CENTRO DE PROCEDIMENTO E APOIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRO DE PROCEDIMENTO E APOIO"

Transcrição

1 CENTRO DE PROCEDIMENTO E APOIO Zona Norte Zona Leste Av. Água Fria, 135- Santana Av. Celso Garcia, Tatuapé

2 Para atender as necessidades de mercado e se tornar ainda mais competitiva, a Unimed adotou a estratégia de estar cada vez mais próxima dos seus clientes e médicos cooperados e implantou os Centros de Procedimentos e Apoio: CPA Zona Norte (Inaugurado em 04/05/2005) CPA Zona Leste (Inaugurado em 03/07/2006) ÁREA FÍSICA CPA ZN = 1088m² de área construída CPA ZL = 4910m² de área construída

3 Estratégia de Atendimento Oferecer diferencial de atendimento humano e resolutivo, reforçando a marca e elevando o conceito de assistência médica.

4 OBJETIVOS DO CPA Aumentar o volume de atendimento nos consultórios médicos, assegurando ao cliente a continuidade do atendimento (ambulatorial ou hospitalar) por médicos Cooperados. Evitar internações desnecessárias. Diminuir custos com atendimentos de urgências em serviços credenciados.

5 Clinica Médica 24 horas Pediatria 24 horas Ortopedia das 07h às 23h Enfermagem - 24 horas Procedimentos: Curativo e Medicação

6 Serviços de Apoio Apoio diagnóstico para atendimento ao cliente interno e externo Laboratório Radiologia Ultra-sonografia.

7 Serviços e Apoio Remoção

8 Serviços e Apoio Extensão das atividades do IGC reuniões palestras e cursos para cooperados cursos de capacitação para as suas secretárias.

9 GESTÃO DO CPA PLANEJAMENTO ORGANIZAÇÃO LIDERANÇA CONTROLE

10 Estrutura Organizacional DIREX Diretor financeiro Coordenação de Enfermagem Enfermeiro Técnico de Enfermagem Auxiliar de Enfermagem Gerente do CPA Corpo clínico Farmácia Faturamento Medicina preventiva Serviço de imagem Laboratório Higienização Segurança Manutenção Coordenação Administrativa Líder de Atendimento Assistente Adm. Sênior Assistente Adm. Junior Assistente de Atend. Assistente de Atend.

11 Ações Conjuntas Medicina Preventiva; Gestão de Pessoas; Central de Atendimento; Hospital Unimed Santa Helena; SAC; Jurídico.

12 Controles Atendimentos; Controles Externos; Controles de Terceiros.

13 Serviços Terceiros UP Entrevista Qualificada Médicos Farmácia Farmacêutica Aux. de Farmácia Gerente dos CPA S Coordenação Att./Adm. Coordenação Enfermagem Medicina Preventiva Enfermeiro Técnico Enfermagem Estagiários Enfermagem Faturamento Analistas de Faturamento

14 Estoque de MAT/MED Farmácia R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ 0, CPA ZN CPA ZL CPA ZN R$ ,18 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 CPA ZL R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00

15 Festas Motivacionais Proporcionar Motivação. Incentivar os Colaboradores. Reconhecer o Bom Trabalho. Recompensar os Colaboradores. Festejar o Alcance de Metas. Participar nos Resultados.

16 Desenvolvimento de Talentos Dar Recursos Técnicos. Capacitação Profissional. Proporcionar Informação. Compartilhar Conhecimento. Criar e Desenvolver Talentos.

17 Prestadores de Serviços MÉDICOS PONTO DE VENDA ESTACIONAMENTO SADT Supervisão Coordenação Att./Adm. Coordenação Enfermagem Administrativo Sênior SEGURANÇA LABORATÓRIO HIGIENIZAÇÃO MANUTENÇÃO

18 Atendimento Semestral

19

20 Atendimento Mensal 2010 CPA S Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Clínica Médica Pediatria Ortopedia / Traumat. Enfermagem Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Clínica Médica Pediatria Ortopedia / Traumat. Enfermagem

21 Fontes Pagadoras

22 Fluxo de Atendimento CLIENTE ATENDIMENTO RECEPÇÃO PROCEDIMENTO TRIAGEM ENFERMAGEM ATENDIMENTO MÉDICO ALTA MÉDICA? MEDICAÇÃO OBSERVAÇÃO EXAME ALTO RISCO POLTRONA ADULTO/INFANTIL ALTA TRANSFERÊNCIA HOSPITALAR

23 CPA Paciente UNIMED / Intercâmbio Autorização de Atendimento Atendimento Alta Remoção Internação / Avaliação Central Atendimento Não Autorizada Autorizada Ambulância Hospital

24 Serviços e Apoio Remoção Avaliação l Exames Internação

25 Serviços de Apoio Efetuando procedimentos sob orientação do cooperado (inalações, curativos, procedimentos de enfermagem) sem que o paciente vá para o hospital. O Cooperado poderá encaminhar o paciente para o CPA para ser avaliado pelo médico do plantão ou, se preferir, fazer ele próprio essa avaliação nas dependências do CPA. Agendamento de consulta para médico Cooperado. Captação e acompanhamento de clientes para Medicina Preventiva. Entrevista Qualificada, pré-consulta antes da admissão do plano de saúde.

26 Gerenciamento de Risco Reclamação processo interno para averiguação do ocorrido com resposta e contato prévio e posterior a resolução. Evasão contato com o cliente para averiguar a saída sem alta médica, e se houve melhora da queixa. Pesquisa de Satisfação são encaminhados para a operadora para tabulação, buscando a melhoria continua do serviço prestado.

27 SAC No Ano de 2010 tivemos o total106 queixas, com atendimentos. Sendo a cada 1.223,62 atendimento surge uma reclamação. SETORES Médicos CPAZL Geral CTC Enfermagem CPAZL Recepção Central TOTAL 106

28 CPA COOPERADO Efetuando procedimentos sob orientação do cooperado (inalações, curativos, procedimentos de enfermagem) sem que o paciente vá para o hospital.

29

30 CPA COOPERADO? Realizando exames de urgência, avaliando-os (na impossibilidade de avaliação pelo cooperado) e reencaminhando o paciente já orientado para o cooperado.

31 Lesões de Pele Atendimento especializado em lesões de pele: O diferencial de assistência de enfermagem em um Pronto Atendimento.

32 Atendimento Especializado em Lesões de Pele Favorecer o processo de cicatrização; Sistematizar a assistência de enfermagem; Diminuição dos custos assistenciais; Oferecer qualidade de vida aos clientes; Diferencial no atendimento; Capacitação Profissional; Proporcionar informação e compartilhar conhecimentos.

33 Processo de implantação Avaliação admissional e evolução do tratamento História e dados objetivos Diagnóstico Classificação Avaliação da lesão Condições gerais Localização Doenças associadas Exames laboratoriais Diagnóstico médico Tipo de lesão Diâmetro Profundidade Aspecto da lesão

34 Comparativo dos procedimentos de curativos Em 2010 tivemos um aumento de 89,28% na execução de curativos. A média mensal em 2009 foi 140 curativos, e ano de 2010 foi de 265 curativos. Fonte: Sistema Tasy

35 Porque CPA? Controle de custos; Custo da consulta; Número de internações geradas no CPA.

36 Número de internações geradas CPA 7 para cada atendimentos Número internações geradas rede gerenciada 47 para cada atendimentos

37 Preço médio do Atendimento 2010 R$ 90,54 Intercambio Atendimento Cobrado R$ ,99 Valor médio atendimento R$ 51,88

38 CENTRO DE PROCEDIMENTO E APOIO Zona Norte Zona Leste Av. Água Fria, 135- Santana Av. Celso Garcia, Tatuapé

39

40 CORPO CLÍNICO CPA ZN Cooperados UP ( 13) CLINICA MÉDICA = 03 PEDIATRIA = 07 ORTOPEDIA = 03 RPA( 67) PJ (00) CPA ZL Cooperados UP ( 23) CLINICA MÉDICA = 06 PEDIATRIA = 09 ORTOPEDIA = 08 RPA( 55) PJ (08)

41 COMO O CPA DEVE AUXILIAR O COOPERADO? Efetuando procedimentos sob orientação do Cooperado (inalações, curativos, procedimentos de enfermagem) sem que o paciente vá para o hospital; Recebimento de Contas Médicas; Entrega de Formulários para os Cooperados; Realizando exames de urgência, avaliando-os (na impossibilidade de avaliação pelo cooperado) e reencaminhando o paciente já orientado para o cooperado.

42

43 As melhores organizações serão aquelas que conseguirem despertar o empenho e a capacidade de aprender das pessoas em todos os níveis. Peter Senge

44 O tratamento tópico efetivo requer do profissional conhecimento da fisiologia da cicatrização, dos processos e das variedades de coberturas disponíveis, podendo utilizá-las para a implementação do tratamento mais adequado, levando em consideração custos e benefícios!

45 Processo de Implantação Levantamento dos procedimentos/número de atendimentos Realizado mês maio/10 Média de 200 curativos/ mês Padronização de coberturas Interação com a Comissão de Curativos do HUSH; Interação Farmácia do CPA ZL; Diminuição dos custos assistenciais.

46 SÉRIE HISTÓRICA DOS CPA S 3500 Média anual de exames CPA ZL Laboratório Raio X USG CPA Zona Leste Laboratório Raio X USG

47 SÉRIE HISTÓRICA DOS CPA S 60 Média anual de transferências CPA ZN Exames Avaliações Internações CPA Zona Norte Exames Avaliações Internações

48 SÉRIE HISTÓRICA DOS CPA S 60 Média anual de transferências CPA ZL Exames Avaliações Internações CPA Zona Leste Exames Avaliações Internações

49 SÉRIE HISTÓRICA DOS CPA S CPA ZN Clínica Médica Pediatria Ortopedia Ginecologia Enfermagem

50 SÉRIE HISTÓRICA DOS CPA S CPA ZL Clínica Médica Pediatria Ortopedia Ginecologia Enfermagem

51 SÉRIE HISTÓRICA DOS CPA S 3500 Média anual de exames CPA ZN Laboratório Raio X USG CPA Zona Norte Laboratório Raio X USG

52 SERVIÇOS Apoio a Cooperados; Encaminhamento e marcação de consultas para cooperados; Resposta de SAC; Atendimento a reclamações originadas no CPA; Controle do porque das evasões? Controle das transferências por meios próprios;

53 CUSTO MÉDIO DA CONSULTA Custo Acumulativo 2010 = R$ ,12 Intercâmbio/Receita ,99 R$ , ,13 / (nºatt. 2010)= 90,5444 o valor médio da consulta no CPA.

54 CUSTO MÉDIO DA CONSULTA Custo Acumulativo 2010 = R$ ,12 Intercâmbio/Receita ,99 R$ , ,13 / (nºatt. 2010)= 90,5444 o valor médio da consulta no CPA.

Garantia de Qualidade e Continuidade da Assistência no Atendimento Domiciliar

Garantia de Qualidade e Continuidade da Assistência no Atendimento Domiciliar Garantia de Qualidade e Continuidade da Assistência no Atendimento Domiciliar ANA ADALGISA DE OLIVEIRA BORGES GESTORA DE ATENÇÃO DOMICILIAR - SERVIÇOS PRÓPRIOS UNIMEB-BH Introdução Definição Conceito de

Leia mais

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Nossa história Cenário Cenário Nossa história Setores Previsão segundo o Plano de Trabalho Quando

Leia mais

Recursos Próprios 2013

Recursos Próprios 2013 Recursos Próprios 2013 " Serviços Próprios de Atendimento Pré-Hospitalar (SOS) e Assistência Domiciliar ( Home- Care): reconhecendo a importância destas modalidades assistenciais para o cliente e para

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2012 CFT COMISSÃO DE FARMÁCIA E TERAPÊUTICA

RELATÓRIO DE GESTÃO 2012 CFT COMISSÃO DE FARMÁCIA E TERAPÊUTICA RELATÓRIO DE GESTÃO 2012 CFT COMISSÃO DE FARMÁCIA E TERAPÊUTICA 1. APRESENTAÇÃO O objetivo principal da Comissão de Farmácia e Terapêutica é elaborar a cada dois anos a padronização de medicamentos disponível

Leia mais

Cronograma de Educação Permanente 2016

Cronograma de Educação Permanente 2016 Cronograma de Educação Permanente 2016 JANEIRO FEVEREIRO Atendimento ao cliente s Favorecer diálogos sobre boas práticas de atendimento ao cliente. quimioterapia, equipe do SAME e colaboradores. MARÇO

Leia mais

UNIMED PAULISTANA SEDIMENTAÇÃO DA CULTURA DE NOTIFICAÇÃO DE EVENTO SENTINELA HOSPITAL UNIMED SANTA HELENA

UNIMED PAULISTANA SEDIMENTAÇÃO DA CULTURA DE NOTIFICAÇÃO DE EVENTO SENTINELA HOSPITAL UNIMED SANTA HELENA UNIMED PAULISTANA SEDIMENTAÇÃO DA CULTURA DE NOTIFICAÇÃO DE EVENTO SENTINELA HOSPITAL UNIMED SANTA HELENA Lidiana Oliveira Mendes Vanessa Esperidião da Silva Tatiane Silva Vieira UNIMED PAULISTANA 252

Leia mais

ACREDITAÇÃO HOSPITALAR. Análise Crítica da Pré e Pós Certificação

ACREDITAÇÃO HOSPITALAR. Análise Crítica da Pré e Pós Certificação ACREDITAÇÃO HOSPITALAR Análise Crítica da Pré e Pós Certificação A qualidade não é um conjunto de técnicas, é a maneira de pensar o seu próprio negócio e isso não da pra copiar. Fonte: hsm.com.br Hospital

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS JANEIRO/16

PRESTAÇÃO DE CONTAS JANEIRO/16 PRESTAÇÃO DE CONTAS JANEIRO/16 INDICE RELATÓRIO DE ATIVIDADES ATENDIMENTO P.A. ADULTO & PEDIATRIA INTERNAÇÕES PRESTAÇÃO DE CONTAS FINANCEIRO RECEBIMENTOS DESPESAS ESTUDOS PRÉ ABERTURA DA SANTA CASA AÇÕES

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA

QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA 18 de Novembro de 2016 UNIMED VITÓRIA / ES 328.000 CLIENTES, SENDO DESTES, 32.000 EM ATENÇÃO PRIMÁRIA; 2.360 MÉDICOS COOPERADOS; 260 PRESTADORES DE SERVIÇO;

Leia mais

Soluções que facilitam a gestão da saúde

Soluções que facilitam a gestão da saúde Soluções que facilitam a gestão da saúde A Hospidata Mais eficiência na gestão de saúde Empresa do grupo MV, líder brasileira em soluções de tecnologia para gestão da saúde, a Hospidata oferece um portfólio

Leia mais

Título principal. Modelo_2. Texto

Título principal. Modelo_2. Texto Informações de Treinamento ICESP Joed Júnior Gerente de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas Título Índice de Treinamento principal 25 20 15 22,3 17,47 14,5 20,55 17,75 Índice de Treinamento 21,51 20,74

Leia mais

Serviço de Agendamento de Consultas Unimed Pelotas

Serviço de Agendamento de Consultas Unimed Pelotas Serviço de Agendamento de Consultas Unimed Pelotas UNIMED PELOTAS A Unimed Pelotas é uma Cooperativa de Trabalho Médico, fundada em 18 de dezembro de 1978, como uma alternativa à saúde assistencial. Líder

Leia mais

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES foi implantado em 29 de dezembro de 2000, através da Portaria SAS n.º 511. O CNES abrange a todos os estabelecimentos

Leia mais

Universidade Federal Fluminense Faculdade de Medicina Planejamento e Gerência em Saúde II Estudo de Caso Serviço de Emergência ProntoBaby

Universidade Federal Fluminense Faculdade de Medicina Planejamento e Gerência em Saúde II Estudo de Caso Serviço de Emergência ProntoBaby Universidade Federal Fluminense Faculdade de Medicina Planejamento e Gerência em Saúde II Estudo de Caso Serviço de Emergência ProntoBaby Prof.ª Dra Luciana Alves Pereira Prof. Dr. Túlio Batista Franco

Leia mais

REMUNERAÇÃO MÉDICA E MODELO ASSISTENCIAL E GERENCIAL

REMUNERAÇÃO MÉDICA E MODELO ASSISTENCIAL E GERENCIAL REMUNERAÇÃO MÉDICA E MODELO ASSISTENCIAL E GERENCIAL ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS SÃO PAULO, 05 DE MAIO 2011 UNIMED SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PAULO CESAR PRADO JR. GERENTE EXECUTIVO

Leia mais

Programa Anti-tabagismo

Programa Anti-tabagismo São Paulo, 4 a 6 de março de 2009 Programa Anti-tabagismo Dra. Nathércia Abrão Diretora de Provimento de Saúde Unimed Juiz de Fora Membro da CTPPS Federação Minas Unimed Juiz de Fora em números Receita:180

Leia mais

Unimed 2ª Opinião ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED!

Unimed 2ª Opinião ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED! ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED! CONCEITO O Inova Unimed é um movimento de renovação que visa a modernização estrutural, operacional e administrativa da Unimed Vale do Aço. OBJETIVOS SATISFAZER

Leia mais

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 leitos 19 leitos de UTI 5 Salas Cirúrgicas 300 Cirurgias/mês

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Santa Casa de Franca

Santa Casa de Franca Santa Casa de Franca o Graduação: Contabilidade - UNIFAFIBE o Pós Graduação: Gestão Financeira - FGV o Mestrando: Gestão Hospitalar FEA-RP o Ernst & Young Big Four o Unimed e Uniodonto o Hospital São Francisco

Leia mais

Guia do Paciente Unidades de Pronto Atendimento

Guia do Paciente Unidades de Pronto Atendimento Guia do Paciente Unidades de Pronto Atendimento Seja bem-vindo! Este guia foi desenvolvido especialmente para orientá-lo durante a permanência no Pronto Atendimento. A leitura deste material é muito importante.

Leia mais

PROPOSTA DE INOVAÇÃO NO MIN REEMBOLSO NA RELAÇÃO DE INTERCÂMBIO

PROPOSTA DE INOVAÇÃO NO MIN REEMBOLSO NA RELAÇÃO DE INTERCÂMBIO PROPOSTA DE INOVAÇÃO NO MIN REEMBOLSO NA RELAÇÃO DE INTERCÂMBIO APRESENTAÇÃO A Unimed Federação Minas é a instituição responsável por promover a cooperação e o fortalecimento da Unimed em Minas Gerais.

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

MODELO ASSISTENCIAL HOSPITAL SAMARITANO -SP

MODELO ASSISTENCIAL HOSPITAL SAMARITANO -SP MODELO ASSISTENCIAL HOSPITAL SAMARITANO -SP Patricia Santesso Laurino Assessora de Aprimoramento e Desenvolvimento Encontro Nacional Unimed de Recursos e Serviços Próprios e Jornadas Nacionais Unimed de

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUNHO/15

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUNHO/15 PRESTAÇÃO DE CONTAS JUNHO/15 INDICE RELATÓRIO DE ATIVIDADES ATENDIMENTO P.A. ADULTO & PEDIATRIA INTERNAÇÕES PRESTAÇÃO DE CONTAS FINANCEIRO RECEBIMENTOS DESPESAS ESTUDOS PRÉ ABERTURA DA SANTA CASA AÇÕES

Leia mais

Processo de Certificação. Grupo PMQ

Processo de Certificação. Grupo PMQ Processo de Certificação da Operadora RN 277 Grupo PMQ UNIMED São José do Rio Preto Cooperados 1391 Clínicas 137 Hospitais 27 Sendo 14 Santa Casas e 13 Hospitais privados Serviços de Diagnose 111 Laboratórios

Leia mais

Auditoria Farmacêutica. Unimed Federação Minas

Auditoria Farmacêutica. Unimed Federação Minas Auditoria Farmacêutica Unimed Federação Minas Unimed Federação Minas REPRESENTATIVIDADE POLÍTICO-INSTITUCIONAL 3 Milhões de clientes 56% de participação de mercado 16.530 cooperados NÚMEROS 61 Cooperativas

Leia mais

Descrever os processos necessários para cadastro, liberação de perfil, vinculação de assinaturas digitalizadas.

Descrever os processos necessários para cadastro, liberação de perfil, vinculação de assinaturas digitalizadas. Setor: Escritório da Qualidade Pág. 1 de 10 Código:.QLD.NOR.002 Versão: 00 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... 2 3. SIGLAS UTILIZADAS... 2 4. GLOSSÁRIO / CONCEITOS... 2 5.

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA NOSSA CASA A importância do Trabalho em Equipe Multidisciplinar Assistente Social Enfermeira Técnicos de enfermagem Fisioterapeuta Nutricionista Médico Psicólogo

Leia mais

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14 31-jan-14 a - Juros 6.691.919,50 a - Juros 1.672.979,81 b - Amortização 3.757.333,97 b - Amortização 939.333,65 a - Saldo atual dos CRI Seniors (984.936.461,48) b - Saldo atual dos CRI Junior (246.234.105,79)

Leia mais

PROCESSO DE RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, CAPACITAÇÃO E RETENÇÃO DE TALENTOS

PROCESSO DE RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, CAPACITAÇÃO E RETENÇÃO DE TALENTOS PROCESSO DE RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, CAPACITAÇÃO E RETENÇÃO DE TALENTOS UNIMED VITÓRIA DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA Presente em 9 municípios capixabas... - Fonte: Intramed Unimed Vitória - Unimed Vitória / Mar/2015

Leia mais

metas do plano de trabalho

metas do plano de trabalho Associação das Pioneiras Sociais Rede SARAH de Hospitais de Reabilitação Acompanhamento das metas do plano de trabalho 2016 Acompanhamento das metas do plano de trabalho 2016 1º semestre 2016 Conforme

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE RISCO PROTOCOLO DE MANCHESTER. Ieda Marta Forte Coordenadora de Enfermagem UNIMED VALE DO SINOS

CLASSIFICAÇÃO DE RISCO PROTOCOLO DE MANCHESTER. Ieda Marta Forte Coordenadora de Enfermagem UNIMED VALE DO SINOS CLASSIFICAÇÃO DE RISCO PROTOCOLO DE MANCHESTER Ieda Marta Forte Coordenadora de Enfermagem UNIMED VALE DO SINOS PRONTO ATENDIMENTO DE NOVO HAMBURGO PANORAMA INTERNO ANTERIOR Priorização por ordem de chegada

Leia mais

Curso de Capacitação de Analistas de Ouvidoria

Curso de Capacitação de Analistas de Ouvidoria Curso de Capacitação de Analistas de Ouvidoria Ênfase Saúde Suplementar Sistema Unimed Processo de Ouvidoria 27.03.2015 Sobre a CNU Central Nacional Unimed A CNU é a operadora nacional dos planos de saúde

Leia mais

processamento de amostras biológicas e a transferência da unidade administrativa central.

processamento de amostras biológicas e a transferência da unidade administrativa central. UNIMED LITORAL Com 23 anos existência a UNIMED Litoral, tem sua área de atuação em 13 municípios - Itajaí, Balneário Camboriú, I t a p e m a, P o r t o B e l o, B o m b i n h a s, C a m b o r i ú, Navegantes,

Leia mais

Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva

Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva - 2009 Programa de Reabilitação Pulmonar Rosângela H. Araújo Santos Divisão Cooperados Total: 838 0,04% Gerência Executiva da Assistência e Promoção à Saúde

Leia mais

Talentos Administrativos

Talentos Administrativos Programa de Desenvolvimento dos Administrativos Talentos Administrativos Turma 2015/16 Talentos Administrativos 1 Objetivo Geral Desenvolver os Assistentes e Auxiliares Administrativos de forma a prepará-los

Leia mais

Gestão de Processos. Gestão de Processos na Saúde. Identificação, mapeamento, redesenho e aprimoramento dos processos

Gestão de Processos. Gestão de Processos na Saúde. Identificação, mapeamento, redesenho e aprimoramento dos processos Gestão de Processos na Saúde Marcelo.Aidar@fgv.br 1 Gestão de Processos Identificação, mapeamento, redesenho e aprimoramento dos processos 2 O Ambiente de Negócios e os Stakeholders AMBIENTE DE AÇÃO INDIRETA

Leia mais

Boas Práticas de RH UnimedBH. Data: 3 de maio Local: OCEMG Júnia Marçal Rodrigues

Boas Práticas de RH UnimedBH. Data: 3 de maio Local: OCEMG Júnia Marçal Rodrigues Boas Práticas de RH UnimedBH Data: 3 de maio Local: OCEMG Júnia Marçal Rodrigues Unimed-BH em números 5.684 médicos cooperados Atuação 34 municípios na região metropolitana de BH 4.003 colaboradores diretos

Leia mais

3 INDICADORES QUANTITATIVOS

3 INDICADORES QUANTITATIVOS 3 INDICADORES QUANTITATIVOS Saídas Hospitalares Serviços Contratados Saídas Hospitalares Clínica Médica Clínica Cirúrgica TOTAL DE SAÍDAS Meta Média Meta Jul Ago Set Out Nov 136 163 150 228 228 217 154

Leia mais

RELATORIO DE GESTÃO 2012 NUTRIÇÃO E DIETÉTICA

RELATORIO DE GESTÃO 2012 NUTRIÇÃO E DIETÉTICA RELATORIO DE GESTÃO 2012 NUTRIÇÃO E DIETÉTICA 1. APRESENTAÇÃO O Setor de Nutrição e Dietética, esta localizado ao lado direito do prédio central, sua instalação consta com refeitório, lactário, copas separadas

Leia mais

Encontro Nacional Unimed de Recursos e Serviços Próprios 2010 QUALIFICARE Programa de Qualificação de Recursos Próprios Fesp

Encontro Nacional Unimed de Recursos e Serviços Próprios 2010 QUALIFICARE Programa de Qualificação de Recursos Próprios Fesp Encontro Nacional Unimed de Recursos e Serviços Próprios 2010 12/5/2010 QUALIFICARE Programa de Qualificação de Recursos Próprios Unimed no Estado de São Paulo Singulares - 73 Intrafederativas - 6 Federação

Leia mais

2. FUNCIONÁRIOS - CONTRATADOS POR TEMPO DETERMINADO Médico Clínico 1 Médico Pediatra 1 Médico Ginecologista 1

2. FUNCIONÁRIOS - CONTRATADOS POR TEMPO DETERMINADO Médico Clínico 1 Médico Pediatra 1 Médico Ginecologista 1 1. FUNCIONÁRIOS - EFETIVOS Médico Clínico 6 Médico Pediatra 2 Médico de Estratégia PSF 0 Psicólogo Clínico 30 horas 0 Psicólogo Clínico 40 horas 1 Cirurgião Dentista 4 Auxiliar de Saúde Bucal 4 Técnico

Leia mais

Cronograma Vale e PASA 2017

Cronograma Vale e PASA 2017 Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2016. Cronograma Vale e PASA 2017 Prezado(a) Credenciado(a), Para agilizar o processamento de suas faturas e eliminar o risco de erros de digitação, o envio do faturamento

Leia mais

Por determinação deste Conselho fomos ao estabelecimento acima citado verificar suas condições de funcionamento.

Por determinação deste Conselho fomos ao estabelecimento acima citado verificar suas condições de funcionamento. Relatório de Fiscalização CASE CARUARU Rua Presidente Castelo Branco, s/nº - Cidade Alta Caruaru Diretor técnico: não tem Telefone: (81) 3719 9433 Por determinação deste Conselho fomos ao estabelecimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO RIO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE

PREFEITURA MUNICIPAL DO RIO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE PREFEITURA MUNICIPAL DO RIO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE FLUXO DE REFERÊNCIA E CONTRA-REFERÊNCIA NA ESF: A EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DO RIO GRANDE Dioneli Reis da Fonseca Zelionara Pereira Branco

Leia mais

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO 1. ATIVIDADES MÍNIMAS A REALIZAR 1.1. ASSISTÊNCIA HOSPITALAR Produção. 1.1.1. Realizar, no mínimo, 90% da meta estabelecida no Plano de Metas de 1.1.2. O indicador de aferição

Leia mais

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM CLINICA MÉDICA E MEDICINA INTESIVA ADULTO PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

Profª Ellen R. S. Quadrado. Parte 1

Profª Ellen R. S. Quadrado. Parte 1 Parte 1 Planejamento: Função administrativa que visa aprimorar o processo de tomada de decisão. Foco: Alcance dos objetivos pré-estabelecidos, antecipando oportunidades. Relação: Decisão do Presente e

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS

ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS Unimed Resende Recursos Próprios: da decisão à inauguração, vencendo um percurso desafiador Do Paraíso ao Inferno em 03 anos João Alberto da Cruz

Leia mais

SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. PEA SHELL FASE 2

SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. PEA SHELL FASE 2 SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. PEA SHELL FASE 2 BIJUPIRÁ & SALEMA E PARQUE DAS CONCHAS Plano de Trabalho ANEXO B CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO NOVEMBRO DE 2013 CRONOGRAMA MENSAL DE 2012 Abr Mai Jun Jul Ago

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE. (85)

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE. (85) COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE nucit@saude.ce.gov.br (85) 3101-5234 SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE E SAÚDE BASEADA EM EVIDÊNCIAS 5 e 6 de Maio de 2009 Fortaleza / CE Comissão

Leia mais

Guia de Orientações Cliente Unimed Fora da Região Unimed Porto Alegre Intercâmbio

Guia de Orientações Cliente Unimed Fora da Região Unimed Porto Alegre Intercâmbio Fora da Região Unimed Porto Alegre Intercâmbio ONDE VOCÊ ESTIVER, A UNIMED PORTO ALEGRE ESTÁ COM VOCÊ. Confira algumas orientações que preparamos para você e sua família ficarem tranquilos com a proteção

Leia mais

PapeI da CNU na evolução do Intercâmbio e Rede Credenciada

PapeI da CNU na evolução do Intercâmbio e Rede Credenciada PapeI da CNU na evolução do Intercâmbio e Rede Credenciada São Paulo Agosto/2013 Papel da CNU no Sistema Unimed Relação Associativa Tem a finalidade de estabelecer parceria vantajosa e apoio mútuo, que

Leia mais

Hospital Geral de Itapecerica da Serra - Seconci-SP OSS

Hospital Geral de Itapecerica da Serra - Seconci-SP OSS 1 - PRONTO SOCORRO 1.1 - Atendimento de Urgência e/ou Emergência Segundo Especialidade Especialidade Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov ez % Clínica Pediátrica 2131 2132 3541 4612 3604 3159 2596

Leia mais

HOSPITAL UNIMED NOROESTE RS SERVIÇO DE QUIMIOTERAPIA

HOSPITAL UNIMED NOROESTE RS SERVIÇO DE QUIMIOTERAPIA HOSPITAL UNIMED NOROESTE RS SERVIÇO DE QUIMIOTERAPIA Serviço de Quimioterapia inaugurado em agosto de 2005 FATORES QUE LEVARAM A ABERTURA DO SERVIÇO Custo elevado dos medicamentos quimioterápicos; Aumento

Leia mais

MANUAL DE AVALIAÇÃO DE MEDICINA HIPERBÁRICA

MANUAL DE AVALIAÇÃO DE MEDICINA HIPERBÁRICA MANUAL DE AVALIAÇÃO DE MEDICINA HIPERBÁRICA Versão 2014 Entidades Associadas Sumário Seção 1 Estrutura Organizacional 1.1. Liderança 1.2. Equipe Médica 1.3. Equipe de Enfermagem 1.4. Gestão de Pessoas

Leia mais

EFICÁCIA DO ACOLHIMENTO COM AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO EM EMERGÊNCIA PSIQUIATRICA

EFICÁCIA DO ACOLHIMENTO COM AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO EM EMERGÊNCIA PSIQUIATRICA Diretrizes: Acolhimento EFICÁCIA DO ACOLHIMENTO COM AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO EM EMERGÊNCIA PSIQUIATRICA MAGALY FERREIRA MENDES; Fátima Maria Nogueira Bastos; Ana Jeceline Pedrosa Tavares HOSPITAL

Leia mais

A Informatização da Auditoria Concorrente Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo

A Informatização da Auditoria Concorrente Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo A Informatização da Auditoria Concorrente Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo UNIMED Vales do Taquari e Rio Pardo (VTRP) UNIMED Vales do Taquari e Rio Pardo (VTRP) UNIMED Vales do Taquari e Rio Pardo (VTRP)

Leia mais

Unidade Móvel de Serviços Unimed Amparo

Unidade Móvel de Serviços Unimed Amparo Unidade Móvel de Serviços Unimed Núcleo de Atenção à Saúde Área de Saúde Ocupacional Sede Administrativa ü FACHADA UNIMED AMPARO A Unimed Área de ação: PÁguas de Lindóia 17.766 habitantes P 66.849 habitantes

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

João Monlevade. O que é o TISS?

João Monlevade. O que é o TISS? O que é o TISS? O TISS é a sigla para Troca de Informações em Saúde Suplementar Instituído pela RN 114, de 26/10/2005 Modelos de guias definidos pela IN 17, de 10/11/2005 TODAS AS OPERADORAS DE SAÚDE IRÃO

Leia mais

Evolução salarial na SES/SP e pesquisa de mercado

Evolução salarial na SES/SP e pesquisa de mercado SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE Observatório de Recursos Humanos em Saúde para o SUS/SP Evolução salarial na SES/SP e pesquisa de mercado Adriana Carro Set/2013 Evolução salarial na SES/SP- 2007 a 2013 Classificação

Leia mais

Planos de Saúde LINCX-APMP Apresentação

Planos de Saúde LINCX-APMP Apresentação Planos de Saúde LINCX-APMP Apresentação - 2011 Planos Modulares H L Hospitais Laboratórios rios R Reembolso Diferenciais de serviços Acomodação em apartamento Reembolso desburocratizado e ágil Rede credenciada

Leia mais

Assistência ao Paciente com Lesões Cutâneas

Assistência ao Paciente com Lesões Cutâneas Assistência ao Paciente com Lesões Cutâneas Projeto de Implantação Gerência de Atenção ao Saúde Coordenação de Atenção Básica Gerencia de Assistência Farmacêutica Histórico Uso de vários produtos na sla

Leia mais

Projetos e Metas do Intercâmbio Nacional para 2017

Projetos e Metas do Intercâmbio Nacional para 2017 Projetos e Metas do Intercâmbio Nacional para 2017 Carla Sales Ingressou no sistema Unimed em 1995 Unimed do Brasil; Participou dos processos ligados ao atendimento durante a Criação da Central Nacional

Leia mais

Cooperativa de Trabalho na Área da Saúde e Assistência Social.

Cooperativa de Trabalho na Área da Saúde e Assistência Social. Cooperativa de Trabalho na Área da Saúde e Assistência Social. 01 SOBRE Qualidade com parcerias de sucesso. A Mitra é uma cooperativa de trabalho que oferece serviços e soluções para sua área de Recursos

Leia mais

Implantação do protocolo de acolhimento com classificação de risco nas unidades ambulatoriais do Tribunal de Justiça de São Paulo

Implantação do protocolo de acolhimento com classificação de risco nas unidades ambulatoriais do Tribunal de Justiça de São Paulo Implantação do protocolo de acolhimento com classificação de risco nas unidades ambulatoriais do Tribunal de Justiça de São Paulo Josinete Ap.da Silva Bastos Cerullo Doutora em Enfermagem Noemi de Melo

Leia mais

APLICAÇÃO DO LEAN THINKING NO SETOR DA SAÚDE

APLICAÇÃO DO LEAN THINKING NO SETOR DA SAÚDE APLICAÇÃO DO LEAN THINKING NO SETOR DA SAÚDE Enf. Alex Silva Chefe do Departamento de Emergência Adulto Novembro/2016 Escritório Corporativo da Qualidade Pronto Socorro Adulto Pompeia Estrutura 6 - Box

Leia mais

Enfa Loriane Konkewicz Comissão de Controle de Infecção Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Enfa Loriane Konkewicz Comissão de Controle de Infecção Hospital de Clínicas de Porto Alegre Enfa Loriane Konkewicz POLÍTICA DE HIGIENE DE MÃOS NO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE Enfa Loriane Konkewicz EVIDÊNCIAS: HIGIENE X MORTALIDADE Allison E. AJIC. 2008 EVIDÊNCIAS: HIGIENE X MORTALIDADE

Leia mais

IX Seminário de Tecnologia em Saneamento Ambiental da Regional São Paulo

IX Seminário de Tecnologia em Saneamento Ambiental da Regional São Paulo (ISO Em Processo de Implantação) IX Seminário de Tecnologia em Saneamento Ambiental da Regional São Paulo Vantagens de um sistema de gestão da qualidade nos serviços de saneamento básico Manoel Carlos

Leia mais

Notificação de Intermediação Preliminar. Instrumento para solucionar conflitos entre beneficiários e Operadoras

Notificação de Intermediação Preliminar. Instrumento para solucionar conflitos entre beneficiários e Operadoras Notificação de Intermediação Preliminar Instrumento para solucionar conflitos entre beneficiários e Operadoras NIP NOTIFICAÇÃO DE INTERMEDIAÇÃO PRELIMINAR Toda demanda recepcionada pela ANS em todos os

Leia mais

Patricia Santiago Carvalho Grasiela Scavassa Costa Suelen Catarino Sampaio

Patricia Santiago Carvalho Grasiela Scavassa Costa Suelen Catarino Sampaio Patricia Santiago Carvalho Grasiela Scavassa Costa Suelen Catarino Sampaio Santos Dumont Hospital Média e alta complexidade Inaugurado em 2009 10 leitos UTI geral 10 leitos UCO 69 leitos de internações

Leia mais

CNU operadora nacional do Sistema Unimed, suas filiais e a relação associativa

CNU operadora nacional do Sistema Unimed, suas filiais e a relação associativa CNU operadora nacional do Sistema Unimed, suas filiais e a relação associativa A Central Nacional Unimed comercializa planos de saúde para empresas com as seguintes características: Em 3 ou + estados,

Leia mais

Gestão da Qualidade Viabilidade Financeira

Gestão da Qualidade Viabilidade Financeira Gestão da Qualidade Viabilidade Financeira Case: Instituto de Nefrologia de Mogi das Cruzes e Instituto de Nefrologia de Suzano Silvana Kesrouani XI Encontro Paulista de Nefrologia 2007 Campos do Jordão

Leia mais

Debate em foco Tendências e Inovação no Segmento Hospitalar. Inovação na Farmácia Hospitalar

Debate em foco Tendências e Inovação no Segmento Hospitalar. Inovação na Farmácia Hospitalar Debate em foco Tendências e Inovação no Segmento Hospitalar Inovação na Farmácia Hospitalar Nossa instituição hoje 439 Leitos Operacionais UTI com 57 leitos Unidades Críticas 62 leitos 19 Salas Cirúrgicas

Leia mais

IMED INSTITUTO DE MEDICINA, ESTUDOS E DESENVOLVIMENTO

IMED INSTITUTO DE MEDICINA, ESTUDOS E DESENVOLVIMENTO PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PERTINENTE À PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LAUDOS MÉDICOS POR TELERRADIOLOGIA DE EXAMES DE RADIOLOGIA MÉDICA COM DISPONIBILIZAÇÃO DOS LAUDOS

Leia mais

Contribuições do SISTEMA BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO para a Melhoria da Qualidade da Assistência e Segurança dos Pacientes

Contribuições do SISTEMA BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO para a Melhoria da Qualidade da Assistência e Segurança dos Pacientes Contribuições do SISTEMA BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO para a Melhoria da Qualidade da Assistência e Segurança dos Pacientes ABRIL/2011 O Universo de Atuação População 190.732.694 habitantes Fonte: IBGE 2010

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG Hospital público, geral, universitário, integrado ao Sistema Único de Saúde (SUS), Unidade Especial da UFMG; Atende a todas especialidades e subespecialidades oferecidas ao

Leia mais

Grupo de Indicadores de Clientes do Núcleo de Apoio à Gestão Hospitalar (NAGEH) 13 de novembro de 2013

Grupo de Indicadores de Clientes do Núcleo de Apoio à Gestão Hospitalar (NAGEH) 13 de novembro de 2013 Grupo de Indicadores de Clientes do Núcleo de Apoio à Gestão Hospitalar (NAGEH) 13 de novembro de 2013 Relatório de Indicadores elaborado pelo Grupo de Indicadores de Clientes versão 2010 Taxa de Satisfação

Leia mais

REESTRUTURAÇÃO DO PROTOCOLO E O IMPACTO NO RECONHECIMENTO PRECOCE DA SEPSE X MORTALIDADE

REESTRUTURAÇÃO DO PROTOCOLO E O IMPACTO NO RECONHECIMENTO PRECOCE DA SEPSE X MORTALIDADE REESTRUTURAÇÃO DO PROTOCOLO E O IMPACTO NO RECONHECIMENTO PRECOCE DA SEPSE X MORTALIDADE Autores: Enf. Izabela Tortoza Enf. Luciane Torrano Dr. Marcelo Nunes Superintendência de Recursos Próprios O QUE

Leia mais

PADRÃO TISS. Cléia Delfino do Nascimento Representante da SBPC/ML no COPISS

PADRÃO TISS. Cléia Delfino do Nascimento Representante da SBPC/ML no COPISS Fonte: www.ans.gov.br TISS Troca de Informação em Saúde Suplementar PADRÃO TISS Cléia Delfino do Nascimento Representante da SBPC/ML no COPISS cleia@sluzia.com.br Conceito É um padrão de Troca de Informação

Leia mais

Desenvolvimento da Habilidade na Resolução de Problemas por meio do Uso das Ferramentas da Qualidade no Serviço de Enfermagem. Ana Carolina G.

Desenvolvimento da Habilidade na Resolução de Problemas por meio do Uso das Ferramentas da Qualidade no Serviço de Enfermagem. Ana Carolina G. Desenvolvimento da Habilidade na Resolução de Problemas por meio do Uso das Ferramentas da Qualidade no Serviço de Enfermagem Ana Carolina G. Bonafim Hospital Unimed Bebedouro Objetivo Relatar como foi

Leia mais

Campinas. Amil Life O mesmo cuidado de antigamente com toda a tecnologia de hoje. O olho no olho com seu médico de confiança voltou. amil.com.

Campinas. Amil Life O mesmo cuidado de antigamente com toda a tecnologia de hoje. O olho no olho com seu médico de confiança voltou. amil.com. Amil Life O mesmo cuidado de antigamente com toda a tecnologia de hoje. O olho no olho com seu médico de confiança voltou. Tabela de Preços Julho-2016 amil.com.br Confira onde encontrar as unidades do

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional Plano de Desenvolvimento Institucional Âmbito de atuação Missão Visão Elementos Duráveis Princípios Elementos Mutáveis (periodicamente) Análise Ambiental Objetivos Estratégicos Metas Planos de Ação PDI

Leia mais

MEDICINA PÓS OPERATÓRIA UNIDADE DE DOR AGUDA

MEDICINA PÓS OPERATÓRIA UNIDADE DE DOR AGUDA MEDICINA PÓS OPERATÓRIA UNIDADE DE DOR AGUDA Sessão Clínica Hospitalar Hospital Fernando Fonseca Departamento de Anestesiologia, Reanimação e Terapêutica da Dor Director : Dr. Lucindo Ormonde Coordenadora

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RISCO DE QUEDA

GERENCIAMENTO DE RISCO DE QUEDA 1 de 5 PROTOCOLO Data de Emissão: Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autores 1.00 Proposta inicial MGO,ESS,MRM,PAD,GAA,FCA,AMR,RRM 1 Objetivo Implantar um processo de assistência

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO RELATORIO DE FISCALIZAÇAO

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO RELATORIO DE FISCALIZAÇAO RELATORIO DE FISCALIZAÇAO 1. Identificação: 1.1. Estabelecimento: Pronto Atendimento Médico Municipal de Poconé. 1.2. CNPJ: 03.162.872/0001-44 1.3. Endereço: Av. Dom Aquino, 406. Centro. Poconé/MT. CEP

Leia mais

Secretaria Executiva de Atenção à Saúde Diretoria Geral de Modernização e Monitoramento da Assistência

Secretaria Executiva de Atenção à Saúde Diretoria Geral de Modernização e Monitoramento da Assistência PACTO PELA SAÚDE AMPLIAR A OFERTA E A QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE Secretaria Executiva de Atenção à Saúde Diretoria Geral de Modernização e Monitoramento da Assistência Avaliação Trimestral

Leia mais

A Vale/PASA tem duas datas de pagamento no mês. Sendo assim, fique atento às datas de entrega de suas guias e notas fiscais neste ano que se inicia.

A Vale/PASA tem duas datas de pagamento no mês. Sendo assim, fique atento às datas de entrega de suas guias e notas fiscais neste ano que se inicia. Rio de Janeiro, 23 de dezembro de 2014. PASA/CE 19/14 Assunto: Orientações para 2015 Prezado(a) credenciado(a), Seguem informações pertinentes ao cronograma de entrega de Guias TISS e Notas Fiscais para

Leia mais

ABRIL/2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES

ABRIL/2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES ABRIL/212 RELATÓRIO DE ATIVIDADES Relatório de Atividades por Setor Atendimentos à Comunidade em Abril/212 97 ADESITA 346 SINE Sistema Nacional de Emprego 43 Posto do Min. do Trabalho e Emprego ADESITA

Leia mais

1. DADOS DA EMPRESA. Nome do contato: do contato: Telefone do contato: Nome da Empresa: Endereço: Cidade: Estado: CEP:

1. DADOS DA EMPRESA. Nome do contato:  do contato: Telefone do contato: Nome da Empresa: Endereço: Cidade: Estado: CEP: PANORAMA DO TREINAMENTO NO BRASIL - 2016 Dados, informações, fatos, análises. Este questionário em PDF é para auxiliar na coleta de dados. As perguntas devem ser respondidas no link: www.cmpesquisa.com.br/t&d

Leia mais

PREFEITURA DE SANTANA DE CATAGUASES

PREFEITURA DE SANTANA DE CATAGUASES ANEXO III = ATRIBUIÇÕES = CARGO: AGENTE DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Exercer as atividades de saúde no atendimento direto à população em atividades de suporte à gerência do sistema de saúde. 1 CARGO: ASSISTENTE

Leia mais

Projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Relato de experiências, lições aprendidas, melhores práticas e dificuldades da IOGE SOFTSUL (RS)

Projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Relato de experiências, lições aprendidas, melhores práticas e dificuldades da IOGE SOFTSUL (RS) Projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL Relato de experiências, lições aprendidas, melhores práticas e dificuldades da IOGE SOFTSUL (RS) Campinas - SP, Outubro 2008 Agenda Informações sobre o projeto Resultados

Leia mais

FEVEREIRO/ 2015 RELATÓRIO DE ATIVIDADES

FEVEREIRO/ 2015 RELATÓRIO DE ATIVIDADES FEVEREIRO/ 215 RELATÓRIO DE ATIVIDADES ADESITA Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Itabirito NEGÓCIO: Desenvolvimento Econômico, Social e Cultural Sustentável MISSÃO: Promover e fortalecer

Leia mais

CLIENTE OCULTO: TÉCNICA DE PESQUISA E AVALIAÇÃO NO ATENDIMENTO.

CLIENTE OCULTO: TÉCNICA DE PESQUISA E AVALIAÇÃO NO ATENDIMENTO. CLIENTE OCULTO: TÉCNICA DE PESQUISA E AVALIAÇÃO NO ATENDIMENTO. Rosangela Aparecida Bueno 1 Rosangela Domaneschi Neves 2 RESUMO: O presente artigo relata a grande dificuldade que chefes ou supervisores

Leia mais

PROTOCOLO CÓDIGO AZUL E AMARELO

PROTOCOLO CÓDIGO AZUL E AMARELO AZUL E AMARELO I. Definição: O código amarelo consiste no reconhecimento precoce de mudanças agudas nos parâmetros vitais dos pacientes, com o intuito de reduzir o número de parada cardiorespiratórias

Leia mais

42,5% 46 de participação do mercado de planos de saúde no RS (ANS Setembro/2016) 6,3 mil. 720 mil. 359 pontos de atendimento UNIMED PORTO ALEGRE

42,5% 46 de participação do mercado de planos de saúde no RS (ANS Setembro/2016) 6,3 mil. 720 mil. 359 pontos de atendimento UNIMED PORTO ALEGRE UNIMED PORTO ALEGRE 42,5% 46 de participação do mercado de planos de saúde no RS (ANS Setembro/2016) Municípios em sua área de atuação 6,3 mil médicos cooperados Mais de 720 mil clientes 359 pontos de

Leia mais