ANTENA FM SUPER ALTA POTÊNCIA 03 ELEMENTOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANTENA FM SUPER ALTA POTÊNCIA 03 ELEMENTOS"

Transcrição

1 ANTENA FM SUPER ALTA POTÊNCIA 3 ELEMENTOS

2 Características Técnicas Frequência 99,3 MHz (canal 257) Polarização Circular Ganho -3,5 dbd ( por elemento ) Ganho sistema (3 elementos),7 dbd Conector EIA 4 /8 Potência de Entrada Dual 32 KW (analógica) 2 KW (digital) Impedância 5 Ohms Circularidade < 2 db VSWR,: P/ ± 2 KHz Peso do sistema 237 Kg Isolação entre as entradas > 38 db Tilt Elétrico 3 (Três graus) Preenchimento de Nulo 2% (vinte) Área exposta ( elemento),26 m 2 Carga ao Vento ( elemento) 26 Kgf Área exposta (3 elementos),46 m 2 Carga ao Vento (3 elementos) 46 Kgf

3 Antena Antena Modelo Modelo FM FM Super Super Alta Alta Potência Analógica Diagrama horizontal na polarização horizontal Diagrama horizontal componente horizontal ,8,8,6,6,5,5,4,4,3,3,2,2,, Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%),82 -,7 67,6% 9,% 8 7-2,3 58,88% ,2 95,5% 5,82 -,7 67,6% 95 -, 99,77% ,3 58,88% ,2 95,5%,83 -,65 68,39% -,4 99,8% 9 7-2,3 58,88% ,2 95,5% 5,83 -,6 69,8% 5 9 -,6 98,63% ,2 6,26% ,2 95,5% 2,84 -,5 79% 8 -,2 95,5% 9-2, 6,66% 7 -,3 93,33% 25,85 -,4 72,44% 5 7 -,3 93,33% ,% ,4 9,2% 3,87 -,2 75,86% 2 5 -,4 9,2% 2,8 -,8 66,7% 4 -,5 89,3% 35,89 -,5 78,52% ,6 87,% 25,83 -,6 69,8% ,6 87,% 4-8,28% 3-8,28% 22,86 -,3 74,3% ,% ,% 35,88 -, 77,62% 225,89 -,5 78,52% 35 -,8 83,8% 5 3 -,6 87,% 4,86 -,3 74,3% 23 -,85 82,22% 32-8,28% ,5 89,3% 45,84 -,5 79% ,6 87,% 325,89 -,5 78,52% 6 5 -,4 9,2% 5,82 -,7 67,6% 6 -,35 92,26% 33,87 -,2 75,86% ,3 93,33% 55,8 -,9 64,57% ,25 94,4% 335,86 -,35 73,28% 7 8 -,2 95,5% ,% ,8 95,94%,84 -,5 79% , 97,72% , 6,66% ,2 95,5% 345,83 -,6 69,8% 8 9 -,5 98,86% 7 8-2,2 6,26% ,2 95,5%,83 -,65 68,39% 85 -, 99,77% ,3 58,88% ,2 95,5% 355,82 -,7 67,6%

4 Antena Modelo Antena FM Super FM Super Alta Potência Alta Potência Analógica Diagrama horizontal na polarização vertical Diagrama horizontal componente Vertical ,8,6,5,4,3,2, Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%),% 9 8 -,2 95,5% ,% , 97,72% 5,% ,3 93,33% ,% 275,%,% 4 -,5 89,3% ,% 28,% 5,% ,% ,% 285,% 2,% - 8,28% ,%,% 25,% 5,89-79,43% ,% 295,% 3,% 2,88 -, 77,62% 2,8 -,9 64,57%,% 35,% 25,87 -,2 75,86% 25,8 -,8 66,7% 35,% 4,% 3,86 -,3 74,3% 22,82 -,7 67,6% 3,% 45,% 35,85 -,4 72,44% 225,83 -,6 69,8% 35,% 5,% 4,84 -,5 79% 23,84 -,5 79% 32,% 55,% 45,83 -,6 69,8% 235,85 -,4 72,44% 325,% 6,% 5,82 -,7 67,6%,87 -,2 75,86% 33,% 65,% 55,8 -,8 66,7% 245,89-79,43% 335,% 7,% 6,8 -,9 64,57% 25 -,8 83,8%,% 75,% ,% ,5 89,3% 345,% 8,% ,% ,3 93,33%,% 85,% ,% ,2 95,5% 355,%

5 Antena Modelo FM Super Alta Potência Analógica Polar (Linear) Diagrama Polarização Circular ,8,6,5,4,3,2, Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) -6 8% 9 -, 99,77% 8,85 -,46 7,45% , 97,5% 5-6 8% 95,% 85,85 -,46 7,45% ,9 97,95% -6 8% 9 -,6 98,63% 9,85 -,46 7,45% ,8 98,7% 5 -,86 82,4% 5 8 -,6 96,38% 95,86 -,36 73,% ,7 98,4% 2 -,8 82,99% 8 -,2 95,28%,86 -,26 74,82% 9 -,6 98,63% ,95% 5 8 -,8 95,94% 25,87 -,6 76,56% 295 -, 99,77% 3 3 -,6 86,9% ,6% 2, ,98%,% ,46 89,95% ,6 96,38% ,66 85,9% ,6 98,63% 4 6 -,36 92,4% 3 8 -,6 96,38% ,46 89,95% 3 8 -,6 96,38% ,3 93,33% ,6 96,38% ,36 92,4% ,26 94,9% 5 6 -,3 93,% 4 7 -,26 94,9% ,26 94,9% ,3 93,% ,3 93,% ,4 9,2% ,6 96,38% ,4 99% 6 7 -,28 93,76% ,% 9 -,6 98,63% ,56 87,9% ,27 93,97% % 245 -,2 99,54% ,33% 7 8 -,8 95,94% 6,86 -,26 74,82% 25 -,4 99,8% -,86 82,4% ,6% 65,86 -,36 73,% 255 -,3 99,3% % 8 9 -, 97,5% 7,85 -,46 7,45% ,6 98,63% -6 8% ,6 98,63% 75,85 -,46 7,45% ,9 97,95% %

6 Antena para Transmissão em FM modelo FM Super - Analógica Diagrama Vertical Tilt Elétrico 3 E/Emax,8,6,5,4,3,2,

7 Antena Modelo FM Super Alta Potência Digital Antena Modelo FM Super Alta Potência Diagrama Diagrama horizontal horizontal na componente polarização horizontal ,8,6,5,4,3,2, Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%),82 -,7 67,6% 9,% 8 7-2,3 58,88% ,2 95,5% 5,82 -,7 67,6% 95 -, 99,77% ,3 58,88% ,2 95,5%,83 -,65 68,39% -,4 99,8% 9 7-2,3 58,88% ,2 95,5% 5,83 -,6 69,8% 5 9 -,6 98,63% ,2 6,26% ,2 95,5% 2,84 -,5 79% 8 -,2 95,5% 9-2, 6,66% 7 -,3 93,33% 25,85 -,4 72,44% 5 7 -,3 93,33% ,% ,4 9,2% 3,87 -,2 75,86% 2 5 -,4 9,2% 2,8 -,8 66,7% 4 -,5 89,3% 35,89 -,5 78,52% ,6 87,% 25,83 -,6 69,8% ,6 87,% 4-8,28% 3-8,28% 22,86 -,3 74,3% ,% ,% 35,88 -, 77,62% 225,89 -,5 78,52% 35 -,8 83,8% 5 3 -,6 87,% 4,86 -,3 74,3% 23 -,85 82,22% 32-8,28% ,5 89,3% 45,84 -,5 79% ,6 87,% 325,89 -,5 78,52% 6 5 -,4 9,2% 5,82 -,7 67,6% 6 -,35 92,26% 33,87 -,2 75,86% ,3 93,33% 55,8 -,9 64,57% ,25 94,4% 335,86 -,35 73,28% 7 8 -,2 95,5% ,% ,8 95,94%,84 -,5 79% , 97,72% , 6,66% ,2 95,5% 345,83 -,6 69,8% 8 9 -,5 98,86% 7 8-2,2 6,26% ,2 95,5%,83 -,65 68,39% 85 -, 99,77% ,3 58,88% ,2 95,5% 355,82 -,7 67,6%

8 Antena Modelo Antena FM Super Alta Potência Digital Diagrama horizontal na polarização vertical Diagrama horizontal componente Vertical ,8,6,5,4,3,2, Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%),% 9 8 -,2 95,5% ,% , 97,72% 5,% ,3 93,33% ,% 275,%,% 4 -,5 89,3% ,% 28,% 5,% ,% ,% 285,% 2,% - 8,28% ,%,% 25,% 5,89-79,43% ,% 295,% 3,% 2,88 -, 77,62% 2,8 -,9 64,57%,% 35,% 25,87 -,2 75,86% 25,8 -,8 66,7% 35,% 4,% 3,86 -,3 74,3% 22,82 -,7 67,6% 3,% 45,% 35,85 -,4 72,44% 225,83 -,6 69,8% 35,% 5,% 4,84 -,5 79% 23,84 -,5 79% 32,% 55,% 45,83 -,6 69,8% 235,85 -,4 72,44% 325,% 6,% 5,82 -,7 67,6%,87 -,2 75,86% 33,% 65,% 55,8 -,8 66,7% 245,89-79,43% 335,% 7,% 6,8 -,9 64,57% 25 -,8 83,8%,% 75,% ,% ,5 89,3% 345,% 8,% ,% ,3 93,33%,% 85,% ,% ,2 95,5% 355,%

9 Antena Modelo FM Super Alta Potência Digital Polar (Linear) Diagrama Polarização Circular ,8,6,5,4,3,2, Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) Graus E/Emax (db) (%) -6 8% 9 -, 99,77% 8,85 -,46 7,45% , 97,5% 5-6 8% 95,% 85,85 -,46 7,45% ,9 97,95% -6 8% 9 -,6 98,63% 9,85 -,46 7,45% ,8 98,7% 5 -,86 82,4% 5 8 -,6 96,38% 95,86 -,36 73,% ,7 98,4% 2 -,8 82,99% 8 -,2 95,28%,86 -,26 74,82% 9 -,6 98,63% ,95% 5 8 -,8 95,94% 25,87 -,6 76,56% 295 -, 99,77% 3 3 -,6 86,9% ,6% 2, ,98%,% ,46 89,95% ,6 96,38% ,66 85,9% ,6 98,63% 4 6 -,36 92,4% 3 8 -,6 96,38% ,46 89,95% 3 8 -,6 96,38% ,3 93,33% ,6 96,38% ,36 92,4% ,26 94,9% 5 6 -,3 93,% 4 7 -,26 94,9% ,26 94,9% ,3 93,% ,3 93,% ,4 9,2% ,6 96,38% ,4 99% 6 7 -,28 93,76% ,% 9 -,6 98,63% ,56 87,9% ,27 93,97% % 245 -,2 99,54% ,33% 7 8 -,8 95,94% 6,86 -,26 74,82% 25 -,4 99,8% -,86 82,4% ,6% 65,86 -,36 73,% 255 -,3 99,3% % 8 9 -, 97,5% 7,85 -,46 7,45% ,6 98,63% -6 8% ,6 98,63% 75,85 -,46 7,45% ,9 97,95% %

10 Antena para Transmissão em FM modelo FM Super - Digital Diagrama Vertical Tilt Elétrico 3 E/Emax,8,6,5,4,3,2,

11

12

13

14

15

Aplicabilidade de Antenas na Migração de AM/FM e em Sistemas Avançados de TV Digital SET SUL PORTO ALEGRE - RS

Aplicabilidade de Antenas na Migração de AM/FM e em Sistemas Avançados de TV Digital SET SUL PORTO ALEGRE - RS Aplicabilidade de Antenas na Migração de AM/FM e em Sistemas Avançados de TV Digital SET SUL PORTO ALEGRE - RS José Elias Junho 2016 O que é uma antena? Antena é um dispositivo que transforma energia eletromagnética

Leia mais

ÍNDICE CATÁLOGO DE PRODUTOS 7 GERAL

ÍNDICE CATÁLOGO DE PRODUTOS 7 GERAL ÍNDICE CATÁLOGO DE PRODUTOS 7 GERAL www.transtelconti.com.br GUIA DE SELEÇÃO DE ANTENAS PAG MODELO DESCRIÇÃO APLICAÇÃO CARACTERÍSTICAS TELEVISÃO - canais MO - GHz Pot Pol Bw Mont Mod FM 2-3 4-6 7-13 14-69

Leia mais

Manual do Usuário. Antena Parabólica Vazada 806 a 960MHz - 18,5dBi. Este manual aplica- se somente ao produto que o acompanha

Manual do Usuário. Antena Parabólica Vazada 806 a 960MHz - 18,5dBi. Este manual aplica- se somente ao produto que o acompanha ANTENA PARABÓLICA Manual do Usuário Cód: ANT060002 Antena Parabólica Vazada 806 a 960MHz - 18,5dBi Este manual aplica- se somente ao produto que o acompanha VHT Fab. e Com. de Equip. de Telecomunicação

Leia mais

Tipos de Antenas e suas propriedades

Tipos de Antenas e suas propriedades Tipos de Antenas e suas propriedades TV Antenas Lineares: Yagi-Uda Log-Periódica Painel Dipolos MO/OC/X Painel H (Duplo Delta) Superturnstile (Batwing) Antenas de Abertura: Parabólica Slot Figura 2 - Tipos

Leia mais

ANTENAS E FILTROS PARA FM (87-108 MHz)

ANTENAS E FILTROS PARA FM (87-108 MHz) ANTENAS E FILTROS PARA FM (87-108 MHz) Ra Chamantá, 383 - V.Prdente - SP - Fone/Fax (11) 2020-0055 - SITE: www.electril.com - e-mail: electril@terra.com.br 87 a 98MHz 97 a 108MHz ANTENA BANDA LARGA PARA

Leia mais

ANTENAS VERTICAIS PARA VHF (138-180MHz)

ANTENAS VERTICAIS PARA VHF (138-180MHz) ANTENAS VERTICAIS PARA VHF (138-180MHz) Ra Chamantá, 383 - V.Prdente - SP - Fone/Fax (11) 2020-0055 - internet: www.electril.com - e-mail: electril@terra.com.br 136-180 MHz ANTENA DIPOLO VERTICAL MODELO

Leia mais

Tabela de Preços Wi-Fi

Tabela de Preços Wi-Fi Tabela de Preços Wi-Fi Antenas Paineis Setoriais 2.4-2.5 GHz (Polarização Vertical e Horizontal) N.01/2012 Janeiro Linha profissional em aço INOX EMC WF 15 EMC WF-15/RFL EMC WF-15 Homologação Anatel N.

Leia mais

Antenas AL Serie AL2, AL4, AL6 e AL8

Antenas AL Serie AL2, AL4, AL6 e AL8 CARACTERISTICAS Antena Slot de alta performance de alimentação pela extremidade Modelos de 2, 4, 6 e 8 fendas Diversos padrões de cobertura disponíveis omnidirecional, cardioide, entre outros. Resistencia

Leia mais

5 Setup de Medidas. 5.1. Introdução

5 Setup de Medidas. 5.1. Introdução 5 Setup de Medidas 5.1. Introdução Para realização desse trabalho foi montada uma configuração de setup de medidas em UHF, mais precisamente no canal 42, freqüência central de 641 MHz em acordo com o Plano

Leia mais

B D B D

B D B D B D - 2 5 0. 1 B D - 2 5 0. 2 02... Especificações técnicas 03... Unidades de entrada e saída 04... Exemplos de entrada 05... Exemplos de ligação BD-250.1 06... Exemplos de ligação BD-250.2 07... Sistema

Leia mais

PORTARIA n.º 475 de 12 de dezembro de 2008.

PORTARIA n.º 475 de 12 de dezembro de 2008. Data de Publicação do D.O.U 15 de dezembro de 2008 PORTARIA n.º 475 de 12 de dezembro de 2008. A SECRETÁRIA DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA DO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES, no uso de suas atribuições,

Leia mais

PARTE 3: COMUNICAÇÃO POR SATÉLITE AULA 18: ANTENAS. Sistemas de Telecomunicações II Prof. Flávio Ávila

PARTE 3: COMUNICAÇÃO POR SATÉLITE AULA 18: ANTENAS. Sistemas de Telecomunicações II Prof. Flávio Ávila PARTE 3: COMUNICAÇÃO POR SATÉLITE AULA 18: ANTENAS Sistemas de Telecomunicações II Prof. Flávio Ávila Antenas nas estações terrenas 2 Três classes principais Antenas cornetas (Horn Antenna) Rede de antenas

Leia mais

Tabela de Preços Wi-Fi 2009 / Decembro.N.12

Tabela de Preços Wi-Fi 2009 / Decembro.N.12 Tabela de Preços Wi-Fi 2009 / Decembro.N.12 Antenas Painel Setoriais 2.4-2.5 GHz (Polarização Vertical) Linha profissional em aço INOX EMC WF 15, EMC WF 17 EMC WF 17 EMC WF 20 SUP-VAR EMC-WF 20 EMC SUP-VAR

Leia mais

FILTRO PASSA BANDA PARA A FAIXA DE 6 METROS

FILTRO PASSA BANDA PARA A FAIXA DE 6 METROS FILTRO PASSA ANDA PARA A FAIXA DE 6 METROS PU2XEA por Lúcio A. Magalhães Filho 1. INTRODUÇÃO A necessidade de se usar um filtro para a banda de 6 metros ficou evidente quando percebi que certos transceptores

Leia mais

A linha HS Sound foi desenvolvida para um público exigente em qualidade sonora e recursos. Composta por caixas de tamanhos e potências variadas para

A linha HS Sound foi desenvolvida para um público exigente em qualidade sonora e recursos. Composta por caixas de tamanhos e potências variadas para A linha HS Sound foi desenvolvida para um público exigente em qualidade sonora e recursos. Composta por caixas de tamanhos e potências variadas para atender diversas necessidades. COD. 2612 Apresentamos

Leia mais

Acompanha: 1 cabo de 4m 1 adaptador para plug p10 1 antena 1 receptor. Este microfone pode ser usado com ou sem fio.

Acompanha: 1 cabo de 4m 1 adaptador para plug p10 1 antena 1 receptor. Este microfone pode ser usado com ou sem fio. VX 101: Produto:VHF Sistema de Microfone sem fio de um canal Frequência de Recepção: VHF 165 270 Mhz Estabilidade de frequência:< 0.002% Sensibilidade: 80 dbm Taxa de S/N: > 70dB Voltagem de energia AC

Leia mais

Deformação de Diagrama / Ecos

Deformação de Diagrama / Ecos Deformação de Diagrama / Ecos mais variadas formas, cada antena deste sítio de torres apresenta o seu diagrama de radiação deformado pela presença da própria torre ou tubulão que a sustenta, presença de

Leia mais

PROPAGAÇÃO ELETROMAGNÉTICA

PROPAGAÇÃO ELETROMAGNÉTICA PROPAGAÇÃO LTROMAGNÉTICA LONARDO GURRA D RZND GUDS PROF. DR. ONDA LTROMAGNÉTICA As ondas de rádio que se propagam entre as antenas transmissora e receptora são denominadas de ondas eletromagnéticas Transmissor

Leia mais

ANÁLISE DA PROPAGAÇÃO DE SINAIS DE TV DIGITAL NA CIDADE DE UBERLÂNDIA - MG

ANÁLISE DA PROPAGAÇÃO DE SINAIS DE TV DIGITAL NA CIDADE DE UBERLÂNDIA - MG ANÁLISE DA PROPAGAÇÃO DE SINAIS DE TV DIGITAL NA CIDADE DE UBERLÂNDIA - MG Tiago Nunes Santos, Gilberto Arantes Carrijo Universidade Federal de Uberlândia, Faculdade de Engenharia Elétrica, Uberlândia-MG.

Leia mais

Apresentação. Línha Br

Apresentação. Línha Br BRASIL Apresentação Línha Br Equipamento de controle numérico Linha Br de 3 eixos (3D). Maquina para uso semi-industrial. Schnitt CNC tem o prazer em apresentar sua nova linha de Routers CNC modela Br.

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO MÍNIMA PARA ESTAÇÃO REPETIDORA DIGITAL P25, FASE COM SISTEMA IRRADIANTE

ESPECIFICAÇÃO MÍNIMA PARA ESTAÇÃO REPETIDORA DIGITAL P25, FASE COM SISTEMA IRRADIANTE ESPECIFICAÇÃO MÍNIMA PARA ESTAÇÃO REPETIDORA DIGITAL P25, FASE COM SISTEMA IRRADIANTE COMPOSIÇÃO DA ESTAÇÃO REPETIDORA DIGITAL P25 A estação repetidora digital P25 será composta pelos seguintes equipamentos:

Leia mais

PROJETO DE INSTALAÇÃO E USO DE EQUIPAMENTOS DE ESTAÇÃO DE TV DIGITAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS NA LOCALIDADE DE LEGISLÓPOLIS - LG CANAL 41 D UHF

PROJETO DE INSTALAÇÃO E USO DE EQUIPAMENTOS DE ESTAÇÃO DE TV DIGITAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS NA LOCALIDADE DE LEGISLÓPOLIS - LG CANAL 41 D UHF PROJETO DE INSTALAÇÃO E USO DE EQUIPAMENTOS DE ESTAÇÃO DE TV DIGITAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS NA LOCALIDADE DE LEGISLÓPOLIS - LG CANAL 41 D UHF Versão 1 - Última atualização em 09/03/2015 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

Teste de interferência de equipamentos WiMax em recepção de satélite banda C

Teste de interferência de equipamentos WiMax em recepção de satélite banda C Teste de interferência de equipamentos WiMax em recepção de satélite banda C Antonio Vivaldi Rodrigues Diretor de Engenharia CelPlan 2/32 Í N D I C E 1. SUMÁRIO EXECUTIVO... 5 2. INTRODUÇÃO... 6 3. SETUP

Leia mais

PROJETO DE ENLACE RADIO COMUNICAÇÃO DIGITAL

PROJETO DE ENLACE RADIO COMUNICAÇÃO DIGITAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE LOGÍSTICA E FINANÇAS DIVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SEÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PROJETO DE ENLACE RADIO COMUNICAÇÃO DIGITAL FLORIANÓPOLIS JULHO

Leia mais

CCNA 1 Teste de Cabos. Kraemer

CCNA 1 Teste de Cabos. Kraemer CCNA 1 Teste de Cabos Testes de Cabos Tipos de sinais Características dos meios de cobre Características dos meios ópticos Tipos de sinais Sinal Analógico (ondas senoidais) Variam continuamente O que é

Leia mais

ANT Antenas e Propagação

ANT Antenas e Propagação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA ANT Antenas e Propagação Prof. Ramon Mayor Martins,

Leia mais

Mídias Físicas Utilizadas Cabo Coaxial e Par Trançado. Prof. Alexandre Beletti Ferreira. Cabo Coaxial

Mídias Físicas Utilizadas Cabo Coaxial e Par Trançado. Prof. Alexandre Beletti Ferreira. Cabo Coaxial Mídias Físicas Utilizadas Cabo Coaxial e Par Trançado Prof. Alexandre Beletti Ferreira COMPOSTO POR: Cabo Coaxial Fio de cobre rígido que forma o núcleo Envolto por um material isolante, O isolante, por

Leia mais

Tabela de Preços Wi-Fi 2010 / Agosto.N.08

Tabela de Preços Wi-Fi 2010 / Agosto.N.08 Tabela de Preços Wi-Fi 2010 / Agosto.N.08 Antenas Painel Setoriais 2.4-2.5 GHz (Polarização Vertical) Linha profissional em aço INOX EMC WF 15 EMC WF 17 EMC WF 20 EMC WF 20 vista de trais SUP-VAR EMC-WF

Leia mais

Kit de Antenas - XT 401 -

Kit de Antenas - XT 401 - T e c n o l o g i a Kit de Antenas - XT 401 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Kit de Antenas - XT 401-1 - Introdução As aplicações wireless (sem fio)

Leia mais

A linha HSSOUND foi desenvolvida para um público exigente em design, qualidade sonora e recursos. Composta por caixas de tamanhos e potências

A linha HSSOUND foi desenvolvida para um público exigente em design, qualidade sonora e recursos. Composta por caixas de tamanhos e potências A linha HSSOUND foi desenvolvida para um público exigente em design, qualidade sonora e recursos. Composta por caixas de tamanhos e potências variadas para atender diversas necessidades. CÓD. 2612 Apresentamos

Leia mais

RGC-213 CELULAR 50 ohms

RGC-213 CELULAR 50 ohms 401.041 RGC-213 CELULAR 50 ohms Data: 11/00 Rev.: H Sistemas de radiocomunicação, sistemas auxiliares de radiofusão, telefonia rural, teleinformática e instalações Especificado segundo as normas: Prática

Leia mais

Apostilas de Eletrônica e Informática Cabos de Transmissão

Apostilas de Eletrônica e Informática Cabos de Transmissão CABOS COAXIAIS DESCRIÇÃO LINHAS DE TRANSMISSÃO Os cabos coaxiais Heliax são comercializados em uma ampla variedade de modelos, dimensões e composições. Um destes cabos será ideal para a aplicação desejada,

Leia mais

Manual do Usuário. Antena Painel Outdoor 65-806 a 960MHz - 17 dbi Downtilt Ajustável ANT040009

Manual do Usuário. Antena Painel Outdoor 65-806 a 960MHz - 17 dbi Downtilt Ajustável ANT040009 Manual do Usuário Antena Painel Outdoor 65-806 a 960MHz - 17 i Downtilt Ajustável ANT040009 Este Manual Aplica- se Somente ao Produto que o Acompanha Índice Pag. 1 - Informações Gerais...2 1.1 - Apresentação...2

Leia mais

Brasília Novembro de Flávio Ferreira Lima Engenheiro do Ministério das Comunicações

Brasília Novembro de Flávio Ferreira Lima Engenheiro do Ministério das Comunicações Brasília Novembro de 2012. Flávio Ferreira Lima Engenheiro do Ministério das Comunicações Oportunidades do Rádio Digital Tendências & Inovações Considerações sobre a Implementação Oportunidades Oportunidades

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL 1 DECRETO LEGISLATIVO Nº 1.530, DE 2008 (Autoria do Projeto: Comissão de Economia, Orçamento e Finanças) Homologa o Convênio ICMS 10/2007, de 30 de março de 2007, e o Convênio ICMS 68/2007, de 6 de julho

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações Gerência de Certificação - RFCEC/RFCE/SRF SÍNTESE DO ESCOPO DA ACREDITAÇÃO

Agência Nacional de Telecomunicações Gerência de Certificação - RFCEC/RFCE/SRF SÍNTESE DO ESCOPO DA ACREDITAÇÃO Laboratório LABELO/PUCRS Acreditação n CRL 0075 Produto Ensaios acreditados Norma e/ou procedimento Alarme para linha telefônica Modem analógico Equipamento de fac-simile Telefone de assinante Telefone

Leia mais

O DECIBEL INTRODUÇÃO TEÓRICA

O DECIBEL INTRODUÇÃO TEÓRICA O DECIBEL OBJETIVOS: a) conhecer o decibel como unidade de relação entre potências ou tensões elétricas; b) conhecer níveis de referência de tensão e potência elétricas através da unidade de medida decibel;

Leia mais

PROPOSTA. Pregão. Proposta(s) Item: 0001 Descrição: LOTE 01 BATERIAS DE LÍTIO Quantidade: 1 Unidade de Medida: Unidade

PROPOSTA. Pregão. Proposta(s) Item: 0001 Descrição: LOTE 01 BATERIAS DE LÍTIO Quantidade: 1 Unidade de Medida: Unidade PROPOSTA Pregão Órgão: Prefeitura Municipal de Palmas Número: 285/2012 Número do Processo: 2012039304 Unidade de Compra: Secretaria de Planejamento e Gestão Proposta(s) Item: 0001 Descrição: LOTE 01 BATERIAS

Leia mais

Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica

Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica Divisão de Subtransmissão / Departamento de Automação e Telecomunicação Especificação Técnica ETD 00.042 Rádio Comunicação Móvel VHF Dados e Voz Versão:

Leia mais

Maxiva UAX. Transmissor de TV UHF Refrigerado a Ar para Multimídia. Detalhes do Produto. Características. PowerSmart de GatesAir

Maxiva UAX. Transmissor de TV UHF Refrigerado a Ar para Multimídia. Detalhes do Produto. Características. PowerSmart de GatesAir Maxiva UAX Transmissor de TV UHF Refrigerado a Ar para Multimídia O transmissor Maxiva UAX de estado sólido UHF refrigerado a ar incorpora as tecnologias PowerSmart de GatesAir e do excitador multimídia

Leia mais

b) o valor da corrente na antena quando a onda portadora for modulada a 10%.

b) o valor da corrente na antena quando a onda portadora for modulada a 10%. Exercícios de Telecomunicações Modulações 1 Modulações analógicas em amplitude (AM) 1 Uma onda portadora representada por v(t) p 7 = 10Cos(2π 10 t),volt, é modulada em amplitude por um sinal modulador

Leia mais

Tabela de Preços Abril 2013

Tabela de Preços Abril 2013 Tabela de Preços Abril 2013 Í n d i c e 3 Misturadores Automáticos de Microfone 4 9 Microfones Wireless 10 11 Microfones 12 Acessórios Misturadores Automáticos de Microfones Código EAN: N/D CLOCKAUDIO

Leia mais

MX-404SW. Manual de Instalação e Operação Versão 4.0 Janeiro 2007 PORTUGUÊS. Microphone Mixer Switch. MX-404SW Microphone Mixer BB TECH

MX-404SW. Manual de Instalação e Operação Versão 4.0 Janeiro 2007 PORTUGUÊS. Microphone Mixer Switch. MX-404SW Microphone Mixer BB TECH MX-404SW Microphone Mixer Switch Manual de Instalação e Operação Versão 4.0 Janeiro 2007 BB TECH MIC1 MIC2 MIC3 MIC4 20 40 60 80 90 100% -50 10-40 -60 5 MX-404SW Microphone Mixer PORTUGUÊS MIC1 MIC2 MIC3

Leia mais

df4sa dipl.-ing cornelius paul liebigstrasse 2-20 d hamburg

df4sa dipl.-ing cornelius paul liebigstrasse 2-20 d hamburg A spiderbeam foi desenvolvida como uma antena ideal para DXpeditiones. É uma Yagi Tribanda de tamanho completo muito ligeira, feita de fibra de vidro e fio. O peso total da antena é de somente kg, tornando-a

Leia mais

PREGÃO /2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 019/2014

PREGÃO /2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 019/2014 PREGÃO 04-007/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 019/2014 Aos onze dias do mês de abril do ano de 2014 a Prefeitura Municipal de João Pessoa, através da Comissão Especial de Registro de Preços, designada

Leia mais

SISTEMA DE VÍDEO PARA AUDITORIO

SISTEMA DE VÍDEO PARA AUDITORIO SISTEMA DE VÍDEO PARA AUDITORIO Projetor multimídia, tipo portátil, com sistema de cores, acompanhado por maleta de transporte e com as seguintes especificações técnicas mínimas exigidas: projeção frontal,

Leia mais

CONECTORES DE VÍDEO. Montagem e Manutenção de Microcomputadores (MMM) Escola Técnica Estadual República FAETEC Rio de Janeiro - RJ MM - ETER - FAETEC

CONECTORES DE VÍDEO. Montagem e Manutenção de Microcomputadores (MMM) Escola Técnica Estadual República FAETEC Rio de Janeiro - RJ MM - ETER - FAETEC CONECTORES DE VÍDEO Montagem e Manutenção de Microcomputadores (MMM) Escola Técnica Estadual República FAETEC Rio de Janeiro - RJ CONECTORES DE VÍDEO Existem vários tipos de conectores de vídeo que você

Leia mais

ANEXO À PORTARIA N. 2, DE 7 DE JANEIRO DE 1997 NORMA N. 1, DE 1997

ANEXO À PORTARIA N. 2, DE 7 DE JANEIRO DE 1997 NORMA N. 1, DE 1997 ANEXO À PORTARIA N. 2, DE 7 DE JANEIRO DE 1997 NORMA N. 1, DE 1997 Características Mínimas de Radiação de Antenas de Estações Terrenas para Comunicação Via Satélite 1 - Objetivo A presente Norma tem por

Leia mais

Analisador de Espectros

Analisador de Espectros Analisador de Espectros O analisador de espectros é um instrumento utilizado para a análise de sinais alternados no domínio da freqüência. Possui certa semelhança com um osciloscópio, uma vez que o resultado

Leia mais

Tópicos em Engenharia Tópicos em Telecomunicações

Tópicos em Engenharia Tópicos em Telecomunicações Tópicos em Engenharia Tópicos em Telecomunicações Aulas 11 a 13 Fundamentos Básicos de Antenas 1 Introdução Princípios Antenas Dipolo Arranjo de Antenas Antena Yagi Antena Monopolo Antena Parabólica Antena

Leia mais

Atualmente é Técnico em Eletrônica na Fundação Ezequiel Dias FUNED, atuando na área de Telecomunicações.

Atualmente é Técnico em Eletrônica na Fundação Ezequiel Dias FUNED, atuando na área de Telecomunicações. Rádio Comunitária II: Desenvolvimento de Projeto de Implantação Este tutorial tem como principal objetivo mostrar toda trajetória para implantar uma rádio comunitária. Foram desenvolvidos todos os cálculos

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N. 288 DE 21 DE JANEIRO DE 2002

ANEXO À RESOLUÇÃO N. 288 DE 21 DE JANEIRO DE 2002 ANEXO À RESOLUÇÃO N. 288 DE 21 DE JANEIRO DE 2002 NORMA DAS CONDIÇÕES DE OPERAÇÃO DE SATÉLITES GEOESTACIONÁRIOS EM BANDA Ku COM COBERTURA SOBRE O TERRITÓRIO BRASILEIRO 1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1 Esta

Leia mais

ANEXO I FORMULÁRIO PADRONIZADO PARA SOLICITAÇÃO DE RTV SECUNDÁRIA. Excelentíssimo Sr. Ministro de Estado das Comunicações,

ANEXO I FORMULÁRIO PADRONIZADO PARA SOLICITAÇÃO DE RTV SECUNDÁRIA. Excelentíssimo Sr. Ministro de Estado das Comunicações, ANEXO I FORMULÁRIO PADRONIZADO PARA SOLICITAÇÃO DE RTV SECUNDÁRIA 1. REQUERIMENTO Excelentíssimo Sr. Ministro de Estado das Comunicações, A , CNPJ nº , com endereço na

Leia mais

Curso de Engenharia Elétrica Processamento Digital de Sinais II Exercícios sobre filtros não recursivos Data de entrega: 17/11/2015

Curso de Engenharia Elétrica Processamento Digital de Sinais II Exercícios sobre filtros não recursivos Data de entrega: 17/11/2015 Curso de Engenharia Elétrica Processamento Digital de Sinais II Exercícios sobre filtros não recursivos Data de entrega: 17/11/2015 1) Projete um filtro FIR passa baixas de 3 etapas com frequência de corte

Leia mais

ASSUNTO: Produção e Propagação de Ondas Eletromagnéticas.

ASSUNTO: Produção e Propagação de Ondas Eletromagnéticas. UNIDADES DE TRANSMISSÃO 1 QUESTIONÁRIO DA UNIDADE I ASSUNTO: Produção e Propagação de Ondas Eletromagnéticas. Nome: N o : Turma: Para cada período mencionado, analise seu conteúdo e marque " F " para uma

Leia mais

Capítulo IV: As Antenas Filamentares - o Dipolo Elétrico

Capítulo IV: As Antenas Filamentares - o Dipolo Elétrico 4 Capítulo V: As Antenas Filamentares - o Dipolo Elétrico As antenas filamentares estão entre as mais antigas, simples baratas e, em muitos casos, as mais versáteis em diversas aplicações. A geometria

Leia mais

5 VIATURA DE MEDIDAS, PLANEJAMENTO E OS TESTES DE CAMPO

5 VIATURA DE MEDIDAS, PLANEJAMENTO E OS TESTES DE CAMPO 5 VIATURA DE MEDIDAS, PLANEJAMENTO E OS TESTES DE CAMPO A viatura de medidas é equipada para o levantamento com mastro retrátil de até 10 m de altura, um conjunto de instrumentos de medida e de armazenamento

Leia mais

1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO

1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO Sumário Capítulo 1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO... 3 1.1 Sobre este manual... 3 1.2 Instruções de segurança... 3 1.3 Instruções de instalação... 3 1.3.1 Fixação... 3 1.3.2 Proteção contra umidade... 4 1.3.3

Leia mais

Modulação e Codificação

Modulação e Codificação INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação Engenharia de Telecomunicações e Informática Modulação e Codificação Ano Lectivo 2001/2002 2º

Leia mais

PORTARIA Nº 925, DE 22 DE AGOSTO DE 2014

PORTARIA Nº 925, DE 22 DE AGOSTO DE 2014 PORTARIA Nº 925, DE 22 DE AGOSTO DE 2014 MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES GABINETE DO MINISTRO DOU de 27/08/2014 (nº 164, Seção 1, pág. 93) O MINISTRO DE ESTADO DAS COMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que

Leia mais

Serra Circular CS315- Trifásica 2 Velocidades

Serra Circular CS315- Trifásica 2 Velocidades Serra Circular CS315- Trifásica 2 Velocidades 100mm/ (4") 140 x 90mm/ (5,5" x 3,5") 90mm/ (3,5") 100 x 90mm/ (4"x 3,5") Abertura máxima da morsa 145 mm / (5,7") Velocidades da lâmina de serra 18m/min/

Leia mais

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS INTRODUÇÃO

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS INTRODUÇÃO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS INTRODUÇÃO Os fatores básicos que envolvem o dimensionamento de um condutor são: tensão nominal; frequência nominal; potência ou

Leia mais

FAMÍLIA DE ANTENAS RFID DA MOTOROLA

FAMÍLIA DE ANTENAS RFID DA MOTOROLA COMPLETO PORTFÓLIO DE ANTENAS RFID PARA MÚLTIPLAS E VARIADAS NECESSIDADES DE APLICAÇÃO FAMÍLIA DE ANTENAS RFID DA MOTOROLA A família de antenas de Identificação por Radiofrequência (RFID) da Motorola oferece

Leia mais

ANTENAS OMNIDIRECIONAIS PARA UHF Automação - Celular - Dados - Link (800-980 MHz)

ANTENAS OMNIDIRECIONAIS PARA UHF Automação - Celular - Dados - Link (800-980 MHz) ANTENAS OMNIDIRECIONAIS PARA UHF Atomação - Cellar - Dados - Link (800-980 MHz) Ra Chamantá, 383 - V.Prdente - SP - Fone/Fax (11) 2020-0055 - SITE: www.electril.com - e-mail: electril@terra.com.br 800-980

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE) CADERNO DE PROVAS PROVA DISCURSIVA

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE) CADERNO DE PROVAS PROVA DISCURSIVA Concurso Público - NÍVEL MÉDIO INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE) CARGO: Técnico da Carreira de Desenvolvimento Tecnológico Classe: Técnico 1 Padrão I TEMA: CADERNO DE PROVAS PROVA DISCURSIVA

Leia mais

SP173 Bluetooth SoundBar sistema de som multifuncional

SP173 Bluetooth SoundBar sistema de som multifuncional SP173 Bluetooth SoundBar sistema de som multifuncional Painel frontal do subwoofer 1. Ligar e desligar 2. Aumentar volume 3. Diminuir volume 4. Menu de funções Painel traseiro do subwoofer 1. Entrada auxiliar

Leia mais

DIRETORIA DE ENGENHARIA GERÊNCIA DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÕES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DE SISTEMAS CARACTERÍSTICAS DO SATÉLITE BRASILSAT B2,

DIRETORIA DE ENGENHARIA GERÊNCIA DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÕES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DE SISTEMAS CARACTERÍSTICAS DO SATÉLITE BRASILSAT B2, DIRETORIA DE ENGENHARIA GERÊNCIA DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÕES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DE SISTEMAS CARACTERÍSTICAS DO SATÉLITE BRASILSAT B2, EM ÓRBITA INCLINADA, PARA PROJETO TÉCNICO DE REDES DE COMUNICAÇÕES

Leia mais

Multiplexação por divisão de frequência em links de fibra ótica para arranjo de antenas defasadas

Multiplexação por divisão de frequência em links de fibra ótica para arranjo de antenas defasadas Resumo de trabalho Multiplexação por divisão de frequência em links de fibra ótica para arranjo de antenas defasadas Disciplina: Componentes e sistemas de sensoriamento a fibra ótica PEA5719 Professor:

Leia mais

Sistema AutoID. Tags de mercado possam ser lidos, restringindo o acesso. produtos são certificados pela Anatel.

Sistema AutoID. Tags de mercado possam ser lidos, restringindo o acesso. produtos são certificados pela Anatel. www.acuraglobal.com Sistema AutoID O controle de acesso automático de veículos mais seguro do mercado. Com código criptografado, impede que os outros Tags de mercado possam ser lidos, restringindo o acesso

Leia mais

Sistemas de Televisão Avançada. O Sinal de RF em sistemas ATV. Sistemas Radiantes para DTV

Sistemas de Televisão Avançada. O Sinal de RF em sistemas ATV. Sistemas Radiantes para DTV Sistemas Radiantes para DTV Sistemas de Televisão Avançada Revolucionária concepção para a geração, produção, transmissão e recepção de conteúdo multimídia com qualidade vídeo película 35mm e áudio surround

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CADASTRO DE DISCIPLINAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CADASTRO DE DISCIPLINAS OBR ( ) COMPL ( ) SEMESTRE: ( ) Créditos Carga Horária ELE0509 Linhas de Transmissão e Ondas Tot Aul Lab Est Tot Aul Lab Est 4 4 - - 60 60 - -- P ELE0508 Teoria Eletromagnética P ELE0506 Circuitos Elétricos

Leia mais

DIVISÃO DE MANUTENCAO DEPARTAMENTO DE MANUTENCAO DE SISTEMAS DIGITAIS. Especificações Técnicas. Rádios Banda Larga 5.8GHz e Antenas ETD- 00.

DIVISÃO DE MANUTENCAO DEPARTAMENTO DE MANUTENCAO DE SISTEMAS DIGITAIS. Especificações Técnicas. Rádios Banda Larga 5.8GHz e Antenas ETD- 00. COMPANHIA ESTADUAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA DIVISÃO DE MANUTENCAO DEPARTAMENTO DE MANUTENCAO DE SISTEMAS DIGITAIS Especificações Técnicas Rádios Banda Larga 5.8GHz e Antenas ETD- 00.058 Cod.

Leia mais

Manual do Leitor ATG-Basic

Manual do Leitor ATG-Basic Manual do Leitor ATG-Basic O leitor ATG-Basic foi desenvolvido para uso em controle de acesso veicular. Esse leitor é para ser usado conectado à uma controladora através das interfaces Wiegand, Abatrack,

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 7 Blindagem e Aterramento do Cabeamento Estruturado

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 7 Blindagem e Aterramento do Cabeamento Estruturado APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 7 Blindagem e Aterramento do Cabeamento Estruturado Porque blindar ou aterrar? Quando um cabo é submetido a um campo eletromagnético, correntes e tensões são induzidas em

Leia mais

Sistemas de Distribuição: Antenas Coletivas e CATV

Sistemas de Distribuição: Antenas Coletivas e CATV Sistemas de Distribuição: Antenas Coletivas e CATV www.thevear.com.br www.teleco.com.br A recepção de sinais TV em prédios de apartamentos é feita através de antenas coletivas colocadas no topo do edifício

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA Modelo: ED-2950

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA Modelo: ED-2950 SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA Modelo: DESCRIÇÃO O sistema de treinamento em comunicação apresenta experimentos planejados para desenvolver comunicações eletrônicas fundamentais. O é

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CAMPUS

FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CAMPUS FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Princípios de Comunicações Aulas 05 e 06 Milton Luiz Neri Pereira (UNEMAT/FACET/DEE) 1 Fonte de informação

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES E CERTIFICADO DE GARANTIA AMPLIFICADOR DE SINAL DE ÁUDIO ESTÉREO PARA AUTOS O USO DE EQUIPAMENTOS DE SOM EM POTÊNCIA SUPERIOR A 85 DECIBÉIS, PODE CAUSAR DANOS AO SISTEMA AUDITIVO (LEI

Leia mais

1º SIMULADO DISCURSIVO IME FÍSICA

1º SIMULADO DISCURSIVO IME FÍSICA FÍSICA Questão 1 Considere o veículo de massa M percorrendo uma curva inclinada, de ângulo, com raio R constante, a uma velocidade V. Supondo que o coeficiente de atrito dos pneus com o solo seja, calcule

Leia mais

MIGRAÇÃO AM X FM ONDA MÉDIA X FREQUÊNCIA MODULADA

MIGRAÇÃO AM X FM ONDA MÉDIA X FREQUÊNCIA MODULADA MIGRAÇÃO AM X FM ONDA MÉDIA X FREQUÊNCIA MODULADA 84,7 MHz ATUALIZAÇÃO OUTORGAS PROCESSOS efm TRANSMISSORES - RECEPTORES PAINEL E MODERAÇÃO: EDUARDO CAPPIA PAINEL: CAUÊ FRANZON 1º JUNHO 2016 AGENDA: 10:40

Leia mais

P06 09:10-10:00 10:00-10:50 10:50-11:40 11:40-12:30 13:30-14:20 14:20-15:10 15:10-16:00 16:00-16:50 16:50-17:40 17:40-18:30 LEGENDA:

P06 09:10-10:00 10:00-10:50 10:50-11:40 11:40-12:30 13:30-14:20 14:20-15:10 15:10-16:00 16:00-16:50 16:50-17:40 17:40-18:30 LEGENDA: - TURMA EXTRA 1º SEMESTRE / 2016.2 07:30-08:20 CÁLCULO DIF. INT. I Física I CÁLCULO DIF. INT. I Física I CÁLCULO DIF. INT. I 08:20-09:10 CÁLCULO DIF. INT. I Física I CÁLCULO DIF. INT. I Física I CÁLCULO

Leia mais

4 Descrição do Sistema e Campanha de Medição

4 Descrição do Sistema e Campanha de Medição 4 Descrição do Sistema e Campanha de Medição Neste capítulo são descritos o sistema de transmissão, recepção e aquisição de dados utilizados no experimento. São descritas, ainda, a metodologia utilizada

Leia mais

5/8wave antenas VHF vertical RE-A144V58 / 1

5/8wave antenas VHF vertical RE-A144V58 / 1 5/8wave antenas VHF vertical RE-A144V58 / 1 Schematic fig1 Por Guy, de ON6MU http://translate.googleusercontent.com/translate_c?hl=pt-...late.google.com.br&usg=alkjrhiqafajxsfynud1ewfzhuod-iyajg (1 de

Leia mais

ATA FINAL. Tratamento Diferenciado: Licitação com desempate ME/EPP/Cooperativa

ATA FINAL. Tratamento Diferenciado: Licitação com desempate ME/EPP/Cooperativa ATA FINAL Às 08:05 horas do dia 08 de setembro de 2011, reuniu-se o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Uruguaiana e respectivos membros da Equipe de apoio, designados pela portaria 004/2011 para,

Leia mais

TV Digital: Como serão as Antenas Transmissoras no novo Sistema?

TV Digital: Como serão as Antenas Transmissoras no novo Sistema? TV Digital: Como serão as Antenas Transmissoras no novo Sistema? Este tutorial apresenta conceitos básicos sobre antenas empregadas na transmissão de TV Digital que começam em 2 de dezembro de 2007 em

Leia mais

Radiodifusão Sonora Digital

Radiodifusão Sonora Digital 1 Radiodifusão Sonora Digital Lúcio Martins da Silva AUDIÊNCIA PÚBLICA COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA SENADO FEDERAL ASSUNTO: A ADOÇÃO DE UMA NOVA TECNOLOGIA PARA

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO NOTA TÉCNICA

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO NOTA TÉCNICA Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO NOTA TÉCNICA Nota Técnica: Ditel/06/2012 Referência:

Leia mais

ANTENAS - TÓPICOS DAS AULAS - 1. Introdução. 2. Dipolo hertziano. 3. Antena dipolo de meia onda. 4. Antena monopolo de quarto de onda.

ANTENAS - TÓPICOS DAS AULAS - 1. Introdução. 2. Dipolo hertziano. 3. Antena dipolo de meia onda. 4. Antena monopolo de quarto de onda. ANTENAS - TÓPICOS DAS AULAS - 1. Introdução.. Dipolo hertziano. 3. Antena dipolo de meia onda. 4. Antena monopolo de quarto de onda. 5. Antena em anel pequeno. 6. Características das antenas. 7. Conjunto

Leia mais

Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan.

Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan. Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan. Campo Elétrico - E O campo elétrico E - é um conceito definido pela força que uma carga (usualmente uma carga de teste) experimentaria se fosse

Leia mais

5 - especificação TÉCNiCA

5 - especificação TÉCNiCA 5 - especificação TÉCNiCA ESPECIFICAÇÕES DO REPETIDOR RP-860 Frequência UL DL 824-849 MHz 869-894 MHz Especificações elétricas Potência de saída (dbm) DL: 10dBm, 15dBm, 17dBm UL: 10dBm Ganho máximo (db)

Leia mais

Número PE046/2013. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE046/2013. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 1 CONECTOR, N - Encaixe tipo femea; Un 20,00 - Fixacao do condutor interno por solda; - Fixacao do cabo por sistema Clamp; - Para cabo coaxial tipo RGC213 50ohms; - Frequencia de trabalho max 6,5GHz;

Leia mais

ÍNDICE LISTA DE FIGURAS LISTA DE TABELAS PREFÁCIO AGRADECIMENTOS

ÍNDICE LISTA DE FIGURAS LISTA DE TABELAS PREFÁCIO AGRADECIMENTOS ÍNDICE LISTA DE FIGURAS LISTA DE TABELAS PREFÁCIO AGRADECIMENTOS 1 O SISTEMA TELEFÓNICO 1.1 Introdução 1.2 Terminais telefónicos 1.3 Rede telefónica 1.4 Princípios de comutação telefónica 1.4.1 Introdução

Leia mais

AMPLIFICADOR DE SINAL DE ÁUDIO ESTÉREO PARA AUTOS

AMPLIFICADOR DE SINAL DE ÁUDIO ESTÉREO PARA AUTOS MANUAL DE INSTRUÇÕES E CERTIFICADO DE GARANTIA AMPLIFICADOR DE SINAL DE ÁUDIO ESTÉREO PARA AUTOS O USO DE EQUIPAMENTOS DE SOM EM POTÊNCIA SUPERIOR A 85 DECIBÉIS, PODE CAUSAR DANOS AO SISTEMA AUDITIVO (LEI

Leia mais

5 - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

5 - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 5 - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Especificações do Repetidor RP-970 Frequência UL DL 890-915 MHz 935-960 Mhz Especificações elétricas Potência de saída (dbm) DL: 20 UL: 15 Ganho máximo (db) DL: 70 UL: 65 Controle

Leia mais

Guilherme Bilbao Soares da Silva. Projeto de instalação de uma emissora de radiodifusão sonora em frequência modulada, no

Guilherme Bilbao Soares da Silva. Projeto de instalação de uma emissora de radiodifusão sonora em frequência modulada, no Guilherme Bilbao Soares da Silva Projeto de instalação de uma emissora de radiodifusão sonora em frequência modulada, no município de São Pedro de Alcântara São José SC Julho/ 2013 Guilherme Bilbao Soares

Leia mais

ESCOLA DE ENGENHARIA MAUÁ INSTITUTO MAUÁ DE TECNOLOGIA TREVISAN DE SOUZA, V. L.; VAROTTI, J. L. G.; RIBEIRO, G. P.; NOCHI, M. K.

ESCOLA DE ENGENHARIA MAUÁ INSTITUTO MAUÁ DE TECNOLOGIA TREVISAN DE SOUZA, V. L.; VAROTTI, J. L. G.; RIBEIRO, G. P.; NOCHI, M. K. ESCOLA DE ENGENHARIA MAUÁ INSTITUTO MAUÁ DE TECNOLOGIA ESTUDO DE IMPLEMENTAÇÃO DE ANTENAS DIRECIONAIS ESTILO CANTENNA EM APLICAÇÕES EXTERNAS Projeto premiado de Introdução à Engenharia Elétrica/Eletrônica

Leia mais

ATA DE ABERTURA DE LICITAÇÃO

ATA DE ABERTURA DE LICITAÇÃO ATA DE ABERTURA DE LICITAÇÃO MODALIDADE: CONVITE Nº 02/2012 TIPO: MENOR PREÇO OBJETO: Aquisição de Equipamentos de áudio para o Auditório do Centro de Educação Tecnológica de Itabirito, para atender do

Leia mais

DISPERSÃO. Esse alargamento limita a banda passante e, consequentemente, a capacidade de transmissão de informação na fibra;

DISPERSÃO. Esse alargamento limita a banda passante e, consequentemente, a capacidade de transmissão de informação na fibra; DISPERSÃO Quando a luz se propaga em meios dispersivos a sua velocidade de propagação muda com o comprimento de onda. Além disso a luz se propaga de diferentes modos (por diferentes caminhos) gerando distintos

Leia mais

Digital Active Outdoor DVB-T/T2 Antenna SRT ANT 15 ECO

Digital Active Outdoor DVB-T/T2 Antenna SRT ANT 15 ECO Digital Active Outdoor DVB-T/T2 Antenna SRT ANT 15 ECO User Manual Manuel d utilisateur Bedienungsanleitung Istruzioni d uso Manual de usuario Manual do Usuário Használati útmutató Návod k obsluze Bruksanvisning

Leia mais

SOLUÇÕES BRASILSAT CONTRA INTERFERÊNCIA - Aplicações em comunicações via satélite em Banda C

SOLUÇÕES BRASILSAT CONTRA INTERFERÊNCIA - Aplicações em comunicações via satélite em Banda C - Aplicações em comunicações via satélite em Banda C V2.0 - AÇÃO DIVERSIDADE - BrasilSat, uma empresa socialmente responsável CAUSAS DE INTERSISTÊMICAS (ESPAÇO PARA TERRA): Dentro da Faixa de 3,625 a 4,2GHz

Leia mais