REGRAS GERAIS REDE 2 horas e 30 minutos. Os desafios deverão ser entregues conforme instrução: Exemplo: desafio1_equipepentagrama

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGRAS GERAIS REDE 2 horas e 30 minutos. Os desafios deverão ser entregues conforme instrução: Exemplo: desafio1_equipepentagrama"

Transcrição

1

2 2 REGRAS GERAIS REDE 1. Número de desafios da competição: Tempo máximo da competição: 2 horas e 30 minutos. Os desafios deverão ser entregues conforme instrução: a) Salvar em um arquivo, identificando o número do desafio e o nome da equipe, conforme orientação do fiscal. Exemplo: desafio1_equipepentagrama b) O líder da equipe envia, via rede, o desafio. c) Enquanto isso, a equipe continua a resolução dos demais desafios. 3. Pontuação: o valor está indicado junto ao desafio; A equipe receberá um balão colorido, a ser colocado junto ao banner da equipe, no momento da entrega do desafio. Desafio 1: azul; Desafio 2: rosa; Desafio 3: violeta; Desafio 4: branco; Desafio 5: vermelho. 4. Avaliação de cada desafio: O líder da equipe receberá do fiscal a ficha de STATUS, contendo a situação do desafio entregue de acordo com: OK (VERDE): o desafio foi solucionado com sucesso. OK (AMARELO): Pendência. Solucionado em partes. OK (VERMELHO): Execução não corresponde ao critério solicitado ou não realizado. 5. Avaliação dos itens dos desafios Os itens dos desafios serão considerados: - Cumpridos: quando o critério do item for plenamente satisfeito; - Não cumpridos: quando não atingiu o critério do item ou o item não foi realizado. Serão pontuados somente os itens considerados cumpridos. 6. Reenvio: cada desafio poderá ser reenviado uma única vez, obedecendo às instruções do item 2. A pontuação dos itens refeitos equivale a 70% da pontuação original. Exemplo: A questão X é composta de 3 itens com a respectiva pontuação: 20, 30 e 50 pontos. Submetida à avaliação, somente o primeiro item foi cumprido. Então, a pontuação da questão, até o momento, é 20 pontos. No reenvio, somente o segundo item alcançou o status de cumprido. Assim, a pontuação dos itens reenviados é realizada da seguinte maneira: Pontuação dos itens reenviados: (pontuação do item 2 + pontuação do item 3) x 70% = (30 + 0) x 70% = 21. Logo, a pontuação total da questão X é: = Trinta minutos antes do término da competição o placar será congelado para visualização. 8. Classificação será ordenada segundo a pontuação, da maior para a menor. As três primeiras equipes classificadas serão premiadas. 9. A interpretação dos desafios faz parte da competição. 10. Casos não previstos nas regras serão julgados pelos avaliadores.

3 3 Desafio 1 Balão Azul ASSINATURA GEOMÉTRICA (Adaptado da OBMEP 2ª fase, nível 2, 2013) A assinatura geométrica de um número formado por dígitos diferentes de 0 é uma sequência de segmentos. Os segmentos são traçados a partir do ponto x=0 e y=0 seguindo a sequência de movimentos: à direita, para baixo, à esquerda, para cima, à direita e assim por diante (sentido horário). O tamanho de um segmento depende do valor do dígito: para traçar o segmento que representa: o dígito 1 - mova 10 passos; para o dígito 2 - mova 20 passos; e assim por diante. Exemplo: se quisermos obter a assinatura do número 35214, movemos 30 passos à direita, 50 para baixo, 20 à esquerda, 10 para cima e 40 à direita. a) Desloque um Sprite para a posição inicial. b) Desenhe a assinatura geométrica de um número fornecido por uma pergunta. c) Mude a cor da caneta a cada segmento. Critérios para avaliação: - Deslocamento para posição inicial: 5 pontos - Obedecer ao sequenciamento dos movimentos: 20 pontos - Tamanho do segmento: 5 pontos - Fornecimento de um número pelo usuário: 10 pontos - Separação do número em dígitos: 50 pontos - Mudança da cor da caneta: 10 pontos

4 4 Desafio 2 Balão Rosa JOGO BREAKOUT No jogo os tijolos são alinhados no topo da tela. A bola se movimenta pela tela, rebatendo nas paredes laterais e superiores da tela. Quando um tijolo é atingido pela bola, a bola rebate de volta e o tijolo é destruído. O jogador perde uma vida quando a bola toca na parte inferior da tela. Para prevenir que isso aconteça, o jogador move uma raquete para rebater a bola para cima mantendo-a no jogo. Figura 1: Imagem do jogo Breakout a) Insira um pano de fundo. b) Desenhe os Sprites que fazem parte do jogo. Os Sprites são aqueles que estão na Figura 1 e são denominados por: - raquete retângulo marrom; - tijolos retângulos amarelos; - bola círculo azul. c) Faça a programação dos Sprites: - raquete: movimentação para direita e esquerda, respeitando as bordas; - tijolos: posicionamento de pelo menos 11 tijolos e o desparecimento quando a bola tocá-los; - bola: movimentação automática, número de vidas (mínimo 3), controle das bordas, contato com o tijolo; d) Faça a finalização do jogo com dois panos de fundo (venceu e game over). Critérios para avaliação: - Inserir um pano de fundo (1 cenário): 1 ponto - Desenhar os Sprites - raquete, tijolos (mínimo 11) e bola: 4 pontos - Programar a raquete. - movimentação: 10 pontos - respeitar bordas: 10 pontos - Programar os tijolos. - posição de cada tijolo: 10 pontos - desaparecimento de cada tijolo quando tocado pela bola: 15 pontos - Programar a bola. - movimentação automática: 15 pontos - número de vidas (mínimo 3): 5 pontos - controle das bordas: 5 pontos - contato com tijolo: 15 pontos - Finalização do jogo com dois planos de fundo. - venceu: 5 pontos - game over: 5 pontos

5 5 Desafio 3 Balão Violeta ANIMAÇÃO DE NATAL Era uma vez um velho pedaço de papel reciclado, com um sonho sim, os papéis também têm sonhos, mesmo os reciclados, o sonho dele era ser útil. Ele percorreu milhares de quilômetros, literalmente ao sabor do vento. Durante essa longa viagem, o pedaço de papel reciclado viu e ouviu muita coisa. Certo dia o pedaço de papel reciclado ficou preso numa árvore. Pensou ele: é o fim!. O pedaço de papel chamou a atenção de uma criança para aquela árvore. Nesse momento, os pais da criança chegam perto dela e manifestam o interesse em transformar o pedaço de papel em um símbolo de Natal. A criança ficou feliz e pegou o pedaço de papel. Todos foram para casa e o velho pedaço de papel reciclado foi moldado numa estrela. Agora, ele enfeita o topo da árvore de Natal da família. Feliz Natal! Programar a animação da história descrita acima, considerando o seguinte: a) Inserir 3 (mínimo) panos de fundo; b) Inserir ou desenhar um Sprite denominado papel; c) Inserir ou desenhar Sprites que representam a família (obrigatório: criança, pai e mãe); d) Trocar o pano de fundo conforme o andamento da história; e) Encenar a história: - fazer os personagens interagirem (conversar ou pensar) na história; - fazer a movimentação em sincronia; - fazer a troca de trajes do Sprite papel: de papel para estrela e para representar movimentação. f) Realizar a interação entre os panos de fundo e os Sprites; g) Inserir a mensagem Feliz Natal!, ao finalizar a história. Os critérios de avaliação: - Inserir 3 (mínimo) panos de fundo: 5 pontos - Inserir ou desenhar um Sprite denominado papel: 5 pontos - Inserir ou desenhar Sprites que representam a família (obrigatório: criança, pai e mãe): 5 pontos - Encenar a história. - Trocar o pano de fundo conforme o andamento da história (mínimo 3): 5 pontos - Realizar a mudança de trajes do Sprite papel no decorrer da história (mínimo 3): 15 pontos - Fazer a movimentação dos Sprites: 15 pontos - Sincronizar os diálogos: 15 pontos - Realizar a interação entre os panos de fundo e os Sprites: 15 pontos - Inserir a mensagem Feliz Natal!, ao finalizar a história: 5 pontos

6 6 Na construção do relógio, observe a figura 2: Desafio 4 Balão Branco O RELÓGIO Figura 2: O Relógio Para a programação faça o que se pede: - Construa no palco um relógio; - Crie três Sprites: Sprite Hora, Sprite Minutos e Sprite Segundos, que representa os ponteiros do relógio; - Crie outro Sprite chamado Timer (Retângulo dentro do relógio que exibe a hora no formato digital). - Quando a bandeira verde é clicada, programe o funcionamento do relógio da seguinte forma: - Os quatro Sprites iniciam um laço sempre para atualizar seu status de acordo com tempo atual do sistema (os blocos minuto atual e segundo atual variam de 0 a 59 e o bloco hora atual varia de 0 a 23); - A cada segundo: - o ponteiro segundo deverá girar 6º no sentido horário; - o ponteiro minuto deverá girar 0,1º no sentido horário, para ajustar o movimento do Sprite Minutos; OBS.: Quando sistema informar 0 (zero) para os segundo, o Sprite segundos deverá apontar para cima, ao informar 15 deverá apontar para a direita e assim por diante. - A cada minuto: - o ponteiro minuto deverá totalizar 6º no sentido horário; - o ponteiro horas deverá girar 0,5º no sentido horário, para ajustar o movimento do Sprite Horas; - A cada hora o ponteiro hora deverá totalizar 30º. OBS.: Quando a hora for igual a 0 ou 12 aponte para cima, quando a hora for igual a 1 ou 13 aponte para 30º e assim por diante - Programe o Sprite Timer para que apareça no interior do relógio: a hora, os minutos e os segundos atuais. - Programe o Sprite segundo de tal forma que a cada segundo toque um som. - Programe o Sprite minuto de tal forma que a cada minuto toque um som. - Programe o Sprite hora de tal forma que a cada hora toque um som. Os critérios de avaliação: - Construir no palco um relógio: 3 pontos - Criar 4 Sprites que configurem um relógio. - Sprite Hora: 3 pontos - Sprite Minutos: 3 pontos - Sprite Segundos: 3 pontos - Sprite Timer: 3 pontos - Centralização dos ponteiros: 4 pontos - Para o funcionamento do relógio. - Atualizar o status dos 4 Sprites: 9 pontos - Programar o Sprite segundos: 15 pontos - Programar o Sprite minutos: 15 pontos - Programar o Sprite hora: 20 pontos - Programar o Sprite timer: 10 pontos - Programar o som para cada Sprite. - Sprite Hora: 4 pontos - Sprite Minutos: 4 pontos - Sprite Segundos: 4 pontos

7 7 Desafio 5 Balão Vermelho CONTAMINAÇÃO DO TABULEIRO (Adaptado da OBMEP 2 a Fase, Nível 2, 2012) Uma contaminação em um tabuleiro 3 3, formado por blocos (quadrados ou retângulos) conforme mostrado na figura 3, propaga-se em estágios de acordo com as seguintes regras: blocos contaminados, indicados em cinza, permanecem contaminados no estágio seguinte; um bloco não contaminado, indicado em branco, torna-se contaminado no estágio seguinte, quando tem pelo menos dois lados comuns com blocos contaminados; caso contrário, permanece não contaminado; a contaminação acaba quando não é possível contaminar novos blocos. A figura 3 indica o estágio inicial da contaminação. Figura 3: Estágio inicial da contaminação. Programe a contaminação do tabuleiro considerando o estágio inicial mostrado na figura 3. Critérios para avaliação: - Desenhar os Sprites para a formação do tabuleiro: 10 pontos; - Estabelecer o estágio inicial conforme figura 3: 10 pontos - Programação da contaminação conforme descrito nas regras: - Comparação entre blocos vizinhos: 40 pontos; - Mudança de cor quando contaminado: 20 pontos; - Estágio final: 20 pontos.

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014 Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS Curitiba, Julho de 2014 Vamos à prática: Como abrir um chamado? Entre na ferramenta com seu login e senha de rede (a mesma que

Leia mais

Manual (Office 365) Para acesso ao sistema de e-mails, os passos iniciais continuam os mesmos.

Manual (Office 365) Para acesso ao sistema de e-mails, os passos iniciais continuam os mesmos. Histórico de Alterações Versão Data Autor Função Descrição 1 14/09/2012 Roberto Gouveia Analista de Help Desk Criação inicial 2 19/11/2013 Roberto Gouveia Analista de Help Desk Atualização A partir de

Leia mais

APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK

APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK 1 SÚMARIO ASSUNTO PÁGINA Componentes da Lousa... 03 Função Básica... 04 Função Bandeja de Canetas... 05 Calibrando a Lousa... 06

Leia mais

Prática 3 Princípios da Animação

Prática 3 Princípios da Animação Prática 3 Princípios da Animação As animações em um site são bem discutidas quanto ao seu uso, pois, qualquer coisa que se movimenta na visão periférica ocupa lugar na consciência. Isso faz com que o usuário

Leia mais

Acessando a Plataforma de Rastreamento

Acessando a Plataforma de Rastreamento Acessando a Plataforma de Rastreamento Para acessar a plataforma digite no seu navegador preferido o endereço: xxxxxxxx.mloc.com.br onde xxxxxxxx é o nome da sua empresa de rastreamento. Ex: rastreadora.mloc.com.br

Leia mais

Apostila para uso do Power Point

Apostila para uso do Power Point Apostila para uso do Power Point Introdução O Power Point, é um aplicativo da MicroSoft desenvolvido para a elaboração de apresentações. Possui recursos de hipertexto e multimídia como som, imagem, animação,

Leia mais

Guia Rápido: Mobilidade (ipad) O objetivo deste guia rápido é apresentar os passos necessário para a inclusão de um orçamento através da mobilidade.

Guia Rápido: Mobilidade (ipad) O objetivo deste guia rápido é apresentar os passos necessário para a inclusão de um orçamento através da mobilidade. Guia Rápido: Mobilidade (ipad) O objetivo deste guia rápido é apresentar os passos necessário para a inclusão de um orçamento através da mobilidade. Pré-requisitos. 1 - Antes de iniciar a integração com

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

Aula 03 PowerPoint 2007

Aula 03 PowerPoint 2007 Aula 03 PowerPoint 2007 Professor: Bruno Gomes Disciplina: Informática Básica Curso: Gestão de Turismo Sumário da aula: 1. Abrindo o PowerPoint; 2. Conhecendo a Tela do PowerPoint; 3. Criando uma Nova

Leia mais

Menu Notas Fiscais Entradas. Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros:

Menu Notas Fiscais Entradas. Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros: Menu Notas Fiscais Entradas (não é um manual) Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros: Loja desejada. Fornecedor desejado (com marcas homologadas). Filtro para ignorar

Leia mais

COMO JOGAR BURACO STBL NO JOGATINA

COMO JOGAR BURACO STBL NO JOGATINA COMO JOGAR BURACO STBL NO JOGATINA Link:http://www.jogatina.com/como-jogar-buraco-fechado-stbl.html Como começo a jogar? Para começar a jogar Buraco STBL clique em "JOGAR AGORA!" na página de seu perfil

Leia mais

MATERIAL DE APRESENTAÇÃO DO SCRATCH

MATERIAL DE APRESENTAÇÃO DO SCRATCH MATERIAL DE APRESENTAÇÃO DO SCRATCH 1 Scratch é uma nova linguagem de programação que permite a criação de histórias, animações, jogos e outras produções. Tudo pode ser feito a partir de comandos prontos

Leia mais

Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@)

Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@) PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL NO CEARÁ Núcleo Seccional da ESMAFE - 5ª Região no Ceará Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@) AMBIENTAÇÃO NA PLATAFORMA 1. Cadastro 2. Preenchimento

Leia mais

Indexação do FamilySearch: Indexação

Indexação do FamilySearch: Indexação do FamilySearch: Indexação Sumário Indexar um Lote Entrar no sistema p. 1 Baixar um Lote p. 2 Ver as Instruções do Projeto p. 2 Digitar o Tipo de Imagem p. 2 Digitar Informações p. 3 Campos e Registros

Leia mais

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal.

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal. MANUAL DO SISCOOP Sumário 1 Menu de Navegação... 3 2 Gerenciar País... 5 3- Gerenciamento de Registro... 8 3.1 Adicionar um registro... 8 3.2 Editar um registro... 10 3.3 Excluir um registro... 11 3.4

Leia mais

TUTORIAL PMS CARD. Acesse o site: www.pmscard.com.br

TUTORIAL PMS CARD. Acesse o site: www.pmscard.com.br TUTORIAL PMS CARD Acesse o site: www.pmscard.com.br FAÇA O LOGIN Para fazer o login digite o seu e-mail e senha e clique em entrar. SELECIONE A EMPRESA Selecione a empresa na qual deseja utilizar clicando

Leia mais

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA MCTI/AEB/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação Transferência de Tecnologia do SGDC 01/2015 Transferência de Tecnologia Espacial no Âmbito do Decreto nº 7.769 de 28/06/2012

Leia mais

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 2 INTRODUÇÃO Esse documento contém as instruções básicas para a utilização do TabFisc Versão Mobile (que permite ao fiscal a realização do seu trabalho

Leia mais

Apostila de PowerPoint 2013

Apostila de PowerPoint 2013 Iniciando o Power Point 2013...01 Nova apresentação baseada no modelo...01 Escolhendo o esquema de cores do fundo do slide manualmente...02 Modificando o layout do slide... 03 Inserindo textos no slide...

Leia mais

Requerimento: Digitador de Pedidos ProfarmaNet. Manual de Apoio. Preparado por: Versão: 1.0. Sumário

Requerimento: Digitador de Pedidos ProfarmaNet. Manual de Apoio. Preparado por: Versão: 1.0. Sumário Vanderlei Manual de Apoio Resumo Módulo Básico Especifico para Instalação e Usabilidade Lista de Distribuição Nome Área / Função Histórico de modificações Versão Data Descrição Responsável 13/12/2013 Versão

Leia mais

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria 1 Sumário Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria... 1 1 Sumário... 1 2 Lista de Figuras... 5 3 A Janela principal...

Leia mais

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive Google Drive um sistema de armazenagem de arquivos ligado à sua conta Google e acessível via Internet, desta forma você pode acessar seus arquivos a partir de qualquer dispositivo que tenha acesso à Internet.

Leia mais

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO.

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO. SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ... 2 DICAS PEDAGÓGICAS:... 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO... 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD... 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO... 3 PASSO 3 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO... 4 CRIANDO NOVAS

Leia mais

Índice: CMS 3 O que é Content Management System? Clientes 4 O que é o Cliente? 4 Configurando o i-menu/i-view para trabalhar. com o CMS.

Índice: CMS 3 O que é Content Management System? Clientes 4 O que é o Cliente? 4 Configurando o i-menu/i-view para trabalhar. com o CMS. Índice: CMS 3 O que é Content Management System? Clientes 4 O que é o Cliente? 4 Configurando o i-menu/i-view para trabalhar com o CMS. 5 Removendo o Cliente. Playlist 7 Criando um Playlist. 8 Adicionando

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

Tutorial do programa

Tutorial do programa 1 Tutorial do programa I. Guia Rápido 1. Clique no produto. 2. Clique na pasta de imagens. 3. Clique em preenchimento auto. 4. Verificar pedido. 5. Finalizar pedido. 6. Fazer pagamento / Entrega. 7. Fazer

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle No INSEP, o ambiente virtual de aprendizagem oferecido ao acadêmico é o MOODLE. A utilização dessa ferramenta é fundamental para o sucesso das atividades em EAD,

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo

Universidade Federal do Espírito Santo Universidade Federal do Espírito Santo Núcleo de Tecnologia da Informação Gerenciamento do Conteúdo de Sítios Institucionais Versão 1.4 Atualizado em: 8/10/2015 Sumário Sumário................................................

Leia mais

Manual Software Controle de Jukebox. Manual. Software Controle de Jukebox

Manual Software Controle de Jukebox. Manual. Software Controle de Jukebox Manual Software Controle de Jukebox Versão 1.0 2014 Sumário 1. Principais Características... 2 2. Software Controle de Jukebox... 3 I. Tela Principal... 4 1 Data Cobrança... 4 2 Linha... 4 3 Cobrador...

Leia mais

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN S U M Á R I O 1Tela de Login...2 2 Painel......3 3 Post...4 4 Ferramentas de Post...10 5 Páginas...14 6 Ferramentas de páginas...21 7 Mídias...25 8 Links......30 1 1- TELA DE LOGIN Para ter acesso ao wordpress

Leia mais

DAP. 1. Pré-Faturamento automático...2 1.1 Filtros...4 1.2 Configurações...7 1.3 Finalizar...27

DAP. 1. Pré-Faturamento automático...2 1.1 Filtros...4 1.2 Configurações...7 1.3 Finalizar...27 DAP 1. Pré-Faturamento automático...2 1.1 Filtros...4 1.2 Configurações...7 1.3 Finalizar...27 1 1. Pré-Faturamento automático Pré-Faturamento automático: este recurso permite selecionar vários pedidos

Leia mais

Premiação por Produtividade

Premiação por Produtividade Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Configurações... 3 Definição das Metas... 5 Mês Referência... 5 Cotas por Funcionário... 8 Resultados... 9 Acompanhamento

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada SO Windows Aula 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 APRESENTAÇÃO Todo computador precisa de um sistema operacional. O Windows

Leia mais

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X.

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Para iniciar o sistema dê um duplo clique no ícone, que se encontra na área de trabalho. 1 Login do sistema. Esta é a tela de login

Leia mais

BEM-VINDO à NET DIGITAL.

BEM-VINDO à NET DIGITAL. BEM-VINDO à NET DIGITAL. Prepare-se para ter muito mais TV pelo seu controle remoto. Parabéns! A partir de agora, você está em um mundo com muito mais programação com qualidade de imagem e som digital

Leia mais

WEB COLABORADOR. Envio e Recebimento de arquivos de consignação

WEB COLABORADOR. Envio e Recebimento de arquivos de consignação TUTORIAL Envio e Recebimento de arquivos de consignação Para acessar o Web Colaborador e transferir arquivos de consignação, entre com os dados de CNPJ, usuário e senha, nos campos correspondentes. Regras

Leia mais

Instruções de Acesso. Portal de Cliente. Próximo

Instruções de Acesso. Portal de Cliente. Próximo Instruções de Acesso Portal de Cliente Primeiramente, confira a configuração de pop-up e versão do seu navegador, conforme instruções abaixo: Os navegadores e versões homologadas, são: Internet Explorer

Leia mais

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Excel 2000 Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Índice 1.0 Microsoft Excel 2000 3 1.1 Acessando o Excel 3 1.2 Como sair do Excel 3 1.3 Elementos da

Leia mais

HCT Compatibilidade Manual do Usuário

HCT Compatibilidade Manual do Usuário HCT Compatibilidade Manual do Usuário Índice Introdução...3 HCT Compatibilidade...3 Librix...3 Execução do Programa...4 Seleção de Testes...4 Testes Manuais...6 Teste de Teclado...6 Teste de Vídeo...7

Leia mais

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2 Acessando o SVN Para acessar o SVN é necessário um código de usuário e senha, o código de usuário do SVN é o código de cadastro da sua representação na Ninfa, a senha no primeiro acesso é o mesmo código,

Leia mais

Apostila Fastseller. Manual de Treinamento FastSeller Telefone Suporte Helpdesk 03003133537. Ano: 2011 -Versão: 1.1 1

Apostila Fastseller. Manual de Treinamento FastSeller Telefone Suporte Helpdesk 03003133537. Ano: 2011 -Versão: 1.1 1 Manual de Treinamento FastSeller Telefone Suporte Helpdesk 03003133537 Ano: 2011 -Versão: 1.1 1 Indices 1º- Instalando o Sistema... 3 2º- Entrando no Sistema... 4 3º- Dicas de Utilização e Navegação...

Leia mais

Manual de Utilização Chat Intercâmbio

Manual de Utilização Chat Intercâmbio Manual de Utilização Chat Intercâmbio 1 INDICE 1 Chat Intercâmbio... 6 1.1 Glossário de Termos Utilizados.... 6 1.2 Definições de uma Sala de Chat... 7 1.3 Como Acessar o Chat Intercâmbio... 8 1.4 Pré-requisitos

Leia mais

Etec. Cel. Fernando Febeliano da Costa

Etec. Cel. Fernando Febeliano da Costa Ao iniciar o Microsoft PowerPoint 2003, surgirá uma janela do lado direito chamada Painel de Tarefas. É um novo conceito que contém ferramentas e informações de forma centralizadora, onde podemos criar

Leia mais

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Inventários Página 1 de 6 Utilizado para fazer o inventário de todos os produtos cadastrados no sistema SIGLA Digital 1 Começando o Cadastro 11

Leia mais

Cartão Usuário ISSEM

Cartão Usuário ISSEM Cartão Usuário ISSEM Objetivo: O sistema é on-line e oferece ao segurado do Instituto, facilidade e rapidez nos atendimentos junto aos nossos credenciados. Com o uso de um cartão, o segurado pode dirigir-se

Leia mais

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE Baixa Simplificada de Empresas 2 Sumário 1 Como preparar o computador para uso do certificado digital...04 2 Primeiro Acesso: Cadastro

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Utilização e filtros e visualização de informações em listagem ordens de serviço SUMÁRIO Área do Cliente... 2 ACESSANDO O DATASERVICE... 2 MÓDULO 01 ORDEM DE SERVIÇO... 3 Visão Geral...

Leia mais

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado.

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado. 1 Área de trabalho O Windows XP é um software da Microsoft (programa principal que faz o Computador funcionar), classificado como Sistema Operacional. Abra o Bloco de Notas para digitar e participar da

Leia mais

Programa Intel Educar Tutorial: Ferramenta de Classificação Visual

Programa Intel Educar Tutorial: Ferramenta de Classificação Visual Copyright 2008, Intel Corporation. Todos os direitos reservados. Página 1 de 17 TUTORIAL: FERRAMENTA DE CLASSIFICAÇÃO VISUAL ÍNDICE 1. Acessando a ferramenta... 3 2. Como se cadastrar... 4 3. Usando a

Leia mais

Manual Portal Ambipar

Manual Portal Ambipar Manual Portal Ambipar Acesso Para acessar o Portal Ambipar, visite http://ambipar.educaquiz.com.br. Login Para efetuar o login no Portal será necessário o e-mail do Colaborador e a senha padrão, caso a

Leia mais

Manual da Central de Atendimento ao Cliente Sami Sistemas

Manual da Central de Atendimento ao Cliente Sami Sistemas Manual da Central de Atendimento ao Cliente Sami Sistemas 1. Introdução O presente documento tem por finalidade apresentar a Central de Relacionamento do cliente, documentando todos os processos, as atividades

Leia mais

Passo a Passo para inserir uma imagem no AutoCAD Escalando e Georreferenciando

Passo a Passo para inserir uma imagem no AutoCAD Escalando e Georreferenciando Passo a Passo para inserir uma imagem no AutoCAD Escalando e Georreferenciando Ir primeiramente ao menu Insert - Raster Image Pode-se também utilizar a barra de ferramentas Reference Selecione a imagem

Leia mais

COMO JOGAR TRANCA ONLINE

COMO JOGAR TRANCA ONLINE COMO JOGAR TRANCA ONLINE Link: http://www.jogatina.com/como-jogar-tranca.html Como começo a jogar tranca? Para começar a jogar tranca online clique em "JOGAR AGORA!" na página do seu perfil no Jogatina.

Leia mais

16 - SCARTA. 1. Abrir o SCARTA clicando no ícone que se encontra na área de trabalho (Fig.1). Fig.1- Ícone do SCARTA

16 - SCARTA. 1. Abrir o SCARTA clicando no ícone que se encontra na área de trabalho (Fig.1). Fig.1- Ícone do SCARTA 16 - SCARTA Módulo do SPRING que permite editar uma carta e gerar arquivo para impressão, permitindo a apresentação na forma de um documento cartográfico. 1. Abrir o SCARTA clicando no ícone que se encontra

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Gerência do SABi INSTRUÇÕES PARA LEITURA DE ESTANTES COM COLETOR DE DADOS

Gerência do SABi INSTRUÇÕES PARA LEITURA DE ESTANTES COM COLETOR DE DADOS Gerência do SABi INSTRUÇÕES PARA LEITURA DE ESTANTES COM COLETOR DE DADOS A leitura de estantes das bibliotecas é efetuada com coletores de dados portáteis, disponíveis junto à Gerência do SABi. A leitura

Leia mais

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG 2015 Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Cliente Institucional e Atualizado em: 11 de setembro de 2015 Sumário 1. Conceito do software... 1 2. Abertura de

Leia mais

MANUAL CADASTRAMENTO SITE IMPORTA FÁCIL

MANUAL CADASTRAMENTO SITE IMPORTA FÁCIL MANUAL CADASTRAMENTO SITE IMPORTA FÁCIL Brasília 2013 CADASTRO SITE IMPORTA FÁCIL Primeiro Acesso ao Cadastro Importa Fácil - Objeto com Processo/ Cliente não recebeu telegrama. 1º) Selecione o tipo de

Leia mais

MyTicket. Manual de uso - Solicitante

MyTicket. Manual de uso - Solicitante MyTicket Manual de uso - Solicitante 1 Sumário 1. Tela de login - MyTicket... 3 Tela principal do sistema... 3 Botões da tela principal... 4 Troca de senha... 5 2. Abertura de um novo ticket... 6 3. Lista

Leia mais

1- Tela inicial do AUTOCAD 2013

1- Tela inicial do AUTOCAD 2013 1- Tela inicial do AUTOCAD 2013 2- Clique em NOVO 3- Para mudar a cor do fundo digite OP (de options): Se quiser veja o vídeo ilustrativo desse procedimento: http://www.youtube.com/watch?v=g7kig_yhpx4

Leia mais

Atualização do seu computador com Windows 8 da Philco para o Windows 8.1

Atualização do seu computador com Windows 8 da Philco para o Windows 8.1 Atualização do seu computador com Windows 8 da Philco para o Windows 8.1 O Windows 8.1 foi concebido para ser uma atualização para o sistema operacional Windows 8. O processo de atualização mantém configurações

Leia mais

SUMÁRIO DESCRIÇÃO DO PROGRAMA. 1 Link do Sistema 3. 2 Primeiro acesso 3. 3 Para entrar no Sistema 5. 4 Para registrar uma demanda 6

SUMÁRIO DESCRIÇÃO DO PROGRAMA. 1 Link do Sistema 3. 2 Primeiro acesso 3. 3 Para entrar no Sistema 5. 4 Para registrar uma demanda 6 TUTORIAL SUMÁRIO DESCRIÇÃO DO PROGRAMA PÁG DO DEMANDANTE 1 Link do Sistema 3 2 Primeiro acesso 3 3 Para entrar no Sistema 5 4 Para registrar uma demanda 6 5 Acompanhamento da demanda 9 2 TUTORIAL DESCRIÇÃO

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

Planilhas Eletrônicas

Planilhas Eletrônicas Planilhas Eletrônicas APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 Índice AULA 1... 3 Apresentação do BrOffice Calc... 3 Tela Inicial... 4 Teclas e Atalhos de movimentação... 6

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE ABONO E FÉRIAS UTILIZANDO O SEI.

SOLICITAÇÃO DE ABONO E FÉRIAS UTILIZANDO O SEI. SOLICITAÇÃO DE ABONO E FÉRIAS UTILIZANDO O SEI. A criação de solicitação de abono e férias é realizada através da criação de um processo do tipo desejado e, em seguida, inclusão de um documento do tipo

Leia mais

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas Manual de Utilização ZENDESK Instruções Básicas Novembro/2013 SUMÁRIO 1 Acesso à ferramenta... 3 2 A Ferramenta... 4 3 Tickets... 8 3.1 Novo Ticket... 8 3.2 Acompanhamentos de Tickets já existentes...

Leia mais

Gestão de Ativos. Manual do Usuário. Treinamento Fase 1 (TRN 01)

Gestão de Ativos. Manual do Usuário. Treinamento Fase 1 (TRN 01) Gestão de Ativos Manual do Usuário Treinamento Fase 1 (TRN 01) Índice 1. Introdução... 3 2. Movimentações de Ativos... 4 2.1. Monitoração... 4 2.1.1. Monitor de Movimentação de Ativos...4 2.2. Transações...15

Leia mais

Clique no botão novo

Clique no botão novo Tutorial para uso do programa Edilim Criado pela profª Carina Turk de Almeida Correa 1- Abra o programa Edilim. Clique no botão novo, como mostrado abaixo: Clique no botão novo 2- Todos os arquivos a serem

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

Guia do Usuário. Avigilon Control Center Móvel Versão 2.0 para Android

Guia do Usuário. Avigilon Control Center Móvel Versão 2.0 para Android Guia do Usuário Avigilon Control Center Móvel Versão 2.0 para Android 2011-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. AVIGILON é marca comercial registrada e/ou não registrada da Avigilon

Leia mais

Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos. SBCTrans

Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos. SBCTrans Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos SBCTrans A tecnologia facilitando a vida do cidadão Índice Cadastro e Primeiro Acesso... 05 Acessando o Sistema... 08 Menu de

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de OCR com separação de código de correção no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se na

Leia mais

Manual de operação do sistema Desenhador Geográfico. 05/2012 Versão 2.2.14.1

Manual de operação do sistema Desenhador Geográfico. 05/2012 Versão 2.2.14.1 Manual de operação do sistema Desenhador Geográfico 05/2012 Versão 2.2.14.1 Conteúdo Ferramentas de Edição... 3 1) Barra de ferramentas de edição... 3 2) Inserir uma geometria... 4 2) Ferramenta Snap...

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

Manual para Envio de Petição Inicial

Manual para Envio de Petição Inicial Manual para Envio de Petição Inicial 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv) 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

TRBOnet Standard. Manual de Operação

TRBOnet Standard. Manual de Operação TRBOnet Standard Manual de Operação Versão 1.8 NEOCOM Ltd ÍNDICE 1. TELA DE RÁDIO 3 1.1 COMANDOS AVANÇADOS 4 1.2 BARRA DE FERRAMENTAS 5 2. TELA DE LOCALIZAÇÃO GPS 6 2.1 MAPLIB 6 2.2 GOOGLE EARTH 7 2.3

Leia mais

PRINCIPAIS QUESTÕES DO PROCESSO DO WS SINAL E SINAL 6.0

PRINCIPAIS QUESTÕES DO PROCESSO DO WS SINAL E SINAL 6.0 PRINCIPAIS QUESTÕES DO PROCESSO DO WS SINAL E SINAL 6.0 Observação: FAVOR VERIFICAR A RESOLUÇÃO DA MÁQUINA (RESOLUÇÃO DA TELA DEVERÁ SER 1024 x 768) e liberação das portas 7778 e 7780 no firewall para

Leia mais

Exercício - Power Point 4.0

Exercício - Power Point 4.0 Exercício - Power Point 4.0 1 Cenário:Você é um Gerente de Contas da Empresa Ferguson and Bardell e irá criar uma apresentação de investimento. Este é o primeiro exercício de uma série de 5, os exercício

Leia mais

Sistema de Protocolo. Manual do Usuário

Sistema de Protocolo. Manual do Usuário Sistema de Protocolo Manual do Usuário Atualizado em 05/06/2010 2 Apresentação Módulo Protocolo Está disponível de forma integrada com todos os órgãos para registrar e acompanhar, de modo atualizado e

Leia mais

Manual Operacional Vendedores

Manual Operacional Vendedores Manual Operacional Vendedores Versão 1.0 Abril/2015 1. ACESSO AO SISTEMA SSE a) Localize em seu Desktop ou menu de acesso o ícone do sistema conforme abaixo. b) Após localizar, clique 2 vezes para acessar

Leia mais

Manual Programa SOSView 4.0

Manual Programa SOSView 4.0 2012 Manual Programa SOSView 4.0 Laboratório SOS Sotreq Versão Manual 1.0 01/03/2012 Página 1 de 52 Manual Programa SOSView 4 Instalação do Programa Utilização em Rede Importação de Amostras Consulta de

Leia mais

Manual Sistema de Autorização Online GW

Manual Sistema de Autorização Online GW Sistema de Autorização Online GW Sumário Introdução...3 Acesso ao sistema...4 Logar no sistema...4 Autorizando uma nova consulta...5 Autorizando exames e/ou procedimentos...9 Cancelamento de guias autorizadas...15

Leia mais

Conteúdo. Revisado em 3/13/2010 às 9:45 PM 1 www.dzyon.com

Conteúdo. Revisado em 3/13/2010 às 9:45 PM 1 www.dzyon.com Conteúdo Introdução...3 Objetivos...3 Sobre o Manual...3 Padronização da Interface/Ícones...4 1.0 Visão Geral...5 1.1 Acesso ao Sistema...5 1.2 Sequência de Processos...5 1.3 Informações Gerais sobre Transmissão...6

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA AGENDA

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME APRESENTAÇÃO Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE WORD 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha. Programador:

Leia mais

Orientações Básicas Repom.

Orientações Básicas Repom. Orientações Básicas Repom. Considerações importantes: 1 A viagem deverá estar autorizada para depois solicitar o pagamento. 2 É obrigatório informar o campo NCM da mercadoria, que está em tabela>auxiliares>mercadoria.

Leia mais

Página 1. Manual do Operador de Caixa

Página 1. Manual do Operador de Caixa Página 1 Manual do Operador de Caixa Página 2 Sumário Conhecendo a tela de abertura do sistema... 03 Tela principal do sistema... 05 Tela de consulta... 06 Inserir clientes na venda... 07 Funções especiais...

Leia mais

Manual Usuário Sistema Audatex

Manual Usuário Sistema Audatex Manual Usuário Sistema Audatex Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 2.0 24.08.2010 MT Versão

Leia mais

MANUAL OFICINAS HDI - AUDATEX WEB

MANUAL OFICINAS HDI - AUDATEX WEB MANUAL OFICINAS HDI - AUDATEX WEB Audatex Web Oficinas HDI Nível Usuário (Versão 2.8) Gerência de Suporte Técnico Departamento de Treinamento Resp.: Equipe de Treinamento Versão 1.0 Revisão 1 Data 13/5/2008

Leia mais

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/35 LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS No Microsoft Office Word 2007 é possível automatizar tarefas usadas frequentemente criando

Leia mais

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados.

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Windows Menu Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Minimizar Fechar Maximizar/restaurar Uma janela é composta de vários elementos

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos 1 SUMÁRIO 1. Definições 3 1.1 Apresentação 3 1.2 Disposição do Sistema 3 2. Acessando o Sistema 4 2.1 Procedimento para regularizar o primeiro acesso 4 2.2 Procedimento

Leia mais

Bem vindo ao ajuda do software QUICKFISH para criação de sites.

Bem vindo ao ajuda do software QUICKFISH para criação de sites. Bem vindo ao ajuda do software QUICKFISH para criação de sites. SUMÁRIO 1 Exemplo de site criado no software QUICKFISH...02 2 Salvando Seu Site...03 3 Publicando Seu Site...03 4 Visão inicial do Software

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

Manual do Usuário Projeto DECOM DIGITAL Versão 1.0

Manual do Usuário Projeto DECOM DIGITAL Versão 1.0 Manual do Usuário Projeto DECOM DIGITAL Versão 1.0 Sumário 1 INTRODUÇÃO... ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. 2 ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3 DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4 COMO ACESSAR O SISTEMA... 3 5 COMO NAVEGAR

Leia mais

Manual do Publicador. Wordpress FATEA Sistema de Gerenciamento de Conteúdo Web

Manual do Publicador. Wordpress FATEA Sistema de Gerenciamento de Conteúdo Web Manual do Publicador Wordpress FATEA Sistema de Gerenciamento de Conteúdo Web Sumário Painel de Administração... 3 1 - Inserção de post... 5 2 Publicação de post com notícia na área headline (galeria de

Leia mais