E. E. PROFA. FLORA STELLA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "E. E. PROFA. FLORA STELLA"

Transcrição

1 ATLETISMO Sala 2 Interdisciplinar EF I E. E. PROFA. FLORA STELLA Professoras Apresentadoras: NUBIA DO CARMO CORREDOR Realização:

2 Justificativa Conhecer o atletismo como esporte e algumas das suas modalidades; Reconhecer as quatro modalidades apresentadas (corrida 50m, corrida com barreiras, arremesso de peso e salto em distância); Compreender uma tabela de pontos; Executar algumas habilidades básicas do atletismo (correr, saltar e arremessar); Torcer pelos companheiros de classe ; Participar de uma competição de atletismo.

3 Justificativa Respeitar os adversários ; Valorizar a participação na competição, independente do resultado obtido ; Valorizar a importância de torcer pelo colega; Apreciar uma tabela de pontos, acompanhando os resultados; Ser capaz de lidar com a derrota, valorizando a recompensa intrínseca que o esporte nos proporciona.

4 Objetivo do Projeto Possibilitar a aprendizagem de um esporte desconhecido pelos alunos. Ampliar o repertório cultural de movimento.

5 Público beneficiado diretamente? Aproximadamente 180 alunos de 3º ano do Ensino Fundamental Ciclo I Quando foi realizado? Outubro a dezembro de 2013

6 Metodologia Sondagem, por meio de perguntas, sobre o que eles conheciam sobre atletismo; Apresentação das 4 modalidades, escolhidas pela professora, por meio de fotos, vídeos e animações.; Circuito de exercícios prévios ao atletismo, de uma forma mais lúdica: correr, saltar e arremessar; Vivência das quatro modalidades oferecidas; Campeonato das quatro modalidades envolvidas.; Escolha da modalidade a competir, por meio de votos e/ou sorteio.

7 Desenvolvimento Análise da sondagem realizada a fim de avaliar o conhecimento sobre o atletismo. Elaboração de perguntas: Quem sabe o que é atletismo? Quem já viu alguma competição de atletismo? Escolha das 4 modalidades do atletismo: corrida de 50 m, corrida com barreiras, salto em distância, arremesso de peso

8 Fotos das principais estratégias Circuito de exercícios

9 Fotos das principais estratégias Circuito de exercícios Vídeos

10 Fotos das principais estratégias Circuito de exercícios

11 REGISTROS DOS ALUNOS

12 Fotos das principais estratégias Competição fase inicial, entre alunos da mesma classe

13 Fotos das principais estratégias Competição

14 Fotos das principais estratégias Semifinal e final

15 REGISTROS DOS ALUNOS

16 Fotos das principais estratégias Premiação

17 REGISTROS DOS ALUNOS

18 Fotos das principais estratégias

19 AVALIAÇÃO INDICADORES 1. Capacidade de diferenciar uma modalidade de outra; reconhecimento do atletismo como esporte 2. Reconhecimento das quatro modalidades apresentadas (corrida 50 m, corrida com barreiras, arremesso de peso e salto em distância; 3. Apreciar uma tabela de pontos. 1. Execução de algumas habilidades básicas do atletismo (correr, saltar e arremessar); 2. Participação na competição de atletismo INSTRUMENTOS 1. Registro em desenhos 2. Descrição das modalidades 3. Registro do professor sobre as observações dos alunos frente a tabela 1. Vídeo observação das vivências 2. Vídeo/Fotos - Participação geral

20 AVALIAÇÃO INDICADORES 1. Disciplina e respeito para com os adversários 2. Reconhecer o valor da participação na competição e não apenas do primeiro lugar; 3. Valorização da importância de torcer pelo colega; 4. Capacidade de lidar com a derrota INSTRUMENTOS 1. Registro do professor sobre a participação dos alunos durante a competição 2. Fotos e Vídeo - Quantidade de alunos participativos 3. Desenhos da torcida e feedback positivo; vídeo e fotos da animação da torcida 4. Registro do professor do diálogo com os alunos

21 Resultados Envolvimento e interesse por novas práticas, por parte dos alunos; Compreensão do que é atletismo e suas modalidades; Grande envolvimento por parte dos professores do 3º ano; Mobilização da equipe gestora e funcionários, garantindo medalhas e troféus; Maior interesse em participar das aulas de educação física.

22 Relatos e comentários Utilizei garrafas pet para a confecção das barreiras, a princípio não foi com o intuito de reciclar e sim de utilizar algum material que pudesse fazer de barreira; acabei unindo o útil ao agradável. As professoras das salas envolvidas também se entusiasmaram com a competição, torcendo pelos seus alunos. Os alunos dessa idade (8 e 9 anos) não compreendem muito bem as etapas do campeonato. Muitos eliminados de alguma das fases, acharam que deveriam participar da próxima. Senti a necessidade de retomar as orientações utilizando uma forma mais clara, respeitando o tempo de amadurecimento de cada um. Tratando-se da primeira experiência envolvendo classificação de etapas, que muitos alunos não tinham conhecimento prévio, respeitando faixa etária e ouvindo relato dos professores,considero que os objetivos do projeto foram alcançados

23 Relatos dos alunos

24 Relatos dos alunos

25 Contato Núbia do Carmo Corredor Educadora Física / Personal Trainer (11)

26 Obrigado!

Atletismo na escola, uma possibilidade de ensino. E.E. Alfredo Paulino. Professor(es) Apresentador(es): Prof. Eduardo Maia Simões.

Atletismo na escola, uma possibilidade de ensino. E.E. Alfredo Paulino. Professor(es) Apresentador(es): Prof. Eduardo Maia Simões. Atletismo na escola, uma possibilidade de ensino E.E. Alfredo Paulino Professor(es) Apresentador(es): Prof. Eduardo Maia Simões Realização: Foco do Projeto O foco era oferecer aos alunos dos 4ºs. Anos

Leia mais

OPapeldoesportenaescola; Porque somente os Esportes Coletivos são trabalhados na escola; Como trabalhar os esportes individuais na escola;

OPapeldoesportenaescola; Porque somente os Esportes Coletivos são trabalhados na escola; Como trabalhar os esportes individuais na escola; OPapeldoesportenaescola; Porque somente os Esportes Coletivos são trabalhados na escola; Como trabalhar os esportes individuais na escola; Introdução ao Atletismo; 1 PCN Parâmetro Curricular Nacional A

Leia mais

PROJETO: MINHA CIDADE TEM HISTÓRIA

PROJETO: MINHA CIDADE TEM HISTÓRIA PROJETO: MINHA CIDADE TEM HISTÓRIA POEMA PARA MINHA CIDADE Minha cidade tem praias, Tem rios, tem cores... Minha cidade tem flores, Tem festas, tem amores... Minha cidade tem praças, Tem preces, tem pressa...

Leia mais

A PRÁTICA DO ATLETISMO ESCOLAR COMO PROPOSTA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA RESUMO

A PRÁTICA DO ATLETISMO ESCOLAR COMO PROPOSTA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA RESUMO A PRÁTICA DO ATLETISMO ESCOLAR COMO PROPOSTA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA BARETTA, Elisabeth; GRIGOLLO, Leoberto Ricardo. RESUMO O desenvolvimento de atividades de extensão por meio do I Festival Unoesc de

Leia mais

Teatro para todos EMEIEF Prof. Ernesto Marcondes Rangel

Teatro para todos EMEIEF Prof. Ernesto Marcondes Rangel Teatro para todos EMEIEF Prof. Ernesto Marcondes Rangel Professor(es) Apresentador(es): Plinio de Oliveira Macedo Junior Realização: Foco do Projeto O fazer teatral é uma ferramenta pedagógica de grande

Leia mais

2- Competências a Desenvolver

2- Competências a Desenvolver ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO 1º ANO - ANO LETIVO 2014/15 PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA: TURISMO-INFORMAÇÃO E ANIMAÇÃO TURÍSTICA Componente de Formação Técnica 1- Elenco

Leia mais

Eletiva A volta ao mundo através dos jogos

Eletiva A volta ao mundo através dos jogos Eletiva A volta ao mundo através dos jogos E.E. Princesa Isabel Sala 14 / 2ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Cristina Viecelli Costa do Nascimento Jairo Augusto Fernandes Realização: Foco Por meio

Leia mais

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL Sala 11 Temas Diversos EF II Integral E.E.CARLOS MAXIMILIANO PEREIRA DOS SANTOS Professores Apresentadores: M Maria Emilia A.S.

Leia mais

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM

EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM LÓGICA DAS EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM: As Expectativas de aprendizagem apresentadas abaixo são versões preliminares para auxiliar o professor nas vivências práticas com seus

Leia mais

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

OBJETIVOS ESPECÍFICOS COPA DCE 2016/02 APRESENTAÇÃO A Diretoria de Esportes do Diretório Central de Estudantes DCE, sob responsabilidade da acadêmica Jessica Tauana Pommer Noetzold, promoverá a Copa DCE 2016/02, que ocorrerá

Leia mais

2- Tema: Uso e conservação da água Objetivos: Construir o conceito do uso racional da água; Compreender as mudanças de estado físico que permitem o

2- Tema: Uso e conservação da água Objetivos: Construir o conceito do uso racional da água; Compreender as mudanças de estado físico que permitem o Esquemas de Sequência Didática 1- Tema: Preservação da água Objetivos: Entender que a água é um constituinte básico para todos os seres vivos; Sensibilizar os educandos sobre a importância de preservar

Leia mais

RETROSPECTIVA DE DESENHO ANIMADO EE ALFREDO PAULINO. Professor(es) Apresentador(es): Profª PATRÍCIA FRANÇOSO CORREIA. Realização:

RETROSPECTIVA DE DESENHO ANIMADO EE ALFREDO PAULINO. Professor(es) Apresentador(es): Profª PATRÍCIA FRANÇOSO CORREIA. Realização: RETROSPECTIVA DE DESENHO ANIMADO EE ALFREDO PAULINO Professor(es) Apresentador(es): Profª PATRÍCIA FRANÇOSO CORREIA Realização: Foco do Projeto Este projeto visa, prioritariamente, oferecer aos alunos

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA

DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO EDUCAÇÃO FÍSICA OBJETIVO GERAL Favorecer o desenvolvimento corporal e mental harmônicos, consolidar hábitos

Leia mais

BANDA DRUM CORPS PIRRÓ Programa Mais Educação. Sala 2 Interdisciplinar EF I. E.E Profa. Flávia Vizibelli Pirró

BANDA DRUM CORPS PIRRÓ Programa Mais Educação. Sala 2 Interdisciplinar EF I. E.E Profa. Flávia Vizibelli Pirró BANDA DRUM CORPS PIRRÓ Programa Mais Educação Sala 2 Interdisciplinar EF I E.E Profa. Flávia Vizibelli Pirró Professor (es) Apresentador (es): Renata Betareli Realização: Justificativa Oferta, aos alunos,

Leia mais

E. E. PROFA LURDES PENNA CARMELO

E. E. PROFA LURDES PENNA CARMELO MESA LITERÁRIA Sala 9 Temas Diversificados EF II e EM E. E. PROFA LURDES PENNA CARMELO Professores Apresentadores: Ivani Pedrozo França Umeki Antônio de Marmo Ferracini Mariana Marques de Maria Realização:

Leia mais

XXI OLIMATER ºs aos 5ºs anos É muito importante compromisso Data de Abertura: Horário da Abertura: Dias da Olimater: Local: Traje:

XXI OLIMATER ºs aos 5ºs anos É muito importante compromisso Data de Abertura: Horário da Abertura: Dias da Olimater: Local: Traje: XXI OLIMATER 2016 Srs. Pais, Comunicamos que realizaremos a XXI Olimater, com a participação dos alunos dos 2º s aos 5º s anos do Ensino Fundamental. É muito importante a participação de todos, portanto

Leia mais

FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES

FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES sala 5 1ª sessão Professor Apresentador: Danival Mascarini de Souza Realização: Foco O Projeto Fotonovela foi elaborado visando à melhoria do processo

Leia mais

PRAÇA SARAIVA, CENTRO CEP.: TERESINA - PIAUÍ Página 1

PRAÇA SARAIVA, CENTRO CEP.: TERESINA - PIAUÍ Página 1 AVALIAÇÃO DIFERENCIADA PARCIAL 2 II TRIMESTRE 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL PROFª TÁCIA/ DEYLLEN/ ANA LÚCIA/ CLÁUDIA/ LUCIANA/ SILVIA PROJETO FESTAS JUNINAS - AVALIAÇÃO PARCIAL Apresentação: A Avaliação

Leia mais

FORMULÁRIO PADRÃO DE INSCRIÇÃO DE PROJETO

FORMULÁRIO PADRÃO DE INSCRIÇÃO DE PROJETO FORMULÁRIO PADRÃO DE INSCRIÇÃO DE PROJETO 1. Título do Projeto: ATLETISMO NA UNISUL 2. Justificativa De acordo com Mathiessen (2012) o atletismo é uma modalidade esportiva completa, pois trabalha com os

Leia mais

ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 2013/2014. Planificação a Longo Prazo. Matemática 9º ano

ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 2013/2014. Planificação a Longo Prazo. Matemática 9º ano ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 203/204 Planificação a Longo Prazo Matemática 9º ano Finalidades, avaliação e organização temporal Grupo Disciplinar 500 Departamento de Matemática e

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m 4 200 m 200

Leia mais

I SOLETRANDO ROSEIRA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

I SOLETRANDO ROSEIRA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO I SOLETRANDO ROSEIRA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Professor(es) Apresentador(es): MARIA NAZARÉ DE CAMARGO ALVES DOS SANTOS LEONÁRIA RODRIGUES DE SOUSA CORRÊA Realização: Foco do Projeto Foco do Projeto

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m

Leia mais

Características Educação SESI

Características Educação SESI EDUCAÇÃO SESI Características Educação SESI Atendimento prioritário ao Trabalhador da indústria e seus dependentes Gratuidade nos cursos EJA Atuação nas 27 Unidades Federativas 32% de evasão na EJA Cenário

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DO GT CAPOEIRA, ESPORTE E LAZER

CONTRIBUIÇÕES DO GT CAPOEIRA, ESPORTE E LAZER CONTRIBUIÇÕES DO GT CAPOEIRA, ESPORTE E LAZER Este documento apresenta os resultados dos debates desenvolvidos pelo Grupo de Trabalho Capoeira, Esporte e Lazer, do 1º Encontro Regional do Programa Nacional

Leia mais

REGULAMENTO CIRCUITO SESC DE CÂMBIO

REGULAMENTO CIRCUITO SESC DE CÂMBIO REGULAMENTO CIRCUITO SESC DE CÂMBIO 1 ÍNDICE CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO...3 CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS...3 CAPÍTULO III DA COORDENAÇÃO...3 CAPÍTULO IV DA FASE DE DISPUTA...4 CAPÍTULO V DAS INSCRIÇÕES E DOCUMENTOS...4

Leia mais

CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO SUB-20 SUB-18 SUB-16

CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO SUB-20 SUB-18 SUB-16 CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO SUB-20 SUB-18 SUB-16 Art. 1º - Com a finalidade de identificar o máximo desempenho nas provas do atletismo, através das entidades de prática do atletismo brasileiro,

Leia mais

ROTEIRO DA AVALIAÇÃO DIFERENCIADA PARCIAL 2 / 3º TRIMESTRE - 3º ANO CIÊNCIAS E MATEMÁTICA

ROTEIRO DA AVALIAÇÃO DIFERENCIADA PARCIAL 2 / 3º TRIMESTRE - 3º ANO CIÊNCIAS E MATEMÁTICA ROTEIRO DA AVALIAÇÃO DIFERENCIADA PARCIAL 2 / 3º TRIMESTRE - 3º ANO CIÊNCIAS E MATEMÁTICA 1. APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA DE AVALIAÇÃO DIFERENCIADA: No dia a dia das pessoas, observa-se cada vez mais uma maior

Leia mais

EDITAL DE RECUPERAÇÃO PARALELA SEMESTRAL 1º SEMESTRE/2016

EDITAL DE RECUPERAÇÃO PARALELA SEMESTRAL 1º SEMESTRE/2016 EDITAL DE RECUPERAÇÃO PARALELA SEMESTRAL 1º SEMESTRE/2016 Aluno: _ Ano: Professora: Disciplina: No Colégio Pentágono trabalhamos com a Recuperação Contínua e Paralela. A Recuperação Contínua ocorre durante

Leia mais

PRÊMIO DE INCENTIVO À EDUCAÇÃO

PRÊMIO DE INCENTIVO À EDUCAÇÃO PRÊMIO DE INCENTIVO À EDUCAÇÃO 1. OBJETIVO O Prêmio de Incentivo à Educação é uma iniciativa das empresas do Polo Industrial, através do Comitê de Fomento Industrial de Camaçari - COFIC. Tem por objetivo

Leia mais

PLANO DE AULA PARA INTEGRAÇÃO DE RECURSOS DIGITAIS

PLANO DE AULA PARA INTEGRAÇÃO DE RECURSOS DIGITAIS PLANO DE AULA PARA INTEGRAÇÃO DE RECURSOS DIGITAIS PROFESSOR Nome Email Instituição Márcia Mychelle Nogueira do Nascimento. marciamychelle1@gmail.com Escola Estadual Padre Cosme TÍTULO DA ATIVIDADE Conhecendo

Leia mais

ATLETISMO. Osvaldo Tadeu da Silva Junior

ATLETISMO. Osvaldo Tadeu da Silva Junior ATLETISMO Osvaldo Tadeu da Silva Junior OBJETIVO DA DISCIPLINA Conhecer, compreender e analisar os processos de ensino aprendizagem e treinamento das corridas; Conhecer, compreender e analisar os processos

Leia mais

X SEMANA ESPORTIVA DA UTFPR-CP (SEUT 2016) De 03 a 09 de novembro

X SEMANA ESPORTIVA DA UTFPR-CP (SEUT 2016) De 03 a 09 de novembro X SEMANA ESPORTIVA DA UTFPR-CP (SEUT 2016) De 03 a 09 de novembro REGULAMENTO GERAL 1. FINALIDADE Resgatar momentos lúdicos e de companheirismo por meio de atividades esportivas entres alunos dos cursos

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Etec: Professor Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã/SP Área de conhecimento: Ciências da Natureza Componente Curricular: Biologia

Leia mais

SARAU CURUMIM DESENVOLVIMENTO DA FLUÊNCIA LEITORA. E.E. Profª Maria Jannuzzi Mascari

SARAU CURUMIM DESENVOLVIMENTO DA FLUÊNCIA LEITORA. E.E. Profª Maria Jannuzzi Mascari SARAU CURUMIM DESENVOLVIMENTO DA FLUÊNCIA LEITORA E.E. Profª Maria Jannuzzi Mascari Professor(es) Apresentador(es): Ewelyn Lawrence da Silva Fernanda Ambrosio Machado Realização: Foco do Projeto Nosso

Leia mais

PLANO DE CURSO. Código: FIS09 Carga Horária: 60 Créditos: 03 Pré-requisito: Período: IV Ano:

PLANO DE CURSO. Código: FIS09 Carga Horária: 60 Créditos: 03 Pré-requisito: Período: IV Ano: PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Licenciatura em Educação Física Disciplina: Educação Física na Infância Professor: Gilson Pereira Souza E-mail: professorgilsonpereira@gmail.com Código:

Leia mais

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M.

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. PROJETO CURTA-METRAGEM E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. Saldanha Realização: Foco do Projeto Este projeto assume o princípio

Leia mais

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professor Gerenciador: Luzia Bento Soares. Turmas: Alunos do Ensino Fundamental.

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professor Gerenciador: Luzia Bento Soares. Turmas: Alunos do Ensino Fundamental. E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professor Gerenciador: Luzia Bento Soares. Turmas: Alunos do Ensino Fundamental. Inserir: Numero de alunos envolvidos (aproximado) Professores envolvidos Projeto:

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Núcleo Temático: Disciplina:

Leia mais

Seminário Políticas Públicas de Educação Integral no Ensino Médio. São Paulo, 02 de Agosto de 2016

Seminário Políticas Públicas de Educação Integral no Ensino Médio. São Paulo, 02 de Agosto de 2016 Seminário Políticas Públicas de Educação Integral no Ensino Médio São Paulo, 02 de Agosto de 2016 Um Modelo de Escola em Tempo Integral para o Brasil Concepção dos Princípios e Metodologias PROJETO ESCOLAR

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO COLÉGIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO PLANEJAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2016 Professores Responsáveis Prof. Ana Paula da Costa Ricart Prof. Danielle Naegele Fernandes Prof. Eduardo Henrique Leal Prof. Idalina

Leia mais

Índice. 1. O Processo de Organização Escolar Pensando para a Prática Grupo Módulo 8

Índice. 1. O Processo de Organização Escolar Pensando para a Prática Grupo Módulo 8 GRUPO 5.1 MÓDULO 8 Índice 1. O Processo de Organização Escolar...3 1.1. Pensando para a Prática... 3 2 1. O PROCESSO DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR O processo de organização escolar dispõe de etapas a fim de que

Leia mais

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS OLIVIA EVANGELISTA BENEVIDES THIANE ARAUJO COSTA TRABALHANDO A MATEMÁTICA DE FORMA DIFERENCIADA A

Leia mais

MERCADINHO COMPRA CERTA EMEIEF PROF. ERNESTO MARCONDES RANGEL

MERCADINHO COMPRA CERTA EMEIEF PROF. ERNESTO MARCONDES RANGEL MERCADINHO COMPRA CERTA EMEIEF PROF. ERNESTO MARCONDES RANGEL Professor(es) Apresentador(es): Tânia Mara Martins Goulart Realização: Foco do Projeto Atividades interdisciplinares: Língua Portuguesa Gêneros

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Disciplina: CRESCIMENTO

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS Curso: LETRAS Disciplina: PROJETOS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA Professor: DRT: Núcleo Temático: FORMAÇÃO PEDAGÓGICA Código da Disciplina:

Leia mais

CRONOGRAMA ANUAL DA ATIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA

CRONOGRAMA ANUAL DA ATIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA CRONOGRAMA ANUAL DA ATIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA 1º e 2º Anos de Escolaridade 3º e 4º anos de Escolaridade 1º Período 2º Período 3º Período ATIVIDADES FÍSICAS A ABORDAR Perícia e Manipulação Atividades

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia INTRODUÇÃO O projeto foi organizado por acreditarmos que o papel da escola e sua função

Leia mais

Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB. 23/03/ h30 17h30

Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB. 23/03/ h30 17h30 Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB 23/03/2015 15h30 17h30 Roteiro 1. Apresentação: Projeto Aventuras Currículo+ 2. Apresentação: diretrizes

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 160 aprovado pela portaria Cetec nº 138 de 04 / 10 /2012 Etec Professora Ermelinda Giannini Teixeira Código: 187 Município: Santana de Parnaíba

Leia mais

VII CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO SUB-18 - INTERCLUBES

VII CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO SUB-18 - INTERCLUBES VII CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO SUB-18 - INTERCLUBES Art. 1º - Art. 2º - Art. 3º - Art. 4º - Art. 5º - Art. 6º - Os CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO SUB-18 INTERCLUBES têm por

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA 3º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA 3º CICLO 2016-2017 A avaliação na disciplina de Educação Física tem um carácter diagnóstico e formativo, pelo que a atribuição dos níveis de aprendizagem atingidos

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Informação - Prova de Equivalência à Frequência Ensino Secundário Prova de Equivalência à Frequência de Educação Física Ano letivo 2014/2015 I. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

TORNEIO DE FUTSAL JUSTIFICATIVA

TORNEIO DE FUTSAL JUSTIFICATIVA TORNEIO DE FUTSAL JUSTIFICATIVA Visto que o movimento é presente em nossas vidas desde nosso nascimento e, durante sua evolução buscamos cada vez mais subsídios para aperfeiçoá-los, o esporte dentro da

Leia mais

Choque de Conhecimento E.E. Prof.ª ADELAIDE MARIA DE BARROS Sala 13 Sessão 2

Choque de Conhecimento E.E. Prof.ª ADELAIDE MARIA DE BARROS Sala 13 Sessão 2 Choque de Conhecimento E.E. Prof.ª ADELAIDE MARIA DE BARROS Sala 13 Sessão 2 Professor(es) Apresentador(es): Marcos Felipe Malaquias da Silva Valéria Ramos Barca Rogerio Realização: Foco Reconhecer a Ciência

Leia mais

COPA CEPEUSP DE VOLEIBOL / 2017 REGULAMENTO

COPA CEPEUSP DE VOLEIBOL / 2017 REGULAMENTO COPA CEPEUSP DE VOLEIBOL / 2017 REGULAMENTO I DA FINALIDADE Art. 1 A COPA CEPEUSP DE VOLEIBOL tem como objetivo a integração dos docentes e funcionários da Universidade de São Paulo, incentivando-os à

Leia mais

PROJEÇÃO ESPORTES 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA / PROJEÇÃO REGULAMENTO I DOS VALORES

PROJEÇÃO ESPORTES 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA / PROJEÇÃO REGULAMENTO I DOS VALORES PROJEÇÃO ESPORTES 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA / PROJEÇÃO REGULAMENTO I DOS VALORES Artigo 1º - Valores e princípios que norteiam a 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA

Leia mais

ATLETISMO: VIVÊNCIA NO PIBID EDUCAÇÃO FÍSICA DE SÃO MIGUEL DO OESTE/SC RESUMO

ATLETISMO: VIVÊNCIA NO PIBID EDUCAÇÃO FÍSICA DE SÃO MIGUEL DO OESTE/SC RESUMO ATLETISMO: VIVÊNCIA NO PIBID EDUCAÇÃO FÍSICA DE SÃO MIGUEL DO OESTE/SC Andréa Jaqueline Prates Ribeiro Igor Mercaus Rodrigo Mulinett Gisele Suzin RESUMO Este trabalho relata a prática do Atletismo na escola

Leia mais

AS DESNUTRIDAS: As peripécies para trabalhar com famílias em grupo. O Programa Hora de Comer:

AS DESNUTRIDAS: As peripécies para trabalhar com famílias em grupo. O Programa Hora de Comer: FAMÍLIAS COM CRIANÇAS AS DESNUTRIDAS: As peripécies para trabalhar com famílias em grupo. CENTRO DE SAÚDE SACO GRANDE NEPEPS - UFSC BOEHS, Astrid Eggert* STEFANES, Camila** DAMIANI, Cinthya Búrigo*** AQUINO,

Leia mais

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 TURMA: Nível 1 PERÍODO: 23/02 a 22/05 DISCIPLINA/PROFESSOR/A OBJETIVO CONTEÚDOS Viviane Bhoes Identidade e Autonomia * Reconhecer colegas e professores pelo nome; * Ampliar

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Ética e Cidadania Organizacional Eixo Tecnológico: Gestão e

Leia mais

GINCAMÁTICA. Marília Zabel 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC CCT

GINCAMÁTICA. Marília Zabel 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC CCT GINCAMÁTICA Marília Zabel 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC CCT mari_lia_zabel@hotmail.com Airton Camilo Côrrea Júnior 2 E.E.B. Professor Rudolfo Meyer airtonjr80@gmail.com Regina Helena

Leia mais

E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1

E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1 Debate Regrado - desenvolvendo a argumentação e promovendo o protagonismo dos alunos E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1 Professor Apresentador: Celina Aparecida Rodrigues Machado dos

Leia mais

Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia. Cuidar é sinal de amor e de solidariedade.

Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia. Cuidar é sinal de amor e de solidariedade. Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia Titulo do Projeto: Cuidar é sinal de amor e de solidariedade. Equipe Organizadora Ir. Junior Schnorrenberger Coordenador de Pastoral de Esteio

Leia mais

Eletiva: As Cores da Química E.E. Profª Olga Benatti Sala 7 / 1ª. Sessão

Eletiva: As Cores da Química E.E. Profª Olga Benatti Sala 7 / 1ª. Sessão Eletiva: As Cores da Química E.E. Profª Olga Benatti Sala 7 / 1ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Marcia Silva Guerrise Cunha Miraci Nascimento de Siqueira Realização: Foco Disciplina Eletiva desenvolvida

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA OBJETIVOS GERAIS Favorecer o desenvolvimento corporal e mental harmônicos, a melhoria

Leia mais

CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO

CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO Professor(es) Apresentador(es): MARIA DO ROSÁRIO ORDONIS JANAÍNA PRADO GONTIJO Realização: Foco do Projeto Desenvolver

Leia mais

No entanto, não podemos esquecer que estes são espaços pedagógicos, onde o processo de ensino e aprendizagem é desenvolvido de uma forma mais lúdica,

No entanto, não podemos esquecer que estes são espaços pedagógicos, onde o processo de ensino e aprendizagem é desenvolvido de uma forma mais lúdica, PROJETO TECENDO CIDADANIA: PROJETO DE APOIO AO ESTUDO DOS TEMAS TRANSVERSAIS Autores: Leonardo Cristovam de JESUS, aluno do IFC Campus Avançado Sombrio e bolsista do projeto. Ana Maria de MORAES, Pedagoga

Leia mais

Jogo da adivinhação. Expectativas de aprendizagem. Recursos e materiais necessários

Jogo da adivinhação. Expectativas de aprendizagem. Recursos e materiais necessários sta proposta didática tem o objetivo de proporcionar que os alunos assimilem, de forma lúdica, características do período de transição do mundo antigo para o mundo medieval, compreendendo esse período

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Departamento da Educação Pré-Escolar Planificação Mensal Ano Letivo 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Departamento da Educação Pré-Escolar Planificação Mensal Ano Letivo 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Departamento da Educação Pré-Escolar Planificação Mensal Ano Letivo 2015/2016 MÊS: maio Área de Conteúdo Domínio Objetivos Estratégias Formação Pessoal e Social

Leia mais

HIGH SCHOOL FESTIVAL

HIGH SCHOOL FESTIVAL HIGH SCHOOL FESTIVAL Sala 12 Linguagem e Arte Ensino Médio Integral EE RYOIITI YASSUDA Professoras Apresentadoras: Rosana Mary Martins Wanderlea Consolino Realização: Justificativa O High School Festival

Leia mais

CONTEÚDO OBJETIVOS ESTRATÉGIAS RECURSOS AVALIAÇÃO. - Roda de música. cantadas - Momentos

CONTEÚDO OBJETIVOS ESTRATÉGIAS RECURSOS AVALIAÇÃO. - Roda de música. cantadas - Momentos CUIDAR DE I, DO OUTRO E DO AMBIENTE. CONTEÚDO OBJETIVO ETRATÉGIA RECURO Higiene e cuidado pessoal Reconhecimento do próprio corpo Respeito às características pessoais relacionadas ao gênero, etnia, peso,

Leia mais

BIBLIOTECAS ESCOLARES

BIBLIOTECAS ESCOLARES PLANO DE AÇÃO BIBLIOTECAS ESCOLARES Agrupamento de Escolas da Moita 1 As Bibliotecas Escolares assumem, para além das funções informativa, educativa, cultural e recreativa, o papel de adjuvante do aluno,

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO

CURSO DE CAPACITAÇÃO CURSO DE CAPACITAÇÃO 1. TÍTULO SURDEZ E LIBRAS ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS 2. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Nome do proponente: Lourena Cristina de Souza Barreto Campus/IFG: Goiânia Oeste 3. ÁREAS DE CONHECIMENTO

Leia mais

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO:

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PIBID- Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: Ensino Fundamental I- TURMA: 3º

Leia mais

O PROJETO DE EXTENSÃO ATLETISMO PARA CRIANÇAS E JOVENS DESENVOLVIDO PELO GRUPO DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS E PESQUISA EM ATLETISMO DA UNESP-RIO CLARO

O PROJETO DE EXTENSÃO ATLETISMO PARA CRIANÇAS E JOVENS DESENVOLVIDO PELO GRUPO DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS E PESQUISA EM ATLETISMO DA UNESP-RIO CLARO O PROJETO DE EXTENSÃO ATLETISMO PARA CRIANÇAS E JOVENS DESENVOLVIDO PELO GRUPO DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS E PESQUISA EM ATLETISMO DA UNESP-RIO CLARO Guilherme Correa Camuci¹, Sara Quenzer Matthiesen², Denis

Leia mais

Questionário usado para verificação do ambiente dos laboratórios de informática (Q01)

Questionário usado para verificação do ambiente dos laboratórios de informática (Q01) Questionário usado para verificação do ambiente dos laboratórios de informática (Q01) Prezado(a) Coordenador(a) O uso de computadores chegou à educação graças às mudanças tecnológicas que estão acontecendo

Leia mais

CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO SUB-23

CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO SUB-23 CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO SUB-23 Art. 1º - Os CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO SUB-23 têm por propósito básico a integração nacional, a difusão do Atletismo e a verificação do

Leia mais

APLICAÇÃO DE EQUAÇÃO DO SEGUNDO GRAU COM MATERIAIS MANIPULÁVEIS: JOGO TRILHA DAS EQUAÇÕES

APLICAÇÃO DE EQUAÇÃO DO SEGUNDO GRAU COM MATERIAIS MANIPULÁVEIS: JOGO TRILHA DAS EQUAÇÕES APLICAÇÃO DE EQUAÇÃO DO SEGUNDO GRAU COM MATERIAIS MANIPULÁVEIS: JOGO TRILHA DAS EQUAÇÕES Rafael Pereira da Silva Universidade Estadual da Paraíba rafaelpereira.jt@hotmail.com Jailson Lourenço de Pontes

Leia mais

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Angélica/Ipezal MS Março de 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Plano

Leia mais

ART. 4º Será punido com desclassificação o atleta que utilizar meios ilícitos com o objetivo de levar vantagens.

ART. 4º Será punido com desclassificação o atleta que utilizar meios ilícitos com o objetivo de levar vantagens. 17ª Corrida e Caminhada para Luz CAPÍTULO I DO EVENTO ART.1º A 17º Corrida e Caminhada para a Luz será realizada no dia 25 de Dezembro de 2015 com o objetivo de promover a prática do Atletismo em Pernambuco,

Leia mais

Acreditamos no seu envolvimento e dedicação à sua realização e confiamos no seu sucesso.

Acreditamos no seu envolvimento e dedicação à sua realização e confiamos no seu sucesso. ATIVIDADE INTEGRADORA CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GESTÃO ESCOLAR CIRCUITO: 9 PERIODO: 7º Caro (a) aluno (a), Esta atividade deverá ser desenvolvida individualmente

Leia mais

PARECER DOS RECURSOS

PARECER DOS RECURSOS 11) Considerando a conceituação teórica sobre o jogo apresentada na Proposta Curricular de SC, analise as afirmações a seguir. l A criança, por exemplo, joga/brinca de uma forma individual, centrada em

Leia mais

ATLETISMO COMO CONTEÚDO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA RESUMO

ATLETISMO COMO CONTEÚDO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA RESUMO ATLETISMO COMO CONTEÚDO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA Orlando Mendes Fogaça Júnior Dilza Maria Rodigonda Razente Universidade Estadual de Londrina RESUMO A lei de Diretrizes e Bases da Educação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES COMPLEXO ESPORTIVO 9ª COPA UNIVATES/DCE 2016 REGULAMENTO GERAL

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES COMPLEXO ESPORTIVO 9ª COPA UNIVATES/DCE 2016 REGULAMENTO GERAL CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES COMPLEXO ESPORTIVO 9ª COPA UNIVATES/DCE 2016 REGULAMENTO GERAL DA PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO: A promoção e a organização são do Centro Universitário UNIVATES/Complexo Esportivo

Leia mais

II Seminário de Metodologia do Ensino de Educação Física da FEUSP 2008 Relato de experiência

II Seminário de Metodologia do Ensino de Educação Física da FEUSP 2008 Relato de experiência CORPO E AUTO-IMAGEM: UM DIÁLOGO ENTRE EDUCAÇÃO FÍSICA E ARTES MARANTE, W.O. Laboratório de Pedagogia do Movimento Humano Escola de Educação Física e Esporte USP LAPEM EEFEUSP RESUMO Este relato tem por

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO CUIABÁ 2015 Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L - 2º C I C L O

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L - 2º C I C L O DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FISICA ANO: 5º, 6º TURMAS: A, B, C ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L - 2º C I C L O DE AÇÃO No 5º e 6º ano o aluno deverá adquirir competências de nível "introdução"

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Dr. José Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: Habilitação Profissional Técnica

Leia mais

III TABUADA ROSEIRA. Secretaria Municipal de Educação

III TABUADA ROSEIRA. Secretaria Municipal de Educação III TABUADA ROSEIRA Secretaria Municipal de Educação Professor(es) Apresentador(es): LEONÁRIA RODRIGUES DE SOUSA CORRÊA MARIA NAZARÉ DE CAMARGO ALVES DOS SANTOS Realização: Foco do Projeto Foco do Projeto

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Núcleo Temático: Disciplina:

Leia mais

4º Ano Ensino Fundamental

4º Ano Ensino Fundamental 4º Ano Ensino Fundamental Eixo 1 Avalição Introdução 01 aula -Ler o texto; -Valorizar os sentidos -Texto: Dentro de casa ; Dentro de casa -Explorar as palavras novas do texto; -Pesquisa sobre a vida do

Leia mais

Respeitando as diferenças E. E. Dr. Luís Arrôbas Martins Sala 11 / Sessão 2

Respeitando as diferenças E. E. Dr. Luís Arrôbas Martins Sala 11 / Sessão 2 Respeitando as diferenças E. E. Dr. Luís Arrôbas Martins Sala 11 / Sessão 2 Professor(es) Apresentador(es): Fernanda de Oliveira Ana Amélia de Oliveira Realização: Foco Projeto transdisciplinar, com foco

Leia mais

Jogos Champagnat 2013

Jogos Champagnat 2013 Jogos Champagnat 2013 Capítulo I Geral Art. 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem os Jogos Champagnat 2013. Art. 2º - Os Jogos Champagnat são organizados pelo Colégio Marista Santa

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Plano de Curso nº 213 aprovado pela portaria Cetec nº 134 de 04 /10 /2014 Etec: ERMELINDA GIANNINI TEIXEIRA Código: 0187 Município: SANTANA

Leia mais

PROJETO. Gincana Matemática

PROJETO. Gincana Matemática PROJETO Gincana Matemática APRESENTAÇÃO DO PROJETO: QUE D+ I IDENTIFICAÇÃO Projeto: Gincana Matemática ESCOLA JOÃO MARIANO DA SILVA Diretor: Coordenadora de ensino: Coordenadora Pedagógica: Professores

Leia mais

Critérios Específicos de Avaliação. PORTUGUÊS ENSINO BÁSICO (7.º Ano) 2016/2017

Critérios Específicos de Avaliação. PORTUGUÊS ENSINO BÁSICO (7.º Ano) 2016/2017 Critérios Específicos de Avaliação PORTUGUÊS ENSINO BÁSICO (7.º Ano) 2016/2017 Domínio de Avaliação Saber e Saber Fazer Instrumentos de Avaliação. Atividades de planeamento de produções orais: grelhas

Leia mais

Arquitetando Matemática aliada à arte.

Arquitetando Matemática aliada à arte. Arquitetando Matemática aliada à arte. Sala 13 Matemática EM Integral E.E. Alexandre Von Humboldt Professoras Apresentadoras: Ilma Soares de Souza Valéria Edaes Realização: Justificativa Vivemos num mundo

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Sustentável da Escola (PDSE) Instituto Brasil Solidário

Programa de Desenvolvimento Sustentável da Escola (PDSE) Instituto Brasil Solidário Apresentação Neste ano, sua escola e comunidade receberão diversas atividades com a chegada do Programa de Desenvolvimento Sustentável da Escola (PDSE) no seu município, com o Instituto Brasil Solidário

Leia mais