PLANO DE AULA PARA INTEGRAÇÃO DE RECURSOS DIGITAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE AULA PARA INTEGRAÇÃO DE RECURSOS DIGITAIS"

Transcrição

1 PLANO DE AULA PARA INTEGRAÇÃO DE RECURSOS DIGITAIS PROFESSOR Nome Instituição Márcia Mychelle Nogueira do Nascimento. Escola Estadual Padre Cosme TÍTULO DA ATIVIDADE Conhecendo os Jogos Olímpicos CONTEXTO DE APLICAÇÃO Nível de Ensino Ensino Fundamental Área disciplinar Interdisciplinar Ano(s) 6º ao 9º Duração 04 aulas de 50 mimutos JUSTIFICATIVA A presença dos recursos tecnológicos na escola e na sala de aula favorece a utilização didática dos mesmos como ferramentas de ensino e aprendizagem, criando possibilidades de dinamização das aulas e maior integração dos alunos nesse processo. É pensando nessas possibilidades que buscamos através da utilização de imagens, vídeos, hiperlinks, entre outros recursos digitais disponíveis na internet apresentar uma sequência didática para trabalhar os Jogos Olímpicos uma vez que, nosso país vivencia esse momento e parte das nossas crianças e adolescentes ainda desconhecem a origem e importância social e cultural desse evento. Assim, a nossa proposta é fazer com que os alunos reflitam sobre as raízes culturais desse evento internacional desde a Grécia Antiga à contemporaneidade e sua importância social, através de ferramentas que propiciem um ambiente de aprendizagem lúdico e dinâmico onde o aluno se envolva e participe da construção do conhecimento.

2 OBJETIVOS Despertar no aluno a compreensão sobre a história dos Jogos Olímpicos e suas principais características, conhecendo algumas de suas modalidades esportivas, pesquisando sobre as últimas edições desse evento através dos recursos digitais disponíveis na internet, estimulando a reflexão sobre o papel social, cultural e econômico desse evento internacional. CONTEÚDOS Origem dos Jogos Olímpicos; Características atuais dos Jogos Olímpicos; Modalidades esportivas realizadas nas Olimpíadas; Localização e breve caracterização dos países que sediaram as últimas cinco edições das Olimpíadas; Legado social, cultural e econômico dos Jogos Olímpicos. RECURSOS TECNOLÓGICOS A UTILIZAR (identificar e descrever) - Apresentação do vídeo Você Sabia? Olimpíadas-Origem https://www.youtube.com/watch?v=bwcqr08po6q; - Apresentação de slides para explicar os principais legados dos Jogos Olímpicos de Barcelona (1992), Sidney (2000), Atenas (2004), Pequim (2008) e Londres (2012) https://prezi.com/8icn12qlk3pk/olimpiadas/#_=_; - Visualização das modalidades esportivas praticadas durante as Olimpíadas - Exibição do vídeo: candidatura do Rio de Janeiro para sediar os jogos olímpicos de 2016 https://www.youtube.com/watch?v=z5gg4ziim60 - Exibição do vídeo Rio 2016 : o salto de uma cidade https://www.rio2016.com/educacao/videos. - Resolução de Quiz sobre os Jogos Olímpicos https://rachacuca.com.br/quiz/esportes/jogos-olimpicos/

3 DESCRIÇÃO DETALHADA DA(S) ATIVIDADE(S) (Identificar aspectos de organização do espaço, cuidados na preparação dos meios tecnológicos, indicar o momento em que usa a tecnologia, duração da atividade, como será desenvolvida a atividade pelo professor e aluno, etc). 1º momento: Na sala de aula o professor propõe um debate sobre o conhecimento que os alunos têm sobre os Jogos Olímpicos a partir da apresentação de imagens, fazendo questionamentos sobre o que sabem sobre suas origens, modalidades esportivas, entre outros. Na sequência, o professor distribuirá o texto de Cláudio Fernandes Origem dos jogos Olímpicos que apresenta o panorama histórico do evento, propondo reflexão sobre suas principais características, abordando questionamentos sobre suas implicações culturais, políticas, social como: o que os Jogos Olímpicos significam? Sempre tiveram os mesmos simbolismos? Qual a importância das Olimpíadas para o esporte? E para as trocas culturais entre as diversas nações? Como acontecem? Quais os benefícios para as cidades sede da Olimpíada? 2º momento: Esse momento acontecerá na sala de vídeo onde o professor fará a exibição do vídeo Você Sabia? Olimpíadas-Origem como forma de reforçar a compreensão dos alunos sobre o tema a partir de um recurso mais real, que proporcionará ao aluno a visualização de ambientes e espaços relacionados ao evento. Na sequência os alunos serão levados a conhecer um pouco sobre as consequências do evento para os países que sediaram as últimas edições dos Jogos Olímpicos, através de slides contendo o mapa dos países e os principais legados que esse evento trouxe para os mesmos, assim como, o que está sendo feito no Rio de Janeiro para sediar o evento, através do acesso ao site prezi como mostra a figura 1. Figura 1 vídeo completo disponível em: https://prezi.com/8icn12qlk3pk/olimpiadas/#_=_- acesso em 13/07/2016. Após esse momento o professor apresentará aos alunos, através do site da nova escola, um conjunto de hiperlinks contendo as modalidades esportivas que são realizadas durante as Olimpíadas, conforme figura 2.

4 Figura 2- modalidades esportivas através de hiperlinks disponíveis em - acesso em 13/07/2016. Após apresentação, a turma será dividida em duplas as quais serão encarregadas de escolher o hiperlink com a modalidade esportiva desejada. Os alunos receberão o endereço do link para que acessem em casa e se preparem para apresentação que farão para os demais alunos sobre as características do esporte escolhido. A realização da atividade será na sala de vídeo e o professor disponibilizará o computador e o datashow para as apresentações. 3º momento: nesse momento serão apresentados dois vídeos sobre: escolha do Rio de Janeiro para sediar as Olimpíadas 2016 e Rio 2016: o salto de uma cidade, para que os alunos conheçam um pouco sobre o processo de escolha do Rio como sede das Olimpíadas esse ano, e como está sendo a preparação da cidade para sediar esse tão importante evento. Após a projeção dos vídeos, o professor estimulará um debate com os alunos sobre a importância para o país sediar um evento dessa natureza, quais notícias acompanharam nos últimos dias sobre a preparação do país para o evento, se estão acompanhando o revezamento da tocha olímpica pelos estados brasileiros, etc. Em seguida o professor acessará ao site Racha Cuca para realização do Quiz sobre os Jogos Olímpicos. Nesse momento a turma será dividida em quatro grupos que responderá as perguntas exibidas através do datashow. Após a realização das atividades o professor orientará os alunos a visitarem sites para complementar seus conhecimentos sobre o tema, para que possam elaborar um texto para compor o jornal mural que será organizado ao final do estudo sobre os Jogos Olímpicos. As

5 produções deverão conter textos e imagens (fotos, desenhos) os quais devem ser elaborados através do Word e impressos. Essa atividade servirá para fomentar a curiosidade e o desejo dos alunos usarem as tecnologias nas atividades educativas. 4º momento: será o momento em que cada dupla apresentará a reportagem elaborada e a turma organizará o jornal mural sobre os Jogos Olímpicos que ficará exposto para toda escola.

6 AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE A avaliação dar-se-á durante todo o percurso de realização das atividades onde o professor observará a participação dos alunos durante os debates sobre os questionamentos realizados a partir do texto estudado e dos vídeos exibidos, da apresentação das modalidades esportivas através dos hiperlinks, assim como da produção textual de reportagem para elaboração do jornal mural. Ao final das atividades o professor deverá avaliar se, através do nível de participação, os alunos foram capazes de desenvolver as atividades propostas com competência e, sobretudo sua compreensão sobre a história dos Jogos Olímpicos, bem como a importância social, cultural, e econômica para o país que sedia estes jogos. OUTRAS PROPOSTAS DE DESENVOLVIMENTO DA ATIVIDADE Sugestão de links complementares para professores: https://www.rio2016.com/educacao/aulas-digitais https://pt.wikipedia.org/wiki/portal:jogos_ol%c3%admpicos

PLANOS DE AULA Tema: Megaeventos: Análise da copa 2014 e seus impactos socioespaciais

PLANOS DE AULA Tema: Megaeventos: Análise da copa 2014 e seus impactos socioespaciais UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PLANOS DE AULA 2013.2 Bolsistas: Cinddinesya Nogueira e Maíra Melo Turmas de atuação: 8º ano a e b Tema: Megaeventos: Análise da copa 2014 e seus impactos socioespaciais

Leia mais

Capacitação em Informática Educativa Módulo a distância. Plano de Atividades Mitos do Folclore

Capacitação em Informática Educativa Módulo a distância. Plano de Atividades Mitos do Folclore Capacitação em Informática Educativa Módulo a distância Escola Estadual Professor João Mestre Professora: Ana Alice Caovila Pereira Função: Professor para Ensino do Uso da Biblioteca Plano de Atividades

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA À EDUCAÇÃO

INFORMÁTICA APLICADA À EDUCAÇÃO INFORMÁTICA APLICADA À EDUCAÇÃO E. M. PROF. LUND FERNANDES VILLELA IMPLEMENTADORA: Eliane Cristina Garcia Benedito Relatório 2º bimestre/2016 Total de aulas previstas no bimestre: 10 aulas No 2º bimestre

Leia mais

Objetivo geral Identificar as principais características em comum que ligam o Brasil a África do Sul

Objetivo geral Identificar as principais características em comum que ligam o Brasil a África do Sul UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Data: 01/10/2013 III. Tema: Conhecendo a África do Sul Identificar as principais características em comum que ligam o Brasil a África do Sul Conhecer a cultura

Leia mais

Aula 6 Livro físico.

Aula 6 Livro físico. Conteúdos da aula 1. Material didático 2. Formatos 3. 2 1. Material didático Nessa aula, teremos como foco a apresentação do material didático da etb Material didático pode ser definido amplamente como

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA Brasília - 2016 1 Sumário 1. Acesso à plataforma 04 2. Cadastramento nas disciplinas 04 3. Edição do perfil 05 4. Envio de mensagens

Leia mais

Cronograma de Atividades 2º Bimestre - 9º Ano / E.F

Cronograma de Atividades 2º Bimestre - 9º Ano / E.F Cronograma de Atividades 2º Bimestre - 9º Ano / E.F. - 2017 Geografia Data da Pontuação Atividade Descrição Observação realização 09/06 4,0 Avaliação Mensal Individual e sem consulta. 25/05 3,0 Trabalho

Leia mais

PIBID 2011 SUBPROJETO LETRAS

PIBID 2011 SUBPROJETO LETRAS PIBID 2011 SUBPROJETO LETRAS PLANOS DE AULAS BOLSISTAS: Jéssica Pereira, Denise Oliveira e Taiana Azevedo DATA DA AULA: 10 /09/2012 AULA No.: 1 PLANO DE AULA CONTEÚDOS: Dinâmica de grupo OBJETIVO GERAL:

Leia mais

Pré-Jornada: a leitura como prática social e literária e as artes em diferentes mídias

Pré-Jornada: a leitura como prática social e literária e as artes em diferentes mídias Pré-Jornada: a leitura como prática social e literária e as artes em diferentes mídias A 15ª Pré-Jornada é uma movimentação cultural de grupos, preferencialmente interdisciplinares, que farão a leitura

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA MECÃNICA / ENGENHARIA MECATRÔNICA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA MECÃNICA / ENGENHARIA MECATRÔNICA 1 UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA MECÃNICA / ENGENHARIA MECATRÔNICA ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS (Orientações para a realização das APS dos

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS

Leia mais

Aula 4 Microsoft PowerPoint 2003: Criando uma Apresentação

Aula 4 Microsoft PowerPoint 2003: Criando uma Apresentação Universidade de São Paulo/Faculdade de Saúde Pública Curso de Saúde Pública Disciplina: HEP 147 Informática I Aula 4 Microsoft PowerPoint 2003: Criando uma Apresentação 1 Introdução ao Microsoft PowerPoint

Leia mais

Atividades Língua e Ensino I

Atividades Língua e Ensino I Atividades Língua e Ensino I Sondagem Objetivo - verificar a oferta local de LE; Público Alvo Buscar um público não contemplado que pode ser alvo de uma futura proposta de ensino ELE; Temática Um tema

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES

FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES CURSO DEMATEMÁTICA - LICENCIATURA Versão 2016.1 Manual de Estágio Supervisionado Ribeirão Pires Prezado acadêmico Este manual destina-se a orientar o aluno de Licenciatura

Leia mais

ELEMENTOS ESTRUTURANTES DA LINGUAGEM PLÁSTICA TÉCNICAS BÁSICAS DA ANIMAÇÃO STOP MOTION OFICÍNA DAS ARTES. 2º Período /

ELEMENTOS ESTRUTURANTES DA LINGUAGEM PLÁSTICA TÉCNICAS BÁSICAS DA ANIMAÇÃO STOP MOTION OFICÍNA DAS ARTES. 2º Período / ELEMENTOS ESTRUTURANTES DA LINGUAGEM PLÁSTICA TÉCNICAS BÁSICAS DA ANIMAÇÃO STOP MOTION OFICÍNA DAS ARTES 2º Período / 2011-2012 0 Março / 12º C Estagiário: David Cascais Duração 90 minutos Aula nº 0-03-2012

Leia mais

COLÉGIO ADVENTISTA DE ALTAMIRA Ementa de Curso para Portfólio

COLÉGIO ADVENTISTA DE ALTAMIRA Ementa de Curso para Portfólio DISCIPLINA:. Língua Portuguesa SÉRIE/ TURMA:. 9º ano A/B BIMESTRE: 4º 1 e 2 - Texto Perder, ganhar, viver. Pag.( 230, 231 e 232) Leitura do texto; discussão; atividade escrita. Pag. ( 232 e 233) - Atividade

Leia mais

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas:

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas: MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE EDUCADORES: INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS Competências a serem Desenvolvidas: O participante desenvolve o recurso de contar

Leia mais

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL Município: São Francisco de Paula COOPESERRA - Colégio Expressão INTRODUÇÃO O

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO

ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO INTRODUÇÃO As diferentes unidades que compõem o conjunto de cadernos, visam desenvolver práticas de ensino de matemática que favoreçam as aprendizagens dos alunos. A

Leia mais

PIC. Componentes da PIC 1. o bimestre. Produção Integrada ao Conteúdo

PIC. Componentes da PIC 1. o bimestre. Produção Integrada ao Conteúdo PIC VERSÃO PARA O PROFESSOR VERSÃO PARA O PROFESSOR 9. o ano Ensino Fundamental Produção Integrada ao Conteúdo Componentes da PIC 1. o bimestre Arte A nota da PIC é a média entre as atividades e as tarefas

Leia mais

Variabilidade didática: Relações Bióticas

Variabilidade didática: Relações Bióticas Variabilidade didática: Relações Bióticas E.E. Carlos Maximiliano Pereira dos Santos Sala 7 / 1ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Lucélia Batista Lima Maria Alice Luque Bueno Realização: Foco No

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA - 2015...o brinquedo desperta interesse e curiosidade... Rubem Alves Autora: Rita Siqueira Público alvo: alunos

Leia mais

PRAÇA SARAIVA, CENTRO CEP.: TERESINA - PIAUÍ Página 1

PRAÇA SARAIVA, CENTRO CEP.: TERESINA - PIAUÍ Página 1 AVALIAÇÃO DIFERENCIADA PARCIAL 2 II TRIMESTRE 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL PROFª TÁCIA/ DEYLLEN/ ANA LÚCIA/ CLÁUDIA/ LUCIANA/ SILVIA PROJETO FESTAS JUNINAS - AVALIAÇÃO PARCIAL Apresentação: A Avaliação

Leia mais

Algumas definições sobre Projetos

Algumas definições sobre Projetos Algumas definições sobre Projetos...entende-se por projeto um modo de agir do ser humano que define quem ele pretende ser e como se lançar em busca de metas (Machado, 2000). Não se faz projeto quando só

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Organizando cursos no ambiente virtual Moodle: algumas atividades essenciais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Organizando cursos no ambiente virtual Moodle: algumas atividades essenciais UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Organizando cursos no ambiente virtual Moodle: algumas atividades essenciais Material elaborado por: Nicia Cristina Rocha Riccio NEAD/STI/UFBA Introdução A organização de

Leia mais

7º ano do Ensino Fundamental

7º ano do Ensino Fundamental 7º ano do Ensino Fundamental 8/5/2015 08:33:25-Informativo-CIRMEN-7 2 I. TEMA GERADOR A questão da água e suas dimensões na contemporaneidade II. SUBTEMA Consumos e sustentabilidade Uso consciente X desperdício

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária ª 04 Semanal Mensal ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETO ECONÔMICO

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária ª 04 Semanal Mensal ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETO ECONÔMICO e Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária 020017 6ª 04 Semanal Mensal 04 60 Nome da Disciplina ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETO ECONÔMICO Curso CIÊNCIAS ECONÔMICAS Apresentação das técnicas para

Leia mais

PROJETO OLIMPÍADAS As Olimpíadas, a história, os valores e a prática

PROJETO OLIMPÍADAS As Olimpíadas, a história, os valores e a prática PROJETO OLIMPÍADAS 2016 As Olimpíadas, a história, os valores e a prática SÃO PAULO 2016 PROJETO ANUAL - 2016 1. TÍTULO As Olimpíadas 2. AUTORES Educadores Ensino Fundamental I 3. PÚBLICO- Educandos Ensino

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AUSTRÍLIO CAPILÉ CASTRO PROFESSORA: MARIA ALICE DOS SANTOS PROJETO INTERDISCILINAR: QUE SÉCULO É ESTE?

ESCOLA ESTADUAL AUSTRÍLIO CAPILÉ CASTRO PROFESSORA: MARIA ALICE DOS SANTOS PROJETO INTERDISCILINAR: QUE SÉCULO É ESTE? ESCOLA ESTADUAL AUSTRÍLIO CAPILÉ CASTRO PROFESSORA: MARIA ALICE DOS SANTOS PROJETO INTERDISCILINAR: QUE SÉCULO É ESTE? Nova Andradina MS 2015 JUSTIFICATIVA Trabalhar a leitura em sala de aula é fundamental

Leia mais

6º ano do Ensino Fundamental

6º ano do Ensino Fundamental 6º ano do Ensino Fundamental 8/5/2015 08:33:31-Informativo-CIRMEN-6 2 I. TEMA GERADOR A questão da água e suas dimensões na contemporaneidade II. SUBTEMA A água como elemento fundamental à vida III. QUESTÕES

Leia mais

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio.

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio. 1. Escola: Aníbal de Freitas 2. Bolsista Aline Chinalia 3. Data: 05/08/2015 4. Atividade: Aula Tema: Equações do Segundo Grau 5. Duração: 1h20 min 6. Objetivo: O objetivo desta atividade é trabalhar um

Leia mais

PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR:

PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR: PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR: NOS CAMINHOS DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO: NOS CAMINHOS DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO JUSTIFICATIVA: Produzir bons leitores é o grande desafio

Leia mais

E. E. PROFA. FLORA STELLA

E. E. PROFA. FLORA STELLA ATLETISMO Sala 2 Interdisciplinar EF I E. E. PROFA. FLORA STELLA Professoras Apresentadoras: NUBIA DO CARMO CORREDOR Realização: Justificativa Conhecer o atletismo como esporte e algumas das suas modalidades;

Leia mais

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES O Programa de Certificação de Formadores busca capacitar profissionais da área da educação como formadores de professores e gestores educacionais. Com esta certificação, os formadores poderão ministrar

Leia mais

FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES

FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES sala 5 1ª sessão Professor Apresentador: Danival Mascarini de Souza Realização: Foco O Projeto Fotonovela foi elaborado visando à melhoria do processo

Leia mais

NA GAVETA DA MEMÓRIA...

NA GAVETA DA MEMÓRIA... NA GAVETA DA MEMÓRIA... Adâni Corrêa Daniela Bortolon Uma vida sem memória, não é uma vida. Luis Buñel. 1) Leituras escolhidas e justificativa da escolha: # Gaveta dos guardados, Iberê Camargo; # Obras

Leia mais

Aula 5 Site e Portal Pedagógico

Aula 5 Site e Portal Pedagógico Conteúdos da aula 1. Site externo 2 1. Site externo O possui um site www.grupoetb.com.br chamado de portal da etb. Aqui, o usuário pode acessar todas as informações relevantes sobre o Grupo etb: 3 1. Site

Leia mais

Parceria Ciências da Natureza / Biblioteca Escolar. Conhecer as Plantas. Helena Pereira. Vera Rigaud

Parceria Ciências da Natureza / Biblioteca Escolar. Conhecer as Plantas. Helena Pereira. Vera Rigaud Parceria Ciências da Natureza / Biblioteca Escolar Conhecer as Plantas Projeto de Trabalho Colaborativo Helena Pereira Vera Rigaud Ano Letivo 2012/2013 2 Planificação a Médio Prazo Disciplina: Ciências

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 4ª Série Produção Gráfica CST Produção Multimídia A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio

Leia mais

TRABALHOS AVALIATIVOS DO 5º ANO

TRABALHOS AVALIATIVOS DO 5º ANO TRABALHOS AVALIATIVOS DO 5º ANO 1 Trabalho de História: Título do trabalho: Impeachment Data da entrega: 20/05/2016 Material a ser realizado o trabalho: Papel almaço Sabemos que estamos passando por uma

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:Geografia ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 3 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:Geografia ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 3 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 OS LUGARES E SUAS PAISAGENS *Reconhecer semelhanças e diferenças entre as paisagens. *Perceber que as paisagens são constituídas por elementos naturais e culturais. *Compreender que a paisagem

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DO GT CAPOEIRA, ESPORTE E LAZER

CONTRIBUIÇÕES DO GT CAPOEIRA, ESPORTE E LAZER CONTRIBUIÇÕES DO GT CAPOEIRA, ESPORTE E LAZER Este documento apresenta os resultados dos debates desenvolvidos pelo Grupo de Trabalho Capoeira, Esporte e Lazer, do 1º Encontro Regional do Programa Nacional

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 116 aprovado pela portaria Cetec nº de 07 /10 / 2010 Etec : TIQUATIRA Código: 208 Município: Eixo

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE JOGOS DE TABULEIRO NA EVOLUÇÃO DA APRENDIZAGEM

A UTILIZAÇÃO DE JOGOS DE TABULEIRO NA EVOLUÇÃO DA APRENDIZAGEM UNIFEOB Centro Universitário da Fundação de Ensino Octávio Bastos PROJETO DE PRÁTICAS BEM SUCEDIDAS EM SALA DE AULA MATEMÁTICA LICENCIATURA A UTILIZAÇÃO DE JOGOS DE TABULEIRO NA EVOLUÇÃO DA APRENDIZAGEM

Leia mais

Pautado do Plano de Referência da Ed. Básica do Município de Barueri.

Pautado do Plano de Referência da Ed. Básica do Município de Barueri. Plano de aula Pautado do Plano de Referência da Ed. Básica do Município de Barueri. O Plano de Aula é uma previsão de atividades articuladas ao plano de ensino, porém desenvolvido em etapas sequenciais,

Leia mais

RELATÓRIO FINAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO FINAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO RELATÓRIO FINAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório final é o documento de caráter obrigatório que revela a experiência do aluno, deve retratar todas as suas reflexões sobre a prática vivenciada, estabelecer

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A CRIAÇÃO DE UM PLANO DE TRABALHO DOCENTE

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A CRIAÇÃO DE UM PLANO DE TRABALHO DOCENTE ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A CRIAÇÃO DE UM PLANO DE TRABALHO DOCENTE Título e estrutura curricular O título da aula deverá ser claro e estar relacionado aos objetivos Os objetivos precisam se relacionar com

Leia mais

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran / PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran OBJETIVO GERAL: Estabelecer a discussão crítica sobre os princípios e os pressupostos históricos, filosóficos,

Leia mais

CONCURSO INTERNACIONAL DE CARTAS

CONCURSO INTERNACIONAL DE CARTAS CONCURSO INTERNACIONAL DE CARTAS Correios PARTICIPAÇÃO Estudantes até 15 anos de idade, aluno das redes pública e privada de ensino,por intermédio de sua escola; Para participar o estudante deverá passar

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE JANEIRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE JANEIRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.933, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

A internet pode levar o aluno a lugares aonde, talvez, ele jamais chegaria, ou não tão rapidamente; propicia o acesso a bibliotecas internacionais,

A internet pode levar o aluno a lugares aonde, talvez, ele jamais chegaria, ou não tão rapidamente; propicia o acesso a bibliotecas internacionais, TEDI INTERAMERICA TEDI- INTERAMÉRICA A TEDI foi concebida com o conceito de se utilizar a tecnologia como uma ferramenta e instrumento pedagógico para que se alcance melhores resultados na educação. Este

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE DIREITO

TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE DIREITO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO JANEIRO 2014 CAPÍTULO I DA MODALIDADE E OBJETIVOS Artigo 1º. O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no Curso de Direito será elaborado na modalidade

Leia mais

MAPA DE ATIVIDADES AVALIATIVAS DO ENSINO FUNDAMENTAL II TURMA: 6º A BIMESTRE: 3º/2016

MAPA DE ATIVIDADES AVALIATIVAS DO ENSINO FUNDAMENTAL II TURMA: 6º A BIMESTRE: 3º/2016 MAPA DE ATIVIDADES AVALIATIVAS DO ENSINO FUNDAMENTAL II TURMA: 6º A BIMESTRE: 3º/2016 ARTES 29/08 Criar uma pequena história para ser ilustrada. A ser realizada em sala. 05/08 Confecção de brinquedos:

Leia mais

2 EDUCAÇÃO INFANTIL NATUREZA E SOCIEDADE PARA FICAR LIMPINHO. Guia Didático do Objeto Educacional Digital

2 EDUCAÇÃO INFANTIL NATUREZA E SOCIEDADE PARA FICAR LIMPINHO. Guia Didático do Objeto Educacional Digital Guia Didático do Objeto Educacional Digital NATUREZA E SOCIEDADE 2 EDUCAÇÃO INFANTIL PARA FICAR LIMPINHO Este Objeto Educacional Digital (OED) está relacionado ao conteúdo da página 17 do Livro do Aluno.

Leia mais

O Diretor Geral do Instituto Federal Catarinense Câmpus Rio do Sul, no uso das suas atribuições,

O Diretor Geral do Instituto Federal Catarinense Câmpus Rio do Sul, no uso das suas atribuições, INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS RIO DO SUL Nº 01/2012 Dispõe sobre as normas para elaboração, trâmite, análise e aprovação dos Planos de Ensino dos Cursos de Educação Profissional Técnica de Nível

Leia mais

RESGATE CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR

RESGATE CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR RESGATE DA E CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR I TEMA Resgate da Cultura e História Potiguar II CARACTERIZAÇÃO Segmento: Fundamental II e Ensino Médio PROFESSORES RESPONSÁVEIS: Fyedka Paula de Oliveira Profª de

Leia mais

O PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA A PRÁTICA DAS CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA 2017

O PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA A PRÁTICA DAS CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA 2017 O PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA A PRÁTICA DAS CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA 2017 Inscrições vão até 12 de fevereiro/17. Vagas limitadas. CONTEÚDO Introdução a abordagem de aprendizagem por projetos investigativos;

Leia mais

Como se escreve? Expectativas de aprendizagem. Recursos e materiais necessários. Público-alvo: 3º ano. Duração: 4 aulas

Como se escreve? Expectativas de aprendizagem. Recursos e materiais necessários. Público-alvo: 3º ano. Duração: 4 aulas Como se escreve? nós na sala de aula - módulo: língua portuguesa 1º ao 3º ano - unidade 10 Antigamente a ortografia era vista apenas como um monte de regras que deviam ser decoradas, mas os estudos atuais

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2014 MATRÍCULAS: DE 27 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2014 MATRÍCULAS: DE 27 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2014 MATRÍCULAS: DE 27 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO LÍNGUA ESTRANGEIRA ALEMÃO Profª Lourdes Sufredini Profª Luciane Probst Unidade de Ensino I Prédio João

Leia mais

DEVID HALLYSON DA SILVA NASCIMENTO

DEVID HALLYSON DA SILVA NASCIMENTO PIBID GEOGRAFIA BOLSISTAS: DEVID HALLYSON DA SILVA NASCIMENTO LILIAN SHEILA DOS SANTOS GOMES CADERNO DE EXERCÍCIOS NATAL RIO GRANDE DO NORTE 1 PIBID GEOGRAFIA COORDENADORES EDU SILVESTRE ADRIANO TROLEIS

Leia mais

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico.

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. PROJETO ARARIBÁ Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. Araribá Geografia Araribá Geografia Material do Professor

Leia mais

Controle estatístico de processo na Indústria Têxtil

Controle estatístico de processo na Indústria Têxtil Projeto Pedagógico do Curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) em Controle estatístico de processo na Indústria Têxtil Modalidade: presencial Projeto Pedagógico do Curso de Formação Inicial e Continuada

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Dr. José Luiz Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales/SP Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Contabilidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO Edital de Seleção CURSO DE APERFEIÇOAMENTO: A DIVERSIDADE EM SALA

Leia mais

APÊNDICES. Apêndice 1: Modelo e Orientações para a confecção do relatório individual de estágio

APÊNDICES. Apêndice 1: Modelo e Orientações para a confecção do relatório individual de estágio APÊNDICES Apêndice 1: Modelo e Orientações para a confecção do relatório individual de estágio UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Campus de Araraquara Curso de Química - Licenciatura

Leia mais

SOBRE A EVOLUIR. Visite: /

SOBRE A EVOLUIR. Visite:  / CONSTRUINDO MÚSICA SOBRE A EVOLUIR A Evoluir é uma editora e uma empresa de educação para sustentabilidade. O nosso trabalho é, por meio de projetos e materiais educativos, levar as pessoas a refletir

Leia mais

D.O.E. DE 15 DE JANEIRO DE 2015

D.O.E. DE 15 DE JANEIRO DE 2015 D.O.E. DE 15 DE JANEIRO DE 2015 COORDENADORIA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA Instrução, de 14-1-2015 A Coordenadora da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica, considerando a necessidade de estabelecer

Leia mais

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio.

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. Conteúdos: O legado Cultural Grego e Romano. História da África e dos

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE: Estágio na Empresa e Relatório de Estágio

ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE: Estágio na Empresa e Relatório de Estágio Educando para o Pensar e o Fazer COORDENAÇÃO TÉCNICA ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE: Estágio na Empresa e Relatório de Estágio 1. O que é estágio? É a parte da formação do técnico em que o aluno colocará em

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA: Geografia ÁREA DE ENSINO: FUNDAMENTAL I SÉRIE\ ANO: 4º ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA: Geografia ÁREA DE ENSINO: FUNDAMENTAL I SÉRIE\ ANO: 4º ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 - O PLANETA TERRA * Explorar o conhecimento sobre a Terra. *Conhecer a estrutura do planeta Terra e suas características. *Compreender que o planeta Terra é formado por oceanos e continentes.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: I Duração

Leia mais

RETROSPECTIVA DE DESENHO ANIMADO EE ALFREDO PAULINO. Professor(es) Apresentador(es): Profª PATRÍCIA FRANÇOSO CORREIA. Realização:

RETROSPECTIVA DE DESENHO ANIMADO EE ALFREDO PAULINO. Professor(es) Apresentador(es): Profª PATRÍCIA FRANÇOSO CORREIA. Realização: RETROSPECTIVA DE DESENHO ANIMADO EE ALFREDO PAULINO Professor(es) Apresentador(es): Profª PATRÍCIA FRANÇOSO CORREIA Realização: Foco do Projeto Este projeto visa, prioritariamente, oferecer aos alunos

Leia mais

PLANO DE ENSINO COORDENADOR

PLANO DE ENSINO COORDENADOR PLANO DE ENSINO COORDENADOR SOBRE O PLANO DE ENSINO O Plano de Ensino é um instrumento de ação educativa, que promove a organização, o planejamento e a sistematização das ações do professor e dos alunos

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DO LITORAL DO PARANÁ - ISULPAR ADRIANA ALVES CURSO AVANÇADO DE MASSOTERAPIA

INSTITUTO SUPERIOR DO LITORAL DO PARANÁ - ISULPAR ADRIANA ALVES CURSO AVANÇADO DE MASSOTERAPIA INSTITUTO SUPERIOR DO LITORAL DO PARANÁ - ISULPAR ADRIANA ALVES CURSO AVANÇADO DE MASSOTERAPIA PARANAGUÁ SETEMBRO 2009 APRESENTAÇÃO DO CURSO Massoterapia é um grupo de técnicas e procedimentos terapêuticos

Leia mais

PLANO DE AULA - GEOGRAFIA. PROJETO DE EXTENSÃO: CONSTRUINDO SABERES ATRAVÉS DO COMPUTADOR E INTERNET 1a. Edição

PLANO DE AULA - GEOGRAFIA. PROJETO DE EXTENSÃO: CONSTRUINDO SABERES ATRAVÉS DO COMPUTADOR E INTERNET 1a. Edição PLANO DE AULA - GEOGRAFIA PROJETO DE EXTENSÃO: CONSTRUINDO SABERES ATRAVÉS DO COMPUTADOR E INTERNET 1a. Edição GRUPO DE TRABALHO: O COMPUTADOR NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM Curso: Tecnologia em Análise

Leia mais

COMO REALIZAR UM TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO? MODELO BIG 6

COMO REALIZAR UM TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO? MODELO BIG 6 COMO REALIZAR UM TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO? MODELO BIG 6 2014-2015 Como realizar um trabalho de investigação? Durante o teu percurso escolar vais realizar muitos trabalhos de investigação. Algumas dúvidas

Leia mais

PROGRAMA DE OFICINA de ARTES DISCIPLINA DE OFERTA DE ESCOLA

PROGRAMA DE OFICINA de ARTES DISCIPLINA DE OFERTA DE ESCOLA PROGRAMA DE OFICINA de ARTES DISCIPLINA DE OFERTA DE ESCOLA Oficina de Artes é uma disciplina cujo nome releva da noção de ofício, no sentido que lhe é conferido atualmente pelo operador plástico, enquanto

Leia mais

Professor-cursista: Nilda de Oliveira Campos Atividade 4.6 Reelaborar o plano de aula da atividade 4.5

Professor-cursista: Nilda de Oliveira Campos Atividade 4.6 Reelaborar o plano de aula da atividade 4.5 Título/ Tema Geometria no cotidiano Professor-cursista: Nilda de Oliveira Campos Reelaborar o plano de aula da atividade 4.5 Estrutura curricular Modalidade/ Nível de ensino: Ensino Fundamental final Componente

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 NOVA ANDRADINA MS DEZEMBRO/2013 ESCOLA IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 Plano de ações previstas a serem executadas no

Leia mais

Medidas e materiais elétricos

Medidas e materiais elétricos UNIDADE 1 SEÇÃO 1 Medidas e materiais elétricos MATERIAIS CONDUTORES Seção 1 Título da Unidade de Ensino: e semicondutores Palavras-chave:, resistividade, condutividade, mobilidade eletrônica, bandas de

Leia mais

NORMA PARA ENVIO DE PROPOSTA DE MINICURSO

NORMA PARA ENVIO DE PROPOSTA DE MINICURSO NORMA PARA ENVIO DE PROPOSTA DE MINICURSO Atividade proposta por Pós-Graduandos(as), Mestres ou Doutores. A atividade poderá ter até 3 proponentes. O proponente da atividade deverá também ser o ministrante

Leia mais

O blog como ferramenta didática no ensino do jornalismo

O blog como ferramenta didática no ensino do jornalismo O blog como ferramenta didática no ensino do jornalismo Ariane Holzbach Gama Filho / UERJ Resumo: O trabalho vai narrar a experiência desenvolvida no curso de Comunicação Social da Universidade Gama Filho

Leia mais

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico.

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. PROJETO ARARIBÁ Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. ABERTURA DE UNIDADE As páginas de abertura levantam

Leia mais

MÍDIAS NA EDUCAÇÃO SEGUNDA OFERTA DO CICLO BÁSICO PROJETO FINAL

MÍDIAS NA EDUCAÇÃO SEGUNDA OFERTA DO CICLO BÁSICO PROJETO FINAL MÍDIAS NA EDUCAÇÃO SEGUNDA OFERTA DO CICLO BÁSICO PROJETO FINAL A QUALIDADE E AGRADABILIDADE DO USO DAS TIC EM SALA DE AULA. ALUNO: ALFEU JOSÉ FELDMANN Saudades- SC - Junho - 2008 2 1 SUMÁRIO 2 RESUMO...

Leia mais

APOIO AO ESTUDO 1º CICLO LINHAS ORIENTADORAS 2015/ INTRODUÇÃO

APOIO AO ESTUDO 1º CICLO LINHAS ORIENTADORAS 2015/ INTRODUÇÃO APOIO AO ESTUDO DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO LINHAS ORIENTADORAS 2015/20164 1º CICLO 1. INTRODUÇÃO O despacho normativo nº7/2013 tem como objetivo conceder maior flexibilidade na constituição das

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO

REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Dispõe sobre o cumprimento da carga horária de Estágio Supervisionado

Leia mais

2. AVALIAÇÃO DOS TRABALHOS

2. AVALIAÇÃO DOS TRABALHOS 1. ORIENTAÇÕES GERAIS 1.1 As submissões dos trabalhos e vídeos deverão ser feitas após inscrição e pagamento de pelo menos um dos autores no XII ENEX. Este autor será responsável pelo preenchimento da

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 246 aprovado pela portaria Cetec nº 181 de 26/09/2013 Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação

Leia mais

Como publicar páginas Web no GoogleSites

Como publicar páginas Web no GoogleSites 1 Curso de Formação de Professores em Tecnologia de Informação e de Comunicação Acessível PASSO 1 ACESSE O ENDEREÇO DO GOOGLE SITES Como publicar páginas Web no GoogleSites Ao criar sua conta no Gmail,

Leia mais

Plano Nacional de Leitura

Plano Nacional de Leitura 2012-2014 Plano Nacional de Leitura 1 I. O que motivou o projeto? Centralidade da leitura Leitura como ponto de partida para: - Aprender (competência transversal ao currículo) - Colaborar - Interagir /

Leia mais

5. Objetivo geral (prever a contribuição da disciplina em termos de conhecimento, habilidades e atitudes para a formação do aluno)

5. Objetivo geral (prever a contribuição da disciplina em termos de conhecimento, habilidades e atitudes para a formação do aluno) ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL Ipezal/Angélica MS Abril 2012 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO

Leia mais

Atletismo na escola, uma possibilidade de ensino. E.E. Alfredo Paulino. Professor(es) Apresentador(es): Prof. Eduardo Maia Simões.

Atletismo na escola, uma possibilidade de ensino. E.E. Alfredo Paulino. Professor(es) Apresentador(es): Prof. Eduardo Maia Simões. Atletismo na escola, uma possibilidade de ensino E.E. Alfredo Paulino Professor(es) Apresentador(es): Prof. Eduardo Maia Simões Realização: Foco do Projeto O foco era oferecer aos alunos dos 4ºs. Anos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: Data:

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER. CmapTools

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER. CmapTools ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CmapTools Angélica MS Junho/2010 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CmapTools Oficina de capacitação do Software CmapTools aos professores da Escola Estadual

Leia mais

PORTAL PARA FORMAÇÃO DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA.

PORTAL PARA FORMAÇÃO DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA. PORTAL PARA FORMAÇÃO DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA http://pacto.portalceel.com.br 2013 O portal para formação do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa apresenta informações

Leia mais

SÉRIE: 1º ANOS A-B 2º ANOS A-B-C 3º ANOS A-B-C 4º ANOS A-B-C 5º ANOS A-B-C PROJETO: INTEGRAÇÃO ENTRE A L FA B E T I Z A Ç Ã O E T E C N O L O G I A Professora: Sara L. da Silva Garcia Série: 1º

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SOBRE LOGARITMO

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SOBRE LOGARITMO ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO MÉDIO CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SOBRE LOGARITMO Nova Andradina-MS Outubro/2009 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO PROGRAMA CURRICULAR

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO PROGRAMA CURRICULAR ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO PROGRAMA CURRICULAR Tecnologias da Informação e Comunicação - TIC 5º ANO VISÃO GERAL DOS CONTEÚDOS 1. TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 1.1. SISTEMA OPERATIVO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 1 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 2013 2 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PROJETO INTERDISCIPLINAR RELEITURA DO CONTO

Leia mais