender.indd 2 17/03/15 12:21 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Unidade de Capacitação

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro.

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro. Página 1 de 9 2. Análise de Mercado 2.1 Estudo dos Clientes O que é e como fazer? Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do seu plano. Afinal, sem clientes não há negócios. Os clientes não

Leia mais

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING CONSULTOR CARLOS MARTINS CRIA - AÇAO EM MARKETING SUA EMPRESA Copyright Consultor Carlos Martins - Todos os direitos reservados wwwcarlosmartinscombr - consultor@carlosmartinscombr Como conquistar Clientes

Leia mais

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS.

COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS. A Rio Quality existe com o objetivo de proporcionar a total satisfação dos clientes e contribuir para o sucesso de todos. Essa integração se dá através do investimento

Leia mais

Módulo 12 Segmentando mercados

Módulo 12 Segmentando mercados Módulo 12 Segmentando mercados Há alguns anos que os profissionais de marketing perceberam que não se pode atender todo o mercado com um único composto de produto. Nem todos os consumidores querem um carro

Leia mais

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. PLANO DE NEGÓCIOS:... 2 2.1 RESUMO EXECUTIVO... 3 2.2 O PRODUTO/SERVIÇO... 3 2.3 O MERCADO... 3 2.4 CAPACIDADE EMPRESARIAL... 4 2.5

Leia mais

Gestão Financeira. Caixa e Fluxo de Caixa. Diálogo Empresarial. Manual do Participante

Gestão Financeira. Caixa e Fluxo de Caixa. Diálogo Empresarial. Manual do Participante Gestão Financeira Caixa e Fluxo de Caixa Diálogo Empresarial Manual do Participante Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Unidade de Capacitação Empresarial MANUAL DO PARTICIPANTE

Leia mais

Dicas de Gestão para o Empresário do Setor Comércio Varejista

Dicas de Gestão para o Empresário do Setor Comércio Varejista Dicas de Gestão para o Empresário do Setor Comércio Varejista Você conhece o seu cliente? Não poupe esforços e invista no visual da loja Planejamento estratégico Cuide da Saúde Financeira da Sua Empresa

Leia mais

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Introdução Planejamento Divulgando sua loja Como fechar as vendas Nota Fiscal

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004 2.4d_ização de

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

Gestão Financeira Preço de Venda: Custos dos Produtos e Serviços da Empresa

Gestão Financeira Preço de Venda: Custos dos Produtos e Serviços da Empresa Gestão Financeira Preço de Venda: Custos dos Produtos e Serviços da Empresa Diálogo Empresarial Manual do Participante Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Unidade de Capacitação

Leia mais

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de viabilidade As perguntas seguintes terão que ser respondidas durante a apresentação dos resultados do estudo de viabilidade e da pesquisa de campo FOFA.

Leia mais

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce Você é do tipo que quer arrancar os cabelos toda vez que um concorrente diminui o preço? Então você precisa ler este guia rápido agora mesmo. Aqui

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS O plano de negócios deverá conter: 1. Resumo Executivo 2. O Produto/Serviço 3. O Mercado 4. Capacidade Empresarial 5. Estratégia de Negócio 6. Plano de marketing

Leia mais

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR &DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR Toda comunicação publicitária visa atender a alguma necessidade de marketing da empresa. Para isso, as empresas traçam estratégias de comunicação publicitária, normalmente traduzidas

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO

ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO CATEGORIAS TÉCNICO TECNÓLOGO TEMAS LIVRE INCLUSÃO SOCIAL COOPERATIVISMO 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO 1.1 Nome da Instituição 1.2 Nome do Reitor(a)/Diretor(a)-Geral/Diretor(a) 1.3

Leia mais

Controlar Meu Dinheiro Manual do Participante

Controlar Meu Dinheiro Manual do Participante Controlar Meu Dinheiro Manual do Participante MP_oficina_sei_controlar_meu_dinheiro.indd 1 13/03/15 12:21 MP_oficina_sei_controlar_meu_dinheiro.indd 2 13/03/15 12:21 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro

Leia mais

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos

Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender Informações e Contatos FORMAR SEU PREÇO Ficha Técnica 2015 Mania de Empreender TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Não é permitida a reprodução total ou parcial de qualquer forma ou por qualquer meio. Informações e Contatos Mania de

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR KOTLER, 2006 AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR. OS CANAIS AFETAM TODAS AS OUTRAS DECISÕES DE MARKETING Desenhando a estratégia

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA DE MARKETING PARA GESTORES DE NEGÓCIO

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA DE MARKETING PARA GESTORES DE NEGÓCIO A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA DE MARKETING PARA GESTORES DE NEGÓCIO Mariana Ferreira Soares, Priscila Petrusca Messias Gomes Silva e Marcos Alexandre de Melo Barros. Faculdade Senac de Pernambuco. E-mail:

Leia mais

PN PLANO DE NEGÓCIOS. Gestão e Empreendedorismo

PN PLANO DE NEGÓCIOS. Gestão e Empreendedorismo PN PLANO DE NEGÓCIOS Conceito PLANO DE NEGÓCIO É um documento que contempla a descrição do empreendimento e o modelo de gestão que sustentará a empresa É O CARTÃO DE VISITA DA EMPRESA Plano de Negócio

Leia mais

1- O que é um Plano de Marketing?

1- O que é um Plano de Marketing? 1- O que é um Plano de Marketing? 2.1-1ª etapa: Planejamento Um Plano de Marketing é um documento que detalha as ações necessárias para atingir um ou mais objetivos de marketing, adaptando-se a mudanças

Leia mais

PROJETO EXEMPLO. Os aparelhos de som compactos da Sonic. Situação do mercado. Situação do produto

PROJETO EXEMPLO. Os aparelhos de som compactos da Sonic. Situação do mercado. Situação do produto PROJETO EXEMPLO Os aparelhos de som compactos da Sonic Jane Melody é a gerente de produto da linha de aparelhos de som compactos da Sonic. Cada sistema consiste em um amplificador/rádio AM-FM, um aparelho

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade II MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Preço em varejo Preço Uma das variáveis mais impactantes em: Competitividade; Volume de vendas; Margens e Lucro; Muitas vezes é o mote

Leia mais

Planejamento. Futuro. Técnica ou processo que serve para lidar com o futuro. O que aumenta a incerteza nas organizações. Incerteza nas organizações

Planejamento. Futuro. Técnica ou processo que serve para lidar com o futuro. O que aumenta a incerteza nas organizações. Incerteza nas organizações Fonte: Introdução à Administração de Antonio Cesar Amaru Maximiano Índice Definição de planejamento Incertezas Eventos previsíveis Processo de planejamento Decisões de planejamento Planejar Atitudes em

Leia mais

Planejamento de Marketing

Planejamento de Marketing PARTE II - Marketing Estratégico - Nessa fase é estudado o mercado, o ambiente em que o plano de marketing irá atuar. - É preciso descrever a segmentação de mercado, selecionar o mercado alvo adequado

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «21. É falacioso falar que o marketing é filho do capitalismo e, portanto, apenas ajudaria a concentrar a renda satisfazendo necessidades supérfluas

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro Anexo 3 PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro 1. Capa 2. Sumário 3. Sumário executivo 4. Descrição da empresa 5. Planejamento Estratégico do negócio 6. Produtos e Serviços 7. Análise de Mercado 8. Plano de Marketing

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA Flash Lan House: FOCO NO ALINHAMENTO ENTRE CAPITAL HUMANO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções.

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções. Uma publicação: Estratégias para aumentar a rentabilidade 04 Indicadores importantes 06 Controle a produção 08 Reduza filas 09 Trabalhe com promoções 10 Conclusões 11 Introdução Dinheiro em caixa. Em qualquer

Leia mais

FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES Uma nova abordagem

FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES Uma nova abordagem ICPG Instituto Catarinense de Pós-Graduação www.icpg.com.br 1 FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES Uma nova abordagem Carlos de Andrade Giancarlo Moser Professor de Metodologia da Pesquisa Curso de Pós-Graduação em

Leia mais

Orientações para elaborar um. Plano de Negócios

Orientações para elaborar um. Plano de Negócios Orientações para elaborar um Plano de Negócios Maio de 2010 www.nascente.cefetmg.br Página 1 Apresentação Este documento contém um roteiro básico de Plano de Negócios. O objetivo é permitir que o futuro

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / /

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / / FICHA DE CADASTRO EMPRETEC Município Data: / / Caro Empreendedor, Obrigado por seu interesse pelo Empretec, um dos principais programas de desenvolvimento de empreendedores no Brasil e no Mundo! As questões

Leia mais

Modelo de Briefing de Produto - Roteiro de Coleta de Informações - Completo

Modelo de Briefing de Produto - Roteiro de Coleta de Informações - Completo BRIEFING DE PRODUTO Modelo de Briefing de Produto - Roteiro de Coleta de Informações - Completo Modelo Extraído dos livros: Tudo o que você queria saber sobre propaganda e ninguém teve paciência para explicar

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING PÓS-GRADUAÇÃO / FIB-2009 Prof. Paulo Neto O QUE É MARKETING? Marketing: palavra em inglês derivada de market que significa: mercado. Entende-se que a empresa que pratica

Leia mais

EMPREENDEDORISMO Marketing

EMPREENDEDORISMO Marketing Gerenciando o Marketing EMPREENDEDORISMO Marketing De nada adianta fabricar um bom produto ou prestar um bom serviço. É preciso saber colocálo no mercado e conseguir convencer as pessoas a comprá-lo. O

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

O Plano de Negócios Fabiano Marques

O Plano de Negócios Fabiano Marques O Plano de Negócios Fabiano Marques Um negócio bem planejado terá mais chances de sucesso que aquele sem planejamento, na mesma igualdade de condições. (Dornelas, 2005) O termo empreendedorismo está naturalmente

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE Módulo 2 CLIENTES: DEFINIÇÕES E ENTENDIMENTOS Objetivo: Ao final desse módulo, você estará capacitado a termos, como: cliente, comprador, cliente final, consumidor,

Leia mais

O que é promoção de vendas e para que serve?

O que é promoção de vendas e para que serve? 4 Para aumentar as vendas, ela precisa basicamente fazer com que os clientes atuais comprem mais ou trazer novos clientes para a loja. Nos dois casos, fica evidente que ela terá que oferecer mais benefícios

Leia mais

DICAS DE COMO PARTICIPAR DE FEIRAS

DICAS DE COMO PARTICIPAR DE FEIRAS DICAS DE COMO PARTICIPAR DE FEIRAS VITÓRIA 2004 Dicas de como participar de feiras Introdução As feiras são eventos ricos em oportunidades de negócios. São ambientes privilegiados para o incremento das

Leia mais

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA VAREJO Julho - 2012 O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA Fonte imagem: Disponível em:< http://4.bp.blogspot.com/_caqa6tpillu/tjevn_ah_ei/ AAAAAAAAAAM/3dTp5VPhJ9E/s1600/69589_Papel-de-Parede-Todos-juntos_1280x800.

Leia mais

Como criar um novo negócio

Como criar um novo negócio Processos Gerenciais Profª. Silvia Cristina da Silva Okabayashi Como Criar um Novo Negócio Plano de Negócios Laboratório de Administração Tema 1 Como criar um novo negócio Como criar um novo negócio Primeiramente

Leia mais

FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA

FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA Abordagem da estratégia Análise de áreas mais específicas da administração estratégica e examina três das principais áreas funcionais das organizações: marketing,

Leia mais

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. A CompuStream, empresa especializada em desenvolvimento de negócios, atua em projetos de investimento em empresas brasileiras que tenham um alto

Leia mais

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio.

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Participe da rede de distribuição dos produtos exclusivos da

Leia mais

BENEFÍCIOS COM A SMALL

BENEFÍCIOS COM A SMALL BENEFÍCIOS COM A SMALL 2012. Small Consultoria Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 530 Casa Verde, São Paulo S.P. Tel. 11 2869.9699 / 11 2638.5372 Todos os direitos reservados. A IDEIA Dentre os exemplos

Leia mais

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA?

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? Que nome estranho! O que é isso? Essa expressão, Margem de Contribuição, pode soar estranha aos ouvidos, mas entender o que significa ajudará muito

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Plano de Marketing. Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing

Plano de Marketing. Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing Plano de Marketing Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing 1 Plano de Marketing É o resultado de um processo de planejamento. Define o quevai ser vendido, por quanto,

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para QUAL NEGÓCIO DEVO COMEÇAR? No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para então definir seus objetivos e sonhos.

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização PLANO DE MARKETING Ferramenta importante do plano estratégico de uma empresa. Deve estar em perfeita sintonia com os objetivos estabelecidos pela empresa. É um passo para a elaboração do PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - CAMPUS DE PARNAÍBA CURSO: Técnico em Informática DISCIPLINA: Empreendedorismo PROFESSORA: CAROLINE PINTO GUEDES FERREIRA ELEMENTOS DO PLANO

Leia mais

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes Unidade IV Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas Prof a. Daniela Menezes Tipos de Mercado Os mercados podem ser divididos em mercado de consumo e mercado organizacional. Mercado de consumo: o consumidor

Leia mais

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 AULA 9 Assunto: Plano Financeiro (V parte) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO RESUMO DO EMPREENDIMENTO 01 EMPREENDIMENTO 02 NEGÓCIO E MERCADO: DESCRIÇÃO 2.1 ANÁLISE MERCADOLÓGICA 2.2 MISSÃO DA EMPRESA 03 CONCORRÊNCIA 04 FORNECEDORES 05 PLANO

Leia mais

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração Faculdade Pitágoras de Uberlândia Apostila de Administração Prof. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 SUMÁRIO 1 O PLANO DE NEGÓCIOS...2 1.1 SUMÁRIO EXECUTIVO...5

Leia mais

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio.

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio. F R A N Q U I A Benefícios do Modelo Uma das marcas mais fortes e reconhecidas do país. A marca faz parte de um conglomerado que se consolida como um dos maiores do país (Alpargatas - Grupo Camargo Corrêa).

Leia mais

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA O que é Franquia? Objetivo Esclarecer dúvidas, opiniões e conceitos existentes no mercado sobre o sistema de franquias. Público-Alvo Pessoa física que deseja constituir um negócio

Leia mais

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na Visão das Seguradoras: Uma análise da distribuição de seguros no Brasil Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), membro do Conselho Editorial da FUNENSEG, catedrático pela ANSP e sócio da empresa "Rating

Leia mais

O Que Vem Mudando Nos Hábitos De Consumo Da Classe C

O Que Vem Mudando Nos Hábitos De Consumo Da Classe C VAREJO Agosto - 2012 O Que Vem Mudando Nos Hábitos De Consumo Da Classe C Desde a criação do Real e a estabilização da economia, o poder aquisitivo da população brasileira aumentou de forma significativa.

Leia mais

AULA 4 Marketing de Serviços

AULA 4 Marketing de Serviços AULA 4 Marketing de Serviços Mercado Conjunto de todos os compradores reais e potenciais de um produto ou serviço. Trata-se de um sistema amplo e complexo, que envolve: FORNECEDORES CONCORRENTES CLIENTES

Leia mais

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Toda empresa privada deseja gerar lucro e para que chegue com sucesso ao final do mês ela precisa vender, sejam seus serviços

Leia mais

INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL

INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL 0405 05 IDENTIFICAÇÃO: Título: ORÇAMENTO EMPRESARIAL Atributo: ADMINISTRAÇÃO EFICIENTE Processo: PLANEJAMENTO E CONTROLE ORÇAMENTÁRIO O QUE É : É um instrumento de planejamento

Leia mais

Marketing e Comunicação Cláudio Pessanha

Marketing e Comunicação Cláudio Pessanha Marketing e Comunicação Cláudio Pessanha Vamos Discutir... Um produto fala? Mesmo sendo esse produto um chinelo? Leiam o texto abaixo e falem comigo. Um produto tem o poder de falar por si só? E de que

Leia mais

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO.

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. 1 ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. Juliana da Silva RIBEIRO 1 RESUMO: O presente trabalho enfoca as estratégias das operadoras de telefonia móvel TIM,VIVO e CLARO

Leia mais

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix)

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Dentro do processo de administração de marketing foi enfatizado como os profissionais dessa área identificam e definem os mercados alvo e planejam as estratégias

Leia mais

SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS SEBRAE-SP

SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS SEBRAE-SP SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS SEBRAE-SP SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS SEBRAE-SP O SEBRAE SP desenvolveu um Programa de Soluções Tecnológicas, cujo objetivo é de aumentar a competitividades e sustentabilidade dos Pequenos

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO ANEXO Plano de Ação Estratégico Estratégias empresariais Anexo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE Unidade de Capacitação Empresarial Estratégias

Leia mais

Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques

Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques "Um bom plano de negócios deve mostrar claramente a competência da equipe, o potencial do mercado-alvo e uma idéia realmente inovadora; culminando em um

Leia mais

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 1. CAPA 2. SUMÁRIO 3. INTRODUÇÃO FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 4. DESCRIÇÃO DA EMPRESA E DO SERVIÇO 4.1 Descrever sua Visão, VISÃO DA EMPRESA COMO VOCÊS IMAGINAM A EMPRESA

Leia mais

Unidade II. Unidade II

Unidade II. Unidade II Unidade II 6 PLANO DE NEGÓCIOS (PN): UMA VISÃO GERAL - O QUE É E PARA QUE SERVE? Plano de negócios (do inglês business plan), também chamado plano empresarial, é um documento que especifica, em linguagem

Leia mais

MIZUNO, TOPPER, RAINHA, HAVAIANAS, TIMBERLAND, DUPÉ E SETE LÉGUAS.

MIZUNO, TOPPER, RAINHA, HAVAIANAS, TIMBERLAND, DUPÉ E SETE LÉGUAS. SOBRE A ALPARGATAS Quem nunca usou um Bamba? Ou uma calça US Top, um tênis Rainha, uma sandália Havaianas, ou jogou com uma bola Topper? A Alpargatas e suas marcas estiveram e estarão sempre presentes

Leia mais

Controle Financeiro. 7 dicas poderosas para um controle financeiro eficaz. Emerson Machado Salvalagio. www.guiadomicroempreendedor.com.

Controle Financeiro. 7 dicas poderosas para um controle financeiro eficaz. Emerson Machado Salvalagio. www.guiadomicroempreendedor.com. Controle Financeiro 7 dicas poderosas para um controle financeiro eficaz Emerson Machado Salvalagio Quando abrimos uma empresa e montamos nosso próprio negócio ou quando nos formalizamos, após algum tempo

Leia mais

VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE DE VENCEDORES! PROPOSTA DISTRIBUIDOR LA POZZI

VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE DE VENCEDORES! PROPOSTA DISTRIBUIDOR LA POZZI VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE DE VENCEDORES! PROPOSTA DISTRIBUIDOR LA POZZI INTRODUÇÃO A LaPozzi Professional Cosméticos fornece ao mercado de cosméticos capilar profissional, produtos inovadores,

Leia mais

Eline Cristina Miranda 0501006001. Administração Financeira e Orçamentária

Eline Cristina Miranda 0501006001. Administração Financeira e Orçamentária UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO EM CIENCIAS CONTÁBEIS PROF: HÉBER LAVOR MOREIRA Eline Cristina Miranda 0501006001 Administração

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

Como criar um novo negócio

Como criar um novo negócio Processos Gerenciais Profª. Silvia Cristina da Silva Okabayashi Como Criar um Novo Negócio Plano de Negócios Laboratório de Administração Tema 1 Como criar um novo negócio Como criar um novo negócio Primeiramente

Leia mais

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores 0366 PLANO DE MARKETING Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20 TAG 4/2010 17 Valores Índice Introdução Diagnóstico Análise do Mercado Análise da Concorrência Análise da Empresa Análise SWOT Objectivos

Leia mais

Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé

Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé Guia para Pré-Proposta FUMDEC Macaé 1. Objetivo O presente guia tem como objetivo orientar o empreendedor a como preencher o Formulário de Pré-proposta para financiamento, item fundamental para início

Leia mais